Issuu on Google+

PROGRAMA DE AÇÃO AMADORA

mais

Carlos Silva


Estas eleições são um momento de mudança da liderança municipal mas acima de tudo têm de ser o momento da mudança de políticas. Desde 1979, momento da passagem da Amadora a Município, que a nossa cidade tem

sido

casuística,

governada sem

um

de

uma projeto

forma de

desenvolvimento claro e eficaz. A Amadora, fruto de políticas erradas e sem visão, não se conseguiu impor como um território de excelência no contexto de uma área metropolitana cada vez mais moderna e competitiva. Passados mais de 30 anos de poder local no nosso município, o mínimo que podemos afirmar é que a Amadora é uma cidade adiada, uma cidade que não soube reter os nossos melhores jovens, uma cidade que não soube criar as condições para que a qualidade de vida tenha os padrões mínimos de uma grande urbe nacional e europeia, uma cidade em que os seus habitantes têm medo de sair à noite porque não se sentem seguros na sua própria rua e no seu próprio bairro. A Amadora que temos não é a Amadora que queremos! A Coligação Amadora Mais desenhou um programa de ação para que a mudança que a Amadora necessita seja uma realidade. Com a colaboração e o empenho de inúmeros amadorenses o programa de ação que apresentamos é o único capaz de dar uma vida nova, uma vida com segurança, uma vida com mais solidariedade, em suma, uma vida com mais sustentabilidade a todos aqueles que aqui vivem e trabalham. 2


Dividimos o programa de ação em quatro grandes áreas: Segurança, Emprego, Família e Sustentabilidade. Estas irão ser as nossas prioridades para o próximo mandato autárquico. Apresentamos um programa de ação muito conciso e focado, apostando nos temas que verdadeiramente preocupam os amadorenses. Acreditamos que as nossas ideias e propostas são a solução que mais se adequa às esperanças e anseios de todos aqueles que vivem e trabalham na nossa cidade. Conte connosco para Mudar a Amadora. Carlos Silva

3


Introdução A Coligação Amadora Mais tem como principal objetivo a aposta num programa de ação, que possibilite e potencie um desenvolvimento efetivo da qualidade de vida dos amadorenses e das suas famílias, investindo, ao mesmo tempo, numa coesão social dentro de um concelho pluricultural, onde os equilíbrios sociais, culturais e económicos têm sido esquecidos, arrastando tanto o Município, como as pessoas que aqui vivem, para uma realidade que importa melhorar e qualificar. Urge o tempo para uma mudança na Amadora! Urge o tempo para traçar um novo rumo! Candidatamo-nos porque acreditamos que iremos conduzir a nossa cidade a um rumo de prosperidade e de competitividade que os nossos municípios vizinhos da Área Metropolitana de Lisboa têm conseguido chamar até si. Infelizmente, quem tem governado a Amadora tem-se mostrado incapaz de acompanhar esta vaga, relegando o Concelho e os amadorenses para um segundo plano ao nível metropolitano e nacional. A Coligação Amadora Mais não se conforma com esta realidade. A Amadora representa, neste momento, a definição perfeita de “Concelho adiado”. Por isso, a Coligação Amadora Mais defende a importância da mudança de lideranças e de políticas. É imperioso que a nova liderança municipal seja capaz de melhorar os índices de qualidade de vida de todos aqueles que aqui vivem e trabalham. Recusamo-nos a baixar os braços enquanto o emprego, a saúde, a segurança e o ambiente não forem realidades conseguidas na nossa cidade.

4


Dentro da Coligação Amadora Mais acreditamos também de forma inequívoca na participação cívica e ativa da população na definição das políticas da Câmara Municipal da Amadora. É de relevância extrema uma população mais participativa, com opinião e que esteja presente nas decisões que ditam o futuro do Município e de todos nós, amadorenses. Consideramos, por isso, premente uma inovação no modelo de governança municipal, alicerçada num novo paradigma de transparência de toda a gestão autárquica, numa proximidade mais ativa com as populações, num maior incentivo ao seu contributo e participação e, por último mas não menos importante, uma gestão responsável e focada única e exclusivamente nas pessoas e no incremento da sua qualidade de vida. Acreditamos firmemente que as quatro grandes prioridades deste programa de ação: Segurança, Emprego, Família e Sustentabilidade são a chave para uma verdadeira Mudança na Amadora. A Mudança para a cidade onde sempre sonhámos viver. Esta decisão está nas suas mãos.

5


Amadora mais Segurança Os recentes acontecimentos junto de uma escola secundária do nosso município vieram relançar a discussão da necessidade de um novo impulso das políticas de segurança locais. A alta densidade populacional, a falta de enquadramento urbanístico, a existência de graves situações de “guetização” e de exclusão social são fatores capazes de fazer perigar os índices de coesão social que são o cimento e a alma de uma comunidade. O acentuar do sentimento de insegurança na Amadora tem como consequência a criação de um ambiente de alarme social que corrói os próprios fundamentos da vida em sociedade do nosso território. A Amadora só pode almejar a melhorar os índices de desenvolvimento económico e de criação de empregos num ambiente seguro e previsível. Neste sentido, as questões da segurança ganham uma nova atualidade e pertinência. Neste contexto, julgamos da maior importância a concretização de uma política de videovigilância na Amadora. Como podemos observar noutros países europeus, a videovigilância tem-se revelado um importante instrumento, não só de apoio às forças policiais, mas também de redução do sentimento de insegurança. A videovigilância, como instrumento de prevenção e como meio auxiliar em sede de investigação criminal deve ser potenciado e utilizado de forma efetiva. As forças policiais devem ser dotadas dos meios e equipamentos necessários para que esta política seja uma realidade.

6


Esta aposta na videovigilância deve ser acompanhada pela existência de um conjunto de medidas e propostas que devem refletir um esforço dos poderes públicos locais na existência de uma vida segura em comunidade. A Coligação Amadora Mais apresenta neste documento um conjunto de propostas para a área da Segurança que devem ser entendidas como um verdadeiro programa de ação, colocando a defesa das pessoas e da sua propriedade no centro da política municipal.

PROPOSTAS: •

Videovigilância: A introdução imediata da videovigilância na nossa cidade é uma medida estrutural para reduzir o sentimento de insegurança que cada vez é mais elevado. Esta medida tem a particularidade de atuar do lado da prevenção (elemento de dissuasão de comportamentos criminosos) e do lado da identificação dos elementos criminosos, sendo um importante instrumento ao serviço das forças policiais.

Guardas Noturnos em todas as freguesias: Os guardas noturnos podem desempenhar um importante papel na segurança dos bairros da nossa cidade. É essencial que a Câmara Municipal seja um agente que facilite o trabalho destas pessoas que garantem a nossa segurança noturna, e não, como tem sido até ao presente, um mero agente burocrático que dificulta a sua atividade. A Amadora precisa de mais guardas noturnos, sendo que é nosso compromisso a criação de condições, junto das juntas de freguesia, dos agentes económicos locais e das associações de moradores, a criação de condições para que existam guardas-noturnos em todas as freguesias da Amadora.

7


Programa “Comércio Seguro”: A existência de um comércio local e de proximidade é de suma importância para a qualidade de vida dos amadorenses. O fecho de muitas lojas em todas as freguesias da Amadora, o assalto e vandalização de outras tantas, têm colocado em perigo o sustento de muitos amadorenses, reforçado o sentimento de impunidade dos criminosos e isolado cada vez mais milhares de Amadorenses. Iremos criar um programa específico de segurança para os nossos comerciantes. Este programa irá passar por uma colaboração com a PSP, Juntas de Freguesia e Associações de Comerciantes. Não existe vida económica sem Segurança e Tranquilidade para os Comerciantes e para os seus Clientes.

Melhoria e alargamento da Iluminação pública: A iluminação pública é um dos fatores mais visíveis do acompanhamento de uma autarquia relativamente à segurança dos seus munícipes. Embora reconhecendo o esforço que foi sendo feito ao longo dos anos, verificamos que a rede de iluminação pública existente não cobre o município e que existem muitos postes de iluminação que deixando de funcionar corretamente não são reparados ou substituídos com celeridade, criando-se assim “zonas negras” em que a criminalidade pode grassar. Comprometemo-nos a completar a rede de iluminação pública municipal e a substituir todos os postes que estejam avariados ou vandalizados, contribuindo assim para o aumento do sentimento de Segurança das populações, para o aumento da eficiência do policiamento de proximidade e para a dissuasão de comportamentos criminosos.

Apoio direto às forças de segurança: As dificuldades orçamentais que as forças de segurança atravessam colocam constrangimentos à eficiência do policiamento de proximidade que defendemos. A Câmara Municipal da Amadora deve ter um papel no apoio e auxílio a quem, 8


diariamente, nos protege e às nossas famílias. Neste sentido, o Município da Amadora poderá ajudar a PSP de duas formas: Através da aquisição pontual de viaturas quando se verificar essa necessidade e a contribuição para a manutenção do parque de viaturas da PSP, através da disponibilização dos serviços de mecânica da Câmara Municipal da Amadora. •

Construção da Divisão da PSP: Uma das grandes bandeiras dos partidos que compõem a Coligação Amadora mais, PSD e CDS-PP, foi a atribuição de um comando policial à área do município da Amadora, terminando assim a nossa subalternização a outros territórios. Esta medida, de suma importância para a melhoria da eficácia e das respostas das forças policiais na Amadora, já foi conseguida. Agora importa dar condições para que a recém-criada Divisão da Amadora da PSP tenha as condições de trabalho que lhes permita melhorar o policiamento. A construção da Divisão da Amadora da PSP, em Vila Chã, é uma promessa antiga que tarda em ser realidade. Comprometemo-nos a diligenciar junto da PSP para que esta construção se inicie o mais depressa possível.

Reforço dos meios da Polícia Municipal: A Polícia Municipal deve ter todos os meios humanos e logísticos para o desempenho das suas funções, de acordo com o que está previsto no seu enquadramento jurídico. Desta forma iremos reforçar os meios técnicos e logísticos para que os agentes cumpram a sua missão.

Reforço do policiamento de proximidade: Colaborar com as forças de segurança para que existam todos os meios humanos e físicos para que seja reforçado o policiamento de proximidade

9


Conselho Municipal de Segurança: Conferir uma nova importância ao Conselho Municipal de Segurança, como o principal fórum de debate e discussão de todas as questões relacionadas com a segurança dos amadorenses.

Reforço do apoio aos Bombeiros Voluntários da Amadora e à Cruz Vermelha – Delegação da Amadora: Tanto os Bombeiros Voluntários da Amadora, como a Delegação da Amadora da Cruz Vermelha são instituições que mostram o que de melhor a Amadora tem a oferecer: Um imenso espírito solidário aliado a um grande profissionalismo. Julgamos que quem tem governado a Amadora não tem prestado a devida atenção às necessidades destas instituições centrais na nossa vivência coletiva. Iremos, em diálogo com as respetivas direções, efetuar um levantamento de necessidades para aferir da possibilidade de um maior envolvimento da autarquia no suprimir de eventuais lacunas existentes, quer estas existam ao nível dos equipamentos, telecomunicações ou formação especializada.

10


Amadora mais Família A estrutura base da sociedade em que vivemos é, sem dúvida, a família. Como tal, torna-se fundamental para a Coligação Amadora Mais fazer da família o centro da sua ação politica. Apostamos assim, em primeiro lugar na mudança de paradigma que persegue a nossa Cidade: A ideia da Amadora enquanto cidade dormitório tem necessariamente de acabar! É pois fundamental que este projeto de mudança se operacionalize de duas formas: a) Na aplicação de políticas de cariz social que tenham na sua base a família b) Na chamada da família para o centro da vida do Município da Amadora através de políticas que melhorem a qualidade de vida no Município que se quer com vida própria. Teremos propostas que orgulharão todos os amadorenses, aproveitando o que de melhor a Amadora tem. A prioridade da nossa ação política será sempre o apoio às populações seniores e o apoio aos mais jovens. Este é o nosso projeto e temos a certeza de que fará da Amadora uma cidade de todos e para todos. Uma Amadora melhor, uma Amadora mais.

PROPOSTAS: •

Livros escolares gratuitos para o ensino básico: Uma das medidas mais estruturantes do nosso programa de ação para a família é a 11


gratuitidade dos manuais escolares para as crianças que frequentem o ensino básico, gerando assim um efeito de poupança e de aumento da liquidez dos agregados familiares. Uma cidade como a Amadora só pode ter futuro com uma verdadeira aposta na Educação. •

IMI à taxa mínima: Para tornar a Amadora uma cidade mais justa e coesa, a Câmara Municipal tem de dar o exemplo de apoio a quem quis residir na nossa cidade. É imperioso que a taxa de IMI seja reduzida para o valor mínimo permitido por lei. Esta medida tem como objetivo principal ajudar as famílias amadorenses e reforçar a coesão social municipal. Este alívio fiscal tem também como objetivo tornar a Amadora mais competitiva, atraindo assim mais famílias para a nossa cidade, rejuvenescendo o nosso tecido social e dando mais vida à Amadora.

Programa de reaproveitamento de refeições: Neste momento mais difícil da nossa vida social, importa que sejam feitos todos os esforços para ajudar aqueles que estão numa situação mais vulnerável. Assim, lançaremos um programa de reaproveitamento de refeições, em colaboração com a restauração local, de modo a suprir as necessidades de alimentação de muitos amadorenses, a exemplo do que já existe noutros municípios.

Cantinas sociais: No seguimento da proposta de reaproveitamento de refeições, e com o enquadramento do novo enfoque dado à construção destes equipamentos pelo Ministério do setor, iremos criar parcerias com o movimento associativo local, para a existência de cantinas sociais.

Programa “Cheque – Creche”: Uma cidade amiga das famílias deve apostar na criação de condições para que os jovens casais possam ter filhos. A insuficiência da rede de creches municipais e a existência de 12


uma rede particular de creches faz com que se onere em demasia o orçamento de muitas famílias. Este programa visa garantir às famílias de menos recursos uma ajuda suplementar, tornando possível que os seus filhos possam frequentar as creches da rede particular e cooperativa. Este programa será operacionalizado através da atribuição de um “cheque-creche” às famílias de menores recursos e será uma importante medida de apoio à Família e à natalidade na nossa cidade.

Diminuição da tarifa da água: Os amadorenses pagam uma das águas mais caras do país. Os SMAS Oeiras / Amadora, entidade responsável, são uma instituição que gera receitas e dividendos anuais na ordem dos milhões de euros. Neste contexto de crise generalizada é preferível que as receitas desçam, mas que seja defendido o rendimento das famílias amadorenses.

Triplicar o Apoio Domiciliário: Numa cidade cada vez mais envelhecida e com os jovens a abandonar a Amadora, é essencial que os cidadãos séniores tenham um acompanhamento mais próximo e mais qualificado.

Num

contexto

de

isolamento

crescente

de

muitos

amadorenses é uma responsabilidade da autarquia o reforço do apoio domiciliário existente, em parceria com as IPSS locais.

Comparticipação de medicamentos para idosos de baixos recursos: O atual momento de emergência nacional tem como efeito a existência de uma pressão económica suplementar sobre as pessoas em situação de vulnerabilidade e isolamento. Esta medida foi pensada para aliviar a despesa destas pessoas relativamente a um dos fatores mais importantes da qualidade de vida: a Saúde. Esta medida irá ser implementada através da realização de protocolos com as farmácias locais e a identificação de quem irá poder usufruir deste programa será 13


feita através da análise dos respetivos rendimentos, carência económica e enquadramento familiar. •

Construção do Centro de Saúde da Reboleira: As atuais instalações do Centro de Saúde da Reboleira, sem as condições mínimas para pessoas de mobilidade reduzida, não garantem as condições nem para os profissionais de saúde desenvolverem com eficácia o seu trabalho nem para os utentes que agonizam diariamente com a falta de condições. A construção de um novo centro de saúde é um imperativo para a melhoria da Saúde na Amadora.

AmaSimplex – Simplificação administrativa: Iremos lançar um programa de modernização administrativa dos serviços municipais centrado nas necessidades dos amadorenses, diminuindo assim o tempo de espera e tornando mais eficientes os serviços, tendo por base uma filosofia de serviço célere ao cidadão.

Sala de estudo aberta com horários alargados: Os jovens da Amadora não têm as condições mínimas para desenvolverem os seus trabalhos escolares e académicos com qualidade, tendo de se dirigirem para instalações de estudo fora do município. Iremos criar uma estrutura com as condições de trabalho adequadas, dotada de meios técnicos e informáticos, que responda às necessidades dos jovens da Amadora, colmatando assim uma lacuna histórica na nossa cidade.

Realojamento disperso: Um dos grandes erros históricos da Amadora foi a existência de realojamentos mal planeados. Os bairros de realojamento tornaram-se rapidamente em substitutos dos bairros de barracas, replicando problemas de coesão social, higiene urbana e criminalidade. Iremos proceder à erradicação dos bairros de barracas ainda existentes no Município, mas os realojamentos serão efetuados de

14


forma dispersa, tendo em vista minorar o impacto social, melhorando assim a sua integração no tecido social. •

Criar plataforma online para os cidadãos publicarem situações dos seus bairros e ruas que carecem de intervenção e melhoria: A Amadora deve contar com a participação ativa de todos os seus habitantes. Para concretizarmos de uma forma mais eficaz este objetivo devemos aproveitar as potencialidades das novas tecnologias para aproximar o governo local dos munícipes. Neste sentido, iremos criar uma plataforma online para os munícipes identificarem e sinalizarem problemas na sua rua e no seu bairro, bem como fazerem propostas de intervenção. Com a participação de todos poderemos fazer uma Amadora melhor.

Amadora digital – rede de wi-fi que cubra todo o município: Lançaremos o programa Amadora digital, em que apostaremos na cobertura gradual de todo o município por uma rede de wi-fi. Este programa será concertado com as principais operadoras nacionais. Desejamos que o nosso município seja um marco na utilização de novas tecnologias ao serviço dos cidadãos.

Julgados de Paz na Amadora: Colocar em funcionamento os julgados de paz na Amadora. Num concelho com as caraterísticas da Amadora, é indispensável a sua introdução, como um meio privilegiado de aproximação da justiça aos cidadãos e como forma de resolução célere de questões relacionadas com condomínios, pequenas obras, acidentes de viação, etc.

Construção de uma Unidade de Cuidados de Saúde Continuados na Mina de Água: A construção desta Unidade de Saúde é uma aposta fundamental na promoção dos indicadores de saúde na Amadora, vindo suprimir uma lacuna existente na área norte do município. 15


Museu Interativo da BD: Urge potenciar uma das principais marcas distintivas da Amadora: A banda desenhada. O cruzamento desta marca com as novas tecnologias irá ser corporizado na criação deste museu interativo.

Reabilitação Urbana: Incrementar as zonas prioritárias do concelho para a existência de facilidades fiscais no âmbito da promoção da reabilitação urbana. Pretendemos com esta medida tornar a Amadora uma cidade mais moderna e funcional. A autarquia tem de estar na linha da frente destes programas e deve promover os instrumentos e políticas fiscais necessárias para facilitar as operações de reabilitação urbana.

Programa “Mais Vida”: Criação de um vasto programa municipal de apoio aos nossos cidadãos mais seniores, com atividades lúdicas, culturais, desportivas e de promoção da saúde. Apostamos numa Amadora mais solidária, onde aqueles que já tanto contribuíram para todos nós devem ter uma atenção muito especial por parte da autarquia.

Preservação e valorização do património histórico: A Amadora tem de começar a valorizar o património histórico que detém, dando a conhecer a sua riqueza e integrando-o nos principais circuitos turísticos ao nível da região de Lisboa. Esta valorização tem de ser precedida de iniciativas que promovam a preservação do património já existente.

Desburocratização

do

Programa

de

Apoio

ao

Movimento

Associativo (PAMA): A atual configuração do PAMA apresenta-se configurada de uma forma muito burocrática, rígida e pouco “amiga” das associações. Iremos aproveitar as novas tecnologias para tornar o processo administrativo mais fácil e mais interativo. 16


PAMA Juventude: A especificidade das questões relacionadas com a Juventude e o afastamento da autarquia desta área tão importante para a nossa afirmação como comunidade têm como consequência a necessidade da criação de um PAMA específico para o movimento associativo juvenil da Amadora.

Criação do Conselho Municipal de Juventude: A inexistência de um fórum municipal de debate e discussão das questões relacionadas com a Juventude tem levado à inexistência de uma verdadeira política de juventude municipal e ao afastamento e definhamento do movimento associativo juvenil. Esta proposta irá reforçar a participação dos mais jovens na vida municipal.

17


Amadora mais Emprego 34 anos depois da sua elevação a município, a Amadora é ainda uma cidade analógica num mundo digital. Propomos uma visão de esperança e ambição, uma visão de exigência e de sensibilidade social, em suma uma visão de e com Futuro. A criação de uma Estratégia Amadora 2020 deve ser a âncora de uma nova realidade em que todos devem ser chamados a participar. Quando 20% do crescimento de países como a Alemanha, a Suécia e o Reino Unido já se baseiam na economia digital, não podemos baixar os braços. Temos a obrigação de gizar um conjunto de políticas e de instrumentos capazes de permitir a criação de empregos locais – nomeadamente nas áreas ligadas à economia digital, em particular num momento em que o desemprego municipal atinge já cerca de 13 mil amadorenses. Neste contexto importa criar as condições para que possamos atrair investimento e empresas que tragam valor acrescentado e criação de emprego na nossa cidade. Este é apenas um exemplo daquilo que deve ser uma política local virada para a criação de emprego, para a diminuição das assimetrias sociais e para a melhoria da qualidade de vida. Estamos convictos que esta visão é o caminho certo para um município que está localizado no coração de uma área metropolitana que se pretende afirmar como um verdadeiro player no contexto da competição territorial nacional e europeia. 18


PROPOSTAS: •

Derrama 0%: Esta proposta é estratégica para o plano de atração de empresas e investimento para a nossa cidade. Comprometemo-nos, durante um mandato, a aplicar uma taxa 0% à derrama sobre os lucros das empresas, independentemente da sua dimensão e volume de negócios. A Amadora necessita com urgência de apresentar vantagens competitivas que lhe permitam distinguir-se dos outros municípios e merecer assim a atenção das empresas que criam riqueza e postos de trabalho.

Agência de Investimento: A Amadora, tal como outros municípios já têm, necessita de um plano integrado de atração de investimento e de empresas. A criação de uma agência de investimento municipal é uma ferramenta essencial para que a abordagem às empresas seja feita de uma forma sustentada e profissional, garantindo assim uma mais-valia permanente para o município.

Criação de um Centro de Inovação e Empreendedorismo da Amadora: Uma cidade como a Amadora tem de aproveitar o que de melhor tem: a força, o espírito e a capacidade de trabalho dos seus jovens. É missão de uma autarquia o potenciar das suas qualidades e esta proposta tem como objetivo a melhoria das competências empreendedoras da nossa Juventude, fornecendo as ferramentas essenciais

para

o

florescimento

de

uma

verdadeira

cultura

empreendedora na Amadora. •

Criação da Rede Municipal de Empresas: O mundo em que vivemos funciona cada vez mais em rede. Esta proposta tem como objetivo terminar com o atual paradigma empresarial da Amadora, em que as 19


empresas estão de costas voltadas umas para as outras. Esta rede irá permitir a criação de sinergias dentro do universo empresarial local e a criação de parcerias que tragam valor acrescentado e riqueza para o nosso concelho. •

Desenvolvimento e Promoção da Cidade da Formação na Venda Nova: A zona das fábricas da Venda Nova tem diversos centros de formação aí localizados, mas infelizmente não se tem sabido promover e potenciar este recurso importantíssimo da nossa cidade. A aposta na qualificação dos amadorenses é para a Coligação Amadora Mais uma prioridade.

Tarifa reduzida de água e saneamento para empresas: Para potenciar a atividade económica da Amadora e atrair novas e melhores empresas, o município tem de apostar numa estratégia diferenciadora e promotora de vantagens competitivas. A redução da tarifa de água e saneamento é uma medida prioritária pois irá permitir uma diminuição dos custos de funcionamento das empresas localizadas na nossa cidade.

Portal de Apoio ao Investidor / Empresário: É inconcebível que um município no coração da área metropolitana de Lisboa não disponha de um portal de apoio ao investidor, que faculte as informações necessárias a quem deseje investir e criar emprego na Amadora. Iremos criar este portal como parte da nossa estratégia de captação de investimento e criação de emprego.

Programa de Revitalização do Comércio Local: Este programa está inserido na nossa estratégia de modernização do tecido económico da nossa cidade. O comércio local da Amadora necessita de um programa específico de modernização, para que as pequenas lojas de bairro sejam competitivas e continuem a servir todos os amadorenses.

20


Pólo de desenvolvimento tecnológico e empresarial em áreas científicas de ponta: No âmbito da requalificação dos bairros da Amadora e posterior realojamento, iremos valorizar o território que hoje corresponde ao bairro de Santa Filomena. Estes terrenos devem ser utilizados para a criação de um polo de desenvolvimento assente na utilização de novas tecnologias, em colaboração com instituições de ensino superior e empresas. Este polo seria o coração de uma nova centralidade para a Amadora, criando postos de trabalho qualificados, reabilitando uma zona importante do nosso concelho e criando valor para o município.

Universidade das Forças Armadas: A Coligação Amadora Mais irá promover as diligências necessárias para que a Amadora seja a cidade escolhida para a instalação da Universidade das Forças Armadas, valorizando assim a histórica ligação da nossa cidade às forças armadas e valorizando um espaço importante no coração do município.

Espaços para micro e pequenas empresas: Em colaboração com as juntas de freguesia iremos criar um espaço em cada freguesia adequado às necessidades de trabalho das micro e pequenas empresas. Estes espaços seriam equipados com internet e com todos os equipamentos necessários para que se possam dar condições de trabalho aos empresários e profissionais liberais da nossa cidade.

Polo de indústrias criativas: Iremos apostar na inovação e na capacidade de criação de valor dos amadorenses. Iremos criar um polo de indústrias criativas como forma de atrair talento para a Amadora e diferenciar a nossa cidade no panorama cultural da região.

21


Amadora mais Sustentável

Com uma área metropolitana de Lisboa, na qual a Amadora se insere, cada vez mais desenvolvida e competitiva é de reconhecer que a Amadora não soube acompanhar devidamente o desenvolvimento de Concelhos vizinhos. Importa recuperar o tempo perdido! Assim, o nosso programa de ação politica terá como apostas a qualidade ambiental, a eficiência energética e a melhoria da mobilidade interurbana. Verificamos que estes são três aspetos onde a Amadora se encontra há muito tempo estagnada e sem perspetivas de que algo de diferente possa vir a acontecer. Iremos apostar fortemente na limpeza urbana, tendo esta de voltar a ser uma prioridade no nosso Município. Os munícipes da Amadora merecem um Cidade Limpa e amiga do Ambiente! Será pois a aposta nestes sectores que farão da Amadora uma Cidade virada para o futuro. Só com estas apostas estratégicas é que faremos com que a nossa cidade se possa distinguir no panorama metropolitano e nacional, tornando-a numa Cidade mais moderna e mais competitiva. A aposta na Coligação Amadora Mais é uma aposta na modernidade e na qualidade de vida. Amadora, uma cidade de todos e para todos.

22


PROPOSTAS: •

Programa Municipal de Eficiência Energética: Cada vez mais, as despesas com energia correspondem a uma fatia maior do orçamento tanto de empresas como dos cidadãos. Este programa passará pela existência de uma campanha de sensibilização, pela introdução de uma auditoria energética a todos os imóveis municipais e pela colaboração com empresas do setor para a implementação de técnicas e equipamentos que permitam efetuar poupanças ao orçamento municipal e proteger o ambiente.

Plantação de 5000 árvores: Iremos implementar um plano de arborização municipal, com o objetivo expresso de se plantarem 5000 árvores, criando novas zonas de lazer, ruas mais bonitas e agradáveis e melhorando assim a qualidade ambiental da nossa cidade.

Criação de zonas de parqueamento para bicicletas em todos os parques e jardins municipais, escolas e estações metro e comboio: Iremos criar as condições para que a utilização da bicicleta seja uma realidade no nosso concelho. Esta medida é amiga do ambiente e favorece uma utilização mais racional dos veículos automóveis e promove a saúde dos amadorenses.

Criação de 1000 novos lugares de estacionamento: A Amadora necessita urgentemente de mais lugares de estacionamento. Esta medida é urgente porque vem aumentar as condições aos amadorenses para estacionarem a sua viatura, diminuindo assim os constrangimentos decorrentes do estacionamento indisciplinado que importuna os peões da Amadora. 23


Melhoria da limpeza urbana: “Tolerância 0” ao lixo e à falta de limpeza

das

nossas

ruas.

Implementaremos

um

programa

de

modernização dos equipamentos de recolha de lixo e uma colaboração permanente com as juntas de freguesia para a elaboração de um novo sistema de limpeza mais eficiente.

Modernização do Canil/Gatil Municipal (CROAMA): Devemos criar todas as condições técnicas para que o canil/gatil municipal trate de uma forma humana e adequada os animais aí existentes e promoveremos o aumento da sua capacidade de recolha e alojamento.

Promoção de campanhas de sensibilização contra os maus tratos a animais: No âmbito do seu funcionamento devem existir campanhas de sensibilização para a problemática do abandono de animais nos períodos de férias e deve ser promovido, em colaboração com as associações do setor, campanhas de adoção.

Programa de sensibilização ambiental: Desenvolver campanhas com o enfoque a disseminação de boas práticas e a promoção de comportamentos ambientalmente responsáveis nos principais bairros da Amadora

Ampliação das zonas de condução segura dentro dos bairros residenciais: A segurança dos amadorenses deve ser a primeira prioridade de qualquer executivo municipal. A experiência de criação de zonas de condução segura dentro dos bairros tem sido positiva, daí que esta tem de ser expandida para outras zonas da cidade onde esta medida ainda não foi implementada.

24


Remoção das barreiras arquitetónicas: Uma cidade moderna tem de ser uma cidade inclusa, onde todos têm lugar. Importa realizar um levantamento das principais barreiras arquitetónicas existentes na Amadora para que possamos intervir através de um Programa Municipal de remoção de barreiras arquitetónicas, não apenas no centro da Amadora mas em todas as freguesias do concelho.

Rede de transportes inter – freguesias: Esta medida tem um alcance social importante, pois permite que os cidadãos mais vulneráveis possam efetuar poupanças no que respeita à sua mobilidade. Esta rede de pequenos transportes ligará as freguesias entre si e entre os principais serviços da Amadora, como o Hospital, os Centros de Saúde, o Tribunal e as Juntas de Freguesia.

Animação de Jardins Municipais: Uma Amadora viva precisa de aproveitar os seus espaços públicos existentes. Só com a existência de espaços públicos com uma verdadeira programação cultural é que poderemos almejar a um aumento da fruição destes mesmos espaços por todos os Amadorenses. Este programa de animação cultural deve ser realizado durante todo o ano e não apenas nos momentos de festa na nossa cidade.

Cidade desportiva: A Amadora não pode voltar as costas à prática desportiva. O Município deve ter um papel estruturante na divulgação e promoção da prática desportiva por parte de todos os munícipes, mas também deve apoiar o seu movimento associativo, que ano após ano, tem divulgado o nome da Amadora no nosso país e no estrangeiro. Acreditamos que se deve aproveitar a zona envolvente do estádio do Estrela da Amadora para a criação de uma Cidade Desportiva, em que se 25


contemple um Pavilhão Multiusos, Piscinas, Pista de Atletismo, Circuito de Manutenção, Zona administrativa para apoio às coletividades e outras valências que serão enquadradas num espaço verde de referência. Esses terrenos, no coração da Amadora, devem ser utilizados exclusivamente para a prática desportiva.

26


Programa de Ação Amadora mais