Page 20

europa Mágica a espanha é estrela do Filme sobre Félix Lope de Vega, enquanto a inglaterra reina soturna nos mistérios de harry potter e sua turma A maratona da 34ª Mostra Internacional de Cinema de São Paulo ocupou toda a segunda quinzena de outubro e infelizmente já chegou ao seu final. Mas o mês de novembro terá a estreia de duas superproduções que pretendem não dar sossego aos cinéfilos paulistanos. O primeiro lançamento de peso, previsto para o dia 19, é o 7º episódio da saga do bruxinho criado pela escritora britânica J.K. Rowling, Harry Potter e as relíquias da morte – Parte 1. Dirigido por David Yates, o filme leva para as telas o início da última aventura literária do mago teen. Neste novo longa, Harry e seus inseparáveis amigos Ron e Hermione tentam destruir o segredo da imortalidade de Voldemort, o Lorde das Trevas. Perseguido pelos Comensais da Morte, Harry luta contra as forças do mal sem a proteção de seus mentores, ainda mais agora que o Ministério da Magia e até mesmo a Academia

cinema

de Hogwarts foi dominada pela turma de Voldemort. A batalha final está se aproximando, e esse é o inevitável destino de Harry. Nos papéis principais estão Daniel Radcliffe (Harry), Emma Watson (Hermione), Rupert Grint (Ron), Ralph Fiennes (Voldemort), Helena Bonham-Carter (Bellatrix) e Alan Rickman (Snape). No dia 26, chega aos cinemas de SP a superprodução de 13 milhões de euros Lope, com a biografia do segundo maior escritor da Espanha, Félix Lope de Vega, autor de mais de 1.800 peças teatrais, 3.000 sonetos, nove poemas épicos e três romances. Lope não era tão erudito e conceituado como Miguel de Cervantes, mas Cervantes, seu contemporâneo, invejava a popularidade de Lope, o primeiro a misturar drama e comédia em suas peças, antes mesmo de Shakespeare começar a fazer o mesmo, alguns anos depois. O filme, uma co-produção entre Brasil e Espanha, foi dirigido pelo brasileiro Andrucha Waddington (de Casa de areia e Eu, tu, eles) e tem no elenco nomes como Sonia Braga e Selton Mello, ao lado do argentino Alberto Ammann (Lope) e das espanholas Pilar López de Ayala e Leonor Watling. Em setembro, Lope foi incluído na lista tríplice de candidatos a representar

20 | 29HORAS | de 29 de outubro a 29 novembro de 2010

Daniel Radcliffe vive um Harry ainda mais destemido

Em Lope, o galã conquista belas mulheres na Espanha do século 16

a Espanha na disputa pelo Oscar de filme estrangeiro. No entanto, dias depois saiu a decisão e o escolhido foi También la LLuvia, de Iciar Bollaín. O filme se passa no século 16, e começa com Lope de Vega retornando empobrecido de uma guerra em Portugal e integrando-se a uma trupe de teatro em Madri. Apaixonado pela filha do diretor, engata um romance até descobrir que ela é casada. Exige que ela se separe do marido e se envolve num escândalo que expõe a hipocrisia

das convenções sociais da época. Na tela, o galã Lope conquista belas mulheres, mesmo com seus dentes sujos e roupas raramente trocadas. “Naquela época ninguém tomava banho. Diz-se que era possível sentir o cheiro de Madri a 30 quilômetros de distância. Queria que o espectador ‘visse’ o cheiro na tela”, conta o diretor Andrucha Waddington. Então já está dado o aviso: leve ao cinema um lenço para chorar e também para cobrir o seu nariz. –Kike Martins da Costa

fotos divulgação

hora h

revista 29HORAS - ed.13 - novembro 2010  

Revista mensal com agenda cultural de São Paulo, distribuída no Aeroporto de Congonhas. Capa: Uma Ode a Congonhas

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you