Page 1

AB

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE ODONTOLOGIA REGIONAL CARUARU

INFORMATIVO TRIMESTRAL DA ASSOCIAÇÃO CARUARUENSE DE CIRURGIÕES-DENTISTAS ANO V - Nº 22 - JUNHO DE 2010

Foto: Victor Vargas

ABO elege nova diretoria

Dirigentes eleitos para a gestão 2010/2013 da ABO Caruaru

A Associação Brasileira de Odontologia – Regional Caruaru realizou no último dia 13 de maio, de acordo com o Capítulo V - Art. 28 do seu regimento, eleição para a renovação dos cargos da diretoria, dos conselhos científico e fiscal e da Escola de Aperfeiçoamento Profissional - EAP. Criada pelos profissionais da Odontologia, em 1975, a ex-ACCD – Associação Caruaruense de Cirurgiões-Dentistas, hoje ABO Caruaru, elegeu a chapa única, com a presidência de Humberto Vieira Sobreira para a gestão 2010/2013. A nova diretoria tomou posse no dia 21 de maio, durante reunião solene no Auditório Lúcia Azevedo, na sede da entidade. Pág. 08

Série “Além da Profissão” destaca o Mestre Renato Cabral. Pág. 11


Humberto Sobreira

Órgão Informativo da Associação Caruaruense dos Cirurgiões-Dentistas - ABO Regional Caruaru

Empenho e dedicação

É

Reconhecendo todo o

já feitas, criar outras e,

esforço da gestão anterior,

acima de tudo, conseguir

a

iniciamos essa gestão com

transformar novas ideias

ABO

vontade de dar novo fôlego

em realidade e projetos

a antigos projetos e fazer

concretizados

com que o sonho de tantos

fortalecimento de nossa

1º Secretário: Wamberto V. Maciel

outros se torne realidade.

categoria. Desde já, agradeço a

Tesoureiro: Lúcio Flávio Azevedo

com imensa satisfação

que,

maio,

desde

passei

representar

nossa

como presidente para o triênio 2010-2013. Nossa diretoria foi escolhida

pensando

na

melhor forma de representar todos os associados administrativa, política e socialmente,

unindo

a

experiência dos amigos e colegas

fundadores

da

ABO, que já participaram de diretorias anteriores, com

outros

que

Rua Pedro Jordão, 405 Maurício de Nassau CEP: 55.012-640 Fones: (81) 3722.2144/9928.1375 Site: www.abocaruaru.com.br E-mail:abocaruaru@abocaruaru.com.br

estão

É sabido que, desde a fundação da ACCD/ ABO Caruaru, todos que passaram por esta presidência procuraram trabalhar em prol

de

nossa

classe,

para

o

todos os que vislumbram na ABO um instrumento de

Presidente: Humberto Sobreira Vice – presidente: Rônio Galindo Secretário geral: Rômulo S. da Silva

Vice-tesoureiro: Belmino C. A. Torres CONSELHO CIENTÍFICO

comungam do ideal de

Lúcia Maria de Azevedo Sérgio Murilo Barbalho de S. Carneiro Daniel Saturnino da Silva Jr. Luiz Garcia da Silva Roberto Sérgio de V. Souza

transformá-la

CONSELHO FISCAL

agregação

de

classe

e

numa

entidade cada vez mais

Efetivos

nossa associação e um

sólida e representativa. Aproveitem todos

José Pequeno de Amorim Valter Gonçalves de Souza Edelweiss Barbosa Gomes

melhor

nosso Prisma e tenham

Suplentes

uma boa leitura.

Antônio Fortunato de Menezes Danielle Lago Bruno de Faria

visando

melhorias

em

aperfeiçoamento

começando nesta cami-

profissional dos colegas. São metas nossas

nhada.

continuar com as parcerias

o

Humberto Sobreira Presidente ABO - Caruaru

EAP conclui mais uma turma de Cirurgia

Diretora da EAP: Lúcia Maria de Azevedo Edição “Prisma” Rua Saldanha Marinho, 539 Maurício de Nassau - Caruaru Telefax: (81) 3721.9504 E-mail: vicvargas@uol.com.br Editor: Victor Vargas

Esta é mais uma turma concluinte do curso de “Aperfeiçoamento em Cirurgia”, com a coordenação do Prof. Dr. Marconi Maciel (centro). O curso teve aulas dos professores Fabrício Andrade, Igor Camargo, Belmino Torres e Ildefonso Cavalcanti. A EAP já está com as inscrições abertas para formar a 3ª turma do curso – confira na página 03.

Prof. Rômulo Souza Cirurgião - Dentista CRO 7476

Reabilitação Oral

Rua Riachuelo, 159 - Apto. 101 Maurício de Nassau - Caruaru - PE Fone: (81) 3721-5210 - Cel.: (81) 8822-7808 romulosouza.odonto@gmail.com

2

IMPLANTES

Redação: Victor Vargas e Gabriela Kopinits

Estagiária de Jornalismo: Layanna Florêncio

Revisão: Gabriela Kopinits

Projeto gráfico: Edmilson Sousa

Diagramação: Thayana Vargas

Impressão: Gráfica A Pontual


Cursos na ABO Caruaru Curso de Aperfeiçoamento em Cirurgia

Curso de Especialização em Ortodontia

*Periodicidade: módulos mensais *Duração: 12 meses *Vagas: 20 *Dias e horários: sextas-feiras (tarde e noite) e sábados (o dia todo) *Taxa de inscrição: R$ 50,00 *Mensalidade: R$ 350,00

*Duração: 36 meses *Vagas: 12 *Taxa de inscrição: R$ 50,00 *Mensalidade: 18 meses - R$ 1.200,00 18 meses - R$ 1.300,00

Curso de Aperfeiçoamento em Implante *Periodicidade: módulos mensais *Duração: 12 meses *Vagas: 18 *Dias e horários: sextas-feiras (tarde e noite) e sábados (o dia todo) *Taxa de inscrição: R$ 50,00 *Mensalidade: R$ 450,00

Curso de Aperfeiçoamento em Prótese Fixa e Removível *Periodicidade: módulos mensais *Duração: 12 meses *Vagas: 12 *Dias e horários: sextas-feiras (tarde e noite) e sábados (manhã e tarde) *Taxa de inscrição: R$ 50,00 *Mensalidade: R$ 350,00

Auxiliar de Saúde Bucal - (ASB) *Periodicidade: módulos mensais *Duração: 14 meses *Vagas: 50 *Dias e horários: sábados e domingos (o dia todo) *Taxa de inscrição: R$ 70,00 *Mensalidade: R$ 70,00

Técnico em Saúde Bucal - (TSB) *Periodicidade: módulos mensais *Duração: 27 meses *Vagas: 30 *Dias e horários: sábados e domingos (o dia todo) *Taxa de inscrição: R$ 50,00 *Mensalidade: R$ 150,00

Curso de Aperfeiçoamento em Endodontia

Técnico em Prótese Dentária - (TPD)

*Periodicidade: módulos mensais *Duração: 10 meses *Vagas: 12 *Dias e horários: sextas-feiras (tarde e noite) e sábados (o dia todo) *Taxa de inscrição: R$ 50,00 *Mensalidade: R$ 300,00

*Periodicidade: módulos mensais *Duração: 28 meses *Vagas: 40 *Dias e horários: sextas-feiras (noite), sábados (manhã, tarde e noite) e domingo (manhã e tarde) *Taxa de inscrição: R$ 50,00 *Mensalidade: R$ 200,00

Curso de Aperfeiçoamento em Dentística *Periodicidade: módulos mensais *Duração: 10 meses *Vagas: 12 *Dias e horários: sextas-feiras (tarde e noite) e sábado (o dia todo) *Taxa de inscrição: R$ 50,00 *Mensalidade: R$ 300,00

Curso de Especialização em Periodontia *Duração: 2 anos *Vagas: 12 *Dias e horários: sextas-feiras (tarde e noite) e sábados (o dia todo) *Taxa de inscrição: R$ 50,00 *Mensalidade: R$ 780,00

Curso de Especialização em Prótese *Duração: 24 meses *Vagas: 12 *Taxa de inscrição: R$ 50,00

Atualização em Gestão de Negócios na Odontologia *Periodicidade: módulos mensais, com carga horária de 8 horas *Duração: 12 meses *Vagas: 40 *Taxa de inscrição: R$ 50,00 *Mensalidade: R$ 150,00

Todos os cursos são reconhecidos pelo MEC MAIS INFORMAÇÕES: (81) 3722-2144 / (81) 9928-1375 / (81) 9928-1068 http://www.abocaruaru.com.br - abocaruaru@abocaruaru.com.br

3


Wilson Muniz

ARTIGO

Cirurgia ortognática: muito mais que um novo sorriso

G

rande parte da população mundial apresenta alterações no posicionamento dos dentes e nos ossos maxilares que acarretam, em sua grande maioria, problemas na mastigação, estética facial, respiração, fala e deglutição, que não poderão ser corrigidos apenas com tratamentos ortodônticos convencionais. Pessoas que apresentam a necessidade de melhoria destas funções precisam ser muito bem avaliadas por um cirurgião-dentista especialista em cirurgia bucomaxilofacial. A cirurgia ortognática é um procedimento ortocirúrgico

realizado para corrigir uma gama variada de pequenas ou grandes alterações de desalinhamento de dentes e ossos maxilares. O objetivo dos procedimentos ortodônticos e cirúrgicos é a correção das deformidades dentofaciais e o estabelecimento de um equilíbrio entre os dentes, os ossos de sustentação e as estruturas faciais vizinhas como a língua, lábios e bochechas, fazendo com que a função seja reestabelecida e o aspecto facial melhorado. Algumas das condições abaixo podem indicar a necessidade de uma cirurgia corretiva dos maxilares:

Dificuldade na mastigação

Aparência facial desarmônica /assimétrica

Dor crônica na ATM ou na face

Defeitos de nascimento (congênitos)

Dificuldade na deglutição

Queixo pequeno ou retraído (micrognatismo)

Desgaste excessivo dos dentes

Queixo grande ou protruído (prognatismo)

Incapacidade de fechamento dos lábios em repouso

Síndrome da apneia obstrutiva do sono e ronco

Mordida aberta

Respiração bucal crônica e boca seca

Dificuldades na fala

Prognatismo

Micrognatismo

A cirurgia está indicada quando há a impossibilidade da execução do tratamento ortodôntico isolado, o que acarretaria em instabilidade e desequilíbrio ósseodentário. A cirurgia ortognática é realizada durante uma determinada fase do tratamento ortodôntico e o

Mordida aberta

momento cirúrgico é de acordo com cada caso, ou seja, o ortodontista e o cirurgião necessitam, obrigatoriamente, trabalhar de forma integrada, formulando o correto d i a g n ó s t i c o, c o o r d e n a n d o o t ra t a m e n t o e o acompanhamento a longo prazo. Embora o principal objetivo desse tipo de cirurgia seja melhorar a função, grande parte dos pacientes também obtém melhora da sua aparência facial, repercutindo positivamente em muitos aspectos de qualidade sua vida.

Dr. Wilson Rodrigo Muniz

Especialista em cirurgia e traumatologia bucomaxilofacial pela UFPE; Simulação de correção para micrognatia

Simulação de correção para prognatismo

Cirurgião bucomaxilofacial da Bucalmax e do Centro de Atenção dos Defeitos da Face do IMIP (CADEFI) – Recife-PE

Cooperativa não é banco, é melhor do que um banco. Rua Pe. Félix Barreto, 79 - Centro - Caruaru-PE - CEP 55.012-370 FONE/FAX: (81) 2103.8892 - TELESALDO: (81) 3721.7976 e-mail: unicred@supranet.com.br Rua Joaquim Tabosa, 40 - Maurício de Nassau

Cep: 55.012.560 - Caruaru PE - Fone: (81) 3721.6319

4


Novos procedimentos de planos de saúde entram em vigor As novas regras estabelecidas pela ANS passaram a valer desde o dia 07 de junho

D

esde o dia 07 de junho, os planos de saúde contratados a partir de 1º de janeiro de 1999 vão ter que ampliar a sua cobertura básica assistencial. A decisão da Agência Nacional de Saúde – ANS foi publicada na Resolução Normativa nº 211, no dia 11 de janeiro deste ano. Com as alterações, as operadoras serão obrigadas a incluir na cobertura assistencial mínima 70 novos procedimentos e aumentar o limite de consultas em algumas especialidades médicas. As mudanças devem beneficiar cerca de 44 milhões

de brasileiros. Para aqueles que têm planos mais antigos – cerca de 10,4 milhões de pessoas – vale o que está definido em contrato. Entre as alterações – que podem ser consultadas na página da Agência Nacional de Saúde na internet (www.ans.gov.br) – estão a inclusão de 16 procedimentos odontológicos, como a colocação de coroas e blocos dentários. A decisão da ANS dividiu opiniões, principalmente entre os cirurgiões-dentistas. “Os novos procedimentos odontológicos irão inviabilizar

financeiramente a maioria das operadoras. O pior é que foi sugestão da ABO Nacional e do CFO. Muitos profissionais vão ficar desempregados”, lamenta o vice-presidente da ABO Caruaru, Rônio Galindo. Já o conselheiro fiscal da ABO, Edelweiss Gomes, acredita que as operadoras não terão nenhum problema em administrar os novos procedimentos. Por outro lado, para o presidente da Uniodonto Caruaru e vice-presidente da OCB/PE – Ramo Saúde, Antonyver Carvalho, a resolução deixa muito a

desejar: “Essa norma não contempla adequadamente procedimentos necessários à promoção da saúde, alguns destes procedimentos, principalmente em prótese, estão em desuso, e outros mais importantes não foram incluídos.” Carvalho prevê também que as operadoras vão ter grandes dificuldades. “A normativa desrespeita contratos firmados que não estipulavam tal acréscimo de serviços, fazendo com que as empresas não tenham nem como calcular os impactos financeiros desta nova lista nos seus custos administrativos”.

Confira abaixo quais são os procedimentos odontológicos que deverão ser inclusos na cobertura básica dos planos de saúde contratados a partir de 01/01/1999: 1. Condicionamento em odontologia - Consultas de adaptação (até três sessões/ano) para os beneficiários com comportamento não cooperativo ou de difícil manejo. 2. Coroa unitária provisória com ou sem pino provisório para preparo de restauração metálica fundida - Procedimento de caráter provisório em dentes permanentes não passíveis de reconstrução por meio direto antes da restauração definitiva. 3. Exerese de pequenos cistos de mandíbula/maxila - Remoção de pequenos cistos da mandíbula e/ou maxila quando a localização e características da lesão permitirem a realização do procedimento em ambiente ambulatorial. 4. Ortopantomografia de mandíbula/maxila - Exame radiográfico tipo panorâmico como auxílio no diagnóstico pré e/ou pós procedimento cirúrgico. 5. Punção aspirativa com agulha fina ou coleta de raspado em lesões ou sítios específicos da região bucomaxilofacial - Obtenção de células de órgãos e tecidos de lesões da região bucomaxilofacial, com o uso de uma agulha de pequeno calibre ou a partir da coleta de raspado. 6. Reabilitação com coroa de acetato, aço ou policarbonato Restauração com coroa feita de acetato, aço ou policarbonato em dentes decíduos não passíveis de reconstrução por meio direto e/ou dentes permanentes em pacientes não cooperativos/de difícil manejo. 7. Reabilitação com coroa total de cerômero unitária – inclui peça protética - Restauração unitária com coroa total feita de cerômero em dentes permanentes anteriores (incisivos e caninos) não passíveis de reconstrução por meio direto. 8. Reabilitação com coroa total metálica unitária – inclui peça protética - Restauração unitária com coroa total feita de material metálico em dentes permanentes posteriores (pré-molares e molares) não passíveis de reconstrução por meio direto. 9. Reabilitação com núcleo metálico fundido ou pré–fabricado – inclui a peça protética - Restauração com pino feito de material metálico ou pré-fabricado em dentes permanentes com tratamento endodôntico prévio.

10. Reabilitação com restauração metálica fundida unitária – inclui peça protética - Cobertura para restauração de metal em dentes posteriores permanentes com comprometimento de 3 ou mais faces, não passíveis de reconstrução por meio direto ou dentes com comprometimento de cúspide funcional, independente do número de faces afetadas. 11. Redução de luxação da ATM - A cobertura da redução da luxação consiste no reposicionamento do processo condilar para dentro da cavidade mandibular, quando sua realização for possível em ambiente ambulatorial. 12. Teste de fluxo salivar - É um teste em que se observa a saliva com relação ao volume secretado sob estímulo mecânico. 13. Tratamento cirúrgico de fístulas buconasais ou bucosinusais Tratamento cirúrgico da comunicação entre a cavidade bucal e cavidade nasal e da comunicação entre a cavidade bucal e o seio maxilar, quando a localização e características da lesão permitirem a realização do procedimento em ambiente ambulatorial. 14. Tratamento cirúrgico de tumores benignos e hiperplasia de tecidos ósseos/cartilaginosos na mandíbula/maxila - Tratamento cirúrgico do crescimento anormal de células benignas e do aumento do número de células do tecido ósseo ou cartilaginoso da mandíbula ou maxila quando a localização e características da lesão permitirem a realização do procedimento em ambiente ambulatorial. 15. Tratamento cirúrgico de tumores benignos e hiperplasia de tecidos moles na mandíbula/maxila - Tratamento cirúrgico do crescimento anormal de células benignas e do aumento do número de células de tecidos moles da mandíbula ou maxila quando a localização e características da lesão permitirem a realização do procedimento em ambiente ambulatorial. 16. Tratamento cirúrgico de tumores benignos odontogênicos sem reconstrução - Tratamento cirúrgico, sem reconstrução, de tumores benignos originads dos tecidos formadores do dente, quando a localização e características da lesão permitirem a realização do procedimento em ambiente ambulatorial.

Rua 1º de Maio, 80 – Bairro: Nossa Senhora das Dores – Caruaru – Fones: 3721.6769 / 3723.7522 - E-mail: uniodontocaruaru@hotmail.com

ANS - nº 414891

5


Protocolo com carga imediata INTRODUÇÃO

A

reabilitação oral para pacientes totalmente desdentados, com grande reabsorção do rebordo, até alguns anos atrás era um grande desafio para o cirurgião-dentista, porém, com o advento do implante, surgiu a possibilidade de realizar próteses fixadas por implantes como a l t e r n a t i va t e ra p ê u t i c a , promovendo a melhora funcional e estética superior ao obtido pelos métodos reabilitadores tradicionais. A reabilitação protética feita imediatamente após a cirurgia de instalação dos implantes modificou conceitos preestabelecidos e proporcionou diminuir o número de intervenções cirúrgicas, reduzir o tempo de tratamento e promover uma maior satisfação do paciente. Esta técnica ficou conhecida como carga imediata. Porém, a seleção dos pacientes que irão submeterse a um tratamento com carga imediata deve ser criteriosa, a fim de obter o sucesso clínico.

edêntulas. O princípio biológico que possibilita a aplicação de carga imediata é a estabilidade primária, porém, para a realização desta técnica deve-se estar com o paciente devidamente selecionado quanto a osso (quantidade e qualidade) e saúde geral controlada. O sucesso clínico dos implantes e de seus componentes é determinado pela maneira como o estresse mecânico é transferido do implante ao tecido ósseo circundante, sem gerar forças de grande magnitude, o que poderia colocar em risco a longevidade do implante e a prótese (BLATT et al., 2007). Rodrigues (2007) preconiza a instalação de 4 a 6 implantes na região anterior da mandíbula, entre os forames mentonianos e a confecção de uma prótese total fixa implantossuportada, também

conhecida como prótese tipo protocolo, que, conforme Brånemark (2001), é um sistema de prótese sobre implantes, composto de estrutura metálica, recoberta com "gengiva artificial" em resina acrílica termopolimerizável ou em cerâmica. Bastos et al, em 2008, afirmam ser essencial que a moldagem e transferência dos implantes da posição exata da boca para o modelo de trabalho devem ser precisas. A vantagem de qualquer técnica de moldagem em implantodontia está na reprodução fiel dos tecidos que circundam o implante para o modelo funcional. Inicialmente, as próteses tipo protocolo eram feitas utilizando-se intermediários tipo convencional. Hoje, são usados intermediários tipo pilares cônicos com perfis baixos. As bordas superiores

Figura 1 - Inicial com próteses antigas

Figura 2 - Inicial sem as próteses

devem estar posicionadas na mesma altura, com 1 a 2 mm em relação ao nível gengival, razão pela qual podem ser encontradas com cintas de diferentes comprimentos (TELLES et al, 2009). DESCRIÇÃO DE CASOS CLÍNICOS Caso 1 – O paciente procurou o especialista em prótese dentária para realizar uma reabilitação protética, e recebeu as orientações e esclarecimentos sobre a técnica que seria mais indicada para o caso. O paciente encontrava-se motivado pelo tratamento com prótese fixa sobre implantes (protocolo inferior). Logo em seguida encontram-se as fotografias do caso:

REVISÃO DE LITERATURA Misch (2000) afirma que os problemas de adaptação das reabilitações convencionais podem ser minimizados com o uso de próteses implantossuportadas, que têm como vantagens a manutenção do osso; a manutenção da DVO; o posicionamento estético do dente; a oclusão adequada; a melhora da saúde psicológica; o aumento da estabilidade e da retenção; a melhora fonética; o aumento do índice de sucesso da prótese e a melhora da sua função. Segundo Romero et al. (2000), para que ocorra sucesso no tratamento sobre implantes, é de extrema importância a passividade entre as interfaces dos componentes implantoprotéticos. Em situações que não há passividade pode haver indução da perda óssea, fratura do pilar e quebra do parafuso de conexão. Brånemark (2001) afirma que, pelo método de implante convencional, o período inicial em que os implantes devem permanecer sem qualquer tipo de pressão é o mais importante para que ocorra a osseointegração na interface osso-implante, porém, recentes trabalhos têm indicado a colocação de implantes com carga imediata em mandíbulas

Figura 5 - Instalação do protocolo em menos de 72 horas após a cirurgia

Figura 4 - Protocolo acrilizado após 48 horas após a cirurgia

Figura 3 - Instalação de 5 implantes

Figura 6 - Caso finalizado inferior e superior com próteses fixas provisórias (superior foi reabilitad com PPR conjugada com attachment)

Caso 2 – A paciente era portadora de problemas periodontais e estéticos e de baixa autoestima. Primeiramente, recebeu um protocolo superior e posteriormente reabilitará o inferior.

Figura 1 - Inicial

Figura 2 - Instalação de 6 implantes imediatos pós-exodontias

Figura 3 - Barra fundida sobre modelo e posterior acrilização

Figura 10 - Situação final após instalação do protocolo superior

CONCLUSÃO

Entre as principais vantagens estão: - A manutenção da DVO, o fato dos pacientes receberem as suas próteses no mesmo dia da

instalação dos implantes; redução do tempo clínico e do número de procedimentos; e eliminação da prótese móvel provisória durante a osseointegração.

Existem algumas indicações como: - Pacientes com boa quantidade e quantidade de osso; possibilidade de estabilização primária.

Josué Alves*; Ricardo Pereira**; Rodrigo Araújo Rodrigues**; Márcia França***; Rômulo Souza** *Coord. do Curso de Especialização em Prótese Dentária, **Profs. do Curso de Especialização em Prótese Dentária, ***Aluna da turma IV de Especialização em Prótese Dentária

Dr. Humberto Sobreira Implante e Prótese - Especialista CRO-PE 6183

Dra. Daniella Montenegro Especialista em Ortodontia CRO-PE 6182

6

Consultório 01 Rua Gonçalves Dias, 302 - Sl 02 Clínica Santa Rita Maurício de Nassau - Caruaru - PE Tel.: (81) 3719.3585

Consultório 02 Rua Cel. José Pessoa, 17 - Sl 03 Centro - Bezerros - PE Tel.: (81) 3728.4100


Guia de Imposto de Renda para consultórios Resultado de constantes consultas formuladas, este guia tem o objetivo de auxiliar os profissionais da saúde na árdua missão de interpretar e fazer cumprir a exigência de entrega e recolhimento do Imposto de Renda dentro das regras estabelecidas pela Receita Federal. De início, observamos a importância na utilização de profissional habilitado para a orientação na análise e preenchimento do livro-caixa e da Declaração de Imposto de Renda. A verificação da regularidade de inscrição perante o CRC – Conselho Regional de Contabilidade pode ser feita a t ra v é s d o s i t e : www.crcsp.org.br. Na página principal há o link consulta de profissional. Nesse link, poderá ser constatado se o contador está ou não em situação regular, bem como a verificação da formação do referido profissional através da análise da categoria, se técnico ou contador, quer seja, nessa última categoria, se o mesmo é bacharel em ciências contábeis devidamente habilitado. Outro tópico importante, para os casos dos profissionais que tenham empresas abertas visando a redução do imposto de 27,5% da pessoa física para 11,33% da pessoa jurídica (consultório), é a obrigatoriedade, mesmo com a chamada tributação pelo LUCRO PRESUMIDO, de elaboração e registro dos livros comerciais (livro-diário, livro-razão) pelos contadores, vez que muitos desses profissionais confundem a determinação da legislação da Receita Federal com as normas de direito comercial e de contabilidade e abandonam ou não fazem os registros contábeis adequadamente. Para exemplificarmos a importância na elaboração dos chamados registros contábeis destacamos a existência de CRIME FALIMENTAR diante da não apresentação dos registros contábeis em caso de decretação de falência. Além da questão do crime acima mencionado, caso a DISTRIBUIÇÃO DE LUCROS seja superior a 32% dos lucros obtidos, deve, obrigatoriamente, haver a escrituração contábil para a constatação, perante a Receita Federal. Essa obrigação se faz necessária pela presunção legal

de que a empresa tem como lucro apenas 32% daquilo que fatura, sendo os demais 68% considerados despesas. Portanto, para o caso em que a empresa tenha despesas menores

do que os 68% presumidos, ela deve, obrigatoriamente, manter escrituração contábil, pois, caso contrário, poderá ser autuada e ficar sujeita ao pagamento do Imposto de Renda e da

Descrição

contribuição social, com juros e multa. Quanto ao preenchimento das despesas no LIVRO-CAIXA, esclarecemos as principais dúvidas existentes:

Tipo de Despesa

Roupas e calçados brancos para o trabalho

Dedutível

Tecidos para confecção de roupas de cama de exames de pacientes para usarem durante os exames

Dedutível

Roupas e calçados brancos para o trabalho

Não dedutível

Jornais e revistas para leitura dos pacientes Lanches

Não dedutível Não dedutível Dedutível quando usado no exercício da atividade independentemente do horário em que é utilizado

Telefone celular

Gasolina, locomoção e transporte Despesas de hospedagem e alimentação em outra localidade diversa do domicílio do contribuinte Despesas com instrução efetuados a estabelecimentos de ensino, relativamente à educação pré-escolar, de 1°, 2° e 3° graus, cursos de especialização ou profissionalizante, do contribuinte e de seus dependentes Aluguel Água Luz Telefone fixo Material de escritório Material de limpeza

Não dedutível Dedutível desde que haja contrato para comprovar a titularidade de quem as suportou

Dedutível

Dedutível Dedutível Dedutível Dedutível Dedutível Dedutível

Produtos de qualquer natureza usados e consumidos nos tratamentos, reparos, conservação

Dedutível

Despesas na compra de livros, revistas, publicações e materiais técnicos

Dedutível

Despesas com honorários contábeis

Dedutível

Despesas com ação judicial necessárias ao recebimento dos rendimentos, inclusive honorários advocatícios

Dedutível

Pagamento ao Conselho Regional

Dedutível

Contribuições a sindicatos de classe, associações científicas e outras associações

Dedutíveis, desde que a participação nas entidades seja necessária à percepção do rendimento e as despesas estejam comprovadas com documentação hábil e idônea e escrituradas em livro-caixa

Despesas com propaganda

Dedutível, desde que a propaganda esteja relacionada com a atividade profissional

Gastos relativos à participação em congressos e seminários

Dedutível, desde que necessários para o desempenho da função, observada a especialização profissional e guardado o certificado de comparecimento. O profissional, nesse tópico, pode, inclusive, deduzir, desde que lançados no livro-caixa, os valores gastos com hospedagem e transporte

As despesas de manutenção e custeio (dedutíveis) devem manter correlação com a atividade desenvolvida, sendo que o excesso de deduções apurado no mês pode ser utilizado nos meses seguintes, até o mês de dezembro, embora o eventual excedente apurado em dezembro não possa ser aproveitado para o ano seguinte. A comprovação das despesas deve ser feita através de cupom fiscal desde que haja a indicação do CNPJ da empresa e a identificação da despesa realizada. Marcelo Borghi Moreira da Silva Advogado especialista em direito tributário e contabilista E-mail: borghi@btconsultoria.adv.br

Vanderlei Bertoli Silvestrini Técnico em contabilidade E-mail: silvestrini@btconsultoria.adv.br

7


ELEIÇÃO

ABO elege e empossa diretoria do triênio 2010/2013

Posse

8

Nova diretoria 2010-2013

Mesa dirigente da cerimônia de posse da nova diretoria

Presidente: Humberto Sobreira Vice–presidente: Rônio Galindo Secretário geral: Rômulo Souza da Silva 1º Secretário: Wamberto Vieira Maciel Tesoureiro: Lúcio Flávio Azevedo Vice-tesoureiro: Belmino Carlos Amaral Torres Conselho Fiscal Titulares: José Pequeno de Amorim Valter Gonçalves de Souza Edelweiss Barbosa Gomes

Humberto Sobreira e Daniel Saturnino

Foto: Victor Vargas

A solenidade de posse dos novos dirigentes foi realizada no auditório da entidade no dia 21 de maio. Participaram do evento os representantes da ABO Recife – Sílvio Ricardo Caldas, da Uniodonto – presidente Antonyver Carvalho, da Unicred – gerente de relacionamento Sivonaldo Manoel, e da Sociedade de Medicina de Pernambuco – Regional Caruaru - presidente José Alberto de Melo e Lima. “A Odontologia restrita a quatro paredes não é mais viável. Cada vez mais os dentistas têm que atuar de forma integrada com a sociedade e com seus colegas de profissão e a ABO desempenha esta função”, frisou o vicepresidente Rônio Galindo. Após a solenidade, o secretário geral Rômulo Souza destacou que pretende, “no que for possível, satisfazer os desejos que todo profissional espera de uma entidade de classe – apoio em quaisquer que sejam as questões e diálogo aberto e constante sobre o futuro da profissão, e uma participação cada vez

mais ativa dos profissionais vinculados à ABO Caruaru”. Durante o discurso de posse o presidente Humberto Sobreira foi enfático: “Embora sabendo que a tarefa será árdua, as expectativas são as melhores possíveis. Desejo manter os projetos já colocados em prática, aperfeiçoando-os quando necessário, além de implantar alguns outros, como um projeto financeiro para saneamento das contas da ABO”.

Fotos: Layanna Florêncio

A

ABO Caruaru elegeu, no último dia 13 de maio, de acordo com o Capítulo V - Art. 28 do seu regimento, os seus dirigentes, conselheiros e confirmou a expresidente Lúcia Azevedo para permanecer na direção da Escola de Aperfeiçoamento Profissional - EAP. Fundada por um grupo seleto da odontologia caruaruense, em 1975, a ex-ACCD – Associação Caruaruense de CirurgiõesDentistas, hoje ABO Caruaru, elegeu a chapa única com a presidência de Humberto Vieira Sobreira para a gestão 2010/2013.

Suplentes: Antônio Fortunato de Menezes Danielle Lago Bruno de Faria Conselho Científico: Lúcia Maria de Azevedo Sérgio Murilo B. S. Carneiro Daniel Saturnino da Silva Jr. Luiz Garcia da Silva Roberto Sérgio de V. Souza Diretora da EAP: Lúcia Maria de Azevedo

Antônio Fortunato


ENTREVISTA

Sobreira assume presidência da ABO para

a

sempre atualizados com as

presidência da ABO

mais

Caruaru no triênio

procurando cursos de pós-

modernas

técnicas,

2010/2013, Humberto Vieira

graduação,

Sobreira é sócio da entidade

cada dia a atuação integrada

desde a época de estudante e

desses

foi vice-tesoureiro da gestão

tratamentos.

Daniel Saturnino 2007/2010. O novo presidente é

– Que papel a ABO Caruaru

graduado

pela

Asces

em

1999, especialista em prótese dentária, pós-graduado em periodontia, prótese

implante,

sobre

implantes,

aumentando

profissionais

Fotos: Victor Vargas

E

leito

a

nos

deve desempenhar junto à categoria e a sociedade organizada? A ABO deve servir para agregar valores

e

representar

os

ortodontia e dentística. Com

cirurgiões-dentistas da melhor

exclusividade,

Humberto

forma possível, tendo também

Sobreira concedeu entrevista

a preocupação de oferecer-lhes

à reportagem do “Prisma”.

cursos e serviços.

– Qual a sua opinião sobre

– Como você recebe a ABO

o estágio da odontologia

Caruaru com relação às

praticada em Caruaru e no

áreas administrativa, social

Estado de Pernambuco?

e científica?

De alguns anos para cá, a

Todas as três áreas estão

planejamento financeiro, e

odontologia deixou de ser

melhores

ainda continuar a batalha

mutiladora e passou a ser

estiveram no passado, porém,

para

cada vez mais conservadora,

algumas

ainda

própria. Além disso, o início

com

de

devem ser feitas visando a

de novos cursos técnicos,

empenhados

continuação do processo de

de aperfeiçoamento e de

aperfeiçoamento

especialização.

os

profissionais

Pernambuco

cada vez mais em estar

FACETAS

Humberto Sobreira

observado na ABO. – O que será prioridade na

do

mudanças

que

para os profissionais da

sua gestão? Saneamento das contas da ABO, já iniciado com a implantação

hoje

– Deixe uma mensagem

que

temos

termos

de

uma

um

sede

METALO CERÂMICA ONLAY

INLAY PRÓTESE SOBRE IMPLANTE

PRESTANDO SERVIÇOS A CIRURGIÕES DENTISTAS DESDE 1986

PLACAS METAL FREE ALUMINA Av. Dom Bosco, 82 - M. de Nassau - Caruaru - PE - Fone: (81) 3721-1245 E-mail: lazevedo@netstage.com.br / lucio_azevedo@hotmail.com

9


D P S Prestadora de Serviços Rua do Norte, nº44 - sala 304/305 - 3º andar - Centro Tel: 81 3045.4360 - Cel: 9252.9961 e-mail: dpscaruaru@hotmail.com

10

Téc. Câmeras Digitais


ALÉM DA PROFISSÃO

Renato Cabral: competência em múltiplas faces “Além

da

Luas de Barros”. “Fiz teatro

Profissão” destaca,

porque

nesta

primeira”, frisa Cabral. Destacando que

edição,

cirurgião-dentista

o

Renato

acho

a

Cabral de Oliveira Filho.

experiência

Graduado

comunidade

em

Ciências

de

arte a

vida

de

e

de

Sociais e Odontologia, com

responsabilidade

especialização

em

foram marcas significantes

Endodontia e mestrado em

em sua vida, conquistadas,

Educação

principalmente,

o

professor

social

com

as

começou a ministrar aulas

artes cênicas, em 1976, por

em 1968 na Fafica e na

questão de conciliação de

Asces

atividades,

tradicionais

faculdades de Caruaru. Inquieto, no ano

deixou de

os

o

Foto: Arquivo pessoal

A

série

professor

palcos,

ininterruptamente

Teatro: arte primeira para o Mestre Renato Cabral (centro)

atuou durante

1971, fundou e presidiu o

20 anos no Banco do Brasil e

odontologia,

mestres

direta com o público, com a

Grupo de Cultura Teatral –

manteve as atividades de

Edelweiss Gomes e José

comunidade. Você pode e

embrião

artístico

Miguel do Santos e, no

deve influir para o bem-estar

premiado

diretor

teatral

sala de aula e consultório. Dentre outras

teatro, o diretor Vital Santos

social, para a democracia e

Troféu

personalidades

que

e o casal Argemiro Pascoal e

para o bem comum e a

Mambembe e vencedor do

conviveu na sua trajetória

Arary Marrocos. “O teatro é

solidariedade”,

Molière, em 1980, com o

profissional

arte

mestre da odontologia e das

espetáculo “O Auto das Sete

Cabral

Vital

Santos

do

o

com

professor

destaca,

na

os

primeira

permite

a

porque

comunicação

UNIDADE DE CARUARU Rua Riachuelo, 159 - Térreo - Maurício de Nassau CEP: 55.012-110 - Caruaru - PE Fone: (81)3722.0001 E-mail: prontoface@hotmail.com

Rua Visconde de Inhaúma, 1361 - Maurício de Nassau Sala 303 - Caruaru - PE - Fone: (81) 3722-5115 - E-mail: paulocerq@uol.com.br

finaliza

o

artes cênicas.

UNIDADE DE PALMARES Rua Capitão Pedro Ivo, 608 - B -Centro CEP: 55.540-000 - Palmares - PE Fone: (81) 3661.0764 E-mail: prontoface@hotmail.com

Rua Dr. Pedro Jordão, 855 - 1º andar - Maurício de Nassau Caruaru - PE (81) 4105-0310 / 9606-6671 / oralcentercaruaru@hotmail.com

11


NOTINHAS DA ABO

como presidente do Congresso de Odontologia da Asces. O evento será realizado nos dias 02, 03 e 04 de junho do próximo ano.

* Bebê – Nasceu, no dia 28 de maio, no Recife, o menino Lucas – filho de Daniela Montenegro e Humberto Sobreira. Também na “Terra do Frevo”, no dia 04 de junho, nasceu Olavo, filho de Thais e Alessandro Feitosa. Parabéns da família ABO aos casais odontológos!

*Chile – O vice-presidente Rônio Galindo e o conselheiro científico Daniel Saturnino retornam à Universidad del Mar – em Viña del Mar – Chile – entre os dias 11 e 25 de julho, para conclusão do mestrado em gestão de saúde.

12

Foto: Layanna Florêncio

*Agenda - O Mestre Dierson Pacheco Leal foi confirmado

*Medicina – O presidente da Sociedade de Medicina de Pernambuco – Regional Caruaru – José Alberto de Melo e Lima e o presidente da ABO – Regional Caruaru, Humberto Sobreira, após a solenidade de posse da nova diretoria, no dia 21 de maio, no Auditório Lúcia Azevedo. *Implantodontia – As Faculdades de Odontologia de Ribeirão Preto, de Bauru e da USP promovem, entre os dias 16 e 18 de setembro, em São Paulo, o II Congresso Internacional de Implantologia. Todas as informações sobre o evento podem ser conferidas no site www.congressoimplantologia.com.br.


13


Sérgio Murilo

ARTIGO

Atualidades endodônticas - Parte I

U

ma das grandes preocupações do endodontista é a realização de uma perfeita limpeza, preparo e desinfecção do canal radicular. Segundo SCHILDER (1974), esse processo permite a obtenção de um canal radicular com forma cônica afunilada desde o acesso coronário até o ápice, criando um espaço cirúrgico que favorece uma completa obturação do sistema de canais. A obturação do sistema de canais radiculares após a sua limpeza, desinfecção e modelagem é um importante fator a ser considerado na terapêutica endodôntica, pois promove o selamento tridimensional do canal, selando tanto na região apical quanto na região cervical, impedindo, dessa forma, as reinfecções e a passagem de

microorganismos e líquidos orgânicos da cavidade oral e tecidos periodontais para o interior dos canais radiculares, dando condições para que o organismo consiga promover o reparo da região apical e periapical (STIEGEMEIER et al., 2010). Numerosos materiais vêm sendo utilizados para a obturação do sistema de canais radiculares, sendo a guta-percha e o cimento à base de óxido de zinco e eugenol ainda os materiais obturadores mais comumente utilizados, devido às suas propriedades de biocompatibilidade, estabilidade dimensional, fácil utilização, radiopacidade e termoplasticidade, além de ser um material que permite, quando necessário, o retratamento do canal. Entretanto, é sabido que esse material não tem a capacidade de promover

adesão ideal com a dentina radicular, pois não tem o poder de penetrar profundamente nos canalículos dentinários, resultando na ausência de um completo selamento entre o material obturador e as paredes dentinárias. Nos últimos anos, os materiais obturadores endodônticos têm recebido atenção especial no sentido de promoverem uma maior adesividade com as paredes dentinárias. Segundo HIRAISHI et al. (2005), essa adesividade é similar à estratégia utilizada para restaurações intracoronárias no sentido de eliminar microinfiltrações e reforçar a coroa dentária, promovendo uma estrutura chamada de monobloco. Pesquisas apontam que essa maior adesividade reduz a infiltração apical e gera uma maior resistência à fratura dos canais radiculares.

Para promover a adesividade do material obturador endodôntico, buscam-se alternativas que perpassam por cimentos resinosos que promovem a união desse material com as paredes dentinárias de tal forma que evitam a infiltração de fluidos teciduais para o interior do canal radicular, consequentemente promovendo uma maior estabilidade do material no interior do conduto. Há alguns anos, já existem no mercado cimentos endodônticos resinosos. A primeira geração desses cimentos apareceu em meados de 1970 (Hydron), porém era muito irritante ao tecido bucal, provocava inchaços, severas infiltrações e absorvia água. A segunda geração surgiu com o cimento EndoREZ, que iremos abordar na próxima edição. Dr. Sérgio Murilo B. Carneiro Doutorando em Endodontia

Informe Publicitário

O cirurgião bucomaxilofacial Airton Vieira Segundo concluiu mais um curso de Cirurgia Ortognática. Foi o VI Curso de Diagnóstico e Planejamento Virtua,l realizado nos dias 17 a 21 de maio, em Santos-SP, ministrado pelos professores Mário Gabrielli e Fued Salmen.

DR. AIRTON VIEIRA SEGUNDO CIRURGIÃO BUCOMAXILOFACIAL EMPRESARIAL DIFUSORA - (81)2103-9714

14

Fonte – Site da ABO Nacional


15


INFORME PUBLICITÁRIO

ABROSS reúne implantodontistas em São Paulo A Academia Brasileira de Osseointegração - ABROSS realizou, entre os dias 17 e 19 de junho, no Palácio das Convenções do Anhembi, em São Paulo, o seu IX Encontro Internacional. “Implantodontia clínica baseada em evidência científica” foi o tema central do evento, que contou com as participações de renomados ministradores internacionais e nacionais envolvidos com o princípio da osseointegração. “Hoje, a prática da moderna implantodontia depende de um treinamento constante e, sobretudo, da consciência de que somente através de visão multidisciplinar podemos oferecer soluções seguras e verdadeiramente eficientes para os nossos pacientes. O evento foi um marco na América Latina por ter realizado um fórum específico para a reconstrução óssea através de fatores de crescimento (rhBMP-2). O ABROSS 2010 proporcionou intercâmbios de vivências e contribuiu para a atualização com uma programação científica de qualidade”, frisou, após o evento, o representante da implantodontia pernambucana e acreana, Filemom Guerra. Paralela ao evento, aconteceu a Exposição Promocional de Tecnologia e Serviços para Implantodontia do ABROSS 2010. Na ocasião, mais de 30 empresas expuseram as últimas novidades em produtos e serviços para procedimentos avançados em reabilitação oral com implantes. “Em uma busca constante da comprovação científica dos fatos, procuramos mostrar a realidade tal como ela é, seja em congressos, encontros, simpósios ou cursos, nacionais e estrangeiros, pois nosso maior interesse é transformar o profissional da implantodontia em parte integrante da evolução da especialidade”, destacou Jorge Elias Thomé, presidente da ABROSS. Guangzhou/China – O implantodontista e empresário Dr. Filemom Guerra, procurando ampliar sua visão no mercado odontológico e em outras áreas, participou, entre os dias 13 e 27 de maio, de uma Missão Empresarial à China. A delegação acreana, composta por 73 pessoas, entre empresários e políticos, teve a presença do senador Tião Viana (PT), do vicegovernador César Messias (PP), do prefeito de Rio Branco, Raimundo Angelim (PT), do secretário de Planejamento do Acre, Gilberto Siqueira, do deputado federal Gladson Camelli (PP) e dos empresários George Pinheiro, presidente da Federação das Associações Comerciais do Acre, e Francisco Salomão, presidente da Federação das Indústrias do Acre. O Acre, com 88% de área de floresta, é rico em complementariedades com a China. E pode ainda estar mais próximo da Ásia com a inauguração da Rodovia Interoceânica, que ligará o Estado ao Porto de Ilo, no Peru, até o final deste ano. O Brasil ficará 3 mil milhas marítimas mais próximo da Ásia, levando ao Pacífico uma rota que, tradicionalmente, é feita via Porto de Santos, no Atlântico. “Isto, com certeza, nos trará grandes oportunidades para o nosso desenvolvimento sócioeconômico, analisou o empresário pernambucano.

Dr. Filemom Guerra na Praça da Paz Celestial, em Pequim

“A nossa comitiva viu de perto o funcionamento de uma Zona de Processamento de Exportação (ZPE), mecanismo de incentivo à produção destinado à exportação que o Acre pretende instalar até julho deste ano. As ZPEs permitiram que a China ampliasse o seu desenvolvimento econômico e social ao ponto de transformá-la numa das quatro nações emergentes do mundo, ao lado de Brasil, Rússia e Índia. Participamos também da Canton Fair, grande feira multissetorial de mercadorias para exportação, realizada duas vezes ao ano em Guangzhou”, destacou Filemom Guerra.

Rua Nossa Senhora de Fátima, nº 83 Sala 102 - Maurício de Nassau - Caruaru - PE Fone: 3722-5305 - E-mail: filemonguerra@hotmail.com

Rua Governador José Bezerra, nº47 Centro - Caruaru - PE - Fone/ fax: (81) 3721-5531

Revista Prisma - Edição Junho 2010  

Revista Prisma - Edição Junho 2010