Page 9

E-agora? Empresas do século XX, profissionais do século XXI - Setembro 2010

“A revolução é lenta mais irreversível, então não use velhos mapas para descobrir novas terras.”

A Bordo da Comunicação: Não vemos essa diferença somente em empresas, mas também no ensino. Professores com metodologias do século XX e alunos que não se adaptam, pois já estão no século XXI, bem como a política no Brasil, entre tantos outros exemplos. Você acredita que isso tudo está longe de ser mudado? Gil: Vivemos a era do aprendizado durante toda a vida! Pensadores globais pensando na educação personalizada, em um modelo pós-gutemberg. É um mundo fantástico, mas de dualidades, um hiato de gerações, um hiato de séculos. Entretanto, não se esqueça: “Ser Jovem hoje não tem nada a ver com idade e sim como você encara as mudancas.” Mas, o Brasil tem evoluído muito na educação progressista, Fundação Roberto Marinho e suas formas de Paulo Freire, vanguardistas! EAD do Sebrae Nacional capitaneado pela educadora Márcia Matos são alguns dos bons exemplos. A revolução é lenta mais irreversível, então não use velhos mapas para descobrir novas terras.

“As empresas do século XX só pensam no lucro e nos P’s de produto, preço, ponto de venda, enquanto os novos profissionais valorizam os novos P’s de Pessoas, Planeta e, por fim, Profit (Lucro).”

w w w . a b o r d o d a c o m u n i c a c a o . c o m . b r

9

Revista A Bordo da Comunicação  

Tema: E agora? Empresas do século XX e Profissionais do Século XXI

Advertisement