Page 1

bagus ano1 numero 1

mentawai


CASAS DO SAHY


Você não precisa ir a Indonésia para conhecer o paraíso. Casas do Sahy. Um pedacinho do paraíso em pleno litoral norte paulista.

Aluguel anual e temporada (11) 9 4969-8754

www.casasdosahy.com


SURF POR QUÊ? Qual o motivo de viajar 39 horas, sem contar as horas de espera, pegar 4 voôs, navegar 11 horas, sendo que com quinze minutos no barco, você está querendo vomitar tudo que têm no estômago? De fato o surf tem algo de apaixonante, talvez por reunir uma série de sensações simultâneas que são difíceis de explicar, quase que um nirvana. Remar no outside, sentir o aroma do mar, receber o chuveiro da onda que passa, proporcionado pelo vento terral, ouvir o barulho da onda e ver o surfista ou ser o surfista em perfeita harmonia com a onda. Sem contar a luz do fim de tarde, a cor da água, ver o coral, ver os peixes pulando e os pássaros voando e remar sobre uma supercie líquida em movimento. Tudo isso proporciona algumas sensações e sentimentos que se tornam muitas vezes uma necessidade da alma. Por isso que no mundo da tecnologia, dos celulares e do amanhã, surfar ainda vale a pena...sempre vai valer. BAGUS André Berlinck


ASTRAL EM ALTA Talvez pela média do grupo da viagem ser de 40 anos, a harmonia e o alto astral foi uma constante na viagem. Tudo mundo se respeitou, e o clima foi incrível desde o começo. Sem exageros e bricadeiras fora do lugar, o que permitiu o todo mundo ter o seu momento de descanso e desestresse. Acima: no aeroporto de Jakarta. Time ainda incompleto. Dá esquerda para direita: Marcílio, Sassá, Nando, Fernando “bigode”, Ale, Rick “alemão”, Nasal “Duke” e Mirça. Esquerda: Terra a vista! A primeira visão do fotógrafo! Direita: Linhas do elegante aeroporto de Doha no Qatar. Top: jantar em Singapura.


TURN


LEFT LANCES LEFT LANCES LEFT É NORMALMENTE A PRIMEIRA ONDA ONDE OS BARCOS QUE CHEGAM NAS MENTAWAI, ANCORAM. É UMA ESQUERDA, LONGA, PERFEITA E MUITO TENTADORA. NO INSIDE E NA MARÉ BAIXA, A AFIADA E RASA BANCADA DE CORAL PODE COBRAR CARO A ATITUDE DE SE QUERER SURFAR A ONDA ATÉ O FIM. MAIS OU MENOS ASSIM: NO LIMITE DO PRAZER, ESTÁ A DOR. O MELHOR REALMENTE É ABDICAR REALMENTE DO PRAZER E PODER DISFRUTAR DESTA TENTAÇÃO POR MAIS VEZES.


“If you want to play, you have to pay” A frese diz: “se você quer jogar, você tem que pagar”. Todos nós em algum momento sentimos os corais das Mentawai. Marcílio foi no primeiro dia.


OUTRA PÁGINA: RICK ALEMÃO, RASGANDO FORTE LOGO NAS PRIMEIRAS ONDAS. NASAL, ENTOCADO, MOSTRANDO SE ESTILO HAVAIANO DE SEMPRE VIR NAS MAIORES. ACIMA: MIRÇA, SE ATIRANDO E CURTINDO O ADRENAL. AO LADO: FERNANDO “BIGODE” VIRANDO DE FRENTE PARA O CAROÇO DE LANCES.


OUTRA PÁGINA: GUIDO, SEMPRE PRESENTE NO LINE-UP. ORLANDO, ESTILO E LINHA. ACIMA: NANDO NA SEQUENCIA. AO LADO: LOBOSCO ESTRAPOLANDO E DEIXANDO AS QUILHAS DE FORA.


OUTRA PÁGINA: TUÍ, BATENDO FORTE COM O VISUAL DAS INDO AO FUNDO. ANDREI, APROVEITANDO AS DELICIOSAS ESQUERDAS DE LANCES.


ACIMA: SASÁ INDO PARA O TUDO OU NADA COM A RASA BANCADA LOGO ABAIXO. TADEU, NO VISUAL DE COBRAS O “MISTER INDONÉSIA” SE DEU MUITO BEM.


AS PALAVRAS NÃO PODEM DESCREVER OS VISUAIS PRESENTES NAS MENTAWAIS. A CADA MOMENTO A NATUREZA MODIFICA E MOSTRA SUA ETERNA BELEZA, SEJA NO SOL, SEJA NA CHUVA, SEJA NA FORÇA OU NA SERENIDADE. ESTAR PRESENTE E EM CONTATO COM TUDO ISSO VALE MUITO A PENA. A DIREITA: OS NOSSOS PERFEITOS ANFITRIÕES, HIAN E BAL HUMFREYS.


APESAR DO MAR ESTAR PEQUENO A PERFEIÇÃO CONTINUA A MESMA. ACIMA: TADEU COM ESTILO COMO SEMPRE. AO LADO: LOBOSCO RESGANDO MUITO FORTE. NA OUTRA PÁGINA: “ALEMÃO” FAZENDO UMA CURVA COM MUITA FORÇA. “BIGODE”, VINDO LÁ DE TRÁS E A GALERA REUNIDA, SEMPRE NO ALTO ASTRAL.


O mar baixou ainda mais e fomos buscar outros horizontes. No meio do caminho passamos por uma pequena esquerda “Kit Cat” numa ilha paradisíaca. Lobosco com o seu estilo inconfundível de Damian Hardman. Na outra página: Tuí vestindo a camisa certa no momento certo. Nasal, “The Duke”. Impondo seu estilo havaiano.


Andrei Malhado, dois momentos no paraĂ­so. Rasgando forte de back side e aproveitando para remar numa praia deserta.


THUN


NDERS


Sob uma rasa e afiada bancada de coral, Thunders é uma esquerda longa com várias sessões. Quando o mar cresce a lenda diz que é uma onda com muita massa d´agua. Cair no inside também pode ser um problema. Mas tudo isso vale a pena pela perfeição. Na outra página acima: Marcílio virando para mais um expresso Thunders. Abaixo: Orlando, no dia do seu aniversário, aproveitando o máximo. Na página: a galera aproveitando o paraíso!


Nandão, virando uma onda de sonho. Dá para notar pela satisfação de Andrei, que volta remando. Guido, sempre de alto astral, sempre de bom humor e sempre no line-up.


Lobosco, numa rasgada forte em cima da bancada. Rick, puxando os limites numa onda que permite manobras, mas com velocidade, caso contrario o expresso se vai.


Nesta página: Andrei, invertendo tudo, num dia em que ele pegou altas ondas. Na outra página: Tuí aproveitando a linha de Thunders e de olho no futuro. Abaixo: Sasá, pegou uma onda muito longa neste dia.


Nesta pรกgina: Sasรก delirando com o visual de manhรฃ cedinho. Na outra pรกgina: Guido e Mirรงa aproveitando a longa esquerda, mas sempre de olho nos corais.


Buscando novas oportunidades Sasรก se joga nesta onda linda de Thunders Box. Realmente esse foi o ano dos curintianos. Tudo deu certo para eles.


Rick e Orlando nĂŁo ficaram fora da brincadeira e aproveitaram belos momentos em Thunder box, mesmo com Orlando perdendo e recuperando sua prancha, que teve de ir buscar na bancada de coarais.


Acima o visual alucinante de Thunders box, dava para passar um mês lá. Para o desespero da galera o mar baixou ainda mais e a opção foi cair no pôquer. Mesmo assim no final de tarde ainda rolou umas ondinhas na bancada. “Fê Bigode” e Nasal curtindo o pico e aproveitando para manter o surfe em dia.


A noite a tripulação do Sibonbarú preparou um churrasco numa linda ilhota. Além da comida estar alucinante, o clima foi espetacular e todos curtiram um cenário de outro “mundo”.


BAT CAVE A noite a tripulação do Sibonbarú Finalmente, dia seguinte, o preparou um no churrasco numa mar deu a sua graça, ilha linda ilhota. Além danuma comida chamada Batcave. Uma direita estar alucinante, o clima foi longa, que proporcionava um bom espetacular e todos curtiram surfe com um palavras. um cenário devisual outro sem “mundo”.


Na outra página: Lobosco, mostrando quantos paus se fazem uma canoa, rasgada de responsa. Abaixo: Bem no final de tarde, “Fê Bigode” pegou uma das boas na bancada. Na página: Marcílio, entocado num momento de capa de revista.


Na outra página: Rick vindo numa pintura. Sasá, sempre presente e Andreí dropando uma das maiores do dia. Na página: “mister indonésia” justificando o apelido.


Acima: Nando e a galera curtindo o paraĂ­so.


No dia seguinte, com um mar maior, fomos para Telescopes. Apesar do crowd a turma do Sibonbarú não decepcionou e nas minhas contas, venceu a bateria, de todos os barcos, na categoria master! Com folga. Nasal: mostrou, porque o apelido é “The Duke”


O DIA

TELESCOPES


Na outra página: Tuí, foi um dos grandes defensores da equipe do Sibon, dropando muitas boas ondas. Guido, botando pra baixo! Nesta página: Nandão, vindo em mais uma, de muitas e Fê “bigode” rasgando sob o olhar de Sasá.


Na outra página: Marcílio, pronto para fazer a curva e Nando já preparado para o expresso. Guido, botando pra baixo! Nesta página: Rick num grab rail de responsa, Sasá que o diga. Perfeitamente intocado.


Na outra página: Existem ondas que emocionam foi o caso desta de Lobosco! Nota 9.67 para o Sibon barú! Abaixo: Andrei não fazendo por menos. Deixando o nível lá em cima. Nesta página: Tuí numa das excelentes que ele pegou.


Na outra página: Tadeu pegando um belíssimo tubo com seu estilo impecável. Nesta página: Orlando botou para baixo nesta “bomba” e fechou o caixão para os outros barcos. Muita vibração do fotógrafo!


DEPOIMENTO No dia seguinte, o último o mar quase zerou. Colocar aqui a satisfação de poder registrar estes momentos fica difícil. Fiquei impressionado com o alto nível de surfe apresentado pela galera quando o mar subiu. Isso prova que o surf é um super esporte, pois envolve muitas emoções e experiências com a natureza. Agradeço de coração esta oportunidade e gostaria de parabenizar a equipe do Sibon Barú em especial Bal Humpheys pelo excelente atendimento e atenção. Não existiu momento algum que não fomos bem atendidos. Um abraço ao barqueiro Geleng, sempre de bom humor e sorridente. Além disso salvou o meu celular quando ele caiu na água no último dia. Ao final, mesmo com poucas ondas, uma trip dessas ao Mentawai, vale muito a pena, pois é só olhar para o lado e visualizar o paraíso!

BAGUS!


Mentawai 2017

Revista Bagus  
Revista Bagus  
Advertisement