Page 1

PALAVRAS DE

Kyoshu-Sama CULTO ÀS ALMAS DOS ANTEPASSADOS - SOLO SAGRADO DE ATAMI


IZUNOME IZUNOME

IIgreja gre j a M Messiânica essiânica M Mundial undial d do oB Brasil rasil V Venha en ha rreceber ec eber JJohrei! o h re i ! JOHREI CENTERS - REGIÃO SUL CENTRO DE APRIMORAMENTO LONDRINA JOHREI CENTER ALVORADA Rua Pastor Anísio Francisco da Silva, 145 Jardim Alvorada – Maringá - PR CEP 87033-100 – Tel. (44) 3026-8564 JOHREI CENTER ARAPONGAS Rua Uru, 307 – Centro – Arapongas – PR CEP 86701-130 – Tel. (43) 3275-6772 JOHREI CENTER ASSAÍ Avenida Brasil, 530 – Centro – Assaí – PR CEP 86220-000 – Tel. (43) 3262-1832

CENTRO DE APRIMORAMENTO CURITIBA

JOHREI CENTER CASCAVEL Avenida Brasil, 5231 – Centro – Cascavel – PR CEP 85812-003 – Tel. (45) 3223-7946

JOHREI CENTER BOA VISTA - PR Rua Canadá, 979 – Bacacheri – Curitiba – PR CEP 82510-290 – Tel. (41) 3014-0262

JOHREI CENTER FOZ DO IGUAÇU R. Espírito Santo, 1351 – Vila Bom Jesus – Foz do Iguaçu – PR CEP 85852-060 – Tel. (45) 3025-2275

JOHREI CENTER CAJURU Rua Engenheiro Costa Barros, 1127 – Cajuru – Curitiba – PR CEP 82940-010 – Tel. (41) 3018-2752

JOHREI CENTER GUAÍRA R. Professor Galvoso, 1221 – Jardim Zeballos – Guaíra – PR CEP 85980-000 – Tel. (44) 3642-1180

JOHREI CENTER CENTRO CÍVICO Rua Manoel Eufrásio, 1400 – Juvevê – Curitiba – PR CEP 80540-010 – Tel. (41) 3353-2856

JOHREI CENTER LONDRINA Rua Bernardo Sayão, 104 – Petrópolis – Londrina – PR CEP 86015-470 – Tel. (43) 3337-7247

JOHREI CENTER GUARAPUAVA Rua Doutor Laranjeiras, 550 – Centro – Guarapuava – PR CEP 85010-030 – Tel. (42) 3304-0425

JOHREI CENTER LONDRINA CENTRO R. Rio Grande do Sul, 155 – Vila Matarazzo – Londrina – PR CEP 86026-080 – Tel. (43) 3344-2379

JOHREI CENTER HAUER Rua Presidente Pádua Fleury, 847 – Hauer – Curitiba – PR CEP 81630-240 – Tel. (41) 3015-4436

JOHREI CENTER MARECHAL CANDIDO RONDON R. Espírito Santo, 647 – Centro – Mal. Candido Rondon – PR CEP 85960-000 – Tel. (45) 3254-6032

JOHREI CENTER PARANAGUÁ Rua José Antônio Temporão, 21 – Centro Histórico Paranaguá – PR – CEP 83203-290 – Tel. (41) 3424-1433

JOHREI CENTER MARINGÁ Avenida Anchieta, 492 – Zona 01 – Maringá – PR CEP 87010-350 – Tel. (44) 3222-9486

JOHREI CENTER PINHAIS Rua Marialva, 458 – Centro / Emiliano Perneta – Pinhais – PR CEP 83324-197 – Tel. (41) 3668-3146

JOHREI CENTER PARANAVAÍ R. Adib Aburad, 1287 – Jardim Ibirapuera – Paranavaí – PR CEP 87705-050 – Tel. (44) 3423-4357

JOHREI CENTER PONTA GROSSA R. Pastor Fugmann, 115 – Nova Russia – Ponta Grossa – PR CEP 84025-000 – Tel. (42) 3028-3520

JOHREI CENTER PORECATU R. Humberto Castelo Branco, 397 – Centro – Porecatu – PR CEP 86160-000 – Tel. (43) 3337-7247

JOHREI CENTER PORTÃO Rua Professor Arlindo Loyola de Camargo, 100 – Portão Curitiba – PR – CEP 80320-130 – Tel. (41) 3014-4682

JOHREI CENTER SARANDI R. Princesa Isabel, 1094 – Jardim Panorama – Sarandi – PR CEP 87113-030 – Tel. (44) 3264-2827

JOHREI CENTER RIO NEGRO MAFRA Rua XV de Novembro, 635 – Centro – Rio Negro – PR CEP 83880-000 – Tel. (47) 3642-4823

JOHREI CENTER TOLEDO R. Canrobert Pereira da Costa, 1260 – Centro – Toledo – PR CEP 85900-150 – Tel. (45) 3055-4992

JOHREI CENTER SÃO JOSÉ DOS PINHAIS R. Sete de Setembro, 328 – Centro – S. José dos Pinhais – PR CEP 83005-100 – Tel. (41) 3586-0290

JOHREI CENTER UMUARAMA Rua Walter Kreiser, 4268 – Zona I – Umuarama – PR CEP 87501-095 – Tel. (44) 3622-5663

JOHREI CENTER UNIÃO DA VITÓRIA Rua Primeiro de Maio, 266 – Centro – União da Vitória – PR CEP 84600-000 – Tel. (42) 3522-2137

JOHREI CENTER URAÍ Rua Sebastião Vince, 63 – Centro – Uraí – PR CEP 86280-000 – Tel. (43) 3541-1389


ÍNDICE

Ensinamento do mês Considerações sobre o Paraíso Terrestre

6

Trono de Kyoshu Palavras de Kyoshu-Sama Culto às Almas dos Antepassados - Atami, Japão

11

IMM - Igreja Izunome Vamos nos ligar firmemente a Meishu-Sama

14

Culto Mensal de Agradecimento/Culto do Belo Viver de acordo com a vontade de Deus é uma arte

17

Experiência na prática da fé Flor, caminho que leva a Deus

18

Divisão de Expansão - Material de Estudo Viver com gratidão é cultuar os antepassados todos os dias

22

IMMB - Gabinete da Presidência Presidente visita Noroeste e Nordeste

26

Meishu-Sama era assim... “Quem está realizando tudo é Deus Supremo”

IZUNOME IIZ ZUN UNOM OME

5

Foto da capa:: Tony Tony y Ta T Tajima. jim ji ima im SETEMBRO/2016 –

3


IZUNOME

EDITORIAL

Só boas notícias

E

stamos nos despedindo do inverno e aguardando ansiosamente a chegada da primavera. Curiosamente, muitas espécies já apresentam suas primeiras floradas, antecipando quão colorida a nova estação promete ser. No Solo Sagrado de Guarapiranga, florido durante todo o ano graças ao empenho dos profissionais e dos dedicantes que cuidam da produção de mudas, as flores foram um espetáculo à parte nas boas vindas aos cerca de 10 mil participantes do Culto Mensal de Agradecimento de setembro, realizado no dia 4. Parecia que a Natureza não queria deixar de marcar sua presença num evento que era, também, dedicado à coluna do Belo. A cobertura da cerimônia litúrgica e das atividades preparadas pelos setores da Fundação Mokiti Okada está nas páginas 14 a 16 desta edição. As palestras proferidas por Kyoshu-Sama e pelo presidente mundial da Igreja Izunome, Rev. Masayoshi Kobayashi, no Culto às Almas dos Antepassados, nos dias 1º e 2 de agosto, no Templo Messiânico, no Solo Sagrado de Atami, são um material de estudo indispensável para o fortalecimento e aprofundamento da nossa fé. Ambos os textos estão ilustrados com fotos das atividades desenvolvidas pelos 21 cariocas que integraram a 221ª caravana de peregrinação aos Solos Sagrados. IZUNOME costuma publicar, sob o título ”Meishu-Sama era assim...”, textos extraídos da coletânea “Reminiscências sobre Meishu-Sama”. Em sua maioria, são depoimentos de pioneiros e de pessoas não diretamente ligadas à comunidade messiânica mas que tiveram, de alguma forma, contato com o Fundador e deixaram registradas suas impressões

sobre ele. Dessa vez não se trata de um texto antigo, e sim, de um testemunho dado de viva-voz por alguém que continua ativo e cujos olhos brilhavam com uma intensidade indescritível ao transmitir, para o grupo de caravanistas cariocas, as experiências que viveu ao dedicar ao lado de Meishu-Sama. Estamos falando do Rev. Hayashi Nakai. A primeira parte dessas lembranças preciosas está na página 26. As visitas que o presidente da IMMB, Rev. Marco Antonio Baptista Resende, fez a mais de 10 unidades da IMMB de cinco Estados, ao longo do mês de agosto, você confere nas páginas 22 a 25. Enquanto fechávamos esta edição, o Rev. Marco Resende já tinha dado início a mais uma fase de suas visitas missionárias. Na noite do dia 7 ele participou do Culto de Entronização das imagens de Deus Supremo e de Meishu-Sama e, no dia 8, do Culto de Inauguração das novas instalações da sede da Área São Luis, na capital maranhense. As atividades por ele desenvolvidas nessa nova etapa das viagens será assunto da nossa próxima edição. No dia 2 de novembro será realizado, no Solo Sagrado de Guarapiranga, o Culto às Almas dos Antepassados. Com o objetivo de colaborar na preparação para que possamos viver mais um dia de alegria e manifestar nossa gratidão aos entes queridos já falecidos, a Divisão de Expansão preparou um material de estudo que irá ampliar a nossa convicção de que somos a síntese de milhões de antepassados e que, conforme Kyoshu-Sama vem nos orientando, eles estão vivos dentro de nós. Boa leitura, bom aprimoramento. Boa missão a todos. Acesse nossos sites:

Publicação mensal da Igreja Messiânica Mundial do Brasil Ano V - nº 103 - ISSN 2177-7462 Impressão: Editora Abril Elaboração: Igreja Messiânica Mundial do Brasil Divisão de Comunicação Diretor da Divisão: Rev. Marco Antonio B. Resende Redação e Administração: Rua Morgado de Mateus, 77 – 1º andar – CEP 04015-050 Vila Mariana – São Paulo – SP E-mail: ascom@messianica.org.br Produção e coordenação de impressão Jornalista responsável: Antonio Ramos de Queiroz Filho (MTb 21898) Edição de Arte: Kioshi Hashimoto Redação: Aline Pagliarini, Fernanda Silvestre. Fotografia (colaboradores nesta edição): www.fmo.org.br Cinara Troina, Helcio Renato, Melissa Binder, Setor Comercial: Rua Joaquim Távora, 1030 Michel Rossetti, e Tony Tajima. CEP 04015-012 – Vila Mariana – São Paulo – SP Tiragem: 96.610 exemplares Tel. 11 5087-5186

4 – SETEMBRO/2016

www.messianica.org.br

www.fmo.org.br

www.korin.com.br

www.kmambiente.com.br

www.planetaazul.com.br

www.faculdademessianica.edu.br

SEKAI KYUSEI KYO IZUNOME

www.solosagrado.org.br

www.johvem.com.br

www.izunome.jp


IGREJA MESSIÂNICA MUNDIAL DO BRASIL

IZUNOME

ENSINAMENTO DO MÊS

Considerações sobre o Paraíso Terrestre

O

Paraíso Terrestre a que costumamos nos referir, é, em termos mais claros, o Mundo do Belo. Em relação ao homem, é a beleza dos sentimentos, o belo espiritual. Naturalmente, as palavras e atitudes do homem devem ser belas. Da expansão do belo individual nasceria o belo social, isto é, as relações pessoais se tornariam belas, assim como também as casas, as ruas, os meios de transporte e as praças públicas. Em grande escala, como é natural que a limpeza acompanhe o Belo, a política, a educação e as relações econômicas também se tornariam belas e limpas, da mesma forma que as relações diplomáticas entre os países. Pensando desse modo, podemos perceber o quanto a sociedade contemporânea está cheia de fealdade e maldade. Nas classes baixas, principalmente, o Belo é escasso demais, em virtude das péssimas condições financeiras, que causam a decadência do ensino e a precariedade dos estabelecimentos e instalações de atendimento ao público. Daí, consequentemente, nasce a intranquilidade social. Agora, gostaria de falar em especial sobre a parte relativa às diversões. Nesse campo, o Belo precisa ser muito enriquecido, pois a consciência do Belo é o que de melhor existe para a elevação dos sentimentos humanos. Esse é um dos motivos pelos quais sempre incentivamos a Arte. Nem é preciso mencionar o quanto o baixo nível das artes, na época atual, está degradando a espiritualidade das pessoas. Como se vê, o fator essencial para a criação do Mundo do Belo é o poder econômico. Enquanto o povo for pobre, não poderemos sequer sonhar em concretizar esse mundo. Mas como fortalecer o poder econômico? Se todos os indivíduos trabalharem com total empenho visando a elevar o poder de produção, estarão fortalecendo-o. A condição básica para tanto é a saúde de cada indivíduo. E a saúde é o principal objetivo de nossa Igreja, o que se torna evidente pelo grande número de pessoas perfeitamente saudáveis que estamos conseguindo criar unicamente com o poder de purificação por nós manifestado. Portanto, devemos dizer que a Igreja Messiânica Mundial é a primeira religião à qual Deus atribuiu a qualificação para o estabelecimento do Mundo do Belo. Concretizá-lo, é questão de tempo. Para se certificarem dessa verdade, basta observarem atentamente a atuação de nossa Igreja daqui em diante. Meishu-Sama, em 3 de junho de 1950 Extraído do Livro Alicerce do Paraíso, vol 5 SETEMBRO/2016 –

5


IZUNOME

TRONO DE KYOSHU

Palavras de

Kyoshu-Sama Culto pela Paz Mundial e Culto às Almas dos Antepassados Templo Messiânico Solo Sagrado de Atami ° 1 e 2 de agosto de 2016

tornou-Se nosso Pai. Hoje, na Terra, ainda trazemos conosco essa vida eterna. O Paraíso ainda existe dentro de nós. A vida que Deus nos concedeu não perecerá, mesmo após o término de nossa vida terrena, porque Deus compartilhou conosco Sua própria vida eterna. A morte não existe. om profundo respeito e Não há diferença entre aqueles que temor a Deus, gostaria de estão “vivos” e os que estão “mordizer que nós não somos tos”. Estamos todos vivos e vivereos proprietários de nossas mos para sempre. Portanto, nossos vidas; Deus o é. A vida ancestrais não estão mortos, como pertence a Deus. Ele é o proprietário normalmente acreditamos. Dentro de nossas vidas. de nós, eles estão clamando: “Não No segundo salmo de Meishupensem que estamos mortos! Esta-Sama entoado hoje, há o seguinte mos vivos dentro de vocês!” trecho: Usa-se a expressão “ressuscitar dentre os mortos” como se tivésseSaibam meus fiéis! mos que morrer primeiro, para então O senhor de suas vidas ressuscitar. No entanto, eu gostaria não são vocês, que soubessem que os senhores “resDeus é o senhor de suas vidas suscitarão dentre os mortos” no exae suas vidas estão nas mãos d’Ele. to momento em que conseguirem enKyoshu-Sama está enfatizando repeti- tender que estiveram e estarão vivos o verdadeiro significaAtravés deste salmo, Meishu- das vezes qualdoé do para sempre. Johrei. -Sama quer que saibamos que só seNa realidade, sou eu quem preciremos verdadeiros seres vivos se entendermos que sa mudar minha percepção de “vida” e ressuscitar vivemos pelo poder de Deus e que nossa vida a Ele dos mortos. Eu vim acreditando que a vida é limitapertence. da e eventualmente se extingue. Era eu quem pensaO Paraíso existe. Ele é o mundo do início e a va que meus ancestrais estavam mortos. Era eu quem origem de toda a Criação. Neste Paraíso, Deus nos precisava perceber e aceitar que todos meus ancesconcebeu concedendo-nos Sua própria vida eterna e trais trazem consigo a vida eterna de Deus, e estão

C

6 – SETEMBRO/2016


TRONO DE KYOSHU

vivos dentro de mim. Alcançar essa percepção, acredito, é a forma pela qual poderemos harmonizar, pacificar e trazer salvação a nossos ancestrais. Eu sinto que jamais poderei ser um verdadeiro ser vivo enquanto acreditar que meus ancestrais, em meu interior, estão mortos. O terceiro salmo do Culto às Almas dos Antepassados diz:

SETEMBRO/2016 –

IZUNOME

já vivemos no Paraíso. Nós já somos habitantes do Paraíso. Apesar de nossas fraquezas, Deus sempre nos considera como residentes de Seu Paraíso, pois foi lá que Ele nos concebeu. Apesar de nos sentirmos como se estivéssemos na Terra, nosso lar continua sendo o mesmo – o Paraíso. Antes de virmos à Terra, nós servíamos a Deus Carinho dos messiânicos do Laos ao cumprimentar Kyoshu-Sama. no Paraíso. Isso não muda, mesmo depois de virmos Crie alegria enquanto à Terra. Nossa tarefa continua sendo a mesma – servir estiver na Terra! a Deus, que está no Paraíso. Deus está agora desenvolCrie a alegria de alcançar vendo um trabalho de salvação completamente novo – a vida eterna! fazer com que nós, a humanidade, nasçamos de novo e nos tornemos Seus verdadeiros filhos. Onde será que Nós podemos ter nossa própria definição ou per- Deus desenvolve Sua Obra Divina? Obviamente, é no cepção do que é “alegria” ou do que é “ser feliz”. Po- Paraíso. É por isso que, se quisermos servi-Lo, precisarém, Meishu-Sama está definindo de forma muito cla- mos primeiro retornar ao Paraíso. ra que nossa alegria significa uma só coisa: alcançar a Em seu Ensinamento “Características da salvavida eterna. Ele está nos incentivando a criar essa ale- ção pela Igreja Messiânica Mundial”1, Meishu- Sama gria enquanto estivermos aqui na Terra. No Paraíso, o escreveu: “Para salvar o próximo, o homem precisa Mundo do Início, nós prometemos a Deus que, quan- primeiramente elevar-se ao Paraíso e tornar-se seu do viéssemos à Terra, lembraríamos quem é o nosso habitante. Assim, ele poderá puxar o próximo para o verdadeiro Pai, herdaríamos Sua vida eterna e nos Paraíso e trazê-lo à salvação”. Precisamos fazer com tornaríamos verdadeiros que esse Ensinamento filhos de Deus – Messias. se torne nossa realidade. No entanto, nós nos Portanto, vamos aceitar esquecemos dessa proque somos habitantes messa e, de certa forma, do Paraíso e retornar ao abandonamos Deus. Paraíso que existe no Porém, Meishu-Sama interior de cada um de lembrou-se dela. Ele pernós. Se não fizermos isso, cebeu que seu verdadeiro não teremos permissão lar era no Paraíso, o Munde participar na Obra do do Início. Ele retornou Divina de Meishu-Sama ao Paraíso e lá recebeu, e salvar todo o mundo. mais uma vez, a vida Só temos a permissão de eterna de Deus. Ele cumservir na Obra Divina priu a promessa que os de Meishu-Sama porque seres humanos fizeram a nossa verdadeira tarefa é Deus e alcançou a condiCaravanistas brasileiros entoam o hino “Luz do Oriente” durante o Culto. servir a Deus no Paraíso, ção de um Messias, um ficomo seus residentes. lho de Deus. Nós também O que fazemos na Terra é uma mera projeção do precisamos nos lembrar dessa promessa, e precisamos fazê-lo agora, enquanto estamos aqui na Terra. que, na realidade, fazemos no Paraíso. Hoje, estamos É por isso que, primeiro, precisamos retornar ao Pa- reunidos neste templo realizando um culto religioso raíso em nome do Messias, receber a vida eterna de de louvor a Deus. Estes cultos são realizados na TerDeus mais uma vez e alcançar a condição de um Mes- ra somente porque os realizamos constantemente no sias, um filho de Deus, da mesma forma que Meishu- Paraíso, para louvar e glorificar a Deus. Nesta Terra, temos olhos para ver, ouvidos para -Sama. Eu gostaria que os senhores soubessem que nascer de novo é a única e verdadeira “alegria” ou ouvir e o sentido do tato. Porém, só temos essas faculdades porque, no Paraíso, antes de virmos para “felicidade” para nós, seres humanos. Nós sentimos como se vivêssemos e respirássemos na Terra. Porém, a verdade é outra. Na realidade, nós 1. Tradução revisada.

7


IZUNOME

TRONO DE KYOSHU

Deus está ministrando Johrei dentro dos senhores e, também, dentro das pessoas para as quais os senhores ministram Johrei. E mesmo que não possam levantar a mão para ministrar Johrei para os outros, o ato de entregar diariamente seu coração e mente a Deus é, por si só, uma prática de Johrei com a qual Deus está muito satisfeito. Meishu-Sama nos permitiu relembrar que temos o Paraíso em nosso interior. Ele nos fez perceber que a Luz de Deus existe dentro de cada um de nós. Nós nos esquecemos disso durante muito tempo, e esquecemos Kyoshu-Sama enfatizou que a paz entre Deus e os seres humanos é fundamental de retornar ao nosso Paraíso para a concretização da paz mundial e da paz entre os seres humanos. interior. Isso aconteceu pora Terra, nos foram concedidos olhos, para vermos que, como seres humanos, sempre quisemos “maniDeus, e ouvidos, para ouvirmos a voz de Deus. Nos- festar” a luz ou “expressar” nossa individualidade sa prioridade é lembrar de todas essas coisas que enquanto, ao mesmo tempo, nos esquecíamos quem Deus nos concedeu para usarmos no Paraíso. Caso realmente somos. contrário, não seremos capazes de auxiliar Deus a Porém, eu gostaria que os senhores soubessem acolher toda a humanidade e todos os ancestrais no que “manifestar” é uma ação que simboliza a Era Paraíso e trazê-los à salvação. da Noite. Meishu-Sama nos ensina, no Ensinamento A chave para acolhermos toda a humanidade no “Sol e Lua”, que a ação que simboliza a Era do Dia é Paraíso está em como reconhecemos os mecanismos de a ação de “recuar”, ou “retornar”. Quando ouvimos nossas emoções e de nossas mentes – nosso sonen. Se- que temos um Paraíso interior, nossa tendência é guindo a lógica sobre a qual estou falando hoje, nossas pensar: “Vamos então manifestar o nosso Paraíso inemoções e nossa mente, na realidade, existem no Paraí- terior”. Essa foi a maneira de pensar da Era da Noite. so e estão sendo constantemente usadas por Deus. Na Era do Dia, nossa missão é “retornar” ao Paraíso Em nossas vidas, experimentamos várias emoções. interior. É por isso que sempre digo que precisamos Às vezes ficamos deprimidos, tristes ou preocupados, mudar completamente a nossa mentalidade, se quiquando nos deparamos com situações difíceis. Outras sermos seguir os passos de Meishu-Sama. vezes, nos sentimos alegres e felizes. Por causa dessas Quando ministramos Johrei, não estamos irradianemoções, todo tipo de pensamento passa por nossa ca- do luz de nossa mão para quem o recebe. Se fosse este beça. Os senhores podem achar que essas emoções e o caso, estaríamos assumindo que há partes do munesses pensamentos sejam seus, mas eles são emoções e do onde a Luz de Deus ainda não chegou. Ao invés pensamentos de toda a humanidade e de todos os an- de irradiarmos luz, estamos na realidade absorvendo cestrais. Os senhores os sentem como se fossem seus e devolvendo luz para Deus. A mão do Johrei é a mão porque Deus quer que conheçam que tipo de emoções que acolhe toda a humanidade no Reino de Deus. e pensamentos tiveram nossos ancestrais, e que sai- Neste caso, estaremos assumindo que o mundo inteibam que esses ancestrais já foram salvos. ro está preenchido com a Luz de Deus. Assim como A Luz de Deus e Seu perdão já alcançaram a parte manifestar, “irradiar” foi a forma da Era da Noite. Na mais profunda de nossos corações – aquela que tal- Era do Dia, nós precisamos recuar, absorver e devolvez acreditemos estar escondida dos outros. Deus ver tudo às mãos de Deus, acreditando que a Luz de estendeu Sua mão forte a toda a humanidade, envol- Deus já alcançou e permeou tudo e todos. veu-nos em Sua Luz confortadora e está agora nos Pensem. Se Deus é todo-poderoso, será que Ele acolhendo em Seu Paraíso. Essa é a verdadeira mão deixaria alguma parte do mundo ou alguma pessoa do Johrei. Deus está ministrando Johrei a cada um de fora do alcance de Sua Luz e misericórdia? Se Deus nós, dentro de cada um de nós. é realmente todo-poderoso e onisciente, será que há Que benção é estarmos sempre recebendo Johrei um segundo sequer em que Deus não esteja goverde Deus! Vamos nos entregar a Deus. Vamos entregar nando todo o universo? Deus não foi sempre o nosso nosso coração e mente nas mãos de Deus. Quando Senhor? Se os senhores pensarem que precisam “maestiverem ministrando Johrei para os outros, os se- nifestar” ou “irradiar luz”, não estarão acreditando nhores precisam, primeiro, reconhecer o seguinte: em um Deus todo-poderoso, mas sim, em um Deus

8 – SETEMBRO/2016


TRONO DE KYOSHU

Entre nações, entre povos, os conflitos são intermináveis. Quem, senão Deus, terá a autoridade para dar um fim a eles? Quem mais deseja a paz é Deus, e não nós, seres humanos. O propósito de Deus não é estabelecer uma paz temporária, mas, sim, uma paz que durará para sempre. E uma paz eterna não pode ser estabelecida entre os seres humanos, mas, sim, entre Deus e os homens. Que sentido faz criar a paz entre os seres humanos, ou dizer: “Precisamos orar pela paz mundial”, quando perdemos nossa paz com Deus, que possui toda a autoridade e poder? Deus é o Rei e Senhor de todos nós, e de todo o mundo. Nós, seres humanos, precisamos reconhecer 2. Tradução revisada.

que, sem perceber, tomamos a posição de reis e viemos desonrando a soberania de Deus, como se tivéssemos declarado guerra contra Ele. Deus nunca nos abandonou. Nós O abandonamos, destruímos a paz que tínhamos com Ele e, assim, pecamos contra Deus. Porém, com Sua infalível graça, Deus decidiu perdoar-nos e reestabelecer a paz conosco. Este é o significado da Transição da Era da Noite para a Era do Dia. Ela significa o perdão de Deus. Através da Transição da Noite para o Dia, Deus nos religou à Sua paz porque nos ama. O amor de Deus é uno à Sua verdade, e a verdade é que nasceremos uma vez mais e nos tornaremos verdadeiros filhos de Deus. Todas as virtudes e boas qualidades – paz, verdade, beleza, amor, bondade – pertencem a Deus, e não a nós. Temos que devolvê-las a Deus; elas têm que ser atribuídas a Deus. Deus é o único a ser louvado. Nós não entendemos corretamente o significado da fé. Pensávamos que o objetivo da fé era tentar tornar-nos pessoas boas, amorosas, e sentíamos como se pudéssemos amar e querer o bem do próximo. No entanto, nós não possuímos amor nem um coração bondoso. Equivocadamente, viemos pensando que os possuíamos. Porém, na realidade, eles pertencem a Deus e precisamos devolvê-los a Ele. A prosperidade também pertence a Deus. Ao invés de desejarmos a prosperidade de Deus e de Seu Paraíso invisível, viemos desejando a prosperidade do mundo humano e da Terra visível. Porém, o que precisamos desejar primeiramente, e acima de tudo, é a prosperidade do reino invisível de Deus no Paraíso. Para fazer isso, precisamos devolver hoje, a Deus, todas as virtudes e boas qualidades, porque as viemos furtando do Paraíso, guardando-as conosco e esquecendo de desejar a prosperidade do Paraíso. Em seu Ensinamento intitulado “Pessoa simpática”, Meishu-Sama escreve que ele tenta fazer aquilo que satisfaz e torna as pessoas felizes. Ele explica que não

IZUNOME

adormecido. Isso, eu acredito, é um desrespeito a Deus. Por isso, é agora que precisamos realmente mudar nossa forma de pensar a respeito de como desenvolveremos a Obra Divina de Meishu-Sama. Agora, gostaria de falar sobre paz, uma vez que hoje estamos celebrando o Culto pela Paz Mundial. No Ensinamento intitulado “A arte de Deus”2 , Meishu-Sama escreveu o seguinte: “Qualquer ‘ismo’ ou pensamento específico é como uma cor única, criada para um determinado objetivo. Além de ser impossível, para qualquer um, ter sucesso usando esta cor para pintar além das linhas que delimitam outras áreas, qualquer tentativa de fazê-lo cria desarmonia que, por sua vez, gera um atrito que pode, eventualmente, agravar-se transformando-se em um grande conflito.” Meishu-Sama está nos alertando para o fato de que pensamentos e ideias humanas não são suficientes para concretizar a paz. Pelo contrário, elas são a causa do conflito. Em suma, Meishu-Sama está nos dizendo que nós, seres humanos, não temos poder para concretizar a paz na Terra. No mesmo Ensinamento, Meishu-Sama também escreveu: “Para o nascimento desse Novo Mundo, será necessário haver uma grande revolução [...] no pensamento humano”. O significado do que Meishu-Sama quis dizer com “uma revolução no pensamento humano” é óbvio. Nós precisamos verdadeiramente reconhecer e aceitar que Deus é o único que pode concretizar a paz na Terra. O primeiro salmo, entoado ainda há pouco no Culto pela Paz Mundial, diz o seguinte:

A alegria tomou conta dos 324 messiânicos que vieram de 15 países para participar do culto. SETEMBRO/2016 –

9


IZUNOME

TRONO DE KYOSHU

age assim por ser moralmente correto fazê-lo, ou por ser o objetivo da fé pensar na felicidade do “próximo”. Ele diz que age assim simplesmente por ser esta a sua natureza, e também porque Deus lhe concedeu esta natureza. Meishu-Sama não está dizendo que possui um coração bondoso e nem que precisamos fazer do amor ao próximo um ensinamento religioso, como fazemos hoje. Ele está dizendo que tais virtudes vieram de Deus, e a Ele precisam ser atribuídas. Só existe uma pessoa simpática – Deus. A “Pessoa simpática” é Deus. Nós não podemos ser pessoas simpáticas, mesmo que nos empenhemos ao máximo. Aquele que sempre tenta fazer o próximo feliz é Deus, e o “próximo” significa toda a humanidade. Por mais que não gostemos de Deus, Ele sempre quer que cada um de nós alcance a verdadeira felicidade de nascer de novo como Seu filho. Precisamos sempre atribuir toda a bondade a Deus e isso, eu acredito, é o tipo de cortesia que devemos demonstrar para com Deus. Acredito que viemos esquecendo de nossa cortesia para com Deus. No Culto pela Paz Mundial, cantamos dois salmos de Meishu-Sama relacionados à cortesia. Um deles diz: Qualquer que seja sua posição no lar ou na sociedade, se observar a ordem e agir com cortesia, a paz reinará em seu país.

O outro diz o seguinte: Saibam, meus fiéis! A essência da fé não é nada complicada. Ela pode ser resumida em poucas palavras: observe a ordem e seja cortês. Estes salmos de Meishu-Sama me fizeram perceber que eu só vim tentando ser cortês com as pessoas, e não com Deus. Preciso observar a ordem mais importante entre Deus e eu, e não somente a ordem da sociedade. Portanto, vamos ser corteses com Deus e devolver toda a bondade a Ele. Vamos louvar a Deus em tudo o que fazemos porque, pela ordem, Ele é a primeira prioridade. Meishu-Sama nos ensina que isso é a essência da fé que temos que pôr em prática. Acredito que ser cortês com Deus e observar a ordem divina desta forma é o passo que temos que seguir, para nascermos de novo como filhos de Deus, Messias. Com toda a humanidade, todos os ancestrais e toda a Natureza, em nome do Messias que é uno a Meishu-Sama, vamos agradecer a Meishu-Sama, que está sempre dentro de nós, instruindo nossos corações no caminho de Deus. Vamos louvar a Deus, nosso Pai, do fundo do nosso coração. Por fim, vamos despertar para um tipo completamente novo de fé, na qual todo louvor é direcionado a Deus.

Do Palácio de Cristal descortina-se uma paisagem paradisíaca, na qual se destaca a baía de Sagami.

10 – SETEMBRO/2016


IMM - IGREJA IZUNOME

IZ ZUN NOM OME ME IZUNOME

Vamos nos ligar firmemente a Meishu-Sama Culto pela Paz Mundial e Culto às Almas dos Antepassados Reverendo Masayoshi Kobayashi Templo Messiânico - Atami - 1º e 2 de agosto de 2016

M

inhas sinceras felicitações a todos por este Culto pela Paz Mundial e pelo Culto às Almas dos Antepassados. Primeiramente, gostaria de apresentar os caravanistas do exterior que estão participando deste culto conosco. Estamos recebendo 324 messiânicos de 15 países. Sejam bem-vindos! Todos vieram ao Solo Sagrado com o forte desejo de receber Luz e força para o cumprimento da sua missão; portanto, vamos recebê-los com uma calorosa salva de palmas. Muito obrigado! Estamos, igualmente, recebendo 150 messiânicos ligados à Igreja de Kumamoto, região que sofreu muitos estragos devido ao grande terremoto que ocorreu no início deste ano. Sejam bem-vindos ao Solo Sagrado! E, também, está participando deste culto, um grupo de 85 jovens estudantes de todo o Japão que, aproveitando as férias escolares, estão em aprimora-

mento aqui no Solo Sagrado, fazendo dedicação de preparação para o culto. Eles tiveram a oportunidade de tirar uma foto oficial junto a Kyoshu-Sama e puderam ouvir dele palavras de incentivo. Creio que todos receberam muita Luz nesse momento. Hoje, estamos realizando dois cultos muito importantes. Um deles é o Culto pela Paz Mundial, celebrado em agosto pelo fato de este mês marcar o fim da Segunda Guerra Mundial com o lançamento de duas bombas atômicas sobre o arquipélago japonês. A Segunda Líder Espiritual determinou a realização

Dedicação no marco da revelação, no topo do monte Nokoguiri.

Visita ao local do nascimento de Meishu-Sama.

Presidente mundial da Igreja Izunome, Rev. Masayoshi Kobayashi.

Ilustrações: atividades da 221ª caravana de peregrinação aos Solos Sagrados do Japão. SETEMBRO/2016 –

11


IZUNOME

IMM - IGREJA IZUNOME

Escola onde Meishu-Sama estudou. No detalhe, a foto do Fundador na recepção do educandário.

deste culto em 1962 e, a partir de então, oramos todos os anos para que a paz reine sobre a Terra. Não existe uma atividade pela paz que seja tão universal quanto este culto. O sentimento com o qual é realizado conforta e envolve os antepassados com a Luz de Deus, e promove, cada vez mais, as atividades em prol da paz no mundo espiritual. Em outra ocasião, falei sobre o lema “A difusão mundial começa por fazer uma pessoa feliz”. Acredito que a paz mundial também começa por fazer uma pessoa feliz. Espero que todos continuem servindo diariamente na Obra Divina, com este sentimento. O outro é o Culto às Almas dos Antepassados. Após o culto feito a Deus, convidamos a se assentarem nos quatro Goreiji (Assento dos Espíritos), preparados aqui no Altar, os espíritos da família Okada; os espíritos de pioneiros que fazem parte do alicerce da nossa Igreja; os antepassados das famílias de todos os membros – incluindo os das Igrejas do exterior –, e os antepassados com os quais temos afinidade. Depois, lhes oferecemos este culto com todo o respeito. Meishu-Sama nos ensinou que, enquanto o ser humano está vivo, ele não é uma existência individual, mas sim, uma extensão de seus antepassados, por estar ligado a eles. Em outras palavras, nós somos a síntese de um incontável número de antepassados. Eles compartilham conosco a mesma atmosfera espiritual, já que estamos profundamente interligados. Levando isso em consideração, podemos afirmar que estamos unidos num só corpo. Assim, se nossos descendentes estão alegres, é porque nossos antepassados também estão alegres. Por outro lado, se estamos tristes, sofrendo, sem saber o que fazer, em meio a inseguranças e angústias, eles também devem estar sentindo a mesma coisa. A partir do próximo dia 7, começa o campeonato nacional de verão de beisebol dos alunos de ensino

12 – SETEMBRO/2016

médio. Todos os anos, milhares de pessoas lotam as arquibancadas para torcer pelos jovens jogadores. Geralmente, o capitão ou o lançador de cada time agradece o apoio da torcida, após o término das partidas. Esse momento de agradecimento nos mostra que os gritos de incentivo dos torcedores certamente se transformam em motivação para os jogadores. Isto se parece bastante com a nossa relação com os antepassados. Por exemplo: meus pais são dois; meus avós, quatro; e meus bisavós, oito. Se contarmos quantos antepassados temos em dez gerações, este número ultrapassa mil. Na 20ª geração, excede a casa de um milhão. Se somarmos todos os antepassados em vinte gerações, são mais de dois milhões. Ou seja, cada um de nós, que vive se esforçando nesta Terra, possui uma torcida muito maior do que aquela do estádio de beisebol, e que está sempre nos incentivando. Independentemente da purificação que tivermos, nós nunca estaremos sozinhos. Um incontável número de familiares torce por nós, de maneira silenciosa. E Meishu-Sama, junto a Deus, que é o Pai de nossas almas, nos protege através de várias pessoas. Ficarmos genuinamente gratos a isso é o caminho para correspondermos a este amor e recebermos, ainda mais, forças do Alto.

Acima: dedicação para polimento da alma no Templo Messiânico, em Atami. Ao lado, visita ao Solar da Contemplação da Montanha, no Solo Sagrado de Hakone.

Em contrapartida, é importante também que nós, que vivemos no mundo material, “torçamos” pelos antepassados que se encontram no mundo espiritual. Acredito que podemos fazer isso de duas maneiras. Uma delas é cultuá-los por intermédio do Sorei-Saishi. Assim como fizemos hoje, utilizando belas palavras, podemos louvar e agradecer a Deus, e também agradecer aos nossos antepassados, por meio de oferendas, “torcendo”, incentivando-os para que


IMM - IGREJA IZUNOME

IZUNOME

Rev. Hayashi Nakai: ele dedicou ao lado de Meishu-Sama.

221º grupo de brasileiros em visita ao Solo Sagrado de Kyoto.

acelerem seu aprimoramento e, assim, possam se elevar mais rapidamente às camadas mais altas do mundo espiritual. A segunda é o acúmulo de virtudes. No lugar de nossos antepassados, que se encontram no mundo espiritual e possuem liberdade limitada para somar virtudes, nós, que estamos no mundo material, podemos contribuir para a elevação deles por meio do acúmulo de virtudes, orando pela felicidade do próximo. Muitas pessoas consideram que os antepassados estão vivos apenas no mundo espiritual. Como todos nós, que vivemos neste mundo e nele viemos reencarnando, pode ser que a pessoa que está sentada ao nosso lado agora tenha sido nosso irmão ou nossa irmã, em outras encarnações. Também pode ocorrer que algum dos nossos netos seja a reencarnação de um dos nossos pais. Pensando desta maneira, será que viver pela felicidade de outras pessoas, agradecer e servir aos antepassados não aceleraria ainda mais a elevação deles? Nesse ponto, é importante estarmos fortemente ligados a Meishu-Sama, e ligarmos o maior número de pessoas a ele. Ao louvar Meishu-Sama, ao buscar sua essência nos Ensinamentos e ao nos empenharmos nas práticas de salvação do próximo, nós estaremos, com nossos antepassados, sendo intensamente banhados pela Luz de Meishu-Sama e agraciados com a felicidade. Meishu-Sama nos ensinou a importância de orarmos a Deus, e também explicou que, nos momentos de emergência, se clamássemos “Meishu-Sama!”, ele atuaria como representante de Deus para nos socorrer. É no ato de ligar-se a Meishu-Sama que reside a razão de ser da Igreja Messiânica Mundial. Entre as músicas que os membros brasileiros gostam de cantar, existe o hino “Luz do Oriente”. Ele foi cantado pela primeira vez na inauguração do Solo Sagrado de Guarapiranga, em 1995, e até hoje faz parte do repertório dos cultos que são realizados lá. A letra e a melodia foram compostas por Cosme Marinho Galindo, membro da nossa Igreja. Além de trabalhar na Prefeitura do Rio de Janeiro, ele atua como maestro em uma orquestra.

Esta composição nasceu de uma experiência pessoal do Cosme. Certo dia, sua namorada teve uma forte crise de asma. Ele a colocou no carro e dirigiu-se imediatamente para o hospital. No percurso, notou que ela estava desacordada e parecia não estar mais respirando. Enquanto dirigia, ele começou a chamar várias vezes pelo nome de Meishu-Sama, em voz alta: “Meishu-Sama, Meishu-Sama, Meishu-Sama!”, clamando pela salvação dela. Foi então que sua filhinha de nove anos (do primeiro casamento), que estava no banco de trás, não aguentando ver aquela cena, abraçou a moça desfalecida. Neste momento, milagrosamente, ela voltou a respirar. O maestro sentiu um grande alívio e agradeceu a Meishu-Sama, de todo coração, por tê-lo atendido. Isso o inspirou a compor a música Luz do Oriente. Creio que os senhores já tiveram oportunidade de apreciá-la. Vamos ouvir os caravanistas brasileiros cantá-la para nós? Muito obrigado! Gostaram? Liderados por Kyoshu-Sama, vamos nos ligar firmemente a Meishu-Sama e, com nossos antepassados, vamos nos elevar cada vez mais nas camadas do mundo espiritual. Muito obrigado.

Os 21 membros cariocas peregrinaram aos Solos Sagrados do Japão, onde participaram, nos dias 1º e 2 de agosto, do Culto às Almas dos Antepassados. SETEMBRO/2016 –

13


CULTO MENSAL DE AGRADECIMENTO/CULTO DO BELO

IZUNOME

Viver de acordo com a vontade de

Deus é uma arte Saudação do Presidente da IMMB Rev. Marco Antonio Baptista Resende Solo Sagrado de Guarapiranga - 4 de setembro de 2016

Rev. Marco Antonio Baptista Resende. Ao lado, Min. Erisson Thomppson de Lima e profª Josely do Carmo R. de Queiroz representaram os participantes no Ofertório de Gratidão.

B

om-dia a todos! No auditório 1, temos a exposição de Ikebana Os senhores estão passando bem? Sanguetsu; no auditório 2, uma oficina de gravuras Primeiramente, agradeço a Deus e a e, no Centro Cultural, cerimônia do chá, oficina de Meishu-Sama a permissão de realizar este percepção artística, exposição de cerâmica e a expoCulto Mensal de Agradecimento e de po- sição “Segunda Pessoa”. Não deixem de apreciá-las. der servir à Obra Divina com os senhores. Neste momento, gostaria de manifestar a nossa Hoje, estamos recebenmais profunda gratidão aos do com muita alegria, três artistas, professores e mismessiânicos de Angola e 17 sionários que vêm se dedido Japão que vieram particando ao desenvolvimento cipar deste culto conosco. e expansão dessa coluna de Sejam todos bem-vindos salvação por meio das diao Solo Sagrado! versas expressões do Belo Setembro é o mês das floque a nossa Igreja promores. Ele marca o início da ve. Vamos homenageá-los primavera que é uma das com uma calorosa salva de estações mais bonitas do palmas! Muito obrigado! ano. Por este motivo, denMeishu-Sama nos deitre todos os meses, ele foi o xou três poemas em que escolhido para realizarmos ele expressa seu sentimento Seminaristas japoneses acompanham a palestra do Culto. o culto no qual agradeceem relação à importância mos a Deus e a Meishu-Sama a sagrada coluna da do Belo na vida do ser humano: salvação através do Belo. Mensalmente, somos presenteados com as lindas Eu conduzo as pessoas ao caminho apresentações do nosso coral, que, hoje, acompanhado Reino dos Céus ensinando-lhes do da orquestra de violões, tornou esse dia ainda a Verdade, praticando o Bem mais especial. Comemorando o culto dedicado ao e fazendo com que elas apreciem o Belo. Belo, dezenas de artistas, professores, missionários e voluntários da Fundação Mokiti Okada e da Igreja A Verdade é o caminho, o Bem prepararam, com muito carinho, diversas atividades é a ação, o Belo é o sentimento. e exposições para os senhores. Desejo, ardentemente, que todos os cultivem.

14 – SETEMBRO/2016


CULTO MENSAL DE AGRADECIMENTO/CULTO DO BELO

IZUNOME

Estejam cientes os messiânicos de que o Bem é o pensamento gerado pela Verdade, e o Belo é a forma criada pelo Bem. Nesses poemas, Meishu-Sama enfatiza a missão do Belo que, com a Verdade e o Bem, são essenciais à vida do ser humano. Ele nos fala do Belo que Deus criou e q que existe à nossa volta para ser reconhecido e admirado rado por nós; do Belo que recebemos de Deus e que existe em nosso interior, e do Belo quee conseguimos praticar e expressar em atos, quando reconhecemos a existência Divina. Coral Mokiti Okada: o Belo em forma de música. Naturalmente, o autêntico Belo semNo detalhe, oficina de sensibilização artística. pre é precedido pela Verdade, que é a própria Vontade de Deus, e pelo Bem, Precisamos reconhecer e agradecer a que são ações geradas pela Verdade e quee Deus por estarmos sendo utilizados por se traduzem no desejo de servir a Deus. Ele E em Sua obra. onsiHá pouco, ouvimos o ensinamento “ConsiNa N condição de Seus filhos e herdeiros, derações sobre o Paraíso Terrestre”, no qual MeishuDeus nos concedeu liberdade para pensar, para -Sama afirma que “o Paraíso Terrestre [...] é o Mundo criar e influenciar a Natureza e tudo à nossa volta do Belo” e que a percepção e a consciência do Belo com nossos pensamentos, palavras e ações. Se nossão pontos fundamentais para a elevação dos senti- so pensamento for de gratidão a Deus, tudo será inmentos humanos. fluenciado positivamente por nós. Contudo, se nossa Por que será que Meishu-Sama enfatiza que o atitude mental for de lamúria e egoísmo, ela influenBelo e a Arte são tão importantes para a nossa vida? ciará negativamente a tudo e a todos que nos cercam, Meishu-Sama nos conta que, desde jovem, gosta- até o clima e o tempo. va de tudo que dissesse respeito ao Belo. Embora fosPor exemplo, em casa, na escola ou no trabalho, se muito pobre, cultivava flores em espaços vazios e, quando uma pessoa está mal-humorada e propensa quando dispunha de tempo, pintava quadros. Sem- ao conflito, o tempo fecha, o ambiente fica pesado, pre que possível, visitava museus e exposições, apre- não é? Imaginem o que se sucede numa cidade ou ciava as flores e a natureza. Esse exemplo de Meishu- num país, quando milhares ou milhões de pessoas -Sama nos mostra que, mesmo não desfrutando de estão se sentindo assim... O pensamento e as palauma condição financeira privilegiada, é possível tra- vras emitidos com esse sentimento acabam causando zer o Belo e a Arte para o nosso cotidiano. graves problemas, não é? Por este motivo, inspirados Deus concedeu ao ser humano o privilégio de por Deus, precisamos fazer do nosso pensamento contemplar o Belo e de criar obras belas e necessárias um instrumento para modificar todas as situações. à concretização do Paraíso Terrestre. É Deus que insQuando fala sobre a Arte e o Belo, Meishu-Sama não pira o ser humano a produzir obras que podem levar se refere somente ao Belo reconhecido como valiosas felicidade a quem as contempla. Deus utiliza o ser obras de arte que, geralmente, se encontram distantes humano como principal agente do processo de zelar da nossa convivência. Ele apregoa o cultivo do Belo que e de reproduzir o Belo que Ele já nos concedeu por se inicia no interior de cada pessoa e vai-se ampliando meio da Natureza. e se refletindo em cada ato que ela pratica. Realmente, A harmonia da Natureza, as mais diversas formas viver de acordo com a vontade de Deus é uma arte. de vida, o ser humano, tudo são maravilhosas obras de Outro dia, um missionário me contou como um arte do Criador. Deus é o maior pequeno arranjo de ikebana artista de todos e, se nós somos transformou o lar da sua famíSeus filhos... Como diz o ditado, lia logo que eles ingressaram “filho de peixe... peixinho é”, na Igreja. Na época, seus pais não é? Sendo assim, à medida estavam passando por sérias que reconhecermos essa verdadificuldades financeiras e, de, despertaremos a natureza para garantirem a subsistência divina e artística que herdamos da família, trabalhavam dia e de Deus, o Pai da nossa vida. noite fazendo salgados para É importante nunca esquevender. O resultado é que não cer que as ideias que nos inssobrava tempo para arrumar a piram vêm de Deus. Por este casa e, pouco a pouco, tudo foi motivo, precisamos nos livrar ficando uma bagunça. da ilusão de que estamos aginCerto dia, após voltar da Exposição do Instituto Arte Cerâmica. do sozinhos, por nossa conta. Igreja, sua mãe resolveu fazer SETEMBRO/2016 –

15


IZUNOME

CULTO MENSAL DE AGRADECIMENTO/CULTO DO BELO

Rev. Marco Resende apreciou a mostra “Segunda pessoa”, do artista Elias Murad. No ateliê de gravura, ele criou sua própria peça.

em casa um arranjo de flor, espelhanndo-se no arranjo que ela tinha visto na recepção do Johrei Center. Após confecnfeccionar o arranjo, ela sentiu uma grande emoção e sua maneira de perceber o ambiente, mudou. Quando foi colocá-lo sobre o móvel, deu-se conta de que a poeira e a desordem eram tantas, que não havia espaço nem para o pequeno vaso, fato este que, antes, não tinha percebido. Com a ajuda dos filhos, ela limpou o móvel e, quando colocou a flor, notou que, na verdade, a casa toda estava desarrumada. Então, a família se uniu para limpar e arrumar o lar e eles ficaram muito felizes ao ver o resultado. Essa experiência nos ensina a força de salvação que o Belo possui, pois a Luz de Deus manifestada através daquela flor proporcionou uma grande mudança na maneira de pensar e agir da família. Realmente, tudo o que precisamos para começar uma grande mudança em nossas vidas é dar o primeiro passo. No caso da família desse missionário, aquele pequeno arranjo de flor foi o primeiro passo. Há pouco, ouvimos o inspirador relato da senhora Ledirozane Batalha. Ela mesma ficou surpresa ao conseguir transformar o ambiente da reunião do condomínio através do arranjo de ikebana, levando Luz e harmonia aos presentes. Ela disse: “Tenho convicção de que o caminho da flor é o meu caminho, pois através dele, pude lapidar meu jeito de ser, tornei-me uma pessoa mais equilibrada, dócil e paciente.” Parabéns, Ledirozane! Continue firme nesse caminho! Senhoras e senhores, hoje nós ouvimos duas dicas sobre como o sentimento impregnado em uma flor pode transformar pessoas e ambientes. É isso mesmo! Deus criou a flor com uma missão especial, e esta missão só é concretizada quando o ser humano a contempla e consegue transformar seu sentimento. Tudo foi criado por Deus, e Ele está vivo em Suas criações. Será que estamos conseguindo reconhecer e ter gratidão por sermos criações de Deus? Nossos pais, cônjuges, filhos, familiares, amigos, todos são maravilhosas obras de arte de Deus. Será que estamos conseguindo agradecer a permissão de conviver

16 – SETEMBRO/2016

com essas preciosas obras? Reconhecer tal verdade é o primeiro passo para enchermos nosso coração de gratidão e alegria e retornarmos ao Paraíso. A gratidão nos liga diretamente a Deus. Se o nosso coração não for agradecido, talvez não conseguiremos apreciar e nos deleitar com o Belo existente em todas as criações divinas. No último culto, falei da importância de rrealizarmos, ao menos de vez em quando, uma refeição em família servindo alimentos da agricultura natural. Estão conseguindo? Este mês gostaria de acrescentar um ponto a essa prática. Que tal enfeitarmos a mesa e a casa com arranjos de flor preparados em família? Vamos procurar viver o dia a dia com arte! Eu gostaria que se lembrassem que as dedicações que fazemos, o Johrei, a Agricultura dica Natural e o Belo, nos foram ensinadas por Meishu-Sama para que aprimorássemos, no dia a dia, a arte de viver com Deus no coração e no pensamento, para que renasçamos como verdadeiros filhos do Criador. Daqui a dois meses, realizaremos o Culto às Almas dos Antepassados. Como os senhores já sabem, nossa atitude mental, centralizada em Deus e baseada na Verdade, Bem e Belo, se reflete no Mundo Espiritual. Vamos nos preparar para este dia importante. Como seus representantes, vamos comunicar a todos os antepassados, conhecidos e desconhecidos, que eles já foram perdoados e salvos e que já podem encontrar-se com Meishu-Sama no Paraíso. Gostaria que aprofundássemos nosso entendimento de que Deus está realizando sua Obra e utilizando o ser humano em todas as ações necessárias à construção do Paraíso. Saibamos que a essência do verdadeiro Belo, da verdadeira Arte é reconhecer a existência e a atuação de Deus. Com essa certeza, coragem e determinação, vamos praticar tudo o que o Messias Meishu-Sama praticou e nos ensinou. Que, iluminados por Deus e Meishu-Sama, sigamos com muita alegria, paz e gratidão no coração. Um excelente mês e boa dedicação a todos. Muito obrigado!

Visitantes apreciam exposição de ikebana.


EXPERIÊNCIA NA PRÁTICA DA FÉ

IZUNOME

Flor, caminho que leva

a Deus

B

om-dia a todos! Sou membro há vinte e seis anos e dedico apoiando a professora de ikebana no Núcleo de Johrei Barramares, ligado a área Vitória - Espírito Santo. Gostaria de compartilhar com todos a grande transformação ocorrida em minha vida, através da força de salvação das flores. Eu era uma pessoa muito intolerante. Já acordava com um mal humor que nem eu mesma suportava, e acabava falando muitas coisas sem pensar nas consequências. Reconhecendo que precisava mudar, achei que um dos caminhos seria buscar, por intermédio das flores, me igualar à beleza e à docilidade nelas contidas. Fui orientada a ingressar no curso de Ikebana, que ensina a vivificar as flores, com o objetivo de me lapidar. Logo nas primeiras aulas, passei a acordar de bom humor e fui percebendo, a cada dia, que minha natureza ia se transformando. Sentia-me mais calma e paciente. Com isso, fui me envolvendo cada dia mais na dedicação com as flores. Moro num condomínio com mais de mil moradores. Nas Assembléias, sempre ocorriam muitos conflitos, principalmente quando o assunto era referente às taxas extras. A última reunião havia sido tão tumultuada que chegou-se a pensar que seria necessária a intervenção da Polícia. Então, vendo aquela situação, tomei a decisão de confeccionar um arranjo de ikebana, com o sentimento de levar a Luz de Deus através da flor, desejando harmonizar o ambiente da próxima Assembléia. No dia marcado levei o arranjo, entreguei a um funcionário e orientei-o sobre onde deveria colocé-lo, pois eu não poderia participar da reunião. Falei sobre a missão da flor e ele sorriu, dizendo que achava impossível haver harmonia naquele local. Mesmo assim, colocou a Ikebana no ponto principal do salão. No dia seguinte, encontrei-me com o síndico. Ele estava todo feliz, dizendo que a reunião tinha sido um sucesso. Ele disse: “Aquela flor fez com que a paz reinasse, pois a reunião transcorreu de forma harmoniosa, ninguém se alterou e a votação foi tranquila.” Fiquei muito feliz e disse-lhe

Ledirozane da Silva de Marco Batalha.

que fora eu que havia levado a flor. Aproveitei para explicar a respeito da arte da ikebana, e sobre a harmonia que ela proporciona aos ambientes. Prometi levar flores sempre que houvessem reuniões no condomínio. Ele ficou muito feliz, e se colocou à disposição para o que eu precisasse. No dia seguinte, a flor era o assunto predominante entre os moradores do condomínio. Soube que todos os presentes foram unânimes em reconhecer que nunca houve uma Assembléia tão harmoniosa. Graças a isso, tive a oportunidade de conduzir um casal ao Johrei Center, e ambos iniciaram o recebimento de Johrei. A flor também abriu caminho para realizarmos semanalmente, no salão de festas do condomínio, oficinas de Ikebana que chamei de “Encontros com a Flor”, da q qual p participam pessoas de todas as idades, com uma frequ frequência de 10 a 15 por semana. Nesta atividade, alé além de ensinar a fazer um pequeno arranjo de flo or, motivava a todos a terem flores em casa, par para harmonizar o ambiente. Esta ativ atividade gerou muitas experiências de muda mudança de vida nos participantes, e cinco pe pessoas despertaram para fazerem aulas d de Ikebana. Ten Tenho convicção de que o caminho da flor é o meu caminho. Através dele pude lapida lapidar meu jeito de ser, tornei-me uma pessoa mais equilibrada, dócil e paciente. Ho Hoje, minha família e pessoas de meu conví convívio dizem que mudei muito. A Ainda tenho muito a melhorar mas sinto que, gradativamente, a flor vem me tor tornando uma pessoa melhor pois, onde quer que eu vá, atraio as pessoas pela minha simpatia e docilidade. Meu compromisso é levar a flor onde quer que haja pessoas, p para que todos possam se ligar a D Deus e transformar suas vidas. Agradeç Agradeço a Deus, ao Messias Meishu Sama e à coluna d de salvação do Belo por me conduzirem ao um caminho de luz e salvação. Muito ob obrigada. SETEMBRO/2016 –

17


IZUNOME IZUNOM O E IZUNOME

DIVISÃO DE EXPANSÃO - MATERIAL DE ESTUDO

Viver com gratidão é cultuar

os antepassados

todos os dias

Todos os anos procuramos nos preparar para o Culto às Almas dos Antepassados. Este ano, vamos aprofundar nossa reflexão sobre o tema?

Oração aos Antepassados Ancestrais e antepassados assentados neste Altar! A vós dirigimos nossa sincera oração, agradecendo a Deus e a Meishu-Sama pela vossa salvação no mundo espiritual e pelo Paraíso que nos foi preparado. Reconhecendo Deus como origem e essência de toda a vida, dedicando incansavelmente e praticando o desapego, vivamos, juntos, como verdadeiros habitantes do Paraíso. Recebei nossa gratidão e que a Luz de Deus nos eleve, nos guie e nos inspire, e que possamos renascer, para todo o sempre, como verdadeiros filhos do Criador. Assim seja!

18 – SETEMBRO/2016

Nos cultos diários realizados no Solo Sagrado de Guarapiranga e nos lares onde já foi entronizado o Oratório dos Antepassados (Mitamaya), elevamos esta prece agradecendo a Deus e a Meishu-Sama por termos sido salvos e estarmos nos empenhando para que vivamos, juntos, como verdadeiros habitantes do Paraíso. Contudo, até que ponto estamos nos esforçando para transformar as nossas orações em atos concretos? De que forma estamos agindo, no cotidiano, para retribuir o amor e a proteção que recebemos de Deus? Será que a nossa postura está gerando alegria para os nossos antepassados?


DIVISÃO DE EXPANSÃO - MATERIAL DE ESTUDO

SETEMBRO/2016 –

19

IZUNOME IIZ ZUN UNO OM ME

Herança maravilhosa epassados, Nós somos a síntese dos nossos antepassados, m perdido não somente daqueles que, apesar de terem bitam a dio corpo material, continuam vivos e habitam mensão do mundo espiritual, mas também m daqueles or isso, herque estão vivos e habitam este mundo. Por as por seus damos tanto as máculas espirituais geradas as por suas defeitos como coisas maravilhosas, geradas virtudes. Esse legado pode vir de várias gerações de antepassados conhecidos e desconhecidos que anos antecederam, como nossos avós, bisavós, nossos pais etc. Ele exerce grande influência na nossa vida, da mesma forma como o nosso comportamento positivo ou negativo vai influenciar nossos filhos, netos e seus descendentes. O nosso encontro com Meishu-Sama, por meio da Igreja Messiânica Mundial, nos ensina a importância dessa herança maravilhosa que nos conduz ao Paraíso. Como cada geração Santuário dos Antepassados, no Solo Sagrado de Guarapiranga. semeou, de que forma viveu, como colheu... Como nós vivemos, como nossos filhos vi- relação existente entre eles e o homem. vem, o que vamos deixar para o futuro.... Essa sequTomemos como exemplo um homem qualquer: ência influencia a vida no mundo espiritual, como pode ser o próprio leitor. Ele não sabe quantos elos também a vida terrena. espirituais estão ligados a ele; podem ser poucos, A maioria das pessoas pensa muito nos entes que- dezenas, centenas ou milhares. Há elos espirituais ridos que estão no mundo espiritual, mas pouco per- grossos e finos, compridos e curtos, bons e maus, e cebe a influência dos “antepassados vivos”, ou seja, constantemente causam influência e transformação as pessoas com quem convivemos na nossa própria no homem. Portanto, não é absurdo dizer que este se família e em nossos relacionamentos. mantém vivo graças aos elos espirituais.” ELO ESPIRITUAL - Alicerce do Paraíso, Vol. 2, pag. 105 Certo dia, uma missionária contou que, quando era criança, seus pais se separaram. Ela mal tinha conPrecisamos amadurecer essa consciência e percevivido com o pai. Por isso, sempre atribuiu muito de sua natureza à mãe, e se achava muito parecida com ber que a permissão concedida por Deus de semear ela, principalmente nas atitudes. Em uma conversa méritos hoje não é exclusividade nossa. Muitos de entre as duas, a mãe comentou que muitas das atitu- nossos antepassados também semearam o bem e isso des da filha eram idênticas às do pai. Essa missionária vem sendo transmitido por diversas gerações. Por levou um susto e reconheceu que tem forte influência isso, nossas alegrias e sofrimentos continuam. As fordo pai e que é muito parecida com ele. Esse relato nos mas mudam, mas sua essência é a mesma. Tudo isso faz entender que, apesar de estarmos acostumados a está ligado ao processo evolutivo do renascimento do perceber mais as semelhanças físicas, reproduzimos ser humano. O objetivo da vida é o renascer, é retornar também muitas atitudes de nossos pais, mesmo sem a Deus, religar-se a Ele. ter convivido com eles. Isso ocorre por que recebemos A balança das gerações essas influências por meio dos elos espirituais. Realmente, não somente sentimentos e pensa“Até agora pouco se tem falado sobre elo espiri- mentos, mas também atitudes e posturas podem se tual, porque ainda se desconhece a sua importância. transformar tanto em méritos como em máculas. Há Entretanto, embora os elos espirituais sejam invisí- uma balança que afere todas as gerações. Cada faveis e mais rarefeitos que a atmosfera, através deles mília tem uma balança e cada descendente vai colotodos os seres são influenciados consideravelmente. cando, no dia a dia, os pesinhos. Por exemplo: se sou No homem, eles tornam-se o veículo transmissor da sincero, aumento o lado dos meus méritos, mas se causa da felicidade e da infelicidade. Em sentido am- minto, isso gera máculas. Se decido ministrar Johrei plo, exercem influência até sobre a História. Portan- para alguém, acumulo méritos; se faço uma fofoca e ela é destrutiva, aumento o peso no lado das máculas. to, o homem deve conhecer o seu significado. Primeiramente, desejo advertir que isso é ciên“(...) Para o cumprimento de Seu plano, Deus emicia, é religião e também preparação para o futuro. O princípio da relatividade, os raios cósmicos e os te ordens ao homem constantemente, através de algo problemas referentes à sociedade ou ao indivíduo, que é como a semente de cada indivíduo numa das catudo se relaciona com os elos espirituais. Vejamos a madas do mundo espiritual. Dei-lhe o nome de Yukon.


IZUNOME

DIVISÃO DE EXPANSÃO - MATERIAL DE ESTUDO

(...) De acordo com a posição do Yukon no mundo espiritual, há diferença na missão e também no destino. Isto é, quanto mais alta for a camada em que estiver o Yukon de uma pessoa, melhor ela perceberá as ordens divinas e mais feliz será. (...) Assim, para ser verdadeiramente feliz o homem deve, antes de mais nada, elevar a posição do seu Yukon. E como é que ele pode conseguir isso? Purificando seu corpo espiritual. Ele está sempre se elevando ou baixando, dependendo da quantidade de máculas. O espírito purificado se eleva, por ser leve; o espírito maculado desce, pelo peso das máculas. Portanto, para purificar seu espírito o homem deve praticar boas ações e acumular virtudes.” Camadas do Mundo Espiritual – 5 de fevereiro de 1947

Aumentar o que colocamos todos os dias no lado positivo da balança é uma forma de cultuar os antepassados, pois o acúmulo de virtudes nos conduz ao Paraíso e nossos antepassados nos acompanham. Agindo assim, naturalmente o negativo diminui, mas também não podemos atribuir todas as purificações aos ancestrais e antepassados. Tudo o que passamos, cada situação que se manifesta significa uma oportunidade de salvação, de ampliar o lado positivo da balança. O caminho do mérito O que faz a diferença são os nossos pensamentos (sonen) e as nossas ações. A busca em se tornar útil a Deus, visando a felicidade das pessoas que estão ao nosso redor, se transforma em ações que geram Luz e felicidade para nós e nossos antepassados. Se a gratidão me liga a Deus e tenho esse elo com Ele, como representante dos antepassados eu os ligo também a Deus. Fazendo dedicações e oferecendo donativos de gratidão, passamos a influenciar a felicidade do mundo. Portanto, podemos dizer que o acumulo diário de méritos também simboliza uma expressão de gratidão aos antepassados.

uma via de duas mãos. Há uma inter-relação constante entre os mundos espiritual, atmosférico e físico. É o caminho do renascimento – é o processo evolutivo. Para quem está aqui na Terra, existe a liberdade de representar a família a que pertence. Como representante, o que penso e o que faço influencia as gerações passadas e as futuras. Vamos prestar atenção a essa relação, que é diária e constante. Convertendo lamuria em gratidão Viver com gratidão nos liga a Deus; viver se lamuriando, não. No mundo atual existem muitas coisas desagradáveis, como a criminalidade, a corrupção etc, o que nos leva a criticar muito e a desejar que o mal retorne para quem o fez. Entretanto, isso é uma lamúria e nos liga ao negativo. Quando mudamos nosso ponto de vista, entendendo a transcendência da missão que aquele ou aquilo veio cumprir, a lamúria se dissolve e passamos a viver o dia a dia com gratidão, conseguindo, assim, influenciar as pessoas e as situações, bem como nossos descendentes e nossos antepassados. A atitude mental com que vivemos deve ser plena de gratidão diante de tudo que nos acontece. Por exemplo: eu aceito que, por meio da purificação, Deus está me polindo ou determino que estou sendo castigado por Ele? Recebo o mal aparente com revolta ou consigo raciocinar com docilidade, e entender que tudo é permitido por Deus e cumpre uma missão? Se, por intermédio de Meishu-Sama, ganharmos a consciência de que tudo vem de Deus, então podemos comunicar aos nossos antepassados que a Era do Dia já chegou, e que o Paraíso está pronto. Há uma experiência de fé que ilustra isso muito

“A nossa Igreja objetiva a salvação da humanidade, portanto, desde que a pessoa ingressou nela, é bom que esteja preparada e consciente de que, mais cedo ou mais tarde, terá de cumprir a missão de salvação do mundo. Através da realização desse Servir a própria pessoa gozará de uma vida melhor, pois Deus lhe concederá uma grande felicidade. O mérito divino concedido por Deus da nossa Igreja é absoluto e, desde que desejamos realmente servi-Lo, Deus nos concederá proteção duas ou três vezes maior, extensiva até mesmo aos descendentes. Deus tem extrema urgência em obter pessoas que atuam como Seus instrumentos. Portanto, para aqueles que Lhe prestam serviço Ele concede especial proteção.” A missão é concedida no momento do ingresso na fé Nidai-Sama, 4 de fevereiro de l961

Se mudamos nossa forma de pensar, perceber e sentir, essa nova mentalidade influenciará nossos antepassados pelos mesmos elos espirituais que nos unem. É

20 – SETEMBRO/2016

Culto às Almas dos Antepassados (Guarapiranga, 2015).


DIVISÃO DE EXPANSÃO - MATERIAL DE ESTUDO

IZUNOME

bem. Um missionário passava por uma forte purificação com a esposa, que trocara a noite pelo dia devido à esclerose múltipla. Ele passava as noites acordado, cuidando dela, e não podia trabalhar nem dedicar. Como cuidar de um lar, dar assistência aos membros e sentir gratidão diante de tamanho sofrimento? Buscando praticar as orientações de Kyoshu-Sama, ele foi entendendo que sua esposa estava sendo utilizada por Deus para servir à humanidade, que ela estava purificando mas também estava salvando a ele e aos filhos. Ele passou a ver naquela situação uma forma de servir, passou a agradecer a cada vez que sentia aquela purificação como um peso e logo mudava a postura, materializando seu sentimento de gratidão e reconhecendo que Deus lhe dera essa tarefa, aceitando-a com alegria e gratidão. Em poucos dias o quadro foi mudando, a esposa passou a dormir à noite e ele voltou a trabalhar. Na mesma época, recebeu um telefonema de seu advogado comunicando que um antigo processo de revisão salarial, que se arrastava havia alguns anos, fora deferido pelo juiz, e seria pago com todos os atrasados a que ele tinha direito. Esse missionário se sentiu profundamente abençoado por Deus, materializou sua gratidão mais uma vez e voltou a dedicar, formando as pessoas com nova convicção. Quando tomamos consciência de que as purificações se manifestam em nossas vidas por permissão de Deus e para nos salvar, nos sentimos mais leves e, aí, brota em nosso coração o verdadeiro sentimento de gratidão. Meishu-Sama nos ensina que o primeiro aprimoramento do homem, tanto neste mundo como no mundo espiritual, é eliminar o egoísmo e o apego e que esses sentimentos estão mais concentrados no dinheiro. Ele nos ensina também que, quando conseguimos desapegar, um pouco que seja, e oferecemos um donativo sincero à Obra de Construção do Paraíso, ganhamos a permissão de eliminar todo esse apego.

O donativo monetário é uma das melhores práticas para se alcançar isso, e é uma forma de servir a Deus. Precisamos perceber, junto com todos os nossos antepassados, o que é viver com gratidão. Não é fácil agradecer por tudo, mas é um treinamento que todos precisamos e podemos fazer. A maior manifestação de amor Para nós, messiânicos, o dia 2 de novembro é uma grande festa na qual oramos a Deus para agradecer pela confiança que Ele depositou em nós, permitindo que nascêssemos, e aos nossos antepassados, pela permissão de representá-los aqui no plano material. Deus criou esse momento para que possamos nos empenhar na construção do Paraíso, junto com nossos antepassados e com os ancestrais de toda a humanidade. “A dedicação é a maior manifestação de amor que os descendentes podem dar aos seus ancestrais que habitam o mundo espiritual.” Meishu-Sama, Unidade vida e morte, em Poemas de Meishu-Sama e Nidai-Sama

Como os antepassados se sentem gratos, ao serem envolvidos com a luz da gratidão! Assim, que tal experimentarmos viver um dia inteiro com gratidão? O que será que vai acontecer no final do dia? Em todo momento que sentirmos gratidão, por menor que seja, por alguém ou por algo, vamos experimentar manifestar imediatamente em atos esse sentimento. Se ficarmos atentos e materializarmos nosso sentimento de gratidão, esse estado de espírito se perpetuará em nós e se refletirá no mundo espiritual. Procurando agir com essa postura, com certeza vamos perceber e descobrir o sabor de viver com mais alegria e felicidade e poderemos retornar, junto com nossos antepassados, ao Paraíso original. Boa preparação e feliz Culto às Almas dos Antepassados! SETEMBRO/2016 –

21


IZUNOME

IMMB - GABINETE DA PRESIDÊNCIA

Centro de Aprimoramento Belém (PA).

Presidente visita Noroeste e Nordeste O Rev. Marco Antonio Baptista Resende visitou, no mês de agosto, mais de 10 unidades da IMMB em cinco Estados. COLABORAÇÃO: FLÁVIA LOPES (PB)

O

presidente da Igreja Messiânica Mundial do Brasil, Rev. Marco Antônio Batista Resende, visitou, em agosto, unidades das regiões Noroeste (que inclui também Estados da área Norte do país) e Nordeste. O objetivo das visitas é levar as pessoas a pensarem mais sobre as práticas messiânicas no cotidiano. A programação começou na Área Belém. Na capital paraense o presidente encontrou com pioneiros, ministros, professores de ikebana, membros e missionários, acompanhado pelo Rev. Jorge Mi-

22 – SETEMBRO/2016

guel da Silva Albertos. O Rev. Marco Resende visitou também os Johrei Centers Icoaraci, Ananindeua, Castanhal e o Johrei Center Nazaré. Após a visita a Belém o presidente seguiu para a Área Fortaleza, onde reuniu-se com membros, missionários, ministros e professores de Ikebana. Na capital cearense, o Rev. Marco Antônio Franco Rocha, responsável pela região Nordeste, acompanhou o Rev. Resende na visita ao Johrei Center Northfort, localizado no bairro Parquelândia. Outros Estados do Nordeste também receberam a visita do presidente Marco Antônio Batista Resende no mês de agosto. Em

Recife, ele conheceu o Centro de Aprimoramento Rosarinho. Depois da recepção ao som de frevo, cerca de 700 pessoas participaram do aprimoramento para membros em geral. Ainda em Pernambuco, o presidente da IMMB visitou o Johrei Center Olinda. O próximo Estado a ser visitado foi a Paraíba. Cerca de 500 pessoas, entre ministros, membros, missionários e frequentadores, participaram da palestra que aconteceu no Centro de Aprimoramento João Pessoa, ligado à Área Recife. O Rev. Resende conheceu também o Johrei Center Bancários, localizado na zona sul da capital pessoense. Nos encontros com os membros,


IMMB - GABINETE DA PRESIDÊNCIA

IZUNOME

BELÉM

Orientação e manifestação de gratidão aos membros. os.

Johrei Center Ananindeua.

Contato com família de missionário.

Johrei Center Icoaraci.

Teatralização com participantes do culto.

No Johrei Center Castanhal (ao lado), Rev. Marco Resende orou com os membros e manifestou sua gratidão aos pioneiros da difusão da fé messiânica na região.

Johrei Center Nazaré.

as palestras proferidas pelo presidente Marco Resende tiveram tom informal. Em todas as unidades ele recorreu a uma pequena encenação teatral para explicar aos participantes que Deus, Meishu-Sama e nossos antepassados es-

Integração entre missionários e membros.

tão vivos dentro de nós. O presidente da IMMB encerrou sua viagem missionária às Áreas Norte, Noroeste e Nordeste no dia 20 de agosto, com a visita ao Centro de Aprimoramento Natal e ao Johrei Center Orla Sul.

Oração de abertura do encontro.

No dia 6 de setembro o Rev. Marco Resende deu início à visita ao Maranhão, onde oficiou, no dia 8, o Culto de Inauguração das novas instalações do Centro de Aprimoramento São Luiz, que passou por ampla reforma. SETEMBRO/2016 –

23


IZUNOME

IMMB - GABINETE DA PRESIDÊNCIA

FORTALEZA

Centro de Aprimoramento Fortaleza.

Johrei Center Northfort, no bairro Parquelândia, na capital cearense.

Agradecimentos à turma da cozinha.

Ministração do Johrei.

Durante a palestra, Rev. Marco Resende interagiu com os membros.

O casal José Pedro e Zenaide Alves da Costa são pioneiros da difusão no Ceará.

RECIFE

Centro de Aprimoramento Rosarinho.

Johrei Center Olinda.

24 – SETEMBRO/2016

ção.

terniza

Confra

Horta no Johrei Center Olinda.

Ministração do Johrei.

Crianças cuidam da horta.


IMMB - GABINETE DA PRESIDÊNCIA

Reunião com missionários.

IZUNOME

JOÃO PESSOA

Comitiva: Johrei nos membros membros.

Johrei Center Bancários.

Centro de Aprimoramento João Pessoa.

Horta no Johrei Center Bancários.

NATAL

Contrição durante a oração.

Recepç Centro de Aprimoramento Natal.

Johrei Center Orla Sul.

ão dos

membr

os.

Johrei Center Orla Sul.

Fotógrafos que colaboraram nos registros da visita do presidente: Belém Maria de Nazareth Leitão Mendonça Desiree Costa Giusti Dilleny Ribeiro Marcos Silas Souza Eduardo Kalif Virgilina Sousa Chaves João Pessoa Sônia Gadioli Lusinete Ramos da Silva Fortaleza Renato Barbosa de Vasconcelos Michel Gonçalves de Mesquita Recife Keila Manuelle Alves Gomes

SETEMBRO/2016 –

25


IZUNOME

TEMAS PARA REFLEXÃO

Meishu-Sama era assim...

“Quem está realizando tudo

é Deus Supremo” Rev. Hayashi Nakai - parte 1

E

u vim para cá dedicar junto com Meishu-Sama em 1955, na época em que estes jardins do ShinsenKyo foram inaugurados. Na cerimônia de inauguração, que foi realizada aqui neste prédio, Meishu-Sama chamou este local de protótipo do Paraíso Terrestre. No mundo há jardins muito bonitos, mas o diferencial é que ele este foi construído por ele para salvar a humanidade. Essa celebração foi realizada no dia 15 de junho. Então, todos nós comemoramos essa data como o Dia do Paraíso Terrestre. Vou relatar histórias de mais de 60 anos atrás. Meishu-Sama passava os verões aqui em Hakone; no inverno, sempre ia para Atami. Os senhores dedicaram na construção do Solo Sagrado de Guarapiranga. Da mesma forma nós, na época jovens de 20, 20 e poucos anos, também viemos, de todos os lugares do Japão, para participar dessa construção. Acredito que, no Brasil, as pessoas que dedicavam em Guarapiranga recebiam lanches, ou alguma coisa para recuperar as energias para continuar dedican-

Rev. Hayashi Nakai: histórias de quem dedicou diretamente com Meishu-Sama.

do. No nosso caso, como a época era de muitas dificuldades, logo após a guerra, nós mesmos trazíamos alimentos e, aqui, tudo era repartido entre todos os dedicantes. Meishu-Sama nos orientava que a construção desse protótipo do Paraíso já estava no Plano de Deus. Ele costumava dizer: “Quem está realizando tudo é Deus Supremo. Ele apenas me utiliza como uma espécie de mestre-de-obras local.” Normalmente, quando se constrói utiliza-se grandes máquinas, tratores, para poder mover as enormes pedras ou trazer coisas volumosas de outros lugares. Aqui neste terreno havia muitas pedras – algumas pesavam mais de uma tonelada – e todas foram movidas pela força dos membros, sem usar nenhuma máquina. Mesmo em Atami, também não foram utilizados equipamentos pesados.

Tudo foi feito pela mão dos membros.Além disso, todas as regiões onde foram construídos os Solos Sagrados são montanhosas, diferentemente de Guarapiranga. Então, aqui foi preciso escavar para tornar uma parte do terreno plana, de modo que possibilitasse a construção dos prédios. Nesse período, nós recebíamos muitas orientações de MS; recebíamos muitas graças e as pessoas ficavam motivadas. Por isso, o número de dedicantes aumentava a cada dia. Então, estes jardins estão impregnados desse sentimento de Meishu-Sama de salvar a humanidade, e da sinceridade daqueles membros que, com muito esforço, se locomoviam para cá para dedicar na construção. Assim, acredito que esse jardim ficou bem do jeito que Deus queria. É por isso que Meishu-Sama dizia que, apenas por passear e apreciar esses jardins, o espírito do ser humano já estaria sendo envolto pela Luz de Deus e sendo purificado. Solar da Contemplação da Montanha. Solo Sagrado de Hakone, Japão.

26 – SETEMBRO/2016


IIgreja greja M Messiânica essiânica M Mundial undial d do o B Brasil rasil V Venha e n h a rreceber e c e b e r JJohrei! ohrei! JOHREI CENTERS - REGIÃO SP-LITORAL IZUNOME

JOHREI CENTERS - REGIÃO SUL

CENTRO DE APRIM. SÃO BERNARDO DO CAMPO

CENTRO DE APRIMORAMENTO FLORIANÓPOLIS JOHREI CENTER BALNEÁRIO CAMBORIÚ Rua 1536, 65 – Centro – Balneário Camboriú – SC CEP 88330-610 – Tel. (47) 3366-7592 JOHREI CENTER BLUMENAU Rua Jose Deeke, 146 – Asilo – Blumenau – SC CEP 89031-400 – Tel. (47) 3334-4661 JOHREI CENTER CRICIÚMA Rua Ararangua, 157 – Centro – Criciúma – SC CEP 88801-600 – Tel. (48) 3045-3242 JOHREI CENTER FLORIANÓPOLIS Av Hercilio Luz, 962 – Centro – Florianópolis – SC CEP 88020-001 – Tel. (48) 3028-5587 JOHREI CENTER JOINVILLE Rua Marechal Deodoro, 362 – America – Joinville – SC CEP 89204-030 – Tel. (47) 3025-7615 JOHREI CENTER SÃO JOSÉ Rua Brasilpinho, 146 – Kobrasol – São José – SC CEP 88102-300 – Tel. (48) 3035-3610 JOHREI CENTER TUBARÃO Avenida Presidente Getulio Vargas, 2419 – Centro – Tubarão – SC CEP 88704-300 – Tel. (48) 3632-9910

CENTRO DE APRIMORAMENTO PORTO ALEGRE JOHREI CENTER BALNEÁRIO CAXIAS DO SUL Rua Visconde de Pelotas, 1068 – Centro – Caxias do Sul – RS CEP 95020-183 – Tel. (54) 3028-1470 JOHREI CENTER ITAQUI Rua Independencia, 336 – Centro – Itaqui – RS CEP 97650-000 – Tel. (55) 3433-7228 JOHREI CENTER JARDIM LINDÓIA Rua Costa Rica, 141 – Jardim Lindóia – Porto Alegre – RS CEP 91050-210 – Tel. (51) 3361-5988 JOHREI CENTER MENINO DE DEUS Rua Marcílio Dias, 486 – Menino Deus – Porto Alegre – RS CEP 90130-000 – Tel. (51) 3019-4677 JOHREI CENTER PASSO FUNDO Rua Benjamin Constant, 679 – Centro – Passo Fundo – RS CEP 99010-130 – Tel. (54) 3045-1160 JOHREI CENTER PETRÓPOLIS - RS Avenida Bagé, 311 – Petrópolis – Porto Alegre – RS CEP 90460-080 – Tel. (51) 3024-7802 JOHREI CENTER RIO GRANDE Rua Duque de Caxias, 349 – Centro – Rio Grande – RS CEP 96200-020 – Tel. (53) 3035-7801 JOHREI CENTER SANTA CRUZ DO SUL Rua Venâncio Aires, 732 – Centro – Santa Cruz do Sul – RS CEP 96810-150 – Tel. (51) 3056-2797 JOHREI CENTER SANTA MARIA - RS Rua Silva Jardim, 1751 – Passo D’Areia – Santa Maria – RS CEP 97010-491 – Tel. (55) 3026-9015

JOHREI CENTER ASSUNÇÃO R. Robert Kennedy, 3473 – Parque S. José – S. Bernardo Campo – SP CEP 09860-215 – Tel. (11) 4109-5771 JOHREI CENTER DIADEMA Rua Ver. Gustavo Sonnewend Netto, 102 – Centro – Diadema – SP CEP 09920-710 – Tel. (11) 4057-3798 JOHREI CENTER MAUÁ Rua Campos Sales, 398 – Vila Bocaina – Mauá – SP CEP 09310-040 – Tel. (11) 4514-2124 JOHREI CENTER PARQUE DAS NAÇÕES Avenida Brasil, 525 – Parque das Nações – Santo André – SP CEP 09210-280 – Tel. (11) 4472-5860 JOHREI CENTER RUDGE RAMOS R. Maria da Penha, 72 – Rudge Ramos – São Bernardo Campo - SP CEP 09626-080 – Tel. (11) 4368-7613 JOHREI CENTER SANTO ANDRÉ Avenida Portugal, 537 – Centro – Santo André – SP CEP 09040-010 – Tel. (11) 4436-8288 JOHREI CENTER SÃO BERNARDO Rua Thales dos Santos Freire, 74 – Vila Baeta Neves São Bernardo Campo – SP – CEP 09751-020 – Tel. (11) 4123-3260 JOHREI CENTER SÃO CAETANO DO SUL Rua Nilo Peçanha, 117 – Santo Antônio – São Caetano do Sul – SP CEP 09540-830 – Tel. (11) 4229-5532

CENTRO DE APRIMORAMENTO SANTOS JOHREI CENTER APARECIDA Rua Januário dos Santos, 171 – Aparecida – Santos – SP CEP 11030-560 – Tel. (13) 3272-6364 JOHREI CENTER BERTIOGA Rua Francisco Pinto, 265 – Vila Tupi – Bertioga – SP CEP 11250-000 – Tel. (13) 3317-6372 JOHREI CENTER CAMPO GRANDE - SP Av. Senador Pinheiro Machado, 635 – Campo Grande – Santos – SP CEP 11075-003 – Tel. (13) 3237-9943 JOHREI CENTER CUBATÃO Rua Bernardo Pinto, 34 – Vila Paulista – Cubatão – SP CEP 11510-260 – Tel. (13) 3361-5500 JOHREI CENTER ESTUÁRIO Avenida Afonso Pena, 289 – Macuco – Santos – SP CEP 11020-001 – Tel. (13) 3231-3378 JOHREI CENTER GUARUJÁ Rua Luis Felipe Machado, 534 – Jd. Helena Maria – Guarujá – SP CEP 11431-100 – Tel. (13) 3387-5463 JOHREI CENTER ITANHAÉM Praça Benedito Calixto, 241 – Centro – Itanhaém – SP CEP 11740-000 – Tel. (13) 3422-2408 JOHREI CENTER JARDIM SANTA MARIA Rua Carlos Caldeira, 284 – Santa Maria – Santos – SP CEP 11089-130 – Tel. (13) 3299-8684 JOHREI CENTER MONGAGUÁ Rua Jeronimo Barbosa Monteiro, 253 – Vila São Paulo Mongaguá – SP – CEP 11730-000 – Tel. (13) 3448-7529 JOHREI CENTER PERUÍBE Rua Vereador João Bechir, 123 – Centro – Peruíbe – SP CEP 11750-000 – Tel. (13) 3455-8700 JOHREI CENTER PRAIA GRANDE Rua Oswaldo de Oliveira, 252 – Boqueirão – Praia Grande – SP CEP 11701-120 – Tel. (13) 3473-2274 JOHREI CENTER REGISTRO Rua Joaquim Marques Alves, 122 – Centro – Registro – SP CEP 11900-000 – Tel. (13) 3821-3944 JOHREI CENTER SÃO VICENTE Avenida Mota Lima, 169 – Vila Cascatinha – São Vicente – SP CEP 11370-100 – Tel. (13) 3467-5534 JOHREI CENTER VICENTE DE CARVALHO Rua Santa Rosa, 182 – Sítio Paecara (Vicente de Carvalho) Guarujá – SP – CEP 11463-010 – Tel. (13) 3352-1958 JOHREI CENTER VILA MATHIAS Rua Julio Conceição, 215 – Vila Mathias – Santos – SP CEP 11015-540 – Tel. (13) 3202-5600


FOTOS: TONY TAJIMA E SHANI SANTOS

CULTO ÀS ALMAS DOS

A NTEPASSADOS

2 DE NOVEMBRO DE 2016 - 9 HORAS - SOLO SAGRADO DE GUARAPIRANGA

Revista Izunome - Setembro 2016  
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you