Page 1

Abril 2009 | Nº 175

Cooperativas do Bairro da Paz vão vender produtos em shopping

I Mostra de Desenvolvimento abre mercado para cooperativas Prêmio Mulher de Negócios define vencedoras da Bahia


Locais e datas dos Workshops:

• Teixeira de Freitas - 22/4/09 • Santo Antônio de Jesus - 23/4/09 • Ilhéus - 24/4/09 • Vitória da Conquista - 24/4/09 • Barreiras - 28/4/09 • Itiúba - 28/4/09 • Seabra - 29/4/09 • Feira de Santana - 5/5/09 • Juazeiro - 6/5/09 • Salvador - 6/5/09

Dê ouvidos à inovação. Saia da mesmice. Acredite que com soluções simples é possível se destacar e ser competitivo. O Sebrae preparou uma série de ações no rádio, na internet,


workshops, cursos e vídeos que levam conhecimento para a sua empresa não estacionar no mercado. Faça Diferente e melhore os resultados dos seus negócios. Quem tem conhecimento inova e vai pra frente. www.ba.sebrae.com.br | 0800 570 0800


sumário |

Rodada movimenta R$ 590 mil na I Mostra de Desenvolvimento 9

Força, determinação e coragem

15

Resultado da votação dos sete pontos mágicos de Salvador sai em maio

19

Norte da Bahia terá Câmara de Turismo 22 endereços ÚTEIS Ministério da Fazenda – Delegacia da Receita Federal em Salvador | Avenida Frederico Pontes, 03 – Bairro do Comércio. Cep 0300780300 | Segunda a sexta, das 8h30min às 14h | www.receita.fazenda.gov.br Secretaria da Fazenda do Estado da Bahia – INFAZ Iguatemi | Av. Juracy Magalhães, n°1790 - Rio Vermelho. Cep 41940-060 | Segunda a sexta, das 8h30min às 12h e das 13h30min às 18h | Tel.: (71) 3116-5130 / 5131 / 5132 - 0800 71 0071 | www.sefaz.ba.gov.br Secretaria Municipal da Fazenda | Rua das Vassouras nº 1 - Centro, Salvador/BA. Cep 40020-020 | Tel.: (71) 2101-8249 - www.sefaz. salvador.ba.gov.br JUCEB – Junta Comercial do Estado da Bahia | Rua Miguel Calmon, 28 – Bairro do Comércio – Salvador/BA. CEP 40015-010 | Segunda a sexta, das 9h às 16h | Tel. (71) 3326-8004 / 8080 / 8005 - www.juceb.ba.gov.b SUCOM – Superintendência de Controle e Ordenamento do Uso do Solo do Município | Av. Mário Leal Ferreira nº1975 - Bonocô - Salvador/BA. Cep 40252-390 | Tel.: (71) 2201-6600 - www.sucom.ba.gov.br Sebrae – Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Estado da Bahia | Rua Horácio César, 64 – Bairro Dois de Julho Salvador/BA. Cep 40060-350 - PABX (71) 3320-4300 | www.ba.sebrae.com.br Centro de Atendimento ao Empreendedor | Av. Sete de Setembro, 261 – Bairro Mercês | Tel..: (71) 3320-4508 | Segunda a sexta, das 9h às 17h CARTÓRIOS DE REGISTRO DE TÍTULOS E DOCUMENTOS E DE REGISTRO CIVIL DAS PESSOAS JURÍDICAS 1º Ofício | Rua Arquimedes Gonçalves, 113 - Jardim Baiano - Salvador/BA | 8h30min às 12h - 13h30min às 18h | Tel.: (71)3320-6870 2º Ofício | Rua Conselheiro Dantas, 22/24, Edf. Bradesco, 7º andar, salas 705 e 706 - Comércio - Salvador/BA | Tel.: (71) 3241-0612 | 8h30min às 18h Registro de empresas O registro das empresas comerciais, exceto Sociedade Simples, poderá ser feito no SAC EMPRESARIAL - Salvador/Multishop Boca do Rio | Av Otávio Mangabeira s/nº, Bairro Boca do Rio – Salvador/BA | Tel.: 3281-4141 (Administração) e 3281-4142 (Sebrae). Salvador/Sac Empresarial | Av. Otávio Mangabeira, 6929, Multishop, Boca do Rio. Tel: (71) 3281-4154 - Fax (71) 3281-4141 CEP 41706-690 Agências Articuladoras Salvador/Faculdades Jorge Amado | Av. Luís Viana Filho, 6775, Paralela. Prédio I, Nível 6. | Tel: (71) 3534-8000 (Ramal: 8242) | e-mail: cargiles@fja.adm.br Salvador/Centro Universitário - FIB | Rua Xingu, 179, Stiep. Tel: (71) 2107-8363 | e-mail: salmira@fib.br Salvador/Faculdade Hélio Rocha | Rua Fernando Menezes de Góes, 570, Pituba. | Tel: (71) 2101-5058 - e-mail: nn@heliorocha.com.br

expediente |

Publicação filiada à Aberje


editorial |

Inclusão social e competitividade

A

agendaCURSOS CURSOS DE ABRIL/2009 Locais de Realizações – Pontos de Atendimentos Sebrae Camaçari – Rua do Imigrante, s/nº CEDAP - Casa do Trabalhador Centro. – CEP: 42800-000. Tel.: (71) 3621-7331 / 7332 CURSOS

Custo e Formação do Preço de Venda

PERÍODO

HORÁRIO

20/04 a 24/04

14h 00 ás 17h 00

LAURO de FREITAS – Shopping Ponto Verde, sala 30, Avenida Santos Dumont Km 2,5 – Estrada do Coco, Cep.42700-000. Tel.: 3378-9836 CURSOS

Treinamento Gerencial Básico - TGB

PERÍODO

HORÁRIO

27/04 a 30/04

08:30 às 12:30h

PALESTRAS DE ABRIL/2009 ITAPAGIPE – Rua Direta do Uruguai, 753, Loja 134, Shopping Bahia Outlet Center. Tel.: 3312-0151

Revista Conexão deste mês traz uma novidade interessante. A partir de agora será publicado todo mês um artigo sobre a conjuntura nacional para provocar reflexões entre nossos leitores. O artigo que inaugura a série é assinado pelo diretor operacional do Sebrae Bahia, paulo Manso Cabral, que analisa o impacto da crise econômica mundial sobre a autoestima dos brasileiros. A crise, na visão do diretor, deve ser vista como esgotamento de um modelo e por consequência o surgimento de novas bases de competitividade ancorada em novas competências. A revista traz ainda uma matéria sobre a perspectiva de aumento nas vendas por parte das cooperativas do Bairro da Paz, que agora vão passar a vender seus produtos em um shopping de Salvador. As cooperativas contam com o apoio do Sebrae, Banco do Brasil e Santa Casa de Misericórdia, entre outros parceiros. A publicação traz ainda uma matéria sobre a eleição dos sete pontos mágicos de Salvador, cujo resultado da votação, pela internet, sairá no mês de maio. Não deixe de conferir essas e outras notícias na Revista Conexão.

12/13

TÍTULO

Marketing Pessoal Liderança no Trabalho

DATA

HORÁRIO

22/04 29/04

15:00h às 17:00h 15:00h às 17:00h

LIBERDADE - Estrada da Liberdade, 405. Shopping Liberdade, 2º andar, loja 215. Tel.: 3242-6613 TÍTULO

Oficina de Controles Financeiros Atendimento ao Cliente Iniciando um Pequeno e Grande Negócio

DATA

HORÁRIO

23/04 28/04 30/04

09:00h às 12:00h 10:00h às 12:00h 10:00h às 12:00h

Centro de Atendimento ao Empreendedor - CENTRAL DE TREINAMENTO - Av. Sete de Setembro, 261, Mercês – Centro. Tel: 0800 570-0800 TÍTULO

Orientação para o Acesso ao Crédito Marketing Pessoal Iniciando um Pequeno Grande Negócio Empreendedorismo Simples Nacional

DATA

HORÁRIO

22/04 23/04 28/04 29/04 30/04

10:00h 10:00h 10:00h 10:00h 10:00h

PELOURINHO - Rua Francisco Muniz Barreto, nº 2 - Terreiro de Jesus - Pelourinho. Tel.: 3321-9507 TÍTULO

Cooperativa

DATA

HORÁRIO

28/04

10:00h às 12:00h

SAC Empresarial - Avenida Otavio Mangabeira nº 6929 - Multshop, Boca do Rio. Tel: 3281-4154 TÍTULO

Como Legalizar seu Negócio Conhecendo uma Franquia

DATA

HORÁRIO

23/04 30/04

10:00h às 12:00h 10:00h às 12:00h

CONSULTORIAS Rede de Atendimento ao Empreendedor - Av. Sete de Setembro, 261 – Mercês. Tel: 3320-4465 CONSULTORIAS

PERÍODO

Financeira

22/04 a 24/04

Marketing

27/04 a 30/04

HORÁRIO

09:30 14:00 09:30 14:00

às às às às

11:00h 15:30h 11:00h 15:30h

11:00 15:30 11:00 15:30

às às às às

12:30h 17:00h 12:30h 17:00h

CINE EMPRESARIAL Local de Realização: Centro de Atendimento ao Empreendedor - Av. Sete de Setembro, 261 – Mercês Tel: 3320-4511 DATA

HORA

TÍTULO

Manual de Sobrevivência do Profissional.... Não fique aí parado - Saia da Rotina.......

9:00 23-04 13:00 9:00 28-04 13:00 30-04

9:00 13:00

As Diferenças Individuais

DURAÇÃO

ASSUNTO

32 minutos Empregabilidade 10 minutos 21 minutos

A Difícil Arte de Relacionar-se com 19 minutos os outros O Cliente Ecantado 45 minutos Criatividade & Potencial 44 minutos

Motivação Relações Humanas Relações Humanas Marketing Motivação

Informações sobre o processo de inscrições: Ligue para os respectivos Pontos de Atendimento. Não fazemos inscrições via WEB. OBSERVAÇÕES: · A matricula dos cursos devera ser feita presencialmente ou por telefone com os Pontos de Atendimento do SEBRAE, com pagamento através de DEPÓSITO BANCÁRIO ou TRANSFERÊNCIAa ser realizado no prazo de 48h após a sua inscrição. · Para que seja aplicado o valor diferenciado de 15% de desconto concedido exclusivamente para empresas, o responsável pela inscrição devera apresentar uma declaração assinada e carimbada com CNPJ, descrevendo que o participante é colaborador da mesma e que a referida empresa recomenda sua participação no treinamento. · Trabalhamos com demanda espontânea e as turmas só acontecerão com, no mínimo, 20 inscritos com o pagamento efetivado. · Solicitação de cancelamento ou substituição devera ser feita com antecedência de 03 dias ao inicio do evento. · Calendário sujeito à alteração.

Publicação do Sebrae/Ba para o Empreendedor Baiano nº 173 - Janeiro de 2009

Foto de capa

Presidente do Conselho Deliberativo do Sebrae Bahia

Projeto e Editoração Gráfica

João Martins da Silva Júnior

Diretor-Superintendente

Edival Passos

Diretores

Paulo Manso Cabral e Antonio Marcos Lima de Almeida

Assessora de Comunicação

Ana Marta Garcia

Edição e Redação

Adelmo Borges

Reportagens

Adelmo Borges, José Pacheco Filho, Emanuelle Lustosa, Fátima Emediato, Janete Melo, Carlos Baumgarten, Jeremias Macário, Cátia Gomes e Luiz Conceição

Estagiários

Maiana Marques e Antonio Salles

Welton Araújo Autor Visual Design Gráfico, Telefax: 71 3232.2722 Perivaldo Barreto

Impressão

Gráfica Santa Bárbara Ltda. Tel.: (71) 3242.0588

Tiragem

10.000 exemplares

E-mail

gcomunicacao@ba.sebrae.com.br

Cartas

Unidade de Marketing e Comunicação - Rua Horácio Cézar, nº 64, Bairro Dois de Julho, Salvador-BA CEP: 40060-350

AGENDA SEMINÁRIO EMPRETEC 2009 MÊS CIDADE RESPONSÁVEL SEMINÁRIO Barra Emerson 04/05 a 08/05 Prado Alex Brito 04/05 a 08/05 Hermon (BA) Jozelito (BA) 04/05 a 09/05 Jozelito (BA) Lourdes (DF) 05/05 a 10/05 11/05 a 15/05 Maio Jozelito (BA) kelly (BA) 17/05 a 22/05 Juazeiro Pricilla Carla  18/05 a 22/05 Lourdes (DF) Hermon (BA) 19/05 a 24/05 25/05 a 29/05 26/05 a 31/05 Jozelito (BA) Hermon (BA) 02/06 a 07/06 09/06 a 14/06 E. da Cunha Cláudio V. Lima 15/06 a 19/06 15/06 a 19/06 Junho 29/06 a 03/07 Salvador Cris Mota 29/06 a 03/07 Lourdes (DF) Jozelito (BA) 30/06 a 05/07 Hermon (BA) 30/06 a 05/07

1º Instrutor Sônia

2º Instrutor

Ana Paula

Juliana Marília Marília Ana Paula Sônia

Ana Paula

Ana Paula Juliana

Telefones

(71) 3320-4558 / (71) 3320-4367

Fax

(71) 3320-4496

Informações e Pré-Inscrições no site: http://educacao.sebrae.com.br programação mensal no nosso site: De segunda a sexta, das 8h às 20hs. www.ba.sebrae.br 0800 570 0800 Pelourinho: 3320.9624 | 3320.9607 | Fax: 3320.9620 Itapagipe/Outlet Center: 3312.0151 | 3310.5253 | Fax: 3312.0170 Liberdade: 3242.6613 | 3242.7303 | 3243-6517 | Fax: 3243.6517


artigo |

Crise | Mundial Bahia | Brasil

Crise mundial e autoestima

C

rise é uma agonia cotidiana que causa amargura, angústia, sensações de oportunidades obscurecidas, incertezas e ameaças. É assim que elas são: pessoais, matrimoniais, econômicas, financeiras, políticas e todas aquelas que envolvem pessoas, mercados e circunstâncias outras de poder. Em todos os casos, por mais que não queiramos reconhecer, o problema estará sempre nas pessoas. Não no liberalismo ou socialismo, no capitalismo desembestado ou no estatismo controlador. Em todos eles são seres humanos que tomam decisões. A atual crise mundial provém de gente ambiciosa, desonesta, aética, vinculada a um passado de especulações e de vantagens siderais do lucro sem trabalho, sem raiz da riqueza adubada de suor, mas plena de papéis sem valor com timbres de falsa liquidez que agora emergem no verdadeiro significado do engodo. A crise esmaece a confiança, corrói visões de futuro, destrói sonhos, apaga esperanças, fertiliza incertezas e medos. A crise financeira mundial começa a produzir seus efeitos nocivos na economia brasileira: a desaceleração do crescimento, desemprego e todos os efeitos perversos que ela provoca. Ao lado dessas consequências ameaçadoras, surge outra crise, na maior parte das vezes despercebida pelas próprias vítimas e pela sociedade, que é a crise de autoestima. Os empreendedores, invadidos pelos noticiários da mídia em geral, contaminados pelo pessimismo de companheiros, amigos e colaboradores, ficam perplexos e assustados. A ameaça da perda de mercados e clientes gera uma sensação de medo; o instinto de sobrevivência a qualquer custo fala mais alto. Os investimentos são drasticamente reduzidos e muitas vezes cancelados. Alianças estratégicas e parcerias perdem fôlego e motivação. O investimento em inovação e tecnologia é adiado, as estratégias de fidelização e encantamento de clientes são deixadas de lado. É a construção de um ciclo vicioso que inexoravelmente leva ao desaparecimento de empreendimentos e à destruição de sonhos dos empreendedores. Gostaria de compartilhar sentimentos diferentes com estes empreendedores e convidá-los à uma nova visão. Ver a crise por outra ótica. Crise como esgotamento de um modelo e por consequência o surgimento de novas bases de competitividade ancorada em novas competências e novos comportamentos desejados por clientes e pela sociedade planetária em geral. É tempo de decodificar este momento, construir novos pilares no seu modelo de negócio e até mesmo, e por que não, visualizar as inúmeras oportunidades pro6 | Revista Conexão • Abril de 2009 • Nº 175

Paulo Manso Cabral Diretor Operacional do Sebrae Bahia

piciadas nestes tempos revoltos. Existe, sim, um meio melhor de empreender. Entendendo que somente através da inovação permanente as empresas serão longevas e sustentáveis; com uma profunda convicção que a ética e a transparência são eixos inseparáveis das atividades empresariais. Que as práticas de responsabilidade social/empresarial geram organizações mais protegidas, quase blindadas dos efeitos maléficos provocados por uma desordem global. Que é tempo de investir, sim! Investir no seu cliente, estimular, de forma estratégica, a criatividade das suas equipes, manter e ampliar a sua reputação e credibilidade perante a comunidade. Deixaremos para trás uma era de ilusão, artificialidade, consumismo e desrespeito ao meio ambiente. Seremos empreendedores e cidadãos mais conscientes, e as práticas de sustentabilidade estarão definitivamente incorporadas à vida das pessoas e das empresas. Compartilho a visão de Einstein, no século passado, mago da ciência e provedor de visões do futuro: “Não pretendamos que as coisas mudem, se sempre fazemos o mesmo.” A crise traz progressos. A criatividade nasce da angústia, como o dia nasce da noite escura. Quem atribui à crise seus fracassos e penúrias violenta seu próprio talento e revela respeitar mais os problemas do que as soluções. O inconveniente é a esperança de encontrar as saídas e soluções fáceis. Sem crise não há desafios, sem desafios a vida é uma rotina, uma lenta agonia. É na crise que se aflora o melhor de cada um. Falar de crise é promovê-la, e calar-se sobre ela é exaltar o conformismo. Em vez disso, trabalhemos duro. Voltando à maravilhosa fonte de inspiração de Albert Einstein: “Acabemos de uma vez com a única crise ameaçadora, que é a tragédia de não querer lutar para superá-la”. Ficam as palavras do mestre e a urgência de aplicá-las. Artigo publicado no jornal A TARDE, dia 25 de março de 2009

|


atendimentoempresarial |

Palestras | Sebrae Salvador | Bahia

|

Bahia terá 80 Oficinas do Empreendedor este ano Este ano serão encenadas peças teatrais que abordam o empreendedorismo

P

alestras, consultorias e cursos são algumas ativida-

de Penteado, em parceria com o Senac, onde aprendeu

des que serão oferecidas nas cerca de 80 Oficinas

a distinguir penteados de noiva, madrinha e convidados

do Empreendedor que vão acontecer este ano

e ainda teve dicas de maquiagem para eventos especiais

na Bahia com a previsão de 140 mil pessoas atendidas.

como um casamento. “A Oficina foi ótima e tive dicas

Em 2008 foram 121.131 beneficiados e em 2007 74.701.

importantes como fazer a maquiagem para o dia e para

De acordo com a coordenadora da Unidade de Apoio à

a noite, além de diversos penteados que podem ser feitos

Rede de Atendimento do Sebrae Bahia, Isabel Ribeiro, a

de acordo com cada pessoa. Eu trabalho em casa há mais

Oficina é uma semente para deixar uma expectativa de

de cinco anos e depois da Oficina já penso em montar

empreendedorismo em uma comunidade.

um salão com minhas amigas que também participaram

Isabel Ribeiro conta que entre as novidades

da Oficina”, afirma Brenda.

deste ano estão palestras sobre

As próximas Oficinas do Em-

o Micro Empreendedor Individual,

preendedor vão acontecer de 24 a

as potencialidades de compras governament ais para micro e pequenas empresas nas regiões onde ocorrerão a Oficina, a Lei Geral e a realização de peças teatrais que

“A Oficina do Empreendedor é uma convergência de todos os projetos do Sebrae”

25 de abril na cidade de Boa Nova, de 28 a 29 de abril nas cidades de Jeremoabo e Itagibá.

abordem o empreendedorismo. “A Oficina do Empreendedor é uma convergência de todos os projetos do Sebrae, como o turismo, o artesanato, cultura, territórios da cidadania, mandiocultura e ovinocaprinocultura, além das unidades de inovação e acesso à tecnologia, políticas públicas, acesso a mercados e educação empreendedora”, destaca Isabel. Também está contemplada na estratégia da Oficina do Empreendedor a exposição e comercialização de produtos e serviços de grupos produtivos locais organizados como artesanato, artes manuais, doces, derivados da mandioca e mel. No planejamento das oficinas ainda é feita uma prévia identificação das vocações e potencialidades locais para que sejam mais adequadas a oferta de cursos, palestras, clinicas tecnológicas, consultorias, Cine Empresarial e Biblioteca. “É importante destacar que nas Oficinas propomos interagir com projetos setoriais de modo a estimular potenciais empreendedores a aderirem a grupos já organizados e apoiados pelo Sebrae”, explica. Na primeira Oficina do Empreendedor realizada de 17 a 18 de abril na cidade de Dário Meira, no sudoeste baiano, mais de 250 pessoas foram beneficiadas. É o caso de Brenda Carla Santos que participou da Oficina Parceiros: Sebrae, prefeituras locais, Senai, Sesc, Senar e Associações Comerciais

Revista Conexão • Abril de 2009 • Nº 175 | 7


central de relacionamento | Foto: Maiana Marques

Ligação direta com o conhecimento

Atendimento | Sebrae Salvador | Bahia

Com três meses de funcionamento o 0800 do Sebrae já acumula quase cinco mil ligações

D

w.w.w.

ajudar” (nesse caso, são candidatos a empresários queesde que entrou em operação em janeiro deste ano, a Central de Relacionamento Sebrae (CRS) rendo saber em que o Sebrae pode auxiliar na abertura da já atendeu a 4.667 ligações. Um diferencial imsua empresa). A CRS, que até o dia 31 de março efetuou portante do serviço é que os 12 operadores não apenas um total de 4.667 atendimentos, funciona de segunda a sexta das 8h às 20h, com 12 operadores atendendo pelo tiram dúvidas dos clientes, mas ligam para divulgar cursos número 0800 570 0800. e palestras oferecidos pelo Sebrae. Fernanda Gretz, analista da UARA (Unidade de Apoio Isabel Ribeiro, coordenadora da Uara, afirmou que à Rede de Atendimento) fala da importância dos serviços o principal objetivo da rede é prestar um serviço cada vez receptivo e ativo. “O primeiro e mais importante trata-se melhor, agregando parcerias com interesses similares. de uma demanda espontânea, ou seja, o cliente que busca Graças a esse serviço, alguns Pontos de Atendimento do orientações empresariais e informações institucionais, Sebrae já deram retorno positivo sobre a satisfação do poderá obtê-las através da Central de Relacionamento cliente em relação ao atendimento ativo. “A colaboradora Sebrae. Já o ativo acontece quando o Delian Mendes do ponto de atendimento Sebrae entra em contato com o cliente a de Irecê nos informou, por exemplo, que partir das demandas de nossas unidades os eventos divulgados com o apoio da “O objetivo é ou dos pontos de atendimento”. Central de Relacionamento, tiveram uma prestar um serviço presença significativa de clientes, que O serviço foi lançado dia 10 de março, no auditório Orlando Moscozo, cada vez melhor” estavam satisfeitos por serem lembrados com a presença de colaboradores e do pelo Sebrae”. Além do lançamento oficial da campanha na sede superintendente do Sebrae, Edival Passos, que falou da do Sebrae Bahia, um trabalho de marketing ainda está necessidade da melhoria do atendimento individual. “O sendo realizado em todo o Estado através de busdoors, desafio é fazer da central de relacionamento do Sebrae spots em rádios, panfletos e camisetas. um trabalho diferenciado das empresas de telemarketing, O diretor Antonio Marcos Lima de Almeida destacou que registram muitas reclamações”, ressaltou. Para durante o lançamento da central de relacionamento a apresentar a importância do projeto em nível nacional o evento contou com a participação de Romilda Torres, importância da iniciativa para testar a qualidade dos do Sebrae Nacional. O diretor Administrativo Financeiro, serviços do Sebrae. “Com esse desafio público, cada Antonio Marcos Lima de Almeida, também participou um de nós vai precisar internalizar esse novo momento da solenidade. para que isso possa se refletir no cliente final”, destacou, As principais demandas dos atendimentos são: lelembrando que nesse momento de globalização, as tecnogalização de empresa, centro de treinamento (curso e logias têm que ser usadas para garantir a sobrevivência palestras), acesso a crédito e “como o Sebrae pode me das empresas.

Empreendedorismo

Plano estratégico

Com o objetivo de apresentar idéias para micro e pequenas empresas,

O www.planestrategico.com.br é um site que traz sugestões de

novos negócios e empreendedorismo, o blog do empreendedor (http://

cursos, consultorias, artigos e citações sobre planejamento estra-

blog.blogdoempreendedor.com/) traz artigos, dicas de livros e a

tégico empresarial. Tudo isso para colaborar com o crescimento e

oportunidade de um cadastro para informações por e-mail.

aperfeiçoamento das micro e pequenas empresas.

8 | Revista Conexão • Abril de 2009 • Nº 175

|


acesso a mercado |

Sebrae | Negócios Salvador | Bahia

|

Rodada movimenta R$ 590 mil na I Mostra de Desenvolvimento Foram comercializados artesanato em palha, peças de cerâmicas, bebidas e alimentos

A

Rodada de Negócios organizada pelo Sebrae Bahia em parceria com o Ministério de Desenvolvimento Regional foi um dos destaques da I Mostra

de Desenvolvimento Regional, realizada de 24 a 27 de março, no Centro de Convenções em Salvador, e aberta oficialmente pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva e a

ministra da Casa Civil, Dilma Roussef. Também estiveram presentes o governador da Bahia Jacques Wagner e o prefeito de Salvador, João Henrique Carneiro. De acordo com a coordenadora

gócios. Ele afirmou que a iniciativa é bastante positiva, uma vez que a negociação é realizada de forma direta e objetiva. Flávio fechou negócio com

da Unidade de Acesso a Mercado do Sebrae na Bahia, Adriana Moura, o presidente Lula, acompanhado da ministra, visitou o stand da Rodada de Negócios e falou com entusiasmo

KK Móveis, de Santa Catarina, e iniciou

“Saio daqui realizado como homem e como presidente da República”

sobre a importância dessa ferramenta para os pequenos produtores. “O presidente e Dilma ficaram radiantes com a qualidade dos produtos oferecidos. Foram comercializados artesanato em palha, peças de cerâmicas, bebidas e alimentos como frutas, palmito, cachaça e mel, num total de 438 encontros entre 73 ofertantes e 57 compradores, e que renderam R$ 591 mil em negócios”, destaca. Para Adriana, a Rodada foi um aprendizado e também uma oportunidade para os pequenos empresários ouvirem o que os compradores necessitam e projetar negócios futuros. “Em um dos momentos da Rodada um comprador disse a uma artesã que o suporte para pratos à venda era bonito e de ótima qualidade, mas que precisava ter um tamanho maior que pudesse colocar o prato e os talheres. Com este contato o artesão passou a adequar sua produção às necessidades do mercado”, explica. Flávio Fernandes, sócio proprietário da Niltex Móveis, de Salvador, participava de sua segunda rodada de neParceiros: Ministérios da Integração Nacional, de Desenvolvimento Social e Combate à Fome, da Agricultura e do Turismo, Sebrae, Governo do Estado, Banco do Brasil, Sudene, Codevasf, Fundação Odebrecht e BNDES

uma negociação com a Bahia Bali. “As rodadas têm um papel importante na viabilização final dos negócios, ou seja, é a formalização da atividade econômica. Para

o pequeno empresário, é de extrema importância, já que possibilita colocar o produto em novos mercados”, afirmou o superintendente Edival Passos, reforçando o papel do Sebrae nesse processo. O superintendente também foi o coordenador do painel 5, na I Mostra Nacional de Desenvolvimento Regional, cujo tema foi “O papel da governança na gestão de políticas regionais: instrumentos, mecanismos e resultados”. Edival Passos destacou a importância do tema, no sentido de se criar o cenário certo para alcançar o desenvolvimento regional. O ministro-chefe da Secretaria de Assuntos Estratégicos da Presidência da República, Roberto Mangabeira Unger, participou de outro painel na Mostra e defendeu uma reforma no planejamento nacional como caminho para atingir o desenvolvimento sustentável e a inclusão social. Durante a abertura da I Mostra Nacional de Desenvolvimento Regional, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse que o evento revelava a diversidade cultural e a riqueza do País, mostrando a capacidade do povo produzir. Em visita ao stand do Sebrae o presidente Lula foi recebido pelo superintendente Edival Passos e pelo diretor Paulo Manso Cabral. “Vi a exposição de trabalhos de vários brasileiros e saio daqui realizado como homem e presidente da República. Realizado porque a Mostra revela a arte do possível e a política correta de um modelo de desenvolvimento”, disse Lula. Revista Conexão • Abril de 2009 • Nº 175 | 9


microMICRO Professores têm a oportunidade de jogar o Desafio

Sociedade de Garantia na Bahia Salvador - A importância do protagonismo empresarial na formação das Sociedades de Garantia de Crédito (SGC) foi destacada pelos empresários Francisco Navega e Marco Almada, durante encontro com empreendedores baianos no dia 31 de março, no auditório do Sebrae. Navega e Almada lideram o processo de estruturação de SGCs nas cidades de Macaé, no Rio de Janeiro, e Governador Valadares, em Minas Gerais. As duas iniciativas estão em estágio mais avançado do que a experiência baiana, iniciada no ano passado. O objetivo do encontro, segundo a analista de políticas públicas Hilcéia Patriarca, foi, além de trocar experiências, demonstrar a necessidade do empresariado está à frente do processo de formação das sociedades de garantia de crédito. “Com a chamada pública feita no ano passado, o Sebrae, como fomentador, apóia tecnicamente e financeiramente as empresas que desejarem criar SGCs, mas elas é que precisam liderar o processo”. O secretário-executivo da Redepetro Bahia, Nicolas Honorato, fez também uma apresentação do projeto da SGC baiana, que pretende aproximar as micro e pequenas baianas do sistema financeiro, favorecendo o acesso ao crédito. Ele destacou a necessidade do protagonismo empresarial, informando que a iniciativa baiana já conta com nove grupos empresariais. “Pretendemos constituir a primeira SGC da Bahia até o final deste ano”, afirmou.

Salvador - Cerca de 60 professores de instituições de ensino superior da Bahia conheceram na prática, dia 24 de março, como funciona o jogo virtual Desafio Sebrae. A simulação para os docentes aconteceu no Hotel Golden Park, no bairro da Pituba, em Salvador, durante todo o dia, mas antes a coordenadora da Unidade de Projetos Especiais do Sebrae Bahia, Sueli de Paula, fez uma explanação rápida sobre os objetivos da iniciativa e exibiu um vídeo sobre a participação da Bahia no ano passado. Sueli destacou, inicialmente, o crescimento significativo do jogo em todo o Brasil, que passou de 800 inscritos na primeira edição há 10 anos, para quase 100 mil no ano passado. Ela exibiu ainda a campanha do desafio deste ano e apresentou depois Alfredo Vieira, coordenador regional do programa Bolsa Bitec, que sensibilizou os professores para a importância do programa, uma parceria entre Sebrae, IEL, CNPq e Senai. A coordenadora da Unidade de Projetos Especiais disse ainda que as inscrições para o Desafio Sebrae 2009 estavam começando naquele dia e que estarão abertas até o dia 13 de maio. Os estudantes matriculados em entidades de ensino superior poderão inscrever equipes de três a cinco componentes pela internet, no site www.desafio.sebrae.com.br. O custo por grupo é de R$ 30. O Desafio Sebrae é um jogo de empresas que oferece a oportunidade de administrar virtualmente uma empresa, tomar decisões, vivenciar as condições do mercado e concorrer a prêmios e a uma viagem para a Espanha. Na disputa estará a administração virtual de uma fábrica de brinquedos. Na opinião do professor Olivan Rabelo, 28 anos, da Uneb e Facemp, ambas em Santo Antônio de Jesus, o Desafio Sebrae tem uma metodologia interessante para o aluno trabalhar o conhecimento em sala de aula. “É também uma oportunidade para os professores desenvolverem essas habilidades junto com os alunos”, destaca o professor de Administração Financeira e Orçamentária.

Empresas inativas serão canceladas pela Juceb Salvador - A Junta Comercial do Estado da Bahia informa que em cumprimento à Lei Federal n.º 8.934/04, deu início no dia 1º de abril ao cancelamento de empresários e sociedades empresariais inativas que desde 31 de dezembro de 98, não procederam a qualquer arquivamento na Junta Comercial. Para evitar o cancelamento, os interessados deverão, até o dia 1º de maio, arquivar na Juceb um dos seguintes documentos: “Comunicação de Funcionamento” ou “Comunicação de Paralisação Temporária de Atividades” ou competente Ato de Alteração. Os modelos desses documentos estão à disposição na Internet na página da Juceb (www.juceb. ba.gov.br) e nas unidades da Juceb: Sede (Salvador), SACs (Barra, Iguatemi, Empresarial e Litoral Norte) e Escritórios Regionais no interior. Conforme o edital, publicado no Diário Oficial em 26 de março, vencido o prazo nele estabelecido, as empresas que não at enderem ao chamamento serão consideradas Inativas, terão seus registros cancelados e perderão automaticamente, a proteção de seus nomes empresariais.

Apicultores do oeste esperam aumento de 30% na produção Região oeste - Apicultores do oeste do Estado estão animados com a safra deste ano, já iniciada nos municípios da região. A expectativa é de um aumento de 30% na produção de mel nos seis municípios (Ibotirama, Paratinga, Morpará, Muquém do São Francisco, Serra do Ramalho e Sítio do Mato) que integram a Coopamesf (Cooperativa Regional dos Apicultores do Médio São Francisco). De acordo com Itamar Queiroz, presidente recém-eleito da entidade que reúne 29 cooperados, além das chuvas que vêm sendo registradas regularmente na região, o principal fator para o aumento da produção é a possibilidade de comercialização através da cooperativa. “A meta para 2009 será de 40 mil quilos de mel. Esse número, no entanto refere-se apenas aos 29 cooperados da Coopamesf, mas acreditamos que a produção na região ultrapasará 100 toneladas”, disse. Segundo ainda Itamar, com a conquista do SIF eles podem agora comercializar o produto sem preocupação em todo o País. “Contando com o apoio do Sebrae e com a possibilidade de sermos incluídos no Comércio Brasil, esperamos aumentar o número de cooperados e respectivamente a produção tendo em vista a facilitação no momento da comercialização”. 10 | Revista Conexão • Abril de 2009 • Nº 175


Brasil Bahia

Empresas do APL de Plásticos buscam formas de reduzir desperdício Salvador - A redução do desperdício e dos custos deve ser planejada e acontecer desde a aquisição da matéria-prima até o produto final, mas sem afetar a qualidade. A dica é do empresário de Simões Filho, Nivaldo Boulhosa, que integra o Projeto de Transformação Plástica da Bahia realizado pelo Sebrae em parceria com a Secti- Secti-Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação do Estado da Bahia, através do Programa Progredir - Programa de Fortalecimento da Atividade Empresarial, e o Senai/Cimatec- Centro Integrado de Manufatura e Tecnologia. Nivaldo Boulhosa participou, dia 1º de abril, do Workshop de Planejamento do APL de Plástico, das 8h30 às 17h30, no Gran Hotel Stella Maris Resort, em Salvador. Durante o evento foi apresentado um diagnóstico de 16 empresas que foram analisadas nas áreas de gestão administrativa, marketing e vendas e de produtos e processos. Nivaldo também destacou a importância de eventos como o workshop, onde é possível aprender com as experiências dos outros empresários do setor. Sobre a crise econômica Nivaldo garante que o melhor é o empresário se prevenir e ter sempre o pé no chão. De acordo com o consultor Luciano Pisanu o diagnóstico detectou alguns gargalos que precisam ser resolvidos nas empresas de transformação de plásticos, sendo o principal a questão do desperdício. Elane Baqueiro Froes, supervisora do Projeto de Transformação Plástica pelo Sebrae Bahia, explica que o Sebrae, em parceria com o BID-Banco Interamericano de Desenvolvimento, vai disponibilizar em 2009 R$ 350 mil para investir no Projeto de Transformação Plástica que tem como objetivo aumentar a competitividade e o fortalecimento da cadeia produtiva dentro do Arranjo Produtivo Local-APL de Plástico.

Cidades do litoral sul ganharão sinalização turística Salvador - Os 14 municípios turísticos do Litoral Sul da Bahia começam a ganhar completa e moderna sinalização turística, a partir de maio deste ano. O anúncio foi feito pelo assessor institucional da Secretaria Estadual de Turismo (Setur-BA), José Carlos Oliveira, durante a 13ª Reunião Ordinária do Conselho de Turismo do Pólo Litoral Sul realizada no Hotel La Dolce Vitta, na zona sul de Ilhéus, a 467 quilômetros de Salvador, contando com a participação de conselheiros e representantes dos níveis federal, estadual e municipal pelo poder público, setor privado, terceiro setor e comunidade científica. O projeto, que está com a fase de licitação pública, também prevê a implantação de sinalização turística nas entradas da capital e de municípios da Região Metropolitana de Salvador. Oliveira revelou que o processo de homologação das empresas vencedoras deve ser concluído até meados de abril. “Serão investidos R$ 2,7 milhões em recursos do Programa de Desenvolvimento do Turismo no Nordeste do Brasil - Prodetur II, que visa complementar investimentos da etapa inicial do Prodetur I, com prioridade para consolidar o turismo como atividade econômica sustentável nos municípios dos Pólos de Turismo”, informou.

Extremo sul é destaque em seminário de agronegócio Eunápolis - No seminário Inovação no Agronegócio, realizado em Brasília entre os dias 18 e 20 de março, projetos assistidos pelo Sebrae de vários estados apresentaram as inovações tecnológicas nas micro e pequenas empresas de agronegócio. Da Bahia, um dos projetos a participar do seminário foi a Apis Valverde. Aliar silvicultura com apicultura foi a saída que Eliés Valverde encontrou para alavancar a produção de mel. Tudo começou quando o exbancário resolveu montar seu próprio negócio. Inicialmente comprou uma propriedade para criar gado, mas logo percebeu que naquela região dava pra produzir mel por causa dos enxames de abelhas abundantes na localidade. E foi nas florestas de eucalipto que descobriu um potencial para a produção de mel. Imediatamente foi feito um convênio entre a Apis Valverde e uma empresa de celulose, que mapeou a área onde foram colocados os apiários, além de disponibilizar as caixas de mel. Assim que fez esta descoberta, Eliés Valverde procurou o Sebrae e firmou uma parceria. O Sebrae viabilizou a gestão do negócio e apresentou ao microempresário inovação tecnológica e facilitou o acesso a novos mercados. Hoje a empresa conta com um entreposto de mel e de cera de abelhas com certificação do Serviço de Inspeção Federal (SIF). A experiência inovadora no agronegócio da Apis Valverde foi um dos exemplos apresentados no seminário em Brasília. De acordo com o gestor do projeto Apis Extremo Sul, Paulo Andrade, que acompanhou o evento, experiências como esta da Apis Valverde mostra como as intervenções tecnológicas trazem resultados consistentes para o agronegócio em curto prazo.

microMICRO

|

Artesãos de Sauípe investem em economia solidária Salvador - A artesã Maria Joelma Silva, presidente da Associação dos Artesãos de Porto Sauípe garante que não existe crise na região onde trabalha e que a saída para enfrentar a crise é investir em economia solidária. A associação, que reúne 35 profissionais, produz tapetes de piaçava, além de jogos americanos, bolsas, chapéus e recentemente ganhou um novo cliente de Fortaleza, além de receber encomenda do Ministério da Cultura para a confecção de 600 tapetes. Joelma é uma das centenas de artesãs que participou dia 19 de março, no Centro de Convenções, em Salvador, das comemorações do Dia do Artesão no II Encontro de Artesãos da Bahia promovido pelo Instituto Mauá, da Secretaria de Trabalho, Emprego, Renda e Esporte do Estado da Bahia em parceria com o Sebrae Bahia. Representando a diretoria do Sebrae Bahia no Encontro, a assessora da diretoria Flávia Goroni falou da importância dos artesãos na geração de renda e inclusão social na Bahia. “Nosso papel no Sebrae é profissionalizar cada vez mais os artesãos, mas sempre preservando a identidade cultural de cada região”, destaca. Durante a abertura do II Encontro de Artesãos da Bahia, o coordenador da Carteira de Economia Solidária do Sebrae Bahia, Richard Alves, falou da importância de os artesãos trabalharem cada vez mais para aprimorar o associativismo. “Nossa missão no Sebrae é capacitar as comunidade de artesanato na Bahia para que elas melhorem técnicas de produção, do acabamento, da embalagem, mas sempre espelhando a cultura do povo, sem esquecer de desenvolver a questão do mercado, discutir novas formas de vendas e participação em feiras. Não adianta o artesão ter apenas o talento, mas é preciso conhecer o mercado onde ele vai vender seu produto”, ressalta Richard.

Revista Conexão • Abril de 2009 • Nº 175 | 11


economiasolidária |

Shopping vai vender produtos de cooperativas do Bairro da Paz Inicialmente serão comercializados calçados e roupas

H

á cinco anos, quando foi formada a cooperativa Coli-

como um articulador entre a comunidade e esse meio de

bris, no Bairro da Paz, em Salvador, surgiu uma nova

comercialização”, complementa Djalma.

perspectiva para os moradores da região. Fabricando

A Colibris é uma das seis cooperativas do Bairro da Paz

calçados e confecções, a cooperativa gera, hoje, renda para

apoiadas pelo Sebrae, através do Projeto de Economia Solidária.

cerca de 60 pessoas, além de trabalhar a inclusão social em

Com os seus aprimoramentos nas questões de gestão e pro-

uma localidade atingida por altos índices de desemprego. Os

dução, através de treinamentos e capacitações, a cooperativa

cooperados, agora, estão na expectativa de um novo desa-

produz hoje cerca de 800 calçados por mês, além de roupas

fio. A Colibris vai ser a primeira cooperativa da localidade a

fabricadas por encomenda.

comercializar os seus produtos no Shopping Paralela, previsto para inaugurar no início de maio.

Além da Colibris, a CPS (Cooperativa de Prestação de Serviços), a Obirin, a Semente da Paz, a Cooperpaz, a Cooperativa de

O diretor-geral da Colibris, Djalma dos Santos, explica

Instrumentos Musicais e a Associação dos Feirantes compõem os grupos responsáveis por geração de

que a negociação para a abertura da loja foi realizada através da Santa Casa de Misericórdia, que atua com projetos sociais no Bairro da Paz. Uma das ações da instituição é promover o escoamento da produção das cooperativas. “Nós

“O Sebrae já possibilitou a participação da cooperativa em feiras e desfiles”

renda e incluir a população do Bairro da Paz no mercado formal de trabalho. A CPS atua em um mercado que se mostra bastante promissor em Salvador, que é o da construção civil. Os 118 coo-

não vamos arcar com as despesas, tudo

perados oferecem serviços complementares

será subsidiado pela Santa Casa”, revela

à construção civil, como os de pedreiro,

Djalma, complementando que a negocia-

pintor, encanador, eletricista, entre outros.

ção teve como base um argumento para

Os membros participam de cursos técnicos,

o shopping oferecer uma contrapartida à

de forma que eles possam atuar no setor.

comunidade do Bairro da Paz, localizado

O presidente da cooperativa, Carlos

próximo ao empreendimento. O diretor informa ainda que, inicial-

Santos, revela que os serviços são oferecidos para toda a cidade. Mas, eles atendem,

mente, só a Colibris vai comercializar os produtos na loja.

voluntariamente, diversos empreendimentos da comunidade.

“Vamos buscar atingir os públicos de classes A e B. Ou seja,

“A idéia é que a cooperativa seja mais uma alternativa de

trata-se de um público mais exigente. Então, é necessário que

renda para os moradores do Bairro da Paz e que também

o produto exposto na prateleira seja de qualidade e compe-

possa contribuir para a melhoria da estrutura do local”, afirma.

titivo”, afirma. “Mas, a idéia é que todas as cooperativas do

A cooperativa vai prestar serviços de manutenção à loja da

nosso bairro comercializem na loja. A Colibris vai funcionar

Colibris, que será aberta no Shopping Paralela.

12 | Revista Conexão • Abril de 2009 • Nº 175


Cooperativa | Sebrae Salvador | Bahia

|

Sebrae ajuda a abrir mercado

O

A CPS busca também a redução de diferença entre os gêneros, incluindo mulheres em trabalhos que, predominantemente, são realizados por homens. Jacira da Silva é uma dessas mulheres. Para ela, o rótulo “sexo frágil” é algo ultrapassado. “Estamos aqui e mostramos que podemos fazer serviços nessa área tão bem quanto os homens”, diz. E os números comprovam a força das mulheres. Do total de cooperados, mais de 70 são do sexo feminino. A gestora do projeto de Construção Civil do Sebrae, Hirlene Pereira, afirma que as ações da instituição são voltadas para qualificação, gestão e acesso a mercado. “O objetivo é que a cooperativa, através de uma gestão eficiente e cooperados qualificados, crie um portfólio de serviços, que sirva como uma porta de entrada para o mercado de construção civil”, explica a gestora. Os altos índices de desemprego e o estigma da violência do Bairro da Paz são superados pela atuação das cooperativas, que seguem com a missão de promover a geração de renda e a inclusão social, e fazer a diferença na vida de pessoas como Milza Brito, da Colibris. “Eu estava desempregada e sem muita perspectiva, até que surgiu a oportunidade de trabalhar na cooperativa. Hoje, obtenho uma renda satisfatória para poder seguir em frente. Isso é muito gratificante, além de ser extremamente necessário para o resgate da auto-estima”, conclui a cooperada.

objetivo do projeto de Economia Solidária, executado no Bairro da Paz, é inserir e expandir a produção das cooperativas no mercado. Djalma dos Santos afirma que o Sebrae é um grande parceiro nas questões relativas à capacitação e gestão. “Adquirimos o conhecimento necessário para organizar o nosso negócio e melhorar a produção”, diz. O próximo passo, segundo Djalma, é ampliar o escoamento dos produtos, que já atingem boa parte da população do Bairro da Paz, estimada em 60 mil habitantes. A gestora do Projeto de Economia Solidária, Idimara Dantas, diz que a inclusão social está atrelada a uma inclusão produtiva com visão de mercado. “Trabalhamos as questões de gestão e organização da cooperativa. O resultado final pode ser visto na qualidade da produção, que pretende agora ser expandida para novos mercados”, conta a gestora. O apoio do Sebrae é considerado fundamental pelo diretor-geral da Colibris, Djalma dos Santos, para a melhoria da gestão das cooperativas no Bairro da Paz. “Com essa parceria, as cooperativas qualificaram o seu processo produtivo. No caso da Colibris, particularmente, conseguimos obter uma maior abertura para o mercado”, diz o diretor. A cooperativa Colibris foi uma das vencedoras da chamada pública do Projeto de Comércio Justo do Sebrae Nacional, realizada no ano passado. Foram liberados recursos no valor de R$ 273 mil, que devem ser aplicados em ações de mercado. Entre as ações previstas, estão a elaboração de um Plano de Acesso ao Mercado Interno, certificação de produtos, oficinas para o desenvolvimento de marcas, embalagens e design, promoção comercial, impressão de folders, catálogos e cartões de visitas, mostruários eletrônicos, kits promocionais de ponto de venda e desfiles para mostras de coleções. Os recursos da chamada pública do projeto Comércio Justo e Solidário também serão usados para financiar a participação da Colibris na Feira do Empreendedor, na Expo Brasil Desenvolvimento Local e no Fórum Social Mundial, além de missões comerciais e divulgação em diversas mídias. A cooperativa Colibris participa, desde 2006, do projeto de Economia Solidária do Sebrae, que tem a parceria da Fundação Banco do Brasil, por meio do Programa de Desenvolvimento Regional Sustentável. Além das capacitações em cooperativismo, Djalma dos Santos lembra que o Sebrae já possibilitou a partic ipação da cooperativa em feiras, desfiles, além de contribuir para ampliar os canais de comercialização dos produtos. Serviço: Cooperativa Colibris – Rua da Resistência, nº 136, Bairro da Paz, Salvador-BA. Telefone: 71 3368-2609.

Parceiros: Sebrae, Santa Casa de Misericórdia, Fundação Banco do Brasil, por meio do Programa de Desenvolvimento

Regional Sustentável, e a Petrobras.

Revista Conexão • Abril de 2009 • Nº 175 | 13


negócios |

Expoconquista | Sebrae Vitória da Conquista | Bahia

|

Produtores de cachaça montam estratégias de venda

Expoconquista tem maior participação de empresários Feira Coopmac-Sebrae registra crescimento de 30%

14 | Revista Conexão • Abril de 2009 • Nº 175

Fotos: José Silva

Q

uem visitou e participou da ExClaudionor Dutra destacou ainda a posição Agropecuária, Industrial Feira Coopmac-Sebrae, com cerca de 150 e Comercial de Vitória da Conestandes, que registrou crescimento de quista, a Expoconquista 2009 e a Feira 30% neste ano em negócios e expositores. Coopmac-Sebrae, entre os dias 14 e 22 “Todo empresário quer participar dessa de março, não apenas conheceu stands Feira e esperamos que a de 2010, prevista de vendas com os mais variados produtos para o período de 20 a 28 de março, da região sudoeste, da Bahia e de outros se mantenha no mesmo nível porque estados. A cultura e o conhecimento, o já chegamos ao máximo da expansão”. Som no Parque, os rodeios, os animais Na análise do coordenador regional bovinos, equinos, caprinos e ovinos, os do Sebrae Conquista, Cláudio Cardoso, leilões, os lançamentos de veículos das com estrutura e organização impecável, o concessionárias, o Parque de Diversões e evento superou o desempenho dos anos muitas outras novidades também fizeram anteriores, sobretudo, quanto a participação dos empresários, da visitação e parte dos eventos que, com um público de cerca de 300 mil pessoas, superaram as vendas realizadas. Dividindo um espaço metas de negócios. multissetorial, com O presidente da produtos e serviços de qualidade, as iniCooperativa Mista Crise não abala Agropecuária Conciativas apoiadas pelo quistense-Coopmac, resultados da exposição Sebrae, na região, a patrocinadora da Exexemplo dos projetos de Conquista poconquista 2009 em Madeira e Móveis Plaparceria com o Sebrae, Claudionor Dutra nalto Sudoeste, Mandiocultura, Floricultura Neto, calcula em R$ 50 milhões o volume e Negócios da Cachaça, segundo ele, de negócios realizados, bem acima dos R$ fizeram muito sucesso, agradando a todos. 40 milhões previstos. Tanto em público Na atual conjuntura da crise econôcomo em vendas, Claudionor assegura mica, Vitória da Conquista não sofreu que a exposição registrou um aumento abalos de forma igual como nos outros lugares porque o município possui uma de 30% em relação ao ano passado, considerando a de 2009 a maior da sua atividade diversificada com forte posição história ao longo dos últimos 67 anos. nos setores de serviços, da indústria Para ele, o maior marco mesmo foi a e da agropecuária. A observação foi Expoconquista ter atingido resultados no feita pelo superintendente do Sebrae cenário nacional, “com energia positiva, Bahia, Edival Passos, que participou da apesar da crise econômica e financeira”. abertura oficial da exposição. AcomSó o setor de eucalipto movimentou panhando o superintendente, o diretor vendas da ordem de R$2 milhões e 700 Administrativo Financeiro, Antônio mil, e num único dia o Banco do Nordeste Marcos, se disse satisfeito por fazer liberou contratos de mais de R$10 miparte da equipe do Sebrae, depois de lhões - informou Claudionor. Os bancos ter atuado 26 anos no Banco do Brasil. Destacou que o Sebrae é um parceiro do Brasil e Bradesco também atuaram na linha de empréstimos para agricultores, importante para o desenvolvimento dos criadores, industriais e comerciantes. pequenos negócios no Brasil e na Bahia.

Durante a Feira CoopmacSebrae, os produtores de cachaça de qualidade de várias marcas da Bahia se reuniram para montar suas estratégias de vendas nos mercados interno e externo e vencer a concorrência dos produtos clandestinos. Durante o evento, os fabricantes de cachaça realizaram nos stands do “Espaço Sebrae” demonstrações de degustação e apresentação de seus produtos aos distribuidores e comerciantes da região. Há quatro anos no mercado, a cachaça “Engenho Bahia”, no município de Ibirataia, foi a primeira a receber a marca do Inmetro (no Brasil só existem 28 com essa marca) e apenas os estados do Rio Grande do Sul, Pernambuco, Minas Gerais, São Paulo e Bahia têm essa certificação. Josafar Rebouças, do Departamento Comercial de Vendas da empresa, disse que a cachaça é envelhecida durante dois anos em barris de Jequitibá, Umburana, Bálsamo e Putumuju. Para ter o certificado é exigido vários requisitos, inclusive cuidados com o meio ambiente como não queimar lenha. A fiscalização das instalações e equipamentos é bastante rigorosa. Tanto Josafar como o produtor Nelson Luz, de Abaira, afirmam que, apesar das dificuldades e dos altos e baixos, a cachaça tem crescido nos mercados interno e externo, bem como melhorado sua participação em feiras e eventos como na Feira Coopmac-Sebrae, em Conquista.

Parceiros: Ministério da Agricultura, Prefeitura de Vitória da Conquista, Coopmac, Secretaria de Agricultura do Estado, bancos do Brasil e do Nordeste, Câmara de Dirigentes Lojistas, Associação das Indústrias e Sebrae


mulher de negócios |

Prêmio | Sebrae

Força, determinação e coragem

Fotos: Welton Araújo

Salvador | Bahia

|

Parceiros: Sebrae, a Secretaria Especial de Políticas para as Mulheres, BPW Federação das Associações de Mulheres de Negócios e Profissionais do Brasil e a Fundação Nacional da Qualidade

Prêmio Mulher de de Negócios destaca duas trajetórias de sucesso na Bahia

H

por homens”, disse Antonio Marcos Lima. “A diretoria do istórias de determinação e superação foram recoSebrae vai continuar o trabalho integrado, de forma que nhecidas no último dia 12 de março, na entrega todo incentivo ao empreendedorismo seja apoiado, fortado Prêmio Mulher de Negócios 2008, no auditório lecendo o espírito de agregação de valor”, ressaltou. Na Orlando Moscozo, na sede do Sebrae Bahia. O diretor Bahia, em 2008, 102 mulheres contaram as suas histórias Administrativo-Financeiro do Sebrae, Antonio Marcos de vida, superando as 72 da edição anterior. Dessas, 17 Lima de Almeida, entregou troféus para as duas venceforam selecionadas como finalistas estaduais. Ana Márcia doras. Ana Márcia dos Santos, da Cooperativa de Coleta e Vânia foram destacadas, passando Seletiva Cata Renda, de Cruz das Almas, para a próxima fase da premiação. Mas foi a ganhadora na categoria negócios coletivos. Já na categoria pequenas “As mulheres estão a coordenadora da Unidade de Projetos Especiais do Sebrae, Sueli de Paula, deu empresas, a premiada foi Vânia Oliveira, da Art´s do Céu, localizada em Salvador. conquistando espaços uma palavra de incentivo. “Todas vocês são vencedoras, pelas suas histórias de cora“As mulheres estão conquistando que antes eram espaços que antes eram ocupados apenas apenas dos homens” gem, superação e persistência”, destacou.

Responsabilidade social e ambiental Ana Márcia dos Santos, uma jovem de 29 anos, natural de Cruz das Almas, enxergou, em um momento de sofrimento, uma oportunidade de contribuir para a melhoria de sua cidade. “Eu estudava e morava em Santo Antônio de Jesus. Mas, minha mãe adoeceu, e voltei a morar com ela, em Cruz das Almas. Todos os dias, eu viajava para poder assistir às aulas”, conta Ana. Nessas idas e vindas, a então estudante de administração observou uma grande quantidade de lixo depositada na saída de Cruz das Almas. A partir dessa inquietação, Ana Márcia passou a elaborar um projeto que viria a se concretizar na cooperativa Cata Renda. Ana acessou o cadastro de catadores de lixo da cidade e foi de porta em porta apresentar a sua ideia. Assim, a cooperativa montada a partir da ideia de Ana Márcia tem hoje cadastrados 60 catadores, sendo que 25 são mulheres. “Eles, por enquanto, vendem o material avulso. Mas, estamos lutando para adquirir um galpão”, diz. A jovem empreendedora destaca que o seu trabalho surgiu de uma preocupação ambiental, mas também não perdeu o viés social. “Procuramos trabalhar com a inclusão dos catadores, levantando a sua auto-estima”, conclui.

Ação contra a violência Mulheres vítimas de violência passam por momentos de amargura. Além da dor física, ficam impregnadas as dores da baixa auto-estima, da tristeza e do medo. Vânia Oliveira, apesar de nunca ter sido vítima de nenhum tipo de agressão, se solidarizou com algumas dessas histórias. Capacitou e empregou mulheres com históricos de violência e as ajudou a recuperar a auto-estima e dignidade. “Hoje, eu tenho doze mulheres trabalhando comigo, que superaram o seu passado, e estão sustentando as suas próprias vidas”, relata, emocionada, a dona da Art´s do Céu. Vânia foi então convidada pela prefeitura de Camaçari para realizar uma capacitação, através do projeto Mulher Cidadã, uma parceria do município com o Governo Federal, para capacitar mulheres inscritas no programa Bolsa Família. Vânia ficou responsável pela capacitação de 25 mulheres, que aprenderam a confeccionar bijuterias. “Muitas dessas mulheres haviam sido vítimas de violência. Vi a oportunidade de torná-las minhas parceiras e oferecerlhes um ofício”, afirma. A Art´s do Céu está, hoje, com a sua produção ativa e possui clientes em países como Canadá, Espanha, Itália e Portugal. Revista Conexão • Abril de 2009 • Nº 175 | 15


entrevista |

“Temos o compromisso de estar em todos os municípios baianos”

N

essa entrevista exclusiva à Revista Conexão, o superintendente na Bahia do Banco do Brasil, Rodrigo Santos Nogueira, fala dos principais produtos oferecidos pela instituição às micro e pequenas empresas. Aborda também a crise econômica mundial e como o banco está enfrentando a inadimplência. Graduado em Economia, Rodrigo está fazendo MBA em Finanças, mas tem outros três MBAs pela Fundação Getúlio Vargas, Dom Cabral e IBMEC. Em setembro, completa dois anos que está na Bahia. Antes disso passou por Brasília, Minas Gerais, Rio Grande do Norte e São Paulo. Natural de Minas, tem 41 anos, sendo 25 deles dedicados ao Banco o Brasil. 16 | Revista Conexão • Abril de 2009 • Nº 175


Entrevista | Conexão Superintendente na Bahia do Banco do Brasil | Rodrigo Nogueira

|

O Banco do Brasil vai reduzir os juros para seus clientes? Antes de responder a essa pergunta, é importante não perder de vista que estamos dentro de um país que vive um processo permanente de redução de juros comandado pelo Banco Central. Isso já vem acontecendo. O que o Banco do Brasil tem procurado fazer aqui na Bahia é desenvolver ações e estratégias que permitam ofertar às micro e pequenas empresas produtos e serviços adequados ao mercado e ao atual cenário econômico. Nesse sentido, procuramos oferecer bons produtos, que tenham prazos alongados e boas taxas. Acredito que nosso mix de produtos é bem interessante e já possui taxas extremamente competitivas.

Quais seriam esses produtos? Temos vários, com o BB Giro Empresa Flex, no qual o cliente tem total flexibilidade para efetuar o pagamento de acordo com o perfil da atividade da empresa e o BB Giro Rápido, que tem uma modalidade de crédito fixa e outra rotativa, para eventuais necessidades. Tem ainda produtos novos, como o Giro BNDES PEC, capital de giro com recursos do BNDES com prazo de até 36 meses com taxa abaixo de 2% ao mês. Existe ainda a Antecipação de Crédito ao Lojista (ACL), dos recursos do cartão de crédito. Por essa modalidade, verificamos a regularidade dos recebimentos e fazemos a antecipação desses recursos em até um ano. Na linha de investimento, temos uma ação forte no cartão BNDES, justamente por ser um produto que consegue fazer a contratação da operação de forma massificada. Esse produto, que tem uma mídia ampla na TV pelo BNDES, teve o prazo ampliado para 48 meses e o limite saiu de 250 mil para 500 mil reais. Tem ainda o Proger Urbano Empresarial, o Proger Urbano Turismo e outras modalidades. Vale destacar que temos hoje 134 mil pessoas jurídicas com conta no BB e nosso esforço é de tentar se aproximar desse público para mostrar o leque de produtos que temos à disposição.

Como está a taxa de inadimplência depois da crise? De uma maneira geral tem subido, conforme temos visto inclusive através da imprensa. Mas o banco tem colocado seu pessoal para orientar aquelas empresas que apresentam algum tipo de dificuldade em sua administração de caixa para fazer o rescalonamento, se necessário for, e com isso recompor essas operações.

Quais as ações em parceria com o Sebrae que o Sr. apontaria como mais significativas? Temos muitas parcerias interessantes. A área de Desenvolvimento Regional Sustentável do BB é um exemplo. Há uma integração forte com o Sebrae, por exemplo, no Bairro da Paz, onde temos conseguido bons resultados com aquela comunidade. Temos organizado também algumas caravanas pelo Estado para conhecer de perto os problemas e apresentar soluções.

Em meio a essa crise mundial, a Bahia tem algum diferencial em relação ao resto do país? A Bahia é um pouco do Brasil em todos os aspectos, tanto no que diz respeito às ameaças quanto às oportunidades. Acho que temos hoje um Estado com fortes expectativas positivas. Isso por conta dos recursos que estão sendo canalizados tanto pelo governo federal quanto pelo estadual, no sentido de criar uma infraestrutura básica e atrair novos investimentos. Mas temos que ter consciência de que a Bahia não é uma ilha isolada nesse contexto de crise mundial. A certeza que eu tenho é que a condução está muito bem feita aqui no Estado. Como realidade, algumas obras e ações já podem ser consideradas, como a Ferrovia Leste-Oeste, o Porto Sul, em Ilhéus, cidade que também está sendo contemplada com as obras do novo aeroporto, a Via Expressa Baía de Todos os Santos, na capital, e vários pacotes de ações que tornam atrativa a vinda de empresas para a Bahia, gerando mais emprego e renda.

Nesse contexto, como o Banco do Brasil tem conseguido crescer? Temos hoje cinco mil funcionários em 340 agências e órgãos regionais. Vamos inaugurar até o final do ano mais quinze agências na Bahia e no ano que vem mais dez unidades. Temos procurado estabelecer um contato muito próximo com nossos clientes, tanto de alta renda como de menor renda. Temos também uma parceria forte com a rede de correspondentes bancários, cerca de 900, o dobro do ano passado. Isso significa conveniência, uma maneira de levar os serviços do BB para toda a população. O correspondente paga contas, títulos, benefícios do INSS, enfim, quase todos os serviços oferecidos pela agência. Temos procurado divulgar mais esse canal, para que as pessoas conheçam essa nova modalidade de atendimento, oferecido para sua conveniência. O compromisso nosso é de estar presente em todos os municípios baianos. Hoje já temos mais de 90% das cidades atendidas pelo banco.

Qual o volume aplicado em operações de crédito pelo BB na Bahia? Hoje são 7,5 bilhões de reais aplicados no mercado da Bahia em todos os setores, incluindo pessoas físicas e jurídicas. Para se ter uma ideia, o banco que vem em seguida não tem nem a metade disso. Nós dividimos o Estado em sete microrregiões, onde temos superintendências regionais: Juazeiro, Barreiras, Itabuna, Conquista, Feira e Salvador, que tem duas, sendo uma especificamente para atender o segmento Governo. Revista Conexão • Abril de 2009 • Nº 175 | 17


escola da competitividade |

Programa | Sebrae Barreiras | Bahia

Programa ajuda empresário a aumentar competitividade Micro e pequenas empresas são capacitadas em Barreiras com ferramentas de gestão empresarial como a Escola da competitividade, pois grande parte do cursos que são oferecidos são rápidos e superficiais. A minha expectativa é colocar em prática 100% do que aprendi em sala de aula para o crescimento do meu negócio. As mudanças com o curso vieram em todos os departamentos começando pela contratação de funcionários, atendimento, organização das mercadorias, enfim no gerenciamento como um todo do meu negócio o que replete na satisfação dos nosso clientes e também no aumento das vendas”. Voltado para empresários inscritos no Prêmio de Competitividade para Micro e Pequenas Empresas, o curso capacita as micro e pequenas empresas com ferramentas de gestão empresarial baseadas em oito critérios de Excelência. Esses critérios estão alicerçados nos 11 rotina de Bruno Dourado, coordenador de vendas Fundamentos da Excelência, adotados pela Fundação de uma empresa de informática de Barreiras, é Nacional de Qualidade. bastante agitada. Visitas, reuniões e atendimento Em Barreiras, 23 empresários participaram da pria clientes fazem parte do dia-a-dia desse profissional que, meira edição do curso concluído em março no município. apesar da vida atribulada, está conseguindo melhorar a Composto de oito módulos que abordou dentre outros organização da empresa em que trabalha a partir dos temas “Estratégias e Planos”, “Os Processos”, “Pessoas conhecimentos adquiridos na Escola da Competitividade e Sociedade”, “Inovação e Criatividade”, “Liderança, uma iniciativa do Sebrae em parceria do Movimento Brasil Informações e Conhecimento”, “Clientes” e “FundaCompetitivo (MBC), da Associação Baiana para Gestão mentos de Excelência” , a Escola da Competitividade Competitiva (ABGC) e da Federação das Indústrias da propiciou ao participante, por exemplo, a compreender Bahia (FIEB), além de Petrobras, Grupo Gerdau e Fundação os fundamentos da excelência e a relacionar a gestão da Nacional da Qualidade (FNQ). qualidade como uma estratégia para “Ainda não tive tempo suficiente alcançar um modelo de excelência em para colocar em prática tudo que gestão; diagnosticar a situação da “O resultado das aprendi ao longo do curso, mas teempresa em relação aos fundamentos mudanças tem sido a da excelência; definir e implemennho conseguido detectar falhas em satisfação melhor dos tar um conjunto de indicadores de determinadas áreas da empresa e melhorei o atendimento interno. O desempenho empresarial; aplicar o nossos clientes” resultado das mudanças tem sido a ciclo PCDA (Planejar, Desenvolver, satisfação melhor dos nossos clientes e funcionários e a Checar e Agir) e envolver-se na melhoria do modelo de conquista de novos. E tudo isso graças ao que aprendi gestão da sua empresa. na Escola da Competitividade, que ofereceu temas voltaAlém do conteúdo diversificado ministrado por meio de dos para o nosso cotidiano profissional e conhecimentos palestras em sala de aula, o programa inclui consultorias também que se aplicam à nossa vida pessoal”, disse individuais nas empresas participantes, totalizando uma Bruno Dourado. carga horária de 253 horas, sendo 128 destinadas a instruOpinião também compartilhada pelo empresário e toria e 125 horas, cinco horas por empresa em consultorias. administrador de empresas Antônio Ricardo de Oliveira, Para Emerson Cardoso, coordenador regional do Sebrae, que atua no ramo de confeccções. Ele percebeu que nem “o programa de capacitação tem contribuído para que os sempre economizar na hora de contratar é a melhor opção. nossos gestores ampliem sua visão do negócio e possam “Já participei de vários cursos e palestras, mas nenhum ser mais competitivos no seu segmento empresarial”.

A

18 | Revista Conexão • Abril de 2009 • Nº 175

Parceiros: Sebrae, Movimento Brasil Competitivo, da Associação Baiana para Gestão Competitiva (ABGC), FIEB, Petrobras, Grupo Gerdau e Fundação Nacional da Qualidade

|


turismo |

Lançamento | Sebrae Salvador | Bahia

|

Resultado da votação dos sete pontos mágicos de Salvador sai em maio Após o resultado vai haver um trabalho para a revitalização e criação de novos roteiros turísticos nos locais escolhidos

A

Foto: Welton Araújo

Parceiros: Sebrae, Bahiatursa, Cluster de Turismo e Entretenimento, agências de turismo receptivo, Conselho Baiano de Turismo, Câmara Baía de Todos os Santos, Salvador Turismo, Secretaria estadual de turismo e FIB

votação para a escolha dos 7 Pontos Mágicos locais escolhidos. Para Emília, a idéia, nascida no Cluster de Turismo e Entretenimento da Bahia e abraçada pelo de Salvador já começou. Até o dia 25 de abril, baianos e turistas de todo o mundo poderão fazer Sebrae, prefeitura e governo do estado, é uma excelente a sua opção, entre 14 locais pré-selecionados, no site ferramenta de marketing, sendo uma nova forma de www.7pontosmagicosdesalvador.com.br. No lançamento promoção do destino Bahia. Durante a apresentação do projeto, o coordenador da campanha nesta quinta-feira, dia 2, no SAT (Serviço de Atendimento ao Turista da Bahiatursa), no Pelourinho, da carteira de economia criativa do Sebrae Bahia, Richard foi reafirmado o compromisso de, a partir do anúncio Alves, assinalou os objetivos da iniciativa que prevê a do resultado, previsto para maio, haver um trabalho revitalização dos 7 Pontos Mágicos escolhidos e a criação conjunto da iniciativa privada e poderes públicos para a de novos produtos pelas operadoras. revitalização, requalificação e criação de novos roteiros Richard mencionou ainda que o curso de turismo da turísticos nos locais escolhidos. FIB realiza um levantamento da situação dos 14 locais Para o superintendente do Sebrae, Edival Passos, pré-selecionados para, quando for definido o resultado a escolha dos 7 Pontos Mágicos de Salvador reforça a dos sete escolhidos, já se ter um prévio diagnóstico do potencialidade turística da cidade e cria oportunidades que precisa ser feito com relação à infra-estrutura, separa o turismo, com os novos roteiros que passarão a gurança e capacitação. O presidente do Conselho Baiano de Turismo, Silvio integrar a programação dos visitantes. Edival considerou Pessoa, elogiou o papel do Sebrae ao levar adiante a a idéia inovadora e criativa, mas observou ser necessário que os locais escolhidos tenham um proposta nascida no Cluster. “A escolha tratamento urbanístico e social adequados 7 Pontos Mágicos de Salvador foi “A votação pela do de forma que se transformem em uma idéia gestada pela iniciativa privada produtos turísticos de qualidade. internet torna a eleição que ganhou o imprescindível apoio do A presidente da Bahiatursa, Emília poder público. É um projeto feito a ainda mais legítima” várias mãos”. Segundo ele, a medida Silva, elogiou, durante o lançamento, o método de escolha dos 7 Pontos Mágicos de Salvador. vai alavancar a visitação nos locais escolhidos. “Pela internet, não só é possível o envolvimento de toda Na avaliação do presidente da Saltur, Cláudio Tinoco, o a comunidade baiana como também dos turistas do Brasil projeto é um grande desafio para o poder público porque, e do mundo. Isso torna a eleição ainda mais legítima”. depois de selecionados, os governos vão trabalhar na Emília reiterou o compromisso dos poderes públicos e conservação e no oferecimento de melhor infraestrutura da iniciativa privada de, logo após o resultado da votação, nestes pontos. começarem a trabalhar pela melhoria e divulgação dos Na disputa pelos 7 Pontos Mágicos de Salvador estão os seguintes locais: Centro Histórico, Bonfim-Ribeira, Contorno-Comércio, Barra, Rio Vermelho, Campo Grande, Itapuã, Curuzu, Praia de Piatã, Praia de Stela Maris, Jardim de Alah, Baía de Todos os Santos, Dique do Tororó e Parque de Pituaçu. A iniciativa é uma parceria conjunta do Sebrae, Secretaria Estadual de Turismo, Bahiatursa, Conselho Baiano de Turismo, Câmara de Turismo da Baía de Todos os Santos e Saltur.

Revista Conexão • Abril de 2009 • Nº 175 | 19


seminário |

Ex-Prefeito Empreendedor contagia gestores da região de Irecê Arnaldo Júnior deu dicas de como enfrentar as adversidades

A

proveitar o potencial turístico e econômico do

humano e, sobretudo, na auto-estima da população. Ele

município, formar parcerias com órgãos de fomen-

citou como exemplo o baixo índice de emplacamento de

to nacionais e internacionais, criar um pacto de

carros em Cabaceiras quando assumiu o cargo. “As pessoas

cooperação para o desenvolvimento, melhorando assim

tinham vergonha da própria cidade em que moravam e

a auto-estima da população. Estas foram algumas saídas

emplacavam em Campina Grande”, lembra.

encontradas pelo ex-prefeito do município de Cabacei-

Com cerca de cinco mil habitantes, o município de

ras, na Paraíba, Arnaldo Júnior, que foi escolhido pelo

Cabaceiras, apesar do baixo índice pluviométrico, (230

Sebrae como o Prefeito Empreendedor de 2003, desta-

ml/ano), tinha uma grande riqueza arqueológica e cultu-

que nacional pelas boas práticas de gestão e apoio aos

ral ainda inexplorada pelo turismo, além de um enorme

pequenos empreendimentos. Arnaldo falou para cerca

potencial para a ovinocaprinocultura e o artesanato.

de 200 pessoas durante o seminário “Desenvolvimento

Outro fator importante: foi na região do Cariri que o

Econômico Local e os Pequenos Negócios”, realizado

escritor Ariano Suassuna se inspirou para escrever o

dia 18 de março, no Golden Palace Hotel de Irecê. Com

“Auto da Compadecida”. Com o apoio do Sebrae, foi

um depoimento emocionado, ele mostrou, por meio de

criado um roteiro turístico para o município, o leite de

fotos, a prefeitos e secretários da região de Irecê, que é

cabra foi melhor aproveitado, foram implantados agentes

possível, com criatividade e vencer as adversidades.

de desenvolvimento rural, criadas unidades móveis de

Participaram do evento o presidente da Faeb

assistência técnica, entre outras medidas.

(Federação da Agricultura e Pecuária da Bahia) e do

Todo esse movimento, que contou com a participa-

conselho do Sebrae João Martins da Silva Júnior, o

ção constante da população, gerou mais riqueza para o

superintendente do Sebrae, Edival Passos, os diretores

município e o resultado foi a aprovação da administração

Paulo Manso Cabral e Antonio Marcos Lima de

de Arnaldo Júnior. Tanto que ele foi reconduzido para

Almeida, e representantes de órgãos públicos da região.

mais um mandato à frente da prefeitura. Arnaldo depois

O seminário foi realizado pelo Sebrae com o apoio do

foi chamado para assumir a Secretaria de Turismo e

Governo do Estado, Sistema Faeb, bancos do Brasil e do

Desenvolvimento Econômico daquele Estado.

Nordeste e Caixa Econômica Federal.

Depois da palestra do ex-prefeito, o seminário em

Arnaldo começou sua palestra enfatizando a impor-

Irecê continuou com uma apresentação do diretor do

tância de se planejar o desenvolvimento com uma visão

Sebrae Paulo Manso Cabral, que mostrou os projetos para

de longo prazo. “É preciso saber aonde se quer chegar”,

a região e a forma de atuação do órgão. Depois foi a vez

disse, ressaltando que é fundamental investir no capital

da coordenadora da Unidade da Rede de Atendimento do Sebrae, Isabel Ribeiro, que exibiu os números de seu

Parceiros: Sebrae, Governo do Estado, Sistema Faeb, bancos do Brasil e do Nordeste e Caixa Econômica Federal.

20 | Revista Conexão • Abril de 2009 • Nº 175

Fotos: Adelmo Borges

setor e falou dos programas

“As pessoas tinham vergonha da própria cidade em que moravam”


Seminário | Sebrae Irecê | Bahia

|

Os avanços da Lei Geral

D

de atendimento empresarial, como a Oficina do Empreendedor, metodologia que consiste em levar atendimento empresarial e capacitação para cidades que não contam com os serviços do Sebrae. Fechando a manhã, o superintendente Edival Passos falou dos benefícios trazidos com a Lei Geral e conclamou os prefeitos presentes no auditório a regulamentar a lei (veja box). Foi distribuído, inclusive, um anteprojeto elaborado pelo Sebrae que pode ser adaptado à realidade local e encaminhado à Câmara de Vereadores para aprovação. Edival lembrou que apenas quatro municípios baianos regulamentaram a lei até hoje: Feira de Santana, Lauro de Freitas, Camaçari e Senhor do Bonfim.

Conselhos regionais Na parte da tarde, representantes da Petrobras, Desembahia, bancos do Nordeste e Brasil, Codevasf e Secretaria da Indústria, Comércio e Mineração participaram de uma mesa coordenada pelo diretor do Sebrae Antonio Marcos Lima de Almeida, na qual falaram sobre a forma de atuação na região e responderam perguntas da platéia. Depois, o superintendente do Sebrae falou da necessidade da implantação dos conselhos de desenvolvimento regional e disse que vai ver com a diretoria de que forma pode aumentar o número de Oficinas do Empreendedor na região, além das três já previstas para este ano. Propôs ainda que seja elaborado um diagnóstico da microrregião de Irecê para definição do papel de cada instituição no processo de desenvolvimento.

urante o seminário “Desenvolvimento Econômico Local e os Pequenos Negócios” o superintendente do Sebrae Edival Passos esclareceu pontos da Lei Geral das Micro e Pequenas Empresas para os prefeitos e secretários municipais. Ele começou explicando que o Sebrae encabeçou uma mobilização nacional em 2003 pela aprovação da lei, sancionada pelo presidente Lula no final de 2006. “É uma lei que trata não só da redução da carga tributária para as micro e pequenas empresas, mas também da desburocratização, licitações públicas, baixa de empresas e tecnologia e inovação”, destacou o superintendente, lembrando que a lei sofreu um ajuste importante com a criação da figura do Microempreendedor Individual (MEI). Edival explicou que o MEI é isento de quase todos os tributos. O empreendedor paga um valor fixo mensal de 11% do salário mínimo de INSS, mais R$ 1 de ICMS, para comércio e indústria, ou R$ 5 de ISS, no caso de serviços. O tempo mínimo de contribuição é de 15 anos. Com isso, o empresário conquista aposentadoria por idade ou por invalidez, seguro por acidente de trabalho e licença-maternidade. A família tem ainda direito à pensão por morte do segurado. “Segundo dados do IBGE, o Brasil tem de 8 a 10 milhões de informais que poderão se beneficiar da medida”, lembrou Edival. Além disso, na Bahia o governo diminuiu a carga tributária do setor, beneficiando vários segmentos econômicos. Foi criado ainda um cadastro nacional sincronizado unificado para facilitar a abertura de empresas. Edival lembrou outro avanço da lei: antes quem tinha débito tributário ficava impedido de montar um novo negócio. Agora não é mais necessário apresentar a quitação de débito para abrir uma empresa. “Mas ele ainda terá que pagar a dívida”, lembra o superintendente. Outro avanço foi o tratamento diferenciado nas compras públicas. Agora, uma compra até R$ 80 mil terá que ser realizada por uma micro ou pequenas empresa legalizada. Acima disso, a lei criou o consórcio simples de MPEs para aumentar a competitividade do setor nas licitações.

Já o presidente da Faeb e do conselho do Sebrae, João Martins da Silva Júnior, destacou que o Sebrae tem uma grande ferramenta para detectar oportunidades de emprego e renda nos municípios, que são as Oficinas do Empreendedor. “Podem ficar certos que vou monitorar o que está sendo feito pelo Sebrae para a região de Irecê”, disse, lembrando que os recursos públicos para as prefeituras existem, o que faltam são bons projetos e que os consultores do Sebrae podem ajudar os prefeitos a elaborá-los.

Revista Conexão • Abril de 2009 • Nº 175 | 21


turismo |

Juazeiro | Turismo

| Foto: Emanuelle Lustosa

Bahia | Brasil

Norte da Bahia terá Câmara de Turismo

Parceiros: Sebrae, Bahiatursa, Ministério do Turismo, secretaria estadual de turismo e prefeitura

Juazeiro, Casa Nova, Curaçá, Sobradinho e Remanso integram a instância de governança

A

pós a realização da 3ª Oficina de Direcionamento Ele acredita que em abril acontecerá o lançamento da Estratégico da Instância de Governança de Turismo Câmara de Turismo. “Vamos lançar oficialmente e realizar dos municípios baianos de Juazeiro, Casa Nova, a eleição dos membros do órgão, que vai contribuir para Curaçá, Sobradinho e Remanso foi definido que a região o desenvolvimento dessa importante atividade na região” norte da Bahia vai instalar uma Câmara de Turismo. Os ressaltou Ricardo. trabalhos foram encerrados dia 24 de março, no Grande Para o empresário da embarcação Rio dos Currais, Hotel de Juazeiro, onde estavam reunidos empresários, que faz os passeios turísticos pelo Rio São Francisco, Luiz instituições e representantes das prefeituras dos cinco Rogério, esse é um novo momento para turismo no Vale. municípios envolvidos. “Com a consolidação desse novo órgão de turismo, teremos um espaço para discutir as Apoiar e impulsionar o desenvolvimento do turismo sustentável na região é a missão ”Essa atividade prioridades da região, buscar novos investimentos e fortalecer essa atividade que tem definida pela Câmara de Turismo. De acordo tem grande grande potencial”, afirmou o empresário. O com o consultor do Sebrae e do Ministério potencial” do Turismo, Ricardo de Cerqueira, nesse gestor de turismo pelo Sebrae, Paulo Angelin, último encontro foram definidos quais os resultados esinformou que o grupo definiu também a implantação dos perados das ações da Câmara nos próximos dois anos, Conselhos Municipais de Turismo, o que vai fortalecer ainda para que ela funcione com foco em resultados. “Após as mais a atividade, que terá a Câmara como órgão maior três oficinas conseguimos definir a missão, as linhas de da Instância de Governança. Angelin destacou a grande ações estratégicas, os resultados esperados e o esboço participação do empresariado da região. do regimento interno da instância”, explicou. Unidade de Gestão Regional Metropolitana Salvador/Centro de Atendimento ao Empreendedor - Av. Sete de Setembro, 261, Mercês. Cep 40060-035 - Tel.: 33204526 - e-mail: noe@ba.sebrae.com.br - Atende de segunda a sexta, das 9 às 17 horas. Salvador/Pelourinho - R. das Laranjeiras, 02, Terreiro de Jesus, Pelourinho. Cep 40026-230 - Tel.: (71) 3321-9509 - Fax: (71)3321-9507 - e-mail: agcentro@ba.sebrae.com.br Salvador/Itapagipe - R. Direta do Uruguai, 753, Bahia Outlet Center, loja 134. Cep 40454-260 - Tel.: (71) 3312-0151 - Telefax: (71) 3312-0170 - e-mail: itapagipe@ba.sebrae.com.br Salvador/Liberdade - R. Lima e Silva, 74, Shop. Liberdade, Lj 235. Cep 40375-016 - Tel.: (71) 3241-8126 - Telefax: (71) 3242-6613 - e-mail: liberdade@ba.sebrae.com.br Salvador/SAC Empresarial - Av. Otávio Mangabeira, 6929, Multishop, Boca do Rio. Tel: (71) 3281-4154 - Fax (71) 3281-4141 CEP 41706-690 - e-mail: fabricio.barreto@ ba.sebrae.com.br Camaçari - R.do Migrante s/n, Centro, CEDAP, Casa do Trabalho. Cep 42800-000 - Tel.: (71) 3621-7331/7332 - Telefax: (71) 3621-8223 - e-mail: camacari@ba.sebrae.com.br Lauro de Freitas - Shopping Ponto Verde, sala 35, Avenida Santos Dumont, Km 2,5 - Estrada do Coco. Cep 42700-000 - Tel.: (71) 3378-9836 - e-mail:ccoqueiros@ba.sebrae.com.br Unidade de Gestão Regional - Grande Recôncavo/Nordeste Feira de Santana - R. Barão de Cotegipe, 629, Centro. Cep 44010-

150 - Tel./Fax: (75) 3221-2153 - e-mail: fsantana@ba.sebrae.com.br Ipirá - Praça Dr. Roberto Cintra, 526, Centro Ipirá-Ba. Telefax: (75) 3254.1239 - e-mail: ipira@ba.sebrae.com.br Alagoinhas - R. Marechal Deodoro, 68, Edf. Maria Amélia, Centro. Cep 48005-020 - Tel.: (75) 3422-1888 - Fax: (75) 3422-1555 - e-mail: alagoinhas@ba.sebrae.com.br Euclides da Cunha - R. Oliveira Brito, 404, Centro. Cep 48500-000 - Tel.: (75) 3271-2010 - Fax: (75) 3271-2055 - e-mail: ecunha@ba.sebrae.com.br Paulo Afonso - Av. Getúlio Vargas, 155-A, Centro. Cep 48601000 - Tel.: (75) 3281-4333 - Tel./Fax: (75) 3281-4223 - e-mail: pafonso@ba.sebrae.com.br Unidade de Gestão Regional - Chapada Sul e Centro Leste São Francisco Seabra - R. Horácio de Matos, 25, Centro - Salas 01 e 02. Cep 46900-000 - Telefax.: (75) 3331-2319 - e-mail: seabra@ ba.sebrae.com.br Irecê - R. Herculano Dourado, 32, Centro. Cep 44900-000 - Tel.: (74) 3641-3991 - Fax: (74) 3641-4206 - e-mail: irece@ba.sebrae.com.br Unidade de Gestão Regional - Grande Recôncavo Sul Santo Antonio de Jesus - R. Ruy Barbosa,22/26, Ed. Saene, loja 3, sala 104 - Centro. Cep 44572-000 - Telefax: (75) 36313949/5962 - e-mail: santonio@ba.sebrae.com.br Valença - R. Barão Jequiriçá, 297, Galeria Central, Centro. Cep 45000-400 - Tel.: (75) 3641-3293 - Fax: (75) 3641-3286 - e-mail: valenca@ba.sebrae.com.br

22 | Revista Conexão Fevereiro / Março de 2009 Nº 174

| veja o sebrae mais próximo de você

Unidade de Gestão Regional - Baixo Médio São Francisco Juazeiro - Praça Dr. José Inácio da Silva, 15, Centro. Cep 48903-430 - Tel (74) 3612-0827 / (74) 3612-0392 - e-mail: juazeiro@ba.sebrae.com.br Unidade de Gestão Regional - Chapada Norte Jacobina - Praça Rio Branco, 10, Centro. Cep 44700-000 - Tel./ Fax: (74) 3621-4342 - e-mail: jacobina@ba.sebrae.com.br Senhor do Bonfim - Praça Nova do Congresso, Lj 09, Central Shopping. Cep 48970-000 - Tel./Fax: (74) 3541-3046 - e-mail: sbonfim@ba.sebrae.com.br Itaberaba - R. Rubens Ribeiro, 253. Ed. Tropical Center, sl 22/23. Centro. Cep 46880-000 - Tel.: (75) 3251-1023 - e-mail: itaberaba@ba.sebrae.com.br

Unidade de Gestão Regional - Planalto Sudoeste e Central Vitória da Conquista - R. Sete de Setembro, 140, Centro. Cep 45015-340 - Telefax: (77) 3424-1600 - e-mail: vconquista@ ba.sebrae.com.br Brumado - Rua Dr. Mário Meira, 79 - Centro, Brumado. Cep 46100-000 - Tel.: (77) 3441-3699 - Fax: (77) 3441-3543 - e-mail: brumado@ba.sebrae.com.br Guanambi - R. Humberto de Campos, 130, Centro. Cep 46430-000 - Telefax: (77) 3451-4557 - e-mail: guanambi@ ba.sebrae.com.br Itapetinga - R. Pastor Samuel, 34 A - Centro. Cep 45700-000 Tel./Fax: (77) 3261-3509 - e-mail: itapetinga@ba.sebrae.com.br

Jequié - R. Dois de Julho, 24, Centro. Cep 45.200-270 - Tel.: (73) 3525-3552 - Fax: (73) 3525-3553 - e-mail: jequie@ ba.sebrae.com.br Unidade de Gestão Regional - Mata Atlântica Ilhéus - R. Araújo Pinho 46, 1º andar, Centro. Cep 45653-145 - Tel.: (73) 3634-4068 - Fax (73) 3634-4572 - e-mail: ilheus@ ba.sebrae.com.br Itabuna - Avenida Francisco Ribeiro Júnior, 198, Edifício Atlanta Center, Centro. Cep 45600-921 - Tel/Fax: (73) 36139734 - e-mail: itabuna@ba.sebrae.com.br Ipiaú - R. Castro Alves, 223, Centro. Tel: (73) 3531-6849 - Telefax: (73) 3531-5696 - e-mail: ipiau@ba.sebrae.com.br Unidade de Gestão Regional - Oeste e Médio São Francisco Barreiras - R. Custódia Rocha de Carvalho, 152, 1º andar, Primavera II. Cep 47803-040 - Tel.: (77) 3611-3013/4574 - email: barreiras@ba.sebrae.com.br Unidade de Gestão Regional - Extremo Sul Teixeira de Freitas - R. Prudente de Morais, 350, Centro. Cep 45995-048 - Tels.: (73) 3291-4333/4777 - e-mail: tfreitas@ ba.sebrae.com.br Porto Seguro - Praça ACM, 55, Centro. Cep 45810-000 - Telefax.: (73) 3288-1564 - e-mail: cdescobrimento@ ba.sebrae.com.br Eunápolis - R. D. Pedro II, 483, térreo, Centro. Cep 45820-081 - Tel.: (73)3281-1782/6070 - e-mail: eunapolis@ ba.sebrae.com.br


www.ba.sebrae.com.br


QUAIS SÃO OS 7 PONTOS MÁGICOS DE SALVADOR? SEU VOTO P O DE S E R DECISIV O NESSA ELEIÇÃO.

Foram selecionados quatorze pontos turísticos de Salvador. Você vai escolher, dentre eles, os sete que, em sua opinião, têm aquela magia que encanta e conquista todo mundo.

PONTOS DE SALV A

DOR

Península de Itapagipe (Ribeira – Bonfim)

Baia de Todos os Santos

Rio Vermelho

Curuzu

Jardim de Alah

Vitória – Campo Grande

Praia e Jardim de Piatã

Contorno – Comércio

Itapuã – Abaeté

Barra

Centro Histórico

Parque de Pituaçu

Dique do Tororó

Praia de Stella Maris

Para votar, basta entrar no site

www.7pontosmagicosdesalvador.com.br Câmara Bahia de Todos os Santos

Revista Sebrae  

Modelo para a revista Sebrae