Issuu on Google+

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE EDITORAS UNIVERSITÁRIAS ABEU

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE EDITORAS UNIVERSITÁRIAS ABEU

XXVI Reunião Anual

CURITIBA, 22 DE  MAIO DE 2013 

CURITIBA, 22 DE      MAIO DE 2013  ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE EDITORAS UNIVERSITÁRIAS ABEU

XXVI Reunião Anual CURITIBA, 22 DE  MAIO DE 2013 

XXVI Reunião Anual

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE EDITORAS UNIVERSITÁRIAS ABEU CURITIBA, 22 DE    MAIO DE 2013  ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE EDITORAS UNIVERSITÁRIAS ABEU CURITIBA, 22 DE    MAIO DE 2013 

XXVI Reunião Anual


REGISTROS DA MEMÓRIA DA HUMANIDADE

TABULETA DE ARGILA PAPIRO Biblioteca de Nínive  Biblioteca de Alexandria  600 a.C. 200 a.C. 

PERGAMINHO Bibliotecas medievais 500 a 1500

Bibliotecas Jesuíticas (séc. XVI) Biblioteca Pública da Bahia (1811)

LIVRO DE PAPEL Gutenberg 1500‐

TABLET (2010)


500 anos depois de Gutenberg, o computador. 100 anos depois da Biblioteconomia, a Documentação. 30 anos depois do mainframe, o personal computer. 30 anos depois da Documentação a... CI? 20 anos depois do pc, a internet. 10 anos depois da internet, o Google.


A INTERNET: ANOS 90. 

DO REAL PARA O VIRTUAL.


AS TRÊS FASES DA BIBLIOTECA/INFORMAÇÃO NO BRASIL.

PRIMEIRO MOMENTO MODELO: BIBLIOTECA NACIONAL, UNIVERSITÁRIA. ENSINO: BIBLIOTECONOMIA. OBJETIVO: O SABER, A ERUDIÇÃO. PROFISSIONAL: OS INICIADOS, AS REGRAS, A CORPORAÇÃO.


AS TRÊS FASES DA BIBLIOTECA/INFORMAÇÃO NO BRASIL.

SEGUNDO MOMENTO MODELO: BIBLIOTECA ESPECIALIZADA. ENSINO: DOCUMENTAÇÃO. OBJETIVO: DESENVOLVIMENTO DE CIÊNCIA & TECNOLOGIA. PROFISSIONAL: “ESPECIALIZADO”, VOLTADO PARA A AUTOMAÇÃO.


AS TRÊS FASES DA BIBLIOTECA/INFORMAÇÃO NO BRASIL.

TERCEIRO MOMENTO MODELO: SERVIÇO DE INFORMAÇÃO. ENSINO: “CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO”. OBJETIVO: DESENVOLVIMENTO DE C&T. PROFISSIONAL: “CIENTISTA DA INFORMAÇÃO”.


LINHA DO TEMPO / HISTÓRIA / BRASIL Bibliotecas jesuíticas. D. João VI. Biblioteca Nacional. Faculdades de Direito. República das Letras. Universidades.

1964 Política de desenvolvimento científicotecnológico “Brasil Grande”. “Crescer para distribuir.”

1982 Abertura política, eleições diretas. Democracia. Debates, Liberdade de Imprensa.

Biblioteca de livros, revistas, papeis. Bibliotecários.

Centros de Documentação Científica. Documentalistas.

Bibliotecas Públicas e Escolares. Bibliotecários/ agentes culturais.

Século XXI. Internet. Tablet. Telefonia móvel.


INFORMAÇÃO CIENTÍFICA Já no século XX emitiu sinais de obsolescência – plenamente confirmados. Alunos procuram textos na internet. Pesquisadores recebem informações concomitante à emissão. Não há mais intermediação. Formar-se = informar-se. Informação em rede.


Crise chegou antes da internet. Acervos precários. Fechamento de bibliotecas públicas. Aparente perda de função.

Campanhas nacionais.


AS  TRÊS CRISES BÁSICAS 

LIVROS PARA ESCOLARES  ERA CLARO... A biblioteca escolar como reforço da aula. A biblioteca escolar como alternativa à aula. O bibliotecário como intermediário entre o aluno e o acervo.

NÃO É CLARO... Lan house. Mediação: Técnica ou de conteúdo? A internet precisa de mediadores? Conteúdo não é tarefa do professor?

AS ESTRATÉGIAS, AS CAMPANHAS, A LEI QUE OBRIGA...


O PASSADO NA NUVEM E O PRESENTE GOOGLE

DPLA

GOOLE PLAY

DIGITAL PUBLIC LIBRARY  OF AMERICA


VANTAGENS DO TEXTO DIGITAL A GRANDE BIBLIOTECA NAS MÃOS LINKS: SONS, IMAGENS, REFERÊNCIAS LEITURA EM REDE ACESSO IMEDIATO REDUÇÃO DE CUSTOS PARA TODOS FACILIDADE DE ORGANIZAÇÃO PARA AS BIBLIOTECAS


AS DESVANTAGENS DO TEXTO DIGITAL 

LEGISLAÇÃO MUDANÇAS: DO EDITOR AO LEITOR MÚLTIPLOS FORMATOS E ORGANIZAÇÃO DA NUVEM PRESERVAÇÃO


SOBREVIVEREMOS!


DÁ MESMA FORMA QUE A FOTOGRAFIA  DIGITAL NÃO DESTRUIU A FOTOGRAFIA,

O LIVRO DIGITAL NÃO  DESTRUIRÁ O LIVRO. EDITOR CONTINUARÁ EDITOR E EDITORAS CONTINUARÃO EDITANDO.


NOVAS PERSPECTIVAS, NOVAS AÇÕES

AUDIOVISUAL

MAIOR  NÚMERO DE  TÍTULOS


O AUTOR VIVO

LANÇAMENTOS

COOPERAÇÃO  COM AS  BIBLIOTECAS 


WHAT A WONDERFUL WORLD Autor: Bob Thiele IntĂŠrprete: Louis Armstrong I see trees of green, red roses too I see them bloom for me and you And I think to myself, what a wonderful world I see skies so blue and clouds of white The bright blessed days, the dark sacred night And I think to myself, what a wonderful world The colors of the rainbow, so pretty in the sky Are also on the faces of people going by I see friends shaking hands, saying, "how do you do?" They're really saying, "I love you"

I hear babies cry, I watch them grow They'll learn much more, Than I'll never know And I think to myself, what a wonderful world

Eles aprenderĂŁo muito mais do que jamais saberei.


Desafios da disseminação da informação na era digital