Page 26

E-agora? Empresas do século XX, profissionais do século XXI - Setembro 2010

“É preciso pensar de maneira global para conseguir um crescimento local.” As empresas exigem cada vez mais de seus profissionais, querem colaboradores dedicados, instruídos, assertivos, organizados, competentes e com todos os adjetivos positivos presentes no dicionário. Atualmente, as facilidades para formar profissionais, como financiamentos estudantis e cursos à distância, já não são empecilhos. Entretanto, o que acontece quando toda a preparação feita ao longo de uma vida de estudos é desperdiçada por empresas que não sabem conduzir seu profissional para o crescimento da organização? Por que ainda existem empresas que têm espelhos nas paredes ao invés de janelas? As empresas devem se preocupar mais com o que acontece fora dela. É claro que a comunicação interna é importante, diria até que ela é algo vital para o sucesso de uma organização, porém, para a plenitude do sucesso, fatores externos tam-

bém devem ser levados em conta. Há questões econômicas, políticas e sociais a serem observadas e hoje, mais do que nunca, existem as questões ambientais. O século XXI, até o momento, tem como ponto forte o avanço tecnológico que contribuí para todos os outros fatores citados anteriormente. A tecnologia, além de facilitar a comunicação, também atua como aliada à ideia de sustentabilidade, já que a internet colabora – e muito – para a diminuição do consumo de papel. É evidente que a inclusão digital é algo cada vez mais presente em todas as classes. As profissões estão informatizadas, mas, ainda assim, há empresas que não se renderam totalmente à Era Digital. É impossível uma empresa sobreviver sem ter ao menos traços dessa era, mas, para conseguir algo além da sobrevivência, precisam acreditar no potencial que o mundo virtual possui. A necessidade de estar conectada ao mundo é tão importante quanto ao se comunicar com seus próprios colaboradores. É preciso pensar de maneira global para conseguir um crescimento local.

O Século XX foi marcado pela Revolução Industrial e o Século XXI, pela Revolução Tecnológica e, assim como as empresas se adequaram ao modo industrial de produção, também devem se adaptar às tecnologias digitais, afinal, seu público já está totalmente imerso nesse mundo e, é preciso enxergar com os olhos do cliente para fazer um produto que o agrade. É preciso ter contato direto para saber quais as suas percepções sobre o produto ou serviço que está oferecendo e, não existe nada melhor para tornar isto mais fácil do que a internet. Podemos afirmar que os profissionais evoluem mais rápido do que as empresas, pois é mais fácil mudar o comportamento de uma parte do que de um todo. Para entrar totalmente nesta Era de Revolução Tecnológica, as empresas devem ter em mente que não estão atirando no escuro ao investir neste tipo de comunicação, independente de qual seja seu público, ele estará familiarizado com as novas mídias. É muito melhor interagir com uma empresa do que ter uma comunicação passiva.

w w w . a b o r d o d a c o m u n i c a c a o . c o m . b r

26

Revista A Bordo da Comunicação  

Tema: E agora? Empresas do século XX e Profissionais do Século XXI