__MAIN_TEXT__

Page 1

Revista

ISSN 1679-6659 – ANO 13 – NÚMERO 17 – NOVEMBRO DE 2013

Uma empresa do

ustentável Raça comprova sustentabilidade e aponta

os melhores do ranking 2012/2013


2

| | | | Revista Gir Leiteiro 2010


Revista Gir Leiteiro 2010 ||||

3


Prezados Associados e Criadores de Gir Leiteiro, É com orgulho que trazemos mais um número da Revista Gir Leiteiro, recheada de novidades e de reportagens interessantes e importantes para a raça. Neste número, além das entrevistas com o Ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, o Deputado Federal Antônio Andrade, nosso associado e importante criador de Gir Leiteiro e com o Novo Presidente da ABCZ, Dr. Luiz Cláudio Paranhos, temos dois temas de destaque.

Zzn Peres

A divulgação completa do “Ranking Gir Leiteiro 2012/2013”, apresentando os melhores criadores e expositores da raça e os “100” melhores machos e fêmeas do rebanho Gir Leiteiro brasileiro que desfilaram pelas pistas de julgamento do Brasil, no período julho de 2012 a junho de 2013. O outro destaque é a Prova Nacional de Produção de Leite – Gir Leiteiro Sustentável, iniciada no mês de julho desse ano. Nessa prova, como já amplamente divulgada, estamos avaliando o desempenho econômico de fêmeas primíparas Gir Leiteiro, alimentadas essencialmente a pasto e manejadas em sistema de produção natural, sem a utilização de qualquer tipo de hormônio que estimule a produção de leite, nem de ocitocina que facilita a ordenha.

4

| | | | Revista Gir Leiteiro 2013


Palavra do PRESIDENTE

É sempre bom lembrar, que os criadores dessa raça leiteira foram e são inovadores e estão sempre dispostos a vencer obstáculos. Há quase trinta anos, enfrentaram a desconfiança e o pessimismo de muitos que não acreditavam no Gir Leiteiro e na sua capacidade de produzir leite em condições competitivas com outras raças leiteiras. Agora com a valorização e o sucesso da raça, não podemos nos acomodar e diminuir o ritmo de inovação e de pressão de seleção. Nesse mundo competitivo e ávido por melhoramento tecnológico, a acomodação e o conservadorismo podem significar a perda de espaço para outras raças leiteiras e para outros países, que investem no Gir Leiteiro. Portanto, caros associados e criadores de Gir Leiteiro, as mudanças e inovações que entidades representantes da raça como a ABCZ e a ABCGIL estão tentando realizar têm sempre esses propósitos: melhorar os padrões tecnológicos da exploração econômica do Gir Leiteiro e empreender ajustamentos, que o tempo exige, para continuarmos a ser uma liderança na pecuária leiteira tropical. Na oportunidade, gostaríamos de agradecer o apoio e a confiança de nossos associados, depositados na Gestão ABCGIL 2013/2016. Temos muitos desafios para enfrentar, mas seguimos otimistas, pois as perspectivas do Gir Leiteiro são verdadeiramente promissoras no Brasil e no Mundo Tropical. Por fim, desejo aos associados da ABCGIL e a todos criadores e produtores de todo Brasil que acreditam no Gir Leiteiro, saúde e sucesso em 2014, boas festas e votos de muitas realizações no novo ano. Com o meu abraço,

José Afonso Bicalho Presidente da ABCGIL

Revista Gir Leiteiro 2013 ||||

5


ANO 13 – NÚMERO 17 – NOVEMBRO DE 2013

Sumário C Gir Leiteiro

50

apa

Sustentável Raça comprova sustentabilidade e aponta os melhores do

Ranking 2012/2013

H

ora da Genética

Na vanguarda da produção sustentável

68

Gir do Lino investe na produção a pasto e mantém novilhas que produzem mais de 18 quilos de leite por dia.

Zzn Peres

P

20

áginas Brancas

P

24

erfil

Entrevista exclusiva com o Ministro da Agricultura

6

| | | | Revista Gir Leiteiro 2013

ntrevista Especial

José Afonso Bicalho

Antônio Andrade

MAPA

E

32

ABCGIL

Entrevista com o novo Presidente da ABCGIL

Luiz Cláudio Paranhos

ABCZ

Entrevista com o Presidente da ABCZ


14

CURTAS DA ABCGIL Confira as principais notícias do Gir Leiteiro. PÁGINAS BRANCAS

ENTREVISTA

Antônio Andrade, Ministro da Agricultura. PERFIL

JOSÉ AFONSO BICALHO

24

EXPOSIÇÕES

26

Com os olhos do criador. GALERIA DE FOTOS

Gente que marcou presença na Expozebu, MegaLeite e Ituverava. ENTREVISTA ESPECIAL

LUIZ CLÁUDIO PARANHOS

Zebu leiteiro ganha ainda mais espaço na ABCZ. CAMPO TÉCNICO

IMPORTÂNCIA DE CARACTERÍSTICAS ADAPTATIVAS DE VACAS GIR LEITEIRO

Raça apresenta o tipo biológico ideal para a melhoria da qualidade do rebanho em ambiente tropical. LEITE AFORA

RAÇA É DESTAQUE NA EXPOZEBU, EXPOINTER E AGROTECNOLEITE

Acompanhe as notícias sobre os resultados das mostras realizadas de maio a outubro de 2013. GALERIA DE FOTOS

TÁ TODO MUNDO LENDO

Gente de destaque que aproveita a melhor informação da raça Gir Leiteiro. CAPA

GIR LEITEIRO SUSTENTÁVEL E RANKING 2012/2013

Raça comprova sustentabilidade e aponta os melhores do Ranking 2012/2013. HORA DA GENÉTICA

20

NA VANGUARDA DA PRODUÇÃO SUSTENTÁVEL

32 34 36 46 50 68

Gir do Lino investe na produção a pasto e mantém novilhas que produzem mais de 18 quilos de leite por dia. PNMGL NA PRÁTICA

SUMÁRIO DE TOUROS

72

Um aliado do produtor. HORA DA SAÚDE

A IMPORTÂNCIA DA QUALIDADE DO LEITE: DO PRODUTOR AO CONSUMIDOR

74

“Qualidade e segurança” dos produtos alimentícios tem recebido maior atenção por parte das autoridades, indústria, produtores e consumidores. GALERIA DE FOTOS

EXPOSIÇÕES

78

Gente que marcou presença na MegaLeite. HORA DO MANEJO

O BEM-ESTAR DOS ANIMAIS E A SEGURAÇA DAS PESSOAS

80

O manejo racional de bovinos está fortemente ligado à segurança de quem está lidando com esses animais. ESPECIAL

RECORDISTAS MOSTRAM O POTENCIAL DA RAÇA

A cada ano novos recordes são quebrados nos torneios leiteiros e os tetos de produção já superam a barreira dos 60 quilos de leite. NOVOS SÓCIOS

NOVOS CRIADORES SE ASSOCIAM À ABCGIL

Unir-se a uma entidade com reconhecido trabalho pelo aprimoramento da raça é uma estratégia que atrai cada vez mais novos sócios. NÚCLEOS

AS REGIONAIS DO GIR LEITEIRO

82 84 90

Acompanhe as atividades das associações e núcleos para promover o Gir Leiteiro. BATE PAPO NA COCHEIRA

JOSÉ DE CASTRO RODRIGUES NETTO - 80 ANOS DE SELEÇÃO GIR FB

A pecuária leiteira tem muitos motivos para comemorar. E AINDA: LISTA DE ASSOCIADOS DA ABCGIL AGENDA DE EXPOSIÇÕES 2014

96 98 102 Revista Gir Leiteiro 2013 ||||

7


Palavra do

EDITOR

Caros amigos GirLeiteristas, Mais uma vez vamos mostrar a força e a capacidade produtiva das nossas matrizes. Nesta edição trazemos uma reportagem de capa que aborda a importância das provas a pasto para comprovar a sustentabilidade do Gir Leiteiro. Também apresentamos mais um Documento Especial, um encarte com o Ranking Nacional da ABCGIL apontando os 100 melhores criadores e expositores em sete categorias. Um reconhecimento da entidade pelo empenho desses girleiteiristas em aprimorar cada vez mais as características raciais e de funcionalidade do nosso Gir Leiteiro. E são estas qualidades que vamos levar para a VI Exposição Internacional do Agronegócio do leite, a Interlactea (antiga Feileite). E não poderia ser diferente, afinal, se este é um dos maiores eventos da cadeia produtiva do leite da América Latina, “o Gir Leiteiro é a raça que representa a capacidade de superação do brasileiro”. A opinião é do ministro da Agricultura, Antônio Andrade, criador da raça e sócio da ABCGIL, que falou com exclusividade para a Revista Gir Leiteiro, sobre os planos da pasta para o setor.

Publique Banco de Imagens

O perfil desta edição traz o presidente da ABCGIL, José Afonso Bicalho. Com larga experiência na carreira política e privada, Bicalho fala sobre “as dores e amores” de comandar uma das entidades mais importantes da pecuária leiteira no País. Em entrevista, meu amigo Luiz Cláudio Paranhos, agora presidente da ABCZ, explana sobre os projetos da entidade para o Zebu Leiteiro. Estas e outras reportagens especiais com personagens de peso e que fazem parte da história do Gir Leiteiro no Brasil estão nas páginas desta Gir Leiteiro. Boa leitura e até a próxima edição.

Carlos Alberto da Silva Editor e Presidente do Grupo Publique

10

| | | | Revista Gir Leiteiro 2013


ISSN 1679-6659

CONTEÚDO

COLABORADOR

Associação Brasileira Pç. Vicentino Rodrigues da Cunha, 110 – Pq. Fernando Costa dos Criadores de Gir Leiteiro CEP 38022-330 - Uberaba/MG - (34) 3331-8400 www.girleiteiro.org.br • girleiteiro@girleiteiro.org.br

DIRETORIA EXECUTIVA Diretor Presidente: José Afonso Bicalho B. da Silva

Diretor Vice-Presidente: Joaquim José da Costa Noronha Diretor de Marketing: Paulo Roberto Andrade Cunha Diretor Administrativo/Financeiro: Tomáz de Aquino Resende Diretor Técnico: Anibal Eugênio Vercesi Filho

Mônica Costa JORNALISTA

Miriam Pinto JORNALISTA

Nathã Silva de Carvalho CORRESPONDENTE RS

CONSELHO DIRETIVO Presidente: José de Castro Rodrigues Netto

Membros: José João Salgado Rodrigues dos Reis, Rubens Resende Peres, Flávio Peres, Eduardo Falcão de Carvalho, Silvio Queiroz Pinheiro, Rodrigo Martins Bragança, Léo Machado Ferreira e Lúcio Rodrigues Gomes

COMERCIAL

Conselho Fiscal José Geraldo Vaz Almeida, Cássio Faria Rossi e Luciano Luzes Borges Membros Suplentes Maria Tereza lemos Costa Calil, João Machado Prata Júnior e Geraldo Antônio de Oliveira Marques

Conselho Editorial José Afonso Bicalho B. da Silva, André Rabelo Fernandes, Ana Cristina Navarro Andrade e Carlos Alberto da Silva

Capa e Matéria de Capa Gutche Alborgheti - gutche@publique.com Carlos Alberto da Silva Publisher (11) 9.9105.2030 carlos@publique.com

Mirian Domingues COORDENADORA DE ATENDIMENTO E COMERCIAL (11) 9.7671.5503 mirian@publique.com

Adriana Vecchine ATENDIMENTO (11) 9.9105.1278 adriana@publique.com

SUPORTE

Fotógrafos Colaboradores: Zzn Peres

Fábio Fatori/Fato Rural Carlão da Publique/Publique Banco de Imagens Nathã Silva de Carvalho/Publique Banco de Imagens

Editor-Chefe Carlos Alberto da Silva - MTB 20.330 Jornalistas Mônica Costa - monica@publique.com

Miriam Pinto - miriampinto@uol.com.br

Colaborador Nathã Silva de Carvalho - nathars@publique.com Departamento Comercial Carlos Alberto da Silva - carlos@publique.com | (11) 9.9105.2030 Mirian Domingues - mirian@publique.com | (11) 9.7671.5503 Adriana Vecchine - adriana@publique.com | (11) 9.9105.1278

Marcia Miranda COORDENADORA DE SUPORTE, MÍDIA & PRODUÇÃO

Priscila Pontes FINACEIRO, ADMINISTRATIVO E RH

Adriana Bonanni Auxiliar Administrativo

Pesquisa de Mídia, Orçamento Marcia Miranda - marcia@publique.com e Administração Financeira Priscila Pontes - financeiro@publique.com Produção Marcia Miranda - marcia@publique.com Auxiliar Administrativo Adriana Bonanni - porangaba@publique.com Suporte Técnico Paulo Bonanni - porangaba@publique.com Diagramação e Edição de Imagens Gutche Alborgheti - gutche@publique.com Audrei Carvalho - audrei@publique.com

Paulo Bonanni Suporte Técnico

CTP, Impressão Gráfica Mundo e Acabamento

CRIAÇÃO Caixa Postal 85 - CEP 18260-000 • Estrada Municipal Bairro dos Mirandas, Km 05 Porangaba, SP - Brasil • (11) 3042.6312 • www.publique.com • publique@publique.com

PRESIDENTE E FUNDADOR: Carlos Alberto da Silva

www.publique.com Gutche Alborgheti DIRETOR DE CRIAÇÃO

Audrei Carvalho DIRETORA DE ARTE

Twitter @GRUPOPUBLIQUE

Slideshare slideshare.net/grupopublique

Facebook facebook.com/gpublique

YouTube youtube.com/GrupoPublique

Revista Gir Leiteiro 2013 ||||

11


ABCGIL na ABCZ ABCGIL

3

Curtas da

ABCGIL

Projeto Gir Leiteiro anuncia 2ª Prova

Criador destaque

4

José Mário Miranda Abdo criador de Gir Leiteiro e associado da ABCGIL foi homenageado como Criador Destaque, durante a Abertura da Expogenética 2013. A cerimônia foi realizada no dia 18 de agosto, dentro do 10º Simpósio Brasileiro de Melhoramento Animal, organizado pela Sociedade Brasileira de Melhoramento Animal (SBMA) e que contou com a participação de mais de 500 pesquisadores, estudantes e técnicos do setor pecuário.

Estudantes visitam Projeto Gir Leiteiro Sustentável Estudantes de Zootecnia do Instituto Federal do Triângulo Mineiro, (IFTM), estiveram na Fazenda Experimental da Embrapa Gado de Leite em Uberaba, MG, no mês de outubro, para conhecer o projeto Gir Leiteiro Sustentável. Em agosto, foi a vez dos alunos de veterinária da Universidade de Uberaba (Uniube) conhecer o projeto. A Uniube e o Hospital Veterinário de Uberaba também são parceiros da ABCGIL na realização da Prova Nacional de Produção de Leite a Pasto. Um dos objetivos do projeto é trazer os alunos das universidades para dentro do sistema de produção com Gir Leiteiro, fixando nos futuros profissionais todas as características e qualidades da raça.

14

| | | | Revista Gir Leiteiro 2013

ABCGIL

2

A 2ª Prova Nacional de Produção de Leite terá início durante a Exposição Nacional do Gir Leiteiro 2014 (Megaleite/2014) no mês de julho do ano que vem. Os criadores interessados em participar desta prova deverão inseminar suas novilhas, entre os dias 15/11/2013 a 15/12/2013, para que as mesmas possam parir entre 30/08/2014 a 30/09/2014. A entrada das novilhas no local da prova será a partir do dia 20/07/2014 e a prova terá duração de 14 meses, sendo 2 meses de pré-parto e mais 12 meses de realização. A segunda edição do Projeto Gir Leiteiro Sustentável será realizada pela ABCGIL, EPAMIG e EMBRAPA Gado de Leite na cidade de Uberaba/MG, com o apoio da ABCZ, FAZU, UNIUBE e Hospital Veterinário de Uberaba (HVU).

Zzn Peres

ABCGIL

1

Membros e associados da ABCGIL compõem a nova diretoria da Associação Brasileira de Criadores de Zebu (ABCZ). A cerimônia de posse foi realizada no dia 29 de agosto, quando Luís Claudio Paranhos assumiu a José de Castro, Diretor da ABCZ e José Afonso Bicalho, diretoria da entidade. Presidente da ABCGIL. José de Castro Rodrigues Netto, que foi diretor durante a gestão de Eduardo Biagi, no triênio 2010-2013, continuará ocupando o cargo pelos próximos três anos. Zé de Castro é criador de Gir Leiteiro e Presidente do Conselho Diretivo da ABCGIL. Entre os associados da ABCGIL indicados para o conselho consultivo e que também tomaram posse estão: José Mário Miranda Abdo (Distrito Federal); Silvio Queiroz Pinheiro (Distrito Federal); Léo Machado Ferreira (Goiás); Rodrigo Martins Bragança (Rio de Janeiro) e José Adalmir Ribeiro do Amaral (Rio Grande do Sul).


Homenagem a Rubens Resende Peres

Novo recorde mundial A vaca Bandeira - CTAC 20 é a nova recordista mundial em produção de leite na categoria Vaca Jovem. A matriz atingiu a produção de total de 169,700kg, uma média de 56,567kg de leite nos três dias do Concurso Leiteiro realizado durante a 1ª Exposição Regional do Gir Leiteiro de Goiânia, GO. Bandeira - CTAC 20 é fiha de Bandeira, recordista munidal. do Jaguar TE do Gavião - GAV 291 e Azaléia. A recordista anterior Jiba FIV de Brasília – RRP 6875 é filha do mesmo touro e registrou uma média de 55,947 kg durante a 6ª Exposição Especializada do Gir Leiteiro realizada em setembro em Uberlândia,MG. A nova recordista é crioula do plantel de Clovis Tadeu de Andrade e pertence ao condomínio formado por Maria Tereza Lemos Costa Calil, Mila Carvalho L. Campos e Eduardo da Costa.

Ministro visita Exposição de Unaí/MG

8

Em setembro, o ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Antônio Andrade participou da abertura da53ª Expoagro em Unaí, MG. Durante o evento, o João Cruz, Ministro Antonio Andrade ministro e seu Assese Fausto Cerqueira. sor João Cruz Reis Filho, ambos criadores de gir leiteiro e associados da ABCGIL , visitaram o Concurso Leiteiro da 4ª Exposição Regional do Gir Leiteiro.

Destaque na Bolívia O Gir Leiteiro foi destaque na Feira Internacional de Santa Cruz, a Expocruz 2013 na Bolívia. Para fomentar e difundir o gir leiteiro, os organizadores do evento promoveram uma reunião técnica que contou com a participação dos criadores, técnicos da ASOCEBÚ, e técnicos de empresas ligadas a cadeia produtiva do leite. Tatiane Tetzner ministrou uma palestra sobre a “Evolução do Gir Leiteiro em conformação e produtividade como raça pura e em cruzamentos”. Tetzner também julgou 92 animais durante o evento. O grande campeão e a grande campeã foram animais do criatório da Cabãna Curichi Grande. O melhor criador e melhor expositor da raça do Ranking 2012-2013 foi Eduardo Eguez, da Cabaña Curichi Grande, seguido por Julio Nacif da Cabaña Esterlina. A grande campeã do concurso leiteiro e melhor úbere foi a vaca Furia TE Esterlina, filha de CA Sansão, com média diária de 23,05 Kg de leite, da Cabaña Esterlina e a Reservada grande campeã foi a vaca Bambina de Curichi Grande, com média de 19,66 Kg de leite, da Cabaña Curichi Grande.

ABCGIL

ABCGIL

5

6

A diretoria da Cooperativa Agropecuária Região Leste de Minas Gerais realizou, no mês de julho, a solenidade de entrega da Comenda do Mérito Rural Rubens Resende Peres. A homenagem foi realizada na cidade de Leopoldina, MG, cidade natal do criador e um dos fundadores da ABCGIL que faleceu em agosto de 2011 e continua sendo lembrado pelo importante trabalho Rubens Peres, fundador da Fazenda Brasília. realizado a frente da fazenda Brasília, que segue como uma das mais importantes na criação de Gir Leiteiro no País. Peres ocupou por 2 mandatos, a presidência da ABCGIL, entre os anos de 1989 e 1995 e foi um dos incentivadores do teste de progênie.

ABCGIL

Arquivo

7

Furia TE Esterlina, Grande Campeã do Concurso Leiteiro e Melhor Úbere.

Revista Gir Leiteiro 2013 ||||

15


11

Curtas da

ABCGIL

Colombianos visitam a ABCGIL

Criadores de Gir Leiteiro do Estado de Goiás fundaram em setembro a Associação Goiana dos Criadores de Gir Leiteiro (AGCGIL). A cerimônia de posse foi realizada durante a Megaleite e contou com a presença do Presidente da ABCGIL José Afonso Bicalho e seus diretores. Amarildo Gonçalves Pires foi aclamado como o primeiro presidente da Associação dos Criadores de Gir Leiteiro do Estado de Goiás. A nova diretoria é composta por José Naves de Ávila Neto, 1º vice-presidente; Léo Machado, 2º vice-presidente; José Mário Abdo, 3º Vice-presidente; Renan Salgado de Oliveira, 4º vice-presidente; Carlos Eduardo Bezerra (Dudu Bezerra), Secretário; Lúcio Dias de Oliveira, Tesoureiro; Jairo Faleiro, Diretor Jurídico; Dílson Cordeiro, Conselheiro Fiscal; Rogério Omar Corrêa, Conselheiro Fiscal; Naim Assef, Conselheiro Fiscal; Milene de Aguiar do Prado de Menezes, Suplente do Conselho Fiscal; Bruno Anderson Tannous Pires, Suplente do Conselho Fiscal; Gabriel Marinho VillaVerde de Carvalho, Suplente do Conselho Fiscal, José Eustáquio de Menezes, Comitê de Marketing e Freddy Magalhães, será o Secretário Executivo. Carlos Lopes

9

Nova associação em Goiás

Comitiva colombiana recepcionada pela equipe da ABCGIL.

Uma comitiva colombiana visitou a sede da ABCGIL no dia 1º de outubro. Mônica Posada, representante da ABS Pecplan na Colômbia, os técnicos Juan Manuel Cerón e Juan Fernando Vásquez, membros da Colanta, Cooperativa Colombiana de Leite e Marcos Rosa, Coordenador de Comércio Exterior da ABS Pecplan, conheceram a sede da ABCGIL, onde ouviram uma explicação sobre o Teste de Progênie ABCGIL/EMBRAPA e depois visitaram a Fazenda Experimental onde está sendo realizada a Prova Nacional de Produção de Leite – Gir Leiteiro Sustentável, realizada pela ABCGIL, EPAMIG e EMBRAPA Gado de Leite.

10

Reunião entre os criadores goianos e a diretoria da ABCGIL.

Torneio Leiteiro é ponto alto da Expam, em Ituverava Associação Paulista dos Criadores de Gir Leiteiro (APCGIL) e a Associação Brasileira dos Criadores de Gir Leiteiro (ABCGIL) apoiaram a promoção da 3ª Exposição Estadual do Gir Leiteiro, organizada pelo Sindicato Rural de Ituverava entre os dias 26 a 31 de agosto em Ituverava, interior de São Paulo. O evento foi o ponto alto da 3ª edição da Exposição Agropecuária da Alta Mogiana (Expam) um das maiores feiras voltadas ao produtor rural da região. “A Expam em Ituverava está crescendo a cada ano. No primeiro ano foi a maior exposição homologada no estado de São Paulo e este ano se tornou a Estadual”, aponta Renata T. Peraro Okano, que ao lado do marido Adriano Okano comanda a seleção Kenyo de Gir leiteiro. A exposição da raça contou com a participação de 20 criadores e 144 animais em pista e também foi realizado o torneio leiteiro com 15 matrizes que foram avaliadas pelo coordenador do Programa Nacional de Melhoramento Genético da raça na ABCGIL, André Rabelo Fernandes. A organização da exposição e do torneio ficou por conta dos selecionadores Okano, dos criadores da raça nelore Luiz Carlos Iamaguti, Sueli Mine e Gabriel Barbosa e do presidente do Sindicato Rural do município Gustavo Chavaglia.

16

| | | | Revista Gir Leiteiro 2013

Renata Okano, segunda da direita para esquerda, organizadora do evento.


Equipe ABCGIL

Ana Cristina Navarro

André Rabelo Fernandes

ana@girleiteiro.org.br

andre@girleiteiro.org.br

Formada em administração pública, atua como secretária executiva da ABCGIL, trabalhando no gerenciamento da área administrativa/financeira da associação.

Antônio Luiz de Andrade Filho Zootecnista, responsável pela logística de exposições. Trabalha na execução operacional das exposições homologadas e ranqueadas

Técnico agrícola, atua na distribuição de sêmen do Teste de Progênie e realiza o acompanhamento dos rebanhos colaboradores.

Gisele Oliveira

Iraides Aparecida de Souza

antonio@girleiteiro.org.br

Formada em secretariado executivo bilíngue, atua como secretária da presidência, na comunicação interativa com os criadores e demais visitantes do site da ABCGIL.

Carlos Matheus Arantes Pereira

Fausto Cerqueira Gomes

matheus@girleiteiro.org.br

José Geraldo Oliveira

Milton Borges Junior

Técnico agrícola, atua na distribuição de sêmen do Teste de Progênie e realiza o acompanhamento dos rebanhos colaboradores.

jgeraldo@cnpgl.embrapa.br

gustavo@girleiteiro.org.br

Responsável pelo processamento de dados dos controles leiteiros do PNMGL.

iraides@girleiteiro.org.br

gisele@girleiteiro.org.br

Zootecnista, responsável pela logística de exposições. Trabalha na execução operacional das exposições homologadas e ranqueadas da ABCGIL.

Técnico agrícola, atua na distribuição de sêmen do Teste de Progênie e realiza o acompanhamento dos rebanhos colaboradores.

Gustavo R. Andrade e Oliveira

Zootecnista, coordenador operacional do PNMGL. Responsável pelo acompanhamento dos rebanhos puros, tanto na execução do sistema linear de avaliação quanto na classificação para tipo.

fausto@girleiteiro.org.br

Estudante de Administração de Empresas,atua no setor financeiro da ABCGIL e administra a parte contábil da associação.

milton@girleiteiro.org.br

Ranielly da Silva Maciel Médica Veterinária, supervisora da base de dados de exposições e do controle leiteiro do PNMGL.

rany@girleiteiro.org.br

Juliana Duarte de Oliveira

Formada em Secretariado Executivo bilíngue, atua no marketing e comunicação, bem como na área internacional da ABCGIL, mantendo os associados e interessados da raça sempre informados sobre o que acontece no Gir Leiteiro no Brasil e no Mundo, através das redes sociais e do site da Associação.

juliana@girleiteiro.org.br

Fotos: Alysson de Oliveira

18

| | | | Revista Gir Leiteiro 2013


O Gir Leiteiro é a raça que representa o leite do Brasil Antônio Andrade, gir leiterista e Ministro da Agricultura, afirma que o governo investe em medidas para aumentar a produtividade leiteira e o lucro do produtor.

20

| | | | Revista Gir Leiteiro 2013

Carlos Silva / Arquivo MAPA

Páginas Brancas


|||| GL - Estima-se que o sangue Gir Leiteiro esteja presente em mais de 80% das explorações leiteiras brasileiras. Considerando sua importância para o setor, há programas que estimulem a manutenção e o desenvolvimento de criadores desta raça no Brasil? AA: A Associação Brasileira dos Criadores de Gir Leiteiro (ABCGIL), tem investido tanto em provas de desempenho quanto de progênie, com o objetivo de ampliar a capacidade leiteira da raça. Mas a pecuária brasileira ainda pode melhorar em relação à competitividade e estamos no caminho certo para alcançar este objetivo. No atual Plano Agrícola e Pecuário, foi criada a linha de financiamento Inovagro, voltada para a modernização no campo e tendo como um dos focos a pecuária leiteira. Os financiamentos podem ser feitos com taxa de juros de 3,5 % ao ano e 10 anos de prazo para pagamento – sendo três de carência. Com investimentos na melhoria da nossa produtividade, logo alcançaremos maior competitividade e não precisaremos nos preocupar com as importações. |||| GL - A falta de infraestrutura é apontada pelo setor como um dos principais entraves para a melhoria na qualidade do leite produzido no país. A pasta tem projetos de curto prazo para garantir que as pequenas propriedades possam se adequar às exigências da IN 62 até 2014? AA: Neste tema existem questões que não dizem respeito ao Ministério da Agricultura e estão diretamente ligadas à qualidade do nosso produto, como por exemplo, a estabilidade da rede de energia e a manutenção das estradas rurais. Para estes itens, mantemos contato direto com os órgãos envolvidos a fim de superar mais rapidamente estes desafios. Dentro da propriedade, novamente, cito o Programa Inovagro, que permite o financiamento de genética, tanques de expansão, ordenhadeiras, assistência

Carlos Silva / Arquivo MAPA

|||| Gir Leiteiro - O Gir Leiteiro é uma raça com alta capacidade de produção de leite nos trópicos e isso se deve ao grande investimento feito por pecuaristas brasileiros desde que os primeiros exemplares chegaram da Índia. Este é mais um motivo de orgulho para o Brasil? Antônio Andrade: Sem dúvida. Assim como na agricultura, nós tivemos que desenvolver soluções tecnológicas para os trópicos. No caso da pecuária de leite, a introdução e o melhoramento de gramíneas africanas, em conjunto com a genética do Gir leiteiro, proporcionaram um grande avanço na pecuária de leite nacional que cresce em produção a um ritmo de 5% ao ano.

técnica, itens diretamente relacionados à qualidade do leite e também o Programa Moderagro, linha de crédito voltada ao financiamento para reposição de matrizes bovinas ou bubalinas de animais sacrificados por terem doenças como brucelose ou tuberculose. Sem dúvida, a qualidade do leite é um caminho sem volta. Bom para os produtores, indústrias e consumidores. Sobre a IN 62, não vão faltar recursos para os investimentos necessários ao cumprimento dessa normativa. |||| GL - Quando começou sua “história” com o Gir Leiteiro? AA: Tenho boas recordações dessa raça. Quando criança, ainda na fazenda da minha avó, era esse o gado predominante. Quando comprei minha primeira propriedade, em 1984, os primeiros animais que entraram na fazenda eram da raça Gir. Penso que hoje, com o Girolando, o Gir Leiteiro é uma raça de leite representante do Brasil, pois os animais se adaptam perfeitamente ao clima do nosso País. É uma raça que

“Considero a atividade leiteira como uma das mais difíceis no setor” tem história, uma raça apaixonante. |||| GL - Por que escolheu essa raça? AA: Primeiro pela tradição na minha família, e também pela rusticidade da raça, por serem animais diferenciados uns dos outros e por terem o cheiro agradável. |||| GL - O senhor lida diretamente com os animais? AA: Com certeza, pois gosto de andar no meio do gado, coçar e alisar os animais. É um gado dócil, manso, que conhece quem o trata bem. É um gado que caminha atrás da gente. Quando vou pra fazenda, gosto de estar em contato direto com os mesmos, é uma forma de conhecer os melhores animais, aqueles que se destacam e fazem história na sua propriedade. |||| GL - Quais características da raça o senhor gostaria de salientar? AA: A rusticidade, a docilidade e, acima de tudo, o poder de conversão do gado. É um animal que tanto vive bem em pasto bom quanto em áreas de má

qualidade. Pode ser criado em confinamentos ou em pasto extensivo. Um animal que em pouco tempo sai do estado de magro para gordo e depois come pouco para manter o peso e produzir leite. Além disso, o consumo de ração é menor do que o de outras raças. |||| GL - Vida de produtor de leite é fácil no Brasil? AA: Considero a atividade leiteira como uma das mais difíceis no setor rural, porque vai de domingo a domingo. É preciso tirar leite todos o dia para não correr o risco de o animal perder o úbere ou até mesmo as tetas. A pecuária leiteira é muito diferente das outras atividades do campo, pois não permite que o tratador, por exemplo, more na cidade, ele tem que ficar perto dos animais, porque é preciso tirar leite logo bem cedo e ao final da tarde também. |||| GL - Qual sua expectativa sobre o crescimento do setor? AA: O setor leiteiro está indo muito bem. O ano passado foi muito difícil, uma vez que o produtor de leite, com raríssimas exceções, conseguiu equilibrar ou até ter lucro com a sua atividade. O ano de 2013 tem permitido melhores resultados para o setor, porque a atividade está remunerando o produtor. Acredito que esta será uma situação duradoura, até porque a produção nacional está abaixo do consumo nacional e a mundial caiu muito em função das dificuldades dos produtores nos países concorrentes. A qualidade do leite no Brasil começa a aumentar, assim como o consumo per capita. O Brasil, em breve, passará de importador para exportador de leite. A cadeia produtiva que o Ministério da Agricultura começa a desenvolver, com o apoio das entidades e empresas, está melhorando a produtividade, a qualidade e consequentemente o lucro para o produtor. Revista Gir Leiteiro 2013 ||||

21


Publique


Zzn Peres

Perfil

O

economista José Afonso Bicalho Beltrão da Silva, criador de Gir Leiteiro nos municípios de Ferros e Paraopeba, MG, e com larga experiência em cargos públicos importantes, como a secretaria de fazenda do Estado de Minas Gerais, secretaria de finanças da Prefeitura de Belo Horizonte e a presidência dos bancos mineiros, Banco do Estado de Minas Gerais (BEMGE) e Banco de Crédito Real de Minas Gerais (CREDIREAL), tem como novo desafio a gestão de uma das mais importantes entidades da pecuária leiteira nacional. Anunciado por consenso para a presidência da Associação Brasileira dos Criadores de Gir Leiteiro para o triênio 2013 – 2015, Zé Bicalho que já atuava como diretor financeiro da entidade na gestão anterior, mantém a rotina dos girleiteiristas, cuidando dos animais e participando de eventos para promoção da raça. “Não sou presidente, estou presidente, quero manter uma gestão voltada para o fortalecimento da raça e dos associados”, afirma o novo presidente da ABCGIL que fala sobre os desafios e prazeres de comandar uma entidade que já faz parte da própria história.

om os olhos do criador José Afonso Bicalho reconhece que estar no comando da ABCGIL é um grande desafio. Mas a parceria com os criadores e as qualidades da raça Gir Leiteiro tornam a missão muito mais fácil.

24

| | | | Revista Gir Leiteiro 2013

|||| Gir Leiteiro - Como é presidir uma das mais importantes entidades da pecuária leiteira nacional? José Afonso Bicalho: Primeiro é um grande desafio. A ABCGIL e seus programas são muito complexos, a instituição tem quase 400 sócios, trabalha com inovação tecnológica, com poucos recursos financeiros e pouco apoio do governo. Além disso, deve estar sempre criando novos projetos para manter atualizadas as ferramentas de melhoramento genético e trazer novos benefícios para os associados, já que eles são os principais financiadores da instituição. Mas também é muito gratificante, pois estar na fronteira da inovação e construir o futuro do nosso negócio e da pecuária nacional leiteira são missões instigantes. |||| Gir Leiteiro - O fato de o senhor integrar a diretoria da ABCGIL, conhecer seus membros e as características da entidade diminuem a pressão agora que está na presidência? JAB: Ajuda um pouco, porque parte dos desafios e problemas estratégicos já eram conhecidos. Porém a responsabilidade continua, principalmente, depois de um período de grande crescimento da raça, de forte expansão do número de associados e das atividades da ABCGIL. O grande desafio é garantir a continuidade desse período de bonança e sucesso,


consolidando os projetos em andamento e criando novos, de forma a atender as demandas atuais dos associados e da raça Gir Leiteira. |||| Gir Leiteiro - Como sua experiência na política e na pecuária pode colaborar para a gestão à frente da ABCGIL? JAB: Ajudará bastante, já que o grande aprendizado na minha vida profissional é saber que uma gestão exitosa, nesse mundo competitivo, deve sempre ser colegiada e compartilhada. As decisões são mais demoradas, mas ouvir as pessoas e tornar a administração menos personalista é fundamental em uma associação. |||| Gir Leiteiro - A ABCGIL é hoje uma entidade de reconhecida importância no setor pecuário. Como o senhor encara o fato de que suas decisões à frente da ABCGIL podem impactar toda a pecuária de leite brasileira? JAB: Isso mostra a dificuldade da tomada de decisões da ABCGIL já que os impactos das ações da diretoria executiva e do conselho diretivo são mais amplos. Além do mais, os desafios atuais do Gir Leiteiro são mais difíceis. Antes o dilema era desenvolver a genética Gir e mostrar que a raça era de aptidão leiteira e competitiva no mundo tropical. Agora, além de continuar o melhoramento genético, introduzindo novas ferramentas como a seleção genômica, a grande tarefa é explorar a produção de leite do Gir leiteiro e mostrar suas vantagens e diferenciais. |||| Gir Leiteiro - Como criador de Gir Leiteiro, o que o senhor considera como maior desafio para o setor? JAB: Primeiro, continuar liderando, junto com os produtores associados, o melhoramento genético da raça com a inclusão de novas características a serem testadas e o uso intensivo da seleção genômica. O segundo é consolidar a raça como produtora de leite em condições competitivas e adaptadas aos trópicos. Também precisamos explorar os nichos de mercado que podem ser abertos para o leite do Gir leiteiro. |||| Gir Leiteiro - O senhor tem mantido suas atividades como criador, apresentando seus animais em exposições e participando de rankings e leilões da raça, essa proximidade com os criadores é importante para a sua gestão? JAB: Com certeza é fundamental, pois antes de participar da gestão como presidente sou criador e quero desenvolver meu criatório e participar das atividades do setor leiteiro. Em outras palavras

não sou presidente, estou presidente, mas minha atividade é criador e selecionador de Gir leiteiro como atividade econômica que tem que dar resultados rentáveis. Tenho procurado estar no maior número de exposições e eventos do Gir Leiteiro, como criador e dirigente da ABCGIL, para interagir com os produtores e manter uma gestão voltada para o fortalecimento da raça e dos associados. |||| Gir Leiteiro - Entre as conquistas da entidade está a efetivação da marca do leite Gir Leiteiro e seu diferencial A2. O senhor pode falar um pouco sobre as vantagens do produto? JAB: Uma das nossas preocupações atuais é elaborar uma marca para o leite do Gir Leiteiro de forma a criar um nicho para a raça. A Associação Brasileira de Criadores de Zebu (ABCZ) tem interesse, também, em promover o leite do zebu e desta forma podemos unir esforços nessa direção. Uma das possibilidades é explorar essa característica predominante na raça,

“Ainda este ano vamos definir um plano estratégico para o Gir Leiteiro que deve perdurar pelos próximos cinco anos.” que é a existência da proteína A2. Os efeitos positivos do A2 já são explorados, usando outras raças, já na Austrália, Nova Zelândia, no Reino Unido e nos Estados Unidos. Aqui no Brasil, nossa intenção é investir nessa característica da raça para valorizar o produto dos nossos associados. O leite do Gir Leiteiro também tem outras características interessantes e queremos desenvolver pesquisas e conhecimentos para explorá-las economicamente. |||| Gir Leiteiro - Quais os próximos passos para garantir o reconhecimento deste produto nas prateleiras dos mercados e na mesa do consumidor? JAB: Em parceria com a ABCZ estamos aprofundando os trabalhos nessa área e logo teremos

novidades. Já existem criadores de Gir Leiteiro interessados nesse nicho e esperamos que a ABCGIL possa contribuir com pesquisas e serviços, para que os associados sejam beneficiados com a valorização do nosso leite tropical. Além do leite podemos desenvolver outros produtos lácteos e diferenciá-los no mercado. |||| Gir Leiteiro - A ampliação do número de associados e de exposições ranqueadas está entre as prioridades desta gestão? JAB: A ABCGIL cresceu bastante em número de associados nos últimos seis anos, passando de pouco mais de 120 associados para quase 400 integrantes. Manteremos a promoção da raça para atrair novos criadores e continuaremos trabalhando para consolidar a ABCGIL através de atividades e serviços que incentivem a entrada de novos sócios. O mesmo é planejado para as exposições ranqueadas. Hoje são mais de 50 exposições e pelos novos regulamentos o ranqueamento já pode ser feito na primeira exposição, desde que o número de animais seja igual ou maior que 90. Também aumentamos os pontos das exposições menores na contabilização do ranking, assim, esperamos que novas cidades sejam incentivadas a ranquear exposições. |||| Gir Leiteiro - Quais as demais metas para o próximo triênio? JAB: Esperamos que grande parte das metas seja definida na elaboração do plano estratégico que deve ser realizado ainda neste ano. O objetivo é formar um fórum mais amplo com a diretoria, conselhos, colaboradores, área técnica, criadores e especialistas em Gir Leiteiro para traçar os rumos da raça nos próximos anos. Os temas recorrentes sempre serão: Genética, seleção genômica, produção de leite, nichos do Gir Leiteiro no mercado de lácteos e etc. |||| Gir Leiteiro - Quais os desafios para alcançar tais metas? JAB: Primeiro, precisamos ampliar os recursos financeiros para desenvolver os projetos. Até agora grande parte dos nossos projetos como teste de progênie, sede própria, prova de leite sustentável foram bancados pelos criadores. Temos contado também com a participação da Embrapa e do Governo Federal. Nossa intenção agora é desonerar o criador e aumentar a captação de recursos nos setores público e privado mostrando a importância do trabalho da ABCGIL, e o reconhecimento de que as inovações que promovemos são fundamentais para o País.

Revista Gir Leiteiro 2013 ||||

25


Galeria Galeria DE FOTOS DE FOTOS EXPOSIÇÕES

Em Alegrete, RS, Nathã Carvalho, acompanha a entrega do prêmio de Grande Campeão para o criador José Amaral da Fazenda das Nogueiras - O touro Apolo é multi-campeão no Rio Grande do Sul

Em Ituverava, SP: Bel Oliveira, Claudia Helena Monteiro, Renata Okano e Dalila Galdeano Lopes

Em Ituverava, mulheres do Gir Leiteiro

João Machado Prata Jr, Carlão da Publique e Paulo Roberto Andrade Cunha Gir Leiteristas na Exposição de Ituverava, SP

Fábio Miziara, José Otávio Lemos e Márcio Diniz

Adriano Okano e amigos em Ituverava, SP Equipe da DuPont visita Antonio Carlos Alves Lopes, criador de Gir Leiteiro em São José do Rio Preto. Ao seu lado, Carlão da Publique.

Paulo Roberto Andrade Cunha entrega prêmio durante a Megaleite José Afonso Bicalho e Carlão da Publique

Aníbal Vercesi, Murílo Abdo e Antônio Luiz

26

| | | | Revista Gir Leiteiro 2013

Representantes da ACGIL/MT

José de Castro entrega prêmio durante a Megaleite

Carlão da Publique e Dalila Galdeano Lopes


Galeria Galeria

DE DE FOTOS FOTOS EXPOSIÇÕES

Paulo Bonanni, ao centro, com gerentes da Matsuda

Pista de julgamento durante a Megaleite

José Afonso Bicalho em seu discurso de posse na ABCGIL

José Afonso Bicalho, Carlão e Paulo Roberto Andrade Cunha

José Afonso e Adriano Bicalho

Compradores do clone da matriz Profana de Brasília

Dalila Galdeano Lopes e José Antonio da Silveira, da Xapetuba

Posse do presidente José Afonso Bicalho na ABCGIL Paulo Roberto, Kinkão, José Afonso, Tomáz de Aquino Resende e Anibal Vercesi

Criadores recebem prêmio durante a Megaleite das mãos de Ana Cristina Navarro, a esquerda, e Henrique Pinheiro, a direita

André Rabelo, Henrique Pinheiro, Sandro e Júlio (Monte Verde)

Wesliane Roriz e Silvio Queiroz Pinheiro

Revista Gir Leiteiro 2013 ||||

27


Galeria Galeria DE FOTOS DE FOTOS EXPOSIÇÕES

José Mário Miranda Abdo e Amarelinho Miriam Borges e José Afonso Bicalho

José Afonso Bicalho, Julio e equipe Monte Verde Juliana Duarte e Ana Cristina Navarro

Santiago, Carlão da Publique, Jordane e Gildásio, equipe Calciolândia

Sede da ABCGIL lotada para a posse de José Afonso Bicalho como presidente Evandro Guimarães e José Coelho Vítor

Roberto Vilhena Viera

Equipe ABCGIL e estagiários

Tratadores e estagiários

Kinkão, José de Castro e José Mário Miranda Abdo

Maria do Carmo Arenales e André de Oliveira

28

| | | | Revista Gir Leiteiro 2013

Equipe ABCGIL

José Afonso Bicalho, Léo Machado, Ana Cristina Navarro e Bruno Machado

José Mário Miranda Abdo, Kinkão, José de Castro, Rodrigo Bragança e equipe da Fazenda Salobo comemoram campeonato de fêmea jovem do Concurso Leiteiro da ABCZ


A pecuária é mais forte com parcerias como esta. A ABCGIL e a Ourofino agora estão juntas para continuar contribuindo com o desenvolvimento da criação de gado Gir leiteiro no Brasil. Consequentemente, colaborar com o crescimento do agronegócio mais próspero do mundo. Parcerias assim só vêm alavancar a pecuária bovina no cenário nacional.


Galeria Galeria DE FOTOS DE FOTOS EXPOSIÇÕES

Ana Cristina Navarro, José Afonso Bicalho e Luciane Abdanur

Meire, Mariza, Léo Machado, José Afonso Bicalho, Bruno Machado, José de Castro, Kinkão e Flávio Peres

Cerimônia de posse da fundação da AGCGIL

André Rabelo e Rodrigo Bragança

Geraldo Marques e esposa, família Léo Machado e Renato da Cunha Oliveira

Tatiane Tetzner e Kinkão

Virgílio Villefort e José Afonso Bicalho Virgílio Villefort e José Afonso Bicalho

Rodrigo Bragança e José de Castro Paulo Roberto Andrade Cunha e Aníbal Vercesi

Gisele Oliveira e Léo Machado

30

| | | | Revista Gir Leiteiro 2013

Milton Júnior e Jairo, representando o criador Volmer Cerqueira

Fausto Cerqueira e Flávio Peres

Rodrigo Bragança e Léo Machado


ABCZ

E ntrevista Especial

ebu leiteiro ganha ainda mais espaço na ABCZ A formação do Comitê do Leite e a criação de um espaço para desenvolvimento de projetos de pesquisa para o setor leiteiro estão entre as prioridades da ABCZ, agora sob a gestão de Cláudio Paranhos

32

| | | | Revista Gir Leiteiro 2013


L

uiz Cláudio de Souza Paranhos Ferreira, o novo presidente da Associação Brasileira de Criadores de Zebu (ABCZ), é zootecnista e herdeiro de uma família com forte tradição agrícola na região da Zona da Mata do Estado de Pernambuco. Cau, como é conhecido no meio é também criador de nelore e sabe que o fortalecimento e a consolidação do rebanho zebuíno no Brasil e no mundo dependem de ações de vanguarda. Por isso, em sua primeira gestão à frente da entidade, aponta como uma das prioridades o estímulo ao fortalecimento da cadeia leiteira. “Toda raça zebuína, de corte, de leite ou de dupla aptidão têm sua importância”, afirma. |||| Gir Leiteiro - Qual a importância do Zebu leiteiro para a ABCZ? Luiz Cláudio Paranhos: A genética do zebu leiteiro tem entrado cada vez mais forte no mercado internacional e para este mercado temos uma atenção especial. Há uma década a ABCZ vem trabalhando para ampliar as exportações do setor. Em 2003, criamos o Projeto Brazilian Cattle, em parceria da Apex-Brasil (Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos), para promover as raças zebuínas e os produtos pecuários em diversos países tropicais. Atualmente, o projeto conta com 38 associados: centrais de inseminação, biotecnologia, animais vivos, sementes para pastagens, nutrição animal, produtos veterinários, educação, fazendas e equipamentos. A ABCGIL integra o grupo e é uma importante parceira. |||| Gir Leiteiro - Qual o peso da raça Gir Leiteiro para o crescimento do interesse por animais de aptidão leiteira entre as raças zebuínas? LCP: O Gir Leiteiro é um dos produtos de maior demanda lá fora. Podemos destacar que é uma das raças que mais tem crescido em volume de animais registrados pela entidade nos últimos anos. Segundo a ASBIA, o sêmen dos reprodutores Gir Leiteiro tem sido bastante procurado. |||| Gir Leiteiro - Quais os projetos da ABCZ para o fomento da pecuária leiteira? LCP: A ABCZ estimula e procura auxiliar em todas as ações das associações promocionais das raças zebuínas que são destinadas a produção leiteira. Na Estância Orestes Prata Tibery Junior teremos um espaço exclusivo para desenvolver projetos de pesquisa do setor leiteiro; pretendemos dar continuidade as provas de produção a pasto e promover treinamentos específicos para colaboradores das fazendas. No concurso leiteiro da Expo Zebu, que tem 35

anos, já são aferidas as taxas de gordura e proteína do leite, além da contagem de células somáticas. |||| Gir Leiteiro - Há outros trabalhos da entidade na promoção do leite de qualidade? LCP: A ABCZ incentiva os rebanhos que participam do Controle Leiteiro Oficial da ABCZ a medir a qualidade. A interpretação dessas análises ajuda a refinar os critérios de seleção e impactam na escala de produção da cadeia. A própria entidade é um ponto de coleta de amostras de leite. O material segue para a Clínica do Leite, no Estado de São Paulo, e lá é analisado em relação a essas características. O resultado é incorporado ao nosso banco de dados, ajudando no melhoramento genético dos rebanhos. Os criadores ainda receberam a cartilha sobre qualidade do leite, que explica como atender as exigências da IN 62. |||| Gir Leiteiro - A nova diretoria é composta por membros representantes de raças leiteiras. Qual a importância desta ação? LCP: A Diretoria da ABCZ foi composta com a intenção de atender todas as demandas do Zebu e entre elas a produção de leite se destaca. Criamos o Comitê do Leite para tratar dos assuntos específicos do zebu leiteiro. Este comitê é formado por diretores, técnicos e criadores, gente que conhece a realidade do setor no dia a dia, seus pontos positivos e suas necessidades. Entendemos que se a pecuária comercial leiteira vai bem, nossos associados são estimulados a produzir mais e a melhorar a genética, pois terão liquidez ao ofertar seus produtos.

|||| Gir Leiteiro - As provas de produção a pasto do Gir Leiteiro podem colaborar para a valorização do zebu leiteiro? LCP: A vocação do zebu para sustentar uma pecuária produtiva e ambientalmente correta, fornecendo leite de qualidade em regime de pasto, apenas com suplemento ajustado a produtividade, começa a ser reconhecida no mundo todo. Os animais também são mais econômicos para o produtor porque a rusticidade que, além de outras vantagens, confere resistência aos endo e ectoparasitas dispensa as aplicações contínuas de defensivos. |||| Gir Leiteiro - Qual a participação da ABCZ nestas avaliações? LCP: A ABCZ participará sempre dos programas de avaliação que visem estudar, desenvolver, melhorar e destacar as vantagens competitivas das raças zebuínas.

Comitê do Zebu Leiteiro Além do presidente Luiz Claudio

|||| Gir Leiteiro - As características do Paranhos, o grupo é integrado por Luiz zebu leiteiro – rusticidade, maior capacidade de produção a pasto – Antônio Josahkian, superintendente técnico , e são reconhecidas? Há um trabalho Juan Lebron, supervisor de Marketing da entidade. para valorizar esta categoria? Os diretores da ABCZ Antônio Pitangui de Salvo, LCP: Estas características Adaldio Castilho e José de Castro – que também integra a precisam ser sempre destacadas. Vem delas as grandes vantagens diretoria da ABCGIL – participam do comitê. competitivas das raças José Afonso de Bicalho, presidente da ABCGIL, Roberto zebuínas. Projetos como o que Góes , presidente do Indusbrasil , Mário Antônio Pereira avaliou a produção a pasto são de extrema importância para Borba, presidente do Sindi, bem como Mariana Alencar, valorizar nossas qualidades gerente do PMGZ Leite e Carlos Henrique Cavallari e serão sempre incentivados. Machado, supervisor de melhoramento genético Vão demonstrar oficialmente e cientificamente as vantagens da ABCZ, completam o quadro. destes animais. Pesquisas, estudos, relatórios e números validam de forma inquestionável o discurso que os técnicos e criadores pregam há muito tempo.

Revista Gir Leiteiro 2013 ||||

33


C ampo Técnico

Zzn Peres

mportância das características adaptativas de vacas Gir Leiteiro

Raça apresenta o tipo biológico ideal para a melhoria da qualidade do rebanho em ambiente tropical Por Amanda Cristielly Nunes de Lima, João Paulo Gonçalves Pereira e Prof. Dr. Mauricio Scoton Igarasi

A

atividade leiteira está presente em aproximadamente 40% das propriedades rurais do Brasil, gerando empregos, renda e tributos. Nesse contexto, o leite possui abrangência econômica e social, evidenciando a necessidade de produção com eficiência e qualidade para promover o desenvolvimento de toda a cadeia de produtos lácteos. O desafio primário na produção de leite é o equacionamento da influência do clima tropical nos animais especializados na produção de leite. Vale lembrar que as principais raças especializadas na produção de leite foram adaptadas, selecionadas e melhoradas no hemisfério norte, trazendo a herança da menor adaptação a altas temperaturas, radiação e umidade das regiões tropicais. É inquestionável a capacidade produtiva das gramíneas tropicais para a produção de leite, e também não é o tema desse artigo, assim será realizada a abordagem de alguns gargalos na produção de leite no Brasil, como na escolha da genética do rebanho e o sistema de criação.

34

| | | | Revista Gir Leiteiro 2013

Países como Nova Zelândia, Austrália e os estados do centro-sul dos Estados Unidos, norteiam seus esforços na utilização de pastagens e na decrescente utilização de grãos nas dietas de vacas leiteiras, em uma busca incessante por ganhos em eficiência econômica na atividade leiteira, focando a redução do custo de produção. Assim, não é novidade o potencial brasileiro da produção de leite a pasto, entretanto, não são todas as raças que se adaptam a essas condições. Ao se pensar em tipo biológico, vacas com produção leiteira e reprodução eficiente associado à rusticidade devem ser o objetivo. A pecuária leiteira de países tropicais necessita de opções que permitam a exploração eficiente dentro de suas realidades econômicas e ambientais e a raça Gir Leiteiro é componente importante para a melhora da qualidade do rebanho nestas condições desafiadoras. O Gir Leiteiro é originário de regiões de clima quente, o que caracteriza um tipo de animal adequado para o clima do Brasil, apresentando ferramentas

fisiológicas que permitem a adaptação ao ambiente tropical. Pode-se destacar o corpo delgado e alongado, membros longos, pele fina e pigmentada, pelos abundantes e curtos, menor taxa metabólica, menor geração de calor orgânico, maior número de glândulas sudoríparas e a maior área superficial e em relação ao volume corporal. O Gir Leiteiro passa por um período de acelerado desenvolvimento, melhoramento genético e uma procura cada vez maior de cruzamentos com raças europeias, possibilitando reais ganhos devido à heterose e a complementariedade, produzindo o tipo biológico de animal que possibilita a associação entre a capacidade de produção leiteira e a rusticidade e resistência. Um exemplo de cruzamento que vem dando certo no Brasil é o Girolando que é a cruza do Gir Leiteiro com o Holandês e que corresponde a cerca de 80% da produção de leite no país.

Zona de Conforto Térmico Os principais componentes do meio ambiente que


afetam os bovinos são: clima (temperatura do ar, umidade relativa do ar, radiação solar, ventos), solo (fertilidade, topografia), luminosidade e precipitação. Estes fatores agem isoladamente ou em conjunto e interferem na alimentação, na ocorrência de doenças, na infestação por ecto e endoparasitas, na resistência imunológica e na reprodução. O estresse calórico reflete diretamente na produção e qualidade do leite, assim como na longevidade das vacas leiteiras. O Zebu apresenta os capilares sanguíneos superficiais bastante evidentes, enquanto que o gado europeu praticamente não apresenta qualquer vestígio de tais capilares (Beakley & Findlay, 1955). Essa característica permite que a circulação periférica (vaso dilatação) perca maior quantidade de calor para o ambiente, tornando o animal mais adaptado às situações de maior estresse térmico. Ocorre pouca alteração na frequência respiratória de vacas Zebus em dias muito quentes. O ritmo respiratório varia de 23 pulsos a 10° e 46 pulsos a 36°. Uma vaca Gir Leiteiro colocada sob o sol de 40° apresenta 41 pulsos respiratórios, retornando para a sombra e, depois de uma hora de descanso, a zebuína cai para 28 pulsos. Animais submetidos a aumentos na frequência respiratória podem sofrer com o aumento do pH sanguíneo (alcalose respiratória), e também com a perda de sais (sódio e potássio, principalmente), provocando alterações fisiológicas negativas na saúde do animal. As glândulas sudoríparas são muito ativas no Zebu. Estão na superfície e podem suar quatro vezes mais que um animal europeu, cujas glândulas são pouco ativas e menos superficiais. A perda de calor pelo suor é um importante mecanismo de redução de calor quando os animais são submetidos a altas temperaturas, sendo um dos primeiros mecanismos fisiológicos ativados em situações de altas temperaturas (Silva, 2000). A zona de termoneutralidade de animais europeus especializados na produção de leite é entre 10 e 27ºC; a umidade relativa de 60 a 70%; velocidade do vento 7 a 10 km/h. Para os animais de origem zebuína, estudos recentes tem indicado a zona de termoneutralidade até temperaturas de 35ºC. Pesquisas em desenvolvimento e observações de campo mostram que vacas da raça Gir Leiteiro não reduzem o consumo e mantém a produção de leite em temperaturas acima de 30ºC, desde que possibilitem áreas de descanso com sombreamento natural ou artificial.

Efeitos no comportamento O clima tem influência de forma direta sobre o ani-

mal, causando alterações no seu comportamento diário, tanto nas frequências e horários de alimentação, quanto na demonstração de estro. A observação e monitoramento dos animais é manejo preventivo para evitar a ocorrência de quedas na produção de leite, sendo que mudanças no manejo e ajustes na ambiência dos animais só devem ser feitas se forem constatadas modificações nos hábitos de vacas leiteiras.

as ferramentas fisiológicas de resposta (adaptação), os danos na produção de leite poderá ser refletido durante a toda a lactação, podendo causar quedas acima de 50% na produção ajustada aos 305 dias. Desconfortos no primeiro terço da lactação (balanço energético negativo) promoverão maior decréscimo no consumo e comprometerão o restante da lactação, além de aumentar o período de anestro, ou seja, menor eficiência reprodutiva.

Animais em condições de estresse estão suscetíveis a distúrbios no sistema imunológico, deixando-os mais vulneráveis a enfermidades e alterações fisiológicas que afetam a quantidade e qualidade do leite produzido. Desconfortos no comportamento do animal elevarão o nível de cortisol e corticoides, devido à ativação do sistema de defesa do animal, podendo refletir no aumento de células somáticas no leite (CCS). Em muitas situações, altas CCS são ocasionadas não somente por mastites diretamente, mas também por problemas de cascos, estresse térmico e maiores deslocamentos para a ordenha.

Conclusão

Temperaturas elevadas reduzem a frequência de alimentação nas horas mais quentes do dia, retardam o início de procura à tarde e aumentam a frequência nas primeiras horas da manhã e após o anoitecer. Desta forma a vaca pasteja menos, refletindo na menor quantidade de nutrientes ingeridos e por consequência, na queda na produção de leite. Animais mais adaptados à radiação solar (pigmentação na pele), a altas temperaturas e umidade, tendem a passar maior período em pastejo e assim, produzirão mais leite em comparação com animais menos adaptados a situações de calor elevado.

É importante lembrar, que as características de produção de leite possuem correlação genética negativa com características adaptativas e reprodutivas. Entendendo melhor, à medida que aumenta a capacidade de produção de leite, ocorre simultaneamente a queda na rusticidade. As vacas Gir Leiteiro não devem ser comparadas a produção de vacas Holandesas, mas sim a genética que possibilita a produção de leite a pasto eficiente nas condições tropicais.

Efeitos na produção de leite O estresse calórico é um típico problema encontrado no manejo de vacas leiteiras nos trópicos e subtrópicos. A perda de produção de leite devido ao aumento de temperatura depende de fatores como a umidade relativa do ar, velocidade do vento, nutrição e outros fatores relacionados ao manejo. A diminuição na produção de leite das vacas sob condições de estresse térmico advindo de elevadas temperaturas deve-se, primordialmente, à redução no consumo de alimentos, à hipofunção (baixa função) da tireoide e à energia despendida para eliminar o excesso de calor corporal. A redução no consumo de alimentos é maior quanto mais intenso o estresse térmico, e seria devido principalmente à inibição, pelo calor, do centro do apetite localizado no hipotálamo, resultante da hipertermia corporal (Baccari Jr., 2001). Animais acometidos pelo estresse térmico podem responder de diferentes formas e intensidade na produção de leite. Conforme maior o estresse e menor

A principal característica da raça Gir Leiteiro é sua capacidade adaptativa firmadas no genótipo durante as décadas de seleção no Brasil. Retornando aos exemplos de pecuária leiteira altamente desenvolvida e eficiente (Nova Zelândia, Austrália e Estados Unidos), é evidente a exploração de cruzamentos (heterose e complementariedade) nos rebanho leiteiros. Voltando ao Brasil, a seleção do Gir Leiteiro necessita ser assistida criteriosamente para não diminuir a adaptação dos animais.

Literatura Consultada Beakley W. R. & Findlay J. D. (1955). The effect of environmental temperature and humidity on the skin temperature of Ayrshire calves. The Journal of Agricultural Science, 45, pp 353-364. doi:10.1017/ S0021859600045172. BACCARI JR., F. Manejo ambiental da vaca leiteira em climas quentes. Londrina: Universidade Estadual de Londrina, 2001. 142p. SILVA, R.G. Introdução à bioclimatologia animal. São Paulo: Nobel, 2000. 286p.

*Amanda Cristielly Nunes de Lima João Paulo Gonçalves Pereira Alunos de graduação Medicina Veterinária – UNIUBE Prof. Dr. Mauricio Scoton Igarasi Medicina Veterinária – UNIUBE mauricio.igarasi@uniube.br Revista Gir Leiteiro 2013 ||||

35


Leite Afora

Gir Leiteiro brilha na Expozebu Rosimar Silva

foram empossados como membros efetivos: Rodrigo Martins Bragança, Léo Machado Ferreira e Lúcio Rodrigues Gomes. No Conselho Fiscal estão: José Geraldo Vaz de Almeida, Cássio Faria Rossi, Luciano Luzes Borges e como membros suplementes: Maria Tereza lemos Costa Calil, João Machado Prata Júnior e Geraldo Antônio de Oliveira Marques.

A

79ª edição da Expozebu foi realizada entre os dias 03 e 10 de maio no Parque de Exposições Fernando Costa em Uberaba, MG. Na solenidade de abertura, houve a entrega da comenda Mérito ABCZ, que homenageou oito personalidades que contribuem para a pecuária brasileira, dentre elas Joaquim José da Costa Noronha, criador de Gir Leiteiro e atual VicePresidente da Associação Brasileira de Criadores de Gir Leiteiro (ABCGIL). No que se refere à raça, a programação incluiu julgamentos, leilões, concurso leiteiro, assembleia ordinária da ABCGIL, divulgação do resultado do teste de progênie, entre outras atividades. No dia 3 de maio, houve a abertura oficial da Exposição que contou com a presença da presidente Dilma Rousseff; do ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Antônio Eustáquio Andrade Ferreira; ministro da Educação, Aloizio Mercadante; ministro do Esporte, Aldo Rebelo; ministro de Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Fernando Pimentel; dos senadores Aécio Neves e Kátia Abreu; do governador de Minas Gerais, Antônio Anastasia, do embaixador do Time Agro Brasil/CNA, o ex-jogador de futebol Pelé; o prefeito de Uberaba, Paulo Piau, e diversas autoridades, dentre embaixadores, senadores, deputados federais e estaduais, vereadores, entre outros representantes de órgãos públicos.

36

| | | | Revista Gir Leiteiro 2013

Teste de progênie No dia 04 de maio com a presença de mais de 200 produtores, técnicos, profissionais de centrais de venda de sêmen e representantes de institutos de pesquisa, no Salão Nobre da ABCZ, a ABCGIL divulgou o Resultado do 21º Grupo de Touros do Teste de Progênie ABCGIL/EMBRAPA e da 4ª Prova de Pré-seleção de Touros. O líder Sumário ABCGIL/Embrapa, pelo oitavo ano consecutivo, é C.A. Sansão (PTA 669,5), seguido por Facho TE de Kubera (PTA 640,9), Dom TE Da Silvânia (PTA 575,6), Urânio TE da Silvânia (PTA 539,40) e Calibre TE de Brasília (PTA 539,4). O programa contempla 269 touros testados. Assembleia ABCGIL A ABCGIL realizou no dia 05 de maio a Assembleia Geral Ordinária e eleição dos membros da diretoria executiva, conselho diretivo e conselho fiscal da ABCGIL. Após a apuração dos votos, na sede da ABCGIL, aconteceu a cerimônia de posse, onde José de Castro Rodrigues Netto, Presidente eleito do Conselho Diretivo, deu a posse a José Afonso Bicalho Beltrão da Silva no cargo de Diretor Presidente da ABCGIL no triênio 2013 a 2016. Também foram empossados: Joaquim José da Costa Noronha como Diretor VicePresidente; Tomaz de Aquino Resende que assume a diretoria administrativo- financeira; Paulo Roberto de Andrade Cunha na diretoria de Marketing; e Aníbal Eugênio Vercesi Filho como Diretor Técnico. No Conselho Diretivo

Concurso leiteiro A vaca adulta grande campeã do Concurso Leiteiro, “Fabrica FIV de Brasília”, do expositor José Coelho Vitor, produziu média diária de 60,84kg de leite durante os três dias de concurso. A maior pesagem conferida na edição anterior era da vaca “Sherra da JMMA”, que produziu média de 52 kg. A Reservada Grande Campeã da categoria Vaca Adulta Gir Leiteiro deste ano foi da “Ilheta da Epamig”, do expositor Paulo Ricardo de Castro Miotto, com produção média de 49,17kg. A campeã Vaca Jovem foi “Zala Fiv JMMA” de Murilo de Oliveira Abdo, com produção média de 48,80kg e a reservada campeã foi “Flama Parahy” do expositor Carlos Jacob Wallauer, com produção de 44,84kg. A campeã Fêmea Jovem foi “Jessie Fiv da Salobo” dar Agropecuária Bom Pastor, com produção média de 44,78kg e a reservada campeã foi “Sacada FIV Cabo Verde” der José Coelho Vitor, com produção de 40,22kg. Julgamento Com cerca de 500 animais em pista, o Gir Leiteiro foi a segunda maior raça na 79ª Expozebu. Os jurados Euclides Santos, Luciana Queiroz e Adriano Vaz de Lima, elegeram como a grande campeã a fêmea “Fécula TE F.Mutum” de Léo Machado Ferreira, da Fazenda Mutum. O título de reservada de grande campeã ficou com “Casuarina FIV CAL” da Lumiar Agropecuária LTDA. Entre os machos, destaque para “Expoente TE de Brasília” oriundo da Fazenda Brasília Agropecuária LTDA. “Elbano FIV Jacurutu” de Demétrius Martins Mesquita da Fazenda Jacurutu, ficou como reservado de grande campeão. Do mesmo criatório veio a eleita como a melhor novilha, “Parla Fiv Jacurutu”.


R

Megaleite evidencia a supremacia da raça por R$1.410.000,00 no Consagrada Gir Leiteiro.

leilão

Genética

Na pista, Léo Machado Ferreira da Fazenda Mutum conquistou o título de melhor criador e melhor expositor, posto impulsionado principalmente pelo bi grande campeonato na Megaleite obtido pela matriz “Fécula TE F. Mutum”, que este ano também venceu na Expozebu. A tradicional Fazenda Brasília faturou o reservado de grande campeonato, com a fêmea jovem “Jura FIV de Brasília”. Entre os machos, destaque para “Koro FIV Vila Rica”, de Dílson Cordeiro de Menezes,

o grande campeão nacional. De Edvaldo Brito Filho veio “Kyximbi do Morundu”, escolhido pelos juízes Fábio Miziara, José Otávio Lemos e Márcio Diniz Júnior como o reservado de grande campeão. No concurso leiteiro, a matriz “Hastra TE M.Verde” da Agrobilara Comércio e Participações Ltda., com produção média de 50,71 kg/dia, obteve o título de grande campeã da exposição. A premiação de reservada ficou com “Ortela Fiv da Palma”, da Agropecuária Palma Ltda., com média de 50,04 kg/dia.

ABCGIL

ealizada no período de 30 de junho a 07 de julho, a Exposição Brasileira do Agronegócio do Leite – Megaleite reuniu oito raças leiteiras representadas por cerca de dois ml animais. Entre as quais havia em torno de 400 exemplares Gir Leiteiro que participaram da exposição nacional da raça, coordenada pela ABCGIL. Com a participação em julgamentos, concurso leiteiro e leilões, o Gir Leiteiro teve o animal mais valorizado da exposição entre os ofertados nos leilões da mostra. O macho “Facho TE Kubera” foi adquirido pela Cicagen Biotecnologia S S Ltda./Vonaldo Antônio

Revista Gir Leiteiro 2013 ||||

37


Leite Afora Gir Leiteiro cresce no Rio Grande do Sul Na Expointer

Julgamento José Jacinto Júnior, jurado oficial da Associação Brasileira dos Criadores de Gir Leiteiro (ABCGIL) e Associação Brasileira dos Criadores de Zebu (ABCZ) foi o responsável por escolher os grandes campeões da raça. José

Nathã Carvalho / Publique Banco de Imagens

E

ste foi o quarto ano que o Gir Leiteiro participa da Expointer, realizada no parque de exposições Assis Brasil em Esteio/RS entre 24 de agosto e 01 de setembro. E ano a ano, está se consolidando e conquistando cada vez mais espaço. “Este ano foram 115 animais inscritos, todos de expositores gaúchos. Foi necessário avançar mais um corredor do pavilhão” comemora o gerente-executivo do NGCGL, Nathã Carvalho. A novidade do ano foi a primeira mostra oficial da raça Girolando, em parceria com a associação brasileira. A grande aposta do núcleo gaúcho é o fomento à utilização do Gir Leiteiro em cruzamentos com as matrizes taurinas bases do rebanho leiteiro gaúcho e assim, potencializar o mercado de tourinhos Gir Leiteiro. “Em um dos corredores do pavilhão, havia Gir Leiteiro de um lado e Girolando do outro. Assim foi possível mostrarmos os produtos do nosso produto” explica Carvalho. Segundo ele, a raça sintética deverá acompanhar o Gir Leiteiro nas exposições regionais integrantes do Ranking Gaúcho (RGGL).

Apolo das Nogueiras, Grande Campeão Expointer 2013. Adalmir Ribeiro do Amaral, selecionador na Fazenda das Nogueiras de Caxias do Sul/RS venceu pela segunda vez entre os machos com “Apolo das Nogueiras”. O mesmo criador conquistou o grande campeonato de fêmeas, com “Fabel Sansão Eca Fiv” e o reservado de grande campeonato, com “Bela FIV das

Nogueiras”. Álvaro José Bombonatto, do Sítio Santo Antônio de Nova Alvorada/ RS, conquistou o título de reservado de grande campeão, com “Diamante”. O título de melhor novilha ficou com “Ornada” de Carlos Jacob Wallauer, da Agropecuária Fortaleza de Salvador do Sul/RS.

integrou o calendário do Ranking Gaúcho de Gir Leiteiro que está em sua terceira edição.

do Sítio Santo Antônio de Nova Alvorada/RS, também conquistou o prêmio de reservado de grande campeão pela segunda vez consecutiva com o macho “Diamante”, campeão macho jovem. Da Agropecuária Fortaleza, de Carlos Jacob Wallauer, de Salvador do Sul/RS, veio “Laylala FIV”, campeã vaca adulta, definida como a grande campeã da mostra. Entre as fêmeas jovens, a melhor novilha da raça, “Nazaré FIV”, veio da Fazenda Lobo Guará, de Jairo André Gorczevski, de Muitos Capões/RS.

Em Passo Fundo, RS

A

Agrotecnoleite 2013, realizada no período de 24 a 27 de setembro, no campus da Universidade de Passo Fundo, RS, reuniu as principais raças leiteiras selecionadas no Rio Grande do Sul. Representando o zebu, o Gir Leiteiro marcou presença no evento pela 3ª vez consecutiva. A participação da raça na feira teve coordenação do Núcleo Gaúcho de Criadores de Gir Leiteiro (NGCGL) com o apoio da Associação dos Criadores Gaúchos de Zebu (ACGZ). A exposição

38

| | | | Revista Gir Leiteiro 2013

Entre os machos, destaque para “Apolo das Nogueiras”, campeão touro jovem, exposto por José Adalmir Ribeiro do Amaral, proprietário da Fazenda das Nogueiras de Caxias do Sul/RS. O animal foi eleito bi grande campeão da exposição. Do mesmo expositor, “Bela FIV das Nogueiras” foi apontada como a reservada de grande campeã vaca jovem. O expositor Álvaro José Bombonatto,


Leite Afora Resultado das exposições de maio a setembro de 2013 A ABCGIL coordenou diversas exposições ranqueadas em vários estados brasileiros. Abaixo, os campeões das pistas e as campeãs dos torneios leiteiros de algumas delas: 79ª EXPOZEBU 2013 Mês de realização: Maio/2013 Número de animais em pista: 345 Juiz: Euclides Prata dos Santos Neto; Adriano Vaz de Lima; Lucyana Malossi Queiroz Número de animais no concurso leiteiro: 47 Grande campeã: Fecula TE F. Mutum, de Leo Machado Ferreira. Grande campeão: Expoente TE de Brasília, de Fazenda Brasília Agropecuária Melhor novilha: Parla fiv Jacurutu, de Demétrius Martins Mesquita. Campeã do concurso leiteiro: Fabrica fiv de Brasília, de Jose Coelho Vitor Melhor expositor: Leo Machado Ferreira Melhor criador: Agroville – Leo Machado Ferreira

2ª Exposição Regional do Gir Leiteiro de Curvelo/MG Mês de realização: Maio/2013 Número de animais em pista: 195 Juiz: Lilian Mara Borges Jacinto Número de animais no concurso leiteiro: 20 Grande campeã: Edésia FIV Albos, de Enir Gomes Barbosa Grande campeão: Caleb TE do EGB, de Enir Gomes Barbosa Melhor novilha: Raika FIV dos Ipês, de Richard Hebach L´Abbate Campeã do concurso leiteiro: Hartita FIV Kubera, de Aroldo Plínio Gonçalves Melhor expositor: José Afonso Bicalho B. da Silva Melhor criador: Agroville – Agricultura E Empreendimento. Ltda.

3º Exposição Regional do Gir Leiteiro de Jequié/BA Mês de realização: Maio/2013 Número de animais em pista: 111 Juiz: Marcelo Miranda Almeida Ferreira Número de animais no concurso leiteiro: 07 Grande campeã: Haldia FIV de Brasília, de Perivaldo M. de Vasconcelos Grande campeão: Valentino Belleus, de Perivaldo M. de Vasconcelos Melhor novilha: Barda do PYTU, de Perivaldo M. de Vasconcelos Campeã do concurso leiteiro: Renna TE Cal, de Perivaldo M. de Vasconcelos Melhor expositor: Perivaldo M. de Vasconcelos Melhor criador: Perivaldo M. de Vasconcelos

4ª Exposição Estadual do Gir Leiteiro de Goiás/GO Mês de realização: Maio/2013 Número de animais em pista: 80

40

| | | | Revista Gir Leiteiro 2013

Juiz: Andre Rabelo Fernandes

Almeida Drumond

Número de animais no concurso leiteiro: 10

Melhor novilha: Ofelia Fiv, de Winston Frederico Almeida

Grande campeã: Lara fiv Leite Gir, de Jose Naves de Ávila Neto

Drumond

Grande campeão: Deputado do Marcão, de Volmer Cerqueira

Campeã do concurso leiteiro: Zala Fiv JMMA, de Winston

dos Santos

Frederico Almeida Drumond

Melhor novilha: Bhizania FIV Transol, de Clelia Maria de

Melhor expositor: Winston Frederico Almeida Drumond

Castro Vieira

Melhor criador: Agroville – Gabriel Donato de Andrade

Campeã do concurso leiteiro: Dilza Mamj de Jose Naves de Melhor expositor: Jose Mario Miranda Abdo

7ª Exposição Regional do Gir Leiteiro de Mococa/SP

Melhor criador: Jose Mario Miranda Abdo

Mês de realização: Junho/2013

Ávila Neto

7ª Exposição Especializada do Gir Leiteiro de Franca/SP

Número de animais em pista: 80 Juiz: Andre Rabelo Fernandes Número de animais no concurso leiteiro: 08

Mês de realização: Maio/2013

Grande campeã: PH Baby, de Maria Tereza Lemos Costa Kalil

Número de animais em pista: 77

Grande campeão: C.A Gladiador. Joaquim J.C. Noronha e

Juiz: Alan Marcolini Campideli

outro/ cond

Número de animais no concurso leiteiro: 10

Melhor novilha: Legenda, de Maria Tereza Lemos Costa Kalil

Grande campeã: Flor, de Celso Luiz Miziara

Campeã do concurso leiteiro: PH Baby, da Maria Tereza

Grande campeão: Guri Fiv Kenyo, de Kenyti Okano

Lemos Costa Kalil.

Melhor novilha: Tendencia Cabo Verde, de Jose Coelho Vitor

Melhor expositor: Maria Tereza lemos Costa Kalil

Campeã do concurso leiteiro: America fiv Fundão, de Jose

Melhor criador: Maria Tereza Lemos Costa Kalil

Ricardo Fiuza Horta Melhor expositor: Maria Tereza lemos Costa Kalil Melhor criador: Maria Tereza Lemos Costa Kalil

4ª Exposição Especializada do Gir Leiteiro de Belo Horizonte/MG

4ª EXPOSIÇÃO REGIONAL DO GIR LEITEIRO DE BELA VISTA DE GOIÁS Mês de realização: Junho/2013 Número de animais em pista: 89 Juiz: Alison Ricardo Magalhães Sampaio

Mês de realização: Maio-Junho/2013

Número de animais no concurso leiteiro: 09

Número de animais em pista: 203

Grande campeã: Irlanda Fiv Silvania, de Bruno Anderson

Juiz: Lucyana Malossi Queiroz

Tannous Pires

Número de animais no concurso leiteiro: 07

Grande campeão: Anjo Te Transol. Pedro Otoniel Magalhães

Grande campeã: Anusha FIV HRA, de Humberto Rocha Araújo

Melhor novilha: Cajana Fiv Transol, de Pedro Otoniel

Grande campeão: Eufotico Villefort, de Virgílio Villefort Martins

Magalhães

Melhor novilha: Fortuna Cocho D´Agua, de Mariângela

Campeã do concurso leiteiro: Celeste te Brasilia, de Pedro

Mundim Teixeira

Otoniel Magalhães

Campeã do concurso leiteiro: Imagem FIV de Brasília, da

Melhor expositor: Pedro Otoniel Magalhães

Fazenda Brasília Agrop.

Melhor criador: Daniel Antonio Silvano

Melhor expositor: José Afonso Bicalho B. da Silva Melhor criador: Agroville – Agricultura E Empreendimento Ltda.

3ª Exposição Regional do Gir Leiteiro de Ituiutaba/MG

5ª EXPOSIÇÃO REGIONAL DO GIR LEITEIRO DE MORRINHOS/GO Mês de realização: Maio-Junho/2013 Número de animais em pista: 62

Mês de realização: Junho/2013

Juiz: Manuela Pires Monteiro Gama

Número de animais em pista: 72

Número de animais no concurso leiteiro: 06

Juiz: Jose Otavio Lemos

Grande campeã: Maab Japona Jguar, de Lucio Dias de

Número de animais no concurso leiteiro: 05

Oliveira e Outro/ Cond.

Grande campeã: Estampa fiv Salgado, de Winston Frederico

Grande campeão: Ciclone Fiv da Ubre, de Thadeu Traldi Chiari

Almeida Drumond

Melhor novilha: Bauxita, de Adevaldes Pereira Junior

Grande campeão: Help Fiv F. Mutum, de Winston Frederico

Campeã do concurso leiteiro: Historia te F Mutum, Lucio


Linha ProduMilk.

Suplementos minerais para uma produção leiteira de qualidade.

entre em contato com a equipe de Negócios pecuários para conhecer nossa completa linha de suplementos minerais.

NegócioS pecuárioS 0800 702 5656 | www.produquimicapec.com.br | pecuaria@produquimica.com.br


Leite Afora Dias De Oliveira e Outros/ Cond.

Grande campeão: Ariel Fiv, de Agropec. Sempre Amigos

Juiz: Jesus Lopes Júnior

Melhor expositor: Thadeu Traldi Chiari

Melhor novilha: Emente Fiv Cal , de Valdir Daroite e Outro/ Cond

Número de animais no concurso leiteiro: 24

Melhor criador: Jose Renato Chiari

Campeã do concurso leiteiro: Karisma Te Sta. Edwigens, de

Grande campeã: Hegira Fiv F. Mutum, de Edson Dias Valadares

José Maria de Souza

Grande campeão: Budha Fiv Transol, de Pedro Otoniel de

Melhor expositor: Jose Maria de Souza

Magalhães

Melhor criador: Jose Maria de Souza

Melhor novilha: Lissandra Fiv F. Mutum, de Ronaldo Lemos Aguiar

2ª EXPOSIÇÃO REGIONAL DO GIR LEITEIRO DE JATAÍ/GO Mês de realização: Junho/2013 Juiz: Jose Jacinto Junior Número de animais no concurso leiteiro: 10

Mês de realização: Julho/2013

Grande campeã: Estancia te Silvania, de Jose Naves de Ávila Neto

Número de animais em pista: 279

Grande campeão: Bhuda Fiv Transol, de Pedro Otoniel de

Juiz: Tatiane Almeida Drumond Tetzner

Magalhães

Número de animais no concurso leiteiro: 16

4ª EXPOSIÇÃO ESPECIALIZADA DO GIR LEITEIRO DE ITABIRA/MG

Melhor novilha: Ofelia Fiv, de Winston Frederico Almeida

Grande campeã: Omiska da Palma, de Jose Coelho Vitor

Mês de realização: Agosto/2013

Drumond

Grande campeão: Ohio 2 B, de Jose Afonso Bicalho B. Da Silva

Número de animais em pista: 64

Campeã do concurso leiteiro: Celeste Te de Brasilia, da Lucio

Melhor novilha: Vera Fiv Cabo Verde , de Jose Coelho Vitor

Juiz: Andre Rabelo Fernandes

Dias de Oliveira e outro/ Cond

Campeã do concurso leiteiro: Raypur Te da Cal, de Enir

Número de animais no concurso leiteiro: 24

Melhor expositor: Pedro Otoniel Magalhães

Gomes Barbosa

Grande campeã: Delicada Fiv do EGB, de Renato Rocha

Melhor criador: Pedro Otoniel Magalhães

Melhor expositor: Jose Coelho Vitor

Lage

Melhor criador: Agroville- Agricultura Empreendimento LTDA

Grande campeão: Naidu Fiv Sadonana, de Sadonana

15ª EXPOSIÇÃO NACIONAL DO GIR LEITEIRO - MEGALEITE 2013

Dias de Oliveira Out.Cond. Melhor expositor: Pedro Otoniel de Magalhães Melhor criador: Rodrigo César Neiva Borges

Agropecuária Ltda

Mês de Junho: Maio/2013

8ª EXPOSIÇÃO ESTADUAL FLUMINENSE DO GIR LEITEIRO DE CORDEIRO

Número de animais em pista: 345

Mês de realização: Julho/2013

Campeã do concurso leiteiro: Salga do Gavião., de Carlos

Juiz: Fabio MIziara; Jose Otavio Lemos; Márcio Diniz Junior

Número de animais em pista: 142

Roberto Caldeira Brant

Número de animais no concurso leiteiro: 28

Juiz: Andre Rabelo Fernandes

Melhor expositor: Jose Afonso Bicalho B. da Silva

Grande campeã: Fecula Te F. Mutum, de Leo Machado Ferreira

Número de animais no concurso leiteiro: 16

Melhor criador: Jose Afonso Bicalho B. da Silva

Grande campeão: Koro Fiv Vila Rica, de Dilson Cordeiro de

Grande campeã: Bondade Fiv Lera, de Luiz Eutalio Rodrigues

Menezes

Almeida

Melhor novilha: Koda Fiv F. Mutum, de Leo Machado Ferreira

Grande campeão: Deputado do Marcão, de Volmer Cerqueira

5ª EXPOSIÇÃO ESTADUAL DO GIR LEITEIRO DE VITÓRIA/ES

Campeã do concurso leiteiro: Hastra te Monte Verde, de

dos Santos

Mês de realização: Agosto/2013

Agrobilara Com. Part. LTDA

Melhor novilha: Eudora Fiv Alambari , de Herica Cristina F

Número de animais em pista: 77

Melhor expositor: Leo Machado Ferreira

Diniz Gonçalves

Juiz: Marcelo Miranda Almeida Ferreira

Melhor criador: Leo Machado Ferreira.

Campeã do concurso leiteiro: Hora Fiv de Brasilia, de Elio

Número de animais no concurso leiteiro: 13

Virginio Pimentel

Grande campeã: Noruega Fiv do Leal, de Volmer Cerqueira

Melhor expositor: Volmer Cerqueira dos Santos

dos Santos

Melhor criador: Herica Cristina F. Diniz Gonçalves

Grande campeão: Deputado do Marcão, de Volmer Cerqueira

1ª Exposição Regional do Gir Leiteiro de Cuiabá/MT Mês de realização: Julho/2013

Melhor novilha: Realeza Fiv 2B, de Jose Afonso Bicalho B. da Silva

dos Santos

Juiz: Lucyana Maloci Queiroz

1ª Exposição Regional do Gir Leiteiro de Macaé/RJ

Número de animais no concurso leiteiro: 09

Mês de realização: Julho/2013

Cerqueira dos Santos

Grande campeã: Brilhantina Fiv Falg, de Getulio Vilela de

Número de animais em pista: 137

Melhor expositor: Volmer Cerqueira dos Santos

Figueiredo

Juiz: Márcio Diniz Júnior

Melhor criador: Elio Virginio Pimentel

Grande campeão: Akiles Fiv GV 5, de Getulio Vilela de

Número de animais no concurso leiteiro: 19

Figueiredo.

Grande campeã: Bondade Fiv Lera, de Luiz Eutálio Rodrigues

Melhor novilha: Emente Fiv Cal , de Valdir Daroite e Outro/ Cond

Almeida

5ª EXPOSIÇÃO ESTADUAL DO GIR LEITEIRO DE VITÓRIA/ES

Campeã do concurso leiteiro: Brilhantina fiv Falg, de Getulio

Grande campeão: Deputado do Marcão, de Volmer Cerqueira

Mês de realização: Agosto/2013

Vilela de Figueiredo

dos Santos

Número de animais em pista: 77

Melhor expositor: Getulio Vilela de Figueiredo

Melhor novilha: Eudora Fiv Alambari, de Hérica Cristina F.

Juiz: Marcelo Miranda Almeida Ferreira

Melhor criador: Getulio Vilela de Figueiredo.

Diniz Gonçalves

Número de animais no concurso leiteiro: 13

Campeã do concurso leiteiro: Hora Fiv de Bras., de Élio

Grande campeã: Noruega FIV do Leal, de Volmer Cerqueira

Virgínio Pimentel

dos Santos

Melhor expositor: Volmer Cerqueira dos Santos

Grande campeão: Deputado do Marcão, de Volmer Cerqueira

Melhor criador: Hérica Cristina F. Diniz Gonçalves

dos Santos

Número de animais em pista: 105

5ª EXPOSIÇÃO REGIONAL DO GIR LEITEIRO DE GOV. VALADARES/MG Mês de realização: Julho/2013 Número de animais em pista: 73

Melhor novilha: Esmeralda Fiv, de Jean Vic M AA M V e Outro/ Cond Campeã do concurso leiteiro: RRR Duna, de Volmer

Melhor novilha: Esmeralda FIV, de Jean Vic MAAM V e Outro/ Cond

Número de animais no concurso leiteiro: 06

5ª Exposição Regional do Gir Leiteiro de Paracatu/MG

Grande campeã: Karisma Te Sta. Edwigens, de Jose Maria

Mês de realização: Agosto/2013

Melhor expositor: Volmer Cerqueira dos Santos

de Souza

Número de animais em pista: 128

Melhor criador: Elio Virginio Pimentel

Juiz: Alan Marcolini Campideli

42

Campeã do concurso leiteiro: Celeste TE de Bras., de Lúcio

2ª EXPOSIÇÃO REGIONAL DO GIR LEITEIRO DE POMPÉU / MG

Número de animais em pista: 83

| | | | Revista Gir Leiteiro 2013

Campeã do concurso leiteiro: RRR Duna, de Volmer Cerqueira dos Santos


Leite Afora 7ª Exposição Estadual Mineira do Gir Leiteiro de Sete Lagoas/MG

4ª EXPOSIÇÃO REGIONAL DO GIR LEITEIRO DE UNAÍ/MG

1ª EXPOSIÇÃO REGIONAL DO GIR LEITEIRO DE BARRA MANSA/RJ

Mês de realização: Agosto/2013

Mês de realização: Setembro/2013

Mês de realização: Outubro/2013

Número de animais em pista: 252

Número de animais em pista: 93

Número de animais em pista: 90

Juiz: José Jacinto Júnior

Juiz: Marcelo Ricardo Toledo

Juiz: Rubenildo Rodrigues

Número de animais no concurso leiteiro: 33

Número de animais no concurso leiteiro: 13

Número de animais no concurso leiteiro: 12

Grande campeã: Branca Belvedere, de Enir Gomes Barbosa

Grande campeã: Elena Fiv Tol, de Maria Tereza Lemos Costa Calil

Grande campeã: Bondade Fiv Lera, de Luiz Eutalio

Grande campeão: Figo Bahadur, de Henrique Cajazeira Figueira

Grande campeão: Figo Bahadur, de Henrique Cajazeira Figueira

Rodrigues Almeida

Melhor novilha: Eliza Fiv Via Teatro Fube, de Eurípedes José da Silva

Melhor novilha: Hasta Fiv DP, de João Machado Prata Júnior

Grande campeão: Deputado do Marcão. Volmer Cerqueira

Campeã do concurso leiteiro: Palas TE do Gavião, da Estação

Campeã do concurso leiteiro: Geração da Salobo de Antonio

dos Santos

Leiteira Pedra Fundamental

Eustaquio A Ferreira

Melhor novilha: Eudora Fiv Alambari, de Herica Cristina F.

Melhor expositor: Henrique Cajazeira Figueira

Melhor expositor: Célio Teodoro da Silva

Diniz Gonçalves

Melhor criador: Henrique Cajazeira Figueira

Melhor criador: Rodrigo Cesar Neiva Borges

Campeã do concurso leiteiro: Capitu Fiv Parahy, de Jose

5ª EXPOSIÇÃO REGIONAL DO GIR LEITEIRO DE SALVADOR/BA

6ª Exposição Especializada do Gir Leiteiro de Uberlândia/MG

Mês de realização: Agosto/2013

Mês de realização: Setembro/2013

Número de animais em pista: 73

Número de animais em pista: 238

Juiz: Jose Otavio Lemos

Juiz: Lucyana Malossi Queiroz

5ª EXPOSIÇÃO REGIONAL DO GIR LEITEIRO DE ALAGOINHAS/BA

Número de animais no concurso leiteiro: 09

Número de animais no concurso leiteiro: 25

Mês de realização: Outubro/2013

Grande campeã: Faisca Fiv Jgva, de Jose Geraldo Vaz de Almeida

Grande campeã: Branca Belvedere, de Enir Gomes Barbosa

Número de animais em pista: 65

Grande campeão: Destaque fiv JGVA, de Jose Geraldo Vaz

Grande campeão: Gálio TE F. Mutum, de Léo Machado Ferreira

Juiz: Euclides Prata dos Santos Neto

de Almeida

Melhor novilha: Koda Fiv F. Murum, de Léo Machado Ferreira

Número de animais no concurso leiteiro: 09

Melhor novilha: Horta Fiv JGVA, de Jose Geraldo Vaz de Almeida

Campeã do concurso leiteiro: Palas TE do Gavião, da Estação

Grande campeã: Florença Fiv Jgva, de Jose Geraldo Vaz de Almeida

Campeã do concurso leiteiro: Duna JGVA, da Jose Geraldo

Leiteira Pedra Fundamental Ltda.

Grande campeão: Destaque Fiv Jgva. Jose Geraldo Vaz de Almeida

Vaz de Almeida

Melhor expositor: Henrique Cajazeira Figueira

Melhor novilha: Horta Jgva, de Jose Geraldo Vaz de Almeida

Melhor expositor: Jose Geraldo Vaz de Almeida

Melhor criador: Henrique Cajazeira Figueira

Campeã do concurso leiteiro: Herança Te Bjas, de Morena

Melhor criador: Jose Geraldo Vaz de Almeida

5ª EXPOSIÇÃO REGIONAL DO GIR LEITEIRO DE SALVADOR/BA

Mês de realização: Setembro/2013

Melhor expositor: Volmer Cerqueira dos Santos Melhor criador: Herica Cristina F. Diniz Gonçalves

Agropecuária Ltda. Melhor expositor: Jose Geraldo Vaz de Almeida Melhor criador: Jose Geraldo Vaz de Almeida

Mês de realização: Agosto/2013

Número de animais em pista: 99

Número de animais em pista: 62

Juiz: Alan Marcolini Campideli

4ª EXPOSIÇÃO REGIONAL DO GIR LEITEIRO DE SÃO J. DO RIO PRETO/SP

Juiz: Glayk Humberto Vilela Barbosa

Número de animais no concurso leiteiro: 21

Mês de realização: Outubro/2013

Número de animais no concurso leiteiro: 07

Grande campeã: Bondade Fiv Lera, de Luiz Eutalio Rodrigues Almeida

Número de animais em pista: 67

Grande campeã: Solidaria, de Antonio Moacir Rossi e Out/ Cond

Grande campeão: Deputado do Marcão, de Volmer Cerqueira

Juiz: Manuela Monteiro Pires da Gama

Grande campeão: Enfeitado 2 fiv da F Jao, de Jose Antonio

dos Santos

Número de animais no concurso leiteiro: 07

de Oliveira

Melhor novilha: Eudora Fiv Alambari, de Herica Cristina F.

Grande campeã: Ebina 2 Fiv da Fjao, de Jose Antonio de Oliveira

Melhor novilha: Clarita Fiv Laranja Azeda, de Paulo

Diniz Gonçalves

Grande campeão: Enfeitado 2 Fiv da Fjao. Jose Antonio de Oliveira

Massanori Yamamoto

Campeã do concurso leiteiro: Jaby Fiv F Mutum, do Elio

Melhor novilha: Ofelia Fiv, de Winston Frederico Almeida Drumond

Campeã do concurso leiteiro: Solidaria, da Antonio Moacir

Virginio Pimentel.

Campeã do concurso leiteiro: Czarina Tol, de Maria Tereza

Rossi e Out/ Cond

Melhor expositor: Volmer Cerqueira dos Santos

Lemos Costa Kalil

Melhor expositor: Paulo Massanori Yamamoto

Melhor criador: Herica Cristina F Diniz Gonçalves

Melhor expositor: Jose Antonio de Oliveira

Melhor criador: Jose Antonio de Oliveira

5ª EXPOSIÇÃO REGIONAL DO GIR LEITEIRO DE TEOFILO OTONI/MG

Melhor criador: Jose Antonio de Oliveira

Mês de realização: Setembro/2013

1ª EXPOSIÇÃO REGIONAL DO GIR LEITEIRO DE GOIÂNIA / GO

Mês de realização: Agosto/2013

Número de animais em pista: 72

Mês de realização: Outubro/2013

Número de animais em pista: 144

Juiz: Jose Jacinto Junior

Número de animais em pista: 142

Juiz: André Rabelo Fernandes

Número de animais no concurso leiteiro: 21

Juiz: Alan Marcolini Campideli

Número de animais no concurso leiteiro: 15

Grande campeã: Gavina Fiv Mackllani, de Jose Renato

Número de animais no concurso leiteiro: 18

Grande campeã: Elena Fiv Tol, de Maria Tereza Lemos Costa Calil

Fonseca Oliveira

Grande campeã: Mandala Vila Rica, de Dilson Cordeiro de Menezes

Grande campeão: Figo Bahadur, de Henrique Cajazeira Figueira

Grande campeão: Ariel Fiv, de Agropec. Sempre Amigos

Grande campeão: Erotico Fiv Dsil. Daniel Antonio Silvano

Melhor novilha: Hasta Fiv DP, de João Machado Prata Júnior

Melhor novilha: Jaqueta Fiv Ariranha, de Patrícia Vieira Bossi Leite

Melhor novilha: Koda Fiv F. Mutum, de Leo Machado Ferreira

Campeã do concurso leiteiro: Eldorada da Epamig, de Maria

Campeã do concurso leiteiro: Kidinha TE Sta Edwigens, do

Campeã do concurso leiteiro: Bruna Fiv Cabo Verde, de Jose

Tereza Lemos Costa Calil

Jose Maria de Souza.

Coelho Vitor

Melhor expositor: Henrique Cajazeira Figueira

Melhor expositor: Jose Maria de Souza

Melhor expositor: Leo Machado Ferreira

Melhor criador: Henrique Cajazeira Figueira

Melhor criador: Jose Maria de Souza

Melhor criador: Leo Machado Ferreira

3ª Exposição Estadual do Gir Leiteiro de Ituverava/SP

44

4ª EXPOSIÇÃO REGIONAL DO GIR LEITEIRO DE MACUCO/RJ

Arley Lima Costa.

| | | | Revista Gir Leiteiro 2013


Galeria Galeria DE FOTOS DE FOTOS

TÁ TODO MUNDO LENDO

José Roberto Roland de Oliveira e Léo Machado

Lúcio Rodrigues Gomes

Carlão da Publique, Maria Tereza Lemos Costa Calil e Dilson Cordeiro

Alvaro Andrade (de chapéu) e criador de Gir Leiteiro Equipe e diretoria da ABCGIL e Carlão

Geraldo, criador de Brasilia Henrique Figueira e Rodrigo Bragança André Castilhos e Carla Castilhos

Jorge, do Canal do Boi, Norival Bonamichi, Roberta Guiraldeli, Surpevisora de comunicacão da Ourofino e Carlão da Publique

Ana Navarro e Carlão da Publique

46

| | | | Revista Gir Leiteiro 2013

Na Agro Expo Bogotá, na Colômbia: Carlão, Fábio Sala, criador de Gir Leiteiro do Equador, Fernando Duran (Colômbia) e Ricardo Salcedo Arias, também do Equador

Paulo Roberto Andrade Cunha e Kinkão

Carlão da Publique e Silvio Queiroz

Na Agro Expo Bogotá, na Colômbia: Fernando Duran, Carlão da Publique, Gabirel Puerta Parra e Lina Puerta


Galeria Galeria

DE DE FOTOS FOTOS TÁ TODO MUNDO LENDO

José Mário Miranda Abdo, Lilico e Dílson Cordeiro.

Kinkão

Kinkão e Carlão

Ilze e Renato da Cunha Oliveira

Geraldo Marques e Eurípedes José da Silva

Carlão, da DuPont, Carlão da Publique, José Antônio de Oliveira (JAO) e José Edimir dos Santos Junior, gerente nacional de marketing da DuPont Pastagem

Jorge e Jairo Gorczevski

Em Jardim, MS: Carlão da Publique entre os pecuaristas Anisio e Gustavo

José Adalmir, presidente da ACGZ

José Luiz e Carlão da Publique

Anibal Vercesi

Revista Gir Leiteiro 2013 ||||

47


Galeria Galeria DEFOTOS FOTOS DE

TÁ TODO MUNDO LENDO Meire e Léo Machado

Adriano e Renata Okano

Renato Cunha de Oliveira e Evandro Aguiar

William Tabchoury e Tatiane Tetzner

Carlos Jacob Wallauer

William Guimarães, Fazenda Ribeirão Grande Gabriel Donato de Andrade e seu filho Álvaro Andrade

Ivan Ledic, Jordane e Fernando Duran

Euzébio Lopes, Fazenda São José do Can Can

Rosemir Brito, Agropecuária 5 Estrelas

48

| | | | Revista Gir Leiteiro 2013

Edvan Alves, Gir Villefort

Ailton Oliveira, Fazenda Xanadu

Marcio Fernandes, Fazenda Mutum

José Mário Miranda Abdo

Tatiane Tetzner e Rodrigo Coelho Denipote


Capa

ir Leiteiro

sustentável Avaliações comprovam que a raça tem as qualidades para uma pecuária cada vez mais competitiva. Na sequência desta matéria, você confere o Documento Especial 2013, que mostra os 100 melhores do Ranking divididos em sete categorias.

50

| | | | Revista Gir Leiteiro 2013

Garantir a ampliação da produção de litros de leite por vacas que sejam alimentadas essencialmente a pasto é o caminho para aumentar a produtividade da matéria prima e sua competitividade tanto no Brasil quanto no mercado externo. Essa estratégia é importante para a redução dos custos com a atividade e a pecuária brasileira, há muito tempo, conta com uma raça que oferece ao produtor tais condições: o Gir Leiteiro.


Revista Gir Leiteiro 2013 ||||

51


Capa

A

s matrizes são capazes de produzir

e a doenças de clima tropical. Contudo, faltam infor-

mais de quatro mil quilos por lacta-

mações quantitativas sobre essas características, por

ção quando alimentadas com pasto de

isso, a ABCGIL, em parceria com a Empresa Minei-

qualidade, expressam seu potencial

ra de Pesquisa Agropecuária (Epamig) e a Empresa

produtivo com menos alimento e sofrem menos com

de Pesquisa Agropecuária (Embrapa Gado de Leite),

a restrição alimentar, graças a um índice de metabo-

com o apoio da Associação Brasileira de Criadores

lismo e de ingestão de alimentos mais baixo em rela-

de Zebu (ABCZ) e das Faculdades Associadas de

ção às raças taurinas. “Com todas estas qualidades a

Uberaba (Fazu) lançou, durante a Megaleite 2013,

raça Gir Leiteiro se torna fundamental para a pecuá-

em Uberaba, MG, o Projeto Gir Leiteiro Sustentá-

ria leiteira mundial, principalmente, para os países de

vel: Prova Nacional de Produção de Leite. “Além

clima tropical, se apresentando como a melhor opção

de apurar a produção de leite e sua composição, a

para criadores que optem por sistemas de produção

avaliação também irá mensurar outras características

sustentáveis de leite” aponta José Afonso Bicalho,

do Gir Leiteiro, como o desenvolvimento corporal,

presidente da Associação Brasileira dos Criadores de

comportamentos, eficiência reprodutiva, consumo

Gir Leiteiro (ABCGIL).

e conversão alimentar na busca de subsídios para a

Miguel Furtado

construção de índices econômicos que serão utili-

52

| | | | Revista Gir Leiteiro 2013

A raça é totalmente adaptada à produção de leite em

zados no melhoramento genético do Gir Leiteiro”,

sistema de pastejo, com grande resistência a parasitas

continua o presidente da ABCGIL.


Leite a pasto de qualidade

da Universidade de Uberaba (Uniube) e do Hospital Veterinário de Uberaba (HVU).

As provas que consistem em avaliar fêmeas primíparas Gir Leiteiro durante a primeira lactação completa,

As novilhas serão inseminadas artificialmente no

tiveram início em julho de 2013, com a inscrição de

primeiro cio após 60 dias do parto e são ordenhadas

25 novilhas provenientes de criatórios de todo o país.

mecanicamente duas vezes ao dia. O manejo será

As fêmeas pariram entre agosto e outubro e serão

realizado com a alimentação baseada em pastagens

avaliadas até agosto do ano que vem, com a divul-

no período das águas - novembro a abril – e silagem

gação dos resultados durante a Expogenética 2014.

de sorgo durante o período da seca - maio a outu-

“Nosso objetivo é avaliar a produção e a composição

bro. De acordo com o regulamento, imediatamente

do leite em um sistema de produção que seja o mais

após o parto foram fornecidos 6 kg de concentrado

próximo possível da realidade do produtor e que seja

por fêmea/dia durante os primeiros 35 dias de lacta-

economicamente sustentável”, explica o zootecnista

ção para estimular todo o potencial de produção de

Leonardo Oliveira Fernandes, Coordenador de Bovi-

leite. Após este período a quantidade fornecida de

nos da EPAMIG e responsável pelo manejo e nutri-

concentrado está sendo ajustada semanalmente de

ção dos animais na prova, que também conta com o

acordo com a produção de leite da novilha. A ração concentrada é fornecida na quantidade de 1,0 kg de concentrado para cada 3 kg de leite produzidos. “As novilhas serão manejadas em sistema de produção natural, sem a utilização de qualquer tipo de hormônio”, explica Fernandes. Segundo o coordenador, não será utilizado BST (somatrotopina bovina) - hormônio que estimula a produção de leite - nem ocitocina – que facilita a ordenha - nesta prova a fim de possibilitar a identificação de novas linhagens de Gir Leiteiro capazes de produzir leite e sólidos totais, em condições de pastagem com suplementação durante o período da seca, sem a utilização de produtos estimuladores da lactação. Ao final, a prova também deve apresentar resultados de pesquisas nas diferentes áreas do conhecimento - como a avaliação de consumo de matéria seca, a eficiência alimentar das novilhas em lactação e a qualidade do leite -. “O resultado esperado é a identificação de linhagens de alta produção de leite de qualidade (proteína, gordura e lactose; livre de produtos químicos) em condições de pastagem sem a utilização de produtos estimuladores”, conclui.

Produção de leite a pasto comprova o desempenho dos animais zebuínos em sistema de menor custo. Revista Gir Leiteiro 2013 ||||

53


Capa

Resultados parciais da prova Nacional de Produção de Leite Gir Leiteiro Sustentável

NOVILHA

DATA DE PARTO

24/08/2013

24/09/2013

24/10/2013

PAI

MÃE

PROPRIETÁRIO

DECLINAÇÃO FIV CAL

23/07/13

14,24

12,10

10,18

MODELO TE DE BRASÍLIA

SOVINA TE CAL

GABRIEL DONATO DE ANDRADE

FACHADA GROTADAS

04/08/13

3,90

6,28

7,66

DEGAS GROTADAS

JANDAI CAL

TOMAZ DE AQUINO REZENDE

KIKA FIV F. MUTUM

05/08/13

13,22

10,38

11,38

C.A.SANSÃO

FABULA

LÉO MACHADO FERREIRA

DISFARCADA ALTO ESTIVA

18/08/13

-

8,68

10,02

TAYLOR FIV POÇOES

JACARTA A.ESTIVA

SILVIO QUEIROZ PINHEIRO ALVARO FURTADO DE ANDRADE

DINORA FIV CAL

19/08/13

-

5,44

3,16

VALEOURO TE SILVÂNIA

SHIVA TE CAL

TUTELA DA BADAJOS

03/09/13

-

9,23

10,36

LEITE DE PEDRA BADAJOS

AFINAL

LEONARDO LIMA BORGES

BRENDA FIV JMMA

05/09/13

-

14,16

12,22

C.A . EVEREST

TENDA FIV JMMA

JOSÉ MÁRIO MIRANDA ABDO JOSÉ LUIZ JUNQUEIRA BARROS

JAMBE BI

05/09/13

-

9,30

9,62

TABU TE CAL

DESCRITA SH

FABULOSA FIV PRLB

06/09/13

-

14,14

13,86

MODELO TE DE BRASÍLIA

LUCIOLA DOS POCOES

PAULO CEZAR BARREIRA

GARRAFA FIV DO BASA

09/09/13

-

6,82

7,38

JAGUAR TE DO GAVIÃO

FATURA DE BRASILIA

EVANDRO DO CARMO GUIMARÃES

FB IGARACI

10/09/13

-

14,96

13,24

FB ESCUDO

CARINHOSA DE BRAS.

JOSÉ DE CASTTRO RODRIGUES NETO

JAMBURANA BI

10/09/13

-

14,70

14,60

ESPELHO TE DE BRAS.

ENGUIA DOBI

JOSÉ LUIZ JUNQUEIRA BARROS

UBERABA DE PIRAI

16/09/13

-

4,42

1,78

LUSTRADOR DE PIRAI

PROPAGANDA DE PIRAI

RENATO GUIMARÃES

SAMARA FIV N. DESTINO

20/09/13

-

-

13,72

JAGUAR TE DO GAVIÃO

NATIVIDADE

RODRIGO MARTINS BRAGANÇA

GAZETA DA GENIPAPO

21/09/13

-

-

8,64

MAJOR TE DOS POÇÕES

EXOTICA TE 1

PAULO ROBERTO ANDRADE CUNHA

FREQUENCIA VILLEFORT

23/09/13

-

-

13,36

JAGUAR TE DO GAVIÃO

CORVETA VILLEFORT

AGROVILLE AGRIC. EMPREENDIMENTOS

C.A. JANE TE

26/09/13

-

-

7,28

VAIDOSO SILVANIA

C.A. DULCE

JOAQUIM JOSÉ DA COSTA NORONHA

DOUTRINA FIV BRT

26/09/13

-

-

11,12

FARDO FIV MUTUM

JALANA FIV KUBERA

ALBERICO DE SOUZA CRUZ

MADORRA DA EPAMIG

26/09/13

-

-

13,54

C.A.SANSÃO

FLORIDA

EPAMIG

PH FECUNDA FIV

26/09/13

-

-

15,40

MAJOR TE DOS POÇÕES

PH ANGELICA FIV

PAULO HORTA BARBOZA DA SILVA

FLORA FIV DA FJAO

11/10/13

-

-

11,34

JAGUAR TE DO GAVIÃO

PROFANA 1 FIV FJAO

LUCIANO DE ARAÚJO FERRAZ

Animais sem o uso de qualquer tipo de hormônios e ocitocina. Alimentação: * Pastejo Rotacionado com capim MG 5. * Ração concentrada 24% de proteína na proporção de 1 kg para cada 3 kg de leite. * Sal Mineral para vacas de leite.

54

| | | | Revista Gir Leiteiro 2013

Prenhez e lactação

início em abril de 2012 e está sendo realizada na

Em Minas Gerais, a PUC Minas, em parceria com

Esmeraldas, MG. Essa prova, além de possibilitar a

a Associação Mineira dos Criadores de Gir Leiteiro

aferição da lactação de animais de diversos plantéis

(AMCGIL), com o apoio da ABCGIL e da ABCZ

nas mesmas condições de manejo, também visa es-

está realizando a segunda etapa da Prova de Desem-

tudar a influência da prenhez e do BST na lactação

penho de Primíparas Gir Leiteiro (PPGL), que teve

de novilhas da raça Gir Leiteiro. “Estamos estudando

Fazenda Experimental localizada no município de


Capa o efeito de alguns fatores nas lactações de primípa-

de cada novilha; e no período das águas, os animais

ras, como o uso da somatotropina e a gestação para

têm acesso, após as ordenhas, a piquetes rotaciona-

construir parâmetros que permitam a comparação

dos de Tyfton 85. Nos dois períodos, a dieta é balan-

entre animais com lactações aferidas com e sem so-

ceada para 25 kg de leite, contendo silagem de milho

matotropina, estando prenhas ou vazias”, explica o

como suplemento volumoso.

médico veterinário Flávio Augusto Salim Nogueira,

Resultado das provas realizadas pelo professor Flávio Augusto Salim Nogueira na PUC/MG em parceria com Luciano Ferraz, presidente a AMCGIL, vão colaborar para dimensionar a influência do hormônio na lactação.

professor do Departamento da Medicina Veterinária

Os animais participantes foram divididos em três

da PUC Minas e gerente do projeto. Segundo o es-

grupos: no primeiro grupo, as novilhas foram avalia-

pecialista, a avaliação também visa colaborar para a

das vazias e com o uso de BST. No segundo, grupo,

identificação de animais geneticamente superiores

as primíparas foram inseminadas e receberam BST,

para a produção de leite e sólidos – vazios ou gestan-

por fim, no terceiro grupo, a lactação será aferida

do - o que interessa muito aos criadores.

em animais prenhes e sem a aplicação do hormônio BST, comparando-se com as duas primeiras versões

O manejo dos animais é semelhante ao de uma fa-

da prova. Segundo o professor Salim, o uso do hor-

zenda típica de leite em sistema semi-intensivo: No

mônio BST nos animais da prova foi adotado por

período da seca, os animais são mantidos em dois

que esse medicamento é utilizado com frequência

piquetes próximos da sala de ordenha, com dieta

em rebanhos de produção de leite em escala empre-

disponível no cocho com livre acesso, distribuída de

sarial, sendo, no momento, uma das tecnologias à

manhã e de tarde, independente da produção diária

dispo- sição do produtor de leite. “Muito pouco se pesquisou sobre os efeitos do BST no gado zebuíno até o momento. Preliminarmente, após os resultados da primeira etapa da prova já temos alguns indicadores para orientar o uso dessa ferramenta de forma adequada”, salienta o professor Hudson da Costa, pesquisador da PUC Minas. No primeiro grupo, cuja avaliação teve início em abril de 2012 e foi concluída em

AMCGIL

fevereiro de 2013, foram observadas 23

56

| | | | Revista Gir Leiteiro 2013

novilhas de 17 plantéis diferentes, com idade máxima de até 42 meses. Os partos


ocorreram entre os meses de abril e julho de 2012e

A avaliação do segundo grupo teve início em junho

as lactações foram controladas por um período de

de 2013 e término está previsto para junho de 2014.

aproximadamente 10 meses, com duas ordenhas

Também é constituído por 23 animais oriundos de

diárias de 12 em 12 horas, após o estímulo de ma-

17 fazendas colaboradoras e as condições de acom-

mada em ordenha mecânica, sem o uso de ocitocina.

panhamento e aferição das lactações são semelhantes

Nesse grupo, os animais receberam somatotropina

às do primeiro grupo. No entanto, nessa etapa, todos

recombinante bovina (BST) de 14 em 14 dias, com

os animais estão sendo protocolados para insemina-

a primeira aplicação entre o 80º e o 93º dia de pari-

ção no dia 110 pós-parto. O objetivo é observar o

ção, obedecendo à rotina estabelecida pela Fazenda

efeito da somatotropina em lactações de fêmeas da

Experimental. Foram 15,5 aplicações do hormônio

raça Gir Leiteiro prenhas. Já os animais do terceiro

durante o controle a custo de R$ 230,00 cada dose.

grupo (biênio 2014/15) também serão inseminados

Todos os animais foram acompanhados por ultrasso-

no dia 110 pós-parto, mas não receberão somatotro-

nografia no pós-parto e apresentaram atividade ova-

pina, para avaliação da capacidade de lactação du-

riana até, no máximo, 80 dias pós parto, no entanto,

rante a prenhez sem o uso do hormônio.

foram mantidos vazios durante a lactação para que o efeito do hormônio pudesse ser observado sem inter-

Para Luciano Ferraz, presidente da AMCGIL, pro-

ferência das gestações. Os resultados neste primeiro

fessor universitário e também criador, a existência de

lote mostram que as lactações variaram de 2.135 kg a

um modelo de pesquisa e produção de leite racional

5.482 kg, sem ajustes. Os maiores resultados foram ob-

dentro de uma instituição de ensino como a PUC Mi-

servados nos animais com produção acima de 4.500kg.

nas é uma vitória para a raça. “O mais importante

Resposta de fêmeas primíparas à aplicação de Somatotropina, por grupo de produção Faixas das lactações

G1 Até 3.500 kg

G2 - de 3.500 a 4.500 kg

G3 - Acima de 3.500 kg

Resposta na Produção (kg/dia)

200 g

1.800 kg

6.100 kg

Produção Adicional Total final da prova (kg)

43.500 kg

391.500 kg

1.334,4 kg

Revista Gir Leiteiro 2013 ||||

57


Capa Torneio leiteiro gerenciado por Mariana Alencar, gerente do Programa de Melhoramento Genético do Zebu Leiteiro (PMGZ Leite), mostram o potencial do Gir Leiteiro para os pecuaristas.

foram realizadas na Estância Orestes Prata Tibery Júnior, em Uberaba, MG, durante a Expogenética. Durante dez dias, 14 matrizes – duas da raça guzerá e 12 vacas Gir Leiteiro - tiveram a capacidade de produção a pasto avaliada. De acordo com a zootecnista Mariana Alencar, gerente do Programa de Melhoramento Genético do Zebu Leiteiro (PMGZ Leite) essa é uma forma de comprovar o desempenho dos animais zebuínos no sistema mais difundido na pecuária leiteira do Brasil. “A grande parcela de produção de leite do Brasil é feita desta forma, a pasto, em condições que exigem do animal Miguel Furtado

adaptação, resistência e eficiência na capacidade de converter alimentos muitas vezes de baixo valor nutricional em leite de qualidade. é permitir a convivência da comunidade acadêmica

As qualidades do rebanho zebu e dos cruzamentos

com o Gir Leiteiro e a observação das particularida-

são essenciais para um modelo de produção leitei-

des do manejo dos animais, em comparação com as

ra sustentável e economicamente viável”, afirma.

raças européias”, observa.

Todas as matrizes – fêmea jovem, vaca jovem e vaca adulta – foram apresentadas com bezerros ao

58

| | | | Revista Gir Leiteiro 2013

Potencial do zebu de leite

pé e passaram por ordenhas duas vezes por dia.

Outra iniciativa que tem o objetivo de aproximar o zebu

centivar o sistema produtivo a utilizar o zebu puro

leiteiro do pequeno produtor foi lançada pela Associa-

ou em seus cruzamentos para a produção de leite”,

ção Brasileira de Criadores de Zebu (ABCZ) que rea-

diz Mariana. Os resultados foram apresentados no

lizou o primeiro Concurso Leiteiro Natural. As provas

dia 22 de agosto.

“Acreditamos que este tipo de avaliação pode in-


Capa Campeãs do torneio leiteiro

ra) da raça Gir, foi Degustação FIV BRT, do exposi-

A vaca adulta (Gir PO), Xixa FIV JMMA, do exposi-

42,56 kg de gordura e média de 4,73%. Discreta FIV

tor José Mario Miranda Abdo, foi a Grande Campeã

CAL, do expositor Álvaro Furtado de Andrade, foi a

com produção leiteira média de 30,64 kg de leite.

campeã do concurso de qualidade do leite (proteína)

A Reservada Campeã foi a matriz Apostila Cal do

da raça Gir, com produção total de 37,73 kg de pro-

criador Álvaro Furtado de Andrade, com produção

teína no volume total de leite produzido e a produção

média de 26,69 kg de leite. O melhor úbere da com-

média de 4,19% de proteína no volume diário de leite

petição foi a matriz Dorote Villefort, do expositor

produzido. “Este é o sistema de produção mais viá-

Agroville Agricultura e Empreendimento Ltda.

vel financeiramente e que pode ser adotado por todo

tor Alberico de Sousa Cruz. A produção total foi de

criador”, completa a zootecnista que garante: “A ediA campeã do concurso de qualidade do leite (gordu-

ção 2014 já esta confirmada”.

Xixa FIV JMMA, a Grande Campeã com produção leiteira: média de 30,64 kg de leite.

60

| | | | Revista Gir Leiteiro 2013


MELHORES FÊMEAS | RANKING ABCGIL 2012/2013 POSIÇÃO 1º 2º 3º 4º 5º 6º 7º 8º 9º 10º 11º 12º 13º 14º 15º 16º 17º 18º 19º 20º 21º 22º 23º 24º 25º 26º 27º 28º 29º 30º 31º 32º 33º 34º 35º 36º 37º 38º 39º 40º 41º 42º 43º 44º 45º 46º 47º 48º 49º 50º 51º 52º 53º 54º 55º 56º 57º 58º 59º 60º 61º 62º 63º 64º 65º 66º 67º 68º 69º 70º 71º 72º 73º 74º 75º 76º 77º 78º 79º 80º 81º 82º 83º 84º 85º 86º 87º 88º 89º 90º 91º 92º 93º 94º 95º 96º 97º 98º 99º 100º

62

| | | | Revista Gir Leiteiro 2013

NOME DO ANIMAL

RGD

EDESIA FIV ALBOS FECULA TE F. MUTUM HONDA TE VILA RICA EVA FIV DO EGB SACADA FIV CABO VERDE CASUARINA FIV CAL KODA FIV F MUTUM JENEIKA KALU ESCRETA FIV DSIL CANAA FIV LERA FABRICA FIV DE BRAS. ANAFLORA M.VERDE HIRSUTA F. MUTUM CONQUISTA TE PARAHY CINEMA IC PONTAL ALMA VIVA FZD LUMI ZALA FIV JMMA HELCA FIV F. MUTUM INERCIA FIV F.MUTUM ABRASIVA CAL DANDARA FIV DO RSSO HISTORIA TE DO JOA DELA TE F.MUTUM DESEJADA TE DO TARIN IRMA FIV DE BRAS CRISTAL DSIL PARLA FIV JACURUTU KIRANDA FIV F. MUTUM ESTOPA JGVA DONTANA VILLEFORT FIGO FIV EDANCY FIGO FIV DHAYALA DOURADA FIV AAFF DORIS FIV ALAMBARI ANUSHA FIV HRA KADENNCIA FIV F. MUTUM ESTAMPA FIV SALGADO IDEIA FIV F. MUTUM FLAMA DA PARAHY FILIPINA TE F. MUTUM GENEVE DE BRAS. SEMIFINAL TE DA CAL INACIA FIV DE BRASILIA JURA FIV DE BRAS. BELUGA FIV DP CASITA DO VILLEFORT AZALEIA FIV TSS FIXADA FIV PARAHY KANDIA FIV VILA RICA CORONA DESIRRE FIV RAYPUR FIV 2B ORTELA FIV DA PALMA HASTA FIV DP NIGERIA 2 FIV MONTE VERDE CREMOSA TE ISIDORA FIV F.MUTUM EFETIVA FIV CAL REVISTA FIV 2B IMAGEM FIV DE BRASILIA JINNA FIV F. MUTUM HASTRA TE M.VERDE DAZCIND KENYO KADUNA FIV F. MUTUM FANTASIA JGVA FLOR AMPOLA FIV JABAQUARA PROMESSA FIV SOZA KYLA FIV CABO VERDE CELESTE FIGO FIV CHAKORY KELINHA DA VAC BELA DONA FZD LUMI HAIALA FIV CORREGO BRANCO ADALIA FIV JMMA GARBHA PARACATU DETENTORA KUBERA JAMILA FIV F. MUTUM KAT FIV F.MUTUM PH BABY CAROL FIV DA PARAHY FIGO FIV ESPANHA ZICA JMMA OFELIA FIV SAFADA TE DA CAL MANDALA VILA RICA VITORIA CAL LOLITA FIV F.MUTUM JESSIE FIV DA SALOBO LAGUNA FIV F.MUTUM JANDA FIV F. MUTUM EUDORA FIV ALAMBARI IT FIV F.MUTUM GUIMBARDA VILLEFORT DIVISA FIV ELLEN FIV ALAMBARI CALANTA FIV WAD LANNA FIV F.MUTUM RENNA TE CAL SORAIA FIV CABO VERDE ARENA EVAA

SJTG58 MUT753 GIVR14 EGB212 JCVL709 CAL8972 MUT1963 KALG172 DSIL151 LERA13 RRP5921 ISPG20 MUT1139 PHY48 BPIC44 FZLM2 JMMA956 MUT1000 MUT1350 CAL8001 RSSO41 DIAS172 MUT339 GDF64 RRP6494 DSIL50 RMM619 MUT1854 JGVA100 IVAR1177 HCFG698 HCFG538 AAPO20 ALAE147 HRAG1 MUT1905 RSAL35 MUT1256 PHY214 MUT805 RRP6194 CAL6032 RRP6533 RRP6934 DPJ949 IVAR81 TSSJ1 PHY228 GIVR197 AFYC338 ZAB787 JDRB1314 DPJ890 ISPG1211 PRLB183 MUT1413 CAL9870 ZAB735 RRP6537 MUT1715 ISPG23 KOK60 MUT1841 JGVA108 AXT183 EVPF96 SOZA1 JCVL369 BJAS166 HCFG360 GVCS4 FZLM118 PRMP342 JMMA1194 RCBR22 ACFG496 MUT1527 MUT1917 PHPO387 PHY57 HCFG734 JMMA919 WALV851 CAL5695 GIVR272 CAL7661 MUT2067 ABP1429 MUT1989 MUT1532 ALAE191 MUT1420 IVAR2931 BCO25 ALAE201 WADI220 MUT2108 CAL6352 JCVL670 EVAA184

EXPOSITOR ENIR GOMES BARBOSA LEO MACHADO FERREIRA DILSON CORDEIRO MENEZES ENIR GOMES BARBOSA JOSE COELHO VITOR LUMIAR AGROPECUÁRIA LTDA LEO MACHADO FERREIRA CELIO TEODORO DA SILVA DANIEL ANTONIO SILVANO LUIZ EUTALIO RODRIGUES ALMEIDA JOSE COELHO VITOR LUMIAR AGROPECUÁRIA LTDA LEO MACHADO FERREIRA JOSE COELHO VITOR JOSE AFONSO BICALHO B. DA SILVA LUMIAR AGROPECUÁRIA LTDA WINSTON FREDERICO A. DRUMOND BRUNO DE SOUZA MACHADO FERREIRA LEO MACHADO FERREIRA GABRIEL D. ANDRADE E FILHOS/COND RUBEM SERGIO SANTOS DE OLIVEIR VOLMER CERQUEIRA DOS SANTOS LEO MACHADO FERREIRA JOAO VICENTE ALVES DE AVILA VOLMER CERQUEIRA DOS SANTOS DANIEL ANTONIO SILVANO DEMETRIUS MARTINS MESQUITA LEO MACHADO FERREIRA ANDRE SARMENTO NETTO VIRGILIO VILLEFORT MARTINS HENRIQUE CAJAZEIRA FIGUEIRA HENRIQUE CAJAZEIRA FIGUEIRA HENRIQUE FERREIRA PINHEIRO HERICA CRISTINA F.DINIZ GONÇALVE HUMBERTO ROCHA ARAUJO LEO MACHADO FERREIRA WINSTON FREDERICO A. DRUMOND BRUNO DE SOUZA MACHADO FERREIRA CARLOS JACOB WALLAUER LEO MACHADO FERREIRA LUMIAR AGROPECUÁRIA LTDA JOSE AFONSO BICALHO B. DA SILVA PERIVALDO M.DE VASCONCELOS FAZENDA BRASÍLIA AGROPECUÁRIA JOAO MACHADO PRATA JUNIOR VIRGILIO VILLEFORT MARTINS TARCELIO SANTIAGO DA SILVEIRA JR JOSE ARLEY LIMA COSTA DILSON CORDEIRO MENEZES AMILCAR FARID YAMIN JOSE AFONSO BICALHO B. DA SILVA AGROPEC. PALMA LTDA JOAO MACHADO PRATA JUNIOR AGROBILARA COM. E PART. LTDA PAULO CEZAR BARREIRA LEO MACHADO FERREIRA WINSTON FREDERICO A. DRUMOND JOSE AFONSO BICALHO B. DA SILVA FAZENDA BRASÍLIA AGROPECUÁRIA LEO MACHADO FERREIRA AGROBILARA COM. E PART. LTDA KENYTI OKANO BRUNO DE SOUZA MACHADO FERREIRA JOSE GERALDO VAZ ALMEIDA CELSO LUIS MIZIARA DINIZ ELIO VIRGINIO PIMENTEL OSWALDO DE SOUZA JUNIOR JOSE COELHO VITOR JOAQUIM J.C.NORONHA E OUTRO COND HENRIQUE CAJAZEIRA FIGUEIRA VOLMER CERQUEIRA DOS SANTOS LUMIAR AGROPECUÁRIA LTDA PAULO RICARDO MAXIMIANO JOSE MARIO MIRANDA ABDO RODRIGO CESAR NEIVA BORGES ELIO VIRGINIO PIMENTEL LEO MACHADO FERREIRA WINSTON FREDERICO A. DRUMOND MARIA TEREZA LEMOS COSTA CALIL JOSE ARLEY LIMA COSTA HENRIQUE CAJAZEIRA FIGUEIRA JOSE MARIO MIRANDA ABDO WINSTON FREDERICO A. DRUMOND GABRIEL D. ANDRADE E FILHOS/COND DILSON CORDEIRO MENEZES ELIO VIRGINIO PIMENTEL LEO MACHADO FERREIRA AGROPEC. BOM PASTOR LTDA BRUNO DE SOUZA MACHADO FERREIRA LEO MACHADO FERREIRA HERICA CRISTINA F.DINIZ GONÇALVE LEO MACHADO FERREIRA VIRGILIO VILLEFORT MARTINS CELIO TEODORO DA SILVA HERICA CRISTINA F.DINIZ GONÇALVE WINSTON FREDERICO A. DRUMOND WINSTON FREDERICO A. DRUMOND PERIVALDO M.DE VASCONCELOS JOSE COELHO VITOR JOAO GUILHERME MALDINI PITANGUY

PONTOS 1145,20 1120,10 874,00 872,90 787,10 771,30 770,26 748,66 728,12 700,10 672,98 667,66 666,60 596,40 577,80 565,80 550,90 550,70 540,12 516,00 501,40 488,36 473,40 472,32 452,60 436,47 420,00 415,08 412,84 412,80 409,20 408,00 406,84 403,70 403,20 401,46 397,30 393,92 390,30 387,40 385,84 382,70 382,50 379,50 378,56 375,91 372,65 368,88 365,47 365,14 361,85 358,80 352,97 352,30 351,76 351,46 351,02 348,76 348,00 346,65 345,00 342,08 337,14 331,20 329,24 323,12 321,74 321,04 319,80 316,76 315,81 305,58 303,24 302,10 301,60 298,00 297,85 296,20 294,40 293,36 292,69 291,00 287,65 283,80 278,32 277,20 275,31 275,31 275,13 274,39 274,04 273,70 272,19 270,32 270,02 267,63 266,81 266,40 265,70 263,98


MELHORES MACHOS | RANKING ABCGIL 2012/2013 POSIÇÃO 1º 2º 3º 4º 5º 6º 7º 8º 9º 10º 11º 12º 13º 14º 15º 16º 17º 18º 19º 20º 21º 22º 23º 24º 25º 26º 27º 28º 29º 30º 31º 32º 33º 34º 35º 36º 37º 38º 39º 40º 41º 42º 43º 44º 45º 46º 47º 48º 49º 50º 51º 52º 53º 54º 55º 56º 57º 58º 59º 60º 61º 62º 63º 64º 65º 66º 67º 68º 69º 70º 71º 72º 73º 74º 75º 76º 77º 78º 79º 80º 81º 82º 83º 84º 85º 86º 87º 88º 89º 90º 91º 92º 93º 94º 95º 96º 97º 98º 99º 100º

NOME DO ANIMAL

RGD

EXPOENTE TE DE BRASILIA KORO FIV VILA RICA FIGO FIV DESTAK INCISO FIV F. MUTUM JALECO F. MUTUM FIGO EDON CALEB TE DO EGB ELBANO FIV JACURUTU LINDO F. MUTUM DEPUTADO DO MARCAO JESUITA FIV F. MUTUM DURC VILLEFORT AKEL FIV DP KYXIMBI DO MURUNDU ASTRO FIV CABO VERDE IATE FIV KENYO ORGULHOSO VILA RICA JUNCO F. MUTUM EUFOTICO VILLEFORT BARAO ROLAND FOLIADO VILLEFORT MAGO FIV DP HERMS FIV CORREGO BRANCO ELDORADO FIV DA CAV CORONA DEBATE BOREL FIV JMMA MILAN TE DA SADONANA BVLGARI FIV DA VAC ESCOCES FIV CAL RANDON 2B BUDHA FIV TRANSOL CRIS BABITONGA GENTIL FIV DA FJAO EDMOUND FIV ALAMBARI FALACIOSO VILLEFORT MAROTO TE KALU ESCOL SILVANIA EXPOENTE FIV PRLB HEXITO FIV PARAHY FIGO BHABUTH FIV FIGO ELTON PAJERO DA SADONANA ERICO FARDO FIV BABITONGA RAVIOLI 2B FASCO VILLEFORT HELP FIV F. MUTUM ENFEITADO 2 FIV F JAO AMANTE FIV DO LINO TENSOR CABO VERDE FESTANEJO VILLEFORT ARMARIO CAL KADIR FIV SALOBO EXCEL VILLEFORT BOBAN TE JABAQUARA LAND ROVER FIV DE BRAS JOAS AC DA FIEL CORONA DARDO FIV BENHUR FIV E.TAMBURIL XSANSAO FIV JMMA HILIO DO EGB FELIPE O BELO FIV TOL ESPELHO FIV DA VAC CA GLADIADOR MAJOR FIV BONR BONI FIV TRANSOL FIGO FIV DIVAKAR MOAG FAHIR ROSARINHO CAMPESTRE CAL CAPITOLIO FIV DA CAV EXATO FIV CAL JALECO AC DA FIEL GLOBO PARAHY CORONA ENGENHO FIV DOUG FIV ALAMBARI DAROS FIV AF RIGAN FIV M. VERDE BARBARO FIV ROLAND BEY 4726 LAPA VERMELHA ELBER APAG ANJO TE TRANSOL JUBA FIV DA SALOBO ALIADO FIV MORENA HACKER DO BASA FEDERAL FIV MAMJ EVEREST FIV BABITONGA BARBARO DE APARECIDA DANESHE FIV MORENAA GURI FIV KENYO ZAMIR FIV VILLA BRASILEIRO FIV SUSPIRO SULTAO FIV X.A. ELMER FIV ALAMBARI CAUA HRA ALBATROZ FZD LUMI DALBERTO FIV ALAMBARI NUMERAL FIV DO JOA EROTICO FIV DSIL GRACIOSO VILLEFORT FALCÃO PARACATU DIFERENTE CAL

RRP5666 GIVR188 HCFG581 MUT1374 MUT1520 HCFG753 EGB57 RMM273 MUT2064 MTAC54 MUT1654 IVAR1356 DPJ781 EBF64 JCVL215 KOK458 GIVR719 MUT1692 IVAR1903 JRRG103 IVAR2754 DPJ872 PRMP343 MCCV167 AFYC311 JMMA1235 SDNA47 GVCS27 CAL10137 ZAB696 TSOL76 OSMJ53 FJAG163 ALAE218 IVAR2614 KALG291 EFC714 PRLB398 PHY349 HCFG244 HCFG835 SDNA125 OSMJ109 ZAB831 IVAR2486 MUT1113 FJAG92 GLML28 JCVL1031 IVAR2731 CAL7970 EUS159 IVAR1982 EVPF161 RRP7183 FIEF168 AFYC362 AGBR15 JMMA858 EGB477 TOLA258 GVCS171 KCA1581 BONR56 TSOL82 HCFG577 JRIM40 CAL8745 MCCV85 CAL9988 FIEF154 PHY303 AFYC514 ALAE176 NAIG6 ISPG1522 JRRG70 BEY4726 APAG377 TSOL28 ABP1432 MOAG36 BASP479 MAMJ161 OSMJ140 RNSA25 MAOG83 KOK236 ELPF58 LFTN133 LEAO800 ALAE233 HRAG48 FZLM18 ALAE152 DIAS408 DSIL139 IVAR2992 RCBR16 CAL9277

EXPOSITOR FAZENDA BRASÍLIA AGROPECUÁRIA DILSON CORDEIRO MENEZES HENRIQUE CAJAZEIRA FIGUEIRA LEO MACHADO FERREIRA BRUNO DE SOUZA MACHADO FERREIRA HENRIQUE CAJAZEIRA FIGUEIRA ENIR GOMES BARBOSA DEMETRIUS MARTINS MESQUITA BRUNO DE SOUZA MACHADO FERREIRA VOLMER CERQUEIRA DOS SANTOS LEO MACHADO FERREIRA VIRGILIO VILLEFORT MARTINS JOAO MACHADO PRATA JUNIOR EDVALDO BRITO FILHO JOSE COELHO VITOR KENYTI OKANO DILSON CORDEIRO MENEZES BRUNO DE SOUZA MACHADO FERREIRA VIRGILIO VILLEFORT MARTINS JOSE ROBERTO ROLAND DE OLIVEIRA VIRGILIO VILLEFORT MARTINS JOAO MACHADO PRATA JUNIOR PAULO RICARDO MAXIMIANO JOSE AFONSO BICALHO B. DA SILVA AMILCAR FARID YAMIN JOSE MARIO MIRANDA ABDO PEDRO VENANCIO BARBOSA VOLMER CERQUEIRA DOS SANTOS WINSTON FREDERICO A. DRUMOND JOSE AFONSO BICALHO B. DA SILVA PEDRO OTONIEL DE MAGALHÃES OTTO DE SOUZA MARQUES JUNIOR JOSE ANTONIO DE OLIVEIRA HERICA CRISTINA F.DINIZ GONÇALVE AGROVILLE - AGRIC E EMPREEND. LT CELIO TEODORO DA SILVA EDUARDO FALCAO DE CARVALHO PAULO CEZAR BARREIRA JOSE ARLEY LIMA COSTA HENRIQUE CAJAZEIRA FIGUEIRA HENRIQUE CAJAZEIRA FIGUEIRA SADONANA AGROPECUARIA LTDA OTTO DE SOUZA MARQUES JUNIOR JOSE AFONSO BICALHO B. DA SILVA AGROVILLE - AGRIC E EMPREEND. LT WINSTON FREDERICO A. DRUMOND JOSE ANTONIO DE OLIVEIRA JOSE AVILMAR LINO DA SILVA JOSE COELHO VITOR VIRGILIO VILLEFORT MARTINS ELIO VIRGINIO PIMENTEL ANTONIO EUSTAQUIO A. FERREIRA AGROVILLE - AGRIC E EMPREEND. LT ELIO VIRGINIO PIMENTEL FAZENDA BRASÍLIA AGROPECUÁRIA ANTONIO ABILIO MARQUES CORDEIRO AMILCAR FARID YAMIN BRUNO ANDERSON TANNOUS PIRES JOSE MARIO MIRANDA ABDO ENIR GOMES BARBOSA MARIA TEREZA LEMOS COSTA CALIL VOLMER CERQUEIRA DOS SANTOS JOAQUIM J.C.NORONHA E OUTRO COND JOSE LUIS NEVES DE CARVALHO PEDRO OTONIEL DE MAGALHÃES HENRIQUE CAJAZEIRA FIGUEIRA MORENA AGROPECUARIA LTDA GABRIEL D. ANDRADE E FILHOS/COND MARCIO DINIZ CRUZ GABRIEL D. ANDRADE E FILHOS/COND ANTONIO ABILIO MARQUES CORDEIRO JOSE ARLEY LIMA COSTA AMILCAR FARID YAMIN HERICA CRISTINA F.DINIZ GONÇALVE NAIM ASSEF NETO AGROBILARA COM. E PART. LTDA JOSE ROBERTO ROLAND DE OLIVEIRA EDUARDO COSTA SIMOES ANTONIO PAULO ABATE PEDRO OTONIEL DE MAGALHÃES AGROPEC. BOM PASTOR LTDA MORENA AGROPECUARIA LTDA EVANDRO DO CARMO GUIMARAES TROPICAL GENETICA OTTO DE SOUZA MARQUES JUNIOR ANDRE SARMENTO NETTO MORENA AGROPECUARIA LTDA KENYTI OKANO EST. LEIT.PEDRA FUNDAMENTAL LTDA LUIZ FERNANDO TARANTO NEVES VANIR GARCIA LEAO HERICA CRISTINA F.DINIZ GONÇALVE HUMBERTO ROCHA ARAUJO LUMIAR AGROPECUÁRIA LTDA HERICA CRISTINA F.DINIZ GONÇALVE JOSE AVILMAR LINO DA SILVA DANIEL ANTONIO SILVANO AGROVILLE - AGRIC E EMPREEND. LT RODRIGO CESAR NEIVA BORGES GABRIEL D. ANDRADE E FILHOS/COND

PONTOS 941,00 928,03 883,05 829,71 700,30 607,73 591,60 569,20 492,00 489,50 480,45 464,95 441,68 436,80 431,74 431,40 427,56 378,36 376,40 373,50 362,96 353,72 350,42 350,10 346,94 343,22 340,80 338,40 334,52 334,20 317,32 316,28 316,12 312,80 310,64 306,18 303,40 300,20 292,54 290,89 290,04 287,52 284,64 281,40 279,04 275,28 267,08 266,12 265,68 265,04 258,40 256,75 249,60 248,96 248,52 241,50 232,92 226,16 226,00 221,36 218,90 218,28 218,00 215,67 208,77 208,55 207,56 206,40 206,40 206,40 203,44 202,44 198,32 198,00 197,28 194,92 194,65 194,16 191,40 190,80 185,40 183,54 180,32 178,80 177,14 176,80 175,48 175,20 173,51 173,04 170,90 170,09 169,20 167,96 163,50 163,20 162,20 160,25 156,20 154,80

Revista Gir Leiteiro 2013 ||||

63


MELHORES EXPOSITORES | RANKING ABCGIL 2012/2013 POSIÇÃO 1º 2º 3º 4º 5º 6º 7º 8º 9º 10º 11º 12º 13º 14º 15º 16º 17º 18º 19º 20º 21º 22º 23º 24º 25º 26º 27º 28º 29º 30º 31º 32º 33º 34º 35º 36º 37º 38º 39º 40º 41º 42º 43º 44º 45º 46º 47º 48º 49º 50º 51º 52º 53º 54º 55º 56º 57º 58º 59º 60º 61º 62º 63º 64º 65º 66º 67º 68º 69º 70º 71º 72º 73º 74º 75º 76º 77º 78º 79º 80º 81º 82º 83º 84º 85º 86º 87º 88º 89º 90º 91º 92º 93º 94º 95º 96º 97º 98º 99º 100º

64

| | | | Revista Gir Leiteiro 2013

EXPOSITOR LEO MACHADO FERREIRA HENRIQUE CAJAZEIRA FIGUEIRA DILSON CORDEIRO MENEZES AMILCAR FARID YAMIN ENIR GOMES BARBOSA JOSE AFONSO BICALHO B. DA SILVA JOSE COELHO VITOR VIRGILIO VILLEFORT MARTINS JOSE MARIO MIRANDA ABDO LUMIAR AGROPECUÁRIA LTDA VOLMER CERQUEIRA DOS SANTOS BRUNO DE SOUZA MACHADO FERREIRA PERIVALDO M.DE VASCONCELOS GABRIEL D. ANDRADE E FILHOS/COND HERICA CRISTINA F.DINIZ GONÇALVE JOSE ARLEY LIMA COSTA FAZENDA BRASÍLIA AGROPECUÁRIA ELIO VIRGINIO PIMENTEL DANIEL ANTONIO SILVANO WINSTON FREDERICO A. DRUMOND KENYTI OKANO PEDRO OTONIEL DE MAGALHÃES JOSE ROBERTO ROLAND DE OLIVEIRA MARIA TEREZA LEMOS COSTA CALIL RODRIGO CESAR NEIVA BORGES CELIO TEODORO DA SILVA OTTO DE SOUZA MARQUES JUNIOR ANTONIO ABILIO MARQUES CORDEIRO ANDRE SARMENTO NETTO MURILO DE OLIVEIRA ABDO AGROPEC. BOM PASTOR LTDA BRUNO ANDERSON TANNOUS PIRES AGROBILARA COM. E PART. LTDA RUBEM SERGIO SANTOS DE OLIVEIR JOSE GERALDO VAZ ALMEIDA JOSE LUIS NEVES DE CARVALHO PAULO CEZAR BARREIRA SADONANA AGROPECUARIA LTDA JOAO VICENTE ALVES DE AVILA CARLOS JACOB WALLAUER LUIZ EUTALIO RODRIGUES ALMEIDA PEDRO VENANCIO BARBOSA EST. LEIT.PEDRA FUNDAMENTAL LTDA MARCUS SILVEIRA DE MORAES JOSE RICARDO FIUZA HORTA JOAQUIM J.C.NORONHA E OUTRO COND EVANDRO DO CARMO GUIMARAES JOAO NAVES DE AVILA NETO AUGUSTO ALBERTO DA SILVA ANDRADE JOAO GUILHERME MALDINI PITANGUY MARCILIO FIGUEIREDO RODRIGUES MORENA AGROPECUARIA LTDA CELSO LUIS MIZIARA DINIZ PAULO ROBERTO ANDRADE CUNHA MARIA DO CARMO OLIVEIRA MENEZES CARLOS EDUARDO DE AZEVEDO BEZERR JOSE DE CASTRO RODRIGUES NETTO EDVALDO BRITO FILHO AGROP. COPACABANA COM.PART.LTDA CHRISTINA DO VALLE TEIXEIRA LO CELESTINO DA SILVA JUNIOR TROPICAL GENETICA AGROPEC. PALMA LTDA DENILSON LIMA DE SOUZA JOSE ORLANDO BORDIN CARLOS ALBERTO DA SILVA HELIO MACEDO DE QUEIROZ ANTONIO LOPES BATISTA MARCOS CORTELETTI LUCIANO DE ARAUJO FERRAZ JOSE MARIA DE SOUZA MARCELO COSTA CENSONI/OUT. COND LUIS ISIDORO FELIPE RIBAMAR MACEDO COELHO NELSON ARIZA JEAN VIC M.A.A.M.V. E OUT COND. MARCELO RICARDO DE TOLEDO HENRIQUE FERREIRA PINHEIRO JOSE RENATO FONSECA OLIVEIRA LUCAS DE M. MENDONÇA FERREIRA ROBERTO ASSIS PERES E OUT/COND TOMAZ DE AQUINO RESENDE MB AGRICOLA E PECUARIA LTDA LEONARDO LIMA BORGES ROBERTO MARTINS VILLELA ANDREIA DE FREITAS BRITO FRANCISCO RAFAEL GONCALVES JOAO CRUZ REIS FILHO RENATO DA CUNHA OLIVEIRA MARCO PAULO QUIRINO COSTA/CONDOM SOCIEDADE EDUC UBERABENSE ORLANDO DE OLIVEIRA VAZ FILHO SILVIO QUEIROZ PINHEIRO -

PONTOS 7003,85 4233,91 4081,67 3521,28 3417,22 3398,69 3234,12 3227,80 3128,45 2970,25 2937,00 2846,82 2500,23 2494,86 2471,13 2406,70 2403,61 2242,48 2116,98 2040,35 1985,94 1958,09 1925,64 1923,54 1844,30 1830,88 1763,44 1693,89 1543,52 1496,17 1479,62 1466,74 1427,02 1388,08 1362,24 1353,27 1336,44 1300,08 1300,02 1292,92 1203,46 1187,19 1033,06 974,30 969,96 960,96 948,43 903,08 892,55 881,54 850,94 834,39 833,59 784,68 783,16 771,94 722,40 683,84 682,92 671,24 632,18 607,92 558,90 490,42 488,90 470,32 458,24 447,72 438,40 423,24 411,92 365,68 336,00 281,98 261,56 226,41 210,04 196,80 174,58 168,48 152,52 152,22 149,20 149,00 144,00 132,00 127,92 112,80 93,40 87,72 85,68 74,50 62,58 -

MELHORES CRIADORES | RANKING ABCGIL 2012/2013 POSIÇÃO 1º 2º 3º 4º 5º 6º 7º 8º 9º 10º 11º 12º 13º 14º 15º 16º 17º 18º 19º 20º 21º 22º 23º 24º 25º 26º 27º 28º 29º 30º 31º 32º 33º 34º 35º 36º 37º 38º 39º 40º 41º 42º 43º 44º 45º 46º 47º 48º 49º 50º 51º 52º 53º 54º 55º 56º 57º 58º 59º 60º 61º 62º 63º 64º 65º 66º 67º 68º 69º 70º 71º 72º 73º 74º 75º 76º 77º 78º 79º 80º 81º 82º 83º 84º 85º 86º 87º 88º 89º 90º 91º 92º 93º 94º 95º 96º 97º 98º 99º 100º

EXPOSITOR

PONTOS

LEO MACHADO FERREIRA HENRIQUE CAJAZEIRA FIGUEIRA AGROVILLE - AGRIC E EMPREEND. LT JOSE MARIO MIRANDA ABDO DILSON CORDEIRO MENEZES FAZENDA BRASÍLIA AGROPECUÁRIA GABRIEL DONATO DE ANDRADE HERICA CRISTINA F.DINIZ GONÇALVE DANIEL ANTONIO SILVANO AMILCAR FARID YAMIN JOSE COELHO VITOR JOSE ARLEY LIMA COSTA KENYTI OKANO MARIA TEREZA LEMOS COSTA CALIL JOSE AFONSO BICALHO B. DA SILVA JOAO MACHADO PRATA JUNIOR PEDRO OTONIEL DE MAGALHÃES AGROBILARA COM. E PART. LTDA JOSE GERALDO VAZ ALMEIDA ENIR GOMES BARBOSA CELIO TEODORO DA SILVA MARCIO DINIZ CRUZ VOLMER CERQUEIRA DOS SANTOS PERIVALDO M.DE VASCONCELOS AGROPEC. BOM PASTOR LTDA LUMIAR AGROPECUÁRIA LTDA MARCUS SILVEIRA DE MORAES OTTO DE SOUZA MARQUES JUNIOR MORENA AGROPECUARIA LTDA RODRIGO CESAR NEIVA BORGES EDUARDO FALCAO DE CARVALHO ANTONIO ABILIO MARQUES CORDEIRO JOSE ANTONIO DE OLIVEIRA DEMETRIUS MARTINS MESQUITA JOSE ROBERTO ROLAND DE OLIVEIRA RUBEM SERGIO SANTOS DE OLIVEIR SADONANA AGROPECUARIA LTDA BRUNO ANDERSON TANNOUS PIRES PAULO RICARDO MAXIMIANO JOSE RICARDO FIUZA HORTA PEDRO VENANCIO BARBOSA LUIZ EUTALIO RODRIGUES ALMEIDA EST. LEIT.PEDRA FUNDAMENTAL LTDA JOAQUIM J.C.NORONHA E OUTRO COND HUMBERTO ROCHA ARAUJO ELIO VIRGINIO PIMENTEL JOSE AVILMAR LINO DA SILVA EVANDRO DO CARMO GUIMARAES CARLOS JACOB WALLAUER PAULO CEZAR BARREIRA ANGELUS CRUZ FIGUEIRA BOM JARDIM DA SERRA AGROPEC.LT JOAO GUILHERME MALDINI PITANGUY MARIANGELA MUNDIM TEIXEIRA CARLOS EDUARDO DE AZEVEDO BEZERR ANTONIO PAULO ABATE RICHARD HEBACH L’ABBATE VANIR GARCIA LEAO JOAO DOMINGOS GOMES DOS SANTOS LUIZ FERNANDO TARANTO NEVES ORLANDO GIORDANI DE MOURA PAULO ROBERTO ANDRADE CUNHA MILTON DE ALMEIDA MAGALHÃES JUNI EDUARDO COSTA SIMOES EDVALDO BRITO FILHO JOSE MARIA DE SOUZA ROBERTO DIAS DE CARVALHO ANDRE SARMENTO NETTO JOSE DE CASTRO RODRIGUES NETTO CHRISTINA DO VALLE TEIXEIRA LO RICARDO ALVES DA CONCEICAO ONOFRE EUSTAQUIO RIBEIRO LUIZ RONALDO DE OLIVEIRA PAULA MILLER CRESTA DE MELO SILVA ANTONIO EUSTAQUIO A. FERREIRA JOSE ROBERTO R. OLIVEIRA OU/COND MARCOS CORTELETTI MARCILIO FIGUEIREDO RODRIGUES JOSE AUGUSTO TEIXEIRA DENILSON LIMA DE SOUZA CELESTINO DA SILVA JUNIOR JOAO VICENTE ALVES DE AVILA REGINALDO ANTONIO VILELA CARLOS ALBERTO DA SILVA HELIO MACEDO DE QUEIROZ WINSTON FREDERICO A. DRUMOND TARCELIO SANTIAGO DA SILVEIRA JR ANTONIO LOPES BATISTA LUCIANO DE ARAUJO FERRAZ AGROP. COPACABANA COM.PART.LTDA AGROEXPORT LTDA CARLOS ROBERTO CALDEIRAS BRANT EVILASIO BASTOS CHAVES RAFAEL OLIVEIRA OSORIO CELSO LUIS MIZIARA DINIZ JOSE LUIZ JUNQUEIRA BARROS REGINALDO JOSE DA SILVA JOSE LUIS NEVES DE CARVALHO NAIM ASSEF NETO PAULO MASSANORI YAMAMOTO

13693,90 8582,22 7388,88 6073,11 5594,41 4796,47 4589,96 4227,19 3874,83 3828,48 3565,94 3089,26 3043,54 2902,45 2865,36 2772,47 2693,83 2468,14 2465,33 2426,30 2282,76 2268,88 2186,14 2129,49 2014,25 1844,04 1765,64 1763,44 1710,22 1690,16 1664,42 1625,01 1617,51 1555,84 1502,67 1447,60 1362,68 1334,86 1331,72 1247,72 1204,65 1203,46 1169,27 1155,08 1153,98 1153,04 1136,63 1132,45 1061,50 1050,88 1043,06 986,94 954,43 950,20 849,88 845,92 829,05 786,86 785,94 777,26 752,96 751,48 737,62 731,51 719,92 692,52 687,18 682,48 672,98 655,72 632,97 615,59 591,18 573,34 563,91 547,01 536,27 533,20 528,33 517,26 516,88 490,08 470,96 470,32 458,24 452,70 451,13 447,72 413,16 408,05 398,24 381,76 380,20 379,01 378,77 376,05 368,00 367,87 366,92 356,80


MAIOR PRODUÇÃO EM CONCURSO LEITEIRO ABAIXO DE 36 MESES | RANKING ABCGIL 2012/2013 POSIÇÃO 1º 2º 3º 4º 5º 6º 7º 8º 9º 10º 11º 12º 13º 14º 15º 16º 17º 18º 19º 20º 21º 22º 23º 24º 25º 26º 27º 28º 29º 30º 31º 32º 33º 34º 35º 36º 37º 38º 39º 40º 41º 42º 43º 44º 45º 46º 47º 48º 49º 50º 51º 52º 53º 54º 55º 56º 57º 58º 59º 60º 61º 62º 63º 64º 65º 66º 67º 68º 69º 70º 71º 72º 73º 74º 75º 76º 77º 78º

NOME DO ANIMAL

RGD

PRODUÇÃO

ZAFIRA JMMA JESSIE FIV DA SALOBO DIVISA FIV NIGERIA 2 FIV MONTE VERDE JANAH FIV DA SALOBO FANTASIA JGVA VALIOSA SACADA FIV CABO VERDE NOYOLA FIV VILA RICA DESIRRE FIV TOL CAFIRA FIV ALAMBARI CORONA CHARMOSA FIV NIKARA FIV VILA RICA AFRICA FIV JMMA ADALIA FIV JMMA MINERVA VILA RICA ZDALILA FIV JMMA META FIV VILA RICA JITHARA FIV DA SALOBO FIGO BAHYSSA FIV ALA FIV JMMA MONUMENTAL FIV AFALADA FIV JMMA JIPEPA F MUTUM JACANA FIV DE BRAS. ZUMBA FIV JMMA NATALIA VILA RICA NULADA FIV VILA RICA CATULE FIV CAL ESCRETA FIV DSIL JACI FIV F.MUTUM JABARA FIV F.MUTUM AMPOLA FIV JABAQUARA JOANA FIV F.MUTUM ANIL FIV JMMA FIGO FIV CHANDHARA JUMARA FIV F. MUTUM ELEGANCIA FIV DA GENIPAPO ALIA FIV JMMA CAMPEA FIV CAL BELDADE DA COLI JULIA FIV F.MUTUM BARITIZZA FIV DA QUERO VE VITAMINA 1 FIV M.VERDE EDESIA FIV ALBOS FROTA FIV DO BASA ESPANHOLA FIV PRLB ALICE DIVA FIV LERA ESTRELA DO MARCAO LUARA FIV DO JOA PETALA TE S EDWIGENS FABEL SAN INDAIA FIV CALUNGA ALTO ESTIVA DIVISA FIV POTI VR YES FIV DOS POCOES POTIRA ESPANHA DILNA I CRISTAL FIORE BM GROTA FIV GUITA DA ALBALAT CAPELA LERA FARTURA FIV RSSO QUERMESSE XII DO FUNDAO CAMALA ALTO ESTIVA ONDINA FIV 2B HARMONIA FIV PARACATU BABALU FIV DA VAC HERMOSA KENYO CATIVA FIV DA BETEL SUMAUMA HAIA FIV ELENA FIV TOL GALHOFA PARAHY OYANA AMEIXA FIV 2B EVA FIV MACKLLANI CATALUNHA DA JASDAN CHUVA FIV DO SILOE ATACA FIV JMMA AURORA FIV ITAFRIO

JMMA 1070 ABP 1429 BCO 25 ISPG 1211 ABP 1410 JGVA 108 ELPF 12 JCVL 709 GIVR 553 TOLA 112 ALAE 93 AFYC 132 GIVR 515 JMMA 1016 JMMA 1194 GIVR 349 JMMA 1013 GIVR 364 ABP 1343 HCFG 222 JMMA 1146 WALV 495 JMMA 1202 MUT 1634 RRP 6815 JMMA 1049 GIVR 488 GIVR 601 CAL 9119 DSIL 151 MUT 1645 MUT 1466 EVPF 96 MUT 1573 JMMA 1027 HCFG 467 MUT 1608 PRAC 303 JMMA 1216 CAL 8981 LSCF 29 MUT 1667 MQV 5 ISPG 969 SJTG 58 BASP 124 PRLB 391 TSOL 1 LERA 19 MTAC 99 DIAS 338 RIG 605 FAB 494 SQP 894 POTG 18 APPG 1979 CVTS 92 PVBG 239 MCGG 347 SRNA 180 LERA 15 RSSO 71 JRR 603 SQP 906 ZAB 476 RCBR 41 GVCS 26 KOK 293 BTEL 41 JCRF 140 TOLA 145 PHY 266 ZAB 502 MELM 194 JFR 3192 POOJ 11 JMMA 1177 RHA 1

139,80 134,34 130,91 130,45 129,72 124,02 122,06 120,67 119,55 117,42 117,32 116,41 113,77 113,46 111,11 111,02 110,48 106,94 106,63 106,36 105,40 104,18 102,80 101,89 100,83 98,96 98,24 98,21 98,12 97,96 97,62 96,08 95,99 94,36 92,30 91,36 90,19 89,06 87,67 87,58 85,98 85,95 85,42 84,56 83,78 82,72 80,41 77,98 76,95 76,30 76,16 74,83 74,44 74,19 74,00 72,24 70,49 69,85 69,21 68,64 65,06 64,90 63,66 62,20 61,76 61,18 59,20 58,76 57,44 57,15 55,64 54,50 50,07 49,50 49,50 41,76 35,62 35,20

MÉDIA 46,60 44,78 43,64 43,48 43,24 41,34 40,69 40,22 39,85 39,14 39,11 38,80 37,92 37,82 37,04 37,01 36,83 35,65 35,54 35,45 35,13 34,73 34,27 33,96 33,61 32,99 32,75 32,74 32,71 32,65 32,54 32,03 3,002 31,45 30,77 30,45 30,06 29,69 29,22 29,19 28,66 28,65 28,47 28,19 27,93 27,57 26,80 25,99 25,65 25,43 25,39 24,94 24,81 24,73 24,67 24,08 23,50 23,28 23,07 22,88 21,69 21,63 21,22 20,73 20,59 20,39 19,73 19,59 19,15 19,05 18,55 18,17 16,69 16,50 16,50 13,92 11,87 11,73

EXPOSITOR JOSE MARIO MIRANDA ABDO AGROPEC. BOM PASTOR LTDA CELIO TEODORO DA SILVA AGROBILARA COM. E PART. LTDA AGROPEC. BOM PASTOR LTDA JOSE GERALDO VAZ ALMEIDA EST. LEIT.PEDRA FUNDAMENTAL LTDA JOSE COELHO VITOR MARIA DO CARMO OLIVEIRA MENEZES MARIA TEREZA LEMOS COSTA CALIL AGROBILARA COM. E PART. LTDA AMILCAR FARID YAMIN DILSON CORDEIRO MENEZES JOSE MARIO MIRANDA ABDO JOSE MARIO MIRANDA ABDO DILSON CORDEIRO MENEZES MURILO DE OLIVEIRA ABDO DILSON CORDEIRO MENEZES FRANCISCO RAFAEL GONCALVES JOAO NAVES DE AVILA NETO JOSE MARIO MIRANDA ABDO CARLOS JACOB WALLAUER JOSE MARIO MIRANDA ABDO BRUNO DE SOUZA MACHADO FERREIRA AGROBILARA COM. E PART. LTDA MURILO DE OLIVEIRA ABDO MARIA DO CARMO OLIVEIRA MENEZES MARIA DO CARMO OLIVEIRA MENEZES RODRIGO CESAR NEIVA BORGES DANIEL ANTONIO SILVANO LEO MACHADO FERREIRA LEO MACHADO FERREIRA ELIO VIRGINIO PIMENTEL BRUNO DE SOUZA MACHADO FERREIRA MURILO DE OLIVEIRA ABDO JOAO NAVES DE AVILA NETO BRUNO DE SOUZA MACHADO FERREIRA PAULO ROBERTO ANDRADE CUNHA JOSE MARIO MIRANDA ABDO GABRIEL D. ANDRADE E FILHOS/COND PEDRO OTONIEL DE MAGALHÃES BRUNO DE SOUZA MACHADO FERREIRA MARCILIO FIGUEIREDO RODRIGUES FRANCISCO RAFAEL GONCALVES ENIR GOMES BARBOSA AGROPEC. BOM PASTOR LTDA PAULO CEZAR BARREIRA PEDRO OTONIEL DE MAGALHÃES LUIZ EUTALIO RODRIGUES ALMEIDA MARCUS SILVEIRA DE MORAES TOMAZ DE AQUINO RESENDE JOSE MARIA DE SOUZA RODRIGO CESAR NEIVA BORGES SILVIO QUEIROZ PINHEIRO SOCIEDADE EDUC UBERABENSE CELIO TEODORO DA SILVA CHRISTINA DO VALLE TEIXEIRA LO PEDRO VENANCIO BARBOSA MARCOS CORTELETTI ANTONIO LOPES BATISTA LUIZ EUTALIO RODRIGUES ALMEIDA RUBEM SERGIO SANTOS DE OLIVEIR JOSE RICARDO FIUZA HORTA SILVIO QUEIROZ PINHEIRO JOSE AFONSO BICALHO B. DA SILVA RODRIGO CESAR NEIVA BORGES RIBAMAR MACEDO COELHO KENYTI OKANO PERIVALDO M.DE VASCONCELOS JOAO CRUZ REIS FILHO MARIA TEREZA LEMOS COSTA CALIL JOSE ARLEY LIMA COSTA JOSE AFONSO BICALHO B. DA SILVA JOSE RENATO FONSECA OLIVEIRA ANDRE SARMENTO NETTO ANDRE SARMENTO NETTO JOAO NAVES DE AVILA NETO RIBAMAR MACEDO COELHO

Revista Gir Leiteiro 2013 ||||

65


MAIOR PRODUÇÃO EM CONCURSO LEITEIRO DE 36 ATÉ 48 MESES | RANKING ABCGIL 2012/2013 POSIÇÃO 1º 2º 3º 4º 5º 6º 7º 8º 9º 10º 11º 12º 13º 14º 15º 16º 17º 18º 19º 20º 21º 22º 23º 24º 25º 26º 27º 28º 29º 30º 31º 32º 33º 34º 35º 36º 37º 38º 39º 40º 41º 42º 43º 44º 45º 46º 47º 48º 49º 50º 51º 52º 53º 54º 55º 56º 57º 58º 59º 60º 61º 62º 63º 64º 65º 66º 67º 68º 69º 70º 71º 72º 73º 74º 75º 76º 77º 78º 79º 80º 81º 82º 83º 84º 85º 86º 87º 88º 89º 90º 91º 92º 93º -

66

| | | | Revista Gir Leiteiro 2013

NOME DO ANIMAL

RGD

PRODUÇÃO

GRACIOSA KENYO ALMA VIVA FZD LUMI ISIDORA FIV F.MUTUM ZICA JMMA MANDALA VILA RICA NORMANDIA VILA RICA FLAMA DA PARAHY JENEIKA KALU DANCARINA TOL SAUVA 1 TE M.VERDE ETIQUETA FIV DSIL ZALA FIV JMMA NEVOA VILA RICA ZAGA FIV JMMA C. BABILONIA FIV BELEZA C. BETANY FIV JACITARA FIV DA SALOBO GARBHA PARACATU KYLA FIV CABO VERDE SAMPA FIV DA PALMA ESSENCIA FIV DSIL LYANE FIV RIB. GRANDE HEIVA FIV STAR ELIKA FIV ACALANTO FINEZA FIV JGVA RAINHA FIV DA PALMA ESTAMPA FIV SALGADO JAMILA FIV F. MUTUM NASCENSA DA SADONANA HIRANA FIV DE BRAS. CANAA FIV LERA ILHOTA DA SALOBO ZARRA FIV JMMA PERCY FIV STA EDWIGENS ALAMBARY FIV NETINHO INACIA FIV DE BRASILIA GRALHA AC DA FIEL INDIA FIV DE BRAS. CA IARA II TE FACE FIV PARAHY ZICA JMMA CAMILA BABITONGA FABULOSA ETO CAPELA I CRISTAL DAMA FIV S VICENTE EDINA FIV DO EGB ALCMENA FIV POSITIVA FAUNA FIV PARAHY NOIVA DA BADAJOS EVA FIV DO EGB CLEOPATRA FIV BETH FIV ALAMBARI ZIZANIA JMMA ESTOLANA F DO MARCAO DONTANA VILLEFORT FLAMULA FIV PARAHY FIXADA FIV PARAHY GUZZA AC DA FIEL POMBA FIV STA EDWIGENS SARITA TE KALU FINLANDESA DO BASA MIRIADE FIV KUBERA NOSTRA FIV VILA RICA FINANÇA DO BASA FIGO CAYENE FIV CARLA I CRISTAL EXCLUSIVA DO MARCAO BELOURA FIV LAMARÃO DINAMARCA VILLEFORT BELL FIV ALAMBARI ESCOCIA F DO MARCAO BELEZA F BIBARRENSE IRMA FIV DE BRAS LUDHIANA TE M.VERDE ETICA FIV DSIL ISA FIV F. MUTUM GROTA EVAA GAROA FIV CABO VERDE JAY DALILA IAURA FIV DIVA FIV MORENA GOIANIA EVAA FACCAO FIV PARAHY C.A.NATACHA DAMASCO FIV MORENA EFICAZ MACKLLANI CAROL FIV DA VAC ESTOPA JGVA VENTOSA FIV BELLEUS CANASTRA FIV LERA ANASTACIA FIV REBECA N DESTINO -

KOK 180 FZLM 2 MUT 1413 JMMA 919 GIVR 272 GIVR 472 PHY 214 KALG 172 TOLA 72 ISPG 685 DSIL 140 JMMA 952 GIVR 430 JMMA 969 AFYC 43 CTAA 16 AFYC 26 ABP 1388 RCBR 22 JCVL 369 JDRB 1894 DSIL 117 MILE 398 FRFL 415 JLIG 109 JGVA 120 JDRB 1724 RSAL 35 MUT 1527 SRNA 74 RRP 6393 LERA 13 ABP 1250 JMMA 967 RIG 574 NTHU 3 RRP 6533 FIEF 16 RRP 6561 KCA 1749 PHY 219 JMMA 977 OSMJ 47 ETO 103 PVBG 196 CVTS 66 EGB 196 BEZR 9 PHY 217 LLB 163 EGB 212 UNIG 88 ALAE 33 JMMA 933 MTAC 93 IVAR 1177 PHY 226 PHY 228 FIEF 37 RIG 516 KALG 116 BASP 79 ACFG 2226 GIVR 444 BASP 80 HCFG 261 PVBG 159 MTAC 96 LFRB 23 IVAR 1165 ALAE 62 MTAC 95 CGCS 7 RRP 6494 ISPG 336 DSIL 121 MUT 1388 EVAA 536 JCVL 300 JGCF 10 HMQ 104 MOAG 75 EVAA 550 PHY 212 CAJE 334 MOAG 124 MELM 166 GVCS 51 JGVA 100 BJA 543 LERA 12 VILL 1 RMB 184 -

146,80 146,40 138,54 138,26 136,70 136,12 134,51 130,28 126,72 126,39 126,28 125,94 125,23 121,24 120,61 119,95 110,71 110,66 109,44 108,97 108,44 103,63 102,96 102,76 102,02 101,24 100,55 99,89 99,85 99,54 98,96 98,88 97,70 97,46 97,16 96,14 96,08 96,05 95,96 95,92 95,88 94,96 94,20 92,61 91,63 90,72 90,54 89,94 89,88 89,32 87,46 87,43 87,26 87,05 86,63 84,35 84,11 83,74 83,71 81,66 80,80 79,05 78,25 77,24 77,07 76,77 75,48 74,48 74,44 74,41 73,32 70,82 69,59 69,56 68,92 68,66 67,78 67,50 67,29 67,00 65,28 64,60 62,87 62,17 61,69 60,34 58,41 54,78 52,70 52,64 50,92 49,32 39,16 -

MÉDIA 48,93 48,80 46,18 46,09 45,57 45,37 44,84 43,43 42,24 42,13 42,09 41,98 41,74 40,41 40,20 39,98 36,90 36,89 36,48 36,32 36,15 34,54 34,32 34,25 34,01 33,75 33,52 33,30 33,28 33,18 32,99 32,96 32,57 32,49 32,39 32,05 32,03 32,02 31,99 31,97 31,96 31,65 31,40 30,87 30,54 30,24 30,18 29,98 29,96 29,77 29,15 29,14 29,09 29,02 28,88 28,12 28,04 27,91 27,90 27,22 26,93 26,35 26,08 25,75 25,69 25,59 25,16 24,83 24,81 24,80 24,44 23,61 23,20 23,19 22,97 22,89 22,59 22,50 22,43 22,33 21,76 21,53 20,96 20,73 20,56 20,11 19,47 18,26 17,57 17,55 16,97 16,44 13,05 -

EXPOSITOR JOSE GERALDO VAZ ALMEIDA LUMIAR AGROPECUÁRIA LTDA LEO MACHADO FERREIRA JOSE MARIO MIRANDA ABDO DILSON CORDEIRO MENEZES DILSON CORDEIRO MENEZES CARLOS JACOB WALLAUER CELIO TEODORO DA SILVA MARIA TEREZA LEMOS COSTA CALIL AGROBILARA COM. E PART. LTDA DANIEL ANTONIO SILVANO JOSE MARIO MIRANDA ABDO MARIA DO CARMO OLIVEIRA MENEZES JOSE MARIO MIRANDA ABDO AMILCAR FARID YAMIN JOSE ORLANDO BORDIN AMILCAR FARID YAMIN AGROPEC. BOM PASTOR LTDA RODRIGO CESAR NEIVA BORGES JOSE COELHO VITOR TROPICAL GENETICA DANIEL ANTONIO SILVANO MARIA TEREZA LEMOS COSTA CALIL ROBERTO ASSIS PERES E OUT/COND PEDRO OTONIEL DE MAGALHÃES AMILCAR FARID YAMIN MARCILIO FIGUEIREDO RODRIGUES WINSTON FREDERICO ALMEIDA DRUMON LEO MACHADO FERREIRA SADONANA AGROPECUARIA LTDA ELIO VIRGINIO PIMENTEL LUIZ EUTALIO RODRIGUES ALMEIDA AGROPEC. BOM PASTOR LTDA JOSE MARIO MIRANDA ABDO JOSE MARIA DE SOUZA HENRIQUE CAJAZEIRA FIGUEIRA PERIVALDO M.DE VASCONCELOS ANTONIO ABILIO MARQUES CORDEIRO ELIO VIRGINIO PIMENTEL JOAQUIM J.C.NORONHA E OUTRO COND JOSE ARLEY LIMA COSTA MURILO DE OLIVEIRA ABDO OTTO DE SOUZA MARQUES JUNIOR VOLMER CERQUEIRA DOS SANTOS JOSE RICARDO FIUZA HORTA CHRISTINA DO VALLE TEIXEIRA LO ENIR GOMES BARBOSA CARLOS EDUARDO DE AZEVEDO BEZERR ANDREIA DE FREITAS BRITO LEONARDO LIMA BORGES ENIR GOMES BARBOSA SOCIEDADE EDUC UBERABENSE HERICA CRISTINA F.DINIZ GONÇALVE JOSE MARIO MIRANDA ABDO MARCUS SILVEIRA DE MORAES VIRGILIO VILLEFORT MARTINS AMILCAR FARID YAMIN JOSE ARLEY LIMA COSTA ANTONIO ABILIO MARQUES CORDEIRO JOSE MARIA DE SOUZA CELIO TEODORO DA SILVA EVANDRO DO CARMO GUIMARAES PAULO ROBERTO ANDRADE CUNHA DILSON CORDEIRO MENEZES EVANDRO DO CARMO GUIMARAES HENRIQUE CAJAZEIRA FIGUEIRA PEDRO VENANCIO BARBOSA CELESTINO DA SILVA JUNIOR RODRIGO CESAR NEIVA BORGES VIRGILIO VILLEFORT MARTINS HERICA CRISTINA F.DINIZ GONÇALVE CELESTINO DA SILVA JUNIOR CELESTINO DA SILVA JUNIOR VOLMER CERQUEIRA DOS SANTOS JEAN VIC M.A.A.M.V. E OUT COND. DANIEL ANTONIO SILVANO EDVALDO BRITO FILHO JOAO GUILHERME MALDINI PITANGUY JOSE COELHO VITOR MORENA AGROPECUARIA LTDA HELIO MACEDO DE QUEIROZ AUGUSTO ALBERTO DA SILVA ANDRADE JOAO GUILHERME MALDINI PITANGUY MARCILIO FIGUEIREDO RODRIGUES LUIS ISIDORO FELIPE MORENA AGROPECUARIA LTDA JOSE RENATO FONSECA OLIVEIRA VOLMER CERQUEIRA DOS SANTOS ANDRE SARMENTO NETTO PERIVALDO M.DE VASCONCELOS LUIZ EUTALIO RODRIGUES ALMEIDA VOLMER CERQUEIRA DOS SANTOS RIBAMAR MACEDO COELHO -


MAIOR PRODUÇÃO EM CONCURSO LEITEIRO ACIMA DE 48 MESES | RANKING ABCGIL 2012/2013 POSIÇÃO 1º 2º 3º 4º 5º 6º 7º 8º 9º 10º 11º 12º 13º 14º 15º 16º 17º 18º 19º 20º 21º 22º 23º 24º 25º 26º 27º 28º 29º 30º 31º 32º 33º 34º 35º 36º 37º 38º 39º 40º 41º 42º 43º 44º 45º 46º 47º 48º 49º 50º 51º 52º 53º 54º 55º 56º 57º 58º 59º 60º 61º 62º 63º 64º 65º 66º 67º 68º 69º 70º 71º 72º 73º 74º 75º 76º 77º 78º 79º 80º 81º 82º 83º 84º 85º 86º 87º 88º 89º 90º 91º 92º 93º 94º 95º 96º 97º 98º 99º 100º

NOME DO ANIMAL

RGD

PRODUÇÃO

MÉDIA

FABRICA FIV DE BRAS. CONQUISTA TE PARAHY CELESTE HASTRA TE M.VERDE ORTELA FIV DA PALMA ITAUBA TE VILA RICA PERUANA FIV DA PALMA AMERICA FIV FUNDAO ANAFLORA M.VERDE CELESTE TE BRAS HONDA TE VILA RICA DETENTORA KUBERA ZALA FIV JMMA NEFRITA VI DA PALMA DOURADA FIV AAFF C.A.INDIA TE ABRASIVA CAL GAVEA DA SALOBO CRISTAL DSIL VANGUARDA FIV SPALLA FIV BADAJOS HEROINA TE M.VERDE IMPRENSA FIV MAMJ BARITONA TE KUBERA ULEMBRA CAL CREMOSA TE ENERGIA FIV F.MUTUM HEIKA FIV F. MUTUM IMAGEM FIV DE BRASILIA MADONA FIV GENETICA TE BJS VITORIA CAL ESTANCIA TE SILVANIA PH BABY ARACA CAL EPECO TE F MUTUM GLUMA DA SALOBO GALERIA FIV DE BRAS. FB EXPERTA FERVURA FIV BRASILIA ELDORADA DA EPAMIG FLORA DE BRASILIA HELCA FIV F. MUTUM ALIANCA FIV FALG DANDARA FIV DO RSSO LUNA GLENA 3 FIV 2B HIDRICA FIV F. MUTUM GAROA DA SALOBO FLECHA FIV BRASILIA CAPITALISTA FIV DECORADA DA ALBALAT X URUMA FIV JMMA CONDESSA BRAS CASITA DO VILLEFORT CURIBOCA VILLEFORT TIRANA DE BRAS. JUMA C.A. EXCECAO TE BANCA FIV CAL PAPOLA DO GAVIAO ANGRA CAL VENTURA S.FIV FUNDAO ANTONIA DO FUNDAO VARZEA FIV HISTORIA TE DO JOA SONEIRA TE DA CAL FB COROCA INDENE F. MUTUM C.A MOEDA ARENA EVAA FIONA PARACATU CAROL FIV DA PARAHY DESEJADA TE DO TARIN FRAGATA FIV SUSPIRO MORMA S.EDWIGES MBF FORTUNA ESTIVA DA ALBALAT SOVELA TE CAL ACACIA FIV DA JASDAN CORTESIA DSIL LAVANDA TE S. EDWIGES CABALA TOL FORTUNA FIV KENYO ZINHA FIV JMMA MBF JAZIDA CINTIA BALADA CAL ESTONIA FIV KENYO IRLANDA FIV SILVANIA NORUGA FIV S.EDWIGES AUSTRALIA FIV KALU BARTIRA TOL FLOR RENNA TE CAL BELATRIZ FIORE BM RAINHA TE XUXA FIV JMMA KELINHA DA VAC DELIA GROTADAS CARINA FIV ACALANTO

RRP 5921 PHY 48 BJAS 166 ISPG 23 JDRB 1314 GIVR 69 JDRB 1539 JRR 467 ISPG 20 RRP 5460 GIVR 14 ACFG 496 JMMA 956 JDRB 1231 AAPO 20 KCA 1759 CAL 8001 ABP 971 DSIL 50 JFR 2760 LLB 128 ISPG 65 MAMJ 332 ACFG 230 CAL 6946 PRLB 183 MUT 583 MUT 1167 RRP 6537 LFTN 7 BJAS 753 CAL 7661 EFC 734 PHPO 387 CAL 8194 MUT 541 EUS 36 RRP 6133 FBGO 603 RRP 5998 FGVL 793 RRP 5861 MUT 1000 FALG 17 RSSO 41 ZAB 249 MUT 1082 EUS 8 RRP 5912 LUKL 94 SRNA 25 JMMA 829 RRP 5311 IVAR 81 IVAR 200 RRP 4787 WALV 199 KCA 1409 CAL 8290 GAV 757 CAL 8132 JRR 424 JRR 473 JFR 2743 DIAS 172 CAL 6204 FBGO 556 MUT 1341 CAJE 320 EVAA 184 RCBR 11 PHY 57 GDF 64 LFTN 28 RIG 421 MDBA 40 SRNA 58 CAL 5676 JFR 2856 DSIL 65 RIG 352 TOLA 63 KOK 143 JMMA 928 MDB 193 HMQ 18 CAL 8243 KOK 110 EFC 1080 RIG 448 KALG 35 TOLA 16 AXT 183 CAL 6352 MPQC 9 MCGG 88 JMMA 753 GVCS 4 TOE 50 JLIG 42

182,53 162,73 162,09 152,13 150,14 150,10 149,92 148,74 147,16 147,16 147,15 146,84 146,39 146,24 142,06 141,89 140,73 138,66 138,28 137,44 136,03 134,19 132,35 131,55 131,24 127,49 126,48 125,95 125,78 123,64 123,60 123,22 122,69 122,58 122,00 121,88 121,62 121,14 121,08 120,44 118,49 117,76 117,49 114,87 114,86 113,46 113,40 112,84 112,49 111,32 110,63 110,56 110,46 110,39 110,37 109,77 109,64 109,20 108,94 108,53 107,88 107,63 107,59 105,74 105,69 105,11 105,06 104,91 104,70 104,24 102,20 102,18 102,09 101,98 101,45 100,84 100,65 99,56 99,03 98,82 98,66 98,64 98,32 97,94 97,30 97,04 95,32 94,95 94,71 94,64 94,42 93,06 92,30 92,07 91,66 91,22 91,21 91,17 90,88 90,51

60,84 54,24 54,03 50,71 50,05 50,03 49,97 49,58 49,05 49,05 49,05 48,95 48,80 48,75 47,35 47,30 46,91 46,22 46,09 45,81 45,34 44,73 44,12 43,85 43,75 42,50 42,16 41,98 41,93 41,21 41,20 41,07 40,90 40,86 40,67 40,63 40,54 40,38 40,36 40,15 39,50 39,25 39,16 38,29 38,29 37,82 37,80 37,61 37,50 37,11 36,88 36,85 36,82 36,80 36,79 36,59 36,55 36,40 36,31 36,18 35,96 35,88 35,86 35,25 35,23 35,04 35,02 34,97 34,90 34,75 34,07 34,06 34,03 33,99 33,82 33,61 33,55 33,19 33,01 32,94 32,89 32,88 32,77 32,65 32,43 32,35 31,77 31,65 31,57 31,55 31,47 31,02 30,77 30,69 30,55 30,41 30,40 30,39 30,29 30,17

EXPOSITOR JOSE COELHO VITOR JOSE COELHO VITOR JOAQUIM J.C.NORONHA E OUTRO COND AGROBILARA COM. E PART. LTDA AGROPEC. PALMA LTDA MARIA DO CARMO OLIVEIRA MENEZES AGROPEC. PALMA LTDA JOSE RICARDO FIUZA HORTA LUMIAR AGROPECUÁRIA LTDA PEDRO OTONIEL DE MAGALHÃES DILSON CORDEIRO MENEZES ELIO VIRGINIO PIMENTEL WINSTON FREDERICO ALMEIDA DRUMON JOSE ROBERTO ROLAND DE OLIVEIRA HENRIQUE FERREIRA PINHEIRO JOAQUIM J.C.NORONHA E OUTRO COND GABRIEL D. ANDRADE E FILHOS/COND AGROPEC. BOM PASTOR LTDA DANIEL ANTONIO SILVANO JOSE GERALDO VAZ ALMEIDA LEONARDO LIMA BORGES AGROBILARA COM. E PART. LTDA TROPICAL GENETICA ANTONIO ABILIO MARQUES CORDEIRO RODRIGO CESAR NEIVA BORGES PAULO CEZAR BARREIRA LEO MACHADO FERREIRA BRUNO DE SOUZA MACHADO FERREIRA FAZENDA BRASÍLIA AGROPECUÁRIA JOSE ORLANDO BORDIN RENATO DA CUNHA OLIVEIRA ELIO VIRGINIO PIMENTEL EST. LEIT.PEDRA FUNDAMENTAL LTDA MARIA TEREZA LEMOS COSTA CALIL GABRIEL D. ANDRADE E FILHOS/COND LEO MACHADO FERREIRA LUMIAR AGROPECUÁRIA LTDA FAZENDA BRASÍLIA AGROPECUÁRIA JOSE DE CASTRO RODRIGUES NETTO FAZENDA BRASÍLIA AGROPECUÁRIA MARIA TEREZA LEMOS COSTA CALIL WINSTON FREDERICO ALMEIDA DRUMOND LEO MACHADO FERREIRA AGROP. COPACABANA COM.PART.LTDA RUBEM SERGIO SANTOS DE OLIVEIR PAULO CEZAR BARREIRA BRUNO DE SOUZA MACHADO FERREIRA AGROPEC. BOM PASTOR LTDA FAZENDA BRASÍLIA AGROPECUÁRIA VIRGÍLIO VILLEFORT MARTINS ANTONIO LOPES BATISTA JOSE MARIO MIRANDA ABDO FAZENDA BRASÍLIA AGROPECUÁRIA VIRGILIO VILLEFORT MARTINS VIRGILIO VILLEFORT MARTINS MARCUS SILVEIRA DE MORAES CARLOS JACOB WALLAUER TROPICAL GENETICA ORLANDO DE OLIVEIRA VAZ FILHO JOAO VICENTE ALVES DE AVILA PERIVALDO M.DE VASCONCELOS JOSE RICARDO FIUZA HORTA PAULO CEZAR BARREIRA JOSE LUIS NEVES DE CARVALHO VOLMER CERQUEIRA DOS SANTOS CELIO TEODORO DA SILVA JOSE DE CASTRO RODRIGUES NETTO PEDRO OTONIEL DE MAGALHÃES MARCELO COSTA CENSONI/OUT. COND JOAO GUILHERME MALDINI PITANGUY RODRIGO CESAR NEIVA BORGES JOSE ARLEY LIMA COSTA JOAO VICENTE ALVES DE AVILA VOLMER CERQUEIRA DOS SANTOS JOSE MARIA DE SOUZA MB AGRICOLA E PECUARIA LTDA JOAQUIM J.C.NORONHA E OUTRO COND JOAO NAVES DE AVILA NETO ORLANDO DE OLIVEIRA VAZ FILHO DANIEL ANTONIO SILVANO JOSE LUIS NEVES DE CARVALHO MARIA TEREZA LEMOS COSTA CALIL KENYTI OKANO MURILO DE OLIVEIRA ABDO MB AGRICOLA E PECUARIA LTDA HELIO MACEDO DE QUEIROZ PERIVALDO M.DE VASCONCELOS KENYTI OKANO BRUNO ANDERSON TANNOUS PIRES JOSE MARIA DE SOUZA CELIO TEODORO DA SILVA PERIVALDO M.DE VASCONCELOS CELSO LUIS MIZIARA DINIZ PERIVALDO M.DE VASCONCELOS MARCO PAULO QUIRINO COSTA/CONDOM MARCOS CORTELETTI JOAO NAVES DE AVILA NETO VOLMER CERQUEIRA DOS SANTOS TOMAZ DE AQUINO RESENDE JOSE LUIS NEVES DE CARVALHO

Revista Gir Leiteiro 2013 ||||

67


Arquivo Gir do Lino

Hora da Genética

a vanguarda da produção sustentável Gir do Lino investe na produção a pasto e mantém novilhas que produzem mais de 18 quilos de leite por dia Por Mônica Costa

M

68

anter

um

rebanho

por um bom valor é o sonho de todo criador.

formado por vacas de alta criadas

de leite por dia”, aponta José Avilmar Lino da

a

Claro que um rebanho desta qualidade exige

Silva, médico e pecuarista que, em parceria

pasto, com baixo custo de

trabalho e disciplina, contudo, os resultados

com o pai José Ignácio e o irmão José Adelmo

manutenção, com vida produtiva e reprodutiva

são surpreendentes. “Hoje mantemos um

Lino da Silva, investiram em um audacioso

longa, que tenham crias de alto valor agregado

plantel com vacas Gir Leiteiro com lactação

projeto, chamado de Gir Leiteiro e Girolando

e que, no final, sejam vendidas para o abate

oficial superior a 4.000 quilos de leite em 365

do Lino. “Nosso objetivo foi criar um plantel

| | | | Revista Gir Leiteiro 2013

produtividade,

dias e cujas filhas produzem mais de 18 quilos


Hora da Genética de Gir Leiteiro PO e Girolando (F1) para

inseminação artificial (IA) foram utilizados

proteína no leite produzido pelas matrizes Gir

produção de leite e carne de qualidade, a baixo

apenas os produtos dos melhores touros,

e 3,4% de gordura e 3.08% de proteína no leite

custo”, destaca José Avilmar.

provados pelo PNMG da ABCGIL/Embrapa

das fêmeas Girolando, o que eleva o patamar

ou ABCZ.

de bonificação”, completa Avilmar.

Lino começaram a visitar várias fazendas

As bezerras, frutos destes cruzamentos

que criavam Gir Leiteiro. Em uma dessas

começaram a nascer em janeiro de 2010 e, após

Dupla linhagem

propriedades, os criadores adquiriram oito

o desmame foram mantidas exclusivamente a

vacas com registros, oriundas de rebanho

pasto de brachiarias, com exceção daquelas

reconhecidamente leiteiros, mas que nunca

que foram apartadas para participar de

haviam sido ordenhadas. “As vacas já eram

exposições. “As novilhas começaram a parir

adultas, com cerca de 8 anos, todas com cria

em dezembro de 2012 e atualmente, contamos

ao pé e já prenhas”, lembra o criador.

com 19 primíparas que apresentam produção

O projeto teve início em 2007, quando os

média de 18,5 quilos de leite ao dia”, festeja. Na Fazenda Lagoa Grande, assim que as

Este nível elevado de produção foi alcançado

matrizes pariram, passaram a receber o mesmo

graças ao melhoramento genético e ao manejo

tratamento dado às vacas girolando para

em pasto de qualidade, acrescido de BST

produção de leite - duas ordenhas mecânicas

a cada 14 dias. “As vacas que, por algum

ao dia e alimentadas em pastos de brachiarias

motivo, perderam a cria, são manejadas com

nas águas ou recebendo cana-de-açúcar como

ocitocina na hora das ordenhas, sempre tendo

volumoso na seca. “Optamos pelo uso da

o cuidado de usar uma seringa e agulha para

cana-de-açúcar por ser mais barato, apresentar

cada vaca”, complementa o criador.

menor custo de produção, sem custo para Atualmente o rebanho de Gir PO é composto

vender o excedente para usina de álcool, o que

por 147 fêmeas. “Análises mostram que hoje,

aumenta a nossa possibilidade de receita”, diz

com 10% das vacas em lactação, registraram

Avilmar. As vacas também recebem 1 quilo

um teor de 4,11% de gordura e 3,55% de

de ração concentrada para cada três litros de

a produção de Girolando (F1) que batizaram de “Dupla Linhagem Leiteira”. São filhas de vacas Gir com lactação acima de 4.000 quilos/ lactação e touros holandês provados. Segundo Avilmar, neste trabalho o objetivo é manter um rebanho com 200 vacas Gir Leiteiro PO e 400 fêmeas Girolando (F1). “Estamos situados em uma região com vários municípios que compõem a bacia leiteira, como Pompéu, Bom Despacho, Pará de Minas e Sete Lagoas, com uma produção leiteira muito importante, e há grande demanda por vacas girolando na região”, completa o criador. Desta forma a marca Gir do Lino contribui para a melhoria da pecuária brasileira, o que poderá ajudar a incrementar a lucratividade do produtor rural e melhorar a qualidade de vida, em todos os aspectos. Arquivo Gir do Lino

armazenar e quando sobra, ainda podemos

Desde 2010, os irmãos Lino iniciaram também

leite produzidos. O manejo garantiu lactações de 3800 a 5900 quilos de leite em mais de 305 dias. “Achamos que era economicamente viável, e então decidimos que poderíamos criar Gir Leiteiro a pasto”, lembra.

Investindo na produção sustentável Depois de comprovar a competitividade na produção de leite com a raça Gir, os Lino compraram outras quatro vacas, duas novilhas e seis bezerras, PO, de linhagem das Fazendas Brasília, Calciolandia e Dos Poções. Essas matrizes foram multiplicadas através do processo de fertilização in vitro (FIV), utilizando as novilhas girolando do próprio plantel como barriga de aluguel. “Essas vacas criam um bezerro de maior valor agregado e produzem muito leite”, continua o criador. Na 70

| | | | Revista Gir Leiteiro 2013

Da esquerda, José Adelmo Lino da Silva, José Ignácio Lino da Silva e José Avilmar Lino da Silva.


o PNMGL na Prática

umário de touros,

um aliado do produtor Por Nathã Carvalho

N

a busca por incrementar a produtividade do rebanho, os fatores ambientais são de grande expressão e importância na obtenção de qualquer resultado que visa lucratividade. Embora muitos conceitos ligados à eficiência na produção destacam o fator ambiente, como de grande importância para o valor fenotípico de um animal, sabese que o fator genético também não deixa de ser indispensável para a manifestação dos genes diretamente responsáveis pelas características qualitativas e quantitativas dos animais. Na prática, se faz o melhoramento genético com o objetivo de impulsionar ainda mais o potencial de produção dos indivíduos, através da seleção de animais superiores e assim, aumentando a frequência dos genes desejáveis na população. Logicamente, que antes de iniciar um processo de aprimoramento genético, é necessário uma avaliação criteriosa do estágio atual dos exemplares para identificar as necessidades de melhoramento. Identificadas estas deficiências, é hora de partir para um planejamento de acasalamentos que tenha como base as avaliações oriundas dos programas de melhoramento. O Programa Nacional de Melhoramento Genético do Gir Leiteiro (PNMGL) é um projeto executado pela ABCGIL e Embrapa Gado de Leite em parceria com a ABCZ. Ele envolve a participação de diversos órgãos públicos e privados, parceiros em sua atuação. O programa tem como objetivo promover o melhoramento genético do Gir Leiteiro por meio da identificação de touros geneticamente superiores para as características de produção de leite (leite, gordura, proteína, e sólidos totais) de conformação e de manejo. As avaliações genéticas para as características

72 | | | | Revista Gir Leiteiro 2013 72 | | | | Revista Gir Leiteiro 2012

de produção de leite, conformação (altura da garupa, perímetro torácico, comprimento corporal, comprimento da garupa, largura entre ísquios e entre ílios, ângulo da garupa, ângulo dos cascos, posição das pernas vista lateralmente, posição das pernas vista por trás, ligamento de úbere anterior, largura de úbere posterior, profundidade do úbere, comprimento e diâmetro de tetas) e manejo (facilidade de ordenha e temperamento) são realizadas usando-se os procedimentos do modelo animal. O modelo animal, aliado a uma adequada metodologia de estimação e de predição, representa o que há de mais moderno para se calcular as capacidades previstas de transmissão (PTA’s sigla do termo em inglês Predicted Transmitting Ability). As PTA´s são os índices expostos pelos tão citados “sumários de touros” ou “sumários de avaliação genética”, ferramentas importantes para o produtor de leite aprimorar o seu plantel. Entretanto, essa ferramenta não representa o valor absoluto de produção de um touro e deve ser usada como forma de comparação entre reprodutores dentro do mesmo sumário. A comparação entre sumários não é indicada porque a metodologia utilizada é própria de cada programa. Através dos sumários, o criador e todos aqueles envolvidos no processo de seleção de determinado grupo de animais, dispõe de informações confiáveis e criteriosas, que auxiliam na seleção, em especial nos acasalamentos, gerando dessa forma um maior grau de assertividade e progresso em termos de melhoramento genético. A partir das informações das progênies (dos touros avaliados) e de suas companheiras de rebanho, foram realizadas as avaliações genéticas, considerando também as informações de pedigree. Segundo o Sumário de 2013 do

PNMGL, até o momento foram incluídos no teste de progênie, 451 touros, distribuídos em 27 grupos anuais. Foram controladas as produções de 11.352 progênies, de 311 touros, distribuídos em diversos grupos, e de 18.771 companheiras de rebanho, acumulando-se um total de 30.123 lactações, o que demonstra a amplitude do programa, conferindo ainda mais segurança quanto aos índices. As informações sobre as características de conformação e manejo contidas nos sumários de touros podem ajudar o criador a produzir um rebanho mais eficiente, produtivo e economicamente viável para seleção dos melhores reprodutores. Por isso que é indispensável que o produtor ou o profissional identifique as características a serem prioritariamente aprimoradas, estabelecendo assim, uma meta genética para cada uma dessas características e assim, através dos sumários, selecionar um melhor grupo de touros para os acasalamentos, planejando-os de forma corretiva ou complementar para cada vaca. Investir e apostar em melhoramento genético é um caminho certeiro para quem está focado em atingir o ápice de desempenho do rebanho, o que irá resultar no aprimoramento da eficiência produtiva e consequentemente no incremento da rentabilidade, justificando todo o investimento aplicado no uso da metodologia cientifica. Ela é uma importante parceira para impulsionar o progresso zootécnico, tanto do rebanho do produtor quanto da raça como um todo, e o melhor: Agrega ainda mais valor no que for produzido. O sumário de 2013 do PNMGL está disponível junto a sede da Associação Brasileira dos Criadores de Gir Leiteiro – ABCGIL e pode ser acessado também pelo site www.girleiteiro.org.br.


mundo leite você.

PUBLIQUE

Existe um de serviços do para

mundo se chama MilkService. Este

A

Estrutura

MilkService presta serviços em lactação (com manejo em três ordenhas a análise do leite para Gor/prot/lact/ST/ESD/ CCS e NU), Central de Doadoras, Hospedagem e preparo de vacas para torneio leiteiro.

• 14 piquetes rotacionados. • 12 baias amplas. • Galpão para equipamentos e ração. • Alojamento para tratadores. • Curral de manejo com brete de contenção e embarcadouro. • Redondel para mostras de animais. • Acompanhamento veterinário diário.

Experiência A MilkService já nasceu contabilizando 20 anos de experiência do seu fundador, o médico veterinário Bento José Ribeiro, em pecuária leiteira.

End.: BR 050 | KM 162 | Sentido Uberaba/Uberlândia | Zona rural a 15 km do Parque Fernando Costa. Tel.: (34) 9960.4649 / (34) 9161.0534 | bentovt@yahoo.com.br

Um mundo de serviços do leite.


Hora da Saúde

Higiene na ordenha é fundamental para assegurar a qualidade do produto.

Zzn Peres

importância da qualidade do leite: do produtor ao consumidor Atualmente, questões como “qualidade e segurança” dos produtos alimentícios tem recebido maior atenção por parte das autoridades, indústria, produtores e consumidores. Por Luiz Carlos Roma Júnior, Márcia Saladini Vieira Salles e Anibal Eugênio Vercesi Filho Pesquisadores APTA Centro Leste

A

74

| | | | Revista Gir Leiteiro 2013

necessidade da implementação

e pesquisa, que suscitou uma série de discussões

de medidas para melhorar a qua-

entre as entidades representativas da indústria

lidade do leite no país motivou a

e produtores, conduzindo a uma proposta am-

elaboração do Programa Nacional

plamente debatida e com o apoio dos diferen-

de Melhoria da Qualidade do Leite (PNMQL),

tes elos da cadeia produtiva láctea. A proposta

iniciativa do Ministério da Agricultura, Pecuária

mais objetiva até o momento foi a publicação

e Abastecimento com apoio de órgãos de ensino

da Instrução Normativa (IN51/2002) revogada


pela Instrução Normativa (IN 62/2011), na qual se

de como o aumento do teor de sólidos interfere na

os componentes, é a que se apresenta em maior

definiram regulamentos técnicos para a produção,

produção de derivados lácteos. Observa-se, por

proporção no leite. É, no entanto, a mais facilmen-

identidade e qualidade dos diversos tipos de leite,

exemplo, que um aumento de 0,5 pontos percen-

te degradável. Este componente tem grande influ-

bem como as condições para sua refrigeração na

tuais (p.p) de proteína no leite acarreta um aumen-

ência no rendimento industrial de produtos como,

propriedade rural e transporte a granel até a in-

to de 16% no rendimento de queijos ou então o

por exemplo, o leite em pó. Ela não tem influência

dústria. A mudança da legislação de qualidade do

aumento de 0,5 p.p de gordura no leite garantem

sobre o rendimento de queijos visto que é elimi-

leite levou a uma série de mudanças de normas da

aumento de 14% no rendimento de manteiga.

nada juntamente com o soro no processo de fabricação do derivado. É, no entanto, importante na

produção de leite no Brasil, estabelecendo padrões mínimos de qualidade de forma legal, sendo obri-

Dentre os elementos dos sólidos, a proteína é a

fabricação de iogurtes por ser matéria prima para

gatórios para o produtor de leite.

mais importante do ponto de vista econômico,

bactérias produtoras de ácido lático, responsáveis

principalmente quando o leite é direcionado para

pela produção deste alimento.

Além da IN 62, as indústrias procuram também

produção de queijos. A proteína não deveria ser

padrões mínimos de qualidade da matéria prima

somente avaliada quanto à sua quantidade, mas,

O produtor de leite deve se manter atento porque

para conseguir se manter à frente da concorrência.

também, quanto à sua qualidade. A qualidade da

o teor de sólidos do leite é determinado por vá-

A qualidade do leite cru (matéria prima) afeta dire-

proteína do leite determina sua estabilidade frente

rios fatores, dentre os quais podemos citar a raça,

tamente o rendimento e a qualidade dos seus deri-

à alta temperatura. Um leite de baixa estabilidade

a alimentação, o ambiente, a saúde e o manejo dos

vados, sendo, portanto, importante para o mercado

térmica causa problemas nas linhas de processa-

animais.

interno e/ou até mesmo para o externo.

mento, com consequente prejuízo para as indúsQuanto ao fator genético, existem raças relaciona-

trias.

das com maior qualidade do leite (maior volume

Um dos fatores que afetam a qualidade do leite é a sua composição, pois o mesmo é uma combinação

A gordura do leite é o componente que mais va-

de sólidos no leite) e outras que produzem maior

de diversos elementos sólidos dissolvidos ou em

ria em função dos fatores genéticos, fisiológicos

quantidade de leite.

suspensão na água. Estes elementos sólidos repre-

e ambientais. Por isso, os primeiros programas de

sentam aproximadamente 12 a 13% do leite. Den-

pagamento por qualidade utilizavam esta variável

Na Tabela 2 são apresentados os valores médios

tro deste grupo de sólidos pode-se citar a gordura,

como um dos principais fatores no sistema de va-

das porcentagens e produções de gordura, proteína

a proteína, a lactose, os sais minerais e as vitami-

lorização do leite. Apesar da procura por derivados

e sólidos totais do leite de diferentes raças.

nas. Todos estes elementos conferem ao leite sua

com baixo teor de gordura pelos consumidores, a

estrutura, sua propriedade funcional e, também,

indústria ainda valoriza bastante a gordura porque

Aproximadamente 70% da produção leiteira na-

sua aptidão ao processamento.

ela é determinante de produtos com características

cional, vêm de sistemas de produção que exploram

organolépticas melhores. Queijos e manteigas são

animais de dupla aptidão, baseados em pastagens

Para a indústria, o teor de sólidos do leite é mui-

bons exemplos da importância do elevado teor de

e com a utilização de animais mestiças. O rebanho

to importante. Em função disso a remuneração

gordura para manter rendimento e principalmente

mestiço brasileiro é composto por aproximada-

da matéria prima recebida pela indústria é feita,

a textura do produto final.

mente 16 milhões de vacas, constituídos por animais resultantes dos cruzamentos alternados entre

muitas vezes, em função do teor de sólidos. Na tabela 1 são apresentados alguns exemplos práticos

Outro componente do leite é a lactose. Ela, dentre

raças taurinas, principalmente a Holandesa, e ze-

Tabela 1. Aumento no rendimento industrial de alguns produtos lácteos de acordo com elevação dos sólidos do leite. Produto

Componente alterado

Queijo Manteiga Leite em pó Iogurte Leite condensado

Proteína Gordura Lactose Extrato Seco Desengordurado Sólidos Totais

Variação do teor* +0,5 +0,5 +0,5 +0,5 +0,5

Rendimento (%) 16 14 11 6 4

* Aumento em pontos percentuais do teor do componente / Fonte: adaptado de CFIS, Canadá (2006).

Revista Gir Leiteiro 2013 ||||

75


Hora da Saúde buínas, em especial, a raça Gir Leiteiro. O cruza-

a ingestão de matéria seca e aumenta a seleção de

qualidade são os causados pela nutrição e sani-

mento entre estas duas raças tem sido preconizado

alimentos, reduzindo a ingestão de forragens e fi-

dade. E estes fatores são controlados com faci-

há anos e representa uma ferramenta importante

bras, com consequentemente restrição dos sólidos

lidade pelos produtores rurais. O programa de

para aumentar a eficiência produtiva, reprodutiva

do leite.

pagamento por qualidade do leite já está sendo realizado por algumas empresas processadoras

e adaptativa dos animais em demonstrar todo potencial em condições de clima tropical.

Mesmo o rebanho que dispõe de nutrição, gené-

no Brasil, mas infelizmente ainda não é maioria.

tica e ambiente adequados, é suscetível à queda

Os programas de pagamento por qualidade clas-

Dentre todos os fatores que afetam a composição

no teor de sólidos devido à problemas de sanida-

sificam o leite principalmente pelos seguintes

do leite, a nutrição e as práticas de alimentação são

de. As doenças infecciosas dos animais podem

componentes: gordura, proteína, contagem de

os que mais alteram os teores de gordura e proteína

comprometer o rendimento do laticínio. Dentre

células somáticas e contagem bacteriana total.

do leite. A alteração no teor de gordura, a partir

as doenças, o destaque é para a mastite. Ela pode

Com esta classificação, o produtor pode ser bo-

de mudanças na dieta dos animais, pode ser ob-

ser identificada a partir da contagem de células

nificado ou penalizado de acordo com qualidade

servada rapidamente (cerca de 7 a 21 dias após).

somáticas no leite que são as células de defesa

do leite vendido. Esta bonificação/penalização

Já, no caso do teor de proteína, a alteração só pode

do organismo. Se há a detecção de bactérias cau-

pode ser fundamental na lucratividade ou não da

ser observada após 3 ou 6 semanas. Os fatores

sadoras de mastite, as células somáticas migram

atividade. Outros países já possuem experiência

que afetam o teor de gordura são a quantidade e a

para a região infectada com a missão de destruir

com os programas de pagamento por qualida-

qualidade de volumoso na dieta, a degradabilidade

o agente invasor. Um leite proveniente de um

de, como exemplo Nova Zelândia, Austrália e

do amido, o uso de tamponantes, a quantidade de

animal com mais de 280 mil células por ml pos-

Argentina. Estes são os países concorrentes do

energia da dieta e a suplementação com gordura.

sui mais de 90% de chance de estar infectado.

Brasil no mercado mundial de lácteos. Para que

No caso da proteína, os fatores são a quantidade de

Quando a contagem de células somáticas do lei-

o Brasil passe a ter uma pecuária leiteira forte,

energia, o tipo e a qualidade da forragem, a fonte e

te de tanques é superior a 200 mil por ml, já se

haverá necessidade de uma política dirigida para

o teor de proteína e as suplementações com amido,

observa efeitos indesejáveis sobre a qualidade

a produção de leite de melhor qualidade em só-

gordura e aminoácidos.

dos derivados. As alterações observadas em um

lidos. Além da preocupação com qualidade em

leite contaminado são quanto à redução no teor

termos de composição e sanidade, deve-se ter

Além da genética e da alimentação, as condições

de sólidos, redução no teor de caseína, o aumen-

em o foco que o leite possui nutrientes impor-

climáticas também influenciam na qualidade do

to de proteínas plasmáticas, o aumento no teor

tantes para a alimentação e saúde humana.

leite. Os teores de sólidos no leite são maiores nas

de ácidos graxos livres além de maior oxidação

épocas de outono e inverno e menores nas épocas

dos mesmos, o aumento no teor de sódio e a re-

Melhorar a qualidade do leite produzido irá

de primavera e verão. Esta variação pode ser re-

dução no teor de potássio. Todas estas alterações

beneficiar do produtor ao consumidor final. O

lacionada com alterações nos tipos de alimentos

são irreversíveis e reduzem não somente a qua-

produtor rural será mais bem remunerado, a in-

disponíveis e com as condições climáticas. As pas-

lidade da matéria prima, mas também o volume

dústria processadora aumentará o rendimento

tagens jovens e tenras, encontradas principalmen-

de leite produzido pelos animais.

do leite processado e colocará no mercado um produto de melhor qualidade. E, para os consu-

te no início da primavera, possuem baixo teor de fibra, o que diminui o teor de gordura do leite. O

Os principais fatores que alteram a concentra-

midores, haverá a possibilidade de se consumir

clima quente e com alta umidade do verão diminui

ção de sólidos do leite e consequentemente a sua

um leite ou um produto lácteo mais nutritivo.

Tabela 2. Composição do leite de vacas de diferentes raças bovinas no Brasil.

Holandesa Jersey Pardo Suíço Gir Leiteiro

Proteína %

Gordura %

3,11 3,68 3,37 3,21

3,23 4,49 3,65 3,97

Fonte: *RIBAS, 1998; ** ABCGIL - Associação Brasileira dos Criadores de Gir Leiteiro (2013). 76

| | | | Revista Gir Leiteiro 2013

Lactações Analisadas n 18.499* 4.812* 2.512* 2.178**

Literatura Consultada CFIS - Canadian Food Inspection System (http:// www.cfis.agr.ca/english/indexe.shtml), 2006 RIBAS, N.P. Programa de análise de rebanhos leiteiros. Anais do 1° Simpósio Internacional sobre Qualidade do Leite. Curitiba, 1998, p.58-67


Galeria Galeria DEFOTOS FOTOS DE EXPOSIÇÕES

Tatiane Tetzner e Paulo Roberto Andrade Cunha Iraídes Souza, José Mário Miranda Abdo e Murilo Abdo

Rodrigo Bragança, Dílson Cordeiro e Maria do Carmo Cordeiro Carlos Matheus e Geraldo Marques

Gustavo Oliveira e José Coelho Victor

Susana Figueira, Henrique Figueira e Kinkão Família Machado e José Afonso Bicalho

André Rabelo e Dílson Cordeiro

Ranielly Maciel e Virgílio Villefort

José Afonso Bicalho e José Roberto Roland de Oliveira Família Machado e José de Castro

Equipe, Diretoria e Conselheiros da ABCGIL

78

| | | | Revista Gir Leiteiro 2013

Paulo Roberto Andrade Cunha à direita

Paulo Andrade Cunha, José Mário Abdo e Murilo Abdo


Hora do Manejo

bem-estar dos animais e a segurança das pessoas

O manejo racional de bovinos está fortemente ligado à segurança de quem está lidando com esses animais.

U

m dos pilares que sustenta o manejo visando o bem estar dos animais é a manutenção de um ambiente que minimize ou elimine o medo que os animais têm das pessoas e dos locais onde são manejados. A maioria dos acidentes ocorre quando o animal está tentando fugir, se livrar da contenção ou ainda quando se sente ameaçado. Nestas situações ele pode agredir o manejador porque acredita que este seja um predador. Mas o manejador é um cuidador de animais e não um predador. O que deve ser feito? Como podemos fazer para que o animal mude de atitude e deixe de ver no o peão o predador? Como é a ação do predador? O predador chega lentamente, de espreita e olha nos olhos do animal, encarando a presa. Quando o bando corre, o predador corre atrás. Será que temos atitudes semelhantes quando vamos ao pasto, montados a cavalo? Nós olhamos os bovinos nos olhos? Nós corremos atrás do bando que foge, tentando escapar? Nós gritamos para comunicarmos entre nós o que assusta os animais?

80

| | | | Revista Gir Leiteiro 2013

Como é a ação do cuidador? O cuidador traz a comida, oferece um local seguro, não encara o bovino. Não corre e não ameaça. O cuidador não grita, não faz sons agudos. Quando emite sons que atraem os animais, estes são calmos e repetitivos. O cuidador está sempre presente para que os animais possam reconhecê-lo e se sintam confortáveis com sua presença. A partir do reconhecimento das nossas ações, como predador ou como cuidador, pode-se mudar a nossa atitude com o rebanho e tornar os bovinos mais calmos, mais bem educados e muito mais fáceis de ser manejado, o que aumenta a segurança das pessoas. Quando chega um lote novo de gado, numa fazenda, seja a pé ou por caminhão, a chegada deve ser calma, sem correria. Todo gado se assusta com o ambiente novo e com pessoas desconhecidas. O peão, assumindo o papel de cuidador, deve andar a cavalo no meio do gado, ainda enquanto estão no curral. Ele deve caminhar lentamente, na mesma direção que o gado está se movimentando, andando calmamente em paralelo aos animais. Em algum momento e em lugar seguro (no curral ao lado) o peão deve des-

cer do cavalo e caminhar a pé, lentamente para um lado e outro. O bovino pensa que o peão a cavalo é um ser diferente daquele homem em pé, no chão. Com essas ações, o bovino recém-chegado tem a oportunidade de conhecer o novo cuidador, sem susto e sem medo. Uma grande estudiosa do comportamento de bovinos, a Dra. Temple Grandin, tem vários livros e um deles foi traduzido e está disponível para download gratuito no site www. manejodegado.com . Manejo Humanizado de Gado traz informações sobre lida com animais, assim como várias plantas baixas dos currais para manejo com baixo estresse e ensina como melhorar o seu curral ou construir um curral novo para atender as necessidades específicas de cada fazenda.

Maria Lucia Pereira Lima Pesquisadora da APTA marialucia@apta.sp.gov.br


Publique


E special

ecordistas mostram o potencial da raça Publique Banco de Imagens

A cada ano novos recordes são quebrados nos torneios leiteiros e os tetos de produção já superam a barreira dos 60 quilos de leite

82

| | | | Revista Gir Leiteiro 2013

A

pressão de seleção aplicada ao melhoramento genético do Gir Leiteiro vem possibilitando avanços zootécnicos positivos para a raça. Esta melhoria constante pode ser observada nas exposições agropecuárias nos concursos leiteiros realizados por gir leiteristas em todo o Brasil, vitrines consolidadas do progresso genético que vem sendo alcançado gradativamente nas propriedades. Recordes de produção são constantemente quebrados em

diversas exposições nacionais. Paralelo a isto, o controle leiteiro tem se consolidando não só como uma ferramenta de se-


leção mas também como uma forma de identificação de fêmeas de produção destacada. Nos concursos leiteiros, onde os animais são ge-

Maiores produções em Concurso Leiteiro

ralmente submetidos a dez ordenhas em três dias (considerando a esgota), os exemplares recebem uma dieta diferenciada para que possam ter condições de expressar seu potencial genético individual e consequentemente, mostrar a evolução da raça como um todo. Isto pode ser exemplificado ao analisarmos as grandes campeãs da competição nas edições da Expozebu em Uberaba, MG, a partir das médias diárias produzidas. Por exemplo, em 1995, “Gaivota de Bras” venceu o torneio em Uberaba com a média de 30.183kg em seis ordenhas em três dias. Em 2000, a produção média de 40,457kg/dia fez de “Fabrica da Cal” a grande campeã do concurso. Vale destacar, que em 2000,

Categoria Vaca Adulta Palas TE do Gavião

64,283 kg

doze matrizes tiveram produção acima da média da grande campeã de 1995. Em 2006, a matriz “Azaléia TE de Kubera”, da Fazenda Terras de Kubera, foi a grande campeã com uma produção de 43,95kg de leite. “Surpresa de Brasília” foi a grande campeã de 2007 com média de 47,29kg. Já em 2011, a vaca “Quimbanda Cal” venceu o concurso leiteiro da Expozebu ao alcançar a média de 49,68kg. A barreira dos 50kg em Uberaba foi ultrapassada por “Shera JMMA”, em 2012, quando produziu no concurso leiteiro a quantia de 53,49kg. Estes resultados, só demonstram a evolução deste potencial produtivo do Gir Leiteiro. A matriz “Palas TE do Gavião” (C.A Everest x

Categoria Vaca Jovem Bandeira CTA

56,567 kg

Umidade TE do Gavião) detém o atual recorde mundial de produção individual em concurso leiteiro, obtido na Exposição Agropecuária de Uberlândia/MG, a Camaru 2013, realizada em setembro deste ano. No evento, a matriz foi exposta por Gabriel Villa Verde, de Brasília, DF. O recorde anterior era da própria Palas, porém em Sete Lagoas, com produção média de 62.333kg. Vale destacar, que das atuais recordistas, quatro matrizes possuem produção superior a 60 kg/dia. Em controle leiteiro oficial, destaque para “Setiba de Brasília” (Modelo de Brasília x Narda TE de Brasília), atual recordista de produção em 365 dias. São 18.206kg produzidos pela fêmea oriunda da seleção

Categoria Fêmea Jovem Zonara FIV JMMA

48,853 kg

da Fazenda Brasília Agropecuária LTDA de São Pedro dos Ferros/MG.

Revista Gir Leiteiro 2013 ||||

83


Novos Sócios

Novos criadores associam-se à ABCGIL

Unir-se a uma entidade com reconhecido trabalho pelo

número não para de crescer, pois os pecuaristas sabem que

aprimoramento da raça é uma estratégia que atrai cada vez

juntos é possível realizar mais pelo Gir Leiteiro.

mais novos sócios para a Associação Brasileira de Criadores

Abaixo, os mais recentes associados contam o que os moti-

de Gir Leiteiro (ABCGIL). Já são quase 400 criadores e este

vou a integrar essa plataforma. Sejam todos bem-vindos!

História de família “Minha família cria Gir Leiteiro há mais de 50 anos. Meu avô e meu pai foram criadores tradicionais e eu também tomei gosto pela raça”, afirma Adevaldes Pereira Jr., da Fazenda Canastra, no interior de São Paulo, onde mantém um rebanho com mais de 50 animais Gir Leiteiro e outros 36 embriões. O criador associou-se à ABCGIL em julho de 2013, porque quer ampliar a participação de seus melhores animais nas exposições ranqueadas e assim divulgar melhor seu criatório. “Vi o trabalho da ABCGIL em Uberaba, MG, e na exposição de Jataí, GO, e percebi que a entidade tem potencial para organizar eventos de grandes resultados para a raça”. Raízes no Gir Leiteiro

O saudoso José Francisco Junqueira Reis e seu sobrinho Alberto Portugal Junqueira Cleto.

84

| | | | Revista Gir Leiteiro 2013

Como forma de homenagear a memória do sócio José Francisco Junqueira Reis, Mérito Pecuário Nacional ABCZ 2012, que faleceu em dezembro de 2012, o criador e sobrinho Alberto Portugal Junqueira Cleto, assumiu a responsabilidade de conduzir a criação do condomínio Gir Leiteiro Santo Humberto renovou a “carteirinha de sócio” em junho de 2013. “Participo das reuniões da ABCGIL desde sua fundação, quando havia apenas 17 sócios”, lembra. Para o criador, manter-se integrado a uma entidade como a ABGCIL é fundamental para a valorização da raça. “Os testes de progênie, por exemplo, garantem a procedência dos nossos touros, o que aumenta a credibilidade”, continua. Atualmente Junqueira Cleto, que cria Gir Leiteiro desde 1954, mantém 298 animais na Fazenda Santa Fausta, em Lins, SP. “A raça tem grande capacidade de produzir leite com rusticidade, é resistente à doenças e pode ser criada totalmente a pasto, o que reduz muito o custo da criação”, completa. Com o pé direito “Comecei a criar Gir Leiteiro há pouco tempo e como quero fazer tudo certinho acho importante contar com o apoio de uma instituição como a ABCGIL”, afirma Cleiton Gonzaga Cas-

tilho, que se associou em abril deste ano. “A cada dia uma surpresa, estou muito entusiasmado com a raça”, continua. Segundo o criador, a idoneidade da instituição foi que mais lhe chamou a atenção. “O meu primeiro animal comprei do Henrique Figueira, criadores como ele me incentivaram a entrar para a raça”, continua Castilho, dono da Fazenda do Pilar, em Conceição das Alagoas, no interior de Minas Gerais, mas que mantém os 15 animais adquiridos em baias em Uberaba, MG. “Acredito no potencial do Gir Leiteiro para o Brasil porque produz muito, mesmo em condições adversas”, completa. Amigos no Gir “Quem me levou para o Gir Leiteiro foi o Eduardo Falcão, da Estância Silvânia em São Paulo”, diz Evaldo Gonçalves de Faria, que há três anos mantém um rebanho com 50 animais

Evaldo Gonçalves de Faria, titular da Fazenda Bonito de Cima.


na Fazenda Bonito de Cima, em Coromandel, MG. O criador afirma que tem muitos amigos que já são sócios da ABCGIL e que a decisão de se associar, em junho de 2013, foi consequência dos bons resultados alcançados por esses criadores. “Sempre gostei da raça, porque são animais mansos e muito rústicos, além disso, sei que como sócio terei vantagens como a visita de técnicos na propriedade, o que pode diminuir os meus custos”, finaliza.

Amor pela raça “Tenho amor pela raça, gosto da beleza do Gir Leiteiro e do custo baixo de criação e eficiência alimentar destes aniMaxwell Claudino de Souza, criador mais”, afirhá 35 anos. ma Maxwell Claudino de Souza que é criador há 35 anos e tem 75 cabeças na Fazenda Boas Novas, em Bela Vista de Goiás, GO. “Sou muito amigo do Sílvio Queiroz e estando na ABCGIL poderei incluir meus animais em exposições e submetê-los a avaliações de controle leiteiro”.

de seus animais. “Agora posso concorrer aos prêmios nacionais e o nosso projeto é inscrever novos animais nas exposições ranqueadas pela associação em 2013/21014”, aponta. “O gir leiteiro pela própria evolução da raça tem se destacado cada vez mais e por isso temos que acompanhar as tendências”, completa. Puro charme Rogério Corrêa, do Condomínio Gir 2R Jataí.

“Começamos a criar Gir Leiteiro há quatro anos e desde o começo já queríamos nos associar à ABCGIL”, diz Roberto Assis Peres que forma, em parceria com Rogério Corrêa, o condomínio Gir 2R Jataí, no município de mesmo nome em Goiás. Os criadores têm um rebanho com 30 animais na Estância Berrante e são sócios da ABCGIL desde junho deste ano. “Participamos de exposições e já fomos ranqueados pelo segundo ano, consecutivo, por isso, participar da ABCGIL é fundamental”. Seguindo a tendência

Ramilton Javiktson da Silva Roza, da Estância Prisma.

“Tenho muitos amigos criadores, sempre quis me associar e agora surgiu a oportunidade”, festeja Ramilton Javiktson da Silva Roza, da Estância Prisma, em Edealina, GO, onde cria Gir Leiteiro há 12 anos.“A ABCGIL é uma das associações de raça mais importantes do Brasil”, continua. Silva Roza esclarece que, além da aptidão para o leite a raça também é eficiente no cruzamento com Holandês para formação do Girolando. “São animais puros, o que lhes dá muito mais charme”, conclui.

Maior exposição André Sarmento Netto, do Rancho Nossa Senhora Aparecida.

Roberto Assis Peres, do Condomínio Gir 2R Jataí.

“Eu já era sócio do núcleo Gir na Bahia. Em 2012 ganhei o prêmio como 2º. Expositor no ranking baiano e em 2º.lugar como a melhor vaca do núcleo”, diz André Sarmento Netto, do Rancho Nossa Senhora Aparecida, em Inhambupe, BA, onde mantem um rebanho com 60 cabeças de gir leiteiro e 50 de girolando. Netto é criador de Gir Leiteiro há três anos e como sócio da ABCGIL pode ampliar a exposição

Raça apaixonante “Conheço muitas pessoas da ABCGIL e agora, como sócio poderei acompanhar mais de perto as conquistas da raça, além de poder trocar experiência com outros criadores”, aponta Edmardo Naves Pereira que vem de uma família de gir leiteristas. “Meu pai e meu avô também criavam Gir Leiteiro. É uma raça apaixonante, um dos nossos objetivos é trabalhar com cruzamento para preservar a raça”, completa.

Revista Gir Leiteiro 2013 ||||

85


Núcleos

As regionais do Gir Leiteiro AMCGIL

AMCGIL - MG - Aumenta participação nas exposições ranqueadas

José Afonso Bicalho, presidente da ABCGIL posa ao lado da Grande Campeã da exposição.

A Associação Mineira dos Criadores de Gir Leiteiro (AMCGIL), com sede em Belo Horizonte, organizou, entre abril e agosto a promoção de sete das 16 exposições ranqueadas de gir leiteiro no Estado. A AMCGIL esteve presente nas exposições de Pará de Minas, Curvelo, Belo Horizonte, Governador Valadares, Pompéu, Itabira e Sete Lagoas, que juntas representaram a participação de mais de

mil animais. “Neste período já são duas exposições a mais que no mesmo período do ano passado, e já temos convites para promover o Gir Leiteiro em outras cidades mineiras”, aponta Luciano Ferraz, presidente da AMCGIL. Segundo Ferraz, todos os criadores são associados da AMCGIL e a ampliação das exposições é positiva para mostrar a qualidade excepcional das matrizes na produção leiteira. “Além disso, todas as exposições ranqueadas contam pontos para os criadores“, lembra. Em Pompéu, município a 180 km de Belo Horizonte, a AMCGIL realizou a primeira exposição de Gir Leiteiro na Superleite, Feira promovida desde 1996 na cidade. O jurado oficial foi Fábio Miziara, que escolheu como grande campeão o touro Capitólio FIV da CAV (CA Everest X

Sirena TE – 4.413 kg), do criador Márcio Diniz Cruz. A Grande Campeã foi Anusha FiV Hra (CA Sansão X Ruba TE – 4.192 kg), do criador Humberto Rocha Araújo, da Estância Laura. Anusha também conquistou este título em Belo Horizonte, durante a Superagro. No torneio leiteiro, com a produção média diária de 39,185 kg, a Grande Campeã foi Atlanta Cocho D`Água (Sansão X Manhosa TE dos Poções – 6.599 quilos de leite), do criador José Coelho Vitor. A campeã Fêmea Jovem foi Edina FiV do EGB (Jaguar TE do Gavião X Fundação – 8,519 kg), do criador Ermelindo da Rocha Faria. E a campeã vaca Jovem foi Tainá, que produziu a média diária de 21,223 kg de leite. O melhor expositor da grande campeã do torneio ganhou uma moto zero km. Os proprietários das campeãs das outras categorias receberam como prêmio, cada um, um cheque no valor de R$ 1.000,00, oferecido pelo Sindicato Rural de Pompéu (MG).

86

A Associação Paulista de Criadores de

Interlactea. “A Gir Leiteiro, que é uma raça

Gir Leiteiro (APCGIL) em conjunto com

de expressão na pecuária leiteira nacional,

a Associação Brasileira dos Criadores de

não poderia ficar de fora”, diz Carlão da

Gir Leiteiro (ABCGIL) promovem a VI

Publique, presidente da APCGIL.

Exposição Internacional do Gir Leiteiro

Durante a Interlactea, o núcleo paulista

durante a Interlactea 2013, a Exposição

promoverá o jantar “Noite de Gala

Internacional do Agronegócio do Leite

APCGIL”, na ocasião será realizada a

em Avaré, SP, entre os dias 11 e 16 de

entrega de prêmios aos ganhadores do

novembro.

ranking paulista 2012/ 2013. O evento está

Todas as raças leiteiras estarão presentes na

previsto para o dia 15 de novembro.

| | | | Revista Gir Leiteiro 2013

Publique Banco de Imagens

APCGIL - SP - Parceria pela Interlactea

Carlão da Publique, presidente da APCGIL, José Afonso Bicalho, presidente da ABCGIL, com Ana Navarro e André Rabelo.


Publique


Publique


Núcleos Gir Bahia

Gir Bahia - Leva melhores exemplares para exposição A promoção da 5a. Exposição Regional do Gir Leiteiro pelo Núcleo de Criadores de Gir Leiteiro da Bahia (Gir Bahia) reuniu cerca de 110 José Geraldo Vaz Almeida foi o grande campeão animais. A exdo torneio leiteiro, com o maior número de pontos posição aconcomo expositor. teceu durante a Exporural, no Parque de Exposições de Salvador, BA entre os dias 10 e 18 de agosto. “Devemos salientar que os criadores fizeram um grande esforço para participar da exposição, já que a pecuária leiteira do Estado vem sofrendo com a seca por dois anos consecutivos” afirmou Edvaldo Brito Filho, presidente do Gir Bahia. Ainda assim os principais criadores do estado prestigiaram o evento para mostrar o potencial da raça. O próximo evento de peso da associação está previsto para o final de novembro quando será realizada a Fenagro, o maior evento da raça na Bahia com a expectativa de reunir um número recorde de participantes.

*** Resultado do Torneio Leiteiro *** Grande Campeã Fêmea Faísca Fiv JGVA - Proprietário - José Geraldo Vaz Almeida

Reservada Grande Campeã Jimbuia Fiv F. Mutum - Proprietário - Léo Machado Ferreira

Grande Campeão Macho Destaque Fiv da JGVA - Proprietário - José Geraldo Vaz Almeida

Reservado Grande Campeão Aliado Fiv Morena - Proprietário - Morena Agropecuária Ltda.

Campeonato Bezerra Helena Fiv JGVA - Proprietário - José Geraldo Vaz Almeida

Reservada Campeã Profana I FIV Ouro Bahia - Proprietário - Wilson Marques da Silva

ACRIGIL

ACRIGIL - MS - Gir Leiteiro presente no principal evento de Campo Grande

Grande Campeã da exposição ladeada pelo expositor Carlos Jacob Wallauer e esposa, além do presidente da Gir MS Denílson Souza (de xadrez) e patrocinadores.

A raça Gir Leiteiro marcou presença na 75ª Feira Agropecuária de Campo Grande, (Expogrande), realizada no Parque de Exposições Laucídio Coelho na capital sul-mato-grossense entre os

dias 11 e 21 de abril. A 4º Exposição Estadual do Gir Leiteiro foi promovida pela Associação de Criadores de Gir Leiteiro de Mato Grosso do Sul (Gir Leiteiro MS) e contou com a exposição de (quantos) animais no torneio leiteiro e no julgamento ranqueados pela ABCGIL.

90

| | | | Revista Gir Leiteiro 2013

Este ano dez expositores participaram da feira para demonstrar a força da raça no Estado e o pecuarista Carlos Jacob Wallauer foi premiado como o Melhor Criador e Expositor da raça Gir Leiteiro.

*** Torneio Leiteiro *** Grande Campeã Fêmea Flama da Parahy - Proprietário José Arley Lima Costa

Reservada Grande Campeã

Legitima FIV – Proprietário Carlos Jacob Wallauer

Grande Campeonato - Machos

Darin Fiv Cal – Proprietário - Gabriel Donato De Andrade

Campeonato Bezerra

Ofélia FIV - Proprietário Carlos Jacob Wallauer

Reservada Campeã

Himalaia da Natureza - Proprietário - José H. Fugazzola Barros


O sucesso do Brasil é seu também. Da nossa terra nasce a força do gado, A consciência sustentável, A vida das lavouras e das famílias. E o canal entre o agronegócio e você se chama Terraviva. Acesse: www.tvterraviva.com.br

Baixe o aplicativo na App Store e assista o Terraviva no ipad e iphone. Parabólica: canal 29 SKY: canal 158 Claro TV: canal 113

Conteúdo rico e diversificado do tamanho do Brasil.


Núcleos ACGIL - MT - No Mato Grosso, núcleo de criadores já nasce grande Campeãs do Torneio Leiteiro

GIR MT

AAssociação dos Criadores de Gir Leiteiro do Mato Grosso (ACGIL) que passou a integrar a plataforma de núcleos de Gir Leiteiro associadas à ABCGIL em julho, promoveu a realização da 1ª. Exposição Estadual de Gir Leiteiro entre os dias 4 a 14 de julho no Parque de Exposições Agropecuárias Senador Jonas Pinheiro, em Cuiabá. Foram 105 animais, de 12 expositores, sendo 10 machos e 95 fêmeas. “A exposição foi um sucesso, já começamos com um número excepcional de participantes, considerando que foi a primeira atividade realizada pelo núcleo.” festeja o criador Getúlio Vilela, do grupo 5 Estrelas, eleito o primeiro presidente da associação com mandato até 2016. “Isso mostra o grande interesse pelo Gir Leiteiro no Estado” continua. A associação já conta com 30 membros que juntos respondem por cerca de mil cabeças de Gir Leiteiro, praticamente a metade do rebanho do Estado, e tem como objetivo estimular o desenvolvimento de Gir Leiteiro na região. “Já temos um bom mercado de reprodutores da raça e agora vamos investir no cruzamento para potencializar a produção leiteira, já contamos até com o apoio no Senar para capacitar os criadores”, continua.

O torneio leiteiro foi disputado por 9 vacas de 4 expositores. A jurada oficial foi Lucyana Queiroz, de Uberaba (MG), auxiliada pela zootecnista Karen Goulart. O técnico da ABCGIL responsável pela homologação foi Antônio Luiz Andrade Filho. Criador e presidente da ACGIL comemoram

títulos com banho de leite. • Grande Campeã Brilhantina FIV FALG (Jaguar TE do Gavião X FB Paina - 6.038 kg), com média de 39, 367 kg de leite

• Campeã Fêmea Jovem Ágata FIV GV5 (Jaguar FIV do Gavião X Pindhara TE Kubera - 8.544 kg), com produção média de 29,523 kg de leite • Reservada Grande Campeã Teologia FIV Fan (Radar dos Poções X Ilhabela II Fan - 9.182 kg), com produção média de 29,687 kg de leite As três vacas são do criador Getúlio Vilela, do Mato Grosso.

Gir Goiás - Núcleo Goiano estreia com exposição A 1ª. Exposição Ranqueada de Gir Leiteiro em Goiânia foi realizada dentro da 50ª Exposição Agropecuária de Goiânia, que promoveu a mostra de animais de alto padrão genético entre os dias 18 e 27 de outubro no Parque de Exposições Dr. Pedro Ludovico Teixeira, na capital de Goiás. A participação inédita do gir leiteiro no evento, que já sedia a 8ª Exposição Internacional do Nelore, foi

92

| | | | Revista Gir Leiteiro 2013

a primeira atividade promovida pela recémcriada Associação Goiana dos Criadores de Gir Leiteiro (AGCGIL). “O Gir Leiteiro tem uma presença muito grande no Estado e vamos mostrar isso”, afirma Amarildo Gonçalves Pires, da Estância Tamboril e primeiro presidente da AGCGIL que foi fundada oficialmente em julho, durante a Megaleite, em Belo Horizonte, MG.

A AGCGIL já conta com 49 associados que levaram mais de 200 animais para o julgamento, a exposição e o torneio leiteiro ranqueados no Estado. “Fomos prestigiados com a presença de grandes criadores da raça no Brasil e com a quebra do recorde nacional no torneio leiteiro graças ao desempenho da vaca Bandeira - CTAC 20 que produziu 169,700 quilos durante a prova”, diz.


NGCGL- RS - Núcleo Gaúcho amplia agenda em 2013

Em 2013, raça fez estreia na Fenamilho, em Santo Ângelo, no noroeste do Rio Grande do Sul, maior bacia leiteira do estado.

Criado com o objetivo de fomentar o Gir Leiteiro no Rio Grande do Sul, o Ranking Gaúcho de Gir Leiteiro (RGGL) pelo terceiro ano consecutivo levou a raça para diferentes localidades do Estado. Foram nove eventos com a participação oficial do Núcleo Gaúcho de Criadores de Gir Leiteiro (NGCGL) entre abril e outubro, entre mostras e exposições ranqueadas com julgamento, com um total aproximado de 120 animais que participaram das exposições e julgamentos. Depois da Fenamilho em Santo Ângelo, da ExpoSol em Soledade, da Expoleite-Fenasul e da 4ª Exposição Gaúcha de Gir Leiteiro durante

a Expointer, ambas em Esteio, o NGCGL marcou presença na Agrotecnoleite em Passo Fundo, na Exposição Agropecuária de Alegrete, na ExpoMarau em Marau, na ExpoVac em Vacaria e na ExpoAra em Aratiba. “Nossa intenção é tornar o Gir Leiteiro mais próximo dos produtores de leite, fomentando a raça em diferentes localidades e mostrar a aptidão leiteira do zebu e sua aplicabilidade nos cruzamentos” informou José Amaral, coordenador do NGCGL e presidente da Associação dos Criadores Gaúchos de Zebu (ACGZ). Na Expointer, em Alegrete e em Passo Fundo, exemplares Girolando também

foram levados para destacar a utilização do Gir Leiteiro em cruzamentos com matrizes taurinas, como as Holandesas, o foco para o mercado de genética da raça no estado. No próximo 07 de dezembro, acontece em Estrela, RS, no Sítio Sonho de Menino de Iliseu Pressler, a comemoração do aniversário do NGCGL e a divulgação e premiação do resultado do ranking 2013. O atual vencedor tanto na categoria melhor criador como na melhor expositor, é Carlos Jacob Wallauer, da Agropecuária Fortaleza. O RGGL 2014 deverá iniciar na Fenasoja, de 25 de abril a 04 de maio em Santa Rosa/RS.

ATOCGIL - TO - Potencial do Gir Leiteiro comprovado em Tocantins A Mostra de Gir Leiteiro, realizada dentro da Exposição Agropecuária de Araguaína (Expoara), entre os dias 30 de maio e 9 de junho, foi o principal evento realizado pela Associação Tocantinense dos Criadores de Gir Leiteiro (ATOCGIL). Entre as atividades realizadas dentro da Mostra, que reuniu 38 animais, esteve o primeiro torneio Gir Leiteiro,

onde matrizes da raça Gir foram avaliadas junto com vacas Girolando e apresentaram níveis de produção leiteira muito próximos. “A exposição foi muito importante para mostrar o potencial da raça”, afirma o criador Napoleão Machado Prata Junior, da Fazenda Prata do Norte e presidente da ATOCGIL. Segundo o presidente, a maioria dos criadores do Estado trabalha com o

cruzamento e o torneio confirmou que a raça Gir é fundamental para aprimorar a produção de Girolando. Outra iniciativa importante do núcleo será a entrada do presidente da ATOCGIL e do diretor técnico Juliano Franco de Souza, para o departamento de gado leiteiro do sindicato rural de Araguaína. “Será mais um instrumento para promover o Gir Leiteiro no Estado”, completa.

Revista Gir Leiteiro 2013 ||||

93


Pista de Julgamento na Megaleite 2013

Galeria Galeria DEFOTOS FOTOS DE EXPOSIÇÕES

ABCGIL participa de café da manhã na CAROL em Conceição das Alagoas/MG

Diretores e Conselheiros da ABCGIL

Carlos Matheus, Tomáz de Aquino Resende, José Adelmo Lino da Silva e José Avilmar Lino da Silva

Ministro Antônio Andrade e Kinkão

Kinkão, André Rabelo, José de Castro e Silvio Queiroz Reunião Diretoria ABCGIL Ana Helena Diniz, Luciana Queiroz e Alejandro Vargas Velasquez

José Afonso Bicalho, Meire, Léo Machado e Ana Cristina Navarro Antônio Luís, Ana Navarro, Luciana Queiroz, Dilson Cordeiro e Silvio Queiroz João Gabriel, José Coelho Vítor e filhos e Silvio Queiroz

Família Abdo

94

| | | | Revista Gir Leiteiro 2013

Em Uberlândia, homenagem póstuma ao tratador Dudu

José Afonso Bicalho, Léo Machado e Silvio Queiroz


Bate-papo na Cocheira

anos de seleção Gir FB A pecuária leiteira tem muitos motivos para comemorar Por Mônica Costa

S

ão raras as empresas que chegam aos 80 anos mantendo o mesmo propósito de sua fundação e é ainda mais difícil completar oito décadas de existência mantendo o respeito e a admiração conquistada nos primeiros anos. A marca FB, criada em 1933 por Francisco Figueiredo Barretto pode ser apontada como uma honrosa exceção. Pioneira na seleção de Gir para a aptidão leiteira, também esteve na vanguarda no processo de controle leiteiro, na adoção de inseminação artificial e de ordenha mecânica. Hoje a “teimosia” de Francisco Figueiredo Barretto é um exemplo a ser seguido por todo criador que busca resultados de excelência para o seu plantel. “Meu avô acreditou na aptidão leiteira da raça quando muitos criadores adquiriam o Gir apenas para corte. Ele investiu neste propósito durante muitos anos até formar um rebanho genuinamente de Gir Leiteiro”, afirma José de Castro Rodrigues Netto, o neto mais velho do criador da marca FB e presidente da Gir Leiteiro FB. Graças a um árduo processo de seleção iniciada pelo pioneiro Figueiredo Barretto, a pecuá-

96

| | | | Revista Gir Leiteiro 2011

ria leiteira hoje conta com uma raça capaz de produzir elevada quantidade de leite em condições adversas. “Agora o trabalho básico é bem simples: pesar o leite e anotar. Depois, usar na reprodução os animais com melhor avaliação genética. Os resultados são impressionantes”, continua José de Castro, que sempre acompanhou o avô na fazenda, em exposições e até nos controles leiteiros e assumiu o comando da fazenda Santana da Serra em 1991. “Hoje contamos com os testes de progênie e as avaliações zootécnicas, que facilitam o trabalho de seleção, e priorizamos a produção de leite a pasto para garantir a sustentabilidade da criação”, continua o pecuarista que mantém, com a mesma paixão, o trabalho de seleção e de consolidação do Gir Leiteiro iniciado pelo avô para aprimorar a pecuária leiteira nacional. “Sempre trabalhamos visando a produção de leite a pasto com pequena suplementação, explorando a verdadeira vocação do Gir Leiteiro, que é produzir leite em clima tropical com baixo custo”, completa.

Linhagem de primeira Atualmente a linhagem FB é composta por

1.800 matrizes com 5.300 lactações avaliadas e com média de produção de 3.490 quilos por lactação. Também conta com 25 touros com prova positiva para produção de leite. Entre estes se destaca o FB Tarumã, que é filho da FB Heliografia, vaca de mais de 9 mil kg com o famoso C.A. Everest, reconhecido por transferir sua genética leiteira e com várias filhas recordistas de produção, e consta no 11o Sumário de Touros da PMGZ/Unesp, divulgado em 2013. Na fazenda Santana da Serra, todos os touros usados no acasalamento são avaliados previamente através do teste de progênie, o que garante a produção de descendentes mais produtivos que seus pais e com grande acurácia. Os acasalamentos genéticos são efetuados somente a partir das primíparas, já que as novilhas são todas utilizadas para produção de Girolando (1/2 sangue), através de inseminação artificial com touros da raça Holandesa, importados e também provados. Somente após o primeiro parto e se a produção for acima da média do rebanho para novilhas, essas matrizes passam a ser acasaladas com touros Gir Leiteiro provados. “Se a vaca for filha de touro de outros criatórios, usamos sempre touros de nossa criação.


Zzn Peres

Hoje a linhagem FB está nos principais rebanhos Gir Leiteiro do Brasil e tem contribuído na formação de importantes rebanhos da raça, como Terras de Kubera, Bom Jardim da Serra, Paulo Horta, César Gaspar, Luiz Ronaldo, Paulo Abate e tantos outros.

Sempre na vanguarda A partir de 1.962, os controles leiteiros mensais que eram efetuados, até então, de forma particular na fazenda, passaram a ser oficiais e executados pela Associação Paulista de Criadores de Bovinos (APCB). Hoje, a medida pioneira é um instrumento eficaz para avaliar a capacidade produtiva de bovinos com aptidão leiteira. Em 1971, a Gir FB ousou ao adotar a inseminação artificial com coletas de sêmen na Fazenda Santana da Serra para garantir a transferência das qualidades genéticas dos melhores touros nos nascimentos futuros. Além disso, em 1974, os criadores decidiriam submeter as fêmeas em lactação (vacas e novilhas) à ordenha mecânica em estábulo especialmente construído para esse fim. As matrizes do rebanho Gir FB foram as primeiras entre os animais de origem zebuína a passarem por este processo, e, ao contrário do que muitos previram, a adaptação das fêmeas Gir foi um sucesso. Outra contribuição de Francisco Figueiredo Barretto para a história do Gir Leiteiro no Brasil foi a colaboração para a fundação da Associação Brasileira dos Criadores de Gir Leiteiro (ABCGIL), que nasceu para reunir os criadores da raça que tivessem objetivo comum, ou seja, criação e seleção de Gir para característica leiteira. Mas, infelizmente este sonho ele não viu realizado porque faleceu, repentinamente em 1981, um ano antes da fundação oficial da sede da ABCGIL, em Uberaba, MG. O primeiro grande trabalho da ABCGIL, em parceria com Embrapa Gado de Leite, foi o desenvolvimento e implantação do Programa Nacional de Melhoramento do Gir Leiteiro (PNMGL), que consiste em testar a aptidão leiteira dos touros através da avaliação das produções de suas respectivas progênies, ferramenta hoje fundamental no processo de seleção em todo rebanho.

Matrizes que ficaram na história A obstinação por vacas com elevada capacidade leiteira garantiu ao rebanho Gir FB matrizes recordistas. Em 1.967 os criadores foram agraciados com uma produção surpreendente para uma só vaca na época. A matriz “FB Alba Foi o recorde brasileiro com uma produtividade que representava mais que o dobro da produção média da época. Em 1971, outra matriz excepcional surgiu no rebanho, a FB Caldeira, que teve o recorde mundial comprovado como a primeira Gir Leiteiro a superar a marca de 7.000 quilos de leite, com seus 7.748 kg (25 kg/dia) em 290 dias de lactação. Para comprovar tal produção foram feitas quatro inspeções pelos técnicos da Associação Brasileira de Criadores de Bovinos (ABC) e do Ministério da Agricultura. Somente 13 anos depois surgiria outra matriz Gir Leiteiro com produção acima de 7.000 kg. Hoje, a Gir FB coleciona prêmios em torneios leiteiros com vacas campeãs com produções médias de até 33.250kg por dia.

Fé, trabalho e perseverança A história da FB confunde-se com a própria história do Gir Leiteiro no Brasil. Francisco Figueiredo Barretto, um visionário, deu início ao seu plantel da raça em 1930 quando, junto com o pai Francisco Muniz Barreto e o tio, Capitão Olímpio Garcia de Figueiredo, comprou 230 cabeças de gado selecionado de Deusdedit Alves Palma criador em Cajuru, SP. Na divisão dos animais, o Capitão Figueiredo ficou com os bovinos de sangue Guzerá e Francisco Figueiredo Barretto com o pai Muniz Barretto, ficaram com um rebanho formado por 100 cabeças de gado adulto da raça Gir. Em 1933 eles começaram a trabalhar na seleção dos animais com aptidão leiteira, através da ordenha diária de todas as vacas e a apartação das matrizes de maior produção e com maior persistência de lactação. O processo era realizado nas Fazendas Santana da Serra em Cajuru, SP, Santo Antônio do Engenho em Arceburdo, MG, e na Granja Ipê em Mococa, SP. Perdeu-se muito tempo e dinheiro para identificar as vertentes do leite nos rebanhos. “Naquela época, sem os instrumentos atuais, como prova de progênie ou o controle leiteiro, levava-se uma geração inteira para

descobrir que o animal não tinha aptidão leiteira”, continua Castro. Os criadores adquiriram 10 vacas da Fazenda Experimental Getúlio Vargas, em Uberaba, MG e outras 10 do pecuarista Chorriscavam Lima Guedes, todas filhas de “Demenso”, touro de propriedade de Xisto Jarussi, e que era famoso por ser grande leiteiro dentro da raça Gir. Seguiu-se então um longo período de garimpagem de reprodutores para acasalamento com estas matrizes, sempre buscando touros com reconhecida linhagem de aptidão leiteira nas principais fazendas do Brasil. Primeiro, foram cinco touros filhos de “Maxixe” e “Sugestivo”, comprados de Hygino Caleiro Filho, seguido dos touros “General”, comprados de Antenor Machado de Azevedo de Santa Rita de Cássia, MG, além de “Lord” e “Navio”, adquiridos de Dr. A. Amaral. Depois vieram Zefir, Zappi, Zero e Zorro, do criatório de Evaristo de Paula, de Curvelo, MG, Aipo, Urdidor, Zito e “Adubo”, da Fazenda Experimental Getúlio Vargas em Uberaba, MG, e Astuto, do Dr. João Batista de Figueiredo Costa, da Fazenda Campo Alegre em Casa Branca, SP. Com muita paciência e persistência, formou-se no final da década de 60, um rebanho com lactações médias de 2.500 kg de leite (8 kg/ dia), um grande avanço para a época. Zzn Peres

Se for filha de touro nosso, podemos acasalar com touros de fora. Assim sempre mantemos nossa linhagem na descendência”, diz José de Castro.

José de Castro Rodrigues Netto, titular da marca FB.

Revista Gir Leiteiro 2011 ||||

97


faleconosco@malunga.com.br www.malunga.com.br LUMIAR AGROPECUARIA LTDA Fazenda Lumiar – PLANALTINA – DF Tel.: (61)3468-4786 / (61)9651-5151 lumiaragropecuaria@terra.com.br

Associados

ABCGIL

até 28 de outubro de 2013

ALAGOAS – AL ALVARO JOSÉ DO MONTE VASCONCELOS Fazenda Val Paraíso – CHÁ PRETO – AL Tel.: (82) 3344-5560 / (82) 3344-5557 / (82) 9321-3456

BAHIA – BA ALMIR MENDES DE CARVALHO NETO Fazenda Utinga II - CABACEIRAS - BA Fazenda Caracol - ITAPETININGA - BA Tel.: (71) 3245-5008 / (71) 3413-8422 / (71) 9982-5526 harascarvalho@uol.com.br almircarvalhoneto@hotmail.com www.condominiobahia.com.br ANDRE SARMENTO NETTO Rancho Nossa Senhora Aparecida – INHAMBUPE – BA Tel.: (71)2101-0900 / (71)21010924 / (71)9978-7768 audie.sarmento@globologistica.com.br ANGELO LUCCIOLA NETO Fazenda São George - TERRA NOVA - BA Tel.: (71) 3674-1529 / (71) 9998-7941 / (71) 9223-3181 / (71) 3674-2173 augustolucciola@ig.com.br AUGUSTO ALBERTO DA SILVA ANDRADE Fazenda Morena de Santo Antonio – CATU – BA Tel.: (11) 3023-6786 / (11) 5505-5404 / (11) 2133-0033 morena@consdon.com.br BEIRA RIO AGROPECUÁRIA LTDA Fazenda Beira Rio - RAFAEL JAMBEIRO - BA Tel.: (71) 2105-2500 / (71) 9167-3408 fazendabeirario@fazendabeirario.com.br arturpinho@atarde.com.br www.fazendabeirario.com.br BONANZA IND. E AGROCOLA LTDA Fazenda Bonanza – SALVADOR - BA Tel.: (75)3414-3017 / (75)3452-2851 / (75)8845-9988 laticiniobonanza@gmail.com CONTABRÁS AGROPECUÁRIA LTDA Fazenda Taquipe - SÃO SEBASTIÃO DO PASSÉ - BA Tel.:(71) 3241-1400 / (71) 9172-0610 / (71) 3245-2714 jsoutobr@yahoo.com.br EBDA - EMPRESA BAIANA DE DESENVOLVIMENTO AGRÍCOLA S.A Estação Experimental de Itaberaba - SALVADOR - BA Tel.: (71) 3375-1688 / (71) 3375-1693 / (71) 3116-1800 gerencia.itaberaba@ebda.ba.gov.br; ebda.ddp@ebda.ba.gov.br EDVALDO BRITO FILHO Fazenda Murundu - SÃO GONÇALO DOS CAMPOS - BA Tel.: (71) 3281-4900 / (71) 3353-0910 / (71) 9132-6991 / (71) 9198-7142 efilho@uol.com.br edvaldobritoadvogados@edvaldobrito.com.br ELZA SILVA PEREIRA Fazenda Nova Estrela - FEIRA DE SANTANA - BA Tel.: (75) 2102-9090 / (71) 9166-3397 / (75) 8107-2232 contatogirodogir@hotmail.com EVILÁSIO BASTOS CHAVES Fazenda Vila Rica - IRECÊ - BA Tel.: (74) 3641-2059 / (74) 3641-7401 / (74) 9971-6020 evilarica@ig.com.br GILBERTO FRANCISCO RAMOS FILHO Fazenda Gama I – VITORIA DA CONQUISTA – BA Tel.: (77) 2101-0555 / (77) 2101-0552 gilbertinhorf@msn.com

JOSÉ GERALDO VAZ ALMEIDA Fazenda Belo Horizonte - AMARGOSA - BA Tel.: (75) 3634-1077 / (75) 9981-8877 geraldovaz@tellecom.com.br JOSÉ NUNES FILHO Fazenda Reunidas JN - CANDEIAS - BA Te.l: (71) 3367-1011 / (71) 9964-5274 jnfi@ig.com.br izamarnunes@hotmail.com www.jnagropecuaria.com.br LUTZ VIANA RODRIGUES Fazenda Cinelândia - LAJEDÃO - BA Tel.: (33) 3621-4111 / (33) 3621-5376 / (33) 3621-5734 / (33) 9979-1621 cinell@superig.com.br MORENA AGROPECUÁRIA Fazenda Região do Mel - CATU - BA Tel.: (11) 2133-0033 / Cel.: (11) 9190-1431 morena@consdon.com.br PAULO EDUARDO GUIMARÃES DE FREITAS Agropecuária Santa Terezinha - Fazenda Laranjeiras ITANAGRA - BA Tel.: (71) 3336-5396 / (71) 3331-4246 / (71) 9978-0808 / (71) 9978-1085 davifreitas1@yahoo.com.br environmed@gmail.com PERIVALDO M. DE VASCONCELOS Fazenda Belo Horizonte - IBICUI- BA Tel.: (73)3272-6005 / (73)3525-4344 / (73) 8106-3998 riobahia@veloxmail.com.br RAFAEL OLIVEIRA OSORIO Fazenda Santa Bárbara – BELÉM DA CACHOEIRA – BA Tel.: (71)3452-8551 / (71) 3354-4116

PAULO HORTA BARBOZA DA SILVA Fazenda Hermínia - PLANALTINA - DF Tel.: (61) 3501-4040 /( 61) 3366-1544 / (61) 3366-4769 / (61) 9244-5659 paulohorta@terra.com.br RAIMUNDO MARTINS MESQUITA Haras Jacurutu - BRASÍLIA - DF Tel.:(61) 3386 7555 / (61) 3386 7556 / (61) 9618-3556 / (61) 9649-9774 / demetriusdf@uol.com.br RAUL HENDERSON AVILA JUNIOR Granja Londrina – CEILANDIA – DF Tel.: (61) 3367-2476 / (61) 8177-2232 girlondrina@gmail.com RICARDO ALVES DA CONCEIÇÃO Fazenda Santa Terezinha - PLANALTINA - DF Tel.: (61) 3468-3443 / (61) 3202-6820 / (61) 8105-3000 / (61) 9146-0099 ra.conceicao@hotmail.com lucicom@globo.com www.girsantaterezinha.com.br

Espírito Santo – ES ELCIO MARQUES BATISTA Fazenda Baixa Jardim - BOM JESUS DO NORTE - ES Tel. : (21) 2714-7255 ÉLIO VIRGINIO PIMENTEL Fazenda Jabaquara - ANCHIETA - ES Tel.: (27) 3329-7632 / (27) 3229-5300 / (27) 3339-5717 pimentel@mercofood.com.br FÁBIO FARAH LUCINDO LIMA E OUTRO Fazenda Barro Branco - GUAÇUI - ES Tel.: (21) 2704-4263 / (21) 2605-8885 / (21)9987-9274 fabiofarahlucindo@hotmail.com MARCOS CORTELETTI Fazenda Santo Antônio - SERRA - ES Tel.: (27) 3259-6138 fiore.suprimentos@terra.com.br PAULO CÉZAR GALLO Fazenda São Francisco - COLATINA - ES Tel.: (27) 3722-3350 / (27) 3721-2288 / (27) 3743-3155

Goiás – GO ADEMIR LOPES CANÇADO Faz. Santa Cruz da Trilha - LUZIÂNIA - GO Tel.: (61) 3468-1926 (61) 3502-1118 / (61) 9984-1049 girdatrilha@gmail.com

ENI CABRAL Fazenda são João Bosco - SILVÂNIA - GO Tel.: (62) 3215-1973 / (62) 9973-8254 / (62) 3215-5749 enicabral@terra.com.br EROTIDES ALVES DE CASTRO Fazenda Duas Marias – LUZIANIA – GO Tel. (61) 81756265 / (61) 8412-5126 leite2m@gmail.com FÁBIO ANDRÉ Estância Royal - HIDROLÂNDIA - GO Tel.: (62) 3215-1858 / (62) 3214-1444 / (62) 3057-1804 / (62) 9972-9870 girfan@estanciaroyal.com www.estanciaroyal.com FERNANDO RODRIGUES FERREIRA LEITE Fazenda São Pedro da Barra - PADRE BERNARDO - GO Tel.:(61) 3368-8005 / (61) 3368-9278 / (61) 9655-8711 mfcleite@hotmail.com fernandoleite@caesb.df.gov.br contato@saopedrodabarra.com.br www.gabrielloureiro.com.br JOAO DOMINGUES GOMES DOS SANTOS Fazenda São Domingos – LUZIANIA – GO Tel. (61)3443-8976 / (61) 7815-8822 / (61)3321-0288 JOÃO DOS REIS DIAS Fazenda Santa Izabel - LUZIÂNIA - GO Tel.: (61) 3346-5410 / (61) 8409-8113 joao.reisdias@hotmail.com JOÃO NAVES NETO Fazenda Santa Paula - BOM JESUS DE GOIAS - GO Tel.: (34) 9976-3181 jnavesneto@hotmail.com JOAQUIM DOMINGOS RORIZ Fazenda Palma - LUZIÂNIA - GO Tel.: (61) 3502-2222 / (61) 3209 1940 / (61) 3209-1941 / (61) 9984 1291 / agropecuariapalma@02.net.br laticio.palma@rudah.com.br JORGE AGOSTINHO CALIL Fazenda Colarinho Branco - MARA ROSA - GO Tel.: (62) 3366-1260 / (62) 3366-1643 / (62) 3366-1304 marlycalil@yahoo.com.br calil_jorge@yahoo.com.br JOSE DONIZETE CAETANO Fazenda Olhos D’agua – GOIANIA – GO Tel.: (62) 3255-3872 / (62) 3242-2490 JOSÉ MARIO MIRANDA ABDO Fazenda Coqueiro - ALEXÂNIA - GO Tel.: (61) 3323-4199 / (61) 9994-5756 / (61) 9989-5854 / (61) 8124-2801 jmabdo@aeaconsultoriaer.com.br jose.abdo@uol.com.br

ROBERVALDO MARTINS PENA Fazenda Alegria – ITARANTIM – BA Tel.: (73) 3266-2233 / (73) 8129-1529 rmitarantim@hotmail.com

LEO MACHADO FERREIRA Fazenda Mutum - ALEXÂNIA - GO Tel.: (62) 3336-1228 / (62) 9268-0787 / (62) 3336-1442 / (61) 7816-7792 fazendamutum@hotmail.com mut@fazendamutum.com.br www.fazendamutum.com.br

RUBÉM SÉRGIO SANTOS DE OLIVEIRA Fazenda Morada dos Ventos I e II - ALAGOINHAS - BA Tel.:(75) 3421 -1451 / (75) 9971-4747 / (75) 3423-6561 alunor@oi.com.br

ANDREIA MARIA PEREIRA NUNES DE CARVALHO SOUZA Estância São José - TRINDADE - GO Tel.: (62) 3093-4015 / (62) 9971-5095 / (62) 9962-6141 estanciasaojese@gmail.com

LEONIDIO FERREIRA GOMES Fazenda Mutum - ALEXÂNIA - GO Tel.: (62) 3336-1228 / (62) 9268-0787 / (62) 3336-1442 www.fazendamutum.com.br

SÍLVIO ROBERTO TAVARES DE ARAÚJO Fazenda Santa Rosa - ITAPÉ - BA Tel.: (73) 3211-2470 / (73) 3613-4127 / (73) 8105-3095 profetaaof@gmail.com

BRUNO ANDERSON TANNOUS PIRES Fazenda Tamburil - BELA VISTA - GO Tel.: (62) 3255-6555 / (62)9983-1687 brunoandersonpires@hotmail.com

LUCIO DIAS DE OLIVEIRA Chácara Oliveira – ALEXANDRINA – GO Tel.: (61)3223-5713 / (61)3224-9631

CEARÁ – CE

BRUNO DE SOUZA MACHADO FERREIRA Fazenda Mutum - ALEXÂNIA - GO Tel.: (62) 3336-1228 fazendamutum@hotmail.com mut@fazendamutum.com.br www.fazendamutum.com.br

DIETER ALIMENTOS E AGROINDUSTRIAS LTDA Sítio Rio Negro – Guaramiranga – CE Tel.: (85) 3321-1212 / (85) 8608-7505 FRANCISCO FEITOSA DE A. LIMA Fazenda Novo Horizonte – FORTALEZA – CE Tel.: (85)3342-3276 / (85)3464-76-33 / (85) 3301-1306 FRANCISCO ROBERTO PINTO LEITE Fazenda Água Preta - SURURU - CE Tel.: (85) 3248-2829 / (85) 3254-2464 / (85) 3253-7060 / (85) 9981-2285 rol_leite@hotmail.com

Distrito Federal – DF

CARLOS EDUARDO DE AZEVEDO BEZERRA Fazenda Positiva Ponte Alta - CORUMBÁ - GO Tel.: (61) 3427-1096 / (61) 9984-3823 / (61) 3399-3941 / (61) 3399-3045 dudubezerra@uol.com.br DANIEL ANTONIO SILVANO Fazenda Santo Antônio - BELA VISTA - GO Te.l: (62) 3376-9250 / (62) 9976-9250 danieldogir@gmail.com

JAYMILTON GUSMÃO CUNHA FILHO Fazenda Santa Helena - VITÓRIA DA CONQUISTA - BA Tel.: (77) 9979-3369 / (77) 3421-3508 jaymiltonfilho@hotmail.com

ESTÂNDIA VILLA VERDE Estância Villa Verde – PLANALTINA – DF Tel.: (61)3547-1582 / (61) 9119-1581 villaverdeadvogados@gmail.com

JORLANDO NASCIMENTO OLIVEIRA Fazenda Jatobá - ITABERABA - BA Tel.: (11) 8199-5721 /(11) 2769-9757 / (11) 3081-2156

JOE CARLO VIANA VALLE Fazenda Malunga - BRASÍLIA - DF Tel.: (61) 3500-0554 / (61) 3039-1030 / (61) 3275-2003 / (61) 9267-0042 joe.carlo@terra.com.br;

DILSON CORDEIRO MENEZES Fazenda Vila Rica - COCALZINHO - GO Tel.: ( 61) 3367-3465 / (61) 3363-8575 / (61) 9975-6709 / (61) 9951-3650 fazendavilarica@terra.com.br

| | | | Revista Gir Leiteiro 2013

DILSON OLIVEIRA MENEZES Fazenda Vila Rica - COCALZINHO – GO Tel.: (61) 3363-8575 adriana.fazendavilarica@gmail.com

AGROPECUÁRIA PALMA LTDA. Fazenda Palma - LUZIÂNIA - GO Tel.:(61) 3209-1940 / (61) 3362-0191 / (61) 9984-4311 lucia-de-sa@hotmail.com eraleles@hotmail.com

DEMÉTRIUS MARTINS MESQUITA Fazenda Jacurutu - PADRE BERNARDO - GO Tel.: (61) 3386-7555 / (61) 3386-7556 / (61) 3344-1824 / (61) 8116-0718 demetriusdf@uol.com.br

JOSÉ ERIVAN DE CARVALHO FEITOSA

98

Fazenda Bom Viver - ALAGOINHAS - BA Tel.: (71) 3341-1148 / (71) 3604-2552 / (71) 9613-9579 erivancarvalho@uol.com.br

MARCELO RICARDO DE TOLEDO Fazenda Três Poderes – TAGUATINGA – DF Tel.: (61) 3253-7810 / (61) 8123-7810 marcelo@geneticazebuina.com.br

engeagro@terra.com.br

MARIA DO CARMO OLIVEIRA MENEZES Fazenda Vila Rica – COCALZINHO – GO Tel.: (61) 3367-3465 / (61) 3363-8575 MAURO BAFUTTO Fazenda Ariranha – JATAÍ - GO Tel.: (62)3281-0009 / (62)3291-6860 MURILO DE OLIVEIRA ABDO Fazenda Barreiro - ALEXÂNIA - GO Tel.:(61) 3225-5756 / (61) 9994-5756 murilo.abdo@uol.com.br NAIM ASSEF NETO Fazenda Serra D’Água Quente – RIO QUENTE – GO Tel.: (64-9215-8920 OTÁVIO BATISTA O. VILAS BOAS Fazenda Santa Maria – LEOPOLDO DE BULHÕES – GO Tel.: (34) 3311-5904 / (34) 9984-0111 / (34) 3074-9185 RAMILTON JAVIKTSON DA SILVA ROZA Fazenda Prisma – EDEALINA – GO Tel.: (34)9119-1773 prismaramilton@gmail.com ROBERTO ASSIS PERES E OUT/COND Fazenda Estância Berrante – JATAI – GO Tel.: (64)9988-9748 gir2rjatai@hotmail.com

WAGNER LÚCIO JACINTO Fazenda Taquari - Bela Vista de Goiás - GO Tel.: (64) 3413-3533 / (64)9606-6419 luciogirdasdsedoria@hotmail.com

Minas Gerais – MG ABSS AGROPECUÁRIA LTDA Fazenda Bom Sucesso - PASSOS - MG Tel.: (35) 3521.4252 / (35) 8426-1579 / (35) 8426-2636 / (18) 9149-6859 adrianomaia@passosnet.com.br amsbonsucesso@gmail.com ADELMO CARNEIRO LEÃO Água da Pedra - CONQUISTA - MG Tel.: (31) 3335-8335 / (31) 8855-8335 / (31) 8838-8335 / (31) 2108-5344 marcosoliveiravg@hotmail.com pedro@verdegir.com.br www.verdegir.com.br ADEMAR BARBOSA GUIMARÃES Sítio da Ponte Preta - CORONEL PACHECO - MG Tel.: (32) 9975-4842 / (32) 9945-2188 phyade@uol.com.br www.girleiteiro.net AGROBILARA COMERCIO E PARTICIPAÇÕES LTDA Fazenda Monte Verde - UBERABA - MG Tel.: (21) 7897-3857 / (34) 7811-3676 / (34) 7811-2188 / (34) 9904-3733 agrobilara@hotmail.com AGROEXPORT LTDA Faz. São Sebastião - CAMPO FLORIDO - MG Tel.: (34) 3313-7100 agroexport@agroexport.agr.br www.agroexport.agr.br AGROPASTORIL DOS POÇÕES E PART. LTDA Fazenda dos Poções - JEQUITIBÁ - MG Tel.: (31) 3281-1800 / (31) 3717-6271 / (31) 3227-4868 / (31) 9631-2880 arthur.souto@uol.com.br radarpocoes@yahoo.com.br pocoes@fazendadospocoes.com.br AGROPECUÁRIA BOM PASTOR LTDA Fazenda Salobo - VAZANTE - MG Tel.: (34) 3813-1052 / (34) 3813-1032 / (31) 9616-0057 / (61) 8185-1515 agrobompastor@yahoo.com.br andre@fazendasalobo.com.br www.fazendasalobo.com.br AGROPECUÁRIA SANTA BARBARA XINGUARA S/A Agropecuária Santa Bárbara Xinguara S/A - UBERABA - MG Tel.: (11) 3167-3561 / (34) 2103-8600 / (34) 9144-7618 / (34) 8408-3306 sandra.barbosa@agrosb.com.br AGROVILLE AGRICULTURA E EMPREENDIMENTOS LTDA. Fazenda Curralinho - MORADA NOVA DE MINAS - MG Tel.: (31) 2191-7889 / (31) 2191-7895 / (31) 2191-7868 leonardo@villefort.com.br financeiroagropecuaria@villefort.com.br ALBERICO DE SOUZA CRUZ Fazenda Alto Tangará - ABAETÉ - MG Tel.: (37) 3541-2215 / (37) 9961-3905 dione.tangara@gmail.com condesp@abaetenet.psi.br ALENCAR CESAR MARTINS ZAMBANI Fazenda da Limeira – ALEM PARAIBA – MG Tel.: (32) 3462-3688 alencar@zamboni.br fazendadamata@yahoo.com.br ALFREDO DA MATA Fazenda Matinha – FRUTAL – MG Tel.: (34) 3421-0296 / (34) 3421-8281 / (34) 9974-0595 fazendamatinha@bol.com.br ALTA GENETICS DO BRASIL LTDA Central – UBERABA – MG Tel.: (34) 3318-7777 / (34) 3318-7701 ksantos@altagenetics www.altagenetics.com.br ALVARO FURTADO DE ANDRADE/CONDOM. Fazenda Calciolândia – ARCOS – MG Tel.: (37) 3359-7400 girleiteiro@calciolandia.com.br jordane@calciolandia.com.br ANDRE G. VASCONCELOS MONTEIRO Fazenda Remanso – SIMÃO PEREIRA – MG Tel.: (21) 9851-1043 / (21) 2156-6263 andre.monteiro@grupocrivel.com.br ANDREIA DE FREITAS BRITO Fazenda Bela Fama - SANTANA DO NANHUACU - MG Tel.: (21)2711-3421 / (21)8754-9217 meiry.vaz@hotmail.com / josy.olga@hotmail.com ANGELUS CRUZ FIGUEIRA Fazenda Terras de Kubera - UBERABA - MG Tel.: (34) 3359-0660 / (34) 9113-4016 terrasdekubera@voiler.com.br ANIBAL EUGÊNIO VERCESI E FILHOS Fazenda Bela Vista e Morro D’Agua - GUAPÉ - MG Tel.: (19) 3233-8606 / (35) 9953-5013 / (19) 9172-2223 joaopinheirobr@yahoo.com.br


ANTÔNIO EUSTÁQUIO ANDRADE FERREIRA Fazenda Salobo / Lugar Lagoa Feia - VAZANTE - MG Tel.: (34) 3813-1032 / (61) 8185-1515 fazendasalobo@yahoo.com.br ANTÔNIO GOMES LEMOS Fazenda Alcântara - GOVERNADOR VALADARES - MG Tel.: (33) 3272-1260 / 3272-1238 / (33) 3271-3060 harasalcantara@harasalcantara.com.br; antoniolemos@harasalcantara.com.br; agrotara@trimeisp.com.br ANTÔNIO LUCIANO CATISTI Fazenda São José – CAMPINAS – SP Tel. (19) 3253-2518 antonio@catisti.com.br ANTÔNIO PAULO ABATE Fazenda Santa Albertina - CAMPO FLORIDO - MG Tel.: (11) 2905-3123 / (34) 3322 1437 / (34) 9634-5007 apangenetica@terra.com.br BRASILINO RIBEIRO DA SILVA Fazenda Olhos D’Água – SACRAMENTO – MG Tel.: (34) 3312-5749 / (34) 9972-3577 brasilinor@terra.com.br BRAULIO JOSÉ DOS PASSOS CORREA Fazenda Abaete – SAGARANA – MG Tel.: (31) 9970-1302 / (37) 8409-7122 / (37) 9969-7070 brauliopassos@uol.com.br dione.tangara@gmail.com CARLOS FERNANDO FERRAREZI GUIMARÃES Fazenda Esperança - GUANHÃES - MG Tel.: (33) 3421-1598 / (33) 3421-1527 / (33) 3421-1011 cf.ferra@bol.com.br CARLOS ROBERTO CALDEIRA BRANT Fazenda Gavião - SÃO PEDRO DO SUAÇUÍ - MG Tel.: (31) 3221-9349 / (31) 3227-4707 / (31) 8669-5393 fazendagaviao@ig.com.br CELIO TEODORO DA SILVA Fazenda Columbia – UNAI – MG Tel.: (38) 3676-3631

animaisdaestiva@yahoo.com.br contato@qualisul.com.br EPAMIG - EMPRESA DE PESQUISA AGROPECUÁRIA DE MINAS GERAIS Fazenda Experimental Getúlio Vargas - UBERABA - MG Tel.:(34) 3317-7600 / (34) 9969-6442 / (34) 9142-5057 epamig@epamiguberaba.com.br cttp@epamig.br www.epamig.br ERICK CARBONARI Fazenda Terra Alegre - BRASILÂNDIA DE MINAS - MG Tel.:(11) 4538-6436 / (11) 4538-6814 / (11) 8325-6934 fazendaterraalegre@hotmail.com EURIPEDES JOSE DA SILVA Fazenda Uberaba - PARAOPEBA - MG Tel.: (31) 3454-7999 thaisuberaba@gmail.com EVALDO GONÇALVES DE FARIA Fazenda Bonito de cima – COROMANDEL- MG Tel.: (34)3238-0000 / (34) 8858-9673 evaldolill@hotmail.com EVANDRO DO CARMO GUIMARÃES Fazenda do Basa e Fazenda das Boas Lembranças - LEOPOLDINA - MG Te.l:(11) 3097-0545 / (11)9910-9575 / (61) 9975-2133 evandrog@tvglobo.com.br FÁBIO ANTÔNIO POZZI Fazenda Santo Antônio - ARAGUARI - MG Tel.: (34) 3256-9630 / (34) 3256-9614 diagro@nacionalexpresso.com.br FAZENDA BRASÍLIA AGROPECUÁRIA LTDA Fazenda Brasília - SÃO PEDRO DOS FERROS - MG Tel.: (33) 3352-1272 / (33) 3352-1376 / (33) 3352-1315 / (31) 9211-0018 girleite@uai.com.br flaper@uai.com.br www.fazendabrasilia.com.br FERNANDO B. DE C. FILHO E IRMÃOS Fazenda Alegria - MIRADOURO - MG Tel.:(32) 3753-1016 / (32) 9929-6964 / (32) 9945-4513

CELSO LUIS MIZIARA DINIZ Faz. Nossa Senhora Aparecida - PERDIZES - MG Tel.: (16) 3811-0498 / (16) 9176-9190 celsodiniz@netsite.com.br

FRANCISCO RAFAEL GONÇALVES Fazenda São Francisco - POUSO ALEGRE - MG Tel.: (35) 3423-0042 / (35) 3423-8535 anaclaudia@agropegen.com.br natalia@agropegen.com.br

CÉSAR AUGUSTO GOMES GASPAR Sítio Nossa Senhora da Penha - ANDRELÂNDIA - MG Tel.: (21) 7634-2616 / (21) 3337-3378 / (24) 8811-0371 girleiteironsp@ig.com.br girleiteironsp@hotmail.com

GABRIEL D. DE ANDRADE E FILHOS / COND Fazenda Engenho Nogueira – IGUATAMA – MG Tel.: (37) 3359-7400 / (37) 3359-7401 girleiteiro@calciolandia.com jordane@calciolandia.com

CÉSAR HENRIQUE BASTOS KHOURY Fazenda São Geraldo - POTÉ - MG Tel.: (33) 3522-3886 / (33) 3521-1767 / (33) 9985-1767 ckhoury@terra.com.br

GABRIEL DONATO DE ANDRADE Fazenda Calciolândia - ARCOS - MG Tel.:(37) 3359-7400 / (37) 3359-7425 / (37) 9981-7481 girleiteiro@calciolandia.com jordane@calciolandia.com www.calciolandia.com

CHRISTINA DO VALLE TEIXEIRA LOTH Fazenda São Vicente - MAR DE ESPANHA - MG Tel.: (32) 3276-1159 / (32) 3276-2381 / (32) 9972-5480 amandagribel@yahoo.com.br fazendaespanha@hotmail.com CLAÚDIO SEVERINO LARA Fazenda Pontal - PEDRO LEOPOLDO - MG Tel.: (31) 3661-3124 / (31) 3661-1090 / (31) 9951-7410 / (32) 8421-8216 claudio@cenatte.com.br CLEITON GONZAGA CASTILHO Fazenda do Pillar – CONCEIÇÃO DAS ALAGOAS – MG Tel.: (34)3336-2383 / (34)9960-2222 cleitonpecuaria@hotmail.com DARIO EMERSON RESENDE COUTO E SILVA Fazenda Pedreira – BOM DESPACHO – MG Tel.: (37)3521-2153 / (37)9985-1827 darioemersoncouto@hotmail.com www.produzirgenentica.vet.br

GENETICA AVANÇADA PART. ALC. LTDA Fazenda Terras de Kubera - UBERABA - MG Tel.: (34)3359-0660 / (34) 9113-4016 GERALDO ANTONIO DE OLIVEIRA MARQUES Estância Bom Retiro - SÃO SEBASTIÃO DO RIO VERDE - MG Fazenda Três Barras - VIRGÍNIA - MG Tel.: (11) 3672-0417 / (11) 3933-7805 / (11) 3933-7801 / (11) 8136-0566 gmarques@jhg.com.br GERALDO DE CARVALHO BORGES Fazenda e Haras Paraíso - PARACATU - MG Tel.: (61) 9831-1800 / (34) 9145-6254 harasparaiso@pop.com.br GERALDO DE JESUS GONÇALVES PINTO Estância Iagel – CAETANÓPOLIS – MG Tel.: (31)3662-2188 / (31)8454-1670 edgel@edgel.com.br

HENRIQUE FERREIRA PINHEIRO Fazenda Arapoema – UBERABA – MG Tel.: (34) 3321-6764 tecnico@leitegir.com.br HUMBERTO ROCHA ARAUJO Estância Laura – BOM DESPACHO – MG Tel.: (31)3243-4906 / (31)8422/4906 ILZA HELENA KEFALASOLIVEIRA Fazenda Baixadinha - UBERABA - MG Tel.: (34)3332-4733 fazendabaixadinha@terra.com.br rcko@me.com

ABCGIL

IVAGRO AGROPECUARIA LTDA Fazenda Curralinho – VEREDA – MG Tel.: (31) 2191-7895 / (31) 2191-7868 / (31)2191-7889 leonardo@villefort.com.br JOAO CRUZ REIS FILHO Fazenda Sumaúma - MIRADOURO - MG Tel.: (61) 3264-1187 / (61) 8187-1187 / (61)9948-1187 sumauma@fazendasumauma.com.br www.fazendasumauma.com.br JOÃO GUILHERME MALDINI PITANGUY Fazenda Santo Antônio – CURVELO – MG Tel.: (31) 9972-8705 / (31) 9949-7406 JOÃO MACHADO PRATA JUNIOR Fazenda Aprazível - ÁGUA COMPRIDA - MG Tel.: (34) 3333-2349 / (34) 9972-7623 / (34) 9807-7177 fazendaaprazivel@hotmail.com JOÃO VICENTE ALVES DE AVILA Fazenda Bom Sucesso - BELO HORIZONTE – MG Tel.: (31)3223-0275 / (31)3224-7984 / (31) 3222-6675 / (31) 9976-4942 João.vicente.avila@gmail.com JOÃO VITOR DE MELO Fazenda Mineirão - UBERABA-MG Tel.: (34) 3318-8188 / (34) 3338-8760 flavio.tx@uol.com.br JOAQUIM BATISTA FILHO Fazenda Lapa - PARACATU - MG Tel.: (38) 3671-5316 / (38) 3671-5363 / (38) 9962-5363 docjb@bol.com.br JOAQUIM ROSSI E FILHOS Fazenda São José - COQUEIRAL - MG Tel.: (35) 9971-5174 / (34) 9984-0919 / (34) 9916-5174 carlonrossi@terra.com.br cassiofrossi@hotmail.com JORGE PAPAZOGLU E OUTRO / COND. Agropecuária JPZ - INHAÚMA - MG Tel.: (31) 3774-5800 / (31) 3772-2504 / (31) 9621-5576 jorge@decopa.com.br JOSÉ AFONSO BICALHO BELTRÃO DA SILVA Fazenda Cachoeira - FERROS - MG Tel.: (31) 3292-2415 / (31) 9694-3957 / (31) 9697-2957 / (31) 3277-4462 jabsilva@uol.com.br adrianofbicalho@uol.com.br JOSÉ ALBERTO OLIVEIRA MURTA Fazenda Nossa Senhora Aparecida - UBERABA - MG Tel.: (34)3075-5091 / (34) 8854-1407 girjaom@gmail.com albertooliveiramurta@gmail.com JOSÉ ANTÔNIO DA SILVEIRA Fazenda Esplanada – UBERLANDIA – MG Tel.: (34)3216-1287 xapetuba@xapetuba.com.br JOSÉ ANTÔNIO DE OLIVEIRA Fazenda Jaó - FRUTAL - MG Tel.: (34) 3421-8179 / (34) 9155-8346 jorgefjao@bol.com.br

EDMAR ALVES DE CARVALHO Estância Lindóia ARCOS - MG Tel.: (37) 3351-0291 / (37) 3351-3245 / (37) 3351-1691 / (37) 8404-9820 edmar@estancialindoia.com.br

GETÚLIO VILELA DE FIGUEIREDO Fazenda Rio Dourados - TURVOLÂNDIA – MG Tel.: (65)3624-1136 / (65) 3623-1759 / (65) 3624-2573 / (11) 3758-9668 / maressa@grupocincoestrelas.com.br www.grupocincoestrelas.com.br

EDUARDO COSTA SIMÕES Fazenda Lapa Vermelha – PEDRO LEOPOLDO – MG Tel.: (31) 3660-3125 / (31) 3660-3110 fazenda@lapavermelha.com.br EDUARDO JORGE MILAGRE Estância Milagre - UBERLÂNDIA - MG Tel.: (34) 3234-7323 / (34) 3236-4409 / (34) 9971-3168 eduardo@milagrefomentomercantil.com.br

GILSON CARLOS BARGIERI Fazenda São José – UBERABA – MG Tel.: (13) 7803-0017 / (13) 3455-2795 / (13) 9712-6304 carlos_frederico2006@yahoo.com.br GUILHERME DE MELO MASCI Fazenda do Ipê - CURVELO – MG Fazenda Flores e Mangabeiras – CURVELO – MG Tel.: (31) 3225-3848 / Fax: (31) 3335-8835 / Cel.: (31) 9972-498 gmmasci@hotmail.com

EDUARDO LUIZ DE OLIVEIRA Fazenda Calambau - ITAUNA - MG Tel.: (37)9119-1301 flavio.araujo@jgsareciclagem.com.br

HEDA BORGES MACHADO Fazenda Santa Bárbara - UBERABA - MG Tel. Res.: (34) 3312- 3226 / (34) 9979-1403 / (34) 3338-7419 lfmachador2@uol.com.br

JOSÉ CARLOS FELIPE ABUD Fazenda Aleluia – CAMPO FLORIDO – MG Tel.: (34) 3314-8823 / (34) 2103-6130

EDVALDO ANTÔNIO BUENO Fazenda Sítio Nossa Senhora de Fátima - INCONFIDENTES - MG Tel.: (35) 3464-1020 / (35) 3464-1168 crocheveronez@hardonline.com.br

HELIO MACEDO DE QUEIROZ Sítio Vale Azul - GOVERNADOR VALADARES - MG Cel.: (33) 9989-3022 hmdqueiroz@hotmail.com

JOSÉ CARVALHO Faz. Alvorada - UBERABA - MG Tel.: (34) 3315-6468 / (34) 3317-4555 / (34) 9904-6568 andrea_feijao@hotmail.com

HENRIQUE CAJAZEIRA FIGUEIRA Fazenda Figueira - UBERABA - MG Tel.: (16) 3911-7314 / (16) 7812-3231 hfigueira@hotmail,com

JOSÉ COELHO VITOR Fazenda São José do Can Can - PASSOS - MG Tel.:(35) 3529-0600 / (35) 9133-1825 / (35) 9133-1840

ENIR GOMES BARBOSA Fazenda Estiva - BRUMADINHO - MG Tel.Res.: (31) 3394-1079 / Fax: (31) 3394-9728

Associados

ISOMÉRIO FERREIRA DOS REIS Fazenda JJC - PASSOS - MG Tel.: (35) 3522-8040 / (35) 3521-6484 fazendajjc@bol.com.br

JOSÉ ANTONIO SAUD OLIVEIRA Fazenda Oliveira – UBERABA – MG Tel.: (34)3313-8550 / (34)3313-8404 zoonitro@uol.com.br JOSÉ AUGUSTO TEIXEIRA Retiro São Gabriel – SÃO GONÇALO DO RIO ABAIXO – MG Tel.: (31) 3833-5168 / (31) 3833-5226 belleuslanches@yahoo.com.br JOSÉ AVILMAR LINO DA SILVA Fazenda Lagoa Grande – MARTINHO CAMPOS – MG Tel.: (31) 3225-5389 / (31) 3273-3888 javilmar@ig.com.br

até 28 de outubro de 2013

mauricio@josecaboverde.com.br passos@josecaboverde.com.br www.josecaboverde.com.br JOSÉ JAIRO DE MIRANDA Faz. Ponte Nova - RIO VERMELHO - MG Tel.: (31) 3467-3107 / (31) 3349-8182 jjairo@emater.mg.gov.br JOSÉ JOÃO SALGADO RODRIGUES DOS REIS Faz. Criciúma - CARMO DO RIO CLARO - MG Tel.: (35) 3561-1399 / (35) 3561-1357 / (35) 9135- 0630 JOSÉ LUCIO REZENDE Fazenda Santo Antônio - MATOZINHOS - MG Tel.: (31) 3516-7922 / (31) 9304-7067 ecb@ecbsa.com.br fazendasantoantonio@ecbsa.com.br JOSÉ MÁRCIO CASARIN HENRIQUES Fazenda Agropecuária Novo Horizonte - GUARANI - MG Tel.: (32) 3575-1708 / (32) 3575-1527 / (32) 9958-3369 fazendanovohorizontemg@gmail.com JOSÉ MARCIO DE SIMONI SILVEIRA Fazenda Limeira e Fazenda Santa Rosa - PASSOS - MG Tel.: (35) 3521-3159 / 9133-0919 josemarcio@intersur.com.br carlos@zbrlimeira.com.br www.zbrlimeira.com.br JOSÉ MARIA DE SOUZA Fazenda Santa Edwiges - NAQUE - MG Tel.: (31) 3826-1651 / (31) 9109-1073 / (31) 3826-5001 souzatim@uol.com.br JOSÉ MAURICIO DE FIGUEIREDO Fazenda Indiana - BELO HORIZONTE - MG Tel.: (31) 3261-2824 / (31) 3335-7799 / (34) 9241-9363 JOSÉ RAMOS FERREIRA Sítio Nossa Senhora Aparecida - CAMANDUCAIA - MG Tel.: (11) 5841-2895 / (11)8845-5052 / (35)8404-0227 girnsaj@hotmail.com JOSÉ RENATO DA SILVA Fazenda Rancho 900 – PIRAPETINGA – MG Tel.: (32) 3465-1298 / (32) 3465-4005 / (32) 9986-0246 agrocenter@megazip.com.br JOSÉ RENATO FONSECA OLIVEIRA Agropecuária Mackllani - SANTA BÁRBARA - MG Tel.: (31) 3832-1187 / (31) 8647-1060 melsb@melsantabarbara.com.br contato@mackllani.com.br JOSÉ RICARDO FIUZA HORTA Fazenda Fundão - PAINS - MG Tel.: (31) 3335-9033 / (31) 3337-5993 / (31) 3335-8426 / (37) 9173-5186 j.horta@terra.com.br JOSÉ ROBERTO ROLAND DE OLIVEIRA Fazenda Oriente – UBERABA – MG Tel.: (19) 9607-2615 tropicalnorte@uol.com.br JOSÉ SANTANA DE VASCONCELLOS MOREIRA Fazenda Santa Terezinha - NOVA UNIÃO - MG Tel.: (31) 3297-5222 / (31) 3273-9780 / (31) 3273-3838 depjsv@deputadojosesantana.com.br JOVELINO CARVALHO MINEIRO FILHO Fazenda Sant’Anna - UBERABA-MG Tel.: (34) 3319-0700 / (34) 3319-0707 delamar@fazendasantanna.com.br www.fazendasantanna.com.br JULIZAR DANTAS Fazenda Estrela do Sul - NOVA MÓDICA - MG Tel.: (31) 3224-3228 / (31) 3222-2851 / (31) 9992-2851 julizardantas@taskmail.com.br julidantas@cardial.br http://sites.br.inter.net/fazendaestreladosul

LEONARDO DE PAULA GASBARRO Fazenda Pontal da Uruguaia – CORINTO – MG Tel.: (38) 9949-7406 / (38) 8727-6065 / (38) 3722-2928 LEONARDO LIMA BORGES Fazenda Badajós - UBERABA - MG Tel.: (11)8132-8462 / (11) 2729-5155 LUCAS DE M. MENDONÇA FERREIRA Fazenda João Dias – PARA DE MINAS – MG Tel.: (37) 3231-4701 / (37) 9915-9912 lucasmmf@yahoo.com.br LUCIANA OCHUIUTO T. DE RESENDE Fazenda Labareda e Sítio Rio Branco – UBERABA – MG Tel.: (34) 3315-5699 / (34) 9198-6431 LUCIANO BIASSUTTI DELECAVE / OUT Fazenda Barreirão – IPIAÇU – MG Tel.: (34) 3269-0040 ldelecave@hotmail.com LUCIANO DE ARAÚJO FERRAZ Fazenda Estiva - ITAPECERICA - MG Tel.: (31) 3293-3536 / (31) 9981-1533 ferrazadv@terra.com.br LUCIANO LUZES BORGES Fazenda Badajós - UBERABA - MG Tel.:(34) 3312-1188 / (34) 3333-7181 / (34) 9145-0100 / (11) 8132-8462 leonardolborges@yahoo.com.br www.badajos.hpg.com.br LUCIANO MARTINS ANDRADE Fazenda Cachoeira – CONCEIÇÃO DO PARA – MG Tel.: (37) 3226-2732 / (37) 3226-7413 LÚCIO MENDES VALE Fazenda Lugo – JUIZ DE FORA – MG Tel.: (32) 9199-9911 geovanefv@terra.com.br LUIS EVANDRO AGUIAR Fazenda Boa Esperança - VERISSÍMO - MG Tel.: (34) 3313-0058 / Cel. (34) 9122-9556 luizevandroaguiar@terra.com.br LUIS FERNANDO RABELO BARROS Fazenda Lamarão - UNAÍ - MG Tel.:(61) 3964-5549 / (61) 3245-5159 / (32) 9952-0886 / (61) 8117-8854 luisfrbarros@hotmail.com www.inbol.com.br LUÍS GUSTAVO RABELO XAVIER Fazenda Três Barras - POMPEÚ - MG Tel.: (31) 3372-7550 Cel.: (31) 8428-0870 rebeloxavier@bol.com.br LUIZ ANTÔNIO DE ALMEIDA NORONHA Fazenda Fabel Bonsucesso - LAMBARI - MG Tel.: (35) 9989-1718 / (35) 9989-1419 / (35) 3235-1888 / (35) 3271-1419 ladanoronha@yahoo.com.br LUIZ CARLOS ROCHA MACEDO Sítio Santa Cruz – SANTA BARBARA DO MONTE – MG Tel.: (32) 8415-7464 / (22) 8126-2883 LUIZ RONALDO DE OLIVEIRA PAULA Sítio Jubahy - UBERABA – MG Tel.:(34) 3322-3522 / (34) 9192-9291 / (34) 9976-0986 / (34) 3311-1674 leitegir@leitegir.com.br MARCELO AUGUSTO CARVALHO DE OLIVEIRA Fazenda Querência - UBERABA - MG Tel.: (34) 3312-4041 / (34) 3312-2342 / (34) 3338-4041 / (34) 9972-5855 girmalo.leiteiro@hotmail.com MÁRCIO DINIZ CRUZ Fazenda Campo Verde - JABOTICATUBAS- MG Tel.: (31) 3227-7908 / (31) 3217-6920 marcio@frforte.com.br

LEANDRO DE AGUIAR Fazenda Engenho - IBIÁ-MG Tel.: (34) 3662-7774 / (34) 9155-7007 fazendaengenho@terra.com.br Revista Gir Leiteiro 2013 ||||

99


Tel.:(37) 3351-2857 / (37) 3359-7230 / (37) 3351-1443 / (37) 9983-4610 robertodias49@yahoo.com.br ROBERTO MARTINS VILLELA Fazenda São José – CACHOEIRA DOURADA – MG Tel. (34) 3261-1453 / (34) 9965-6360 / (34) 3269-9075 / 9668-2042 escritório@fazendamonteazul.com.br

Associados

ABCGIL até 28 de outubro de 2013

MARCO ANTONIO ANDRADE BARBOSA Fazenda Índia - UBERABA - MG Tel.: (34) 3333-7788 / (34) 9972-1555 / (63) 3415-1606 maab1@terra.com.br maab@maab.com.br www.maab.com.br MARCO PAULO QUIRINO COSTA / COND. Fazenda Lagoa – MARTINHO CAMPOS – MG Tel.: (37) 3522-5040 / (37) 9812-1900 mp.qc@hotmail.com MARCO VALERIO DE OLIVEIRA RAMOS Fazenda Nova Era - UBERLÂNDIA – MG Tel.: (34)321-2575 / (34)3211-7730 / (34)9260-0777 marcoluminosos@gmail.com MARCOS ANTONIO MARTINS Fazenda São Sebastião – AUGUSTO DE LIMA – MG Tel.: (31)9934-2951 MARCUS VINICIUS CANDIDO DOS REIS Fazenda Nossa Senhora da Aparecida – UBERABA – MG Tel.: (34) 9918-1813 / (34) 9931-9902 mvcrgir@yahoo.com.br MARIA ISABEL V. OLIVEIRA VAZ Fazenda Santa Isabel - PARAOPEBA - MG Tel.: (31)3714-3191 / (31) 3273-1222 santaisabelreunidas@yahoo.com.br MARIANGELA MUNDIM TEIXEIRA Fazenda Cocho D’Água - PEDRO LEOPOLDO - MG Tel.: (31) 3661-1033 / (31) 9984-5837 mariangelalmt@yahoo.com.br MATEUS GIANNINI SILVA Agropecuária Giannini - SÃO JOÃO BATISTA DO GLÓRIA - MG Tel.: (35) 9981-4075 / (35) 9802-9893 / (35) 3522-0879 / (35) 8805-3017 mateusgiannini@hotmail.com MILLER CRESTA DE MELO SILVA Faz. Ribeirão Grande - SÃO JOÃO BATISTA DA GLÓRIA - MG Tel.:(35) 3526-2626 / (35)8827-2600 (35) 8819-2626 / (35) 8862-7400 contato@fazendaribeiraogrande.com.br MILTON DE ALMEIDA MAGALHÃES JÚNIOR e MILTON DE ALMEIDA MAGALHÃES NETO Fazenda Preciosa – UBERLÂNDIA - MG Fazenda Prata – ITUIUTABA – MG Fazenda Santa Barbara – GURINHATÃ – MG Tel.:( 34) 3235-7174 / (34) 9813-1990 / (34) 9812-1990 miltonmagalhaes@terra.com.br miltonneto@tropicalgenetica.com.br NELSON CLARET SOARES Fazenda Recanto do Aconchego – GOVERNADOR VALADARES – MG Tel.: (38) 9989-7565

PAULO CÉSAR BARREIRA Fazenda Vista Alegre - CARMO DA MATA - MG Tel.: (31) 3291-6773 / (31) 9953-6317 / (37) 9981-3290 pcbarreira@uol.com.br PAULO RICARDO MAXIMIANO Fazenda Cabanha e Corrego Branco - CAPETINGA - MG Tel.: (35) 3543-1623 / (35) 9126-9070 / (35) 9126-9066 elenaide@carthoms.com.br www.dacabanha.com.br PAULO ROBERTO ANDRADE CUNHA Fazenda Genipapo - UBERLÂNDIA - MG Tel.: (34) 3219-4801 / (34) 9971-1692 / (34) 9968-9736 fazenda.genipapo@hotmail.com PECPLAN ABS IMPORTAÇÃO E EXPORTAÇÃO LTDA Fazenda Santo Inácio - UBERABA - MG Tel.:(34) 3319-5400 mnery@absnet.com.br www.abspecplan.com.br PEDRO ANANIAS AGUIAR Fazenda Congonhas – ARAXA – MG Tel.: (34) 3661-2406 / (34) 9108-9988 / (34) 3661-1123 / (34) 9168-0723 PEDRO VENÂNCIO BARBOSA Fazendas Querência e Cristal - ONÇA DE PITANGUI – MG Tel.: (31) 3394-7505 / (37) 3235-1216 / (37) 9911-1037 cristalagropec@terra.com.br RAFAEL BASTOS TEIXEIRA Fazenda Mato Dentro - VIÇOSA - MG Tel.: (31) 3891-6746 / (31) 9812-3435 / (31) 8865-6746 rafaelzootecnia@yahoo.com.br www.fazendamatodentro.com.br RAFAEL CORRÊA FONTOURA Fazenda Água Santa - CONQUISTA - MG Tel.: (34) 3313-9305 / Cel.: (34) 9939-9309 RAMIZ MOREIRA E BRETAS Fazenda Estância 4 R’S - RIO PIRACICABA - MG Tel.: (31) 3852-2140 / (34) 8647-4655 / (31) 9700-5588 ramizbretas@yahoo.com.br REGINALDO ANTONIO VILELA Fazenda Aurora – GOVERNADOR VALADARES – MG Tel.: (33) 3276-8482 / (33) 3271-3530 / (33) 9989-7471 / (33) 3271-1585 REGINALDO JOSÉ DA SILVA Fazenda 5R - UBERABA - MG Tel.: (34) 3314-8167 / (34) 3332-6880 / (34) 3313-6766 / (34) 9909-2922 epsilva1@terra.com.br fazenda_5r@yahoo.com.br

ONOFRE EUSTÁQUIO RIBEIRO Fazenda São Bento - PARAOPEBA - MG Tel.: (31) 3714-7427 / (31) 9633-0049 onofreer@uai.com.br www.joaofeliciano.com.br

RENATO DA CUNHA OLIVEIRA Fazenda Baixadinha - CONCEIÇÃO DA ALAGOAS - MG Tel.: (34) 3332-4733 / (34) 3359-0202 / (34) 9979-5278 / (34) 9105-6566 rcko@terra.com.br fazendabaixadinha@terra.com.br

ORLANDO DE OLIVEIRA VAZ FILHO Fazenda Santa Isabel - PARAOPEBA - MG Tel.Com.:(31) 3714-3191 / (31) 3273-1234 / (31) 3714-4700 santaisabel@uai.com.br

RENATO ROCHA LAGE Fazenda Córrego Frio - SANTA MARIA DO ITABIRA - MG Tel.: (31) 3241-1832 / (31) 3241-1832 renaatorochalage@hotmail.com

ORLANDO GIORDANI DE MOURA Fazenda Vitória e Fazenda - SETE LAGOAS – MG Tel.: (31) 3773-1557 / (31) 9986-0046 / (31) 9986-0046 orlandogiordani@retificadieselsete.com.br

RICARDO CORDEIRO DE TOLEDO Fazenda Barreiro Branco – ABAETE – MG Tel.: (31) 3227-1202 / (31) 3303-9698

RODOLFO LUCIANO CECILIO Fazenda Nossa Senhora da Abadia – UBERABA – MG Tel.: (34)3312-1109 / (34)9972-1454 flavio.tx@uol.com.br RODRIGO CESAR NEIVA BORGES Fazenda Tiririca - PARACATU - MG Tel. (61) 3335-0444 RODRIGO COELHO DENIPOTE Fazenda São José do CanCan - SÃO JOSÉ DA BARRA - MG Tel.: (35) 3529-0600 / (35) 9133-1836 rodrigodenipote@hotmail.com RONALDO ALMEIDA DOS SANTOS Fazenda Fortaleza – CARMO DO RIO CLARO – MG Tel.: (35) 9985-5461 ronaldoalmeidasantos@gmail.com RONEY MÁRCIO QUIRINO Fazendas Rayputana e Benfeitor - DIVINOPÓLIS – MG Tel.:(37) 9987- 9927 / (37) 3229- 7604 / (37) 3229- 7784 roneyquirino@ig.com.br SADONANA AGROPEC. LTDA Fazenda Joaninha – BELO HORIZONTE – MG Tel.: (31)3492-8488 / (31)3492-9344 sadonanaagropecuaria@hotmail.com SENHORA DE FÁTIMA S/C LTDA Fazenda Chácara e Retiro - NOVA SERRANA - MG Tel.: (31) 3116-1666 / (31) 9991-6548 picolv@oi.com.br SILVIO QUEIROZ PINHEIRO Fazenda Arapoema - UBERABA - MG Tel.: (61) 3233-2848 / (61) 9989-4632 / (34) 9968-0596 silviop@solar.com.br

WAGNER DE PAULA TITONELI Fazenda Santa Helena – PIRAPETINGA – MG Tel.: (32) 3465-2737 / (22) 8118-0000 WILSON CARNEIRO SILVA JUNIOR Fazenda Berço da Lua - SANTA JULIANA - MG Tel.: (34) 3332-0101 WINSTON FREDERICO ALMEIDA DRUMON Fazenda Quilombo – CANAPOLIS – MG Tel.: (34) 3268-3359 / (34) 3262-1340 / (34) 3263-1340

Mato Grosso do Sul – MS CARLOS JACOB WALLAUER Fazenda Belas Artes – RIO BRILHANTE – MS Tel.: (51) 9981-5293 / (51) 3638-1164 / (51) 3452-7178 fortaleza@megaembalagens.com.br DENILSON LIMA DE SOUZA Fazenda Cachoeirinha - Gir Pantanal - TERENOS – MS TELS: (67) 3341-7835 / (67) 9906-8098 dlsouza@uol.com.br

HELBANIO BARBOSA DE SOUZA Fazenda Fortaleza - LAGUNA CARAPÁ - MS Tel.: (17) 3227-3993 / (17) 9772-3255 / (67) 9905-4384 helbanio@gmail.com JOSE HENRIQUE FUGAZZOLA DE BARROS Fazenda Natureza – NAVIRAI – MS Tel.: (16) 9996-0700 / (16) 3761-5588 luanacustodiobarros@hotmail.com RAVISIO ISRAEL DOS SANTOS Fazenda Los Angeles - NOVA ANDRADINA - MS Tel.: (67) 3441-1237 / (67) 9961-1526 ravisiojr@terra.com.br

GETÚLIO VILELA DE FIGUEIREDO Estância Cinco Estrelas - CUIABÁ - MT Tel.: (65)3624-1136 / (65)3623-1759 / (65)3624-2573 / (11)3758-9668 elsa@grupocincoestrelas.com.br www.grupocincoestrelas.com.br

TORRES LINCOLN PRATA CUNHA FILHO Estância Poty - UBERABA - MG Tel.: (34) 3312-4977 / Fax: (34) 3312-4916 TROPICAL GENÉTICA Fazenda Curicaca – UBERLÂNDIA – MG Tel.: (34)3211-5259 / (34)9178-3176 miltonmagalhaes@terra.com.br miltonneto@tropicalgenetica.com.br vicente@tropicalgenetica.com.br VANIR GARCIA LEÃO Fazenda Xanadú - IGUATAMA - MG Tel.Res.: (31) 3292-7673 / Com.Telefax: (31) 3337-4528 luciano.leao@yahoo.com.br adtec@gold.com.br

OSWALDO DE SOUZA JUNIOR Fazenda Prata - PRATAPOLIS - MG Tel. : (35) 3536-1738 - (35) 8817-1368

RICHARD HEBACH L’ABBATE Fazenda Texana - CURVELO - MG Tel.: (31) 3286-8004 rosane@mercosider.com.br

VIRGILIO VOLEFORT MARTINS JUNIOR Fazenda Curralinho – MORADA NOVA DE MINAS – MG Tel.: (31) 2191-7800 / (31) 3627-1094 eleide@villefort.com.br

PAULO AFONSO FRIAS TRINDADE JR. E OUTRA Faz. Nova Trindade - UBERABA - MG

ROBERTO DIAS DE CARVALHO Fazenda Juá - ARCOS - MG

VITOR CEZAR VELLOZO Fazenda Meu Sonho - MERCES - MG

SUPRANOR - IND. E COM. LTDA Fazenda Sanharó - ARCOVERDE - PE Tel.:(81) 2122-1855 / (81) 2122-1844 / (81) 9972-0678 supranor@supranor.com.br carlos.alberico@supranor.com.br

Peru PEDRO HUAMAN QUISPE Fazenda Cabana Canete –MONTER SURCO – PERU Tel.: (51) 14-278-0580

PIauÍ

JOAO MADISON NOGUEIRO Fazenda JM - TERESINA - PI Tel.: (86) 3232-2284 / (86) 3231-8785 /(86) 9988-1651 laticiniosantateresa@gmail.com

TARCÍSIO E. MORAES CASTRO JUNIOR Fazenda Santo Antonio – UBERABA – MG Tel.: (34) 9914-9070 / (34) 3332-4398 / 7812566

TOMAZ GONZAGA OTONI Fazenda Boa Vista – TEOFILO OTONI – MG Tel.: (33) 3521-6692 / (33) 9985-2185

FERNANDO ANTÔNIO MAIA RODRIGUES DE ALMEIDA Fazenda Pensilvania - LAGOA DO CARRO – PE Fazenda Santana – VITORIA DO SANTO ANTONIO Tel.: (81) 3445-1145 / (81) 8751-1620 / (81) 9133-9090 fazendapensilvania@gmail.com

GENETICA ADITIVA AGROPECUARIA Fazenda Remanso – CAMPO GRANDE – MS Tel.: (67) 3321-5166 / (67) 9984-6958 genetica@geneticaaditiva.com.br

EVANDRO LOUREIRO BORDA Fazenda São José do Sapateiro – CUIABA – MT Tel.: (65) 9981-1833 / (65) 3623-4888 / (65) 3321-4852 elborba@terra.com.br

TOMAZ DE AQUINO RESENDE Fazenda Rancho Fundo das Grotadas SANTO ANTÔNIO DO MONTE - MG Tel.: (31) 3426-8873 / (31) 3653-8873 / (31) 9982-1878 / (31) 9726-0997 tomaz@grotadas.com tomasar@uai.com.br

CRISTIANO DE B. MARCIO NOGUEIRA Fazenda Canadá - POMBOS – PE Tel.: (81) 9968-6524 / (81) 3482-2566 yanaco.abcz@gmail.com

ANDRÉ MAURICIO DE OLIVEIRA NOGUEIRA Fazenda Cajazeiras - TERESINA - PI Tel.: (86) 3233-3910 andrenogueirapi@gmail.com

TARCELIO SANTIAGO DA SILVEIRA JUNIOR Fazenda Toca das Lontras - ITAU DE MINAS - MG Tel.: (35) 3521-0117 / (35) 3522-6162 tarcelio@yahoo.com.br

TERRA MATA AGROPECUARIA LTDA Fazenda Terramata – UBERABA – MG Tel.: (34) 3312-0133 terramata@mednet.com.br

Pernambuco – PE

EDUARDO FOLLEY COELHO Fazenda Cabeceira da Prata – JARDIM – MS Tel.: (67) 3321-3351

RONAN RINALDI DE SOUZA SALGUEIRO Fazenda Fundão – CAMPO GRANDE – MS Tel.: (67) 3342-8742

RICARDO MIZIARA JREIGE Fazenda Nossa Senhora de Lourdes - UBERABA - MG Tel.: (34) 3321-7229 / (34) 3336-6707 melhorgen@netsite.com.br

| | | | Revista Gir Leiteiro 2013

VLADIMIR SENRA MOREIRA Fazenda Monte Verde - FERROS - MG Tel.: (31) 3263-0686 / (31) 3516-7500

SOCIEDADE EDUCACIONAL UBERABENSE Fazenda Escola Alexandre Barbosa - UBERABA-MG Tel.: (34) 3319-8760 / 3319-8763 / 3319-8818 / 3319-8834 zebu@uniube.br zebu2@uniube.br fazenda.escola@uniube.br

VIRGILIO VILLEFORT MARTINS Fazenda Curralinho – MORADA NOVA DE MINAS – MG Tel.: (31) 2191-7826 / (31) 3627-1094 eleide@villefort.com.br virgilio@villefort.com.br

OSVALDO XAVIER GONÇALVES Fazenda Oxygênio - COROACI - MG Tel.:( 31) 3342-2775 / (31) 9991-2773 irsf@terra.com.br

100

Tel.: (21) 2272-5000 /. (34) 3359-0121 fazenda@novatrindade.com.br

ROBSON FIDALGO AMUI Rancho Kalapalu – UBERABA – MG Tel.: (34) 3312-5384 / (34)3312-8258 / (34)9972-7364 amui@terra.com.br

Tel.: (32) 3212-7866 / (32) 9987-3994

Mato Grosso - MT

Pará – PA ANTÔNIO ABÍLIO MARQUES CORDERO Fazenda Fiel Agropecuária Ltda. - CASTANHAL - PA Tel.: (91) 4005-3445 / (91) 4005-3440 / (91) 8147-2323 abiliocordero@fiel.srv.br FRANCISCO EDVAN BEZERRA FEITOSA Fazenda Terra Boa de Mandacaru – PARAGOMINAS – PA Tel.: (31) 3222-8594 HILTON DA CUNHA PEIXOTO Fazenda Joaíma e Uraím - PARAGOMINAS – PA Tel.: (31) 3223-3942 / (31) 9605-0780 / (91) 3729-4388 / (91) 9996-3839 hiltonpeixoto@ig.com.br

Paraíba – PB EMEPA-EMPRESA ESTADUAL DE PESQUISA AGROPECUÁRIA DA PARAÍBA S/A Estação Experimental “João Pessoa” - UMBUZEIRO - PB Tel.: (83) 3395-1001 / (83) 3221-4504 eejp.@uol.com.br

Paraná – PR BEATRIZ C. GARCIA E FILHOS CONDOMÍNIO Fazenda Cachoeira 2C - SERTANÓPOLIS - PR Tel.: (43) 3356-2988 / (43) 3326-9001 fazenda@cachoeira2c.com.br JOÃO SALA Fazenda Bom Pastor - UMUARAMA - PR Tel.Res.: (44) 3622-5816 / Com.: (44) 3621-3700 / Fax: (44) 3621-3737 financeiro@autoramaautomoveis.com.br RANCHO SERRANO LTDA Rancho Serrano - LONDRINA - PR Tel.: (43) 3321-6082 / Cel.: (43) 9151-9000

Rio de Janeiro - RJ AGROP. COPACABANA COM. E PART. LTDA Fazenda Agropec. Copacabana - RIO DE JANEIRO - RJ Tel.: (21) 3736-7090 / (21) 8841-7090 andre.monteiro@grupocrivel.com.br AGROPECUÁRIA XUAB LTDA Fazenda Boa Vista – ARARUAMA – RJ Tel.: (21) 3553-7000 / (21) 2136-1005 xuab@xuab.com.br ALUISIO TELES FERREIRA FILHO Fazenda Tapera – AREAL – RJ Tel.: (21) 2629-1629 / (21) 8847-1629 ANA PAULA DE MARQUES Fazenda Santa Inês - CACHOEIRA DE MACACU - RJ Tel.: (21) 2745-4096 / (21) 2745-4064 / (21) 2745-4100 paulademarque@yahoo.com.br ARISTEU RAPHAEL LIMA DA SILVEIRA Sítio Gabriel - CACHOEIRAS DE MACACU - RJ Tel.: (21) 2713-5993 / (21) 9584-8524 CARLOS MAURICIO MEDINA GALEGO Fazenda Novo Paraíso – CACHOEIRAS DE MACACU – RJ Tel.: (21)3150-1736 / (21)2252-2131 CARMEN ROSA DE C. LINHARES ROIZ Fazenda Boa Esperança – SANTO ANTONIO DE PADUA – RJ Tel.: (21) 2433-2122 / (21) 2270-2578 fdoces@uol.com.br CELESTINO DA SILVA JUNIOR Fazenda São João dos Coelhos – DUAS BARRAS – RJ Tel.: (21) 2533-3378 / (21) 2551-0742 celestinoadv@bol.com.br CLOVIS TOSTES DE BARROS Fazenda São Marçal – MIRACEMA – RJ Tel.: (22) 3852-0014 EMERSON TEIXEIRA DE OLIVEIRA Rancho Sagrada Família - CACHOEIRA DE MACACU - RJ Tel.: (21) 2487-0912 / (21) 2401-6627 / (21) 2401-5942 / (21) 2419-4206 / gir@ranchosagradafamilia.com elizabetholiveira@jpi.com.br www.ranchosagradafamilia.com FERNANDO FIUZA DIZ Fazenda Santana - CACHOEIRA DE MACACU - RJ Tel.: (22) 2793-1250 / (22) 2793-1268 / (21) 2745-3160 / (21) 9986-1173 fernando@seaflux.com.br FILIPE ALVES GOMES Fazenda Volta Fria - Raposo - ITAPERUNA - RJ Tel.: (22) 3847-2284 / (22) 3847-2133 / (22) 9963-2284 fazendavoltafria@hotmail.com FRANCINIR ANTÔNIO SANCHES Fazenda Ouro Branco - GUAPIMIRIM - RJ Tel.: (21) 2221-1665 / (21) 9110-4900 / (21) 9983-1868 francinirsanches@uol.com.br GEISSE KERLY DE OLIVEIRA DA SILVA Fazenda Bom Jesus – CANTAGALO – RJ Tel.: (22) 9982-7884 / (22) 8139-0101 HÉRICA CRISTINA FERREIRA DINIZ GONÇALVES Agropecuária Alambari - RESENDE - RJ Tel.: (24) 3357-1310 / (24) 9996-3906 carmen@agropecuariaalambari.com.br


JEAN VIC M.A.A.M.V. E OUT. COND. Fazenda Serra do Luar - ITAPERUNA - RJ Tel.: (21) 9968- 4282 / (21) 9859-4889 jean_vic@ig.com.br JOÃO BATISTA BATISTA MARINHO Fazenda Vilarejo – CONSERVATÓRIO – RJ Tel. (24) 9825-9339 / (24) 2438-1266 / (24) 2438-2164 JOBSON DE ASSIS SALGADO Rancho Cerro Azul - CACHOEIRA DA MACACU - RJ Tel.: (21) 2745-0756 / (21) 9489-7014 salgadoassis@terra.com.br JOSÉ ANTÔNIO LOPES DE NORONHA Fazenda Rancho Paraty - CACHOEIRA DE MACACU - RJ Tel.: (21) 9612-4131 JOSÉ ANTÔNIO SILVA LINO Fazenda Acalanto – CAHOEIRAS DE MACACU – RJ Tel.: (21) 2548-8845 / (21) 9466-1800 jalagel@gmail.com zoejalzoe@gmail.com www.fazendaacalanto.com.br JOSÉ ARLEY LIMA COSTA Fazenda Parahy – CACHOEIRAS DE MACACU – RJ Tel.:(21) 3974-3030 / (21) 2745-4063 / (21) 9140-7266 / (21) 9144-0321 arley@arcoly.com.br parahy@arcoly.com.br www.fazendaparahy.com.br JOSÉ AUGUSTO MACIEL JORDÃO Fazenda Campo dos Sonhos – ARUAMA – RJ Tel.: (21) 2498-3745 a.jordao@globo.com luiscarvalho@globo.com JOSÉ LUÍS NEVES DE CARVALHO Fazenda Makabu – SANTA MADALENA – RJ Tel:(21) 2634-2553 / (21) 2222-0553 rurturaresp@uol.com.br LUIS MARIO MOREIRA SNOCK Fazenda Piedade Santa – VALENÇA – RJ Tel.: (21) 2667-2530 LUIZ CARLOS BANDOLI GOMES Fazenda Morro Alto - NATIVIDADE - RJ Tel.: (22) 2722-3211 / (22) 2733-1079 / (22) 9981-8707 micromedcom@terra.com.br LUIZ EUTÁLIO RODRIGUES DE ALMEIDA Fazenda Santa Luzia - CACHOEIRAS DE MACACU - RJ Tel.: (21) 2745-4096 / (21) 2745-4102 / (21) 2745-4064 / (21) 9272-6562 / eutalio@yahoo.com.br paulademarque@yahoo.com.br LUIZ RONALDO DE OLIVEIRA PAULA Fazenda do Catete – PLANALTINA – RJ Tel.: (34)3322-3522 / (34) 9192-9291 / (34) 9204-0007 / (34) 9976-0986 leitegir@leitegir.org.br MARCELO FERREIRA DE MENEZES Fazenda Recreio do Paraiso – PIRAI – RJ Tel.: (21) 9967-4900 fazenda@fazendarecreiodoparaiso.com MARCÍLIO FIGUEIREDO RODRIGUES Fazenda Quero Vê - SÃO JOSÉ DE UBÁ - RJ Tel.: (21) 2704-4304 / (21) 2717-8142 / (21) 9913-5025 / (22) 9896-8008 querove@ig.com.br www.querove.com MÁRCIO PALMA LEAL Fazenda São José - TRAJANO DE MORAIS - RJ Tel.:(22) 2551- 1573 / (22) 2551-1917 / (22) 8111-2457 / (22) 8124-5252 marcioleal.ratinho@gmail.com MARCO AURELIO GRILLO DE BRITO Fazenda Terra Nova - RIO DE JANEIRO - RJ Tel.:(21) 3325-8872 / (21) 3251-7000 / (21) 9159-1616 denise.grillo@terra.com.br MARCUS SILVEIRA DE MORAES Sitio Macapá - SANTA MARIA DE MADALENA - RJ Tel.:(22) 2551-0085 / (22) 2551-9000 / (22) 8823-6169 marcusmarcao@ig.com.br MILA DE CARVALHO LAURINDO E CAMPOS Fazenda Recreio - SÃO JOSÉ DE UBÁ - RJ Tel.: (32) 3722-3416 / Cel.: (22) 8803-4690 OTTO SOUZA MARQUES JUNIOR Fazenda Babitonga - CACHOEIRAS DE MACACU - RJ Tel.: (21) 2612-0031 / (21) 2745-4044 / (21) 2612-0859 / (21) 9478-5169 ciadoleitemarapora@ig.com.br PAULO MARCIO G. CONANGIA Fazenda Mico-Leão-Dourado - SILVA JARDIM - RJ Tel.: (21) 2266-3748

RENATO GUIMARÃES Fazenda Indaiá - PIRAÍ - RJ Tel.:(21)2502-7495 / (24) 2431-1274 / (24) 2431-1387 fazendaindaia@girdepirai.com.br www.girdepirai.com.br RIBAMAR MACEDO COELHO Fazenda Sítio Santa Luzia - CORDEIRO - RJ Tel.: (21) 2611-2286 / (21) 3637-3131 / (21) 9987-3200 RODRIGO MARTINS BRAGANÇA Fazenda Novo Destino - APERIBÉ -RJ Tel.:(22) 3864-1106 / (22) 9977-0001 rodrigobraganca@okinternet.com.br SERGIO LESSA Fazenda Las Horas - VASSOURAS - RJ Tel.: (21) 2492-5524 / (21) 2259-1245 / (21) 2259-0099 s.lessa@alternex.com.br VOLMER CERQUEIRA JACINTO Fazenda São Geraldo – CORDEIRO – RJ Tel.: (21) 2222-1394 / (21) 9220-4930 / (22) 2551-1582

Rio Grande do Norte – RN ACACIO SANZIO DE BRITO Fazenda Riacho Fundo – SERRA NEGRA DO NORTE – RN Tel.: (84) 3616-7900 / (84) 9962-3022 acacio@rn.sebrae.com.br EMPARN- EMPRESA DE PESQUISA AGROPEC. DO RIO GRANDE DO NORTE S/A Campo Experimental Felipe Camarão SÃO GONÇALO DO AMARANTE - RN Tel.: (84) 3232-5864 emparn@rn.gov.br www.emparn.rn.gov.br

Rio Grande do Sul – RS JOSÉ ADALMIR RIBEIRO DO AMARAL Faz. Das Nogueiras - CAXIAS DO SUL - RS Tel.:(54) 3283-1491 / (54) 3283-1625 / (54) 9975-4906 comercial@fazendadasnogueiras.com.br amaral@ultrapoxi.com.br www.fazendadasnogueiras.com.br

Rondônia – RO GEOVANI NUNES BARROSO Fazenda Curralinho - JARÚ - RO Tel. (69) 3521-1661 / (69) 9221-5384 geovani.dogirleiteiro@hotmail.com geovani@barroso@hotmail.com JOSE ELIAS DOS SANTOS Fazenda Dalas – COCAL – RO Tel. (69) 3441-5222 / (69) 9224-0331 acearensekcoal@hotmail.com

Santa Catarina – SC SEMEX DO BRASIL IMPORTAÇÃO E EXPORTAÇÃO LTDA Central – Blumenau – SC Tel.: (47) 3338-1400 / (47) 3231-0400 christian@semex.com.br joseluis@semex.com.br

São Paulo – SP ACCELERATED GENETICS DO BRASIL LTDA - AXELGEN Faz. Santo Antônio da Alegria - MOCOCA - SP Tel.: (16) 2137-7700 / (16) 9131-8719 / (16) 9128-2010 / (16) 9262-3018 jcastro@axelgen.com.br secretaria@axelgen.com.br vivacqua@axelgen.com.br www.axelgen.com.br ADONIAS SOUZA DOS SANTOS Estância Vale dos Veredas - JUQUITIBA - SP Tel.: (11) 4667-2127 / (11) 5823-3017 / (11) 9114-0667 adonias@girveredas.com.br girveredas@girveredas.com.br ALBERTO PORTUGAL JUNQUEIRA CLETO Fazenda Santa Fausta – LINS – SP Tel.: (14) 3522-2247 / (14) 9666-6233 santafausta2@uol.com.br AMILCAR FARID YAMIN Fazenda São Judas Tadeu do Chapadão - PORTO FELIZ - SP Tel.: (11) 2131-7755 / (11) 2131-7778 / (15) 3262-6050 nair@corona.com.br ANDERSON PONTES Estância Agro Pontes – BIRIGUI – SP Tel.: (18) 3642-2288 / (18) 3643-3563 / (18) 8113-0672 anderson@andersoncomponentes.com.br

PLINIO BASTOS DE BARROS NETTO Fazenda Prosperidade – MIRACEMA – RJ Tel.: 21 2619-412 / 21 8100-8912 pliniobastos@grupobertin.com.br

ANTONIO LOPES BATISTA Fazenda Albalat - ATIBAIA - SP Tel.: (11) 2423-2800 (11) 9330-9619 / (11) 2421-7902 / (11) 4402-9016 alopes@superlopes.com.br paula.renesto@superlopes.com.br

RAFAEL MATHIAS MOTTA Fazenda Batalha – ITAPERUMA – RJ Tel.: (22) 3831-1468 / (22) 8828-2002 fazendabatalha@ig.com.br

BOM JARDIM DA SERRA AGROPECUÁRIA LTDA Fazenda Quebra Cuia - MOCOCA - SP Tel.:(19) 3665-3634 / (19) 3667-8446 / (19) 3665-5059 / (19) 3656-7618

bomjardim@terra.com.br fazendaquebracuia@uol.com.br gquintella@uol.com.br www.fazendabomjardim.com.br BRÁULIO QUEIROZ PINHEIRO Fazenda Nova Estiva - BURITIZAL - SP Tel.: (16) 3729-3870 BRUNO KNOOP CARDOSO NOBRE DE CAMPOS Sitio Três Colinas - APARECIDA - SP Tel.: (12) 3672-2783 bruno.knoop@gmail.com

Associados

CARLOS ALBERTO DA SILVA Rio Vale Agronegócios - PORANGABA - SP Tel.: (11) 3042-6312 / (11) 3889-0507 / (11) 9105-2030 cliente@riovale.com carlos@publique.com www.riovale.com

ABCGIL

CORONA AGROPECUÁRIA Fazenda São Judas Tadeu do Chapadão – PORTO FELIZ – SP Tel.: (11) 2131-7755 / (11) 2131-7778 / (15) 3262-6050 nair@corona.com.br CRISTIANO DE OLIVEIRA CANHA Fazenda Menina Paula – SÃO JOSE DO BARREIRO – SP Tel.: (21) 9873-9914 / (21) 9999-4000 CRV LAGOA DA SERRA LTDA Fazenda CRV Lagoa da Serra - SERTÃOZINHO - SP Tel.: (16) 2105-2299 / (16) 2105-6677 adriana.zaia@crvlagoa.com.br www.crvlagoa.com.br DALILA GALDEANO LOPES Sítio São João - MARÍLIA - SP Tel.: (14) 3425-2944 / (14) 2105-7777 / (14) 2105-7758 dalilagl@terra.com.br DANIEL COSTA MENDES Rancho Campo Alegre - SÃO JOÃO DA BOA VISTA - SP Tel.: (19) 3622-2959 / (19) 9100-7555 / (19) 8109-5551 / (19) 9144-3443 daniel@girleiteiroca.com.br www.girleiteiroca.com.br DUARTE QUEIROZ PINHEIRO Fazenda Santa Rita da Estiva - BURITIZAL - SP Tel.: (16) 9998-7842 duarteqpinheiro.girdaestiva@hotmail.com EDUARDO FALCÃO DE CARVALHO Estância Silvania - CAÇAPAVA - SP Tel.:(12) 3302-3077 / ( 12) 9713-7144 / (12) 9761-2237 girleiteiro@estanciasilvania.com.br www.estanciasilvania.com.br EDUARDO NICOLAU AMBAR Estância Saint. Nicolas - ÀGUAS DE LINDÓIA – SP Tel.: (19) 3824-2259 FERNANDO AUGUSTO REHDER QUINTELLA Fazenda Angolinha - MOCOCA - SP Tel.: (11) 3034-3084 / (11) 3854-1774 / (11) 9660-2562 gquintella@uol.com.br INSTITUTO DE ZOOTECNIA DO ESTADO DE SÃO PAULO Estação Experimental de Zootecnia de Ribeirão Preto Tel.: (19) 3656-0200 Ramal 26 / (19) 3466-9400 polonordestinopaulista@apta.sp.gov.br JOÃO CARLOS DE ANDRADE BARRETO Fazenda Adriana - VALENTIM GENTIL - SP Tel.: (17) 3485-7451 / (17) 3485-1356 / (17) 9113-8433 / (17) 9136-8728 fazendaadriana@grupobarreto.com.br carlinhosbarreto@grupobarreto.com.br JOÃO CARRIJO DA CUNHA Fazenda Chaminé da Cachoeira - RESTINGA - SP Tel. Res. (16) 3722-2922 / (16) 9967-5122 joao.carrijo@gmail.com JOAQUIM JOSÉ DA COSTA NORONHAE OUT. COND. Fazenda Terra Vermelha - VARGEM GRANDE DO SUL - SP Tel.(19) 3643-7033 / (19) 9105-6660 /: (19) 3631-6575 girleiteirocampoalegre@yahoo.com.br www.girleiteiro-ca.com JORGE NUNES PEREIRA FILHO Chácara Santa Helena - JACAREÍ - SP Tel.: (12) 3962-6264 / (12) 3951-2000 / Cel.: (12) 9713-2296 JOSE CARLOS DE O. MACHADO JR. Mirante da Serra Hotel Fazenda – PORTO FELIZ – SP Tel.: (11) 4026-1364 JOSÉ DE CASTRO RODRIGUES NETTO Fazenda Santana da Serra - CAJURU - SP Tel.:(19) 3667-9404 / (16) 9128-2010 / (16) 2137-7700 jcastro@axelgen.com.br contato@girleiteirofb.com.br www.girleiteirofb.com.br JOSÉ FRANCISCO JUNQUEIRA REIS OU / COND Fazenda Sta. Fausta e São Francisco de Assis - LINS - SP Tel.: (14) 3522-2247 / (14) 3522-2948 / (14) 3523 6233 / (14) 9745-1470 / santafausta@uol.com.br JOSÉ LUIZ JUNQUEIRA BARROS Fazenda Café Velho - CRAVINHOS - SP Tel.: (16) 3625-2323 / (16) 3625-2174 joseljbarros@terra.com.br

até 28 de outubro de 2013

sbsantos@dglnet.com.br JOSÉ MARIA DE OLIVEIRA Fazenda Retiro – CAMPINAS – SP Tel.: (19) 3256-4979 jmoliveira1@terra.com.br

MILTON OKANO Sitio Nossa Senhora Aparecida - ITUVERAVA – SP Tel. 16-3839-3230 ou 16-8126-9584

JOSÉ ORLANDO BORDIN Fazenda Araquá - CHARQUEADA - SP Tel.: (11) 3813-7187 / (11) 5571-5494 / (11) 9614-2644 / (19) 3486-4601 geneticagir@gmail.com www.geneticagir.com.br

NELSON ARIZA Sítio Monte Alegre - NOVA GRANADA - SP Tel.:(17) 2136-9013 / (17) 3234-2086 / (17) 8122-2175 / (17) 8115-7651 nelsonariza@riopretopetroleo.com.br boi.assessoria@terra.com.br

KENYTI OKANO Fazenda Santo Antônio - ITUVERAVA - SP Tel.:(16) 3729-3391 / (16) 8118-0056 / (16) 3729-3646 / (16) 8118-0012 adrianookano@carol.com.br

NOÉ ARAÚJO Fazenda Santo Antônio da Bela Vista - PARAIBUNA - SP Tel.: (11) 3549-4990 / (11) 3288-5458 noearaujo@neoaraujoadoadv.com

LEANDRO FORTUNATO Sítio Vô Dubeto - PORTO FELIZ - SP Tel.: (11) 4393-6363 leandro@prodemol.com.br LÚCIO RODRIGUES GOMES Fazenda Valão do Cedro - TAUBATÉ - SP Tel.:(12) 3631-6329 / (12) 3632-6575 / (12) 9719-7219 / (12) 9156-6330 valaodocedro@ig.com.br valaodocedro@uol.com.br www.valaodocedro.com.br LUIS ISIDORO FELIPE Fazenda Nova Avanhadava e Rancho LF – ZACARIAS – SP Tel.: (11) 6755-8764 / (11) 9214-7674 / (11) 9742-2070 luisisidorofelipe@yahoo.com.br LUIZ FERNANDO TARANTO NEVES Fazenda Santa Maria da Barra Grande - ITATINGA - SP Tel.: (11) 3287-8361 / (11) 3289-4122 / (11) 3289-5808 / (14) 3847-3678 lfernando@fcl.com.br LUIZ ROBERTO LIMA DE MORAES Sítio Água da Mata - PONGAÍ - SP Tel.Res.: (11) 4521-5949 / Com.: (11) 4039-4070 / Cel.: (11) 7205-8447 lrl.moraes@bol.com.br www.thermoprat.com.br MAMEDI MUSSI NETO E OUTRO COND. Estância 2M - BARRETOS - SP Tel.: (17) 3322-5485 / (17) 3322-7900 / (17) 8141-5797 mamedimn@superig.com.br MANOEL IZIDORO DO CARMO Sítio Passagem da Servidão - SANTO ANDRÉ - SP Tel.:(11) 4451 6803 / (11) 8515-8717 construtoraccs@ig.com.br vitalconstru@uol.com.br MARCELO COSTA CENSONI / OUT.COND Fazenda Amazonas - LEME - SP Tel.:(19) 3633-2680 / (19) 35727463 / Cel.: (19) 9775-1640 marciajuri@hotmail.com MARCELO MIRANDA DE MEDEIROS Fazenda Boa Vista – TAUBATE – SP Tel.: (12) 3621-3210 / (12) 8111-9918 MARCOS RONALDO GASPAR Fazenda Rancho Tunin – CONCHAS – SÃO PAULO Tel.: (15) 3283-3309 / (15) 3283-3283-3461 / (15) 9796-4646

OURO FINO GENÉTICA ANIMAL LTDA. Sítio Haras Vitória - BRODOWSKI - SP Tel.: (16) 3512-2109 / (16) 3664-5008 osmar.junior@ourofino.com www.ourofino.com PAULO MASSANORI YAMAMOTO Fazenda Laranja Azeda - PEREIRA BARRETO - SP Tel.: (18) 9180-7483 PAULO ROBERTO CURI E RODRIGO CURI Fazenda Clarão da Serra - PARDINHO - SP Tel.:(14) 3882 2889 / (14) 9713 6841 rodcuri@lpnet.com.br PEDRO AVEDIS SEFERIAN Fazenda Danpris - AVARÉ - SP Tel.: (11) 3022-9441 /(11) 3683-2666 / (11) 9932-2158 pedro@cobernit.com.br SÉRGIO LUIZ NEVES DE OLIVEIRA ANDRADE Fazenda São Francisco - PARAIBUNA - SP Tel.: (12) 3941-6156 / (12) 3974-0434 / (12) 3941-6156 / (12) 9719-5266 sergiolona@bol.com.br URAPA PECUARIA E AGRICOLA LTDA Fazenda Matão – BOTUCATU – SP Tel.: (14) 3882-4880 VALENTIM PECOLLOTTO NETO Sitio Veneza – CAMPINAS – SP Tel.: (19) 3231- 2499 valntimpeccolotto@terra.com.br VALERIA RIBAS CAMARGO Estância Guatambu – ATIBAIA – SP Tel.: (11) 6221-3247 / (11) 6203-9363 fazendaguatambu@fazendaguatambu.com.br WALDIR JUNQUEIRA DE ANDRADE Fazenda Iracema - LINS - SP Tel.: (14) 3522-1196 / (14) 3522-1094 / (14) 3522-2705 / (14) 9118-5362 waldirja@linsnet.br andreandrade@linsnet.br

Tocantins – TO NAPOLEÃO MACHADO PRATA E FILHOS Fazenda Prata do Norte – ARAGUAÍNA – TO Tel.: (63) 3421-4336 / (63) 3411-1159 / 63 9207-2729 fazendapratadonorte@hotmail.com

MARIA TEREZA LEMOS COSTA CALIL Fazenda Paraiso - FRANCA – SP Tel.: (16) 3625-6253 / (16) 3977-2700 / (16) 8155-4444 / (16) 8155-5667 mariatereza@fazendaparaiso.com.br MARIO ROBERTO EWBANK SEIXAS Fazenda Estância Mário Roberto - PATROCÍNIO PAULISTA - SP Tel.:(16) 3145-1727 / (16) 3723-1515 / Cel.: (16) 9999-9200 postomarioroberto@hotmail.com www.marioroberto.com.br MB AGRÍCOLA E PECUÁRIA LTDA Fazenda Boa Esperança da Serra - MOCOCA - SP Tel.: (19) 3666-5500 / (19) 3656-2850 / (16) 9791-1090 / (16) 9775-6949

Revista Gir Leiteiro 2013 ||||

101


Agenda EXPOSIÇÕES Fevereiro

Julho

4ª Exposição Regional do Gir Leiteiro de Aracajú/SE – FAESE 2013

3ª Exposição Regional Gir Leiteiro de Pompéu/MG

2014

6ª Exposição Regional de Governador Valadares/MG

Março

2ª Exposição Regional do Gir Leiteiro de Cuiabá/MT

6ª Exposição Regional do Gir Leiteiro de Avaré/SP – EMAPA 2013

2ª Exposição Regional do Gir Leiteiro de Macaé/RJ

4ª Exposição Regional do Gir Leiteiro de Passos/MG

Abril

Agosto 8ª Exposição Estadual Mineira do Gir Leiteiro de Sete Lagoas/MG

4ª Exposição Regional do Gir Leiteiro de Araxá/MG

6ª Exposição Regional do Gir Leiteiro de Salvador/BA - EXPOAGRO

5ª Exposição do Gir Leiteiro de Campo Grande/MS

6ª Exposição Estadual do Gir Leiteiro de Vitória/ES

5º Exposição Regional do Gir Leiteiro de Pará de Minas

4ª Exposição Estadual do Gir Leiteiro de Ituverava/SP 5ª Exposição Regional do Gir Leiteiro de Unaí/MG

Maio

3ª Exposição Regional do Gir Leiteiro de Tupã/SP

80ª Expozebu - Uberaba/MG

5ª Exposição Especializada do Gir Leiteiro de Itabira/MG

3ª Exposição Regional do Gir Leiteiro de Curvelo/MG 5ª Exposição Especializada do Gir Leiteiro de Belo Horizonte/MG

Setembro

8º Exposição Especializada do Gir Leiteiro de Franca

6ª Exposição Regional do Gir Leiteiro de Teófilo Otoni/MG

6º Exposição Regional do Gir Leiteiro de Morrinhos/GO 5º Exposição Estadual Gir Leiteiro de Goiás

Outubro

4º Exposição Regional do Gir Leiteiro de Jequié/BA

6ª Exposição Regional do Gir Leiteiro de Alagoinhas/BA 5ª Exposição Regional do Gir Leiteiro de São José do Rio Preto/SP

Junho

2ª Exposição Regional do Gir Leiteiro de Barra Mansa/RJ

3ª Exposição Regional do Gir Leiteiro de Jataí/GO

3ª Exposição Regional do Gir Leiteiro de Lins/SP

16ª Exposição Nacional do Gir Leiteiro - MEGALEITE 2013 - Uberaba/MG

2ª Exposição Regional do Gir Leiteiro de Goiânia/GO

5º Exposição Regional do Gir Leiteiro de Bela Vista do Goiás

2ª Exposição Regional do Gir Leiteiro de Itabuna/BA

2ª Exposição Regional do Gir Leiteiro de Itaperuna/RJ 8ª Expoisção Regional do Gir Leiteiro de Mococa/SP

Novembro

4ª Exposição Regional do Gir Leiteiro de Ituiutaba/MG

VII Exposição Internacional do Gir Leiteiro - INTERLACTEA - Avaré/SP 11ª Exposição Estadual Baiana do Gir Leiteiro - FENAGRO/BA

102

| | | | Revista Gir Leiteiro 2013


Revista Gir Leiteiro nº17 - Novembro 2013  

Revista Gir Leiteiro nº17 - Novembro 2013  

Profile for abcgil
Advertisement