Page 1


Copyright2012 por Josadak Lima. Todos os direitos em língua portuguesa reservados por:

Capa: Igor Braga

A. D. SANTOS EDITORA Al. Júlia da Costa, 215 80410-070 - Curitiba - Paraná - Brasil +55(41)3207-8585 www.adsantos.com.br editora@adsantos.com.br

Diagramação: Manoel Menezes

Imagem capa: Site: sxc.hu Cód. imagem: 1244964_50761270 Autor: ilker Localização: Izmir, -, Turkey

Revisão ortográfica: Priscila R. A. Laranjeira Impressão e acabamento: Gráfica Impressul

Dados Internacionais de Catalogação na Publicação (CIP) LIMA. Josadak Orientação espiritual – A presença de um Conselheiro nos orientando e guiando espiritualmente – Série Conversas Sobre Discipulado / Josadak Lima – Curitiba: A. D. SANTOS EDITORA, 2010. 80 p. ISBN – 978.85.7459-274-9 1. Liderança cristã

2. Discipulado CDD – 253-2

1ª Edição: Abril / 2012 – 1.500 exemplares. Proibida a reprodução total ou parcial, por quaisquer meios a não ser em citações breves, com indicação da fonte.

Edição e Distribuição:


APRESENTAÇÃO DISCIPULADO – ORIENTAÇÃO ESPIRITUAL – foi elaborado visando o discipulado de líderes no contexto da igreja local. Este livro é o segundo de uma série focada em Formação de discípulos, baseada nos capítulos 13 a 17 do Evangelho de João. Os outros títulos são: O Padrão do Mestre, Frutificação que permanece, e Um projeto de vida. O sermão de Jesus iniciado em João 13, continua no capítulo 16, texto em análise neste conteúdo, cujo enfoque é a Pessoa e obra do Espírito Santo - o Conselheiro divino. Neste longo diálogo, Jesus ressalta não somente o que os discípulos teriam que fazer, mas o que Ele faria em favor deles. Jesus ensina sobre a posição dos seus seguidores em relação a Deus e ao mundo; trata também sobre o que esperava deles, depois de sua partida. Jesus sabia que passava suas últimas horas na companhia de seus amados discípulos. Por isso dedicou esse tempo precioso aos temas vitais para a formação e capacitação dos discípulos, pois precisava equipá-los bem com recursos espirituais, para que eles fossem capazes de preparar as futuras gerações segundo o padrão recebido do Mestre. Que Deus nos inspire e ajude no estudo de João 16, nos instruindo como ser guiado diariamente pelo Espírito Santo de Deus, através daqueles que Ele colocou para cuidar de nós. Josadak Lima i


ii


ÍNDICE CAPÍTULO 1 _______________________________________________ 1 O Conselheiro divino é uma Pessoa e pode guiá-lo diariamente CAPÍTULO 2 ______________________________________________ 13 Como o Conselheiro divino guia e orienta o cristão? CAPÍTULO 3 ______________________________________________ 23 O Conselheiro divino como nosso Advogado de defesa CAPÍTULO 4 ______________________________________________ 33 Persuasão e influência iluminadora do Espírito Santo CAPÍTULO 5 ______________________________________________ 41 Espírito Santo nos guia e dá entendimento espiritual CAPÍTULO 6 ______________________________________________ 53 Firmados na promessa da alegria completa CAPÍTULO 7 ______________________________________________ 59 Deus pode orientar você através da oração CAPÍTULO 8 ______________________________________________ 69 Crescendo no conhecimento do propósito divino

iii


iv


CAPÍTULO 1

O CONSELHEIRO DIVINO É UMA PESSOA E PODE GUIÁ-LO DIARIAMENTE

16 E eu pedirei ao Pai, e ele lhes dará outro Conselheiro para estar com vocês para sempre, 17 o Espírito da verdade. O mundo não pode recebê-lo, porque não o vê nem o conhece. Mas vocês o conhecem, pois ele vive com vocês e estará em vocês. 18 Não os deixarei órfãos; voltarei para vocês.

João 14.16-18 “Mas quando o Espírito da verdade vier, ele os guiará a toda a verdade. Não falará de si mesmo; falará apenas o que ouvir, e lhes anunciará o que está por vir”.

João 16.13

Os acontecimentos estavam se desenvolvendo muito rapidamente. O quadro desenhado em relação aos discípulos era de

1


Orientação espiritual

tristeza, desânimo, dúvida e incerteza. Jesus percebe tudo isso, e com muito amor passa a consolá-los, a renovar-lhes a esperança, a prometer-lhes outro Consolador. É maravilhoso vê como Jesus, antes da sua partida, prometeu enviar o Espírito Santo para substituí-lo. Ao se referir ao Espírito Santo Jesus não O apresentou como “Aquele que purifica”, “Aquele que batiza”, “Aquele que unge”, mas como “o Conselheiro”; ou outro Auxiliador. Sem dúvida, a orientação espiritual é o papel do Espírito mais importante para o cristão. A forma como falou aos onze neste diálogo indica que desejava que eles procurassem conhecer a Pessoa do Espírito Santo como companheiro e Conselheiro o mais normal possível no cotidiano. Você pode conhecer a vontade divina diretamente. Aliás, é um privilégio sentirmo-nos seguro na orientação do Espírito na vontade de Deus. É maravilhoso observar a atenção divina para os detalhes da nossa. De fato nada é trivial demais para a onisciência de Deus. Deus quer cada dia tornar sua orientação como algo natural é normal. Porém, na prática, isto não significa você ter que “ouvir” a Deus para todos os detalhes da vida diária. Sabemos o problema que dá quando alguém acha que cada impressão ou cada pensamento que vem à sua mente é Deus falando. Tome cuidado! “Algumas pessoas ficam tão impressionadas, que chegam a fazer coisas estranhas e pouco É maravilhoso observar a atensensatas. Às vezes se escravizam ção divina para os detalhes da tanto às suas impressões que nossa. De fato nada é trivial começam uma atividade ou demais para a onisciência de ministério e depois se sentem Deus. levadas a mudar, deixando inú-

2


A presença de um Conselheiro nos orientando e guiando espiritualmente

meros projetos incompletos e acabando no ridículo. Elas podem até ficar psicologicamente perturbadas. Isto é totalmente desnecessário... A direção de Deus permite que você viva na alegria de saber que Ele está constantemente cuidando de você, em ser seu amigo, seu Companheiro constante, e seu Guia constante”.1

O ESPÍRITO SANTO COMO DÁDIVA DIVINA É difícil consolar alguém a distância. Para haver verdadeiro consolo, é preciso haver presença. Como é bom contarmos com a presença de alguém em quem confiamos nos momentos de dor e sofrimento. Na verdade, nenhum de nós nasceu para viver isolado. A Palavra de Deus está cheia de exortações à comunhão e que nos ajudemos uns aos outros. Um dos maiores ensinos das Escrituras a esse respeito é a abordagem da presença do Espírito Santo Consolador em nossas vidas, o qual exerce inúmeras funções: ensina, intercede, ajuda na fraqueza, intercede, consola A direção de Deus permite que você viva na alegria de saber e testifica. que Ele está constantemente

Jesus começa a mensacuidando de você, em ser seu gem de conforto aos discípulos, amigo, seu Companheiro consfalando do Pai, do Filho e do tante, e seu Guia constante”. Espírito Santo, o Consolador. Jesus explica com detalhes que cada um tem uma função específica na obra da salvação: ­ O Pai (Jo 14.1,2). Os discípulos ainda não estavam enten-

dendo a declaração de que o Pai e o Filho são um. 1

DUEWEL, Wesley. Dixe Deus Guiá-lo Diariamente. São Paulo: 1999, p. 35 e 38

3


Orientação espiritual

­ O Filho (Jo 14.7). Sua missão é guiar os homens ao Pai. ­ O Espírito Santo (Jo 14.8-14). A missão do Consolador é

convencer o mundo: do pecado da justiça e do juízo; guiar os discípulos em toda verdade; não falar de si mesmo, mas, sim, do que tiver ouvido e anunciar o que há de vir, e, ainda, glorificar a Cristo. Em Sua promessa do Consolador, Jesus afirmou que o Espírito Santo viria como um dom, dado por Deus, enviado por Cristo, para ficar para sempre ao lado dos discípulos, como companheiro, para orientá-los. “E eu pedirei ao Pai, e ele lhes dará outro Conselheiro para estar com vocês para sempre (Jo 14.16). Ele é o Consolador e sustentador da vida espiritual da igreja. A procedência do Espírito Santo é do Pai e do Filho (Jo 14.26; 15.26; 16.7; Gl 4.5). Ele opera em harmonia com o Pai e o Filho: o Pai, criador e administrador geral, o Filho, encarnando-se na natureza humana; e o Espírito Santo, fazendo sua graça onipresente e aplicando-a nas vidas das pessoas. A expressão “o dom do Espírito” (At 2.38) deve ser distinguida de “os dons do Espírito”. Dom do Espírito Santo não significa alguma coisa que o Espírito Santo dá, mas o próprio Espírito Santo sendo oferecido como dádiva. Além de João Jesus afirmou que o Espírito 14.16, o Evangelho de João Santo viria como um dom, registra ainda duas promessas dado por Deus, enviado por de Jesus sobre o Espírito Santo Cristo, para ficar para sempre como dádiva (Jo 15.26; 16.7). ao lado dos discípulos, como companheiro, para orientá-los. Em Lucas 24.49, Jesus relembrou esta promessa aos onze que lhes apareceu depois da ressurreição. Este fato foi confirmado na introdução do livro de Atos (1.4). Observe que no enuncia-

4


A presença de um Conselheiro nos orientando e guiando espiritualmente

do dessa promessa, a condição para o seu cumprimento não era outra senão permanecer na cidade de Jerusalém e esperar seu cumprimento.

Dom do Espírito Santo não significa alguma coisa que o Espírito Santo dá, mas o próprio Espírito Santo sendo oferecido como dádiva.

Os discípulos obedeceram a determinação de Jesus de permanecer em Jerusalém, e no tempo estabelecido pelo Senhor a promessa desta dádiva se cumpriu no dia do Pentecostes com o maravilhoso evento do derramamento do Espírito Santo (At 2.1-4), onde todos foram cheios do Espírito e iniciou-se uma nova dispensação no plano divino para a salvação de Deus. A vinda do Espírito Santo foi o sinal de que Jesus já havia concluído sua obra salvadora, e que já havia sido exaltado diante do Pai. Daí em diante a igreja começou a proclamar a mensagem de arrependimento e fé na Pessoa de Jesus Cristo, e a convidar as pessoas para salvação. Nesta nova dispensação aquele que se converte a Cristo recebe “o dom do Espírito”, como consequência do arrependimento e fé.

O ESPÍRITO SANTO É UMA PESSOA REAL Jesus utilizou grande parte de seu diálogo com os discípulos no cenáculo falando do Espírito Santo, e sua tarefa educadora, pois ele seria a garantia de Sua gloriosa presença com os discípulos após sua morte, ressurreição e glorificação. Quando Jesus fez a promessa do Espírito Santo fez uso do pronome pessoal “ele”; uma pessoa divina. O Espírito Santo não é uma energia ou força impessoal, sem identidade e emoções. Ele age e interage 5


Orientação espiritual

como uma Pessoa real, completa e perfeita, capaz de sentir, pensar, falar, ensinar. Mas o que é uma pessoa? É um ser consciente de sua existência, dotado de autodeterminação e que possui capacidade de agir e interagir. Quando Jesus fez a promessa do Espírito Santo fez uso do pronome pessoal “ele”; uma pessoa divina.

Em parte alguma as Escrituras Sagradas se refere ao Espírito Santo denominando-o como “coisa”, “isso”, “aquilo”, “força”, “energia”, “influência”, ou algo semelhante, mas como uma personalidade divina, com os atributos da divindade. A negação de que o Espírito Santo é uma Pessoa real pode assumir formas diversificadas. Por exemplo, quando se afirma que ele é a personificação de um “poder” – muito parecido com a ideia de que Satanás é a personificação do mal. Existem muitas evidências na Bíblia que provam que o Espírito Santo é uma Pessoa ativa. Ele possui e demonstra os atributos de uma Pessoa, tem atitudes de uma Pessoa e se relaciona de modo pessoal com os seres humanos. No capítulo 16 de João, versículos 8,13 e 14, por exemplo, são utilizados pronomes pessoais ao Espírito Santo: “ele”, “aquele”, “dele”, etc. Só uma Pessoa pode manifestar esses atributos. Portanto, o Espírito Santo não é uma energia ou força impessoal, sem identidade e emoções. Ele age e interage como uma Pessoa completa e perfeita. Mas o que é uma pessoa? É um ser consciente de sua existência, dotado de autodeterminação e que possui capacidade de agir e interagir. E mais: O Espírito Santo é uma Pessoa porque sente tristeza quando pecamos contra Deus; tem ciúmes quando faltamos com o nosso compromisso com o Senhor e negamos a fé, amasi-

6


A presença de um Conselheiro nos orientando e guiando espiritualmente

amo-nos com o mundo; agonia-se, gemendo e intercedendo por nós, filhos de Deus, quando nos encontramos imersos em profunda tristeza; ensina-nos os mistérios da Palavra de Deus, respondendo às nossas mais difíceis indagações; fala, e esta é a maior manifestação de uma personalidade (Ef 4.30; Tg 4.4-5; Rm 8.26-27; 1 Co 2.11-13; At 10.19). Assim como o Pai e o Filho, o Espírito Santo é um Ser supremo por excelência. Ele pode agir plenamente na vida daqueles que se submetem à Sua vontade, orientando e edificando suas vidas a partir da verdade de Deus.

O CONSELHEIRO DIVINO É SEMELHANTE A JESUS POR NATUREZA Jesus utilizou o termo grego allon traduzido como “outro”, ao falar da vinda do Espírito Santo (Jo 14.16), que quer dizer “outro do mesmo tipo” ou semelhante a Jesus por natureza divina. Esta é uma promessa de consolo para aqueles que creem em Cristo, que amam e guardam a Sua Palavra. Ora, não poderia haver consolo maior do que ouvir Jesus dizer: “Naquele dia compreenderão que estou em meu Pai, vocês em mim, e eu em vocês.” (Jo 14.20). O que Jesus quer que os discípulos entendam é que como ele é uma pessoa, o Espírito Assim como o Pai e o Filho, o Santo deve também uma pesEspírito Santo é um Ser supresoa, tal como Jesus. O Espírito mo por excelência. Ele pode Santo representa Jesus assim agir plenamente na vida daquecomo Jesus é o representante les que se submetem à Sua do Pai. Encontramos consolo na vontade. pessoa do Espírito Santo por7


Orientação espiritual

que a Sua natureza é ser Consolador. Sempre que precisarmos de conforto Ele está junto de nós para ajudar em todas as nossas necessidades. Realmente, como prometeu Jesus, não estamos órfãos. O Espírito nos ajuda nas fraquezas: “Da mesma forma o Espírito nos ajuda em nossa fraqueza, pois não sabemos como orar, mas o próprio Espírito intercede por nós com gemidos inexprimíveis.” (Rm 8.26). Por cerca de três anos Jesus havia sido o Consolador dos discípulos. Ele os havia ajudado e encorajado enquanto caminhava com eles. Agora eles teriam outro Ajudador – uma pessoa exatamente como o Mestre. O Espírito viria para assumir seu lugar e dar continuidade o “Da mesma forma o Espírito ministério de Jesus por meio da nos ajuda em nossa fraqueza, igreja, o Corpo de Cristo.

pois não sabemos como orar, mas o próprio Espírito intercede por nós com gemidos inexprimíveis.” (Rm 8.26).

O fato de o Espírito Santo ser semelhante a Jesus por natureza divina fica evidente na similaridade de linguagem usada com relação tanto ao Espírito quanto como a Jesus, o seguinte: ­ O Conselheiro viria da parte do Pai, da mesma forma que

Jesus veio da parte do Pai: “pois o próprio Pai os ama, porquanto vocês me amaram e creram que eu vim de Deus” (Jo 16.27). ­ O Conselheiro viria, como também Jesus veio ao mundo:

“Eu vim do Pai e entrei no mundo; agora deixo o mundo e volto para o Pai” (Jo 16.28). ­ O Pai daria o Conselheiro a pedido de Jesus, da mesma

forma que deu o Filho ao mundo: “Porque Deus tanto 8


A presença de um Conselheiro nos orientando e guiando espiritualmente

amou o mundo que deu o seu Filho Unigênito, para que todo o que nele crer não pereça, mas tenha a vida eterna” (Jo 3.16). ­ O Pai enviaria o Conselheiro, como também Jesus foi

enviado pelo Pai: “Pois Deus enviou o seu Filho ao mundo, não para condenar o mundo, mas para que este fosse salvo por meio dele” (Jo 3.17). ­ O Conselheiro seria enviado em nome de Jesus, como

também Jesus veio em nome do Pai: “Mas o Conselheiro, o Espírito Santo, que o “Porque Deus tanto amou o Pai enviará em meu mundo que deu o seu Filho nome, lhes ensinará Unigênito, para que todo o que todas as coisas e lhes nele crer não pereça, mas tenha fará lembrar tudo o que a vida eterna” (Jo 3.16). eu lhes disse” (Jo 14.26)

O PRINCÍPIO BÍLICO DA ORIENTAÇÃO ESPIRITUAL O assunto da orientação espiritual sempre traz à tona a questão da vontade de Deus. Estamos no centro da vontade de Deus quando vivemos de acordo com o caráter santo de Jesus Cristo e seu ensino, e tudo que está revelado nas Escrituras. Aliás, a Bíblia é a autoridade final para a vida do cristão. A Palavra de Deus está repleta de promessa sobre orientação divina; tanto no Antigo como no Novo Testamento temos muitos exemplos:

9


Orientação espiritual

“Confie no Senhor de todo o seu coração e não se apóie em seu próprio entendimento; reconheça o Senhor em todos os seus caminhos, e ele endireitará as suas veredas”. Provérbios 3.5-6 “Eu o instruirei e o ensinarei no caminho que você deve seguir; eu o aconselharei e cuidarei de você”. Salmo 32.8 “Quer você se volte para a direita quer para a esquerda, uma voz atrás de você lhe dirá: “Este é o caminho; siga-o”. Isaías 30.21 “Assim diz o Senhor, o seu redentor, o Santo de Israel: “Eu sou o Senhor, o seu Deus, que lhe ensina o que é melhor para você, que o dirige no caminho em que você deve ir”. Isaías 48.17 “Porque todos os que são guiados pelo Espírito de Deus são filhos de Deus”. Romanos 8.14

A promessa do Espírito Santo é o ponto mais alto de tudo o que Jesus tinha para dizer ao consolar os onze discípulos perturbados, naquela noite no cenáculo. Os discípulos devem ter sido grandemente encorajados e consolados ao ouvir Jesus dizer que mandaria outro Ajudador como ele para ministrar a eles em seu lugar depois da sua ascensão. Como um que possui exatamente a mesma essência divina de Cristo, o Espírito Santo seria um perfeito substituto para a presença familiar de Jesus.2

2

MACARTHUR, John. Como Ser Crente em um Mundo de Descrentes. São Paulo: Cultura Cristã, 2003, p. 94.

10


A presença de um Conselheiro nos orientando e guiando espiritualmente

Jesus iria morrer antes que Como um que possui exataterminasse o dia seguinte. Ele mente a mesma essência divina encoraja aos onze que contas- de Cristo, o Espírito Santo seria sem com sua presença posterium perfeito substituto para a ormente: “não vos deixarei presença familiar de Jesus. órfãos”. Certamente, Ele se refere a sua presença espiritual em cada um dos seus seguidores por meio da ação do Espírito Santo (Mt 28.20). A vontade do Conselheiro divino em nos guiar é maior do que a nossa em sermos guiados. O Espírito Santo está conosco e vive em nós para ser nosso orientador especial e contínuo. “Algumas vezes pode falar por meio especiais – mediante uma visão, um sonho ou uma voz audível, mas isto será raro. Deus usou mais esses métodos nos dias do O Espírito Santo está conosco e Antigo Testamento, antes que vive em nós para ser nosso as pessoas tivessem Bíblias. orientador especial e contínuo. Deus não promete em parte alguma falar com você desse modo. Se decidir isso, Ele é livre para fazer – mas, você não deve pedir nem esperar tal coisa. Deus que falar com você de um modo mais natural, mais normal. Como? Jesus diz a respeito do Espírito: “... vocês o conhecem, pois ele vive com vocês e estará em vocês” (v. 17). Jesus quer que você conheça o Espírito Santo como sendo o Conselheiro mais normal e constante da sua Jesus quer que você conheça o vida”.3 Espírito Santo como sendo o Conselheiro mais normal e constante da sua vida”.

————

3

DUEWEL, Wesley. Dixe Deus Guiá-lo Diariamente. São Paulo: 1999, p. 16.

11


Orientação espiritual

APLICAÇÃO PESSOAL 1. Você pode dizer com sinceridade que a orientação diária do Espírito Santo faz parte da sua experiência? Como isso se demonstra? ___________________________________________________ ___________________________________________________ ___________________________________________________ ___________________________________________________ ___________________________________________________ ___________________________________________________ ___________________________________________________ ___________________________________________________ ___________________________________________________ 2. Como você pode melhorar para manter uma dependência maior do Espírito Santo? ___________________________________________________ ___________________________________________________ ___________________________________________________ ___________________________________________________ ___________________________________________________ ___________________________________________________ ___________________________________________________ ___________________________________________________ ___________________________________________________ ___________________________________________________

12

Orientação Espiritual  

Jesus sabia que estava passando as suas ultimas horas em companhia dos discípulos e transmite a eles e a nós preciosos ensinamentos. O enfoq...