Issuu on Google+

Nº 21 | Março de 2012

Ecos de 2011 As festas que marcaram o fim de ano do empresariado da Barra da Tijuca

VERÃO 2012

Os esportes que movimentaram a estação


Editorial A saúde e os negócios A Barra da Tijuca, em face de sua formação social é um campo onde os negócios referentes à saúde e aos procedimentos que buscam terapias e processos que favorecem o corpo e a mente crescem de forma veloz. Com a pregação do médico Kennet Cooper sobre a necessidade de um método permanente de preparo físico e de uma campanha nacional vitoriosa da Rede Globo – “Mexa-se”, há mais de 30 anos o brasileiro começou a perseguir o ideal preconizado por Cooper: “morrer com saúde”. Na Barra, enquanto hospitais e clínicas se multiplicam, as redes de drogarias e farmácias seguem o mesmo crescimento. Para tratar do efeito de não ter tempo para exercitar-se, adverte Cooper que o sedentarismo é o caminho mais curto para se cultivar a necessidade de se arrumar tempo para tratar das consequências do imobilismo. Parece que a crescente população dessa parte da Baixada de Jacarepaguá apostou alto na pregação do médico norte-americano que hoje, ao completar 81 anos de idade, goza de

saúde e prova que “faça o que eu digo” pode ser o correto. O surgimento dos primeiros seguidores de Cooper, há mais de 30 anos, no Brasil, provocou um “efeito dominó”, ou seja, a prática escancarada do exercício físico em vias públicas foi estimulando novos seguidores e, paralelamente, suscitando uma grande oferta de clínicas de terapia física, academias de ginástica e de musculação, Pilates e, até ioga. Natação e cursos de outros esportes em terra e mar movimentam os caminhos da saúde, Resultado: fomento da indústria de equipamentos das mais variadas práticas de esporte, grande demanda de vestuário esportivo, enfim, uma gama de negócios para suprir a demanda gerada pela saúde e pela atividade esportiva. Hoje, mais de 100 países no mundo seguem as orientações de Cooper e, a Barra não é exceção, são muitas as outras modalidades e atividades oferecidas por esse mercado. Saúde! Mario de Almeida

2 | ACIBARRA EM REVISTA

ACIBARRA EM REVISTA | 3


Este número de Acibarra em Revista recebeu o apoio publicitário de: BARRASHOPPING CARVALHO HOSKEN CASASHOPPING DOWNTOWN EMPORIO SANTA TEREZINHA MULTIPLAN SONIA IMÓVEIS

Expediente

Sumário

Acibarra em Revista

Informe Acibarra

No 21- Março de 2012

Downtown -os atrativos e vantagens de um shopping a céu aberto

Ecos dE 2011

Ney Robinson Suassuana

VERÃO 2012

Os espOrtes que mOvimentaram a estaçãO

Henry Hoyer de Carvalho José Wilson Cordeiro de Sousa Rodrigo Paranhos Langaro Suassuna

Av. das Américas, 4.200 bl. 9 sala 301-A - Ed. Paris Condomínio Centro Empresarial BarraShopping Barra da Tijuca.

4 | ACIBARRA EM REVISTA

Pacto de Resgate Ambiental 16 Seminário encerra as atividades do Lagoa Viva no ano Barra Olímpica Transcarioca

22

Jogos de 2016: anunciada a construção do campo de golfe

Conselho Deliberativo

Acibarra:

Troféu Líder Empresarial 12 Festa para os empreendedores de 2011

As festas que marcaram o fim de ano do empresariado da Barra da Tijuca

Diretoria Executiva

Agostinho Teixeira Antonio Tadeu Furlan Antonio Mauricio de Souza Antonio Siciliano Alain Guetta Carlos Fernando de Carvalho Carlos Felipe Andrade de Carvalho Donato Veloso Felisberto Fontes Filho Henry Hoyer de Carvalho José Antonio de Souza Batista José Wilson Cordeiro de Sousa José Isaac Peres Jonas Leite Suassuna João Pessoa de Albuquerque Liana Gomes Pinto Oliveira Luís Fernando Pessôa Luiz Alberto Melo Igrejas Lopes Luiz Fernando Neves Marcos Levy Ney Robinson Suassuna Newton Moura Júnior Ricardo Corrêa Ricardo Escórcio Rodrigo Paranhos Langaro Suassuna Rogério Jonas Zylbersztajn Rogerio Alvaro Serra de Castro

10

Carnaval - Acibarra na Sapucaí Nº 21 | Fevereiro de 2012

DIRETORIA DA ACIBARRA Presidente

8

Diretores: José Wilson Cordeiro de Sousa Mario de Almeida Jornalista Responsável: Wanda Klein – MTb 17.144 Design Gráfico: Andréa Martins www.amartinsdesign.com.br

24

Tema Esportes no verão 2012 As modalidades que fizeram sucesso na temporada Colunas Ney Robinson Suassuna 6 José Wilson Cordeiro de Sousa Acibarra em Notas 30

18

7

ENTREVISTA 28 Flávia Fernandes Triatleta de olho nos Jogos de 2016

Impressão e acabamento: Rower Gráfica e Editora Tel: 3881-3150 Fotografia: -Helio Giovannini O kitesurf, um dos hits da temporada, tem seu ponto de encontro no Posto 2.

Distribuição: 8 mil exemplares

Publicidade: J. W. Cordeiro Produções e Marketing Ltda. jwilsonproducoes@hotmail.com maryoalmeyda@mls.com.br 21.3325-4557 | 9927-1030

ACIBARRA EM REVISTA | 5


Ney Robinson Suassuna

Fomentando a qualidade de vida Quanto mais longevo for um ser humano, mais ele deve desejar uma vida ativa e plena de possibilidades. O perfil de uma pessoa de mais de 40 anos, por exemplo, mudou muito. Há menos de dois séculos era comum se viver não mais do que 30, 40 e quem chegasse até essa faixa já era considerado um idoso. A nossa querida terceira idade, detentora de saber e experiência, hoje dá também banho de agilidade e vigor físico. Os medicamentos e suplementos são cada vez mais eficientes, mas nada é tão responsável por essa força quanto a alimentação saudável aliada a atividade física. Num rápido passeio pela orla da Barra da Tijuca é possível ver corredores atletas ou não, gente se exercitando em aparelhos ao ar livre, surfistas desenhando o mar com pranchas cheias de cores, vôlei, ciclismo e muito mais. Nossas academias usam tecnologia de ponta em equipamentos e diversificam o leque de opções indoor, com a inestimável competência dos profissionais de Educação Física. O Bosque da Barra é um excelente lugar para caminhadas ou corridas, absorvendo o ar puro típico das unidades de preservação ambiental. Mesmo quando tomados por certa preguiça que a modernidade traz com sua mecanização facilitadora dos processos, olhar para o céu e esse sol tropical motiva a uma dinâmica esportiva, traduzindo em mais e melhor tempo de vida. A Acibarra, em sua longa trajetória de lutas pelo progresso saudável dessa região, tem sido uma instituição que prima pelo conceito de que crescimento tem que ser sustentável, que rios e mares foram feitos para se pescar, nadar e navegar; que praias devem sempre estar limpas e que o verde farto deve amenizar as emissões de gás carbônico que o homem, infelizmente, produz. Ao cuidar dos ambientes e de suas práticas, fomentando investimentos que conduzam para uma vida de qualidade, contribuímos assim para uma vida plena e saudável da coletividade.

6 | ACIBARRA EM REVISTA

José Wilson Cordeiro de Sousa

Um bairro que convida a atividade física O século XXI trouxe a consolidação do fenômeno do bem-estar. Cuidamos mais da casa, do meio ambiente, usamos materiais reciclados ou recicláveis, comemos mais pão integral, produtos light e diet e, principalmente, tentamos nos exercitar mais, a despeito do conforto tecnológico. O ponto de partida dessa consciência sobre a importância de um corpo saudável, uma vez que morada do espírito, sempre é a oportunidade de tornar essa uma realidade no cotidiano. E a Barra da Tijuca proporciona isso a todos nós. Aqui proliferam atividades esportivas. Aqui vão acontecer os Jogos Olímpicos de 2016. Aqui, entre o mar e a montanha, entre o céu azul e os corpos dourados, que mais sentimos necessidade de saúde e movimento. A Barra da Tijuca é generosa na oferta de prática de esportes. Tem uma praia extensa, brisa fresca e sol a maior parte do ano. É impossível, num ambiente como esse, pensarmos somente em uma prática esportiva. Queremos todas, embora tenhamos que verificar quais mais se adaptam a nossa conformação física e condição de saúde. Na Barra da Tijuca temos ginástica, musculação, escalada, boxe, mergulho, spinning dentro d’água,vôo livre e parapente, surf, paraquedismo, corrida e por aí vai para ficarmos nas já consagradas possibilidades de atividade física no bairro. A Acibarra é como o bairro que representa: fomentadora de movimento, de qualidade de vida, de meio ambiente em equilíbrio. Parabenizamos professores, atletas, patrocinadores, donos de academia, os adeptos dos exercícios em geral e, principalmente, atletas olímpicos, que vão nos brindar com seu esforço competitivo no grande evento que vamos sediar. ACIBARRA EM REVISTA | 7


DOWNTOWN – BEM NO CENTRO DA SUA VIDA Inaugurado há 13 anos, o Downtown continua a encantar seus freqüentadores e condôminos por suas peculiaridades únicas. Além de apresentar um projeto arquitetônico diferenciado, possui características típicas de uma pequena cidade, oferecendo comodidade e bem-estar a seus clientes.

A impressão para quem trabalha ou frequenta o Downtown é de se estar em uma cidadezinha europeia. Amplos jardins, mais de três mil árvores de 70 espécies diferentes, lagos com peixes e uma praça de quatro mil metros quadrados cuja tranquilidade do ambiente convida ao descanso. Interessante é que nesse lugar quase bucólico se situam 80 restaurantes das mais variadas especialidades – do cardápio brasileiro ao libanês – cinemas, e a mais completa oferta de serviços em suas 1.307 salas e lojas comerciais, incluídas diversas clínicas médicas. No Downtown circulam por dia cerca de 30 mil pessoas e 13 mil carros, garagens subterrâneas e vias onde estão os serviços são só de pedestres. Uma verdadeira cidade, sem o desconforto de certos problemas típicos desta. Para o síndico do condomínio, José Antonio de Souza Batista, a concepção do Downtown valoriza a ambiência, harmonizando trabalho, lazer e bem-estar em um só lugar. 8 | ACIBARRA EM REVISTA

- O empreendimento resgata o prazer de andar por ruas arborizadas, jardins e lagos. Ao mesmo tempo, no Downtown é possível resolver a vida de maneira prática e eficiente. Jovens, adultos e famílias inteiras circulam aqui buscando lazer e serviços. O shopping alavancou com a vinda de salas de cinema, seguido depois por casas noturnas e restaurantes. Daí foi sendo cada vez mais procurado e essa demanda tornou o shopping um dos metros quadrados mais caros do bairro. É difícil hoje encontrar aqui uma unidade disponível. É um trabalho de sucesso ao longo dos anos que nós tentamos manter. Para não faltar nada, precisaríamos de um teatro – diz José Antonio, que antes de assumir a sindicatura foi por 12 anos membro do Conselho.

Projetos para 2012

O Downtown começa o ano de 2012 realizando diversas ações para se destacar frente a seus concorrentes. A previsão é de uma grande revitalização nas fachadas dos blocos, melhoria na iluminação de todo o mall e nova sinalização das alamedas. Tudo isso visando à valorização do empreendimento para seus condôminos e maior conforto para seus clientes. De acordo com o síndico, o shopping pleiteia junto à Prefeitura uma área próxima para ampliar o pátio de estacionamento, o que diminuiria o tempo de espera por uma vaga. Além disso, vários eventos estão programados para o ano que se inicia. O Arraiá Downtown, que já é uma das festas caipiras mais conhecidas e frequentadas pelo carioca; o Festival de Jazz, com artistas renomados deste estilo; parada de Natal com desfile de personagens natalinos pelas alamedas do empreendimento e muito mais. - Como temos um lugar que proporciona essa convivência, de todas as faixas de idade e gostos, procuramos fazer eventos voltados para o entretenimento e o

lazer. Nossa programação é de qualidade e variada para fidelizar aqueles que frequentam e atrair novos públicos. E as pessoas vêm procuram o Downtown pelo que sua estrutura oferece, por ser um lugar agradável, e não atraídas por algum tipo de promoção. O consumo vem em consequência dessa movimentação. Todos se encontram no Downtown, que costumo dizer que é a “esquina” da Barra. Nos fins de semana, não raro aqueles que trabalham aqui voltam para o lazer. Esses eventos criam uma relação de afeto com o trabalho. Para acompanhar as tendências do mundo on line, o Condomínio oferece um site de compras coletivas exclusivo das lojas e serviços do empreendimento, o Ofertas Downtown – www.ofertas.downtown.com. br . E não para por aí: o Downtown lança um aplicativo para Iphone e Ipad, em que os usuários poderão otimizar seu tempo, chegando aonde quiser, de forma simples e fácil através de um mapa interativo. Downtown – bem no centro da sua vida. ACIBARRA EM REVISTA | 9


INFORME ACIBARRA Acibarra marca presença no camarote da Unimed na Sapucaí

O que os melhores restaurantes das cozinhas brasileira, portuguesa, francesa, clássica e contemporânea têm em comum? O endereço.

Parceira da Acibarra em convênio para os associados, a Unimed reafirmou seus laços de amizade com a Associação recebendo no domingo de carnaval o diretor executivo José Wilson Cordeiro de Souza e sua mulher, Eunice, para o desfile do Grupo Especial. O encontro, claro, foi só alegria e como o rei mandou cair dentro da folia, o samba rolou solto até o sol raiar!

AN TI Q UA RI US BR IG AD ER IA CH IC Os melhores chefs do Rio estão no Boulevard Gourmet do BarraShopping.

D EL ÍR IO TR O PI CA L G AR CI A & RO D RI G UE S LE VI N BI ST RÔ SA LI TR E TH E FI FT IE S ZU KA

BARRASHOPPING.COM.BR

4003-4131

@BARRASHOPPINGRJ

/BARRASHOPPINGOFICIAL

Mordomias, diversão e atendimento de primeira para os foliões do camarote da Unimed.

10 | ACIBARRA EM REVISTA

ACIBARRA EM REVISTA | 11


INFORME ACIBARRA

Troféu Líder empresarial 2011 Estamos em pleno período da Quaresma, aquela fase de “marcha lenta” antecede as festas natalinas até depois do carnaval passou e a Associação Comercial e Industrial da Barra da Tijuca está tocando seus projetos para 2012. Mas como tudo o que é bom merece ser lembrado, registramos a tradicional festa de entrega do Troféu Líder Empresarial, que agracia empresários e personalidades de destaque e encerra o ano de atividades da Associação. O jantar dançante foi no dia 2 de dezembro, no Itanhangá Golfe Clube, com a presença de autoridades, representantes de associações do bairro, da classe empresarial e seus familiares. O prefeito Eduardo Paes, em viagem na ocasião, foi representado pelo chefe de gabinete do prefeito, Luís Antonio Guaraná. O governador Sergio Cabral e o presidente do Comitê Olímpico Brasileiro (COB), Carlos Arthur Nuzman, impossibilitados de ir por compromissos antes assumidos, mandaram mensagens saudando os empresários premiados. Representando a Associação Comercial do Rio de Janeiro, o senhor Pedro Ernesto. Em seu discurso de abertura, Ney Suassuna, presidente da Acibarra, falou em tom otimista sobre o esforço e a superação do empresariado para manter os negócios nos trilhos frente a uma crise de nível global. Entre os agraciados com o troféu, o presidente da Multiplan, Isaac Peres (Barrashopping) não pode comparecer, mas foi citado por Suassuna como um dos grandes empreendedores da região. Veja quem foram os outros ganhadores do Troféu Líder empresarial na foto ao lado. 12 | ACIBARRA EM REVISTA

Ricardo Corrêa (Carvalho Hosken)

José BRAZ (Recreio Veículos)

José PASSOS (Intergroup) José Antonio de Souza Batista (Downtown)

ney suassuna (ACIBARRA)

Francisco Grabowsky (Casashopping)

Rafael Louzada Bodanese (Gaia Imp., Exp. ee Serviços)

ACIBARRA EM REVISTA | 13


INFORME ACIBARRA Aberta a agenda 2012 de cursos da Acibarra Como já divulgado em edições anteriores, a Acibarra abriu cursos voltados para atendentes do comércio, começando com aulas de Inglês e outros na área de Administração, Gerência, Marketing e relação de vendedores com consumidores. Chegaram as férias escolares, festas natalinas e carnaval e os cursos foram suspensos. - Se dependesse de mim não seria assim, mas lamentavelmente, em nosso país as coisas só engrenam mesmo depois do carnaval. Cada dia que se perde não volta, mas é difícil mudar os costumes, algo tão forte que os romanos chamavam de “moris” o que tinham como regras morais que viravam leis. Para se mudar esse conceito ainda leva um tempo, mas um país como o nosso não pode se dar ao luxo de perder quase dois meses por ano. Mas, enfim, já vamos retornar aos cursos e ao censo – desabafa o presidente da associação, Ney Suassuna. – É incrível, a Acibarra ter sozinha, ou com o Sebrae, esse tipo de iniciativa, agora ver estranhos a classe empresarial tentarem se infiltrar nesse setor, criando um certo estarrecimento em nosso empresariado. Muitos repudiaram uma atitude dessas, mas, como dizem, toda faca tem dois gumes, se o dono assim o quiser. Se alguém se mete na nossa área, abre espaço para entrarmos na sua.

É como se um curandeiro se dissesse médico e quisesse fazer uma cirurgia plástica. Aproveito esse espaço aqui para alertar. A data dos cursos será divulgada em breve. Procure a associação para a atualização do seu cadastro, permitindo apoio na melhoria dos seus negócios.

“Sorria, você está na Barra”

A festa de premiação no Itanhangá Golf Clube reuniu autoridades, representantes da sociedade civil e personalidades do bairro.

14 | ACIBARRA EM REVISTA

A placa instalada à saída do túnel na chegada a Barra vai ser repaginada. Com a proximidade dos dois grandes eventos esportivos – a Copa de 2014 e os Jogos Olímpicos de 2016 – esse clima precisa estar registrado em um dos nossos símbolos. A Acibarra está fazendo o seu papel mobilizando-se para preparar o bairro para essas duas grandes festas do esporte e conclama a sua classe para participar dessa caminhada. “A Barra é olímpica, a Barra já brilha e vai brilhar muito mais com o trabalho de todos nós” – diz Ney Suassuna sobre essa iniciativa e outras que pretende tomar para dar à Barra o destaque que merece para ficar à altura do evento que irá receber.

Layout da placa que será instalada em breve.

ACIBARRA EM REVISTA | 15


Programa de combate ao crack Participe do CAFÉ DA MANHÃ COM O PREFEITO EDUARDO PAES E PRESIDENTES DAS ASSOCIAÇÕES COMERCIAIS DO RIO DE JANEIRO

O encontro, promovido pela Acibarra, será na segunda quinzena de março. Informe-se sobre dia e local na associação ligando para 3325-3062 ou 3325-4557

Nº 21 | Feve reiro

de 2012

Ecos dE

2011 As festas que marcara fim de ano do empresa m o riado da Barra da Tijuca

VERÃO 2 012 Os espOr

tes que

mOvimen tar

am a est açãO

ANUNCIE AQUI!

e divulgue o seu produto ou serviço para um público de alto padrão, morador e investidor da Barra da Tijuca.

Ligue agora para 3325-4447 | 9927-1030 jwilsonproducoes@hotmail.com

XII Pacto de Resgate Ambiental

O prefeito Eduardo Paes assinou convênio com o governo federal para a implementação do programa “Crack, Vencer é Possível”, a política de enfrentamento ao crack e outras drogas, que envolve os ministérios da Justiça, da Saúde e do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, além da Casa Civil e da Secretaria de Direitos Humanos. O programa “Crack, É Possível Vencer” foi lançado pela presidente Dilma Rousseff em dezembro de 2011. Desde março do ano passado, a Prefeitura do Rio intensificou as operações de combate ao crack na cidade. Em 10 meses a secretaria municipal de Assistência Social realizou 67 incursões nas maiores cracolândias da cidade e fez 3.410 acolhimentos (2.917 adultos e 493 crianças e adolescentes). Do total de crianças e adolescentes, 118 estão sob regime de abrigamento compulsório por conta da dependência química. Hoje a Prefeitura disponibiliza 178 vagas em quatro abrigos especializados. Para os adultos, a prefeitura está qualificando seus centros de acolhimento com o objetivo de transformá-los em Unidades de Reinserção Social, também com apoio a dependentes químicos, cursos de qualificação profissional, alfabetização e atividades esportivas, a exemplo do que foi inaugurado em Paciência, em outubro, com 422 vagas. O programa do governo federal prevê investimento de R$ 4 bilhões da União nos municípios e estados parceiros para aumentar a oferta de tratamento de saúde aos usuários de drogas, ampliando e qualificando a rede de atenção à saúde voltada para os usuários; enfrentar o tráfico e as organizações criminosas; além de ampliar as ações de prevenção, com trabalhos nas escolas e nas comunidades.

O Instituto Lagoa Viva encerrou suas atividades de 2011 com mais um encontro do Movimento Pacto de Resgate Ambiental. O evento, no dia 9 de dezembro, foi no auditório do Barrashopping, tendo ainda, além das palestras, exposição de instituições e artistas que trabalham com material reciclável. Os temas abordados “Valorização dos recursos hídricos, o papel do Subcomitê” e “Intervenções presentes e futuras nas nossa lagoas e rios” proporcionou relevantes conhecimentos aos membros do recém formado Subcomitê de Jacarepaguá. . Na oportunidade o subprefeito Thiago Mohamed falou das obras de macrodrenagem dos rios e canais e do envolvimento com as comunidades que vivem à beira desses cursos, de modo que o trabalho não se perca. “- É uma ação de longo prazo e as pessoas ficam preocupadas se realmente haverá um resultado, mas as coisas estão acontecendo, e com o total empenho da Prefeitura” – disse o subprefeito. A coordenadora de meio ambiente da Assape – associação da Península – Marilia Cavalcante, em breve discurso elogiou o trabalho do Instituto Lagoa Viva e falou sobre o “trabalho de formiguinha” que a Assape realiza para a preservação ambiental. O palestrante Villa Nova, da organização Viva Lagoa, da Região dos Lagos, levou sua experiência no trabalho que realiza na lagoa de Araruama e afirmou: “Educação ambiental tem que envolver autoridades, comunidades e escolas”. Dentre as diversas representações presentes, Acibarra, Ademi, AIB, AMORIO2, AMAR, CCBT, Terrazul, Rio Ambiental, Sentinela Ambiental, Barralerta, Apelabata, Ecobalsas, Inea e SMAC. 16 | ACIBARRA EM REVISTA

ACIBARRA EM REVISTA | 17


TEMA

windsurf beach tennis kitesurf

highline

slackline

OS ESPORTES QUE MOVIMENTARAM O

VERÃO 2012

wakeboard

Para quem mora ou visita a Barra da Tijuca não faltam espaços e opções para a prática de atividades físicas.

e l d a p p u d n a t s 18 | ACIBARRA EM REVISTA

ACIBARRA EM REVISTA | 19


As grandes áreas ao ar livre que a Barra da Tijuca oferece – especialmente seus 19 quilômetros de praia – são um convite à prática de esportes e exercícios físicos. No verão o movimento se intensifica, enchendo de colorido parques e praias onde se praticam esportes tradicionais e os modismos de cada temporada, de dia ou de noite.e flora, bem como o aproveitamento desses recursos de maneira produtiva. Um dos maiores hits deste verão é o slackline, aquele elástico que se estica de um ponto a outro para as pessoas cruzarem e, dependendo do nível de cada um, fazerem mil malabarismos. Ficar na corda bamba agora está na moda! E a brincadeira é de dia e de noite, nas praças ou na praia, e a disputa por coqueiros para amarrar os tais elásticos é grande. Pode não parecer um esporte radical, mas imagine se equilibrar a mais de 800 metros acima do mar, como na Pedra da Gávea, onde os atletas do slackline costumam pratica o esporte, tendo à sua frente a visão total da Barra da Tijuca. Para esse grupo o nome do esporte mudo para highline. Nas areias, além das tradicionais redes de vôlei e de futevôlei, já se pratica também o beach tennis, esporte em ascensão no país e que levou para a praia da Barra, no ano passado, grandes nomes do circuito internacional. Pulando da areia para a água, outro esporte que chegou para ficar é o Stand Up Paddle Surf. Também conhecido como SUP, o stand up padlle veio do Havaí. É uma ótima opção de condicionamento físico, fortalecendo braços, pernas, abdômen, melhora o equilíbrio e a concentração. A modalidade pode ser praticada na praia, se estiver calma, ou na lagoa. Mas as feras do SUP não esperam marolinhas para praticar e enfrentam até altas ondas. Para quem quiser aprender, há cursos na lagoa e na praia. Neste verão, o stand up padlle concorreu na Lagoa

Chico Magalhães, surfista desde os 9 anos de idade, aderiu ao Kite e ao Stand up.

20 | ACIBARRA EM REVISTA

de Marapendi com o windsurf e outras modalidades de vela. Uma curiosidade: na década de 1970, na Ilha do Governador, com praias banhadas pela Baía de Guanabara, era comum ver jovens deslizando nas águas sobre pranchas semelhantes – mais rústicas – época conhecidas como “balsa”. Alguém se lembra? O mais praticado dos esportes radicais em todo o mundo, o surf pode ser visto em todos os cantos a praia, do quebra-mar ao posto 8. Mais do que uma atividade esportiva, o surf é uma filosofia de vida, “a maior expressão da liberdade, segundo seus adeptos. E não tem idade para se surfar. Da criança ao vovô, o esporte é o mais procurado nas escolinhas de alto nível que proliferam no bairro. As tribos nas águas se misturam e se entendem. No Pepê, aos surfistas se juntam os praticantes de windurf e do kitesurf, outra boa pedida para quem gosta de esportes radicais. Formado basicamente por uma prancha e uma pipa, o kitesurf é a união do surf, do windsurf e do wakeboard. Sua prática, de acordo com as condições do mar é uma opção aos outros esportes náuticos. O publicitário Chico Magalhães representa bem as gerações de esportistas náuticos que povoam a praia da Barra. Com 52 anos e surfando desde os 9, ele aderiu ao kitesurf e ao stand up paddle. - Os esportes vão evoluindo, ganhando variações e, se a novidade for interessante, vai ganhando adeptos. Continuo surfando, sempre, mais há alguns anos comecei o kitesurf. Também pratico stand up paddle, mas apenas para remada, ir até as ilhas. Dependendo do mar ou dos ventos eu faço um esporte ou outro. O verão está nos seus últimos dias, mas como temos sol praticamente o ano inteiro – e quem é radical não tem medo de vento e água fria –, a praia da Barra da Tijuca continua o ano inteiro com muitas opções de esporte para quem não abre mão de umas horas na praia, o espaço mais democrático do carioca. É só ir para conferir.

SEOP faz um balanço das operações na temporada de verão Com a proximidade do verão, a Prefeitura intensifica as ações para manter a ordem na cidade. O trabalho é desenvolvido pela Secretaria Especial da Ordem Pública – SEOP, que regula e fiscaliza a atividade econômica, as posturas e o uso do espaço público, fazendo valer as leis e o código de postura municipal. Os números da Secretaria desde que reforçou as operações no período da temporada, de outubro de 2011 a 1º de março, dão a dimensão do empenho em combater a desordem urbana, contribuindo decisivamente para a melhoria da qualidade de vida na Cidade. Confira os números:

2.225 veículos multados na orla da Barra até o Recreio 339 veículos rebocados por estacionamento irregular na mesma extensão. 715 multas foram aplicadas na praia aos barraqueiros autorizados por irregularidades diversas como falta de tabela de preços, falta de lata de lixo, ausência do titular, excesso de cadeiras, entre outras irregularidades, além de apreensão de material de comércio ou localização irregular. A fiscalização realizou também um trabalho de orientação aos banhistas 4.793 foram impedidos de práticar altinho e frescobol no espelho d’água durante o horário não permitido, 2.172 cães foram retirados das areias da Barra e do Recreio 1.802 pipas com cerol foram apreendidas e ajudou 86 crianças perdidas a encontrarem seus responsáveis. No mesmo período, sete ocorrências em delegacias da área foram registradas por conta da fiscalização de agentes da Seop. ACIBARRA EM REVISTA | 21


Transcarioca começa a erguer a ponte estaiada

As obras da Transcarioca – corredor viário que ligará a Barra da Tijuca ao Aeroporto Tom Jobim – avançam a passos largos, transformando a Barra da Tijuca, mais precisamente a Ayrton Senna, e os outros bairros por onde a via passará, num grande canteiro de obras. Uma das mais importantes intervenções do corredor BRT (Bus Rapid Transit), a ponte estaiada – sustentada por cabos – com aproximadamente 300 metros de extensão, já começa a ser erguida. A obra de arte será construída sobre a ligação das lagoas de Jacarepaguá e da Tijuca, em um trecho da Ayrton Senna, próximo à Avenida Abelardo Bueno. – Nós tivemos que acertar o terreno, teve um pedaço em que foi preciso trocar o solo, que era de argila mole. Nós estamos fazendo a concretagem dos blocos, que têm mais de três metros de largura – explica o engenheiro Eduardo Fagundes, coordenador das obras dos corredores expressos da Prefeitura do Rio. No lado mais próximo à Avenida Abelardo Bueno, operários trabalham na construção dos pilares de ancoragem da ponte; do outro lado da lagoa ficarão os mastros principais. A ponte terá duas faixas em cada

sentido, sendo uma delas exclusiva para as linhas do BRT, e contará ainda com alças de entrada, saída e retornos. O engenheiro explica que a opção por esse tipo de ponte tem razões ambientais. – Nós tínhamos o problema da ligação entre as lagoas de Jacarepaguá e da Tijuca. Não seria interessante colocar blocos de concreto ali, para não prejudicar a fauna e a flora da região. Então, nós preferimos fazer um vão maior, com isso a fundação fica muito mais pesada. Entre o mastro principal e o de ancoragem, a ponte contará com um retorno para os motoristas que trafegam pela Ayrton Senna em direção à Barra da Tijuca. Haverá opção por fazer um retorno passando sob a ponte e pegar uma pista que passará atrás do shopping Via Parque, servindo para quem vai para o shopping e para o condomínio Península. Com isso são tirados carros da própria Ayrton Senna e do Cebolão da Alvorada, que são pontos sempre engarrafados. De acordo com a Prefeitura, as obras da ponte estaiada, com o custo aproximado de 120 milhões, devem estar concluídas até o fim de 2012.

O maior shopping de decoração das Américas está em liquidação. Você não pode perder.

Av. Ayrton Senna, 2.150 - Barra da Tijuca - casashopping.com 22 | ACIBARRA EM REVISTA

ACIBARRA EM REVISTA | 23


J. P. Engelbrecht

Jogos de 2016 marcarão o retorno do golfe às Olimpíadas Na mesma ocasião, o prefeito abriu o Parque dos Atletas ao público

O escritório norte-americano Hanse Golf Course Design venceu o concurso realizado pelo Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016 e assinará o projeto do campo de golfe que será construído na cidade para o evento esportivo. Selecionada entre oito finalistas, a empresa se destacou por um projeto criativo, que levou em consideração as características naturais do terreno, como a formação natural de dunas e os contornos do terreno, além da localização das edificações. Vale ressaltar que o golfe retorna ao programa olímpico após 112 anos de ausência. O anúncio do escritório vencedor aconteceu nesta quarta-feira, dia 7, na Barra da Tijuca, e reuniu o prefeito Eduardo Paes, o presidente do Comitê Organizador dos Jogos, Carlos Arthur Nuzman, os membros do Comitê Olímpico Internacional (liderados pela presidente da Comissão de Coordenação do COI, Nawal El Moutawakel), a presidente da Empresa Olímpica Municipal, Maria Silvia Bastos Marques, e o presidente da presidente da Autoridade Pública Olímpica, Márcio Fortes, entre outros convidados. Em seu discurso, o prefeito do Rio classificou a construção do campo de golfe como “fantástica”, uma vez que o Rio será lembrado como o local do regresso do esporte aos Jogos Olímpicos: - Este é, sem dúvida, o primeiro ganho concreto para a cidade. Além disso, o golfe representa excelente ponto de atração turística para empresários de todo o mundo, além de favorecer a vinda de homens de negócio para esta cidade - disse Paes, acrescentando que o campo será construído pela empresa RJZ Cyrela em parceria do empresário Pasquale Mauro, proprietário do terreno. Para viabilizar a construção da instalação olímpica, a Prefeitura promoveu alterações de parâmetros urbanísticos em um terreno nos arredores do cam24 | ACIBARRA EM REVISTA

po de golfe. Com isso, a RJZ Cyrela e o proprietário do terreno poderão construir condomínios residenciais com prédios de até 22 pavimentos no local. Em contrapartida, a construtora e o empresário Pasquale Mauro vão assumir integralmente a responsabilidade pela construção do campo de golfe, que tem custo estimado em R$ 60 milhões. Pelo acordo, o campo de golfe será público por 25 anos. Para sua utilizaçãonão será necessário se associar, bastando o pagamento de uma taxa para uso.” - Com a negociação privada, vamos ganhar um campo público por 25 anos sem mexer nos cofres municipais - afirmou o prefeito. A presidente da Comissão de Coordenação do COI, Nawal El Moutawakel, destacou a transparência com que este concurso foi conduzido: - Estou muito feliz por estar aqui, presenciando este momento histórico para o Rio de Janeiro e para o golfe. Parabenizo a todos pela transparência do concurso e ao escritório vencedor pelo maravilhoso projeto. Posso dizer que o golfe será um dos eventos mais importantes dos Jogos de 2016 e que este campo deixará enorme legado para a cidade - afirmou a dirigente marroquina. Já o presidente do Comitê Organizador dos Jogos, Carlos Arthur Nuzman, destacou a repercussão mundial que o anúncio desta quarta-feira está provocando: Hoje é um dia para se comemorar. Há 112 anos que o golfe não estava nas Olimpíadas. Estou certo de que o mundo inteiro está anunciando que o Rio de Janeiro trará o golfe de volta em 2016. Sem falar que a instalação do campo vai habilitar a cidade a receber torneios importantes no calendário internacional - comemorou Nuzman. O campo de golfe será construído em terreno ao lado da Reserva de Marapendi, na Barra da Tijuca, região que concentrará o maior número de instalações

O prefeito Eduardo Paes e o subprefeito Thiago Mohamed acompanharam os representantes do COI e da EOM até o Parque dos Atletas.

dos Jogos Olímpicos Rio 2016. Será uma instalação olímpica única, localizada a cerca de 5 km da Vila dos Atletas (na foto à esquerda) e a 7 km do Centro Principal de Imprensa (MPC) e do Centro Internacional de Transmissões (IBC). Após os Jogos, o campo será aberto à população com o objetivo de promover o esporte no Brasil e na América do Sul. Após o evento, o prefeito Eduardo Paes e a presidente da EOM acompanharam a comitiva do COI até

o Parque dos Atletas, também na Barra, que foi oficialmente aberto ao público. Primeiro equipamento olímpico a ser entregue pela Prefeitura, em agosto de 2011, o espaço será reservado para descanso e entretenimento dos atletas que disputarão os Jogos Olímpicos e Paralímpicos de 2016. antes e após será uma área pública para lazer e prática de esportes, com estrutura para receber grandes eventos, como o Rock in Rio, realizado no local no segundo semestre de 2011. ACIBARRA EM REVISTA | 25


Degusta Mais:

- Atendo a um mercado exigente, seleto e bem informado. Garimpar novos produtos auxiliando no trabalho desenvolvido pelos chef’s e toda cadeia de produção é sempre um desafio. A Degusta Mais se preocupa em oferecer produtos cultivados e certificados nos padrões de exigência estabelecidos pelos órgãos competentes, que possuam SIF, capacidade de produção e atendimento. Ira faz constantemente viagens de reconhecimento, quando avalia produto, produtor e produção, assim como, condições de transporte e logística.

Propagando Vida

Quem prova, aprova, indica e utiliza? Imagine então a enorme responsabilidade de quem pesquisa, testa, divulga e fornece a matéria prima para esses mestres da culinária. Ira Hoyer fez dessa missão uma profissão que ela gosta de chamar de “garimpeira gourmet”. Com experiência em humanização de hotéis, foi convidada a divulgar produtos regionais na área de alimentos e, nessa busca constante da novidade e da qualidade, abriu a Degusta Mais.

Para Ira Hoyer, o mercado em que atua atende a um público informado e que cada vez mais busca e valoriza produtos naturais e saudáveis. Aposta no futuro dos orgânicos e que, diz, “tem uma beleza nativa, de volta as raízes, ao começo. Para ela, o consumo de produtos sustentáveis é a forma mais educada de retribuir o que a Terra nos dá. Ainda com um mercado de consumo restrito, o Slow Food segue o conceito de eco gastronomia, conjugando o prazer e a alimentação com consciência e responsabilidade. Ela faz um convite para “um movimento que podemos ajudar a construir, que deve ser mais discutido, vivenciado e incentivado”. É preciso ter um novo olhar sobre o consumidor, que agrega valor ao que avalia e aprecia, conduzindo a novas e criativas experiências. O momento de apresentar um novo produto ao mercado precisa ser especial na divulgação e na degustação. Ao explorar o produto em todas as suas possibilidades, apresentando suas melhores características e sabores, a Degusta Mais oferece aos seus fornecedores e novos parceiros vivências gastronômicas marcantes. Os principais produtos e parcerias da Degusta Mais são: laticínios (queijos e derivados – leite de vaca, de cabra, de búfala), geléias em compotas, chutneys em conserva, shitake orgânico fresco e em conservas, café gourmet, azeites chilenos, uruguaios e portugueses e farinha italiana.

fotos Claudia Schulz

um novo conceito no mercado de alimentação


Luiz Pires-VIPCOMM

Flávia Fernandes

uma certeza para os Jogos de 2016 No último dia 26 de fevereiro foi realizado na cidade de Arraial do Cabo, Região dos Lagos, a 12ª edição do Mundialito de Fast Triathlon Feminino, uma das mais importantes competições esportivas do país, que reuniu as 36 melhores atletas da África do Sul, Brasil, Chile, Colômbia, Espanha e Estados Unidos. O Brasil foi representado pelas atletas Flávia Fernandes, Carolina Galvão e Luisa Duarte, a mais nova da equipe, com 17 anos, destaque na categoria. O Brasil ficou em quarto lugar na competição, que teve as sul-africanas como vencedoras. O Fast Triathlon é uma prova pra atletas de alto nível. A prova é dividida em três baterias, cada uma delas com um percurso rápido: 250 metros de natação, 4 km de ciclismo e 1,2km de corrida. A pontuação por equipe é feita pela somatória dos pontos individuais. Se o Brasil não venceu mostrou a garra e a experiência de atletas que estão despontando e são uma promessa para 2016. Em entrevista depis da competição, Flávia Fernandes falou sobre a prova, a vida de atleta e seus projetos. O que é levado em conta na seleção das atletas para a formação da equipe? A capacidade de cada uma em todas as modalidades. Esta prova, em especial o Fast Triatlhon, é uma prova muito rápida, então depende como cada atleta está em cada modalidade. Somos selecionadas pela organização da prova

Flávia Fernandes, atleta de Triatlo do Brasil nos Jogos Pan-americanos 2011 em Guadalajara, México,

28 | ACIBARRA EM REVISTA

Qual a diferença na preparação para o triatlo em equipe em relação à competição individual? Temos que estar em contato uma com a outra nos treinos e saber como cada uma está se sentindo em cada modalidade (natação, bike e corrida).

Entrevista

Afinal, dependemos uma da outra para o resultado final. Já na prova individual treinamos em equipe, mas não dependemos de ninguém na hora da prova. Que estratégias a equipe adota para a eficiência na realização de cada modalidade da prova? Esta prova é muito rápida e muda muito a cada bateria. Até criamos uma estratégia antes do início, mas muda no decorrer da competição. Como é uma prova muito rápida, temos que fazer muito forte as três modalidades, o tempo todo, não dá muito para pensar… Como o fator psicológico influencia na conclusão de uma prova? Em minha opinião, o psicológico é fundamental para qualquer prova, temos que estar fortes de cabeça em todo o momento da prova, pois muitas mudanças ocorrem no seu decorrer, tanto coisa boa como coisa ruim. Então, não adianta estar somente preparada fisicamente, temos que estar com mente e corpo em sintonia para termos um bom resultado. É possível conciliar a vida de atleta de alto nível com os projetos pessoais? Sim, claro, mas não e fácil, pois a vida de atleta de alto nível exige muito. Temos que nos dedicar muito aos treinamentos na maior parte do nosso tempo, mas a vida social e projetos pessoais são muito importantes. Afinal, a vida de atleta um dia acaba. Como está o calendário para 2012 e quais os seus projetos para a carreira? O meu calendário para 2012 está bem movimentado! Pretendo fazer todo o circuito nacional, que envolve o Circuito SESC e o Circuito do Troféu Brasil; Serão mais de 12 provas até o final do ano. Também pretendo continuar competindo internacionalmente para me manter bem no ranking internacional para os Jogos Olímpicos aqui no Rio. ACIBARRA EM REVISTA | 29


ACIBARRA EM NOTAS por Wanda Klein

Bem-vindo, Ney Filho! Ney Suassuna e Raquel estão radiantes com a chegada, no dia 6 de janeiro, de seu rebento, Ney Robinson Suassuna Filho, que o papai classifica como “o mais jovem defensor das causas comunitárias”. Parabéns aos pais e votos de um futuro brilhante para o pequenino!

Boas-vindas da Acibarra Representando a classe empresarial do bairro, Ney Suassuna ofereceu almoço de boas-vindas ao titular da 16ª DP, delegado Carlos Henrique Machado, e ao comando do 31º BPM, o tenente-coronel Marcus Vinicius dos Santos Amaral e o major Luciano Henrique Alcântara. Receber bem aqueles que chegam para trabalhar de mãos dadas pela organização e desenvolvimento dessa comunidade é uma tradição da Acibarra.

Bravíssimo! Este é o nome do concorrido restaurante em Cabo Frio, excelência em frutos do mar. A casa fica na Rua Rui Barbosa, 540, esquina com 13 de Novembro, a dois quarteirões da bela Praia do Forte. A cozinha e comandada pelo experiente chef Eduardo Gomes, que inclui restaurantes na Europa em seu currículo. Entre as delícias do Bravíssimo você pode escolher entre o polvo e a lula, ambos à Lagareiro ou então o Filet Mignon au Poivre Vert. Eu fui, provei e gostei!

Lazer merecido A fisioterapeuta Fabiola Horacio de Almeida (fabhoracio@hotmail.com) deu uma pausa no trabalho para curtir o desfile de domingo de carnaval na Sapucaí. Especializada em RPG e Pilates e pós-graduando em Traumatoortopedia, Fabiola é muito requisitada por atender em domicílio, o que é um conforto para o paciente. A agenda da fisioterapeuta é concorrida, mas vale tentar marcar uma hora. 30 | ACIBARRA EM REVISTA

ACIBARRA EM REVISTA | 31


32 | ACIBARRA EM REVISTA


Acibarra em Revista N.21