Page 1

Camila Pitanga comove

www.folhaopiniao.com.br Terça-feira, 29 de outubro de 2013

Página 4

público em “O Duelo”

FOLHA

opinião

SEXTA-FEIRA 29 DE OUTUBRO DE 2.013

Campanha da fralda geriátrica recebe apoio de escola municipal Implantada a Campanha das Fraldas Geriátricas a Escola Municipal Nakamure Kikue Aiacyda criou a Campanha do “Vovô e da Vovó”. Os alunos assistiram ao vídeo encaminhado pelo Conselho Municipal do Idoso com o objetivo de conscientizar e sensibilizar nossas crianças, jovens, adolescentes em prol dos nossos idosos.

Página 9

Escola Municipal Nakmure Kikue Aiacyda criou a campanha do Vovô e da Vovó

Prefeitura realiza cadastro para vagas em creche

O cadastramento está sendo realizado pela prefeitura, por meio da secretaria da Educação às terças, quintas e sextas-feiras, das 9h às 11h, na Secretaria de Educação, localizada na Avenida Tabelião Passarella, 850 – Centro.

Às quartas-feiras, também das 9h às 11h, o cadastro é realizado na Subprefeitura de Terra Preta, localizada na Rua Ari da Silva, 165 – Centro. E na última quarta-feira do mês, das 14 às 16, na Creche Nair Monteiro Arnoni, localizada na

rua Canuto Pito, no Parque Petrópolis. Os interessados devem comparecer no endereço acima com a certidão de nascimento da criança, comprovante de residência e RG do responsável.

Companhia Eastman estreiou no Brasil sua nova coreografia, Puz/zle

Página 8


2

www.folhaopiniao.com.br Terça-feira, 29 de outubro de 2013

‘Exigência de data centers no Brasil seria inútil e prejudicaria usuário’ O diretor de políticas públicas da Google Brasil, Marcel Leonardi, afirmou nesta quinta-feira que a exigência do governo brasileiro de que dados de internautas daqui passem a ser armazenados no país é inútil e colocaria o Brasil no fim da lista de prioridades da empresa. A medida deve ser incluída no projeto do Marco Civil da Internet, que tramita em caráter de urgência na Câmara dos Deputados e precisa ser votado até o dia 28, caso contrário travará a pauta da Casa. – Localização de data center não define jurisdição. O que define jurisdição é a nacionalidade da empresa que controla os dados. Isso significa que, na prática, tal exigência legal não altera em nada o cenário, porque a empresa controladora dos dados, a Google Inc., continua sendo americana e, portanto, sujeita à legislação americana, fornecendo dados às autoridades de lá de acordo com a legislação dos Estados Unidos. A localização dos dados (no Brasil) não faria diferença nenhuma do ponto de vista de jurisdição – disse Leonardi depois de painel sobre o Marco Civil da Internet na feira Futurecom, que acontece até está quinta-feira no Rio. Embora o Marco Civil esteja sendo discutido há alguns anos, o governo federal resolveu pressionar pela inclusão da exigência de data centers locais depois da revelação, poucos meses atrás, de que a Agência de Segurança Nacional americana (NSA, na sigla em inglês) espionou empresas brasileiras e a própria presidente

Dilma Rousseff. Leonardi classificou o movimento de “medida draconiana surgida aos 48 minutos do segundo tempo, decidida no calor das emoções”. Segundo ele, embora a Google tenha informado ao governo brasileiro sobre a ineficácia da exigência, as autoridades seguirão em frente com a ideia por questões políticas. – O que a gente ouviu de vários setores é que todo mundo (do governo) já entendeu isso, mas eles vão insistir no projeto porque trata-se de uma resposta política ao governo americano – disse Leonardi, que também é professor de Direito da FGV-SP. – Existe a visão de que forçar o armazenamento vai resolver legalmente o problema, mas não vai. Estão querendo dar uma resposta política a um problema que é técnico. Em vez de data centers, companhia defende reforma de tratado de cooperação As autoridades brasileiras argumentam que os data centers precisam estar no Brasil porque empresas como a Google não colaboram com a Justiça local, entregando dados a tribunais em investigações, com o argumento de que as informações estão sujeitas à legislação americana. Na visão do diretor da Google Brasil, o problema está em um acordo diplomático de colaboração entre os governos, não na postura das empresas. Trata-se do MLAT (Mutual Legal Assistance Treaty), que o Congresso brasileiro referendou em 2001. Por meio dele,

CITAÇÃO DA SEMANA “A vida é aquilo que acontece enquanto você está planejando o futuro.” John Lennon, foi um compositor, cantor, instrumentista e ativista britânico

Editor: Maurício Araújo

a Justiça brasileira pode pedir à Justiça americana documentos que estejam sob sua jurisdição, e vice-versa: – O mecanismo todo existe, mas as autoridades não concordam com ele, reclamam que o MLAT demora de seis meses a um ano para entregar a informação, no que elas estão corretas. Existe uma pressão muito grande sobre as empresas, mas as amarras estão nesses procedimentos diplomáticos que são uma questão entre Estados – reclamou. – A reposta é reformar o MLAT, não obrigar o ecossistema de internet a armazenar dados no Brasil achando que isso vai resolver alguma coisa. Precisamos criar um MLAT para o século 21, que funcione em uma semana, por exemplo. Leonardi disse que a Google apoia globalmente uma reforma do MLAT e que tanto o governo americano como o brasileiro reconhecem as falhas. De acordo com o advogado, especulações dão conta de que o Marco Civil incluirá também mecanismo obrigando empresas que tenham filiais brasileiras a ignorar o MLAT e colaborar diretamente com a Justiça local. – Eu tenho dúvidas se isso vale. Como o MLAT iria continuar funcionando para todos os outros setores e não para empresas de internet? – comentou. ‘Fim da lista de prioridades’ Marcel Leonardi argumentou que, caso o Marco Civil inclua mesmo a exigência de data centers locais, “o prejuízo não será das empresas, mas dos usuários”. Na visão dele, a medida criaria uma barreira à expansão de start-ups brasileiras e à entrada de novas companhias no país, devido aos custos para construção e manutenção dos centro de armazenamento de dados. Com

isso, continuou o advogado, vários serviços inovadores de internet deixariam de ser lançados no mercado local: – A dificuldade de engenharia seria tão grande para ter certeza de que você replicou esses dados e toda a infraestrutura que, para a oferta de novos produtos e serviços, o Brasil entraria no fim da lista de prioridades de lançamentos da Google e algumas funcionalidades sequer seriam lançadas. Além disso, pontuou o advogado, a exigência criaria um problema de segurança inédito – justamente o que o governo tenta evitar com a medida –, pois os data centers brasileiros seriam os únicos a concentrar as informações dos cidadãos de um país. – Criaria-se um alvo certo para ataque. A Google fraciona os dados ao redor do mundo para que o usuário tenha acesso a eles a qualquer momento. Se você criar datas centers concentrando todos os dados dos brasileiros, estaria criando um alvo fácil para ataque por parte de quem tem interesse nesses dados, pois teriam a certeza de que todas as informações estariam ali – disse. Direção da Google na Califórnia está ‘preocupada com a situação sem precedente’

OPINIÃO

NOTAS ENEM A edição de 2013 do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), aplicada neste fim de semana em todo o País, registrou mais de 2 milhões de faltosos, um recorde desde a criação da avaliação há 15 anos. Levando em conta o custo por aluno para a aplicação das provas, que ficou em R$ 49,86, o prejuízo com as ausências chega R$ 103 milhões. Conforme balanço parcial divulgado pelo ministro da Educação, Aloizio Mercadante, a taxa de abstenção ficou em torno de 29%, o que, segundo ele, “está mais ou menos dentro do padrão”. No ano passado, o percentual ficou em 27,9%; em 2011, em 26,4%; em 2010, em 28,8%; e em 2009, em 37,7%. Segundo os dados do MEC, 5 milhões de candidatos efetivamente participaram da edição deste ano do Enem, um crescimento de 20% em relação ao ano passado. Estavam inscritos mais de 7,1 milhões de candidatos para o exame deste ano, número recorde e que foi comemorado por Mercadante como “o segundo maior exame do planeta”. O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) foi criado há 15 anos e se consolidou como um dos índices de avaliação da educação brasileira e também como principal meio de acesso às universidades públicas do Brasil. Atualmente, apenas duas das 10 principais instituições federais ainda não adotaram a prova

O diretor da companhia contou que, “por causa de sua gravidade”, o caso brasileiro está sendo discutido pelo mais alto escalão da Google na sede em Mountain View, Califórnia. Isso porque nenhum outro país havia exigido algo semelhante até então. – Na Coreia do Sul exige-se que dados do sistema de saúde do governo fiquem armazenados no sistema do governo Mas, algo nessa escala (que o Brasil está propondo) é sem precedentes. Isso chegou no topo da companhia e todo mundo está preocupado com a situação.

para ingresso por meio do Sistema de

Rennan Setti, do Globo

Estudantil (Fies).

Publicação: Folha Opinião Comunicação, Eventos e Jornalismo Ltda - CNPJ: 11.603.231/0001-06 Rua Cardoso César, 363, sala 3, Centro, Mairiporã – CEP: 07600-000 Redação e publicidade: (11) 4275-0504 / (11) 9-9529-2619 / redacao@folhaopiniao.com.br Reportagem: Renato Sarvanini Editoração: Renato Sarvanini e André Chicoli Colaboradores: Antonio Carlos Mendes Thame, Éssio Minozzi Júnior, Marisa Motta Cardone, Renato Duarte, Cecília Miglorancia, Josiane Dalmagro, e Tarcílio de Souza Barrros.

Seleção Unificada (Sisu) – situação que, seguindo a tendência atual, deve atingir 100% de adesão nos próximos anos. Enem: ministro lamenta morte e festeja nascimentosClique no link para iniciar o vídeoEnem: ministro lamenta morte e festeja nascimentos ​Em 2013, foram mais de 7 milhões de inscritos, que podem concorrer a cerca de 1,1 milhão de vagas em instituições públicas e privadas por meio do Sisu, do Programa Universidade para Todos (Prouni) e do Fundo de Financiamento

Impressão: Atlântica Distribuição: Mairiporã Terra Preta Serra da Cantareira


CIDADE

3

www.folhaopiniao.com.br Terça-feira, 29 de outubro de 2013

Prefeitura realiza cadastro 26º Batalhão da PM tem novo comando para vagas em creche O cadastramento está sendo realizado pela prefeitura, por meio da secretaria da Educação às terças, quintas e sextas-feiras, das 9h às 11h, na Secretaria de Educação, localizada na Avenida Tabelião Passarella, 850 – Centro.

Às quartas-feiras, também das 9h às 11h, o cadastro é realizado na Subprefeitura de Terra Preta, localizada na Rua Ari da Silva, 165 – Centro. E na última quarta-feira do mês, das 14 às 16, na Creche Nair Monteiro Ar-

noni, localizada na rua Canuto Pito, no Parque Petrópolis. Os interessados devem comparecer no endereço acima com a certidão de nascimento da criança, comprovante de residência e RG do responsável.

Prefeitura identifica pontos de abandono de animais de estimação Cerca de 25 pontos foram identificados pela prefeitura de Mairiporã, por meio da Secretaria do Meio Ambiente, como áreas utilizadas para abandonar animais de estimação. Com a localização desses locais, a prefeitura iniciará um programa de

combate aos pontos de abandono de animais de estimação, envolvendo diversas ações, entre elas a fixação de placas, visando a sensibilização das pessoas e consequentemente, reduzindo o número animais abandonados. Abandono é ato de

maus-tratos, crime previsto na lei 9.605/98 em seus artigos 32 e 164, com pena de detenção e multa. Maus-tratos devem ser denunciados na Delegacia de Polícia. Informações na Secretaria do Meio Ambiente, pelo telefone: 11 4419-1004.

No dia 17 de outubro, o tenente coronel Adalberto Vasconcelos Silva tomou posse como o novo comandante do 26º Batalhão da Polícia Militar Metropolitana - BPM/M, responsável pelo policiamento militar nos municípios de Mairiporã, Caieiras, Cajamar, Franco da Ro-

cha e Francisco Morato. Representando o prefeito, Dr. Márcio Pampuri, estiveram presentes no evento o secretário de Relações Institucionais Cleriston Pereira do Valle e o diretor de Trânsito, coronel Wanderlei Mascarenhas, além de outras autoridades da região.

Prefeitura irá reduzir número de salas que atendem alunos com idades e séries diferentes Em Mairiporã, ainda existem 15 salas, onde o professor trabalha na mes-

apresenta mais pontos negativos que positivos.

ma sala de aula, com várias séries do

A educadora Vera Wengrill, explicou

Ensino Fundamental simultaneamente,

que neste sistema de ensino o rendimen-

tendo de atender a alunos com idades

to do aluno fica comprometido. “Acho

e níveis de conhecimento diferentes. O

mesmo que a prefeitura deveria extinguir

mesmo acontece com alunos da Educa-

as salas multisseriadas, porque o ensino

ção Infantil, onde 14 salas de aula ainda

não é produtivo nem para o aluno nem

enfrentam esta realidade.

para os professores”, desabafou.

O objetivo da prefeitura é reduzir de

A supervisora Eli Barboza Lima tam-

15 para 3 salas de aula multisseriadas

bém se posicionou contrária às salas

do ensino fundamental e de 14 para 10

multisseriadas, já que segundo ela, o sis-

da Educação Infantil, já para o próximo

tema além de possuir mais pontos nega-

ano letivo. “Elaboramos um plano de

tivos que positivos, também compromete

ação aos alunos das salas que serão ex-

o trabalho pedagógico.

tintas, onde ofereceremos, além de um

Para a pedagoga, Vanessa Lara

ensino de qualidade e exclusivo a cada

Santos, que já atuou com classes multis-

série, o transporte desses alunos para

seriadas, a maior dificuldade enfrentada

as novas unidades escolares”, declarou

em sala era ter que separar as séries

o secretário da Educação, Rogério Mo-

dentro do mesmo espaço físico, e fazer

reira Matias.

com que cada turma desse conta do seu

O prefeito, Dr. Márcio Pampuri, re-

conteúdo programático. “Isso sobrecar-

afirmou seu compromisso para com a

regava o trabalho do professor e conse-

melhoria da qualidade da educação,

quentemente prejudicava o processo de

dizendo que a ideia é encerrar o ensino

aprendizado dos alunos”, desabafou a

em salas multisseriadas. “Este sistema

educadora.

de ensino dificulta o trabalho do pro-

Rosangela Cardoso Galan, Coorde-

fessor e contribui para a dispersão dos

nadora do Mãozinhas em Ação, também

estudantes. As crianças acabam por não

mostrou-se contrária ao sistema de en-

aprender e este problema deve afetar

sino por meio das salas multisseriadas.

principalmente àqueles que estão em

Ela disse não ver nenhum ponto positivo.

idade de alfabetização”, concluiu.

“Há dificuldades no trabalho do profes-

A medida teve aprovação dos educa-

sor, além do mais cada série tem o seu

dores da cidade. A maioria deles acredita

currículo o que torna impossível você

que as salas multisseriadas já deveriam

atender na mesma carga horária, dois

ter sido extintas, uma vez que o sistema

conteúdos distintos”, explicou.


4

www.folhaopiniao.com.br Terça-feira, 29 de outubro de 2013

ARTES

Camila Pitanga comove público em “O Duelo” Para os fãs da literatura russa a peça “O Duelo”, protagonizada pela atriz Camila Pitanga, é um prato cheio. A peça é uma adaptação do texto de 1891, de Anton Tchekovz e traz a história de um casal se despedaçando, em meio uma grande confusão sentimental. A peça é ambientada sob o calor do sol no litoral do Mar Negro e tem uma fotografia muito rica. Tchekhov aborda a desavença entre duas hombridades e duas ideologias em meio às supostas civilização e barbárie. Em meio a tudo isso, há cenas muito fortes e dramáticas, com direito a cenas de breve nudez e sensualidade e, não fosse o bastante há uma pegada musical em certa parte da trama. “Vale muito a pena e estou pensando em assistir mais uma vez” disse a economista Sirley de Oliveira. A peça tem três hora e meia, mas a atuação e a narrativa fazem valer a pena. Com produção de Aury Porto o espetáculo é apresentado até 3 de novembro, no Centro Cultural de São Paulo e depois volta no dia 21 para ficar em cartaz até 15 de dezembro. A peça pode ser vista de quinta a domingo, às 19h30. Os ingressos custam R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia). Integram o elenco os artistas Aury Porto, Camila Pitanga, Pascoal da Conceição, Sergio Siviero, Carol

Badra, Vanderlei Bernardino, Fredy Allan, Guilherme Calzavara e Otávio Ortega. Serviço Espetáculo “O Duelo” Quando: até 03/11, Quintas, Sextas, Sábados e Domingos às 19:30. Depois de 21/11 a 15/12, Quintas, Sextas, Sábados e Domingos às 19:30. Quanto: R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia). Onde: Centro Cultural de São Paulo


www.folhaopiniao.com.br Terรงa-feira, 29 de outubro de 2013

5


6

www.folhaopiniao.com.br Terรงa-feira, 29 de outubro de 2013


VARIEDADES

HORÓSCOPO

www.folhaopiniao.com.br Terça-feira, 29 de outubro de 2013 o que é realmente valoroso e valioso para cada um de nós. Um dia para ações

Marte em Virgem forma sextil com

firmes, enérgicas e até contundentes. Um

a Cabeça do Dragão em Escorpião

dia para agir com entusiasmo nas linhas

indicando que os impulsos pessoais se

que se mostram positivas. Resultados

alinham com a direção certa de ação,

significativamente importantes decorrem

em momento de bastante sintonia com

dos gestos que façamos hoje

ÁRIES - 21.mar a 20.abr Talvez tenha que concentrar esforços para cumprir um compromisso moral ou material. Nesse sentido, você terá que tomar decisão nos assuntos do trabalho e da saúde

LIBRA - 23.set a 22.out As boas ações dizem respeito à regeneração de algo que andava mal. O dia favorece as atividades físicas e o cultivo da saúde, mesmo que custe um esforço extra

TOURO - 21.abr a 20.mai O atendimento aos desejos e necessidades da pessoa amada deve estar em primeiro lugar. Seus desejos são atendidos indiretamente, pela satisfação da pessoa amada

ESCORPIÃO - 23.out a 21.nov Momento de decisão quanto a seus planos e aspirações de grande alcance. Amizades ligadas ao trabalho ou a outras afinidades trarão momentos gratificantes

GÊMEOS - 21.mai a 20.jun Momento positivo para cultivar a harmonia, como cuidar do corpo, da casa e de um bom ambiente à sua volta. Coloque ordem, cuidando de cada necessidade que se apresenta

SAGITÁRIO - 22.nov a 21.dez Um dia para se dedicar ao que precisa ser cuidado, em especial envolvendo o trabalho. Há superações que hoje você pode realizar com mais facilidade

CÂNCER - 21.jun a 21.jul O dia pede a extroversão dos sentimentos, dos desejos e dos caprichos da imaginação. Momento para lutar e afirmar, sem receio, aquilo que você mais gosta e aprecia LEÃO - 22.jul a 22.ago Um dia excelente para estar com a família e dar a ela o melhor de sua participação. Faça esforços na linha dos interesses ou necessidades dos familiares, e não de seus próprios

CAPRICÓRNIO - 22.dez a 20.jan É bastante proveitoso hoje se relacionar com os amigos, mesmo que isso lhe custe um esforço especial. É tempo de ampliar sua visão de mundo a partir dos relacionamentos AQUÁRIO - 21.jan a 19.fev É favorável cuidar da carreira profissional. Algum investimento para o trabalho, algum recurso ou talvez seu próprio tempo, pode ser opção acertada. Avance os limites

VIRGEM - 23.ago a 22.set Vale o esforço para expressar o que está vivendo, mesmo que não dê para mostrar tudo o que pretende. Há muito a ser mostrado por você, por isso mesmo comece aos poucos .

PEIXES - 20.fev a 20.mar É preciso direção firme para os sentimentos amorosos. Mais do que se dispersar em meio a muitas pessoas, é adequado dedicar-se a quem realmente ama

7


8

www.folhaopiniao.com.br Terça-feira, 29 de outubro de 2013

BALÊ CONTEMPORÂNEO

TARCÍLIO DE SOUZA BARROS

Companhia Eastman estreiou no Brasil sua nova coreografia, Puz/zle O palco de moderno Teatro Alfa é o mais espaçoso da capital paulista, apropriado para os melhores eventos artísticos, e nele se apresentou Companhia de Dança Eastman, do celebre coreógrafo, Sidi Larbi Cherkaoui, um marroquino, radicado na Bélgica. A Eastman nasceu em 2010 para produzir e divulgar os trabalhos do diretor e coreógrafo que oferece ao público uma vasta gama

de projetos como dança contemporânea, balé, ópera e outras performances. Está localizado na cidade de Antuérpia, tendo sua sede central no Teatro Toneelhuis e no Singel International Arts Campus, sendo apoiado pelo governo da região de Flandres. Vendo no palco seu corpo de dança, concluímos ser Sidi, adepto de uma dança onde predomina acrobacia, desequilíbrio

corporal e movimentos retorcidos. Puz/zle, sua mais nova coreografia (2012), reúne bailarinos e músicos oriundos de cenários muito distintos e distantes: o grupo polifônico córsego “A Filetta” canta com a libanesa Fadia El-Hage. Por possuir uma admirável composição cênica esta coreografia, Puz/zle (quebra-cabeça), cria uma fusão de dança e canto. Puz/zle, estreiou em uma antiga pedreira na bela Avignon, França, por seu sucesso imediato foi para o palco do Sadler”s Wells em Londres para depois conquistar o mundo da dança. Sidi, talentoso coreógrafo quando inquirido porque dança respondeu à nossa reportagem que o faz para honrar seus ancestrais. Demonstrou ser um homem admirável, generoso e cordial

no trato com as pessoas. Em Puz/zle,o cenário é composto por blocos monolíticos que entretanto se desfazem como na dança se desfaz os corpos dos bailarinos. Sidi revisiona a forma abstrata, a noção do múltiplo e analisa a questão da vida criativa em suas novas identidades, tal qual um quebra-cabeça! O artista se mostra admirado por observar a flutuação do homem na terra, segundo a filosofia chinesa do yin-yang com suas forças antagônicas-complementares. Inimaginável constatar que a mente humana pode ser capaz, como no caso presente ter criado esta estupenda coreografia. Em Puz/zle as tradições musicais se inspiram nas múltiplas e variadas fontes como uma composição litúrgica cantada na Espanha

CULTURA

com raízes árabes. Composições religiosas seculares de origem cristã e muçulmana. Destaca no todo cênico o percussionista e flautista japonês Kazunari Abe que orna com sensibilidade a narração da linearidade deste notável corpo de dança. Interessante constatar que o público por vezes buliçoso manteve um silencio total durante a representação, só dando manifestação de satisfação ao final em estrondosa ovação e prolongados aplausos. Serviço Companhia Eastman Balé: Puz/zle Coreógrafo: Sidi Larbi Cherkaoui Música: Jean-Claude Acquaviva Figurinos: Miharu Toriyama

Tarcílio de Souza Barros é crítico de arte e analista de temas culturais


SOLIDARIEDADE

www.folhaopiniao.com.br Terça-feira, 29 de outubro de 2013

9

Campanha da fralda geriátrica recebe apoio da escola municipal Nakamure Implantada a Campanha das Fraldas Geriátricas a Escola Municipal Nakamure Kikue Aiacyda criou a Campanha do “Vovô e da Vovó”. Os alunos assistiram ao vídeo encaminhado pelo Conselho Municipal do Idoso com o objetivo de conscientizar e sensibilizar nossas crianças, jovens, adolescentes em prol dos nossos idosos. A Sra. Lucia Naf, presidente do Fundo Social de Solidariedade, representando o Dr. Marcio Pampuri, Prefeito Municipal, que impossibilitado de comparecer, parabeniza a Escola Municipal Nakamure Kikue Aiacyda pela parceria e gesto solidário, que juntos venceremos as dificuldades através do compromisso e dedicação. Cada aluno recebeu cinco “votinhos” no valor de R$ 1,00 (um real) para ser vendido e revertido em fraldas. Houve mobilização das 400 (quatrocentas) famílias e toda equipe escolar, através de familiares, vizinhos e mães oferecendo votos nas empresas. Enfim, essa mobilização da Direção e, toda equipe resultou na aquisição de 4.000 (quatro mil) fraldas, tendo como exigência dos alunos a entrega total e visita ao Asilo “Recanto dos Avós”, no bairro de Terra Preta. Deu-se início a entrega do primeiro lote no dia 23 de Outubro com a presença do Projeto Caminhos Sonoros, coral com alunos do 4º e 5º

ano A e B. Até o próximo dia 31 do corrente mês, grupos de alunos farão entregas de seus respectivos lotes e oferecendo um pouco de alegria e descontração aos idosos. O Fundo Social de Solidariedade através de sua presidente Lucia Naf e o Conselho Municipal do Idoso na pessoa de sua presidente Dalva Morgado agradeceu a Direção da escola, equipe e comunidade pelo ato solidário. Que Deus abençoe a todos!!! “Doando um pouco de nós receberemos um amor maior”. Equipe Nakamure.

Escola Municipal Nakmure Kikue Aiacyda criou a campanha do Vovô e da Vovó


10

www.folhaopiniao.com.br Terรงa-feira, 29 de outubro de 2013


www.folhaopiniao.com.br Terรงa-feira, 29 de outubro de 2013

11


12

www.folhaopiniao.com.br Terรงa-feira, 29 de outubro de 2013

Edicao 29102013issu  
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you