Page 1

Marcha da ficcc quebra recorde e Brasil chega em segundo lugar Páginas 4 e 5 FOTO Alexandre Teixeira

ABCCC abrirá vagas para o corpo técnico

Depois de 750 quilômetros, Estrela do Rincão da Querência, em primeiro plano, foi a melhor colocada entre os quatro animais brasileiros

Confira nesta edição - Classificatórias ao Freio de Ouro - Semifinal Campeonato Nacional de Paleteada - Informes ABCCC

- Vaquejadas

- Remates - Rédeas e ampla cobertura dos eventos de outono

Visando dar o atendimento adequado aos seus associados, a entidade selecionará novos técnicos para que se incorporem ao seu quadro de profissionais. As adesões para o processo seletivo poderão ser realizadas de 10 de junho a 10 de julho na sede da ABCCC. Confira as informações completas na pag 31, Informe ABCCC.


2 | JUNHO de 2010

Editorial Preparação total para a Copa Junho começou. As TVs, jornais e revistas de todo o País parecem ter perdido do painel de cores o vermelho, o laranja ou o roxo, pois abusam do verde e do amarelo estampando capas e comerciais. Milhares de pessoas já atravessam o Atlântico para ver de perto a Seleção de Dunga garimpar o Hexa. Enquanto isso, nas pistas de areia e nas mangueiras do Mercosul afora, em especial nas do Brasil, a luta de animais, ginetes, criadores e proprietários está cada vez mais árdua. Mas, ainda, para garantir uma vaga na grande Seleção: o Freio de Ouro 2010. A cada etapa ClassifiA cada etapa catória existe um mix Classificatória existe um mix de emoção, de emoção, técnica técnica e muita destreza. e muita destreza. Ingredientes que, assim Ingredientes que, ascomo no futebol, levam sim como no futebol, à vibração do público, levam à vibração do neste caso, fiel e público, neste caso, apaixonado pelo Cavalo fiel e apaixonado Crioulo. Conforme o pelo Cavalo Crioulo. Setor de Eventos da ABCCC, só este ano são aproximadamente 450 conjuntos disputando ponto a ponto uma das 96 vagas da maior Copa da Raça Crioula. No mês de maio foi a vez de Rio Grande e de Santa Maria definirem os “atletas” que tentarão buscar o título em Esteio, RS. Em Rio Grande, que sediou uma etapa Classificatória depois de sete anos, os 50 conjuntos precisaram enfrentar as adversidades climáticas. Já em Santa Maria, apesar do número menor de participantes, 36 cavalos, e da fina garoa durante o sábado, que provocou alguns escorregões, a agilidade do gado e as condições da pista e da mangueira proporcionaram um verdadeiro espetáculo, digno de uma final de Copa. As médias obtidas pelos primeiros colocados - 20,176 entre as fêmeas e 20,030 entre os machos – já desenham a qualidade dos nossos atletas, que deverão “entrar em campo” entre os dias 26 e 29 de agosto.

O Jornal Cavalo Crioulo é o órgão oficial da Associação Brasileira de Criadores de Cavalos Crioulos (ABCCC), com periodicidade mensal de 4 mil exemplares. ABCCC, Av. Fernando Osório, 1754-A, CEP 96055-000, Caixa Postal 571, Pelotas, RS. www.abccc.com.br, fone (0XX53) 3223-2122. Correspondências ao jornal devem ser remetidas para Ana Maria Smidt, rua São Luiz, 1134, apto 203, Porto Alegre, RS, CEP 90620170, anasmidt@terra.com.br, fone (0XX51) 9966-6242. DIRETORIA ABCCC 2008/2010:

PRESIDENTE: ROBERTO SIDNEY DAVIS JUNIOR VICE PRESIDENTES: ALFREDO RIBEIROTELLECHEA,AVELINO ANTONIO VIEIRA NETO, EDGAR HERNANDES CANDIA e FREDERICO WOLF 1º SECRETÁRIO: ÁLVARO ALBUQUERQUE DUMONCEL

Opinião

Cavalo Crioulo

Mais tecnologia para melhorar o acesso do usuário Este mês, a Associação Brasileira de Criadores de Cavalos Crioulos (ABCCC) investiu pesado em tecnologia. Além de uma nova cara para o site, ampliou o servidor e o link, mecanismos que vão permitir mais agilidade nas pesquisas online. O objetivo é melhorar o acesso dos usuários aos serviços da instituição, especialmente à pesquisa da história dos animais. O novo site tem um layout mais moderno, e os conteúdos foram separados e organizados a partir de cada prova. Porém, até o momento, só estão disponíveis informações como resultados, notícias e fotos do Ciclo 2010. “Quando o site nasceu, há cerca de dez anos, a única intenção era divulgar a ABCCC”, recorda Daniel Medina Curi Hallal, administrador da Inforede, empresa responsável pela manutenção da internet da ABCCC. Conforme Hallal, com o passar dos anos, novos serviços foram agregados e o volume de usuários também aumentou. “Começava aí um verdadeiro escritório de negócios virtual”. André Lafuente da Cunha, diretor técnico da Rede Light, organização que também presta serviços à ABCCC na área de informática, explica que o novo servidor terá uma capacidade de processamento quatro vezes maior que o anterior. “Isso tornará as buscas mais rápidas”, frisa. A decisão da Diretoria e Gerência em investir em mais tecnologia tem como base a pesquisa publicada no site da ABCCC, com início na segunda quinzena de abril. O estudo mostrou que os usuários enfrentavam dificuldades para acessar pesquisas como a de Mérito. “Isso ocorria em razão de um sistema que já não atendia mais as atuais demandas”, justifica Cunha. O administrador da Inforede, Daniel Hallal, acrescenta, ainda, que no caso específico das pesquisas do Mérito, trata-se da busca mais complexa disponibilizada na web pela Associação. “Antes só uma ou duas pessoas usavam o serviço. Hoje, temos dezenas fazendo procuras em uma

Site da ABCCC ganhou nova apresentação e agilidade

mesma fração de tempo, e isso exigiu mais do processador”. Atualmente, a página da ABCCC (www.abccc.com.br) recebe mais de 7,4 mil acessos todos os dias. Durante o Freio de Ouro, esse número chega quase ao dobro.

Zeca Macedo produz vídeo O cinegrafista da TV ABCCC, Carlos Gianotti Neto, foi o responsável pela realização de um DVD mostrando como Zeca Macedo treina os cavalos para o Freio de Ouro. “Quando o conheci, ele logo me falou a respeito. Fizemos uma boa amizade e ele manifestou intenção de gravar comigo o DVD. Gravamos em fevereiro de 2010. Foram três semanas de gravação, e para quem treina cavalo lá estão dicas técnicas específicas para treinamento do animal em cada Prova Funcional do Freio”. Gianotti explicou que o vídeo parte do princípio de cavalos já domados; começa com treinamento no Redondel, mostrando as reações do cavalo ao comando. O DVD Treinamento de Cavalos para as Provas do Freio de

O Jornal Cavalo Crioulo é o órgão oficial da Associação Brasileira de Criadores de Cavalos Crioulos (ABCCC) Preencha o cupom e remeta com cheque nominal para Av. Fernando Osório, 1754-A, CEP 96055-000, Caixa Postal 571, Pelotas, RS

Ouro, com Zeca Macedo, está à disposição para venda com o próprio ginete. Segundo Gianotti, vai interessar às pessoas que amam cavalos, aos ginetes, a quem deseja montar um Centro de Ttreinamento. O material tem três horas e meia e foi gravado no Haras Potra Moreno, onde se situa o Centro de Treinamento de Zeca Macedo, na praia do Cassino. São apresentados vários cavalos das Cabanhas que apóiam o DVD. A locução é de Zeca Macedo, em cima do cavalo e com microfone sem fio. As dicas são dadas instantaneamente, na medida em que o cavalo vai apresentando reações durante o treinamento. “Ficou bem didático, pois ele vai ensinando em cima dos próprios erros que o cavalo comete, ao vivo”.

 Gostaria de assinar o Jornal Cavalo Crioulo (assinatura anual: R$ 36,00) Nome:..................................................................................................................... CPF: ................................................. Fones:.......................................................... Endereço:................................................................................................................ Município: .................................................................. Estado:............................... CEP: .................................. e·mail:.........................................................................

____________________________________ Assinatura

2º SECRETÁRIO: MARCELO BERTAGNOLLI 1º TESOUREIRO: FÁBIO LANGLÓIS RUIVO 2º TESOUREIRO: FRANCISCO MARTINS BASTOS SOBRINHO DIR. EXPOSIÇÕES: MANUEL LUIZ BENEVENGA SARMENTO DIR. DIVULGAÇÃO: JAYME MONJARDIM MATTARAZZO CONSELHO FISCAL: Titulares: DANIEL ANZANELLO, EDUARDO MACEDO LINHARES e PAULO GOMES MÓGLIA Suplentes: ALDO VENDRAMIM, ELISABETH AMARAL LEMOS e MANUEL ROSSELL SARMENTO PRES. C. DEL.TÉCNICO: JOÃO MANOEL CORDEIRO COSTA Membros: OSVALDO DORNELLES PONS, JOSÉ ANTÔNIO MARQUES FAGUNDES, CÁSSIO SOUZA BONOTTO, JOSÉ FRANCISCO PEREIRA DE MOURA e FRANCISCO KESSLER FLECK DIR. M. RESISTÊNCIA: JOÃO ALBERTO DUTRA SILVEIRA Membros: ALEXANDRE VALENTE SELISTRE, ANTONIO FERNANDO HECKER ZAMBRANO, BAYARD BRETANHA JACQUES, CESAR RODRIGUES, FLÁVIO XAVIER KREBS, LUIZ CARLOS CASSAL DE

ALBUQUERQUE, SILVIO MIRANDA MUNHOZ DIR. P. FUNCIONAIS: TELMO MOTTA JUNIOR Membros: CIRO MANOEL CANTO DE FREITAS, LUIZ ALBERTO MARTINS BASTOS, LAURO VARELA MARTINS, ROUGET GIGENA WREGE e ALEXANDRE DI DOMENICO

 Editora Executiva: Ana Maria Smidt, Reg. Prof. 4343 | anasmidt@terra.com.br  Edição: Eliana Freitas Mainieri - MTB 4665/RS  Trabalharam nesta edição: Renato Dalto, Ana Maria Smidt, Eliana Freitas Mainieri e Nívea Oliveira  Fotografias: Almirante Neves, José Guilherme Martini, Felipe Ulbrich, Mário Tissot e Nívea Oliveira.  Editoração Eletrônica: Bem Estar Comunicação - (51) 3026.7515  Impressão: Grupo Editorial Sinos SA, Novo Hamburgo (RS), fone (51) 3594.0444  Publicidade: Almirante Neves. fone (51) 9999-1016 almiranteneves.cavaloscrioulos@gmail.com


Cavalo Crioulo

JUNHO de 2010

|3


4 | JUNHO de 2010

Crioulo em Marcha

Cavalo Crioulo

Record quebrado, brio e resistência na Marcha Internacional da FICCC A

égua moura chegou a galope, na derradeira etapa livre de 50 quilômetros, trocando orelha e esbanjando fôlego sob uma chuva fina guaqueada que pegava de frente cavalos e cavaleiros na manhã fria de Trinidad, no departamento de Flor es, no Uruguai. Malita la Invernada, conduzida por Leandro Faccin Rodrigues foi a grande vencedora da Marcha Internacional da FICC. Nesse domingo, dia dois de maio de 2010, nos pagos uruguaios, berço da marcha de resistência, esta moura também bateu o record do tempo das marchas da FICC em 11 minutos- o tempo total da vencedora foi de 54 horas, 46 minutos e 45 segundos. A segunda colocada foi da representação brasileira, outra moura, Estrela do Rincão da Querência, de Aceguá. Ela fez o tempo total de 54 horas, 54 minutos e 25 segundos, conduzida por um de seus proprietários, Luiz Cezar Rodrigues, irmão do legendário Balula ( Luis Alberto Rodrigues), hoje a grande referência em marcha de resistência no Brasil. Na verdade, a primeira e a segunda colocada quebraram o record das marchas da FICC - cujo menor tempo tinha sido até então da

Estrela do Rincão da Querência, 2º lugar

Regalada, 3º lugar

Fotos Alexandre Teixeira

Malita la Invernada, 1º lugar na Marcha Internacional

égua uruguaia Corralera, de Carlos Bolz, que havia feito em 2003 o percurso com 54 horas, 57 minutos e 16 segundos. Foi uma exaltação ao brio, à coragem, à exigência de condições que, em quinze dias, oscilaram entre o calor, o frio, a chuva, o terreno de altos e baixos. Dos 36 inscritos, chegaram apenas 16. E neles alguns casos comoventes de superação, como o da bragada Fortaleza San Telmo, que mesmo com uma grande escoriação no lombo reuniu força e vergonha para chegar em quinto lugar. Sem contar com a observação do pessoal de La Invernada na manhã de domingo, quando a moura Malita parecia com o olhar fixo, concentrado no horizonte. Parecia antever uma vitória que, afinal, não foi só dela, mas de todos os participantes. É com um certo orgulho que João Alberto Dutra Silveira, diretor de marchas da ABCCC, faz a contabilidade da performance dos brasileiros. Dos quatro animais inscritos, três chegaram. Além da segunda colocada, concluíram a prova a outra égua do Sítio Querência, Estermina, em oitavo lugar, e Vencedora do Rincão dos Xucros, da Cabanha Rincão dos Xucros, em 11 lugar. Para João Alberto, isso demonstra um aproveitamento de 75%, enquanto que entre os 26 uruguaios apenas 11 ( 40 %) concluíram a marcha e entre os sete

Estermina do Rincão da Querência, Tiento Pucha e Tremendo Molles, 8º, 9º e 10º lugares

representantes da Argentina, dois ( 30%) chegaram ao final. Até a última etapa, por exemplo, as duas mouras do Sítio Querência ( Estermina e Estrela) estavam em primeiro e segundo lugar.“Elas chegaram bem, a que ficou em segundo lugar não estava nas melhores condições, teve problema de casco, teria que parar uns quatro meses, mas repousou só 20 dias e seguimos tocando”, afirma Luis Umberto Rodrigues, o Balula. E havia também, no caminho dessa égua de Balula, uma outra uma outra moura que representa quase uma legenda que leva o nome de La Invernada. Leandro Faccin Rodrigues, brasileiro de Santana do Livramento, veterinário que trabalha em La Invernada, foi quem conduziu Malita à vitória. “É a primeira marcha que eu participo, vinha cuidando essa égua a tempo e acho que ela tem todos as condições, tem tipo físico, estrutura e sangue. Mas só me dei conta que ia ganhar faltando uns três quilômetros pra chegada, pois não vinha ninguém por perto”, conta. O administrador da estância, João Antonio Martins, revela também que a égua vinha sendo preparada para outra prova. “Estavamos preparando ela para o enduro da Associação Eqüestre Internacional e decidimos coloca-la na marcha”. E Silvia Martins, uma das proprietárias de La Invernada, considerou “fantástico” o fato de que dos cinco primeiros colocados, “todos tinham o sangue dos nossos animais”. Gonçalo Pepe, presidente da Sub Comissão de Marchas da Sociedade de Criadores de Cavalos Crioulos do Uruguai (SCCCU), lembrou um fato relevante: “A marcha foi muito positiva porque reuniu os três países, Brasil, Uruguai e Argentina”. Essa observação foi endossada pela Presidente da SCCCU, Alma Elorza de Asnárez, lembrando ainda a importância que a marcha tem no Uruguai. “Em Salto ( onde larga a marcha uruguaia, no dia 13 de junho) já temos 68 participantes inscritos”. Ao final, na premiação, lá estava também o presidente da Associação Argentina, Luis Amadeo Lastra, observando que era preciso unificar os critérios das marchas nos três países. O fato é que foi dura, rigorosa e exigente essa marcha uruguaia. O sangue, o brio e a determinação da moura de La Invernada superou tudo isso. O olhar fixo dela no horizonte, na manhã chuvosa e fria daquele domingo, prenunciava isso. O prenúncio se confirmou. Renato Dalto

Vencedora do Rincão dos Xucros, 11º lugar


Crioulo em Marcha

Cavalo Crioulo

JUNHO de 2010

|5

Uma prova entre a exigência, o critério e a tradição O Uruguai é o berço das marchas de resistência. Isso depõe em muitas coisas e permeia várias opiniões. Como a da própria presidente da associação dos criadores, Alma Elorza de Asnárez, quando se refere à importância de uma égua uruguaia vencer a prova internacional. Ou do orgulho de João Alberto Dutra Silveira, diretor de marchas da ABCCC, ao falar da performance dos brasileiros. Com etapas mais longas, a maioria delas controladas e apenas duas livres, a prova exige controle e regularidade, além de mais fôlego a cada etapa. A comissão veterinária, formada por Alicia Gini Suares e Francisco Acerenza, vai a minúcia dos detalhes, desde a irrigação sanguinea periférica, a sensibilidade muscular, os ruídos intestinais até a freqüência vascular e respiratória. “Há uma grande diferença na marcha internacional, é que ela se faz mais rápido”, explica Alicia. Como não é permitido nenhum tratamento, os veterinários cuidam da orientação do manejo e de aliviar possíveis feridas e claudicações – ou, no caso, determinar o abandono da prova. Além disso, ao final, realizam o exame anti-doping. O certo é que esses critérios da marcha internacional exigem adaptação dos concorrentes. “Acredito que temos que unificar os regulamentos para que este tipo de marcha não se torne tão dura”, diz o presidente da Associação Argentina, Luis Amadeo Lastra. Independente de critérios ou avaliações, a marcha reaviva tradições e acende talvez o mais gaúcho dos costumes – o de andar a cavalo e percorrer distâncias. Um costume que se renova nesses tipos campeiros que brotam em cada pago. O mais luminoso deles, na tarde chuvosa uruguaia, era Ivan Aguirre, argentino de Corrientes, de 15 anos, que de bombacha e alpargatas encharcadas naquela manhã de domingo concluiu a prova em quinto lugar e fez também a melhor colocação entre a representação argentina. “Faz três anos que corro a marcha. Trabalho na estância La Encarnacion, em Mercedes. Domo cavalos por lá”, contou timidamente em meio a festa da entrega de prêmios, onde foi agraciado com o troféu da Intendência de Flores como o ginete mais jovem.

Grupo de ginetes que participaram da prova internacional

João Alberto vibrou com saldo brasileiro

João Antonio Martins, administrador da La Invernada

Imprensa ABCCC contou com solidariedade para desatolar carro

RESULTADOS

Zambrano recebeu registro de participação

1º lugar - Malita la Invernada, de Plácido Martins, Cabanha La Invernada, Uruguay. 54:46:45 2º lugar - Estrela do Rincão da Querência, de Luiz Cezar/Luis Umberto Silva Rodrigues, Cabanha Sítio Querência, Brasil. 54:54:26 3º lugar – Regalada, de John Moor, de Cabanha Paso del Horno, Uruguay. 54:57:52 4º lugar - Bolichera de Fraile Muerto, de Hnas. Isasti Esteves, Cabanha San José de Fraile Muerto, Uruguay. 55:06:07 5º lugar - Palo Borracho la Torda, de La Loma S.A., Cabanha La Loma, Argentina. 55:09:06 6º lugar - Fortaleza San Telmo, de Horácio y Diego de Brum, Cabanha San Telmo, Uruguay. 55:09:17 7º lugar - Bailadora Jazmin, de Gerardo e Ricardo Giorello, Cabanha Los Jazmines, Uruguay. 55:17:18 8º lugar - Estermina do Rincão da Querência, de Luiz Cezar/Luis Umberto Silva Rodrigues, Cabanha Sítio Querência, Brasil. 55:20:03 9º lugar - Tiento Pucha, de Luis Puig, Cabanha Serra Vista S.A. 55:21:01 10º lugar - Tremendo Molles, de Horácio Castells, Cabanha La Lucila, Uruguay. 56:09:16 11º lugar - Vencedora do Rincão dos Xucros, de Condomínio Irmãos Zambrano, Cabanha Rincão dos Xucros, Brasil. 56:15:06 12º lugar - Ariscona El Remate, de Juan Miguel Straumann, Cabanha El Remate, Uruguay. 56:48:51 13º lugar - Corralera 616, de Carlos Alberto Dolz, Cabanha El Sarandi, Uruguay. 56:59:17 14º lugar - Fortin Frontera Espantabrujas, de Mariano Wenceslao Andrade, Cabanha Santa Célia, Argentina. 57:34:33 15º lugar - Guri Bagual, de Santiago Negro, Cabanha La Victória, Uruguay. 60:45:29 16º lugar - La 326 del Pilar, de Pedro Maria Dartayete, Uruguay. 61:02:00

Almoço de confraternização marcou encerramento

Outros prêmios Animal em melhores condições de seguir a marcha, 1º lugar categoria éguas e melhor colocada do Uruguai - Malita La Invernada, de Suc. Plácido Martins S.A, Uruguai Melhor colocado do Brasil e melhor lombo - Estrela do Rincão da Querência, de Luiz Cezar/ Luis Umberto Rodrigues, Brasil. Melhor colocado da Argentina - Palo Borracho la Torda, de La Loma S.A, Argentina. Melhor selo racial - La 326 del Pilar, de Pedro Maria Dartayete, Uruguai 1º lugar padrillos -Tremendo Molles, de Horacio Castells, Uruguai Luiz Cezar e Luis Umberto premiados pelo 2º lugar

1º lugar castrados - Guri Bagual, de Santiago Negro, Uruguai Pepe coordenou Marcha do Uruguai


6 | JUNHO de 2010

Cavalo Crioulo


Cavalo Crioulo

JUNHO de 2010

|7


8 | JUNHO de 2010

Outono Crioulo

Cavalo Crioulo

Pelo terceiro ano, a Raça Crioula mostra sua genética em Maringá A

Raça Crioula, por mais um ano, mostrou seu potencial, avançando fronteiras na região Noroeste do Paraná. Durante os dias 13 e 14 de maio, a pista 01 da Sociedade Rural do Paraná foi palco para escolha dos melhores animais da raça, sendo conhecidos os campeões da 3ª Exposição Agropecuária Estrela do Sul, durante a Expoingá (Exposição Agropecuária, Industrial e Comercial de Maringá), realizada em Maringá, PR. A Expoingá é hoje um dos maiores eventos de negócios e entretenimento do Brasil. Apresenta um moderno Parque Internacional de Exposições, transformado em uma grande vitrine, tendo a marca de visitação este ano em 449.602 pessoas, durante os 11 dias de eventos. Para a Raça Crioula é, sem dúvida, um cenário de grande oportunidade, pois a Feira recebe animais de altíssima genética, que participam dos julgamentos e somam pontos para o ranking nacional e estadual. Com maior rebanho de bovinos, e considerada a maior exportadora de carne do mundo, a pecuária de Maringá é marcada por grande volume de animais da raça Nelore, a qual dividiu espaço na pista principal do parque com o julgamento de Crioulo. Participaram da mostra morfológica da Raça Crioula, 70 animais, sendo avaliados pelo experiente criador e jurado Mário Móglia Suñé, de Bagé, RS. Mariozinho apontou como grande campeã e melhor exemplar da raça, a égua menor Utopia do Purunã, filha de Dom Carrasco do Purunã e Faceira II do Itapororó, criada e exposta por Mariano Lemanski, Estância São Rafael, Balsa Nova, PR. Para o administrador da Purunã, Lauro Martins, vencer um grande campeonato sempre é muito importante, mas a conquista em Maringá se torna especial por ser um local onde a Raça Crioula possui fomento e raiz, através dos proprietários da Agropecuária Estrela do Sul, Jacqueline Góes e Ricardo Zwecker. “Esta foi a segunda vez que participamos da exposição de Maringá, onde no ano anterior também conquistamos um grande campeonato nas fêmeas, e podemos notar neste evento um crescimento, tanto em volume como em qualidade dos animais”, salienta Lauro. Os proprietários do grande campeão, HMR Aragano, Mozara Lenzi e Marco Antônio Reusing, da Estância Rio da Pedra, localizada em Mafra, SC, iniciaram na raça há cinco anos. HMR Aragano tem o RP 02 na criação e já consta em seu currículo a premiação na Exposição Passaporte de Lages, de reservado grande campeão, quando potranco maior. Marco Antônio integra a quarta geração de criadores de cavalos de sua família, porém da Raça Crioula é o primeiro. “Sempre gostei de cavalos,

Entonada da Maior (Buenaço da Maior x JC Atrevida), terceira melhor fêmea

Fotos Almirante Neves

mas quem realmente me incentivou a criar Crioulo foi Vicente Mafra, o conhecido ginete de provas funcionais”, conta Marco ao comentar, ainda, que desde pequeno monta cavalos e procurou conhecer melhor a raça através da Cabanha Oca, cujo proprietário é seu vizinho, em Mafra. A conquista do grande campeonato trouxe para Marco Antônio e Mozara uma

emoção muito grande, deixando os criadores satisfeitos e recompensados pelos anos de investimento na raça. Sua esposa Mozara é também uma grande admiradora da cultura gaúcha. Além de acompanhar Marco nas cavalgadas pela Estância, foi também Primeira Prenda do Estado de Santa Catarina, através do Movimento Tradicionalista Gaúcho, mostrando, assim,

o grande cultivo da cultura gaúcha. “Os gaúchos demonstram uma garra muito grande e uma politização bastante notável”, salienta Mozara. Para o jurado da mostra, Mariozinho, que apesar de sua larga carreira foi a primeira vez que julgou em Maringá, não foi surpresa encontrar em pista um nível alto de animais, principalmente nas fêmeas. “O Paraná sempre se destacou nas pistas pelo processo seletivo dos criadores, então o nível dos animais não é surpresa, pois sou testemunha da busca dos criadores pela qualidade genética em seus criatórios. Encontrei aqui éguas que são cabeceira de fila e ponta em qualquer manada do Brasil”, ressaltou. No momento de entrega das escarapelas aos grandes campeões, esteve presente a presidente da Sociedade Rural de Maringá (SRM), Maria Iraclézia de Araújo, a qual agradeceu a participação de todos os criadores e ressaltou que a presença em pista de animais da Raça Crioula deu um charme especial à feira. “Nossa entidade estará sempre aberta para receber a Raça Crioula. Antes mesmo de assumir a presidência da SEM, sempre procurei viabilizar a participação do Crioulo na Expoingá, a qual está sendo muito bem fomentada e fixada hoje em nossa região, através da Agropecuária Estrela do Sul. Espero continuar contando com a presença da Raça Crioula em outras edições do evento”. A supervisão técnica do evento ficou a cargo de Jorge Aginelo do Nascimento (Ginho), que desde a primeira edição desempenha este trabalho. O técnico contou com o apoio das estudantes do curso de Veterinária, Gabriela Tortelli e Lisiane Zaniboni. De acordo com o técnico, foram movimentados no parque em torno de 135 animais da Raça Crioula. Integrou a programação, também, a Concentração de Machos, onde foram apresentados cinco animais e todos foram marcados. “Os cinco animais receberam a marca da ABCCC devido ao trabalho de extensão feito com orientações básicas nas propriedades dos criadores, para que apresentem seus animais em condições de ser confirmados”, avaliou Ginho. Quanto à qualidade dos participantes da Exposição Morfológica, o técnico comentou que foram animais “maravilhosos”, o que tornou a mostra, tanto em quantidade, quanto em qualidade, de excelente nível. “Os criadores do Paraná buscam cada vez mais melhoria em seus plantéis, tornando-se um estado muito competitivo”. “Não foi fácil realizar mais uma edição deste evento. Maringá é uma praça nova, bastante distante da sede da APCCC, que está localizada em Curitiba, mas só consegue cumprir a programação na feira devido ao apoio da Sociedade Rural de Maringá

Usura do Purunã (Macanudo do Itapororó x Izaura do Inhanduvá), quarta melhor fêmea

Corralon Sombra (BT Delantero x A La Pucha Sombra), terceiro melhor macho

Brazão da Roraima (Leco Chico x BT Quarentena), quarto melhor macho

Utopia do Purunã (Dom Carrasco do Purunã x Faceira II do Itapororó), grande campeã e melhor exemplar da raça

HMR Aragano (Gato da Vila Velha x Laurita de San Marino), grande campeão


Outono Crioulo

Cavalo Crioulo e da Agropecuária Estrela do Sul, que não medem esforços para realizar este evento maravilhoso dentro da Expoingá. Fomentar a região de Maringá é um projeto muito interessante, pois abre novos caminhos para a Raça Crioula na região Norte do Paraná, oportunizando a aquisição de novos criadores”. Estas palavras são de Euro Taborda Ribas, presidente da Associação Paranaense de Criadores de Cavalos Crioulos. E ele continua, “esta feira é muito forte, sendo uma das principais exposições do Brasil em termos de faturamento. Este ano, durante a Expoingá, R$ 142 milhões foram gerados em negócios dentro do Parque de Exposições Francisco Feio Ribeiro. Assim como o município possui uma renda per capita estimada em R$ 14,4 mil e a população vive muito do agronegócio. Foram expostas no parque 12 raças bovinas, destas 1.400 animais de argola, alcançando em torno de seis mil bovinos. Mesmo com toda esta representatividade na bovinocultura, a Raça Crioula já virou sensação na Expoingá, superando até mesmo o Quarto de Milha, que era a raça equina predominante. Com relação à primeira edição da Cre-

denciadora de Cavalos Crioulos, houve um crescimento de 70% na participação de animais. O número teve que ser limitado em 30 participantes em função do gado, que devido à padronização estabelecida para as provas oficiais, precisa vir de longe, cerca de 330 km, tornando quase mais caro o frete que o próprio aluguel. “Por entender a importância de crescimento da região, faz parte de nosso projeto tentar sediar uma Classificatória em Maringá e, se possível, dentro da Expoingá. Quanto à escolha dos jurados da Credenciadora, procuramos escolher novamente o João Arízio por ter acompanhado desde a primeira edição e por poder fazer uma avaliação do crescimento da prova. Outro critério de seleção é ser alguém integrante da lista 01 da ABCCC e, preferencialmente, um experiente criador do Rio Grande do Sul, para assim mostrar a região ao mesmo. O apoio da diretoria da ABCCC é fundamental para realização do evento. Os criadores da região, assim como os organizadores da feira, sentiram-se lisonjeados pela presença de integrantes da diretoria, assim como de funcionários, durante a feira.”

Guapuruma Jandaia (Zepelim do Igiquiquá x Safira do Igiquiquá), reservada grande campeã

Mariozinho, jurado da Exposição Morfológica

Jacqueline de Góis, titular da Cabanha Estrela do Sul

|9

MORFOLOGIA Melhor exemplar da raça, grande campeã e campeã égua menor – Utopia do Purunã – TE, cr. e exp. Mariano Lemanski, Estância São Rafael, Balsa Nova, PR Reservada grande campeã e reservada campeã égua menor – Guapuruma Jandaia, cr. e exp. André Luiz Narciso Rosa, Estância Guapuruma, Navegantes, SC Terceira melhor fêmea e campeã potranca menor – Entonada da Maior, cr. e exp. André Ricardo Souto Maior, Cabanha maior, Painel, SC Quarta melhor fêmea e terceira melhor égua menor – Usura do Purunã, cr. Mariano Lemanski e exp. João Luis Arísio, Cabanha Querência Azul, Viamão, RS Campeã potranca maior – Encantada da Maior, cr. e exp. André Ricardo Souto Maior, Cabanha Maior, Painel, SC Campeã égua adulta – Guapuruma Heroína, cr. e exp. André Luiz Narciso Rosa, Estância Guapuruma, Navegantes, SC Campeã égua prenhe – Recoleta do Purunã, cr. Mariano Lemanski e exp. Agropecuária Estrela do Sul Ltda., Agropecuária Estrela do Sul, Cruziero do Sul, PR Reservada campeã potranca menor - Esmeralda do Rio das Pedras, cr. Marcelo Oliveira Cunha e exp. Marcelo Oliveira Cunha e Esmael G. Cadore, Fazenda Rio das Pedras, Guarapuava, PR Reservada campeã égua adulta – Que Luna do Purunã, cr. Mariano Lemanski e exp. Agropecuária Estrela do Sul Ltda., Agropecuária Estrela do Sul, Cruzeiro do Sul, PR Reservada campeã égua prenhe – Guria do Tempo Novo, cr. NEeri José da Costa e Eduardo R. Venter e exp. Elinton Nasseh Dona, Fazenda Kaûixi, Ponta Grossa, PR Terceira melhor potranca menor – Destinada II do Ribeirão Bonito, cr. e exp. Arison Jung, Cabanha Ribeirão Bonito, Guarapuava, PR Terceira melhor égua adulta – Belle Bohemia, cr. e exp.Agropecuária Belle Ltda.. Fazenda Paraíso, Balsa Nova, PR Quarta melhor potranca menor – Costa Brava de Santa Carmelita, cr. e exp. Jader, Michel e Ivonei Alberti, Cabanha Santa Carmelita, Tibagi, PR Quarta melhor égua adulta – Pétala do Purunã, cr. Mariano Lemanski e exp. Ricardo Barbosa Xavier, Lapa, PR Grande campeão e campeão cavalo menor - HMR Aragano, cr. e exp. Marco Antônio Reusing, Estância Rio da Pedra, Mafra, SC Reservado grande campeão e campeão cavalo adulto – Mandante Tupambaé, cr. Oswaldo Dornelles Pons e exp. José Ademir Pereira, Cabanha espigão, Canoinhas, SC Terceiro melhor macho e reservado campeão cavalo adulto – Corralon Sombra, cr. Luiz Carlos Cassal de Albuquerque e exp. Jader, Michel e Ivonei Alberti, Cabanha Santa Carmelita, Tibagi, PR Quarto melhor macho e reservado campeão cavalo menor – Brazão da Roraima, cr. e exp. Rivadávia Fiorillo Menarim, Fazenda Roraima, Castro, PR Campeão potranco menor – Capitão da Roraima, cr. e exp. Rivadávia Fiorillo Menarim, Fazenda Roraima, Castro, PR Reservado campeão potranco menor – La Encruzilhada Faraó, cr. e exp. Israel Amorim, Cabanha Venâncio Amorim, São João batista, SC Terceiro melhor cavalo menor – Dom Juan da Maior, cr. e exp. André Ricardo Souto Maior, Cabanha Maior, Painel, SC Terceiro melhor cavalo adulto – Patrão de Santa Angélica, cr. Paulino e Agendor Ávila Costa e exp. Suc. De Paulino e Agenor Ávila Costa, Cabanha Santa Angélica, Pedras Altas, RS Quarto melhor cavalo menor – Sol de Maio Zapateado, cr. Paulo Affonso Dumoncel e Filhos e exp. Eliete Vignaga Tônus, Cabanha Tradição Crioula, Pato Branco, PR Quarto melhor cavalo adulto – Arroio do Rocio, cr. e exp. Felipe Puppi Ribas, Fazenda Nossa Senhora do Rocio, Balsa Nova, PR

Lígia, gerente da ABCCC, entrega prêmios em Maringá

Mandante Tupambaé (Viragro Hijo Guapo x São Martim Calandra), reservado grande campeão

JUNHO de 2010

Presidente e vice-presidente da Sociedade Rural de Maringá prestigiaram a entrega de prêmios


10 | JUNHO de 2010

Rumo ao Freio 2010

Cavalo Crioulo Fotos Almirante Neves

2ª Credenciadora integra 38ª Expoingá A

proveitando o potencial do estado do Paraná, em ser o segundo maior produtor de grãos do Brasil, Maringá foi sede, durante os dias 14 e 16 de maio, da 2ª Credenciadora de Cavalos Crioulos, que integrou a 38ª Expoingá. O evento foi promovido pela Agropecuária Estrela do Sul, em parceria com a Associação Paranaense de Criadores de Cavalos Crioulos, tendo a participação de 26 animais, destes 12 fêmeas e 14 machos, avaliados pelos jurados João Luis Arízio, Mário Móglia Suñé e Marlus Arruda. Na avaliação dos jurados, a prova aconteceu dentro dos padrões normais, com a presença de um bom nível de animais. Quanto à infraestrutura do evento, os três jurados comentaram e destacaram as boas condições de pista e a excelente qualidade do gado, assim como ressaltaram a organização geral da prova. Para João Arízio, que pelo segundo ano julga a Credenciadora, o ponto mais notório do evento foi o aumento na qualidade e na quantidade de animais participantes. “No primeiro ano, a prova teve o número de animais no limite mínimo oficial, sendo diferente nesta segunda edição, onde houve uma presença expressiva de animais, assim como melhorou muito a qualidade dos participantes. Acredito que a prova tem a propensão de aumentar ainda mais no momento em que houver maior número de cocheiras, o que possibilitará acomodar maior número de animais, abrilhantando, assim, ainda mais o evento”. Para a proprietária da Agropecuária Estrela do Sul e anfitriã do evento, Jacqueline de Góes, que está envovida com a raça há 12 anos, o objetivo de seu criatório é fomentar o Crioulo na região, por isso teve a iniciativa de, pelo segundo ano consecutivo, realizar a prova. “Nossa intenção é desenvolver a raça na região Noroeste do Estado, pois é um lugar em que acontecem muitos eventos que envolvem cavalo. Então, queremos que os usuários despertem interesse pelo Crioulo”, explica. Com família de origem no agronegócio, Jacqueline conta que seus avós criavam outras raças com maior destaque na região, porém quando conheceu e montou um Cavalo Crioulo se apaixonou pela sua docilidade e robustez. “Realmente é uma animal fantástico!”. Seu esposo, Ricardo Zwecker, também quando montou um Cavalo Crioulo logo se encantou, passando então a estudar sobre a raça e escolher a linhagem La Invernada Hornero como base de seu criatório. “Nossa última aquisição foi uma potranca da Cabanha

Tormenta do Purunã, 1º lugar nas fêmeas

Capitan da Rio Bonito, 1º lugar dos machos

Santa Angélica, durante o remate dos 50 anos da Trajano Silva, onde optamos pela escolha do sangue de Santa Elba Señuelo”. Jacqueline conta, ainda, que a primeira exposição da Raça Crioula realizada em Maringá foi em 2008, quando seu irmão foi presidente da Sociedade Rural, e abriu espaço para o Crioulo. “A partir daí contamos com o apoio do Euro Taborda Ribas, presidente da Paranaense, e do técnico da ABCCC Jorge Aginelo do Nascimento (Ginho), que foram incansáveis, tornando o evento um sucesso, despertando então interesse para realização de uma Credenciadora”. Agora já estando na segunda edição da prova, Jacqueline diz estar muito satisfeita pela evolução da competição, comprovando o fato por neste ano ter a presença de ginetes e cabanhas renomadas participando da prova. Gaúcho que se aquerenciou Com estilo próprio de gaúcho, podendo ser notado no meio dos demais paranaenses por seu estilo de vestir e maneira hospitaleira de servir, José Fernando Ferreira Mattos, popular Nego Chico, é uma figura já tradicional no Paraná. Chico é natural de Canguçu, RS, de onde saiu com apenas duas bombachas na mala e “liso de dinheiro”, conta o domador e ginete. “Vim para cá solteiro, à procura de serviço, e fiquei meus três primeiros anos domando animais em Guarapuava; depois passei mais 12 anos em Ponta Grossa, e agora estou há dez meses na Agropecuária Estrela do Sul”, conta. “Volto para o Rio Grande do Sul só para passear, pois construí minha família aqui no Paraná, hoje tenho três filhos: dois rapazes, um de 15 e outro de 22 anos, e uma moça de 19 anos. Tudo o que conquistei foi através de meu serviço feito aqui no Paraná, estou dando estudo para meus filhos, a filha está cursando a Faculdade de Educação Física e mora com a mãe na cidade, tenho minha casa e carro, tudo conquistado pelo trabalho”, diz o gaúcho, ressaltando que tudo isso foi feito com “muita humildade e respeito a todas as pessoas que me deram oportunidade”.

Seu Chico com os filhos Tiago e Fernando


Cavalo Crioulo Só o que Nego Chico acha falta é de não ter tido oportunidade de estudar, pois facilitaria bem mais seu serviço. “Tenho apenas a 4ª série e hoje na fazenda é tudo controlado numericamente, o que para mim dificulta bastante. Por enfrentar esse problema é que estou proporcionando aos meus filhos o estudo, pois sem ele as coisas ficam mais difíceis”. Como mensagem de estímulo a outros colegas, Chico diz: “Quem quer ser alguém, venha para o Paraná, trabalhe com responsabilidade que irá conquistar espaço e ter uma vida digna”. Um dos filhos de Nego Chico, Tiago, de 22 anos, também segue a profissão do pai, tendo Centro de Treinamento em Ponta Grossa, junto com Júnior Demiate, a quem deve muitos ensinamentos, assim como à

Santa Mônica Volta Grande, 2º lugar nas fêmeas

Rumo ao Freio 2010 Valdomiro da Rocha, e em especial a seu pai, Chico. “Estou participando da prova de Maringá pela primeira vez, com um animal que treino há apenas cinco meses”, conta Tiago. Crioulo é atração A Exposição apresentou uma agenda diferenciada, ampla e completa de atrações. Foram oito shows com artistas de renome nacional, que levaram diferentes estilos e ritmos musicais à feira. A emoção também foi garantida com três dias de rodeios realizados na Arena Coberta Joaquim Romero Fuentes, onde animais da Raça Crioula fizeram a abertura da festa com o tradicional desfile de bandeiras. O rodeio teve a participação de campeões de etapas nacionais e internacionais, em Provas de Laço e Montaria.

JUNHO de 2010

| 11

Bandida da Maior, 4º lugar nas fêmeas

Mapaxe da Rio Bonito, 2º lugar dos machos

Guapuruma El Payador, 3º lugar os machos

Machos na Paleteada final

Santa Mônica Volteio, 4º lugar dos machos

Princípio Menta, 3º lugar nas fêmeas

Jurados da Credenciadora paranaense

Pai e filho - Laurindo Afonso e Jeferson, na Paleteada final, 3º e 4º lugares

Paleteada final, 1º e 2º lugares fêmeas

CREDENCIADOS Fêmeas 1º lugar - Tormenta do Purunã, de Mariano Lemanski, Estância São Rafael, Balsa Nova, PR. Vagner de Jesus Neumeister. 18,942 2º lugar - Santa Mônica Volta Grande, de Adolfo Martins e Décio Pereira, Cabanha Santa Mônica e Haras Anchieta, Balneário Camboriu, SC. Jorge Rosas Demiate Júnior. 18,907 3º lugar - Princípio Menta, de André Ricardo Souto Maior, Cabanha Maior, Painel, SC. Laurindo Afonso. 18,168 4º lugar - Bandida da Maior, de André Ricardo Souto Maior, Cabanha Maior, Painel, SC. Laurindo Afonso. 18,097 Machos 1º lugar - Capitan da Rio Bonito, de Empreendimentos Agropec. Rio Bonito Ltda., Fazenda Santa Cruz, Ponta Grossa, PR. Valdomiro Rocha. 19,726 2º lugar - Mapaxe da Rio Bonito, de Empreendimentos Agropec. Rio Bonito Ltda., Fazenda Santa Cruz, Ponta Grossa, PR. Gustavo Aranischi. 19,071 3º lugar - Guapuruma El Payador, de André Luiz Narciso Rosa, Estância Guapuruma, Navegantes, SC. Claudio Fagundes. 18,910 4º lugar - Santa Mônica Volteio, de Adolfo Martins, Solano e Leonardo Ribas, Cabanhas Santa Mônica e Casa Grande, Balneário Camboriu e Itaiópolis, SC. Caio Habowscki. 18,747

Em Cena


12 | JUNHO de 2010

Crioulo em Pista

Cavalo Crioulo

Núcleo da Encosta da Serra faz Expo, entrega prêmios e empossa Diretoria “N

osso evento foi um sucesso, pois na Morfologia tivemos 95 animais”. Foi desta forma que o atual presidente do Núcleo da Encosta da Serra, Neri Costa, avaliou a Exposição de Outono da Raça Crioula, promovida no Parque Fazenda da Serra, Canela, RS, entre os dias 30 de abril e 02 de maio. O jurado foi Francisco Kessler Fleck. A entrega de prêmios foi na noite de sábado, junto com a posse da nova Diretoria. O objetivo dessa nova Diretoria é de apoiar os municípios que por iniciativa própria, como São Francisco de Paula, Montenegro, Igrejinha e Rolante, já têm seus calendários definidos. Nestes calendários estão Crioulaços, Dias de Campo, Provas de Paleteadas e Morfologia. Como é a segunda vez que assume a presidência do Núcleo, Neri acredita que fica mais fácil de administrar, mas ao mesmo tempo aumenta a responsabilidade. O grande projeto do Encosta é reformar a pista de provas do Parque Fazenda da Serra que já é conhecida como a Mônaco do Cavalo Crioulo, já para janeiro de 2011, quando terá a sua Credenciadora de Inéditos. A partir daí,

JL Fantástico (Haragano da Boa Vista x Que Sorte do Tronco da Figueira), grande campeão e campeão potranco menor

Santa Laura Hispânica (Maragato dos Alpes x Água benta da escondida), reservada grande campeã e campeã potranca menor

NOVA DIRETORIA Presidente - Neri Costa 1º Vice-Presidente - Marco Antonio Stumpf 2º Vice-Presidente - Rinaldo Centeno 1º Tesoureiro - Luciano Daniel Erhart 2º Tesoureiro - André Angeli 1º Secretário - Gilberto Cheruti 2º Secretário - Sérgio Tadeu Diretoria de Provas - Sérgio Meira e Fabricio Macedo Diretoria de Marketing - Leandro Mosman e Luis Carlos Guimarães Conselho - Antonio Flavio da Costa, Clóvis Zimmermann, Roberto Sheid, Luciano Erhart, Marco Antonio Stumpf Audaciosa do Parque (BT Faceiro do Junco x Dichosa Fortin), melhor exemplar e grande campeã

MORFOLOGIA

BT Joaninha (La Invernada Hornero x BT Alhambra), terceira melhor fêmea e reservada campeã égua prenhe

Piraí 1611 do 1456 (Piraí 1456 do Destorcido x Firmeza 817 do Papito), terceiro melhor macho e reservado campeão cavalo menor

Ariela do Lani (Salso de Santa Edwiges x Juca da Terra Preta) , quarta melhor fêmea e terceira melhor égua prenhe Harmonia Saguaipé (Idahue da Boa Vista x Harmonia Outra Más), reservado grande campeão e campeão cavalo menor

Expo Canela contou com bom número de participantes

Fotos Henrique Vicente

irão se colocar como concorrentes para sediar a Classificatória ao Freio de Ouro 2011. Ele aposta que “a cidade de Canela e este parque maravilhoso já fazem parte da Raça Crioula”.

LM Estribillo (Expoente do Tamboré x Presilha do Capão Redondo), quarto melhor macho e reservado campeão potranco menor

Melhor exemplar da raça, grande campeã e campeã égua prenhe – Audaciosa do Parque, cr. e exp. Cabanha Fazenda da Serra Ltda., Canela, RS Reservada grande campeã e campeã potranca menor – Santa Laura Hispânica, cr. e exp. Luciano Daniel Erhart, Cabanha Dom Felipe, Portão, RS Terceira melhor fêmea e reservada campeã égua prenhe - BT Joaninha, cr. Flávio Bastos Tellechea e exp. Cabanha Fazenda da Serra Ltda., Canela, RS Quarta melhor fêmea e terceira melhor égua prenhe – Ariela Chico Fleck foi secretariado do Lani, cr. Eduardo Luis Rohr e Dináira Lani e exp. Joner Frederico Kern, Cabanha Duas Meninas, Arroio do Meio, RS pela filha Campeã égua menor – Devassa do Parque, cr. e exp. Cabanha Fazenda da Serra Ltda., Cabanha Fazenda da Serra, Canela, RS Campeã égua adulta – Bella Dona do Parque, cr. e exp. Cabanha Fazenda da Serra Ltda., Cabanha Fazenda da Serra, Canela, RS Campeã égua com cria – Latina dos Alpes,cr.e exp.Leonardo Pereira Dias,Cabanha Pôr do Sol,Gramado,RS Reservada campeã potranca menor – Cambona do velho Matte, cr. e exp. Rômulo Marsicano, Cabanha Velho Matte, Porto Alegre, RS Reservada campeã égua menor - CLJ Cascarilla, cr. Gustavo Lessa Jung e exp. Leandro Cristofolli, Cabanha Três Sete, Gramado, RS Reservada campeã égua adulta - Cantilena do Andarengo, cr. Sérgio Haas e exp. Flavio Tomazelli Reservada campeã égua com cria - Jotace Esmeralda, cr. João Juraci Cantarelli e exp. Cabanha Fazenda da Serra Ltda., Cabanha Fazenda da Serra, Canela, RS Terceira melhor potranca menor - Geada Grande do Mapa Gaúcho, cr. e exp. Leandro Mosmann e André Arnecke Angeli, Cabanha Mapa Gaúcho, Sapiranga, RS Terceira melhor égua menor - Fronteira do Mapa Gaúcho, cr. e exp. Leandro Mosmann e André Arnecke Angeli, Cabanha Mapa Gaúcho, Sapiranga, RS Terceira melhor égua com cria - Índia AA, cr. Astrogildo Nogueira do Amaral e exp. Cabanha Fazenda da Serra Ltda., Cabanha Fazenda da Serra, Canela, RS Quarta melhor potranca menor - Esmeralda do Parque, cr. Cabanha Fazenda da Serra Ltda. E exp. Luis Felipe Costa, Cabanha La Basca Quarta melhor égua menor - Status Naira, cr. Alipio Henrique Petzinger e exp. Carlinhos Quarta melhor égua prenhe - Xapenã do Jacaré, cr. Antônio C.V.Longaray e Hélder M.Longaray e exp. Leonardo Pereira Dias, Cabanha Pôr do Sol, Gramado, RS Quarta melhor égua com cria - Erva Mate do Monte Bello, cr. CZ Negócios e Participações Ltda. E exp. Cabanha Fazenda da Serra Ltda., Cabanha Fazenda da Serra, Canela, RS Grande campeão e campeão potranco menor - JL Fantástico, c e exp. Juliano Pires Pinheiro, Cabanha JL, São Vicente do Sul, RS Reservado grande campeão e campeão cavalo menor - Harmonia Saguaipé, cr. Harmonia Agricultura e Pecuária Ltda. e exp. Joner Frederico Kern, Cabanha Duas Meninas, Arroio do Meio, RS Terceiro melhor macho e reservado campeão cavalo menor - LM Estribillo, cr. Paulo Tavares Móglia e exp. Marcio de Bastos, Sapucaia do Sul, RS Quarto melhor macho e reservado campeão potranco menor - LM Estribillo, cr. e exp. José Darcy de Leão e Filhos, Cabanha Leão, Sapiranga, RS Campeão cavalo adulto - Estribo da Charqueada, cr. Motolândia Agropecuária Ltda. E exp. Rogério Santejano e Paulo Cesar de Mello, Cabanha La Promesa, Triunfo, RS Reservado campeão cavalo adulto - Delta do Ibirocai, cr. Manoel Osório Luzardo de Almeida e exp. Leonardo Pereira Dias, Cabanha Pôr Do Sol, Gramado, RS Terceiro melhor potranco menor - Gavião do Andarengo, cr. Sérgio Haas e exp. Flavio Tomazelli Terceiro melhor cavalo menor - Ditador do Parque, cr. Cabanha Fazenda da Serra Ltda. e exp. Flavio Tomazelli Terceiro melhor cavalo adulto - JL Buenacho, cr. e exp. Juliano Pires Pinheiro, Cabanha JL, São Vicente do Sul, RS Quarto melhor potranco menor - Payador do Velho Matte, cr. e exp. Rômulo Marsicano, Cabanha Velho Matte, Porto Alegre, RS


Cavalo Crioulo

JUNHO de 2010

| 13


14 | JUNHO de 2010

Passaporte Crioulo

Cavalo Crioulo Fotos alex Teixeira

Bagé chega à 30ª Exposição de Outono

E

ntre 05 e 09 de maio, o Núcleo de Criadores de Cavalos Crioulos de Bagé promoveu a 30ª Exposição de Outono da Raça Crioula 2010, juntamente com Credenciadora, remates e leilão de cobertura. No domingo à tarde, o Núcleo abriu espaço para etapa do Campeonato de Movimiento a La Rienda, e o fato de abrir as portas para essa etapa rendeu bons frutos. Além de palestra do renomado Luis Bustos, a Cabanha Mapuche, grande incentivadora da prova no Brasil, anunciou premiação de um carro zero km para a final na Expointer. O presidente do Núcleo de Criadores de Cavalos Crioulos de Bagé, Rafael Pons Suñé, disse que durante três anos seguidos a Exposição de Outono era realizada junto com uma Classificatória, sendo um atrativo a mais para ser um sucesso. “Mas eu acho que a marca Bagé é muito forte e, mesmo assim, conseguimos alcançar êxito neste evento, com a presença de 145 animais na Expo-Outono, com julgamento morfológico e com 12 machos e 11 fêmeas na Credenciadora”. Ele acha

Viragro Rio Bravo, grande campeão e melhor exemplar

Piraí 1583 do Destaque, terceiro melhor macho

Ágata Cala Bassa, terceira melhor fêmea

Favorita Cala Bassa, grande campeã

que Bagé é forte e que outros eventos não devem ser temidos. “Quanto mais eventos para a raça, maior é seu crescimento”. Dia 22 de julho, o Núcleo promoverá a primeira Prévia da Expointer 2010, e Rafael passará a presidência para Roberta Cachapuz Móglia, que será a primeira presidenta da entidade. Ela vem sempre acompanhando o Núcleo, na diretoria, junto com o marido Marcelo. Suñé ainda garantiu que será retomada a Função Crioula, uma Prova de Inéditos que sempre acontece durante a Exposição, além do Tempranito, que nesse ano, além da premiação de R$ 7.500,00, terá como novidade a premiação de casal, trio de potrancas, melhor progênie e melhor conjunto. Ele revelou que confia no crescimento do Núcleo, com a participação de várias gerações em suas atividades. O jurado da Exposição Morfológica foi Luis Alberto Martins Bastos, que recebeu a tarefa de julgar os cerca de cem animais presentes na 30ª Exposição de Outono da Raça Crioula. Nos dias 06 e 07 de maio, o criador em Uruguaiana, RS, apontou os melhores desta tradicional Outonal. Julgando Expo de Bagé pela primeira vez, Luiz Alberto Martins Bastos considerou a Morfologia num nível fortíssimo, com quatro cavalos bons e a égua muito boa, havendo cerca de dez a 12 éguas que poderiam facilmente pegar o passaporte. Destacou as éguas a campo, os trios, as éguas prenhes e com cria, que sempre são fortes em Bagé. Sobre o melhor exemplar, ele disse que o cavalo zaino da Viragro, de linhas muito corretas e beleza de frente, pescoço bonito e cabeça boa deverá “incomodar bastante”. A respeito da grande campeã, disse que é uma égua menor muito boa e que se destacou pela sua harmonia de linhas, correção de linha superior, profundidade, por seus membros muito corretos, fazendo dela uma boa fêmea. O jurado considerou que a Exposição, no geral, foi de encher os olhos, tanto nos machos como nas fêmeas.


Passaporte Crioulo

Cavalo Crioulo

Festejo de Santa Edwiges, reservado grande campeão

Donde Estás 110 da Trovador, quarto melhor macho

Viragro de Briga, quarta melhor fêmea

JUNHO de 2010

| 15

Campana Karametade, reservada grande campeã

Luiz Alberto julgou pela primeira vez Expo de Bagé

Rafael Suñé preside o Núcleo de Bagé

RESULTADO* Campeã incentivo - Costanera Guadalupe, cr. e exp. Parceria Agro-Pecuária Costanera, Cabanha Costanera, Bagé, RS Reservada campeã incentivo – Noche Buena do Boeiro, cr. e exp. Pablo Acosta Rodrigues e Irmãos, Cabanha do Boeiro, Uruguaiana, RS Campeão incentivo – Don Fanti Bandido, cr. e exp. Charlon Fantinel, Cabanha Don Fanti, Porto Alegre, RS Reservado campeão incentivo - EF Naruto, cr. e exp. Erasmo Falcão Lopes, Cabanha Falcoeiro, Uruguaiana, RS Melhor exemplar da raça, grande campeão e campeão cavalo menor – Viragro Rio Bravo, cr. e exp. Viragro Agropecuária Ltda., Cabanha A Tala, Dom Pedrito, RS Reservado grande campeão e reservado campeão cavalo menor – Festejo de Santa Edwiges, cr. Daniel Anzanello e exp. Rodrigo Espíndola de Araújo, Cabanha Santa Colina, Maçambará, RS Terceiro melhor macho e terceiro melhor cavalo menor – Piraí 1583 do Destaque, cr. e exp. Paulo Tavares Móglia, Estância Firmeza, Bagé, RS Quarto melhor macho e campeão potranco menor – Donde Estás 110 da Trovador, cr. e exp. Adriano e Guilherme Mallmann, Cabanha Trovador, Santana do Livramento, RS Reservado campeão potranco menor – Quilero Ico, cr. e exp. Frederico Wolf, Cabanha São Desso, Dom Pedrito, RS Terceiro melhor potranco menor – Viragro Índio Guapo, cr. e exp. Viragro Agropecuária Ltda., Cabanha A Tala, Dom Pedrito, RS Quarto melhor potranco menor – Laureado Chico, cr. e exp. Manuel Rossell Sarmento, Estância São Francisco, Bagé, RS Quarto melhor cavalo menor – Hornado da Reconquista, cr. Eduardo e Marcelo Tellechea Cairoli e exp. Diego, Rafael e Pablo Rodrigues/Marcelo Cairoli, Cabanha Ponche Verde/Reconquista Agropecuária Ltda., Bagé, RS Campeão cavalo adulto – Motor Tupambaé, cr. e exp. Oswaldo Dornelles Pons, Cabanha Tupambaé, Dom Pedrito, RS Reservado campeão cavalo adulto – Barão Liberal, cr. Agusto Ormazabal de Faria Corrêa e exp. Três Aporriados, Cabanhas Três Aporriados, Carazinho, RS Terceiro melhor cavalo adulto – Madrigal Tupambaé, cr. Oswaldo Dornelles Pons e exp.Carolina Persici, Porto Alegre, RS Grande campeã e campeã égua menor – Favorita Cala Bassa, cr. e exp. Marcelo Rezende Móglia, Cabanha Cala Bassa, Bagé, RS Reservada grande campeã, campeã égua prenhe e campeã égua a campo – Campana Karametade, cr. e exp. Mário Móglia Suñé, Cabanha Campana, Bagé, RS Terceira melhor fêmea e reservada campeã fêmea a campo – Ágata Cala Bassa, cr. e exp. Marcelo Rezende Móglia, Cabanha Cala Bassa, Bagé, RS Quarta melhor fêmea e campeã potranca menor – Viragro de Briga, cr. e exp. Viragro Agropecuária Ltda., Cabanha A Tala, Dom Pedrito, RS Reservada campeã potranca menor – Viragro Fina Estampa, cr. e exp. Viragro Agropecuária Ltda., Cabanha A Tala, Dom Pedrito, RS Terceira melhor potranca menor – Quelinda Ico, cr. e exp. Frederico Wolf, Cabanha São Desso, Dom Pedrito, RS Quarta melhor potranca menor – Estanciera do Curupá, cr. e exp. Ricardo de Freitas Labrêa, Cabanha Curupá, Alegrete, RS Reservada campeã égua menor – Debochada do Curupá, cr. e exp. Cabanha Curupá, Alegrete, RS Terceira melhor égua menor - Ave Sonora do São Crispim, cr. e exp. Boris Soares Delabary, Cabanha São Crispim, Lavras do Sul, RS Campeã égua adulta e terceira melhor égue prenhe – Firmeza 1524 do 1040, cr. e exp. Paulo Tavares Móglia, Estância Firmeza, Bagé, RS Reservada campeã égua adulta – Mala Bruja Tupambaé, cr. e exp. Oswaldo Dornelles Pons,

Cabanha Tupambaé, Dom Pedrito, RS Campeão trio – Campana Tertúlia, Campana Tutora, Campana Têmpera, exp. Mário Móglia Suñé, Cabanha Campana, Bagé, RS Reservado campeão trio – Curandeira Cala Bassa, Farreira Cala Bassa, Aparecida Cala Bassa, exp. Marcelo Rezende Móglia, Cabanha Cala Bassa, Bagé, RS Terceiro melhor trio – Bem Amada Cala Bassa, Violeteira Cala Bassa, exp. Marcelo Rezende Móglia, Cabanha Cala Bassa, Bagé, RS Quarto melhor trio – Cinchador Tarca, Cinchador Trança Pátria, Cinchador Tertúlia, exp. Aldo José Tavares dos Santos, Cabanha Cinchador, Bagé, RS Campeão trio – Florença Cala Bassa, Ágata Cala Bassa, Firmeza 1337 do 1040 Brazão, exp. Marcelo Rezende Móglia, Cabanha Cala Bassa, Bagé, RS Reservado campeão trio – Saga Cala Bassa, Talquina Cala Bassa, Firmeza 1647 do Xirú, exp. Marcelo Rezende Móglia, Cabanha Cala Bassa, Bagé, RS Terceiro melhor trio – Lantra do Barro Azul, Targa do Barro Azul, Saranda do Barro Azul, exp. Renato Rossell Sarmento, Cabanha Nossa Senhora de Lourdes/Cabanha Cala Bassa, Bagé, RS Quarto melhor trio – Prenda de Santa Thereza, Tertulha de Santa Thereza, Isca de Santa Margarida, exp. Pedro e Maria Martins Móglia, Cabanha Santa Margarida, Bagé, RS Campeão trio – Campana Tertúlia, Campana Tutora, Campana Têmpera, exp. Mário Móglia Suñé, Cabanha Campana, Bagé, RS Reservado campeão trio – Florença Cala Bassa, Ágata Cala Bassa, Firmeza 1337 do 1040 Brazão, exp. Marcelo rezende Móglia, Cabanha Cala Bassa, Bagé, RS Terceiro melhor trio – Saga Cala Bassa, Talquina Cala Bassa, Firmeza 1647 do Xirú, exp. Marcelo Rezende Móglia, Cabanha Cala Bassa, Bagé, RS Quarto melhor trio – Lantra do Barro Azul, Targa do Barro Azul, Saranda do Barro Azul, exp. Renato Rossell Sarmento, Cabanha Nossa Senhora de Lourdes, Bagé, RS Reservada campeã égua prenhe e terceira melhor fêmea a campo – Campana Ocasion, cr. e exp. Mário Móglia Suñé, Cabanha Campana, Bagé, RS Quarta melhor égua prenhe – Capanegra Ideia, cr. e exp. Fernando Dornelles Pons, Cabanha Capanegra, Dom Pedrito, RS Campeã égua com cria – Firmeza 1211 do Palanqueiro, cr. e exp. Paulo Tavares Móglia, Estância Firmeza, Bagé, RS Reserva campeã égua com cria – Firmeza 1338 do 1040 Brazão, cr. e exp. Paulo Tavares Móglia, Estância Firmeza, Bagé, RS Terceira melhor égua com cria e melhor produto ao pé – Flor do Campo da Coronilha, cr. e exp. Parceria Agro Pecuária Osório Gomes, Cabanha Coronilha, Dom Pedrito, RS Quarta melhor égua com cria – Trinidad do Aceguá, cr. e exp. Carlos Mário Antunes Suñé e Filhos, Estância Santa Leontina, Bagé, RS Melhor trio de fêmeas da exposição – Campana Tertúlia, Campana Tutora, Campana Têmpera, exp. Mário Móglia Suñé, Cabanha Campana, Bagé, RS Reservado campeão trio de fêmeas – Florença Cala Bassa, Ágata Cala Bassa, Firmeza 1337 do 1040 Brazão, exp. Marcelo Rezende Móglia, Cabanha Cala Bassa, Bagé, RS Terceiro melhor trio de fêmeas – Lantra do Barro Azul, Targa do Barro Azul, Saranda do Barro Azul, exp. Renato Rossell Sarmento, Cabanha Nossa Senhora de Lourdes, Bagé, RS Quarto melhor trio de fêmeas – Prenda de Santa Thereza, Tertulha de Santa Thereza, Isca de Santa Margarida, exp. Pedro e Maria Martins Móglia, Cabanha Santa Margarida, Bagé, RS Reservada campeã fêmea a campo – Ágata Cala Bassa, exp. Marcelo Rezende Móglia, Cabanha Cala Bassa, Bagé, RS Quarta melhor fêmea a campo – Firmeza 1278 do 1040, cr. e exp. Paulo Tavares Móglia, Estância Firmeza, Bagé, RS *Resultados fornecidos pelo Núcleo


16 | JUNHO de 2010

Rumo ao Freio 2010

Cavalo Crioulo

Prova de Bagé deu destaque aos machos N

Fotos Alexandre Teixeira

a Credenciadora ao Freio de Ouro de Bagé, de 07 a 09 de maio, no Parque Visconde de Magalhães, concorreram dez fêmeas e dez machos julgados por Eduardo Móglia Suñé, Luiz Alberto Martins Bastos e Rogério Rosa. Com base na planilha de notas, os machos foram destaque entre os 20 exemplares que concorreram. Luiz Alberto Martins Bastos um dos jurados da Credenciadora, considerou a prova parelha, destacando a participação dos machos, bem superior à das fêmeas. Esta foi a primeira Credenciadora que Rogério Ezilio da Rosa atuou como jurado, depois de secretariar o Núcleo de Bagé e auxiliar os jurados por mais de 15 anos. Natural de Bagé e com cabanha em Dom Pedrito, RS, Rosa, de 32 anos, disse que neste ano foi lançada a ideia de ele julgar, e resolveu aceitar o desafio. Para o jurado, a Credenciadora não foi numerosa mas o nível dos machos superou, em muito, o das

fêmeas, e acredita que eles têm condições de estar na “briga” no Freio de Ouro. Rosa entende que para obter sucesso, o animal deve ter morfologia e função, andando paralelamente, além de um bom treinador e vivência de campo devido às Paleteadas. Ele afirmou que Bagé está de parabéns, e que em sua estreia pode contar com o apoio total de Eduardo Suñé e Luiz Alberto Bastos, com quem julgou. Eduardo Móglia Suñé considera que as condições da pista de Bagé são excepcionais, fazendo com que os animais bons andem. Para ele, o cavalo vencedor é realmente diferenciado e o destaque, frisando que a prova dos machos foi bem competitiva. Segundo Suñé, a competência dos machos foi bonita, ficou um cavalo muito bom de fora porque na ótica dos jurados os outros foram melhores. “Claro que, até a classificatória, os animais deverão melhorar. Mas este cavalo que sobrou deverá ir ao Freio, pois é diferenciado e excepcional”.

Ulisses 350 Maufer, 1º lugar dos machos

Odalisca do Recanto venceu nas fêmeas

Paleteada 3º e 1º machos

Paleteada das duas primeiras fêmeas

VMB Aragano, 2º lugar dos machos

Campana Quitanda, 2º lugar nas fêmeas

Nova geração na campeira, seguindo os passos dos pais

Jurados, secretários e técnico da ABCCC

CREDENCIADOS Aguerrido do Pinhal, 3º lugar dos machos

Quebracho do Itapevi, 4º lugar nos machos

Dona Dora do Pinhal, 3º lugar das fêmeas

Karta Vieja Tupambaé, 4º lugar nas fêmeas

Fêmeas 1º lugar - Odalisca do Recanto, de Sucessão Carlos Alberto Ruiz Severo, Estância do Recanto, Dom Pedrito, RS. Marcos Silveira.18,508 2º lugar - Campana Quitanda, de Mário Móglia Suñé, Cabanha Campana, Bagé, RS. Lindor Collares. 18,049 3º lugar - Dona Dora do Pinhal, de Parceria Santo Isidro e Ouro Fino, Cabanha Santo Isidro e Ouro Fino, Santa Maria, RS. Miguel Souza. 17,789 4º lugar - Karta Vieja Tupambaé, de Oswaldo Dornelles Pons, Cabanha Tupambaé, Dom Pedrito, RS. Solimar Munhoz. 17,508 Machos 1º lugar - Ulisses 350 Maufer, de Ailton Santos, Cabanha Todos Os Santos, Capão da Canoa, RS. Everton Valim. 20,209 2º lugar - VMB Aragano, de Vanderlei Manzur, Cabanha VMB, Porto Alegre, RS. Cassio Jardim. 19,155 3º lugar - Aguerrido do Pinhal, Parceria Santo Isidro e Ouro Fino, Cabanha Santo Isidro e Ouro Fino, Santa Maria, RS. Miguel Souza. 19,152 4º lugar - Quebracho do Itapevy, de Ana Maria I. Matas e Vicente D. Matas, Cabanha Tarumã, Itaqui, RS. Valério Silva de Moura. 19,073


Crioulo em Pista

Cavalo Crioulo

JUNHO de 2010

| 17

Prova final do Movimiento a La Rienda terá carro como prêmio ao vencedor M

Fotos Alexandre Teixeira

otivado pelo apoio e receptividade dos criadores de Bagé, RS, Oswaldo Vacinaletti anunciou premiação de um carro zero km para a final do I Campeonato Brasileiro do Movimiento a La Rienda, que acontecerá na Expointer 2010. “A premiação será um incentivo para o incremento no número de participantes desta prova que no Brasil está dando os primeiros passos”, disse Oswaldo, que ao lado do irmão Renato está à frente da Cabanha Mapuche, responsável pela premiação da final. O anúncio já teve reflexo no aumento de duas etapas além da de Pomerode, SC, marcada para 12 de junho. Está marcada uma nova, de 09 a 11 de julho, em Esteio, e outra dia 25 de julho, em Bagé, RS. Os cinco classificados de cada etapa concorrerão a um carro zero km na final da Expointer 2010. No domingo, 09 de maio, em Bagé, RS, quatro conjuntos disputaram vagas para a final. A etapa de Bagé contou com julgamento de Luis Bustos, que foi secretariado por seu aluno Diego Garcia, ambos da Argentina. Antes da prova, na tarde de domingo, Bustos fez exposição

Eduardo Matas entregou premiação ao 1º lugar

do regulamento e dos propósitos da prova. O encontro praticamente lotou a sede do Núcleo de Bagé. O trabalho do jurado, em pista, envolveu anúncio da nota, seguido das devidas justificativas, possibilitando uma verdadeira aula para a assistência. Na premiação, Bustos recebeu placa de agradecimento pelo seu trabalho, enquanto coube a Eduardo Matas, da Comissão de Rédeas, a entrega dos troféus. O jurado do Movimiento a La Rienda ficou surpreso com o nível dos cavalos e dos ginetes, e acredita que o Brasil rapidamente vai crescer muito nesse tipo de prova. Ele revelou ter ficado muito contente com a participação no evento. Gilberto Loureiro de Souza destacou a presença do jurado argentino, que é uma referência no assunto na Argentina e um estudioso das raças equestres, que “nos brindou com sua capacidade”, e disse acreditar na potencialidade do nosso cavalo, pelo sistema seletivo que está sendo empregado e que tem capacidade e condições de exportar cavalos para qualquer modalidade. Para ele, esta é uma prova rigorosamente técnica e uma prova-mãe para outras disciplinas, pois o cavalo que tiver consistência realizando esta prova está capacitado a avançar em qualquer direção. Disse que os argentinos correm o Freio de Ouro, hoje, rigorosamente enquadrados dentro dos princípios regulamentares do Freio, e nós temos que correr uma prova genuinamente deles e dos chilenos, nos moldes que eles correm. “Então, acho que isso é fator de enriquecimento e de mostrar a capacidade de nossos cavalos e nossos ginetes”.

Chamujenta Cala Bassa e Sérgio Augusto, 2º lugar

Renato, jurado, com secretário e comissão organizadora

Quilero Que Suerte e Sérgio Augusto, 1º lugar

Osvaldo Vacinaletti acredita que este início da prova do Movimiento a La Rienda no Brasil deverá ter muito êxito, e que com o apoio do Núcleo de Bagé será uma coisa muito grande. “Não sei se vamos chegar ao

Freio de Ouro, mas que dentro de alguns anos vamos estar perto, com certeza”. A Cabanha Mapuche, de sua propriedade e do irmão, Renato, vai premiar a prova com um carro, para incentivar a disputa.

RESULTADO 1º lugar - Sergio Ferraz, com Quilero Suerte, Cabanha Cala Bassa, Bagé, RS. 41,500 2º lugar - Sergio Ferras, com Chamamugenta Cala Bassa, Cabanha Cala Bassa, Bagé, RS. 40,500 3º lugar - Pedro Móglia, com Baderna Milico, Cabanha Baderna, Bagé, RS. 38,00 4º lugar - Firmeza 1460 do Candidato, Cabanha Quilero, Bagé, RS. 31,500

Baderna Milico e Pedro Móglia, 3º lugar

Palestra foi na sede do Núcleo

Firmeza 1460 do Candidato e Henrique Gonzáles, 4º lugar


18 | JUNHO de 2010

Crioulo em Pista

Cavalo Crioulo

Movimento a La Rienda, Mãe de Provas

H

á tempo queria escrever sobre o tema que tanto me apaixona. A insistência da minha família e de alguns amigos fez com que a decisão chegasse, peço desculpas desde já porque a minha pluma e as musas que me inspiram para escrever, às vezes são limitadas. A idéia neste primeiro artigo é fazer uma introdução ao tema e ressaltar as bondades desta disciplina. Se isto pegar força, e nós vermos que há interesse, seguiremos, mas já sobre aspectos mais técnicos como: o comportamento, a conformação, o relacionamento precoce com o potrilho, a eleição do cavalo, o amanse, arrumação e o arremate do cavalo, para as diversas provas de seleção funcional e morfológica. Podemos falar que os objetivos se baseiam em alguns esteios fundamentais que são: conseguir um cavalo manso, tranquilo, flexível, obediente e disciplinado. Analisando estes parâmetros podemos falar que um cavalo é: Manso: quando está absolutamente confiado no homem e o respeita. Tranquilo: quando perante um requerimento do ginete responde sem reagir temperamentalmente e executa seus movimentos sem acusar estresse ou rigidez. Flexível: quando tem conseguido ter a elasticidade em todas as suas partes mediante um treinamento racional, o que lhe confere um melhor equilíbrio e, portanto, um menor gasto energético no esforço. Obediente e disciplinado: porque foi submetido a um treinamento psicofísico racional e coerente, que o leva a estar sempre atento e disposto a toda indicação lhe faz o ginete. Este se contrapõe à autodeterminação que outros estilos propõem. A nossa escola que foi forjada na guerra, e com o lidar do gado bravo, o cavalo não devia se antecipar nunca, pois este significava a morte para ele e para o ginete. Por último, seguindo estes parâmetros, teremos um cavalo agradável para montar e apto para qualquer tarefa campeira de divertimento ou esporte ao qual for submetido. Contamos com uma modalidade como o “Movimento a La Rienda” que avalia em grande medida estes princípios. Esta competência na Argentina tem crescido nestes

Por Luis Bustos* sica) que se usa na maior parte do mundo civilizado para manobrar cavalos. A propósito disso, que sirva como exemplo, tive a oportunidade de fazer um curso durante três meses na REAL ESCOLA ANDALUZA DEL’ARTE E ECUESTRE faz uns 15 anos. Posso falar que já em uma semana de trabalho lá, os cavalos me compreendiam perfeitamente e conseguia realizar com eles exercícios de adestramento medianamente bons. Penso que isto deveria resultar muito mais difícil para aquelas pessoas que usam estilos diferentes Luis Bustos, presidente Comissão de Rienda que se referem, sobretudo, à falta de contato da Argentina nas pernas e nas costelas e o uso dos freios últimos dez anos de forma excepcional, já de grande potência e flexionadores que inque na temporada 2000/2001 participaram clinam os cavalos para frente, e dificultam entre 20/25 cavalos, e hoje, na temporada enormemente a reunião. 2010, contamos com quase 300 participanDurante o ano de 2009 tive a oportunites nas três categorias. Devemos incentivar dade de viajar e fui convidado duas vezes também em todos estes jovens ginetes, em para o Uruguai, como jurado, e uma vez geral, a necessidade de não somente ad- para o Brasil para ministrar um curso do quirir a prática, mas também de incorporar “Movimento a La Rienda” junto com Juan conhecimentos teóricos para que aprendam Cruz Amestoy. Percebi um grande interesse não somente “o como fazer” mas também e valorização neste sistema, já que poderia “o por que fazer”. ser aplicado nas suas provas vigentes, que Este último podemos conseguí-lo através são muito boas. Uma faceta técnica que de palestras, vídeos, aulas teórico-práticas e pode ajudar a melhorar o rendimento nas a leitura de obras de autores reconhecidos. disciplinas praticadas e promovidas. Por outra parte, acredito que é importanPor outra parte, os países integrantes da te valorizar o crescimento e os benefícios FICCC (Argentina, Brasil, Chile e Uruguai) que traz esta prova, já que promove o ades- homologaram seus regulamentos no da protramento e a condução eficiente do cavalo, e va FZB da Argentina. Agora pode-se dizer dizer que uma equitação campeira que tem que já são quatro países na Sudamérica que suas bases e fundamentos nos princípios da participam nesta disciplina. Isto pode trazer equitação clássica, como são: a reunião, a imensos benefícios para todos, nas facetas incurvação, a colocação de cabeça e pes- técnicas e humanas, podendo se organizar coço, o contato na boca e outros que fazem torneios internacionais, como já aconteceu melhorar substancialmente seu rendimento em 2009 durante a FICCC, ou cada país e a eficácia em qualquer tarefa que seja pode convidar e ceder espaço em suas finais submetido. para integrantes de outras nações. O leitor pode se perguntar “por que será Deste ponto de vista humano traria tamque este homem se apega tanto ao clássi- bém grandes vantagens, já que facilita o inco?” e eu respondo: o clássico na literatura, tercâmbio de opiniões técnicas de jurados e na arte, na música e na equitação persiste algo mais importante, que é fomentar ainda porque através dos séculos, ainda hoje mais a amizade, já que teríamos em comum segue vigente. mais uma prova. Este último requisito é Se usarmos os mesmos princípios e fundamental porque quebra as barreiras da ajudas (pernas, rédeas, etc.) orientados e desconfiança e promove o enriquecimento traduzidos a nossas necessidades e com- humano e esportivo. petências, podemos dizer que aplicamos a A experiência da Argentina nesta modamesma partitura (idioma universal da mú- lidade é a de estar no caminho certo, tendo

progredido muito, já que neste sistema de trabalho não somente serviu para realização desta prova com qualidade, mas influenciou no amanse e no treinamento dos cavalos em qualquer disciplina funcional como Provas de Rodeio, Paleteada, provas de velocidade, o Aparte, o Aparte Campeiro e o Rodeio Cuyano. A sua influência não só tem se limitado a estas provas funcionais, mas chegou também nas exposições, mostrando cavalos mais ordenados e melhor amansados. E, com isto, permitiu mostrar perante os jurados e o público, podendo ser melhor apreciados, porque pouco favor fazemos para a raça mostrando cavalos com um amanse deficiente. Por último, quero dizer que na Argentina, nos primeiros anos desta prova, houve uma importante influência chilena, e que hoje tem características próprias, como, com certeza, acontecerá nos demais países, como ocorre em outras disciplinas, tais como Pólo, Futebol, Rugby e outros esportes, e em alguns casos superando os mestres. Estamos no bom caminho, devemos persistir e lutar contra este costume, tão nosso, de desandar caminhos que nos levavam ao progresso e crescimento. Voltamos, assim, para as fontes e o conhecimento que foi a Espanha, Mãe da nossa cultura equestre, que conseguiu transformar uma equitação artesanal em arte perante um touro bravo, como é no Rejoneo. *Nota da redação: Luis Bustos tem 62 anos, é médico pediatra, casado e com quatro filhos. No ano de 1982 realizou uma viagem ao Chile, a cavalo, cruzando a cordilheira por um dos caminhos mais altos, 4,7 mil metros, realizando 800 km em 31 dias. Participou de provas de Rienda durante 15 anos, com êxito. Fez curso de quatro meses na Real Escola Andaluza de Arte Equestre, integrando apresentação da Esquadra Espanhola. É assessor técnico da Cabanha La República, há 20 anos. É fundador e diretor da Esquadra de Arte Equestre Argentina onde participa como ginete. E ainda é presidente da subcomissão de Rienda da Associação Argentina, há 20 anos.


Cavalo Crioulo

Em Cena

JUNHO de 2010

| 19

Núcleo prestigia os jovens talentos E

ste ano foi a vez da novíssima geração fazer a entrega da premiação da Exposição de Bagé. Tradicionalmente, o Núcleo convida uma dupla de jovens para a tarefa. A responsabilidade ficou com os primos Betina e Inácio Suñé, respectivamente filhos de Alexandre e Ana Suñé e Michelle e Rafael Suñé. Os presentes foram unânimes em elogiar a desenvoltura, seriedade e simpatia com que eles enfrentaram a missão. O Núcleo de Criadores de Cavalos Crioulos de Bagé promoveu entrega de prêmios no final da tarde da sexta-feira, 07 de maio, no salão anexo ao local de remates onde, logo em seguida, aconteceria um pregão. Michelle Suñé, esposa do presidente do Núcleo, Rafael, informou que entre as atividades sociais houve coquetel de confraternização, aproveitando a realização do Remate da Tupambaé, que também garantiu grande presença de público. Ela explicou que dentro do Núcleo existem quatro grupos de mulheres envolvidas com a promoção de chás, que atuaram também ao longo deste evento. Os mesmos grupos inclusive são responsáveis pela elaboração das sobremesas servidas nos almoços promovidos durante os eventos. Michelle ainda aproveitou o intervalo do término e da premiação da Credenciadora, para homenagear as mães pelo seu dia. Crianças passaram com uma cesta com cartões anexos a doces, desejando Feliz Dia das Mães.

Fotos Alexandre Teixeira

Show de Helena e Carlos Blanco abriu coquetel

Premiação da Credenciadora foi em frente à sede do Núcleo

Casal presidente com os mestres de cerimônia, Betina e Inácio

Seriedade na entrega do prêmio pelo melhor exemplar, ao tio Gilberto


20 | JUNHO de 2010

Núcleos em Ação

I Expo Incentivo em Montenegro A Associação de Criadores de Cavalos Crioulos do Vale do Caí, presidida por João Batista de Azevedo Francisco, promoverá a I Expoincentivo Montenegro, que se realizará em 26 de junho, a partir das 8h, com admissão dos animais no Parque Centenário de Montenegro. Na ocasião, haverá grande premiação em dinheiro, além de troféus e

rosetas. O Núcleo ainda aguarda confirmação do jurado no evento. A realização é da Associação de Criadores de Cavalos Crioulos do Vale do Caí e Prefeitura Municipal de Montenegro. As inscrições custam R$ 100,00, e interessados podem fazer contatos com João Batista de Azevedo Francisco, pelo fone 51 9696.4509

Cavalo Crioulo

Veterinário cumpre estágios fora do País Fotos arquivo pessoal

PROGRAMA Dia 25 de junho – 18, encerramento das inscrições de animais Dia 26 de junho – 8h, entrada e admissão dos animais inscritos, na Pista de Eventos Rurais do Parque Montenegro; 9h, encerramento da admissão dos animais; 9h30min às 12h30min, avaliações morfológicas; 12h30min às 13h30min, almoço; 13h30min às 18h, avaliações morfológicas; 19h, confraternização e entrega de premiação

Lucy Rees ministra Curso de Etologia e Doma Natural em Equinos, em Tapes Doma natural é um método de lidar com os cavalos de uma maneira facilmente entendida por eles. Assim surge uma forma diferente de domá-los, criando uma relação de harmonia e confiança que anima o cavalo a aprender e cooperar voluntariamente. É uma técnica em que é exercida uma liderança sobre o animal, e nunca de dominância. Lucy Rees, natural da Espanha, tem dedicado toda sua vida ao mundo dos cavalos. É reconhecida como uma das maiores autoridades em etologia equina. Ela se formou em Zoologia na Universidade de Londres e se especializou no estudo do comportamento equino. Dirigiu um centro hípico onde conquistou fama por

sua maneira especial de domar e tratar cavalos com problemas. Autora de vários livros, escreve, regularmente, para revistas inglesas e espanholas. É pioneira em doma natural na Espanha. Lucy Rees estará de 20 a 30 de outubro em Tapes, RS, ministrando seu Curso de Etologia e Doma Natural em Equinos, no Km 365 da BR 116. As inscrições custam R$ 1.800,00 com hospedagem e alimentação. É necessário pagamento de 30% antecipado para confirmar a inscrição. O saldo pode ser dividido em duas parcelas. Informações e inscrição com o médico veterinário Pedro Mahfuz, pelo fone (53)91150167 e e-mail pmahfuz@gmail. com. As vagas são limitadas.

Curso de Nutrição e Alimentação Equina A Escola Cavallus – Centro de Formação Equestre, oferece Curso de Nutrição e Alimentação Eqüina, dias 02,03 e 04 de julho, com vagas limitadas e tendo como público-alvo estudantes, veterinários, zootecnistas, agrônomos, criadores, proprietários e profissionais do cavalo. O curso é dividido em dois conceitos: 1) Nutrição: Parte Teórica das Necessidades dos Equinos conforme estudos científicos e tabelas do INRA (francês) e NRC (americano), e 2) Alimentação: Aplicação Prática dos números científicos. No curso este é o principal enfoque, onde busca aplicar a teoria na prática, levando em consideração o bem estar equino conforme sua evolução e sua inter-relação com o meio ambiente, levando em conta os quatro preceitos fundamentais que norteiam o manejo e comportamento equino: Animal que evoluiu como Presa, em Liberdade, Gregário e se alimentando principalmente de fontes de

Volumoso (forrageiras). O Curso tem como palestrante, André G. Cintra, MV; Mestrando na área de Etologia e Comportamento Equino (FZEA – USP); Especialista em Gestão de Empresas com ênfase em Marketing e MBA em Gestão de Empresas e Negócios (Metrocamp), Professor de Graduação e Pós-graduação em Nutrição e Manejo Equino; Docente FAJ. A Cavallus está localizada no Haras Mineral, em Itapira, SP, e conta com instalações adequadas para atender aos alunos, como Sala de Palestras, Redondel, Picadeiro Coberto, Cavalos para Montaria e Manejo e Pousada para Cursos de mais de um dia de duração. Mais informações: (19) 9705.9734 / 9196.1439 – e-mail: andré@vongold. com.br. O investimento do curso para profissionais é de R$ 350,00 e para estudantes, R$ 300,00.

Dom Pedrito concentra para Marcha No dia 04 de junho, 21 animais iniciaram a concentração para a 10ª Marcha de Integração da Raça Crioula, em Dom Pedrito, RS. Os animais estão concentrados na Cabanha Santa Delfina, de Candido de Godoy Dias. Filipe Fialho, presidente do Núcleo Pedritense, salienta que esta Marcha é nível A, ou seja, a única do ciclo a contabilizar a mesma pontuação do ganhador do Freio de Ouro. Entre os animais concentrados estão exemplares de criadores de Bagé, Aceguá, Jaguarão, Dom Pedrito, Alegrete, Uruguaiana e Rosário do Sul.

A 10ª Marcha da Integração tem largada marcada para o dia 04 de julho, e chegada no dia 18 de julho, quando os marcheiros terão percorrido 750 km em 15 dias, depois de 30 dias concentrados. A largada da Marcha será na Fepagro, localizada há 12 km do centro de Dom Pedrito. Esta será a primeira vez que as largadas da Marcha não serão no Parque do Sindicato Rural. Segundo Filipe, a Fepagro oferece melhores condições para os animais, como local mais amplo e mais oferta de pastos.

Hagyard- Nos EUA foram dois meses de estudo

Inra- Na frança o estágio foi em um Instituto de Pesquisa

Felipe F. Motta, veterinário recentemente formado pela Ufrgs, realizou dois estágios na área de equinos na França e nos Estados Unidos. Os estágios fazem parte da grade curricular do Curso de Medicina Veterinária da Ufrgs. O primeiro, nos EUA, foi uma oportunidade que o médico veterinário Pablo Arechavaleta, responsável pelo Stud TNT, lhe ofereceu. O segundo, na França, foi através do Professor da Medicina Veterinária da Ufrgs, Rodrigo Costa Mattos. Confira o relato que Felipe fez especialmente para o Jornal Cavalo Crioulo : “O estágio nos EUA foi durante o período de dois meses, em uma clínica chamada Hagyard-Davidson-McGee Associates ou Hagyard Equine Medical Institute. É uma empresa que há mais de 130 anos dedica-se à saúde e ao bem estar eqüino, e hoje conta com o trabalho de mais de 60 veterinários e demais colaboradores. A ênfase no estágio foi nas áreas de reprodução e locomotor. O segundo período de estágio foi de três meses na Unidade de Fisiologia da Reprodução e dos Comportamentos no Instituto Nacional de Pesquisa Agronômica - INRA (Unité de Physiologie de la Reproduction et des

Comportements - Institut National de la Recherche Agronomique). O INRA é muito semelhante à Embrapa. Nesse tempo pôde acompanhar principalmente três linhas de pesquisa: FIV (fecundação in vitro) equina, o uso de uma molécula (Kisspeptin) na tentativa de sincronização do cio da égua e o desenvolvimento de um meio de congelação para o sêmen equino. E, por fim, como curiosidade e não relacionado diretamente aos estágios, é interessante comentar sobre o número de jovens, homens e mulheres, praticando o Horse Ball na França. Pude assistir a alguns jogos em Bordeaux, durante a Feira e o Salão de Agricultura da cidade. O Horse Ball é um esporte a cavalo muito semelhante ao nosso Jogo do Pato, praticado no Rio Grande do Sul e países vizinhos. O campo compreende uma área pequena, tem a medida mínima de 20m/60m e máxima de 35m/75m, e se joga em dois tempos de dez minutos. É um esporte de criação recente, data da década de 70 e tem como país de origem, a França. No Brasil, teve sua estréia nesses moldes (pois é quase igual ao Jogo do Pato) em 1992. Acredito que o Jogo do Pato (Horse Ball) seja um esporte muito interessante para a Raça Crioula.

Campeonato Rondoniense de Rédeas terá novas etapas A Associação Rondoniense do Cavalo de Rédeas (ARCR) informa que as Provas de Rédeas do 7º Campeonato Rondoniense de Rédeas terão a 4ª etapa, dias 12 e 13 de junho, no município de Candeias do Jamari, e será realizada na Fazenda Buritis,

de propriedade de Janio Fernandes. A 5ª etapa acontecerá dias 19 e 20 de junho, no município de Ji-Paraná, no Rancho AgroRio, de propriedade de Thiago Coleto. As etapas terão a participação de vários Cavalos Crioulos.

Núcleo de Bagé programa eventos e renova Diretoria O Núcleo de Criadores de Cavalos Crioulos de Bagé programou uma série de eventos que serão realizados junto à Prévia, em julho. De 22 a 25 de julho, ocorrerá Concentração de Machos, Curso Ginetes de Ouro, jantar de posse da nova Diretoria do

Núcleo, além de Prova de Campereada e de Movimiento a La Rienda. As inscrições para o Curso de Ginetes de Ouro de Zeca Macedo, com taxa de R$ 200,00, estão abertas até 19 de julho. Contatos com Vânia Ferrari, pelos fones 53 9991.2009 /3242.0006

PROGRAMA Dia 22 de julho - Concentração de machos e Prévia da Expointer Dia 23 de julho – Curso Ginetes de Ouro (Zeca Macedo), 8h30min, identificação dos participantes do curso (entrega de credenciais); 9h30min, apresentação e conversa sobre embocaduras; 12h, almoço; 14h, Introdução e Andaduras Dia 24 de julho – 8h, Figura; Volta Sobre Patas; 12h, Almoço; 14h, Esbarradas; Mangueira; 20h, Jantar de Posse da nova Diretoria do Núcleo de Criadores de Cavalos Crioulos de Bagé Dia 25 de julho – 8h, Paleteada Curso Ginetes de Ouro; 12h, encerramento do Curso Ginetes de Ouro; Prova de Campereada; Movimiento a La Rienda


Cavalo Crioulo

JUNHO de 2010

| 21


Outono Crioulo

22 | JUNHO de 2010

Cavalo Crioulo

III Expocrioulos mobiliza Rio Pardo C

oube a João Vicente Sá julgar os participantes da III Expocrioulos de Rio Pardo, promoção do Núcleo de Criadores de Cavalos Crioulos daquela município. Luis Francisco de Quadros Leite fez a supervisão técnica, tendo como primeiro compromisso, a Concentração. Em relação à Concentração, o técnico da ABCCC disse que o número de animais apresentados para confirmar e o

nível de animais confirmados, foi surpreendente. Sendo que um dos confirmados foi o grande campeão da Mostra Morfológica. Gigolô da Reconquista. Quanto aos animais da Morfologia, revelou que não encontrou animais fracos, abaixo do nível, abaixo da média, sendo que as quatro fêmeas e os quatro machos estão em perfeitas condições de disputar qualquer evento grande. Fotos cedidas pelo Núcleo

Soledad da Linha Sete, melhor exemplar nascido e criador na região

Campereada integrou programa de Rio Pardo

Jurado João Sá foi secretariado por Sérgio Gomes

MORFOLOGIA Campeão incentivo – Faraó Bertolini, cr. e exp. Irani Bertolini, Fazenda Bertolini, Minas do Leão, RS Reservado campeão incentivo – Guapo da Capão Formoso, cr. Carlos Alberto Roos, Candelária, RS e exp. Édson Lucas Colomé, Fazenda São Lucas, Rio Pardo, RS Campeã incentivo – Jóia Rara 182 do Cerro Velho, cr. e exp. Lizandro Paz Lopes, Cabanha Cerro Velho, Santa Cruz do Sul, RS Reservada campeã incentivo – Figuerilha Bertolini, cr.. e exp.Irani Bertolini, Fazenda Bertolini, Minas do Leão, RS Melhor exemplar da raça, grande campeã e campeã potranca menor - Emblema Bertolini, cr. e exp. Irani Bertolini, Fazenda Bertolini, Minas do Leão, RS Reservada grande campeã, campeã égua adulta - Favorita del Rey, cr. Márcio Scherer e exp. Tibicuera Menna Barreto de Almeida, Cabanha Rancho de Gaudérios, Santa Cruz do Sul, RS Terceira melhor fêmea e reservada campeã égua adulta - Cobiça Bertolini, cr. e exp. Irani Bertolini, Fazenda Bertolini, Minas do Leão, RS Quarta melhor fêmea e reservada campeã potranca menor - Soledad da Linha Sete, cr. e exp. Peter Wimmer, Cabanha Linha Sete, Santa Cruz do Sul, RS Campeã égua menor - Cobiçada do Esplendor, cr. Cristiano R. Herberts/Ricardo A. Bruch e exp. Cristiano Ricardo Herberts, Cabanha Esplendor, Venâncio Aires, RS Campeã égua prenhe - Aljava da Princesa do Jacuí, cr. João Carlos Raichle e exp. Tiago Riegel Silveira, Cabanha Dom Riegel, Encruzilhada do Sul, RS Reservada campeã égua menor - Teca 2106 de Santo Ângelo, cr. Martins Bastos Agricultura e Pecuária e exp. Carlos Alberto Garcia Vieira, Cabanha Videira, Rio Pardo, RS Reservada campeã égua prenhe - Doriana do Esplendor, cr. Cristiano R. Herberts/Ricardo A. Bruch e exp. Cristiano Ricardo Herberts, Cabanha Esplendor, Venâncio Aires, RS Terceira melhor potranca menor - Ibiza 143 do Cerro Velho, cr. e exp. Lizandro Paz Lopes, Cabanha Cerro Velho, Santa Cruz do Sul, RS Terceira melhor égua menor - Marina 2114 de Santo Ângelo, cr. e exp. Martins Bastos Agricultura e Pecuária, Cabanha Santo Ângelo, Barra do Quarai, RS Terceira melhor égua adulta - Guria Faceira Del Rey, cr. e exp. Márcio Scherer, Cabanha Del Rey, Santa Cruz do Sul, RS Quarta melhor égua menor - Carpeta da Invernada do Gavião, cr. e exp. Ernesto Protásio Wunderlich Neto, Fazenda Gavião, Rio Pardo, RS Quarta melhor égua adulta - Kaoma da Quitaúna, cr. Paola Bacchin Schneider e exp. João Carlos Platte Baierle, Cabanha Santa Goretti, Cachoeira do Sul, RS Grande campeão e campeão cavalo adulto – Gigolô da Reconquista, cr. Eduardo e Marcelo Tellechea Cairoli e exp. Condomínio Gigolô, Cabanha São Caetano, Porto Alegre, RS Reservado grande campeão e campeão cavalo menor - Harmonia Saguaipé, cr. Harmonia Agricultura e Pecuária Ltda. e exp. Joner Frederico Kern, Cabanha Duas Meninas, Arroio do Meio, RS Terceiro melhor macho e campeão potranco menor - Reservado de São Manoel, cr. Ricardo Alvarez e exp. Dardani Aires Batista, Cabanha Cerro da Árvore, Encruzilhada do Sul, RS Quarto melhor macho e reservado campeão cavalo adulto - Oficial do Purunã,, cr. Mariano Lemanski e exp. Irani Bertolini, Fazenda Bertolini, Minas do Leão, RS Reservado campeão potranco menor - Baralho da Quinta, cr. Estância da Quinta Ltda. e exp. Mauro de Vargas Morales, Cabanha do Angico, Cachoeira do Sul, RS Reservado campeão cavalo menor - Entrosado do Veterano, cr. César Augusto Klafke e exp. Juliano e Jucelmo Panta Mundstock, Cabanha Sentinela, Rio Pardo, RS Terceiro melhor potranco menor - Campana Traje Negro, cr. Mário Moglia Suñé e exp. Parceria Traje Negro, Cabanha Auxiliadora, Santo Antonio e Videira, Rio Pardo, RS Terceiro melhor cavalo menor - Piraí 1630 do Senhor, cr. Paulo Tavares Móglia e exp. Mateus Gewehr dos Santos, David e Carla Flores, Santa Cruz do Sul, RS Terceiro melhor cavalo adulto - Guayacán da Quinta, cr. Estância da Quinta Ltda. e exp. Péricles e Dinah Druck, Estância Boa Vista da Quinta, Rio Pardo, RS Quarto melhor potranco menor – PJJ Gavião, cr. e exp. Juliano e Jucelmo Panta Mundstock, Cabanha Sentinela, Rio Pardo, RS Quarto melhor cavalo menor - Moicano da Paraguassú, cr. Paulo Renato Rosales e Filhos e exp. Diego Oliveira e Marcos Martins, Cabanha Pastoreio, Charqueadas, RS Quarto melhor cavalo adulto - BT Romário, cr. Flavio Bastos Tellechea e exp. Heine Hardi Muller, Cabanha Kimajé, Rio Pardo, RS Campeã trio de éguas adultas - Audácia da LW, Tostada e Janaína da Linha Sete, de Peter Wimmer, Cabanha Linha Sete, Santa Cruz do Sul, RS Reservada campeã trio de éguas adultas - Feiticeira da Don Fernando, Gateada e Façanha da Linha Sete, de Peter Wimmer, Cabanha Linha Sete, Santa Cruz do Sul, RS

Grande campeão e grande campeã da III Expocrioulos

RESULTADOS 1º lugar - Diogo Pereira Rego, montando Caudilho da Lagoa Serena; Franco Pereira Rego, montando Espanto da Lagoa Serena, e Leonardo Machado, montando Eto’o da Lagoa Serena. Com nove bois e tempo: 1’29”33 2º lugar - Derli Silveira, montando Aquerenciado da Santa Juvita; Leonardo Machado, montando Divina da Tibá, e Marco Reis, montando Crioula do Salgueiro. Com nove bois e tempo: 1’29”66 3º lugar - Gladimir Silva, montando Abellina Anacauyta; Marco Reis, montando Flauta da Auxiliadora, e Clodoaldo Lima, montando Enluarada da Auxiliadora. Com nove bois e tempo: 1’36”00

Diretoria do Núcleo com jurado e técnico


Cavalo Crioulo

Classificatória Paleteada

JUNHO de 2010

| 23

Final de Paleteadas promete grandes disputas A cirrada. Assim deve ser a final do Campeonato Nacional de Paleteadas, que ocorrerá em 05 de setembro, durante a Expointer 2010. Para o coordenador da Subcomissão de Paleteadas da ABCCC, Ramiro Costa, o ganhador só deve ser definido no último boi corrido. “As semifinais foram grandes campeonatos e mostraram o perfil de quem vem pela frente”, justifica. A premiação será de R$ 30 mil divididos entre os 20 finalistas. As duas últimas classificatórias – regiões 02 e 03 - ocorreram em Alegrete, RS, nos dias 15 e 16 de maio. Foram 52 duplas disputando ponto a ponto as 20 vagas para a competição. O modelo de duas regiões em um único final de semana iniciou este ano, em Pelotas, como um projeto-piloto. Lá foram definidos os participantes das regiões 01 e 06. A medida parece ter agradado, pelo menos, a diretoria de Provas, que promete manter o mesmo sistema em 2011. “O objetivo, além de mais econômico, faz com que as pessoas circulem mais em outras regiões”, explica Costa. A antecipação do período das semifinais, geralmente realizadas no mês de julho, também trouxe benefícios. Conforme o Coordenador da Subcomissão de Paleteadas da ABCCC, em abril e maio existe mais facilidade de conseguir o gado, e os animais ainda apresentam melhores condições.

Bagé terá um novato em pista

No sábado, 15 de maio, 12 duplas participaram da semifinal da região 02, Bagé, mas apenas dez conquistaram o direto de disputar a final. Em meio aos tradicionais ginetes, Mário Santos Suñé, de apenas 15 anos, chegou em 6º lugar e garantiu, pelas patas de Campana Lobo, acesso à Expointer. Ao lado dele corre Carlos Souza, que monta Maquena Guindo Santo. A dupla é recente e, embora Suñé já tenha conquistado - com Capana Obra Prima - a categoria Juvenil Masculina da Prova Jovem de 2007, esta é a primeira vez que o jovem classifica para a final de Paleteada. O 1º lugar não chegou a ser surpresa. Com pouco mais de cinco pontos de diferença para o segundo colocado, Thiago Teixeira (Capella Osorno) e Carlos Souza (Capella Pedro Milonga) levaram a melhor, obtendo 63,50 pontos. Para a dupla de jurados - Frederico Ormazabal Sastre e Torquato Alano Petrarca – a prova foi tranquila e os competidores se mantiveram parelhos do início ao fim. “O gado e a pista apresentaram boas condições”, frisa Sastre. Já para Petrarca, o julgamento teve um grau a mais de dificuldade: apenas avaliar. Credenciado em Dom Pedrito para participar como ginete da Classificatória, Petrarca foi obrigado a ficar do lado de fora da pista em razão de um procedimento cirúrgico recente. “É bem melhor correr”, garante ele. O Selo de Raça, que define o cavalo que apresenta as melhores condições morfológicas, ficou com Invernada Chimarrão de Carlos, Eduardo e Marta Loureiro de Souza.

Fotos Ceni Adriano

Thiago e Carlos venceram na Região 02

REGIÃO 02

Rafael e Eduardo garantiram 2º lugar na Região 02

Rafael e Carlos, 3º lugar da Região 02

1º lugar - Thiago Teixeira, com Capella Osorno e Carlos L. Souza, com Capella Pedro Milonga. 63,50 2º lugar - Rafael Suñé, com BT Despacho e Eduardo Souza, com Invernada Chimarrão. 58,25 3º lugar - Rafael Suñé, com Capanegra Desayuno e Carlos Souza, com Três Cerros Recuerdo. 57,75 4º lugar - Denise Leite, com Nimbo da Música e Marcio Maciel, com Baralho Tupambé. 56,25 5º lugar - Thiago Teixeira, com Castanho do Aceguá e Carlos L. de Souza, com Campana Parrillero. 55,00 6º lugar - Mario Santos Suñé, com Campana Lobo e Carlos Souza, com Maquena Guindo Santo. 54,75 7º lugar - Renato Quadros, com Capella Lageado e Carlos L. Souza, com Capella Jango. 53,75 8º lugar - Adolfo San Martin, com Lampião das Três Divisas e José Carlos Silveira, com Retorno de Pai Passo. 48,00 9º lugar - Francisco Feltrin, com Prateada da Lima Negra e Mario Saldanha, com Isqueiro de São Bibiano. 42,00 10º lugar - Silvia Loro. Com Capanegra Flaminga e Jaime Molina, com Inatuba da Lima Negra. 39,25

REGIÃO 03 Carlos e Silvio, liderança da Região 03

Manoel e Alair, 2º lugar da Região 03

Leo e Cesar, 3º lugar da Região 03

Alegrete mantém campeões na ponta

Jurados da classificatória foram homenageados

Lauro Dornelles, foi debaixo de muito frio, o que provavelmente tenha dificultado o entrosamento inicial das duplas, que começaram a melhorar o desempenho no decorrer da competição. Conforme o Gerente de Eventos da ABCCC, Vagner Studzinski, a região 03 reuniu o maior número de participantes nas Classificatórias deste ano. Foram 40 duplas para definir as dez melhores. Para o presidente do Núcleo de Criadores de Cavalos Crioulos de Alegrete, Ciro Manoel Canto de Freitas, a explicação pode estar associada à popularidade da prova na região. “Creio que é aqui que está concentrada a maior quantidade de participantes de todo o Rio Grande do Sul”, argumenta. A supervisora técnica da prova, Christina Bandeira de Mello, certificou CH Herói, de Tisa Helena Monteiro de Quadros, com o Selo de Raça.(Texto Débora Borba)

Os ginetes que conquistaram a primeira colocação na semifinal da região 03, realizada no domingo, 16 de maio, foram os mesmos que levaram o Campeonato Nacional de Paleteadas de 2009 – Carlos Felix, 36 anos, e Sílvio Ribeiro, 34 anos. A novidade foi a dupla de animais – Ventania II de Pai Passo e Retiro de Pai Passo. Nas quatro voltas, foram quase 80 pontos acumulados. Veja na sequência o box com

a relação completa dos resultados. Com os animais bem preparados, a dupla de ginetes está confiante em um bicampeonato. Os representantes de Barra do Quarai se credenciaram também em Alegrete e há um ano desenvolvem o treinamento dos dois cavalos, que deve ser intensificado a partir de agora até setembro. Diferentemente do sábado, a Classificatória da região 03, no Parque de Exposições

1º lugar -Carlos Felix, comVentania Ii de Pai Passo e Silvio Ribeiro, com Retiro de Pai Passo. 77,25 2º lugar - Manoel Pons, com Camb Miliciano e Alair Rodrigues, com Touro Passo Quebra Pedra. 74,88 3º lugar - Léo Marques, com Capanegra Guaraná e César Marques, com Monarca da Restinga. 74,38 4º lugar - Carlos Goulart, com Indio da Camila e Manoel Francisco Zirbes Rodrigues, comCarqueja Ii da Camila. 74,00 5º lugar - Jaime Franco, com Balim do Inhandejú e Reinaldo Silveira, com Tabatinga do Purunã. 71,13 6º lugar - Jaime Franco, com Caboclo 08 da Inhandejú e Reinaldo Silveira, com Robledal Relicário. 69,75 7º lugar - Jaime Molina, com Herodes Tupambaé e Miguel Miranda, com Laguna de Santa Arminda. 64,13 8º lugar - Pedro Bastos, com Quaraí Chico de Pai Passo e Carlos Felix, com Víbora de Pai Passo. 64,00 9º lugar - Valdoir Pinto, com Buenacho 81 do Jarau e Leonardo Lopes, com Trovador da Rama Negra. 62,88 10º lugar - Carlos Goulart, com Decidido da Camila e Manoel Zirbes Rodrigues, com Castelhano da Camila. 62,50


24 | JUNHO de 2010

Rumo ao Freio 2010

Cavalo Crioulo

Rio Grande define vagas ao Freio 2010 com participação de 50 animais A

Classificatória de Rio Grande ao Freio de Ouro ficará com o mérito de ter sediado a maior das etapas do ciclo 2010. Entre 20 a 23 de maio as vagas da Região foram disputadas por 26 fêmeas e 24 machos. Pela perspectiva deste volume de animais, a ABCCC indicou dois trios de jurados para esta prova que enfrentou alguns momentos de pista pesada em função das chuvas. Eduardo Móglia Suñe, João Arísio e Marcelo Montano Coelho foram os jurados das fêmeas enquanto os machos ficaram a cargo de Álvaro Dumoncel, José Francisco Pereira de Moura e Rodrigo Albuquerque Py. Além das premiações aos Classificados, a ABCCC premiou, com base na escolha dos jurados, o Ginete Destaque Fêmeas, Maurício Idiart e o Ginete Destaque dos machos, Milton Castro. Mauricio trabalha com cavalos há seis anos, com Centro de Treinamento, e pela segunda vez foi escolhido Ginete Destaque. A primeira vez foi em Pato Branco, PR, e segundo ele, o novo título representa o fruto de seu trabalho, de seu dia a dia, para chegar na prova e fazer o melhor. Já Milton Castro mesmo sendo veterano nestas premiações contabiliza este como o primeiro título de Ginete Destaque em 2010 juntamente com o primeiro cavalo que classifica neste ano.´”É um cavalo muito novo, que correspondeu, e eu estou muito feliz por isso”. Ele está preparando mais duas éguas para outras duas Classificatórias ao Freio de Ouro. Manoel Gonçalves ainda recebeu placa registrando o fato do Núcleo de Criadores de Cavalos Crioulos de Rio Grande, presidido por ele, ter sediada esta Classificatória. Segundo José Antonio Anzanello, proprietário do cavalo classificado em 1º lugar, Feriado de Santa Edwiges, filho de Rodopio com Víbora, tem três anos e meio. Mesmo muito jovem, se aprontou de forma muito rápida, surpreendendo os criadores. Uma vez que o treinamento do animal estava dando tanto retorno, decidiram colocá-lo em provas, mesmo tão jovem, e o cavalo foi 2º lugar em Arroio Grande e agora foi 1º na Classificatória de Rio Grande. Roberto Davis, proprietário da égua que se classificou em 1º lugar, informou que ela é filha do Cavalo Crioulo mais importante em Rédeas, que é Farrapo do Infinito, e que além de ter ganho todas as provas importantes de Rédeas Disse que a mãe dessa égua, Devassa de Santa Angélica, é Freio de Ouro e criação de Maneca Costa, e que Farrapo, na sua progênie, tem um Potro do Futuro Aberto de Rédeas, uma Copa Querência, tem o cavalo nº 1 do ranking americano de Cow Horse, tem um cavalo nos Jogos

Honesto da Hulha Negra, 2º lugar dos machos

Fotos Almirante Neves

Equestres Mundiais e, agora, uma finalista no Freio de Ouro. Entre as dez fêmeas que disputaram a fase final houve significativas trocas de posição, reforçando o fato de que até a última Paleteada a prova não está definida abrindo para possibilidades de surpresas no resultado final. Joaquina da Bezinha foi um dos exemplos ao

chegar na fase final em uma 6º posição e terminar a Classificatória em 3º lugar. Bastante satisfeito, Paulo Silveira lembrou que há 11 anos, em 1999, veio a Rio Grande e classificou seu primeiro animal ao Freio de Ouro. Ele disse que isso fez parte do destino, e que continua investindo sempre na raça, através da Cabanha Bézinha. Ele revelou que

agora a emoção é muito maior, porque as provas estão cada vez mais disputadas e competitivas, os ginetes e as criações estão se aprimorando e ele vê um crescimento muito grande na raça, cada vez mais disputadas, complexas e difíceis. “E graças a Deus a gente conseguiu chegar lá. Esta trajetória valeu a pena!”. PRESIDENTE COMEMORA RENOVAÇÃO NA RAÇA O presidente da ABCCC, Roberto Davis, disse que a tendência de vários anos é de que o pessoal que está entrando na raça tem mais disposição para competir do que os criadores mais tradicionais, “o que é bom porque mostra renovação, pujança e crescimento”. Ele disse que a prova de Rio Grande foi muito disputada, com bastante gente. Para ele, ela é a Classificatória com mais número de concorrentes entre as quatro próximas, o que era esperado porque a região de Rio Grande é a que tem maior número de Credenciadoras. Davis considerou a prova com nível técnico muito bom, principalmente das fêmeas, muito disputada e o Núcleo fez um esforço para colocar tudo em excelentes condições. Ele lamentou o transtorno trazido pela chuva, no primeiro dia e que tornou a pista muito pesada, mas avalia que a partir do 2º dia ficou tranquilo. Destacou o movimento comercial positivo, além da liquidez. Para o presidente da ABCCC, o Freio novamente será muito disputado, com muitos animais bons , ginetes cada vez mais profissionais e muita qualidade na apresentação dos animais. A partir do momento em que o Núcleo se colocou à disposição da Associação para sediar esta Classificatória, passou a tomar uma série de medidas para que corresse tudo a bom termo, afirma Manoel Gonçalves, presidente do Núcleo de Rio Grande. Com isso, a preocupação principal foram as pistas de Campo e de Mangueira, para que os ginetes e os cavalos brilhassem. Ele garantiu que a importância maior para a região de Rio Grande trazer a Classificatória é a possibilidade de empolgar, e cada vez leva mais os criadores da região a tentar melhorar a genética dos animais. “E certamente todos vão pensar mais ainda em melhorar, para que na próxima estejam competindo junto com os melhores”. Lembrou que há cerca de cinco ou seis anos Rio Grande não fazia classificatória. O Núcleo deverá participar também da Expofeira do município, em novembro, e juntamente com a tradicional Exposição de Primavera estará credenciando para o Freio de Ouro 2011.

AS Malke Melado, 3º lugar dos machos

LS Nazareno, 4º lugar nos machos

Ginete Destaque nos Machos, Milton Castro

Feriado de Santa Edwiges venceu nos machos

Oro y Rienda do Infinito liderou nas fêmeas


Cavalo Crioulo JURADOS VALORIZAM AS FÊMEAS EM PROVA Ao julgar mais uma Classificatória, João Arisio, jurado nas fêmeas, estreou nas pistas de Rio Grande e destacou a excelente estrutura, sobretudo da pista de Campo. “A estrutura é muito boa, mas em função da chuva que houve, ela ficou mais pesada”, definiu. Ele explicou que as fêmeas estavam em número maior que os machos, e num nível superior a eles. “Acredito que as fêmeas vão estar representando muito bem no Freio”. Ele acha que as éguas que tiveram desempenho melhor, realmente encheram os olhos do público. O jurado das fêmeas, Eduardo Móglia Suñé revelou que o grupo escolheu Mauricio Indiart, como Destaque, porque ele tocou muito bem uma égua com morfologia relativamente bem mais baixa do que as outras. Na parte funcional, ele acredita que o animal foi muito bem tocado, devendo ter sido uma das boas médias, principalmente na Mangueira e Campo. Explicou que havia cinco ou seis éguas muito parecidas e que se sobressaíram das outras. Ele acha

Rumo ao Freio 2010 que as éguas tiveram nível bem acima dos machos, em Rio Grande, e que as condições de pista são muito boas, sendo que as dificuldades aconteceram devido ao mau tempo, mostrando que o Cavalo Crioulo está apto a fazer prova com qualquer pista e em qualquer tempo. Marcelo Montano Coelho, jurado das fêmeas, informou que o grupo escolheu Idiart como Ginete Destaque, mesmo que ele não tenha ficado entre os quatro da ponta, mas por ter demonstrado garra, ser uma pessoa campeira e, principalmente sua égua, ajudou nas provas com gado. Segundo Marcelo, apesar de não ter nota muito alta de morfologia, ele demonstrou no gado que uma égua que tem senso vaqueiro, e ele, como ginete bem campeiro, soube administrar e levou vantagem onde as provas tinham exigência com gado. Conforme o jurado, como sempre, a última prova da Paleteada é que define. “Nós tivemos uma pista muito pesada devido às chuvas, que nivelou um pouco por baixo os animais. No segundo dia, melhorou, mas na final a gente pode ver bem que a Paleteada

JUNHO de 2010

| 25

Podim dos vencedores nos machos

Podium vencedores nas fêmeas

Trio de jurados dos machos em Rio Grande

Herança do Carrachi, 2º lugar nas fêmeas

Joaquina da Bézinha, 3º lugar nas fêmeas

é que define tudo”. O jurado considera que as éguas vão representar muito bem na final do Freio, com médias altas, se alternando nas posições e definindo as provas. Para Álvaro Dumoncel, jurados dos machos, a escolha de Milton Castro se deu pelo equilíbrio de conduzir um cavalo novo, com três anos e meio, sendo um ginete experiente que teve bagagem para conduzir o cavalo e aproveitar o que ele tem de bom e não forçar no que ele ainda não está bem consolidado. Sobre a prova de machos, considerou um nível não muito forte, com cavalos com bastante problema, com algumas provas boas e outras bastante ruins. “Acho que a prova teve um nível médio, mas é uma Classificatória e os quatro animais que estão passar no Freio de Ouro têm chance de recuperar pois estão no jogo ainda”. Sobre as condições da Mangueira, ele acredita que a pista pode ser mais leve, pois com a chuva ficou mais fofa, impossibilitando os cavalos de renderem mais. Para Rodrigo Albuquerque Py, o fator

fundamental para a escolha de Milton como Ginete Destaque nos machos se deu em função de sua competência para administrar um cavalo novo, pois na opinião dos jurados, o animal ainda é bastante “verde” e tem aspectos para amadurecer, “mas Alemão teve habilidade, competência e capacidade para administrar a prova”. Sobre o conjunto de machos, revelou que os jurados consideraram uma prova mediana, equilibrada, mas sem animais de grande destaque. Ele disse que os animais têm tempo para serem trabalhados e chegar à final com boa condição de competitividade. O jurado dos machos, José Francisco Moura, acredita que houve um equilíbrio na prova e os animais tiveram uma performance razoável, onde os finalistas tiveram desempenho um pouco melhor, com equilíbrio entre os primeiros animais. Sobre o cavalo vencedor, ele disse que é um animal um pouco jovem e com muita coisa a amadurecer até a final do Freio, o que lhe possibilitará fazer uma boa performance.

CLASSIFICADOS

Encomenda da Reconquista, 4º lugar das fêmeas

Ginete Destaque Fêmeas, Maurício Indiart

Fêmeas 1º lugar - Oro y Rienda do Infinito, de Roberto Davis Junior, Agropecuária Infinito Ltda, São Sepé, RS. José Fonseca Macedo. 19,399 2º lugar - Herança do Carrachi, de Altemo Gomes de Oliveira, Cabanha Carrachi, Tramandaí, RS. João Antônio Rupp. 19,355 3º lugar - Joaquina da Bézinha, de Rodrigo e Paulo Silveira, Fazenda da Bezinha, Bom Jesus, RS. Cezar Augusto Freire. 19,330 4º lugar - Encomenda da Reconquista, de Marcelo Tellechea Cairoli, Reconquista Agropecuária, Alegrete, RS. Daniel Teixeira. 19,113 1º reserva - El Embeleço Esperame, de Cabanha Don Marcelino, Lavras do Sul, RS. Onildo Gonçalves Nunes. 18,971 2º reserva - Dama do Pirayu, Cabanhas 3J, Rebuliço e Dom Marcelino, Pelotas. Leonir Melo Pinto. 18,949 Machos 1º lugar - Feriado de Santa Edwiges,de Daniel Anzanello, Cabanha Santa Edwiges, São Lourenço o Sul, RS. Milton Castro.19,142 2º lugar - Honesto da Hulha Negra, de Semenste e Cabanha Tronco Velho, Cabanha Tronco Velho, Marau, RS. Fábio Teixeira da Silveira. 19,031 3º lugar - AS Malke Melado, de Marco Antonio Doti, Cabanha Vale Encantado, Miracatu, SP. Bruno Vaz. 18,923 4º lugar - LS Nazareno, de Bruno Delabary e Jorge Rosas Demiate Junior, Cabanha São Crispim, Lavras do Sul, RS. José Fonseca Macedo.18,766 1º reserva - Relâmpago do Purunã, de Cabanhas 3J, Rebuliço e Dom Marcelino, Pelotas, RS. Leonir Melo Pinto. 18,200 2º reserva - Cerro Campero Velhaco, de Empreendimentos Agropecuário Rio Bonito Ltda, Fazenda Santa Cruz, Ponta Grossa, PR. 18,059

Trio de jurados das fêmeas em Rio Grande


Outono Crioulo

26 | JUNHO de 2010

Cavalo Crioulo

Exposição de Rio Grande garante Passaporte A

mostra que garantiu concorrer ao passaporte, aos 55 animais presentes na Exposição de Outono da Raça Crioula de Rio Grande, dias 19 e 20 de maio, contou com o julgamento do criador em Alegrete, RS, Ciro Manoel Andrade Freitas. A promoção foi do Núcleo de Criadores de Cavalos Crioulos de Rio Grande, que realizou entrega de prêmios na noite da quintafeira. Foi a oportunidade de ainda promoverem remate de coberturas e brindarem os presentes com show de Maicon Filho, jovem artista de Camaquã, RS. O presidente do Núcleo, Ciro Manuel da Costa, disse que apesar das inscrições terem sido feitas na última hora, não houve problemas com número de participantes. Ele relata que o que atrapalhou um pouco foi o excesso de chuva nos dias anteriores à entrada na mostra, quando muitos cabanheiros não conseguiram sair com seus animais dos estabelecimentos. “Isso prejudicou um pouco porque eles já estavam inscritos e ligaram avisando que não estavam conseguindo sair de casa. Mas, mesmo assim, ainda tivemos um bom número na Exposição”, avalia Manoel. Para Ciro Manoel, esta foi uma Exposição muito boa e que teve algumas defecções em função da chuva que prejudicou a estrada, e que alguns animais da região não puderem participar. Mas frisou que isso não tirou o brilho do evento, com animais muito bons onde se destacou o cavalo grande campeão, da Santa Edwiges, cujo nome é Equador. “E eu perguntei para o Zé Antonio se ele se chama Equador por estar no centro da Terra. E ele disse que é exatamente isso. É um cavalo que o nome dele diz tudo, um cavalo muito equilibrado. Todos os detalhes dele representam um ponto de equilíbrio na raça. Caminha bem, com temperamento excepcional, tem uma linha superior adequada, com lombo-lombo, garupa-

Fotos Almirante Neves

Equador de Santa Edwiges (Tinajera Buen Abrigo x Orquestra de Santa Edwiges), melhor exemplar e grande campeão

JA Flor de Espadas (Tinajera Buen Abrigo x JA Ogiva), grande campeã

garupa, punhos-punhos, pescoço leve. Eu achei um cavalo muito completo e acho que o nome Equador caiu muito bem nele”. Entre as fêmeas, Ciro Manoel considerou o conjunto muito bom, sendo a grande campeã uma égua muito esbelta, feminina, bonita e que competiu com uma potranca, que foi a reservada, que em alguns aspectos até suplantou a égua. Ele disse que a vitória foi por pouca diferença e que são dois ventres importantes, além de outros animais de qualidade como uma égua com cria, em que

destacou a potranca gateada desta égua que foi quarta melhor fêmea. O jurado lembrou que hoje os criadores estão pré-selecionando os animais e em exposições do Interior os animais participam em maior quantidade, enquanto que nas Exposições Passaporte vão aqueles animais meio destinados a buscar vaga. Com sete anos de intervalo do seu último julgamento em Rio Grande, Ciro Manoel disse da sua satisfação de, como jurado, ter constatado a evolução da representação local.

Herradura do Jacuí (Duelo da Jacuí x PO Relancina), reservada grande campeã

Garoa da Boa Vista (Chicão de Santa Odessa x Fat Jaguaretê), quarta melhor fêmea

Harmonia Temprano (Ganadero da Harmonia x Coral Sombra), terceiro melhor macho

Percanta dos Quebras (BT Faceiro do Junco x Prenda dos Quebras), terceira melhor fêmea

Hornado da Reconquista (BT Delantero x Zafira do Capão Redondo), reservado grande campeão

SJ Xadrez (BT Fiador x Utopia de Santa Edwiges), quarto melhor macho

MORFOLOGIA

Campeão incentivo - Pampa da Beira Mar, cr. e exp. William Gelain Rotta, Cabanha Beira Mar, Rio Grande, RS Reservado campeão incentivo - Caprichoso do Efedoble, cr. e exp. Luis Fernando Figurelli, Sítio Nossa Senhora das Graças, Rio Grande, RS Campeã incentivo - Barulhenta do Mako, cr. e exp. Glauco Pinto Xavier, Cabanha do Mako, São Lourenço do Sul, RS Reservada campeã incentivo.- Buena Noche do Mako, cr. e exp. Glauco Pinto Xavier, Cabanha do Mako, São Lourenço do Sul, RS Melhor exemplar da raça, grande campeão e campeão cavalo adulto - Equador de Santa Edwiges, cr. e exp. Daniel Anzanello, Cabanha Santa Edwiges, São Lourenço do Sul, RS Reservado grande campeão e campeão cavalo menor - Hornado da Reconquista, cr. Eduardo e Marcelo Tellechea Cairoli e exp. Diego, Rafael e Pablo Rodrigues e Marcelo Cairoli, Cabanha e Agropecuária Poncho Verde e Reconquista, Begá, RS Terceiro melhor macho e campeão potranco menor - Harmonia Temprano, cr. e exp. Harmonia Agricultura e Pecuária Ltda., Cabanha Harmonia, Santa Vitória do Palmar, RS Quarto melhor macho e reservado campeão potranco menor – SJ Xadrez, cr. e exp. Lugajo Agricultura e Pecuária Ltda., Fazenda São João, São Lourenço do Sul, RS Reservado campeão cavalo menor - Netuno da São Salvador, cr. Roberta Nogueira Teixeira e exp. Condomínio Netuno, Cabanha São Salvador, Pedras Altas, RS Reservado campeão cavalo adulto - Fuzuê da Jacuí, cr. e exp. Alegria Steimbruch, Agro Florestal Jacuí e Fazebda Philippson, Triunfo, RS Terceiro melhor potranco menor - Ganadero da Quarenta e Cinco, cr. e exp. Mauro Antonio Costa Martins, Cabanha Quarenta e Cinco, Rio Grande, RS Terceiro melhor cavalo menor - São João do Juncal Patrimônio, cr. Roberto Vieira Lucas e exp. José Adail Guiot Silveira e Filhos, Cabanha Princesa do Sul, Pelotas, RS Terceiro melhor cavalo adulto - Viragro Hijo Guapo, cr. Viragro Agropecuária Ltda e exp. Moacir e Lúcia Fração, Cabanha Querência Colorada, Pelotas, RS Quarto melhor potranco menor - Operário Tupambaé, cr. Oswaldo Dornelles Pons e exp. Ramon de Oliveira Gonçalves, Fazenda da Cordilheira, Piratini, RS Quarto melhor cavalo menor - Único do Purunã, cr. Mariano Lemanski e exp. Glauco Pinto Xavier, Cabanha do Mako, São Lourenço do Sul, RS Quarto melhor cavalo adulto – BT Ungido II, cr. Flavio Bastos Tellechea e exp. Dari Hartwig, Cabanha Aliança, Pelotas, RS Grande campeã e campeã égua menor – JÁ Flor de Espadas, cr. e exp. José Antonio Anzanello, Fazenda Santa Edwiges, São Lourenço do Sul, RS Reservada grande campeã e campeã potranca menor - Herradura da Jacuí, cr. e exp. Alegria Steimbruch, Agro Florestal Jacuí e Fazenda Philippson, Triunfo, RS Terceira melhor fêmea e reservada campeã égua menor - Percanta dos Quebras, cr. Uivani Antônio Tomazetti e exp. Moacir Luiz Fração e Lúcia M.S. Fração, Cabanha Querência Colorada, Pelotas, RS Quarta melhor fêmea e campeã égua com cria - Garoa da Boa Vista, cr. Fazenda Boa Vista e exp. Zuleika Borges Torrealba, Cabanha da Maya, Rio de Janeiro, RJ Campeã égua adulta - Espora de Santa Edwiges, cr. e exp. Daniel Anzanello, Cabanha Santa Edwiges, São Lourenço do Sul, RS Campeã égua prenhe - Riscada da Santa Flora, cr. Floriano Corrêa da Fonseca Filho e exp. Condomínio Santa Flora, Cabanha Santa Flora, Rio Grande, RS Reservada campeã potranca menor - Obra Prima 58 da Recalada, cr. e exp. Fábio Langlois Ruivo, Cabanha Recalada, Pelotas, RS Reservada campeã égua adulta - Del Siete Roseta, cr. Raul J. P. Moneta e exp. Zuleika Borges Torrealba, Cabanha da Maya, Rio de Janeiro, RJ Reservada campeã égua com cria - Forquilha da Jacuí, cr. e exp. Alegria Steimbruch, Agro Florestal Jacuí e Fazenda Philippson, Triunfo, RS Terceira melhor potranca menor - Taragüi Jamás, cr. e exp. Érico e Sérgio Russo, Cabanha Taragüi, Pelotas, RS 3ª melhor égua menor - indiana do rincão das hortências - b257080 - r.p. 30 - nasc 23/11/2006lobuna moura, por estribo do rincão das hortências(b198960) e ja rendeira(b121852) - cr. e exp. manoel vanderlei braz gonçalves - cabanha rincão das hortências - rio grande - rs Terceira melhor égua adulta - Muchacha 41 da Recalada, cr. e exp. Fábio Langlois Ruivo, Cabanha Recalada, Pelotas, RS Terceira melhor égua com cria - Charmosa da Jacuí, cr. e exp. Alegria Steimbruch, Agro Florestal Jacuí e Fazenda Philippson, Triunfo, RS Quarta melhor potranca menor - SJ Xerenga, cr. e exp. Lugajo Agricultura e Pecuária Ltda., Fazenda São João, São Lourenço do Sul, RS Quarta melhor égua menor - Herdeira do Liscano, cr. e exp. Pietro e Giuliano Pereira Zanetti, Fazenda Liscano, Arroio Grande, RS

Pampa da Beira Mar, campeão incentivo

Ciro Manoel voltou a julgar Expo de Rio Grande


Cavalo Crioulo

Outono Crioulo

JUNHO de 2010

| 27

Xanxerê aponta melhores da Expo E

ntre 30 de abril e 02 de maio, foi a vez de Xanxerê, SC, sediar Exposição da Raça Crioula e Prova de 21 Dias de Doma. A supervisão técnica foi de Adolfo Martins Neto e o julgamento da Mostra Morfológica ficou com André Martins Narciso, secretariado por José Luiz Collet e Alisson Ceccatto. Na prova julgada por Silvio de Paula Lima, foram sete os concorrentes, e na morfológica foram 56 os inscritos. Porém, nem todos compareceram, o que impossibilitou a oficialização da mostra O evento aconteceu no Parque de Exposição de Xanxerê, onde estava se realizando a Feira Estadual o Milho (FEMI). Mércio Adriano Golo, vice-presidente do Núcleo de Criadores do Oeste Catarinense, explicou que o Núcleo participou pela terceira vez da FEMI , uma Exposição agrocomercial realizada na cidade vizinha de Chapecó, tendo Xanxerê como Núcleo itinerante. “Como nossa sede é em Chapecó, participamos em Xanxerê com intuito de divulgar a raça durante este evento, que é uma Feira de grande porte, sendo a terceira edição da participação de Morfologia e Prova de 21 Dias”. Ele concordou que foi

uma vitrine positiva, com boa divulgação na mídia, participação em canais de televisão locais e cobertura de jornais locais e estaduais que divulgaram a raça de forma expressiva, além do grande público que prestigiou o evento. Lamentou apenas que por dificuldades da região e por animais que não conseguiram ser trazidos, a prova ficou impossibilitada de ser oficial. Golo esclareceu que a Prova de 21 Dias, em Chapecó, é realizada no mínimo duas vezes por ano, mas em Xanxerê foi a primeira edição, com sete animais participando, e serviu para que o público conhecesse a docilidade do Cavalo Crioulo. “É uma prova que quem assiste pela primeira vez, não acredita que aqueles potros têm apenas 21 dias de doma, pelo que eles fazem na pista, o comando e a docilidade desses animais. Para o público é bastante interessante, pois conhece mais a raça e acaba se familiarizando com o Cavalo Crioulo”. Durante o mês de outubro, haverá nova Prova Morfológica, em Chapecó, no Parque da EFAPI, que é a sua prova mais tradicional. Também haverá Credenciadora ao Freio de Ouro, na Prova de Primavera, com calendário movimentado.

Terceiro melhor macho, Herdeiro da Barra

Barão do Nonoai, quarto melhor macho

Fotos Mário Tissot

Grande campeão e melhor exemplar da raça, Sol de Maio Zapateado

Grande campeã, Estampa da Bacia do Prata

Terceira melhor fêmea, Conquista da JRV

Ponta Fina Minasuerte, quarta melhor fêmea

Galo da Charqueada , reservado grande campeão

Sanga Funda Protetora, reservada grande campeã

MORFOLOGIA* André foi o jurado da Expo de Xanxerê

Técnico Adolfo,entre criadores do norte catarinense

Público acompanhou com atenção ao julgamento

Grande campeão e melhor exemplar da raça – Sol de Maio Zapateado, cr. Paulo Affonso Dumoncel e Filhos e exp. Eliete Vignaga Tônus, Cabanha Tradição Crioula, Pato Branco, PR Reservado grande campeão – Galo da Charqueada, cr. Jacó Edmundo Weiand e exp. Thiago Luiz Spessatto, TRD Cavalos Crioulos, Xanxerê, SC Terceiro melhor macho – Herdeiro da Barra Mansa, cr. Antônio Luciano Lobascz e exp. Erni Backes, Cabanha Rigorosa, Chapecó, SC Quarto melhor macho – Barão do Nonoai, cr. Fabio Vaccaro e exp. Adolvino de Mello, Cabanha Oca Gaúcha, Nonoai, RS Grande campeã – Estampa da Bacia do Prata, cr. Athaydes Mena Rodrigues e exp. Eliete Vignaga Tonus, Cabanha Tradição Crioula, Pato Branco, PR Reservada grande campeã – Sanga Funda Protetora, cr. Demeval José Klafke e exp. Ricardo da Silva, Cabanha Vô Ataíde, Chapecó, SC Terceira melhor fêmea – Conquista da JRV, cr. e exp. Vanderlei e Regis Casagrande, Cabanha Alvorada, Pato Branco, PR Quarta melhor fêmea - Ponta Fina , cr. Elpidio Alves da Costa e exp. Vanderlei e Regis Casagrande, Cabanha Alvorada, Pato Branco, PR *Resultados fornecidos pelo Núcleo


28 | JUNHO de 2010

Entrevista

Cavalo Crioulo

A experiência de Aca e a intuição Q

uando pensa num cruzamento, José Ignácio de Andrade Freitas, o Aca, custa a achar uma palavra, procura explicação e parece ter uma certa dificuldade. Mas, enfim, expressa que é “meio poético o troço pra gente acertar”. A melhor explicação talvez esteja na pista, numa rara performance: por dois anos seguidos, ele levantou o grande campeonato da Expointer com Índio e Indiana da Escondida, respectivamente em 2004 e 2005 – e ambos foram também o melhor exemplar da raça. Aca toca a Cabanha Escondida, em Alegrete, ao lado do filho Vinicius. É hoje uma referência em animais de boa morfologia, mas não perde a simplicidade de um homem do campo fronteiriço, que campereia todo dia e sabe que não é pouca coisa fazer um bom cavalo. “Comecei a buscar uma boa morfologia errando mais que acertando”, afirma. Primeiro, havia resistência familiar. “O pai sempre gostou de cavalos, mas não gostava do Crioulo, achava muito pequeno”, recorda Aca. Assim, o começo da criação foi tímido e cauteloso. Lá pelo meio da década de 70, ao lado do irmão Ciro Manoel, comprou duas éguas Crioulas do criador Manuel Luiz Germano Sá, de Bagé. Depois, mais um lote de umas dez éguas de origem Cinco Salsos. “Comprei umas selvagens”, lembra. Quando começaram a domar os filhos, uma agradável surpresa: “Era uma cavalhada bárbara de montaria, que até hoje eu fico impressionado com

essas coisas que os chilenos fazem em pequenos espaços, essa eguada tinha isso também. Eram corredoras, ganhei umas quantas pencas de Crioulo aqui em Alegrete”. Mas havia a dificuldade com a morfologia. “Tinham morfologia muito fraca para exposição, eram orelhudas, feias de lombo e não eram para tirar prêmio em exposição”. Chegaram, então, outros cavalos para começar a lapidar a cavalhada. Aca e o irmão Ciro Manoel compraram BT Jarau, o primeiro filho de La Invernada Aniversário vendido no Brasil, e depois um outro produto desse mesmo pai, Aniversário 229 de Santo Ângelo. “Esse cavalo é o pai da mãe do Fulano (Fulano de Tal da Escondida, pai de Indiana, grande campeã da Expointer)” , lembra Aca. Começava, então, a se montar a árvore das famílias genéticas. Aos dois filhos de Aniversário se acrescentou BT Átila do Junco, filho de Hornero, que trouxe mais musculatura de lombo, garupas mais estendidas e força no posterior. O resto da história é o que ele chama de “poético”, ou seja, armar cruzamentos onde quase nunca o papel ou o nome dos pais importam. Foi assim que surgiram dois grandes campeões da Expointer. Os detalhes dessa e de outras histórias, a extrema sinceridade, o linguajar campeiro e transparente de Aca estão na entrevista a seguir. Renato Dalto, jornalista Simplicidade e poesia de um homem do campo fronteiriço

n Qual o critério usado nos acasalamentos? A gente busca a melhoria, mas não existe nada exato. Tem que ter sentimento na hora de fazer as coisas. Uma coisa que eu pressenti que ia dar certo, e deu, foi a Indiana. Nós compramos a única filha do Hornero que eu tive em toda a minha vida, chamada FRT Donzela, que veio a ser a mãe da Indiana. Eu nunca tinha uma filha do Hornero porque o preço que pediam, eu não podia pagar. Mas fomos num remate na estância lá no Chicão, quando iam botar todas as filhas do Hornero em pares na pista, em que se vendia uma, e outra voltava pra casa. Fomos lá e a que nós mais gostamos foi a Donzela. Essa égua eu olhei com o Vinicius, e me deu até pena do meu filho. Ele disse: “Pai, essa rosilha nós temos que comprar”. E eu disse: “Pois é, mas não sei se vamos comprar”. Achei que o preço ia ser muito alto. Mas remate tem uns momentos de baixa e essa égua entrou junto com uma chilena pura, era mais moça que ela. Compramos pela metade do que eu pensava que ia valer. Chegou aqui, acasalei com o pai do Índio e não deu. Deu muito petiço, castrei. Aí achava que o Fulano servia para ela. Ele era potrilho, tinha dois anos. Tinha usado

ele em quatro ou cinco éguas. Botei com essa égua e de saída deu a Indiana. São essas coisas que não se explica. n Mas isso também é uma coisa muito intuitiva... É muito intuitiva, é uma coisa meio assim... , meio poético o troço pra gente acertar. A égua era comprida, precisava de um pouco mais de torneio de pescoço na linha inferior, e o Fulano tem muito bom pescoço. Eu acreditei muito na qualidade racial do cavalo, que tem muito bom pescoço. Isso foi no primeiro ano, quando foi reservada campeã potranca, perdendo para uma égua muito boa do seu Anzanello. Trouxemos ela para a estância, e a encilhei quase todo o verão, ela trabalhou no serviço de campo e se procurou muscular o máximo possível a égua. E ela é o tipo de animal que aceita aquela musculação. O pessoal em Esteio ficou impressionado, e então eu me dei conta do que essa égua tinha musculado com o serviço. n E os outros cruzamentos, qual a base deles? Tem muito a questão das famílias. Tenho a família da mãe do Fulano, a Oportuna, que é uma égua velha que não pega

mais cria. Ela me deu muitas filhas boas. Uma filha dela com o Átila, a Lechiguana da Escondida, está com 18 ou 19 anos. E essa égua tem uma família de filhas que quase tudo que é craque que sai da estância é neto dela. Isso é impressionante. Depois tem outra égua importante que é a Pega-pega, filha do San Remigio Huichi-

chio, um cavalo chileno que nós tivemos, com origem no Huila com uma égua cardal. Essa égua tem andadura excepcional e um corpo muito lindo, reproduz muito bem, e deve estar com uns 23 anos. E tenho uma rede de filhas também. Tem as filhas do Átila, que têm posterior muito bom. Então se confia que

Três gerações em torno de um grande campeão, Índio da Escondida (Expointer 2004)


a Especial

Cavalo Crioulo

JUNHO de 2010

| 29

o que orientam um cruzamento Fotos José Guilherme Martini

éguas. Depois o Jacaré (irmão inteiro de Indiana da Escondida, grande campeã da Expointer) que trabalha num número de éguas maior aqui em casa. E tem o chileno que se comprou, que é o Água de Los Campos y Maquena Mequetrefe, que não se sabe o que vai dar. Ele é mais feio que os pais que temos, mas tem uma origem importante. Tenho cinco crias compradas do Hijo Bueno da Reconquista, que foi terceiro melhor potranco em Esteio, colorado, origem do Dalantero. Comprei também 50% do Hermano da Reconquista, campeão potranco maior em Esteio, que está aqui em casa, e eu manejo. Nesse ano, estamos com cerca de cem éguas, porque se comprou um cavalo novo e estamos botando algumas potrancas. Mas em geral são 60 éguas. n Como é o manejo dos potrancos no primeiro e no segundo anos de vida? É a campo. Os que eu pretendo levar para Esteio são pegos a partir de um ano e meio. Deixo o mais a campo que eu puder. Eu acho errado encerrar potrilho novo. n Qual o critério para levar animais pra cabanha? Ah, é o mais lindo que a gente encontra, o que tem menos defeito. Eu não vou muito atrás de papel. Tenho uma pretensão, uma coisa de criador antigo, de prática. Os meus potrilhos eu escolho com um mês de idade. Às vezes, algum piora um pouco, mas o desenho não muda mais. Com um mês, a gente enxerga ele.

vai dar certo, aí fica mais fácil acasalar sabendo que isso dá garantia. Na verdade, tem que ter confiança na égua, conhecer as qualidades e defeitos e aí partir para acertar, apesar das traições de alguns cavalos desconhecidos, quando a gente espera uma coisa e sai outra, com esse leque de sangues que existe hoje. n Como é o manejo nutricional das éguas em cria e parição? O Cavalo Crioulo facilita muito. Minhas éguas parem em campo nativo e quando sobra pastagem ou quando não têm que vender touro ou botar as éguas para o remate na pastagem, eu coloco elas. n Como é o manejo de desmame dos potrilhos? Eu desmamo conforme a situação. Mas em geral, quando está entrando o inverno, a gente tira os potrilhos, bota em outro campo, se coloca no azevém os potrilhos desmamados, um mês antes ou depois. n Que cavalos estão sendo usados na Escondida? O Fulano eu uso em seis éguas por ano, é a cota de coberturas que tenho depois que vendi. O Índio, ao redor de 15

n Como são escolhidos os machos que se tornarão reprodutores? Primeiro, não deixo para reprodução macho que vá ser meio ruim de função. E hoje em dia é muito importante o temperamento, que sejam mansos e bons. E têm que ser lindos de tipo. Porque às vezes a gente tem que capar para não deixar que vendam cria, para não aparecer animais muito feios com cria de um animal da gente. n Como escolheste o acasalamento que resultou nesses dois grandes campeonatos? Porque hoje todo mundo fala no pai, mas os dois pais que usastes não eram cavalos de grande expressão? O Fulano, se eu tivesse usado mais, tiraria outro campeão. Mas o outro cavalo, o pai do Índio, o Festeiro do Itapororó, é difícil de acertar. Tanto que eu não fiz questão de ficar com ele. Trouxe emprestado, era um potro de um ano. Achava que ele não ia dar na altura, só chegou aí pelos cinco anos. Custou muito. Na doma, deu bom de montaria, mas petiço, era baixo. Era lindo o cavalo, com cerda, cabeça bonita. E aí botei numas éguas grandes e um dos primeiros potrilhos que nasceu foi o Índio. Mas depois não foi fácil tirar outro bicho assim, que

desse na altura tranquilo, eu não tinha muita égua alta pra botar com ele. O Nestor Jardim o vendeu (Festeiro) no remate e eu fiquei com o Índio, e segui usando. n Por que a Escondida tem mais performance morfológica do que funcional ? A morfologia é mais fácil. Na funcionalidade, depende de um piloto. Ter um profissional desses na estância é caríssimo, assim como ter cavalo num centro de treinamento. Então, tem que ter alguém em casa aqui aprendendo. E quando eles aprendem, ficam bons, já botam um centro de treinamento pra eles na beira da cidade. Assim, a morfologia fica muito mais fácil. Pega um potrilho, é bom, bota na cabanha, leva numa exposição e tira um prêmio. Esperar mais quatro anos é muito complicado. Agora, eu e o Vinicius resolvemos nos dedicar mais a essa parte funcional. Mas é mais complicado: o cavalo tem que ser bom, ser lindo e tu ter bastante tempo para preparação. n Como é feita a doma e qual o sistema utilizado? A doma é de rédea, se galopeia, larga o cavalo a correr e puxa correndo, dois ou três dias até ele aprender bem a parar. Depois segue domando de rédea quanto tempo puder. Se eu pudesse, meus cavalos ficavam na de rédea seis ou oito meses, mas esses cavalos de origem chilena aprendem muito fácil as coisas, e em seguida tem que botar o bridão. Depois, enfrena normal e usa um pouco dessas técnicas paulistas, essa flexão de pescoço, essa baixada de cabeça, essa quebrada da nuca, como eles chamam. Isso é muito bom e ajuda os animais que vão correr o Freio.

n Como é iniciada a preparação de animais para provas morfológicas e funcionais? A primeira coisa é encilhar na estância o mais que puder. Tanto na morfologia como na função. Na função, se eu pudesse, mandava encilhar um cavalo na lida de campo durante dois ou três anos pra depois entrar para essas provas, esse barbarismo do freio. São umas provas muito complicadas, muito ásperas. n Como são selecionados os animais para venda em remate? Vendo o melhor que eu posso. Porque têm algumas que não pode vender, senão quebra a cabanha. Se tenho duas potrancas boas, boto uma e fico com a outra; se tenho duas filhas de uma égua boa, fico com uma. É mais ou menos assim. A gente procura vender como se fosse comprar, procuro vender o animal que me atrairia para comprar. n E tem a continuidade desse trabalho com seu filho, o Vinicius? E tem dois netos, o Ignácio e o Martin. O Vinicius foi ao natural, ele gosta, me ajuda muito, trabalhamos juntos, ele atende a outra estância, em Rosário, e eu fico mais aqui. O sonho da minha vida é que os herdeiros continuem o meu trabalho. n Qual a sua maior emoção como criador? Foi tirar os dois grandes campeonatos seguidos em Esteio, com o Índio e a Indiana. Nem sei explicar bem. Assim como os outros acham que é muito difícil tirar um prêmio desses com os cavalos que usei como pais, eu também acho isso. Esses dois grandes campeonatos foram as minhas maiores emoções como criador.

Indiana da Escondida foi melhor exemplar e grande campeã na Expointer 2005


Rédeas

30 | JUNHO de 2010

Cavalo Crioulo

Prova de Rédeas integra 1ª Semana do Cavalo Crioulo em Brasília F

ez parte da programação da 1ª Semana Nacional do Cavalo Crioulo em Brasília, na manhã de 10 de abril, a modalidade de Rédeas, com prova disputada entre animais das Raças Crioula e Quarto de Milha. Na categoria Aberta participaram 11 animais, sendo quatro da Raça Crioula; na Amador houve a participação de quatro competidores, sendo três Crioulos, e na Principiante apenas um concorrente e da Raça Crioula. Os animais foram avaliados pelo juiz e treinador de cavalos Reginaldo Melo Rosa, de Goiânia. Reginaldo treina animais há quase 20 anos e atua como juiz de provas há seis anos. “A tendência agora é os juízes também serem treinadores, pois torna a avaliação mais coerente”, disse Rosa. De acordo com o juiz, a Prova de Rédeas é avaliada em manobras, dependendo do percurso, o qual é sorteado antes de iniciar a competição. “Os participantes iniciam a prova com 70 pontos, a partir da apresentação, conseguem mantê-los ou, se errarem, perdem pontos”, explicou Reginaldo. Quanto à participação da Raça Crioula na Prova de Rédeas, o juiz comentou que acha muito interessante, pois os animais

Reginaldo Rosa foi o juiz

bons já estão sendo selecionados pelos criadores para direcionar os cruzamentos, dando com isso melhor qualidade aos competidores. Entre os vários experientes ginetes que participaram da prova, a única representante feminina entre os concorrentes da Raça Crioula foi Joana Azevedo, a gaúcha representando Palmares do Sul, que montou pela categoria Amador. Joana faz a prova há oito anos, porém há seis na Raça Crioula. “Como no Sul as provas mais importantes são as organizadas pela ABCCC, procurei criar Crioulo para poder competir, e hoje tenho a minha queridinha, Venenosa 401 Maufer”, conta Joana, ao informar que a égua já conta em seu currículo com os prêmios de campeã nacional da ABCCC, campeã da Copa Querência e 5º lugar no Aberto da Querência. Comentando o fato de ser mulher e participar das Provas de Rédeas, Joana disse que nunca enfrentou preconceito por parte dos competidores, já tendo participado inclusive na categoria Aberta. “Sempre tive um apoio enorme do pessoal, sendo sempre bem acolhida”.

Jou venceu na Aberto com Santa Alice Tento

Antonio e Fantasma do Trinta e Oito, 2ª posição na Aberto

Edgard e Mulato do Infinito, 2º lugar na Amador

Jou recebeu premiação pelo 1º lugar na Aberto

Alemão, premiado pelo 2º lugar na Aberto

Joana, com Venenosa, venceu na Amador

CLASSIFICAÇÃO Aberta 1º lugar - Santa Alice Tento, de José Fernando Barcelos, Brasília, DF. Roberto Jou 2º lugar - Fantasma do 38, Cabanha do 38 Ltda., Arroio Teixeira, RS. Antônio Correa

Haroldo entregou premiação para Joana, 1º na Amador

Amador 1º lugar - Venenosa 401 Maufer, de Paulo César Nunes Azevedo, Palmares do Sul, RS. Joana Azevedo 2º lugar - Mulato do Infinito, de Edgard Rego Santos Neto, Brasília, DF. Edgard Rêgo Santos Neto 3º lugar - Santa Alice Tento, de José Fernando Barcelos, Brasília, DF. José Fernando da Silva Barcelos

Edgard, 2º lugar na Amador

Associação de Criadores do DF promove Prova Redomão de 21 Dias Realizada também como programação da 1ª Semana Nacional do Cavalo Crioulo em Brasília, na tarde de 11 de abril, a 3ª Prova Redomão de 21 Dias contou com a participação de 12 concorrentes. A avaliação ficou por conta de Francisco Fleck, Luiz Bastos Neto e Sandro Amaral, os quais demonstraram surpresa por encontrar na prova animais tão bem domados. Sandro Amaral, ao finalizar o julgamento, agradeceu o convite do Núcleo de julgar as provas, assim como os outros dois jurados, e comentou: “Tive muita sorte de encontrar aqui em

Brasília animais muito bem domados, o que me dá um orgulho muito grande em ver o bom trabalho que está sendo feito pelos ginetes, fato que com certeza irá fortificar a Raça Crioula na região”. Luiz Neto disse que os ginetes da prova estão representando muito bem a raça, mesmo tão longe do Rio Grande do Sul. Chico ainda reforçou as palavras dos companheiros de julgamento, destacando a boa saúde dos animais e o trabalho bem feito dos ginetes. Entre os ginetes que apresentaram animais, o gaúcho Ernesto Wairich, que doma cavalos há oito anos e apresentou

um animal de sua propriedade, ressaltou que a Prova de 21 Dias é a mais importante para o futuro dos animais. “É uma prova que avalia se os cavalos estão bem domados, o que reflete para o resto de

suas vidas”, explicou o ginete. A prova demonstra a capacidade e o desempenho que os animais têm de andaduras, mansidão, movimento com o laço e escaramuça.

CLASSIFICAÇÃO 1º lugar - Natividade Lua, cr. e exp. Sylvio Gomes Ribas, Fazenda Sossego, São João da Aliança, GO. Felipe Mello da Silva 2º lugar - Saracura dos Cinamomos, cr. e exp. Dirceu Pombo, Agropecuária Jatobá, São João da Aliança, GO. Vilson Teles 3º lugar - Independência do Rincão do Ivaí, cr. e exp. Ernesto Monteiro Wairich, Cabanha Rincão do Ivai, Brasília, DF. Ernesto Monteiro Wairich


Cavalo Crioulo

JUNHO de 2010

Informe ABCCC

| 31

Confira as planilhas completas das Credenciadoras Classificatórias e Provas no site www.abccc.com.br

CONCENTRAÇÕES 2010/2011 Passo Fundo / RS Saldanha Marinho / RS Tupanciretã / RS Osório / RS Canoinhas / SC

M A I O / 2010 27 14:00 h Christina Canto de Freitas 27 10:00 h Jorge Aginelo do Nascimento 27 15:30 h Jorge Aginelo do Nascimento 28 Luiz Francisco de Quadros Leite 28 16:00 h Adolfo José Martins Neto

Pato Branco / PR Uruguaiana / RS Aceguá / RS Camaquã / RS Canelinha / SC Vacaria / RS Lages / SC

J U N H O / 2010 03 09:00 h Jorge Aginelo do Nascimento 09 16:00 h Paulo Armando Rebello Solheid 11 Luiz Francisco de Quadros Leite 16 08:00 h Fernando Azevedo Drummond de Mello 18 08:30 h Adolfo José Martins Neto 23 14:00 h Ricardo Guazzelli Martins 30 14:00 h Adolfo José Martins Neto

Palmas / PR Arroio do Sal / RS Araranguá / SC

J U L H O / 2010 30 15:00 h Jorge Aginelo do Nascimento 30 14:00 h Ricardo Guazzelli Martins 30 *

Sapopema / SP

S E T E M B R O / 2010 17 15:00 h

O U T U B R O / 2010 Montenegro / RS 08 14:00 h * Chapecó / SC 14 15:00 h Adolfo José Martins Neto Alegrete / RS 15 14:00 h * Mococa / SP 21 * Santana do Livramento / RS 22 14:00 h * Esteio / RS Piratini / RS Bagé / RS Bom Retiro do Sul/ RS CONCENTRAÇÕES 2011 Dom Pedrito

N O V E M B R O / 2010 18 D E Z E M B R O / 2010 03 09 14:00 h 09 15:00 h

M A R Ç O / 2011 04 09:00 h

* *

*

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE CRIADORES DE CAVALOS CRIOULOS

EDITAL DE CREDENCIAMENTO TÉCNICO – Nº 01/2010 A Associação Brasileira de Criadores de Cavalos Crioulos (ABCCC) realizará Credenciamento Técnico através de SELEÇÃO PÚBLICA, nas condições a seguir: Inscrições: na sede da entidade, Avenida Fernando Osório, 1754 A – Caixa Postal 571 – CEP 96055000 – PELOTAS - RS. Período: 10 de junho a 10 de julho de 2010. Horário: das 8h às 12h e das 13h30min às 17h30min. Taxa de Inscrição: R$ 100,00 (cem reais). O pagamento poderá ser feito diretamente na tesouraria da ABCCC ou rede bancária através de boleto obtido no site www.abccc.com.br. Requisitos: Graduação em Medicina Veterinária, Zootecnia ou Engenharia Agronômica, com inscrições respectivamente nos CRMV e CREA. Entrega da seguinte documentação no ato da inscrição:

Brasília custeará frete para a repescagem A Associação de Criadores de Cavalos Crioulos do Distrito Federal vai disponibilizar um caminhão para 14 animais de Esteio/RS para Brasília/DF. Conforme um dos diretores da entidade, Fábio Belotti Moura, a intenção é oferecer gratuitamente aos criadores o deslocamento dos cavalos para a Classificatória ao Freio de Ouro 2010, que ocorrerá entre os dias 15 e 18 de julho. As reservas de lugares devem ser agendadas com o Setor de Eventos da ABCCC, pelo telefone (53) 3231-2122 ou pelos e-mails claudio@abccc.com.br e eduardo@abccc.com.br. Como se tratam de vagas limitadas, o critério de seleção será por ordem de inscrição. Mormo Para os animais de outros estados ingressarem na Capital Federal a Associação dos Criadores de Cavalos

Crioulos do Distrito Federal informa que será exigido, além do atestado de Influenza Equina, do exame de Anemia Infecciosa Equina (AIE) e da Guia de Transito Animal (GTA), exame negativo de Mormo. A exigência, conforme aponta Daniella Dianese Alves de Moraes, da Secretaria Estadual de Agricultura, Pecuária e Abastecimento está em vigor desde o último dia 22 de abril, quando foi diagnosticado um animal positivo para Mormo no Distrito Federal. O Mormo ou Lamparão é uma doença infectocontagiosa dos equinos, causada pelo Burkholdelia mallei, que pode ser transmitida ao homem e também a outros animais. Manifesta-se por um corrimento viscoso nas narinas e a presença de nódulos subcutâneos, nas mucosas nasais, nos pulmões, gânglios linfáticos e pneumonia.

ABCCC abre seleção para novos técnicos A Associação Brasileira de Criadores de Cavalos Crioulos (ABCCC) está ampliando o quadro de prestadores de serviços da área técnica. De 10 de junho a 10 de julho a entidade receberá inscrições de interessados em participar da seleção pública para credenciamento técnico. A atividade será composta por quatro etapas: análise curricular, que terá caráter eliminatório; entrevista; prova escrita, baseada em questões relativas ao Regulamento do Serviço de Registro Genealógico e Regulamento de Provas (Evento), ambos disponíveis no site da ABCCC; e prova prática, onde serão analisadas rotinas de campo.

Para participar do processo seletivo é necessário ter formação em Medicina Veterinária, Zootecnia ou Engenharia Agronômica e possuir CRMV e CREA, respectivamente. As inscrições devem ser feitas diretamente na sede da ABCCC (Avenida Fernando Osório, 1754 A, em Pelotas/ RS – Caixa Postal 571 – CEP 96055-000), das 8h às 12h e das 13h30min às 17h30min, ou através dos Correios. A taxa é R$ 100,00 e o boleto para pagamento pode ser acessado no endereço eletrônico (www.abccc.com. br). Mais detalhes podem ser obtidos no edital, também disponível no site da ABCCC.

Curriculum Vitae com dados cadastrais, cópia da Carteira de Identidade e do CPF, Certidão Negativa de Antecedentes Criminais, comprovante de pagamento da taxa de inscrição. Etapas da Seleção: Exame de Currículos (eliminatório), entrevista, prova escrita com questões baseadas no Regulamento do Serviço do Registro Genealógico e Regulamento de Provas (Eventos), ambos disponíveis no site da ABCCC, e prova prática onde serão analisadas rotinas de campo. Prazos e datas: após o exame dos Currículos serão divulgadas as datas das demais etapas da Seleção para o Credenciamento Técnico. Observação: os envelopes com a documentação deverão ser entregues pessoalmente ou encaminhados via Correios, aos cuidados do senhor Vagner Motta Studzinski, no endereço da ABCCC, sendo que as inscrições via Correios deverão ser postadas até o dia 10 de julho de 2010.

Roteiro técnico à Bahia A partir do dia 10 de julho, o técnico da ABCCC, Romeu Koch, estará fazendo atendimentos técnicos ao estado da Bahia. Interessados poderão fazer contato direto com o técnico pelo fone 63 3476.2523 ou com a ABCCC, Setor de Registros.


32 | JUNHO de 2010

Cavalo Crioulo

Informe ABCCC

Confira as planilhas completas das Credenciadoras Classificatórias e Provas no site www.abccc.com.br

Calendário Ciclo - 2010/2011 JUNHO / 2010

SETEMBRO / 2010

CREDENCIADORAS/CLASSIFICATÓRIAS 2010

03 - 06 - Evento: Classificatória Região 5B - Morfologia Passaporte - Cidade: Pato Branco / PR Apoio: ABCCC Responsável: Setor de Eventos - Fone: 53 - 3223 2122 04 - Evento: Dia de Campo (Resenha Coletiva) - Cidade: Dom Pedrito / RS Apoio: NCCC Cypriano Munhoz Filho Responsável: Filipe Fialho Gomes - Fone: (53) 3243-3622 Local: Parque de Exposição de Dom Pedrito - Jurados: 04 - Evento: Início Concentração da Marcha de Resistência de Integração - Cidade:Dom Pedrito / RS Apoio:NCCC Cypriano Munhoz Filho Responsável: Filipe Fialho Gomes - Fone: (53) 3243-3622 05 - Evento: Resenha Coletiva - Cidade: Rosário do Sul / RS Apoio: NCCC de Rosário do Sul Responsável:Eunice Schmidt Schossler - Fone: 55 - 9976 5891 Local: Parque de Exposições Anannias Vasconcellos. 05 - 06 - Evento: Tiro de Laço - Cidade: São Sepé / RS Apoio: NCCC Sepé Tiarajú - Fone: (55) 9181-4990 / 9971-1224 / 9623-7977 09 - 13 - Evento: Classificatória Região 03 - Morfologia Passaporte - Cidade: Uruguaiana/RS Apoio: ABCCC Responsável: Setor de Eventos - Fone: 53 - 3223 2122 11 - 13 - Evento: Morfologia - Resenha Coletiva - Cidade: Aceguá / RS Apoio: NCCC de Aceguá Responsável: Luis Mário Gomes Silveira - Fone: (53) 3246-1008 / 9974-6090 11 - 13 - Evento: Final Prova de Baguais da Fronteira - Cidade: Uruguaiana/RS Apoio: NCCC FBT Responsável: Rômulo de Lima Galarça - Fone: (55) 3413-3567 12 - 13 - Evento: Provas de Jovens - Cidade: Guaíba / RS Apoio: NCCC da Costa Doce Responsável: Rafael Nunes - Fone: Rafael (51) 8101-0536 / Carlos (51) 9997-9701 16 - 20 - Evento: Classificatória Região 06 - Morfologia Passaporte - Cidade: Camaquã / RS Apoio: ABCCC Responsável: Setor de Eventos - Fone: 53 - 3223 2122 17 - 20 - Evento: Credenciadora - Morfologia - Prova de Jovens - Paleteada - Cidade: Canelinha/SC Apoio: N.C.C.C. de Florionópolis e Vale do Rio Tijucas - Fone: 48-32650674 29 - 30 - Evento: Classificatória de Rédeas - Cidade: Campina Grande do Sul / PR Apoio: A.P. de Rédeas - Fone: 41 - 9911 0477 23 - 27 - Evento: Classificatória Região 04 - Morfologia Passaporte - Cidade: Vacaria / RS Apoio: ABCCC Responsável: Setor de Eventos - Fone: 53 - 3223 2122 25 - 26 - Evento: Morfologia Incentivo - Cidade: Montenegro / RS Apoio: ACCC do Vale do Caí Responsável: João Batista de Azevedo Francisco - Fone: (51) 9696-4509 30 - 04 - Evento: Classificatória Região 5A - Morfologia Passaporte - Cidade: Lages / SC Apoio: ABCCC Responsável: Setor de Eventos - Fone: 53 - 3223 2122

16 - 19 - Evento: Credenciadora - Cidade: Lagoa Vermelha / RS Apoio: N. Biriva CCC - Fone: 54 - 3358-1223 – 9978-1725 18 - 19 - Evento: Campeonato Nacional de Rédeas - Cidade: Porto Velho / RO Apoio: ARCR - Assoc. Rondoniense de Cavalo de Rédeas Responsável: Marco Antônio de Freitas Furini 18 - 19 - Evento: Tiro de Laço - Paleteada - Cidade: Sapopema / PR Apoio: N Sem Fronteiras de CCC - Fone: Local: Fazenda Primor. 24 - 26 - Evento: Credenciadora de Inéditos - Cidade: Santa Rosa / RS Apoio: NCCC do Noroeste Gaúcho Responsável: Orlando Kaefer - Fone: (55) 9977-7337

BOCAL DE OURO - ESTEIO/RS -22-25/04/2010 LUJÁN (ARGENTINA) 09/2009 SANTA ROSA 02-04/10/2009 VACARIA 08-11/10/2009 GUAÍBA 30-01/11/2009 ARAMBARÉ 06-08/11/2009 ESTEIO 19-22/11/2009 CARAZINHO 11-13/12/2009 TIJUCAS/SC 30-31/01/2010 HERVAL 06-07/02/2010 SÃO LOURENÇO DO SUL 26-28/02/2010 BALSA NOVA 04-06/03/2010 DOM PEDRITO 05-07/03/2010 ARROIO GRANDE 13-14/03/2010 SÃO GABRIEL 02-04/04/2010 ALEGRETE 09-11/04/2010 REGIÃO 01- RIO GRANDE/RS -20 à 23/05/2010 SÃO LOURENÇO DO SUL 11-13/09/2009 RIO GRANDE 23-25/10/2009 ARROIO GRANDE 06-08/11/2009 PIRATINI 04-06/12/2009 HERVAL(INEDITOS) 06-07/02/2010 SÃO LOURENÇO DO SUL(INÉDITOS) 26-28/02/2010 ARROIO GRANDE (INÉDITOS) 13-14/03/2010 PELOTAS 24-28/03/2010 SANTA VITÓRIA DO PALMAR 07-10/04/2010 REGIÃO 02 - SANTA MARIA/RS - 28 à 30/05/2010 BAGÉ 15-18/10/2009 DOM PEDRITO(INÉDITOS) 05-07/03/2010 SÃO GABRIEL(INÉDITOS) 01-04/04/2010 CACHOEIRA DO SUL 17-18/04/2010 BAGÉ 05-09/05/2010 SÃO SEPÉ 15-16/05/2010 REGIÃO 05B - PATO BRANCO/PR- 03 à 06/06/2010 PONTA GROSSA 22-25/11/2009 BALSA NOVA (INÉDITOS) 04-06/03/2010 PONTA GROSSA 12-14/03/2010 PATO BRANCO 08-11/04/2010 MARINGÁ 11-13/05/2010 REGIÃO 03 - URUGUAIANA/RS - 11à 13/06/2010 SANTA ROSA(INEDITOS) 02-04/10/2009 SÃO BORJA 09-11/10/2009 SANTANA DO LIVRAMENTO 26-28/03/2010 ALEGRETE(INÉDITOS) 09-11/04/2010 ITAQUI 17-18/04/2010 SANTA ROSA 07-09/05/2010 REGIÃO 06 - CAMAQUÃ/RS - 16 à 20/06/2010 GUAÍBA(INÉDITOS) 30-01/10/2009 STO. ANTONIO DA PATRULHA 29-31/10/2009 ARAMBARÉ(INÉDITOS) 06-08/11/2009 ESTEIO(INEDITOS) 19-22/11/2009 CAMAQUÃ 22-24/01/2010 GUAÍBA 12-14/03/2010 ESTEIO 25-28/03/2010 SANTA CRUZ DO SUL 01-02/05/2010 SOLEDADE 05-09/05/2010 CAXIAS 07-08/05/2010 REGIÃO 04 - VACARIA/RS- 23 à 27/06/2010 JULIO DE CASTILHOS 01-04/10/2009 VACARIA(INEDITOS) 08-11/10/2009 IJUÍ 09-11/10/2009 LAGOA VERMELHA 05-08/11/2009 CARAZINHO(INEDITOS) 11-13/12/2009 PALMEIRA DAS MISSÕES 06-09/05/2010 VACARIA 13-16/05/2010 PASSO FUNDO 26-30/05/2010 REGIÃO 05A - LAGES/SC- 30/06/2010 à 04/07/2010 CANOINHAS 10-13/09/2009 CHAPECÓ 10/10/2009 LAGES 21-25/10/2009 TIJUCAS(INÉDITOS) 30-31/01/2010 CAMBORIÚ 19-21/03/2010 JARAGUÁ DO SUL 16-18/04/2010 CANELINHA 17-20/06/2010 REPESCAGEM - ESTEIO/RS - 08 à 11/07/2010 CREDENCIADOS A PARTIR DE 18 PONTOS. REGIÃO 05C - BRASÍLIA/DF - 15 à 18/07/2010 CORDEIRO 13-15/11/2009 BAURU 11-14/03/2010 BRASILIA 08-10/04/2010 CREDENCIADOS SEM PONTUAÇÃO MÍNIMA. Buenos Aires / Argentina - REGIÃO 07B - 05 à 07/04/2010 Montevidéo/ROU - REGIÃO 07A - 01 à 02/05/2010 FINAL NACIONAL DE TIRO DE LAÇO 15 à 17/01/2010 em ESTEIO

JULHO / 2010 02 - 03 - Evento: Provas Jovens - 4ª Etapa Copa do Proprietário - Cidade: Porto Alegre / RS Apoio: NCCC 6ª Região Responsável: Bianca - Fone: (51) 3232-2065 Local: Cabanha São Caetano - Belém Novo 04 - Evento: Largada da Marcha de Resistência de Integração - Cidade: Dom Pedrito / RS Apoio: NCCC Cypriano Munhoz Filho Responsável: Filipe Fialho Gomes - Fone: (53) 32433622 Local: Fepagro Unidade Dom Pedrito - Jurados: 09 - 11 - Evento: Repescagem - Cidade: Esteio / RS Apoio:ABCCC Responsável:Setor de Eventos - Fone:53 - 3223 2122 15 - 18 - Evento: Repescagem - Morfologia Passaporte Cidade: Brasilia / DF Apoio: ABCCC Responsável: Setor de Eventos - Fone: 53 - 3223 2122 18 - Evento: Chegada da Marcha de Resistência de Integração - Cidade: Dom Pedrito / RS Apoio: NCCC Cypriano Munhoz Filho Responsável: Filipe Fialho Gomes - Fone: (53) 32433622 Local: Fepagro Unidade Dom Pedrito - Jurados: 30 - 31 - Evento: Tiro de Laço - Morfologia - Cidade: Araranguá / SC Apoio: Assoc. Catarinense de CCC - Fone: (48) 9623-7142 / (48) 3524-1222 / (48) 9638-5210 30 - 01 - Evento: Morfologia - Tiro de Laço - Cidade: Arroio do Sal/RS Apoio: NCCC Litoral Norte Responsável: José Diogo - Fone: (51) 8467-1857 Local: Parque Municipal de Eventos de Arroio do Sal 31 - Evento: Tiro de Laço - Cidade: Palmas / PR Apoio: NCCC do Sudoeste do Paraná - Fone: 46 - 3224 7489

AGOSTO / 2010 24 - 05 - Evento: Expointer / 2010 - Cidade: Esteio / RS Apoio: ABCCC Responsável: Setor de Eventos - Fone: (53) 3223-2122 Local: Parque de Exposições Assis Brasil.

OUTUBRO / 2010 05 - 10 - Evento: Credenciadora - Morfologia - Prova de 21 dias - Cidade: Uruguaiana/RS Apoio: NCCC FBT Responsável: Rômulo de Lima Galarça - Fone: (55) 3413-3567 08 - 09 - Evento: Morfologia - Cidade: Montenegro / RS Apoio: ACCC do Vale do Caí Responsável: João Batista de Azevedo Francisco - Fone: (51) 9696-4509 12 - 17 - Evento: Morfologia - Tiro de Laço - Cidade: Alegrete / RS Apoio: NCCC de Alegrete - Fone: Local: Sindicato Rural de Alegrete. 14 - 17 - Evento: Morfologia - Credenciadora - Doma 21 dias Cidade: Chapecó / SC Apoio: NCCC Oeste Catarinense - Fone: (49) 3323-8812 16 - 17 - Evento: Tiro de Laço - Cidade: Santana do Livramento / RS Apoio: Núcleo Santanense de CCC Responsável: Elton Enick - Fone: (55) 9961-1179 Local: Sindicato Rural de Livramento 21 - 24 - Evento: Morfologia - Campereada - Cidade: Mococa / SP Apoio: N Sem Fronteiras de CCC - Fone: 22 - 24 - Evento: Credenciadora de Inéditos - Morfologia - Cidade: Guaíba / RS Apoio: NCCC da Costa Doce Responsável: Rafael Nunes 22 - 24 - Evento: Morfologia - Campereada - Cidade: Santana do Livramento / RS Apoio: Núcleo Santanense de CCC Responsável: Elton Enick - Fone: (55) 9961-1179 Local: Sindicato Rural de Livramento - Jurados:

NOVEMBRO / 2010 04 - 07 - Evento: Credenciadora de Inéditos - Paleteada Cidade: Santana do Livramento / RS Apoio: Núcleo Santanense de CCC Responsável: Elton Enick - Fone: (55) 9961-1179 Local: Sindicato Rural de Livramento 06 - 07 - Evento: Tiro de Laço - Cidade: São Sepé / RS Apoio: NCCC Sepé Tiaraju - Fone: (55) 9181-4990 / 9971-1224 / 9623-7977 11 - 14 - Evento: Morfologia - Credenciadora - Cidade: Rio Grande / RS Apoio: NCCC de Rio Grande Responsável: Manoel Gonçalves - Fone: 53 - 3230 1317 - 9931 1415 - 9971 1415 Local: Parque de Exposição 12 - 14 - Evento: Prova Jovens - Final Copa do Proprietário Cidade: Esteio / RS Apoio: NCCC 6 Região - Fone: 51 - 3458 2666 - 32322065 18 - 21 - Evento: Morfologia - Credenciadora de Inéditos Paleteada - Cidade: Esteio / RS Apoio: NCCC 6 Região - Fone: 51 - 3458 2666 - 32322065

DEZEMBRO / 2010 02 - 05 - Evento: Credenciadora - Morfologia - Paleteada Cidade: Piratini / RS Apoio: NCCC de Piratini Responsável: Murilo Ávila - Fone: 53 - 3257-1325 - 9976-1540 09 - 13 - Evento: VI Festa da Família Crioulista - Morfologia - Potro de 21 dias - Prova de Jurados - Cidade: Bagé / RS Apoio: NCCC de Bagé Responsável: Rafael Pons Suñe - Fone: (53) 3242-0006 / 8118-6548 / 9991-2009 11 - Evento:Tiro de Laço - Cidade: Bom Retiro do Sul/ RS Apoio: NCCC de Santa Cruz Responsável: Luiz Henriques dos Santos Fone: 51 - 3766 3162 - 9353 3483 Local: Cabanha da Fé

JANEIRO / 2011 28 - 30 - Evento: Credenciadora de Inéditos - Cidade: Canela / RS Apoio: NCCC Encosta da Serra Responsável: Flávio da Costa - Fone: 51 - 9159 7258 Local: Parque Fazenda da Serra

MARÇO / 2011 04 - 06 - Evento: Credenciadora de Inéditos - Morfologia Cidade: Dom Pedrito / RS Apoio: NCCC Cypriano Munhoz Filho Responsável: Filipe Fialho Gomes - Fone: (53) 9975-5341 Local: Sindicato Rural de Dom Pedrito

CONTINUA PÁGINA 33


Informe ABCCC

Cavalo Crioulo

JUNHO de 2010

| 33

Classificatórias intensificam calendário rumo ao Freio 2010 O calendário de Classificatórias ao Freio de Ouro 2010 começa a apontar para o final de um longo trajeto de busca para garantir presença na grande final da Expointer. Logo após a de Uruguaiana, a ABCCC programou a Classificatória de Camaquã e Vacaria, RS; Lages, SC; Esteio, RS, e

Brasília, DF. Após essa intensa agenda serão conhecidos os que estarão disputando os títulos máximos da Raça Crioula. Camaquã e Vacaria já estão com os jurados acertados. Camaquã, confirmando as expectativas, levou a ABCCC a apontar dois trios de jurados. Nos machos trabalharão

Hermes Dourado Filho, Rouget Wrege e André Narciso Rosa. Já as fêmeas serão julgadas por Mário Móglia Suñé, Luiz Alberto Bastos e Vinicius Freitas. Para Vacaria, o trio de jurados aponta a seguinte escala: Luiz Martins Neto, João Arisio e Rodrigo Albuquerque Py.

CLASSIFICATÓRIA REGIÃO 06

CLASSIFICATÓRIA REGIÃO 04

CLASSIFICATÓRIA REGIÃO 05A

CLASSIFICATÓRIA AO FREIO DE OURO

VACARIA - 24 à 27/06/2010

CAMAQUÃ - 16 à 20/06/2010 16/junho

23/junho 14:00 h Concentração de Machos

07:30 h Admissão Morfologia Passaporte

(quarta)

08:00 h Concentração de Machos

09:00 h Início Julgamento Morfológico Passaporte

13:30 h Cont. Julgamento Morfológico Passaporte

(quarta)

16:00 h Admissão Morfologia Passaporte

24/junho 09:00 h Início Julgamento Morfológico Passaporte (quinta)

14:00 h Cont. Julgamento Morfológico Passaporte

17/junho

07:30 h Exame de Admissão Classificatória

25/junho 07:30 h Exame de Admissão - Classificatória

(quinta)

08:30h GrandesCampeonatosJulgamentoMorfológicoPassaporte

14:30 h Julgamento Morfológico Classificatória

(Sexta) 09:00 h Grandes Campeonatos Julgamento Morfologico Passaporte

18/junho

09:00 h Andaduras/Figura/VSP-Esbarradas - Fêmeas

(sexta)

14:00 h Andaduras/Figura/VSP-Esbarradas - Machos

13:30 h Julgamento Morfológico - Classificatória

15:30 h Andaduras/Figura/VSP-Esbarradas - Fêmeas

26/junho 08:00 h Andaduras/Figura/VSP-Esbarradas - Machos

(sábado) 10:00 h Prova de Mangueira - Fêmeas

19/junho

09:00 h Mangueira - Fêmeas/Machos

13:30 h Prova de Mangueira - Machos

14:00 h Prova de Campo - Fêmeas/Machos

15:30 h Prova de Campo - Fêmeas/Machos

20:00 h Entrega de Prêmios Exposição Passaporte

(sábado)

20/junho

09:00h FaseFinal (Mangueira/Bayard-Sarmento/ProvaCampo)

(Domingo) 12:00 h Encerramento e entrega de Prêmios

Fonte: SADE Repres. C.P.F.: Telmo Motta Junior Sup. Técnico: Fernando Azevedo Drummond de Mello Narrador: Luiz Mario Azambuja Resp. Eventos e T.I.: Vagner Motta Studzinski Resp. proc. de dados: Eduardo Grigoletti Resp. Loja: Gládis Martins

LAGES/SC - 30/06 À 04/07/2010

ESTEIO - 08 a 11/07/2010

27/junho 09:00hs Fase Final (Mangueira/Bayard-Sarmento/Prova Campo) (Domingo) 12:00hs Encerramento e entrega de Prêmios Fonte: SADE Repres. C.P.F.: Telmo Motta Júnior Sup. Técnico: Ricardo Guazzelli Martins Narrador: Luiz Mário Azambuja Resp. Eventos e T.I.: Vagner Motta Studzinski Resp. proces. de dados: Cláudio Leite Resp. Loja: Gládis Maria

30/junho 14:00 h Concentração de Machos (quarta) 16:00 h Admissão Morfologia Passaporte 01/julho 09:00 h Início Julgamento Morfológico Passaporte (quinta) 14:00 h Cont. Julgamento Morfológico Passaporte 02/julho 07:30 h Exame de Admissão - Classificatória (sexta) 09:00 h Grandes Campeonatos Julgamento Mofológico Passaporte 13:30 h Julgamento Morfológico - Classificatória 15:30 h Andaduras/Figuras/VSP-Esbarrada - Fêmeas 03/julho 08:00 h Andaduras/Figuras/VSP-Esbarrada - Machos (sábado) 10:00 h Prova de Campo - Fêmeas 13:30 h Prova de Campo - Machos 15:30 h Prova de Campo - Fêmeas/Machos 20:00 h IV Remate Integração Crioula 04/julho 08:30hs Fase Final (Mangueira/Bayard-Sarmento/ Prova de Campo) (Domingo) 12:00hs Encerramento e entrega de Prêmios

08/julho 08:30 h Exame de Admissão - Classificatória (quinta) 14:00 h Julgamento Morfológico - Classificatória 09/julho 08:00 h Andaduras/Figura/VSP-Esbarradas - Fêmeas (sexta) 13:00 h Andaduras/Figura/VSP-Esbarradas - Machos 18:00 h Movimiento La Rienda 10/julho 08:00 h Prova Mangueira - Fêmeas/Machos (sábado) 13:30 h Prova de Campo - Fêmeas/Machos 20:00 h Remate Don Teju 11/julho 09:00 h Fase Final (Mangueira/Bayard-Sarmento/Prova Campo) (Domingo) 12:00 h Encerramento e entrega de Prêmios 20:00 h Remate Capão Redondo

Fonte: SADE Repres. C.P.F.:Telmo Motta Júnior Sup. Técnico: Rodrigo Albuquerque Py Narrador: Luiz Mário Azambuja Resp. Eventos e T.I.: Vagner Motta Studzinski Resp. proces. de dados: Eduardo Grigoletti Resp. Loja: Gládis Maria

Fonte: SADE Repres. C.P.F.: Telmo Motta Júnior Sup. Técnico: Adolfo José Martins Neto Narrador: Luiz Mário Azambuja Resp. Eventos e T.I.: Vagner Motta Studzinski Resp. proces. de dados: Cláudio Leite Resp. Loja: Gládis Maria

Vaquejada

Bons cavalos e parceiros de valor dão sustentação ao Projeto Vaquejada O Projeto Vaquejada da ABCCC se encontra em pleno andamento com os parceiros já treinando e até, em alguns casos, colocando à prova os seus animais levados do Rio Grande do Sul. E neste momento em se encontra, implantado e em execução, abre-se espaço para a avaliação. O Jornal Cavalo Crioulo buscou a avaliação de Felipe F. Motta, responsável pela elaboração do Projeto Vaquejada da ABCCC.

compromisso de um número elevado de criadores na disponibilização de bons animais. O Projeto não se encerrou com a conclusão das etapas supostamente mais complicadas. A atual fase é de acompanhamento dos animais no treinamento e competição ao longo de um ano. Todos estamos torcendo para que esses animais tenham um bom desempenho nas provas que participarem.

As metas do Projeto foram alcançadas e como avalias o atual estágio ? Já se discutia na Comissão do Projeto Vaquejada os pontos críticos na execução do Projeto. E todos concordávamos que a empreitada estaria bem encaminhada se na sua execução se conseguisse reunir bons cavalos e bons parceiros. Apesar de eu não ter acompanhado de perto essas etapas, o sucesso de ambas me parece que foi atingido. Quanto aos parceiros do Nordeste, a receptividade e a participação deles no Projeto, acredito que foi acima do esperado. Com relação às Cabanhas do Sul, também houve um

Particularmente esperava essa boa receptividade? Eu achava que nós conseguiríamos bons parceiros, mas a participação dos nordestinos foi surpreendente, creio que para todos da Comissão. Deve-se enfatizar a maneira como a Diretoria da ABCCC encarou o Projeto. A Comissão do Projeto Vaquejada, ou seja, o Presidente Roberto Davis ; o Diretor de Provas Funcionais, Telmo Motta Jr., os membros da Comissão de Provas Funcionais, os técnicos envolvidos, Romeu, Adolfinho e Alexandre, foram os primeiros a abraçarem o Projeto. Houve muita conversa e debate sobre aspectos do projeto original

e algumas adequações com a contribuição de todos. Isso fez com que se tivesse comprometimento, responsabilidade e empenho da Comissão no sentido de lograr êxito. Quais os próximos passos do Projeto Vaquejada da ABCCC ? Creio que o próximo passo é a continuidade do Projeto até o seu encerramento, no primeiro semestre de 2011. Penso que a nova Diretoria da ABCCC deve fazer uma avaliação do Projeto, seus resultados, investimentos e examinar a possibilidade e/ou necessidade de novas iniciativas para a Vaquejada. O momento é de reflexão para ver qual a melhor forma de participação da Associação daqui pra frente nesse meio. Até onde podemos chegar nesse segmento ? O fomento e o incentivo para a participação do Cavalo Crioulo em todas as modalidades que ele tem condições de ser competitivo nunca pode parar, por parte de todos os crioulistas. Temos várias modalidades originárias ou mais

comuns em outras regiões ou outros países (distantes das regiões onde se concentra a manada Crioula brasileira), como: Paleteada Internacional, Movimiento a La Rienda, Rédeas, entre outras. A Vaquejada é uma dessas modalidades. Nas reuniões da Comissão, sempre se levantou a possibilidade de realizar a Vaquejada aqui no Sul. Nós temos a Coleada, prova um pouco esquecida aqui no Sul. Porém, nada impede a adaptação de nossa Coleada e de fazermos a Vaquejada. Ou até mesmo fomentar a nossa Coleada, pois são muito parecidas e já temos o exemplo da nossa Campereada, que é similar ao Team Penning. Acredito muito na diversificação das modalidades esportivas para o Cavalo Crioulo. Quanto maior o número de modalidades, mais pessoas envolvidas, mais crescimento para a raça, mais segurança para o mercado, mais facilidade para as pessoas descobrirem em qual atividade terão maior realização, mais atração para o público, mais geração de renda e emprego… Enfim, uma infinidade de benefícios.


Outono Crioulo

34 | JUNHO de 2010

Cavalo Crioulo

Expo Outono de Uruguaiana abre espaço para categorias Incentivo O

Núcleo de Criadores de Cavalos Crioulos Flávio Bastos Tellechea promoveu, durante a 8ª Expo Outono de Uruguaiana, uma exposição das categorias Incentivo e Mini-Incentivo que obteve uma grande participação dos crioulistas, recebendo um número expressivo de animais. Sandro Amaral, presidente do NFBT, disse ter ficado bastante satisfeito com a participação dos criadores, “principalmente por se tratar de duas categorias de exceção.” Participaram 33 animais, número que surpreendeu por ser Incentivo e Mini-Incentivo e por ser fora de época para esta idade. Para o próximo ano, o Núcleo espera conquistar mais inscritos, pois a exposição teve a concorrência da semifinal de Paleteada, em Alegrete, e a Prova BT Paineiras, segundo avaliação dos integrantes da Diretoria. Sobre os presentes em pista, Sandro disse que são animais muito jovens, o que às vezes faz com que os expositores sejam um pouco reticentes para apresentá-los em pistas de julgamento. “No todo, acredito, que o evento foi um sucesso”, comentou. Os jurados que atuaram no evento foram

Ricardo Alvarez e Marcelo Viola Marty. “Esta Exposição de maio teve uma característica diferente das demais, pois participaram somente animais jovens, divididos nas categorias de Mini-Incentivo e Incentivo. Fiquei muito honrado em julgar junto com o criador de São Borja, Ricardo Alvarez, pois tivemos a responsabilidade de avaliar morfologicamente, animais que estão em processo de crescimento e, portanto, devem sofrer modificações até atingirem a fase adulta. Esta mostra tem tradição por apresentar um expressivo número de animais de grande qualidade, tendo como campeão e reservado nos machos, dois cavalos muito bons e parelhos, com qualidades muito importantes para um futuro garanhão. Já nas fêmeas, a égua campeã nos impressionou bastante pela correção de linhas e pelo selo racial, o que nos possibilita projetar um futuro promissor para este animal. “O Núcleo de Criadores de Uruguaiana está de parabéns pelo ineditismo desta exposição e pelo excelente nível dos animais apresentados em pista”, disse Marcelo Marty.

Fotos Elder Filho

Campeã incentivo, DDG Cosa Linda

Campeão incentivo, Alambrador de Pai Passo

Campeão mini-incentivo, Bien Vemido do Mandiyu

RESULTADOS

Reservada campeã incentivo, Fina Flor Cimarron

Compadre II do Barulho,reservado grande campeão

Ricardo e Marcelo foram os jurados

Campeã incentivo – DDG Cosa Linda, exp. Diogo Dala Nora Gavião, Cabanha Dois Ipês, Itaqui, RS Reservada campeã incentivo - Fina Flor Cimarron, exp. Fernando Fabrício de Faria Corrêa, Estância Aurora, Uruguaiana, RS Terceira melhor incentivo - Itapitocai India Mansa 401, exp. Angelo Antonio Martins Bastos, Estância Itapitocai, Uruguaiana, RS Campeã mini – incentivo - Linda Nena do Barulho, exp. Cabanha La Passion, Cabanha La Passion, Uruguaiana, RS Reservada campeã mini – incentivo - Dona Joaninha do Bacudo, exp. Leandro Silva Neto, Cabanha Posto Branco, Barra do Quarai, RS Campeão incentivo - Alambrador de Pai Passo, exp. Condomínio Pai Passo, Condomínio Pai Passo, Uruguaiana RS Campeão mini-incentivo - 30 Bien Venido do Mandiyu, exp. Flávio Virgílio Martini Piegas e Filhos, Agro Pecuária Mandiyu, Uruguaiana, RS Melhor exemplar da raça e grande campeã - DDG Cosa Linda, exp. Diogo Dala Nora Gavião, Cabanha Dois Ipês, Itaqui, RS Reservada grande campeã - Fina Flor Cimarron, exp. Fernando Fabrício de Faria Corrêa, Estância Aurora, Uruguaiana, RS Terceira melhor fêmea - Itapitocai India Mansa 401, exp. Angelo Antonio Martins Bastos, Estância Itapitocai, Uruguaiana, RS Grande campeão - Alambrador de Pai Passo, exp. Condomínio Pai Passo, Condomínio Pai Passo, Uruguaiana, RS Reservado grande campeão - Compadre II do Barulho, exp. Francisco Martins Bastos Sobrinho, Cabanha La Passion, Uruguaiana, RS Terceiro melhor macho - EF Nicanor, exp. Erasmo Falcão Lopes, Cabanha Flores do Inhanduí, Alegrete, RS


Cavalo Crioulo

JUNHO de 2010

| 35


36 | JUNHO de 2010

Passaporte Crioulo

Cavalo Crioulo

Genética Santa Edwiges é destaque na Expo e Passaporte de Santa Maria

C

om um número de animais superior ao esperado pela diretoria do Núcleo, foi realizada entre os dias 26 e 27 de maio, a Expo Outono e Passaporte para Expointer, com a presença de 122 animais, na pista do Centro de Eventos da Universidade Federal de Santa Maria. A mostra foi julgada pelo técnico da Associação Brasileira de Criadores de Cavalos Crioulos (ABCCC), Ricardo Pinto Torres, que em sua avaliação definiu a Exposição como uma das melhores em se tratando de Passaporte. “O nível das fêmeas foi excelente, encontrei umas 20 éguas de primeiríssima qualidade dentro da raça, sendo que destas, 15 têm grandes chances de figurar em Esteio. Tive que buscar a premiação nos detalhes desses animais”, avaliou o jurado, destacando ainda a participação grande de criadores de distintos municípios. Entre os machos, o jurado disse ter encontrado dois cavalos representativos, sendo que decidiu por Festejo de Santa Edwiges, exposto por Rodrigo Espíndola de Araújo, Cabanha Santa Colina, de Maçambará, RS, também por detalhes, em relação ao reservado. A grande campeã e melhor exemplar da raça, JA Flor de Espadas, uma filha de Tinajera Buen Abrigo em mãe JA Ogiva, do criador e expositor José Antonio Anzanello, Cabanha Santa Edwiges, de São Lourenço do Sul, RS, possui uma genética de aposta da cabanha. De acordo com o proprietário, a égua possui o sangue de Morena de Santa Edwiges, de origem morfológica, com um acasalamento funcional. “Esta premiação representa nosso trabalho e a conquista do objetivo da Cabanha, que é unir morfologia à função”, comentou José Antônio. Neste ciclo, a égua já possui em seu currículo, também, o grande campeonato e melhor exemplar da raça na Exposição Passaporte de Rio Grande. E no ano de 2009, entre suas premiações estão: terceira melhor fêmea da Exposição de Primavera em Pelotas e terceira melhor potranca maior na Expointer. José Antônio ainda destacou que as três grandes campeãs da Exposição Passaporte possuem em sua genética o sangue Santa Edwiges, assim como o

VV Relíquia (BT Delantero x Jornada de Santa Edwiges), terceira melhor fêmea

Fotos Felipe Ulbrich

JA Flor de Espadas (Tinajera Buen Abrigo x JA Ogiva), grande campeã e melhor exemplar da raça

MORFOLOGIA Campeão incentivo - Faraó Bertolini, de Fazenda Bertolini, Minas do Leão, RS. Reservado campeão incentivo - Favorito da Cabanha Santa Fé, de Gilberto Rodrigues Freitas, Cabanha Santa Fé, Taquara, RS. Campeã incentivo - Itapitocai India Mansa 401, de Angelo Antônio Martins Bastos, Estância Itapitocai, Uruguaiana, RS. Reservada campeã - Ferradura da Cabanha Santa Fé, de Gilberto Rodrigues Freitas, Cabanha Santa Fé, Taquara, RS Grande campeã e melhor exemplar da raça: JA Flor de Espadas, de José Antonio Anzanello, Cabanha Santa Edwiges, São Lourenço do Sul, RS. Reservada grande campeã - Labareda da Boa Vista, de Zuleika Borges Torrealba e Fábio Camargo, Cabanhas da Maya e Boa Vista, Bagé/Bom Jesus, RS. Terceira melhor fêmea - VV Relíquia, de Victor Inácio Volkweis, Cabanha das Figueiras, Triunfo, RS. Quarta melhor fêmea - Igualita da Reconquista, de Marcelo Tellechea Cairoli, Reconquista Agropecuária Ltda., Alegrete, RS. Grande campeão - Festejo de Santa Edwiges, de Rodrigo Espíndola de Araújo, Cabanha Santa Colina, Maçambará, RS. Reservado grande campeão - Impulso do Alvoroço, de Marcelo Antônio Fontoura Irigaray, Cabanha Santa Yrmina, Dom Pedrito, RS. Terceiro melhor macho - Basco Onássis, de Mariana Tellechea, Cabanha Basca, Uruguiaiana, RS. Quarto melhor macho - Marconi Fogo de Chão, de Maurício Wiesel Beltrame, Cabanha Mistério, Santa Maria, RS.

Festejo de Santa Edwiges (Xirú de Santa Edwiges x Aposta de Santa Edwiges), grande campeão

grande campeão e o quarto melhor macho da mostra. Para o proprietário do grande campeão, Rodrigo Espíndola de Araújo, que é criador há mais de dez anos, foi muito gratificante a premiação, sendo uma recompensa do trabalho da cabanha, que sempre foi buscar uma genética de ponta. “Neste ano esta é a terceira premiação importante que o Festejo nos trouxe, pois conquistou os títulos de reservado grande campeão nas Exposições de Primavera, em Pelotas e Bagé”. Como vice-presidente do Núcleo Regional de Criadores de Santa Maria e presidente da Associação Rural, Rodrigo Araújo avaliou a exposição como de um nível muito bom, tendo em

pista animais com campanhas morfológicas muito fortes, sendo avaliados por um julgamento impecável do técnico Ricardo Torres. Rodrigo ainda destacou que entre todos os eventos, circularam pelo parque cerca de 300 animais, contando também com a prova realizada domingo à tarde, após a Classificatória ao Freio de Ouro, que foi a Copa Tortuga de Campereada, formada por animais de seis Núcleos, onde o trio vencedor disputará a fase final realizada em Esteio, durante a Expointer, com os demais classificados em outras regiões do Estado. A entrega de prêmios aos vencedores da Exposição Passaporte foi feita dia 28 de maio, durante almoço, na sede do Núcleo.

Basco Onássis (BT Lucero x Basca Dulcinéia), terceiro melhor macho

Igualita da Reconquista (BT Delantero x Macega da Reconquista), quarta melhor fêmea

Labareda da Boa Vista (Chicão de Santa Odessa x JA Geada), reservada grande campeã

Impulso do Alvoroço (Viragro Rio Tinto x BT Imagem), reservado grande campeão

Marconi Fogo de Chão (Xirú de Santa Edwiges x Tira-Teima de Santa Edwiges), quarto melhor macho

O jurado da mostra foi o técnico Ricardo Pinto Torres


Cavalo Crioulo

Rumo ao Freio 2010

JUNHO de 2010

| 37

Quinta Classificatória a selecionar para o Freio foi em Santa Maria Fotos Felipe Ulbrich

E

ntre os 36 animais que entraram em pista no dia 28 de maio para o julgamento morfológico da Classificatória de Santa Maria, RS, oito alcançaram vagas para o Freio de Ouro 2010. No total, foram 17 fêmeas e 19 machos avaliados por André Luis Narciso Rosa, de Navegantes, SC; Cássio Souza Bonotto, de Santiago, RS, e Marcelo Montano Coelho, de Viamão, RS. A Classificatória da Região 02 foi realizada no Centro de Eventos da Universidade Federal de Santa Maria, local que surpreendeu a todos pela sua extensão, sendo 1.900 hectares e, destes, 27 de área construída. Os animais que estiveram presentes foram credenciados nos municípios gaúchos de Bagé, Dom Pedrito, São Gabriel, Cachoeira do Sul e São Sepé. Mesmo com céu nublado e até em alguns momentos chuvoso, um expressivo público esteve presente assistindo as provas, sendo que nas de Campo, as atenções foram divididas com aviões e helicópteros da Força Aérea Brasileira, que circulavam pelo céu, devido à Base Aérea ser próxima ao Centro de Eventos. De acordo com os jurados, a prova teve um nível alto na qualidade dos animais em pista, fato confirmado pela alternância de posições. Sananduva do Salton, vencedora da Classificatória com a soma de 20,176 pontos, teve como média morfológica 7,367. A égua mais pontuada morfologicamente foi Imperatriz da Boa Vista, que largou com 7,8, porém na classificação final alcançou a terceira posição, somando 18,989. A segunda classificada, Cartajena Puacá, subiu de posição em relação à morfologia, pois largou com 7,467, em 3º lugar, e chegou ao final da prova como segunda colocada, com 19,169 de pontuação. Em quarta posição, adquiriu vaga Butiá Uruguaiana, que com 6,783, saiu em 12º lugar na morfologia e terminou a prova somando 18,973. Entre os machos, Manotaço do Infinito, primeiro colocado na Classificatória, subiu 12 posições em relação a sua nota de morfologia, que foi 6,5, chegando ao final com 20,030. O segundo classificado, Infinito do Infinito, empatou colocação morfológica, saindo em 2º lugar entre os machos, com 7,150, mantendo-se até o final da prova em 1º lugar, perdendo posição na Paleteada final, vindo a se classificar com 19,861. Ulisses 350 Maufer, que obteve média morfológica de 6,577, teve a melhor nota na Prova de Mangueira II (16,172) e também

Cartajena Puacá (Centenário da Tala x Charque Reserva) 2º lugar entre as fêmeas

Imperatriz da Boa Vista (Dom Carrasco do Purunã x Baliza da Cabanha Gaúcha) e Sananduva do Salton (AS Malke Cartucho x Setária do Rincão do Barreto), 3º e 1º lugares entre as fêmeas

Manotaço do Infinito (El Trapiche T Maqui x BT Ostra do Junco) e Infinito do Infinito (Consuelo do Infinito x BT Cabrocha) 1º e 2º lugares entre os machos

Butiá Uruguaiana (Santa Elba Comediante x Butiá Marília), 4º lugar entre as fêmeas

na Bayard/Sarmento (18), chegando ao final da prova com 19,610. O quarto colocado, Butiá Ufano, também empatou na colocação morfológica, saindo em 4ºlugar com 6,433, e chegando ao final com 19,466. Suas melhores notas foram nas provas de Volta Sobre Patas e Esbarrada (13,917) e primeira etapa de Mangueira (12,437). Na avaliação do jurado André Rosa, que pela primeira vez julgou prova em Santa Maria, chamou sua atenção a funcionalidade de Manotaço do Infinito, primeiro colocado entre os machos. “Ele é um cavalo impecável, com um desempenho muito bom, apesar da pouca morfologia, é um animal fora do comum”, avaliou. “Nas fêmeas encontramos animais parelhos, tanto em morfologia como em função, que com alguns ajustes têm chances de brigar por classificação no Freio de Ouro”. Devido à alternância de posições, Marcelo avaliou os animais da Classificatória, tanto os machos como as fêmeas, em um nível parelho. “As condições de pista e a qualidade do gado proporcionaram aos animais um bom desempenho”. Cássio Bonotto, que durante este ciclo já julgou a categoria de machos no Bocal de Ouro (seleção de animais inéditos), comentou que a primeira égua classificada é um animal muito parelho, que já havia mostrado sua capacidade no Bocal. Porém, por infelicidade, na última Paleteada perdeu um boi e não conseguiu ficar entre as quatro fêmeas. Nos machos também houve uma atuação semelhante, destacando o primeiro colocado como excepcional. “É um animal muito parelho, que realizou boas provas de Paleteada, alcançando na última prova 16,5 de média”. O jurado ainda ressaltou: “A diretoria do Núcleo está de parabéns pela organização da Classificatória, assim como os proprietários e ginetes, pela belíssima apresentação feita”. O presidente do Núcleo, Thiago Antoniazzi, que no cargo realizou pela primeira vez uma etapa Classificatória do Freio de Ouro, disse ter ficado satisfeito pelo evento ter superado sua expectativa. “O bacana foi poder contar com o apoio e amizade de vários criadores que ajudaram de diversas formas, como doando coberturas de importantes reprodutores da raça, assim como a ABCCC, que abriu mão das arrecadações dos remates para podermos fazer as melhorias nas pistas, principalmente na Mangueira, onde fizemos uma grande

Butiá Ufano (Butiá Olodum x Butiá Oiana) e Ulisses 350 Maufer (Santa Elba Comediante x Imperatriz 06 do Maufer), 4º e 3º terceiro lugares entre os machos


38 | JUNHO de 2010 reforma”, explicou Antoniazzi. A supervisão técnica do evento ficou a cargo de Olmiro Andrade Filho, que destacou o nível morfológico das fêmeas como melhor que o dos machos. Entre os diversos ginetes participantes da Classificatória, alguns já ganhadores do Freio de Ouro, esteve uma única representante do sexo feminino, Carla Josiane Flores, que montou uma égua, porém não teve sorte de classificá-la. Também na primeira etapa, devido ao ginete Márcio Maciel estar com dois animais, e os mesmos terem que correr a Prova de Paleteada juntos, Márcio pediu para sua esposa, Denise Leite Maciel, montar um deles. GINETE DESTAQUE – Com quatro animais disputando na Região 02, uma égua e três cavalos, dos quais classificou dois, o Ginete Destaque da prova, tanto nos machos como nas fêmeas, foi Raul Teixeira Lima. Com apenas 24 anos e há quatro atuando como ginete, Raul tem 14 animais para disputar vaga em todas as Classificató-

Rumo ao Freio 2010 rias do Estado. Para conseguir dar conta de tantos animais, o ginete diz que é preciso uma equipe boa de trabalho, muito treino, preparo físico e o indispensável carinho para com os animais. “Cada prova é uma prova, depende muito das condições de pista. Em casa treino em um local bom e, às vezes, em algumas Classificatórias a pista não é tão boa, o que atrapalha a performance dos animais”, explica. No ano passado, pela primeira vez Raul chegou à final do Freio de Ouro, também com Manotaço do Infinito. “Este é o sonho de todo ginete, vencer as Classificatórias e chegar ao Freio”. Após um banho de areia para comemorar a conquista, Raul não teve palavras para explicar a emoção que sentiu. “Só tenho a agradecer aos proprietários dos animais que confiaram em meu trabalho entregando bons cavalos em minhas mãos, à minha equipe pelo apoio, à minha família e a Deus, que me proporcionam toda esta emoção”.

Cavalo Crioulo

André, Marcelo e Cássio julgaram Santa Maria

Raul recebeu troféu de Destaque do presidente do Núcleo, Antoniazzi

CLASSIFICADOS Fêmeas 1º lugar - Sananduva do Salton, de Paulo Murilo Barreto Dias Lopes, Fazenda Rincão São Rafael, Dom Pedrito, RS. Márcio Maciel. 20,176 2º lugar - Cartajena Puacá, de Edmundo Torres Neto, Cabanha Santa Anna, Dom Pedrito, RS. Fábio da Silveira. 19,169 3º lugar - Imperatriz da Boa Vista, Fábio e João Pedro Camargo, Cabanha Boa Vista, Vacaria, RS. Fábio da Silveira. 18,989 4º lugar - Butiá Uruguaiana, de Sementes e Cabanha Butiá Ltda, Cabanha Butiá, Passo Fundo, RS. Daniel Teixeira. 18,973 1ª reserva - Três Pontas Ganadera, de Luiz Mierczynski Neto, Cabanha Três Pontas, São Jerônimo, RS. Marcelo Quadros. 18,973 2ª reserva - Iguaria Tupambaé, de José Adail Guiot Silveira e Filhos, Cabanha Princesa do Su, Pelotas, RS. Raul Lima. 18,666 Machos 1º lugar - Manotaço do Infinito, de Paola Bacchin Schneider, Agropecuária Quitauna, Rio Pardo, RS. Raul Lima. 20,030 2º lugar - Infinito do Infinito, de Thiago e Thais Pereira Pacheco, Cabanha Poncho Molhado, Gravatai, RS. César Freire. 19,861 3º lugar - Ulisses 350 Maufer, de Ailton Batista dos Santos, Cabanha Todos os Santos, Capão da Canoa, RS. Everton de Deus Valin. 19,610 4º lugar - Butiá Ufano, de Carlos André Borba Oliveira, Cabanha Butiá, Pelotas, RS. Raul Lima. 19,466 1º reserva - Esquinazo do Monte Bello, de Sérgio Luiz Santos de Sá, Cabanha Incentivo, São Leopoldo, RS. João Furtado. 19,466 2º reserva - Alvoroço 01 de Itabuna, de Matheus Gomes Lopes, Cabanha Itabuna, Caçapava do Sul, RS. Raul Lima. 18,367

Podium dos vencedores nas fêmeas

Podium vencedores nos machos

Núcleos em Ação Cabanha Errevê sedia em maio Copa do Proprietário e de Jovens A Cabanha Errevê sediou, nos dias 21, 22 e 23 de maio, a 3ª Etapa da Copa do Proprietário 2010 e Prova de Jovens, com a participação de 13 jovens, e 27 na Copa. O evento teve o apoio do NCCC Litoral Norte, e o julgamento foi de Douglas L. Gonçalves, Leonardo Del G. Pinto e Lúcio M. Fontoura. Interessados

em participar dos próximos eventos da Cabanha podem acessar o regulamento no site do NCCC 6ª Região (www. nucleodasexta.com.br). A Copa do Proprietário é uma prova para amadores, não sendo permitidos profissionais do cavalo, como domadores, treinadores, preparadores ou ginetes profissionais. Fotos cedidas pelos promotores

COPA DO PROPRIETÁRIO Categoria Amador 1º lugar - Marconi Braga, com Estrela da Praiana 2º lugar - Adrhiano Ferraz, com Entonado da Três Coxilhas 3º lugar - Paulo de Oliveira, com VF Defensora 4º lugar - Diego Borges Peixoto, com Nevada de San Diego Categoria Master 1º lugar - Alexandre Álvares, com Cara e Coroa do Phoenix 2º lugar - Claudio Pimentel, com João de Barro do Infinito 3º lugar - Marcus de Paula, com Urtiga 2355 da Tradição 4º lugar - Flávio Schauer, com Herege da Escondida

PROVA DE JOVENS Juvenil Masculina 1º lugar - Diego Genari dos Santos, com Entrevero Cal. 6,898 Juvenil Feminina 1º lugar – Ana Paula Paschoal da Rosa, com Guapa do Vale Verde. 8,933 2º lugar – Franciele da Silva, com BT Rodes. 7,620 3º lugar – Gabiele Kolling, com Camafeu da Carovy. 6,915

Douglas Gonçalves, Vitor da Silva, Lúcio Fontoura, Leonardo Pinto, José Éverton Dihl e Cléber Goulart

Adriano Ferraz, 2º lugar Amador

Aspirante Mascuino 1º lugar - Bruno Pereira Marques, com Rincão da 3J. 10,018 2º lugar - Thiago Beltran, com Ellerstina da Reconquista. 9,675 3º lugar - Eduardo Dutra, com Arreglado do Capão Redondo. 9,215 4º lugar - Thiago Sonnemam, com Impulso da Ronda Maleva. 8,816 5º lugar - Thales Curtinaz, com Caudilho do Angoera. 8,258 6º lugar - Moacir Balestran Júnior, com Dac Deslinde. 8,204 7º lugar - José Luiz Terra, com Haragano do Boeiro Branco. 7,807 8º lugar - Lucas Teixeira Fangueiro, com Sorasteiro Prâmio. 7,335 9º lugar - Anderson dos Santos, com HF Desejada. 4,776

ERRATA

Diferentemente do publicado na legenda de uma foto da página 12 da edição de maio, a Paleteada final foi entre Naipe do Infinito e Haragano da Boa Vista Competidores da Copa

Alexandre Álvares, 1º lugar na Master


Outono Crioulo

Cavalo Crioulo

JUNHO de 2010

| 39

Núcleo do Litoral Norte movimenta com a realização de Expo e provas S

anto Antônio da Patrulha, RS, sediou Exposição da Raça Crioula e Crioulaço, nos dias 01º e 02 de maio, promovido pelo Núcleo de Criadores de Cavalos Crioulos do Litoral Norte (NCCCLN), em parceria com o Sindicato Rural. A mostra contou com 60 inscrições, entre elas a participação da égua Meia Lua da Boa Vista, que conquistou o Bocal de Bronze deste ano. O julgamento foi tarefa dividida entre Rafael Pons Suñé e Adriano Fabris Vieira. Rafael Pons Suñé julgou esta exposição oficial da ABCCC com a participação de criadores novos daquela região. Satisfeito com o que encontrou, disse que os exemplares em pista eram de um nível muito bom, tanto que os quatro primeiros colocados nos machos e nas fêmeas já frequentaram Esteio. Ele elogiou a atuação e a receptividade no local por parte do Núcleo. Já o Crioulaço, com supervisão técnica de Christina Canto de Freitas, contou com 28 duplas presentes sendo seis classificadas. O destaque, segundo o Núcleo, além da qualidade do gado da prova, foi a pre-

miação em dinheiro até o 3º lugar. Os eventos ocorreram na sede do Sindicato Rural, paralelo à Feira do Agronegócio & Metal (E-Campo). Para o próximo ano, a direção do NCCCLN e o Sindicato Rural de Santo Antônio da Patrulha já estimam o incremento de novas modalidades de provas envolvendo a Raça Crioula. A diretora do NCCCLN avaliou como positiva a participação, embora na mesma data tenham ocorrido outros eventos paralelos, em cidades próximas, como exposições e rodeios. Diego Borges Peixoto, presidente do Núcleo Litoral Norte, avaliou as duas promoções como boas, tendo em vista que há algum tempo não era realizado evento do Cavalo Crioulo no Sindicato Rural. Lembrou que houve cerca de cinco ou seis eventos paralelos na região, que dividiram o público. Participaram do Crioulaço, 28 duplas, sendo oito classificadas para a final. Entre os próximos compromissos do Núcleo estão Copa do Proprietário, Provas Jovens, Exposição de Osório, dias 28, 29 e 30 de maio, com Exposição e Concentração.

Fotos Marcio Aguiar

Viramundo do Macanudo (Pergaminho AA x Rancheira do Macanudo), grande campeão e melhor exemplar da raça

MORFOLOGIA

Cancionero do Recanto Crioulo (OK Rigor x BT Charlote do Junco), reservado grande campeão

Reservada grande campeã, Dama do Errevê (Leopardo do Basalto x Luma do Imbaha)

Grande campeão e melhor exemplar da raça - Viramundo do Macanudo, cr. Antônio Augusto Brum Ferreira e exp. Roither Bez Barzan / Ademir Bressan, Cabanha Capão Fronteiro, Caxias do Sul, RS Reservado grande campeão - Cancioneiro do Recanto Crioulo, cr. Adelmo Hess e exp. Tiago Peretto, Cabanha São Cristovão, Osório, RS Terceiro melhor macho - Madrigal Tupambaé, cr. Oswaldo Dorneles Pons e exp. Carolina Persici, Cabanha Santa Adelina, Porto Alegre, RS Quarto melhor macho - Laçador da Morada Nova, cr. Cândido Luiz de Moraes Dutra e exp. Guilherme Araújo e Marcos Machado, Cabanha Gravatá, Gravataí, RS Grande campeã - Meia Lua da Boa Vista, cr. Fazenda Boa Vista e exp. José Atílio Marcantonio Muricy, Cabanha da Macena, Vacaria, RS Reservada grande campeã - Dama do Errevê, cr. e exp. Vitor Jair da Silva & Filhos, Porto Alegre, RS, Cabanha Errevê, Santo Antônio da Patrulha, RS Terceira melhor fêmea - Rincomavida 3 Escarapela, cr. Jaime Muñoz Salazar e exp. Vitor Jair Da Silva & Filhos, Cabanha Errevê, Santo Antônio da Patrulha, RS Quarta melhor fêmea - RE Bailarina, cr. e exp. Evaldo Francisco da Rosa, Estância Liberdade, Rolante, RS

Crioulaço

Terceiro melhor macho, Madrigal Tupambaé (Santa Elba Cogollo x Querência Tupambaé)

Terceira melhor fêmea, Rincovida 3 Escarapela (La Amanecida Entrevero x Rincomavida Escogida)

1° lugar - Diego Peixoto e Alexandre Jardim 2º lugar - Lucas Scholl e Clauderlei Matos 3º lugar - Rogerio Peixoto e Alexandre Jardim 4º lugar - Felipe Cardoso e João Carlos Pedroso 5º lugar - Diego Rocha e Lauri Martins Selo de Raça - Gata Lufa da JE, de Wagner Pereira Costa

Campereada agrada platéia em Osório Durante as comemorações do Osório em Festa, dia 23 de maio, o Núcleo de Criadores de Cavalos Crioulos do Litoral Norte, juntamente com o apoio da Prefeitura Municipal de Osório e o Sindicato Rural de Osório, realizaram a etapa classificatória da Prova de Campereada oficial da ABCCC. A prova contou com mais de 30 participantes e agradou, e muito, a platéia presente no evento. Durante toda tarde de domingo, o público pode acompanhar o desempenho dos Cavalos Crioulos da região, em uma

das provas mais emocionantes da Raça Crioula. A Prova dos Três Amigos, como é conhecida a Campereada, contou com vários trios oriundos de todo o Litoral Norte e Região Metropolitana. A organização do evento já confirmou a etapa de 2011, que se realizará durante o rodeio da cidade de Osório. No ano passado, durante a finalíssima da Prova de Campereada da ABCCC na Expointer, dos cinco trios melhores colocados, quatro eram da região do Litoral Norte.

fotos Germano Salazar

OS MELHORES 1º lugar - Gonzalo Rafael Pintos, Germano Salazar Trevisan, Ramão Madruga Dias - 06 bois em 3min e 11 s 2º lugar - João Vitor Dutra, Cândido de Moraes Dutra, Ricardo Perez - 06 bois em 3 min 21 s 3º lugar - Júnior Galimberti, Tiago Rosa, Marcio Fagundes, 06 bois em 4 min 55 s 4º lugar - Rafael Stenzel, Eduardo Schneider, Rafael Simoni - 05 bois em 2min 58 s 5º lugar - Jader Gamba; José Guedes; Fabricio Gomes - 05 bois em 3min 18 s Cavalo Selo de Raça - Decorado de Santo Izidro, de Alexandre Rezende

Conjuntos que partiparam na prova de Osório


40 | JUNHO de 2010

Rumo ao Freio 2010

Cavalo Crioulo Fotos Mário Tissot

Expo e Credenciadora em Palmeira das Missões M

arcos Stumpf foi o jurado da Exposição de Outono da Raça Crioula de Palmeira das Missões, RS, com 52 inscritos. O jurado foi secretariado por Carlos Loureiro de Souza. Já na Credenciadora participaram oito fêmeas e 13 machos. O julgamento foi tarefa de Marcos Stumpf, Carlos Loureiro de Souza e André Rosa. Os jurados foram secretariados por Lucas Poncio da Silva, Jeferson Bueno Fripp e Ana Paula Amaral Almeida. A supervisão técnica foi de Ricardo Guazelli Martins. A Expo e a Credenciadora aconteceram de 06 a 09 de maio, promovidas pelo Núcleo de Criadores de Cavalos Crioulos de Palmeira das Missões. Na noite de sextafeira, o Núcleo promoveu jantar de confraternização, e na noite de sábado ocorreu a entrega de prêmios da Exposição, com a presença do Prefeito Lourenço Ardenghy Filho, além de Ernani Pólo, assessor do Deputado Jerônimo Goergen. Às 23h houve show com o Grupo Parceria e Sérgio Gomes (Xucro). Luiz Carlos O presidente do Núcleo de Criadores de Palmeira das Missões, Luiz Carlos Ardenghy Sobrinho, disse que a retomada dos eventos foi difícil, tendo em vista que tinham marcado duas provas e, posteriormente, cancelado. Acrescentou que o Núcleo é pequeno, mas muito unido, for-

Sol de Maio Volteada (BT Inteiro do Junco x Fulia da Quatro P), grande campeã e melhor exemplar

mado por pessoas jovens, interessadas em promover eventos, inclusive em função de esta ser uma exigência da Prefeitura para que continuem utilizando as dependências do Parque. Por isso, acabaram realizando Exposição na mesma data em que Soledade e Santa Rosa, cidades próximas, concorrendo também com São Sepé, Bagé e Caxias do Sul. Mesmo assim, reuniram cerca de 48 animais, divididos em todas as categorias. Participaram animais de Pato Branco, PR, SC e de outros municípios do RS, como Rio Grande, com Zeca Macedo, por exemplo. O presidente do Núcleo destacou as boas condições de Mangueira e de gado, além de um bom hotel na cidade. O Núcleo começou a receber os animais para a Exposição no dia 06 de maio, dia do município, recebendo criadores do Paraná e Santa Catarina. Ele destacou que o Núcleo possui 52 cocheiras, que foram reservadas para as visitas. Os eventos planejados pelo Núcleo, daqui para frente, são Campereada, Crioulaço, cavalgadas para aumentar a participação dos proprietários, Credenciadora de Inéditos ou Aberta, com premiação, e buscar uma Classificatória. A atual diretoria do Núcleo de Palmeira é formada pelo Presidente, Luiz Carlos Ardenghy Sobrinho; Vice-Presidente, Humberto Cezar ;Tesoureiro, Giriard Fortes; Secretário, Alexandre Vidor.

Balconero do Recanto Crioulo (Tordilho do Junco x Madressilva do Telho Chico), reservado grande campeão

Galo da Charqueada (Pozo Azul Deslinde x Gafieira da Luz), grande campeão

TL Décima Rima (Ibirapuitã do Itapororó x Trigueira de São Pedro), reservada grande campeã

Diamante Negro da Cabanha Santa Fé (La Fontera Tormento x Pampeana 99 Maufer), terceiro melhor macho

Diamante da Terra Nobre (Ganadero da Harmonia x PRB Charmosa do Silêncio, quarto melhor macho

Enamorada da Cabanha Santa Fé (La Amanecida Bandido x Buena Surte da Boa Vista), terceira melhor fêmea

Divina Aliança Cobiça (Macanudo do Itapororó x Lampana do Itapororó), quarta melhor fêmea


Cavalo Crioulo

Rumo ao Freio 2010

Onça Parda do Purunã, 1ª credenciada fêmeas

JUNHO de 2010

| 41

RFK Independência, 4ª credenciada fêmeas

Balconero do Recanto Crioulo,4º credenciado macho

Integrantes do Núcleo, na noite de entrega de prêmios

Presidente do Núcleo homenageou o técnico Ricardo

André, Caco e Marquinhos julgaram prova

Humberto, vice do Núcleo, com o jurado da Expo, Marquinhos

MORFOLOGIA

Ibirapuitã do Itapororó, 1º credenciado macho

Cacho Jandaia, 2ª credenciada fêmeas

Favorita Del Rey, 3ª credenciada fêmeas

Sendero Tumulto, 2º credenciado macho

Abandono do Recanto Crioulo,3º credenciado macho

CREDENCIADOS Fêmeas 1º lugar – Onda Parda do Purunã, de Ewaldo Rieper Neto, Cabanha Emaisa, Joinvile, SC. 20,679 2º lugar – Cacho Jandaia, de Mércio Adriano Golo e Filha, Cabanha Andrômeda, Chapecó, RS. 17,783 3º lugar – Favorita Del Rey, de Tibicuera Mena Barreto de Almeida, Cabanha Rancho de Gaudérios, Santa Cruz do Sul, RS. 17,260 4º lugar - RFK Independência, de Mário Scherer, Cabanha Del Rey, Santa Cruz do Sul, RS. 15,752 Machos 1º lugar – Ibirapuitã do Itapororó, de Condomínio Ibirapuitã. 19,806 2º lugar – Sendero Tumulto, de Leonardo Grechi e Frederico S. Ullmann, Cabanha Tumulto, Giruá, RS. 19,762 3º lugar – Abandono do recanto Crioulo, de Condomínio Neri Raulino, Cabanha Neri Raulino, Araquari, SC. 19,253 4º lugar – Balconero do Recanto Crioulo, de Ewaldo Rieper Neto, Cabanha Emaisa, Joinvile, SC. 18,504

Melhor exemplar da raça, grande campeã e campeã égua adulta – Sol de Maio Volteada, Paulo Affonso Dumoncel e Filhos, Fazenda Sol de Maio, Santa Bárbara do Sul, RS Reservada grande campeã e campeã potranca menor - TL Décima Rima, cr. e exp. Bruno Berwig Tombini, Sementes e Cabanha Tombini, Carazinho, RS Terceira melhor fêmea e reservada campeã potranca menor – Enamorada da Cabanha Santa Fé, cr. e exp. Gilberto Rodrigues de Freitas, Cabanha Santa Fé, Taquara, RS Quarta melhor fêmea e campeã égua menor – Divina Aliança Cobiça, cr. e exp. Fernando Evers, Cabanha Divina Aliança, Canoinhas, SC Campeã égua prenhe – Chirua de Santa Elis, cr. Roberto e Elisângela W. Etchegoyen e exp. Paulo Affonso Dumoncel e Filhos, Fazenda Sol de Mayo, Santa Bárbara do Sul, RS Reservada campeã égua menor – Joa Harmonia, cr. e exp. Josimo Adolfo Oliveira Amaral e Filha, Fazenda Boa Vista, Palmeira das Missões, RS Reservada campeã égua adulta – Bem Vinda da Cabanha Santa Fé, cr. e exp. Gilberto Rodrigues de Freitas, Cabanha Santa Fé, Taquara, RS Reservada campeã égua prenhe – Felicidade do Ouriço, cr. e exp. Luis Augusto Weber, Cabanha do Ouriço, Carazinho, RS Terceira melhor potranca menor – Elite da Cabanha Santa Fé, cr. e exp. Gilberto Rodrigues de Freitas, Cabanha Santa Fé, Taquara, RS Terceira melhor égua menor - Joa Princesa II, cr. e exp. Josino Adolfo Oliveira Amaral e Filha, Fazenda Boa Vista, Palmeira das Missões, RS Terceira melhor égua adulta – Butiá Única, cr. e exp. Sementes e Cabanha Butiá Ltda, Cabanha Butiá, Passo Fundo, RS Terceira melhor égua prenhe – Sol de Maio Umbanda, cr. Agro Pecuária Sol de Maio Ltda. E exp. Paulo Affonso Dumoncel e Filhos, Fazenda Sol de Maio, Santa Bárbara do Sul, RS Quarta melhor potranca menor – Harmonia do Ouriço, cr. e exp. Luis Augusto Weber, Cabanha do Ouriço, Carazinho, RS Quarta melhor égua menor – Guarita Relíquia, cr. e exp. Luiz Carlos Ardenghy Sobrinho e Filhos, Fazenda 3 Capões, Palmeira das Missões, RS Quarta melhor égua adulta - Chiquita da Guarita, cr. e exp. Luiz Carlos Ardenghy Sobrinho e Filhos, Fazenda 3 Capões, Palmeira das Missões, RS Quarta melhor égua prenhe – Quinta de São Pedro, cr. Eduardo Macedo Linhares e exp. Bruno Berwiig Tombini, Sementes e Cabanha Tombini, Carazinho, RS Grande campeão e campeão cavalo adulto – Galo da Charqueada, cr. Jacó Edmundo Weiand e exp. Thiago Luiz Spessatto, TRD Cavalos Crioulos, Xanxarê, SC Reservado grande campeão e reservado campeão cavalo adulto – Balconero do recanto Crioulo, cr. Adelmo Hess e exp. Ewaldo Rieper Neto, Cabanha Emaisa, Joinvile, SC Terceiro melhor macho e campeão cavalo menor – Diamante Negro da Cabanha Santa Fé, cr. e exp. Gilberto Rodrigues de Freitas, Cabanha Santa Fé, Taquara, RS Quarto melhor macho e campeão potranco menor – Diamante da Terra Nobre, cr. e exp. Alexandre e Marcelo Scherer Freire, Cabanha terra Nobre, Palmeira das Missões, RS Reservado campeão potranco menor – Hilário da barra Mansa, cr. e exp. Antônio Luciano Lobascz, Estância da Barra Mansa, Tibagi, PR Reservado campeão cavalo menor - OEA Vagalume, cr. Olavo Epaminondas de Almeida e exp. Silvio Rossato Terceiro melhor potranco menor - CRC Bravo, cr. e exp. Rodrigo, Ademar e Mario Castelli, Cabanha Guamirim, Fontoura Xavier, RS Terceiro melhor cavalo adulto – Solitário do Monjolo, cr. e exp. José Gomes Cezar e Filho, AgroPecuária Fortaleza, Palmeira das Missões, RS Quarto melhor cavalo adulto – Cotrilla Pinatrero, cr. Jorge Andrés Rademacher Guerrero e exp. Sementes e Cabanha Butiá Ltda., Passo Fundo, RS


Remates

42 | JUNHO de 2010

Vai Acontecer...

Cavalo Crioulo

O Núcleo de Criadores de Cavalos Crioulos de Camaquã, RS, realiza a partir de 10 de junho, Leilão de Coberturas. Aos promotores foram doadas montas de 12 garanhões: Aqui Estoy de Santa Juvita, BT Hermes, BT Inteiro do Junco, BT Jade, RZ Lanterneiro da Carapuça, BT Luceiro, Del Oeste Mutante, La Fronteira Tormento, Senhor de Santa Tereza, Triunfo do Purunã e São João do Juncal Pandemônio ou Macanudo do Itapororó. Os lances – antecipados - serão recebidos até o dia 18 de junho pelo site da Crioulo Remate (www.criouloremates. com.br). O remate presencial será durante a Classificatória de Camaquã, também no dia 18 de junho. Luís Mário Azambuja, presidente do Núcleo, explica que a verba servirá para custear os investimentos feitos na infraestrutura do Parque. lll A raça ganha nova data com o 1º Leilão Cabanha Reconquista, no dia 10 de junho, 21h, com transmissão pelo Canal Rural. Os negócios a cargo da Premier Leilões terão como local a cidade de Uruguaiana, RS. lll Leilão Estrelas da Fronteira é compromisso no dia 12 de junho, em Uruguaiana, RS. O Leilão acontecerá no Parque da Agrícola e Pastoril a partir das 21h, com transmissão pelo Canal Rural. lll O V Leilão Tradição será realizado dia 15 de junho, na Agrícola e Pastoril de Uruguaiana, RS, com oferta de 45 animais, na maioria éguas prenhes, além de éguas domadas, xucras e reprodutores. A promoção é da Estância Nazareth, Itapitocai e Cabanha Santo Ângelo, de Uruguaiana. O remate estará a cargo do Escritório Rural Irmãos Bastos, Crioulo Remates e Fábio Crespo, com transmissão do Canal Rural, a partir das 21h. lll Dentro da programação da Classificatória de Camaquã, acontecerá no dia 19 de junho, o II Leilão Cavalo Crioulo Cavalo de Ouro e o I Leilão Carapuça e La Passion, às 21h, com transmissão pelo Canal Rural, integrando o programa da Classificatória de Camaquã. Fábio Crespo estará na condução dos negócios com a Crioulo e a Premier Leilões. Os negócios acontecerão na sede social do CTG Camaquã, no Parque de Exposições. A oferta será

de 50 animais, entre éguas de cria filhas de pais importantes da raça, como BT Lamborguine, BT Faceiro do Junco, Hornero, Aniversário, Pozo Azul Deslinde, Destaque de Santa Adriana, Xingu Ibiá, Rigolemu, Nobre, Señuelo, Pilpilco, dentre outros. E ainda potrancas, potrancos, reprodutores domados prontos para Freio de Ouro e Morfologia. Alguns dos destaques deste remate ficam com Jotace Barbela, Freio de Bronze; Ilhapa do Itapevy, Freio de Bronze; Arrogante de Pai Passo, Terceira melhor fêmea de Esteio; RZ Sempre em Domingo; RZ Taco, RZ Trampolim, Indomada Simpatia, BT Musa do Junco, Filha de Hornero, Balada do Monte Cristo, filha de CRT Guapo, RZ Rañura filha de Herdeiro do Itapororó, BT Princesa do Junco, filha de Hornero, Ultima 353 do Maufer, filha de BT Cara e Coroa, BT Oração do Junco, filha de Aniversário, RZ Primavera uma filha de RZ Bien Astuto, chileno puro, e RZ Raposa, filha de Señuelo. lll Na agenda da Crioulo Remates, ainda no mês de junho, dia 23, Leilão de Cavalos Crioulos, às 21h, no Parque de Esteio, RS, com Canal Rural. lll No dia 26 de junho será a vez do II Remate Boa Vista e Convidados, às 21h, na sede da AABB, em Vacaria, RS. A cargo da Trajano Silva, o remate integrará programação da Classificatória ao Freio de Ouro de Vacaria. A oferta será de 45 animais no pregão que contará com transmissão do Canal Rural. lll A noite de 27 de junho será a vez do Remate Rincão da Figueira e Carrachi, a partir das 21h, no Parque de Esteio, RS. Por conta da Trajano Silva Remates, a oferta será de 45 animais. lll O II Leilão Ribeirão Bonito e Santa Tecla definiu a data de 09 de julho, sextafeira, dentro da programação da Classificatória de Esteio, “Repescagem”. O pregão está marcado para as 20h, na pista J, no Parque de Esteio, RS, com transmissão ao vivo pela internet que poderá ser acompanhada pelo www.trajanosilva. com.br. Os destaques da Ribeirão Bonito são dois potrancos de 1,5 ano, filhos do Viragro Rio Tinto; duas éguas 3 em 1 do Viragro Rio Tinto e nove potrancas

domadas, filhas de Encomendero I, Campero e General de Santa Angélica. Já a Santa Tecla leva como destaques filhas de Hornero, Encomendero I, Burguês de Santo Ângelo, JA Relâmpago, Chamgo, JA Cartucho e Carqueja Lucero. lll O VIII Remate Don Teju está marcado para 10 de julho, sábado, durante a Classificatória ao Freio de Ouro em Esteio (Repescagem). A Don Teju, a partir desse ano, passa a ofertar em seus leilões apenas animais confirmados. A oferta será de 21 potrancas de dois e três anos e meio de idade, 16 éguas de cria e três garanhões. Dentre os animais, principalmente filhas e filhos de Santa Elba Cogollo, que com apenas 10 anos de idade entrou no Registro de Mérito da ABCCC, e de BT Bailongo, duas vezes Freio de Prata e pai de uma égua Freio de Ouro em 2009 (Uva Merlot 340 Maufer) e uma Freio de Bronze em 2006 (Lontra dos Castanheiros). Os principais destaques da oferta são:TJ Senador da Timbaúva, finalista do Freio de Ouro 2008 e a caminho do Freio de Ouro 2010, 1º lugar na 24ª Credenciadora de Itaqui; Puchaura Encandilada, importada do Chile em 2007, ganhadora de Rodeos no Chile nas temporadas entre 2000 e 2002, filha de Esquinazo em linha baixa Colibri (a Cabanha fica com duas filhas suas);TJ Um Chasque, filho de Cogollo e Terceiro melhor macho na Exposição de Primavera de São Borja 2009; TJ Querência, irmã inteira de TJ Maringá (Reservada de grande campeã em Bagé, Grande campeã Exposição Passaporte em Santo Angelo, entre outros prêmios) e ainda filhas de TJ Entonado, Las Hortensias Rigolemu, Rigoroso de Santa Angélica. Os promotores informam: transmissão ao vivo pelo Canal Rural, 21h, com Trajano Silva Remates, prazo de 50 vezes e Plano Safra. lll A noite de 11 de julho será a oportunidade de acompanhar a oferta do Leilão Capanegra e Convidados, no Parque de Esteio, RS, com Canal Rural e a Trajano Silva Remates. A oferta será de 42 animais que poderão ser pagos em até 50 parcelas. lll Dentro da programação da Classificatória ao Freio de Ouro 2010, Brasília, DF, sediará no dia 17 de julho, o Leilão Rédeas

de Ouro 2010, às 21h, com transmissão pelo Canal Rural. Negócios a cargo da Premier Leilões. lll No dia 18 de julho, a Crioulo Remates tem marcado Leilão de Cavalos Crioulos a partir das 21h, na pista J, com Canal Rural. lll O Leilão Crioulos do Caverá 2010 está agendado para as 20h30min de 30 de julho, no Parque de Rodeios do Caverá, em Araranguá, SC. A transmissão será pelo sistema Canal do Boi, com Crioulo Remates. lll Bauru, SP, tem Leilão de Cavalos Crioulos marcado para o dia 8 de agosto, a partir das 21h. A Crioulo Remates fará parceria com o Canal Terra Viva. Ainda na agenda da Crioulo Remates estão pregões nos dias 22 e 25 de agosto, todos com Canal Rural. lll Na noite de 29 de agosto, a Crioulo Remates tem agendado o Leilão BT A Marca da Função 2010, na pista J do Parque de Esteio, RS lll O Leilão Raça, dia 31 de agosto, integrará a programação dos negócios na Expointer 2010. Ele reunirá as produções das Cabanhas Liberdade, Santa Fé e Morro Verde. lll O Remate Coração Crioulo será realizado no dia 14 de outubro, durante a 43ª Expofeira de Santa Maria. Serão ofertados 30 lotes com transmissão ao vivo pela TVABCCC. Os destaques são potrancas amanusiadas em preparo de cabanha e ainda éguas prenhes. À frente desta comercialização estará a Crioulo Remates e Fabio Crespo. lll O Remate Marcas de Raça reunirá oferta das Cabanhas Quilero, Ico, Coronilha e Capanegra. O pregão volta a acontecer na pista J do Parque de Esteio, desta vez no dia 21 de outubro, domingo. As vendas iniciarão às 21h, com transmissão ao vivo pelo Canal Rural. Na oferta estarão excepcionais éguas de cria, animais jovens prontos para doma, animais domados e montados.

O V Leilão Preciosidades Crioulas movimentou R$ 376.900,00 com 38 animais vendidos. A média das 32 fêmeas ficou em R$ 10.484,38 e dos cinco machos, R$ 7.890,00. Foi negociada, ainda, uma cobertura por R$ 1.950,00. lll O III Cavalo do Futuro, dia 02 de maio, em Canela, RS, vendeu 32 animais pela cifra total de R$ 77.500,00. Os 21 machos valeram em média R$ 43 mil e as 11 fêmeas, R$ 34.500,00. Trajano Silva Remates coordenou os negócios. lll O Laço de Prata 2010, dia 05 de maio, em Veranópolis, RS, negociou 22 animais totalizando R$ 120.500,00. A média das 14 fêmeas ficou em R$ 63 mil, e dos oito machos, R$ 57.500,00. Os negócios estiveram a cargo da Trajano Silva Remates. lll O Remate Tupambaé Especial 2010,

na noite de 07 de maio, vendeu 51 lotes por R$ 382.750,00. A cargo da Trajano Silva Remates foram vendidos seis machos, por R$ 33 mil, e 45 fêmeas, por R$ 349.750,00.

média dos quatro machos ficou em R$ 40.750,00 e das 30 fêmeas, R$ 215.750,00.

R$ 11 mil/16 coberturas, R$ 6.650,00 e 41 fêmeas por R$ 12.768,29. lll Foi realizada no final de semana de 22 e 23 de maio, a III Prova de Laço Comprido da Cabanha APD (Pedrinho Denczuk) de Prudentópolis, PR, com os convidados Cabanhas São Francisco (Giuliano Spréa) e Fazenda Nossa Senhora do Rócio (Felipe Puppi Ribas) de Campo Largo, PR, onde foi realizado um Leilão de Cavalos Crioulos. Foram ofertados 20 animais, entre potros, potrancas de 18 a 24 meses, e um garanhão, com total comercializado de R$ 152.520,00, com média de R$ 6.390,00. A maior cotação foi para o padrillo APD Sonhador, vendido para José Otávio Sandrini, de Curitiba, PR, por R$ 37.500,00. As vendas estiveram a cargo da Leilões Paraná, e a condução do martelo pelo leiloeiro Helcio Nadal.

Aconteceu...

Alexandre Teixeira

Alexandre Teixeira

Felipe na cerimônia de abertura do Campeiro Produtos da Tupambaé na pista de Bagé

O 16º Remate Campeiro, dia 10 de maio, em Bagé, RS, comercializou por conta da Trajano Silva Remates, 34 animais por R$ 256.500,00.A

O I Leilão Resenha de Ouro, no dia 20 de maio, em Esteio, RS, vendeu 59 lotes por R$ 651.900,00 a cargo de Fábio Crespo e Crioulo Remates. Foram negociados dois machos, pela média de

INFORME SUA AGENDA PARA O JORNAL CAVALO CRIOULO ATÉ O DIA 30 DE CADA MÊS PELO E-MAIL anasmidt@terra.com.br


Remates

Cavalo Crioulo

Leilão Nobreza Crioula acontece durante a Expoingá Tendo como palco uma das pistas de remate da Expoingá, em Maringá, PR, o Leilão Nobreza Crioula, realizado no dia 13 de maio, totalizou suas vendas em R$ 315 mil. A leiloeira responsável pelo evento foi a Cia. do Gado, em parceria com a Trajano Silva Remates. De acordo com um dos responsáveis pelo leilão, Délcio, o animal de maior valorização foi a fêmea Musa do HB, comercializada por R$ 42,5 mil, adquirida por Irineu Meurer, um criador novo na raça, do município de Maringá, PR. Assim como este criador, diversos outros adquiriram animais para dar início à criação, sendo que os mesmos são apreciadores de outras raças equinas

mais difundidas na região. Entre eles, o Diretor de Pecuária da Sociedade Rural de Maringá, e o criador de Nelore e proprietário do conceituado frigorífico da região, Frigoprata. O faturamento total dos 17 leilões realizados como parte da programação da 38ª Expoingá e 15ª Edição Internacional foi de R$ 6.142.965,00. O valor superou a expectativa inicial da diretoria da Sociedade Rural de Maringá (SRM), entidade promotora do evento, que era a de uma comercialização de R$ 6 milhões. O recorde da 38ª Expoingá foi o Leilão Nelore Fazenda Porto Bonito, com uma arrecadação de R$ 2.020.800,00.

Santa Edwiges supera expectativas Quando Marcelo Silva, titular da Trajano Silva Remates, bateu o martelo do 5º lote da noite, ele pôde anunciar que o Leilão da Cabanha Santa Edwiges já atingia a marca de R$ 1 milhão. O Leilão abriu em alto estilo e de casa cheia, o ciclo de negócios da Classificatória de Rio Grande, na noite de 21 de maio, sexta-feira. Os negócios totalizaram R$ 2,047 mil por 51 animais vendidos. A expectativa sobre a venda de JA Paloma foi confirmada. Ela foi adquirida por R$ 550 mil pela Cabanha da Maya, Bagé, RS, Já Pólvora de Santa Edwiges, saiu cotada em R$ 200 mil, ao ser adquirida pelas Cabanhas Guanabara, Rio Grande e Recalada, Pelotas, RS. Ainda foi destaque, Zanga de Santa

Edwiges, adquirida por R$ 135 mil pela Cabanha Don Alberto, de Santo Cristo, RS.

III Leilão Um Mar de Função Na Sociedade dos Amigos do Cassino, na noite de 22 de maio, o III Leilão Um Mar de Função negociou 44 animais pela cifra total de R$ 610 mil. O pregão, que integrou programação da Classificatória de Rio Grande, esteve a cargo da Crioulo Remates e Tellechea e Bastos Leilões, com martelo de Fábio Crespo. AS Malke Melado, que no dia seguinte estaria classificado para a final do Freio de Ouro 2010, atingiu a melhor cotação da noite, R$ 900 mil. O filho de BT Hospedeiro e Pedregulho Sinforosa foi adquirido pela Agropecuária Estrela do Sul, Maringá, PR.

Foto Almirante Neves

Cassino foi palco para Um Mar de Função

Alegria fechou vendas de Rio Grande O II Leilão da Agroflorestal Jacuí, de Alegria Steinbruch e Filhos, fechou o ciclo de negócios da Classificatória ao Freio de Ouro 2010 de Rio Grande, na noite do domingo, 23 de maio. O mapa de vendas

fornecido pela Trajano Silva aponta negócios envolvendo 40 exemplares, totalizando R$ 922.500,00. Entre os vendidos estiveram cinco machos, por R$ 166.500,00, e 35 fêmeas, pela média de R$ 757.000,00.

Remate Pura Cepa vende mais de R$ 800 mil A primeira noite de negociações da Classificatória de Santa Maria ocorreu dia 27 de maio, na pista de remates do Centro de Eventos da Universidade Federal, com a realização do IV Leilão Pura Cepa. Foram comercializados

49 animais, totalizando R$ 814,5 mil. A média por cavalo ficou em R$ 16,6 mil. Campana Mañanero foi o animal que recebeu o maior lance, e acabou arrematado por Pedro Ricardo Ramos da Silva, por R$ 60 mil.

Parceria Crioula faz parte dos pregões da Classificatória de Santa Maria No Centro de Eventos da Universidade Federal de Santa Maria, RS, o Leilão Parceria Crioula, em 28 de maio, comercializou com a venda de 25 animais, o valor de R$ 233,5 mil. A média entre as fêmeas foi de R$ 9.458,33, enquanto que a dos machos ficou em R$ 6,5 mil. O lote de maior cotação foi o de número 24, de Santa Alice Cangerana,

uma descendente paterna de Trongol Pilpilco, em mãe Santa Alice Nazarena. Uma oferta três em um, com fêmea ao pé do chileno puro Negro Viejo do Itapororó e prenhe de Peleador do Itapororó. A égua foi adquirida por Saul Fontoura da Silva, pelo valor de R$ 17,5 mil. Os animais ofertados no remate foram das Cabanhas Cerrito, Reiúna e São Xavier.

| 43

Remate 4 C na programação da Classificatória de Santa Maria Realizada na noite de 29 de maio, no Centro de Eventos da Universidade Federal de Santa Maria, RS, a terceira edição do Remate 4 C encerrou as negociações da Raça Crioula durante a Classificatória ao Freio de Ouro, com a comercialização de 45 animais pela soma de R$ 693,5 mil. O lote mais valorizado foi de BT Rumba, adquirida por Carlos Gonçalves Ribeiro Neto, pelo valor de R$ 45 mil. A média das éguas domadas foi de R$ 19.035,71, das éguas de cria, R$ 17.562,50, das prenhes R$ 12.571,43 e das potrancas de R$ 10.916,67. Nos potrancos, a média ficou em R$ 16 mil,

e nos reprodutores em R$ 14,5 mil. A leiloeira responsável pelas vendas foi a Crioulo Remates, sob o comando do martelo de Fábio Crespo. Além do preparo cuidadoso dos animais para oferta, o proprietário da Cabanha, Luiz Gustavo Camargo, caprichou na produção do catálogo dos animais, elaborando o mesmo com imagens próprias do cenário de sua Cabanha, tornando-o bastante elogiado entre os criadores. A abertura do leilão também foi muito especial, tendo a filha de Luiz Gustavo, Luiza Camargo, cantado o Hino do Rio Grande do Sul. Fotos Felipe Ulbrich

Foto Almirante Neves

Santa Edwiges movimentou praça de Rio Grande

JUNHO de 2010

Maior venda da noite, BT Rumba, comercializada por R$ 45 mil

Luiza entoou com encanto o Hino Rio-grandense


44 | JUNHO de 2010

Outono Crioulo

Cavalo Crioulo

Expo Outonal do Núcleo Missioneiro evidencia a boa qualidade em pista O

Núcleo Missioneiro de Criadores de Cavalos Crioulos de Santo Ângelo promoveu a XXI Expo-Outono de Cavalos Crioulos e Concentração de Machos, nos dias 14 e 15 de maio. À frente da diretoria, o presidente Pedro Paulo Bottom Moro enfatizou “o bom resultado desta nossa Exposição, com animais de excelente nível e com grande representatividade”. Lembrou que, na mesma data, estava ocorrendo uma exposição em município próximo. Salientou que nesta Exposição houve número expressivo de novos criadores que estão entrando na raça. Também parabenizou criadores do Missioneiro que, com animais de seus afixos, consagramse grandes campeões nas fêmeas e nos machos, repetindo a dupla vencedora da recente mostra na Fenasoja, em Santa Rosa, RS. Segundo ele, são frutos de um trabalho de seleção que incentiva novos criadores e criadores tradicionais. O julgamento morfológico esteve sob o comando de Hermes de Moraes Dourado Filho, que com agilidade avaliou os animais, demonstrando a sua experiência adquirida em várias exposições que julgou até hoje, incluindo o Freio de Ouro, vértice da Raça Crioula. Em seus comentários sobre os animais, ele ressaltou a qualidade dos grandes campeões do 1º ao 4º lugares, parabenizando os cabanheiros pelo preparo dos mesmos. Como destaque da Exposição, o melhor exemplar da raça e grande campeã, Querência Amada do Éden, com uma pelagem muito vistosa, tostada requeimada ruana, é motivo de orgulho de seu proprietário Mauro Bastos Medeiros, da Cabanha Paraíso. Mauro relata da importância que tem em formar animais na Cabanha, pois o pai da Querência Amada, o garanhão Ibicui da Escondida, mesmo sendo do afixo da Escondida, foi comprado pela Cabanha Paraíso quando era potro mamão. Segun-

do ele, é como se fosse um filho adotivo, “criei desde novinho em volta das casas”. Lembra com emoção do Ibicui, pois ele morreu de forma inesperada, no auge de uma campanha de muito sucesso. “Foi uma lástima para a Cabanha”. Querência Amada também ganhou melhor exemplar e grande campeã na Fenasoja, em Santa Rosa, firmando uma campanha de sucesso na região. Nos machos, o grande campeão Balconero Flor do Tabulero, de Mauro Luciano de Melo, da Cabanha Tabulero, também foi fruto da criação na Tabulero, filho de BT Juruna. Comprado em parceria pela Cabanha Tabulero, vem demonstrando uma evolução importante, com campanha exitosa na região, formando dupla de grande campeonato com a égua Querência Amada do Éden, em Santo Ângelo, e na Fenasoja, em Santa Rosa, formando uma parceria de seus proprietários, marcados pelo mesmo nome com foco na Expointer 2010. A reservada de grande campeã, Manilha do Mormaço, foi motivo de muita alegria para a família de Gilberto Dalla Costa, pois sendo criadores novos, este resultado importante traz mais incentivo para continuarem empenhados na criação de Crioulos na Cabanha 3G Missioneira. O reservado de grande campeão, Las Misiones Missioneiro, continua sempre entre os primeiros nas exposições onde participa, motivo de orgulho para seu proprietário Fernando Nascimento, da Cabanha Las Misiones. O animal lembra muito o seu pai, o saudoso garanhão Las Misiones Couro Cru, que lançou a Cabanha Las Misiones no cenário nacional. Na Concentração de Machos, sob a responsabilidade do técnico Gilberto Rieth, foram avaliados 13 garanhões, com a confirmação de 12 animais, que foram marcados sob olhar de um público significativo. Rieth fez a supervisão da Exposição.

Fotos Mauro Medeiros

Querência Amada do Éden (Ibicuí da Escondida x Chamarra II do Éden), melhor exemplar e grande campeã

Balconero Flor do Tabulero (BT Juruna x Oferta do Xiniquá), grande campeão

Herói Francisco da Benvenutto (João de Barro de Chuny Campeiro x Las Missiones Desigual), terceiro melhor macho

Mano a Mano do Mormaço (Impostor do Itapororó x Estrela do Mormaço), quarto melhor macho Rieth confirmou machos em Santo Angelo

Ita Quaresma (Ita Líder x Regadera do Itapororó), terceira melhor fêmea

Araçá do Rolador (BT Moirão x Affonso Espíga), quarta melhor fêmea

Presidente do Núcleo, Paulo, entregou cruz missioneira ao jurado Hermes

Mauro Melo premiado pelo grande campeão


Cavalo Crioulo

Outono Crioulo

JUNHO de 2010

| 45

MORFOLOGIA* Campeão incentivo - Las Misiones Pilcha Nova, cr. Fernando Gonçalves do Nascimento e exp. Laurence Sallet, Cabanha LVA, Santo Ângelo, RS Reservado de Campeão - ABT La Suerte, cr. Danilo Toaldo e exp. Cândido Duarte e outros, Cabanha Coxilha dos Ventanas, Santo Ângelo, RS Campeã Incentivo - Soberana de São Manoel, cr. e exp. Ricardo Alvarez, Fazenda São Manoel, Massambará, RS Reservada Campeã Incentivo - Explosiva do Tumulto, cr. e exp. Leonardo Grechi e Frederico S.Ullmann, Cabanha Tumulto, Giruá, RS Melhor exemplar da raça, grande campeã e campeã égua menor - Querência Amada do Éden, cr. e exp. Mauro Bastos Medeiros, Cabanha Paraíso, Garruchos, RS Reservada grande campeã e campeã potranca menor - Manilha do Mormaço, cr. Pedro Paulo Bottom Moro e exp. Guilherme e Gustavo Dalla Costa, Cabanha 3g Missioneira, Santo Ângelo, RS Terceira melhor fêmea e reservada campeã égua menor - Ita Quaresma, cr. João José Luderitz e exp. Fernando Alberto Scholze, Cabanha Dom Alberto, Santo Cristo, RS Quarta melhor fêmea e campeã égua adulta - Araçá do Rolador, cr. e exp. Alcides Hammer Schmitt, Sitio Buriti, Santo Cristo, RS Grande campeão e campeão cavalo menor - Balconero Flor do Tabulero, cr. e exp. Mauro Luciano de Melo, Agro-Pecuária Tabulero, Eugênio de Castro, RS Reservado grande campeão e campeão cavalo adulto - Las Misiones Missioneiro, cr. e exp. Fernando Gonçalves do Nascimento, Cabanha Las Misiones, São Luiz Gonzaga, RS Terceiro melhor macho e reservado campeão cavalo adulto - Herói Francisco da Benvenutto, cr. e exp. Vitor Daniel de Conti, Cabanha Benvenutto, Santa Rosa, RS Quarto melhor macho e campeão cavalo menor - Mano a Mano do Mormaço, cr. e exp. Paulo Moro e João Albino Farias, Cabanha Mormaço e Cabanha Chuny, Entre-Ijuís, RS Reservada campeã potranca menor - Estanciera do Rincão do Sossego, cr. e exp. Cláudio Gilberto Duarte e Filhos, Cabanha Rincão do Sossego, Santo Ângelo, RS Terceira melhor potranca menor - Ponte Suela da Fama, Cr. e exp. Fabiano Matter e Robinson Menegon, Cabanha da Fama, São Borja, RS Quarta melhor potranca menor - Regata de São Manoel, cr. e exp. Ricardo Alvarez, Fazenda São Manoel, Massambará, RS Terceira melhor égua menor - Bonita Flor do Tabulero, cr. e exp. Mauro Luciano de Melo, AgroPecuária Tabulero, Eugênio de Castro, RS Quarta melhor égua menor - Qua-Qua de São Manoel, cr. e exp. Ricardo Alvarez, Fazenda São Manoel, Massambará, RS Reservada Campeã Égua Adulta - Favorita da Benvenutto, cr. Vitor Daniel de Conti/Cláudia R. de Conti, e exp. Vitor Daniel de Conti, Cabanha Benvenutto, Santa Rosa, RS Terceira melhor égua adulta - Sesteada de Chuny Campeiro, cr. João Albino de Medeiros Farias e exp. João Albino, Ana Farias e Filhas, Cabanha Chuny, Entre Ijuis, RS Quarta melhor égua adulta - Las Misiones do Cambuchin, cr. Marcelo Renato Battanoli de Lima e exp. Debora Schmidt, Santo Ângelo, RS Campeã égua prenhe - Anabella Flor do Tabulero, cr. e exp. Mauro Luciano de Melo, AgroPecuária Tabulero, Eugênio de Castro, RS Reservada campeã égua prenhe - Olada de Chuny Campeiro, cr. João Albino de Medeiros Farias e exp. João Albino, Ana Farias e Filhas, Cabanha Chuny, Entre Ijuis, RS. Com prenhez de: Negro Viejo do Itapororó Terceira melhor égua prenhe - DC Labareda de Mi Flor, cr. Dilma e Carlos Alberto Noal e exp. Fernando Gonçalves do Nascimento, Cabanha Las Misiones, São Luiz Gonzaga, RS. Com prenhez de: Alvorada Urânio Quarta melhor égua prenhe - Negada de Chuny Campeiro, cr. João Albino de Medeiros Farias e exp. João Albino, Ana Farias e Filhas, Cabanha Chuny, Entre Ijuis, RS. Com prenhez de: João de Barro de Chuny Campeiro Campeã égua com cria ao pé - DC Esmeralda de Mi Flor, cr. Carlos Alberto Noal e exp. João Manoel Antônio dos Reis, Cabanha Santa Cruz, São Borja, RS. Com cria ao pé (M) de Nochero Chispero Reservada campeã égua com cria ao pé - Las Misiones Invernada, cr. e exp.Fernando Gonçalves do Nascimento, Cabanha Las Misiones, São Luiz Gonzaga, RS. Com cria ao pé (M) de Viragro Hijo Guapo (19.11.2009) Terceira melhor égua com cria ao pé - Las Misiones Lembranças, cr. e exp. Fernando Gonçalves do Nascimento, Cabanha Las Misiones, São Luiz Gonzaga, RS. Com cria ao pé (F) de Las Misiones de La Noche (30.10.2009 ) Quarta melhor égua com cria ao pé - Ilhapa do Mormaço, cr. Pedro Paulo Bottom Moro e exp. Paulo Moro e João Albino Farias, Cabanha Mormaço, Cabanha Chuny e Cabanha Santa Cruz, Entre-Ijuís e São Borja, RS. Com cria ao pé (M) de Mackena Albertio (18.11.2009) Reservado campeão potranco menor - Topázio de São Bibiano, cr. Antonio Martins Bastos Filho e exp. Paulo Gilberto Bochi Dorneles, Cabanha Vitória, Alecrim, RS Terceiro melhor potranco menor - Buriti Preservação, cr. Júlio César Maggio Stürmer e exp. Júlio César e Patrícia Stürmer, Cabanha Preservação, Santiago, RS Quarto melhor potranco menor - JJB Capincho, cr. e exp. Jocemar Becker, Cabanha JJB, Santo Ângelo, RS Reservado campeão cavalo menor - Esteio Dom Olmiro, cr. e exp. João Ademir Kaefer, Cabanha Dom Olmiro, Santa Rosa, RS Terceiro melhor cavalo menor - Olimpo do Piauí, cr. Evandro e Eduardo Abreu Ferreira e exp. Adilson Santiago Araújo, Cabanha São Vicente, São Borja, RS Quarto melhor cavalo menor - Lindaço do Mormaço, cr. Pedro Paulo Bottom Moro e exp. Guilherme e Gustavo Dalla Costa, Cabanha 3G Missioneira, Santo Ângelo, RS Terceiro melhor cavalo adulto - Duque do Laço Fino, cr. e exp. João Manoel Antônio dos Reis, Cabanha Santa Cruz, São Borja, RS Quarto melhor cavalo adulto - Negro Viejo do Itapororó, cr. Nestor de Moura Jardim Filho e exp. Paulo Moro e João Albino Farias, Cabanha Mormaço e Cabanha Chuny, Entre-Ijuís, RS * Resultado fornecido pelo Núcleo

Las Misiones Missioneiro (Las Missiones Couro Cru x Querência de San Martin), reservado grande campeão

Manilha do Mormaço (João de Barro de Chuny Campeiro x Garatuja de Santa Edwiges), reservada grande campeã

Mauro Medeiros recebeu troféu pelo melhor exemplar

Guilherme e Gustavo recebem pela reservada grande campeã


Rédeas

46 | JUNHO de 2010

Cavalo Crioulo

Campeonato de Rédeas da ABCCC Rédeas e Freio de Ouro na Prova BT 2010 da Prova BT Paineiras de- Apesar do final de semana frio e com chutem etapa realizada em Porto Alegre finiuA edição os vencedores das categorias Rédeas visco, antecedido por dias bonitos, houve O Campeonato Nacional de Rédeas da ABCCC tem mais uma etapa confirmada para o dia 17 de julho, em Porto Alegre, RS, a cargo da AGCR, no Querência. Eduardo Matas, da Comissão de Rédeas, está gestionando ainda mais uma etapa em Bauru, SP. Até o momento, já foram realizadas cinco

etapas, com três classificados por categoria em cada etapa. A arena coberta de Campina Grande do Sul, localizada na grande Curitiba, PR, sediou uma Classificatória de Rédeas da ABCCC, no dia 30 de maio, paralela à III etapa do Campeonato Paranaense de Rédeas.

ETAPA CAMPINA GRANDE Aberta 1º lugar – Turbo de São Pedro com Jango Salgado, de Paula Cavada, Pelotas, RS. 74 2º lugar – Rumbeador do Garrucho com Roberto Jou, de Henrique Ribas, Porto Alegre, RS. 72,5 Amador 1º lugar – Respeitoso Jojo com Matheus Costa, de Vanessa Malucelli, Curitiba, PR. 70,5 2º lugar - Las Missiones Jacaqua com Horácio Feversani, de Horácio Feversani, Florianópolis, SC. 66,5

Final da AGCR premia com carro O local Querência sediou a final do VII Campeonato Gaúcho de Rédeas, relativo ao ano hípico 2009-2010. Os juízes foram Leonardo Feitosa Marinho e Eduardo Christians. Na categoria Senior, a premiação aos vencedores foi um reboque, enquanto na Amador, uma moto 125 cc. O vencedor da Aberta na Copa Epavi ganhou um carro zero km; o 2º lugar, uma moto 125 cc, assim como para o 3º lugar.

O presidente da AGCR, João Carlos Brasil Feijó, fez a seguinte avaliação sobre esta final: “Altíssimo nível técnico com o vencedor Roberto Jou igualando o recorde da pista de 75 pontos. Concorrentes de todo o Brasil. Crioulos e Quarto de Milha disputando. Público lotando as dependências, cerimônias de abertura e de encerramento como nunca se viu no Estado”. FOTOS Felipe Ulbrich

Jou ao lado do carro que ganhou na final

Onduraga e Jonathan em 1º lugar na Amador

Jou e Boa Vinda Dom Manuel da Camila venceram a Copa Epavi na Aberta

Gilson Diniz Filho e Remendo do Purunã, conquistaram 2º lugar na Aberta

e Freio de Ouro, no domingo, 17 de maio, no local Querência, Porto Alegre, RS. A prova do Freio foi selecionada por Marcia Linhares, Francisco Martins Bastos Neto e Carlos Camargo. Já a de Rédeas teve como jurado, Leandro Feitosa. Marcelo Cairoli, falando em nome da Paineiras, avaliou que os animais vencedores da Prova BT têm notas morfológicas altas, ficando o cavalo da ponta com 7,433 e a égua com 7,500. Os definiu como bons e bonitos, e com potencial interessante para chegar à final do Freio ou do Bocal.

grande movimento de público. Segundo ele, o Leilão foi sucesso e os animais de ponta foram realmente valorizados, com a venda de 58 animais em duas horas e meia de leilão. Fecharam negócios com animais vendidos para Argentina e Mato Grosso, entre outros. Os animais que participaram da prova concorreram a mais de R$ 100 mil, além de prêmio especial destinado ao animal que ganhar Rédeas e Freio, que este ano não teve vencedor. Cairoli disse que ano que vem, provavelmente, a prova seja novamente no Centro Querência.

RÉDEAS 1º lugar - BT Uniforme, com Wellington Jesus Teixeira, de Wellington Jesus Teixeira. 143,5 2 º lugar - BT Urquiza II, com Marcelo Bernardes, de Rosane Lopes da Silva. 141 3º lugar - BT Urbanita, com Brendt Veppo, de Paulo Carlos Vieira de Assis. 139,5 4º lugar - Basco Ogum, com Cezar Augusto Freire, de Sandro Luis Cunha. 139 5º lugar - BT Urso II, com Marco Antônio da Silva Jr., de José Antônio Cardinalli Filho. 139 6º lugar – Gandaia da Reconquista, com Cezar Augusto Freire, de Adelar Santarém. 138 7º lugar - BT Uruguai, com Antônio Corrêa, de Miguel Ângelo Prates Schossler. 138 8º lugar - BT Ursa Maior, com Eduardo Matas, de Maurício Bastos Molina. 134,5 9º lugar - BT Ubertus, com Leandro dos Santos, de Carlos Alberto dos Santos. 130 10º lugar – Gibraltar da Reconquista, com Marcelo Santana Gaya, de Marcelo Santana Gaya. 129,5 11º lugar - BT Ucrânia II, com Leandro dos Santos, de Carlos Alberto dos Santos. 128,5 12º lugar – Basco Othelo, com Valdemir Souza, de Eduardo dos Santos Dale Tese. 122,5 13º lugar - BT Ufano II, com Gabriel Diano, de Everson Boeira Machado. 71

FREIO DE OURO Fêmeas 1º lugar - BT Tereza, de Jandir e Cristiano Ribas, Julcinei Oliveira. 18,993 2º lugar - BT Turmalina, de Marcelo Aspis e Augustus Toniolo. Ildo Menezes Júnior. 17,392 3º lugar - BT Trempe II, de Onécio Silveira Prado Júnior. César Augusto Freire. 17,043 4º lugar – Faceira II da Reconquista, de Maurício Bastos Molina. Rogério Soares. 16,243 5º lugar – Basca Naja, de Maurício Bastos Molina. Rogério Soares. 15,906 6º lugar - BT Toada II, de Luiz Armelin. Leandro Santos. 15,883 7º lugar – Tangerina II, de José Vanderlei Aires de Souza. Felipe Martins. 14,156 Machos 1º lugar – Frentero da Reconquista, de Cond. Frentero da Reconquista. José Fonseca Macedo. 18,350 2º lugar - BT Talavera, de João Carlos Braga Moraes. Felipe Moraes. 17,839 3º lugar - BT Teorema, de Paulo Cezar Deboni. Marcelo Quadros. 17,527 4º lugar - BT Tenente, de Robinson M./Taís F./Lissandro B. Fábio T. Silveira. 17,036 5º lugar - BT Tamarindo, de Carlos Alberto dos Santos. Leandro dos Santos. 15,940 6º lugar - BT Talento, de Carlos Augusto Santos Machado. Marcelo Gaya. 15,648 7º lugar - BT Trago Largo II, de Alcides A. Rodrigues de Oliveira. Gabriel Epaminondas. 15,463 8º lugar - BT Tererê, de Alexandre Pedroso/João C. Scalzo. Cristiano Gomes. 15,194 9º lugar - BT Topázio, de Jéferson Machado. Maurício Níquel. 15,002 10º lugar - BT Tenor, de Roberto, Marcelo e Cláudio Pimental. Nilo Valadão. 14,626 11º lugar - Basco Norte, de Filipe dos Santos Hack. Filipe dos Santos Hack. 10,972

RESULTADO Aberta 1º lugar - Boa Vinda Dom Manuel da Camila, com Roberto Jou, de Adriano Dutra da Silveira POA, RS. 150 2º lugar - Remendo do Purunã, com Gilson Diniz Filho, de Cabanha Marca dos Santos, Viamão, RS. 148,5 3º lugar - Vichadero da Quinta, com Roberto Jou, de Braulio Ractz, Marau, RS. 148 4º lugar - Água Marinha do Castelo, com Gilson Vendrame, animal de sua propriedade, Jundiaí, SP. 146 Senior 1º lugar - Quelen Espuelazo, com Fernando Phillippi, animal de sua propriedade, Florianópolis, SC. 141,5 2º lugar - Las Misiones Jacaquá, com Horácio Fervesani, animal de sua propriedade, Garopaba, SC. 141 3º lugar - Freckles Whiz, Com Paulo Cesar Azevedo, animal de sua propriedade, Palmares do Sul, RS. 139,5 Final VII Campeonato Gaúcho de Rédeas - Copa Epavi Amador 1º lugar - PO Ondurraga, com Jonathan dos Santos, de Cabanha Marca dos Santos, Viamão, RS. 145,5 2º lugar - Colonel Whiz, com Joana Azevedo, de Paulo Cesar Azevedo, Palmares do Sul, RS. 144,5 3º lugar - Venenosa 401 Maufer, com Joana Azevedo, de Paulo Cesar Azevedo, Palmares do Sul, RS. 142,5

Frentero da Reconquista venceu Freio dos machos

Uniforme venceu na Prova de Rédeas da BT

BT Tereza venceu Freio das fêmeas

Jurados homenageados pelas promotoras: Dona Lila, Mariana e Góia


Cavalo Crioulo

JUNHO de 2010

| 47


48 | JUNHO de 2010

Outono Crioulo

Cavalo Crioulo

Resenha coletiva e Expo em São Jerônimo E

duardo Fernandes, o atual presidente do Núcleo de Criadores de Cavalos Crioulos da Região Carbonífera, avalia que a IV Exposição da Raça Crioula e a Resenha Coletiva, em São Jerônimo, RS, foram promoções que ficaram além da expectativa, principalmente pela presença de participantes. Na Resenha Coletiva participaram nove animais de um máximo de dez permitidos pela ABCCC, e na Morfológica a presença contabilizada foi de mais de 80 animais. No sábado, dia 15 de maio, com um belo sol, o público foi muito grande para acompanhar julgamento realizado por Daniel Melo. Houve ainda Concentração de Machos com a presença de 16 animais, tudo sob a supervisão do técnico Rodrigo Py. Na Exposição de São Jerônimo houve a participação de animais de diversas regiões do Estado, e inclusive de criadores do Rio de Janeiro. Segundo comentários

NOVA DIRETORIA Presidente – Eduardo Freire Fernandes Vice-Presidente – Adriano de Oliveira Dornelles Secretários – Victor Hugo Fagundes Júnior e Rafael Cruz Tesoureiros – Jorge Saint Pierre e Carlos Giusti JORGE Diretor Social – João Carlos Raischle Diretor de Divulgação e Marketing – Daniel Nogueira Martins Diretor de Exposições – Luiz Mierczynski Neto Diretor de Patrimônio – Antonio Juares Ramos Diretor Jurídico - Jairo Gabriel Dornelles Comissão Jovem – Paulo Ricardo Borges e Karina Cruz Conselho Fiscal – Raul Moreau Júnior, Edgar Hernandes Candya, Cristiano Nogueira Martins e José Alcindo Ávila

Jantar marcou posse da nova diretoria

Fotos Fernanda Fleck

do técnico da ABCCC e do jurado Daniel Melo, o nível dos animais estava excelente, demonstrando a força da raça na Região Carbonífera. Os destaques ficaram com o cavalo RZ Sanguinário da Carapuça, como grande campeão, e a égua Nevasca da Boa Vista, como grande campeã e melhor exemplar da raça. A entrega de prêmios foi no restaurante do Sindicato Rural, durante um coquetel organizado pelas senhoras do Núcleo. Na noite anterior foi empossada a nova diretoria, num jantar para mais de cem pessoas, organizado na sede do Sindicato Rural. Segundo Fernandes, a atual diretoria tem como objetivo organizar um calendário anual regular, remetendo à ABCCC antecipadamente as datas dos eventos, bem como a realização de Provas de Jovens, Campereada, além da manutenção da Resenha Coletiva, e de uma exposição de categoria B, no outono do ano que vem.

Hacienda da Charqueada (BT Delantero x Jade da Palmeira), terceira melhor fêmea

Nevasca da Boa Vista (Juquiri do Purunã x Garoa da Boa Vista), grande campeã e melhor exemplar

RZ Sanguinário da Carapuça (BT Lambourguine x RZ Inclusion), grande campeão

Ibérica da Charqueada (BT Delantero x Queimada Charrua), reservada grande campeã

Malambo do LG (VV Palanqueiro x Flor do LG), reservado grande campeão

Moicano da Paraguassú (Umbu do Pastoreio x Gata da Ronda), terceiro melhor macho

MORFOLOGIA Melhor exemplar da raça, grande campeão e campeã égua menor – Nevasca da Boa Vista, cr. Fazenda Boa Vista e exp. Zuleika Borges Torrealba, Cabanha da Maya, Rio de Janeiro, RJ Reservada grande campeã e campeã potranca menor – Ibérica da Charqueada, cr. e exp. Jacó Edmundo Weiand, Cabanha da Charqeuada, Vale Verde, RS Terceira melhor fêmea e reservada campeã égua menor – Hacienda da Charqueada, cr. e exp. Jacó Edmundo Weian, Cabanha da Charqueada, Vale Verde, RS Quarta melhor fêmea e campeã égua adulta – Morocha da Boa Vista, cr. Fazenda Boa Vista e exp. Zuleika Borges Torrealba, Cabanha da Maya, Rio de Janeiro, RJ Campeã égua prenhe – Aljava da Princesa do Jacuí, cr. João Carlos Raichle e exp. Tiago Riegel Silveira, Cabanha São Riegel, São Jerônimo, RS Campeã égua com cria – Odalisca da Acácia Negra, cr. e exp. Jorge Roberto Nunes Saint Pierre, Cabanha Acácia Negra, São Jerônimo, RS Reservada campeã potranca menor – Emblema Bertolini, cr. e exp. Irani Bertolini, Fazenda Bertolini, Minas do Leão, RS Reservada campeã égua adulta - AZ de Ouros, cr. e exp. Eduardo Kessler Fleck e Filhos, Cabanha Az de Ouros, Gravataí, RS Reservada campeã égua prenhe – Opala do Manantial, cr. Rafael Macedo Gregory e exp. Rafael Pereira da Cruz, Cabanha Santa Domitila, Eldorado do Sul, RS Reservada campeã égua com cria – Garoa da Boa Vista, cr. Fazenda Boa Vista e exp. Zuleika Borges Torrealba, Cabanha da Maya, Rio de Janeiro, RJ Terceira melhor potranca menor – La Esperanza da setenta e Um, cr. João Marcelo Tremarin e exp. Isabel Tremarin, Cabanha do Taquaral, São Jerônimo, RS Terceira melhor égua menor – Caliterra Aparecida, cr. e exp. Comercial M. Gucciardi Ltda., Cabanha Caliterra, Eldorado do Sul, RS Terceira melhor égua adulta – Alma do Capão Redondo, cr. Luiz Carlos e Antonio Carlos A. Py e exp. José Heitor Ortiz Cardoso Júnior, RS Terceira melhor égua prenhe – Libra Cigana, cr. Irmãos Braga Sá e exp. Pedro Galtieri e Victor Hugo Fagundes, Cabanhas Rincão da Figueira e Cispero, São Jerônimo, RS Terceira melhor égua com cria – Quilero Outra Papa, cr. Eduardo Móglia Suñé e exp. Pedro Galtieri,

Cabanha Rincão da Figueira, Porto Alegre, RS Quarta melhor potranca menor – Yupa da Granja das Figueiras, cr. e exp. Francisco Lineu Schardong, Granja das Figueiras, Triunfo, RS Quarta melhor égua menor - AZ de Ouros Cobiçada, cr. e exp. Eduardo Kessler Fleck e Filhos, Cabanha AZ de Ouros, Gravataí, RS Quarta melhor égua adulta – Cobiça Bertolini, cr. e exp. Irani Bertolini, Fazenda Bertolini, Minas do Leão, RS Quarta melhor égua prenhe – Herança da Boa Vista, cr. Fazenda Boa Vista e exp. Zuleika Borges Torrealba, Cabanha da Maya, Rio de Janeiro, RJ Quarta melhor égua com cria – Três Pontas Grécia, cr. Luiz Mierzynski Neto e exp. Jorge Roberto Nunes Saint Pierre, Cabanha Acácia Negra, São Jerônimo, RS Grande campeão e campeão cavalo adulto – RZ Sanguinário da Carapuça, cr. Rubens Elias Zzogbi e exp. Condomínio Sanguinário, Bagé, Triunfo e São Jerônimo, RS Reservado grande campeão e campeão potranco menor - Malambo do LG, cr. Luiz Alencar Grazziotin e exp. Bento Gonçalves dos Santos, Cabanha BG, Triunfo, RS Terceiro melhor macho e campeão cavalo menor - Moicano da Paraguassú, cr. Paulo Renato Rosales e Filhos e exp. Diego Oliveira e Marcos Martins, Cabanha do Pastoreio, Charqueadas, RS Quarto melhor macho e reservado campeão potranco menor - Pedregulho da Acácia Negra, cr. e exp. Jorge Roberto Nunes Saint Pierre, Cabanha Acácia Negra, São Jerônimo, RS Reservado campeão cavalo menor - Diamante Bertolini, cr. e exp. Irani Bertolini, Fazenda Bertolini, Minas do Leão, RS Reservado campeão cavalo adulto - Oficial do Purunã, cr. Mariano Lemanski e exp. Irani Bertolini, Fazenda Bertolini, Minas do Leão, RS Terceiro melhor potranco menor - Ambicioso da Setenta e Um, cr. e exp. João Marcelo Tremarin, Cabanha do Taquaral, São Jerônimo, RS Terceiro melhor cavalo menor - Rio do Rastro El Guapo, cr. Roberto Sandrini Cascaes e exp. Rogério Santejano e Paulo Cesar de Mello, Cabanha La Promesa, Triunfo, RS Terceiro melhor cavalo adulto – RZ Ranchero da Carapuça, cr. Rubens Elias Zogbi e exp. Tiago Nunes de Souza, Criciúma, SC Quarto melhor cavalo adulto - Setembrina Musiquero, cr. Marcelo Montano Coelho e exp. Alcione Aenlhe Rubattino, Cabanha Berço Criouro, Viamão, RS


Cavalo Crioulo

Rumo ao Freio 2010

JUNHO de 2010

| 49

Credenciadora e Campereada em São Sepé O

Parque do Sindicato Rural de São Sepé sediou, de 14 a 16 de maio, Concentração, Credenciadora e Campereada. Fabrício da Cunha Santos, da diretoria do Núcleo Sepé Tiaraju de Criadores de Cavalos Crioulos, informou que a programação começou com Concentração de Animais, no dia 14 de maio, com 16 animais e a cargo de Olmiro de Andrade Filho. No sábado teve início a Credenciadora, com a participação de 20 animais, sendo dez machos e dez fêmeas, vindos de várias regiões. Estiveram presentes animais de Camaquã, Uruguaiana, Tupanciretã, Pelotas, Caçapava, Piratini, Santa Cruz do Sul, entre outros municípios. O julgamento foi de Clésio Peixoto, de Júlio de Castilhos; Luiz Gustavo Camargo, de Santa Maria, e Ricardo Pinto Torres, técnico da ABCCC. Na tarde de domingo foi realizada uma

Campereada, válida pelo Campeonato da ABCCC e pela Copa Tortuga, cuja segunda etapa foi em Santa Maria, e a terceira etapa, será dia 13 de junho, em Júlio de Castilhos. Os próximos compromissos do Núcleo de São Sepé acontecem dias 05 e 06 de junho, com o Crioulaço e o Entrevero de Raças, que consiste numa prova de confraternização com as outras raças, com trios participando do Tiro de Laço. Em outubro será a vez da Exposição Morfológica, de 11 a 18 de outubro, e dias 05 e 06 de novembro haverá novo Crioulaço e Entrevero de Raças. Segundo Fabrício Santos, a Campereada promovida pelo Núcleo, com 21 trios, foi uma prova apreciada por quem assistiu e participou, e que “vai pegar”. Por isso, o Núcleo já está até estudando novas provas internas para serem incluídas na programação anual.

CREDENCIADOS

Fêmeas 1º lugar – Trovoada do Pastoreio, de Daniel Martins, Cabanha do Pastoreio, Camaquã, RS. Ícaro Carnero. 18,388 2º lugar – Tramóia da Madrugada, de Paulo Martins Bastos, Estância Nazareth, Uruguaiana, RS. Gabriel Marthy. 18,096 3º lugar – BT Radiosa, de Cabanha da Pedra, Cabanha da Pedra, Itaara, RS. Fabio Marinho. 17,746 4º lugar – Cobiça Tupan, de Gilberto Juvenal Prado Lima, Cabanha Tupan, Tupanciretã, RS. Joacir Agerich da Silva. 16.859 Machos 1º lugar – Butiá Ufano, de Carlos André Borba Oliveira, Cabanha Butiá, Pelotas, RS. Raul Lima. 19,579 2º lugar – AS Malke Patriarca, de Agro Pecuária Schwanck Ltda., Agro Pecuária Schwanck Ltda., Uruguaiana, RS. Lindor Colares. 18,161 3º lugar – Alvoroço 01 de Itabuna, de Matheus Gomes Lopes, Cabanha Itabuna, Caçapava do Sul, RS. Raul Lima. 17,755 4º lugar – Butiá Urupé, de Frutuoso Luiz de Araújo, Cabanha Redomona, Piratini, RS. Eduardo Ribeiro. 17,648

1ª Copa Tortuga de Campereada começa com sucesso em sua primeira etapa e supera o frio

N

o domingo, dia 16 de maio, mais de 60 cavaleiros de seis diferentes municípios ignoraram o frio e foram até o Parque de Exposições de São Sepé, RS para disputar a primeira etapa da Copa Tortuga de Campereada. A competição contou com 21 trios inscritos entre as modalidades Copa e Aberto, confirmando a expectativa dos organizadores, de grande adesão ao evento. Na modalidade Copa, seguirão na dispu-

Fotos cedidas pelos organizadores

ta os trios representantes dos municípios de Santa Maria, São Sepé, Júlio de Castilhos, Rio Pardo, Dilermando de Aguiar e Caçapava do Sul, RS. A segunda etapa da 1ª Copa Tortuga de Campereada foi realizada no dia 30 de maio, em Santa Maria, RS. Interessados em participar da modalidade Aberto poderão realizar as suas inscrições no próprio local, ou através dos telefones: 55 9973.6728 (Thiago) ou 55 9975.2284 (Henrique). Troféus entregues aos trios vencedores de São Sepé

RESULTADO Categoria Aberto 1º lugar - Gladimir Silva com Abellina Anacauyta, Clodoaldo Farias com Enluarada da Auxiliadora, e Marco Reis com Flauta da Auxiliadora 2º lugar - Decionei Scherer com Antares da Marca SD, Juliane Posser com Barreiro do Vagalume, e João Amaral com FR Quilombo 3º lugar - Aquiles Scherer com Ilhapa do Vagalume, Wagner Dellinghausen com Delegado do Vagalume, e Cristiano Spat, com Balaço do Vagalume

Criadores disputaram na etapa de São Sepé

Júlio de Castilhos arranca na frente da Campereada

N

a tarde de 30 de maio, após a Classificatória de Santa Maria, foi realizado no Parque de Eventos da UFSM a segunda etapa da I Copa Tortuga de Campereada. Participaram desta etapa da Copa, trios representando os Núcleos de Rio Pardo, São Sepé, Santa Maria, Dilermando de Aguiar e Júlio de Castilhos. Houve a participação de um total de 21 trios. No dia 13 de junho, será a vez de Júlio de Castilhos realizar a grande final da I Copa Tortuga de Campereada, a partir das 10 horas, com uma corrida valendo pela manhã, e com as demais ocorrendo à tarde. Com estes resultados, a pontuação parcial dos Núcleos integrantes da I Copa Tortuga de Campereada ficou da seguinte maneira: - Júlio de Castilhos - 26 pontos - Santa Maria - 12 pontos - São Sepé - 08 pontos - Rio Pardo - 05 pontos VENCEDORES 1º lugar - Clécio Peixoto Corrêa de Barros com Maragato do Toropi; Luiz Henrique Ribeiro com Tirano da Marca Banco, e Marino Scherer com Lasquiada

do Toropi. Representando Júlio de Castilhos. 06 novilhos, tempo 3’ 50” 46 2º lugar - Luizantero Peixoto com Audaciosa Tarumã; Luiz Antero O. Peixoto com Índio Tarumã, e Telmo Peixoto com Alvorada Tarumã. Representando Santa Maria. 04 novilhos, tempo 3’ 49” 55 3º lugar - Hernani Taunay Angeli com Zarzuela do Garrucho; Leonardo Alves Santos com Zamorra do Garrucho, e Vanderlei Silveira dos Santos com Vênus do Garrucho. Representando São Sepé. 04 novilhos, tempo 4’ 52” 11 4º lugar - Galeno Barros, com Tirana da U; Adelar Pires com Tatu dos Troncos, e Felipe Scherer com Zamba Charrua. Representando Júlio de Castilhos. 04 novilhos, tempo 5’ 34” 32 5º lugar - Amílcar Pereira Rego, com PPR Omã; Luciano Silveira com PPR Patusco, e Franco Pereira Rego, com DR Baliza. Representando Rio Pardo. 03 novilhos, tempo 4’ 47” 46 6º lugar – Gladimir Silva com Abellina Anacauita; Clodoaldo Lima com Enluarada da Auxiliadora, e Marco Reis com Flauta da Auxiliadora. Representando Rio Pardo. 03 novilhos, tempo 5’ 01” 92

Fotos Carla Fumagalli

Trios representantes de Júlio de Castilhos

Tiago, presidente do Núcleo de Santa Maria, entregou premiação aos vencedores


50 | JUNHO de 2010

Outono Crioulo

Cavalo Crioulo

Serrano realiza Expo e Credenciadora F

elipe Malfatto Fleitas, do Uruguai, foi o jurado da Exposição da Raça Crioula de Vacaria, que contou com a presença de 56 animais. O jurado foi secretariado por Fernanda Horn e Pablo Paganella de Barros. O Núcleo Serrano de Criadores de Cavalos Crioulos promoveu, ainda, no Parque de Rodeios, de 13 a 16 de maio, Credenciadora ao Freio de Ouro 2010, com a participação de 25 exemplares, com julgamento de Malfato, Luiz Martins Bastos Neto e Luiz Mierczinski Neto. Os jurados foram secretariados por Fernanda Horn, Pablo Paganella de Barros e Lucas Lemos. A supervisão técnica foi de Ricardo Guazzeli Martins. Vacaria serviu ainda de palco da Prova Tamboré e Invernia. O vencedor foi Hospedeiro do Tamboré, com Flávio de Borba Pereira. A vitória representou premiação de um carro zero km e mais uma quantia em dinheiro. MALFATTO O jurado uruguaio agradeceu a confiança depositada nele pelo Núcleo Serrano para estes julgamentos, o que foi motivo de grande satisfação para ele. Destacou que os integrantes do Núcleo os receberam de forma espetacular, não medindo esforços para que se sentissem em casa. “Temos o privilégio de viver o mundo do cavalo, e nesse mundo de gente que gosta das mesmas coisas o fácil é fazer amizades e, com certeza, fizemos”, disse ele. Para Malfatto, a Expo Morfológica foi de pista pesada no que se refere à qualidade. Ele encontrou animais incentivo de grande futuro e adultos de destaque. “Nos machos, animais destacados como o campeão, que mostra qualidade racial, linha superior, boa cabeça, canelas curtas e boa garupa, além de bons movimentos”, avaliou o jurado da Exposição. Nas fêmeas havia, no mínimo, seis ou sete éguas que poderiam ganhar o campeonato. “Os detalhes ou características finas”, afir-

FOTOS Mário Tissot

Nevasca da Boa Vista (Juquiri do Purunã x Garoa da Boa Vista), grande campeã e melhor exemplar da raça

CREDENCIADOS Machos 1º lugar – Viragro do Rio Tinto, de Condomínio Rio Tinto, Paraná. 20,215 2º lugar – Achado do Parque, de Cabanha Fazenda da Serra Ltda., Cabanha Fazenda da Serra Ltda. Canela, RS. 18,137 3º lugar - OC Grito Campeiro, de Valderes Antonio Rodrigues, Cabanha Única, São Marcos, RS. 18,007 4º lugar – Campana Retruco, de Leonardo Pereira, Campo Grande, MS. 17,688

Horizonte da Reconquista (BT Lucero x Vedete da Reconquista), grande campeão

Comodoro Marupá (Galo de Briga Tupambaé x Formosa Tupambaé), quarto melhor macho

Fêmeas 1º lugar – Sanga Funda Protetora, de Ricardo da Silva, Cabanha Vô Ataíde, Chapecó, SC. 18,152 2º lugar – Rinconada Espuela, de Juliano Fonseca Motter, Cabanha Resplendor, São Francisco de Paula, RS. 18,047 3º lugar – Havana dos Três Pinhais, de Ivo Benatti, Cabanha BC, Ivoti, RS. 17,451 4º lugar – Butiá Teimosia, de Gustavo Lessa Jung, Cabanha Lessa e Jung, Porto Alegre, RS. 17,364

Morocha da Boa Vista (Dom Carrasco do Purunã x Baliza da Cabanha Gaúcha), reservada grande campeã

El Choclo da Invernia (Largo da 3J x PO Soledad), reservado grande campeão

Quero Quero da Macena (Santa Teresa Ambicioso x Galopeira da Macena), terceiro melhor macho

mou, “decidiram a colocação”. A lobuna campeã, que ele já havia julgado, está em ótimo momento, destacando seu tórax muito bem unido a paletas e quartos poderosos, sem perder feminilidade, linha superior e expressividade. “A reservada, a terceira melhor e a quarta (potranca) são de destaque em qualquer lugar e em qualquer manada, assim como a campeã égua parida e a campeã égua prenhe”, finalizou sobre a Expo. Na Credenciadora, o jurado encontrou boas reformas do parque para receber a classificatória de junho. Já a Mangueira, avaliou como um pouco pesada, mas muito forte e segura. “Com certeza serviu de aquecimento”, disse. Para ele, “o julgamento foi extremamente agradável, ao lado de Luiz Neto e do Luizinho”. O nível foi bom, com Malfatto destacando os machos, com claro destaque para o Rio Tinto, que teve um desempenho bom e parelho, vencendo sem dificuldades.

Querência do Amanhecer (Nácar do Purunã x AS Malke Fartura), terceira melhor fêmea

Querendona da Macena (BT Damasco x JA Pechincha), quarta melhor fêmea


Cavalo Crioulo

Outono Crioulo FOTOS Mário Tissot

Viragro Rio Tinto, 1º credenciado

Sanga Funda Protetora, 1ª Credenciada

Achado do Parque, 2º credenciado

OC Grito Campeiro, 3º credenciado

Campana Retruco, 4º credenciado

Rinconada Espuela, 2ª credenciada

| 51

MORFOLOGIA Melhor exemplar da raça, grande campeã e campeã égua menor – Nevasca da Boa Vista, cr. Fazenda Boa Vista e exp. Zuleika Borges Torrealba, Cabanha da Maya, Rio de Janeiro, RJ Reservada grande campeã e campeã égua adulta – Morocha da Boa Vista, cr. Fazenda Boa Vista e exp. Zuleika Borges Torrealba, Cabanha da Maya, Rio de Janeiro, RJ Terceira melhor fêmea e reservada campeã égua adulta – Querência do Amanhecer, cr. e exp. Fábio Bellotti Moura, Cabanha Nova Querência, Brasília, DF Quarta melhor fêmea e campeã potranca menor – Querendona da Macena, cr. e exp. José Atílio Marcantonio Muricy, Cabanha da Macena, Vacaria, RS Campeã potranca maior – Querosene do Morro Grande, cr. e exp. Ricardo Barcellos Barizon, Fazenda do Morro Grande, Vacaria, RS Campeã égua prenhe – Herança da Boa Vista, cr. Fazenda Boa Vista e exp. Zuleika Borges Torralba, Cabanha da Maya, Rio de Janeiro, RJ Campeã égua com cria – Garoa da Boa Vista, cr. Fazenda Boa Vista e exp. Zuleika Borges Torrealba, Cabanha da Maya, Rio de Janeiro, RJ Reservada campeã potranca menor – Faceira Marupá, cr. e exp. Roberto Augusto Scheid, Cabanha Marupá, São Francisco de Paula, RS Reservada campeã égua menor - KG Queimada, cr. e exp. Idelso Luiz Gazolla/Luiz Carlos Kramer, Cabanha Lagoa Vermelha, Lagoa Vermelha, RS Reservada campeã égua prenhe – Heroína da Boa Vista, cr. Fazenda Boa Vista e exp. Ricardo Barizon, Fazenda do Morro Grande, Vacaria, RS Reservada campeã égua com cria – Dominique da Boa Vista, cr. Fazenda Boa Vista e exp. Ricardo Barcellos Barizon, Fazenda do Morro Grande, Vacaria, RS Terceira melhor potranca menor – Vividora do Purunã, cr. Mariano Lemanski e exp.Luis Alberto Moreira Mondadori Terceira melhor égua menor - JT Recompensa, cr. e exp. José Otávio Ferreira Telles, Fazenda do Espinilho, Lagoa Vermelha, RS Terceira melhor égua adulta – Qualidade de Santa Odessa, cr. Torquato Tasso Alano petrarca e exp. Célio Zamban, Lages, SC Terceira melhor égua prenhe – Serrilhada Carametade, cr. Edison Paiva Júnior e exp. Valmor Paulino Brezolim, Cabanha Brezolim, Campestre da Serra, RS Quarta melhor potranca menor – Firmeza Marupá, cr. e exp. Roberto Augusto Scheid, Cabanha Marupá, São Francisco de Paula, RS Quarta melhor égua menor – Rica Flor do Rodeio, cr. e exp. Luiz Carlos Albuquerque Py e Filhos, Fazenda Capão Redondo, Barra do Ribeiro, RS Quarta melhor égua adulta - SJ Uma Lenda, cr. Lugajo Agricultura e Pecuária Ltda. E exp. Valderez Antonio Rodrigues, Cabanha Única, São Marcos, RS Quarta melhor égua prenhe – Guairacá 331 do Barulho, cr. Francisco Martins Bastos Sobrinho e exp. Ricardo Barcellos Barizon, Fazenda do Morro Grande, Vacaria, RS Grande campeão e campeão cavalo menor – Horizonte da reconquista, cr. Eduardo e Marcelo Tellechea e exp. Reconquista Agrop. Ltda./Cabanha Temprano Reservado grande campeão e reservado campeão cavalo menor – El Choclo da Invernia, cr. Carlos Alberto Padilha de Ávila e exp. Juliano Bertolussi, CT Lagoa Vermelha, Lagoa Vermelha, RS Terceiro melhor macho e campeão potranco menor – Quero Quero da Macena, cr. e exp. José Atílio Marcantonio Muricy, Cabanha da Macena, Vacaria, RS Quarto melhor macho e campeão cavalo adulto – Comodoro Marupá, cr. e exp. Roberto Augusto Scheid, Cabanha Marupá, São Francisco de Paula, RS Reservado campeão potranco menor – Gaúcho do Portal Gaúcho, cr. e exp. José Luiz Teixeira Marcantonio, Portal Gaúcho, Vacaria, RS Reservado campeão cavalo adulto – Tutor do Capão Redondo, cr. Luiz Carlos e Antonio Carlos A. Py e exp. Fabio Camargo/Luiz Mierczynski/Leando Mello, Cabanha Boa Vista/Três Pontas/`Pastiçal, Vacaria, RS Terceiro melhor potranco menor – Passaporte Lindaço do Gaspar, cr. José Luiz Flores Gaspar e exp. Condomínio Passaporte Terceiro melhor cavalo menor – Nidal da Boa Vista, cr. e exp. Fazenda Boa Vista, Cabanha Boa Vista, Vacaria, RS Terceiro melhor cavalo adulto – Teatino do Purunã, cr. Mariano Lemanski e exp. Marcos e Gilson H. Nagano, Fazenda Ginambo, Três Barras, SC Quarto melhor cavalo menor – Raio de Santa Odessa, cr. Torquato Tasso Alano Petrarca e exp. André Ricardo Hoeschl, Cabanha Canaã, Correia Pinto, SC Quarto melhor cavalo adulto – Canyon Sarandeio, cr. André Martins Narciso e exp. Marcelo Marinho de Camargo

Malfatto, ao lado dos secretários, julgou a Expo de Vacaria

Havana dos Três Pinhais, 3ª credenciada

Butiá Teimosia, 4ª credenciada

JUNHO de 2010

Técnico, jurados da prova e dirigentes de Vacaria


52 | JUNHO de 2010

Rumo ao Freio 2010

Cavalo Crioulo

Exposição Outonal em Caxias do Sul abriu espaço para Provas Funcionais F

oi no dia 06 de maio que o Núcleo dos Vinhedos de Criadores de Cavalos Crioulos promoveu Exposição da Raça Crioula. O julgamento ficou a cargo de Luiz Martins Bastos Neto. A supervisão técnica foi de Fernando Drumond. A programação teve continuidade com Provas Jovens, Credenciadora ao Freio de Ouro 2010, Paleteada e Tiro de Laço, se constituindo na VI Festa do Cavalo realizada de 05 a 08 de maio. O evento foi realizado no Parque de Exposições da Festa Nacional da Uva, em cancha coberta, em Caxias do Sul, RS. Segundo os organizadores, tiveram 69 animais inscritos na Morfologia. Já na Credenciadora, participaram 14 machos e 11 fêmeas, com julgamento de Luiz Bastos Neto, Gustavo Weiand e Sandro Amaral. As Provas Infantil, Juvenil e Aspirantes

Fotos Henrique Vicente

contaram com 12 participantes, tendo julgamento feito por Flavio Borba Pereira, Tiago Picolli e Nei Eduardo Faria. Na Paleteada, a participação foi de dez duplas julgadas por Flávio Borba Pereira e Gustavo Weiand. Conforme Jorge Sehbe, vice-presidente do Núcleo dos Vinhedos, a programação começou com Concentração de Animais, dia 05 de maio, com uma fila de 30 animais, sendo a melhor marca do Núcleo, tendo como técnico Fernando Drumond. Ele disse que a curiosidade reside no fato de que todos os animais foram marcados. Explicou que havia criadores antigos e, na maioria, criadores novos da região, o que deixa os integrantes do Núcleo satisfeitos porque é item promissor. Durante a Exposição, o jurado foi Luiz Martins Bastos Neto destacou o número

Janaina do Tamboré (Tamboré do Purunã x Delícia de Santa Angélica), grande campeã

expressivo de animais Incentivo, e em torno de 70 animais na Exposição rankeada para a ABCCC. Houve entrega de premiação, com a presença do prefeito de Caxias do Sul e do presidente da 15ª Região Tradicionalista, pois o evento do Núcleo era coligado com o 22º Rodeio de Caxias, uma festa grande que teve também entrega de troféus a todas as categorias e reservados, e escarapelas a todos os animais até o terceiro colocado em cada categoria. Sehbe explicou que além da Credenciadora e da Paleteada, houve Crioulaço com 160 duplas de animais confirmados e cem animais não confirmados, totalizando 260 inscritos na Prova de Cavalo Crioulo de Laço. Os animais ainda não confirmados

e os novos concorreram à Taça do Cavalo Crioulo. Também houve Prova de Jovens nas categorias Infantil, Juvenil e Aspirante. O Crioulaço também foi julgado por Fernando Drumond. A Paleteada teve dez duplas inscritas e, conforme Sehbe, no ano que vem ela deverá ser realizada em data em que fique inserida no Campeonato do ano. Os próximos eventos programados pelo Núcleo incluem uma Prova de Doma de 21 Dias, na primavera. Também estão programados cerca de dez Crioulaços, e está sendo estudada a possibilidade de fazer Resenha Coletiva, em Caxias, com todos os criadores novos da região, “que hoje é uma alternativa que a ABCCC nos concede de fazer, como estímulo aos novos criadores”.

Jl Buena Moza (El Trapiche T Maqui x Alausa do Itapevy), reservada grande campeã

Bienvenido ao Baile Del Candieiro (Ibirapuitá do Itapororó x Safira das Águas Claras), reservado grande campeão

Viramundo do Macanudo (Pergaminho AA x Rancheira do Macanudo), grande campeão e melhor exemplar

CREDENCIADOS Bienvenida Dona Flor (Papiro do Capão Redondo x Caminera dos Tordilhos), terceira melhor fêmea

Hermossura do Pensamento (Estranho do Inhanduvá x Corajuda do Pensamento), quarta melhor fêmea

Milonga Poncho Al Viento (CRT Guapo x Morocha de Santa Angélica), terceiro melhor macho

Cartucho da Saff (Mañanero Manicero x Butiá Universal), quarto melhor macho

FÊMEAS 1º lugar – Itaipu da Oca, de Miguel Manfra, Cabanha retiro Crioulo, Joinvile, SC. Eder Ricardo de Castro Salgueiro 2º lugar – Buena Suerte da Reservada, de João Carlos Medeiros, Cabanha Reservada, Novo Hamburgo, RS. Adriano Comunelo 3º lugar - OBS Lembrança, de Cabanha Zero Meia, Cabanha Zero Meia, São Marcos. Alan Ferraz 4º lugar - Urtiga 2355 da Tradição, de Marcus Benício Rosa de Paula, Cabanha Inajah, Porto Alegre, RS. Endrick Plate MACHOS 1º lugar – Vendaval 359 Maufer, de Cabanha Zero Meia, Cabanha Zero Meia, São Marcos, RS. Garibaldi Maidana Ferraz 2º lugar – Idioma do Infinito, de Cabanha Carrachi e Capão do Tigre, Cabanha Carrachi e Capão do Tigre, Tramandaí, RS. João Raure 3º lugar – Umbuzeiro 303 Maufer, de Jayme Andriguetti e Filhos, CT Del Candieiro, Caxias do Sul, RS. Marcos Andriguetti 4º lugar – São Martim Honorico, de Daniel Ranheri Dutra, Cabanha Dom Quixote, Viamão, RS. João Espíndola


Cavalo Crioulo

Rumo ao Freio 2010

JUNHO de 2010

| 53

MORFOLOGIA

Itaipu da Oca, 1º lugar nas fêmeas

Buena Suerte da Reservada, 2º lugar das fêmeas

OBS Lembrança, 3º lugar das fêmeas

Urtiga 2355 da Tradição, 4º lugar das fêmeas

Vendaval 359 Maufer, 1º lugar dos machos

Idioma do Infinito, 2º lugar dos machos

Umbuzeiro 303 Maufer, 3º lugar dos machos

São Martim Honorico, 4º lugar dos machos

Núcleo homenageou jurados da Credenciadora

Uma Brasa 326 Maufer,campeã Aspirante Feminina

Melhor exemplar da raça, grande campeão e campeão cavalo adulto – Viramundo do Macanudo, cr. Antônio Augusto Brum Ferreira e exp. Condomínio Viramundo, Caxias do Sul, RS Reservado grande campeão e reservado campeão cavalo adulto – Bienvenido Al Baile Del Candieiro, cr. Isoel Gotardo Andrighetti e exp. Fernando e Vinícius de Zorzi, Cabanha do Lobo, São Francisco de Paula, RS Terceiro melhor macho e terceiro melhor cavalo adulto – Milonga Poncho Al Viento, cr. Gilberto Loureiro de Souza e exp. Valdecir Souza de Lima, Cabanha Sessenta Seis, Caxias do Sul, RS Quarto melhor macho e campeão potranco menor – Cartucho da Saff, cr. Fábio da Silva e exp. Miguel Domingos Mafra, Cabanha Retiro Crioulo, Araquari, SC Campeão cavalo menor – Monarca da Hulha Negra, cr. Antonio José Alves de Macedo e exp. Gilberto Zampieri e Danieli de Zorzi, Cabanha Sorro Negro, Caxias do Sul, RS Reservado campeão potranco menor – Jaguar da Ouro Branco, cr. Erni Griebeler e exp. Ferrosul Adm. e Participações Ltda., Cabanha Aparecida, Caxias do Sul, RS Reservado campeão cavalo menor – Harmonia Saguaipé, cr. Harmonia Agricultura e Pecuária Ltda. E exp. Joner Frederico Kern, Cabanha Duas Meninas, Arroio do Meio, RS Terceiro melhor potranco menor - JLM Alcapone, cr. e exp. Jerson Luiz Araújo Mariath, Cabanha Mariath, Caxias do Sul, RS Terceiro melhor cavalo menor – Floreio da Estância Guarda Velha, cr. Jacson Tiago de Souza Silva e exp. Paulo André Gheno, Cabanha do Sheno, Caxias do Sul, RS Quarto melhor potranco menor – Bandolero da Edugaral, cr. Neomar Luiz Araldi e exp. Eduardo João Balen, Cabanha Veron, Caxias do Sul, RS Quarto melhor cavalo menor - JGA Coringa, cr. e exp. José Andreazza e Odete Sândi Andreazza, Cabanha JGA, Flores da Cunha, RS Quarto melhor cavalo adulto – Imperador da Sessenta Seis, cr. e exp. Valdecir Souza de Lima, Cabanha Sessenta Seis, Caxias do Sul, RS Grande campeã e campeã égua menor – Janaína do Tamboré, cr. Diego de Lucena Zanandréa e exp. Alexandre Alfredo Ferri, Cabanha Caxanfa, Caxias do Sul, RS Reservada grande campeã e campeã égua prenhe - LJ Buena Moza, cr. Luiz Eduardo Jardim Vilar e exp. Jerson Luiz Araújo Mariath, Cabanha Mariath, Caxias do Sul, RS Terceira melhor fêmea e reservada campeã égua menor – Bienvenida Dona Flor, cr. Claudia Py e Flávio de Borba Pereira e exp. Sebastião Teixeira Corrêa, Cabanha Estância da Poesia Xucra, Caxias do Sul, RS Quarta melhor fêmea e campeã potranca menor – Hermossura do Pensamento, cr. Marcelo Pereira Mendes e exp. Gilberto Zampieri e Danieli de Zorzi, Cabanha Sorro Negro, Caxias do Sul, RS Campeã égua adulta – Manilha da Boa Vista, cr. Fazenda Boa Vista e exp. Cassiano de Zorzi, Cabanha Ouro Verde, São Francisco de Paula, RS Campeã égua com cria – Califórnia II da Carovy, cr. Daiane de Sena Käfer e exp. Sebastião Teixeira Corrêa, Cabanha Estância da Poesia Xucra, Caxias do Sul, RS Reservada campeã potranca menor – Talismã do Tell, cr. Augusto Telles Pereira Neto e exp. Paulo Garcia Behringer, Cabanha PHD, Caxias do Sul, RS Reservada campeã égua adulta – Avenca do Morro Chato, cr. Marlus Arruda Silva e exp. Sérgio Pedro Neselo, Cabanha La Conquista, Caxias do Sul, RS Reservada campeã égua prenhe – Guarita da Escondida, cr. José Inácio e Vinícius Freitas e exp. Matheus Drago de Almeida, Cabanha Tapera do Pascoal, Bom Jesus, RS Reservada campeã égua com cria - WD Buenacha, cr. Paulo Edgard Oliveira Valdez e exp. Valderez Antonio Rodrigues, Cabanha Única, São Marcos, RS Terceira melhor égua menor – Harmonia Saia Curta, cr. Harmonia Agricultura e Pecuária e exp. Sebastião Teixeira Corrêa, Cabanha Estância da Poesia Xucra e Redomona, Caxias do Sul e Flores da Cunha, RS Terceira melhor égua adulta – Meia Lua da Boa Vista, cr. e exp. Fazenda Boa Vista, Cabanha Boa Vista, Vacaria, RS Terceira melhor égua prenhe - AP Liberdade, cr. e exp. Antonio e Rafael Paim, Cabanha Quatro Amigos, Vacaria, RS Quarta melhor égua menor – Ramada da Magnólia, cr. Ana Luíza Pons Suñé Montano e Filhos e exp. Rafael Henrique dos Reis, Caxias do Sul, RS Quarta melhor égua adulta – Campana Kacilda, cr. Mário Móglia Suñé e exp. Geraldo Panata, Cabanha Galpão do Refúgio, Caxias do Sul, RS Quarta melhor égua prenhe - KG Imbuia, cr. Idelso Luiz Gazolla/Luiz Carlos Kramer e exp. Marcos Slongo, Cabanha Los Sonidos, Caxias do Sul, RS

Recurdo ElTranquero,1º lugar na Aspirante Masculina

Relincho do Entrevero Farroupilha, 1º lugar Juvenil Masculina


54 | JUNHO de 2010

Rumo ao Freio 2010

Cavalo Crioulo

Soledade enfrenta muita chuva e frio nas promoções do outono de 2010 A

baixo de muita chuva e frio, Francisco Arruda julgou a VII Exposição da Raça Crioula de Soledade, enquanto que a VI Credenciadora ao Freio de Ouro 2010 contou com seleção de Marcelo Coelho, Marlus Arruda e Rouget Wrege. A prova foi disputada por nove éguas e 11 cavalos. Também a Exposição não contabilizou número satisfatório de animais. A organização ficou por conta do presidente do Núcleo de Criadores de Cavalos Crioulos de Soledade, Itajubá Borges Portela, com apoio de Iran Barros, ex-presidente. A entrega de prêmios da Exposição foi à noite, no restaurante, com show de Paulo Guerra, Mário Barros e Marcelo Coelho, técnico da ABCCC e muito aplaudido. A premiação da Credenciadora foi na pista, após o término da prova. A participação da raça na Exposol foi de 05 a 09 de maio. O Núcleo premiou machos e fêmeas do 1º até o 4º lugar com R$ 2.500,00, R$ 1.300,00, R$ 700,00 e R$ 500,00, respectivamente, totalizando R$ 5.000,00. Itajubá Borges Portela, presidente do

Fotos Felipe Ulbrich

Núcleo de Criadores de Cavalos Crioulos de Soledade, informou que a programação começou com Concentração Morfológica, na quinta-feira; na sexta, Prova de Morfologia, e na sexta à tarde, Morfologia da prova. Na Morfologia participaram 42 animais, na Concentração, 15 animais, e na Credenciadora, 11 machos e nove fêmeas. Ele disse que foi um final de semana de muitos eventos na região, com cinco Credenciadoras, e que apesar da chuva e do frio, a avaliação foi positiva, mesmo havendo menos animais que no ano passado. Portela destacou o bom nível de animais. Os vencedores da Credenciadora tiveram entrega de prêmios na cancha, com a participação do prefeito e do presidente da Feira, além da Diretoria do Núcleo. Durante o Leilão Preciosidades Crioulas receberam a visita do deputado Giovani Cherini, do exprefeito José Fogaça, e ao longo do evento também da governadora Yeda Crusius, apreciadora do Cavalo Crioulo, que parabenizou o grupo e fez promessas de melhoria na estrutura do Parque e nas Mangueiras.

Grande campeã e melhor exemplar,Vodca 358 Maufer (Mananero Jalisco x Herança da Santa Mônica)

Terceiro melhor macho, Campana Retruco (Campana Naco x Campana Kanga

Terceira melhor fêmea, Cristal da Santo Forte (BT Onix II x Trinta e Três Batalha)

Grande campeão, Rebuliço dos Cinamomos (Carqueja Lucero x Aragana da Cinamonos)

Reservada grande campeã, Inhapa do Carrachi (La Invernada Pascuero x Abatira do Inhanduvá)

Reservado grande campeão, Sol de Maio Vaquero (Butiá Leopardo x Nunca Mais de Sol de Maio)

BT Rumba, 1º lugar das fêmeas

BT Quilha II, 3º lugar das fêmeas

Quarta melhor fêmea, Candelária do Angico Velho (Acalanto do Tamboré x Vitrine do Capão Alto)

Quarto melhor macho, Sol de Maio Zaragosa, PO Rincón x Guacha II de Santa Angélica)

Água Buena da Baraúna, 2º lugar das fêmeas

Estrela do Ituzaingo, 4º lugar das fêmeas


Cavalo Crioulo

Rumo ao Freio 2010

JUNHO de 2010

| 55

CREDENCIADOS

Utrillo 311 Maufer, 1º lugar nos machos

Dom Timótio de Santa Hilária, 3º lugar dos machos

Marlus, Marcelo e Rouget julgaram prova em Soledade

Estribillo Guitarrero, 2º lugar dos machos

Viscoso 420 Maufer, 4º lugar dos machos

Presidente do Núcleo, Itajubá, saudou na premiação

Fêmeas 1º lugar - BT Rumba, de Luiz Gustavo Camargo, Cabanha Quatro C, Cachoeira do Sul, RS. Marcio Pereira. 16, 443 2º lugar - Água Buena da Baraúna, de Baraúna Agropastoril Industrial Ltda., Cabanha Baraúna, Arroio Grande, RS. 16,357 3º lugar - BT Quilha II, de Cabanha do Pontal, Cabanha do Pontal, Arambaré, RS. Júlio César Souto Pereira. 16, 249 Chico julgou a 4º lugar - Estrela do Ituzaingo, de Deodoro Tatim, Cabanha da Exposição da raça Lagoa, Fontoura Xavier, RS. 15,957 5º lugar - Grinalda de Santa Cinilda, de Susana C. Amiani e Renato Amado, Cabanha Scaravelho, Carazinho, RS. Rivelino Amado. 15,598 6º lugar - Avalanche dos Andes, de Carlos Antônio Vieira de Oliveira, Cabanha dos Andes, Camaquã, RS. Mateus Oliveira. 15,086 7º lugar - Linda Vista Del Arroyo Salado, de Candido Carneiro Júnior, Cabanha Arroz do Vale, Soledade, RS. Flávio dos Santos. 9,984 8º lugar - Chuva do Strass, de Marçal Ortiz Batista, Cabanha Bico Branco, Soledade, RS. 9,052 9º lugar - Ignição Tupambaé, de Ancelmo Freitas Pinto. 6,017 Machos 1º lugar - Utrillo 311 Maufer, de Cabanha Dom Gentil, Porto Alegre, RS. Luiz Amaral. 18,211 2º lugar – Estribillo Guitarrero, de Vinicius Duccos, Cabanha Estribilho. Pedras Altas, RS. Luiz Felipe Moraes. 17, 883 3º lugar - Dom Timótio de Santa Hilária, de Gustavo Borges, Cabanha Ecobene e Rancho São Sebastião, Soledade, RS. Fabio Salles. 16,661 4º lugar - Viscoso 420 Maufer, de Fernando Tomaz Farias, Fazenda Sangradouro, Arroio Grande, RS. 16,150 5º lugar - Roncador do Purunã, Cabanha do Pontal, Cabanha do Pontal, Arambaré, RS. Júlio Cesar Souto Pereira. 14,458 6º lugar - Picadeiro dos Castanheiros, de Susana C. Anzini e Renato Amado, Cabanha Scaravello, Carazinho, RS. Renato Amado. 13,806 7º lugar - Drambuie de Los Alamos, de Josiano Garcia e Hugo Vasconcellos, Cabanha Enzo, Soledade, RS. Paulo Rodrigo Guterres. 10,365 8º lugar - Macaio 38 da Cecília, de Marcio Serafine, Passo Fundo, RS. Marcio Serafine. 10,157 9º lugar - Queimado da Baronesa, de Vinicius Duccos, Cabanha Estribillo, Pedras Altas, RS. Luiz Felipe Moraes. 9,918 10º lugar - Lenon da Cecília, de Carlos de Mattos, Centro de Treinamendo Cunha, Soledade, RS. Samir Cunha. 9,032 11º lugar - BT Salsalito, de Vladimir Reis da Silva, Cabanha Paineiras, Uruguaiana, RS. José Antonio Dias. 8,882

Núcleos em Ação Núcleo de Rosário tem Resenha Coletiva Crioulos campeões em Santana do Deserto Fotos cedidas pelo Núcleo

Santana do Deserto, MG, recebeu no dia 05 de junho a participação muito especial dos Cavalos Crioulos do Rio de Janeiro. Foi na Prova de Campereada ou Team Penning, organizada pela Associação de Criadores de Quarto de Milha do Rio de Janeiro. Participaram cerca de 25 trios de várias raças, como Mangalarga e até mesmo Bretão, numa prova bastante disputada. Logo no início, o trio Crioulo formado por Luiz Araripe, Adhemar Faria e Anderson, o Bagé, mostrou disposição colocando dois novilhos dentro do curral, abaixo do tempo regulamentar, liderando a prova até a entrada de um trio de Quarto de Milha que, apesar de aprisionar três novilhos, foi desclassificado porque um deles era “boi sujo”, com a numeCriadores levaram animais para serem resenhados ração errada. Mas foi na segunda e última enO Núcleo de Criadores de Cavalos reuniram-se na sede do Núcleo de Cria- trada do trio Crioulo - representando a Fazenda Crioulos de Rosário do Sul realizou a sua dores de Cavalos Crioulos de Rosário Boqueirão, em Areal, RJ - que a torcida foi ao segunda Resenha Coletiva, no dia 05 de do Sul para troca de experiências e delírio, pois os três novilhos foram dominados junho, no Parque de Exposições do municí- confraternização. e levados ao curral em 62 segundos, metade pio. A técnica Christina Bandeira de Mello do tempo do trio em 2º lugar. examinou animais de dez proprietários Desta forma, os Crioulos ficaram com a de Rosário do Sul, e esclareceu dúvidas, primeira e a terceira colocações, porém, de além de fornecer informações necessárias acordo com as regras estabelecidas, o pior para que os criadores possam manter a resultado foi desconsiderado. Os ginetes documentação dos animais regularizada junto à ABCCC. DIA DE CAMPO O Núcleo de Rosário promoveu Dia de O Instituto Equus Brasil promoverá Campo, em 29 de maio, na Estância Santa Curso de Turismo Equestre, dias 11 e 12 Ambrosina, de Fernando Camps Dominde setembro no Centro de Treinamento em guez, Rosário do Sul, RS. Mesmo com São Francisco Xavier (a 50 km de São José chuva, o evento contou com a participação dos Campos, SP).Os temas do curso são: de inúmeros criadores, que prestigiaram e Atividade de Turismo Equestre no Brasil e acompanharam o desfile dos animais, sob no Exterior/Introdução Básica de Turismo os comentários do técnico responsável, Equestre/Conhecimentos Teóricos e PrátiMarcelo Louzada. cos de TE/Montagem de Roteiros/Estrutura Técnica Christina esteve à frente da Após o Dia de Campo, os criadores Resenha Coletiva da Operação de Cavalgadas dentro das Nor-

Foto Flavia Araripe

Trio montando Crioulo venceu em Minas Gerais

receberam, além dos lindos troféus, uma boa premiação em dinheiro. O prefeito dessa encantadora cidade prestigiou o evento, bem como autoridades diversas e um público bastante representativo. O trio agora se prepara para participar de prova em Itaipava, RJ. Entre os objetivos, informa Flavia Araripe, está a divulgação da raça naquele estado. Eles acreditam no potencial do mercado para o Cavalo Crioulo e, por isso, frequentam eventos hípicos, levando seus cavalos para que sejam vistos. E a receptividade tem sido muito boa.

Curso de Turismo Equestre mas Brasileiras de Segurança/Manejo de cavalos para Cavalgadas (teórico e prático)/ Instalação adequada, cuidados e escolhas de equipamento. Também será abordada a preparação do condutor e do(s) auxiliar (es) – competências, responsabilidades, requisitos mínimos dentro das Normas ABNT/ Rotina da Equipe de Trabalho/Escolha do cavalo para Cavalgada, considerando as diferentes regiões brasileiras.


56 | JUNHO de 2010

Cavalo Crioulo

Jornal Cavalo Crioulo Junho/2010  

ABCCC - Jornal Cavalo Crioulo Junho/2010