Page 1

Partido Socialista dos Trabalhadores Unificado www.pstuvale.blogspot.com.br

facebook.com/pstusjcampos

facebook.com/pstujacarei

Outubro/2013

Leilão do Campo de Libra é privatização!

Dilma, pare a entrega do petróleo brasileiro!

A presidente Dilma comemora os 60 anos de existência da Petrobras com a proposta de realizar a maior privatização da história do Brasil. O governo programa, para o próximo dia 21, o leilão do Campo de Libra, a maior reserva de petróleo do pré-sal. Esse leilão é um dos maiores ataques à soberania e às riquezas do nosso país, pois entrega às empresas estrangeiras, em um único leilão, a maior oferta de petróleo no mundo. Barril por R$ 1 O campo de Libra é a maior descoberta de petróleo no Brasil, fruto de anos de pesquisa da Petrobras. Estima-se que no local existem cerca de 15 bilhões de barris de petróleo, o equivalente a R$ 3 trilhões. Contudo, Dilma pretende leiloar a área por apenas R$ 15 bilhões! É como se o barril, que custa atualmente cerca de US$ 100 (em torno de R$ 200), fosse vendido a R$ 1! O petróleo é nosso! As multinacionais não quiseram investir em pesquisas no fundo do mar na década de 70 e agora querem por a mão no pré-sal descoberto pela Petrobras. O governo diz que vai utilizar o dinheiro dos royalties (imposto pago pela exploração do petróleo) para

investir na educação. Mas isso é uma enganação! Os royalties são muito menos que o necessário para investir em educação (0,6% do PIB, quando precisamos de 10% ). Privatização, não! Dilma fez sua campanha eleitoral em 2010 criticando as privatizações do PSDB. Afirmou que não permitiria a entrega do patrimônio nacional e a privatização da Petrobras. Mas, na prática, o PT tem feito o oposto. A presidente também se disse indignada com a recente revelação de que ela, a Petrobras e o Ministério de Minas e Energia foram alvos da espionagem dos Estados Unidos. Mas, a postura do governo não

O Campo de Libra, em Santos/SP, tem 15 bilhões de barris e vale R$ 3 trilhões

passou de discurso. É preciso impedir este leilão! Essa imensa riqueza do povo brasileiro deve ficar no país e ser investida em melhorias nas condições de vida dos trabalhadores e da população. Há uma campanha de diversos movimentos sociais e sindicatos contra esse leilão. O PSTU está junto nesta luta contra a privatização do petróleo. Por isso, do dia 17 ao dia 21, sindicatos, movimentos sociais e estudantis de todo o país realizarão greves e manifestações para barrar o leilão. Fazemos um chamado a todos os trabalhadores e à população, para participar das mobilizações e impedir a entrega de nossa riqueza às multinacionais.

Será leiloado a preço de banana= R$ 15 bilhões = R$ 1 cada barril

Você sabia?

Os leilões dos campos de petróleo brasileiro significam privatização e vão resultar no aumento do custo de vida dos brasileiros, com aumento no preço dos combustíveis, alimentos, etc

Leilão é privatização! Todos na luta contra a entrega do petróleo! Por uma Petrobras 100% estatal!


Abaixo a repressão das lutas dos trabalhadores e movimentos sociais!

Fala Toninho Nas greves, nas manifestações, nas lutas populares, tem sido crescente a repressão e a criminalização dos movimentos sociais. Na Campanha Salarial dos metalúrgicos, por exemplo, o efetivo da Polícia Militar na portas das fábricas é absurdo. São dezenas de policiais a serviço das empresas para forçar a entrada de trabalhadores nas fábricas.

No Rio de Janeiro, professores em greve foram espancados e atacados pela Tropa de Choque. Recentemente, a Assembleia Legislativa do Rio (ALERJ) aprovou um projeto de lei que proíbe o uso de máscaras em protestos. O projeto vai além e torna obrigatório o aviso prévio à polícia de qualquer ato público. A Câmara dos Deputados em Brasília, por sua vez, proibiu a entrada de faixas e cartazes no prédio, alegando questão de segurança. Querem frear as lutas O que está por trás do aumento da repressão contra as lutas dos trabalhadores e movimentos sociais é a tentativa da burguesia, polícia e

É preciso uma ampla campanha, com unidade e solidariedade de toda a classe trabalhadora, sindicatos, movimentos sociais e organizações democráticas contra a repressão e a criminalização!

- Abaixo a repressão! Pela livre liberdade de manifestação e expressão! - Em defesa do amplo e irrestrito direito de greve! - Fim da Tropa de Choque e da Polícia Militar! Por uma polícia civil controlada pela comunidade! - Fim das perseguições e punições aos que lutam! - Direito de sindicalização e greve para soldados! - Eleição dos superiores e comandante das tropas!

governos de retomarem o controle das ruas, perdido em junho. Querem frear as lutas e derrotar os trabalhadores, a juventude e a população que estão se mobilizando por seus direitos, para preservar seus lucros e interesses. Querem transformar em crime o direito de lutar por melhores salários, moradia, terra e por uma vida digna. Quem deve estar na cadeia são os corruptos e corruptores. São esses que, negando recursos para a saúde e educação, deixam nossa juventude sem perspectiva de futuro. São esses que superfaturam e desviam dinheiro público para transferir a seus amigos empresários.

Fora Alckmin, corrupto e ditador! Um dos fatos que causou revolta nas manifestações de junho foi a violência da Polícia Militar. Em São Paulo, um fotógrafo ficou cego ao ser atingido por uma bala de borracha. No último dia 8, o governador Geraldo Alckmin (PSDB) deu ordem para a PM voltar a usar esse tipo de arma, em mais uma demonstração da truculência do seu governo. Governo, inclusive, que é alvo de denúncias do Ministério Público em razão do Propinoduto, um esquema de corrupção dos governos do PSDB que desviou mais de R$ 500 milhões do Metrô/SP, desde 1998. Basta de corrupção e repressão! Fora Alckmin, corrupto e ditador!

Filie-se ao PSTU. O partido das lutas e do socialismo

Entre em contato: Sede - Rua Romeu Carnevalli, 63 - Centro - São José dos Campos (próximo ao Mercado Municipal) Fone: (12) 3941-2845 - Email: pstusjc@uol.com.br - Blog: www.pstuvale.blogspot.com.br

Boletim SJCampos - Não ao leilão do Campo de Libra