__MAIN_TEXT__

Page 1


Vivacidade . 1


2 . Vivacidade


ACTORS OF URBAN CHANGE

VESTIR OS VAZIOS DA CIDADE DRESS-UP THE CITY VOIDS

Vivacidade . 3


Edição . Publisher Projeto VivaCidade . Vestir os Vazios da Cidade Project VivaCidade . Dress up City Voids vivacidadeaveiro.wordpress.com vivacidade.aveiro@gmail.com Conceito e texto . Concept and text Henrique Praça Maria Ângela Cunha João Pedro Rosa Luís Loureiro Tiago Vinagre Castro Página Rosto . Title page Ilustrações . Illustrations: ASk - Aveiro Sketchers Composição gráfica . Composition: design dancing colective Revisão e tradução . Editing and translation design dancing colective Capa, conceção gráfica e paginação . Design design dancing colective Impressão . Printing Empresa Diário do Porto, Lda 500 Exemplares . 500 Copies

Fotografia . Picture Credits Equipa VivaCidade - 42, 47, 52, 53, 54, 56, 57, 58, 59 (direita . right), 100 Giacomo Gallo - 50, 59 (esquerda . left) Gingart - Ivo Tavares - 10, 68, 69, 72, 76 (direita . right), 80, 93 Panos Georgiou - 36 Pla BUITS - 14, 18, 19, 22, 23 Metaland - Eliana Macedo - 63, 67, 70, 75, 76 (esquerda . left), 77, 86, 110 Robert Veselko - 71, 74, 78, 82, 94 Rui Caldeira - 84 TERRA AMADA - 24, 28, 29, 32, 33 4 . Vivacidade


índice INDEX

6

PREFÁCIO . FOREWORD

8

INTRODUÇÃO . INTRODUCTION

13 15

PARTE I . PART I 1. A PARTICIPAÇÃO E ENVOLVIMENTO DOS CIDADÃOS EM PROCESSOS DE DESENVOLVIMENTO URBANO

15 25

Caso de estudo internacional – Pla BUITS, Barcelona

35

2. O PROGRAMA ACTORS OF URBAN CHANGE

35

O projeto; os objetivos; as cidades; as academias

41 43

PARTE II . PART II 1. O PROJETO VIVACIDADE . VESTIR OS VAZIOS DA CIDADE

43

O propósito e o desafio

1. CITIZENS’ PARTICIPATION AND INVOLVEMENT IN URBAN DEVELOPMENT PROCESSES International Case Study - Pla BUITS, Barcelona

Caso de estudo nacional - TERRA AMADA, Viseu National Case Study - TERRA AMADA, Viseu 2. ACTORS OF URBAN CHANGE PROGRAMME The project; the goals; the cities; the academies

1. THE PROJECT VIVACIDADE . DRESS-UP THE CITY VOIDS

The aim and the challenge

46

O processo e as metodologias

The process and the methodologies

62

A qualificação do vazio – implementação do projeto The void qualification – project implementation

87

Síntese de um trajeto: riscos, ameaças e desafios

Synthesis of a journey: risks, threats and challenges

90

2. APRENDIZAGENS

99 101

PARTE III . PART III 1. UM PROGRAMA PARA A CIDADE

109 111

PARTE IV . PART IV 1. PROMOTORES

112

2. PARTICIPANTES

112

Os cidadãos

113

Os coletivos (artísticos e outros)

115

Os apoios

2. APPRENTICESHIPS

1. PROGRAMME FOR THE CITY

1. PROMOTORS

2. PARTICIPANTS The citizens The collectives (artistic and others) The supporting resources Vivacidade . 5


PREFÁCIO

Agnieszka Surwillo-Hahn Diretora do Programa Robert Bosch Stiftung Dr. Martin Schwegmann Diretor do Programa MitOst e.V.

“Actors of Urban Change” é um programa da Robert Bosch Stiftung em cooperação com a MitOst e.V.. O programa é o resultado de experiências e conhecimento adquiridos através de diferentes programas iniciados e executados por ambos os parceiros, ao longo dos últimos anos, nas áreas de intercâmbio cultural, envolvimento cívico e participação. Na fase piloto do programa, que teve lugar entre o outono de 2013 e o verão de 2015, participaram dez equipas de dez cidades europeias. O objetivo do programa é alcançar o desenvolvimento urbano sustentável e participado por meio de atividades culturais em toda a Europa. Este só é possível com o forte empenho das equipas participantes, constituídas por atores da sociedade civil, administração pública e do setor privado que trabalham para um objetivo comum. Carinhosamente apontamos na Equipa de Aveiro um exemplo brilhante na forma como uma aliança, de certa forma improvável, pode despoletar todo o seu potencial num equilíbrio ponderado entre volume de trabalho, agendas e questões legais, bem como as próprias expectativas e as aspirações dos envolvidos. Vivacidade é um projeto muito inspirador, tendo demonstrado a capacidade de desencadear, a nível local, as potencialidades da colaboração, da confiança e da participação efetiva. Além disso, foi um excelente exemplo de integração, na prática, das perspectiva locais e internacionais e dos conhecimentos dentro da Rede Actors of Urban Change; os membros das equipas de Bratislava, Maribor e Kaunas trabalharam em conjunto com os habitantes locais de Aveiro, a fim de revitalizar o vazio urbano, que esteve no centro do projeto. Foi fascinante observar a concretização da colaboração intersectorial e a personificação dos setores, combinando as suas competências e recursos, partilhando desafios urbanos e experiências locais, desenvolvendo soluções criativas, e partilhando o saber fazer, atitudes e valores subjacentes. Juntamente com os nossos atores pretendemos manter e desenvolver constantemente o conhecimento que foi adquirido localmente e passá-lo para outras iniciativas e equipas, que se dedicam à mudança urbana sustentável e participada. Além disso, temos como objetivo proporcionar o conhecimento adquirido no âmbito do nosso programa a outros profissionais, mas também a decisores e cidadãos e associá-lo a discursos urbanos contemporâneos e inovações sociais. A capacidade de mudar de perspectiva e a vontade de alargar horizontes continuam a ser uma parte crucial do processo de aprendizagem e qualificação, tanto a nível internacional como a nível local; estes objetivos podem ser alcançados através do intercâmbio entre fronteiras e setores. Além disso, a aprendizagem mútua e o intercâmbio internacional relativo a questões urbanas específicas, bem como sobre os novos modelos de participação e colaboração, criam um valor acrescentado significativo, tanto a um nível individual como institucional. Estamos impressionados com o extraordinário compromisso de todas as dez equipas europeias, quer para com os seus projetos locais, quer para o complexo processo de repensar e de lidar com interesses divergentes, a fim de desenvolver objetivos comuns e implementar soluções criativas em conjunto com as comunidades locais. Estamos convencidos de que o Actors of Urban Change é um bom exemplo de uma comunidade Europeia envolvida no desenvolvimento positivo e participativo das nossas cidades, e estamos muito felizes que Aveiro faça parte dela!

6 . Vivacidade


FOREWORD

“Actors of Urban Change” is a program by the Robert Bosch Stiftung in cooperation with MitOst e.V. The program is the result of experiences and expertise gained through different programs initiated and implemented by both partners over the last years in the fields of cultural exchange, civic engagement and participation. Ten teams from ten European Cities participated in the pilot stage of the program, which took place between autumn of 2013 and summer of 2015. The program’s goal is to achieve sustainable and participatory urban development through cultural activities throughout Europe. These are only possible with the strong commitment of the participating teams, consisting of actors from civil society, public administration and the private sector who are working toward a common purpose. What we lovingly address as Team Aveiro is a brilliant example of how such a (to some extend unlikely) alliance can unfold its full potential, carefully balancing workloads, schedules, legal issues as well as one’s own expectations and people’s aspirations.

Agnieszka Surwillo-Hahn Program Officer, Robert Bosch Stiftung Dr. Martin Schwegmann Program Officer MitOst e.V.

VivaCidade is a very inspiring project, showing what potentials trustful collaboration and truly meant participation is able to unleash in the end on a local level. Furthermore, it was a brilliant example how to combine the local and the international perspectives and expertise within the Actors of Urban Change network in practice; Team members from Bratislava, Maribor and Kaunas worked together with local inhabitants of Aveiro in order to revitalize the urban void, that stood at the core of the project. It was fascinating to see, how cross-sector collaboration became real and sectors became concrete persons, combining their competencies and resources, exchanging on urban challenges and local experiences, developing creative solutions, and sharing Know-how, attitudes and underlying values. Together with our actors we aim to keep and constantly develop the knowledge that was gained locally and pass it on to other initiatives and teams, who dedicate themselves to participatory and sustainable urban change. Moreover, we aim to provide the knowledge gathered within our program to other practitioners, but also decision-makers and citizens and connect it to contemporary urban discourses and social innovations. The ability to change one’s perspective and the willingness to broaden one’s horizon remain a crucial part of the learning and qualification process, both at an international and at a local level; these aims can be achieved through exchange across borders and sectors. Moreover, mutual learning and international exchange about specific urban issues, as well as about new models of participation and collaboration, create a significant added value at both an individual and an institutional level. We are impressed by the extraordinary commitment of all ten European teams, both for their local projects and within the complex process of re-thinking and dealing with divergent interests in order to develop common goals and implement creative solutions together with the local communities. We are convinced that Actors of Urban Change is a good example of a European community engaged in the positive and participatory development of our cities and we are very happy that Aveiro is part of it!

Vivacidade . 7


INTRODUÇÃO

Henrique Praça Maria Ângela Cunha João Pedro Rosa

8 . Vivacidade

A cidadania, enquanto processo de participação nos “negócios e nas decisões da polis”, a formulação da Grécia clássica, mais do que um dever consagrado na maior parte das Constituições das sociedades contemporâneas é, hoje, um imperativo que cabe aos cidadãos exercerem de forma permanente, qualquer que seja o espaço ou domínio de intervenção. O projeto VivaCidade. Vestir os Vazios da Cidade foi um exercício de cidadania ao conjugar, num processo colaborativo e democrático, a decisão e a realização de uma intervenção num espaço da cidade desprovido de função e degradado, transformando-o num lugar qualificado para todos, isto é, num bem comum. Nesta publicação, para além de descrever o processo e a intervenção realizados pelo projeto Vivacidade, convidamos mais dois projetos de participação dos cidadãos em processos de qualificação do espaço público, ainda que de cariz diferenciado: o Pla BUITS (Buits Urbans amb Implicació Territorial i Social), de Barcelona e o TERRA AMADA, de Viseu. Terminamos com a apresentação de um projeto de programa para apoio a intervenções integradas no espaço urbano, de iniciativa dos utilizadores, resultado da experiência que fomos adquirindo, quer na realização do VivaCidade, quer na formação, visitas, debates e troca de experiências que fomos obtendo no Programa Actors of Urban Change. Por último, queremos deixar o nosso reconhecido agradecimento à Fundação Robert Bosch, representada pela Agnieszka Surwillo-Hahn , à MitOst e.V., nas pessoas do Darius Polok, Martin Schwegmann, e Elisabeth Kremer, ao João Paulo Oliveira, o nosso “Embaixador”, ao Pedro Galego e a toda a equipa da Metaland, a todos os coletivos, associações e grupos informais artísticos e culturais, às empresas que contribuíram com pessoas e materiais para a concretização do Vivacidade e à Câmara Municipal de Aveiro. Por fim, um merecido agradecimento aos moradores, estudantes e outros cidadãos que se envolveram durante muitos meses para tornar o vazio da Rua de S. Sebastião – Rua do Infante D. Henrique, no Largo de S. Sebastião.


INTRODUCTION

Citizenship as a participation process in the “polis‘s business and decisions”, the formulation of classical Greece, more than a consecrated duty in most contemporary society’s Constitutions is, today, an essential part that is up to the citizens to carry out in a permanent way, whatever space or intervention domain exists. The project VivaCidade . Dress-up the City Voids was a citizenship lesson that, in a cooperative and democratic process, joined the decision and performance of an intervention in a city area which is degraded and deprived of use, transforming it in an eligible place for all, that is, in common property. In this publication, besides describing the process and the intervention carried out by the project VivaCidade, we invite two more citizen participation projects in processes of public space qualification despite its differentiated nature: the Pla BUITS (Buits Urbans amb Implicació Territorial i Social), in Barcelona and the TERRA AMADA in Viseu. We end with a presentation of a programme project that supports interventions included in the urban space which was an initiative of the users and it was achieved by the experience that we had been acquiring, whether in the development of VivaCidade or in the training, visits, debates and experience exchange that we had been getting from the programme Actors of Urban Change. Lastly, we would like to express our gratitude to the Robert Bosch Foundation, represented by Agnieszka Surwillo-Hahn, to MitOst e.V. represented by Darius Polok, Martin Schwegmann, and Elisabeth Kremer, to João Paulo Oliveira, our “Ambassador”, to Pedro Galego and all the Metaland team, to all the collectives, informal artistic and cultural groups and associations, to the companies that contributed with people and materials to the implementation of VivaCidade, and to Aveiro’s City Hall. Finally, our sincere thanks to the residents, students and other citizens who got involved during many months to turn the void in Rua de S. Sebastião – Rua do Infante D. Henrique, into Largo de S. Sebastião.

Henrique Praça Maria Ângela Cunha João Pedro Rosa

Vivacidade . 9


10 . Vivacidade


“Porque a cidade é feita de pessoas... pessoas dentro dela. Que lhe dão alma, forma e vida nos diferentes espaços que ocupam, vivem e vivenciam. Este experienciar de retribuição a esta cidade na qual me fiz, proporcionou-me abraçar um sentimento de pertença ainda maior do que aquele que em mim já habitava. O ter podido partilhar este projecto do Largo de S. Sebastião com todos aqueles que nele estiveram envolvidos foi um privilégio. Não somente pelo dar à cidade mas também pela partilha de vivências, de saberes, de estórias... pelo cariz social e humano que o VivaCidade tão magnificamente semeou no seio da comunidade. E que estas sementes floresçam... que se ramifiquem mas, principalmente, que permitam que suas raízes se espalhem pelos espaços de Aveiro... Que se espalhem por Aveiro.” Lara Sardinha, Moradora “Because the city is made of people…people in it. They give the city spirit, form and life in the different spaces they occupy, live in and experience. This experiment of retribution to the city, in which I became my own self, gave me the opportunity to embrace a feeling of belonging even bigger than the one that I already had inside of me. The fact that I was able to share this Largo de S. Sebastião’s project with everyone that was involved was a privilege. It was special not only because of what we gave the city but also for the sharing of experiences, knowledge, stories…for the social and human aspects that VivaCidade so magnificently planted within the community. We wish for these seeds to blossom, to ramify and, mainly, to allow its roots to spread through different areas in Aveiro…to spread throughout Aveiro.” Lara Sardinha, Resident

Vivacidade . 11


12 . Vivacidade


Vivacidade . 13


14 . Vivacidade


1. A PARTICIPAÇÃO E ENVOLVIMENTO DOS CIDADÃOS EM PROCESSOS DE DESENVOLVIMENTO URBANO

1. CITIZENS’ PARTICIPATION AND INVOLVEMENT IN URBAN DEVELOPMENT PROCESSES

O Pla BUITS em Barcelona: Abrindo novos Caminhos

PLA BUITS IN BARCELONA: BREAKING NEW WAYS

O Pla BUITS (Buits Urbans amb Implicació Territorial i Social, Vacíos Urbanos con Implicación Territorial y Social) é um projeto que tem pouco mais de um ano de vida. Como qualquer criança nesta idade, começou a dar os primeiros passos por caminhos novos pouco adaptados ao seu caminhar inexperiente. Por este motivo, é difícil prever o futuro da nossa pequena criatura. A nossa missão, nesta fase inicial do projeto, é dedicar todas as nossas energias para construir um novo percurso que permita avançar na direção de fórmulas diferentes de gerir o espaço urbano, a partir da participação, envolvimento e responsabilidade dos cidadãos. Deste modo, este artigo propõe reflexões e intuições que podem ser úteis na hora de replicar esta experiência noutras comunidades, vilas ou cidades. Assim sendo, apresentemos a nossa pequena criatura: O Pla BUITS é um projeto do Município de Barcelona que pretende desenvolver atividades de interesse público de natureza temporária, em terrenos vazios e sem uso, a fim de regenerar o tecido urbano e induzir dinamismo social nas áreas envolventes; tudo através da recuperação, adaptação e potenciação dos espaços através da participação ativa dos cidadãos. Na nossa cidade, como em muitas outras, existem espaços vazios que coexistem

Pla BUITS (Buits Urbans amb Implicació Territorial i Social, Empty urban with Territorial and Social involvement.) It is a project that has little more than one year long. As any child at this age, begins to take its first steps by new roads soon adapted his inexperienced walk. For this reason it is difficult to predict the future of our small creature. Our mission, in this initial phase of the project, is to devote all our energies to build a new route that will allow progress towards different formulas of managing urban space from the participation, involvement and co-responsibility of the citizenship. As a result, this article suggests reflections and insights that may be useful in replicating this experience in other communities, towns or cities.

Laia Torras Responsável pela participação no Habitat urbano, Conselho de cidade de Barcelona Responsible for the participation of urban Habitat, Barcelona City Council Miquel Reñe Coordenador do PLA BUITS, Conselho Municipal de Barcelona Pla BUITS Coordinator in Barcelona City Council

We, therefore, present it to our little creature: Pla BUITS is a project of the city of Barcelona, which aims to develop land empty and unused, activities of public interest - transitory nature - in order to regenerate the urban tissue and induce social dynamism to the environment; all through the recovery, adaptation and empowerment of spaces through the active participation of citizens. In our city, as in many others, there are empty spaces that coexist with the consolidated plot which surrounds them. These public or private spaces increase Vivacidade . 15


com a malha consolidada que os rodeia. Estes espaços, públicos ou privados, aumentam em tempos de crise devido ao atraso na execução de projetos previstos. São espaços abandonados que, no melhor dos casos, são simples buracos na cidade mas que muitas vezes acabam por se tornar em espaços de concentração de atividades anti-sociais ou situações graves de exclusão social. Perante esta situação, é necessário ter uma visão crítica e comprometida com a realidade que torne possível a sua regeneração. O percurso Com este objetivo, o Município de Barcelona lançou o projeto Pla BUITS há dois anos. O primeiro passo foi realizar um concurso público para adjudicar dezanove espaços vazios de propriedade pública, a projetos de interesse público apresentados por entidades sem fins lucrativos (uma adjudicação por três anos, renovado anualmente). Para garantir uma escolha acertada foi constituída uma comissão de avaliação formada por membros da administração (quer territorial como sectorial), por representantes de todos os grupos políticos presentes no Executivo Municipal e federações de organizações sociais da cidade. O Pla BUITS propõe uma forma complementar de gestão do espaço público na cidade baseada na responsabilidade partilhada, para atribuir valor social e/ou comunitário a espaços temporariamente sem uso. Esta ideia, aparentemente sim16 . Vivacidade

in times of crisis because of the delay in executing the planned projects. They are abandoned spaces in the best of cases are simply holes in the city, but often end up becoming spaces of concentration of anti-social activities or serious situations of social exclusion. This situation is necessarily a critical and committed vision with reality that makes its regeneration possible. Journey To this end, the Barcelona City Council, launched two years ago the Pla BUITS project. The first step was to conduct a public contest to win nineteen empty spaces of public ownership for public interest projects submitted by nonprofit entities ( it is an award for three years which is renewed annually). To ensure the most judicious choice, an evaluation committee formed by members of the administration (both territorial and sectorial) was established, by representatives of all the political groups present in the City Hall and federations of social organizations of the city. Pla BUITS proposes a complementary way of management of public space in the city that is based on sharing the responsibility to give social and community value to spaces temporarily disused. This seemingly simple idea is what grants Pla BUITS his innovative character. Over the years, there have been some specific experiences of public or private entities or collective spaces in Barcelona.


ples, é que confere ao Pla BUITS o seu caráter inovador. Nos últimos anos, tem havido algumas experiências pontuais de cedência de espaços públicos ou privados, a entidades ou grupos em Barcelona. O Pla BUITS representa o dar um passo em frente, ao transformar a excepcionalidade destas pequenas experiências piloto numa nova fórmula de abordar as políticas públicas ao nível da gestão do espaço público. A concretização desta clara vontade política implica adaptar regulamentos e procedimentos administrativos para dotar o projeto da segurança jurídica necessária, no âmbito da realidade associativa. Não foi fácil iniciar este processo, pelo que há muito trabalho a ser feito, especialmente na adaptação dos procedimentos administrativos a esta nova realidade. A equipa impulsionadora do Pla BUITS sente-se inúmeras vezes como exploradores armados com machetes, que abrem caminho por uma selva administrativa cheia de arbustos em forma de taxas, licenças, seguros de responsabilidade civil ou autorizações de obras. Os atores Não menos importante do que as alterações ou ajustes administrativos e regulamentares são as mudanças culturais entre os principais envolvidos no projeto Pla BUITS: administração, políticos, instituições e movimentos sociais. Ao longo deste primeiro ano de funcionamento, uma parte importante da nossa dedicação

The Pla BUITS represents one step further by transforming the exceptional nature of these small pilot experiences into a new formula of addressing public policies regarding the management of public space. To comply with this clear political will means to adapt regulations and administrative procedures to draft the necessary legal security in the framework of the associative reality. Starting this process has not been an easy task and there is still much work to be done, especially to adapt the administrative procedure to this new reality. Plenty of times, the Pla BUITS driving force team feel like explorers, armed with machetes that forged their way through an administrative jungle full of shrubs in the form of fees, licenses, insurance of civil liability or work permits. Actors No less important than administrative and regulatory settings or changes are cultural changes among the top in the Pla BUITS project: administration, politicians, institutions and social movements. During this first year of operation, an important part of our dedication was to enhance the cultural exchange between members of different organizations and groups involved. As in any process of change, some agents with a traditional role, have presented a certain resistance to change; on the contrary, agents that take on a new role, are more favorable to Vivacidade . 17


Como em qualquer processo de mudança, alguns agentes com um papel tradicional têm apresentado uma certa resistência à mudança; pelo contrário, os agentes que assumem um papel novo são mais favoráveis à inovação social e a introduzir novos modelos de governança.

foi reforçar o intercâmbio cultural entre membros de diferentes organizações e grupos envolvidos. Como em qualquer processo de mudança, alguns agentes com um papel tradicional têm apresentado uma certa resistência à mudança; pelo contrário, os agentes que assumem um papel novo são mais favoráveis à inovação social e a introduzir novos modelos de governança. Administração Pública No caso da administração – trabalhadores e responsáveis – deparámo-nos com duas atitudes durante a fase de desenvolvimento do Pla BUITS. Uma parte dos funcionários públicos receberam a proposta como uma intromissão indesejável no seu papel de detentores do monopólio da gestão pública. Tradicionalmente, havia duas respostas únicas possíveis para os espaços vazios em desuso, sempre nas mãos da administração: ou permaneciam vazios até receberem um uso definitivo mesmo que demorasse muitos anos ou eram urbanizados, temporária ou definitivamente, a fim de serem “normalizados”. O valor potencial do uso temporário, a oportunidade de gerar valor social, aproveitando o entretanto, era excluído com um argumento frequentemente repetido: os usos temporários podem pôr em risco o destino final previsto para o espaço vazio. Ou seja, a partir da função administrativa tradicional preferiu-se manter espaços em desuso do que gerar um potencial risco. Por outro lado, também no seio da 18 . Vivacidade

social innovation and introduce new governance models. Administration In the case of the administration and its workers and managers, during the first period and development of Pla BUITS home, we found, broadly speaking, two attitudes. A part of public servants have received the proposal as an undesirable interference in its role as holder of the monopoly of public management. Traditionally, there were two unique possible responses to the gaps in disuse, always in the hands of the administration: they would either remain empty until they received their final use, even if it would take many years, or they would be temporarily or permanently urbanized in order to be standardized. The potential value of the provisional application, the opportunity of generating social value by the meantime, ruling out a main argument and we have repeated often: provisional applications may jeopardize the intended final destination of the empty space. From the traditional administrative role, it has preferred to keep spaces into disuse that manage this potential risk. On the other hand, also within the administration, a new attitude becomes strong and that surely is a better connection to the complexity and, sometimes, uncertainty, of being the main actor but not the only responsible public actor. In this case the administration takes a small step back and focuses on the efforts of facilitation,


As in any process of change, some agents with a traditional role, have presented a certain resistance to change; on the contrary, agents that take on a new role, are more favorable to social innovation and introduce new governance models.

administração, ganha força uma nova atitude que seguramente convive melhor com a complexidade e, às vezes, a incerteza, de ser o principal mas não o único ator público responsável. Neste caso, a administração dá um pequeno passo atrás e concentra-se no seu trabalho de facilitação, regulação e defesa do interesse público deixando espaço para experiências de colaboração e co-responsabilização sobre o espaço público. A prova definitiva será o momento em que terminarem as concessões de três anos às entidades que atualmente desenvolvem projetos no âmbito do Pla BUITS. Veremos se podemos, entre todos, negar o risco de “patrimonialização” dos espaços cedidos e encontrar, para cada caso, a opção mais adequada face ao interesse de todos. Responsáveis Políticos Frequentemente, tende-se a colocar no mesmo saco, a administração e os políticos; e estes contra “o outro lado” composto pelas entidades e coletivos sociais. A nossa experiência com o Pla BUITS leva-nos a distinguir muito bem estes dois grupos. Os políticos tiveram, no geral, uma atitude própria e distinta dos membros da administração. E, também dentro do grupo dos responsáveis e representantes políticos encontrámos formas muito diferentes de exercer o seu papel em relação aos espaços em desuso. Contrariamente ao que poderia supor-se, o clássico direita-esquerda não foi relevante no desenvolvimento de Pla BUITS, nem o facto de ser governação municipal ou oposição.

regulation, and public interest defense, leaving space for experiences of collaboration and co-responsibility of public space. The ultimate test will be the moment in which the entities, that are currently developing projects within the Pla BUITS, will finish the three year concessions. We will see if we can, together, deny the risk to declare heritage to the assigned spaces and so to find, in each case, the option more in line with the interests of all. Politicians Often, there’s a tendency to lump the Administration and the politicians together and then place the latter against “the other side” composed by entities and social collectives. Our experience with the Pla BUITS leads us to differentiate these two collectives very well. In general, the politicians have had, a personal attitude different from that of the members of the administration. And also within the Group of political leaders and representatives, we have found very different ways of exercising their role in relation to unused spaces. Contrary to what it could be, in the development of Pla BUITS the classic right-left has not been relevant, nor the fact of being in Municipal Governing or opposition. Once again, it is two different cultures in the management of the public which do not fit into the traditional classifications. On the one hand, we found those politicians who defend a complete correspondence between the public and the city, and who feel uncomfortable in Vivacidade . 19


Mais uma vez, trata-se de duas culturas distintas ao nível da gestão pública, que não se encaixam nas classificações tradicionais. Por um lado, encontrámos aqueles políticos que defendem uma correspondência total entre o público e o municipal e que se sentiam desconfortáveis perante formas de gestão que não passem pela Câmara Municipal. Os conservadores, por um lado, e a esquerda clássica, pelo outro, concordam com esta lógica, embora certamente por razões diferentes. Enquanto os políticos conservadores tendem a temer o descontrolo e a imprevisibilidade sobre a gestão dos espaços que até agora estavam sob controle municipal, a esquerda clássica sente-se desconfortável com uma gestão “não pública”, embora de interesse público, destes espaços, e seria mais a favor da “normalização” sob a forma de urbanização ou de gestão sob controle municipal, numa situação de colaboração com as entidades. Por outro lado, a proposta do Pla BUITS foi mais bem recebida e valorizada pela tradição liberal e republicana, pela sua predisposição de partilhar responsabilidades sobre o coletivo com o setor privado, quer no campo social quer no económico, seja com ou sem lucro; e ao mesmo tempo pela esquerda de tradição mais autónoma, que tende a basear a sua ação à margem da administração e instituições. Entidades e movimentos sociais Finalmente, a experiência do Pla BUITS também nos leva a distinguir duas formas de agir 20 . Vivacidade

front of forms of management that do not pass by the City Council. Conservatives, on the one hand, and classical left, on the other, agrees with this logic, while certainly for different reasons. On the other hand, the Pla BUITS proposal has been best received and appreciated from the liberal and republican tradition, by their willingness to share responsibility concerning the collective and the private sector, either socially or economically, with or without profit, and at the same time by the left of more autonomous tradition, which tends to base its action neglecting the Administration and institutions. Institutions and social movements Finally, the experience of the Pla BUITS also leads us to distinguish two ways of acting within the group, not homogeneous, institutions and social movements. On the one hand, we find traditional entities, mostly linked with neighbourhood associations, that the entry did not feel called to participate in the Pla BUITS or did not understand what it was all about. His role in the city has traditionally been claimed and they have functioned as issuers of demands to the Council: they are asking the Administration to “do things”. A perfectly complementary role with the traditional role of the Administration, mentioned earlier, of the holder of the monopoly of public management. On the other hand, the Pla BUITS proposal was that the entities would transform themselves into those who “would do things”


dentro do grupo, nada homogéneo, das instituições e movimentos sociais. Por um lado, encontramos as entidades tradicionais, maioritariamente associações de moradores, que no início não se sentiram chamadas a participar no Pla BUITS ou não compreendiam em que é que consistia. A sua função na cidade tem sido, tradicionalmente, de reivindicar, e têm funcionado como emissores de pedidos ao Município: pedem à administração que “faça coisas”. Uma função perfeitamente complementar com o papel tradicional da administração, mencionado anteriormente, de detentora do monopólio da gestão pública. Por outro lado, a proposta do Pla BUITS era que as entidades se transformassem nos que “fariam coisas” e isso não foi fácil de compreender. A autogestão de um espaço vazio exige muito esforço e recursos, não necessariamente económicos, por parte das entidades gestoras. As propostas recebidas durante o concurso mostrou uma mudança de fundo que está a acontecer no tecido social de Barcelona, e que coincide com uma transformação geracional. Embora os titulares formais de alguns projetos fossem associações tradicionais de moradores, uma grande parte das propostas do Pla BUITS são promovidas por coletivos de jovens bem preparados e com grande capacidade organizativa, que pedem à administração espaço para a autogestão de caráter comunitário. Já não pedem ao Município “que faça” ou “deixe

and that was not easy to understand. Self-management of a void space requires much effort and many resources, not necessarily economically, by the management entities. The proposals received during the competition, illustrated us a change that is happening in the social fabric of Barcelona, and which coincides with a generational transformation. Although the formal owners of some projects were resident traditional associations, a large part of Pla BUITS proposals are driven by groups of well-trained youngsters with a great organizing capacity and who ask the Administration for room for selfmanagement Community related. They don’t ask the City Hall to “do” but to “let do”. This attitude also matches the social third sector entities, very accustomed to working independently, and who develop projects of social labor insertion in almost half of the Pla BUITS spaces. In any case, for our daily work the most obvious and significant element has been the confluence of people who, in the political, social and administrative areas have new ways of conceiving the public space and its management. In 2015, when our baby was a year old, the Barcelona City Council launched the second edition of the Pla BUITS project; eleven new spaces will be added to the twelve that are operational. The changes, to secure good, improve the conditions of the road started, but the most important thing is that, every time, there are more Vivacidade . 21


fazer”. Com esta atitude estão também as entidades do terceiro setor, muito acostumadas a trabalhar de forma autónoma, e que desenvolvem projetos de inserção socia-laboral em quase metade dos espaços Pla BUITS. De qualquer modo, para o nosso trabalho diário, o elemento mais evidente e significativo tem sido a confluência de pessoas que, nas áreas políticas, sociais e administrativas têm novas formas de conceber o espaço público e sua gestão. Em 2015, quando a nossa criatura completou um ano de vida, o Município de Barcelona lançou a segunda edição do projeto Pla BUITS; onze novos espaços serão adicionados aos doze que estão em funcionamento. As alterações introduzidas irão por certo melhorar as condições do percurso iniciado, mas o mais importante é que há cada vez mais organizações e indivíduos que têm novas formas de conceber o espaço público. Dados gerais – primeira convocatória do Pla BUITS: 2013-2016 Número de espaços adjudicados: 19 Número de espaços vazios: 5 Número de renúncias após a adjudicação: 2 Número de espaços em funcionamento: 12 Número total de m2 adjudicados: 8.954 Número de entidades adjudicadas: 12 Número de entidades colaboradoras: 201 Dados gerais – segunda convocatória do Pla BUITS: 2015-2018 Número de espaços previstos na segunda edição: 11 22 . Vivacidade

organizations and individuals who have new ways of conceiving the public space. General data - first call for the Pla BUITS: 2013-2016 Number of licensed sites: 19 Number of deserted locations: 5 Number of resignations after the award: 2 Number of sites in operation: 12 Total number of granted m2: 8.954 Number of awarding entities: 12 Number of collaborating entities: 201 General data - second call for the Pla BUITS: 2015-2018 Number of sites provided in the second edition: 11 Total number of m2, in the second edition: 16.409 General profile | Active drive groups with strength of volunteering; | Positive impact in the territory (neighbours, neighbourhood); | Significant number of collaborating institutions; | Impact of the project on the media. Difficulties | Project Financing; | Stiffness and slowness in the process of administration. Themes to improve | To adapt the procedures and regulations of the Administration to the new reality of public participatory management;


Número total de m2 na segunda edição: 16.409 Perfil geral | Grupos promotores ativos, com forte carga no voluntariado; | Incidência positiva no território (vizinhos, bairro); | Número significativo de entidades colaboradoras; | Impacto do projeto nos meios de comunicação social. Dificuldades | Financiamento dos projetos; | Rigidez e lentidão nos processos administrativos. Temas a melhorar | Adaptar os procedimentos e regulamentos da Administração para a nova realidade da gestão pública participativa; | Fortalecer o trabalho em rede entre os diferentes projetos do Pla BUITS; | Melhorar a organização e gestão do voluntariado.

| Strengthen networking between different projects of the Pla BUITS; | To improve the organization and management of volunteers. Challenges | May the different entities have the ability to maintain space dynaWmics autonomously in the next two years; | May the Administration be able to adjust the requirements and deadlines for short-term projects, on an associative basis; | May there be a good assessment by the neighbours in the surrounding area; | May the conditions be created in order to replicate this experience in private spaces.

[Este artigo baseia-se nas reflexões do artigo “El Pla BUITS en Barcelona: algunos aprendizajes” de Laia Torras, incluído na publicação Subirats, Joan y García-Bernardos, Ángela (coord) (2015) “Innovación Social y políticas urbanas en España. Experiencias significativas en las grandes ciudades.” Barcelona: Icaria.] [Text based on the reflections of Laia Torras “El Pla BUITS en Barcelona: algunos aprendizajes”, included on the publication Subirats, Joan y García-Bernardos, Ángela (coord) (2015) “Innovación Social y políticas urbanas en España. Experiencias significativas en las grandes ciudades.” Barcelona: Icaria.]

Desafios | Que as entidades tenham a capacidade de manter a dinamização dos espaços de forma autónoma nos próximos dois anos; | Que a Administração seja capaz de ajustar os requisitos e os prazos para os projetos de curto prazo, de base associativa; | Que haja uma boa avaliação por parte dos vizinhos da zona envolvente; | Que as condições sejam geradas para replicar a experiência em espaços privados. Vivacidade . 23


24 . Vivacidade


TERRA AMADA - por quem habita, por quem visita, por quem parte, por quem regressa… A iniciativa A TERRA AMADA é uma iniciativa que nasceu em 2012, no âmbito do Mestrado Integrado em Arquitetura da Universidade Católica Portuguesa, centrada no desenvolvimento de ações de voluntariado, abertas à participação de alunos de arquitetura e engenharia, nacionais e estrangeiros, com o objetivo de realizar intervenções em aldeias rurais de conservação e reabilitação. A iniciativa teve ainda por objetivo sensibilizar os alunos de arquitetura e engenharia para as temáticas relacionadas com o desenvolvimento dos territórios rurais e para a importância da coesão social e territorial, bem como dar-lhes a oportunidade de contactar diretamente com os processos, técnicas e materiais de construção tradicionais, ao mesmo tempo que contribuíam de forma concreta e visível para a melhoria da qualidade de vida das comunidades com as quais iam habitar e trabalhar durante o tempo de execução da intervenção - promovendo o “aprender fazendo” e o “aprender vivendo” e reforçando solidariedade e a transferência de conhecimento entre gerações.

TERRA AMADA (BELOVED LAND) – by those who inhabit it, by those who visit it, by those who depart, by those who return… The initiative TERRA AMADA is an initiative that was created in 2012 and was a part of an Integrated Master’s Degree in Architecture at the Portuguese Catholic University. It is focused on the development of volunteering actions which are opened to the participation of Architecture or Engineering students, whether national or foreign, with the aim of carrying out conservation and rehabilitation interventions in rural villages. Another goal of the initiative was to sensitise Architecture and Engineering students to the themes related to the development of rural territories and to the importance of social and territorial cohesion. It also gave the students the opportunity to have direct contact with the processes, techniques and traditional construction materials, whilst contributing in a visible and concrete way to an improvement in the quality of life of the communities with whom they would live and work during the intervention execution time, therefore promoting the “learning while doing” and the “learning while living” and reinforcing solidarity and the transfer of knowledge between generations.

Ana Pinho TERRA AMADA Coordenadora . Coordinator

Vivacidade . 25


Objetivos A iniciativa TERRA AMADA teve por objetivos principais: | Contribuir para a melhoria da qualidade de vida de populações rurais vulneráveis e para o desenvolvimento local; | Conservar e reabilitar o património material e imaterial (ligado às artes e ofícios tradicionais) do mundo rural e transmiti-lo às gerações mais jovens; | Realizar ações de voluntariado emblemáticas, capazes de inspirar e mobilizar um amplo conjunto de atores, que vão desde as próprias comunidades locais aos alunos, empresas do setor privado, etc., com vista à realização de um projeto comum em prol do desenvolvimento local, da coesão social e territorial, da solidariedade entre gerações e da conservação do património; | Realizar projetos de arquitetura e obras exemplares do ponto de vista dos princípios da conservação do património e sensibilizar os alunos de arquitetura para esta dimensão da prática profissional; | Aprofundar as metodologias e as práticas de conceção participada de intervenções no mundo rural; | Desenvolver ações de divulgação do conhecimento gerado durante os processos de intervenção, em particular no que respeita às metodologias, às vivências ligadas ao mundo rural e ao património material e imaterial (artes e ofícios tradicionais). Operacionalização As ações desenvolvidas no âmbito da iniciativa TERRA AMADA têm por base: 26 . Vivacidade

Aims The initiative TERRA AMADA’s main goals: | Contribute to the improvement of the quality of life of vulnerable rural populations and to the local development; | Preserve and rehabilitate the rural world’s material and immaterial patrimony (related to the traditional arts and crafts) and transmitting it to the younger generations; | Carry out emblematic volunteering actions that are capable of inspiring and mobilizing a wide range of actors from their own local communities, students, private sector companies, etc., in order to accomplish a common project in favour of local development, social and territorial cohesion, solidarity among generations and heritage conservation; | Carry out architectural projects and excellent work from the principles of heritage conservation point of view and also sensitise architecture students to this professional practice dimension; | Deepen the methodologies and the practice of participative planning in rural world interventions; | Develop disseminating actions related to the knowledge produced during the intervention processes, particularly concerning methodologies, experiences connected to the rural world and the material and immaterial patrimony (traditional arts and crafts). Operationalisation The undertaken actions associated to the


| Mão-de-obra voluntária: estudantes/estagiários de arquitetura/engenharia nacionais e estrangeiros; | Orientação de mestres-de-obras tradicionais e técnicos experientes do sector, também voluntários; | Doação de materiais por parte de empresas de fabrico/distribuição. As ações são ainda desenvolvidas com base em amplas parcerias, que incluem o setor académico, os poderes locais, o setor privado e as comunidades. Cada ação demorou dez meses a ser montada. Numa primeira fase procede-se à seleção da aldeia, com base em critérios que incluem: existência de uma comunidade vulnerável, mas com massa crítica suficiente para ainda poder ser viável a sua subsistência (não estarem condenadas a tornarem-se um cenário turístico); a existência de património cultural (em particular vernacular) com valor e em risco, que inclua não só as suas manifestações materiais como os saberes; e a aceitação do projeto por parte da comunidade. A partir desta fase desenvolve-se o processo participativo de identificação das intervenções, que são selecionadas com base na identificação, pelas comunidades e pelos poderes locais, das ações prioritárias para dar resposta às necessidades mais prementes do aglomerado, em particular no que respeita a melhorar a qualidade de vida de populações, conservar e reabilitar o património material e imaterial (ligado às artes e ofícios tradicionais) e contribuir para o desenvolvimento local.

initiative TERRA AMADA are based upon: | Voluntary labour by national/foreign architecture/engineering students/interns; | Orientation by the traditional work supervisors and experienced technicians who are also volunteers; | Material donations by manufacturing and distribution companies. The actions are yet developed on the basis of broad partnerships which include the academic sector, the local authorities, the private sector and the communities. Each action took ten months to be built. Initially, the village is selected on the basis of criteria that include: the existence of a vulnerable community that has sufficient critical mass in order to make its means of subsistence viable (not being condemned to become a touristic scenario); the existence of valuable and risky cultural heritage (especially vernacular) which includes not only its material demonstrations but also its know-how; and the acceptance of the project by the community. From this stage onwards, one develops the participative process of intervention identification. The interventions are selected on the basis of identification, by the communities and local authorities, of priority actions in order to meet urgent needs of the agglomerate, particularly concerning the improvement of the populations’ quality of life, the conservation and rehabilitation of the material and immaterial patrimony (related to the Vivacidade . 27


Houve 54 empresas que se associaram ao projeto, com materiais e/ou disponibilização de técnicos especializados que atingiram perto de duas dezenas. A ação envolveu 60 estudantes voluntários e uma população de 48 habitantes.

Após a identificação das intervenções a realizar são desenvolvidos os projetos pela equipa organizadora, sempre em grande proximidade com a comunidade e os beneficiários finais. Numa fase avançada dos projetos dá-se início à angariação dos apoios necessários, à preparação dos trabalhos e à organização e logística da ação de voluntariado. Antes da ação de voluntariado propriamente dita é ainda feita uma cuidadosa calendarização dos trabalhos e são realizados, pela equipa organizadora, todos os trabalhos prévios necessários para que as intervenções possam estar concluídas nos prazos estabelecidos. Esta fase preparatória dos trabalhos pode durar de dez dias a três semanas, sendo que a ação de voluntariado em si tem uma duração de dez dias. Intervenções :: Ação-piloto 2012-2013: Covas do Monte Covas do Monte é uma aldeia com perto de 50 habitantes no concelho de São Pedro do Sul, conhecida pelo seu grande rebanho de cabras e pela arquitetura de xisto. A ação-piloto de voluntariado ocorreu entre os dias 27 de Julho e 5 de Agosto de 2013. Todas as intervenções identificadas pela população foram realizadas, tendo-se ido além dos objetivos previstos (incluindo arranjos exteriores aos edifícios e a reabilitação do património móvel). O grau e tipo de intervenção foram bastante diversos, indo desde a conservação e res28 . Vivacidade

traditional arts and crafts) and the contribution to local development. After identifying the interventions to be made, the projects are developed by the organizing team with a constant great proximity to the community and final beneficiaries. At an advanced project stage, a start is made on the raising of necessary funds, on job preparation and on the organization and logistics of volunteering action. Before the volunteering action itself, a work timetable is carefully made and the organizing team carries out all the necessary previous tasks so that the interventions can be concluded by their deadlines. This task preparatory stage may last from ten days to three weeks, given that the volunteering action itself lasts ten days. Interventions :: Pilot action 2012-2013: Covas do Monte Covas do Monte is a village in the municipality of São Pedro do Sul with nearly 50 inhabitants. It is known for its great goat herd and for its slate architecture. The volunteering pilot action occurred between July 27th and August 5th 2013. All the interventions identified by the population were undertaken and went beyond the foreseen goals (including external repairs to the buildings and the rehabilitation of the movable heritage). The degree and type of intervention were very diverse, ranging from the strict conservation and renovation to the deep rehabilitation by adding traditional tech-


There were 54 companies that joined the project with materials and /or provision of specialized technicians that reached a number of nearly two dozen. The action involved 60 student volunteers and a population of 48 inhabitants.

tauro estritos até à reabilitação profunda, aliando técnicas e materiais tradicionais à introdução de materiais e padrões de desempenho contemporâneos. A ação-piloto integrou, para além do Mestrado integrado em Arquitetura da UCP-CRB, organizador da mesma, um conjunto de parceiros que incluíram a Câmara Municipal de São Pedro do Sul, a Junta de Freguesia de Covas do Rio, a Diocese de Viseu e o GECORPA-Grémio do Património. Houve 54 empresas que se associaram ao projeto, com materiais e/ou disponibilização de técnicos especializados que atingiram perto de duas dezenas. A ação envolveu 60 estudantes voluntários e uma população de 48 habitantes. As intervenções realizadas foram: | Espaço público - Melhoria das acessibilidades (acessos ao Moinho e à Azenha, percurso na escarpa); | Equipamentos – Azenha; Moinho; Escola primária (Sede da Associação dos Amigos de Covas do Monte); | Habitação - Casa da D. Irene; Anexo D. Lucinda; | Equipamentos rurais – Cabril; Espigueiro. Balanço da ação-piloto Para além dos resultados materiais e de execução (intervenções realizadas) foram ainda alcançados outros resultados, designadamente, no que respeita à melhoria efetiva da qualidade de vida nas habitações intervencionadas, à promoção

niques and materials to the introduction of materials and contemporary performing patterns. In addition to the Integrated Master’s Degree in Architecture at UCP-CRB and being its own organizer, the pilot action incorporated a group of partners that included the City Hall of São Pedro do Sul, the Parish Council of Covas do Rio, the Diocese of Viseu and the GECORPA-Heritage Guild. There were 54 companies that joined the project with materials and /or provision of specialized technicians that reached a number of nearly two dozen. The action involved 60 student volunteers and a population of 48 inhabitants. The undertaken interventions were: | Public Space – Improved accessibility (accesses to Moinho and Azenha, escarpment route); | Equipment– Azenha; Moinho; Primary School (Covas do Monte Friends’ Association Headquarters); | Housing - Madam Irene’s house; Madam Lucinda’s Annex; | Rural equipment – Goat pen; Grain store. Pilot action Outcome In addition to material and execution results (undertaken interventions), other results were also reached, namely concerning an effective improvement in the quality of life of restored housing, a promotion on active ageing (the village started being accessible again to the Vivacidade . 29


do envelhecimento ativo (a aldeia voltou a estar acessível à maioria da população), à conservação do património e ao registo das técnicas utilizadas, à sensibilização e a transmissão do conhecimento para as novas gerações, à promoção de um renovado sentimento de autoestima da população e um maior espírito de iniciativa. A ação-piloto demonstrou ser possível implementar o modelo, embora ficasse claro que seria desejável mais apoio, em particular técnico e para as questões de logística. Demonstrou ainda ter a capacidade de gerar grande adesão, interesse e empenho por parte dos estudantes e de ter uma aceitação muito favorável por parte da comunidade local. Por todas estas razões ficou claro que deveria ser dada continuidade a esta ação, mas ficou também claro que, desejavelmente, a intervenção deveria ser mais abrangente, envolvendo mais valências e integrando-a numa estratégia ampla de desenvolvimento local, que é o que se tentou alcançar no ano seguinte. :: Ação 2013/2014: Vale de Papas A aldeia de Vale de Papas pertence à freguesia de Ramires, concelho de Cinfães, e tem cerca de 30 habitantes. Esta aldeia apresenta características originais, destacando-se as casas em granito amarelo, a interligação entre o ambiente natural e o construído e, principalmente, a prevalência ainda de coberturas em colmo. Apesar do seu riquíssimo património material e imaterial, Vale de Papas encontra-se 30 . Vivacidade

majority of the population), the conservation of heritage and the used technique records, the awareness and transmission of knowledge to the new generations, the promotion of a renewed feeling of the population’s self-esteem and a bigger sense of initiative. The pilot action showed that it was possible to implement the model although it was clear that it would be suitable to have more support, mainly a technical one and concerning logistic issues. It also demonstrated having the ability to generate great student adhesion, interest and commitment and having a very favourable acceptance by the local community. For all the above reasons, it was clear that this action should be continued. It was also obvious that hopefully the intervention should be broader, thus involving more ways and integrating it in a wide ranging strategy of local development which was tried out the following year. :: Action 2013/2014: Vale de Papas The village Vale de Papas belongs to the civil parish Ramires in the municipality of Cinfães and it has about 30 inhabitants. This village has original characteristics, particularly the yellow granite houses, the linkage between the natural environment and the built one and, mainly the predominance of thatched houses. Despite having a very rich material and immaterial patrimony, Vale de Papas is in a bigger vulnerable situation than Covas do Monte and is in speedy danger of


numa situação de ainda maior vulnerabilidade que Covas do Monte e em risco acelerado de desertificação e de perda irrecuperável do seu património. Na segunda edição da iniciativa, e com vista a alcançar maiores resultados em termos de desenvolvimento local que, além de melhorar as condições de vida existentes na comunidade pudessem contribuir efetivamente para promover novas dinâmicas e oportunidades de d e s e nvo lv i m e n t o sustentáveis no tempo, promoveu-se: uma maior cooperação com os poderes locais, que se comprometeram com o processo de forma ativa; uma maior integração de diferentes disciplinas/áreas de intervenção, que incluíram a participação de outros departamentos da universidade e outras instituições do ensino superior; e um maior envolvimento da população no processo, que passou a ser, além de beneficiário, coprodutor do projeto. Para além do Mestrado integrado em Arquitetura da UCP-CRB, que assumiu de novo a organização, foram parceiros a Câmara Municipal de Cinfães, a Junta de Freguesia de Ramirez, o Departamento de Ciências Biomédicas da UCP-CRB,

desertification and unrecoverable loss of its patrimony. In order to reach better results in terms of local development that, besides improving existing life conditions in the community, could effectively contribute to promote new dynamics and development opportunities which are sustainable over time, the initiative’s second edition promoted a number of different things: a greater cooperation with the local authorities who actively committed themselves with the process; an increased integration of different intervention subjects/areas which would include the participation of other University departments and other higher education institutions; and a greater involvement in the process by the population who itself became co-producer of the project besides being a beneficiary.

In addition to the Integrated Master’s Degree in Architecture at UCP-CRB, that took over the organization again, there were other partners: the City Hall of Cinfães, the parish hall of Ramirez, the UCPCRB’s Department of Biomedical Sciences, the Polytechnic Institute of Viseu, the Vivacidade . 31


o Instituto Politécnico de Viseu, a Escola Profissional de Turismo de Cinfães e GECORPA-Grémio do Património. Associaram-se também ao projeto trinta e duas empresas, cerca de trinta técnicos. Estiveram envolvidos 90 estudantes voluntários e a população abrangida foi de cerca de trinta habitantes. Tal como no ano anterior, o grau e tipo de intervenção foram bastante diversos, indo desde a conservação e restauro estritos até à reabilitação profunda, aliando técnicas e materiais tradicionais à introdução de materiais e padrões de desempenho contemporâneos. As intervenções realizadas foram:

Professional School of Tourism in Cinfães and GECORPA-Heritage Guild. Thirty-two companies and about thirty technicians also joined the project. There were 90 student volunteers and the covered population was about thirty inhabitants. Just like the previous year, the degree and type of intervention were quite diverse. They ranged from the strict conservation and renovation to the deep rehabilitation, adding traditional techniques and materials to the introduction of contemporary performance materials and patterns. The undertaken interventions were:

| Espaço Público - Requalificação de espaços públicos, instalação de equipamentos públicos, sinalética e mobiliário urbano; | Infraestruturas - Instalação de rede de água canalizada; | Equipamentos com valor patrimonial Moinho de água, Espigueiros, Eira, Forja; | Habitação - Anexo do Sr. Américo, Cozinha do Sr. Manuel, Casa/Atelier da Cristina; | Atividades económicas - Queijaria, Campo de cardo, Casa/Atelier da Cristina; | Projetos - Centro interpretativo, Casa do Forno, Alojamento.

| Public Space - Requalification of public spaces, installment of public equipment, signposts and urban furniture; | Infrastructures – Installment of a water supply network; | Equipment with historical value – Water mill, Grain stores, Threshing floor, Forge; | Housing – Sir Américo’s Annex, Sir Manuel’s kitchen, Cristina’s house/Atelier; | Economic Activities – Cheese factory, Thistle Field, Cristina’s house/Atelier; | Projects – Interpretative Centre, Oven Room, Accommodation.

Para além das intervenções realizadas, foram ainda alcançados outros resultados, nomeadamente: três provas finais de mestrado concluídas; levantamento e registo de técnicas construtivas; criação de 32 . Vivacidade

Apart from the undertaken interventions, other results were also reached namely: three concluded Master’s Degree final examinations; survey and registration of productive techniques; creation of strong bonds among volunteers, tech-


fortes laços entre voluntários, técnicos e aldeãos; forte sensibilização para o património vernacular e para o papel social da arquitetura; criação de uma Associação de Moradores em Vale de Papas; nascimento de novos projetos (p. ex. Viseu Estaleiro-Escola, CI em Cinfães, etc.). Espera-se ainda que, com a conclusão do processo de instalação da queijaria, sejam criados 7 postos de trabalho numa aldeia que até à data só tinha setor primário, essencialmente de subsistência. Balanço final Este foi um processo de plena troca, em que não houve de um lado “beneficiários” e do outro “benfeitores”, mas antes todos foram chamados a contribuir e a receber: os antigos mestres-de-obras, muitos destes habitantes locais, contribuíram transmitindo os seus conhecimentos e recebendo apoio na conservação do seu património e a valorização dos seus saberes; os jovens deram a mão-de-obra e ganharam conhecimento (“aprender fazendo” e “aprender vivendo”); a comunidade local foi envolvida na identificação e conceção das intervenções, na implementação de novas atividades e no acolhimento dos voluntários, e adquiriu melhorias que contribuem de forma perene para que continue ativa, a viver em condições dignas e com uma maior atratividade para visitantes; as empresas disponibilizaram os materiais e puderam demonstrar a sua aplicabilidade a um conjunto de futuros profissionais, havendo já retorno para algumas das empresas em termos de

nicians and villagers; strong awareness regarding the vernacular patrimony and the Architecture’s social role; foundation of a Residents’ Association in Vale de Papas; a kickoff of new projects (ex: Viseu Estaleiro-Escola, CI in Cinfães, etc.). It is further expected that, with the conclusion of the cheese factory’s installation process, 7 new job posts will be created in a village that up to now only had the primary sector, especially a subsistence one. Final Outcome This was a full exchange process where there weren’t “beneficiaries” on one side and “benefactors” on the other, thus everyone was called to contribute and receive: the former work supervisors, many of these local inhabitants contributed by transmitting their knowledge and receiving support in the conservation of their patrimony and the value of their skills; the youth gave their labour and acquired skills (“learning while doing” and “learning while living”); the local community was involved in the identification and conception of the interventions, in the implementation of new activities and in the accommodation of the volunteers, and accomplished improvements that contribute to its continuously active role and where they can have decent living conditions with considerable attractiveness to visitors; the companies provided the materials and were able to show their applicability to a group of future professionals where there is already positive acknowledgement taking place by some Vivacidade . 33


34 . Vivacidade

aplicação pelos participantes dos seus materiais em projetos desenvolvidos após as intervenções.

companies whose participants use those materials in developed projects after interventions.

Como aspetos inovadores conta-se, entre outros: a reunião em prol de um esforço e objetivo comum de todos os setores da sociedade, num espírito empreendedor, solidário e intergeracional; a inversão dos papéis tradicionais, na medida em que os estudantes aprenderam fora das salas, recebendo o conhecimento diretamente dos mestres-de-obras, da experiência prática e da vivencia na comunidade; o processo de projeto, que foi realizado de forma participada e iterativa, tendo em conta as limitações em termos de recursos (doações), tempo (10 dias de voluntariado) e mão-de-obra; e o esbatimento das fronteiras entre beneficiários e “benfeitores”, com base num pleno processo participativo e colaborativo.

The innovative aspects include: a meeting for a common effort and goal of all sectors in society, in an entrepreneurial, unified and intergenerational spirit; the inversion of traditional roles, in so far as the students learnt outside of the classroom, attaining their skills directly from the work supervisors, the learning practice and their living experience in the community; the project’s process that was carried out in a participative and interactive way, taking limitations in terms of means (donations), time (10 days of volunteering work) and labour into account; and the barrier breaking between beneficiaries and benefactors based on a full participative and collaborative process.


2. O PROGRAMA ACTORS OF URBAN CHANGE

2. ACTORS OF URBAN CHANGE PROGRAM

Ofertas e Atividades do programa: Quem apoiamos e como?

Program Offerings and Activities: Whom Do We Support and How?

No Programa Actors of Urban Change, os atores da esfera cultural/sociedade civil, da administração pública, e do setor privado formaram equipas transectoriais para implementar projetos locais inovadores. Nesta primeira edição o programa teve 127 candidaturas, de 35 países, dos quais foram selecionados 10 projetos de dez cidades europeias, nomeadamente, Atenas (Grécia), Aveiro (Portugal), Barcelona (Espanha), Berlim (Alemanha), Bratislava (Eslováquia), Kaunas (Lituânia), Lublin (Polónia), Maribor (Eslovénia), Zagreb (Croácia) e Zugdidi (Geórgia). Ao longo de 18 meses, as dez equipas receberam apoio financeiro e mentoria, adquiriram qualificação profissional, e trocaram experiências em academias internacionais durante a execução dos seus projetos locais. Além disso, tornaram-se parte de uma rede transeuropeia de “agentes da mudança urbana.”

In the Actors of Urban Change Programme, actors from the cultural sphere/civil society, the public administration, and the private sector formed cross-sectorial teams to implement innovative local projects. In this first edition, the programme had 127 applications from 35 countries, of which 10 projects from ten European cities were selected, namely, Athens (Greece), Aveiro (Portugal), Barcelona (Spain), Berlin (Germany), Bratislava (Slovakia) , Kaunas (Lithuania), Lublin (Poland), Maribor (Slovenia), Zagreb (Croatia) and Zugdidi (Georgia). Over the course of 18 months, the ten teams received financial support and mentoring, obtained professional qualification, and exchanged experiences in international academies during the implementation of their joint local projects. Furthermore, they became part of a trans-European network of “actors of urban change.”

O apoio dado às equipas locais consistiu em bolsas de projeto até 5.000 €, bem como apoio específico por especialistas locais ou internacionais, tais como coaching, consultoria e mentoria, que foi financiado através de bolsas de apoio ao processo até 5.000 €.

Support for the local teams consisted of Project Grants of up to 5.000 € as well as custom-tailored support by local or international experts such as coaching, consulting and mentoring, which was funded through Process-Related Grants of up to 5.000 €.

A par do desenvolvimento e implementação dos projetos, a qualificação dos participantes do programa e o intercâmbio

Alongside with the projects development and implementation by local teams, qualification of the program participants Vivacidade . 35


36 . Vivacidade


Vivacidade . 37


de conhecimento foram incentivados por meio de cinco academias internacionais que decorreram em Berlim (Novembro 2013), Atenas (Abril 2014), Zugdidi (Setembro 2014), Lublin (Fevereiro 2015) e Berlim (Maio 2015). Estas sessões de trabalho tinham como objetivo o desenvolvimento, capacitação e partilha de boas práticas entre equipas e projetos ao nível local, através de palestras, workshops facilitados, sessões de aprendizagem entre pares e visitas de campo. Os contributos de especialistas, discussões e sessões de trabalho durante estes encontros internacionais estavam focados no papel da cultura e da participação na transformação urbana, bem como nas vantagens e desafios relacionados com a colaboração intersectorial. A troca entre os participantes do programa centrou-se nas experiências adquiridas com a implementação dos projetos locais atendendo ao conhecimento obtido, lições aprendidas e métodos testados no decorrer da abordagem participativa. Além disso, as academias deram oportunidades adicionais para aprender (mais) sobre questões urbanas específicas noutras cidades europeias, com os seus contextos sociais, culturais, económicos e políticos variados, assim como trabalhar e estabelecer contactos com outras iniciativas locais. Adicionalmente, foi dada a cada participante a oportunidade de passar um estágio de até 10 dias noutra cidade participante do programa e, assim, partilhar experiências, aprender uns com os outros, e ampliar as perspectivas de um nível local para um nível internacional.

Temas potenciais e âmbito dos projetos: Qual a nossa perspetiva sobre Mudança Urbana? Do ponto de vista do programa, a mudança urbana não é focada em processos formais de planeamento ou desenvolvimento urbano, mas sim no fortalecer do envolvimento e participação da comunidade no desenvolvimento urbano local. Neste contexto, os temas potenciais a serem abordados incluem: permitir ou aumentar a participação dos cidadãos, governança participativa, habitação acessível/gentrificação, inclusão/integração, a diversidade cultural, acessibilidade dos 38 . Vivacidade

and knowledge exchange were fostered through five international academies that took place in Berlin (November 2013), Athens (April 2014), Zugdidi (September 2014), Lublin (February 2015) and Berlin (May 2015). These work sessions were aimed at the development, training and sharing of best practices among teams and projects at the local level and offered lectures, facilitated workshops, peer learning sessions and field trips. The expert inputs, discussions and working sessions during these international meetings focused on the role of culture and participation in urban change, as well as on the advantages, but also challenges, related to cross-sector collaboration. The exchange between program participants centered on the experiences acquired within the implementation of the local projects with regard to knowledge gained, lessons learned and methods tested in the course of the participatory approach. Furthermore, the academies provided additional opportunities to learn (more) about specific urban issues in other European cities, with their varying social, cultural, economic and political contexts, as well as to network with other local initiatives. In addition, each participant was given the chance to spend a Shadowing Internship of up to 10 days in another program participant’s city and thereby share experiences, learn from one another, and expand perspectives from a local to an international level.

Potential Topics and Scope of the Projects: What’s Our Perspective on Urban Change? From the program’s perspective, urban change is not focused on formal processes of urban planning or development, but rather on strengthening communitydriven engagement for local urban development. In this context, potential topics to be addressed include: enabling or increasing citizens’ participation, participatory governance, affordable housing/ gentrification, inclusion/integration, cultural diversity, accessibility of (formerly) public urban resources and spaces, sustainable mobility, health and physical activity, and green cities/climate change. The main issues addressed by the participants


(antigos) recursos e espaços urbanos públicos, mobilidade sustentável, saúde e atividade física, e cidades verdes/alterações climáticas. Assim, durante a fase piloto, as principais questões abordadas pelos participantes do programa foram o desenvolvimento comunitário, a construção de identidade, o empowerment dos cidadãos, a apropriação do espaço urbano e a gestão sustentável de recursos.

Candidatura: Como se envolver no Programa Os detalhes sobre os procedimentos de candidatura e o convite à apresentação de candidaturas são fornecidos no website do programa. Atores comprometidos de toda a Europa, que estão envolvidos em e/ ou interessados no desenvolvimento positivo de suas cidades através da colaboração intersectorial, atividades culturais e participação são bem-vindos a candidatarem-se. Os participantes serão selecionados por um júri internacional.

O que é que ganhamos aprendendo uns com os outros: Boas Práticas para o Desenvolvimento Participativo e Sustentável das Cidades Europeias A capacidade de mudar de perspectiva e a vontade de ampliar horizontes continuam a ser uma parte crucial do processo de aprendizagem e qualificação, tanto a nível internacional como a nível local; estes objetivos podem ser apoiados através da colaboração intersectorial e intercâmbio internacional. Neste sentido, o programa Actors of Urban Change é um bom exemplo de uma comunidade europeia comprometida no desenvolvimento positivo e participativo das nossas cidades. Os participantes do programa passaram a fazer parte de uma rede europeia através da qual experimentaram pessoalmente o intercâmbio e a partilha durante as Academias Internacionais e os Estágios. Além disso, podem beneficiar de uma partilha virtual de toda a Europa com as gerações futuras do Actors of Urban Change através de uma plataforma on-line e comunitária, mesmo depois de terminarem a participação no programa.

of the program during its pilot stage included community development, identity building, citizen empowerment, the appropriation of urban space and sustainable resource management.

Application: How to Get Involved in the Program Details about application procedures and the call for applications are provided on the program’s website. Committed actors from all over Europe, who are engaged in and/or interested in the positive development of their cities through cross-sector collaboration, cultural activities and participation, are welcomed to apply. The participants will be selected by an international jury.

What Do We Gain by Learning from Each Other: Good-Practice for the Participatory and Sustainable Development of European Cities The ability to change one’s perspective and the willingness to broaden one’s horizon remain a crucial part of the learning and qualification process, both at an international and at a local level; these aims can be supported through crosssectorial collaboration and international exchange. In this sense, Actors of Urban Change is a good example of a European community engaged in the positive and participatory development of our cities. Program participants became part of a European network through which they experienced in-person exchange during the international Academy Sessions and the Shadowing Internships. Furthermore, they can benefit from a virtual exchange throughout Europe with future generations of the Actors of Urban Change through an online platform and community even after having taken part in the program.

Vivacidade . 39


40 . Vivacidade


Vivacidade . 41


42 . Vivacidade


1. O PROJECTO VivaCidade. Vestir os Vazios da Cidade

1. The PROJECT VivaCidade. Dress-up the city Voids

O propósito e o desafio

The aim and the challenge

O propósito do projeto VivaCidade era claro e simples: envolver a comunidade local para a requalificação de vazios urbanos1. Apesar da simplicidade da ideia, a sua execução era complexa e exigente, apelando aos processos de envolvimento e participação cívica das comunidades locais. A sua concretização implicava ainda um duplo desafio adicional: envolver os estudantes universitários com os moradores na vizinhança dos vazios urbanos, já que a cidade tem uma grande população flutuante de alunos da Universidade local, e, ainda, transformar vazios urbanos em espaços úteis e vivos para utilização pública.

The purpose of the project VivaCidade was clear and simple: getting the local community involved in the requalification of urban voids1. Despite the simplicity in the idea, its execution was complex and demanding, calling on the involvement processes and civic participation of the local communities. Its implementation implied an additional double challenge: involving University students and neighbourhood residents from the urban voids, since the city has a big fluctuating population of local University students, and, still, change urban voids into lively and useful spaces for public use.

Área de intervenção e imagem do projeto

Inicialmente, a equipa VivaCidade identificou um conjunto de vazios urbanos ao longo do eixo histórico que compreende as ruas de São Sebastião, Eça de Queirós, Combatentes da Grande Guerra, Coimbra, Domingos Carrancho, Praça 14 de Julho, Largo da Apresentação, Manuel Firmino, Gravito, Carmo e de Sá. Deste levantamento escolheu-se para primeira intervenção o vazio da Rua Infante D. Henrique com a Rua de São Sebastião, no Bairro do Liceu, pelo facto de ser propriedade do Município, um dos promotores do projeto, assim como pela sua centralidade e potencial de visibilidade. Do trabalho prévio fizeram parte estudos de enquadramento histórico e social,

Intervention area and Project image

Initially, the VivaCidade team identified a group of urban voids throughout the historical axis that comprises the streets of São Sebastião, Eça de Queirós, Combatentes da Grande Guerra, Coimbra, Domingos Carrancho, Praça 14 de Julho, Largo da Apresentação, Manuel Firmino, Gravito, Carmo e de Sá. In this assessment, the void in Rua Infante D. Henrique along with Rua de São Sebastião, in Bairro do Liceu was chosen because it was property of the Municipality that, itself, was one of the project promotors, and also due to its centrality and visibility potential. The previous work included social and historical background studies as well as the evolution of urban typologies and

1 Vazios urbanos: tam-

bém designados espaços expectantes ou espaços intersticiais geralmente esquecidos pelas autoridades administrativas das cidades ou pelos privados, quase sempre em processo de degradação contínua. 1 Urban voids: Also re-

ferred to as expectant spaces or interstitial spaces normally forgotten by the city’s administrative authorities or by the private ones, in a continuous degrading process. Vivacidade . 43


Eixo Hist贸rico de Aveiro 44 . Vivacidade


Eixo Hist贸rico de Aveiro Vivacidade . 45


«…As pessoas juntavam-se, animavam-se: olha, vem comigo, vamos acolá e tal e tal, vamos fazer isto. As pessoas eram mais animadas, as pessoas eram mais solidárias, no ajudar, e automaticamente a pessoa convivia mais.» «Nós fazíamos na nossa rua… a gente juntava-se era as sardinhas, as castanhas, a Dona Fátima até punha a música lá de cima.» «… People would get together, have fun: “look, come with me, let’s go over there and that, let’s do this”. People were a lot livelier, more generous in terms of helping each other, and this automatically made people socialize more. » «We would do things on our street…we would get together…there were sardines, chestnuts…even Madam Fatima from upstairs would put on the music. »

bem como da evolução da forma e tipologias urbanas, da área de intervenção e zonas adjacentes recorrendo a bibliografia, imagens da imagoteca do Museu da Cidade, assim como recolha de testemunhos nas redes sociais, nomeadamente em grupos como Aveiro Desaparecido. Nesta fase, foi também definida a imagem do projeto com base no pressuposto Vestir os Vazios da Cidade. Partindo da desconstrução da ideia base do projeto da tradição de colocar as colchas à janela em dias festivos, explorou-se e trabalhou-se a imagem do azulejo e respetivos padrões, tão presentes em Aveiro, como elemento de vestuário da cidade. Num sentido mais lato, está subjacente a ideia da malha urbana como uma manta de retalhos na qual os vazios urbanos são os buracos que necessitam ser remendados, revestidos!

O processo e as metodologias Recolha de memórias e ações de Rua

No dia 22 de Março de 2014, realizou-se a primeira ação de rua para dar a conhecer o projeto à população, recolher memórias e vivências entre os moradores e, identificar e mobilizar o primeiro grupo de participantes para as reuniões de trabalho que se seguiram. A equipa alargada – 2 equipas fixas em cafés locais e 2 equipas de rua – foi capacitada previamente relativamente à base histórica e social da área de intervenção. As entrevistas foram 46 . Vivacidade

form of the intervention area and adjacent areas and was made possible due to bibliography, images from the Imagoteca do Museu da Cidade (photographic archives of the City’s Museum), as well as a gathering of testimonials from social networks, especially groups such as Aveiro Desaparecido. At this stage, the project image based on the assumption Dress-up the City Voids was also outlined. Considering the deconstruction of the project’s original and traditional idea of laying bedspreads on the windows in festive days, the tile image and its traditional patterns that are very popular in Aveiro as an element of the city’s wardrobe, was explored and worked on. In a wider sense, there is the underlying image of an urban environment seen as a patchwork quilt where the urban voids are the holes that need to be mended and covered!

The process and methodologies Memory collection actions

and

the Street

On March 22nd 2014, the first street action took place in order to let the population know about the project, collect memories and experiences from the residents and identifying and mobilize the first group of participants into work meetings that followed. The large team – 2 permanent teams in local cafés and 2 street teams – was previously trained in


acompanhadas de fotografias antigas da Imagoteca do Museu da Cidade, no sentido de estimular a memória dos entrevistados que, em conjunto, iam reavivando e identificando momentos importantes na história do bairro e da comunidade. A adesão das pessoas fez com que as entrevistas continuassem durante algumas tardes nas semanas seguintes. Estes encontros informais permitiram recolher testemunhos do bairro, como viviam as pessoas, seus hábitos e modos de vida, assim como as mudanças físicas e sociais que foram ocorrendo ao longo dos últimos 60 anos. Através dos testemunhos recolhidos, descobriu-se que na zona de intervenção e sua envolvente existiram várias tabernas, entretanto desaparecidas.

regard to the historical and social base of the intervention area. The interviews were backed up by old photographs from the Imagoteca do Museu da Cidade (photographic archives of the City’s Museum) in order to stimulate the interviewees’ memory and, together, they would reawaken and identify important memories in the history of the neighbourhood and community. People’s engagement made it possible for the interviews to continue for a few afternoons in the following weeks. These informal meetings allowed one to recollect neighbourhood testimonials on how people lived, what their habits and ways of life were and the physical and social changes that have been occurring during the last 60 years.

«…Isto era tudo terrenos de lavoura… Nós íamos ao cemitério por cima dos terrenos de lavoura porque era mais perto do que ir pela estrada.» «This was all farming land ... We used to walk to the cemetery through the farming fields because it was closer than by the road.»

Vivacidade . 47


«Aqui era uma fartura de tabernas… Ehehe! Era pra pinga. Era exclusivo dos homens.» «A partir daqui não havia nada era tudo casinhas pequeninas e chegávamos acolá e começavam as quintas… Nós íamos ao Pão de Açúcar a pé pelos carreiros, às compras. (…) A partir daquela rua para lá era tudo quintas, só quintas, umas casitas velhas aqui e acolá…» «… Era uma vida alegre! Íamos com os filhos. Os filhos brincavam aqui. Íamos passear. Juntávamo-nos 20 a 30 pessoas e íamos a pé para a Barra. Não havia dinheiro para a camionete e a gente ia a pé.» «Havia muita miudagem, muita. À noite era naquilo que a gente se entretia. A gente juntava-se e eles faziam dança, faziam jogos… Eram muitos e era uma alegria. Juntavam-se aqui e era uma festa. Era outra coisa…. Foi uma altura linda…. Era diferente entre as crianças… Agora já não há quase crianças…» «Era um carro de vez em quando… Não havia carros que viessem pr’aqui…» «Tu chegas à janela e tu não tens 5 minutos que não passem pessoas para um lado e para o outro, e nós nessa altura não eram 5 minutos, tínhamos às vezes meias horas e horas que não passava ninguém…» «…Depois começaram a surgir as padarias, que não havia. Havia só a padaria lá em baixo e a padeira que ia todos os dias lá a casa.» «Ainda havia estas lojas todas que muita gente refilava porque os miúdos do liceu vinham aqui a comprar cigarros a avulso.» «… A gente durante a noite não dormia, porque os carros de bois faziam barulho vinham trazer as coisas para o mercado, à 6ª feira à noite e depois também sábado de manhã, trazer os legumes e as coisas para as mulheres venderem… Depois proibiram… obrigaram-nos a andar só com pneus. As rodas faziam um barulho horrível porque estradas não eram alcatroadas. Era um barulho que eu sei lá. E depois foi proibido mesmo!» «Na altura as mulheres não iam ao café que parecia mal. Não era cafés, íamos dar uma voltinha, passear.»

48 . Vivacidade


«There were plenty of taverns here… Hehe! …For drinking. It was exclusive to men.» «From here there was nothing but fields. This was all small cottages and the farms started from over there... We used to walk to the supermarket through the fields paths. (...) From that street onwards there were only farmhouses and some old cottages here and there…» «... It was a joyful life! We used to watch our children playing here. We used to gather a group of 20 to 30 people and go for long walks up to the beach. We had no money for the bus so we went on foot.» «There were lots of children. At night, we used to entertain us by watching them dancing and playing games... It was a joy! They gathered here and it was a party. It was really something... It was a beautiful time... It was different with the children ... Now there are almost no children...» «A car passed from time to time… There were no cars coming this way…» «Now, if you go to the window you don’t have five minutes without seeing people passing by. Back then, we used to spend hours without seeing someone.» «…Then bakeries started to emerge which we didn’t have. There was only one bakery down there and the baker lady who used to go to our place every day.» «There were still all these stores that many people complained about because kids from high school used to come here to buy cigarettes.» «We couldn’t sleep on Friday night and Saturday morning because of the noise of the ox carts that used to bring things to the market like vegetables and thinks for women to sell... Then, they were forced to use tires but the wheels made a terrible noise because the roads were not tarred. It was an indescribable noise. And then, it was totally forbidden!» «At the time, women didn’t go to the café because it was considered inappropriate. Since we couldn’t go to cafes, we used to go for a walk.»

Vivacidade . 49


50 . Vivacidade


Vivacidade . 51


Por outro lado, os moradores também foram confidenciando o que menos gostavam no bairro e que expectativas tinham, o que ajudou a construir a base que apoiou o processo que se seguiu. Paralelamente, a equipa VivaCidade concebeu um mural, em stencil, num muro (propriedade da Câmara Municipal de Aveiro) existente na Rua Infante D. Henrique, numa ação de promoção do projeto e de melhoria da imagem deste espaço. Os elementos gráficos do mural representam padrões de azulejos existentes em Aveiro aludindo ao “vestir” da cidade. Reuniões de Trabalho Comunitário

Entre Abril e Junho realizaram-se 4 reuniões de trabalho com a comunidade, na Casa de São Sebastião, das 21h às 23h, com uma periodicidade de 15 dias. Estas sessões, nas quais participaram cerca de 50 pessoas, entre moradores, estudantes universitários e outros cidadãos interessados, tiveram como objetivo criar um grupo de trabalho para a conceção e execução de uma intervenção urbana temporária no vazio urbano. Assim, e ao longo das reuniões, foi possível perceber as necessidades e expectativas dos moradores face ao bairro e à rua, apresentar e discutir ideias sobre o que fazer no vazio, alcançar consensos e desenhar uma proposta concreta de intervenção. Nestas sessões implementaram-se metodologias de trabalho de grupo que permitiram desenvolver um processo gradual 52 . Vivacidade

Thanks to the collected testimonials, it was discovered that in the intervention area and its surroundings, there were many taverns that disappeared meanwhile. On the other hand, the residents also confided the things they liked the least in the neighbourhood and the expectations they had. This helped to construct the base that supported the process that followed. At the same time, the VivaCidade team elaborated a mural in stencil on a wall (property of the Aveiro’s City Hall) located on Rua Infante D. Henrique, as a way of promoting the project and improving the image of the area. The mural’s graphic elements represent tile patterns present in Aveiro and it refers to the dressing-up of the city. Community Work Meetings

Between April and June, there were 4 work meetings with the community, at Casa de São Sebastião, from 9pm to 11pm, and lasted 15 days. These sessions were attended by 50 people including residents, University students and other interested citizens, and their goal was to create a working group to create and execute a temporary urban intervention in the urban void. Thus, during the meetings, it was possible to understand the residents’ needs and expectations concerning the neighbourhood and the streets, to present and discuss ideas about what to do in the void, reach consensus and draw-up an intervention concrete proposal.


de desenho da proposta de intervenção. Com o City mapping - Flag the Spot! os participantes identificaram o melhor e o pior do bairro colocando bandeiras na fotografia aérea do bairro, o que permitiu identificar ideias, desejos e preocupações num brainstorming colaborativo. Por seu turno, através do World Café, em grupos de 4-5 pessoas, foi possível recolher ideias e trocar opiniões sobre temas específicos num ambiente informal e construir a identidade do grupo. Assim, ao longo deste processo, foi possível desenvolver uma proposta de intervenção consensual, perceber em que tarefas cada participante queria participar, definir grupos de trabalho específicos para a execução e, definir estratégias para envolver mais cidadãos na fase seguinte.

In these sessions, team work methodologies were implemented and this allowed a gradual process of the intervention proposal design to be developed. Thanks to the City mapping - Flag the Spot!, the participants identified the best and worst things in the neighbourhood by placing flags on the aerial picture of the neighbourhood. This helped to identify ideas, wishes and worries in a co-operative brainstorm. On the other hand, thanks to World Café and groups of 4-5 people, it was possible to collect ideas and exchange opinions about specific topics in an informal environment and also build a group identity. Therefore, during this process, it was possible to develop a consensual intervention proposal, understand in which tasks each participant wanted to engage in, define specific working groups for the execution and, define strategies to involve more citizens in the following stage.

Vivacidade . 53


54 . Vivacidade


Vivacidade . 55


“A partilha das energias num qualquer canto da Cidade de Aveiro, motivou um exemplo que queremos replicar no processo prioritário da sua qualificação física e da intensificação da sua vivência pelos Cidadãos, com a mente e a mão de muitos que disseram sim, optando por serem Obreiros. O sucesso da iniciativa VivaCidade, motiva-nos a escolher novos cantos e recantos da Cidade de Aveiro, para novas realizações, para termos mais encantos na Cidade que queremos cantar com a voz de todos, enaltecendo o trabalho que vamos realizando. Bem Hajam pela experiência e pela vontade de fazer Mais e Melhor. Contamos Consigo.” José Ribau Esteves, Presidente da Câmara Municipal de Aveiro

“Energy sharing, in any corner of the City of Aveiro, motivated a sample that we want to reproduce in the priority process of its physical qualification and strengthening of its experiencing by the citizens, with a mind and hand of many who agreed, opting to be Labourers. The initiative VivaCidade’s success motivates us to choose new nooks and crannies of the city of Aveiro for new executions, so we can have more enchantment in the city that we want to sing with everyone’s voices, thus, praising the work that we have been carrying out. Thank you for the experience and for the will of doing more and better. We count on you.” José Ribau Esteves, Mayor of Aveiro

56 . Vivacidade


“O projeto VivaCidade . Vestir os Vazios foi daqueles em que mais gostei de trabalhar e cujos resultados me fazem sentir muito orgulhosa e motivada. Ainda penso “Nós conseguimos!”. Conseguimos com que várias pessoas se empenhassem, que se conhecessem umas às outras e convivessem, que trabalhassem em conjunto... até que se formou uma bola de neve e, em determinadas alturas, já só me diziam o que tinham decidido e o que ia acontecer. Ou seja, já nada estava a ser promovido e organizado pela equipa inicial, os participantes tinham-se apropriado do projeto e da sua dinâmica! No início, pode ter sido algo estranho, mas se pensarmos bem, foi algo muito positivo e um definitivo sinal de sucesso. O interesse no espaço continua, pois os vizinhos organizaram-se e tomam conta do jardim. Esta semana alguém deixou vários vasos com flores no largo! Penso que desenvolvemos uma boa metodologia para trabalharmos com moradores e população em pequenos espaços urbanos. Devemos continuar.” Andreia Lourenço, Moradora e Câmara Municipal de Aveiro

“The project VivaCidade . Dressing-up the Voids was one of the projects in which I preferred to work on and whose results make me feel very proud and motivated. I still think “We did it!” We were able to get people determined, to make them know each other and be sociable, to get them to work together…and then, a snowball was formed and, at certain times, they would just tell me what they had decided and what was going to happen. In other words, nothing else was being promoted and organized by the initial team. The participants had taken over the project and its dynamics! In the beginning, it was a bit strange but, upon reflection, it was a very positive thing and a definite success signal. The interest on the place continues as the neighbours organized themselves to take care of the garden. This week, someone left many vases with flowers on the lake! I think we have developed a good methodology in working with the residents and the population in small urban spaces. We should continue.” Andreia Lourenço, Resident and Aveiro’s City Hall

Vivacidade . 57


“A Universidade de Aveiro tem sabido distinguir-se e afirmar-se pela relação que estabelece com a sociedade e com a Região. O desafio fundador, de se afirmar como uma universidade cívica, inovadora, aberta à sociedade e capaz de fazer face aos maiores desafios regionais, foi sendo respondido de forma capaz, num percurso que resultou numa forte interacção com o território. O seu impacto é sensível tanto pela formação da sua comunidade, como pelo conhecimento que vai criando e valorizando. O projecto Vivacidade é um bom exemplo deste compromisso. Em especial ao demonstrar que este envolvimento activo e cívico da Universidade de Aveiro também se faz através da sua comunidade académica: estudantes e antigos alunos. O desafio do Vivacidade é o de pensar o território, facilitar os processos de participação comunitária, de identidade local, de valorização do espaço público e de promoção da qualidade urbana. Este projecto exemplar de inovação social teve na Universidade de Aveiro, como não poderia deixar de ser, um parceiro empenhado e comprometido.” Filipe Teles, Pró-Reitor da Universidade de Aveiro “The University of Aveiro has been able to distinguish and assert itself by the relationship established with society and the region. The founding challenge of asserting itself as a civic, innovative University that is open to society and able to deal with major regional challenges, has been properly answered in a journey that resulted in a strong interaction with the territory. Its impact is sensitive, not only by the training of the community but also by the knowledge that it creates and values. The project VivaCidade is a good example of this commitment, mainly by demonstrating that this civic and active involvement of the University of Aveiro is also possible through its academic community: students and old students. The challenge of VivaCidade is to think of the territory, facilitate the processes of community participation, of local identity, of public space’s appreciation and the promotion of urban quality. As expected, this praiseworthy project of social innovation had the University of Aveiro as a dedicated and committed partner.” Filipe Teles, Pro-rector, University of Aveiro

58 . Vivacidade


Reforço da comunicação

Communication reinforcement

Concluída a primeira fase de reuniões de trabalho, no dia 12 de Julho (2014), realizou-se um Encontro de Moradores em formato de piquenique comunitário, com comida oferecida por restaurantes da envolvente e por moradores, onde foram apresentados à comunidade alargada do bairro, o processo de participação decorrido e a proposta de intervenção resultante. O evento contou com cerca de 70 pessoas que foram aparecendo para conhecer, validar ou propor alterações. No final, a proposta foi validada por unanimidade, tendo sido recolhidos vários contributos e ideias de melhoria da proposta, bem como contactos de pessoas com vontade em participar.

Having finished the first stage of work meetings on July 12th 2014, a Residents’ Meeting was held in a community picnic format, with food offered by local restaurants and residents. In the meeting, the completed participation process and the resulting intervention proposal were presented to the neighbourhood’s large community. The event had approximately 70 people that started showing up to get to know, validate or suggest alterations. At the end, the proposal was validated unanimously and, not only were many inputs and ideas for a better proposal collected but also contacts of people willing to participate.

Vivacidade . 59


Da intervenção temporária à permanente

Temporary intervention to permanent intervention

A tradição popular, quase perdida nas cidades, de ornamentar as varandas e janelas com colchas em dias festivos, essencialmente de carácter religioso, num gesto de celebração e embelezamento, que esteve na base do projeto VivaCidade. Vestir os Vazios da Cidade foi ganhando novas formas de expressão. Se a primeira ideia era trabalhar este costume através de processos criativos ao nível do design, arquitetura ou artes plásticas para desenvolver intervenções urbanas temporárias nos vazios selecionados, o desenrolar do processo participativo e os estudos realizados adicionaram informação essencial ao projeto conduzindo a um novo conceito de intervenção de base mais permanente.

New forms of expression were found concerning the almost inexistent cities’ popular tradition of decorating balconies and windows with bedspreads on festive days, especially religious ones, in a gesture of celebration and embellishment which was the basis of the project VivaCidade. Dress-up the City Voids. If the first idea was to work on this tradition through creative processes in terms of design, architecture or fine arts to develop temporary urban interventions on the selected voids, the unfolding of the participative process and the undertaken cases added essential information to the project that lead to a new intervention concept of a more permanent basis.

As ideias, necessidades e expectativas de todos os que participaram no projeto, desde os moradores e estudantes universitários a outros cidadãos, progrediram numa proposta concreta. O processo de participação permitiu alcançar um consenso relativamente ao que se pretendia para o vazio urbano: «Uma zona de estar com jardim, cor, mobiliário lúdico e um mural, que faça referência à antiga taberna que aí existiu. Um espaço para todos e para todas as idades». As soluções desenhadas e os materiais pensados tiveram em conta o carácter de baixo custo da intervenção. Estipularam-se alguns elementos estruturantes a 60 . Vivacidade

The ideas, needs and expectations of all those who participated in the project such as residents, University students and other citizens progressed to a concrete proposal. The participation process managed to reach a consensus regarding what was expected for the urban void: «A seating area with a garden, colour, ludic furniture and a mural that can refer to the old existing tavern. A place for all and for all ages». The drawn solutions and the designed materials took the intervention’s low cost into account. Some yet to be developed structuring elements were stipulated by a more detailed design: a gantry that invites you to go in and gives continuity


desenvolver por um desenho mais pormenorizado: um pórtico que convide a entrar e dê continuidade ao edificado existente, uma zona de estar, um mural alusivo à taberna, mantendo o nicho existente, uma zona verde e lúdica, vertical e horizontal, e três árvores. Após a pausa de Verão, seguiu-se a fase de avaliação e aprovação formal da qual resultou um realinhamento de estratégia para a execução do projeto. Foi contratado o especialista Pedro Galego que ficou responsável pela construção da intervenção, também participada, e o projeto pensado por todos transformou-se num plano de execução que foi aprovado, a 31 de Outubro, pelo executivo da Câmara Municipal de Aveiro, por unanimidade. Realizaram-se, ainda, mais duas reuniões de trabalho, em Novembro, para fechar a proposta final de intervenção e definir os grupos de trabalho para a implementação no terreno.

to the existent building, a seating area, a mural that portrays the tavern, maintaining an existent niche, a vertical and horizontal green ludic area, and three trees. After the summer break, there came the evaluation stage and the formal approval from which a strategy realignment for the project’s execution came about. The expert Pedro Galego was hired and he became responsible for the construction of the intervention, thus also participated, and the project thought about by all transformed itself in an execution plan which was unanimously approved on October 31st by Aveiro’s City Hall administration. Two more work meetings took place in November in order to close the final intervention proposal and define the working groups for the field implementation.

Vivacidade . 61


A qualificação do vazio - implementação do projeto

The Void qualification – implementation of the project

Depois de um ano de preparação e planeamento da intervenção chegou a fase mais entusiasmante e, também por isso, a mais mobilizadora: a fase de implementação do projeto, isto é, a transformação do vazio urbano num espaço qualificado. Numa lógica de intervenção de baixo custo, foi necessário garantir, previamente, os apoios, quer em materiais (madeiras, pedra para a calçada, tintas, árvores, arbustos e trepadeiras, argamassas, azulejos, entre outros), quer em trabalhos especializados (preparação e limpeza do terreno, transporte de entulho, assentamento da calçada, intervenção na parede de adobe, aplicação de azulejos), assim como outros serviços (fornecimento de água, licenças, alojamento, alimentação).

After a year spent on preparing and planning the intervention, the more enthusiastic and also the more inspiring stage occurred: the project implementation stage; that is, the transformation of the urban void into a qualified space. In terms of a low-cost intervention logic, it was necessary to previously guarantee the resources, whether they may be in materials (wood, paving stones, paint, trees, shrubs and vines, mortars, tiles, among others), in specialized work (property preparation and cleaning, rubble transport, paving stones settlement, intervention on the adobe walls, tile application) or other services as well (water supply, licences, housing, food supply).

Neste sentido, a equipa de angariação de apoios solicitou a empresas locais os materiais e os serviços necessários, que prontamente se disponibilizaram a colaborar. Alguns dos mecenas conseguiram, também eles, outros apoios, tendo ainda surgido apoios espontâneos durante a realização da obra, dada a maior visibilidade do projeto na envolvente do vazio urbano. Por outro lado, a reutilização de materiais foi outro dos processos utilizados nesta fase, como a pedra da calçada, retirada de outra obra realizada pela Câmara Municipal, ou as madeiras provenientes de demolições. Por fim, o orçamento disponível do projeto garantiu os restantes materiais e permitiu assegurar parte dos custos dos jardins verticais, árvores, consumíveis necessários para a construção, entre outros. 62 . Vivacidade

In this sense, the fundraising team asked local companies for materials and necessary services, and they offered to collaborate immediately. Some supporters were also able to get more contributions. Other spontaneous donations were given during the undertaking of the project since there was an enhanced visibility in the surrounding area of the urban void. On the other hand, the reuse of materials was another one of the processes used at this stage such as the paving stones which were taken from another site carried out by the City Hall, or the wood that came from demolitions. Finally, the available budget for the project assured the remaining materials and ensured some of the costs related to vertical gardens, trees, necessary construction supplies, among others.


Vivacidade . 63


Os contatos desenvolvidos permitiram estabelecer parcerias com entidades diversas, para A concretização da intervenção, tais como: o coletivo Aveiro Sketchers que colaborou na conceção do mural e pintura dos azulejos; o coletivo Hack’Aveiro que desenvolveu a uma instalação digital interativa; DDL Argamassas que forneceu argamassas e apoio técnico para a reabilitação da parede de adobe do vazio urbano; a Bem - Haja Construções, Unipessoal Lda que ajudou na reabilitação da parede de adobe; a Primus Vitoria que forneceu os azulejos para o mural; as Tintas Sotinco que doaram tintas e vernizes para o tratamento e pintura do mobiliário urbano construído; a Associação Portuguesa para a Reabilitação Urbana e Proteção do Património (APRUPP) que apoiou através do seu projeto Repositório de Materiais que visa um reencaminhamento correto de materiais de construção usados, quer para reutilização quer para transformação; a AG Demolições que forneceu uma parte substancial das madeiras necessárias, recuperadas de demolições efetuadas e realizou os trabalhos de terraplanagem do vazio; a Civilria que aplicou a calçada; o CEARTE, a Clorofila Total e o Aveiro em Transição no apoio à conceção dos jardins vertical e horizontal; a HFN, que forneceu terra vegetal; o Aveiro Rossio Hostel que apoiou no alojamento da equipa Metaland; as Tricotadeiras de Aveiro que vestiram e coloriram algumas peças de mobiliário; a GingArt Magazine com todo o apoio à comunicação e documentação do projeto na fase de intervenção; e, por último mas não menos importante, Maria Pereira Trindade & Maria Sílvia Lourenço, proprietárias da loja cedida para a Oficina VivaCidade; a Casa De São Sebastião e o Espaço Aqui à Volta pelo apoio incondicional, ao longo de todo o processo, quer pela disponibilização de espaços para reuniões e oficinas, quer pelo apoio logístico durante as obras; e a equipa da Metaland, que se juntou ao especialista Pedro Galego, na organização e coordenação das oficinas e na construção do mobiliário. 64 . Vivacidade


The established contacts made it possible to develop partnerships with diverse entities in order to complete the intervention. These were: the collective Aveiro Sketchers that collaborated in the mural conception and tile painting; the collective Hack’Aveiro that developed an interactive digital installation; DDL Argamassas that supplied mortars and technical support to the rehabilitation of the adobe wall of the urban void; Bem - Haja Construções, Unipessoal Lda that helped in the reconstruction of the adobe wall; the Primus Vitoria that supplied the tiles for the mural; Tintas Sotinco that donated painting and varnishes for the treatment and painting of the built urban furniture; Associação Portuguesa para a Reabilitação Urbana e Proteção do Património (APRUPP) that supported with their project Repositório de Materiais that aims at a correct recognition of used construction materials used either for reuse or transformation; AG Demolições that supplied a substantial part of wood which was necessary and recovered from carried out demolitions, and implemented ground-leveling work on the void; Civilria that laid the paved stones; the CEARTE, the Clorofila Total and the Aveiro em Transição that helped out in the creation of the vertical and horizontal gardens; the HFN that supplied vegetable soil; the Aveiro Rossio Hostel that helped out in the housing for the Metaland team; the Tricotadeiras de Aveiro that adorned and coloured some pieces of furniture; the GingArt Magazine that helped out with all the project communication and documentation during the intervention stage; and last but not least, Maria Pereira Trindade & Maria Sílvia Lourenço, owners of the shop that was lent to the Oficina VivaCidade; Casa De São Sebastião and Espaço Aqui à Volta for their unconditional love during all the process whether by providing places for meetings and workshops, or by giving logistic support during the work; and the team Metaland that joined Pedro Galego in the workshop organization and coordination and in the furniture building. Vivacidade . 65


O espaço “Oficina VivaCidade”

Para a intervenção no vazio era necessário um espaço de oficina e armazém. Conseguiu-se uma antiga loja fechada há cerca de 20 anos, e uma casa devoluta, ambas na Rua de S. Sebastião, junto ao vazio graças à disponibilidade dos proprietários. Firmado um contrato de comodato por três meses, fez-se uma limpeza e remodelação ligeira do espaço. A Oficina VivaCidade veio a revelar-se fundamental, não apenas para o que estava inicialmente previsto – oficina e armazém para materiais e ferramentas – mas, também, na mobilização de moradores e outros cidadãos, já que se tornou um espaço de encontro, de realização das oficinas, de concertos informais e outras iniciativas que foram sendo criadas por iniciativa de muitos coletivos e grupos da cidade que se aliaram ao projeto.

66 . Vivacidade

The space “Oficina VivaCidade” (“VivaCidade’s Workshop”)

A space for the workshop and the warehouse was necessary for the intervention in the void. Hence, thanks to their owners’ willingness, it was possible to find an old shop that had been closed for about 20 years, and a vacant house. Both of them were located on Rua de S. Sebastião near the void. After the lending contract had been signed, the space was cleaned and slightly remodeled. The Oficina VivaCidade proved to be fundamental, not only to what it had been initially expected – workshop and warehouse for materials and tools – but also in the mobilization of residents and other citizens since it became a meeting place, a place for workshops to be carried out, a place for informal concerts and other initiatives that were being set up by many city collectives and groups that joined the project.


Vivacidade . 67


68 . Vivacidade


Vivacidade . 69


As oficinas do projeto VivaCidade

Ao longo das três semanas de Março (2015) em que decorreu grande parte da intervenção no vazio, a Oficina VivaCidade acolheu cerca de 15 oficinas relâmpagos – carpintaria, ilustração, eletrónica, tricô, manutenção de jardins, etc. – dinamizadas por coletivos artísticos, associações locais e outros grupos informais, com uma média de 15 participantes cada. Por sua vez, os participantes da Oficina Permanente construíram as peças de mobiliário urbano (cadeiras, bancos e mesas), previamente escolhidas pelos futuros utilizadores e que foram, posteriormente, personalizadas pelo grupo de ilustradores. O espaço da Oficina VivaCidade esteve sempre de porta aberta, estimulando a curiosidade e convidando a entrar, conhecer e participar. Muitos foram os curiosos que por lá passaram, acabando alguns por ficar e aderir ao projeto. Esta abordagem de abertura à comunidade permitiu que qualquer pessoa se associasse, em fases distintas e com diferentes níveis de compromisso, transformando o resultado no somatório de contributos. Por sua vez, o Curso de Formação em Jardins Verticais, orientado pelo CEARTE, com a duração de 40h em horário pós-laboral, realizou-se no espaço Aqui à Volta (cedido pela Casa de São Sebastião) por questões técnicas e de logística. A parte prática do curso foi concretizada com o desenho e instalação dos jardins verticais no vazio urbano. 70 . Vivacidade

The Project VivaCidade’s Workshops

Over the course of three weeks in March (2015) when an extended part of the void intervention occurred, the Oficina VivaCidade hosted 15 flash workshops – carpentry, illustration, electronics, knitting, garden maintenance, etc. – hosted by artistic collectives, local associations and other informal groups with an average of 15 participants each. In turn, the participants of the Permanent Workshop built urban furniture pieces (chairs, stools and tables) that were previously chosen by future users and that were posteriorly personalized by the group of illustrators. The space Oficina VivaCidade always had their doors open, therefore, stimulating curiosity and inviting people in to get to know it and participate. Many curious people visited the place and some ended up staying and joining the project. This openness to the community approach allowed any person to join the project, in distinct stages and with different levels of commitment, therefore transforming the result into a combination of contributions. In turn, the training course in Vertical Gardens, led by CEARTE, for a period of 40 hours in the evenings, was carried out in the space Aqui à volta (lent by Casa de São Sebastião) due to technical and logistic issues. The practical part of the course was completed with the drawing up and installation of the vertical gardens in the urban void.


Vivacidade . 71


72 . Vivacidade


Vivacidade . 73


74 . Vivacidade


Vivacidade . 75


76 . Vivacidade

Processo de comunicação

Communication process

No âmbito do plano de comunicação do projeto, para além dos tradicionais meios de comunicação – ações de rua, imprensa e rádios locais, distribuição de desdobráveis porta-a-porta, facebook e website, ações de divulgação na Universidade e piquenique comunitário – foi, ainda, utilizado um outro meio de comunicação, um cubo de madeira, produzido em grande quantidade (250 exemplares): o “Cubo Novo Largo”. Este objeto teve uma dupla finalidade: a comunicação e promoção do projeto e a construção de uma escultura coletiva no vazio, com todos os cubos.

Within the overall project’s communication plan, besides the traditional media – street actions, press and local radios, door to door leaflets distribution, Facebook and websites, University disseminating actions and a community picnic – another means of communication was also used: a wooden cube produced in high quantity (250 samples): the “Cubo Novo Largo”. This object had a dual goal: the communication and promotion of the project and the construction of a collective sculpture in the void with all the cubes.

Nas duas semanas que antecederam a intervenção no vazio, o “Cubo Novo Largo” foi distribuído, um a um, pelos moradores, comércio local, parceiros institucionais e outros cidadãos. No ato de oferta do “Cubo Novo Largo”, gerava-se diálogo, convidava-se as pessoas a decorá-lo e a trazê-lo de volta, nos dias finais de qualificação do vazio, para com eles construir uma escultura coletiva. Tratou-se de um processo eficaz conseguindo envolver os cidadãos, em particular as crianças que foram as mais entusiastas e criativas no processo de decoração do objeto.

During the two weeks prior to the intervention in the void, the “Cubo Novo Largo” was distributed, one by one, by the residents, local commerce, institutional partners and other citizens. Upon offer of the “Cubo Novo Largo”, dialogue was built, people were invited to decorate it and bringing it back, during the final days of the void’s qualification, in order to use them to build a collective structure. It was an efficient project that was able to get the citizens involved, especially the children who were the most enthusiastic and creative in the decoration of the object.


Vivacidade . 77


78 . Vivacidade


Vivacidade . 79


80 . Vivacidade


“Com o vivacidade ganhámos afecto ao lugar! Partilhámos as responsabilidades do desenho e da sua concretização, acompanhámos o início de vida, vivemos as primeiras preocupações, fomos contornando os problemas e sentimos a satisfação de vermos crescer um espaço NOSSO.” Ângela Cunha, Câmara Municipal de Aveiro “Thanks to VivaCidade, we gained affection to the place. We shared the responsibilities of the drawing and its implementation, we accompanied its life beginning, we lived the first worries, we negotiated the problems and we felt pleased for seeing a space grow into a space of OUR own.” Ângela Cunha, Aveiro’s City Hall

Vivacidade . 81


82 . Vivacidade


“A história conta-se em poucas linhas. A primeira começa por era uma vez um vazio.... As seguintes apresentam as personagens, uma a uma: há o Cidadão 1, o Cidadão 2, e por aí fora. O conflito é simples e descreve-se em meia dúzia de linhas: a Vontade e o Querer apaixonam-se, mas a Indiferença tudo faz para os separar. Uma espécie de Romeu e Julieta, sem varanda mas com um vazio urbano em fundo. Por fim, o desenlace, não mais que duas ou três linhas: um dia os Cidadãos acordam derrotar, juntos, o vazio da Indiferença, fazendo valer, assim, a aliança entre a Vontade o Querer. A celebração foi bonita: compareceu o Presidente, que logo foi rodeado pelas muitas crianças presentes. Famílias inteiras, estudantes, músicos e jardineiros, até estrangeiros vieram, naquele dia, ver a união entre a Vontade e o Querer, ao Largo de S. Sebastião.” Henrique Praça, SETEPÉS, Lda “The story is told in a few lines. The first one starts with “Once upon a time, there was a void…” The following ones present the characters, one by one: there’s Citizen 1, Citizen 2 and so on. The conflict is simple and it is described in half a dozen lines: the Will and the Desire fall in love but the Indifference does everything to separate them. It’s just like Romeo and Juliet with no balcony but with an urban void on the background. At last, the ending, no more than two or three lines: one day, the citizens wake up and together they defeat the void in Indifference, therefore upholding the alliance between Will and Desire. The celebration was beautiful: the President showed up and he was immediately surrounded by many children that were there. Entire families, students, musicians and gardeners, even foreigners showed up that day at Largo de S. Sebastião to see the union between Will and Desire.” Henrique Praça, SETEPÉS, Lda

Vivacidade . 83


84 . Vivacidade


Vivacidade . 85


86 . Vivacidade


Síntese de um trajeto: riscos, ameaças e desafios

Trajectory synthesis: risks, threats and challenges

O diagrama seguinte pretende descrever, em síntese, a evolução do VivaCidade desde o seu início à sua conclusão. Foi um processo que enfrentou risco e ameaças, defrontou desafios, passou por fases e períodos distintos, mobilizou pessoas, gerou e fortaleceu relações, produziu ideias e concretizou ações.

The diagram that follows intends to synthetically describe VivaCidade’s evolution from its beginning to its conclusion. It was a process that faced risks and threats, confronted challenges, went through different stages and periods, mobilized people, created and strengthened relationships, produced ideas and achieved actions.

fatores de influência

Influential Factors

Bolsa de projeto; Financiamento; Receitas

Grant; Funding; Revenue

Conflito: Interno; Externo

Conflict: Internal; External

Impulso Forte

Strong Impulse

Atenção dos Media; Advocacy

Media Atention; Advocacy

Políticas

Policy

Intervenção Urbana

Intervention in Urban Space

Intervenção; Oficinas

Intervention; Physical Workshop

Laboratório

Experiment Vivacidade . 87


2014

2015

Aprovação da câmara municipal

PROJETo Nível de impacto (ex. participação da comunidade, visibilidade nos media)

Jun

Embaixador

AUCh Academia Convo- bolsa catória projeto I Berlim

Fatores de influência

Mar

Academia II Atenas

Academia III Zugdidi

Academia IV Lublin

1ª resposta positiva

Abertura Oficina VivaCidade

100%

50%

0%

Atividade do projeto

4 reuniões com comunidade

mural em stencil

recolha de memórias

aprovação do projeto 2+1 reuniões com comunidade

aprovação pela comunidade

ações de rua

intervenção física e oficinas recolha de materiais e apoios abertura da Oficina

pic nic

TEMPO

Intensidade do projeto (energia dedicada) máx méd min

Panorama da equipa

Equipa permanente

Equipa alargada

setor público setor privado

cultura sociedade civil

setor público

cultura sociedade civil

PESSOAS

Participação da comunidade

88 . Vivacidade Créditos: Actors of Urban Change

Coletivos informais

Especialista 1

Coletivos informais Especialista 2

30

Pedro Galego

20

50

CEARTE

350


2014

2015

City Hall Approval

Open AUCh Call Grant

Influential factors

PROJECT Impact level (e.g. community engagement, media visibility)

Mar

Jun

Ambassador

Berlin AM

Athens AM

Zugdini AM

1st positive answers

Lublin AM

Workshop opening

100%

50%

0%

4 community meetings

Project activities wall painting

collective memories

project approval 2 + 1 community meetings physical intervention and workshops

community approval in kind fundraising

street actions

workshop opening

pic nic

TIME

Project intensity (energy invested) max midi min

Core team

Team constellation

Extended team

public sector private culture-civil sector sector

public sector

culture-civil sector

PEOPLE

Community involvement

Informal focus group

30

50

Expert 1 Pedro Galego

Informal focus group

20

Credits: Actors of Urban Change

Expert 2 CEARTE 350

Vivacidade . 89


90 . Vivacidade

2. APRENDIZAGENS

2. APPRENTICESHIPS

Elencamos neste capítulo um conjunto de ideias que resultaram de uma reflexão sobre a experiência de trabalho durante o ano e meio que durou o projeto VivaCidade: os fatores de sucesso em processos de envolvimento dos cidadãos e as aprendizagens que daqui resultaram.

This chapter shows a number of ideas that resulted in a reflection about work experience during the year and a half that the project VivaCidade lasted, mainly the key factors to success in people’s involvement processes and the learning acquisitions achieved from it.

Fatores de sucesso em processos de participação e envolvimento dos cidadãos

Success key factors in processes of people’s involvement and participation

| O planeamento, organização e execução de cada reunião de trabalho com cidadãos, devem ser de curta duração (2h), com objetivos simples e claros e tendo em vista um resultado a alcançar bem definido.

| The planning, organization and execution of every short-term working meeting with the citizens (2 hours) with simple clear goals aiming at a well-defined achieved result.

| A utilização de metodologias de participação e envolvimento dos cidadãos participantes devem promover o debate informado e a tomada de decisão por consenso ou maioria.

| The use of participant citizens’ involvement and participation methodologies to promote some informed debate, consensus building and decision-making.

| Envolver coletivos artísticos locais e associações, dos pequenos negócios na envolvente da intervenção (restaurantes, padarias, lojas), empresas e especialistas para a coordenação de oficinas.

| The involvement of artistic collectives and local associations, of small businesses in the surrounding intervention area (restaurants, bakeries, shops), of companies and specialized team for the workshops’ coordination.

| Oficinas e eventos culturais informais, como os almoços e pic-nics, organizados e realizados no local durante a intervenção atrai muitos participantes e dá visibilidade ao projeto.

| The workshops and the organized events such as lunches and picnics, whether in Oficina VivaCidade or in the void, that captivated participants and provided greater visibility to the project.

| A participação na equipa de um funcionário da Câmara Municipal, fazendo a ligação permanente com os diferentes serviços autárquicos (cultura, obras, comunicação) e o gabinete da presidência é fundamental.

| The participation of a City Hall employee in the team, making a permanent connection with the different municipal services (culture, construction, communication) and the president’s office is fundamental.

| A figura do “Embaixador do Projeto”, personalidade de relevo no contexto local dá credibilidade ao projeto e promove contactos com empresários e ajuda na procura de apoios.

| The “Project’s Ambassador”, a key character in the local context to give credibility to the project and promote contacts with entrepreneurs and fundraising.


Vivacidade . 91


Lições a retirar do projeto

| Os processos de envolvimento e participação de cidadãos exigem tempo para se consolidarem, pelo que impõem acompanhamento e especial atenção por parte das autoridades locais. | A comunicação, um para um (face a face) é um fator fundamental, numa lógica de proximidade e de tempo para escutar e dialogar.

| The processes of citizens’ involvement and participation take time in order to consolidate themselves, hence, imposing monitoring and special attention by local authorities. | The one-to-one (face to face) communication is a fundamental factor in a close and time logic to listen and discuss.

| O apoio dos media locais é essencial: acrescenta credibilidade e aumenta a confiança da comunidade e das autoridades locais.

| The support from the local media is essential: it adds credibility and increases confidence in the community and local authorities.

| “Embaixadores do Projeto”: Encontrar personalidades locais de relevo (empresarial, científico, académico, ou de outra índole), verdadeiramente interessadas e comprometidas com o projeto é essencial para promover e facilitar encontros, ativar processos de advocacy e angariar apoios.

| “Project’s Ambassador”: find local high profile people (corporate business, scientific, academic related or among other types), truly interested in and committed to the project, is essential to promote and facilitate meetings, activate advocacy processes and raise funds.

| Uma vez iniciado o processo, não é possível voltar atrás; é preciso levá-lo até ao fim, ou o descrédito neste tipo de processos de cidadania participativa é inevitável. Há que ir fazendo ajustes ao longo do caminho. Por isso, convém ter sempre em mente que “Não podemos controlar o vento, mas podemos ajustar as velas”. | Se o período de tempo que decorre entre reuniões (debate de ideias e decisão) e a prática (ações daí decorrentes) não é o mais adequado (muito longo ou ineficaz), o sentimento de frustração facilmente se apodera dos participantes. A gestão das expetativas e desejos dos participantes é crucial! | O grupo de participantes envolvido no projeto é sempre muito frágil, exigindo uma constante gestão de expetativas e motivação. Daí, ser necessário encontrar e envolver “líderes locais”: moradores com carisma e perfil de liderança para garantir a continuidade, a ligação, a perseverança e a confiança de todos no resultado final a alcançar.

92 . Vivacidade

Lessons to be drawn from the project

| Once the process begins, it’s impossible to go back; it’s necessary to pursue it until the end, otherwise, a discredit in this type of participative citizenship processes is inevitable. Changes should be made along the way. Therefore, we should bear in mind that “We cannot control the wind but we can adjust the sails”. | If the period of time that occurs between meetings (debate of ideas and decisions) and practice (resulting actions form it) isn’t the most adequate (very long or inefficient), the feeling of frustration easily takes over the participants. The expectations’ management and the participants’ wishes are crucial! | The number of participants involved in the project is always very fragile, it demands constant expectations’ management and motivation. Thus, it is necessary to find and get “local leaders” involved: residents with charisma and leadership profiles to guarantee continuity, connection perseverance and everyone’s trust in the final achievable result.


Vivacidade . 93


94 . Vivacidade


Vivacidade . 95


“Durante o caminho fiz amigos incríveis - um grupo heterogéneo e improvável que me acompanhou neste desafio. Juntos acreditamos e lutamos por um sonho tão simples como entusiasmante. Não vivo em Aveiro, fui apresentado à cidade ao longo deste meses. E descobri que uma cidade sem amigos pode ser bonita, mas é anónima. Pode ser alegre, mas é cínica. Pode ser eficaz, mas é inóspita. Descobri que cultivar a empatia é o ingrediente mágico para construirmos a cidade onde gostamos de viver. E que a amizade pode contagiar todos os que partilham, dia após dia, o entusiasmo e os obstáculos de dar vida à cidade, juntos.” Pedro Galego, Metaland - Coordenador das Oficinas VivaCidade

“Vivacidade é cooperação, entendimento e partilha. Experimentação e construção coletiva. Num percurso pelos cinco sentidos construiu-se uma narrativa com os moradores. Aos olhares serenos que fugazmente e num arrepio se cruzavam com aquele vazio, foram recuperadas memórias e imagens de um passado mais ou menos distante. Demos voz e ouvidos a estórias e indignações, numa construção coletiva de vontades e estratégias. Recuperaram-se valores de encontro e de partilha e por momentos o vivacidade entrou na rotina dos serões. Criaram-se expectativas, os cidadãos mobilizaram-se e as ideias, por via das mãos atarefadas, transformaram-se em artefactos vivenciáveis, desenhos coloridos, plantas geometricamente organizadas e momentos de degustação de iguarias gastronómicas gentilmente confeccionados por mãos carinhosas. Criaram-se aprendizagens e amizades, aqui e além fronteiras. Quebrou-se um mito. Os cidadãos envolvem-se, experimentam, constroem e cuidam.” João Pedro Rosa, 4iS - Plataforma para a Inovação Social

96 . Vivacidade


“During this path I made incredible friends - an heterogeneous and improbable group who accompanied me during this challenge. Together we believed and fought for a dream as simple as it was exciting. I don’t live in Aveiro, I was introduced to the city during these months. And I discovered that a city without friends can be pretty, but it’s anonymous. It can be cheerful, but it’s cynical. It can be efficient, but I’ll be inhospitable. I discovered that fostering empathy is the magical ingredient to build the city we like to live in. And that friendship can be contagious between all those who share, day after day, the excitement and the obstacles of giving life to the city, together.” Pedro Galego, Metaland - VivaCidade Workshops´ coordination

“VivaCidade is co-operation, understanding and sharing, experimentation and collective construction. On a journey through the five physical senses, a narrative with the residents was built. To the serene glances that fleetingly and in a shiver came across with that void, memories and images of a more or less distant past were recovered. We have given voice and ears to stories and indignations, on a collective construction of wishes and strategies. Values of gathering and sharing were recovered and, for a while, VivaCidade became a part of the evening routine. Expectations were created, the citizens mobilized themselves and the ideas, through the help of busy hands, transformed themselves into living artefacts, coloured drawings, geometrically organized plants and moments of gastronomical tasting of delicacies cooked by caring hands. Learning and friendships were created here and abroad. A myth was broken. The citizens get involved, they experiment, they build and they care.” João Pedro Rosa, 4iS - Platform for Social Innovation

Vivacidade . 97


98 . Vivacidade


Vivacidade . 99


100 . Vivacidade


1. UM PROGRAMA PARA A CIDADE

1. PROGRAMME FOR THE CITY

O planeamento urbano, em particular as estratégias de reabilitação urbana, parte do diagnóstico e da definição de requisitos para encontrar as soluções que melhor se adequam a determinada realidade. É dessa avaliação que surgem as ações e projetos a desenvolver. Neste quadro, e dentro de uma operação de conjunto, em que os utilizadores também devem contribuir nos momentos de participação previstos, deve ser considerada a possibilidade dos cidadãos utilizadores poderem assumir, também, o papel de promotores, acompanhando as soluções desde o momento da identificação das necessidades até à concretização da intervenção.

The urban planning, mainly the urban rehabilitation strategies, starts with the diagnosis and definition of requirements to find the solutions that are more adequate to each specific reality. This evaluation originates actions and projects to be developed. With this in mind, and being within a group operation where the users should also contribute during the foreseen participation moments, we should consider the possibility of citizen users being able to take on the role of promotors, thereby being a part of the solutions from the moment they identify the needs until the execution of the intervention.

A possibilidade de corrigir os problemas sentidos e cuidar dos espaços com os quais temos maior proximidade confere a cada intervenção motivações e compromissos especiais. Ao haver correspondência entre as intervenções e as necessidades da população, ou de uma determinada comunidade, há a garantia do seu interesse e disponibilidade para a construção e manutenção. Até mesmo as intervenções temporárias, de curta duração, podem significar o envolvimento de uma variedade de atores. Deste modo, os resultados obtidos ultrapassam a resposta imediata ou a solução encontrada, transformando os projetos e respetiva implementação, em processos com efeitos mais prolongados. Por sua vez, estes processos podem servir para testar algumas respostas, permitindo

The possibility to remedy experienced problems and care for the spaces with which we are closer to, it grants motivation and special commitment to each intervention. When there is conformity between the interventions and the needs of the population or of a certain community, its interest and willingness on the construction and maintenance is guaranteed. Even the temporary short-term interventions may imply the involvement of a variety of actors. As a result, the obtained results go beyond the immediate response or the found solution, changing the projects and its own implementation into processes with greater impacts. In turn, these processes may serve to test some questions and allow for an adaptation of the predicted territorial programming. Vivacidade . 101


mês 0 e 1

mês 2

mês 3 a 6

mês 6 a 10

| Divulgação e apresentação do programa

| Entrega das propostas base | Seleção

| Desenvolvimento da solução | Proposta final | Aprovação

| Implementação

Apoio de especialista Envolvimento parcerias e comunidade

adaptar a programação territorial prevista. Construir espaços de uma forma participada exige tempo de trabalho, entre parceiros e com a administração local, e tempo para moldar novas formas de fazer, não consideradas pela regulamentação existente. É necessário considerar os momentos de discussão e aprovação, afinando os métodos para ultrapassar os obstáculos. Mas exige sobretudo abertura para considerar soluções menos tradicionais e flexibilidade entre todos os participantes. De forma a considerar uma gradual adaptação a novas metodologias de intervenção, as ações a desenvolver, físicas e imateriais, deverão ser de pequena escala. Assim é possível garantir a execução em períodos de tempo reduzidos e assegurar a mobilização da rede durante a sua duração. A validação da proposta pela comunidade depende do envolvimento de vários atores, que deverão representar sectores distintos como garantia de que a intervenção a implementar corresponde a uma necessidade comum. É igualmente importante perceber os interesses de cada parceiro e identificar os objetivos comuns, assumindo que alguns serão contraditórios.

Metodologia Ao longo de um ano e meio, o projeto VivaCidade foi, também, um processo de 102 . Vivacidade

Building spaces in a participative form demands working time between partners and the local administration, and time to mold new ways of doing that are not taken into consideration by the existing regulation. It is necessary to consider moments of discussion and approval, thus, enhancing the methods to overcome the obstacles. Nonetheless, it mostly demands openness to consider less traditional solutions and flexibility between all the participants. In order to consider a gradual adaptation to new intervention methodologies, the actions to be developed, whether physical or immaterial, should be small scale ones. Thus, it is possible to guarantee the execution in short time periods and to ensure the network mobilization during its durability. The validation proposed by the community depends on the many actors’ involvement, as they should represent distinct sectors as a guarantee that the intervention to be implemented corresponds to a common need. It is equally important to understand each partner’s interests and to identify common goals, acknowledging that some of these will be contradictory.

Methodology For a year and a half, the project VivaCidade was also a learning process. The achieved results, combined with experience and acquired skills, allowed for a development of a programme that includes


1st month

2nd month

| Disclosure and presentation of the programme

| Delivery of the baseline proposals | Selection

3rd to 6th month

6th to 10th month

| Solution development | Final proposal | Approval

| Implementation

Expert support Partnerships and community involvement

aprendizagem. Os resultados alcançados, aliados à experiência e aos conhecimentos adquiridos, permitiram desenvolver um programa que inclui as questões que se revelaram fundamentais para otimizar os resultados pretendidos. O programa pretende estimular e apoiar iniciativas de transformação do espaço urbano, através de intervenções de pequena escala, com soluções de baixo custo, associadas a processos de participação cívica. Definiram-se metodologias e critérios para que a transformação urbana possa corresponder a um real desenvolvimento e reforço das comunidades locais. Estruturou-se o programa em 4 fases distintas: definição das normas e divulgação do projeto, entrega das propostas base e seleção, desenvolvimento e aprovação da proposta final e, implementação. FASE 0 | Definição das normas e divulgação do projeto

A identificação das áreas prioritárias deverá ser feita anualmente dentro das linhas definidas pela estratégia comum para a cidade/concelho que irão determinar os requisitos específicos. Podem ser escolhidas áreas específicas para intervencionar tais como, áreas degradadas, áreas socialmente desfavorecidas ou centros de identidade cultural, ou para a promoção e sensibilização para determinados temas como a acessibilidade, a mobilidade suave, ambiente e energia, igualdade, entre outros. As propostas deverão assegurar os intentos de promover a qualidade de vida, através

the questions that turned out to be fundamental in order to optimize the intended results. The programme intends to stimulate and support urban space transformation initiatives through small scale interventions, with low-cost solutions associated to civic participation processes. Methodologies and criteria were defined so that the urban transformation can correspond to a real development and reinforcement of local communities. The programme was structured in 4 different stages: definition of standards and project promotion, delivery of the baseline proposals and selection, final proposal’s development and approval, and implementation. STAGE 0 | Definition of standards and project promotion

The identification of priority areas should be done annually within drawnup lines by common strategy for the city/ municipality that will determine the specific requirements. Specific areas such as degraded areas, socially deprived areas and cultural identity centres can be chosen to intervene, to promote and raise awareness to certain themes such as accessibility, soft mobility, environment and energy, equality, among others. The proposals should ensure the intentions of promoting quality of life through an improvement in welfare conditions such as the promotion of accessibility and active mobility, the intergenerational meeting and the functionality of spaces for different Vivacidade . 103


da melhoria das condições de bem-estar, como a promoção da acessibilidade e mobilidade ativa, o encontro intergeracional e a funcionalidade dos espaços para diferentes usos; reforçar a identidade local, transformando os espaços como forma de promover o sentido de pertença e orgulho; envolver setores distintos e garantir o compromisso de cidadãos, associações, tecido empresarial e instituições públicas; diversificar a participação, integrando diferentes grupos etários e sociais; promover a cidadania ativa, incentivando o envolvimento direto dos participantes desde a identificação da solução até à sua execução; promover a facilidade de manutenção da solução, clarificando o carácter de permanência que se prevê e quais os custos necessários; e garantir a qualidade da solução, procurando a melhoria da imagem urbana, com soluções criativas e inovadoras. Os requisitos gerais a considerar pelas propostas poderão assumir pesos distintos na avaliação, e ser ajustados pelo júri, de acordo com os objetivos definidos para cada ano. Júri inicial O júri deverá ser constituído por representantes dos setores público, empresarial e da sociedade civil garantindo o envolvimento dos vários sectores. Em cada edição serão propostos três representantes de associações profissionais/ peritos: comunidade académica, administração ou tecido empresarial/mecenas e 104 . Vivacidade

uses; reinforce local identity by changing the spaces as a way to promote a sense of pride and belonging; getting distinct sectors involved and guaranteeing commitment by citizens, associations, entrepreneurial structures and public institutions; diversify participation by including different age and social groups; promote active citizenship by encouraging participants to have a direct involvement right from the beginning of the solution identification until its execution; promote solution’s ease of maintenance by clarifying the permanent trait that is predicted and the necessary costs; and guaranteeing solution quality by searching for an improvement in urban imaging with creative and innovative solutions. The general requirements to be considered by the proposals may adopt distinct weights in assessment and be adjusted, by the jury, according to the defined goals for each year. Initial Jury The jury should be composed by representatives of the public, entrepreneurial and civil society sector and, therefore, guarantee an involvement of various sectors. In each edition, three representatives of professional associations/experts will be nominated: academic community, administration or entrepreneurial structures/sponsors and four representatives from the population: two drawn from the municipal voters’ list, one from the


quatro representantes da população: dois sorteados da lista de eleitores do concelho, um da lista da freguesia da proposta e um jovem, não eleitor, que frequente as escolas do concelho. O júri avalia as propostas base de acordo com os requisitos identificados. Definição de prazos As regras a aplicar deverão ser simples e clarificar o desenvolvimento das propostas, identificando todas as fases, bem como os intervenientes em cada momento. Deverá ser possível fazer pequenas adaptações em cada edição, transformando o regulamento num documento dinâmico. O regulamento deverá definir: prioridades ou áreas prioritárias, prazos, apoios e montantes a conceder, elementos necessários para aprovação e responsabilidades dos participantes. Comunicação Para que as propostas possam ser mobilizadoras é necessário dar atenção ao período de sensibilização e capacitação da população para a participação ativa e positiva. O envolvimento de unidades curriculares da comunidade académica, de associações profissionais e de outras associações, no diagnóstico das necessidades com a população, dinamização e apoio na implementação poderá facilitar e reforçar as competências dos proponentes. Também na comunicação e divulgação será fundamental o papel destes atores, como principais responsáveis por passar a palavra.

proposal’s municipal list and a youngster that isn’t a voter and that attends the local schools. The jury evaluates the baseline proposals according to the identified requirements. Setting of deadlines The rules to be applied should be simple and clarify the proposals’ development, identify all stages and all intervenients at each moment. In each edition, small adaptations should be able to be made, thus transforming the regulation into a dynamic document. The regulation should define: priorities or priority areas, deadlines, sponsorships and the amount of money to grant, necessary elements for the participants’ approval and responsibilities. Communication In order for the proposals to be mobilized, it is necessary to pay attention to the awareness period and capacitation of the population to have an active and positive participation. The involvement of the academic community’s curricular units, professional or other type of associations, in the diagnosis of population’s needs, enhancement and support in the implementation should facilitate and reinforce the proponents’ competences. Where communication and publicity is concerned, the role played by these actors is fundamental because they are the main responsible ones for spreading the word.

Vivacidade . 105


FASE 1 | Seleção das propostas

Entrega de propostas A proposta base é constituída por uma carta de intenções onde devem ser identificados os principais desafios ou problemas a resolver, os objetivos pretendidos e as ações a promover. Deve ainda prever os impactos pretendidos, através de indicadores, possíveis parceiros e uma estimativa de custos. Seleção Serão escolhidos os projetos, até atingir o valor de investimento previsto, de acordo com os critérios definidos inicialmente. Os projetos a implementar ficarão disponíveis numa plataforma digital, permitindo a sua comunicação à comunidade, existindo a possibilidade de abrir a participação a novos parceiros que se possam associar. FASE 2 | Desenvolvimento e aprovação da proposta final

Desenvolvimento O projeto será desenvolvido pelo proponente e a rede alargada, criada para esse efeito. Como apoio à fase 2 e 3 prevê-se o recurso a especialistas que possam apoiar na concretização das propostas. Também o envolvimento do sector privado, empresas locais ou outros parceiros previstos poderá acontecer nesta fase. Será necessário identificar todas as condições necessárias para a implementação da intervenção. Proposta final A proposta base deverá ser completada com a informação necessária para a im106 . Vivacidade

STAGE 1 | Proposal selection

Proposal delivery The baseline proposal is made up of an intention letter where the main challenges or problems to be solved, the expected goals and actions to be promoted should be identified. It should also predict the expected impacts, through indicators, possible partners and a cost estimate. Selection The projects will be chosen according to the initially defined criteria and until they reach the expected investment value. The projects to be implemented will be available on a digital platform enabling its communication to the community, and there’s the possibility of opening up the participation to new partners who can be a part of it. STAGE 2 | Final proposal’s development and approval

Development The project will be developed by the proponent and the network will be lengthened for that purpose. As a support basis to stages 2 and 3, the help of experts is expected to help achieve the proposals. Also, the involvement of the private sector, local companies or other expected partners can happen at this stage. It will be necessary to identify all the essential conditions for the implementation of the intervention. Final proposal The baseline proposal should be completed with the essential information for the implementation: support letters from 10


plementação: cartas de apoio de 10 participantes individuais ou de 3 mecenas/ coletivos, explicando o interesse e os motivos de participação; identificação dos apoios necessários por parte da autarquia, descrição detalhada da intervenção e área necessária, apoio técnico e licenças necessárias; orçamento e investimento total, com identificação dos mecenas e cronograma das ações. As propostas serão aprovadas pela Câmara Municipal que irá designar o gestor ou o diretor e o responsável pela fiscalização da obra, consoante o caso aplicável.

individual participants or from 3 supporters/collectives explaining their interest and their reason to participate; identification of necessary assistance by the local authorities, a detailed description of the intervention and essential area, technical support and essential licences; total budget and investment with the identification of the supporters and an action chronogram. The proposals will be approved by the City Hall that will designate a manager or director and a responsible person to monitor the work as applicable.

FASE 3 | Implementação

STAGE 3 | Implementation

Após aprovação, prevê-se um período de até 4 meses para a sua implementação. O proponente será responsável pela execução da proposta, comprometendo-se a completar os trabalhos dentro dos prazos definidos. Investimento Considerando a escala prevista para as propostas, o valor estimado para apoio não deverá ser superior a 5000 €, incluindo o apoio de especialistas. Com a aprovação da proposta base deverá ser entregue 20% do valor previsto para a intervenção. Os restantes 80% e o valor a atribuir aos especialistas serão entregues como forma de reembolso das despesas efetuadas. Deverá ser garantida a regularidade das edições, anuais ou bianuais, caso se considere aumentar a escala de intervenção, aumentando os tempos previstos para execução.

After approval, a period of about up to 4 months is expected for the implementation to occur. The proponent will be responsible for the proposal’s execution, thus, promising to complete the work within the deadlines. Investment Taking the expected scale for the proposals into account, the estimated value for funding shouldn’t be above 5000€, and it includes contributions from the experts. Along with the baseline proposal, 20% of the expected value for the intervention should be delivered. The remaining 80% and the value attributed to the experts will be delivered as a way to reimburse paid expenses. If we consider raising the intervention scale, the regularity of the annual or biannual editions must be guaranteed, thus, increasing the expected time for its execution. Vivacidade . 107


108 . Vivacidade


Vivacidade . 109


110 . Vivacidade


1. Promotores 1. PROMOTORS

4iS – Plataforma para a Inovação Social 4iS – Plataform FOR SOCIAL INNOVATION

SetePés, Lda.

Câmara Municipal de Aveiro Aveiro’s City Hall

A Equipa VivaCidade VivaCidade TEAM COORDENAÇÃO . CORE TEAM: Henrique Praça | MARIA Ângela Cunha | João Pedro Rosa APOIO . extended team: Tiago Castro | Luís Loureiro | Andreia Lourenço | Paulo Pinho ESPECIALISTA . Expert: Pedro Galego

Vivacidade . 111


2. PARTICIPANTES 2. PARTICIPANTS Os cidadãos The citizens Adriana Abreu Alberto Seguro Aldegundes Navarra Alexandre Ré Alice Júlio Alice Torres Ana Barbosa Ana Jervis Cunha Ana Joel Marques Ana Miroto Ana Pedro Lebre Ana Rita Ramos Ana Teresa Pereira Anabela Manso André Cester Costa André Esteves Andreia Lourenço Andreia Ruela Andreia Sousa Ângela Cunha Angelino Fernandes António Osório António Vidal Beatriz Costa Camille Silva Carla Adão Carlos Sousa Carlos Teixeira Carlos Vieira Catarina Braga Catarina Ferreira Catarina Rocha CATHERINE OLIVEIRA César Pereira Cláudia Cardoso Cristina Simões Daniel Fraga David Beijinho David Monteiro Delfina Soares Diamantino Dias Diana Braga Diana Lima Diogo Gomes Duarte Dias Eliana Macedo Estela Ribeiro de Melo Fernanda Seguro Fernando Neto Filipe Ramalheira Francisco Mendes Francisco Oliveira Freddy Ferreira Giacomo Gallo Gonçalo Pinto Helena Zália Henrique Portela Henrique Praça Hugo Silva Ilda Fonseca Inês Barros Inês Pinto Iria Cabalero ISABEL CISNEIROS Joana Manso João Almeida João Balreira João Palminha João Pedro Rosa João Simões João Tiago Fernandes Joel Faria Joel Oliveira Jorge Fernandes José Carlos Vieira José Espírito Santo José Lourenço Juliana Trentin Teixeira Lara Sardinha Liliana Caetano Luís Alves Luís Loureiro Luís Pereira Madina Manon Wilhelm Maria Cândida Lourenço Maria da Apresentação Maria de Fátima Cunha Maria Fátima Pereira Maria João Fradinho Maria João Tavares Maria José Valinhas Maria Madalena Sarrazola Maria Soares Mariana Roque Miguel Luis Miguel Moura Nuno Soares Nuno Vitorino Paula Soares Paulo Pinho Pedro Galego Pedro Gouvinhas Pedro Neves Raquel Serra Renato Mendes Ricardo Lameiro Rita Camões Rodrigo Graça Ruben Silva RUI CALDEIRA Rui Pinto Diogo Rui Neves Rute Silva Sacha Vieira Sandra Vieira da Silva Sara Fernandes Sara Ratola Susana Nobre TERESA PEREIRA Tiago André Ramos Tiago Cappelle Tiago Castro Tiago Gonçalves Tiago Marques Tiago Ramos Tiago Roque Tiago Simões Vítor Martins 112 . Vivacidade

João Paulo Oliveira - Embaixador do projeto VivaCidade


Os coletivos The collectives Metaland (Coordenação das oficinas . workshops coordination) Aveiro em Transição Aveiro Sketchers CEARTE - Centro de Formação Profissional do Artesanato Desenho Sonoro Elkwood Designs GingArt Magazine Hack’Aveiro Oficina Atalaia Second Edition TOT Tricotadeiras de Aveiro Actors of Urban Change in Aveiro: Tomas Peciar (Bratislava, Slovakia) Ričardas Rusteika & Vytautas Buinevičius (Kaunas, Lithuania) Andreja Budar, Maja Pegan & Robert Veselko (Maribor, Slovenia)

Vivacidade . 113


114 . Vivacidade


Os Apoios The supporting resources AG Demolições AVEIRO ROSSIO HOSTEL Bem - Haja Construções Casa de São Sebastião | Espaço Aqui à Volta CIVILRIA DDL argamassas Empresa Diário do Porto Maria Pereira Trindade & Maria Sílvia Lourenço (Oficina VivaCidade)

MCS Design primus vitoria TINTAS SOTINCO APRUPP / Repositório de Materiais Clorofila total Concretex Convívio Cruz & Pinho Ferragens Eucalipto HFN, SA Horto Flor Cacia Nau Padaria 5 bicas Pastelaria Liceu Restaurante Alentejano Tipografia Minerva Universidade de Aveiro Associação de Antigos Alunos da Universidade de Aveiro

Vivacidade . 115


116 . Vivacidade


Profile for 4iS - plataforma para a inovação social

VivaCidade. Vestir os Vazios da Cidade  

4iS - plataforma para a inovação social | setepés | Câmara Municipal de Aveiro || Actors of Urban Change

VivaCidade. Vestir os Vazios da Cidade  

4iS - plataforma para a inovação social | setepés | Câmara Municipal de Aveiro || Actors of Urban Change

Advertisement