Issuu on Google+

Viverno

HARAS · Ano 2 · Dezembro 2010

11

· 11 4158 6184 / 4159 7944

Equipe Responsável: Paulo Goulart, Marisa Souza e Pedro Caetano · Impressão: Gráfica VIP

Participe do jornal! Escreva um e-mail para: viver@a9editora.com.br

Editorial Dezembro: o Haras enfeitado e iluminado, trazendo alegria e brilhos nos olhos aos que caminham pelo condomínio. Férias: as crianças querendo aproveitar ao máximo esse período. E os pais querendo se organizar para que tudo fique em harmonia com a família, com os vizinhos. Já temos a nova diretoria do condomínio para 2011 e a nova Presidente do Haras compartilha perspectivas para a gestão que vai se iniciar. Então é Natal: "e o que a gente fez? O ano termina, e começa outra vez... Que seja feliz quem, souber o que é o bem" (*). Que o espírito Natalino invada os corações e continue a existir ao longo de 2011. (*) Trecho da música "Então é Natal" de Cláudio Rabello

Férias e nossas crianças

T h éo

nhadas por um responsável ou deixá-las com tela de proteção. Aproveitar e fazer com que esse período seja só motivo de alegria e momentos inesquecíveis: Vale a pena organizar, combinar e relaxar com os horários, permitindo que a preguiça se aconchegue. Uma pausa na rotina dentro de casa, mas com imaginação, afinal, férias são férias e não importa onde aconteçam. Acesse bit.ly/vh11-criancas e confira algumas dicas para toda família.

ia e

Chegaram as férias, acabaram-se as aulas! Mudam-se os horários, a rotina: comilanças, bagunça, barulho... e acabou também o sossego dos pais? Sem dúvida, é preciso redobrar os cuidados com os filhos, os pequenos, principalmente. Porém, a ideia de que as crianças dão muito trabalho, quando estão de férias em casa, é em função de acreditarmos que os filhos precisam de atenção o tempo todo, pensarmos que precisam que o pai e/ou a mãe brinquem com eles, inventem mil brincadeiras. Porém, mais do que adultos, eles precisam da companhia de crianças para brincar! A supervisão dos adultos é fundamental e bem vinda, seja em casa, no quintal, na calçada... As crianças devem estar sempre acompanhadas por um responsável, que poderá socorrê-las imediatamente no caso de um acidente, bem como evitar que brinquem em locais perigosos ou com brincadeiras inadequadas. Na piscina, todo cuidado é pouco, elas devem estar sempre acompa-

íc Let

1


Ano Novo, nova gestão

Nova Diretoria

Dia 30 novembro tivemos a assembleia para eleição da nova diretoria. Aqui, entrevistamos a presidente eleita, sra. Ede Cury. Viver no Haras: Quais as perspectivas para 2011? Ede Cury: Muito trabalho, mas com a colaboração de todos os moradores! Quais os planos para Haras? Essa diretoria vem com o objetivo de, a cada dia, lembrar os moradores do Haras da importância da participação do morador. Importante, importantíssima em todos os sentidos. Iremos traçar um planejamento, com metas a serem cumpridas, que estará no nosso site em janeiro, quando assumo. Quais as prioridades da nova gestão? As prioridades são muitas: desde a retomada do lago; finalizar a implantação do sistema de segurança,que é complexo e repleto de detalhes; resolvermos de vez a malha viária do Haras e a iluminação; regularizar o Haras e, principalmente, sanar os problemas de abuso de lixo, entulho e desrespeito com a natureza e com as pessoas que aqui vivem! Como a comunidade do Haras pode colaborar neste momento de mudança e ao longo de 2011? De muitas formas: desde uma denúncia de irregularidades, sugestões, participação mesmo! Todos os dias encontramos lixo verde ou orgânico no lixo reciclado. É imprescindível o respeito pelos limites de velocidade, refletir antes de jogar entulho no terreno do vizinho, não soltar seu ca-

2

Diretoria Presidente Ede Cury Vice-Presidente Carlos R. dos Santos Tesoureiro Pedro M. Filho

Secretário Walter Zanolla Infraestrutura Celso dos Santos Social e Cultural Nanami T. Teramoto

chorro nas ruas etc. Temos todos que ser de bem e do bem! Todos os meses faremos um relato do nosso trabalho no site. Sendo moradora do Haras, que reflexão faz sobre o futuro do condomínio? Temos que nos organizar e nos preparar para um futuro repleto de modernidade, mas sem esquecer as pessoas! Valorização dos nossos imóveis, mas principalmente a valorização da alegria de viver no Haras. Que mensagem gostaria de deixar para amigos e moradores do Haras? Que nos ajudem a transformar o ‘Nosso Haras’, tornando-o cada dia mais limpo, lindo e organizado! No mais, em nome de toda diretoria, desejamos Feliz Natal a todos, que seja repleto de paz e harmonia e que 2011 venha pleno de luz e alegrias! Peço a Deus que nos oriente e nos dê força para conduzir com sabedoria essa gestão! Parabéns a todos os moradores que enfeitaram suas casas e iluminaram seus jardins, está lindo! Vejo os pais passeando à noite com seus filhos para admirarem as casas iluminadas – acreditem, essa magia ficará para sempre na mente dessas crianças! Vou terminar deixando uma frase, de Fernando Pessoa, que norteia minha vida: ‘Tudo vale a pena, se a alma não é pequena’. Mensagem da redação para Ede Cury: Sucesso! “Para ser grande, sê inteiro: nada teu exagera ou exclui./ Sê todo em cada coisa. / Põe quanto és no mínimo que fazes./ Assim em cada lago a lua toda brilha, porque alta vive." Ricardo Reis (heterônimo de Fernando Pessoa) Conselho Fiscal Dirceu Alves Louza Celso Botelho Lairce Ap. R. Carmona

Cons. Consultivo Mario A. de Oliveira Marcelo Alvaro Pereira Octacilio Palaretti Wagner A. Tavares Jarbas A. Pedroso Marcos Gonçalves Rios


3


Valéria, a professora. Os alunos de ginástica que frequentam as aulas da profª Valéria, no Haras, além dos cuidados com a forma física e saúde, estão tendo a oportunidade de acompanhar a gravidez da professora e compartilham com os leitores: Alice: Quem pensava que grávida ela iria diminuir o ritmo, enganou-se redondamente! É cuidadosa com sua gravidez, tem consciência do seu limite e desenvolve sua atividade tranquilamente, sem nenhum problema. Franco: É um exemplo de como a mente sadia em corpo são faz o milagre da criação sadia. E é muito louvável que esse processo em busca do saudável seja através de atividades além do futebol. Martinha: Em nenhum momento permitiu que reduzíssemos a intensidade dos exercícios, afinal a gestante é ela. Mesmo grávida, não perdeu a delicadeza, a agilidade e pontualidade

4

nos seus compromissos. Profissional é assim mesmo! Nanami: Eu achei esse período de gestação admirável, dá suas aulas como se tudo fosse normal. Seu profissionalismo me chamou muito a atenção, é admirável! Débora: Para mim a Valéria serve de exemplo por não ter esmorecido ao longo desse tempo todo no processo de sua gravidez: segue conosco com a mesma dedicação, responsabilidade e disciplina nos horários. Valéria P. Leite, 26 anos, 8 meses e meio de gravidez.

Nota da redação: Que a Valentina venha com muita saúde e ilumine ainda mais a vida dos papais! Matéria completa no link bit.ly/vh11-valeria onde Valéria compartilha seus planos para essa nova etapa da sua vida


Vizinhos Aparecida Morgante, moradora do Haras há 16 anos, assim como cada um de nós, moradores,tem o seu modo peculiar de relacionar-se com as pessoas, com seus vizinhos. E ela conta alguns ‘segredos’ do seu sucesso harmonioso com seus vizinhos ao longo de sua vida. Os vizinhos que tive ao longo de minha vida significaram amizade, cooperação, diversão. A maneira de me relacionar com meus vizinhos tem tudo a ver com meus pais que nos ensinaram a dar boas vindas aos novos vizinhos. Quase todos tornaramse grandes amigos. O primeiro contato com os vizinhos parte de nós. Modestamente, somos bem simpáticos e descontraídos e gostamos de novas amizades. A maioria das experiências com vizinhos foram positivas: vizinhos são pessoas que podemos contar em qualquer situação, desde uma festa, reu-

niões nos finais de semanas, uma pizza, ou mesmo um socorro em caso de doença. Todos temos momentos difíceis, portanto cabe usar do bom senso para lidar com essas situações. Cada caso é um caso, o melhor é ter calma pois qualquer atitude que se tome com cabeça quente, certamente iremos nos arrepender depois. É bom ter vizinhos, não gosto de viver sozinha ou isolada. Sempre precisamos de vizinhos para ajudar ou ser ajudados em qualquer situação. Não é bom ter vizinhos chatos, ou mal educados, mas como vizinhos não se escolhe, cabe a nós tornar essa relação o mais agradável possível. Somente respeitando o espaço e a maneira de ser de cada um é que também seremos respeitados... Acesse bit.ly/vh11-vizinhos veja mais

5


Natal 2010: Dar é receber! Percebemos que o Natal está chegando quando andamos pela cidade e começamos a ver os enfeites comemorativos. São milhões de luzinhas coloridas, árvores decoradas, neve de algodão e de isopor em pleno verão e muitos papais-noeis pelas ruas. Se os adultos já ficam fascinados com tanta beleza, as crianças, então, não cabem em si de contentamento e euforia, aguardando a chegada do grande dia. Mesmo depois que a infância passa, a magia da época do Natal e a chegada do Papai-Noel são fatos que ficam marcados para sempre na memória e que influenciam, inclusive, na educação dos filhos quando o assunto é este. Infância humilde não deveria significar deixar o Papai Noel "passar em branco". Como dizem, na vida a gente

passa por 3 fases: a primeira, quando acreditamos no Papai Noel; a segunda, quando deixamos de acreditar; e a terceira, quando nos tornamos Papai Noel ! Então, que tal fazer algo diferente neste Natal? Ir a uma agência dos Correios e pegar uma das 17 milhões de cartinhas de crianças pobres e ser o Papai ou Mamãe Noel delas? Há a informação de que tem pedidos inacreditáveis: criança pedindo um panetone, uma blusa de frio para a avó... É uma ideia. É só pegar a carta e entregar o presente numa agência do correio até dia 20 de dezembro. O próprio correio se encarrega de fazer a entrega. Imagine a alegria de uma criança carente, recebendo o presente que pediu ao Papai Noel.

É preciso estar atento... Pelo condomínio circulam carros, caminhões, motos, bicicletas. Passam pessoas correndo, caminhando ou simplesmente passeando. Funcionários a pé dirigindo-se para seu trabalho ou retornando às suas casas; idosos caminham aproveitando o sol, adulto com crianças a pé ou de bicicletinha. Outros passeiam com seus cães. À noite, principalmente, lebres, lagartos, tatus, gambás, esquilos, galinhas d’água, entre outros animais cruzam as ruas. Quem vem para o condomínio e tem crianças traz consigo um desejo de que os filhos tenham liberdade e possam curtir uma infância e adolescência mais saudável... Por outro lado, quando as crianças colocam o pé na rua do condomínio é necessário dar muitas recomendações, simplesmente porque algumas pessoas que compram casa no condomínio ‘pensam que compra6

ram o condomínio inteiro e podem circular com a velocidade que desejam com seus carros’, conforme disse uma moradora. A harmonia acontece quando há o respeito mútuo, pedestres e motoristas, ambos com atenção. Alguns pedestres falando ao celular ou com fone de ouvido, caminham em meio às ruas sem ouvir o som dos carros que se aproximam. Calçada é o lugar mais seguro para pedestres, em quaiquer lugares. Motoristas, além de respeitarem o limite de velocidade, 30km/h, também devem estar antenados nas pessoas e animais que circulam pelas ruas pois pode haver imprevistos e surpresas. Estando atento é mais fácil administrar. E, nesse transitar e circular é bom pensar em caminhar mais leve pela vida, levando na ‘bagagem’ somente o necessário, aquilo que ajuda cada um a viver e conviver melhor, construindo condições para ser feliz !


7


8


Viver no Haras 11