Page 1

“Dia D” de combate à dengue acontece hoje, a partir das 10h, em Terra Preta

FOLHA

opinião

www.folhaopiniao.com.br Sábado, 5 de abril de 2014

Página 15

SÁBADO 5 DE ABRIL DE 2.014

Prefeitura inicia obras de asfalto em 16 ruas A Prefeitura de Mairiporã

Além destas também serão

irá realizar obras de pavimen-

asfaltados trechos das ruas

tação asfáltica e drenagem

Jesuíno F da Silva, no Jardim

em 16 novas obras da cidade.

Samambaia 1; Estrada Jardim

O objetivo é facilitar o acesso

da Serra; Maria Eugenia; Es-

da população, melhorando in-

trada dos Moraes, no Parque

clusive a qualidade de vida da

Suíço;

comunidade.

no Jardim Mil Flores; Estrada

Avenida das Rosas,

Inicialmente serão bene-

do Saboó; Alvares de Azeve-

ficiadas com pavimentação

do, no Jardim Oliveira; José

as ruas 4, no Jardim Gibeon;

Miranda Filho, no São José e

Caminho 4, no Jardim Flor de

Hakuji Yokomizo, no Jardim

Bragança; Caimã e Itaporã,

Nippon.

no Parque Cabreúva; Augus-

A prefeitura realizará tam-

to Carvalho, no Jardim Lúcia

bém o recapeamento do tre-

e Antônio Rodrigues da Silva,

cho da rua Quênia, no Parque

na Vila Machado.

Cabreúva.

Página 3


2

www.folhaopiniao.com.br Sábado, 5 de abril de 2014

LEGISLATIVO

LEIS QUE NOS DEFENDEM

ESSIO MINOZZI

MENDES THAME

Sem bombeiros

A Prefeitura publicou na última segunda-feira, na Imprensa Oficial do Município, decreto que regulamenta a devolução dos valores da taxa de bombeiros. Aqueles que ainda não fizeram o pagamento podem, até o próximo dia 10, requisitar nova via do carnê do IPTU sem a taxa. Em agosto de 2013, a Prefeitura alegou em sua exposição de motivos, ao propor projeto de lei para criar a taxa de serviços de bombeiros, que o convênio a ser “firmado entre a Prefeitura de Mairiporã com o Governo do Estado de São Paulo e a Secretaria Estadual de Segurança Pública, através do Corpo de Bombeiros, para a execução de serviços de prevenção e extinção de incêndios, busca e salvamento, prevenção de acidentes e fiscalização das normas de prevenção, surge a necessidade da criação de uma taxa que subsidie parte dos gastos a serem pagos pelo município.” Com a “implantação de novos serviços para o município, torna-se necessária a criação da Taxa de Serviços de Bombeiros”. A presidência da Câmara, como de praxe, solicitou análise para a sua consultoria jurídica. Entendeu o corpo jurídico que os “serviços de segurança pública devem ser custeados por meio de recursos advindo do recolhimento de impostos”. Lembra ainda, entre outros, o Acórdão de 2007 proferido pelo Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo, ao julgar a ADIN [Ação Direta de Inconstitucionalidade] proposta contra lei do município de Jaú e que deixou assentada a impossibilidade de ser editada lei dessa espécie. Mais recente, em 2012, menciona que o mesmo

ocorreu com o município de Marília. Conclui a consultoria em sua análise “que a lei que institui a taxa referente aos serviços de bombeiros é inconstitucional”. Sendo assim efetuei a devolução do projeto à Prefeitura com base legal sustentada pelo Regimento Interno da Câmara. Ocorre que a Prefeitura apresentou na semana seguinte recurso à Comissão de Justiça, Legislação e Redação da Câmara, nos termos do parágrafo único do artigo 173 do Regimento Interno, argumentando que “a questão da Constitucionalidade da Taxa de Incêndio/Bombeiro/Sinistros vem sendo tratada de forma pacífica junto aos Tribunais Superiores, em especial, o Egrégio Supremo Tribunal Federal”. A Comissão de Justiça deu provimento ao recurso da Prefeitura e, também cumprindo o Regimento Interno, propôs Projeto de Resolução aprovado em plenário, no dia 5 de novembro, por 12 vereadores. Nesse caso o presidente não vota. Desta forma, a Prefeitura pôde encaminhar novo projeto de lei que também foi aprovado ficando, então, criada a taxa de serviços de bombeiros ainda em 2013. Aos carnês do IPTU de 2014 foram, por óbvio, acrescentados os valores da taxa de bombeiro, porém a contrapartida dos serviços não ocorreu. Diante desse fato a Prefeitura considerou adequado extinguir a cobrança da taxa dos serviços dos bombeiros. Em reunião extraordinária na semana passada os vereadores revogaram as leis que ordenavam juridicamente tais serviços e a sua taxa. ESSIO MINOZZI JR. Vereador do PR presidente da Câmara gestão 2013 / 2014 e professor pós graduado em Gestão Pública pela FUNDAP e em Gestão Educacional pela UNICAMP.

Notas O Instituto de Pesquisas Eco-

Estudante que estiver inadimplente deve realizar provas

nômicas Aplicadas (Ipea) divulgou

Esta coluna tem o objetivo de divulgar leis criadas para proteger o cidadão. Aumentar o conhecimento de direito e deveres é a forma mais eficiente de valorizar a cidadania e fazer valer os direitos individuais. Conhecer é poder.

o instituto divulgou que 65% dos

Uma estudante de Direito

do FIES está correndo risco de

de uma determinada faculdade

perder seu financiamento estu-

particular conseguiu na Justiça

dantil, pois, embora a faculdade

o direito de realizar as provas do

esteja recebendo os valores,

2° bimestre do curso e, se apro-

a classifica como desistente,

vada, a rematrícula. A decisão

embora esteja frequentando a

é da 2ª câmara Cível do TJ/RO.

faculdade assiduamente.

Sustentou que no ano de 2012

O desembargador do pro-

possuía débito na faculdade no

cesso, ressaltou que o fato

valor de R$ 5.060,28, porém

do débito anterior ter sido

realizou acordo e paga regular-

pago posteriormente á data da

mente o referido pacto. Segundo

matrícula não pode obstar a

a acadêmica, o extrato financeiro

continuidade do curso.

fornecido pela própria instituição

Processo:

não indica qualquer mensalidade

27.2013.8.22.0000

em atraso.

0 0 11 7 7 8 -

N.B. - As situações acima

Segundo a estudante, no ano

são decisões resumidas e/ou

de 2012 possuía débito na facul-

orientações. Havendo dúvidas,

dade no valor de R$ 5.060,28,

oriente-se com profissional de

porém realizou acordo e paga

sua confiança.

regularmente o referido pacto. Segundo a acadêmica, o extrato financeiro fornecido pela própria instituição não indica qualquer mensalidade em atraso. Disse, ainda, que por ser beneficiária

um comunicado nesta sexta-feira (04) em que pede “desculpas” e informa que errou na divulgação de dois resultados do estudo “Tolerância social à violência contra as mulheres”. No dia 27 do mês passado, brasileiros apoiava ataques contra mulheres que usam roupas curtas. O resultado da pesquisa gerou uma série de campanhas na internet e até a presidente Dilma Rousseff se posicionou sobre o assunto. Segundo o Ipea, esse erro foi causado pela troca dos gráficos relativos aos percentuais das respostas às frases “Mulher que é agredida e continua com o parceiro gosta de apanhar” e “Mulheres que usam roupas que mostram o corpo merecem ser atacadas” Por isso, diferentemente do divulgado, 26% - e não 65% - dos entrevistados concordavam, totalmente ou parcialmente, com a afirmação “mulheres que usam roupas que mostram o corpo merecem ser atacadas”. A maior parte, 70%, discordou total ou parcialmente desta afirmação. 3,4% se disseram neutros.

Em sua nota, o Ipea informa Antonio Carlos Mendes Thame é deputado federal (PSDB-SP), professor licenciado da ESALQ-USP e advogado (PUC-Campinas). Encaminhe sua sugestão ou questionamento para o e-mail: dep. mendesthame@camara.com.br e twitter. com/mendesthame

que apesar dos erros nas duas questões, os demais resultados se mantêm, como a concordância de 58,5% dos entrevistados com a ideia de que “se as mulheres soubessem como se comportar, have-

CITAÇÃO DA SEMANA “O jornalismo é, antes de tudo e sobretudo, a prática diária da inteligência e o exercício cotidiano do caráter.” Cláudio Abramo, foi um jornalista brasileiro responsável por mudanças no estilo e conteúdo dos dois maiores jornais paulistas, O Estado de S. Paulo e Folha de S. Paulo.

ria menos estupros”. Após a detecção da erro na pesquisa, o diretor de Estudos e Políticas Sociais do Ipea, Rafael Guerreiro Osorio, pediu sua exoneração do cargo..

Publicação: Folha Opinião Comunicação, Eventos e Jornalismo Ltda - cnpj: 11.603.231/0001-06 Redação e publicidade: Av. Tabelião Passarela, 771, conjunto 2, centro, Mairiporã/SP – CEP: 07600-000 4419-4378 / 4275-0504 / 9-9529-2619 / redacao@folhaopiniao.com.br / comercial@folhaopiniao.com.br Reportagem: Tatiara Guariente

web: Hygor Uyeno

Colaboradores: Anderson Gonçalves, Antonio Carlos Mendes Thame, Éssio Minozzi Júnior, Lucas Goulart, Marisa Motta Cardone e Editor: Maurício Araújo

Tarcílio de Souza Barrros


CIDADE

www.folhaopiniao.com.br Sábado, 5 de abril de 2014

3

Moradores aprovam obras de pavimentação Cláudia Gallardo Felipo-

Agora teremos mais limpeza

ne - com blusa estampada

e a nossa locomoção facili-

-, moradora da rua Caimã,

tada, além da valorização do

falou sobre as inúmeras van-

bairro. Agradecemos ao pre-

tagens de ter asfalto na rua.

feito e ao vereador”.

“A benfeitoria garante melhor vazão das águas da chuva, evitando a erosão; favorece a rapidez de locomoção; limpeza; além da valorização do bairro como um todo”, considerou a moradora. “Estava preocupado com a erosão e assoreamento da rua, principalmente na época das chuvas. A rua recebe muita água das ruas de cima, que leva pedras e pedregulhos para dentro do nosso lago. Moro aqui há cinco anos e agora vemos atendida a nossa solicitação”, disse Evandro Fernandes, morador da rua Itaporã. Maura Fagundes Theodoro Borba - com blusa vermelha -, moradora da rua Quênia, disse que “a reivindicação é antiga, de pelo menos dez anos, mas depois que contatamos o nosso porta-voz junto ao prefeito, vereador Dr. Osvaldo, em dois meses fomos atendidos. Foi super-rápido, ficamos surpresos. Além de não termos o asfalto, também não havia captação das águas pluviais.

Em reunião realizada na segunda-feira,31, com moradores do Parque Cabreúva o prefeito Dr. Márcio Pampuri falou sobre as obras de pavimentação asfáltica que já estão sendo executadas pela prefeitura, em três ruas do bairro. A primeira delas – rua Quênia – começou a ser asfaltada no dia 1º de abril; e as ruas Caimã e Itaporã também receberão a benfeitoria ainda neste mês


4

CIDADE

www.folhaopiniao.com.br Sรกbado, 5 de abril de 2014


www.folhaopiniao.com.br Sábado, 5 de abril de 2014

CIDADE

5

Prefeitura realiza “Dia D” de combate à dengue em Terra Preta Neste sábado, 5, será rea-

as ações de conscientização com

de prevenção e orientação, mu-

lizado, das 10h às 16h, o “Dia

a distribuição de material educa-

tirões de cata-bagulho, visitas

D” de Combate à Dengue em

tivo e visitas casa a casa com

casa a casa, distribuição de telas

Terra Preta com o objetivo de

orientação sobre os cuidados que

protetoras de caixas d’água para

sensibilizar a população quan-

devem ser tomados e as prin-

substituição das tampas que-

to a prevenção da dengue e a

cipais formas de preveni-la em

bradas e panfletos informativos,

importância da participação de

diversos bairros de Terra Preta.

vistoria em pontos estratégicos,

todos no combate à doença.

A prefeitura está desde de-

Esquadrão Anti-dengue da Su-

Serão intensificadas por

zembro, realizando uma série

perintendência de Controle de

agentes da saúde e vigilância,

de ações de combate à dengue,

Endemias (Sucen), além de ati-

além de funcionários voluntários,

com atividades diversificadas

vidades nas escolas municipais.


6

www.folhaopiniao.com.br Sรกbado, 5 de abril de 2014

Av. General Ataliba Leonel, 1205, Conj 95 Santana | Sรฃo Paulo | 02033-000 55 11 2337-3122


VARIEDADES

HORÓSCOPO

Não insista demais no lado tenso das situações e tudo será melhor. Os problemas

Vênus e Plutão em mau aspecto indi-

passarão ao largo, se deixarmos que eles

cam a negação dos desejos e afinidades

sigam seu caminho, assim como uma

naturais das pessoas. Assim, diante das

tempestade que se aproxima, e, antes de

negações e complicações, siga adiante e

desabar, toma um rumo diferente e não

uma nova condição se abrirá para você.

vem nos perturbar

ÁRIES - 21.mar a 20.abr Mesmo com a tentação de se distrair um pouco, não perca de vista o esforço que está fazendo para resolver problemas no trabalho e nas relações. Não insista nos problemas.

LIBRA - 23.set a 22.out Mantenha a dedicação e a conduta no trabalho diário e em suas rotinas. As tensões no lar e quanto a seu próprio modo de pensar e de sentir não deveriam perturbar tanto assim.

TOURO - 21.abr a 20.mai O lado agradável do trabalho é inibido ou impedido por uma mudança de planos. Por outro lado, a boa aplicação de recursos permite aproximar-se da realização de sonhos.

ESCORPIÃO - 23.out a 21.nov O amor deve estar em primeiro lugar. Os contratempos na rotina não deveriam perturbar tanto assim sua vontade de amar. Não perca as oportunidades de conversar.

GÊMEOS - 21.mai a 20.jun O descuido pode afetar negativamente as amizades. Ao tentar agradar os outros, você pode se perder de seus valores. Mantenha a linha em sua atividade profissional.

SAGITÁRIO - 22.nov a 21.dez A dedicação amistosa e paciente aos familiares e aos cuidados domésticos deve ser preservada. Em especial, diante de possíveis problemas materiais complicados.

CÂNCER - 21.jun a 21.jul Bons apoios no campo profissional podem terminar prejudicando o bom desenvolvimento. Possível dificuldade de conciliar seus desejos com os da pessoa amada. LEÃO - 22.jul a 22.ago Siga as propostas de renovação e deixe de lado discussões com amigos e problemas nas relações. O desgaste com os problemas, além de inútil, desviará sua atenção do principal.

CAPRICÓRNIO - 22.dez a 20.jan Mesmo que você deseje mudar tudo ou tenha o impulso de gastar muito dinheiro, procure guardar o melhor de suas forças para os estudos e as atividades intelectuais. AQUÁRIO - 21.jan a 19.fev É tempo de manter dedicação fiel aos negócios e à atividade produtiva. Atenção para os humores negativos e destrutivos, e a displicência com os pequenos deveres.

VIRGEM - 23.ago a 22.set O que importa no momento são as definições nas associações e no relacionamento a dois. Os pequenos desconfortos e crises financeiras são elementos mais passageiros.

PEIXES - 20.fev a 20.mar As amizades podem se revelar não tão amigas assim. Não se trata de você julgar as pessoas, mas de perceber o quanto elas podem desviá-lo do que é realmente importante.

www.folhaopiniao.com.br Sábado, 5 de abril de 2014

7


8

www.folhaopiniao.com.br Sábado, 5 de abril de 2014

AVENTURA

CULTURA

vez contemplei abismado às

racha. Todos deveriam usar

ciamos a conversação, e quis

ondulantes massas de gelo

agasalhos, e botas, protegen-

saber como era viver o ano

brilhando sob tênues raios de

do os pés, se molhados, su-

todo, sob temperaturas ex-

sol. O grande barco havia lan-

jeitos à gangrena. Poucos se

tremamente baixas, sem ver

çado ancora na baia de Ross.

aventuraram à marcha sobre

o sol, e que falasse sobre a

TARCÍLIO DE SOUZA BARROS

Elegantes pinguins nadavam

o gelo, embora muitas crian-

forma de alimentação (note-

em torno do navio em busca

ças se interessassem em

-se que ali estivemos em ja-

Uma aventura envolvendo riscos, mas em busca de portentosa natureza

de restos de comida que os

aventurar-se, suas mães não

neiro, auge do verão austral).

tripulantes lançavam na água.

permitiram conhecer a vida

O capitão disse ser estes tra-

Uma foca marinha se espre-

dos cientistas no interior das

balhos efetuados por ele e

guiçava sobre um bloco de

bases, efetuando estudos no

sua equipe em prol da cultura

gelo. Nas margens da baia,

campo climático.

cientifica de seu país, levando

leões e elefantes marinhos,

O narrador, sua filha, Mas-

urravam saudando os visitan-

sao, fotografo japonês e uma

tes que chegavam ao seu ha-

jovem paulista de 18 anos,

Foi então que observamos

bitat natural.

desceram em terra, e se en-

que de sua face rolavam lagri-

caminharam

base

mas. Mais tarde em conversa

No lado esquerdo do bar-

para

a

o Chile à um alto pedestal nos estudos meteorológicos.

Caros leitores, continuan-

Chamei Silvana, dizendo-lhe:

co, em terra firme, imponen-

chilena. Ali chegando foram

com o Tenente, este me disse:

do à narrar uma viagem que

“Será que estamos no fundo

tes se encontravam às três

recebidos cordialmente por

“El Capitan tiene uma hija em

se tornara ameaçadora aos

do mar”?. Minha filha, sentou-

bases

do

um jovem tenente, que nos

Santiago, que se parece mu-

passageiros, com risco de al-

-se à cama, e sorrindo, disse:

Chile, do Brasil e da Rússia,

introduziu ao interior da acon-

cho com su hija, nel recuerdo,

gum bloco de gelo vir à chocar

“Pai, vista a Parca, pois está

dando vida à solidão austral.

chegante moradia. Apresen-

la nostalgia, le hecho llorar!

contra o casco, e romper o ma-

muito frio, suba ao convés e

O capitão de nosso barco deu

tou o Capitão, seu superior

A terceira e última parte

deiramento do navio, o jogo do

veja o que está sucedendo”.

ordens: àqueles que desejas-

hierárquico. Um homem alto,

desta aventura será contada

mesmo ante às enormes on-

Com gorros e luvas de lã, subi

sem descer na orla da baia, e

bem apessoado em sua farda

oportunamente.

das, trazendo total desiquilíbrio

no amanhecer do dia ao con-

visitarem às bases poderiam

da Marinha Chilena. Sua face aparentava certa tristeza. Ini-

Tarcílio de Souza Barros é crítico de arte e

vés do navio, e pela primeira

fazer uso dos barcos de bor-

físico às pessoas. Neste estranho tumulto navegava o “Cabo de San Roque” pelo mar Antártico na esperança de atingir o Continente da Antártida. Chegou à noite com sua escuridão total! Após árduos trabalhos de ajuda aos passageiros acometidos de medos, aflições e mal estar, fui com minha filha Silvana para o nosso minúsculo beliche composto de duas camas, eu dormia na de cima, e minha filha no de baixo, tão estreito que quando um saia, dava lugar para o outro entrar. Deitamos, nos cobrimos com uma manta de lã, e por tanto cansaço, adormecemos. Despertei logo ao amanhecer. Havia um silêncio! Nenhum ruído das maquinas de propulsão do navio.

meteorológicas,

analista de temas culturais


www.folhaopiniao.com.br Sรกbado, 5 de abril de 2014

9


10

www.folhaopiniao.com.br Sábado, 5 de abril de 2014

Milhares de pessoas comemoram o aniversário de Mairiporã Na quinta-feira, 27, a

da cidade, a Secretaria

entrada franca. Na quin-

ram assistir à apresenta-

pode assistir à peça tea-

cidade de Mairiporã com-

de Assuntos Culturais or-

ta-feira, dia 27, cerca de

ção da Banda Art Popu-

tral “Este lado para cima”,

pletou 125 anos de sua

ganizou uma ampla pro-

cinco mil pessoas que

lar tocando e cantando

da Brava Companhia e à

emancipação.

co-

gramação para satisfazer

passaram

Espaço

os seus hits de sucesso.

apresentação de grupos

aniversário

a todos os gostos, com

Viário Mário Covas, pude-

Já no dia 28, o público

musicais regionais.

memorar

o

Para

Grupo Art Popular se apresentou na quinta-feira, 27

pelo


www.folhaopiniao.com.br Sábado, 5 de abril de 2014

11

No sábado, 29, foi a vez da apresentação da Orquestra Bachiana Filarmônica SESI São Paulo, sob a regência do maestro João Carlos Martins e o canto de Jean William, que reuniu e surpreendeu milhares de espectadores durante a execução de diversas peças. “Foi um espetáculo sensacional! Deveria acontecer mais vezes”, elogiou o casal Rafael Fernando Soares e Elaine Gonçalves, do bairro Guavirituva; cuja opinião foi compartilhada por Orlando Dias da Costa e Rita Maria Nunes, da Chácara Arantes, “foi maravilhoso! Mairiporã merece espetáculos dessa natureza”. Após a apresentação da orquestra, houve a apresentação de dança do ventre, pela professora Mahina, além de grupos de música sertaneja e forró


12

www.folhaopiniao.com.br Sábado, 5 de abril de 2014

No último dia da festa, 30 de março, a cantora Paula Fernandes reuniu cerca de 25 mil pessoas com o repertório de seu novo CD, “gostei muito da festa, artistas diferentes, muita gente participando”, disse Fernanda Senhoria do Carmo, do Caraguatá. “Foi um espetáculo! Estava ótimo, um show!”, elogiaram Antônio e Débora Messias, do Jardim Celeste


www.folhaopiniao.com.br Sábado, 5 de abril de 2014

ADMITIMOS - Webdesign; - Vendedora de telemarketing com experiência. Enviar currículo para:

odete_ribeiro07@hotmail.com SINDESTÉTICA

13


14

www.folhaopiniao.com.br Sábado, 5 de abril de 2014

Peça teatral sobre o combate à dengue é realizada nas escolas da rede municipal A Prefeitura de Mairipo-

O objetivo da prefeitura é

nhos que todos devem ajudar

rã, através da Secretaria de

garantir a propagação de in-

a acabar com a dengue”, disse.

Assuntos Culturais, está rea-

formações importantes sobre

“Gostei muito do teatro,

lizando nas escolas da rede

a dengue, prevenção e formas

vou ensinar para todos da mi-

municipal de ensino o projeto

de combate, tornando os alu-

nha casa tudo o que deve ser

teatral da Cia Malacaxeta de

nos agentes multiplicadores

feito para acabar com a den-

Histórias, com a apresentação

do combate à dengue.

gue”, disse o aluno Luiz Wag-

da peça o “Leão e o Mosquito”.

Para a aluna Natalia Sil-

ner também da escola Guido

O projeto visa promover de

va da escola municipal Guido

forma lúdica a conscientiza-

Pisaneschi, o teatro foi muito

Entre os dias 16 e 28 de

ção e o aprendizado das for-

importante porque ensinou aos

abril as apresentações se-

mas de prevenção e combate

alunos como acabar com o

rão realizadas, às 9h15 e

à doença e a importância da

mosquito da dengue. “Eu vou

às 15h15, no Centro Edu-

participação de todos.

falar para os meus pais e vizi-

cacional.

Pisaneschi.


www.folhaopiniao.com.br Sรกbado, 5 de abril de 2014

15


16

www.folhaopiniao.com.br Sรกbado, 5 de abril de 2014


www.folhaopiniao.com.br Sábado, 5 de abril de 2014

17

Prefeito busca recursos para diversas áreas No último dia 27 de março,

Edson Aparecido, para tratar

o chefe do Executivo, Dr. Már-

de obras de pavimentação

cio Pampuri percorreu diversas

asfáltica e da Escola Técnica

secretarias de Estado em bus-

Estadual – ETEC.

ca de recursos. Primeiramente,

Na última reunião do dia,

reuniu-se com o secretário de

com o superintendente do De-

Estado da Educação, Prof. Dr.

partamento de Estradas de

Herman Jacobus Cornelis Vo-

Rodagem - DER, Clodoaldo

orwald, munido de uma pauta

Pelissioni, a discussão girou

de reivindicações na área com

em torno da contratação de

itens como ampliação de salas

projeto

de ensino, merenda e transpor-

de vicinais no município, bem

te escolar, entre outros.

como a cessão de terreno

para

pavimentação

Na Casa Civil, o prefeito foi

para a criação do gabinete de

recebido pelo chefe da Casa

gestão integrada e mais uma

Civil do Estado de São Paulo,

creche.


18

www.folhaopiniao.com.br Sábado, 5 de abril de 2014

Prefeito pede aumento de efetivo na polícia militar e mais viaturas Em reunião com o secretário de estado da Segurança, Fernando Grella Vieira, o prefeito de Mairiporã Dr. Márcio Pampuri falou sobre a carência existente no setor da segurança e aproveitou para pedir reforços ao município. A reunião ocorreu na segunda-feira, 31, e contou ainda com a presença do deputado estadual Celino Cardoso, presidente da Câmara Municipal, Essio Minozzi e do presidente do Conseg, Enésio Lopes Cerqueira.

Além do aumento no número do efetivo da polícia militar e a de viaturas, o chefe do executivo municipal também falou sobre a necessidade de se ampliar o quadro de investigadores da polícia civil. O secretário declarou que as reivindicações serão atendidas através da designação dos novos policiais que serão contratos através do processo de concurso público - que esta em fase final - para suprir a deficiência existente no município.


www.folhaopiniao.com.br Sábado, 5 de abril de 2014

MANUTENÇÃO

A Prefeitura de Mairiporã realiza, constantemente, serviços de manutenção por toda a cidade. Nesta semana foram realizados serviços de limpeza e capinação na parte externa do Cemitério da Saudade localizado na rua Eichi Tahira, no bairro Vila Nova. Com as ações, o objetivo da Prefeitura é manter a cidade limpa e segura para a população, melhorando cada vez mais a qualidade de vida

19


20

www.folhaopiniao.com.br Sábado, 5 de abril de 2014

ENTREVISTA

“O Clube de Campo me encantou ” Aquariana, estilista, comerciante local e maluca por cachorro-quente, Christiane Duarte é a entrevistada do nosso bate-papo semanal. Chris Papa, como é conhecida por muitos em nossa cidade, nos relata um pouco de sua história com Mairiporã e revela porque é capixaba de nascimento, mineira de trejeitos e mairiporanense de coração. Folha Opinião - Qual o

zade ainda é algo que se

Ao meu ver o problema de

vagas faz com que deixe

sem sombra de dúvida é a

seu vínculo com Mairipo-

tem de uma forma bastante

estacionamento nas vias

para depois e muitas vezes

principal ferramenta para

rã?

fiel e assídua em Mairiporã

públicas é o principal agra-

o que se teria que fazer em

trazer melhorias na cidade

Chris - Eu cheguei aqui,

e isso se deve por ser uma

vante de nossa cidade. O

Mairiporã é feito em São

como um todo. Você preci-

há 15 anos atrás. Eu es-

cidade pequena.

munícipe até quer prestigiar

Paulo.

sa dar crédito, um benefício

tava recém-casada e vim

Em sua opinião, o que se

o comércio local, ou precisa

Qual deve ser a primeira

e acreditar primeiro para

de Minas Gerais em busca

pode fazer para mudar

ir ao banco, ou fazer algo

mudança para a melhoria

depois ter em troca o prestí-

de um lugar no estado de

esse rótulo de cidade dor-

no Centro, no entanto, olhar

de Mairiporã?

gio do munícipe e de outros

São Paulo, que não fosse

mitório?

ao redor e não encontrar

A propaganda, a divulgação

visitantes.

a capital. Já que era de meu conhecimento que havia bastante insegurança em São Paulo. O Clube de Campo me encantou com a sua cara interiorana e seu ar puro. Por que Mairiporã vale a pena? Eu persisto em Mairiporã já há 14 anos com a marca da minha confecção, mas o principal agravante daqui é ser uma cidade dormitório. Esse é o grande desafio de nós comerciantes locais, pois estamos muito próximos de São Paulo. Os meus clientes são clientes amigos, que eu já tinha um vínculo e frequentava a casa anteriormente. A ami-

Tatiara Guariente


21

www.folhaopiniao.com.br Sábado, 5 de abril de 2014

QUANTO CUSTA? TATIARA GUARIENTE

Essencial para a saúde, para a manutenção do peso ideal e, principalmente para o equilíbrio de tudo o que se fará e se comerá ao resto do dia,

o café da manhã é uma refeição muitas vezes ignorada, entretanto, é a principal fonte de alimento do nosso dia.

Para quem despreza o café da manhã, antes de mais nada é preciso empenho para mudar o hábito. A mudança de alguns costumes é o ponto

de partida para quem deseja ganhar saúde, bem-estar e alguns anos de vida a mais por meio da alimentação. E pensando nisso o Quanto

Custa? dessa semana além de eleger opções de café da manhã em nossa cidade, listou algumas sugestões para que essa refeição faça parte

do seu dia-a-dia.

- Acordar 15 minutos mais cedo para evitar a desculpa de “falta de tempo para o café da manhã”;

- Para quem não consome absolutamente nada, a dica é iniciar com metade de uma fruta ou outro alimento, como: torrada, bolacha, barra de

cereal, leite, bebida à base de soja, suco ou um copo de vitamina. A ideia é não sair de casa de estômago vazio;

- Levar uma fruta ou um suco para consumir no caminho até o trabalho;

- Sair mais cedo, e parar em alguma padaria para tomar o café da manhã;

- Fazer essa refeição acompanhado. Além de mais prazeroso, o compromisso com alguém pode ajudar à criar o hábito; Café da manhã à Mi-

e R$ 2,00 (Pão de mandio-

1,50 (Pão na chapa com

alguma fruta. A sugestão

quinha) no Empório Santa

manteiga) e a partir de R$

de um buffet de café da

Com ingredientes en-

Roça, localizado à Av. An-

1,50 (Café com leite) na

manhã com a família, aos

contrados com fartura no

tônio de Oliveira, 48 – Tel:

Padaria do Italiano, loca-

finais de semana, é um

meio rural, o café da ma-

4604-6985

lizada à Al. Tibiriça, 869,

bom começo para que as

Suco de Milho

288 – Tel: 11 4604-2548

crianças adquiram o gosto

Rico em carboidratos, vi-

rico em pratos e sabores.

por essa refeição tão im-

tamina E e B, o suco de mi-

Esta é uma boa opção

portante.

lho além de ser uma bebida

neira

nhã da cozinha mineira é

para quem quer lembrar do cheiro de café da roça com o gostinho do bolo

Pão na chapa e café com leite

Este serviço é encon-

saudável é uma excelente

trado por R$ 17,90 por

opção para iniciar o hábito

pessoa (somente aos fi-

pelo café da manhã. Rápi-

da vovó. Com uma farta

Como o desjejum é fun-

nais de semana) na Pada-

do e disponível nas versões

mesa caseira, o famoso

damental para reiniciar o

ria Esperança, localizada

garrafa e copo, o suco de

pão de queijo, também

estímulo do funcionamen-

à Av. Tabelião Passarela,

milho é indicado inclusive

na versão recheada, e o

to intestinal, e na perda ou

288 – Tel: 11 4419 8200

para as futuras mamães.

pão de mandioquinha com

na manutenção do peso,

Já que os pequenos

Este produto pode ser

manteiga artesanal são

a escolha por um café da

aprendem por imitação,

encontrado a partir de R$

itens indispensáveis.

manhã rápido é uma boa

vale a pena senta-se à

3,99 na Loja de Conveni-

pedida para iniciar o dia.

mesa e incentivar o con-

ência do Posto Ipiranga,

Estes alimentos podem

Buffet de café da manhã

ser encontrados a partir

Estes alimentos podem

sumo nem que seja de um

localizada à Av. Leonor de

de R$ 2,80 (Pão de queijo)

ser encontrados por R$

copo de leite batido com

Oliveira, 130


22

www.folhaopiniao.com.br Sรกbado, 5 de abril de 2014


23

www.folhaopiniao.com.br Sábado, 5 de abril de 2014

CRÔNICA

MARISA MOTTA CARDONE

E a conta vai prá??? Lógico que a conta será saldada

por

nós

meros

neste pais. Sistema injusto e descabido.

moradores

Enquanto cidadãos mor-

de áreas não abençoadas

rem nas enchentes perden-

pelas chuvas de março, ou

do seus parcos bens por

será que podemos cobrar

falta de um planejamento

São Pedro por nos deixar

prévio e condizente com as

de fora? Só falta agora co-

regiões de risco e de maior

locar a culpa em nós, por

incidência de chuvas que se

não mudarmos de bairro à

repetem ano após ano, por

tempo, antes das represas

falta de captação, falta de

secarem.

obras, piscinões com bom-

contribuintes,

Hilário este pensamento, mas para nossos governan-

bas funcionais, manutenção e reparos periódicos.

tes faz todo o sentido: cada

A população requer ajuda

cidadão a partir de agora,

para transporta-la à terrenos

deverá possuir quatro barra-

sólidos, ajuda na reconstru-

cos, um em cada zona da ci-

ção de suas vidas e não

dade - não adianta reclamar

sendo simplesmente jogada

da falta d’água, morar na

em abrigos que provisórios

zona norte sabendo que as

tornam-se fixos muitas ve-

chuvas cairão na zona sul, é

zes, sem uma única solu-

pura burrice. Será o caso de

ção. Pessoas que na sua

perguntar se estaremos fora

maioria contribuíram pagan-

das cobranças de impostos

do impostos insuportáveis

e consumo d’água ? Isto sim

e que nunca revertem em

seria lógico, só podemos ar-

benfeitorias: água, esgoto,

car com os custos do que

asfalto, iluminação (uma fer-

nos é fornecido e não pelos

ramenta a mais no combate

que nos falta. “Certo ?” “Er-

à criminalidade), vendo seu

rado ! “ Aqui a coisa muda

dinheirinho suado escoar

de figura, as cobranças são

pelos ralos da

sagradas haja o que houver,

desvios e impunidade.

corrupção,

pagaremos sem usar num

Gostaria de saber se to-

sistema ha muito existente

dos irão colaborar em pé

de igualdade, pergunto se

passa entre quatro e cin-

reu na lama fétida e podre

hotéis cinco estrelas onde

co horas em nosso precá-

que corria nos fundos de

visitantes

gozam

rio sistema de transporte,

sua “morada”. Nem na hora

de piscinas, banheiras de

juntar suas roupas para

da morte, temos dignidade,

hidromassagem e jardins

serem lavadas uma

vez

até isso foi negado à essa

monumentais farão a sua

na semana. Será que não

vitima do descaso. Fatos

parte. Onde foram parar os

sabem ou fazem que não,

como esse deveriam ser a

recursos disponíveis para

mas a maioria pobre deste

exceção, mas o que vemos

as obras emergenciais nes-

pais possui uma simples

é regra generalizada. A falta

tas áreas ? O racionamento

muda de roupa ? Como

de água é mais um percal-

cairá mais uma vez nas cos-

então andar limpo e de-

ço que o povo deverá pagar

tas do “povão”.

cente, se nem água têm?

com juros e correção, bem

ilustres

Sistema Cantareira - as

Nos bairros periféricos a

acima da fictícia inflação.

chuvas nesta região foram

falta d’água é uma constan-

Que as chuvas de março

insuficientes para o abaste-

te, chova ou não, água en-

sempre tão cantada perdure

cimento, mas não podemos

canada e esgoto ainda es-

até os próximos meses.

contar com a boa vontade

tão nas promessas. Assisti

“A natureza tudo pode,

da natureza que às vezes se

perplexa na última enchen-

vamos confiar que ela per-

rebela com tanta agressão

te, a morte de uma senhora

doe quem tanto a maltrata.”

por parte de homens que

que ao chegar perto do seu

com ela querem competir, o

barraco, escorregou e mor-

resultado nem sempre é favorável. Não se pode jogar com a sorte, rezar para não chover aqui e não acolá, ou vice-versa. Temos que estar à frente, preparados para eventuais desastres atmosféricos, investir em projetos essenciais de prevenção, usar nossos recursos naturais (que não são poucos), de maneira séria, competente e sem desvios, como o que ocorre no nosso bom e velho São Francisco. Não somente a população terá de cumprir normas estabelecidas, economia, bom senso e não desperdício. Fácil é o falar de quem nada disso será necessário,

mas

como

obrigar um cidadão que

Marisa Motta Cardone é jornalista e escritora


24

www.folhaopiniao.com.br Sรกbado, 5 de abril de 2014


25

www.folhaopiniao.com.br Sábado, 5 de abril de 2014

ASSOCIAÇÃO DE PAIS E AMIGOS DOS EXCEPCIONAIS - APAE de Mairiporã –

CNPJ nº 51.258.333/0001-56

Escola de Educação Especial Alice Silva Oliveira Rua Fernão Lopes, 11, Jardim Oliveira, Mairiporã-SP, CEP 07600-000, Fone: (011) 4604-2731 – E-mail: apaemairipora@ig.com.br

APAE promove o 7º Jantar Dançante Mairiporã, 25 de março de 2014.

Evento acontece nopEspaço osº convites estão APAE romoItália ve oe 7 Jantarjá D ançàavenda nte por R$ 70 A Associação de tores e colaboradores chef Ana Callegário

uma TV de LED, um

R$ 70/pessoa, de por entrada, fornopor e uma panela de Pais e Amigos dos por Convites já estãoconstará à venda R$ 70, pessoa Excepcionais

de incluído as bebidas: prato principal, sobre-

arroz elétricos.

Serviço 7º Jantar Dançante da APAE Mairiporã

mesa e café. A noitada rendeu Dia: 11/4/2014 MairiporãA(APAE de refrigerante, Associação de Pais água, e Amigos dos Excepcionais de Mairiporã (APAE de cervejadia e batidas. “Não das deixe 20h30, para R$ o7.795,80, que jáDançante, Horário: no das Mairiporã) realiza Mairiporã) realiza 11/4,Asa partir 7º Jantar são para oito os convites foi depositado con- 20h30 às 2 horas dia Espaço 11/4, a partir das mesas Itália, na Estrada da adquirir Roseira, altura do númerona 5500, Serra da convidados. 20h30, o 7º Jantar com Cantareira, renda

na última destinada hora, pois ta àcorrente nº 51.000- do Onde: Espaço Itátotalmente recuperação prédio

A parte musical fica- a procura está sendo 9, agência 2258-6, do lia – Estrada da Roadministrativo/escolar.

Dançante, no Espa-

ço Itália, na Estrada rá com a Banda Sons intensa”, avisou Vilma

Banco do Brasil S/A, seira, altura do n°

da Roseira, altura do & Tons Music que volta Vieira, diretora social.

aberta,

Os convites – total de 400 - estão sendo vendidos pelos diretores e

exclusiva- 5500, Serra da Can-

colaboradores por R$ 70/pessoa, incluído as bebidas: refrigerante, água, mente, para receber tareira batidas. As mesas sãoser para convidados. apresentará sucessos feitasoito também pelo doações em favor da Preço: R$ 70, por da cerveja Cantareira,e com número 5500, Serra à Mairiporã. O sexteto As reservas poderão

renda

dos anos 60, 70 e 80, telefone 4604-2731. estáMusic em an- que pessoa, Atotalmente parte musical ficará com a Banda Sonsobra & que Tons voltaincluindo à

entre MPM, pop rock, Show de prêmios damento. destinada à recupeMairiporã. O sexteto apresentará sucessos dos anos 60, 70 e 80, água, entre refrigerante, MPM, ração do prédio ad- sertanejo

universitá- – No último sábado O nosso muito obri- cerveja e batidas. pop rock, sertanejo universitário, forró, boleros e sambas.

ministrativo/escolar.

rio, forró, boleros e (22), a APAE realizou

gado aos doadores

Estacionamento:

O buffet preparado especialmente pela chef Ana Callegário constará de

Os convites – total sambas.

um show de prêmios

entrada, prato principal, sobremesa e café.

de 400 - estão sendo

O buffet preparado que distribuiu várias

das prendas, aos par- gratuito ticipantes e a impren-

APAE de Mairi-

especialmente pela os prendas, entrenaelas sa regional. porã vendidos pelos “Nãodiredeixe para adquirir convites última hora, pois a procura está


26

www.folhaopiniao.com.br Sรกbado, 5 de abril de 2014

Edicao 05042014 issuu  

mairipora