Issuu on Google+

O DEFENSOR

Informativo do Departamento Jurídico XI de Agosto e da Associação dos Amigos do Departamento Jurídico Ano 2, Número 16 - São Paulo, Junho de 2008

Obrigado, Dona Lúcia Departamento Jurídico dá seu adeus à querida funcionária Maria Lúcia Cantarino Leopoldo HAMILTON KUNIOCHI Especial para O DEFENSOR

tanta correria. Não sabia o que era um escaninho, nem o nome de todo mundo. Durante seu primeiro ano de DJ a D. Lúcia ficou em dúvida se continuava ou não, porque ela estava acostumada com outro ritmo, já que havia trabalhado durante vinte anos em uma transportadora, atendendo transferindo dezenas de linhas telefônicas. Em maio do ano passado, Dona Lúcia fez uma bateria de exames e descobriu estar com leucemia. Comunicou à diretoria, que decidiu que ela poderia se afastar o tempo que precisasse enquanto realizava o tratamento, e o DJ continuaria pagando seu salário como se ela estivesse trabalhando normalmente.

Dona Lúcia iniciou o tratamento, tendo sempre como intenção voltar ao DJ e reassumir a sua cadeira. Agarrou-se firme a esse objetivo. Os estagiários lhe enviaram cestas de café da manhã, flores e fizeram algumas visitas. Dona Lúcia também visitou rapidamente o Jurídico algumas vezes, acompanhada por seu filho. Fez quimioterapia e a doença parecia sob controle. Neste ano, a atual Gestão optou por contratar uma funcionária temporária para suprir a ausência de D. Lúcia até o seu retorno. No ano passado, eram os calouros que se revezavam no atendimento do telefone. Otimista, D. Lúcia mandou recado, dizendo estar com saudades e que pretendia voltar

no fim de maio. Infelizmente, ela piorou, passou pela UTI e não resistiu. O corpo de D. Lúcia foi velado no Complexo Hospitalar Padre Bento, em Guarulhos, cidade em que vivia com sua família. O funeral se deu também em Guarulhos, e o DJ foi ali representado por advogados, funcionários e estagiários. No dia 6 de junho, na Igreja de São Gonçalo, na Praça João Mendes, foi rezada a missa de sétimo dia, com presença de muitos membros do Jurídico. Sentiremos muita falta de seu carinho, de sua simpatia e do excelente trabalho que desempenhava no DJ desde 1999.

“O DJ perdeu uma mãe. A sala da telefonista não será mais a mesma. Sua presença era tão marcante que, mesmo após um ano sem a presença de nossa mãezinha, é simplesmente impossível chamar a pessoa que atende os telefones de outro nome que não o carinhoso ‘D. Lúcia’.” JOSÉ ARANDA NETO, diretor administrativo do DJ

ários, recebia descarregadas de clientes, atendia a muitos pedidos de estagiários e fazia tudo bem, rápida e atenciosamente. Nunca poderia haver alguém a criticá-la como pessoa ou profissional. Ela conhecia todos os estagiários, lembrava-se dos mais velhos. Acho que trabalhar no DJ a deixava com o espírito jovem.” RAFAEL VIEIRA, adv. Orientador

de como trabalhar no Jurídico foi decisivo na vida dela, o que só percebi ouvindo os relatos emocionados dos filhos.” MANUELA SCHREIBER, adv. Orientadora

DO, antiga estagiária

“D. Lúcia sempre estava de bom humor, mesmo num ambiente carregado e tenso como por vezes se torna o DJ. Ouvia os clientes reclamarem dos estagi-

“Ainda me lembro da D. Lúcia chegando ao Jurídico pela primeira vez mas, sempre pensando no quanto ela era importante para nós, nunca me dei conta

No dia 30 de maio o Departamento Jurídico do Centro Acadêmico XI de Agosto sofreu uma perda irreparável: faleceu Maria Lúcia Cantarino Leopoldo, a prestativa telefonista; a Dona Lúcia. No dia 8 de junho deste ano, Dona Lúcia completaria 9 anos à frente do telefone mais tocado da Praça João Mendes. Começou em 1999, após uma entrevista de emprego feita com o diretorpresidente Humberto Monteiro da Costa. Segundo depoimento da D. Lúcia à diretora Thalyta de Carvalho, em reportagem publicada na edição nº 3 de O DEFENSOR, em maio de 2007, no começo, ficou preocupada ao ver tanta gente e

DEPOIMENTOS “Lembro do dia em que a diretoria de 1999 disse que havia escolhido a nova secretária. E lembro também do primeiro dia de trabalho da D. Lúcia no DJ, procurando loucamente pelos escaninhos dos estagiários. Nas vezes em que falei com ela, no hospital e por telefone, ela estava muito tranqüila e certa de que ficaria bem. Muitas saudades.” GABRIELA AZEVE-

PARCEIROS DO DEPARTAMENTO JURÍDICO XI DE AGOSTO

“Os filhos da D. Lúcia nos disseram que o trabalho no Jurídico era algo de que ela gostava muito, era gratificante e servia de motivação para que ela encarasse o tratamento. Ela tinha o desejo de ser curada da doença e poder voltar a trabalhar. Esperava poder retornar. Infelizmente não foi assim que aconteceu. Ter a D. Lúcia valeu a pena para o DJ. Bom saber que, para ela, o DJ também valeu.” HAMILTON KUNIOCHI, diretor financeiro da AADJ


ANO 2 NÚMERO 16

EDITORIAL

2 - O DEFENSOR. JUNHO DE 2008

AINDA SOBRE A BOLSA-ESTÁGIO

O

número de casos patrocinados pelo passou de aproximadamente 1.600 para 1.900 casos no mês de maio. Aumentou, também, a quantidade de audiências realizadas. Como o valor destinado ao pagamento de estagiários e advogados colaboradores provém quase em sua totalidade do convênio existente entre o Departamento Jurídico e a Defensoria Pública do Estado, a elevação do número de audiências acarreta

redução na quantia disponível para o pagamento dos plantonistas. Para dar uma idéia do problema, em junho do ano passado foram contados 1.494 casos, constituindo portanto uma diferença de quase 420 casos. Como o Departamento Jurídico remunera seus estagiários proporcionalmente à quantidade de casos por eles cuidados, o valor por caso era proporcionalmente maior.

O pagamento dos estagiários plantonistas costuma ser complementado por verbas provenientes de outros convênios. Apesar disso, necessidades surgidas recentemente obstaram a manutenção do valor pago até então aos estagiários. A despesa aumentou em razão da contratação de escritório de contabilidade para organização dos livros-caixa (por exigência da Defensoria Pública), da admissão da fun-

cionária Amanda e da alta do valor do condomínio. Poético, o diretor administrativo Addas Oliveira acredita que todos devem atuar como verdadeiros arautos do DJ, pois é competência de todos a busca por soluções para os problemas do Departamento. Enquanto isso, os tesoureiros Ana Watanabe e Daniel Caldas afirmam que o Jurídico está negociando dois novos convênios.

DJ quer ajudar Xaxá Vitão, o superstar da reportagem local

Há algum tempo, José da SilvaXavier, o Xaxá, querido fotógrafo do dia-a-dia da Faculdade de Direito passa por algumas dificuldades financeiras. Ele vive de aluguel há muitos anos e, apesar de seu espírito jovem, sente-se cansado e querendo se aposentar. O que ganha por seus pequenos trabalhos não é suficiente. O Departamento Jurídico XI de Agosto, procurado por Xaxá, resolveu abraçar a causa, e, após contatar e sensibilizar para a causa o Dr. José Carlos Madia de Souza, presidente da Associação dos Antigos Alunos da Faculdade de Direito,

esta doou centenas de pequenas e belas aquarelas pintadas pelo artista Edilson de Souza, que retratam em dois momentos diferentes a fachada da Academia: no século XIX e nos dias atuais. A venda dos quadros será revertida em benefício do Xaxá. Por iniciativa entusiástica do diretor-presidente do DJ, Danilo Carlotti, o Jurídico colaborará com Xaxá na venda das aquarelas, que estarão disponíveis no Hall dos Elevadores da Faculdade e na Sala da Diretoria do Departamento Jurídico. Uma aquarela custará R$30,00 e o kit com duas (retratando as duas fachadas da Faculdade), sairá por R$50,00.

da reportagem local

TIO SAM À VITÃO — quer você no DJ

A nova campanha de divulgação do Departamento Jurídico na Faculdade causou enorme sucesso entre alunos, professores e funcionários. Vitão é o garotopropaganda da vez, que convoca novos estagiários fazendo pose de Tio Sam. Ao seu estilo, contudo... “É melhor o Jurídico fazer mais cartazes, porque estão dizendo pra mim que vão levar os que têm. Querem até fazer camisetas com o desenho do cartaz”, comentou Vitão. A diretoria não descarta a hipótese de fazer uma camiseta especial com a foto de seu mais famoso funcionário.

A AADJ PRECISA SABER Envie e-mail para:

Amigo do DJ, a Associação quer mudar o valor e a periodicidade do seu boleto de contribuição.

amigosdodj@yahoogrupos.com.br

O que você prefere?

NOTÍCIA BREVE

Estagiários se qualificam em Direito Previdenciário ADDAS OLIVEIRA editor especial de notícias breves

Durante o mês de junho foram realizadas pequenas palestras de Direito Previdenciáriono fim do expediente, na Sala Paulo Gerab. O objetivo deste pequeno curso foi capacitar os estagiários do Jurídico a atender às demandas de clientes que pedem orientações sobre a matéria, bem como

apreender os conhecimentos necessários para entrar em juízo. O curso contou com a participação de profissionais da área, como juízes federais e procuradores do INSS, convidados pelo estagiário André Bergamaschi e pela Diretoria de Assuntos Externos. Como são importantes essas iniciativas que privilegiam a formação dos estagiários do Departamento!

ATENÇÃO: O E-MAIL INFORMADO NA EDIÇÃO ANTERIOR ESTAVA ERRADO. SE VOCÊ JÁ ENVIOU SUA RESPOSTA, POR FAVOR, ENVIE-A NOVAMENTE PARA NÓS

EXPEDIENTE O DEFENSOR é uma publicação mensal do Departamento Jurídico do Centro Acadêmico XI de Agosto da Faculdade de Direito do Largo São Francisco e da Associação dos Amigos do DJ NÚMEROS ATRASADOS, SUGESTÕES E CRÍTICAS: Praça João Mendes, 62 - 17º andar — São Paulo, SP - CEP 01501-902 Tel/Fax (11) 3107-1932 E-mail: diretoria@djonzedeagosto.org.br www.djonzedeagosto.org.br

DJ XI DE AGOSTO Gestão 2008 DIRETOR PRESIDENTE

Danilo Panzeri Carlotti DIRETORA SECRETÁRIA-GERAL

DIRETORES DE ESTÁGIO

Fausto Dalmaschio Ferreira Nádia Guerlenda Cabral Michèle Diz y Gil Corbi

Carolina Frare Lameirinha

AADJ Gestão 2008-09

DIRETORES TESOUREIROS

PRESIDENTE

Ana Lúcia Sayuri Watanabe Daniel de Castro Caldas

DIRETORES SECRETÁRIOS

DIRETORES DE ASS. EXTERNOS

Débora Cristina Pezzuto André Luis Castro de Carvalho DIRETORES ADMINISTRATIVOS

José Sanches Aranda Neto Addas Nascimento Oliveira

Otavio Pinto e Silva Rodrigo Ribeiro de Sousa Sérgio Salomão Shecaira DIRETORES

Hamilton Kenji Kuniochi Renato Pais Lopes Bruno Redondo Gustavo Ribeiro de Macedo

Equipe O DEFENSOR EDITOR RESPONSÁVEL

Hamilton Kuniochi REPORTAGENS

Adriano Buosi Daniel de Castro Caldas Danilo Panzeri Carlotti Fernando Bezzi José Neto IMAGENS E FOTOGRAFIAS

Arquivo DJ Xaxá OS ARTIGOS ASSINADOS NÃO REPRESENTAM NECESSARIAMENTE A OPINIÃO DESTE JORNAL.


O Defensor nº 0016