Page 1

8

LIVROS RECEBIDOS Registramos o recebimento e agradecemos- SONETOS8º, 9º e 10º livros-Walter Siqueira; SONETOS E TROVAS-Hildemar de Araújo Costa; Magníficos-Humberto Del Maestro; UM DIA ELE SONHOU QUE ERA O PRESIDENTE-Agostinho Rodrigues; COROA DE SONETOS E BISSONETOS LANÇADAS DO ESPAÇO-Varlô Ôlo de Oliveira; QUASE... CONTOS-Glenda Maier. INFORMES CULTURAIS · "O NORTE FLUMINENSE", conceituado Jornal de nossa cidade, que tem à frente desde sua fundação o incansável Jornalista Ésio Martins Bastos, completando 52 anos de ininterrupta circulação. Parabéns!... · JORNAL dos TROVADORES- BEIJA FLOR-Ano I nº 01, com notícias do décimo oitavo Seminário da Trova em Vila Velha -ES. Sucesso absoluto!!! O próximo Seminário será em julho de 1999, na cidade de ANCHIETA-ES. · "O êxito do 4º Congresso deixa trovadores eufóricos para voltar a Magé e viver a realização do 5º Congresso nos dias 24, 25 e 26/09/99, em homenagem ao aniversário de nascimento de Adolfo Macedo, dia 29 - "talvez"- para inaugurar o monumento para perpetuar a memória do grande trovador mageense, conforme desejo do mundo literário". In- Voz de Piabetá-nº 148-Agosto e setembro de 1998. · A Academia Literária Feminina do Rio Grande do Sul empossou diretoria para o biênio 1999/2000. Parabéns à Presidente Giseli Bueno Pinto e demais membros, com votos de muito sucesso... · Aconteceu: De 12 a 14/11 o I Fórum da Imprensa Alternativa do Rio Grande do Sul em Porto Alegre-RS. ·Premiação do I Concurso de Poesias "Vinícius de Morais"- Theatro Pedro II em Ribeirão Preto-SP. (03/11/98) · 9º Concurso Nacional de Trovas-UBT-Seção Pindamonhangaba. Sistema de envelopes até 22 de fevereiro.Informações:Lad. Barão de Pindamonhangaba, s/n -CEP 12400-000-Pindamonhangaba-SP. · Concurso de Poesia-Casa do Poeta Brasileiro em Salvador-até 30 de abril. Detalhes: Rua Emílio Odebrecht 326/1102Ed. Praia Dourada- Cond. Solar da Colina-Puitiba-41830-300-Salvador-BA. · ENCONTRO DE CORAIS-Magnífica Noite (08/11), com a abertura do Projeto: Um Abraço Cultural-Fim de Ano em Bom Jesus. Promoção da Secretaria Municipal de Indústria, Comércio, Turismo e Cultura que tem à frente o Secretário Luciano de Souza Nunes e a Diretora Maria José Martins. · Dando continuidade ao Projeto "Um Abraço Cultural", o Grupo Musical AMANTES DA ARTE, cantou e encantou arrecadando produtos de limpeza e de higiene pessoal para o "Lar dos Idosos Padre Gabriel". · Na culminância do Projeto- A Juventude Quer Falardo Colégio N. S.ª de Natividade, lançamento da Coletânea de Poemas, compilados pela professora Aura Maria Lamha Carneiro, coordenadora do Projeto. Belíssima festa. Parabéns!... · "O RIO BRANCO"-(nova fase-nº03)-Jornal fundado em 1924, do tradicional Colégio Rio Branco que tem como Diretor, o emérito educador advogado e historiador Dr. Luciano Bastos.

"Haverá um dia em que o mundo descobrirá o verdadeiro significado do NATAL... E então cônscios da autêntica plenitude de vida, o Natal da humanidade será o Natal de JESUS".

Outubro, Novembro e Dezembro/98 - Astros & Estros

HOSANA NAS ALTURAS, PAZ NA TERRA... Sinos festivos soaram, A estrela guia brilhou. É NATAL!... Anjos bradaram E a terra se iluminou. Em Belém nasceu JESUS O nosso libertador, Bom Pastor que nos conduz À Verdade e ao Amor. Que o NATAL seja perfeito, Pleno de PAZ e de LUZ, Seja ele sem defeito, Lembre somente JESUS. Que Deus nos dê um presente, Seja ele sem igual, Abençoe o ser carente, Ilumine o seu NATAL. Que este NATAL possa ser Uma festa diferente; Com tudo possa prover Ao pobre, humilde e doente. Branco, negro, rico ou pobre, Vamos unir nossas mãos... O Manto do Pai nos cobre, Nós somos todos irmãos. Hosana, Hosana, Hosana, Hosana, Hosana nas Alturas Em Belém, nasceu Jesus, nasceu o Salvador...

Outubro, Novembro e Dezembro/98 - Astros & Estros

ANO III - Nº 18 OUTUBRO, NOVEMBRO e DEZEMBRO/1998 GLÓRIA AO SENHOR!... É NATAL!!! Que o NATAL seja suave como uma prece, belo como uma canção e festivo como o espírito alegre das crianças e os meses do novo ano possam ser doces como o mel, suaves como plumas ao vento e fecundos como corações de poetas...

MENINO DO PRESÉPIO Vera Maria Viana Borges Arco-Íris da Paz, Flama de Amor, Menino pobre, Santo, bom e afável, Sol vindo das Alturas, Salvador, Da humanidade força inigualável. Natal de Luz, nasceu Nosso Senhor, Nasceu Jesus em noite memorável; Soam cânticos vivos de louvor A Deus-Pai por presente caro e amável.

Em Belém, Belém, Belém, Belém, Nasceu Nosso Senhor, Em Belém, nasceu Jesus, nasceu o Salvador...

Baixou à terra o Príncipe da Paz, Veio trazer amor, misericórdia, A inalterável Fé, Graça eficaz.

Aqui, Aqui, aqui, aqui, Agora, agora, agora, NASCE JESUS EM NOSSOS CORAÇÕES...

Menino do Presépio, Estrela Guia, À vida universal traze concórdia, Mãos fraternas se juntem com alegria.

Hosana, Hosana, Hosana, Hosana, Hosana nas Alturas, REINA JESUS EM NOSSOS CORAÇÕES... Neste ano que ora finda, Que o Bom Jesus nos renove, Nos transforme e dê ainda: Muito bom noventa e nove! Vera Maria Viana Borges

BOAS FESTAS!... FELIZ ANO NOVO!...

DEUS SEJA LOUVADO!... LER É CRESCER! CULTIVE ESTA IDÉIA!

RECADO DO CÉU Vera Maria Viana Borges Veio o Arcanjo Gabriel Trazendo para Maria Recado vindo do céu Cheio de Paz e Alegria. Com humildade, ante o laurel Deu seu SIM! Assumiria... A Deus-Pai fora fiel, Mãe do Salvador seria. Nossa Mãe, Senhora Nossa, Sois a Mãe do Redentor, Cobri-nos com bênção vossa, Ó Mãe de Nosso Senhor.

Seja a Noite de NATAL, noite de confraternização universal, de mãos e corações que se unem numa mesma canção que será o veículo da PAZ e do AMOR, para que o NATAL seja sempre NATAL. Natal festa esfuziante De sentidos desviados, Que ao aniversariante Os olhos sejam voltados. Vera Maria Viana Borges


Outubro, Novembro e Dezembro/98 - Astros & Estros

2

EDITORIAL A satisfação de poder sonhar só não será maior e melhor que a satisfação de poder realizar os sonhos. Nós os poetas sonhamos muito. Os sonhos se transformam em inspirações e fazem o espírito renascer; são brilhantes como estrelas e tão numerosos que num belo e harmonioso conjunto traduzem beleza e exuberância, comparáveis à "Via-Láctea". Naturalmente são oriundos de um lugar SUPERIOR. Traçamos objetivos e nos entregamos a eles com força, determinação e esperança; com os ávidos desejos expressos, acreditando neles, nós os realizamos no coração e os tornamos reais. É este ideal que nos move. Assim temos prosseguido com Astros & Estros. O final do ano é um período de muitas festas: Formaturas, Natal e Ano Novo. Tempo de correria com compras, arrumações, ornamentações, confraternizações; momentos eufóricos que vividos atropeladamente, quase não são sentidos. Parece um período de transição; temos a impressão de se estar tentando vencer obstáculos, e vamos afunilando, buscando o fim do túnel na esperança de que do outro lado, com o novo ano, tudo vai se renovar e melhorar. É necessário que aprendamos a viver cada minuto intensamente sem atropelar as coisas, desfrutando mais a Magia do Natal, descobrindo a emoção diferente, gostosa e calma da família reunida à volta do Presépio, juntamente com José, Maria, os anjos e pastores, adorando o Deus-Menino. Na Noite Feliz e Santa cantaremos "Glórias", depositando diante da modesta manjedoura, as nossas vitórias, nossas conquistas, nossas lágrimas e nossas esperanças. Em tal atitude de adoração meditaremos a doçura do filho de Deus que adormecendo tranqüilo em humilde estábulo, quis certamente nos mostrar que a verdadeira LUZ descansa na simplicidade e na pureza. Que o Menino-Jesus abençoe a cada um de nós e a cada pessoa do Planeta Terra, que ELE renasça em todos os corações plenificando-os da Luz Eterna que iluminará a noite escura de nossa trajetória. Preparemos condignamente os nossos lares, nossas casas, nossos corações; enfeitemos tudo para as boas-vindas ao Deus-Menino, manso, puro, inalterável, imutável, bom e amável. Que ELE possa estar sempre conosco norteando nossos passos e nós, com nossos familiares possamos seguir os exemplos da Santa e Sagrada Família de Nazaré. A serenidade e a alegria do espírito natalino estejam presentes no ano que virá; que este Natal seja o derradeiro da era da violência e o 1999 surja sob os signos do AMOR e da PAZ.

EXPEDIENTE

ASTROS & ESTROS Boletim Alternativo · PROSA & POESIA Circulação Nacional e Internacional Fundador, Editor e Redator:

Vera Maria Viana Borges Rua Ver. João Rodrigues do Carmo, 220 Bom Jesus do Itabapoana - RJ - BRASIL CEP 28360-000 - Tel. (024) 831-1424

A FESTA DO NATAL Ayrthon Seródio Desejando um natal festivo e que extasia, O povo está na rua e a cidade enfeitada; O comércio otimista, como da vez passada, Os seus lucros reduz, atraindo a freguesia. À noite, o bimbalhar dos sinos anuncia Outra missa do galo, aos fiéis dedicada; No outro dia, bem cedo, a rica meninada, Os brinquedos, exibe em constante euforia. A alegria é geral, pois toda a cristandade Comemora feliz, no campo ou na cidade, A vinda de Jesus - prenúncio da bonança. Para mim o Natal é dia de tristeza, Quando eu vejo na rua os filhos da pobreza, Sem lar, escola e pão... E até sem esperança... AGORA, A VIDA! Teresinka Pereira (IWA) Agora procure a companhia da alegria. Agora deixa seu coração entrar em toda parte cheio de compreensão e ímpeto humano. Agora não reprima a aventura nem cultive a solidão. Agora valorize cada obstáculo como sua motivação. A sabedoria de seu espírito se apresentará na hora exata para invadir o compromisso com a vida. Aqui e agora: a hora certa! A ORAÇÃO DO PALHAÇO Severino de Oliveira Borges Sua graça, o palhaço, adoeceu; foi recolhido, às pressas, num convento. O repentino mal que o acometeu, causou o inusitado acolhimento. E o providencial, aconteceu: às súplicas, se abriu o firmamento, a Mãe de um Deus-Criança intercedeu, e o mago libertou, do seu tormento. Então, grato e feliz, diante do altar (com seu rito circense de rezar), o cômico e o burlesco exagerava. E foi tão convincente a oferenda e tão hilariante - diz a lenda que a imagem do Menino gargalhava. Nem compras e nem presente, O sonho não tem idade, De ouro ou prata que reluz, A fantasia, igualmente, Nada, nada fará frente brindemos à fraternidade Ao NATAL do meu JESUS. e a tornemos permanente. Vera Maria Viana Borges Carlos Moreira Santos

Outubro, Novembro e Dezembro/98 - Astros & Estros

Paz, Amor, Saúde e tudo de bom para você e todos os seus estimados familiares. Aloísio Bezerra-Fortaleza-CE Agradecendo-lhe as remessas de "Astros & Estros"e as atenções dispensadas durante este ano que agoniza, desejolhe um FELIZ NATAL e um ANO NOVO menos ruim do que 1998, votos extensivos aos seus entes queridos . Com o meu respeitoso abraço de BOAS FESTAS. O QUE É O NATAL Chegou o Natal! Quanta luz! Todo o amor se manifesta! Mas, em vez de amar Jesus, o mundo só lhe ama a festa! NATAL - é o momento forte de uma regeneração, de eu fazer, do vício, o corte, de eu ser, de todos, irmão! Não é festa dissipada, como quer a multidão, NATAL - é festa sagrada, que dá fervor ao cristão! Não é comprar só presentes, comer pitéu, tomar vinho, NATAL - é ajudar carentes e acolher o pobrezinho! Não é consumismo louco, comprar tudo e sem poder, NATAL - é pensar um pouco e no Evangelho se crer! Não é violência rude, permissivismo sem freio, NATAL - é buscar virtude, temer a Deus, nosso esteio! (Lamentamos não haver espaço para publicar na íntegra!...) PAULO MONTEIRO-Passo Fundo-RS Há quase 25 anos exerço o jornalismo literário em Passo Fundo. Nos anos oitenta editei o boletim literário QUEROQUERO, que era distribuído para 500 escritores de todo o País. Atualmente mantenho coluna semanal sobre livros em O CIDADÃO, escrevendo resenhas a respeito de obras que recebo de editoras comerciais e autores independentes. Envio-lhe exemplar de minha coluna dedicada à ANTOLOGIA DE SONETOS SOBRE A TROVA, de Eno Theodoro Wanke. Tenho por princípio apenas escrever sobre livros que eu tenha realmente lido. Aproveito a oportunidade para colocar-me à sua disposição e de seus amigos. (C. Postal-462 -CEP99001-970) GAITANO ANTONACCIO-Manaus-AM Recebemos e agradecemos o envio do exemplar do Informativo Astros & Estros, contendo poesias de escritores das mais diferentes regiões do Brasil, representando uma importante impulsora para a difusão da cultura. HAROLDO R. de CASTRO- Magé-RJ Recebi Astros & Estros nº 17. Belíssimo Trabalho!

Obrigado. Que Deus a ilumine muito e sempre. 7 JOAQUIM FRANCISCO DE CASTROFânzeres-Gondomar-Portugal Astros & Estros, de que é muito fecundante Editora, Criadora e Directora, é uma estrela muito luminosa entre as muitas revistas alternativas brasileiras, gloriosamente apostada na difusão da cultura. Sempre que me chega, me delicio na leitura dos sublimados trabalhos literários que me levam ao belo do mundo criativo. Senti-me muito feliz ao saber do arrumo das dificuldades que a levaram à suspensão temporária das actividades normativas em ASTROS & ESTROS. Aproveito para lhe enviar os meus melhores votos por um Natal feliz e um próspero ano novo, extensivos a quantos lhe são queridos. Com as minhas saudações junto-lhe o poema: ASTROS & ESTROS É LUZ Astros & Estros é: Luz rutilante, Ponto de encontro dos mais inspirados. Seus encantos deslumbram mundo adiante, Todos que atentos olham seus rendados. De lindas e rendadas poesias Vera Maria, veste Astros & Estros E banha-o em brilhantes melodias, Do Brasil mostrando os grandes textos. E assim, Vera Maria Viana Borges Os encantos do Brasil faz brilhar Bem mais que os jardins lindos de limoges Onde os poetas vão p'ra se inspirarem. Um Novo e muito feliz Natal À escritora brilhante e poetisa, Envio do meu querido Portugal No verso, que a Vera sintetiza. Mª APARECIDADE MELLO CALANDRA-IWAPredidente da Soc. de Cultura Latina do Brasil-Mogi das Cruzes-SP Em nossas mãos "Astros & Estros" nº 17. Agradecemos o envio do mesmo e desejamos que esse trabalho continue a crescer cada vez mais. AGOSTINHO JOSÉ DE SOUZA-Rio de Janeiro-RJ Cada vez mais brilhante esse notável "ASTROS & ESTROS" nº 17, que acabo de receber. É uma jóia que tem de ser preservada. Mas não estou só para elogios. Quero agradecer, também, a publicação das minhas modestas trovas... O NORTE FLUMINENSE- edição de 29/11/ 1998 -nº 2043-página 03- "Literatura em Alta"... -"Enquanto Houver Tempo" é mais um livro lançado por Vera Maria Viana Borges, poetisa e cronista conterrânea, uma das mais brilhantes do País. Capa de sua criação... Gostaria de continuar acusando as lindas mensagens, telegramas, cartas, telefonemas, visitas que sempre nos trazem enorme satisfação, mas infelizmente o espaço é exíguo. Muito grata a todos, Deus os abençoe!...


4

É NATAL OUTRA VEZ! Amaryllis Schloenbach O Natal está prestes a chegar. Nas vitrinas enfeitadas, reflete-se o riso alegre das pessoas que passam, apressadas, sobraçando vistosos embrulhos. É tempo de trocar presentes, rever amigos, reunir familiares; é hora de esquecer ressentimentos. Mas Natal não é só o momento. É preciso lembrar, sobretudo, que essas atividades não se devem restringir a uma época. Influenciados pelo comércio, passamos a festejar a data com a compra de objetos caros, consumindo, com rapidez, o dinheiro conseguido, muitas vezes, com tanta labuta! E sacrificamos, assim, prioridades necessárias. O Nascimento do Menino Deus é uma festa anual que tem sido marcada pelos excessos à mesa, pela euforia passageira e fugaz. No entanto, Jesus está renascendo a cada dia no coração dos homens e muitos nem se dão conta disso. Para mantê-lo vivo dentro de cada um de nós é preciso cuidarmos diariamente Dele. É preciso plantar o Bem, cultivar o espírito, conter os exageros, durante o ano inteiro, para se colher a alegria autêntica e duradoura. Na luta diária, no corre-corre de nossos dias, tantas vezes esquecemos de acender as luzes coloridas do coração, deixando de enfeitar a Árvore da Vida que viceja em toda criatura. Um pequeno gesto de bondade para com um estranho, uma palavra de conforto a quem sofre, a simples lembrança de um telefonema, um mimo de valor apenas estimativo, uma postura gentil no cotidiano, podem representar muito mais para o engrandecimento de nós mesmos do que orações em uma noite de Missa do Galo! Vamos formar uma corrente positiva, traduzida em bons pensamentos, diariamente! Vamos lutar por um mundo melhor e mais humano; vamos ser mais pacientes com nossos semelhantes e mais exigentes conosco! Vamos cobrar com firmeza, mas com equilíbrio, os nossos direitos! Vamos cumprir com mais boa vontade os nossos deveres! Vamos ser mais vigilantes com a presença do Cristo que vive em cada um de nós... e fazer um Natal permanente! O PRESÉPIO Francisco de Sousa Borges O presépio é a imagem da humildade e da mansidão, a mensagem do Amor e da Paz. Deus, Todo-Poderoso, quis-nos mostrar que é na singeleza e na fraternidade que reside o verdadeiro poder do Amor. Deitado numa manjedoura repleta de palhinhas, confortado com o bafo de dois animais, mansos e simples, acarinhado por Maria e por José, Jesus é o símbolo de como os valores morais são importantes e o verdadeiro caminho para atingirmos a felicidade celestial.

Outubro, Novembro e Dezembro/98 - Astros & Estros

Mais tarde, no Sermão da Montanha, síntese da sabedoria divina, Jesus ensinou-nos que o mais importante são a honradez, a honestidade, a mansidão, a simplicidade, o Amor, pedras basilares para a caminhada até a plena Luz. E isso deve ser o nosso objectivo primordial. "TROVEIRO ENCANTADOR" A. Isaías Ramires Há poucos dias atrás, remexendo velhos papéis, encontrei algumas cartas de Luiz Otávio, bem como folhas diversas contendo trovas (mimeografadas) de sua autoria, entre as quais muitas que, posteriormente, foram enfeixadas em livros, com esta que encerra uma grande verdade: "Quando a trova é mesmo boa, é sempre assim que acontece: - o dono fica esquecido... mas a trova não se esquece..." Minha amizade com o "poeta de Vila Isabel" data da década de 40, ao tempo em que eu vivia em Vila Velha (ES), quando Luiz Otávio iniciou intensa divulgação da trova, trabalho que culminou com a publicação da coletânea "Meus Irmãos, os Trovadores"(Editora Vecchi, Rio), pedra angular do vitorioso movimento trovadoresco dos anos sessenta, o único genuinamente brasileiro, na concepção de Eno Theodoro Wanke. Lilinha Fernandes, eleita, pelos trovadores, a "Rainha da Trova Brasileira", assim se referiu ao autor de "Cantigas para Esquecer...": "Luiz Otávio é poeta que o mundo inteiro aplaude e admira. Adelmar Tavares, o príncipe da trova, cognominou-o com justa razão "Troveiro Encantador". Com a delicadeza que só é comum aos artistas de seu quilate, maneja o verso com facilidade e se especializou nesse gênero difícil que é a trova. Sabe fazê-la com doçura e elegância. Há em seus pequeninos poemas de quatro versos um infinito de beleza e harmonia". Não preciso acrescentar mais nada. Apenas, reproduzir algumas trovas desse troveiro realmente encantador: "A vida com esta oferta nos prende... (quanta esperteza!) - para tostão de Alegria, contos de réis de Tristeza!..." "Duas vidas todos temos, - muitas vezes, sem saber... - A vida que nós vivemos e a que sonhamos viver..." "Desconfio que a saudade não gosta de ti, meu bem. - Quando tu vens ela vai... Quando tu vais ela vem..." "Singelas, sentidas, humanas, de um doce lirismo, as suas quadras afirmam, na realidade, um magnífico temperamento de artista e de poeta, que ora se manifesta com ironia, ora se exprime com fundo e dolorido sentimento". Este é o Juízo que Luiz Otávio mereceu de "Terras de Portugal", da cidade de Braga, Portugal. Santense de Letras

* O autor pertence a Acad. Espíritoe Associação Espírito-Santense de Imprensa.

Que a Glória do Senhor desça sobre todos nós!

Outubro, Novembro e Dezembro/98 - Astros & Estros

5

SONETOS & ASTROS (Soneto-Poesia Clássica devidamente metrificada e rimada, agrupada em dois quartetos e dois tercetos)

MADONA Eno Theodoro Wanke Naquele belo e único momento em que, na manjedoura de Belém, Jesus abriu seus lábios de neném e quis seu primeiríssimo alimento,

Sérgio Bernardo Nas horas de silêncio eu busco um verso Para dar vida aos madrigais que teço... E a percorrer meu íntimo universo, Alcanço mundos que ainda não conheço...

Maria teve um frêmito de alento, num gesto do carinho que as mães têm, doou-lhe o seio, aconchegou-o bem, e o filho foi-lhe a vida e o pensamento...

Nas horas mudas, com meu Eu converso... A voz se cala, mas não emudeço... Vou fundo em mim e, no silêncio imerso, Quanto mais fundo, tanto mais eu cresço!

Levando amor às pétalas da boca, sentiu-se toda enlevo, toda em prece, e toda em alegria - e não em pouca...

Meu ego vil, nas horas de silêncio, Talvez minha alma contra o muro imprense-o, Para que deixe de adorar-se a esmo...

Assim ficou, ninando o seu divino filhinho e rei... Ah, toda mãe conhece no filho que amamenta, um deus menino!

Nas horas de silêncio, não me calo: Só peço à voz um súbito intervalo, E ouço a que fala dentro de mim mesmo!...

HORAS MUDAS

ESTROS & TROVAS (Trova- quatro versos setissílabos rigorosamente metrificados e rimados)

O inverno do meu Nordeste traz tanta força e esperança, que o chão de verde se veste para a festa da bonança. Antônio Bispo dos Santos

Quando eu morrer, quero estar junto da mulher amada, sentir sua mão afagar minha alma, na caminhada. Jacy Gê de Almeida

Quando uma alma se revolta É sinal que o céu ruiu, Se um amor vai e não volta É sinal que o amor sumiu. Hilton da Cruz Gouveia

Sendo a trova poesia dileta do trovador, o verso de nostalgia para mim tem mais amor. Haroldo R. de Castro

Entre afagos e desejos, risos e abraços, depois, vamos selar nossos beijos no silêncio de nós dois... P. de Petrus

Desponta a imaginação, corre o mundo o pensamento... Buscamos nova emoção no fragor dos sentimentos! Abel B. Pereira

Quando no ocaso da vida, um amor nos surpreende, a existência agradecida em nova chama se acende! Amaryllis Schloenbach

Num sorriso de criança encontrei ternura e paz. Ó meu Deus, quanta esperança a criancinha nos traz!... Joamir Medeiros

Meu Brasil de impunidade grassa em ti corrupção; vida de má qualidade com fome e falta de pão. Mª Aparecida M. Calandra

Pensa que a vida é bonita e a espera nem sempre é vã para aquele que acredita na surpresa do amanhã! Maria Thereza Cavalheiro

É com emoção que vejo o valor da ecologia: Vejam como o sertanejo planta tudo todo dia! Agostinho José de Souza

Vem querida com urgência! Meu coração, de ansiedade, sente, no frio da ausência, todo o calor da saudade! P. de Petrus


6

CORRESPONDÊNCIA P. de PETRUS- Rio de Janeiro-RJ Desejo-lhe saúde, em companhia de todos os seus... Em mãos o seu (nosso) Astros & Estros, nº 17, recebido ontem e que agradeço, penhoradamente, pelo gentil oferecimento e publicação de duas trovas minhas. O Alternativo nº 17 - está excelente a exemplo dos números anteriores, prestigiando poetas e trovadores de todos os rincões do Brasil. É um trabalho de escol. É um trabalho de gente que sabe e que entende do mister jornalístico, face a esplendidez do Boletim em questão. E viva a Cultura! E viva seu amor ao próximo - Poeta e Trovador! Beijo-lhe a fronte, respeitosamente, caríssima Vera Maria, e aqui me despeço, alegre e feliz, por mais essa dádiva que me proporcionou. JORGE SARAIVA ANASTÁCIO-Juiz de Fora-MG Acusamos o recebimento do precioso boletim alternativo "Astros & Estros", nº 17... ... Tal fato nos encorajou muito ao saber que o seu ideal de literata não cessara no ano em curso, mas tão somente ocorrera uma breve interrupção de publicação sobre o mencionado boletim, embora trouxera pânico para os assíduos leitores. Acabamos de tomar conhecimento, pelo Editorial, o porquê do afastamento da senhora dos meios literários, provocando com isso muita falta, como se lê da correspondência dos colegas, amigos, que buscam os ideais semelhantes. Parabenizamos-lhe, quando diz: "Continuaremos nossa missão a serviço da Vida, do Amor e da Esperança, conduzindo-nos através da Arte, aos páramos dos sonhos, à fraternidade universal, sem preconceitos de raça, cor, língua, religião, desenvolvendo os valores humanos, apreciando e divulgando o Belo, o Bom e o Bem..." Daí, quanta falta faria a senhora nos meios literários! O sonetista ilustre e primoroso, sr. Oswaldo Augusto de Freitas, ao falar sobre nós, extravasa em emoções, próprias dos "grandes seres". Agradecemos o recebimento do boletim nº 17, de sua lavra, o qual estampa belos poemas de notáveis beletristas, inclusive, de forma delicada e polida, faz publicar um dos nossos modestos poemas. Que Deus continue sempre a iluminando no trabalho fascinante da literatura, especialmente liderando com temas de natureza espiritual, nos gêneros da prosa e do verso... EDISON CHAVES-Bom Jesus do Norte-ES Mais uma vez venho agradecer-lhe o destaque que me foi dado em seu excelente Boletim Astros & Estros, enaltecendo, com palavras amistosas e elogiosas, a minha modesta pessoa, além de publicar um dos sonetos do meu livrinho "RETRATOS POÉTICOS". Aproveito para cumprimentá-la pela beleza e correção de seus admiráveis poemas, pela simplicidade e objetividade de seus Editoriais e, principalmente, por suas belíssimas e inspiradíssimas composições musicais.

Outubro, Novembro e Dezembro/98 - Astros & Estros

Como são vastos e variados os seus talentos! Muito obrigado por tudo, desejando-lhe saúde e paz juntamente com todos os seus familiares. SÉRGIO BERNARDO-Nova Friburgo-RJ Venho agradecer muitíssimo o envio dos últimos exemplares do "Astros & Estros", sempre criterioso na seleção dos textos a serem divulgados, além de pródigo na inclusão de excelentes autores. Aproveitando, agradeço-lhe a publicação de trovas minhas na seção "Estros & Trovas", o que muito me deixou feliz. Também gostaria de lhe dirigir os meus mais sinceros parabéns pelas homenagens de que foi alvo em sua cidade, o que vem ratificar os seus já comprovados méritos na área da cultura. No ensejo, transcrevo abaixo um soneto meu, que, sendo do seu agrado, poderia servir como colaboração para um dos próximos números de "Astros & Estros". Com reiterados agradecimentos, despeço-me cumprimentando-a fraternalmente. MARIATHEREZACAVALHEIRO-São Paulo-RJ Este bilhete é apenas para lhe agradecer "Astros & Estros" nº 17, com várias menções a meu nome e com trovas minha e de Amaryllis, que no momento se restabelece de uma operação. Muito apreciamos o seu informativo poético, sempre com versos bonitos, entre os quais se incluem os seus. Continuo aguardando trovas da estimada Amiga. É sempre uma alegria receber "Astros & Estros"! WALTER SIQUEIRA- Campos-RJ "Astros & Estros" proporcionam-me excelentes momentos de espiritualidade e lirismo. De há muito não convivia com versos (ritmos e rimas) de tanta beleza e sonoridades, como os de sua escolha. A revistinha -diga-se de passagem- é democrática por excelência, porque abre as portas a todos os poetas, sejam de perto ou de longe. É do seu feitio moral dar alegrias e fomentar os sonhos de todos aqueles que desejam fazer da vida um caminho de esperanças e de carinhos. Admiro, pois, com entusiamo e vibração, o trabalho que você realiza em favor da literatura, particularmente em benefício da pobre poesia que os jornais brasileiros da atualidade recusa divulgar por um falso pudor... JOAMIR MEDEIROS-Natal-RN Venho agradecer-lhe pela remessa do seu já consagrado Alternativo "Astros & Estros", assim como pela inserção de duas trovas de minha autoria na edição nº 17, do referido Boletim. Seu jornal continua excelente, primoroso mesmo; espero que a chama desse ideal jamais desapareça! Segue-lhe a mais recente edição deTROVAVIVA, sempre recheada de muitas trovas. Que um dia possamos dizer como Paulo Apóstolo afirmou: "Combati o bom combate, terminei a carreira, guardei a fé.

Outubro, Novembro e Dezembro/98 - Astros & Estros

A PAZ Hildemar de Araújo Costa A paz que desejamos neste mundo está presente no fervor da prece, revive no perdão livre e fecundo, capaz de premiar quem não merece. A paz achamos no sutil segundo, que a esperança na mente, permanece. No sonho que se faz amor profundo e mesmo no trabalho que enaltece. Quantas vezes a paz, nós procuramos e sentimos fugir logo que achamos, para voltar após nova insistência. É que a paz segue estranho itinerário, quando a luz do setor imaginário, focaliza aflições da consciência. TÔNICA DA SAUDADE Miguel J. Malty Como tudo, passou inexorável, tudo quanto foi vida em nossas vidas. Passou tudo que foi acariciável, no vergel de vontades tão queridas. Ah! Quanta coisa impera inadiável e não espera buscas prometidas. Com rapidez se apaga dissipável, deixando mãos vazias estendidas. Estático, impotente, já sem rumo, olhos fitos, parados, na distância, tendo de tudo, enfim, parco resumo. Só lembranças, lembranças, é verdade! O coração palpita em consonância na tônica fremente da saudade. NOITES DE LUAR Ialmar Pio Schneider Estou de novo só... mas conformado porque posso enfrentar a solidão, sem esquecer também que no passado derramei minhas lágrimas em vão. É preciso entoar uma canção que venha merecer o teu agrado, isenta de qualquer desilusão como se nunca houvesse soluçado. Eu olho os céus e como antigamente as noites têm estrelas e luar que me permitem outra vez sonhar; e não me sinto triste nem contente porquanto a vida agora é diferente: tenho a poesia para não chorar... DOR CONSTANTE - Laís Costa Velho Em toda a terra, em todo o mar, Feriu o ar, E depois em todo o ar, feriu o mar, foi assim um grito forte chorou a terra. que aconteceu. varou o espaço frio de morte

SOL DE GALA

3

Walter Siqueira O sol é um holofote que ilumina as restingas, os cômoros e as praias do território verde que culmina onde as ondas entoam suas vaias. O tempo os vastos círculos domina e sobre o chão de sol estende as saias. Cedo, a festa dos pássaros termina, entre gerânios, entre samambaias. Pede-se aos céus mais luz e resplendores sem neblinas que ofusquem os fulgores das manhãs e das tardes de setembro. A noite que virá, o sol já posto, será apenas o hiato do desgosto de que não mais recordo nem relembro. SEMPRE ESPERANDO... Eduardo Cavalcante Silva Tenho saudades de ti, do teu perfume, dos teus bastos cabelos ondulados, dos teus carinhos e do teu ciúme nos tempos idos, de dois namorados! Agora que nos resta o azedume, que vivemos sozinhos, separados existe entre nós dois o frio lume de tantos sonhos bons, semi-apagados! Deste amor que foi chama, que foi vida resta apenas na pobre alma sentida um pouco de ilusão, já quase morta! Só me consola, olhando o teu retrato é ver que no silêncio do meu quarto eu trago sempre aberta a mesma porta! TROVAS DA LATINIDADE A trova é uma pequenina defesa que a gente tem; e por ser - tão só - latina, serve a nós... e a mais ninguém! E os grãos que ela dissemina crescem' em nós, fazem-nos bem; quando versa a alma latina, trova a nós... e a mais ninguém! Me orgulho de ser l atino, abençoada esta terra Brasil - gigante menino onde o vale beija a serra! Latinidade é a vida pulsando no coração, é sempre doce acolhida pra todo e qualquer irmão.

Se o vão não-ser te domina, se és... mas não sabes quem, perscruta-te a raiz latina, como nós... sente-te alguém! Diniz Felix dos Santos

A distância não é nada, quando unidos pelo amor. Latinidade é abraçada na rima do Trovador! Daura Rocha Resende

In "TROVAS DA LATINIDADE"-organizador: Diniz Felix dos Santos Festa no céu e na terra,/ Festa de cor e de luz.../ Toda beleza se encerra: / Em Belém nasceu Jesus. Votos de PAZ, Saúde, Felicidade, Sorte, Prosperidade e muita Poesia. Vera Maria Viana Borges

outubro, novembro e dezembro de 98  

Astros e Estros