Page 1

[Boletim da Oposição] Sindipetro Unificado de SP

site: abasepresente.com e-mail: oposicao@abasepresente.com ano 3 - número 14 - junho/2014

NA COPA VAI TER LUTA Não é contra o futebol e a Copa, é por direitos: saúde, educação e transporte Padrão FIFA!

O dia 12 de julho ficará marcado para sempre na memória dos(as) brasileiros(as). Será a abertura da Copa do Mundo da FIFA, a primeira realizada no Brasil desde 1950. Também será o dia em que milhares de trabalhadores(as) irão às ruas. Vamos lutar por moradia, educação, saúde e transporte públicos e de qualidade. A mobilização não é contra o esporte mais popular do país, mas uma ação que questiona os governos municipais, estaduais e federal sobre o abandono dos serviços públicos e dos direitos dos(as) trabalhadores(as). Foram milhares de famílias removidas à força e 10 operários morreram em obras para que os empresários dos megaeventos lucrassem bilhões.

Greves marcam 2014 no país Desde junho do ano passado, os(as) brasileiros(as) aprenderam que a luta é que leva à conquista de direitos e melhores condições de vida. Nós, por exemplo, realizamos a maior greve desde 1995. Neste ano, os garis apontaram o caminho com uma vitoriosa greve realizada em pleno carnaval contra o prefeito, a Rede Globo e a direção pelega de seu sindicato. Depois disso, foi a vez dos rodoviários de Porto Alegre, Rio de Janeiro e São Paulo, trabalhadores das obras da Petrobras no Comperj e RPBC, professores da rede municipal de São Paulo e do estado do Rio de Janeiro, mais recentemente os metroviários de São Paulo e uma longa lista que não acaba mais. A Oposição A Base Presente entende que apoiar as reivindicações de cada categoria fortalece todos(as) os(as) trabalhadores(as) e a juventude. Por isso, unificar as lutas e fazer um grande ato em defesa da pauta da classe trabalhadora é um passo importante para que possamos inverter a prioridade da política econômica dos governos.

facebook.com/abasepresente

É HORA DE UNIFICAR AS LUTAS 12 DE JUNHO: VENHA PRA RUA! - Chega de dinheiro para a FIFA e empreiteiras! - Por serviços públicos de qualidade! - Lutar não é crime! Ditadura nunca mais! ATENÇÃO: Até o fechamento desta edição, ainda não havia sido divulgada a programação final das manifestações. Enviaremos à categoria o local e horário assim que for definido.

@ABasePresente1


À DIREÇÃO DO SINDIPETRO UNIFICADO/SP

COMISSÃO ELEITORAL

POR UMA ELEIÇÃO TRANSPARENTE E DEMOCRÁTICA Mais uma eleição do sindicato se aproxima. É necessário um debate com a categoria petroleira sobre um assunto muito importante: a composição da Comissão Eleitoral (CE), responsável por conduzir o processo de votação. Nosso estatuto prevê a eleição da CE por chapa: cada grupo que pretenda disputar a eleição sindical monta uma chapa com cinco nomes e quem tiver o maior número de votos tem a totalidade da Comissão. Nós da Oposição A Base Presente propomos que todos os grupos que queiram disputar a eleição tenham membros na Comissão Eleitoral. Como até agora parece que vamos ter duas chapas, uma de oposição e outra da atual diretoria, acreditamos que seria mais democrático elegermos uma chapa única com dois membros da oposição e três da atual diretoria. Se surgir mais alguma chapa para a eleição sindical, que ela também tenha representantes na Comissão.

Esta proposta de composição da Comissão nos remete ao início da construção da CUT, quando as direções sindicais eram eleitas por proporcionalidade. Desse modo, todas as forças políticas com representatividade entre os(as) trabalhadores(as) de uma determinada categoria faziam parte de suas direções. Hoje a situação é bem diferente: desde os anos 90, os estatutos de sindicatos cutistas foram modificados de forma que hoje apenas a chapa vencedora elege todos os diretores dos sindicatos. Aguardamos uma resposta da atual direção do sindicato à nossa proposta: formar uma chapa conjunta e proporcional na comissão eleitoral para garantir uma eleição transparente e democrática!

“Ato” da FUP em SP: Uma oportunidade perdida

No final de maio o Sindipetro Unificado e a FUP realizaNas próximas eleições sindicais chamamos os(as) peram um “ato” supostamente em defesa da Petrobras em São troleiros(as) a dizer não a esta prática e eleger uma nova Paulo, na entrada do Edisp. Mas não foi disso que se tratou. direção que esteja ao lado da base na luta em defesa da Foi um comício em defesa do governo que privatizou Petrobras e dos(as) trabalhadores(as) que a constroem. o Campo de Libra (leilão que nos levou à greve em 2013). Tampouco exigiu a apuração e punição dos envolvidos em irregularidades que servem de munição aos ataques. Conforme debatemos com a categoria desde o início desta crise, para defender a Petrobras é necessário tanto combater os privatistas (a direita tradicional com apoio da mídia) quanto os corruptos indicados aos altos cargos de comando pelo Governo Federal. “A Base Presente” é o veículo de comunicação impresso da Oposição dos trabalhadores da base à direção do Sindipetro Unificado do Estado de São Paulo. Os textos são enviados por petroleiros de diversas unidades (refinarias, terminais e edifícios administrativos), discutidos democraticamente em reuniões e a impressão é financiada com a contribuição voluntária da categoria. Se você que colaborar e/ou conhecer melhor esta iniciativa, consulte os nossos canais de comunicação e a data da próxima reunião.

Boletim Oposição A Base Presente  

Ano 3 - Número 14 - junho/2014

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you