Page 1

2016 / 5 1 0 2 F E E B A N C Informativo Setembro, 20

ão 1

15

Volume 1, ediç

Nesta edição: E o 45º Congresso 2 Brasileiro de Estudantes de Engenharia Florestal?

Nossa Associação, Nossa voz!

Movimento Estudantil 2 Conferência Latino Americana sobre a financeirização da natureza

3

Contatos

4

EREEF Nordeste

4

A Associação Brasileira de Estudantes de Engenharia Florestal (ABEEF), fundada em 03 de abril de 1971, completando 45 anos em 2016, é a entidade máxima representativa dos(as) estudantes de Engenharia Florestal do Brasil e possui representação em várias instituições que oferecem o curso no país. A ABEEF tem como um de seus objetivos contribuir para a qualificação da formação profissional do estudante através da promoção de debates, encontros, congressos, cursos e

outros eventos, abordando temas que dizem respeito a toda sociedade e que muitas vezes são deixados de lado nas salas de aula. A ABEEF entende que o (a) estudante não deve ser só mais um(a) dentro da sala de aula, mas ser aquele(a) que, compreendendo as atuais problemáticas e necessidades da sociedade, faz o uso da ciência enquanto ferramenta transformadora dessa realidade, e não como um fim em si mesma. Nossa organização acredita que a educa-

ção é um dos pilares para a construção de uma sociedade mais justa, igualitária e que saiba se utilizar dos recursos naturais de forma equilibrada. Mas a ABEEF não atua sozinha, pois entende que a transformação necessária não se dá apenas dentro da universidade, mas também fora dela. Assim, a ABEEF se articula com diversas organizações, entidades, sindicatos e movimentos sociais, somando forças na construção de um novo projeto de sociedade.


Página 2

Informativo CN ABEEF 2015/2016

E o 45º Congresso Brasileiro de Estudantes de Engenharia Florestal? cia desses espaços para a forDos dias 16 à 22 de mação profissional, além de exAgosto, ocorreu na Universidade plicitar a necessidade de uma Federal do Acre, o 45° Congres- extensão universitária, que seja so Brasileiro de estudantes de realmente ativa dentro das uniengenharia florestal, onde estive- versidades. ram reunidos, delegações de cerca de 16 universidades, repre‘’ Engenharia florestal e povos sentando 14 diferentes estados, tradicionais: alternativas de todas as regiões do País, além de uma delegação de cerca cientificas e populares para um de 120 estudantes Peruanos. desenvolvimento socioambiental A 45° edição do congresso, trouxe como tema ‘’ Engenharia flo- É também dentro do congresso, restal e povos tradicionais: alter- nosso fórum máximo de deliberanativas cientificas e populares ção que decidimos e traçamos, a para um desenvolvimento socio- linha de atuação da entidade paambiental ‘’ ra o próximo período, reafirmaDiante disso, durante todo o con- mos a necessidade da construgresso, foram abordados temas, ção dos nossos encontros regioque pudessem contribuir com a nais para que a nossa executiva formação profissional dos estu- se fortaleça e siga legítima diandantes ali presentes, que propor- tes dos e das estudantes de encionassem a troca de conheci- genharia florestal de todo país. mentos entre diferentes realida- Portanto, encerramos esse condes , bem como a reflexão diante gresso, com desafios do tamada nossa atuação enquanto pro- nho da nossa executiva, e que fissional, ou ainda no movimento sejamos capazes de superá-los estudantil e de área, através da com organização e seriedade, e nossa executiva de curso. assim seguirmos no caminho de O Evento contou ainda com ofici- uma formação profissional mais nas e vivências, que colocam os crítica, da transformação da enestudantes em contato direto genharia florestal e da sociedacom a realidade dos povos tradi- de. cionais, reafirmando a importân- Ocorreu, ainda no congresso, um

ATO público, tendo como temática “ABEEF em defesa da Amazônia e da Educação”. Mostrando a sociedade que nos posicionamos contra os cortes na Educação, a financeirização da natureza que ganha força sob comando da Ministra Catia Abreu através de políticas como REED+ e REED++ e a PEC 215, que visa modificação nas questões referentes a demarcação de terras indígenas. Enquanto ABEEF, não podemos permitir que a conta dessa crise seja colocada sobre as costas das e dos trabalhadores, da juventude e de nossos povos e comunidades tradicionais. Que os ricos paguem pela própria crise! A ABEEF coloca-se ao lado dos e das estudantes em defesa de uma educação pública e de qualidade, onde não só a entrada seja garantida, mas também a permanência dos jovens no ensino superior através de uma política de assistência estudantil forte e de mais investimentos. Para isso seguimos lutando por uma engenharia florestal diferente, que seja de fato comprometida com os Povos e nossas Florestas!


Volume 1, edição 1

Página 3

Conferência Latino-Americana sobre a Financeirização da Natureza Aconteceu nos dias 24, 25, 26 e 27 de agosto de 2015 em Belém – PA, a conferencia latino americana sobre financeirização da natureza, promovida pela Fundação Heinrich Böll Stiftung-Brasil, que contou com a participação de mais de 60 pessoas representando diversas organizações e movimentos sociais do Brasil e da América Latina. Dentre esses a ABEEF esteve representada através da Coordenação Nacional – gestão UFSM 2015/2016. O encontro teve como foco principal gerar debates e reflexões sobre a mercantilização e financeirização da natureza que tem se intensificado nos últimos tempos e gera impactos e violações de direitos das comunidades tradicionais e riscos para os bens comuns. O espaço da conferencia foi dividido em dois momentos: Primeiramente o grupo foi dividido em quatro carava-

nas que foram destinadas para quatro diferentes territórios de populações tradicionais, quilombolas e assentamentos rurais que sofrem violações de direitos, mas que ao mesmo tempo não deixam de lutar pela terra e pelos seus direitos enquanto seres humanos e povos tradicionais da região; O segundo momento foi marcado pela volta até Belém, pela socialização das vivências e por espaços de debates que traziam questões da conjuntura atual, com centralidade nos debates em torno dos projetos de Pagamentos por Serviços Ambientais, como REDD+ (Redução das Emissões por Desmatamento e Degradação florestal), o novo código de mineração e

novo código florestal, debates estes que suscitaram elementos vivenciados ao longo das quatro caravanas. Por fim se traçou uma linha de atuação entre as diversas organizações e movimentos sociais presentes na conferência a fim de articular e unificar as lutas em defesa da natureza como um bem comum e em defesa dos povos tradicionais, logo, uma luta contra a financeirização da natureza.

Dentro do denominado Movimento Estudantil geral existem as áreas específicas, como no caso da Engenharia Florestal que compõe o Movimento Estudantil das Agrárias.

(ABEEF). Esta tem e já teve, importante contribuição no sentido de trazer aos estudantes os debates e assuntos que estão na pauta do dia do setor florestal, educação, assistência estudantil, entre outras discussões. Sempre de forma crítica e a gerar criticidade dos estudantes.

A conferencia teve encerramento com um debate público com tema “As negociações de clima da 21ª conferência do clima (COP 21) e suas implicações para Amazônia”.

Movimento Estudantil Há muito tempo os e as estudantes universitários(as) se organizam em torno de suas demandas, na maioria dos casos esta organização se dava através de entidades representativas, como os Diretórios Centrais de Estudantes (DCE) e os Diretórios ou Centros Acadêmicos (CA's e DA's), que atuam de forma específica em cada curso ou área do conhecimento. A toda esta organização e mobilização estudantil, dá-se o nome de Movimento Estudantil, o termo "Movimento" cumpre o papel de tornar contínua as atividades e de consonância entre os fragmentos de estudantes organizados.

Os e as estudantes de Engenharia Florestal há 44 anos se organizam em sua entidade nacional, a Associação Brasileira de Estudantes de Engenharia Florestal


Contatos da l Coordenação Naciona em cada Regional: Amazônia: Guilherme Pitirini (55) 96372820 guilherme.cnabeef@gmail.com Araucária: Anna Victória (55) 81264653 annavictoria.abeef@gmail.com Caatinga: Juliane (55) 81145929 juliane.cnabeef@gmail.com Cerrado: Martin (55) 97213785 martin.cnabeef@gmail.com Andressa (55) 81274387 andressa.rosa.araujoo@gmail.com Mata Atlântica: Marjana (51) 99294765 marj.cnabeef@gmail.com Secretaria Operativa: Camila T. (55) 99591164 camila.cn.abeef@gmail.com (Santa Maria) Jéssica (55) 97241720 jessicapcroda@gmail.com (Frederico Westphalen)

facebook.com/abeef.florestal cn@abeef.org.br

“Nosso Curso, Nossa Voz”

Encontro Regional de Estudantes de Engenharia Florestal do Nordeste! "A Associação Brasileira de Estudantes de Engenharia Florestal, junto a Regional Caatinga, promovem entre os dias 30 de outubro a 2 de novembro, o II Encontro Regional de Estudantes de Engenharia Florestal Nordeste, que ocorrerá na Universidade Federal do Rio Grande do Norte, no campus de Macaíba, com o tema: “A Engenharia Florestal Comprometida com a Caatinga: Desafios e Alternativas do Desenvolvimento Socioambiental do Nordeste.” O Encontro tem o intuito de discutir a realidade da Engenharia Florestal da região Nordeste, sendo um espaço com diversos debates da área, pensando formas alternativas pra contribuir de forma significante pra dentro da Engenharia Florestal, tendo também contato

direto com as e os estudantes da região, pra uma troca de realidades de seus devidos cursos, ainda assim o II EREEF NE promove uma mesa com Egressos da Enge-

nharia Florestal que estiveram durante a sua graduação pautando um modelo alternativo e participando da ABEEF.


Informativo CN ABEEF Gestão 2015/2016  

Informativo CN ABEEF Gestão 2015/2016 Volume 1, edição 1.

Advertisement
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you