Page 40

&ĆŒÄžĹ?ƾĞĆ?Ĺ?Ä‚Ć? Junta de Freguesia de Aguiar Caros MunĂ­cipes Neste ano em que comemoramos 40 anos da revolução de 25 de Abril de 1974 e 29 anos da criação da Freguesia de Aguiar, todos nos deverĂ­amos sentir orgulhosos com o trajeto percorrido desde esse tempo atĂŠ agora. Todavia, LVVR QÂŚR VLJQLoFD FRQIRUPLVPR WRGRV Q²V VDEHPRV TXH muito hĂĄ para fazer. A nossa freguesia cresceu muito sigQLoFDPHQWHHLVVRVLJQLoFDTXHDVQHFHVVLGDGHVVÂŚRREYLDmente diferentes. Seria lĂłgico e justo, na nossa opiniĂŁo, que a freguesia recebesse uma verba maior para poder cumprir as suas competĂŞncias. Infelizmente, a realidade com a qual diariamente nos deparamos ĂŠ bastante diferente, pois os sucessivos governos com as suas polĂ­ticas erradas aumentaram as competĂŞncias das autarquias, mas reduziram a transferĂŞncia de verbas. Para piorar mais a situação aumentou tambĂŠm o IVA, nomeadamente o da eletricidade, que passou dos 6% em janeiro de 2014 para os atuais 23%. 'HVWH PRGR D VLWXD¨ŒR oQDQFHLUD GDV DXWDUTXLDV PDV mais ainda das freguesias mais pequenas, estĂĄ a tornar-se insustentĂĄvel. Os pedidos de apoios por parte das vĂĄrias entidades, desde associaçþes a outras entidades, sĂŁo cada vez mais, o combustĂ­vel cada vez ĂŠ mais caro, acontecendo o mesmo com a eletricidade e os demais bens necessĂĄrios ao funcionamento das freguesias. Apesar de todos estes contratempos, o executivo da Junta de Freguesia de Aguiar estĂĄ, desde o primeiro dia, e estarĂĄ sempre empenhado em conseguir levar o barco a bom porto. Em trabalhar em prol da freguesia e na defesa da nossa população. Apesar de todas as adversidades, a Junta de Freguesia de Aguiar tem, atĂŠ agora, conseguido mas com bastantes dioFXOGDGHV SDJDU DV FRQWDV DRV IRUQHFHGRUHV DR FRQWDbilista, a eletricidade, a ĂĄgua, etc. Conseguimos tambĂŠm

assinalar o Dia da Mulher com uma oferta simbólica de XPDpRUHGDUFRQWLQXLGDGH£IDPRVD&RUULGDGD/LEHUdade e ao churrasco na noite de 24 de abril. Não iremos baixar os braços. Podem contar sempre connosco. O Presidente da Junta, António Inåcio Torrinha Lopes

Junta de Freguesia de Alcåçovas Caros MunĂ­cipes Este ano comemoraram-se 40 anos sob aquela madrugada histĂłrica, onde os militares com a sua coragem e determiQD¨ŒRSXVHUDPoPDXPDGLWDGXUDGHDQRV Assim, a 25 de Abril de 1974 Portugal conheceu a democracia, GHIRUPDSDF­oFDFRQKHFLGDHPWRGRRPXQGRFRPRD5H volução dos cravos. A Freguesia de Alcåçovas comemorou a data com a comparticipação parcial do espectĂĄculo de 24 de abril realizado no Cineteatro Vianense – “Praça das Cançþesâ€?, onde estiveram em palco AntĂłnio Manuel Ribeiro, Samuel e JosĂŠ Jorge Letria, recordando artistas e poetas de intervenção que, infelizmente, cedo nos deixaram como Zeca Afonso, Adriano Correia de Oliveira e Ary dos Santos. No dia 25 de abril, realizou-se o II Peddy Paper da Liberdade que Ă semelhança da primeira edição revelou-se um sucesso, com mais de uma centena de participantes, os quais famĂ­lia e amigos tiveram oportunidade de disfrutar uma manhĂŁ de

40

passeio pela Vila, aprendendo um pouco mais da sua história e executando diversas tarefas que lhe foram propostas. 1RoQDOUHLQRXDERDGLVSRVL¨ŒRHDOHJULDQRDOPR¨RFRQY­YLR oferecido pela Junta de Freguesia de Alcåçovas, num dia em que o sol nos brindou. Fica o agradecimento a todos os parceiros na organização desta actividade, pois foram determinantes para o sucesso da mesma; tÊcnicos de desporto Bruno Soldado, Nelson Sabarigo e Manuel Folgoa, Delegação de Alcåçovas da CVP,

Profile for Municipio de Viana do Alentejo Viana do Alentejo

Boletim julho 2014  

Boletim Municipio Viana do Alentejo julho 2014

Boletim julho 2014  

Boletim Municipio Viana do Alentejo julho 2014

Profile for 67482
Advertisement