Page 1

RELATÓRIO DE ATIVIDADES 2015

1


2

RELATÓRIO DE ATIVIDADES 2015


Institucional

Ações Desenvolvidas

04 Diretoria 06 Missão e Visão 07 Palavra dos Presidentes 08 ABIGRAF Nacional 50 Anos 09 Carta Aberta da Indústria Gráfica Brasileira 10 Regionais

14 Reunião Executiva 15 Assembleia no Espírito Santo 16 Grupo de Líderes 20 Sigra 2015 22 World Printing & Communication Forum 23 Sessão Solene - ABIGRAF Nacional 24 Reuniões Políticas 25 Imprint 28 Conlatingraf

Feiras e Eventos

Premiações

32 Graphics of the Americas 33 Flipoços 34 Expoprint Digital 36 Congraf Rio 2015

44 XXII Prêmio Theobaldo De Nigris 46 25º Prêmio Fernando Pini 48 Premiação das Regionais

54 Ações

Regionais

60 Resultados 2015

Meios de Comunicação

64 Revista ABIGRAF 65 Anuário Brasileiro da Indústria Gráfica 66 Boletim de Atividade Industrial 67 ABIGRAF em Ação e Site 68 Dados

Econômicos

RELATÓRIO DE ATIVIDADES 2015

3


Diretoria da ABIGRAF Nacional CONSELHO DIRETIVO

DIRETORIA EXECUTIVA

Julião Flaves Gaúna (MS)

Levi Ceregato (SP)

José Fernando da Silva Rocha (SC)

Carlos Augusto Di Giorgio Sobrinho (RJ)

Presidente

Vice-Presidente

MEMBROS Floriano Alves da Silva Junior (AL)

Roberto de Lima Caminha Filho (AM) Josair Santos Bastos (BA)

João Batista Alves dos Santos (DF)

Vivian Nicolle Barbosa de Alcântara (CE) João Baptista Depizzol Neto (ES) Antônio de Sousa Almeida (GO) Roberto Carlos Moreira (MA)

Vicente de Paula Aleixo Dias (MG) Julião Flaves Gaúna (MS)

José Conrado Azevedo Santos (PA) Marcone Tarradt Rocha (PB) Jair Leite (PR)

Valdézio Bezerra de Figueiredo (PE) Odimilson Alves Pereira (PI)

Carlos Augusto Di Giorgio Sobrinho (RJ) Carlos Vinicius Aragão Costa Lima (RN) Angelo Garbarski (RS)

Cidnei Luiz Barozzi (SC)

Sidney Anversa Victor (SP)

Walter Castro dos Santos (SE)

Sergio Carlos Ferreira Tavares (TO)

Presidente

1º Vice-Presidente

Fabio Arruda Mortara (SP) 2º Vice-Presidente

Mário César M. de Camargo (SP) Diretor de Relações Internacionais Jair Leite (PR)

Diretor de Relações Políticas

João Baptista Depizzol Neto (ES) Diretor Técnico

Odmilson Alves Pereira (PI)

Diretor de Pequenas Empresas

Carlos Roberto Jacomine da Silva (SP) Diretor de Relações com Mercado Ricardo Marques Coube (SP) Diretor de Sustentabilidade

Marconi Tarradt Rocha (PB)

Vice-Presidente Região Nordeste

Vicente de Paula Aleixo Dias (MG) Vice-Presidente Região Sudeste Angelo Garbarski (RS)

Vice-Presidente Região Sul

Altair da Graça Cruz (MS)

Vice-Presidente Região Centro-Oeste Cidnei Luiz Barozzi (SC) Diretor Administrativo

Rodrigo Velloso de Almeida (MG) Diretor Administrativo Adjunto Luiz Gornstein (SP) Diretor Financeiro

Osni Tadeu dos Santos (RS) Diretor Financeiro Adjunto

4

RELATÓRIO DE ATIVIDADES 2015


DIRETORES PLENÁRIOS

PARCEIROS HONORÁRIOS

Sidney Anversa Victor (SP)

Sidney Fernandes (SP)

Osvaldo Luciani (SC)

Carlos Alberto Rangel Proença (MG)

Tullio Samorini (ES)

Marcus Antônio Cosme Lopes (RJ) Abílio de Oliveira Santana (PR) David da Silva Júnior (MG)

Arthur Adalberto Schabbach (RS)

Osmar D’Almeida Santos Filho (RJ) Francisco Gomes de Oliveira (PI) José Toaldo Filho (PR)

Luiz Carlos Dias Oliveira (MG)

Pery Bomeisel (SP)

Oscar Schrappe Sobrinho (PR) Henry V. Saatkamp (RS) Werner Klatt (RJ)

Max Heinz Günther Schrappe (SP) José Toaldo Filho (PR) Rui Klatt (RJ)

José Cândido Cordeiro (PE)

Roque Noschang (RS)

José Arimatea de Melo Rodrigues (PI)

Severino Rodrigues Chaves Filho (PB) José Alves de Brito (PI)

Flávio Marques Ferreira (SP)

José Jonas de Farias Cabral (PB)

Antonio Ivo Daflon dos Santos (RJ)

CONSELHO FISCAL - Titulares Sidney Paciornik (PR)

Tales Vinicius Ximenes Carvalho (CE)

Maria Ângela Demoner Colnaghi (ES)

CONSELHO FISCAL - Suplentes Charles José Postali (SC)

Maria Mitico Honda (MS)

RELATÓRIO DE ATIVIDADES 2015

5


6

MISSÃO

Liderar, integrar e representar o setor gráfico, valorizando a comunicação impressa e promovendo o desenvolvimento de seus associados e demais partes interessadas.

VISÃO

Unir, fortalecer e expandir o setor gráfico brasileiro, interagindo de forma sustentável com outros setores da cadeia produtiva.

RELATÓRIO DE ATIVIDADES 2015


Palavra dos Presidentes Máxima projeção para a importância do setor gráfico 50 anos é um marco na existência de qualquer entidade de classe. Alcançá-lo é, em si, sinal de capacidade de reinvenção, combatividade e constante sintonia com as demandas e expectativas dos seus representados. Em 2015, a ABIGRAF Nacional pôde se orgulhar de chegar a seu jubileu de ouro mais ativa e realizadora do que nunca. Um símbolo dessa vitalidade foi a própria comemoração dos 50 anos da instituição, que, em junho, inspirou a realização da 4ª Semana da Indústria Gráfica (Sigra) e, em agosto, mereceu Sessão Solene na Câmara dos Deputados, em Brasília. A Capital Federal foi palco também do lançamento da Frente Parlamentar do Setor Gráfico e da Mídia Impressa, liderada pelo deputado federal Baleia Rossi. Seu objetivo: atuar sobre cinco bandeiras que visam fortalecer a competitividade da indústria gráfica nacional, beneficiando o setor e a sociedade. São elas, o fim do conflito tributário; a obrigatoriedade de impressão em gráfica nacional de livros subsidiados por programas de incentivo ou adquiridos pelo Programa Nacional de Livros Didáticos; o estabelecimento de alíquota zero de PIS-Cofins para impressão de livros no Brasil; desoneração do material escolar, com isenção de IPI e alíquota zero de PIS-Cofins; adoção de cartão de aquisição de material escolar. Em um ano de grandes realizações, a voz do setor gráfico projetou-se ainda por meio do megaevento Rio 2015, que reuniu, no Rio de Janeiro, o 16º Congresso Brasileiro da Indústria Gráfica (Congraf ), o 24º Congresso Latino-Americano da

Julião Flaves Gaúna Presidente do Conselho Diretivo

Indústria Gráfica e o 22º Prêmio Theobaldo De Nigris. Fácil ilustrar a representatividade dessas iniciativas: adesão de 325 indústrias ao Congraf, 261 trabalhos finalistas no Theobaldo, resultantes da participação de 112 indústrias gráficas de nove países, recondução da ABIGRAF a mais um mandato na presidência da Confederação Latino-Americana da Indústria Gráfica (Conlatingraf ), com endosso à elaboração de um protocolo unificado de produção limpa para todos os países do bloco e à consolidação de indicadores econômicos locais. Outros saldos desses encontros foram uma Carta Aberta da Indústria Gráfica, repudiando a volta da CPMF e a diminuição do repasse de recursos ao Sistema S, e um Pacto Latino-Americano pela Educação. No capítulo liderança, o protagonismo na organização do Grupo de Líderes da Indústria Gráfica provou-se, em seu segundo ano, mais uma realização bem-sucedida da entidade. Uma única reunião, em maio, com a presença de João Dória Jr., concentrou 80 das principais empresas da cadeia produtiva da impressão. Por mais um ano, o Prêmio Fernando Pini revelou-se uma poderosa vitrine da capacidade técnica do setor, com mais de 1,3 mil peças inscritas, 302 finalistas e 187 indústrias participantes. A presença maciça do setor na Expoprint Digital, com caravanas de todo o País, a presença em fóruns mundiais, como o World Printing & Communication Forum (WPCF) e o Graphics of the America (GOA), além dos esforços de fomento à exportação no âmbito do projeto Imprint Brasil, são mais algumas das realizações que demonstram a maturidade da ABIGRAF como porta-voz de um setor que reúne hoje mais de 20 mil empresas e que você poderá acompanhar em detalhes ao longo deste Relatório de Atividades.

Levi Ceregato Presidente da Diretoria Executiva RELATÓRIO DE ATIVIDADES 2015

7


ABIGRAF Nacional 50 anos

O ano de 2015 foi um marco para ABIGRAF Nacional,

gráficas e conquistou reconhecimento nacional e

imprimir o futuro da Indústria Gráfica.

no setor. Nada simbolizou melhor tal fortalecimento

que completou 5 décadas. São 50 anos ajudando a

Entre os dias 17 e 20 de junho de 1965, em Águas de Lindóia (SP), aconteceu o 1º Congresso

Brasileiro da Indústria Gráfica. Participaram cerca de mil empresários, vindos de todas as regiões do

Brasil e também da Argentina, Chile, Uruguai, Peru e Estados Unidos. Na pauta, assuntos como classificação de funções, avaliação de cargos e

a constituição de uma associação brasileira de industriais gráficos. Foi assim que, em 18 de junho daquele ano, surgiu a Associação Brasileira

da Indústria Gráfica (ABIGRAF), que teve como primeiro presidente Theobaldo De Nigris.

Nos 50 anos que se seguiram, a ABIGRAF deu voz aos interesses do setor, aglutinou em torno de

si empresas de diferentes portes e especializações

8

RELATÓRIO DE ATIVIDADES 2015

internacional, assumindo posição de protagonismo

do que a comemoração do seu jubileu de ouro no

mesmo ano em que promoveu o 16º Congraf e sediou a presidência da Conlatingraf, do prêmio

Theobaldo De Nigris e do Congresso LatinoAmericano da Indústria Gráfica.

Durante todo esse período de grandes desafios em

defesa da Indústria Gráfica Brasileira, nos orgulhamos dos

resultados

de

nossos

esforços,

refletidos

principalmente no progresso econômico e tecnológico do setor e na força com que mais de 20.000 empresas

associadas, mostram-se cada vez mais presentes na vida de todos os brasileiros.

É por este motivo que a ABIGRAF NACIONAL

representa o setor gráfico com o objetivo de valorizar a comunicação impressa e ajudar a pavimentar o caminho do seu desenvolvimento futuro.


Carta aberta da Indústria Gráfica Brasileira No 16º Congresso Brasileiro da Indústria Gráfica

É inconcebível que o País, detentor de uma das

aprovaram uma Carta Aberta da Indústria Gráfica

uma proposta dessas, em especial quando o governo

(Congraf ), as lideranças reunidas no evento Brasileira protestando contra o aventado aumento

de impostos e a pretensão governamental de se apoderar de parte dos recursos hoje destinados ao Sistema S. Veja a íntegra do texto.

Reunidos no Rio de Janeiro no 16º Congresso Nacional

da Indústria Gráf ica (Congraf ), os empresários do setor, representados pela Associação Brasileira da Indústria

Gráf ica (Abigraf Nacional) e por 30 sindicatos, vêm se manifestar diante da crise econômica instalada em nosso país e da perspectiva de aumento de impostos anunciada

pelo governo como parte do ajuste f iscal, inadiável para a recuperação da credibilidade do Brasil.

Composto por 21 mil empresas, sendo 96,9% de micro e

pequeno portes, em 2014, o setor faturou R$ 45,8 bilhões

e gerou 216 mil empregos diretos. Em 2015, indicadores

da Confederação Nacional das Indústrias (CNI) já mostram que, entre janeiro e junho, a indústria gráf ica nacional teve queda de 5,1% nas vendas reais, frente ao mesmo período do ano passado, seus postos de trabalho

encolheram 5,7%, enquanto as horas trabalhadas recuaram 3,3% e a massa salarial caiu 8,8%.

O setor se recusa a usar a crise como escudo para a inércia. Não está parado à espera de benesses nem tampouco

se exime de cumprir seu papel histórico de gerador de riquezas, tributos, empregos e produtos essenciais à

população. Dessa forma, não assistirá passivamente a mais uma tentativa de transferir a conta da má gestão pública para quem produz e gera emprego e renda.

mais altas cargas tributárias do mundo, formule

claudica na tarefa de por f im aos gastos desmedidos, ao elevado número de ministérios e à péssima gestão dos recursos públicos.

Também merece repúdio a anunciada redução do repasse de recursos do Sistema S que, além de ilegal, por contrariar dispositivo constitucional, desestabilizaria um sistema que funciona com sucesso e reconhecimento há décadas.

Mantido pela contribuição de empresas de diferentes atividades, o Sistema S gera educação e formação

prof issional de qualidade, facilita o acesso à cultura e à arte, apoia a exportação e outras ações de suporte ao

crescimento e à manutenção da indústria, do comércio, dos transportes e da agricultura. São serviços de excelência, mas que, com a redução pretendida, f icariam

condenados ao encolhimento e ao mesmo efeito nefasto

do mau uso de verbas que tanto castiga a educação na nossa “pátria educadora”.

Não! A indústria gráf ica brasileira não está disposta a pagar a conta da inef iciência e da irresponsabilidade

do Executivo Federal, motivo pelo qual defende a incrementação do nível de atividade econômica, a manutenção do emprego, a redução dos impostos, bem

como da taxa de juros, e a flexibilização do crédito destinado à produção.

Os mais de 200 milhões de brasileiros merecem e querem

o respeito dos seus governantes. Está na hora de cada um fazer a sua parte!

Merece repúdio o aventado aumento de impostos, com destaque para a volta da CPMF.

RELATÓRIO DE ATIVIDADES 2015

9


Regionais ABIGRAF NACIONAL A força de uma entidade é diretamente proporcional ao número de empresas a ela associadas. É por este motivo que as 22 regionais da ABIGRAF Nacional atuam de forma coordenada em busca de resultados concretos e de melhorias para a Indústria Gráfica Brasileira.

Regionais da ABIGRAF

10

RELATÓRIO DE ATIVIDADES 2015


Indústria Gráfica presente em todo o país REGIONAL RIO DE JANEIRO

REGIONAL ALAGOAS

Rua França Morel, 141 Maceió-AL - CEP 57020-560 Fone (82) 99971-3921

Rua Cel. Camisão, 65 - Amambaí Campo Grande-MS - CEP 79005-380 Fone (67) 3325-6161 | Fax (67) 3384-1830

Rua Sá Freire, 33 Rio de Janeiro-RJ - CEP 20930-430 Fone/Fax (21) 2580-8045

REGIONAL MINAS GERAIS

REGIONAL AMAZONAS

REGIONAL MATO GROSSO DO SUL

Av. Joaquim Nabuco, 1919 - 4º andar - sala 402 Manaus-AM – CEP 69020-031 Fone (92) 3186-6523 | Fax (92) 3233-8320

Rua Maranhão, 1642 - Bairro Funcionários Belo Horizonte-MG - CEP 30150-331 Fone (31) 3232-6316

REGIONAL BAHIA

REGIONAL PARÁ

Av. Tancredo Neves, 939 - S/501/2 Salvador-BA - CEP 41810-021 Fone (71) 3341-4240 | Fax (71) 3341-4283

REGIONAL CEARÁ Av. Barão de Studart, 1980 - 3º andar - sala 301 Fortaleza-CE - CEP 60120-001 Fone (85) 3261-4825 | Fax (85) 3421-5478

REGIONAL DISTRITO FEDERAL SIG/Sul - Quadra 03 - Bloco C - Lote 87 Brasília-DF - CEP 70610-400 Fone (61) 3344-2163/3733 | Fax (61) 3344-1475

REGIONAL ESPÍRITO SANTO Av. Nsa. Sra. da Penha, 2053 - 3º andar Edif FINDES | Vitória-ES - CEP 29056-913 Fone (27) 3227-9970

REGIONAL GOIÁS Rua 200 Qd. 67-C Lote 1/5 nº 1.121 – Setor Leste Vila Nova – Goiânia – GO – CEP 74645-230 Fone (62) 3223-6515 Fax: (62) 3223-1062

REGIONAL MARANHÃO Av. Jerônimo de Albuquerque, s/n - 3º andar Edifício Casa da Indústria – FIEMA São Luis-MA - CEP 65060-645 Fones (98) 3246-5312 | Fax (98) 3248-8002

Travessa Quintino Bocaiúva, 1588 – 8º andar Nazaré | Belém-PA - CEP 66035-190 Fone (91) 4009-4888

REGIONAL PARAÍBA

REGIONAL RIO GRANDE DO NORTE

Av. Senador Salgado Filho, 2860 - 1º andar Sala 14 – Bairro Lagoa Nova Natal-RN - CEP 59075-900 Fone/Fax (84) 3204-6317

REGIONAL RIO GRANDE DO SUL Av. Pernambuco, 2623 - 5º andar Porto Alegre-RS - CEP 90240-005 Fone (51) 3323-0303 | Fax (51) 3346-1920

REGIONAL SANTA CATARINA

Rua Manoel Guimarães, 195 – 5º Andar Edifício Agostinho Veloso do Silveira Campina Grande – PB – CEP 58100-440 Fone/Fax (83) 2101-5371

Rua Thiago da Fonseca, 44 – Capoeiras Florianópolis-SC - CEP 88085-100 Fone/Fax (48) 3244-8863

REGIONAL PARANÁ

REGIONAL SÃO PAULO

Rua Augusto Severo, 1050 – Centro Cívico Curitiba-PR - CEP 80030-240 Fone (41) 3253-7172

Rua do Paraíso, 529 São Paulo-SP - CEP 04103-000 Fone (11) 3232-4500 | Fax (11) 3232-4507

REGIONAL PERNAMBUCO

REGIONAL SERGIPE Av. Dr. Carlos Rodrigues da Cruz, s/n, Ed. Albano Franco – Centro Adm. Gov. A. Franco, Bairro Capucho | Aracaju-SE - CEP 49080-190 Fone (79) 3042-4506

Rua Capitão Lima, 116 - Santo Amaro Recife-PE - CEP 50040-080 Fone (81) 3081-1100 | Fax (81) 3081-1102

REGIONAL PIAUÍ Av. Indl. Gil Martins, 1810 - 7º andar Ed. Albano Franco - Redenção Teresina-PI - CEP 64017-650 Fone (86) 3218-1369

REGIONAL TOCANTINS 108 Sul, Alameda 03 - Lote 06, Sala 05 Palmas-TO - CEP 77020-105 Fone (63) 3215-3899

RELATÓRIO DE ATIVIDADES 2015

11


ações

desenvolvidas 12

RELATÓRIO DE ATIVIDADES 2015


Imprint

Conlatingraf

SIGRA 2015

Reunião executiva nacional 50 anos ABIGRAF Nacional

Grupo de líderes 2015 Reuniões políticas Assembleia ABIGRAF no Espírito Santo

Ciclo de sustentabilidade

World Printing & Communication Forum

RELATÓRIO DE ATIVIDADES 2015

13


Reunião Executiva Nacional

Presidentes de 11 Regionais da ABIGRAF Nacional

não se veem políticas visando a microeconomia,

deliberar sobre uma extensa pauta de interesses

participantes em todos os fóruns da indústria.

reuniram-se em São Paulo, em 20 de março, para da indústria gráfica. O encontro foi aberto pelo

presidente do Conselho Diretivo da entidade, Julião Flaves Gaúna, e conduzido pelo presidente nacional da ABIGRAF, Levi Ceregato.

Dentre os temas apresentados, comentou-se sobre o cenário macroeconômico brasileiro e foram

apresentados os resultados consolidados da indústria

gráfica: queda de 2% em 2014 e perspectiva de encolhimento de 1,1% neste ano.

Nas palavras de Ceregato, em um cenário de insegurança jurídica, econômica e política e no qual

cabe

aos

empresários

se

manter

unidos

As Regionais presentes e respectivos presidentes

foram: Espírito Santo, João Baptista Depizzol

Neto; Mato Grosso do Sul, Julião Flaves Gaúna;

Minas Gerais, Vicente de Paula Aleixo Dias; Paraíba, Marcone Tarradt Rocha; Paraná, Jair Leite; Piauí, Odimilson Alves Pereira; Rio de Janeiro, Carlos Augusto Di Giorgio Sobrinho; Rio

Grande do Norte, Carlos Vinícius Aragão Costa

Lima; Rio Grande do Sul, Ângelo Garbarski;

Santa Catarina, Cidnei Luiz Barozzi; e São Paulo, Sidney Anversa Victor.

Alguns dos temas apresentados: • A importância da comunicação em entidades de classe. • Resultados da Two Sides. • A evolução nos preparativos do 16º Congraf e do 24º Congresso Latino-Americano da Indústria Gráfica. • A negociação de condições facilitadas para a participação do empresário gráfico na Drupa 2016 e as ações sob acompanhamento das várias diretorias completaram a pauta do dia.

14

RELATÓRIO DE ATIVIDADES 2015

e


Assembleia da ABIGRAF no Espírito Santo Em 17 de abril, aconteceu a 51ª Assembleia Geral Ordinária da ABIGRAF Nacional. O encontro realizou-se na

Regional do Espírito Santo, em Vitória, e contou com a participação do presidente da ABIGRAF Nacional, Levi Ceregato, do presidente do Conselho Diretivo, Julião Falves Gaúna, e mais 39 líderes gráficos, representando 28 entidades.

Na reunião, discutiram-se, dentre outros temas: • A importância das regionais.

• O projeto Two Sides – campanha pela valorização do papel e comunicação impressa. • O Prêmio Fernando Pini.

• O 16º Congraf, XXIV Congresso

Latino-Americano e o XXII Prêmio Theobaldo De Nigris.

RELATÓRIO DE ATIVIDADES 2015

15


Grupo de Líderes 2015 1º Encontro 2015 Líderes de 80 das principais empresas da cadeia

produtiva da impressão reuniram-se, em 27 de maio, para uma programação focada no futuro do setor.

O evento abriu com a palestra “A força do líder como agente transformador”, realizada pelo empresário e comunicador João Dória Jr. . Eleito uma das mil

pessoas mais influentes do mundo pela revista IstoÉ e um dos empresários mais bem-sucedidos do país

pela revista Exame, Dória lembrou que o Grupo

Lide, presidido por ele, tem 19 títulos impressos e planos de ampliar o portifólio (sinal da confiança que deposita no produto gráfico).

Afirmou ainda que o líder não se abate com a crise, mas atua com mais empenho e criatividade: “Ele é

um agente transformador e exemplo de atitude e enfrentamento”, disse Dória.

O palestrante expôs também o decálogo de atitudes que elege como essenciais a uma liderança: 1. Acreditar no próprio projeto. 2. Trabalhar em equipe. 3. Manter-se focado. 4. Ter disciplina.

5. Negociar soluções.

6. Conservar o equilíbrio.

7. Dispor-se a correr riscos. 8. Ser perseverante.

9. Ter paixão pelo que faz.

10. Conservar a humildade. Para concluir, ele reconheceu que o momento é

difícil, mas que o Brasil emergirá melhor e mais eficiente. Na sequência, o presidente nacional

16

RELATÓRIO DE ATIVIDADES 2015


da Associação Brasileira da Indústria Gráfica (ABIGRAF), Levi Ceregato, homenageou Dória

com uma placa, ressaltando sua visão e incentivo a um Brasil mais empreendedor.

Em sintonia com a atitude de olhar para o futuro que permeou o evento, foram apresentados destaques

da agenda gráfica para o ano, como a organização e promoção do 2º Seminário de Educação na 29ª

Escolar Office Brasil, do 16º Congresso Brasileiro da Indústria Gráfica e do 25º Prêmio Brasileiro de Excelência Gráfica Fernando Pini , e para 2016, como Expoprint Digital e Drupa.

Outro destaque foi o lançamento da Frente

Parlamentar do Setor Gráfico e Mídia Impressa, que aconteceu simultaneamente ao 3º Encontro Nacional dos Sindicatos da Indústria Gráfica.

O líder da Assembleia Legislativa de São Paulo, deputado estadual Fernando Capez, também prestigiou o evento e afirmou que “união, reunião e ação são os elementos que transformam a realidade”. Na

plateia, estiveram

ainda

os

presidentes

da

Confederação Latino-Americana da Indústria Gráfica, Fabio Arruda Mortara; da Ibá – Indústria Brasileira

de Árvores, Elisabeth Carvalhaes; da Associação dos

Agentes de Fornecedores de Equipamentos e Insumos

para a Indústria Gráfica (Afeigraf ), Klaus Tiedermann; e da Associação Brasileira de Empresas com Rotativa Offset, Mauro Melli. Também estiveram presentes

Julião Flaves Gaúna, Jair Leite e Sidney Anversa Victor, respectivamente presidentes do Conselho Deliberativo

da ABIGRAF e das regionais do Paraná (ABIGRAF-PR) e de São Paulo (ABIGRAF-SP).

RELATÓRIO DE ATIVIDADES 2015

17


Grupo de Líderes 2015 2º Encontro 2015 LANÇAMENTO DA FRENTE PARLAMENTAR Fim de conflito tributário e desonerações de livros e materiais didáticos motivam frente parlamentar do setor gráfico e da mídia impressa Em evento promovido pela Associação Brasileira da Indústria Gráfica (ABIGRAF), foi realizado o lançamento da Frente Parlamentar do Setor Gráfico

e da Mídia Impressa, que conta com a liderança do

deputado federal Baleia Rossi. A Frente nasce com cinco bandeiras bem definidas (ao lado) que, nas palavras de Rossi, “beneficiam a indústria gráfica e também a sociedade”.

Seu objetivo é agilizar soluções em favor do fortalecimento e do aumento da competitividade da indústria gráfica

brasileira, deixando-a em igualdade de condições para

concorrer com os grandes players do mercado mundial.

O presidente nacional da ABIGRAF, Levi Ceregato, encerrou o encontro reafirmando que “a criação da Frente

era um exemplo de boa prática política, de respeito às instituições democraticamente constituídas e um sinal de esperança para as mais de 20 mil gráficas representadas pela ABIGRAF, geradoras de 213 mil empregos”.

Compuseram a mesa e fizeram uso da palavra também

os deputados Mauro Pereira e Walter Ihoshi; o diretor

de relações políticas da ABIGRAF Nacional, Jair Leite;

o presidente do Conselho da ABIGRAF Nacional e

presidente da Regional Mato Grosso do Sul, Julião Flaves

Gaúna; e o presidente da regional de Brasília da ABIGRAF, João Batista Alves dos Santos. O lançamento reuniu mais de 20 parlamentares da Câmara Federal e do Senado.

18

RELATÓRIO DE ATIVIDADES 2015


Confira os projetos de lei que estarão no foco dessa Frente: Conflito de normas tributárias (PLP 366/2013) – De autoria do senador Romero Jucá, já foi aprovado no Senado e tramita na Câmara. Tem o objetivo de corrigir a legislação complementarque hoje dá margem à dupla tributação de produtos gráficos, que acabam onerados tanto por ICMS quanto por ISSQN.

Programa Nacional do Livro Didático (PNLD) e Similares (PL 7867/2014) – De autoria do deputado

federal Vicentinho, prevê que os livros didáticos destinados ao PNLD, assim como aqueles beneficiados por incentivos fiscais, como os da Lei Rouanet, sejam necessariamente impressos por gráficas nacionais, fazendo

com que o dinheiro público neles investidos permaneçam no País, contribuindo para gerar localmente mais empregos, tributos e riquezas.

Alíquota Zero de PIS/Cofins para Impressão de Livros no Brasil (PL 2396/2015) – De autoria do deputado Walter Ihoshi, visa corrigir uma distorção histórica, que faz com que a impressão seja a única

etapa não favorecida pela imunidade tributária que beneficia a impressão de livros, revistas e periódicos. Com isso, as gráficas nacionais têm seus preços agravados em 9,25% de PIS/Cofins, frente aos concorrentes internacionais, cujos produtos chegam às prateleiras totalmente isentos dessas contribuições.

Cartão Aquisição de Material Escolar (PLS 122/2013) – De autoria da senadora Lúcia Vânia, prevê a transferência diretamente para as famílias beneficiadas dos recursos destinados à compra de material escolar

de crianças e adolescente entre 4 e 17 anos. O objetivo é devolver à família seu poder de escolha, preservar as crianças da discriminação por usarem materiais sabidamente doados nos kits e fomentar as papelarias

e pequenos comércios regionais com a reentrada no mercado de uma força de calculados 40 milhões de consumidores.

Desoneração de Material Escolar: Isenção de IPI e Alíquota Zero de PIS/Cofins (PL 6705/2009) –

De autoria do senador Agripino Maia, beneficia diretamente o consumidor final e também diferentes segmentos da indústria. No setor gráfico, os produtos beneficiados são caderno, agenda e classificadores.

RELATÓRIO DE ATIVIDADES 2015

19


4ª Semana da Indústria Gráfica SIGRA 2015

A Semana da Indústria Gráfica (SIGRA) é uma

iniciativa concebida para celebrar o aniversário

da ABIGRAF Nacional, comemorados em 18 de

Junho, e o Dia Nacional da Indústria Gráfica em 24 de Junho.

A SIGRA 2015 é a quarta edição desta Semana

comemorativa, realizada pela ABIGRAF Nacional. É considerada o fórum ideal para quem busca

atualização profissional, networking e o melhor de tudo: a comemoração do seu negócio.

Dentro desta semana comemorativa, acontece uma série de ações como: Encontro dos Presidentes das Regionais da ABIGRAF, Palestra de Gestão Tributária e Ciclo de Sustentabilidade.

20

RELATÓRIO DE ATIVIDADES 2015

Executiva da Nacional reaf irma compromissos

Em reunião no dia 22 de junho, em São Paulo, o

presidente da diretoria executiva da ABIGRAF Nacional, Levi Ceregato, fez um rápido balanço de

sua gestão, iniciada em junho de 2014. Lembrou que, em um ano de mandato, várias promessas já foram cumpridas, como a criação da Sala do Gráfico, em

São Paulo, e de um escritório político da entidade, em Brasília.

Também foram cedidos computadores para equipar regionais e há perspectiva de abertura de cinco

novas regionais até o final do ano, totalizando 27 casas da indústria gráfica no País.


“Outros grandes marcos do ano serão a realização

do 16º Congraf, no Rio de Janeiro, e a comemoração

dos 50 anos de ABIGRAF Nacional durante o lançamento da Frente Parlamentar da Indústria Gráfica e Mídia Impressa, em Brasília, no dia 20 de agosto”, afirmou Ceregato.

Gestão tributária na pauta

Em tempos de crise, o planejamento tributário

pode se revelar um aliado da competitividade, como

descobriram os empresários e profissionais presentes

na palestra Gestão Tributária, promovida em 26 de

julho pela ABIGRAF-SP e SINDIGRAF-SP. A

palestrante convidada foi a mestra em contabilidade, Geuma Campos do Nascimento.

Ciclo de Sustentabilidade

De 22 junho a 24 de junho, a ABTG apresentou

o 8º Ciclo de Sustentabilidade com especialistas renomados do setor. Temas importantes como economia de água, gerenciamento de resíduos e desenvolvimento sustentável fizeram parte do evento.

RELATÓRIO DE ATIVIDADES 2015

21


Frente aos maiores do mundo World Printing & Communication Forum (WPCF)

Em junho, o presidente da ABIGRAF Nacional, Levi

“O Brasil, como player mundial, não poderia ficar de

financeira

no evento, vale destacar que o Brasil, com 20.630

Ceregato, juntamente com o presidente e a diretora do

SINDIGRAF-SP,

Fabio

Arruda

Mortara e Beatriz Bignardi, estiveram na reunião anual

da World Print & Communication Forum (WPCF), encontro mundial promovido pela Federação Europeia

para Impressão e Comunicação Digital (Intergraf ), que congrega 23 entidades e associações nacionais de vinte países da Europa.

Na ocasião, constataram que, no Brasil, o setor possui

maquinário e competência técnica compatíveis com os padrões internacionais. “No entanto, perdemos

em competitividade até mesmo para a Europa, em

função de custos de insumos, problemas de logísticas e inflexibilidades trabalhistas e tributárias”, diz Ceregato.

O WPCF conta hoje com 17 integrantes, incluindo a Conlatingraf e a ABIGRAF Nacional, e tem como

objetivo promover o intercâmbio de informações e o

diálogo entre entidades, fornecedores e clientes, de modo a incentivar o desenvolvimento da comunicação

impressa e das indústrias conexas em todo o mundo.

22

RELATÓRIO DE ATIVIDADES 2015

fora”, afirma Mortara. Dentre os números apresentados

gráficas, tem um PIB gráfico de US$ 19,461 milhões, superior, por exemplo, ao da Índia, que faturou US$ 14

milhões, com 250 mil gráficas – uma grande diferença, mesmo descontando o fato de os números brasileiros serem de 2014, e os indianos, de 2012.

Outra curiosidade, a exportação brasileira foi das que

mais cresceram (4%), frente à Coreia (0,2%), Estados Unidos (-1%) e Japão (-2%). Mortara relatou ainda

que a Europa, com exceção da Inglaterra, mostra dificuldade para se recuperar do impacto da crise

de 2008, o que traz como consequência a queda no

investimento. Fechando a exposição, ele falou da indústria gráfica chinesa: “Naquele país, 56% do PIB

gráfico – US$ 104,367 milhões por 151.322 empresas – são gerados por apenas 3% do setor. Embalagens

tiveram crescimento acentuado e responderam por 75% da produção local em 2013, enquanto as publicações impressas corresponderam a cerca de 15% do total”.


50 anos da ABIGRAF Nacional

A comemoração dos 50 anos da ABIGRAF Nacional

foram celebrados em Sessão Solene na Câmara Federal

no dia 4 de agosto. Na solenidade, o presidente, Levi Ceregato, ressaltou que “o momento é difícil, mas o país tem imenso potencial econômico, demográfico, recursos naturais e população corajosa

e com grande poder de superação. Vamos virar o jogo, retomar o crescimento do PIB e construir uma base sólida de prosperidade com justiça social”.

A ABIGRAF Nacional foi fundada em 18 de julho

de 1965 e representa 20 mil indústrias gráficas, geradoras de 216 mil empregos diretos. Congrega hoje 22 regionais, em todo o país, além de duas seccionais no interior paulista.

RELATÓRIO DE ATIVIDADES 2015

23


Reuniões Políticas AGENDA 2015 19 de janeiro

Reunião com a presidência e diretoria da FIESP

2 de fevereiro

08 de julho

Reunião com a vice-presidente dos Correios, Morgana Cristina Santos

Reunião com o Ministro de Estado do

04 de agosto

Sr. Armando de Queiroz Monteiro Neto

50 Anos da ABIGRAF Nacional

Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior,

Sessão solene em Brasília

16 de março

03 de novembro

Deputados, Sr. Eduardo Cunha.

Milton Luiz de Melo Santos

Encontro com o Presidente da Câmara dos

6 de abril

Reunião com Deputado Federal Vicentinho

13 de abril

Reunião com o Deputado Duarte Nogueira

24

RELATÓRIO DE ATIVIDADES 2015

Reunião com o presidente da Desenvolve-SP,

11 e 12 de novembro

Encontro Nacional da Indústria (ENAI 2015)


Imprint

Capacita, apoia e promove para exportação e negócios internacionais

ESTRUTURANTE

A IMPRINT BRASIL é o projeto setorial de

Planejamento

NACIONAL em parceria com a Apex-Brasil.

Contratação de pesquisa de mercado com dados

BRASIL, atua de forma organizada desde 2003

internacionais dos Estados Unidos da América, com

Ao longo deste período, relações foram firmadas,

e EMBALAGEM.

Em 2015, foram realizadas ações de capacitação,

os afiliados das verticais editorial, promocional e

Estratégico:

co-criado

entre

exportação e negócios internacionais da ABIGRAF

AFILIADOS IMPRINT, ABIGRAF e Apex-Brasil.

O setor gráfico brasileiro, através da IMPRINT

estratégicos e mailing dos principais compradores

promovendo pequenas, médias e grandes empresas.

foco nas verticais EDITORIAL, PROMOCIONAL

fronteiras expandidas e negócios concretizados.

Consultor: contratação de consultor para apoiar

promoção, estruturantes, comunicação e marketing.

embalagem.

CAPACITAÇÃO PROGRAMA PEIEX: o programa tem nível nacional e presta consultoria na empresa, através de

profissionais altamente qualificados para diagnosti-

car pontos de melhorias e auxiliar nas ações em prol da competitividade. PROGRAMA

DE

CAPACITAÇÃO

NEGÓCIOS INTERNACIONAIS –

EM

EXPORTAÇÃO via ESPM SÃO PAULO:

programa inovador e prático, ministrado pelos professores de Relações Internacionais da ESPM SÃO PAULO para capacitar empresários em exportação.

RELATÓRIO DE ATIVIDADES 2015

25


Imprint PROMOÇÃO 8 Feiras Internacionais: promoção comercial das empresas af iliadas ao projeto. National Retail Federation

Nova Iorque

EUA/JAN 2015

Festival Havanos

Havana

CUBA/FEV 2015

Paperworld

Duty Freeshop Americas

NSS NATIONAL STATIONARY

ECRM SCHOOL &OFFICES SUPPLIES BTS MARKET PLACE

Frankfurt Orlando

Nova Iorque Orlando Miami

ALEMANHA/JAN 2015 EUA/MAR 2015 EUA/MAI 2015 EUA/SET 2015

EUA/NOV 2015

Projeto Comprador

10 compradores internacionais visitaram estandes e fábricas dos afiliados da IMPRINT BRASIL. ESCOLAR OFFICE BRASIL

São Paulo

04 Missões comerciais e prospectiva

BRA/JUL 2015

Reuniões agendadas no escritório dos compradores internacionais com foco em fomentar negócios. NOVA IORQUE CUBA E MIAMI

JAN/2015

JUN/2015

CUBA SET/2015 NOVA IORQUE

NOV/ 2015

1 Agente de promoção

Contratação de agente de promoção em Cuba.

1 Agente comercial

Contratação de agente comercial nos Estados Unidos da América.

26

RELATÓRIO DE ATIVIDADES 2015


COMUNICAÇÃO E MARKETING Material promocional e identidade visual integrada da IMPRINT BRASIL durante: lançamento

da

marca na NRF, Expoprint, Escolar, Congraf, Fernando Pini, Feiras Internacionais, por email marketing e correio internacional.

Material promocional e identidade visual integrada

das empresas participantes da feira internacional NSS – NATIONAL STATIONERY SHOW.

Comunicação Digital: website totalmente renovado. Como

resultado, o

projeto, através

de

seus

afiliados, já realizou negócios com mais de 37

países, acumulando exportações superiores a US$

95.000.000 (noventa e cinco milhões de dólares)

desde 2010. Fonte: BI Apex-Brasil. Agosto 2015. Contabiliza ainda a participação em 120 missões

comerciais e em 84 feiras internacionais com foco na promoção internacional de seus afiliados.

RELATÓRIO DE ATIVIDADES 2015

27


28

Conlatingraf avança em ações na América Latina

Revisão do Regulamento do Prêmio Theobaldo

Em fevereiro, a Confederação Latino-Americana

O presidente da Printing Association of Florida

Miami, presidentes e representantes de associações

sobre o cenário americano e a realidade das gráficas

dos Estados Unidos. Presidida por Fabio Arruda

comentar as ações que a Graphics of the Americas

para a melhoria do ambiente de negócios para o

presidente do conselho da Andigraf, Manuel Fabian

A presença de Gustavo Morales, ex-presidente da

conhece o funcionamento do mercado americano.

Indústria Gráfica do Paraguai – AIGP, referendou a

Conlatingraf, Héctor Cordero, e o vice-presidente de

refundação da Conlatingraf, conduzida por ele em 2012.

conjuntamente a proposta de alteração e adequação do

Programas Internacionais para Produção Limpa,

fundação; o novo site, www.conlatingraf.net, totalmente

De Nigris, Adesão de outros países, troca de Experiências de Boas Práticas.

da Indústria Gráfica (Conlatingraf ), reuniu, em

(PAF), George Ryan, realizou uma apresentação

de diversos países da América Latina e também

nos Estados Unidos. Também aproveitou para

Mortara, a Conlatingraf avançou em temas relevantes

– GOA 2015 iria realizar nos três dias do evento. O

empresário gráfico de todos os países do continente.

Ruiz Laverde colaborou na apresentação, uma vez que

confederação e atual presidente da Associação da

O vice-presidente de Marketing e Comunicação da

continuidade e fortalecimento das ações propostas na

Concursos e Prêmios, Igor Archipovas, apresentaram

Foram

logotipo da entidade, que passou a incorporar o ano de

discutidos

temas

como

Comunicação,

RELATÓRIO DE ATIVIDADES 2015


remodelado; e os materiais de comunicação que

A Afeigraf, representada por seu assessor Ismael

em inglês e espanhol.

Expo Print Digital 2016, que ocorre entre os dias 18

foram totalmente reformulados e já estão disponíveis Foi apresentado ainda o projeto para o Congresso Latino-Americano, bem como a proposta de revisão

do regulamento do Prêmio Theobaldo De Nigris, que incorporou pequenas atualizações necessárias ao acompanhamento das mudanças no mercado gráfico internacional.

A Conlatingraf também está sistematizando os

Guarnelli, convidou a todos a estarem presentes na e 21 de março em São Paulo. Também aproveitou

para evidenciar que a Expo Print, passará por uma reformulação em seu calendário de realização.

Estiveram presentes: Enrique Orozco e Maria Elena

de Turcios (ACOACEIG), Jaime Ojeda Torrent, Rainer Wagner e Luís Nei Arias (IBF).

dados econômicos de todos os países, e o vice-

presidente de Estatísticas e Estudos Econômicos, Wagner J. Silva, apresentou uma consolidação dessas informações e reforçou a importância da constante

atualização dessa base. Em sua conclusão, afirmou que, com isso, a entidade efetivamente passa a ser vista como um bloco econômico de importância para as economias mundiais. Roberto Tapia, 1º

vice-presidente, contribuiu

significativamente com temas relevantes para o

desenvolvimento da indústria gráfica em toda

Roberto Tapia - 1o Vice-Presidente da Conlatingraf

a América Latina, trazendo experiências de seu país, o Chile, e sua ampla atuação junto à própria Conlatingraf.

Antonio Hernández, vice-presidente de Capacitação, colocou em avaliação o Programa Internacional para Produção Limpa, que propõe o desenvolvimento de

uma publicação única, a ser utilizada por todas as gráficas da América Latina.

Mike Burgestein, diretor de Relações Internacionais

da PAF/GOA, apresentou proposta para realização do Prêmio Theobaldo De Nigris que facilita a

logística de envio de produtos e a participação

dos vencedores no prêmio Benny, promovido pela Printing Industries of America.

Gustavo Morales - Representante - Asociación de Industriales Gráficos del Paraguay

RELATÓRIO DE ATIVIDADES 2015

29


feiras e

eventos setoriais 30

RELATĂ“RIO DE ATIVIDADES 2015


Expoprint DIGITAL Graphics of the Americas

Congraf Rio 2015

10 anos Filipoรงos

RELATร“RIO DE ATIVIDADES 2015

31


Graphics of the Americas Entre os dias 26 e 28 de fevereiro, a indústria gráfica

atividades e serviços, assim como dos preparativos

prestigiar a GOA 2015.

Indústria Gráfica e o 22º Prêmio Theobaldo De

do continente americano teve oportunidade de Um dos pontos altos do evento foi a premiação de

Antonio Hernández, conhecido como Tony, com o troféu Líder Gráfico das Américas, em cerimônia de gala, promovida pela PAF/GOA e Conlatingraf.

Outro destaque foi a participação da Conlatingraf com estande próprio para divulgação de suas

32

RELATÓRIO DE ATIVIDADES 2015

para o 24º Congresso Latino-Americano da Nigris, que aconteceram no Rio de Janeiro, entre os dias 30 de setembro e 2 de outubro.

O estande recebeu mais de 400 visitantes, entre

empresários gráficos e fornecedores de máquinas, equipamentos e insumos.


10 anos Flipoços

A ABIGRAF Nacional é uma das entidades

apoiadoras da 10ª Flipoços – Feira Nacional do Livro de Poços de Caldas e Festival Literário, que

aconteceu entre 25 de abril e 3 de maio. Foram nove dias dedicados à cultura, à literatura e ao entretenimento.

O diretor de relações institucionais da ABIGRAF Nacional,

Reinaldo

Espinosa,

foi

um

dos

palestrantes do evento, com o tema “Valorização da Comunicação Impressa”. A 10ª Flipoços aconteceu

no Espaço Cultural da Urca, em Poços de Caldas

(MG), e reuniu mais de 50 expositores e cerca de 80 mil títulos de livros.

RELATÓRIO DE ATIVIDADES 2015

33


Expoprint Digital

Entre os dias 18 e 21 de março, empresários gráficos

gráfica não trava suas batalhas por preço, mas, sim,

caravanas organizadas pelas regionais da ABIGRAF

produtos altamente desejáveis”, declarou ele.

de todas as regiões do país integraram as inúmeras para visitar e conhecer as novidades da ExpoPrint Digital Latin America, a maior feira de impressão digital do continente.

A feira, que teve lugar no Expo Center Norte, na capital paulista, foi realizada pela Afeigraf

– Associação dos Agentes de Fornecedores de

Equipamentos e Insumos para a Indústria Gráfica, com organização da APS Feiras & Eventos e apoio

da ABIGRAF Nacional, ABTG, ABIGRAF-SP e do SINDIGRAF-SP, que participaram com estande

Também para Alexandre Keese, diretor da APS Feiras, a presença maciça do setor evidenciou que a indústria gráfica vive um novo momento “Com

equipamentos de impressão digital, o empresário pode buscar mercados antes inalcançáveis, como os trabalhos com baixas tiragens, dados variáveis

e rótulos e impressão sob demanda. Avaliamos a

feira como de grande valia para a indústria gráfica ”, comentou Keese.

próprio, compartilhado com a campanha Two Sides

Boas surpresas

A forte adesão da indústria gráfica não surpreendeu

surpreenderam-se com a diversidade de alternativas

Brasil e Imprint.

o presidente da ABIGRAF Nacional, Levi Ceregato:

“Formamos um setor fortemente competitivo, sempre em busca de inovação e avanços tecnológicos. O parque gráfico brasileiro iguala-se aos melhores do mundo e o empresário gráfico nacional está

consciente do grande desafio que é a reconquista da competitividade do setor. Temos que nos espelhar

em países como os Estados Unidos, onde a indústria

34

pelo investimento em diferenciais que tornam seus

RELATÓRIO DE ATIVIDADES 2015

Os associados da Seccional Bauru da ABIGRAF-SP

e novidades apresentadas pelos expositores para

impressão nos mais diferentes tipos de suportes. “As reproduções, com ótimas definições, e a inserção de dados variáveis foram os destaques dessa edição

da ExpoPrint Digital, assim como as inovadoras opções de acabamento, que valorizam ainda mais

os materiais impressos”, afirmou o presidente da Seccional, Ricardo Carrijo.


Atentos a novas oportunidades de mercado

Enriquecimento pessoal e prof issional

Preto da ABIGRAF-SP compareceram em caravana

organizou uma caravana com 38 empresários, de

Os empresários gráficos da Seccional de Ribeirão

para conhecer de perto as novas tecnologias e

oportunidades de mercado. “A Expoprint trouxe novidades que atualizam as empresas para as novas

exigências do mercado” afirmou o presidente da Seccional, Fabio Sarje.

Ampliando conhecimentos

A ABIGRAF-DF e o SINDIGRAF-DF, com apoio do Senai local, organizaram uma caravana

com 40 empresários gráficos. O objetivo principal

da visita foi a ampliação dos conhecimentos

técnicos relativos aos processos de impressão digital,

O

sistema

ABIGRAF-MS

e

Sindigraf-MS

oito municípios do Mato Grosso do Sul. “Ações

como essa oportunizam momentos ímpares de enriquecimento pessoal e profissional, tanto pelo

acesso aos avanços tecnológicos, quanto pela troca

de informações e estreitamento dos laços”, avalia

o presidente da Regional, Julião Flaves Gaúna. Outros ganhos apontados pelos empresários foram a

possibilidade de se atualizar em relação ao mercado

e de estabelecer um relacionamento mais próximo com fornecedores de produtos e serviços, geralmente

muito distantes e inacessíveis para as gráficas locais.

além da aproximação fornecedores e empresários de

Para uma ação mais criativa

do Distrito Federal, a missão serviu ainda para

empresários de 27 gráficas do estado. Seu objetivo

outras localidades do país. Na visão dos empresários adicionar informações importantes ao planejamento

estratégico das suas gráficas. “Foi muito produtivo. Vimos, na prática, a importância dessas tecnologias

no processo produtivo”, disse o presidente da Regional, João Batista Alves dos Santos.

A ABIGRAF-RS levou em sua caravana 40 foi colocar o empresariado gaúcho em contato com o que há de mais atual no mercado. “É um momento

para buscar maior criatividade e inovação para o

mercado gaúcho”, afirma o presidente da instituição, Ângelo Garbarski.

Expectativas conf irmadas

Uma vitrine de tendências

Sigemg reuniu 56 integrantes, entre empresários

reunindo 51 empresários. De acordo com seu

A caravana organizada pela ABIGRAF-MG e o

gráficos e representantes de fornecedores. Seu objetivo foi conferir as novidades e, segundo os organizadores, a expectativa se cumpriu graças

à excelente estrutura da feira. Como saldo, os industriais gráficos mineiros constataram que

o conjunto de serviços e produtos mostrados

confirmou a importância da tecnologia digital para

A

ABIGRAF-SC

promoveu

duas

caravanas,

presidente, Cidnei Luiz Barozzi, as feiras são extremamente necessárias para dar a conhecer as

novidades ao setor. “A ExpoPrint colocou na vitrine as tendências do mundo digital para os empresários

gráficos. Agora, cabe às empresas fazerem suas opções e investimentos”, diz ele.

o novo mercado de impressão gráfica.

RELATÓRIO DE ATIVIDADES 2015

35


36

RELATÓRIO DE ATIVIDADES 2015


Congraf Rio 2015 Anúncios

interativos

em

jornais

e

revistas,

A ABIGRAF Nacional foi fundada em 1965, durante

rastreáveis, protótipos tridimensionais que saem

interior paulista, e reuniu mais de mil empresários

embalagens inteligentes, etiquetas logisticamente das impressoras direto para as fábricas, notícias que

chegam impressas em produtos de consumo diário,

o 1º Congraf, que aconteceu em Águas de Lindóia, do setor. Em memória a esse grande acontecimento, compuseram a mesa da 16a edição do Congraf o

como garrafas de leite. Não é ficção científica. Essas

articulador da fundação da ABIGRAF, Carlos

mundial reinventa-se para fazer frente ao avanço da

MG, e o ex-presidente da ABIGRAF Nacional e da

são algumas das saídas com que a indústria gráfica comunicação eletrônica, assunto recorrente ao longo do 16º Congraf.

Apesar de abalada pela queda no consumo interno, pelas dificuldades de crédito e pela alta do dólar, desfavorável à compra de maquinários e insumos, a indústria gráfica brasileira debruçou-se durante três dias em cases e palestras nacionais e internacionais

que apontaram soluções criativas para o futuro. “Enquanto muitos já consideravam que a indústria

gráfica vivia seus últimos capítulos, ela mostra que, longe de pertencer ao passado, continuará indispensável

como

coadujvante

de

outros

segmentos econômicos e do dia a dia da população”, afirma Levi Ceregato, presidente da Associação Brasileira

da

Indústria

Gráfica

Nacional), organizadora do evento.

(ABIGRAF

Abertura homenageia os 50 anos da Abigraf e Frente Parlamentar

Os 50 anos de fundação da ABIGRAF Nacional

foram comemorados na cerimônia de abertura do 16º Congresso Brasileiro da Indústria Gráfica

(Congraf ), que aconteceu no Rio de Janeiro, entre 30 de setembro e 2 de outubro, contou com a adesão de 325 indústrias do setor e teve como tema “A indústria gráfica em (R)evolução: Uma agenda (PRO)positiva”.

Proença, ainda na ativa e militante da ABIGRAF-

Confederação Latino-Americana da Indústria Gráfica (Conlatingraf ), Max Schrappe.

Ao lado deles, alinharam-se os presidentes da

ABIGRAF Nacional, Levi Ceregato; do Conselho Nacional da ABIGRAF, Julião Flaves Gaúna; da

Conlatingraf, Fabio Arruda Mortara; da ABTG, Claudio Baronni; do Conselho da ABTG, Reinaldo Espinosa; da ABIGRAF-RJ, Carlos Di Giorgio. Como

convidados especiais, tiveram assento o presidente da

Federação das Indústrias do Rio de Janeiro (Firjan), Eduardo Eugênio Gouvêa Vieira; e o deputado federal

Walter Ihoshi, articulador da Frente Parlamentar da Indústria Gráfica e da Mídia Impressa.

O 16º Congraf aconteceu juntamente com o 28º Congresso Latino-Americano da Indústria

Gráfica e o 22º Prêmio Theobaldo De Nigris. Foi organizado pela Associação Brasileira da

Indústria Gráfica (ABIGRAF Nacional) e a Confederação Latino-Americana da Indústria Gráfica (Conlatingraf ), com coordenação da

ABIGRAF-RJ e da ABTG. Patrocinaram a

iniciativa o Sindicato das Indústrias Gráficas

no Estado de São Paulo (SINDIGRAF-SP), na categoria Ouro Plus; Drupa, Expoprint, Expoprint Digital, HP e Suzano, na cateoria Ouro; OKI, na

categoria Prata; International Paper, IBF e Ricoh, como patrocinadores Bronze.

RELATÓRIO DE ATIVIDADES 2015

37


CONGRAF Rio 2015 tratava apenas de reinventar o setor gráfico, mas de encontrar maneiras de retomar o crescimento e contribuir para o Brasil sair da crise, um desafio

compartilhado com todos os outros segmentos econômicos.

O foco de Julião Flaves Gaúna, presidente do Conselho da ABIGRAF, foi a responsabilidade da

indústria gráfica como parte da cadeia da informação, item de importância fundamental para a vida das

pessoas e a manutenção da democracia, enquanto

Claudio Baronni, presidente da ABTG, explicou que, diante dos desafios do setor, o temário do 16º Congraf havia sido guiado pelas propostas de inovação e de

criatividade, com cases que materializassem o efeito

positivo das mudanças propostas. A importância

social da indústria gráfica na cadeia da informação,

Eduardo Gouvêa - presidente da Firjan

da cultura e da educação esteve presente também no

Com a palavra... Eduardo

Gouvêa, presidente

pronunciamento de Fabio Arruda Mortara, presidente da

Firjan, foi

o primeiro a se pronunciar na cerimônia de abertura do 16º Congraf e criticou duramente as

propostas do governo federal para o ajuste fiscal, que qualificou de uma “meia-sola de projeto de reforma fiscal, enquanto o País precisa é de um

choque de privatização”. O presidente da Firjan condenou a tentativa de se apoderar de parte do

repasse feito ao Sistema S e informou que o Senai carioca investiu R$ 7 milhões em equipamentos

para uma unidade de ensino gráfico no Rio que

já existe há 65 anos. Seguiu-se a ele, palestra da diretora de Desenvolvimento Econômico do Sistema Firjan, Luciana Sá, que analisou o cenário futuro da indústria.

Carlos Di Giorgio, presidente da ABIGRAF-RJ, falou que, para os empresários presentes, não se

38

RELATÓRIO DE ATIVIDADES 2015

reeleito da Conlatingraf.

Homenageado com uma placa por sua dedicação às causas da indústria gráfica, como o fim da

bitributação, o deputado federal Walter Ioshi, articulador da Frente Parlamentar da Indústria Gráfica e da Midia Impressa, levou ao setor uma

mensagem de otimismo, destacando que o Brasil é maior do que os momentos difíceis.

Finalizando os pronunciamentos, Levi Ceregato, presidente

nacional

da

ABIGRAF,

afirmou

que, nesses 50 anos de história da ABIGRAF, muitas vezes o Brasil e o setor enfrentaram crises

intermitentes: “Mas a indústria gráfica sempre se mostrou forte e resiliente, o que acontecerá

novamente agora. Esse 16º Congraf é uma prova

incontestável da resiliência do setor, que não tem medo de inovar e investir”.


Grandes momentos

Comentando tendências durante o 16º Congraf, os representantes da Drupa, Werner Mathias Dornscheidt e Claus Bolza-Schünemann – respectivamente, CEO da

Messe Düssenldorf, organizadora da maior feira mundial de equipamentos gráficos e presidente da edição de 2016

do evento – apontaram como mercados em crescimento a impressão de embalagens, que deve aumentar 7,5% ao ano na próxima década; a industrial e funcional, com foco na

Claus Bolza-Schünemann - presidente drupa 2016

integração de processos e personalização; a impressão 3D, que promete crescer 25% ao ano no próximo período e traz para o setor gráfico a possibilidade de atuação em novos

mercados, como o médico, de automação e automobilístico. No mercado imediato, os organizadores da Drupa

apontaram alta demanda para a impressão direta em garrafas, latas, azulejos e tecidos, que impulsionam a

impressão digital e o mercado de tintas à base de água

e UV. A impressão ótica é outra modalidade com boas

Werner Matthias Dornscheidt - presidente e CEO da Messe Düsseldorf

perspectivas, em substituição aos rótulos e etiquetas convencionais, além da impressão focada no conceito de indústria 4.0, que atende de forma personalizada e integrada aos sistemas dos clientes.

A abertura ao novo e a necessidade de adotar atitudes

centradas nas expectativas e necessidades do consumidor, foram os focos das palestras de Gisela Schulzinger e

Thiago Gomes de Almeida, respectivamente, presidente da Associação Brasileira de Embalagem (Abre) e professor

Rafi Albo - CEO da Segmarketing

do Instituto Brasileiro de Mercado e Capitais do Rio de

Janeiro (IBMEC/RJ). Ambos frisaram que a inovação não

se limita a equipamentos e só existe em ambientes que não são hostis a falhas. Precisam fazer parte da cultura

da empresa. Outra dica: inovar também não é mais questão de estratégia ou de diferenciação, é necessidade, mas só tem valor se trouxer benefícios perceptíveis aos usuários.

Gisela Schulzinger - Presidente da Abre

RELATÓRIO DE ATIVIDADES 2015

39


CONGRAF Rio 2015

Carlos Orlando Barbosa - diretor de Planejamento de Operações Gráficas - Grupo Abril

Encerrando as palestras do segundo dia, o israelense

Propaganda e Marketing (ESPM), que garantiu

orelha nos brasileiros. Segundo ele, as indústrias do

setor ao afirmar que os vaticínios de que a mídia

equipamento mais moderno, mas não investem R$ 5

Para ele, a mídia impressa é relevante na sociedade

de conteúdos gráficos inovadores. Essa distorção faz

dia mais interessante para quem a acessa e para

industrial brasileiro direcione as atenções para as

anúncios comestíveis (criados para as marcas Bobs, Fanta

são seu verdadeiro negócio. Albo discorreu sobre

que teve um lencinho da marca Neutrogena encartado,

e codificação sequencial (QR).

O cientista político Paulo Sérgio Rosa, diferentemente, não

Fora da caixa

os industriais presentes a observarem e incorporarem as

Igor Quintella, professor da Escola Superior de

Encerrando o ciclo, o ex-capitão do Batalhão de

Rafi Albo, CEO da Segmarketing, deu um puxão de

uma injeção de ânimo para os empresários do

setor não hesitam em investir R$ 2 milhões em um

impressa vai acabar são simplistas e conformistas.

mil em treinamentos que levem ao desenvolvimento

e o desafio da indústria gráfica é torná-la cada

com que, ao receber um visitante em sua gráfica, o

os anunciantes. Exemplos? Ele citou pelo menos dois:

máquinas e não para os produtos que cria e que

e MTV) e a recente capa da revista Caras, Editora Abril,

mercados em expansão, como os de personalização

capaz de remover a maquiagem da modelo.

O terceiro dia do 16º Congraf foi inaugurado por

40

RELATÓRIO DE ATIVIDADES 2015

acredita em uma longa vida para a mídia impressa e alertou plataformas eletrônicas no dia a dia das suas empresas.


Operações Policiais Especiais do Rio de Janeiro (Bope)

e autor de Tropa de Elite, Rodrigo Pimentel, deu um show ao contar como foram superados os revezes que

ameaçavam a realização do filme que se tornou um dos maiores sucessos brasileiros de bilheteria.

Testado e aprovado Durante o 16º Congraf, a confirmação de que inovar vale a pena foi dada pelos vários cases relatados e debatidos no evento.

• Carlos Orlando Barbosa, diretor de Planejamento de Operações Gráficas no Grupo Abril, mostrou

a criatividade gráfica como enriquecedora da mensagem publicitária.

• Eduardo Oliveira, da Tergoprint, desenvolveu, a partir da releitura dos brasões futebolísticos Rodrigo Pimentel - Ex-Capitão do BOPE

Gráf icas Latino-Americanas discutem protocolo comum de Produção Limpa Representantes das associações das indústrias

gráficas latino-americanas reunidos durante o 28º Congresso Latino-Americano da Indústria Gráfica, que aconteceu no Rio de Janeiro, de 30 de setembro a 2 de outubro, estabeleceram um protocolo comum de produção limpa para a

indústria gráfica do continente, cujas diretrizes serão

reunidas no Guia Básico para Implantação de Produção Limpa na Indústria Gráfica Latino-Americana, a

ser lançado em breve pela Confederação Latino-

Americana da Indústria Gráfica (Conlatingraf ), organizadora do evento.

O protocolo é resultado de um trabalho coordenado por Juan Ladrón de Guevara, diretor do Conselho

de Produção Limpa do Chile, Antonio Hernández, presidente da Associação da Indústria Gráfica do Panamá (Adigrap), e Márcia Biaggio, engenheira

por artistas plásticos, linhas de azulejos, pisos e utensílios impressos.

• Fábio Martin, gerente de Marketing e Vendas da

Artfix, que alia impressão digital e serigrafia na

produção de grandes formatos, como outdoors, sinalizações e adesivagem de automóveis e aeronaves.

• Florian Hagenbuch, co-fundador da Print, gráfica online que investe na personalização dos serviços.

• Marcus Abdo Hadade, sócio da Arizona, que

integra soluções e entregas de conteúdo de marketing em diferentes plataformas, como impresso, web e vídeo.

• Renato Oliveira, diretor da Compulaser Gráfica

e Editora, gráfica digital que tem como foco valorizar e enobrecer a impressão.

• Ricardo Marques Coube, presidente do Grupo Tiliform, que mostrou o processo de diversificação

da empresa a partir da queda do mercado de formulários, sua principal atividade na origem.

consultora da ABTG.

RELATÓRIO DE ATIVIDADES 2015

41


premiações 42

RELATÓRIO DE ATIVIDADES 2015


XXII Prêmio Theobaldo De Nigris

25º Prêmio Fernando Pini

Premiação Regionais

RELATÓRIO DE ATIVIDADES 2015

43


XXII Prêmio Theobaldo De Nigris

44

A Excelência Gráf ica na América Latina

mais importante reconhecimento de excelência

Vencedores do 22º Prêmio Theobaldo De Nigris

de outubro, em um jantar animado pela Banda

cerimônia realizada no Rio de Janeiro.

O Brasil conquistou 129 prêmios, sendo 26 Ouro,

de nove jurados, para definir os 261 finalistas do

estímulo ao desenvolvimento técnico e tecnológico

Gráficos “Theobaldo De Nigris”. Não por menos:

empresários é essencial para transformar o concurso

indústrias gráficas e 662 produtos inscritos.

competência técnica e tecnológica”, declarou Fabio

julgadora, a escolha dos produtos foi realizada por

A premiação fez parte da programação oficial

impressão, impressão e acabamento. Cada um desses

(Congraf ) e do 28º Congresso Latino-Americano

que seguem seus respectivos critérios de análise.

Confederação

todos eles avaliarão todas as peças. É um pouco

Patrocinaram a iniciativa o SINDIGRAF-SP, na

jurado adota”, declarou.

Digital, HP e Suzano, na categoria Ouro; OKI, na

de Produtos Gráficos Theobaldo De Nigris, o

como patrocinadores Bronze.

gráfica do continente, aconteceu na noite de 1º

foram anunciados no dia 1º de outubro, em

Moinho, no Rio de Janeiro.

Foram necessárias 50 horas de avaliações e o trabalho

20 Prata e 83 menções honrosas. O prêmio é um

XXII Concurso Latino-Americano de Produtos

no continente. A participação das gráficas e

esta edição do concurso reuniu nove países, 112

em um grande evento de modernidade, inovação e

De acordo com Elcio Sousa, presidente da comissão

Arruda Mortara, presidente da Conlatingraf.

meio da avaliação de quatro itens: design, pré-

do 16º Congresso Nacional da Indústria Gráfica

grupos é composto por dois especialistas da área,

da

“É uma sistemática bastante interessante, porque

Gráfica (Conlatingraf ) e ABIGRAF Nacional.

mais trabalhoso, mas uniformiza o critério que cada

categoria Ouro Plus; Drupa, Expoprint, Expoprint

Os vencedores do 22º Concurso Latino-Americano

categoria Prata; International Paper, IBF e Ricoh,

RELATÓRIO DE ATIVIDADES 2015

Indústria

Gráfica.

Foi

organizada

Latino-Americana

da

pela

Indústria


Empresas vencedoras • Acrus - Ccl Label

• Bignardi Indústria e Comércio de Papéis • Brasilgrafica

• Carvajal Educacion • Colorama

• Comunican

• Corgraf - Gráfica e Editora • Escala 7

• Escola SENAI “José Ephim Mindlin” • Fac Form Impressos

• Ibratec Artes Gráfica • Impresora Ograma • Impresora Printer • Impresos Florida • Impress SRL

• Ipsis Gráfica e Editora • Lata de Luxo

• Leograf Gráfica e Editora • Lito Offset Len • Litografía Gil

• Log & Print Gráfica e Logística • Maistype • Maroni

• Metrocolor

• Múltipla BR

• Offset Santiago

• Panamericana Formas e Impresos • Plural Indústria Gráfica • Printer Colombiana • Prolabels

• Rona Editora/Rona Embalagens • RR Donnelley Chile

• Salesianos Impresores

• Sobral Gráfica e Editora • Sutto Artes Graficas

• Thomas Greg & Sons de Peru • Tuicial Gráfica e Editora

• Vektra Gráfica e Editora. RELATÓRIO DE ATIVIDADES 2015

45


25º Prêmio Fernando Pini

Na noite do dia 24 de novembro, foi realizada a 25ª

edição do Prêmio Brasileiro de Excelência Gráfica Fernando Pini.

A entrega dos troféus do concurso, realizado pela

ABIGRAF Nacional e ABTG, contou com a apresentação da jornalista Izabella Camargo, jantar e show da banda The Beatles One.

Essa edição recebeu inscrições de 187 empresas

de 16 estados, em um total de 1.340 peças. Livros, jornais, revistas, embalagens, impressos de segurança, materiais promocionais são alguns dos

302 produtos finalistas que surpreenderam o público pela qualidade tecnológica, beleza e criatividade.

Patrocinaram esta edição: HP e Sebrae – na categoria

ouro; International Paper, na Prata; Correios, EFI, Expoprint, Expoprint Digital e Heidelberg, com patrocínio bronze.

46

RELATÓRIO DE ATIVIDADES 2015


Durante a premiação, Plínio Gramani e Bruno Cialone foram homenageados.

RELATÓRIO DE ATIVIDADES 2015

47


Premiações das Regionais Com auditório lotado por

No dia 17 de julho, no

o Prêmio Padre José de

do Sistema FIRJAN em

empresários do setor gráfico,

Centro

Anchieta foi entregue, no

último dia 16, em Vitória.

Convenções

parceria com a Secretaria de

Estado de Desenvolvimento

Em sua sétima edição, promovido pelo Sindicato

Econômico, Energia, Indústria e Serviços – SEDEIS,

o prêmio visa estimular a produtividade das gráficas

Werner Klatt, uma verdadeira festa da qualidade, da

das Indústrias Gráficas do Espírito Santo (Siges), e reconhecer a qualidade do produto capixaba. Elege as melhores peças em oito segmentos: Livros,

Revistas, Jornais, Produtos para Identificação, Acondicionamento, Produto Próprio.

48

de

Promocional,

Comercial

RELATÓRIO DE ATIVIDADES 2015

e

foi realizado o 12º Prêmio de Excelência Gráfica

criatividade e da inovação da Indústria Gráfica do Rio de Janeiro.

A 12ª edição do prêmio marcou a vitória da própria

indústria que a cada ano sai mais fortalecida de

uma disputa em que todos saem ganhando. Foram inscritas 341 peças e 41 gráficas saíram vencedoras.


Premiações das Regionais une para realizar um evento desta magnitude, que é o Prêmio Nordeste de Excelência Gráfica”.

Valdézio anunciou, por fim, que a cerimônia de

entrega da oitava edição do Prêmio deverá ser realizada em Fortaleza - CE.

O SINDUSGRAF e a ABIGRAF-PE agradecem às empresas parceiras do 7º Prêmio Nordeste de Excelência Gráfica, bem como aos profissionais

e empresas concorrentes pelo apoio que tornou possível a realização da edição 2015. 7º Prêmio Nordeste de Excelência Gráf ica José Cândido Cordeiro O SINDUSGRAF

e a ABIGRAF-PE realizaram no dia

7 de agosto, a cerimônia de entrega do 7º Prêmio

Nordeste de Excelência Gráfica José Cândido Cordeiro às empresas vencedoras. O evento foi

realizado na sede da Federação das Indústrias de Pernambuco - FIEPE, onde foram entregues troféus

às 35 empresas escolhidas pelos quinze jurados como destaques nas 41 categorias. Nesta edição, que

teve o apoio da AGFA, Duplicopy, Zênite Sistemas, FIEPE, SESI SENAI e SEBRAE, foram inscritos

394 produtos por empresas dos estados de Alagoas, Ceará, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte e Sergipe.

O Presidente da ABIGRAF-PE, Valdézio Figueiredo, destacou o momento econômico difícil que os

brasileiros enfrentam, salientando a necessidade

de mais união e apoio, nesta hora de adversidades. “Devemos ter em mente que somos mais parceiros

e menos concorrentes. E seguir o exemplo que nos

RELATÓRIO DE ATIVIDADES 2015

49


Premiações das Regionais tipo móvel que possibilitou a mecanização do processo de reprodução gráfica. Considerado um dos personagens mais importantes da história da

humanidade, Gutenberg teve um papel fundamental no desenvolvimento da Renascença e da Revolução Em sua décima-quarta edição, o Prêmio de

Científica,

criando

os

mecanismos

para

a

15 de agosto, no Unique Palace. Disputaram as 30

disseminação da aprendizagem em massa.

gráficas do Distrito Federal e do Entorno no período

por ele, por volta de 1439, também permitiu o

Considerado um dos mais importantes eventos

indústria gráfica.

vez maior e mais qualificado de convidados, e contou

prático que permitiu a produção em massa de livros,

clientes, jornalistas, publicitários, fornecedores e

O método de Gutenberg, além da mecanização

representantes do sistema produtivo do DF.

composição química das tintas.

inventor e gráfico alemão, Johannes Gutenberg

especiais para a Agência de Publicidade do Ano e o

Excelência Gráfica Jorge Salim foi realizado no dia

moderna economia baseada no conhecimento e na

categorias da premiação, 261 trabalhos, produzidos por

O revolucionário método de impressão criado

de 01 de janeiro de 2012 a 31 de maio de 2013.

surgimento da imprensa e, por consequência, da

gráficos do país, a festa concentra um público cada

A invenção combinou elementos em um sistema

com a presença de parlamentares, empresários gráficos,

economicamente viável para gráficas e leitores.

autoridades dos governos federal e local, além de

da impressão, incluiu a fundição dos tipos e a

O evento deste ano prestou uma homenagem ao

Ainda durante o evento, foram distribuídos prêmios

(1398 – 1468), responsável pela invenção do

Designer Gráfico do Ano.

Organizado pelo Sindicato das Indústrias Gráficas

(Sindigraf-DF) e pela Associação Brasileira das Indústrias Gráficas (ABIGRAF-DF), o Prêmio de

Excelência Gráfica Jorge Salim foi criado em 1999, com a proposta de divulgar toda a excelência dos trabalhos gráficos produzidos no Distrito Federal.

50

RELATÓRIO DE ATIVIDADES 2015


Premiações das Regionais

Com

o

salão

lotado

e

do local. Instalada no Brasil desde fevereiro deste

a divulgação dos resultados,

Embalagens – de origem alemã – disputou pela

concorrentes ansiosos para

foram conhecidos, em 31 de julho, na Fiergs, em Porto

Alegre, os finalistas e os vencedores do 11⁰ Prêmio Gaúcho de Excelência Gráfica. A movimentação de

pessoas também foi intensa, no hall do centro de

convenções da entidade, para conferir a exposição das 349 peças, de 35 empresas gráficas inscritas no concurso.

Pouco depois das 20 horas, o mestre de cerimônia

Luis Afonso Rech chamou ao palco os apoiadores desta edição para um agradecimento: Tecnofacas

Acabamentos Gráficos, ANS Impressões Gráficas, Distribuidora de Papéis Braile, Heidelberg do Brasil Sistemas Gráficos e Serviços, Konica Minolta Business

Solutions do Sul e Perfil Consultoria Gráfica. Eles foram homenageados com uma placa, entregue pelo presidente

da ABIGRAF-RS, Angelo Garbarski, e o vice-presidente da Fiergs, Cláudio Bier.

Em seguida, foram conhecidas as 19 gráficas

ganhadoras, em 41 categorias. A cada resultado anunciado, a emoção e os aplausos tomavam conta

ano, na cidade de Cachoeirinha, a Edelmann Brazil primeira vez o Prêmio Gaúcho e se consagrou na categoria Embalagens semirrígidas com recursos

gráficos especiais. “Como nós somos uma gráfica

que está presente em vários países, o desafio é manter a qualidade em todos os lugares, mesmo

com culturas tão diferentes”, comentou o diretoradministrativo da empresa, Luiz Albrecht.

A qualidade do evento já se tornou referência para todo

o país e neste ano não foi diferente. “A cerimônia é

organizada e inspiradora, os produtos são bons e o espaço é apropriado”, afirmou o representante da ABIGRAF

Nacional na premiação, Jair Leite, também presidente

da ABIGRAF-PR. O presidente da ABIGRAF-SC, Cidnei Barozzi, elogiou a metodologia dos gaúchos: “Em Santa Catarina não temos isso. Os gaúchos encontraram uma ótima maneira de incentivar a qualidade da sua indústria”.

Também foram homenageados os colaboradores da ABIGRAF-RS. Após a premiação foi servido um

jantar para os mais de 400 participantes, convidados e

imprensa, que puderam confraternizar com os colegas ao som do DJ Cleitom Ucle, da Som & Ventos.

RELATÓRIO DE ATIVIDADES 2015

51


Premiações das Regionais

Foi entregue na noite de

as inovações tecnológicas das gráficas do Estado, é

Mônica Clube de Campo,

das Indústrias Gráficas do Estado do Paraná

26

de

em

Colombo,

Curitiba,

junho, no

o

Santa

região

13º

de

Prêmio

e Associação Brasileira da Indústria Gráfica – ABIGRAF Regional Paraná).

Paranaense de Excelência Gráfica Oscar Schrappe

Das 50 gráficas concorrentes, em 50 categorias, 23

estimular a qualidade e incentivar a criatividade e

Sobrinho. A Corgraf foi a campeã de 2015, com 10

Sobrinho. A premiação, que tem como objetivo

52

promovida pelo Sigep/ABIGRAF-PR (Sindicato

RELATÓRIO DE ATIVIDADES 2015

receberam troféus nesta edição do Oscar Schrappe


troféus. Também foram premiadas a Hellograf e

indústria gráfica. Os vencedores de 2015 são:

BR, com três troféus cada; Posigraf, Comunicare,

Quimagraf, Rio Branco, Intenções e Copigraf.

Ótima, com cinco troféus cada; Midiograf e Múltipla

Lisegraff, Flink Print, Imprime, Kingraf, DP Studio,

Grafset e Malires, com dois troféus cada; e Radial,

Kamaro, Belton, Masterprint, Tuicial, Nova Gráfica, Exklusiva, Idealiza e Reproset, com um troféu cada.

Neste ano foram inscritos cerca de 500 produtos, em categorias como impressão de cartões de visitas,

revistas, livros, rótulos, cartazes, folhetos, adesivos, embalagens, impressão digital em grandes formatos, entre outras. Também foram premiados os melhores fornecedores, prestadores de serviços e distribuidores de matérias-primas, insumos e equipamentos para

WG, Agfa, Heidelberg, TLT Teletoner, Delta E, Para o presidente da Abigraf-PR, Jair Leite, a pulverização de ganhadores mostra que as

gráficas estão evoluindo em qualidade e acirra

ainda mais a disputa para os próximos anos. “É uma competição saudável e o fato de mais concorrentes terem ganhado neste ano aponta

para evolução do setor. O momento é de crise, mas é com criatividade e busca incessante pela

qualidade que vamos superar as adversidades. E o prêmio vem mostrando que as empresas estão no caminho certo”, afirmou.

RELATÓRIO DE ATIVIDADES 2015

53


ações ações das

regionais regionais

54

RELATÓRIO DE ATIVIDADES 2015


ABIGRAF Rio de Janeiro ABIGRAF Distrito Federal

ABIGRAF Santa Catarina

RELATÓRIO DE ATIVIDADES 2015

55


Regional DF 1a Semana de Comunicação Gráfica

O setor de comunicação

mercados, gestão e tecnologia. Ficamos muito

movimentou entre os dias

dos participantes”, avalia Pedro Henrique Verano,

gráfica

de

Brasília

se

17 e 20 de agosto, quando

aconteceu a 1ª Semana da

Comunicação Gráfica do Distrito Federal, iniciativa inédita promovida pelo Sindicato da Indústria

Gráfica do Distrito Federal (Sindigraf-DF). Mais de

1,8 mil pessoas participaram da ampla programação, que contou com palestras com assuntos de interesse

à comunicação publicitária, além da primeira edição do concurso Jovem Escritor e da cerimônia do 15º Prêmio de Excelência Gráfica Jorge Salim. “Os

setores publicitário e de mídia impressa do Distrito

Federal careciam de um evento que unisse o mercado

comunicador e debatesse temas relevantes e atuais, como a acelerada transformação e criação de novos

56

RELATÓRIO DE ATIVIDADES 2015

felizes com o bom resultado e o retorno positivo presidente do Sindigraf-DF.

Palestras - A 1ª Semana de Comunicação Gráfica do DF foi aberta com uma palestra do presidente

do Sindicato das Agências de Publicidade de São

Paulo e sócio da Agência DeBrito, Geraldo Brito, que abordou o tema: A mídia impressa na publicidade. O evento foi realizado no auditório do Sindigraf-DF e contou com a presença da vice-presidente da Câmara

Legislativa do DF, Liliane Roriz, do então presidente

do Sinapro-DF, Rodrigo Capdeville, e do presidente

do Sistema Fibra, Jamal Jorge Bittar, além de um público qualificado, formado por 90 convidados.

Na continuidade do Ciclo de Palestras, foram

promovidas palestras com: Bruno Cialone (ABTG),


Guilherme Cavalcanti Ferreira (Correios), Reinaldo

Espinosa (ABTG) e Maurício Carlini (Gimbel & Associates).

Jovem Escritor - Um dos destaques da Semana

foi o lançamento do livro Jovem Escritor – Uma visão cidadã, em que estudantes da rede pública

de ensino e do SESI dissertaram sobre as soluções para os principais entraves para os gestores públicos

e a sociedade do DF - saúde pública, educação

pública, segurança pública, mobilidade urbana e sustentabilidade/preservação. As

três

melhores

redações de cada tema, totalizando 15 textos, foram premiadas com um vale-livro de R$ 500, e as 100

melhores redações serviram de conteúdo para o livro. Cada escola dos primeiros colocados também recebeu um vale-livro no valor de R$ 1 mil.

Realizada no Centro de Convenções Ulysses

Guimarães, a solenidade contou com a presença do governador do DF, Rodrigo Rollemberg, além de Secretários de governo e autoridades e obteve grande repercussão na mídia local.

A cerimônia foi abrilhantada com a apresentação

teatral da peça Cinco, da Cia. Teatral Néia e Nando, e da Orquestra Reciclando Sons – Projeto de inclusão social da Cidade Estrutural.

Ao final, todos receberam um exemplar do livro

Jovem Escritor: uma visão cidadã, da cartilha Minha História (gibi com história lúdica do

processo de produção de um livro) e lanche balanceado fornecido pela Central de Produção de Alimentos do Sesi-DF.

O evento teve e a presença de 980 participantes, incluindo estudantes, professores, coordenadores, pais,

empresários

autoridades.

gráficos,

convidados

e

RELATÓRIO DE ATIVIDADES 2015

57


Regional RJ Lançamento GRAFRIO O Sistema SIGRAF/ABIGRAF-RJ/FUNGUTEN em parceria com o SENAI Maracanã, realizaram

no dia 04 de março, o Coquetel de Lançamento do GRAFRIO 2015 e no mês de junho, no dia 10

realizou a Palestra sobre Licenciamento Ambiental.

Palestra Web-to-print

Iniciando o 2º semestre, foi ministrada pelo consultor Hamilton Costa, a Palestra Web-

to -Print, a conexão digital com os clientes –

mitos e realidades no mercado gráfico brasileiro. Realizamos ainda no Centro de Convenções do Sistema FIRJAN em parceria com a Secretaria de

Estado de Desenvolvimento Econômico, Energia, Indústria e Serviços – SEDEIS, a Rodada de

Negócios do Setor Gráfico e logo após o 12º Prêmio de Excelência Gráfica Werner Klatt, uma

verdadeira festa da qualidade, da criatividade e da inovação da Indústria Gráfica do Rio de Janeiro.

Palestra Estratégias para Superar Desaf ios do Mercado Gráf ico Atual Finalizando as atividades no mês de julho, foi

realizada a Palestra Estratégias para Superar Desafios do Mercado Gráfico Atual em parceria com a Zênite Sistemas, nossa patrocinadora.

Em 18 de agosto, participamos da Inauguração da

Unidade Móvel de Impressão Offset do Serviço

Nacional de Aprendizagem Industrial. Atualmente o SENAI conta com 3 unidades que atendem aos Sindicato do Interior.

58

RELATÓRIO DE ATIVIDADES 2015

Congraf Rio 2015

No dia 30 de setembro, o Rio sediou a Reunião

do Conselho Diretivo da ABIGRAF Nacional no Sistema FIRJAN. Atuando como equipe coordenadora

juntamente

com

o

ABIGRAF

Nacional do 16º Congresso Brasileiro da Indústria

Gráfica – CONGRAF, XXIV Congresso Latino-

Americano da Indústria Gráfica e do XXII Concurso Latino-Americano de Produtos Gráficos Theobaldo de Nigris, a ABIGRAF-RJ enaltece e parabeniza cada um dos protagonistas destes eventos.


Regional SC

Neste

ano

de

2015,

a

provenientes do projeto Sebraetec. Para tanto, foram

diversos cursos e palestras

em parceria com o SEBRAE e SENAI, nas nove

ABIGRAF-SC já realizou para

seus

associados,

além de apoiar os eventos

realizadas 11 reuniões de apresentação do convênio, regiões atendidas pelos sindicatos gráficos.

duas caravanas para importantes feiras e eventos do

Projeto de Fortalecimento da Indústria Gráfica de Santa Catarina

maneira atuante nas atividades desenvolvidas pela

SEBRAE, em parceria com a ABIGRAF-SC e os

promovidos pelos sindicatos locais. Organizou setor (ExpoPrint Digital e Congraf ) e participou de ABIGRAF Nacional e Regional Sul. Todavia, duas ações merecem destaque neste período:

Parceria para adequação à NR-12

121 gráficas catarinenses aderiram ao convênio

que está subsidiando 80% do inventário do parque

de máquinas de micro e pequenas empresas, que querem se adequar à norma, através de recursos

A iniciativa inédita no setor, promovida pelo

sindicatos locais, tem como objetivos aumentar o

faturamento, o número de clientes e reduzir os custos

de produção, atuando na gestão, inovação e mercado. O projeto prevê, inicialmente, o atendimento a 25

empresas de pequeno porte da indústria gráfica em Santa Catarina e contará com o suporte financeiro

e técnico do SEBRAE, que se responsabilizará por 70% do investimento.

RELATÓRIO DE ATIVIDADES 2015

59


Sidney Anversa Victor Presidente da ABIGRAF-SP

Reinaldo Espinosa Diretor Institucional Levi Ceregato Presidente da ABIGRAF Nacional Fabio Arruda Mortara Presidente do SINDIGRAF-SP Fernando Capez Deputado Estadual

Levi Ceregato Presidente da ABIGRAF Nacional Paulo Skaf Presidente da Fiesp Claudio Baronni Presidente da ABTG

resultados 2015

George Vidor Palestrante convidado

60

RELATĂ“RIO DE ATIVIDADES 2015


Confraternização Empresários Gráficos O tradicional almoço de final de ano da indústria

O anfitrião, Sidney Anversa Victor, presidente da

ABIGRAF-SP e pelo SINDIGRAF-SP, aconteceu na

deu as boas vindas à festa da indústria gráfica paulista,

gráfica

paulista, promovido

conjuntamente

pela

sede da Fiesp, em São Paulo. Presentes, cerca de 150 empresários do setor e expoentes da indústria, como o presidente da Fiesp, Paulo Skaf.

Primeiro a se pronunciar, Skaf foi bastante aplaudido

quando anunciou que, em uma ação inédita, a

Federação e os sindicatos associados haviam decidido por unanimidade apoiar a abertura do processo de

impeachment. Após enumerar problemas, como o déficit fiscal, a queda do PIB, o encolhimento da

atividade industrial e o aumento do desemprego e

do endividamento, Skaf afirmou: “Os investidores, sejam brasileiros ou internacionais, têm confiança no

País. Mas precisamos nos libertar dessa visão arcaica, intervencionista, e abraçar um modelo econômico mais liberal”.

Claudio Baronni, presidente da ABTG, comentou

importantes da entidade que comanda, dentre elas, a elaboração do casting de palestrantes do Congraf

2015, no Rio de Janeiro, a coordenação técnica do prêmio Fernando Pini e o desenvolvimento do anexo da indústria gráfica no contexto da NR-12.

Prestigiando o evento, o presidente nacional da

ABIGRAF, Levi Ceregato, ressaltou as grandezas do

País e reforçou que, com ou sem crise, o compromisso

da Associação é o fortalecimento da indústria gráfica, foco que trouxe conquistas importantes no ano, como o

lançamento da Frente Parlamentar da Indústria Gráfica

e da Mídia Impressa, a realização do Congraf 2015 e da cerimônia de 50 anos da entidade na Câmara dos Deputados, em Brasília, e os avanços na discussão da

lei que deve acabar com a bitributação no setor e que transita agora no Senado.

ABIGRAF-SP, preferiu deixar o discurso de lado e explicou a escolha do palestrante do dia -- o economista e jornalista George Vidor -- por sua capacidade de ter

sempre uma mensagem positiva. Finalizando, comentou

a campanha “Não vou pagar o pato”, capitaneada pela

Fiesp: “Não é só pela CPMF. O problema é a cultura de que o pato sempre é pago pelo empresariado”.

Em seguida, o presidente do SINDIGRAF-SP, Fabio

Arruda Mortara, também anfitrião, cumprimentou seus antecessores pelas realizações em favor da indústria

gráfica: “O inesgotável poder de superação de nossos

empresários, trabalhadores e sociedade, abundante no setor gráfico, alimenta a crença num país próspero e vencedor”, disse ele. Como exemplo, citou o crescimento de adesões à campanha Two Sides Brasil, em favor

da mídia impressa; o fortalecimento do Comitê da Cadeia Produtiva de Papel, Gráfica e Embalagem (Copagrem), que avançou em questões como a do papel imune e o mapeamento dessa cadeia produtiva; e o reconhecimento, com troféu, do SINDIGRAF-SP pelo

Programa de Desenvolvimento Associativo (PDA) da CNI. Também iniciativas como o projeto Bibliotecas

(que inaugurou mais duas unidades em 2015) e o patrocínio ao Summit de Comunicação - A Força da

Mídia Impressa, promovido pelo jornal PropMark, foram destacadas.

Finalizando, o presidente da Assembleia Legislativa de São Paulo, deputado Fernando Capez, prestou

homenagem ao setor gráfico e reafirmou sua disposição de trabalhar em favor da indústria paulista. Durante

o

almoço, George Vidor

fez

uma

apresentação dos indicadores mais importantes para basear as decisões de negócios no próximo período.

RELATÓRIO DE ATIVIDADES 2015

61


meios

de comunicação 62

RELATÓRIO DE ATIVIDADES 2015


Revista ABIGRAF

ABIGRAF em ação Anuário Brasileiro da Indústria Gráfica

Boletim de Atividade Industrial

RELATÓRIO DE ATIVIDADES 2015

63


Revista ABIGRAF Lançada em 1975, a Revista Abigraf proporciona aos seus leitores um panorama geral das atualidades do setor gráfico, acompanhando a economia e os mercados que possuem interface com a Indústria Gráfica. • Periodicidade bimestral.

• 10 mil exemplares distribuídos.

• Elevado índice de aprovação dos leitores. • Vencedora do Prêmio Benny.

• Editada e comercializada pela Clemente e Gramani Editora.

64

RELATÓRIO DE ATIVIDADES 2015


Anuário Brasileiro da Indústria Gráfica Fonte indispensável de consulta para clientes e profissionais do setor, o Anuário Brasileiro da Indústria Gráfica circula desde 1996.

• Banco de dados com mais de 2 mil principais gráficas de todo o país.

• Guia de fornecedores com informações sobre fornecedores de matérias-primas, insumos, processos e sistemas. • Editado e comercializado pela Clemente e Gramani Editora.

RELATÓRIO DE ATIVIDADES 2015

65


Boletim de Atividade Industrial Publicado trimestralmente, o Boletim de Atividade

Industrial foi criado para manter a Indústria

Gráfica Brasileira atualizada com os últimos dados econômicos do setor.

Com gráficos e indicadores explicativos, verificamos

o andamento da produção da Indústria Gráfica, bem como informações sobre a Balança Comercial.

Os segmentos de embalagem, editorial, promocional, envelopes, cadernos, entre outros, são avaliados cuidadosamente. A publicação é distribuída à diretoria e está disponível no site da ABIGRAF Nacional – www.abigraf.org.br

66

RELATÓRIO DE ATIVIDADES 2015


ABIGRAF em Ação | SITE ABIGRAF Informativo

online

divulgado

mensalmente

a

toda base de associados, profissionais, diretoria, presidência e demais interessados pelas ações desenvolvidas pelas entidades, o ABIGRAF em

Ação publica notícias como eventos, reuniões políticas, informações jurídicas, entre outros.

O site da ABIGRAF Nacional também é um dos

nossos veículos de comunicação direto com os associados. As regionais têm um espaço especial para publicarem suas notícias, eventos, galerias

de fotos e outras iniciativas. Apresentamos ainda uma área com produtos e serviços, atendimento do jurídico e notícias do setor.

RELATÓRIO DE ATIVIDADES 2015

67


dados

econômicos 68

RELATÓRIO DE ATIVIDADES 2015


Números da Indústria Gráfica Participação dos Segmentos Perfil das Empresas Abrangência do Setor Balança Comercial Exportações Importações Investimento Departamento Econômico

RELATÓRIO DE ATIVIDADES 2015

69


Dados econômicos INDÚSTRIA BRASILEIRA NúmerosGRÁFICA da Indústria Gráfica Indústria Gráfica Brasileira em 2015 Exportação Importação Saldo Comercial (Déficit)

Versus Ano Anterior -7%

FOB - US$ 270,4 milhões

-23%

FOB – US$ 378,4 milhões

-47%

FOB – US$ 108,0 milhões

Importação de máquinas e equipamentos FOB – US$ 697 milhões Emprego*

-29% -7%

200.133

Empresas Gráficas

Brasileira

-0,7%

20.478

Participação da Indústria Gráfica no PIB Indústria de Transformação

S/ PIB = 0,3% S/ Ind. Trans = 3,0%

*Estimado Fonte: IBGE/PIA, MDIC e MTE/(RAIS/CAGED). Elaboração: DECON/ABIGRAF.

*Estimado Fonte: IBGE/PIA, MDIC e MTE/(RAIS/CAGED). Elaboração: DECON/ABIGRAF.

PARTICIPAÇÃO DOSdos SEGMENTOS NA INDÚSTRIA Participação segmentos Segmentos da Indústria Gráfica Brasileira Embalagens

40,0%

Publicações (livros,revistas,manuais e guias)

29,2%

Impressos Promocionais

9,8%

Imp. de segurança/Fiscais/Formulários

6,7%

Etiquetas

4,4%

Cadernos

2,8%

Pré-impressão

3,4%

Cartões

3,1%

Envelopes

0,7%

INDÚSTRIA GRÁFICA

100%

Fonte: IBGE /PIA/PIM-PF, Fonte: IBGE /PIA/PIM-PF, FGV - Preparado por:ABIGRAF.

70

Participação no Setor de Produção %

RELATÓRIO DE ATIVIDADES 2015

FGV - Preparado por:ABIGRAF.


PERFIL DAS EMPRESAS DA INDÚSTRIA GRÁFICA BRASILEIRA EMPRESAS MICRO E PEQUENO PORTE Representam 97% do setor, ou seja, cerca de 20 mil gráficas

Perfil das Empresas Micro 80,0%

Empresas de Micro e Pequeno Porte representam De 0 a 9 empregados97% do setor, ou seja, cerca de Pequeno 10 a 49 empregados 20 milDegráficas. Micro

Pequeno 16,9%

Médio

Micro Grande Pequeno

Grande 0,5%

Fonte: MTE/RAIS 2014. Elaboração: ABIGRAF.

Médio 2,6%

De 50 a 249 empregados De ou mais de 250 0 a a91000 empregados vínculos diretos ativos

de 10 a 49 empregados

Médio

50 a 249 empregados

Grande

de 250 a 1.000 ou mais vínculos diretos ativos

Abrangência do setor

5.277

24.370

787

3.418

11.420

1.749 130.722 Região Região Região Região Região

Norte Nordeste Sudeste Centro-Oeste Sul

9.835 44.312

4.689

Funcionários Estabelecimentos

RELATÓRIO DE ATIVIDADES 2015

71


Dados econômicos BALANÇA COMERCIAL DA INDÚSTRIA GRÁFICA BRASILEIRA

US$ Milhões (FOB) 2006 a 2015

Balança Comercial da Indústria Gráfica Brasileira US$ Milhões (FOB) - 2006 a 2015 Período

Exportações

Var em rel. ano anterior %

Importação

Var em rel. ano anterior %

Saldo comercial

2006

276,9

-

212,5

-

64,5

2007

279,1

1%

319,8

50%

-40,7

2008

255,7

-8%

370,1

16%

-114,4

2009

220,3

-14%

298,2

-19%

-77,9

2010

249,0

13%

409,6

37%

-160,6

2011

269,3

8%

563,8

38%

-294,5

2012

298,2

11%

536,8

-5%

-238,7

2013

279,1

-6%

548,7

2%

-269,6

2014

289,6

4%

493,8

-10%

-204,2

BALANÇA COMERCIAL POR SEGMENTOS Fonte: MDIC. Elaboração: DECON/ABIGRAF. US$ (FOB)- 2015 2015

270,4

-7%

378,4

-23%

-108,0

Fonte: MDIC. Elaboração: DECON/ABIGRAF

Balança Comercial por Segmentos US$ (FOB) - 2015 Exportação

Importação

Saldo

Embalagens

105.449.950

77.930.040

27.519.910

Cartões

87.209.425

71.007.904

16.201.521

Cadernos

26.764.193

6.730.854

20.033.339

Promocionais

24.701.454

36.370.713

-11.669.259

Editoriais

14.418.064

151.897.644

-137.479.580

Etiquetas

8.094.875

24.861.445

-16.766.570

Fiscais

2.538.809

6.149.300

-3.610.491

Formulários

825.012

3.145.813

-2.320.801

Envelopes

394.867

302.873

91.994

270.396.649

378.396.586

-107.999.937

Total

72

RELATÓRIO DE ATIVIDADES 2015


EXPORTAÇÕES POR SEGMENTO GRÁFICO EMpor 2015 (%) Exportações segmento gráfico em 2015 (%) Cartões 32,3%

Cadernos 9,9%

Embalagens 39,0%

Promocionais 9,1%

Editoriais 5,3%

Envelopes 0,1% Formulários 0,3%

Etiquetas 3,0%

Fiscais 0,9%

IMPORTAÇÕES POR SEGMENTO GRÁFICO EM 2015 (%)

Fonte: MDIC. Elaboração: DECON/ABIGRAF. Fonte: MDIC. Elaboração: DECON/ABIGRAF.

Importações por segmento gráfico em 2015 (%) Embalagens 20,6%

Cartões 18,8%

Editoriais 40,1% Promocionais 9,6%

Etiquetas 6,6%

Envelopes 0,1% Formulários 0,8% Fiscais 1,6%

Cadernos 1,8%

Fonte: MDIC. Elaboração: DECON/ABIGRAF. Fonte: MDIC. Elaboração: DECON/ABIGRAF.

RELATÓRIO DE ATIVIDADES 2015

73


Dados econômicos Investimentos Realizados INVESTIMENTOS REALIZADOS PELApela IndústriaBRASILEIRA Gráfica Brasileira INDÚSTRIA GRÁFICA 2.000

1.812,6

1.800

US$ Milhões - FOB

1.600

1.430,5

1.400

1.394,3

1.383,8 1.192,7

1.200

1.172,9

1.003,5

1.000

975,3

800

697,1

600

419,1

400 192,4

200 0

2004

282,9

2005

2006

2007

2008

2009

2010

2011

2012

2013

2014

2015

Importações de máquinas e equipamentos Importações de máquinas e equipamentos Fonte: MDIC. Elaboração: DECON/ABIGRAF. Fonte: MDIC Elaboração: DECON/ABIGRAF.

O

Departamento

de

Estudos

Econômicos da ABIGRAF Nacional, Decon, disponbiliza aos associados uma série de dados referentes ao setor como análises, negociações, política industrial e boletins sobre a Indústria Gráfica Brasileira.

74

RELATÓRIO DE ATIVIDADES 2015

Para mais informações: decon@abigraf.org.br www.abigraf.org.br/dados-economicos


RELATÓRIO DE ATIVIDADES 2015

75


Associação Brasileira da Indústria Gráfica - ABIGRAF Nacional Rua do Paraíso, 529 - Paraíso - São Paulo-SP - CEP: 04103-000 Telefone: +55 11 3232-4500 - Fax: +55 11 3232-4507 E-mail: abigraf@abigraf.org.br

76

RELATÓRIO DE ATIVIDADES 2015

www.abigraf.org.br

Relatório de Atividades 2015  
Advertisement