Page 1

Iniciamos o segundo

semestre


NOVA ESTRUTURA DA IGREJA NO BRASIL IZUNOME

JOHREI CENTERS - REGIÃO RJ - 1 IGREJA PIEDADE (RJ) JC PIEDADE - RJ Rua Assis Carneiro, 499 - Piedade - Rio de Janeiro - RJ CEP 20740-260 - Tel.: (21) 3439-5998 JC MÉIER Rua Coronel Cota, 77 - Méier - Rio de Janeiro - RJ CEP 20720-180 - Tel.: (21) 2595-0350 JC CACHAMBI Rua Coração De Maria, 322 - Méier - Rio de Janeiro - RJ CEP 20775-050 - Tel.: (21) 2281-4246 JC INHAÚMA Rua Teixeira de Macedo, 42 - Inhaúma Rio de Janeiro - RJ - CEP 20765-160 - Tel.: (21) 3271-7840

JC MARIA DA GRAÇA Rua Conde de Azambuja, 946 - Maria Da Graça Rio de Janeiro - RJ - CEP 20785-342 - Tel.: (21) 2241-4079 JC ENCANTADO Rua Assis Carneiro, 499 - Piedade - Rio de Janeiro - RJ CEP 20740-260 - Tel.: (21) 3439-5998 JC MARECHAL HERMES Rua Regente Lima E Silva, 457 - Marechal Hermes Rio de Janeiro - RJ - CEP 21610-230 - Tel.: (21) 3016-5999 JC VILA VALQUEIRE Rua Tulipas, 216 - Vila Valqueire - Rio de Janeiro - RJ CEP 21330-510 - Tel.: (21) 2453-2297

IGREJA VILA DA PENHA JC VILA DA PENHA Avenida Brás De Pina, 982 - Vila da Penha Rio de Janeiro - RJ - CEP 21210-675 - Tel.: (21) 2269-8549 JC ILHA DO GOVERNADOR Rua Colina, 81 - Jardim Guanabara - Rio de Janeiro - RJ CEP 21931-380 - Tel.: (21) 3393-7007 JC COCOTÁ Praça Comandante Nelson Mege, 28 - Cocotá Rio de Janeiro - RJ - CEP 21910-365 - Tel.: (21) 2467-2640 JC TAUÁ Avenida Paranapuã, 1369 - Tauá - Rio de Janeiro - RJ CEP 21910-253 - Tel.: (21) 2467-3623 JC ANCHIETA - RJ Avenida Cipriano Barata, 1138 - Parque Anchieta Rio de Janeiro - RJ - CEP 21620-190 - Tel.: (21) 3019-0660 JC BONSUCESSO R. Barros Barreto, 89 - Bonsucesso - Rio de Janeiro - RJ CEP 21032-140 - Tel.: (21) 2260-3455 JC BRÁS DE PINA Rua Boa Viagem, 16 - Brás de Pina - Rio de Janeiro - RJ CEP 21011-150 - Tel.: (21) 3439-5967

JC GUADALUPE R. João Paranagua, 63 - Guadalupe - Rio de Janeiro - RJ CEP 21660-470 - Tel.: (21) 3106-9345 JC IRAJÁ Rua Marquês de Queluz, 109 - Irajá - Rio de Janeiro - RJ CEP 21235-120 - Tel.: (21) 3373-7301 JC OLARIA Rua Silva e Sousa, 50 - Olaria - Rio de Janeiro - RJ CEP 21021-660 - Tel.: (21) 2270-5197 JC RAMOS Rua Euclides Faria, 216 - Ramos - Rio de Janeiro - RJ CEP 21060-100 - Tel.: (21) 2230-8354 JC ROCHA MIRANDA R. dos Rubis, 174 - Rocha Miranda - Rio de Janeiro - RJ CEP 21510-013 - Tel.: (21) 3372-7014 JC VAZ LOBO Avenida Ministro Edgard Romero, 884 - Madureira Rio de Janeiro - RJ - CEP 21360-200 - Tel.: (21) 3457-0051 JC VISTA ALEGRE Rua Criciúma, 218 - Irajá - Rio de Janeiro - RJ CEP 21231-050 - Tel.: (21) 2473-1873

JOHREI CENTERS - REGIÃO RJ - 2 IGREJA BARRA DA TIJUCA

IGREJA JACAREPAGUÁ

JC BARRA DA TIJUCA Rua Prudência do Amaral, 216 - Barra da Tijuca Rio de Janeiro - RJ - CEP 22620-240 - Tel.: (21) 2491-9728 JC CURICICA Rua Mandina, 47 - Curicica - Rio de Janeiro - RJ CEP 22780-530 - Tel.: (21) 2441-0002 JC RECREIO Av. Guilherme de Almeida, 138 - Recreio dos Bandeirantes Rio de Janeiro - RJ - CEP 22790-100 - Tel.: (21) 2437-7630

JC PECHINCHA Estrada Pau Ferro, 276 - Pechincha - Rio de Janeiro - RJ CEP 22743-051 - TEL.: (21) 2424-1139 JC JARDIM CLARICE Estrada Curipos, 163 - Anil - Rio de Janeiro - RJ CEP 22753-330 - TEL.: (21) 2447-6504 JC PRAÇA SECA Rua Doutor Jacundino Barreto, 173 - Praça Seca Rio de Janeiro - RJ - CEP 21320-170 - Tel.: (21) 2489-6991 JC TAQUARA Av. dos Mananciais, 29 - Taquara - Rio de Janeiro - RJ CEP 22720-400 - Tel.: (21)2486-3887


ÍNDICE

Ensinamento do mês O que é a Igreja Messiânica Mundial

6

Culto Mensal de Agradecimento Deus está utilizando Seu martelo na construção do Paraíso Terrestre

10

Experiência na prática da fé Os Ensinamentos são a chave da felicidade

12

IMMB - Gabinete da Presidência Presidente da IMMB visita Aracaju, Vitória e Brasília

16

Fundação Mokiti Okada Ikebana Sanguetsu entra em nova fase de expansão no Brasil

18

Korin Nutricionistas e chefs de cozinha realizam imersão na produção de frangos e ovos da Korin

20

Korin Korin lança novos produtos na maior feira de supermercados do mundo

22

Culto Mensal de Agradecimento Culto Mensal de agosto será dedicado à Coluna da Agricultura Natural

IZUNOME

5

Foto Fot F to da d capa capa:: R Rodrigo odri d igo C Cardoso ardoso d

JULHO/2017 –

3


IZUNOME

EDITORIAL

I

O segundo semestre chegou!

niciamos o segundo semestre, e a Revista Izunome traz neste número, muitas matérias importantes para nosso estudo, começando pela palestra do presidente da Igreja Messiânica Mundial do Brasil – IMMB, reverendo Marco Antonio Baptista Resende, proferida por ocasião do culto mensal de agradecimento do mês de julho, realizado no Solo Sagrado de Guarapiranga, e pela experiência de fé do senhor Luiz Augusto Mendonça Dias. Dando continuidade às suas visitas missionárias, o reverendo Marco Resende visitou os Johrei Centers de Aracaju e Atalaia, no Estado de Sergipe, a Igreja Vitória, no Espírito Santo, e participou das comemorações dos cinquenta anos de difusão no Distrito Federal. Já o presidente da Fundação Mokiti Okada, reverendo Miguel Neves Bomfim Neto, iniciou, desde o começo do ano, diversas visitas às principais áreas da IMMB com o propósito de preparar novos instrutores de Ikebana Sanguetsu para o processo de provas de qualificação, a serem realizadas no segundo semestre.

A Korin Agropecuária participou, mais uma vez, da feira da Associação Paulista de Supermercados – APAS Show. Lá, a empresa ofereceu aos varejistas grandes lançamentos das linhas sustentável e orgânica, entre eles o Hambúrguer Bovino Orgânico e Charque Orgânico, o primeiro produzido no Brasil. A Korin também organizou uma excursão ao seu Polo de Agricultura Natural, em Ipeúna, SP, com 45 nutricionistas, chefs de cozinha e jornalistas, com o propósito de apresentar os processos diferenciados de frangos e ovos produzidos livres de antibióticos, e mostrar suas atualizações técnicas. Como preparação para o culto mensal dedicado à Coluna da Agricultura Natural, que será realizado no próximo dia 6 de agosto, no Solo Sagrado de Guarapiranga, a Secretaria de Horta Caseira vem relembrar a importância do cultivo de alimentos baseados na Agricultura Natural preconizado por Meishu-Sama. Boa leitura a todos!

Acesse nossos sites:

Publicação mensal da Igreja Messiânica Mundial do Brasil Ano V - nº 113 - ISSN 2177-7462 Elaboração: Igreja Messiânica Mundial do Brasil Divisão de Comunicação Diretor da Divisão: Rev. Rubens Medeiros da Silva Redação e Administração: Rua Morgado de Mateus, 77 – 1º andar – CEP 04015-050 Vila Mariana – São Paulo – SP E-mail: ascom@messianica.org.br Editora: Lucia Martuscelli de Freitas - MTb: 20511 Edição de Arte: Kioshi Hashimoto Fotografia (colaboradores nesta edição): Ana Paula Peres, Celso Yamashita, Letícia Guarnieri, Marcio Manji, Melissa Binder, Ricardo Fuchigami, Sayuri Tajima, Takuma Suzuki e Tony Tajima Colaboração: Humberto Matsumura e Rogério Câmara

4 – JULHO/2017

www.messianica.org.br

www.fmo.org.br

www.korin.com.br

www.kmambiente.com.br

www.planetaazul.com.br

www.faculdademessianica.edu.br

Tiragem: 97.011 exemplares Impressão: Editora Abril

Produção e coordenação de impressão

www.fmo.org.br

Setor Comercial: Rua Joaquim Távora, 1030 CEP 04015-012 – Vila Mariana – São Paulo – SP Tel. 11 5087-5186

SEKAI KYUSEI KYO IZUNOME

www.solosagrado.org.br

www.izunome.jp


IGREJA MESSIÂNICA MUNDIAL DO BRASIL

IZUNOME IZUN IZ UNOM OME

ENSINAMENTO DO MÊS

O que é a Igreja Messiânica Mundial

A

Igreja Messiânica Mundial cria e difunde uma cultura espiritual em interação com o desenvolvimento da cultura material, tendo por finalidade o advento do Paraíso Terrestre. Não há dúvida de que Paraíso Terrestre é uma expressão que se refere ao mundo ideal, onde não existem doença, pobreza e conflito. O Mundo de Miroku, anunciado por Buda Sakyamuni, a chegada do Reino dos Céus, profetizada por Jesus Cristo, o Mundo de Serenidade e Paz, proclamado por Nichiren, e o Pedestal do Néctar, idealizado pela Igreja Tenrikyo, têm o mesmo significado do Paraíso Terrestre que nós proclamamos. Entretanto, a diferença é a questão do tempo, que não foi anunciada por nenhum dos fundadores. Por meio da Iluminação espiritual, intuí que esse tempo está muito próximo. E o que isso significa? Que é iminente o momento da Destruição da Lei Búdica, prevista por Buda, e do Fim do Mundo ou Juízo Final, profetizados por Jesus Cristo. Seria uma felicidade se o Paraíso Terrestre pudesse ser estabelecido sem que nada precisasse ser mudado. Contudo, como se trata da construção de um mundo novo, ideal, é indispensável que se faça uma prestação de contas do velho mundo. É como na construção de uma nova casa, quando se fazem necessárias a demolição da casa velha e a limpeza do terreno. Naturalmente, existirão muitas coisas úteis da casa velha que serão poupadas. Evidentemente, esta seleção será feita por Deus. Portanto, para que o ser humano seja preservado, é necessário que ele se torne útil para o novo mundo. Dessa forma, poderá ultrapassar facilmente a grande fase de mudança, e isso significa ser aprovado no exame divino. A seguir, explicarei a respeito da fé como o único caminho para tal. As qualificações para ultrapassar essa fase de grande transição do mundo são: 1) ser saudável, livre de doenças; 2) estar liberto dos sofrimentos da pobreza; 3) amar a paz e ter aversão ao conflito. Ou seja, ser uma pessoa capaz de viver em um mundo isento de doença, pobreza e conflito. Deus não só resguardará aqueles que tiverem essas três grandes qualificações, como também se utilizará deles como pessoas capacitadas para o mundo que irá surgir. Certamente, creio que não há discordância entre os desígnios de Deus e os ideais do ser humano. Existiria, então, uma maneira para obtermos essas três qualificações? Nossa religião se empenha para ensinar e conduzir as pessoas a adquirir tais qualificações bem como transmitir-lhes as bênçãos de Deus. Por Meishu-Sama em 5 de setembro de 1948 Extraído do Livro Alicerce do Paraíso Volume 1 – Páginas 11 e 12 JULHO/2017 –

5


IZUNOME

CULTO MENSAL DE AGRADECIMENTO

Início do Culto Mensal de Agradecimento

Deus está utilizando Seu martelo na construção do Paraíso Terrestre Saudação do presidente da IMMB, Rev. Marco Antonio Baptista Resende Solo Sagrado de Guarapiranga 2 de julho de 2017

B

om-dia! Sejam bem-vindos ao Solo Sagrado de Guarapiranga. Todos estão passando bem? Agradeço a Deus e a Meishu-Sama a permissão de realizar este Culto Mensal de Agradecimento e de poder servir à Obra Divina com os senhores. Como o tempo está passando rápido, não é mesmo? Há duas semanas, estávamos celebrando o Culto do Nascimento do Paraíso Terrestre e, hoje, já estamos celebrando o culto de agradecimento do mês de julho! Ao iniciarmos o segundo se-

6 – JULHO/2017

Presidente e oficiantes realizam a cerimônia religiosa

mestre do ano, penso ser importante fazer uma reflexão mais aprofundada sobre os Ensinamentos de Meishu-Sama e, ao mesmo tempo, um balanço sobre a maneira como estamos vivendo e ser-

vindo a Obra Divina. Hoje, o mundo está passando por um momento de muitas mudanças. São grandes e inúmeras as purificações. As notícias que nos chegam, na maioria das


CULTO MENSAL DE AGRADECIMENTO

Presidente da IMMB faz sua saudação aos presentes

vezes, retratam situações muito difíceis que nos entristecem e desanimam. Às vezes, chega a dar a impressão de que nada de bom acontece no mundo. Contudo, isso não é verdade: há muitas coisas boas ocorrendo e precisamos estar atentos a elas. Meishu-Sama já havia nos alertado sobre as mudanças que ocorreriam com a intensificação da Luz Divina e com o avanço da Transição da Era da Noite para a Era do Dia. Tais mudanças fazem parte da “prestação de contas do velho mundo” à qual Meishu-Sama se referiu no Ensinamento “O que é a Igreja Messiânica Mundial”, que acabamos de ouvir. De fato, estamos vivendo um momento crítico. Contudo, através do próprio exemplo, Meishu-Sama nos legou um caminho seguro para ultrapassarmos esta fase e nos tornarmos, conforme está no Ensinamento, “pessoas capacitadas para o mundo que irá surgir”. Meishu-Sama afirma que a Igreja Messiânica Mundial cria e difunde uma cultura espiritual em interação com o desenvolvimento da cultura material, tendo por finalidade o advento do Paraíso Terrestre. Ele nos ensina, ainda, que a fé é o único caminho para ultrapassarmos com facilidade essa grande fase de mudanças e nos tornarmos úteis para o novo mundo.

Rev. Marco Resende

Quando ouvimos estas palavras, sem refletir muito sobre seu significado, é fácil concordar e dizer: “Ah, entendi! Deve ser isso mesmo. Vamos demolir a ‘velha casa’ para construir uma nova!” Quando pensamos mais profundamente e nos damos conta de que esta “velha casa” à qual Meishu-Sama está se referindo pode se tratar de nós mesmos, das nossas atitudes, do nosso egoísmo, do apego às nossas ideias e pensamentos, do nosso “velho eu”, neste momento, como reagimos? Eu não sei os senhores, mas, muitas vezes, minha vontade é deixar para mais tarde a decisão de aceitar as mudanças necessárias para a construção da minha “nova casa” do meu “novo eu”. Contudo, é preciso saber que a construção do Paraíso é comandada por Deus, está sendo realizada dentro e fora de cada um de nós. Portanto, a “demolição da velha casa e a limpeza do terreno” são etapas necessárias nesse processo. Ou seja, os acontecimentos que estão causando desconforto em nossa vida são resultados desse processo de construção. Por conseguinte, precisam ser merecedores da nossa gratidão, não acham? Quando as coisas não transcorrem conforme o esperado, a tendência é ficar triste, desanimado, preocupado. Nesses momentos,

IZUNOME

“Contudo, é preciso saber que a construção do Paraíso é comandada por Deus, está sendo realizada dentro e fora de cada um de nÓs. Portanto, a “demolição da velha casa e a limpeza do terreno” são etapas necessárias nesse processo.“

Neste sentido, tornar-se uma “pessoa capacitada para o mundo que irá surgir” significa ser uma pessoa que nunca esquece que sua alma pertence a Deus; uma pessoa que consegue afirmar, para si mesma, que Ele está vivo em sua vida e que nada neste mundo foge ao Seu comando. Acredito que a peregrinação ao Solo Sagrado é um momento especial para refletirmos e perguntarmos a nós mesmos: “Será que estou conseguindo reconhecer minha ligação eterna com Deus e, com gratidão, conduzir e entregar a Ele, através de Meishu-Sama, as situações que estou vivendo?”; “Será que estou conseguindo afirmar para mim mesmo que o Paraíso existe dentro do meu coração?” No Ensinamento lido hoje, Meishu-Sama afirmou: “Seria uma felicidade se o Paraíso Terrestre pudesse ser estabelecido sem que nada precisasse ser mudado. Todavia, uma vez que se trata da construção de um mundo novo, ideal, é indispensável que se faça uma prestação de contas do velho mundo. É como na construção de uma nova casa, quando se fazem necessárias a demolição da “velha casa” e “a Ministros Shiguenori Koarata e Cecília Araujo Machado de Almeida fazem o ofertório de gratidão limpeza do terreno.”

JULHO/2017 –

7


IZUNOME

CULTO MENSAL DE AGRADECIMENTO

procuramos Deus e oramos fervorosamente para que as coisas ocorram conforme desejamos, ou seja, de acordo com nossa conveniência. Agindo assim, parece que estamos utilizando Deus para realizar nossos desejos, quando, na verdade, precisamos nos conscientizar da onipotência de Deus, que nos utiliza conforme Sua vontade. Meishu-Sama nos ensina que a grande barreira que encontramos para obedecer a Vontade de Deus, para sentir o amor de Deus, é o nosso egoísmo e apego. Sem perceber, muitas vezes, ficamos presos a uma maneira de pensar centralizada no ser humano. Dessa maneira, ignoramos a existência de Deus e, como consequência, acabamos tomando posse de tudo o que ocorre de bom e de ruim em nossas vidas. Por exemplo, quando dizemos ou pensamos: “meu milagre”, “minha conquista”, “meu mérito”, “meu problema”, “minha purificação”, “minha ideia”, “minha vida”, apropriamo-nos de tudo e tomamos para nós as coisas que, na verdade, pertencem a Deus. Por este motivo, sempre acabamos querendo resolver as coisas da nossa maneira, com a nossa força e não as encaminhamos a Deus. Não as entregamos em Suas mãos. Muito menos reconhecemos que Deus está nos esperando com nossos sentimentos, pensamentos, dificuldades, alegrias, enfim, com

tudo o que trazemos conosco. Por isso quando ignoramos Deus, sentimos aquela sensação de estar carregando sozinho o peso do mundo nas costas. É por isto que afirmo com convicção que o primeiro passo neste sentido é reconhecer, de verdade, a existência de Deus vivo dentro de nós e nos dirigirmos em direção a Ele. Precisamos, realmente, entender que a construção do Paraíso Terrestre está nas mãos de Deus e que tudo está sendo utilizado em Sua obra, no processo de Transição da Era da Noite para a Era do Dia. Dessa maneira, conseguiremos agradecer os acontecimentos da nossa vida. Por exemplo: ao sentirmos que alguma coisa esteja nos incomodando, ao invés de nos

Apesar do tempo chuvoso e do frio, 6.733 pessoas estavam presentes no Culto Mensal de Agradecimento

Participantes do culto interagem com as orientações do presidente

8 – JULHO/2017

decepcionarmos, reclamarmos e ficarmos tristes, vamos imediatamente agradecer e encaminhá-la a Deus, através de Meishu-Sama com a certeza de que esta situação vai ser recebida por Ele. Se conseguirmos compreender que estamos “em construção”, em outras palavras, que estamos sendo lapidados, criados e educados por Deus, ganharemos força e coragem para suportar e enfrentar as situações que aparecerem. Como sabem, toda obra de construção causa certo transtorno e desconforto para si e para os outros, não é? Os senhores já viram aquelas placas que são colocadas em locais que estão em obras? Algumas dizem: “Desculpem-nos pelo transtorno, estamos em obras”. Outras acrescentam: “Estamos em obras para melhorar seu conforto.” Acho que eu também tenho que levantar uma plaquinha, que diz: “Eu estou em obras, desculpem-me pelo transtorno!” Se nós conseguirmos reconhecer que estamos “em obras” e que os outros também estão “em obras”, penso que a compreensão entre as pessoas aumentará.


CULTO MENSAL DE AGRADECIMENTO

sos de Meishu-Sama, praticando seus Ensinamentos para sermos úteis a Deus e ao novo mundo que está surgindo, é o caminho para nos transformarmos em pessoas aptas a viver no Paraíso Terrestre. Foi exatamente essa postura que ouvimos hoje, através da experiência relatada pelo senhor Luiz Augusto. Graças ao estudo dos Ensinamentos e sua prática, ele voltou a ter permissão de conduzir à Obra Divina novas almas de ouro. Fiquei muito emocionado ao ouvi-lo dizer: “Tive a convicção que o estudo dos Ensinamentos, somado às práticas básicas, nos conectam a Deus e ao Messias, fazendo com que nossa partícula Divina brilhe mais intensamente”. Parabéns, Luiz Augusto! Continue firme praticando os Ensinamentos e cumprindo sua missão. No próximo mês, realizaremos o culto dedicado à coluna da Agricultura Natural. Gostaria que plantassem alguma semente e a cultivassem, imaginando que estão cultivando a semente do Paraíso que já existe em seu coração. Até lá, gostaria que pensassem bem sobre o que conversamos hoje e, com a fé renovada, possamos, neste segundo semestre, caminhar firmes na concretização do Paraíso em nosso interior e à nossa volta. Parabéns a todos e uma boa missão! Muito obrigado!

IZUNOME IZ ZUN UNO OM ME

Meishu-Sama escreveu um poema que nos fala do quanto precisamos estar atentos ao trabalho realizado por Deus na construção do Paraíso Terrestre. Ele nos disse: “Abram seus olhos e vejam Deus que, por trás da destruição, está utilizando o Seu martelo, na obra de construção.” Do invisível Mundo Divino, Deus trabalha dia e noite, incansavelmente, construindo nosso interior e aperfeiçoando o mundo em que vivemos. Eu acredito que Deus concedeu um martelinho a cada um de nós, Seus filhos, para que, juntos a Ele, pudéssemos participar desta construção. Eu penso que os cultos e as orações, o Johrei, a leitura dos Ensinamentos, o encaminhamento de pessoas, enfim, que o nosso servir na Obra Divina representam o trabalho deste martelinho. Os senhores já se conscientizaram de que estão com esse martelinho na mão? Estão utilizando o martelinho diariamente? Estão ouvindo o som desse martelinho trabalhando? Pode ser que não consigamos ver o martelinho de Deus trabalhando dentro de nós, mas se serenarmos nossa mente e corpo, poderemos sentir na nossa respiração e na batida do nosso coração a ação desse martelinho de Deus, concedendo-nos vida. Eu acredito que seguir os pas-

Coral Mokiti Okada abrilhanta o evento JULHO/2017 –

9


EXPERIÊNCIA NA PRÁTICA DA FÉ

IZUN IZUNOME IZ ZUN U OME OM ME IZUNOME

Os Ensinamentos

B

Luiz Augusto Mendonça Dias

10 – JULHO/2017

om-dia! Sou messiânico há pouco mais de seis anos e dedico como assessor da ministra responsável pelo Johrei Center Rudge Ramos, ligado à Igreja ABCDM, São Paulo. Hoje, gostaria de mostrar a todos como o estudo dos Ensinamentos e sua prática no dia a dia me possibilitaram viver o Paraíso dentro do meu coração e estender esse paraíso ao meu redor. Apesar de ter vivido boa parte da minha vida na região do ABC, tive a permissão de ingressar na fé messiânica, na cidade de Nova Iguaçu – Rio de Janeiro, no ano de 2010. Retornei a São Bernardo após dois anos e comecei a dedicar bastante na Igreja e no Johrei Center. Nesse período, ingressei no programa de Formação Nível IV, do ensino religioso de nossa Igreja, para me aprofundar cada vez mais nos Ensinamentos de Meishu-Sama. Em 2014, casei-me novamente e, por não conseguir um imóvel rapidamente, acabei indo morar na Zona Leste de São Paulo temporariamente. Em função da distância, muitas vezes precisei sacrificar horas de descanso, assim como compromissos, pois grande parte de minha vida profissional e social, bem como a de minha esposa estavam concentradas no ABC. Contudo, não deixei minhas dedicações no Johrei Center. Após ter concluído o Nível IV, a ministra responsável convidou a mim e minha esposa, para participarmos do Programa de Formação de Assistente de Família. Nessa oportunidade, eu e minha esposa traçamos o objetivo de mudarmos para São Bernardo do Campo, para que pudéssemos dedicar com mais tranquilidade.


EXPERIÊNCIA NA PRÁTICA DA FÉ

Contudo, sem conseguir concretizar esse desejo, comecei a refletir e, no Culto de Natalício de Meishu-Sama de 2015, me questionei bastante sobre meu desempenho dentro da fé e se realmente estava no agrado de Deus. Afinal, buscava empenhar-me em tudo que me era orientado a fazer. Então, percebi que, no que se refere ao encaminhamento de pessoas à fé, estava muito aquém do que desejava oferecer a Deus como objetivo. Nesse período, a ministra responsável pelo ensino da área me comunicou que haveria uma mudança nas aulas do ensino e que todos iriam retomar, com muito foco o estudo dos Ensinamentos que estão sendo revisados, começando pelo livro Alicerce do Paraíso – vol. 1. Enxerguei nessa mudança uma grande oportunidade de “realinhar” meus encontros com o Messias Meishu-Sama através do estudo de seus Ensinamentos. Assim que começaram as aulas, senti grande alegria em meu coração, pois a metodologia apresentada me fez voltar a sentir o mesmo entusiasmo de quando ingressei na fé. Os estudos eram feitos com tamanha profundidade que, além da facilidade na absorção dos mesmos, minha percepção começou a ficar mais apurada. Com isso, fui-me sentindo muito bem e ganhando muita Luz e força para novamente voltar a conduzir pessoas à Obra Divina. Como ainda não havia conseguido meu objetivo de encontrar um imóvel na região do ABC, fui orientado pelo ministro responsável da Igreja a focar minhas dedicações na salvação de pessoas, acompanhando-as e conduzindo-as à verdadeira felicidade. Além disso, deveria desapegar e entregar nas mãos de Deus e Meishu-Sama a vontade de encontrar o tão sonhado imóvel.

Luiz Augusto, com a sua esposa, Angélica Pereira Costa Dias (à direita), e a ministra do Johrei Center Rudge Ramos, Sandra Regina Banfi (à esquerda de casaco bege), foram recebidos pelo presidente após o culto

Senti a importância de deixar Meishu-Sama orientar, pois como acumulava muitas missões, acabava, às vezes, tentando com minha força conduzir as pessoas. Assim, com a prática de ler os Ensinamentos para as pessoas, fui conseguindo tocar o coração delas e, no mês de abril deste ano, tive a alegria de encaminhar quatro pessoas. Logo no final do mesmo mês, uma missionária me procurou para falar que tinha um imóvel para me oferecer. Então, eu e minha esposa fomos ver e, na primeira proposta que fizemos, ela aceitou. Assim, com muita alegria e gratidão, tivemos a grande permissão de voltar a residir no ABC e nos mudar para perto do Johrei Center Rudge Ramos. Graças a isso, no final de maio, conduzi mais duas pessoas para a outorga e tenho certeza que uma das inúmeras vantagens de residir próximo ao Johrei Center é poder estar mais próximo das pessoas que Deus vem colocando em minha vida e me permitindo conduzi-las ao caminho da felicidade. Atualmente, venho acompanhando oito pessoas de quatro

famílias e tenho certeza que irão merecer a permissão de também se tornarem úteis à Obra Divina. Graças a essa experiência, pude aprender que os Ensinamentos deixados por Meishu-Sama devem ser entendidos como a chave para o nosso encontro com a felicidade. Tive a convicção que o estudo dos Ensinamentos, somado às práticas básicas, nos conectam a Deus e ao Messias, fazendo com que nossa partícula Divina brilhe mais intensamente, ampliando nossa percepção e nosso amor no servir. Com isso, estamos, infalivelmente, alinhados com a Vontade Divina. Comprometo-me a intensificar meus estudos, entendendo que os mesmos são verdadeiras entrevistas com o Messias, e a divulgar e estimular essa prática tão importante, entre os demais membros, missionários e as pessoas que estou acompanhando. Agradeço ao Supremo Deus, ao Messias Meishu-Sama e aos meus antepassados esta maravilhosa permissão de poder compartilhar com todos, aqui no Solo Sagrado, essa experiência. Muito obrigado. JULHO/2017 –

11

IZUNOME

são a chave da felicidade


IZUNOME

IMMB - GABINETE DA PRESIDÊNCIA

A construção do novo prédio do JC Aracaju é aprovado

N

pelo presidente

o dia 13 de março, os membros do Estado de Sergipe receberam, pela primeira vez, a visita do presidente da IMMB, reverendo Marco Antonio Baptista Resende. No Johrei Center Aracaju, ele foi homenageado com a música “Viajante”, de Luiz Gonzaga, e todos cantaram ao som de um acordeão. Acompanhado pelo diretor regional, Rev. Marco Antonio Franco Rocha, e pelo ministro Guilhermo de Souza Peixoto, responsável da Igreja Garcia (BA), à qual as unidades religiosas do Estado de Sergipe são ligadas, o reverendo Resende participou do culto matinal e ministrou Johrei coletivo. Em seguida, transmitiu suas orientações. O evento reuniu 137 membros. Em meio às atividades, uma notícia foi comemorada com muita alegria e gratidão pelos ministros, membros e missionários do Estado: a construção do novo prédio do Johrei Center Aracaju foi autorizada. O presidente esteve no terreno e participou da vistoria e aprovação do projeto. À tarde, os membros participaram de um encontro e aprimoramento no Johrei Center Atalaia. Lá, o reverendo Resende se reuniu com ministros e discorreu sobre a importância das práticas básicas

Presidente orienta 137 membros do Johrei Center Aracaju

Reverendo Marco Rocha dá as boas-vindas aos participantes do culto

da fé messiânica. Logo após, teve início a palestra para os membros em geral. O aprimoramento contou com pessoas de vários municípios do Estado e teve a participação de 352 membros, 125 frequentadores e 37 convidados que visitavam o Johrei Center pela primeira vez. A presença de pessoas de vários municípios foi expressiva, muitas fizeram grande esforço para receber o presidente da IMMB. Foi o caso dos membros e frequentadores de Aquidabã (SE): cerca de 30 participantes viajaram Participantes ouvem atentamente as palavras do presidente 80 km até Aracaju. durante o aprimoramento no Johrei Center Atalaia

12 – JULHO/2017

É grande a alegria dos membros no encontro com o presidente

Após uma grande troca de abraços entre os presentes, que marcou o encerramento do evento, o reverendo Resende e sua comitiva se despediram do local. Foi firmado o compromisso de todos se reunirem outra vez na inauguração do futuro prédio do JC Aracaju. Até lá, para os membros, ficou o compromisso com a expansão da Obra Divina e por todo o Estado de Sergipe. Alice Conrado é missionária do JC Aracaju e dedicou na preparação das atividades do evento: “Nunca fiquei tão feliz por estar cansada! Foi muito bom! A sintonia dos dedicantes foi ótima. A atmosfera do Johrei Center estava maravilhosa, todos vibrando do início ao fim! Muito obrigada pela oportunidade de dedicar!”


IMMB - GABINETE DA PRESIDÊNCIA

O

IZUNOME

Visita missionária é realizada na Igreja Vitória

s membros da Igreja Vitória, que engloba o Estado do Espírito Santo e o norte do Rio de Janeiro, receberam o presidente da Igreja Messiânica Mundial do Brasil, reverendo Marco Antonio Baptista Resende, durante sua visita missionária, realizada no período de 18 a 21 de maio. O presidente cumpriu agenda diversificada, tendo como passo inicial a ida ao Convento da Penha, de 1558, santuário em homenagem à padroeira do Estado, Nossa Senhora da Penha, localizado no município de Vila Velha, de onde se tem uma bela visão da Baía do Espírito Santo. Ele igualmente conheceu o Johrei Center Vila Velha, onde ministrou Johrei coletivo e orientou os missionários. No dia seguinte, no município da Serra, participou do culto matinal e conheceu a Horta Caseira, que hoje produz variadas espécies de legumes e verduras, após ter tido seu solo recuperado. No retorno a Vitória, o reverendo ReComitiva visita o Convento da Penha sende visitou os terrenos onde futuramente serão erguidas novas construções, frequentadores e missiopara melhor acomodar membros nários dos Johrei Centers e frequentadores da Igreja Messi- Serra, Vila Velha, Itapariânica. Mais tarde, com ministros, ca, Guarapari, Linhares, participou de uma aula de ikeba- Cidade Alta, Campos, na e, posteriormente, reuniu-se Macaé, Itaperuna, Rio com os ministros e professores de das Ostras e Barramares. No final, o reverendo ikebana da Igreja Vitória. No sábado, dia 20, ainda na orientou os missionários. Foi um momento de Igreja Vitória, o presidente ministrou Johrei durante todo o dia na grande alegria e renovaGrande Reunião de Johrei, que ção de fé para todos os reuniu mais de 1.200 pessoas, entre participantes.

Missionários confraternizam com o presidente

Reverendos e ministros participam da Grande Reunião de Johrei

Presidente prestigia os coralistas JULHO/2017 –

13


IZUNOME

IMMB - GABINETE DA PRESIDÊNCIA

Brasília

recebe o presidente na comemoraçã

50 a

Cerca de 1.600 pessoas prestigiaram o Culto na Igreja Brasília. No detalhe, Rev. Resende conversa com uma das participantes do evento.

A Igreja Brasília está comemorando 50 anos de Difusão no Distrito Federal e 40 anos de inauguração do prédio. Foi nesse clima de festa que os membros receberam a visita do presidente da IMMB, Rev. Marco Antonio Baptista Resende, nos dias 12 e 13 de maio. COLABORAÇÃO: DJANIRA MATOS

O

s messiânicos do Distrito Federal estão em festa! Este ano, membros e frequentadores de Brasília completam cinquenta anos de difusão na capital do País e, como presente de Deus e Meishu-Sama, receberam a visita missionária do presidente da Igreja Messiânica Mundial do Brasil, reverendo Marco Antonio Baptista Resende, acompanhado

14 – JULHO/2017

pelo diretor regional, reverendo José Roberto Bellinger, para comemorar os cinquenta anos de difusão em Brasília e quarenta da inauguração do prédio tombado pelo patrimônio histórico da cidade. Gratidão foi o sentimento que tomou conta dos missionários e membros da Igreja Brasília ao preparar cada detalhe para a visita do reverendo Resende, que veio especialmente para oficiar o Culto Mensal de Agradecimento de maio, acumulado com o Culto Comemorativo dos 50 Anos de Difusão em Brasília, oportunidade ímpar recebida com muito amor pelos membros e frequentadores. No dia 12, o presidente visitou o Johrei Center Lago Sul no período da manhã. Ele e sua comitiva foram recebidos numa atmosfera de muita alegria pelos membros daquela unidade, que se prepararam com afinco para este dia. Após a oração matinal e o Johrei coletivo, ele fez uma breve saudação aos presentes a respeito das práticas básicas da Igreja que vêm sendo destacadas mês a mês. Logo

em seguida, a comitiva iniciou a ministração de Johrei a membros pioneiros, e a atividade se estendeu até meio-dia. Após um delicioso almoço, preparado com muito amor pelos membros, foi a vez do Johrei Center Cruzeiro receber o reverendo Resende e sua comitiva com muita alegria e música. Em sua chegada, o Coral Mokiti Okada de Brasília apresentou uma linda canção cuja letra aborda a missão dos messiânicos de levar a luz aonde forem. Após prestigiar os coralistas e cumprimentar a todos que o aguardavam ansiosamente, o presidente e sua comitiva iniciaram mais uma Grande Reunião de Johrei com os membros pioneiros. Ao final do culto vesperal, os presentes ouviram atentamente as palavras do Rev. Resende, repletas de exemplos e de muita simpatia. O reverendo, mais uma vez, destacou a importância das


IMMB - GABINETE DA PRESIDÊNCIA

nos de difusão no DF práticas básicas da fé messiânica. Dessa forma, os missionários, membros e frequentadores encerraram a tarde desse dia inesquecível. Ao final, aproximadamente 100 ministros e professores de ikebana participaram de um aprimoramento com o presidente. No dia 13, o movimento começou cedo. Os jovens estavam a postos recebendo os membros e frequentadores do Estado de Goiás. Após a oração matinal, cerca de mil pessoas participaram da Grande Reunião de Johrei, que se encerrou ao meio-dia. O clima de festa, alegria, amor e gratidão era perceptível em cada canto da Igreja, no semblante de cada uma das pessoas que ali estavam. O presidente oficiou o Culto Mensal de Agradecimento acumulado com o Culto Comemorativo dos 50 Anos de Difusão em Brasília, com a presença de 1.600 pessoas. Ana Lúcia Moraes de Souza, membro do Johrei Center Asa Norte, relatou sua experiência de fé, destacando as bênçãos recebidas por ela e sua família desde o momento em que receberam a Medalha da Luz Divina (Ohikari) até os dias de hoje, emocionando os presentes. Em seguida, o responsável pela Igreja Brasília, Rev. Sandro Nunes, agradeceu a presença e o empenho de todos ao longo do mês. O reverendo Bellinger parabenizou os presentes pela festiva data. Em seguida, o presidente foi recebido com uma calorosa salva de palmas e, emocionado com o carinho dos membros, iniciou suas palavras destacando a importância da gratidão. Leu uma lista com os nomes dos membros pioneiros,

Grande Reunião de Johrei e vivência de ikebana com o presidente da IMMB.

Membros que prepararam o almoço e a apresentação do Coral Mokiti Okada de Brasília.

alguns já falecidos, agradecendo a eles. Pediu também aos participantes que se empenhassem na Obra Divina, preparando uma herança para os próximos cinquenta anos de expansão na cidade. “Vamos deixar o paraíso que existe em nossos corações aflorar no dia a dia através de nossas ações.” Por onde passou, o presidente deixou registradas, no coração de cada um, a simplicidade, a humildade, a bondade, a corte-

Feira de alimentos orgânicos.

sia e a gratidão com que devemos nos empenhar para servir à Obra Divina. JULHO/2017 –

15

IZUNOME

ão dos


IZUNOME

FUNDAÇÃO MOKITI OKADA

Ikebana Sanguetsu entra em nova fase de expansão no Brasil Mokiti Okada acreditava na força da flor como obra de arte da Natureza e, ao conviver com ela, vivificando-a em seu dia a dia, percebia que um arranjo, além de sua beleza, quando feito com amor, gratidão e em estado de prece, possuía o misterioso poder de purificar o local, transmitindo um estado de alegria e paz a quem o aprecia.

Ikebana no estilo Sanguetsu

TEXTO: SILVANA BOGHI

P

or isso, era seu desejo que existissem flores em todos os cantos dos lares, dos escritórios e em todos os locais onde houvesse pessoas. E, a partir deste modelo de convívio ideal que Mokiti Okada tinha com a flor, nasce, em 1972, no Japão, por intermédio de Itsuki Okada, Terceira Líder Espiritual, o estilo Ikebana Sanguetsu com a missão de levar a flor à sociedade como instrumento de salvação e expressão da arte e, assim, dar continuidade ao desejo do mestre de construir o Paraíso por meio da coluna do Belo. No Brasil, este estilo chega em 1974. Nestes quarenta e três anos de atuação no País, o estilo Sanguetsu já é consagrado e reverenciado por seu nível de importância na sociedade, não só por tornar acessível esta técnica milenar oriental, mas, sobretudo, por surpreender os que entram em contato com a “flor do Sanguetsu”, seja como aluno ou como uma pessoa comum que recebe um simples miniarranjo e se alegra de forma comovente. No Brasil, coordenados pela

16 – JULHO/2017

Palestra para apresentar as atividades da FMO (Rio de Janeiro - RJ)

Fundação Mokiti Okada, são 785 instrutores de ikebana certificados, ativos e em constante aperfeiçoamento. Neste ano, foi dado início o processo de provas de qualificação para novos professores assistentes e para a requalificação de grau para professores adjuntos e titulares, iniciando sua nova fase de expansão junto à sociedade. Com isso, o presidente da FMO, Rev. Miguel Neves Bomfim Neto, com a coordenadora técnica, Maria de Lourdes Oliveira Francisco (Profa. Marilú), inicia-

Entrevista com candidatas a professoras titulares (Vila Mariana - SP)

ram, em março deste ano, visitas às principais áreas da IMMB, no Brasil: São Luís, Rio de Janeiro, Cuiabá, Belo Horizonte, Brasília, Manaus, Vitória, Recife, Salvador e interior da Bahia, além de várias


FUNDAÇÃO MOKITI OKADA

estejam no local que possui a atmosfera espiritual mais nobre, na IMMB. As provas serão teóricas e práticas, a partir das técnicas no estilo Sanguetsu e avaliações sobre os Ensinamentos do Fundador Mokiti Okada. Neste processo, estima-se a participação de mais de 560 candidatos divididos por turmas e períodos, sendo: 315 candidatos a professores assistentes de 10 a 12 de agosto; 154 candidatos a professores adjuntos de 28 a 30 de julho e 93 candidatos a professores titulares em 4 e 5 de setembro. De 1º a 3 de setembro, está programada uma belíssima e ampla exposição de ikebana, que será montada pelos professores titulares e os candidatos a este título. E, como em todos os anos, a exposição é montada exclusivamente para o Culto do Belo, em setembro, no Solo Sagrado. Este culto está ligado às atividades desenvolvidas pela Fundação Mokiti Okada. Neste dia, participarão também os demais setores da FMO ligados à arte: Cultura e Arte, Musical e Instituto Arte Cerâmica, que oferecerão atividades interativas e artísticas, mostrando, assim, parte do trabalho da FMO.

Palestras evidenciam a missão da FMO na construção do Paraíso Terrestre

IZUNOME

cidades do Estado de São Paulo, para realizarem entrevistas com candidatos a professor titular para ouvir suas experiências e orientá-los quanto à importância da missão que este novo nível representa: uma vez conquistado, sendo, então, o mais alto como mestre da Ikebana Sanguetsu. Em suas orientações, o presidente da FMO vem mostrando a importância de colocar a flor como ferramenta de salvação e mudança de vida, assim como Mokiti Okada fazia. O reverendo conta que o mestre, quando recebia uma visita, confeccionava uma ikebana pensando no visitante. Ele considerava cada detalhe, e até a escolha do vaso deveria estar de acordo com o nível de importância dessa pessoa. Ele ia até seu jardim e escolhia a flor conforme o vaso e a estação do ano. Conta-se, ainda, que, costumeiramente, Mokiti Okada escolhia a flor mais escondida, para que, a partir daquele momento, além de ganhar destaque, sua nova missão seria, ao ser vivificada de maneira simples e nobre, fazer o visitante feliz. O presidente tem evidenciado que, embora, atualmente, a Ikebana Sanguetsu acabe de entrar em um novo ciclo de expansão, para que isto ocorra, os professores devem seguir os passos de Mokiti Okada e resgatar esta essência da ikebana vivenciada por ele, pois a formação do aluno deverá ir muito além da técnica; ele deverá obter, sobretudo, um aperfeiçoamento pessoal e espiritual capaz de transformar tudo ao seu redor e conquistar um lar pleno de harmonia, alegria, saúde e prosperidade. Sendo assim, o objetivo principal deve fazer com que os alunos tenham suas vidas transformadas pela “luz da flor de Mokiti Okada”, a qual faz surgir grandes milagres. Quanto à profa. Marilú, sua atuação se refere à orientação dos estudos técnicos com os candidatos, com objetivo de incentivá-los e inspirá-los para as avaliações. Estas ocorrerão, pela primeira vez, no Solo Sagrado de Guarapiranga, para que os candidatos

Durante as visitas, anteriormente mencionadas, o presidente da FMO veio realizando palestras para o público local para apresentar as atividades da FMO, ainda muito desconhecidas pelos membros, e o quanto estas, por estarem de acordo com a filosofia de Mokiti Okada, têm apresentado mudanças significativas na vida das pessoas. Os setores apresentados foram: Ikebana Sanguetsu; Cultura e Arte; Musical, Alimentação Natural; Espiritualidade e Saúde; Projeto Planeta Azul; Secretaria de Meio Ambiente e Socioambiental; Campanhas Solidária e Humanitária; Instituto Arte Cerâmica; Voluntariado; Centro de Pesquisas Mokiti Okada; Editora Mokiti Okada; lojas da FMO e site virtual e Faculdade Messiânica. Na ocasião, o presidente confirmou que algumas atividades podem ser desenvolvidas em várias áreas da IMMB, no Brasil, bastando entrar em contato pelo site www.fmo. org.br para confirmação desta possibilidade. Professora Marilú, Coordenadora Nacional da Ikebana Sanguetsu (Vitória - ES)

Rev. Miguel Bomfim interage com os membros após palestra sobre a FMO (Rio de Janeiro - RJ) JULHO/2017 –

17


IZUNOME

KORIN

1ª Caravana do Conhecimento Korin no Polo de Agricultura Natural, em Ipeúna (SP)

Nutricionistas e chefs de cozinha realizam imersão na prod

de frangos e ovos TEXTO E FOTOS: FERNANDA SILVESTRE FOTOS:RONNIE GIOVANNI

M

uitos consumidores da Korin foram apresentados aos produtos da marca e seus benefícios através da recomendação de médicos e nutricionistas ou por indicação de chefs de inúmeros restaurantes que trabalham com cardápios naturais e orgânicos. A conscientização de diversos profissionais da área sobre os malefícios à saúde decorrentes da ingestão de alimentos produzidos com agrotóxicos e antibióticos contribui para que esta classe indique produtos sustentáveis ou orgânicos. Devido a isso, a relação entre a empresa e os profissionais da saúde, gastronomia e nutrição se tornou bastante estreita, levando a Korin a participar de congressos e outros eventos voltados a estes segmentos.

18 – JULHO/2017

Para que uma parcela desses especialistas pudesse conhecer, de perto, os processos diferenciados de frangos e ovos produzidos livres de antibióticos, a Korin organizou, em 16 de maio, uma excursão com 45 nutricionistas, médicos, chefs de cozinha e jornalistas até seu polo de Agricultura Natural, em Ipeúna (SP). A caravana também contou com a participação da Dra. Eny Ruggerini, do setor de Espiritualidade e Saúde da Fundação Mokiti Okada e da nutricionista Thais Kogachi Carlucci, do setor de Alimentação Natural, também da FMO. Segundo o assessor, José Maria Filho, que prestou apoio organizacional à caravana, a “intenção do evento foi aproximar esses formadores de opinião dos processos de produção agrícola e animal sustentáveis, bem como oferecer a eles atualizações técnicas”. Partindo de São Paulo, a “Caravana do Conhecimento Korin”

contou com uma rica programação. No ônibus, a caminho de Ipeúna, cada caravanista se apresentou, explanando, brevemente, seu trabalho e área de atuação. Representando a Korin, o gerente de marketing, Marceno Braga, explicou a filosofia da empresa, alicerçada na Agricultura Natural, preconizada por Mokiti Okada, além de abordar as demais colunas de salvação deixadas por ele (Johrei e Belo). Logo após, os excursionistas participaram de uma vivência de mini arranjos florais. O intuito era que cada participante depositasse o seu sentimento do que esperava daquele dia de atividades, durante a montagem do arranjo. “A Korin faz a diferença no Brasil e no mundo. Sempre fui fã dos produtos, por ser nutricionista, mas agora, comprei a causa de uma alimentação orgânica e sustentável. Agradeço imensamente a oportunidade de participar deste aprendizado com a arte da Ikebana, que


KORIN

Leikka Iwamura pontua os diferenciais da produção de frangos

Criação de frangos livres de antibiótico da Korin

dução

da Korin me permitiu uma maior sintonia com a beleza da flor e com a natureza, reafirmando assim, a minha missão de vida”, disse entusiasmada, a assessora nutricional, Joice Neris. No polo de Agricultura Natural, os participantes assistiram à palestra do diretor industrial da Korin, Luiz Carlos Demattê Filho, que explanou sobre a produção agrícola e seus impactos ambientais, sociais e à saúde humana, despertando o interesse dos convidados para temas relevantes como o impacto do uso de antibióticos na produção animal. “A palestra foi excelente, repleta de conteúdos muito interessantes e assustadores ao mesmo tempo, devido à gravidade em que se encontra a produção mundial de alimentos. Por isso, conhecer de perto como funciona uma produção agrícola sustentável foi muito enriquecedor”, descreve a personal chef, Nádia Campeoto. Na sequência, os visitantes fo-

O diretor industrial da Korin, Luiz Carlos Demattê Filho, explica aos caravanistas as atividades desenvolvidas no Polo de Agricultura Natural, durante a visita

ram até a criação de frangos livres de antibióticos do produtor integrado da Korin, Anderson Rogério, onde foram recebidos pela gerente de produção, Leikka Iwamura, que tirou dúvidas e explicou o método de criação das aves, com alimentação 100% vegetal e de acordo com as normas de bem-estar animal, chamando a atenção dos participantes. “A experiência na área rural, vendo as granjas e o processo de produção esclarece, ainda mais, a importância deste produto que vemos nas prateleiras. Pude me abastecer de mais conteúdo para mostrar aos pacientes os prós da Agricultura Natural e de produtos vindos deste manejo”, observa Weruska Davi Barrios, nutricionista do hospital Beneficência Portuguesa, de São Paulo. A próxima parada da Caravana do Conhecimento foi a granja de galinhas poedeiras do produtor integrado, Ovídio Zanelatto, em Itapé, onde os presentes receberam orientações da coordenadora de produção de ovos, Juliana Silva. Os caravanistas ficaram encantados com as tranquilas galinhas que passeavam pelo piquete e não perderam a oportunidade de fotografá-las e segurá-las, com apoio

e instrução do produtor Jaime da Silva. “Eu já conhecia os produtos e agora irei consumir com muito mais segurança, pois tenho a certeza da qualidade, percebida no cuidado de cada detalhe, na alegria e na satisfação dos funcionários e produtores, enquanto nos davam todas as explicações”, conta a nutricionista Glauce Gravena, que se encantou com as aves de postura. No período da tarde, guiados pelo diretor industrial, Luiz Demattê, foram até o campo experimental do Centro de Pesquisa Mokiti Okada e receberam explicações da coordenadora de sementes, Sakae Kinjo. Finalizando a visita, os participantes conheceram a loja de fábrica e foram presenteados com uma cesta de produtos Korin. “Fiquei muito satisfeito em ver como a Korin trata os animais e perceber que é possível uma empresa produzir alimentos sustentáveis, sem agredir o meio ambiente e a saúde das pessoas”, pontua Ernane Silveira Rosas, presidente do Sindicato dos Nutricionistas do Estado de São Paulo. A nutricionista e consultora, Licínia Campos, completa: “Foi uma visita memorável, por toda a organização e entrosamento demonstrados pela equipe da Korin. Toda a filosofia inerente aos produtos ficou bem evidente. Quisera tivéssemos mais indústrias transparentes e coerentes como essa”. JULHO/2017 –

19

IZUNOME

Abaixo, o produtor Jaime Rodrigues da Silva ensina a nutricionista Glauce Gravena a segurar uma tranquila galinha poedeira que vive em uma das propriedades fornecedoras de ovos livres de antibióticos da Korin


KORIN

IZUNOME IZUNOME

Korin la

O lançamento linguiça de frango com pimenta já na nova embalagem da linha que chegará, em breve, aos supermercados

Em 2017, o estande da Korin homenageou as três colunas de salvação preconizadas por Mokiti Okada. A arquitetura do templo do Solo Sagrado de Guarapiranga foi a inspiração para a construção de toda a estrutura

Arquitetura em homenagem ao Solo Sagrado e às três colunas de Salvação de Mokiti Okada marcaram a edição 2017 TEXTO E FOTOS: FERNANDA SILVESTRE

A

Korin Agropecuária participou, entre os dias 02 e 05 de maio, da APAS Show 2017, considerada a maior feira de supermercados do mundo. A empresa trouxe para o evento grandes lançamentos das linhas sustentável e orgânica, que foram demonstrados a varejistas de todos os cantos do Brasil. A feira foi realizada no Centro de Convenções Expo Center Norte, em São Paulo. Outro diferencial foi a estrutura do estande, que trouxe, este ano, a representação das três colunas de salvação da Igreja Messiânica Mundial, preconizadas por Mokiti Okada no início do século

20 – JULHO/2017

XX. Simbolizando o Johrei e a Igreja, o estande homenageou a arquitetura do templo do Solo Sagrado de GuarapiranOs hambúrgueres orgânicos Korin, ga, com suas colunas e nas versões “Mix de Cortes” e “Costela” foram lançaformato circular. Já o dos oficialmente na APAS Show 2017 Belo, foi simbolizado A Feira por uma linda Ikebana, ornamenEm 2017, a Korin lançou na tada ao lado de uma cascata com o símbolo da empresa ao fundo, APAS dois produtos derivados outro referencial ao Solo Sagrado. de carnes orgânicas, provenienA coluna da Agricultura Natural, tes de novilhos criados no Panpor sua vez, foi representada pe- tanal sul-mato-grossense. Um los produtos Korin, além das mu- deles, é o Hambúrguer Bovino das de ora-pro-nobis, distribuídas Orgânico, que incrementou a e harmonizadas por todo o estan- linha “Praticidades” da emprede. Membros da diretoria da Igre- sa, nas versões “carne bovina” ja Messiânica Mundial do Brasil, e “costela”. Os hambúrgueres da Fundação Mokiti Okada e da orgânicos Korin são produzidos Korin Empreendimentos presti- com gramatura especial de 170g por unidade. Além disso, são giaram a exposição.


KORIN

IZUNOME

nça novos produtos na maior feira de supermercados do mundo

Membros da Diretoria da Igreja Messiânica Mundial do Brasil, da Fundação Mokiti Okada e da Korin Empreendimentos prestigiaram a participação da Korin na feira e foram recepcionados pelos diretores da Korin

zero tempero e zero sal, para que o consumidor possa dar o seu toque final e condimentar, conforme sua preferência. Também na linha de carnes orgânicas, o Charque Orgânico, o primeiro produzido no Brasil, é resultado de cortes dianteiros selecionados de novilhos orgânicos certificados. A salga é realizada com sal triturado, não-iodado e todo o processo é livre de qualquer aditivo químico. Ainda em desenvolvimento, o produto é uma das grandes apostas para este ano. Outra novidade são produtos da linha Sustentável. A primeira é a Linguiça de Frango Korin com Pimenta, em embalagens de 500g, que complementa os sabores Frango com Ervas e Frango ao Vinho. A matéria-prima deriva de cortes selecionados de frango Korin, criados livres de antibióticos, com

adição de especiarias e aromatizantes naturais, reduzido teor de sódio e livre de realçador de sabor, glutamato monossódico.

Aproveitando a novidade e o sucesso deste produto no mercado, a empresa renova, em breve, as embalagens das linguiças, que ficarão com uma identidade mais moderna e trarão mais informações ao consumidor. O segundo lançamento da Linha Sustentável é o Patê de Fígado de Frango (mousse de foie). O produto é produzido com fígado de frango orgânico da Korin, criado com certificação de bem-estar animal. “Tivemos uma grande frequência de visitantes nos quatro dias de feira, inclusive dos presidentes das maiores redes de supermercados do Brasil. Também conquistamos 15 novos clientes e reativamos o cadastro de outras 5 redes, o que reafirma a importância deste evento para a expansão da marca em todo o País”, afirma o diretor comercial da Korin, Celso Morinaga.

Representantes comerciais de todo o Brasil estiveram na feira para atender supermercadistas que visitaram o estande da Korin JULHO/2017 –

21


IZUNOME

CULTO MENSAL DE AGRADECIMENTO

Culto de agosto será dedicado à Coluna da

Agricultura Natural

C

hegou uma nova colheita! Em agosto, com o Culto Mensal de Agradecimento, realizaremos o culto dedicado à Coluna da Agricultura Natural. Desde que iniciamos o cultivo da nossa horta caseira nos últimos anos, viemos buscando nosso reencontro com Deus dentro da Grande Natureza, não somente para preservar nossa saúde por meio da alimentação, mas também para nos conduzir ao caminho para nos tornarmos verdadeiros Filhos de Deus. Nidai-Sama, a Segunda Líder Espiritual, nos ensina: “À medida que procura aprofundar seu conhecimento sobre a agricultura natural, será permitido à pessoa conhecer o poder absoluto de Deus.” Assim, viemos aprofundando nosso conhecimento e polindo nossa percepção da harmonia existente na Grande Natureza e no Universo. Já estamos conseguindo sentir que o solo, as plantas e nós próprios temos a mesma origem: Deus! Este ano, seguindo os passos de Meishu-Sama, vamos ampliar nossa visão sobre a colheita de nossas lavouras, procurando reconhecer a missão realmente especial dos alimentos. Já sabemos que os nutrientes, as fibras e outros elementos de nossa alimentação sustentam o corpo físico e que sua energia vital alimenta o espírito. Contudo, analisando com maior sensibilidade, concluímos que os produtos agrícolas vão muito além dessa função e, por essa razão, podemos chamá-los de dádivas Divinas. Deus provê os habitantes de cada Estado do Brasil de alimentos que nutrem muitas famílias e desenvolvem a sociedade. Cada região possui sua produção característica, e a farta colheita produzida em cada uma delas misturam-se com as espécies centenárias e típicas de cada bioma. Como exemplos, podemos citar algumas culturas, como a cana-de-açúcar, a mandioca, o coco, os diversos cereais, além de muitas outras que trazem prosperidade e cultura ao nosso povo e alavancam a economia. Esses produtos geram empregos, educação e recursos que trazem desenvolvimento ao campo, às cidades e ao País. A agricultura familiar produz grande parte dos alimentos consumidos pela população brasileira

22 – JULHO/2017

Milhares de membros já se beneficiaram com a prática da horta caseira

e responde por 87% da produção nacional de mandioca, 70% da produção de feijão, 46% do milho, 38% do café, 34% do arroz e 21% do trigo. Que dádiva maior poderíamos receber de Deus? Quantas famílias se tornam felizes e prósperas pela permissão de produzir essas culturas e alimentar a vida de várias gerações? Neste ano, vamos demonstrar ao Criador nossa gratidão por essas suas dádivas, reconhecendo a existência de Deus nas culturas representativas de cada região do Brasil e oferecendo-as no altar do Solo Sagrado de Guarapiranga, centro de nossa fé. Vamos, então, agradecer a Deus os alimentos, o solo, que produz nossa subsistência, e as famílias dos agricultores, que se dedicam a esse cultivo. Meishu-Sama escreveu em um poema: “Fartas espigas de arroz curvadas. O suor de muitos dias de trabalho está impregnado nelas!” Por meio desse belo poema, Meishu-Sama expressa sua gratidão aos agricultores pelo trabalho e dedicação ao cultivo de nosso alimento. Neste culto dedicado à Coluna da Agricultura Natural, vamos dar graças a Deus por todos os benefícios que estas culturas promovem em nossas vidas, oferecendo com gratidão as dádivas Divinas que representam nosso País. Como símbolo de nossa gratidão e como preparação para celebrar o Culto Mensal de Agradecimento dedicado à Coluna da Agricultura Natural, vamos praticar a horta caseira e semear uma semente em um vasinho, cuidando dela como a manifestação da dádiva Divina em nossa vida.


NOVA ESTRUTURA DA IGREJA NO BRASIL JOHREI CENTERS - REGIÃO RJ - 2 JC COPACABANA Rua Barata Ribeiro, 272 - Copacabana Rio De Janeiro - RJ - CEP 22040-002 Tel.: (21) 2235-3596 JC BOTAFOGO R. Arnaldo Quintela, 82 - Botafogo - Rio de Janeiro - RJ CEP 22280-070 - Tel.: (21) 2530-2886 JC LARANJEIRAS Rua Marquesa de Santos, 15 - Laranjeiras Rio de Janeiro - RJ - CEP 22221-080 Tel.: (21) 2205-6105 JC ROCINHA Rua José Belmiro de Souza, 31 - Rocinha Rio de Janeiro - RJ - CEP 22451-350 Tel.: (21) 2247-2603

JC GÁVEA Rua Marquês de São Vicente, 246 - Gávea Rio de Janeiro - RJ - CEP 22451-040 - Tel.: (21) 2259-4311 JC IPANEMA R. Barão de Jaguaripe, 45 - Ipanema - Rio de Janeiro - RJ CEP 22421-000 - Tel.: (21) 2521-5033 JCN JARDIM BOTÂNICO Rua Jardim Botânico, 728 - Jardim Botânico Rio de Janeiro - RJ - CEP 22460-000 - Tel.: (21) 2259-0448 JCN LEBLON Av. Ataulfo de Paiva, 1079 - Leblon - Rio de Janeiro - RJ CEP 22440-034 - Tel.: (21) 2239-8446 JCN LEME - RJ Rua Roberto Dias Lopes, 51 - Leme - Rio de Janeiro - Rj CEP 22010-110 - Tel.: (21) 2543-6277

JOHREI CENTERS - REGIÃO RJ - 3 IGREJA BARRA MANSA JC BARRA MANSA R. Professor Pedro Vaz, 154 - Centro - Barra Mansa - RJ CEP 27310-210 - Tel.: (24) 3323-1092 JC VOLTA REDONDA Rua Professora Clélia, 17 - Vila Santa Cecilia Volta Redonda - RJ - CEP 27262-500 - Tel.: (24)3348-5008 JC CRUZEIRO - SP Rua Doutor Celestino, 388 - Centro - Cruzeiro - SP CEP 12701-430 - Tel.: (12) 3144-7566 JC PIRAÍ Rua Monsenhor Pedro D’Andreia, 28 - Centro - Piraí - RJ CEP 27175-000 - Tel.: (24) 2431-6830 JC RESENDE Rua Francisco Tavares Resende, 10 - Jardim Brasilia Resende - RJ - CEP 27514-070 - Tel.: (24) 3355-4553 JCN BANANAL Avenida Bom Jesus, 180 - Centro - Bananal - SP CEP 12850-000 - Tel.: (24) 98863-0452

JCN BARÃO DE JUPARANÃ Rua Benjamim Constant, 35 - Barão de Juparanã Valença - RJ - CEP 27640-000 - Tel.: (24) 2471-5703 JCN BARRA DO PIRAÍ Rua Barão do Rio Bonito, 107 - Santana Barra do Piraí - RJ - CEP 27113-040 - Tel.: (24) 2442-3652 JC MIGUEL PEREIRA Avenida Mata Redonda, 1 - Parque Guararapes Miguel Pereira - RJ - CEP 26900-000 - Tel.: (24) 2484-3299 JC TRÊS RIOS Rua Nelson Viana, 513 - Centro - Três Rios - RJ CEP 25805-290 - Tel.: (24) 2252-3907 JC VALENÇA - RJ Rua dos Mineiros, 172 - Centro - Valença - RJ CEP 27600-000 - Tel.: (24) 2453-3075 JC VASSOURAS Rua Doutor Fernandes Junior, 48 - Centro Vassouras - RJ - CEP 27700-000 - Tel.: (24) 2471-1757

IGREJA NOVA IGUAÇU JC NOVA IGUAÇU Rua Arcelino Pereira Neves, 176 - Centro Nova Iguaçu - RJ - CEP 26220-010 - Tel.: (21)3745-5213 JC BELFORD ROXO Avenida José Mariano Passos, 1018 - Belford Roxo Belford Roxo - RJ - CEP 26130-570 - Tel.: (21) 3772-3238 JC MESQUITA Rua Mário Pedrosa, 89 - Centro - Mesquita - RJ CEP 26551-220 - Tel.: (21) 2660-5810 JC NILÓPOLIS Estrada Antônio José Bittencourt, 256 - Centro Nilópolis - RJ - CEP 26563-000 - Tel.: (21) 2792-1802 JC VALVERDE Rua Fabiana de Oliveira Marzulo, 85 - Valverde Nova Iguaçu - RJ - CEP 26290-810 - Tel.: (21) 2667-5039 JCE PETRÓPOLIS - RJ Avenida Dom Pedro I, 91 - Centro - Petrópolis - RJ CEP 25610-020 - Tel.: (24) 2237-0776

JC DUQUE DE CAXIAS R. Joaquim Peçanha, 128 - Pq. Lafaiete - Duque de Caxias - RJ - CEP 25025-095 - Tel.: (21) 2671-9943 JC GRAMACHO Av. Botafogo, 77 - Lote 2 - QD 3 - Vila Sarapuí - Duque de Caxias - RJ - CEP 25050-100 - Tel.: (21) 2783-2541 JC GUAPIMIRIM R. João Ferreira de Abreu, 190 - Paiol - Guapimirim - RJ CEP 25940-000 - Tel.: (21) 2631-0524 JC PIABETÁ Rua Prefeito Olivio de Mattos, 318 - Piabetá - Magé - RJ CEP 25915-000 - Tel.: (21) 2739-9813 JC SÃO JOÃO DE MERITI Rua Coronel Henrique Da Fonseca, 247 - Centro - São João de Meriti - RJ - CEP 25520-620 - Tel.: (21) 2656-5983 JC TERESÓPOLIS Rua Heitor de Moura Estevão, 182 - Várzea Teresópolis - RJ - CEP 25953-090 - Tel.: (21) 2641-4089

IZUNOME

IGREJA COPACABANA


CULTO MENSAL

AGRADECIMENTO DEDICADO À C OLUNA DA A GRICULTURA N ATURAL DE

SOLO SAGRADO DE GUARAPIRANGA 6 DE AGOSTO DE 2017 - 9 HORAS

Revista Izunome Julho - 2017  

Iniciamos o segundo semestre

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you