Page 1

PROGRAMA OFICIAL OFFICIAL PROGRAMME 12-15 SET./SEP. 2019 Dimitrios Papadatos Vencedor/Winner 2018

www.opendeportugal.com


BOAS-VINDAS | WELCOME

Luís Araújo É com satisfação redobrada que Portugal volta a acolher o Open de Portugal 2019, uma das mais antigas e emblemáticas provas do circuito europeu de golfe, este ano na sua 57ª edição, integrado no circuito profissional e a ter lugar no Algarve. Desde 2014 e pelo quinto ano consecutivo, Portugal tem sido considerado como o Melhor Destino Europeu de Golfe, pelos World Golf Awards. Esta distinção que nos orgulha e motiva, tem-nos permitido afirmar com toda a segurança que Portugal é um destino de excelência para a prática desta modalidade desportiva. A crescente visibilidade do destino Portugal, os recursos distintivos de que o país é detentor, bem como a captação de cada vez mais praticantes e adeptos ao circuito internacional, conferem uma experiência turística integrada, junto de quem nos visita, e revisita. As boas-vindas a todos. Estou convicto de que esta permanência em Portugal será memorável.

We are pleased to, once again, welcome the Portugal Open, season 2019, one of the oldest and flagship tournemants of the European Tour, this year in its 57th edition, integrated in the professional Tour to be held in Algarve. Since 2014, and for the fifth successive year, Portugal has been considered the Best European Golf Destination by the World Golf Awards. This award, which makes us proud and motivated, has allowed us to safely say that Portugal is a destination of excellence for the practice of this sport. The increasing visibility of destination Portugal, the distinctive resources the country holds, along with its capacity to attract an increasing number of players and supporters of the international Tour, give an integrated touristic experience to those who visit and revisit us. I welcome you all. I am convinced that your stay in Portugal will be unforgettable.

Presidente Turismo de Portugal President Portuguese Tourism Board


BOAS-VINDAS | WELCOME

Vitor Pataco Presidente do Instituto Português do Desporto e Juventude, I.P. President Portuguese Institute of Sport and Youth

É com muito orgulho que o Instituto Português do Desporto e Juventude, I.P. volta a associar-se ao evento internacional “57º Open de Portugal”, que decorrerá entre 12 e 15 de setembro de 2019 no Morgado Golf Resort, organizado sob a égide da Federação Portuguesa de Golfe. A continuidade e consolidação do evento “Open de Portugal” demonstra a sua relevância não apenas no âmbito desportivo, mas também no plano socioeconómico, incluindo as conexões com o setor do turismo, face às excelentes condições em Portugal para a sua prática. Os seus benefícios socioeconómicos refletem-se também na promoção do golfe no âmbito educativo, designadamente no Desporto Escolar, assim como na inclusão social através do Programa Nacional de Desporto para Todos (PNDpT), que é financiado pelo IPDJ, com a colaboração do Centro Desportivo Nacional do Jamor. São eventos como o “Open de Portugal”, onde a qualidade de organização e o nível de desempenho dos seus participantes, elevam a modalidade, incentivando assim a prática desportiva na população jovem. Por fim, resta-me desejar os maiores sucessos a todos os participantes e que continuemos em conjunto a construir um Desporto ainda melhor e mais saudável para Portugal.


BOAS-VINDAS | WELCOME

It is with great pride that the Portuguese Institute of Sport and Youth, IPDJ, associates once again with the “57th Open de Portugal” that will take place between 12th and 15th of September at Morgado Golf Resort, organized by the Portuguese Golf Federation. The continuity and consolidation of the “Open de Portugal” event, shows its relevance, not only in the sporting range, but also in its socio-economic impact, including the tourism sector, having in Portugal excellent conditions for its practice. Its socio-economic benefits also reflect in the promotion of golf in education scope, namely in the School Sport, as in the social inclusion through the National Sport for All Program, which is financed by the IPDJ, in partnership with the Jamor National Sport Center. Its events like “Open de Portugal”, where the quality of the organization, and the wide range of high level athletes, promote golf, and encourage the increase of sport practice by the young population. Finally, I wish the best success to all the participants, and that together we all continue to build an even better and healthier Sport.


BOAS-VINDAS | WELCOME

Miguel Franco de Sousa Presidente da Federação Portuguesa de Golfe President Portuguese Golf Federation

Estamos na terceira edição do Open de Portugal @ Morgado Golfe desde que esta importante competição foi recuperada e incluída nos calendários do European Tour e European Challenge Tour, fruto de uma parceria entre a Federação Portuguesa de Golfe, PGA de Portugal e NAU Hotels and Resorts. Uma competição desta natureza encerra em si uma importância acrescida devido à sua contribuição para as diversas áreas do golfe nacional, seja do ponto de vista desportivo, como da própria indústria. Por um lado, muitas são as oportunidades de participação proporcionadas aos profissionais portugueses em inúmeras competições do Challenge Tour e, por outro, na afirmação de Portugal enquanto o melhor destino de golfe do Mundo. No Challenge Tour participam muitos jogadores que são as grandes estrelas do futuro, como foi o caso de Martin Kaymer, Matt Walace e Henrik Stenson, bem como os nossos representantes no European Tour, Ricardo Melo Gouveia e Pedro Figueiredo. Na presente época temos dois jogadores portugueses a aproveitarem bem a sua passagem pelo Challenge Tour, tendo já conquistado uma vitória cada um. Falo, naturalmente, de Ricardo Santos e Filipe Lima, que irão aproveitar ao máximo a etapa jogada em Portugal para se cimentarem no topo da Ordem de Mérito e acederem, na próxima época, ao principal circuito profissional europeu. Aproveito para agradecer a todos os patrocinadores e parceiros desta edição do Open de Portugal @ Morgado Golf e dou as boas-vindas a todos.


BOAS-VINDAS | WELCOME

We are now in the 3rd edition of the Open de Portugal @ Morgado Golfe since its reestablishment on the European Tour and European Challenge Tour calendar, due to joint efforts of the Portuguese Golf Federation, PGA of Portugal and NAU Hotels and Resorts. This event is of paramount importance for Portugal mainly due to its contribution for both the game of golf and the industry of the game. On one end we provide precious playing opportunities to our aspiring professionals in European Challenge Tour events and, on the other end, we are contributing to the promotion of Portugal as one of the best golfing destinations in the world. Many of the future international golfing stars have played in the Challenge Tour, such as Martin Kaymer, Matt Walace and Henrik Stenson, but also our own Portuguese representatives such as Ricardo Melo Gouveia and Pedro Figueiredo. We are very proud that two Portuguese players are on the top of the Challenge Tour Rankings, having both won in 2019. I am obviously addressing to Ricardo Santos and Filipe Lima who will take advantage of performing on home soil and in front of their crowds. I take this opportunity to thank all sponsors and partners of the Open de Portugal @ Morgado Golfe for their continuous support and welcome everyone to Portugal.


BOAS-VINDAS | WELCOME

José Correia A PGA de Portugal dá-lhe as boas vindas ao 57º Open de Portugal @ Morgado Golf Resort. Presidente de Direção PGA Portugal President PGA Portugal

Esta é a 3º edição consecutiva realizada no Morgado Golf Resort, toda a equipa está a trabalhar no sentido de proporcionar uma vez mais um excelente evento desportivo e um desafio a todos os participantes. No contexto desportivo o Open de Portugal é da máxima importância para o golfe nacional, os nossos melhores atletas terão mais uma vez a oportunidade de competir não apenas esta semana, mas também noutros eventos ao longo da época através de um intercambio de convites entre os diversos promotores de torneios do European Challenge Tour. Aproveito para felicitar e agradecer o enorme esforço de todos os envolvidos na organização e realização deste 57º Open de Portugal @Morgado Golf Resort. Desejamos a todos os participantes um excelente torneio.

The PGA of Portugal welcomes you to the 57th Open de Portugal @ Morgado Golf Resort. Once again and for the 3rd consecutive year, Morgado Golf Resort is the perfect venue for this great event, the entire team is working hard to deliver an excellent and challenging tournament to whole participants. The Portuguese Open is crucial for National Golf, our best players will have once again the opportunity to compete not only this week but also in other events throughout the season through an exchange of invitations between the various tournament promoters of the European Challenge Tour. I would like to congratulate and thank everyone involved on the organization of the 57th Portuguese Open @Morgado Golf Resort. We wish whole the players a great tournament.


BOAS-VINDAS | WELCOME

Mário Azevedo Ferreira Bem-vindos à 57ª edição do Open de Portugal @ Morgado Golf Resort, prova do calendário do Challenge Tour que se realiza pelo terceiro ano consecutivo no campo de golfe do Morgado, em Portimão. Após o notável sucesso das duas primeiras edições, vencida pelo inglês Matt Wallace e pelo australiano Dimitrios Papadatos, o Open de Portugal deste ano irá certamente revelar novos campeões do futuro. A aposta da NAU Hotels & Resorts, juntamente com a FP de Golfe e a PGA Portugal, em posicionar o Morgado Golf Resort no panorama das competições de golfe internacionais mantém-se forte, numa clara declaração de intenções no seu desenvolvimento futuro. Bem-vindos ao Morgado Golf Resort!

Welcome to the 57th edition of the Open de Portugal @ Morgado Golf Resort, part of the European Challenge Tour, taking place for the third consecutive year at the Morgado Golf Course, at Portimão. After the remarkable success of the two previous editions, won by the English Matt Wallace and the Australian Dimitrious Papadatos, this year’s Open will certainly reveal new champions for the future. NAU Hotels & Resorts objective to positioning Morgado Golf Resort at the hotspot of international golf events is stronger than ever, also as a firm commitment to proceed with its future development. Welcome to Morgado Golf Resort!

CEO NAU Hotels & Resorts CEO NAU Hotels & Resorts


BOAS-VINDAS | WELCOME

Isilda Gomes Grande sucesso social e desportivo

Presidente da Câmara Municipal de Portimão Mayor of Portimão

No ano em que Portimão é Cidade Europeia do Desporto, é com grande orgulho que continuamos a ser anfitriões do Open de Portugal em Golfe. Na verdade, faz todo o sentido que Portimão acolha a mais importante prova do calendário nacional e uma das de maior prestígio do circuito europeu, pois contamos com alguns dos melhores ‘green’ do país. Juntemos a isso as magníficas condições naturais para a prática da modalidade que caracterizam esta região e fazem dela uma referência a nível mundial, o que me leva a confiar num grande sucesso social e desportivo.

Congratulations and wishes of sporting and social success! In the year in which Portimão is the European City of Sport, it gives us great pride to welcome once again the Open of Portugal Golf Tournaments. In effect, it makes perfect sense that Portimão welcomes the most important event of the national calendar and one of the most prestigious of the European Tour, since we have some of the best greens in the country. In addition, this region natural playing conditions for the practice of this sport, making it a worldwide reference, make me trust in a great social and sporting success.


O OPEN DE PORTUGAL GOSTARIA DE AGRADECER ÀS SEGUINTES ENTIDADES THE OPEN DE PORTUGAL WOULD LIKE TO THANK THE FOLLOWING

PROMOTORES / PROMOTERS

CAMPO DE GOLFE / GOLF COURSE

HOTEL

PARCEIROS INSTITUCIONAIS / INSTITUTIONAL PARTNERS

PATROCINADORES OFICIAIS / OFFICIAL SPONSORS

FORNECEDORES OFICIAIS / OFFICIAL SUPPLIERS

PARCEIROS MEDIA / MEDIA PARTNERS


BOAS-VINDAS | WELCOME

Alain de Soultrait É com grande prazer que vos dou as boas-vindas ao 57º Open de Portugal @ Morgado Golf Resort. Diretor Executivo European Challenge Tour Executive Director European Challenge Tour

Na sua história no European Challenge Tour, este evento tem demonstrado ser um terreno fértil para o sucesso, com Matt Wallace a vencer a edição inaugural em 2017, garantindo assim classificação para o European Tour, enquanto que Dimitrios Papadatos triunfou no ano passado a caminho de garantir uma categoria que lhe permitiu ter um calendário forte no European Tour este ano. Este evento é extremamente popular junto dos nossos membros com o ambiente maravilhoso e o excelente campo de golfe Morgado, tornando esta semana no Algarve certamente agradável . A época do Challenge Tour 2019 tem sido forte para os nossos membros portugueses, com dois jogadores a terem sucesso até ao momento. Ricardo Santos venceu pela primeira vez desde 2012 quando trunfou no Swiss Challenge Presented by Swiss Golf em Junho, antes do José-Filipe Lima pôr fim a uma espera de três anos por uma vitória no Vierumäki Finnish Challenge. Tenho de agradecer à Federação Portuguesa de Golfe e a todos os patrocinadores pelo seu apoio neste evento e destacar especialmente o Morgado Golf Resort por acolher e apoiar este evento pelo terceiro ano e por nos apresentar o seu campo de golfe maravilhosamente cuidado e o seu fantástico resort. Os meus agradecimentos estendem-se também a todos os colaboradores, voluntários, caddies e delegados de serviço esta semana, que trabalham incessantemente para garantir que o evento corre sem percalços e com sucesso. Espero que todos tenham uma semana agradável.


BOAS-VINDAS | WELCOME

It is with great pleasure that I welcome you to the 57th Open de Portugal @ Morgado Golf Resort. In its European Challenge Tour history, this event has proven to be a breeding ground for success, with Matt Wallace winning the maiden edition in 2017 and therefore securing graduation to the European Tour, while Dimitrios Papadatos triumphed last year on his way to securing a category which has allowed him a strong schedule on the European Tour this year. This event is extremely popular with our members with the beautiful setting and excellent Morgado golf course making an enjoyable week in the Algarve a certainty. The 2019 Challenge Tour season has been strong for our Portuguese members, with two players tasting success so far. Ricardo Santos won for the first time since 2012 when he triumphed at the Swiss Challenge Presented by Swiss Golf in June, before José-Filipe Lima ended a three-year wait for a win at the Vierumäki Finnish Challenge. I must thank the Federação Portuguesa de Golfe and all sponsors for their support of this event and a special mention must also go to Morgado Golf Resort for hosting and supporting this event for the third year and for presenting us with this beautifullymaintained golf course and stunning resort. My thanks are also extended to all staff, volunteers, caddies and marshals in place this week who work tirelessly to ensure the event runs smoothly and successfully. I hope you all have an enjoyable week.


Dois campeões portugueses É inédito na mesma época!

Two Portuguese champions

It’s unheard of at the same season! Pela primeira vez na história dois portugueses venceram torneios do Challenge Tour numa mesma temporada.

For e first time in history, two Portuguese won e Challenge Tour tournaments in e same season.

Filipe Lima em 2004 e Ricardo Melo Gouveia em 2015 já tinham ganho (cada um) dois títulos do Challenge Tour numa mesma época.

Each of em had already won two Challenge Tour titles at e same time: Filipe Lima in 2004 and Ricardo Melo Gouveia in 2015. However, what happened in 2019 is unprecedented because two different players triumphed in e so-called second division of European professional golf.

Mas em 2019 a situação é inédita porque são dois jogadores diferentes a triunfarem na chamada segunda divisão do golfe profissional europeu. Em junho Ricardo Santos conquistou o Swiss Challenge Presented by Swiss Golf, com o resultado de 15 abaixo do Par ao Golf Sempach, em Lucerna. Foi o seu terceiro título do Challenge Tour, depois do The Princess by Schuco (Suécia) em 2011 e do Madeira Islands Open BPI em 2012 (sendo este também um torneio do European Tour). Depois, em agosto, foi a vez de Filipe Lima impor-se no Vierumäki Finnish Challenge, com um ‘score’ de 14 abaixo do Par ao Vierumäki Resort. Foi o seu quinto troféu no Challenge Tour (um recorde nacional), onde não vencia desde 2016. Estes triunfos mostram uma realidade interessante, impensável há umas décadas: Desde 2011 houve nove torneios do Challenge Tour com vencedores portugueses e só em 2013 e 2017 houve uma época inteira sem um português sagrar-se campeão neste circuito.

In June, Ricardo Santos won e Swiss Challenge Presented by Swiss Golf, wi a score of 15 under Par to Golf Sempach in Lucerne. It was his ird Challenge Tour title after e Princess by Schuco (Sweden) in 2011 and e Madeira Islands Open BPI in 2012 (is is also a European Tour tournament). en, in August, it was Filipe Lima’s turn to impose himself on e Vierumäki Finnish Challenge, wi a score of 14 below Par to Vierumäki Resort. It was his fif trophy on e Challenge Tour (a national record), where he hasn’t won since 2016. ese triumphs show an interesting reality, uninkable a few decades ago. ere has been nine Challenge Tour tournaments wi Portuguese winners since 2011, and only in 2013 and 2017 ere was no Portuguese champion in is circuit. Ricardo Santos won e Princess by Schuco in


Ricardo Santos ganhou o The Princess by Schuco em 2011 e o Madeira Islands Open BPI Portugal em 2012; Ricardo Melo Gouveia venceu o EMC Challenge Open em 2014, o AEGEAN Airlines Challenge Tour by Hartl Resort e a NBO Golf Classic Grand Final em 2015; Filipe Lima foi o melhor no Najeti Openem 2016; Pedro Figueiredo foi 1.º no KPMG Trophy em 2018; e agora vieram mais estes dois títulos em 2019 de Ricardo Santos e Filipe Lima. É um indicador inegável da subida de qualidade média do golfe português, até porque estamos a falar de vitórias averbadas por quatro jogadores diferentes, com uma tradução a um nível inferior por uma série de torneios ganhos por golfistas nacionais no Portugal Pro Golf Tour, cujo nível competitivo é bastante interessante. Aliás, não é por acaso que 2011 coincide com o primeiro ano do primeiro mandato de José Correia na presidência da PGA de Portugal. O Algarve Winter Tour nasce em janeiro de 2013, ano em que também aparecem as provas do Swing Ibérico do Jamega Pro Golf Tour, iniciativas que depois iriam fundir-se e evoluírem nos anos seguintes para o Algarve Pro Golf Tour e o agora Portugal Pro Golf Tour. A competição constante numa vintena de torneios internacionais de 10 mil euros cada um entre novembro e março é uma das razões para a maior rodagem e confiança com que os portugueses chegam ao Challenge Tour nos últimos anos. Por outro lado, é impossível não ver que Ricardo Santos, Ricardo Melo Gouveia e Pedro Figueiredo são típicos produtos do projeto de desenvolvimento do golfe nacional, que começa no bom trabalho dos clubes, prossegue nas seleções nacionais amadoras da Federação Portuguesa de Golfe, e é posteriormente enquadrado na PGA de Portugal quando passam a profissionais.

2011 and Madeira Islands Open BPI Portugal in 2012; Ricardo Melo Gouveia won e EMC Challenge Open in 2014, e AEGEAN Airlines Challenge Tour by Hartl Resort and e NBO Golf Classic Grand Final in 2015; Filipe Lima was e best at Najeti Open in 2016; Pedro Figueiredo was 1st in e KPMG Trophy in 2018; and now came ese two more titles in 2019 by Ricardo Santos and Filipe Lima. It is an undeniable indicator of e Portuguese golf’s average quality increase, especially because we are talking about victories recorded by four different players. Such increase also results, at a lower level, in a number of tournaments won by national golfers in e Portugal Pro Golf Tour, whose competitive level is quite interesting. It is no coincidence at 2011 is e first year of José Correia’s first term as president of e PGA of Portugal. e Algarve Winter Tour is born in January 2013, e year in which Jamega Pro Golf Tour’s Iberian Swing events also appear, initiatives at would later merge and evolve in e following years to e Algarve Pro Golf Tour and now Portugal Pro Golf Tour. e constant competition in about twenty international tournaments of 10,000 euros each between November and March is one of e reasons for e increased participation and confidence at e Portuguese have been showing in e Challenge Tour in recent years. On e oer hand, it is impossible not to see at Ricardo Santos, Ricardo Melo Gouveia and Pedro Figueiredo are typical products of e national golf development project, which begins in e good work of e clubs, continues in e amateur national teams of e Portuguese Golf Federation, and is later classified in e PGA of Portugal when ey become professionals.

Only Filipe Lima has escaped is route but even he, born and resident in France, has been helped and sponsored by e FPG several times


Só Filipe Lima fugiu a este percurso mas mesmo ele, nascido e residente em França, tem sido várias vezes ajudado e patrocinado pela FPG e agora, nos últimos tempos, integrado nos programas de apoio a atletas olímpicos, desenvolvido pelo COP e gerido pela FPG. O sucesso dos portugueses no Challenge Tour tende ainda a intensificar-se desde o reaparecimento do Open de Portugal @ Morgado Golf Resort, em 2017. A quantidade de convites (mais de 30 por ano) de que o Team Portugal (projeto conjunto da FPG e da PGA de Portugal) passou a dispor, tem permitido que mais portugueses compitam a este nível elevado com alguma regularidade. E mesmo que alguns resultados possam não ser encorajadores numa primeira análise, o mais importante é a nova cultura, a nova mentalidade que está a criar-se entre os jovens profissionais portugueses, que deixam de encarar o Challenge Tour como um nível inacessível. É neste contexto que é legítimo sonhar com uma primeira vitória portuguesa no Open de Portugal @ Morgado Golf Resort, torneio que entra agora na sua 57.ª edição. Filipe Lima foi o que esteve mais perto. Em 2005, no Oitavos Dunes, quando o Open ainda pertencia ao calendário do European Tour, foi 3.º classificado. No ano passado, já com o Open a integrar o Challenge Tour, o atleta olímpico português sagrou-se vice-campeão, só superado pelo australiano de origem grega Dimitrios Papadatos. Uma diferença de apenas duas pancadas. Por razões óbvias, Filipe Lima volta a ser um dos grandes candidatos ao título em 2019 mas é impossível não dar também esse estatuto a Ricardo Santos, numa altura em que assistimos à raridade de contarmos com dois portugueses no top-10 do ranking do Challenge Tour, ambos com sérias hipóteses de estarem na Grande Final do Challenge Tour.

and now, in recent times, integrated in e support programs for Olympic aletes, developed by COP and managed by FPG. e success of e Portuguese in e Challenge Tour is tending to intensify since e resurgence of e Portuguese Open @ Morgado Golf Resort in 2017. e number of invitations (more an 30 per year) available to Team Portugal (joint project of FPG and PGA de Portugal) has allowed more Portuguese to compete at is high level wi some regularity. And even ough some results may not be encouraging at first glance, e most important is e new culture, e new mindset at is emerging among young Portuguese professionals, who no longer see e Challenge Tour as an inaccessible level. It is in is context at it is legitimate to dream of a first Portuguese victory at e Portuguese Open @ Morgado Golf Resort, a tournament at is now entering its 57 edition. Filipe Lima was e one closest. In 2005, at Oitavos Dunes, when e Open still belonged to e European Tour calendar, he was ranked 3rd. Last year, already wi e Open part of e Challenge Tour, e Portuguese Olympic alete was runner-up, only surpassed by e Australian-Greek Dimitrios Papadatos. A difference of only two strokes. For obvious reasons, Filipe Lima is again one strong title candidate in 2019, but it is impossible not to give Ricardo Santos at status as well, as we see e rarity of having two Portuguese in e top 10 of e Challenge Tour ranking , bo wi serious chances of being in e Grand Final of e Challenge Tour.

HUGO RIBEIRO


PLAY GOLF IN PORTUGAL ALL YEAR ROUND

JOGUE GOLFE EM PORTUGAL TODO O ANO


CAN’T SKIP PORTUGAL Play golf in Portugal all year round. More than 90 courses around the country will surprise any seasoned golfer, who will find challenging courses of varying difficulty, completely at one with nature, many of them close to the sea or framed by lakes and mountains. After playing golf, enjoy the bright side of life in every way. From north to south and taking in the Portuguese Atlantic islands, Portugal has a lot to offer and explore - the different landscapes, the ancient culture, the World Heritage sites, the tastes and aromas of Portuguese cuisine. A relaxing day at the beach, a walk or bike ride by the sea or trying a surfing or stand-up paddle boarding experience is the perfect combination with a few days of golf. Find out more at www.visitportugal.com

Jogue golfe em Portugal todo o ano. Mais de 90 campos em todo o país vão surpreender qualquer golfista experiente, que encontrará campos com desafios para vários níveis de dificuldade, integrados na natureza com harmonia, muitos deles situados à beira mar ou enquadrados por lagos e montanhas. Depois de jogar, aprecie o lado bom da vida, em todos os sentidos. De norte a sul e nas ilhas Atlânticas portuguesas, Portugal tem muito para oferecer e descobrir – as paisagens diferentes, a cultura milenar, os sítios Património Mundial, os sabores e aromas da gastronomia portuguesa. Um dia relaxante de praia, um passeio a pé ou de bicicleta junto ao mar ou uma experiência de surf ou stand up paddle serão a combinação ideal para uns dias de golfe. Saiba mais em www.visitportugal.com


RICARDO

SANTOS Filipe Guerra

Open de Portugal (OP): O Open de Portugal é um torneio onde normalmente não jogas mal, mas também não consegues estar ao teu melhor. Ou pelo menos, das memórias que tenho, ao contrário do Open da Madeira e do Portugal Masters, não tens feito grandes Opens de Portugal. Que memórias tens das tuas participações e o que significa o torneio para ti? Ricardo Santos (RS): É verdade que no Open de Portugal não tenho feito resultados relevantes. A melhor memória que tenho foi nos Oitavos Dunes, na primeira vez que passei o cut no Open, num campo que até nem é muito para o meu tipo de jogo, mas foi lá que passei pela primeira vez o cut no Open de Portugal. Essa será a melhor memória (54.º em 2009, com +3). O Open tem um significado muito importante para mim. Em primeiro lugar por ser o Open do meu País e em segundo por ser um dos Opens mais antigos na história do European/Challenge Tour.

«Três anos no mesmo campo é mais-valia» «Three years in the same course is a plus» Portuguese Open (OP): The Portuguese Open is a tournament where you don’t usually play badly, but you can’t do your best either. Or at least from the memories I have, unlike the Madeira Open and the Portugal Masters, you haven’t done much in Portugal Opens. What memories do you have of your participation and what does the tournament mean to you? Ricardo Santos (RS): It’s true that at the Portugal Open I have not made any relevant results. The best memory I have was in Oitavos Dunes, the first time I have made the cut, in a course that is not even much for my type of game, but it was there that I first made the cut at the Portuguese Open. That will be the best memory (54th in 2009, with +3). Open has a very important meaning for me. Firstly, because it is the Open of my country and secondly for being one of the oldest Opens in the history of the European / Challenge Tour.


OP: Este ano já ganhaste um torneio do Challenge Tour. De alguma forma isso faz-te encarar o Open de Portugal de forma diferente? Não com uma ambição diferente porque seguramente adorarias ganhar o Open de Portugal um dia, mas mais no sentido de objetivos diferentes porque, neste momento, é normal que estejas a pensar no que precisas de fazer para subir ao European Tour e que isso implique uma estratégia específica. RS: Vou encará-lo como todos os outros torneios que tenho jogado este ano. Quero dar-me a hipótese de poder estar a discutir o título. Claro que este título tem, obviamente, um carinho muito especial. Essa é a estratégia para todos os torneios até ao final da época. Em cada semana que jogue quer dar-me a hipótese de poder estar a lutar pelo título. Se tal acontecer, será seguramente um torneio muito bom. OP: O facto de o Open de Portugal ser jogado há três anos seguidos no Morgado Golf Resort é melhor para ti? No sentido de saberes o que precisas de fazer naquele campo? É um traçado onde podes tirar partido das tuas características de jogo? RS: É uma mais-valia ter o torneio no mesmo campo em três anos seguidos. É um campo que conheço relativamente bem e de cada vez que jogo lá sinto-me cada vez melhor. Antes achava que não me beneficiava, mas agora sinto-me cada vez melhor. OP: Vês alguma razão para este teu crescimento de forma em 2019? RS: A razão principal foi continuar acreditar de que posso ser capaz. Obviamente que isso requer trabalho e apoio familiar, de amigos e patrocinadores. Gostaria de aproveitar para agradecer a minha família, a todos os meus amigos, ao meu treinador Almerindo Sequeira, por estarem sempre ao meu lado e acreditarem em mim. E, obviamente, aos meus sponsors, Guardian Bom Sucesso, Presspeople e Titleist&Footjoy Specialist.

ENTREVISTA INTERVIEW OP: This year you have already won a Challenge Tour tournament. Does this somehow make you envisage the Portuguese Open differently? Not with a different ambition because you would surely love to win the Portuguese Open one day, but in the sense of different goals as, at the moment, you surely must be thinking about what you need to do to get on the European Tour and that implies a specific strategy. RS: I’ll look at it like every other tournament I’ve been playing this year. I want to give myself a chance to discuss the title. Of course, this a very special title. That is the strategy for all tournaments until the end of the season. Every week I play I want to give myself the chance to be fighting for the title. If this happens, it will surely be a very good tournament. OP: The fact that the Portuguese Open is being played for three years now at Morgado Golf Resort is better for you? In order to know what you need to do in that golf course? Is it a layout where you can take advantage of your game features? RS: It’s a plus to have the tournament on the same pitch in three consecutive years. It’s a course I know relatively well and every time I play there, I feel better and better. I used to think it didn’t benefit me, but now I feel increasingly better. OP: Do you see any reason for your increase in good shape in 2019? RS: The main reason was to continue to believe that I’m able to do it. Obviously this requires work and support from family friends and sponsors. I would like to thank my family, all my friends, my coach Almerindo Sequeira for always being by my side and believing in me. And obviously to my sponsors, Guardian Good Success, Presspeople and Titleist & Footjoy Specialist.


FILPE

LIMA «Sonho ganhar o Open de Portugal» «Dream to win the Portuguese Open»

Filipe Guerra

Open de Portugal (OP): No ano passado estiveste quase a ganhar o Open de Portugal, um torneio em que já foste 2.º e 3.º classificado. Que memórias tens das tuas participações no Open de Portugal? Filipe Lima (FL): É sempre um prazer representar Portugal no Open de Portugal e tenho boas memórias. Qualquer ano trouxe-me boas lembranças, mas claro que quando faço bons resultados é sempre melhor. Eu gosto bastante do campo do Morgado, é um enorme prazer jogar lá e no Algarve, onde está sempre bom tempo, ao contrário destas últimas semanas em que andei a apanhar sempre muita chuva.

Portuguese Open (OP): Last year you were almost winning the Portuguese Open, a tournament in which you were already 2nd and 3rd. What memories do you have of your participation in the Portuguese Open? Filipe Lima (FL): It is always a pleasure to represent Portugal at the Portuguese Open and I have good memories. Any year brings me good memories, but of course when I make good results it’s always better. I really like the Morgado course, it is a great pleasure to play there and in the Algarve, where the weather is always good, unlike the last few weeks where I’ve been getting a lot of rain.

OP: Este ano já ganhaste um torneio do Challenge Tour. De alguma forma isso faz-te encarar o Open de Portugal de forma diferente? Não diria com ambição diferente porque sempre disseste que o coração diz-te que adorarias ganhar o Open de Portugal um dia, mas

OP: This year you have already won a Challenge Tour tournament. Does this somehow make you face the Portuguese Open differently? I would not say with different ambition because you have always said that your heart tells you that you would love


mais no sentido de objetivos diferentes porque neste momento é normal que estejas a pensar no que precisas de fazer para subir ao European Tour e que isso implique uma estratégia específica para o resto da temporada. FL: A vitória dá confiança e a verdade é que neste jogo a maneira como vemos o campo é sempre diferente. Mostrei outra vez – e não estava à espera disso – que posso ganhar de novo e, por isso, é verdade que tenho o pensamento mais na vitória. Todos sabemos que o golfe é uma modalidade em que não podem fazer-se planos. Como sempre, vou tentar fazer o melhor e atingir os meus sonhos. E um desses sonhos é ganhar o Open de Portugal. Por isso vou lá com confiança e espero poder dar prazer ao público em Portugal.

to win the Portuguese Open one day, but in the sense of different goals because at the moment it is normal for you to think about what you need to do to get on the European Tour and that implies a specific strategy for the rest of the season. FL: Victory gives confidence and the truth is that in this game the way we see the course is always different. I have shown again - and I was not expecting it - that I can win once more, so it is true that I am thinking more about victory. We all know that golf is a sport in which plans cannot be made. As always, I will try to do my best and achieve my dreams, and one of those dreams is to win the Portuguese Open. So, I go there with confidence and hope that I will be able to please the public in Portugal.

OP: O facto do Open de Portugal ser jogado há três anos seguidos no Morgado é melhor para ti? No sentido de saberes o que precisas de fazer naquele campo? É um traçado onde podes tirar partido das tuas características de jogo? FL: Gosto do Morgado porque é um campo que tem muitos shots diferentes. É um sítio que tem sempre um pouquinho de vento e o pessoal sabe que eu gosto disso. Sempre mostrei que posso jogar bem lá. Mas é preciso cuidado porque nestes momentos em que damos mais facilidades e temos menos atenção, as asneiras acontecem. Portanto, tenho de estar ainda mais focado.

OP: The fact that the Portuguese Open is being played for three years now at Morgado Golf Resort is better for you? In order to know what you need to do in that golf course? Is it a layout where you can take advantage of your game features? FL: I like Morgado because it’s a golf course that you play many different shots. It’s a place that always has a little wind and people know I like it. I always showed that I can play well there. But we must be careful because in these moments when we are at ease and have less attention, mistakes happen. So, I have to be even more focused.

OP: Vês alguma razão para este teu súbito crescimento de forma? FL: Trabalhei bastante na temporada de inverno mas no início do ano estava com dificuldades em encontrar o meu jogo. Não tenho nenhuma desculpa nem encontro nenhuma razão para que as coisas não estivessem a correr-me bem. Eu sabia que estava a jogar melhor e que semana após semana estava a progredir, mas não estava à espera de fazer um 2.º lugar e logo depois ganhar um torneio, mas aconteceu e estou feliz. Agora é continuar a aproveitar a forma do momento. Entrevistas conduzidas por HUGO RIBEIRO

OP: Do you see any reason for your sudden increase in good shape? FL: I worked a lot during the winter season but at the beginning of the year I was having a hard time finding my game. I have no excuse, and I find no reason why things were not going well. I knew I was playing better and that week after week was progressing, but I wasn’t expecting to take 2nd place and after that to win a tournament, but it happened and I’m happy. Now I need to continue and enjoy the conditions of the moment.

Interviews conducted by HUGO RIBEIRO


CAMPEÕES DO

OPEN DE PORTUGAL OPEN DE PORTUGAL’S CHAMPIONS

O Open de Portugal foi fundado pela Federação Portuguesa de Golfe em 1953 e residiu no Club de Golf do Estoril até 1973. Tornou-se itinerante quando integrou o circuito europeu. The Open de Portugal was created by the Portuguese Golf Federation in 1953 and took place in Estoril until 1973. It became itinerant after joining the European schedule. DATA DATE

TORNEIO E LOCAL TOURNAMENT AND VENUE

PRÉMIO PRIZE FUND

VENCEDOR WINNER

2018

Open de Portugal @ Morgado Golf Resort

€32,000

DIMITRIOS PAPADATOS

2017

Open de Portugal @ Morgado Golf Resort

€500,000

MATT WALLACE

2010

Estoril Open de Portugal Penha Longa Golf Resort

€1.000,000

THOMAS BJØRN

2009

Estoril Open de Portugal Oitavos Dunes

€1.261,205

MICHAEL HOEY

2008

Estoril Open de Portugal Oitavos Dunes

€1.259,345

GRÉGORY BOURDY

2007

Estoril Open de Portugal Oitavos Golfe

€1.250,000

PABLO MARTÍN (AM)

2006

Algarve Open de Portugal CGD Le Meridien Penina Golf & Resort

€1.261,205

PAUL BROADHURST

2005

Algarve Open de Portugal CGD Oitavos Golfe

€1.259,345

PAUL BROADHURST

2004

Algarve Open de Portugal CGD Le Meridien Penina Golf & Resort

€1.255,616

MIGUEL A. JIMÉNEZ

2003

Algarve Open de Portugal Vale do Lobo

€1.250,000

FREDRIK JACOBSON

2002

Algarve Open de Portugal Vale do Lobo

€760,085

CARL PETTERSSON

2001

Algarve Open de Portugal Quinta do Lago

€1.013,392

PHILLIP PRICE

2000

Algarve Open de Portugal Le Meridien Penina Golf & Resort

€1.007,630

GARY ORR

1999

Algarve Open de Portugal Le Meridien Penina Golf & Resort

€569,882

VAN PHILLIPS


DATA DATE

TORNEIO E LOCAL TOURNAMENT AND VENUE

PRÉMIO PRIZE FUND

VENCEDOR WINNER

1998

Open de Portugal Le Meridien Penina Golf & Resort

€497,224

PETER MITCHELL

1997

Open de Portugal Aroeira

€493,647

MICHAEL JONZON

1996

Open de Portugal Aroeira

€463,645

WAYNE RILEY

1995

Open de Portugal Penha Longa Golf Resort

€420,630

ADAM HUNTER

1994

Open de Portugal Penha Longa Golf Resort

€420,000

PHILLIP PRICE

1993

Open de Portugal Vila-Sol

€350,000

DAVID GILFORD

1992

Open de Portugal Vila-Sol

€319,402

RONAN RAFFERTY

1991

Open de Portugal Estela GC

€385,000

STEVEN RICHARDSON

1990

Open de Portugal TPC Quinta do Lago

€390,481

MIKE MCLEAN

1989

Open de Portugal TPC Quinta do Lago

€278,668

COLIN MONTGOMERIE

1988

Open de Portugal Quinta do Lago

€280,000

MIKE HARWOOD

1987

Open de Portugal Clube de Golf do Estoril

€140,557

ROBERT LEE

1986

Open de Portugal Quinta do Lago

€140,921

MARK MCNULTY

1985

Open de Portugal Quinta do Lago

€90,121

WARREN HUMPHREYS

1984

Open de Portugal Quinta do Lago

€79,712

TONY JOHNSTONE

1983

Open de Portugal Troia Resort

€63,133

SAM TORRANCE

1982

Open de Portugal Le Meridien Penina Golf & Resort

€58,800

SAM TORRANCE

1979

Open de Portugal Vilamoura GC

€39,596

BRIAN BARNES

1978

Open de Portugal Le Meridien Penina Golf & Resort

€35,000

HOWARD CLARK

1977

Open de Portugal Le Meridien Penina Golf & Resort

€34,800

MANUEL RAMOS

1976

Open de Portugal Quinta do Lago

€19,739

SALVADOR BALBUENA


DATA DATE

TORNEIO E LOCAL TOURNAMENT AND VENUE

PRÉMIO PRIZE FUND

VENCEDOR WINNER

1975

Open de Portugal Le Meridien Penina Golf & Resort

€20,674

HAL UNDERWOOD

1974

Open de Portugal Clube de Golf do Estoril

€18,942

BRIAN HUGGETT MBE

1973

Open de Portugal Le Meridien Penina Golf & Resort

€19,365

JAIME BENITO

1972

Campeonato Aberto de Portugal Club de Golf do Estoril

GERMAN GARRIDO

1971

Campeonato Aberto de Portugal Club de Golf do Estoril

LIONEL PLATTS

1970

Campeonato Aberto de Portugal Club de Golf do Estoril

RAMÓN SOTA

1969

Campeonato Aberto de Portugal Club de Golf do Estoril

RAMÓN SOTA

1968

Campeonato Aberto de Portugal Club de Golf do Estoril

MAX FAULKNER

1967

Campeonato Aberto de Portugal Club de Golf do Estoril

ÁNGEL GALLARDO

1966

Campeonato Aberto de Portugal Club de Golf do Estoril

ALFONSO ANGELINI

1964

Campeonato Aberto de Portugal Club de Golf do Estoril

ÁNGEL MIGUEL

1963

Campeonato Aberto de Portugal Club de Golf do Estoril

RAMÓN SOTA

1962

Campeonato Aberto de Portugal Club de Golf do Estoril

ALFONSO ANGELINI

1961

Campeonato Aberto de Portugal Club de Golf do Estoril

KEN BOUSFIELD

1960

Campeonato Aberto de Portugal Club de Golf do Estoril

KEN BOUSFIELD

1959

Campeonato Aberto de Portugal Club de Golf do Estoril

SEBASTIÁN MIGUEL

1958

Campeonato Aberto de Portugal Club de Golf do Estoril

PETER ALLISS

1956

Campeonato Aberto de Portugal Club de Golf do Estoril

ÁNGEL MIGUEL

1955

Campeonato Aberto de Portugal Club de Golf do Estoril

FLORY VAN DONCK

1954

Campeonato Aberto de Portugal Club de Golf do Estoril

ÁNGEL MIGUEL

1953

Campeonato Aberto de Portugal Club de Golf do Estoril

ERIC BROWN


PAR 4 342 Mtrs / 374 Yds Com o Fora de Limites à direita e uma linha de bunkers de fairway em posição central desenhados para capturar o drive longo, a pancada de saída ideal é jogar curto do bunker da esquerda visível de todos os tees. Abandonando o risco desnecessário, o jogador fica com um shot a direito para o green. With out of bounds running down the right and a line of centrally placed fairway bunkers designed to catch the long drive,the ideal tee shot is to play short of the left hand bunker visable from all tees. Taking away the unnecessary risk, the player is left with a fairly straight forward shot to the green.

PAR 4

2

373 Mtrs / 408 Yds Jogue à direita do bunker para um fairway generoso. O approach é feito para um dos greens mais difíceis de colocar a bola do percurso. A encosta à entrada do green trava qualquer pancada que seja curta, e um bunker escondido na parte de trás do green espera pelas bolas demasiado compridas. Em caso de dúvida, é preferível ficar curto do que comprido. Drive just to the right of the bunker onto a generous fairway. The approach is made to one of the most difficult greens to hit on the course. The upslope on the apron of the green stops any shot played just too short and a hidden bunker at the back of the green collects the slightly overhit. When undecided definitely a case of better short than long.

1


3

PAR 5 563 Mtrs / 616 Yds Está classificado como o buraco mais difícil do campo. Devido ao lago que está à esquerda, a tentação é para bater para direita. No entanto, o Fora de Limites à direita não só é mais perto do que se pensa, como o terreno tem uma ligeira inclinação nessa direcção. Uma pancada com um ligeiro fade irá pagar o derradeiro preço. É de grande importância uma pancada de saída direita. Cuidado com a série de bunkers desenhados para receber a segunda pancada. O bunker é maior do que se pensava, especialmente o lado direito do mesmo. Consequentemente, jogar entre a margem esquerda do bunker e o lago é o ideal.

C

M

Y

CM

MY

CY

CMY

Considered as the most difficult hole on the course. The temptation due to the lake running down the left is to hit the tee shot down the right. However, the out of bounds down the right is not only closer than thought,but the terrain slopes subtlety towards it. Any slightly faded tee shot from a right handed player will not pay the ultimate price. Thus a straight tee shot is of great importance. Be carefull of the row of bunkers designed to catch the second shot. The bunker is bigger than you might thought, especially down the right hand side of it. Consequently playing the line between the left hand edge of the bunker and the lake is ideal.

K


O PAR PERFEITO PARA CHEGAR AO TOPO A PT Empresas promove a lideranรงa e a competitividade sempre lado a lado consigo e com a sua empresa nos melhores torneios de Golf. Sempre com o par perfeito para garantir tecnologia, qualidade de serviรงo e claro, vontade de chegar ao topo. PT EMPRESAS PATROCINADOR DO TORNEIO

16 206 | Gestor | Lojas MEO | ptempresas.pt

UMA REDE DE POSSIBILIDADES


PAR 4 385 Mtrs / 421 Yds Com o lago novamente pela esquerda, é necessário um tee shot preciso. Para um jogador comprido, basta uma madeira 3 para colocar a bola antes dos bunkers de fairway. Uma aproximação com um ferro batido em fade retira a ameaça dos bunkers à direita e atrás do green. With the lake again down the left, a precise tee shot is required. For the longer hitter a 3 wood is enought to lay up short of the fairway bunkers. A faded iron to the green for the right handed takes away the threat of tough bunkers on the right and back of the green.

PAR 3

5

209 Mtrs / 229 Yds Uma pancada direita é exigida neste par 3 clássico, com grandes bunkers à esquerda e à direita do green. A straight tee shot is required on this classically built par 3 with large bunkers on the left and right.

4


6

PAR 4 391 Mtrs / 428 Yds Grande tentação para o jogador comprido em dar “o” grande drive. Esqueça. A única forma de jogar este buraco é ficar antes do bunker. Uma vez chegado a este ponto, o jogador percebe que o lago do lado esquerdo realmente entra em jogo, algo que não é visível do tee. A segunda pancada deve ser desenhada da direita para esquerda, de modo a retirar de jogo o bunker mais fundo do percurso. Very tempting to give it the big one for the long hitter. Forget it. The only way to play this hole is to lay up short the bunker. Upon arriving at this point; the player realises how much the lake on the left comes into play. A factor not visable from the tee. The second shot should ideally be shaped from right to left taking the deepest bunker on the course out of play.

PAR 5 517 Mtrs / 565 Yds JJogue este buraco tal como ele está desenhado. Uma pancada de saída da direita para a esquerda para junto dos bunkers, seguido por um segundo shot para o lado esquerdo do fairway deixa uma boa abertura para o green. Esteja atento ao comprimento do green e à posição da bandeira para não ser enganado. Play this hole as its shaped. A right to left tee shot to the cross bunkers followed by a second shot down the left side of the fairway opens up the green nicely. Be aware of how long the green is and also the pin position which can decieve you.

7


PAR 3

8

197 Mtrs / 215 Yds Uma série de bunkers encondidos do lado esquerdo do buraco vão penalizar os tee shots aventureiros mas um pouco curtos. Uma pancada da direita para a esquerda é novamente o ideal. Não tenha medo de jogar um taco a mais. A hidden row of bunkers all the way up the left side of the hole will catch the adventurous but slightly short tee shots. A right to left shaped shot is again ideal. The hole plays longer than it’s distance so don’t be afraid to play a higher club.

PAR 4

9

325 Mtrs / 355 Yds Qualquer pancada de saída para a direita é boa, deixando um pitch para o green. Any tee shot down the right is fine leaving a straight forward pitch to the green.

8


PAR 5 530 Mtrs / 580 Yds Depois de um shot de saída, razoavelmente direito, a linha ideal de jogo é pela direita da árvore, logo após o segundo bunker da esquerda. Uma segunda pancada bem batida nesta direcção retira, literalmente, todo o perigo deste buraco, na forma de uma série de bunkers situados à direita. After a fairly straight forward tee shot the ideal line is just to the right of the tree hanging over the top of the second bunker on the left. A well struck second shot in this direction takes literally all the danger out of the hole in the way of a range of bunkers situated down the right.

PAR 3

11

187 Mtrs / 205 Yds Requer uma pancada de saída sólida. Os bunkers à direita entram mais em jogo do que se pensa. À esquerda está um bunker fundo escondido. It requires a solid tee shot. The bunkers on the right cut back more than one thinks. Back left looms a hidden pot bunker.

10


12

PAR 4 351 Mtrs / 384 Yds Dependendo da distância atingida, este buraco pode ser atacado directamente por um jogador comprido uma vez que o vento dominante sopra por trás. A outra opção é visível do tee. Jogue um taco seguro para colocar a bola entre os bunkers. O shot seguinte será direito para um green largo. Depending on the players lenght this hole can be attacked directly for a long hitter as the prevailing wind is from behind. The other option is visable from the tee. Take a trusted club to get in play between the bunkers. The second shot is thereafter straight forward to a large green.

PAR 5* 508 Mtrs / 556 Yds Coloque a pancada de saída à esquerda neste excelente Par 5. Depois de um bom tee shot, o jogador deve arriscar, para colocar a segunda pancada depois da última fila de bunkers. A recompensa é um terceiro shot a subir para um green largo. O jogador comprido pode chegar ao green em duas pancadas. Mas cuidado. Qualquer pancada curta à direita irá descer a enorme encosta que limita o fairway. Keep the tee shot down the left on this excellent par 5. After a good tee shot the playershould gamble, when in range, to get the second over the last row of fairway bunkers. The reward is an upward 3rd shot to a large green. The long hitter can reach this hole for two. But beware. Anything drifting slightly right and short is gone down the large slope bordering the fairway.

13 *Para o Open de Portugal de 2019, o buraco 13 será um Par 4 de 443 Mts / 484 Yds, passando o Campo a ser Par 72. *For the 2019 Open de Portugal, hole 13 will be a Par 4 with 443 Mts / 484 Yds, and the golf course a Par 72.


O S

32

E

N

21

342 324

295 50

250 100

1

220

150

250

4

305 342

4 4


ARTIFICIAL INTELLIGENCE REAL BALL SPEED This is Callaway’s first Driver ever to be engineered using breakthrough Artificial Intelligence.

©2019 Callaway Golf Company. Callaway, the Chevron Device, Epic Flash and Flash Face Technology are trademarks and/or registered trademarks of Callaway Golf Company. All other trademarks are property of their respective owners.


PAR 4 347 Mtrs / 379 Yds Jogar este buraco segundo o seu layout é novamente a melhor opção. Colocar a bola quer entre os bunkers ou junto ao bunker da esquerda dá ao jogador a linha ideal para o green. Playing the hole as its visually seen is again the best option. Laying up either between the bunkers or the left hand bunker gives the player the ideal line into the green.

PAR 4

15

335 Mtrs / 366 Yds Tem duas opções para jogar este buraco. A pancada de saída deve ser colocada antes do segundo bunker à direita, deixando uma segunda pancada desafiante para um green estreito. A segunda pancada deve ser jogada ligeiramente sobre o bunker da direita uma vez que nesta zona existe mais área de green. O jogador mais comprido pode ir directamente para o green, dependendo do vento. Two options are presented here. The tee shot should be placed short of the top right handbunker leaving a challenging second to a narrow green. The second shot should be played slightly over the right hand bunker as there is more green and safety in this area as seen from down on the fairway. The longer player can go straight for it here, wind depending.

14


16

PAR 5 571 Mtrs / 624 Yds Os bunkers ocultos à direita fazem com que seja necessário jogar a pancada de saída para a esquerda do fairway. Uma segunda pancada colocada após a descida da encosta do fairway recompensa o jogador com uma das pancadas mais fáceis para o green em todo o percurso. Hidden bunkers down the right give necessity to tee off down the left hand side of the fairway. A second shot placed down the slope on the fairway rewards the player with one of the easiest third shots to the green on the course.

PAR 3 238 Mtrs / 260 Yds Se este buraco for jogado contra o vento dominante, esqueça as distâncias do cartão. Até para um profissional poderá ser um full drive. Aposte na esquerda do green como uma opção óbvia. If this hole is played into the privailing wind, throw the yardage book away. Even for a top professional it can be a full driver. Keep bailing out to the left as an obvious option.

17


FORNECEDOR OFICIAL DO 57ยบ OPEN DE PORTUGAL @ MORGADO GOLF RESORT NORGOLFE - DISTRIBUIDOR OFICIAL NIKE (GOLF) EM PORTUGAL WWW.NORGOLFE.COM


Anúncio Cotesi_Open de Portugal.pdf 1 13/08/2019 12:12:15

Anúncio Cotesi_Open de Portugal.pdf 1 13/08/2019 12:12:15

COTESI around the world COTESI

C

M

around the world

Y C CM M MY Y CY CM CMY MY K CY

CMY

K

Av. do Mosteiro, 486 4415-493 Grijó Portugal Av.(+351) do Mosteiro, T. 227 476486 500 4415-493 Grijó E. geral@cotesi.com Portugal T. (+351) 227 476 500 E. geral@cotesi.com

BUSINESS AREAS CROP PACKAGING

MARINE & FISHING

INDUSTRY CROP PACKAGING

YACHTING & LEISURE MARINE & FISHING

INDUSTRY

YACHTING & LEISURE

BUSINESS AREAS


PAR 4 415 Mtrs / 454 Yds Duas boas pancadas são necessárias para chegar ao green neste soberbo buraco final. Uma pancada em draw sobrevoando o primeiro bunker da direita é o ideal. Novamente, a bola vai ter tendência a “travar” se houver vento, por isso bata a segunda pancada com um taco suficiente. Para além de um bunker solitário após o green, toda a dificuldade está situada antes da bandeira. Logo, um shot ao green comprido é melhor do que ficar curto. Two fine shots are required to reach this superb finishing hole. A low hard draw starting over the front right bunker for the right hander is ideal. Again the ball will have a tendency to “hang” if there is any wind so, again, take plenty of club for the second. Apart from a solitary bunker top right, all the difficulty is situated before the flag. Thus long is better than short.

18


PROGRAMA DA SEMANA SCHEDULE OF EVENTS

2019

11 SET./SEP.

QUARTA-FEIRA / WEDNESDAY

06:00 – 20:45

Abertura Players Lounge / Players’ Lounge open

06:00 – 20:45

Abertura Clubhouse / Clubhouse open

06:30

Abertura check-in Pro–Am (Zona VIP) Pro–Am Registration (VIP Hospitality area)

06:30 – 20:00

Abertura campo de treino / Practice range open

07:11

Nascer do Sol / Sunrise

07:30 – 09:20

Saídas Pro-Am manhã (Tees 1 & 10) / Morning Pro–Am times

11:00 – 17:30

Almoço Pro–Am (Zona VIP) / Pro-Am Lunch (VIP Hospitality area)

12:10 – 14:00

Saídas Pro–Am tarde (Tees 1 & 10) / Afternoon Pro–Am times

19:45 approx.

Cocktail de Entrega de Prémios Pro-Am (terraço Zona VIP) Pro-Am prize giving cocktail (VIP Hospitality terrace)

19:49

Pôr-do-Sol / Sunset

12 SET./SEP.

QUINTA-FEIRA / THURSDAY

06:00 – 20:45

Abertura Players Lounge / Players’ Lounge open

06:00 – 20:45

Abertura Clubhouse / Clubhouse open

06:30 – 20:00

Abertura campo de treino / Practice range open

07:00 – 19:00

Abertura Público / Gates Open

07:12

Nascer do Sol / Sunrise

07:30 – 09:30

1.ª Volta, Manhã (Tees 1 & 10) / 1st Round, Morning (Tees 1 & 10)

11:00 – 18:00

Abertura Zona VIP / Hospitality open

12:00 – 16:00

Almoço Zona VIP / Hospitality Lunch

12:30 – 14:30

1.ª Volta, Tarde (Tees 1 e 10) / 1st Round, Afternoon (Tees 1 & 10)

19:30

Final da primeira volta / 1st Round expected finishing time

19:48

Pôr-do-Sol / Sunset


13 SET./SEP.

SEXTA-FEIRA / FRIDAY

06:00 – 20:45

Abertura Players Lounge / Players’ Lounge open

06:00 – 20:45

Abertura Clubhouse / Clubhouse open

06:30 – 20:00

Abertura campo de treino / Practice range open

07:00 – 19:00

Abertura Público / Gates Open

07:13

Nascer do Sol / Sunrise

07:30 – 09:30

2.ª Volta, Manhã (Tees 1 e 10) / 2nd Round, Morning (Tees 1 & 10)

11:00 – 18:00

Abertura Zona VIP / Hospitality open

12:00 – 16:00

Almoço Zona VIP / Hospitality Lunch

12:30 – 14:30

2.ª Volta, Tarde (Tees 1 e 10) / 2nd Round, Afternoon (Tees 1 & 10)

19:30

Final da segunda volta / 2nd Round expected finishing time

19:46

Pôr-do-Sol / Sunset

14 SET./SEP.

SÁBADO / SATURDAY

06:00 – 20:45

Abertura Players Lounge / Players’ Lounge open

06:00 – 20:45

Abertura Clubhouse / Clubhouse open

06:30 – 20:00

Abertura campo de treino / Practice range open

07:00 – 18:00

Abertura Público / Gates Open

07:14

Nascer do Sol / Sunrise

TBC

3.ª Volta, Tee 1 / 3rd Round, Tee 1 start (hora sujeita a confirmação / time subject to confirmation)

11:00 – 18:00

Abertura Zona VIP / Hospitality open

12:00 – 16:00

Almoço Zona VIP / Hospitality Lunch

17:00

Final da terceira volta / 3rd Round expected finishing time

19:44

Pôr-do-Sol / Sunset

15 SET./SEP.

DOMINGO / SUNDAY

06:00 – 20:45

Abertura Players Lounge / Players’ Lounge open

06:00 – 20:45

Abertura Clubhouse / Clubhouse open

06:30 – 12:00

Abertura campo de treino / Practice range open

07:00 – 18:00

Abertura Público / Gates Open

07:15

Nascer do Sol / Sunrise

TBC

Última Volta, Tee 1 / Final Round, Tee 1 start (hora sujeita a confirmação / time subject to confirmation)

11:00 – 18:00

Abertura Zona VIP / Hospitality open

12:00 – 16:00

Almoço Zona VIP / Hospitality Lunch

17:00

Final da última volta / Final Round expected finishing time

17:30 approx.

Entrega de Prémios (green buraco 18) / Prize Giving (18th Green)

19:43

Pôr-do-Sol / Sunset

Por favor notar que os horários estão sujeitos a alterações / Please note that all timings may be subject to change


MC

1

2

PL PRACTICE RANGE

9

8 3

V

7

5

10

6 4

18

17

2

1

CH TEE 1

PL

3

V

CHIPPING GREEN

GREEN 9

GREEN 18

PUTTING GREEN

TEE 10

PRACTICE RANGE


POSTO MÉDICO FIRTS AID RECEPÇÃO DO HOTEL HOTEL RECEPTION ESTACIONAMENTO 1 (VIP) CAR PARKING 1 ZONA DE RESTAURAÇÃO PUBLIC CATERING PROSHOP & MERCHANDISING WC PÚBLICO PUBLIC TOILETS BUGGIES ÁLAMOS GOLF COURSE QUADRO DE RESULTADOS LEADERBOARD REGISTO DE RESULTADOS E ENTREVISTAS RECORDING, STATS AND INTERVIEW AREA

11

12

1

ESCRITÓRIO DO EUROPEN TOUR EUROPEAN TOUR OFFICE

2

ORGANIZAÇÃO DO TORNEIO CHAMPIONSHIP OFFICE

3

ESPAÇO DESCANÇO CADDIES CADDIES LOUNGE

V

ZONA VIP HOSPITALITY

16

13

MC GABINETE DE IMPRENSA MEDIA CENTER

15

14

PL SALA DE JOGADORES PLAYERS LOUNGE CH CLUBHOUSE


Profile for OPEN DE PORTUGAL at Morgado Golf Resort

57º Open de Portugal  

O 57º Open de Portugal decorrerá entre 12 e 15 de setembro de 2019 no Morgado Golf Resort.

57º Open de Portugal  

O 57º Open de Portugal decorrerá entre 12 e 15 de setembro de 2019 no Morgado Golf Resort.

Advertisement