Page 26

26

http://www.aauma.pt

Dizer

NÃO.

Talvez! SERVIÇO DE CONSULTA PSICOLÓGICA DA UMa (SCP-UMa)

“Não” firme; “não” que é sim; “não” que é talvez. Já lhe aconteceu concordar com algo que discordava? Ou em que a dificuldade em dizer um “não” seguro, abriu espaço para que a este se seguisse um “sim”, gerador de mal-estar? Situações em que, por exemplo, respondeu sim a um pedido que não podia/queria aceitar; deixou de expor uma opinião contrária; teve dificuldade em estabelecer um limite plausível; acabou por comprar algo desnecessário, face à simpatia e/ou insistência do funcionário... A dificuldade de dizer “não” nestas ou noutras situações, materializada na dificuldade em se expressar de forma assertiva, quando recorrente, gera desconforto e culpabilização, tendo impacto na forma como nos relacionamos com os outros e nos percepcionamos. Após ter dito um “não-talvez” ou um “sim forçado” são frequentes pensamentos que intensificam o mal-estar (“Não concordo com isto, mas se eles acham…; “Como vou sair agora desta situação?”), seguidos por uma tentativa de fuga à situação, inventando um compromisso/percalço/dor de cabeça,

que por vezes acaba por se manifestar realmente. É pois necessário refletir sobre o porquê desta dificuldade mais sistemática em dizer “não” e o que a poderá estar a manter. Tal poderá dever-se a um conformismo excessivo, não pensando de forma crítica sobre a situação. Poderá ainda querer evitar a desvalorização e/ou conflito, obter a aprovação do outro, ter receio de o desapontar ou que se sinta rejeitado.

Algumas verdades sobre o dizer “não”: Temos o direito de definir limites, atender às nossas necessidades e dizer “não”, desde que respeitando a outra pessoa. Temos o direito de pedir tempo para pensar e pedir alteração de comportamento “Não gostei do que fizeste. Por favor, não o faças novamente”. Temos o direito de errar, reconsiderar e mudar de ideias e, sobretudo, temos o dever de exercer um pensamento crítico e reflexivo. Não podemos esquecer que será sempre impossível

et al. #82  

Revista da Associação Académica da Universidade da Madeira.

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you