Page 1

Exposição “Music on the Wall” traz retratos de grandes nomes da música nacional e internacional

Página 8

FOLHA

opinião

TERÇA-FEIRA 8 DE OUTUBRO DE 2.013

Mutirão de castração acontece em outubro Novo mutirão de castração de animais será realizado pela prefeitura, por meio da secretaria do Meio Ambiente, no dia 19 de outubro. A campanha que já foi realizada em agosto último, com a castração de cerca de 200 animais da cidade, que além da cirurgia receberam o implante de microchip de identificação. A castração é feita em cães e gatos, machos e fêmeas, para impedir a proliferação descontrolada.

O procedimento cirúrgico, realizado por médico veterinário, é simples, rápido e indolor, uma vez que o animal é anestesiado. O prefeito, Dr. Márcio Pampuri, falou que a cirurgia de castração é uma forma de fazer sua parte na grave questão do abandono de cães e gatos. Além disso, a medida faz parte do Plano de Governo da administração que prevê o controle da população Página 3 animal.

Procedimento é rápido e sem dor

Gincana socioambiental tem nova etapa

mais perigosas da web

Dia 27 de setembro, aconteceu mais uma etapa da Gincana Socioambiental, promocom o apoio da Prefeitura, no

gabinete do prefeito

Bosque Amizade. Entre outras ações, destaque para o passeio de caiaque com duas equipes (azul e verde). “É muito importante apoiar ações saudáveis em favor da nossa juventude”, disse o prefeito Dr. Márcio Página 10

Página 4

Moradores são recebidos no

vida pelo Instituto Unirversus,

Pampuri.

Tecnologia: As celebridades

Etapa foi realizada no Bosque da Amizade

Página 9


2

www.folhaopiniao.com.br Terça-feira, 8 de outubro de 2013

OPINIÃO

O desafio ante um maior acesso à internet O brasileiro acessa mais internet. Segundo a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD), divulgada na sexta-feira (27/9) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), hoje somos mais de 80 milhões de internautas acima dos 10 anos de idade. Isso corresponde a quase 50% da população do país. Estamos vivendo a efetiva inclusão digital? Ou se trata apenas de mais um deslumbramento numérico? Longe de respostas unívocas, a análise desta pesquisa suscita discussões sobre o que significa esse montante de usuários no que tange à circulação de informações – leia-se: à prática jornalística. Os dados são referentes a 2012, mas lançam luz a esse universo tecnológico que tanto influencia a vida social e comunicativa desde meados de

ás, no próprio Twitter agora é possível postar fotos como tuítes. O discurso visual, tão característico do ambiente digital, sobrepõe-se mais uma vez ao verbal. Imagem é (quase) tudo. Porém, no campo jornalístico há que se pensar em novas formas de storytelling, de se utilizar, de fato, a tecnologia intelectual (SODRÉ, 1996) que abunda no ciberespaço. A pesquisa do PNAD, por exemplo, informa que o número de pessoas que têm telefone celular também aumentou: ultrapassou os 120 milhões. Estes dados deveriam incitar os jornalistas e as empresas a produzirem material para todas as plataformas possíveis – tablets, smartphones, celulares e afins. O chamado jornalismo responsivo deve ultrapassar o campo das ideias e atingir o público em geral, que aces-

maiores e mais interativos que os textos convencionais dos sites jornalísticos. Unindo texto, vídeo, animação e gráficos, “Snow Fall...” é um ótimo exemplo de como grande parte do jornalismo feito hoje na Web está ainda atrelado aos moldes do que se faz no impresso. Como bem lembra Alzamora (2004), em tempos de superabundância de informação é preciso se pensar num modelo mais preocupado com qualidade e profundidade. Só assim será possível educar e interagir muito mais do que meramente informar e entreter esse crescente número de internautas. E com isso, claro, possibilitar um senso crítico maior ao leitor em meio a essa avalanche de informações e imagens que trafegam no ciberespaço.

atrativo na Web brasileira. Essa ação, se formos mais além, inclusive perpassa pelo ensino do jornalismo na academia. Não basta ensinar pirâmide invertida ou deitada, explicar valores-notícia e gêneros do jornalismo. Faz-se necessário ensinar isso sim, mas também estar atento às interfaces tecnológicas que tem mudado a forma de se consumir informação. Um jornalismo tecnológico, acima de tudo crítico e preocupado com o interesse público. Esse é o dilema a ser superado.

1995 – quando a internet começou a ganhar território Brasil afora. Num ambiente no qual a notícia é o commodity da vez, saber que em todas as faixas etárias houve um aumento no número de pessoas que acessam a internet é um alerta para as (muitas possíveis) formas de informar. Muitos teóricos vaticinaram profecias sobre as mais diversas óticas – do fim do jornalismo às mais variadas formas de interação. O jornalismo, porém, parece não conseguir passar a fase da metáfora (MIELNICZUK, 2003) e quando alcança o que se conhece por Web 2.0 os resultados ainda são tímidos.

sa a internet em casa – a pesquisa do PNAD aponta aumento de 2,5% –, em lan houses ou em qualquer gadget ao alcance da mão. As novas tecnologias, infere-se, exigem uma constante atualização, pois os próprios usuários estão à frente quando o assunto é consumir bens simbólicos via internet. Aos jornalistas e empresas do setor cabe acompanhar atentamente esse cenário.

Os e-singles de O Globo indicam uma mudança de rumo nesse sentido no Brasil. Mas quem dá mais? Quem no jornalismo on-line brasileiro hoje quer investir em propostas semelhantes? Quem quer, de fato, possibilitar novas fruições informativas aos milhares de internautas brasileiros? Tecnológico sim, mas sem deslumbre Não se quer aqui, claro, idolatrar as novas tecnologias em prol de um jornalismo acima de tudo estético. Aliás, meramente estético. Nem se pretende aqui afirmar que todos esses apetrechos tecnológicos irão salvar o jornalismo (e muito menos matá-lo). Porém, é inegável que a prática jornalística mudou com toda essa tecnologia intelectual. Mas como avançar para além de usar meia dúzia de links e achar que está a se oferecer um jornalismo imersivo, uma informação diferenciada? Talvez a explicação esteja nos salários, na falta de incentivo da própria empresa ou site jornalísticos. Talvez seja porque ainda não compense financeiramente investir em reportagens multimídia. Talvez porque bastam os pageviews que cada site exibe aos anunciantes. No fundo, há muito “talvez” para pouca ação efetiva no que diz respeito a fazer um jornalismo mais

rar, difundir e consumir informações, é difícil entender o porquê de não se experimentar jornalisticamente das novas tecnologias. Com um arsenal de diferentes linguagens à disposição, por que se contentar só com o texto? Como foi mencionado acima, não se quer aqui profetizar os rumos do jornalismo brasileiro feito hoje na internet. A intenção é lançar um olhar sobre a aparente apatia das empresas – que inclusive cobram aos usuários para, muitas vezes, ler do mesmo material que é vendido nas versões impressas – e dos próprios jornalistas – que parecem não se importar em deixar de lado as muitas possibilidades de se expandir o texto e permitir que o leitor navegue por outros universos informativos. Se há exemplos interessantes de material multimídia de cunho jornalístico feitos em 2012 no ciberespaço, ano em que cresceu o número de internautas brasileiros, fica desde já o desafio para o setor comunicacional. Pauta é o que não vai faltar em 2014, sendo duas de magnitude ímpar: eleições presidenciais e Copa do Mundo. Parafraseando o quadro do Fantástico, fica a pergunta para o jornalista diante desse cenário: vai fazer o quê?

Jornalismo na palma da mão O que se observa efetivamente no mercado comunicacional brasileiro é um fascínio pelas redes sociais, das de 140 caracteres às de imagens, que só confirmam o quão dependente e narcísica é a sociedade contemporânea. Ali-

Reportagens multimídias: cadê? É possível ler – ou melhor seria navegar? – reportagens que trazem a multimidialidade da qual tantos autores discorrem. Alguém aí por acaso viu “Snow Fall: The Avalanche at Tunnel Creek“? Trata-se de uma reportagem multimídia feita ano passado pelo The New York Times que, inclusive, ganhou um Pulitzer em abril deste ano – o Oscar do Jornalismo americano. Esse modelo de reportagem também tem sido chamado de e-singles: textos multimídia menores que um e-book e

CITAÇÃO DA SEMANA “A vida é para quem topa qualquer parada. Não para quem para em qualquer topada.” Bob Marley, foi um cantor, guitarrista e compositor jamaicano

Editor: Maurício Araújo

Vai fazer o quê? Num país tão grande como o Brasil, não basta ir longe para encontrar pautas interessantes que possibilitam abordagens diferenciadas. E com a facilidade que se tem hoje para apu-

NOTAS Eduardo e Marina

Depois de ter o registro do novo

partido Rede Sustentabilidade

negado pelo TSE – foram seis

votos contra e um a favor –,

cuja qual o principal argumen-

to apresentado pelos ministros

foi o fato de que a legenda não

obteve o número de assinatu-

ras mínimas exigidas, 492 mil

e foram coletadas 442,5 mil, a

ex-senadora Marina Silva con-

firmou sua filiação ao PSB, do governador

de

Pernambuco,

Eduardo Campos. Atitude que

surpreendeu a maioria, pois a

bandeira levantada até agora

por Eduardo é do desenvolvimento industrial.

Outra possibilidade, e indicada

como mais provável entre os

assessores de Marina, seria

a filiação ao PPS de Roberto Freire.

Na última pesquisa DataFolha,

Marina aparece com 26% de

intenção de votos e Eduardo Campos com 8%. Audiência pública

Na quinta-feira, 24 de outubro,

às 15h, no plenário da Câma-

ra de Mairiporã, acontece a

audiência pública onde será

discutido o Projeto de Lei nº

82/2013 que Estabelece o Pla-

no Plurianual do Município para

o período 2014 a 2017 e define

as metas e prioridades da ad-

Iuri Barbosa Gomes é jornalista e professor

ministração pública municipal

da Universidade do Estado de Mato Grosso

para o exercício de 2014.

Publicação: Folha Opinião Comunicação, Eventos e Jornalismo Ltda - CNPJ: 11.603.231/0001-06 Rua Cardoso César, 363, sala 3, Centro, Mairiporã – CEP: 07600-000 Redação e publicidade: (11) 4275-0504 / (11) 9-9529-2619 / redacao@folhaopiniao.com.br Reportagem: Renato Sarvanini Editoração: Renato Sarvanini e André Chicoli Colaboradores: Antonio Carlos Mendes Thame, Éssio Minozzi Júnior, Marisa Motta Cardone, Renato Duarte, Cecília Miglorancia, Josiane Damagro, e Tarcílio de Souza Barrros.

Impressão: Atlântica Distribuição: Mairiporã Terra Preta Serra da Cantareira


CIDADE

www.folhaopiniao.com.br Terça-feira, 8 de outubro de 2013

3

Campanha de castração acontece em outubro Novo mutirão de castração de animais será realizado pela prefeitura, por meio da secretaria do Meio Ambiente, no dia 19 de outubro. A campanha que já foi realizada em agosto último, com a castração de cerca de 200 animais da cidade, que além da cirurgia receberam o implante de microchip de identificação. A castração é feita em cães e gatos, machos e fêmeas, para impedir a proliferação descontrolada. O procedimento cirúrgico, realizado por médico veterinário, é simples, rápido e indolor, uma vez que o animal é anestesiado. O prefeito, Dr. Márcio Pampuri, falou que a cirurgia de castração é uma forma de fazer sua parte na grave questão do abandono de cães e gatos. Além disso, a medida faz parte do Plano de Governo da administração que prevê o controle da população animai. Participe! O objetivo da prefeitura é realizará mutirões de Castração de Cães e Gatos, gratuitamente, atingindo a quantia de 800 animais cadastrados até o final deste ano. Além disso, a expectativa é abrir mais vagas para castração em 2014. Faça o cadastro de reserva de seu animal através do telefone: 4419-2300, pelo site da Prefeitura www.mairipora.sp.gov.br ou na Vigilância em Saúde (Rua Alzira Ferreira Campos, 480).

Procedimento é rápido e sem dor


4

www.folhaopiniao.com.br Terça-feira, 8 de outubro de 2013

TECNOLOGIA

Os nomes de celebridades mais perigosos da internet O que teriam em comum Avril Lavigne, Eike Batista, Jon Hamm e Neymar? Segundo a empresa de soluções de segurança McAfee, pertencente à Intel, eles estão entre as celebridades consideradas as mais “perigosas” da internet – em outras palavras, é relativamente alta a probabilidade de, ao clicar num link com seus nomes, o usuário chegar a algum tipo de código malicioso e infectar seu PC ou gadget. De acordo com estudo da McAfee, a lista internacional das celebridades mais “inseguras” da rede é quase toda feminina, composta em sua maioria de cantoras e atrizes. Este ano, o nome mais utilizado para golpes de phishing, scams e malware em geral é o da atriz Lily Collins, que fez filmes como Um sonho possível, Espelho, espelho meu, Padre e Os instrumentos mortais: Cidade dos Ossos. A busca pelo nome de Lily associado a fotos nuas ou downloads gratuitos, entre outros temas, gerou uma probabilidade de mais de 14,5% de encontrar vírus e congêneres, segundo o McAfee Site Advisor, serviço que verifica a reputação de páginas web. Em segundo lugar, está a cantora Avril Lavigne, com 12,7%, e em terceiro

a atriz Sandra Bullock, com 10,8%. Na quarta posição, está a atriz e comediante Kathy Griffin, com 10,6%. Depois da atriz Zoe Saldana, de Avatar e Star Trek, que aparece na lista em quinto lugar, com 10,5% de probabilidades de ser associada a malwares, aparecem em sexto e sétimo, respectivamente, as cantoras Katy Perry e Britney Spears, com cotações de 10,4% e 10,1% de risco. Na oitava posição surge o único homem do ranking Top 10: o ator Jon Hamm, que interpreta o publicitário Don Draper no seriado Mad men. Segundo a McAfee, os músicos são nomes tão procurados pelos criminosos digitais que há mais 14 deles até a lista chegar à posição 50.

Dar preferência a sites já conhecidos No Brasil, existe um certo equilíbrio entre masculino e feminino na pesquisa. As atrizes Juliana Paes e Claudia Abreu lideram a lista dos nomes de celebridades mais utilizados em golpes on-line contra usuários desavisados. Juliana apresenta 12,2% e Claudia, 11% de risco. Modelos também estão na mira dos crackers, como Adriana Lima

Google completa 15 anos O site de busca Google completou 15 de existência no dia 27 de setembro. Na data festiva, o site disponibilizou um “Doodle” interativo que simulava um jogo chamado pinhata, tradicional nos Estados Unidos e no México. O gigante de buscas

passou por um ano agitado, cheio de lançamentos de novos serviços e produtos, além de passar por algumas mudanças estruturais. Mas a cada dia que passa, além de mais velho, está mais presente na vida das pessoas no mundo mundo todo.

(9,9%, em terceiro lugar), Alessandra Ambrósio (6,8%, em sexto) e Gisele Bündchen (4,5%, na décima colocação). Mas os esportistas também figuram no ranking: em quarto, está o jogador de vôlei Giba (8,6%), e em quinto, o jogador de futebol Neymar (7%). Na oitava colocação, está o nome do empresário Eike Batista, com 5,6% de risco, e na nona, o ator e comediante Fábio Porchat, com 5,4%. Comentando o estudo, a diretora de Pesquisas de Segurança da Web da empresa, Paula Greves, afirmou que o imediatismo na procura por novidades e vídeos sobre pessoas famosas pode levar a situações de furto de dados pessoais. As dicas da McAfee a lidar com buscas sobre celebridades na grande rede são tomar especial cuidado com o oferecimento de downloads gratuitos, ou com mensagens que exijam o download de qualquer arquivo antes de mostrar seu conteúdo. O ideal é dar preferência a sites idôneos e já conhecidos ao pesquisar sobre os famosos – além de estar com os programas do computador e os apps do smartphone em dia, especialmente a solução antivírus. André Machado, do Globo


www.folhaopiniao.com.br Terรงa-feira, 8 de outubro de 2013

5


6

www.folhaopiniao.com.br Terรงa-feira, 8 de outubro de 2013


www.folhaopiniao.com.br Terça-feira, 8 de outubro de 2013

VARIEDADES

HORÓSCOPO O Sol em Libra forma quadratura com Plutão em Capricórnio indicando transformação nas relações humanas, a partir do sentido de compromissos que foram assumidos.as relações precisarão mudar de rumo ou de foco, conforme necessi-

dades imperiosas se imponham. Plutão forma ainda semiquadratura com Vênus e sextil com a Cabeça do Dragão. Parece ser mesmo um dia de transformação para os relacionamentos e os vínculos entre as pessoas. Um dia difícil, em vários aspectos, mas que em seu lado melhor aponta para a renovação das relações

ÁRIES - 21.mar a 20.abr Você começa a idealizar de maneira nova seus interesses filosóficos, religiosos e de conhecimento elevado. Você se sente atraído por conhecer melhor o ser humano

LIBRA - 23.set a 22.out Vênus, seu regente, indica maior disposição sua para o convívio humano e afetivo, aproximando-se das pessoas e buscando bom ambiente afetivo para passar seus dias

TOURO - 21.abr a 20.mai Vênus, seu regente, aponta para a ampla e total dissolução de sua pessoa nas relações de união. A união é agora ser total, inclusive lidando com as reconformações necessárias

ESCORPIÃO - 23.out a 21.nov Você se envolve e se sente atraído por tudo o que a materialidade lhe traz de agradável e que satisfaça seu gosto. É fase para se dedicar com gosto e prazer à prosperidade

GÊMEOS - 21.mai a 20.jun Você está mais afetuoso nas relações humanas. Gostar das pessoas e ser apreciado por elas é natural e apropriado. Mas, apesar disso talvez seja difícil expressar os sentimentos

SAGITÁRIO - 22.nov a 21.dez Vênus ingressa em seu signo e torna a vida mais colorida, amorosa e agradável. É com esta disposição que você deve se colocar no mundo. Viva com alegria e leveza

CÂNCER - 21.jun a 21.jul Há aspectos do trabalho cotidiano que você passar a apreciar mais, encontrando assim um vínculo ao mesmo tempo agradável e produtivo com os afazeres LEÃO - 22.jul a 22.ago Vênus estimula o calor de seus sentimentos, o desejo pela aventura livre e alegre pela vida, além de aumentar sua natural predisposição para o amor. Viva o amor com leveza

CAPRICÓRNIO - 22.dez a 20.jan Vênus passa a estimular o gosto por sonhos e projetos para o futuro. Você que costuma ter os pés no chão, agora encontra espaço para sonhar um futuro que lhe agrade mais AQUÁRIO - 21.jan a 19.fev Vênus em Sagitário indica maior disposição para o convívio social e relações de amizade plenas de afeição. Novas afinidades nascem junto aos amigos e atividades em grupo

VIRGEM - 23.ago a 22.set Momento de ser mais acolhedor e cultivar o bem estar em seu ambiente. O convívio familiar entra num melhor padrão de harmonia. Poderá trabalhar mais nessa direção

PEIXES - 20.fev a 20.mar Você encontra novas afinidades com o trabalho, o que trará maior motivação. O trabalho passará a render mais e você se divertirá mais com ele. Bons apoios facilitarão as coisas

7


8

www.folhaopiniao.com.br Terça-feira, 8 de outubro de 2013

CULTURA

Designer Bruno Freitas Martins Stanley Kubrick ganha exposição especial no MIS apresenta na Galeria Olido, Os amantes dos filmes de Fechados” podem ser vistos 21:00 Stanley Kubrick agora têm a na mostra de terças a sextas, Terças, Quartas, Quintas e a mostra “Music on the Wall” chance de ter contato maior das 12h às 22h, e aos sá- Sextas das 12:00 às 22:00

O designer e ilustrador Bruno Freitas Martins, também conhecido como Bfrema, apresenta na Galeria Olido a mostra “Music on the Wall”, com retratos de grandes nomes da música nacional e internacional, durante todo o mês de outubro. A exposição pode ser visitada de segunda a domingo, das 10h às 21h, com entrada Catraca Livre. Segundo Bfrema, o ponto em comum dos cantores escolhidos é o fato de mostrarem que uma vida sem música é uma vida menos colorida. Entre os rostos expostos estão Tim Maia, Amy Winehouse, Jimmi Hendrix, Jim Morrison e Bob Marley. O artista utiliza tons fortes na composição dos retratos e faz das cores o seu grande elemento de expressão.

Serviço Music on the Wall Quando de 1 a 31/10 Segundas, Terças, Quartas, Quintas, Sextas, Sábados e Domingos das 10:00 às 21:00 Quanto Gratuito Onde Galeria Olido http://www.prefeitura.sp. gov.br/cidade/secretarias/ cultura/galeria_olido Avenida São João, 473 - do térreo ao 2º andar República - Centro São Paulo (11) 3331-8399/ (11) 33970171 Estação República (Metrô – Linha 3 Vermelha e Linha 4 Amarela) Fonte: Catraca Livre

com o cineasta e suas produções. Isso porque o MIS recebe de 11 de outubro a 12 de janeiro uma exposição com centenas de objetos originais dos filmes dirigidos por Kubrick. Os ingressos custam até R$ 10 (ou 20 pelo ingresso rápido). A mostra proporciona aos visitantes uma experiência sensorial inovadora na obra de Kubrick. Figurinos, objetos de cena, documentos e fotos originais de clássicos como “Laranja Mecânica”, “Odisseia no Espaço”, “Lolita”, “O Iluminado” e “De Olhos Bem

Cena de “O Iluminado”

bados, domingos e feriados, das 11h às 21h. Inédita no Brasil, a exposição tem curadoria original de Hans-Peter Reichmann, do Deutsches Filmmuseum de Frankfurt, e colaboração de Christiane Kubrick, viúva do artista. Paralelamente à exposição, o MIS promove uma mostra de cinema com os principais filmes do artista. Serviço Stanley Kubrick Quando de 11/10 a 12/01 Sábados e Domingos das 11:00 às

Quanto R$ 10* / R$ 20*

Onde MIS - Museu da Imagem e Som http://www.mis-sp.org.br Avenida Europa, 158 Jardim Europa - Oeste São Paulo (11) 2117-4777

Observação R$ 5 (meia-entrada) com ingressos direto na bilheteria do MIS / * pelo site www. ingressorapido.com.br


CIDADE

www.folhaopiniao.com.br Terça-feira, 8 de outubro de 2013

9

Prefeito segue atendendo moradores Na última semana, o prefeito da cidade, Dr. Márcio Pampuri, dando continuidade ao atendimento realizado semanalmente em seu gabinete recebeu os moradores, José Luiz, do Parque da Lagoa; Alexandre Oliveira, do bairro São José; Pedro Neris de Souza, da Vila Nova; e Rosália, do Parque Petrópolis. Além das visitas de cortesia, vários assuntos foram abordados junto ao chefe do executivo, como saúde, transporte público, educação, entre outros.


10

www.folhaopiniao.com.br Terça-feira, 8 de outubro de 2013

Mairiporã dá continuidade a Gincana Socioambiental Dia 27 de setembro, aconteceu mais uma etapa da Gincana Socioambiental, promovida pelo Instituto Unirversus, com o apoio da Prefeitura, no Bosque Amizade. Entre outras ações, des-

taque para o passeio de caiaque com duas equipes (azul e verde). “É muito importante apoiar ações saudáveis em favor da nossa juventude”, disse o prefeito Dr. Márcio Pampuri,

Etapa foi realizada no Bosque da Amizade

que prestigiou o evento acompanhado do secretário de Meio Ambiente, Antonio carlos Nery Pinho - Tuna e do idealizador da gincana Wagner da Rocha, do Instituto Unirversus.

ENOGASTRONOMIA

RENATO DUARTE

Como comprar vinhos! Uma das perguntas que mais recebo quando descobrem que sou Chef e Professor de Enologia é: Como faço pra comprar um bom vinho? Essa pergunta por mais simples que pareça é complicada e pode ter inúmeras respostas, e, a resposta ideal vai depender do nível de conhecimento de vinhos do questionador. Como já observamos nas colunas anteriores o universo do vinho é muito vasto e impossível de conhecê-lo na sua totalidade, afinal, são quase sete mil anos de história de uma bebida viva que muda suas características de acordo com a região, solo, clima, manejo, vinificação, etc. Por isso, as respostas mais simples poderiam ser: Compra o que você mais gosta de beber, ou ainda, Continue comprando vinhos da mesma uva que você já esta acostumado. Essas respostas podem parecer ridículas, mas cansei de ouvi-las em pontos de vendas de supermercados e até mesmo em lojas especializadas, e por atendentes que se apresentam como “sommelier” ou “profissional” do vinho. Para escolher um bom vinho primeiro é preciso entender que em todos os países

se produzem vinhos ótimos, muito bons, bons, regulares e aceitáveis, e em países sérios essa hierarquia de qualidade segue uma legislação que impõe diversas regras para que o vinho possa ter uma classificação correta. Essas classificações são as conhecidas de modo geral de “DOs” (Denominação de Origem) e cada país possui a sua com siglas e regras próprias. As “DOs” geralmente são o topo da pirâmide em termos de qualidade, pois abaixo dela ainda existem outras qualificações a acima ainda podem existir algumas menções extras como por exemplo: na Espanha (Crianza, Reserva, Gran Reserva), em Portugal (Garrafeira) etc. Mas é fundamental entender que uma legislação não garante o equilíbrio, a igualdade a todos os vinhos de determinada região ou país, ela apenas estabelece regras para que a qualidade dos produtos possa ser mantida e que exista uma identidade para aquela “DO” específica. Nas próximas semanas falaremos sobre as legislações de cada país e como comprar os melhores vinhos de cada região. Renato Duarte é Chef e Sommelier coluna.enogastronomia@gmail.com


REGIテグ

www.folhaopiniao.com.br Terテァa-feira, 8 de outubro de 2013

11


12

www.folhaopiniao.com.br Terรงa-feira, 8 de outubro de 2013

Edicao 08102013issu  
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you