Page 1

A A P

jornal dos

JULHO/2012

APOSENTADOS e pensionistas

www.aapjr.org.br

ASSOCIAÇÃO DOS APOSENTADOS E PENSIONISTAS DE JUNDIAÍ E REGIÃO

nº 290

Justiça: "Buraco Negro" será revisto Quem recebeu pagamento extra pela revisão automática deve manter sua ação judicial

Praia do Francês, incluída no passeio a Maceió (AL)

MACEIÓ: Passeio de 19 a 26 de outubro. Restam poucas vagas. Faça sua reserva!

página 5

DESONERAÇÃO DA FOLHA DE PAGAMENTO:

Vista geral da Expoflora

HOLAMBRA: Visita à Explora, em 01 de setembro. Poucas vagas, inscreva-se! página 8

SORVETE: História de 3 mil anos página 7

Coloca em risco a Previdência e não gera mais postos de trabalho página 3


2

INFORMAÇÕES

JULHO/2012

Calendário pagamentos até 1 salário mínimo

1 2 3 4 5 6 7 8 9 0

JUNHO

JULHO

25/07 27/08 26/07 28/08 27/07 29/08 30/07 30/08 31/07 31/08 01/08 03/09 02/08 04/09 03/08 05/09 06/08 06/09 07/08 10/09

acima de 1 salário mínimo Final do benefício

JULHO

AGOSTO

1 e 6 2 e 7 3 e 8 4 e 9

01/08 02/08 03/08 06/08

03/09 04/09 05/09 06/09

5 e 0

07/08

10/09

Fique sócio da AAPJR

EXPEDIENTE Informativo da Associação dos Aposentados e Pensionistas de Jundiaí e Região. Rua XV de Novembro, 1336, Jundiaí/SP, cep 13.201-305. Fones: (11) 4586 1129 Site: www.aapjr.org.br Associação: aapjrdestaque@ gmail.com Farmácia: farmaciaaposentados @aapjr.org.br Diretor responsável: Marcos Tebom Jornalista responsável: Fé Martins Juncal - Mtb 0063416 Diagramação: Selma Cerri Tiragem: 15 mil exemplares

jornal dos

APOSENTADOS e pensionistas

Telefones e e-mail da AAPJR

JULHO/AGOSTO 2012

Final do benefício

A A P

O telefones da Associação dos Aposentados de Jundiaí e Região mudaram. Marque em sua agenda!

2º lote de restituição do IR já está no banco

A

Receita Federal abriu a consulta ao segundo lote de restituições do Imposto de Renda Pessoa Física 2012 no dia 9 de julho e os pagamentos com depósito em banco foram feitos no dia 16. O calendário de pagamento dos lotes regulares de restituições começou no dia 15 de junho e vai até

17 de dezembro. A consulta também poder ser feita pela internet no site da Receita. É possível também obter informações por meio do Receitafone, no telefone 146. Serão liberados também lotes da malha fina - restituições de declarações dos anos de 2011, 2010, 2009 e 2008.

Local

DDD Telefone

PABX

4586-1129

Tesouraria

11 4583-1191

Secretaria de Finanças

11 4583-1195

Secretaria Geral

11 4583-1193

Secretaria de Assuntos Jurídicos Secr Patrimônio e Gestão Depto Lazer e Cultura

11 4583-1194 11 4583-1196

11 4583-1197/ 4583-1198

Conheça os e-mails da AAPJR SITE: www.aapjr.org.br Institucional: aapjr@aapjr.org.br Assuntos Jurídicos: assuntosjuridicos@aapjr.org.br Depto de Lazer e Cultura: lazer@aapjr.org.br Facebook - Aapjr Associação dos Aposentados Jundiaí


A A P

PREVIDÊNCIA SOCIAL

jornal dos

APOSENTADOS e pensionistas

JULHO//2012

Criação de empregos cai em 4 setores com desoneração Você se lembra da política de desoneração da folha de pagamento para criar mais empregos?

O

s quatro setores beneficiados pela desoneração da folha de pagamento criaram, na média, 40% menos vagas formais de empregos nos primeiros cinco meses deste ano em relação ao mesmo período de 2011 no ano passado, juntos, eles abriram 67 mil vagas, número que caiu para 41 mil em 2012. Considerando todos os setores da economia, a queda na geração de empregos foi de 30% na mesma comparação, mas o desempenho na indústria foi pior que a média dos setores favore-

cidos, pois a abertura de vagas ficou 53,5% menor.

acontecendo em ritmo mais lento. (vide tabela abaixo).

Ritmo mais lento

Sem avaliação

Em vigor desde o início do ano, a política econômica proporcionou as empresas a isenção da alíquota de 20% sobre a folha de pagamento e, em troca, elas passaram a pagar um percentual - que varia de 1,5% a 2,5% - sobre o faturamento bruto, como forma de contribuição previdenciária. Em contrapartida, as empresas deveriam gerar empregos, o que, vem

A política de desoneração da folha de pagamento será ampliada em agosto. Quando decidiu pela ampliação, o governo anunciou que criaria um grupo para avaliar os efeitos da medida. Essa equipe formada por representantes do governo, trabalhadores e empresas, não se reuniu até hoje.

Posição da AAPJR A palavra de ordem da Associação dos Aposentados e Pensionistas de Jundiaí e Região permanece: Somos contra a desoneração da folha de pagamento, que extingue as contribuições sociais, e contra qualquer outra medidas que fragilize a Previdência Social.

Empresários comemoram e Previdência perde A desoneração da folha foi comemorada na fabricante gaúcha de calçados masculinos Pegada, na cidade de Dois Irmãos. Em 2011, com a alíquota de 20%, a empresa, que tem 1,9

mil funcionários, recolheu R$ 3,8 milhões para a Previdência Social. Segundo o diretor comercial, Astor Ranft, caso a taxa de 1% sobre o faturamento já estivesse em vigor, a Pegada teria reco-

lhido apenas R$ 1,3 milhão aos cofres públicos. Em resumo, uma economia para empresa de R$ 2,5 milhões e para a Previdência Social um prejuízo de R$ 2,5 milhões.

3


4

SAÚDE

JULHO//2012

A A P

jornal dos

APOSENTADOS e pensionistas

ANS penaliza planos de saúde Descumprimento de prazos mínimos para atendimento é principal motivo

A

decisão da Agência Nacional de Saúde Suplementar - ANS de suspender a venda de 268 planos de saúde de 37 operadoras no país, anunciada em 10 de julho, é uma punição ao descumprimento dos prazos mínimos de atendimento à população, instituídos em dezembro de 2011. No período de suspensão, os usuários não serão prejudicados pela medida, já que só a venda de novos planos está proibida. No primeiro semestre deste ano, foram registradas quase oito mil reclamações contra essas operadoras.

Campeões de reclamações Entre 2001 a 2012, a inflação foi de 115,26% e o índice de reajuste dos planos de saúde foi de 160,92%. O plano só recebe e não dá nenhum atendimento à população, criando um grave problema social e

econômico. Estudos do Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor apontam os planos de saúde como campeões de reclamações. Negativa de cobertura, reajuste abusivo de mensalidades e descredenciamento de médicos e hospitais são as queixas mais comuns.

Mercado privado não atende bem Os planos com as vendas suspensas atendem cerca de 3,5 milhões de pessoas, 7% dos 50 milhões de brasileiros que contam com assistência de saúde suplementar. Em dez anos, essas operadoras aumentaram a mensalidade em 50% a mais do que a correção dos salários dos aposentados. Em meio há tudo isso estamos vivendo uma situação grave na saúde pública. O Sistema Único de Saúde (SUS) não dispõe, infelizmente, de recursos suficientes para atender adequadamente à população brasileira. Em tal cenário, inúmeras famílias têm que recorrer ao mercado privado, que, também, não atende corretamente aos brasileiros.

www.oticasvisual.com.br

Visite o site da AAPJR: www.aapjr.org.br


A A P

BATALHA JUDICIAL

jornal dos

APOSENTADOS e pensionistas

JULHO/2012

5

Justiça concede revisão aos aposentados do "buraco negro" Quem recebeu pagamento extra pela revisão automática deve manter sua ação judicial

O

Tribunal Regional Federal da 3ª Região (TRF 3) mandou o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) incluir um benefício do período do “buraco negro” na lista da revisão pelo teto para que os atrasados sejam pagos no mesmo cronograma da correção que é feita nos postos. O INSS desistiu de recorrer da decisão e o processo já foi devolvido para a Vara Federal de São Bernardo do Campo, onde ação foi iniciada, para cálculo dos atrasados e do reajuste do benefício. O segurado se aposentou em maio de 1990 e, após uma correção feita pelo INSS, teve o benefício limitado ao teto. A mulher dele recebe pensão por morte calculada sobre a aposentadoria.

cisões favoráveis na Justiça. Todos os aposentados que acionaram o INSS através da Justiça para a revisão do teto, mesmo que tenham recebido o pagamento da revisão automática, devem continuar com as suas ações, pois ao final da execução serão apuradas as diferenças acrescidas de juros e correção monetária, o que não é pago administrativamente pelo INSS.

Orientações

Entenda mais Muitos benefícios concedidos no período do ‘buraco negro’ foram calculados sobre 20 salários mínimos e limitados a tetos que não chegaram a 10 salários, o que demonstra a distância entre a base contributiva do

segurado e o valor de sua aposentadoria. Esta situação é extremamente injusta e precisa ser corrigida. Mesmo os benefícios concedidos após o período do “buraco negro”, a partir de 05/04/91, compreendidos na revisão administrativa do INSS, vêm encontrando de-

Programa Saúde em Ação Artrite e artrose: palestra dia 27, às 15h, na sede da Associação

P

alestra sobre artrite e artrose, no dia 27 de julho, às 15h, na sede da AAPJR. O quê saber e como tratar? Com o palestrante Dr. José Augusto Dias Lopes – médico reumatologista. A atividade é organizada pela Farmácia ArtMed, com apoio da AAPJR

1) Quem ainda não deu entrada no pedido de

revisão judicial, principalmente se teve o benefício concedido entre 05/10/88 e 04/04/91, precisa procurar seus direitos com urgência. 2) Antes de entrar na Justiça é indispensável que seja feito um cálculo inicial para descobrir se existe diferença a ser reclamada, por isso a orientação da Associação dos Aposentados de Jundiaí é importante, para não cair em golpes e falsas promessas.

Visite o site da AAPJR Fique bem informado. Faça perguntas. Esclareça suas dúvida. Encaminhe sugestões e suas opiniões!


6

BENEFÍCIO

julhO//2012

A A P

jornal dos

APOSENTADOS e pensionistas

Fator previdenciário sem definição Proposta prevê fórmula móvel para cálculo

A

reunião entre o ministro da Previdência, Garibaldi Alves Filho e a presidente Dilma Rousseff que decidiria o futuro do fator previdenciário foi cancelada. Na última reunião para discutir o assunto foi proposta uma fórmula móvel para o cálculo da aposentadoria. Na nova conta, a soma da idade e do tempo de contribuição seria adaptada na medida em que aumentar a expectativa de vida dos brasileiros. O governo tinha a expectativa de fechar um acordo com os líderes de partidos da base aliada na Câmara dos Deputados a fim de aprovar as alterações no fator previdenciário, que reduz em até 40% o valor das aposentadorias. Para a Associação dos Aposentados, o cancelamento é uma estratégia do governo para ganhar mais tempo para discutir internamente o assunto. O projeto deverá ser votado em agosto, quando os deputados voltarem do recesso parlamentar que começa em 18 de julho e vai até o dia 31. Também deverá ser discutida a possibilidade de fixação de idade mínima. Segundo a proposta 85/95, que está em negociação, o tempo de contribuição ao INSS será somado à idade do contribuinte. Ao chegar ao total de 85 anos (mulheres) ou 95 anos (homens), o aposentado receberá o salário integral respeitado o teto da Previdência (atual-

mente, de R$ 3.916,20), sem nenhum desconto. A expectativa é que, com o cálculo 85/95, haja aumento médio de 20% nas aposentadorias.

Como funciona hoje A regra atual estabelece que a aposentadoria dos contribuintes do INSS seja feita de acordo com a combinação de dois crité-

rios: idade mínima (65 anos para homens e 60 anos para mulheres; e 60 anos para homens e 55 anos para mulheres que exercem trabalho rural) e tempo de contribuição (35 anos para homens, 30 anos para mulheres). Caso a aposentadoria do contribuinte seja feita anteriormente ao cumprimento de algum desses dois critérios, o valor a

ser recebido pelo trabalhador é calculado de acordo com uma fórmula – o fator previdenciário –, que leva em consideração o tempo de contribuição do trabalhador, a alíquota paga, a expectativa de sobrevida e a idade da pessoa no momento da aposentadoria. Segundo dados da Câmara dos Deputados, nos últimos quatro anos mais de 44

mil pessoas entraram em contato com a Casa para pedir o fim do fator. A outra proposta, elaborada pelo Ministério da Previdência Social, cogita fixar a idade de aposentadoria segundo a expectativa de vida no País. Apesar de fixa, essa idade poderia ser modificada no futuro, quando houver mudanças nessa expectativa.


A A P

CURIOSIDADES

jornal dos

APOSENTADOS e pensionistas

julhO//2012

7

A longa história do sorvete compraram 217 toneladas de gelo, vindas em um navio norte-americano, e começaram a fabricar sorvetes com frutas brasileiras. Na época, não havia como conservar o sorvete gelado e, por isso, tinha que ser tomado logo após o seu preparo.

Você sabia que esta delícia existe há mais de 3.000 anos?

A

história começa com os chineses, que misturavam neve com frutas fazendo uma espécie de sorvete. Esta técnica foi passada aos árabes, que logo começaram a fazer caldas geladas chamadas de sharbet, e que mais tarde se transformaram nos famosos sorvetes franceses sem leite, os sorbets. Nos banquetes de Alexandre, o Grande, na Grécia, e nas famosas festas gastronômicas do imperador Nero, em Roma, os convidados já degustavam frutas e saladas geladas com neve. O imperador mandava seus escravos buscarem neve nas montanhas para misturar com mel, polpa ou suco de frutas. O gelo era estocado em profundos poços construídos pelo povo.

Itália e França Porém, a grande revolução no mundo dos sorvetes aconteceu com o explorador Marco Polo, que trouxe do Oriente para a Itália, em 1292, o segredo do preparo de sorvetes usando técnicas especiais. Assim a moda dos sorvetes espalhou-se por toda a Itália, e quando Catarina de Médici casou-se na França com o futuro Henrique II, entre as novidades trazidas da Itália para o banquete de casamento

Corra!

estavam as deliciosas sobremesas geladas, que encantaram toda a corte. Mas o grande público francês só teve acesso a estas especialidades um século depois, quando Francesco Procópio abriu um café, em Paris, que servia

bebidas geladas e sorvete tipo sorbet.

Estados Unidos Os sorvetes se espalharam por toda a Europa e logo chegaram também aos Estados Unidos. A primeira

produção de sorvete em escala industrial ocorreu neste país, há 40 anos. Hoje, no mundo todo, quem mais fabrica sorvete são os norte-americanos. No Brasil, o sorvete ficou conhecido em 1834, quando dois comerciantes cariocas

Um anúncio avisava a hora exata da fabricação. O primeiro anúncio de sorvete apareceu em São Paulo, no dia 4 de janeiro de 1878, contendo a seguinte mensagem que anunciava a hora exata da fabricação: “SORVETES - Todos os dias às 15 horas, na Rua Direita, nº 44”


8

VIVER A VIDA!

JULHO//2012

A A P

jornal dos

APOSENTADOS e pensionistas

Cultura e Lazer na Associação Destaque é o passeio a Maceió (AL) e a Expoflora, em Holambra, ambas, com últimas vagas

P

articipe das atividades de lazer e cultura programadas pela Associação dos Aposentados, todos com coordenadores e acompanhantes da AAPJR. O destaque desta programação é o passeio a Maceió (AL), de 19 a 26 de outubro, para o qual restam poucas vagas. Faça já sua reserva! Todas informações das atividades podem ser obtidas no Departamento de Lazer e Cultura, na sede da Associação dos Aposentados.

Maceió e Expoflora: Últimas vagas

Vista de uma das belas praias de Maceió

n

Maceió (AL): de 19 a 26 de outubro Hospedagem no Hotel Costa Mar, com meia pensão, seguro viagem, transporte AAPJR/ aeroporto/AAPJR, aéreo pela TAM, traslado aeroporto/hotel/ae-

roporto, city tour em Maceió, passeio na Praia do Francês e guia turístico local. n Holambra (SP): 01 de setembro (sábado) transporte, e ingresso para a Expoflora.

n Pesqueiro Maeda em Itu (SP): 28 de julho (sábado) Inclui transporte, café da manhã, almoço, uso de piscina, passeios (trenzinho, carruagem, pedalinho e teleférico). n Salesópolis (SP): 12 de agosto (domingo) – Com transporte, guia turístico local, ingressos dos atrativos e almoço.

Vista geral da Expoflora

n São Paulo (SP): – 09 de outubro (terça-feira): Visita ao Parque Jaraguá, ao Mercado Municipal e ao Centro Cultura do Banco do Brasil, com transporte, seguro viagem e kit lanche. n P r a i a G r a n d e (SP): de 8 a 12 de novembro (quinta a

Ginástica - Exercícios físicos estão entre as atividades mais saudáveis que você pode fazer. Porém, algumas pessoas são relutantes em praticá-los. Alguns têm medo que sejam muito extenuantes ou que possam prejudicá-los. Estudos mostram que exercícios físicos são seguros para todas as faixas etárias e que mais prejudicial à saúde é não praticá-los. As aulas na AAPJR são gratuitas. l 1ª Turma – segundas-feiras, das 8h às 9 horas. l 2ª Turma – quintas-feiras, das 8010 às 09h10.

Yoga - A prática de uma Yoga adequada proporciona benefícios em grande escala. As aulas são na AAPJR, todas segundas-feiras, com duas três turmas: l 1ª Turma – das 09h10 às 10h10. l 2ª Turma – das 10h15 às 11h15. l 3ª Turma – das 14h às 15 horas.

Passeios e viagens To d o s c o m a c o m p a nhantes coordenadores da AAPJR.

Atividades físicas

segunda-feira)– Com passeio de escuna, hospedagem com pensão completa, transporte e seguro viagem. n Paranapiacaba (SP): 25 de novembro (domingo) Transporte, seguro viagem, guia local, almoço e ingresso no expresso turístico.

Dança – A dança é a expressão rítmica do corpo e

oferece muitos benefícios, tanto físicos como sociais e psicológicos aos seus praticantes. Participe, venha dançar na AAPJR. As aulas são todas as terças-feiras, das 09h15 às 10h15.

Tai Chi Chuan - No ocidente a atividade é apreciada principalmente por sua relação com a meditação e com os benefícios que sua prática proporciona à saúde, oferecendo aos que experimentam o ritmo de vida veloz das grandes cidades um referencial de tranquilidade e equilíbrio. Popularmente conhecido pelos movimentos lentos, suaves, circulares e longos, é considerado por muitos como uma forma de meditação em movimento. As aulas são na Associação, todas as quartas-feiras, das 09h15 às 10h15. Coral – Muitos são os benefícios trazidos pela música. Nas aulas de ensaio do Coral da Associação dos Aposentados você tem noções de ritmo, desinibição, faz novos amigos e, o mais importante, tudo com muita alegria.

Novidades: Ritmo e artesanato n Aulas de ritmos na AAPJR – Estamos formando turmas: Diversos ritmos, em uma só aula, podendo ser desenvolvida individualmente e de forma simples e divertida.

n Oficina de Artesanato – Quer aprender a fazer pintura em caixinhas artesanais? Estamos formando turmas!

PARTICIPE!


jornal julho 2012  

jornal julho 2012

Advertisement
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you