Page 21

E-agora? Empresas do século XX, profissionais do século XXI - Setembro 2010 Uma organização é um conjunto de meios que tem como característica produzir e oferecer produtos e/ ou serviços com o objetivo de satisfazer as necessidades e desejos de consumidores. Para isso se faz necessário a união de diversas atividades como: material humano, matéria prima, energia e tecnologia. São os fatores que juntos desenvolvem produtos ou formam os serviços oferecidos pelas organizações ou empresas aos consumidores. Toda organização deve ter como prioridade o planejamento estratégico ou um plano de negócios. Faz-se necessário definir o quanto antes a sua missão, objetivos, conceitos, metodologia de trabalho e perspectivas de lucro. Saber quem é, para onde vai e quais os melhores caminhos e decisões a se tomar. Toda empresa precisa de um investidor, peça responsável por capitalizar a empresa, organizando a estrutura física, material e equipe de funcionários, para a obtenção de lucro. É necessário haver um capital de giro a fim de gerar uma movimentação financeira da empresa no mercado. É claro que há um risco, mas o verdadeiro empreendedor deve ter como uma das principais características, a coragem. Aliado ao investidor, existem os colaboradores que desempenham as suas funções com base em todos os ideais da empresa e seus respectivos salários. Em paralelo, existem os financiadores como bancos, que em caso de empréstimos recebem em longo prazo o recurso emprestado com os juros determinados. Por fim, os fornecedores que oferecem os insumos necessários para que a empresa funcione, seja através de serviços ou produtos fornecidos ao mercado.

organizações do século XXI. Como exemplo, podemos citar o Ambiente. O Ambiente é uma eterna mutação, de mudanças internas e externas, conceituais e práticas. Consideram-se dois pontos: O Ritmo das Mudanças e A Qualidade das mudanças. Uma das principais qualidades das empresas de hoje é desenvolver internamente uma função voltada à adaptação. Na natureza sobrevivem não os maiores ou os mais fortes, mas aqueles que têm maior capacidade de adaptação, já dizia Charles Darwin.

“Deixemos de lado o conceito “empresa – cliente” e caminhemos a uma filosofia “de pessoa pra pessoa”, onde não existem mais consumidores da marca e sim “amigos da marca”, onde não existam mais empregados, nem funcionários e sim colaboradores e mobilizadores da marca. ” Cada setor da atividade econômica tem sua dinâmica própria. Alguns se caracterizam por uma maior estabilidade e outros, pela volatilidade. Empresas como: Americanas, Magazine Luiza, Siciliano, Livraria Cultura, Ponto Frio e Colombo, enxergaram a força da Internet e procuraram se adaptar. Hoje, são na Internet tão fortes quanto no meio tradicional. É fundamental que as estratégias de ambas estejam bem alinhadas tanto no ambiente on-line quanto off-line, integradas em um modelo crossmedia.

É necessário que toda empresa esteja Vários aspectos são fundamentais adaptada ao que vem acontecendo para a continuidade e sucesso das em seu mercado, trabalhar em um

filtro a fim de afunilar tudo que é feito de novo e de bom no mercado para que se possa antecipar e trabalhar a questão da inovação mercadológica a seu favor. Muitas vezes as variáveis escolhidas não são as mais relevantes, mas aquelas que estão disponíveis. Procure estar sempre “antenado”. O mercado vive e é necessário “vivê-lo”, de forma pró ativa e participativa. É interessante observar que quanto menor o empreendimento, mais capacidade de adaptação ele necessita ter para se destacar e manter-se no mercado. Comoaspessoas,asempresastambém sofrem desgastes com o tempo e é necessária uma manutenção para que não atrapalhe a produtividade da mesma. Para isso, é sugerido que se crie um ambiente mais flexível e alegre, com base na criatividade. É fundamental que se conheça o ambiente ao qual se trabalha. Para entender melhor o ambiente nas organizações, através de elementos que afetam todos os participantes, é usado a análise PEST com os seguintes tópicos a serem estudados: Fatores Políticos, Econômicos, Sócio-culturais e Tecnológicos. A partir daí se desmembra através da: Política de distribuição de renda, regulamentação das atividades econômicas, barreiras alfandegárias, subsídios, incentivos, taxas de juros, inflação, desemprego, taxa de crescimento, religião, atitude com relação ao trabalho, diferenças de comportamento entre sexos, aspectos étnicos, consciência sobre direitos do consumidor e ambientais, diferenciais intra e inter regionais, possibilidade de oferecer produtos mais inovadores, novas formas de comercialização e distribuição disponível, novas formas de comunicação com o mercado. Enfim, a Análise PEST, por meio da seleção adequada das variáveis mais

w w w . a b o r d o d a c o m u n i c a c a o . c o m . b r

21

Revista A Bordo da Comunicação  

Tema: E agora? Empresas do século XX e Profissionais do Século XXI

Advertisement