Issuu on Google+


AO CLIENTE Trinta anos de muita luta, mudanças no mercado e, principalmente, filmes. Por isso, reunimos nesta edição nossas principais ações para celebrar esse aniversário: eventos, promoções, um novo canal para o cinema independente, o lançamento exclusivo de O Buraco da Agulha e o site da 2001 de cara nova. Além disso, entrevistamos com exclusividade o grande cineasta alemão Wim Wenders, que falou sobre Pina e sua carreira. Comemore com a gente!

EXPEDIENTE A revista 2001 é uma publicação mensal realizada pela equipe 2001 Vídeo e distribuida gratuitamente a clientes. Coordenação geral: Sonia Abreu Gerente de marketing: Mirella Oliveira Pesquisa, texto e entrevista: Eduardo Lucena Direção de arte: Juliana Basile Assistente de arte: Caio Campos Revisão técnica: Sérgio Rizzo (jornalista responsável, MtB 17.873)

OBSERVAÇÕES • Todos os títulos podem sofrer alterações nas datas de entrega ou ser cancelados em definitivo pelas distribuidoras. • Estoque limitado e sujeito a alterações em nossas lojas. • A disponibilidade de um título pode variar entre as lojas da rede. • O conteúdo dos DVDs (extras, legendas, áudio, tela e etc) é fornecido pelas distribuidoras e pode sofrer alterações.

SUGESTÕES E CRÍTICAS 2001@2001video.com.br

LEGENDAS serviço

locação

venda

SERVIÇO LOJAS: PAULISTA - MOEMA - WASHINGTON LUÍS - SUMARÉ - CIDADE JARDIM - PINHEIROS - JARDINS Para Mais informações das lojas, acesse: http://www.2001video.com.br/midia/lojas.asp HORÁRIOS: SEGUNDA A SÁBADO, DAS 10h À 00h DOMINGOS E FERIADOS, DAS 12h À 00h COMPRAS PELA INTERNET: www.2001video.com.br TELEVENDAS: (11) 2246-2001 TRABALHE CONOSCO: rh@2001video.com.br

FSC 2

Outubro|2012| wwww.2001video.com.br


Outubro|2012|

3


4

Outubro|2012| wwww.2001video.com.br


Outubro|2012|

5


Os 3 (Idem, BRA, 2011, Cor, 80’) Warner - Cinema Nacional - 14 anos Direção: Nando Olival Elenco: Gabriel Godoy, Juliana Schalch, Victor Mendes Dois rapazes e uma garota decidem morar juntos e, sem ter recursos para se sustentar, aceitam transformar o dia a dia no apartamento em um reality show patrocinado por uma loja de departamentos. Comentário: Diretor (ao lado de Fernando Meirelles) de Domésticas, Nando Olival faz sua estreia-solo em longa-metragem com Os 3, transformando um triângulo amoroso jovem em um reality show. Mas, diferentemente dos “programas-verdade” da TV, o cotidiano dos protagonistas sofre intervenção mínima externa e os três universitários começam a criar e a simular situações, tornando-se roteiristas de si mesmos. A encenação começa a mudar a vida real e, nesse interessante jogo de representação e comércio, os atores já não sabem mais quem são – ou quanto de sua individualidade permanece.

R$ 19,90

Branca de Neve e o Caçador (Snow White and the Huntsman, EUA, 2012, Cor, 127’) Universal - Fantasia - 12 anos Direção: Rupert Sanders Elenco: Kristen Stewart, Chris Hemsworth, Charlize Theron Depois de matar o rei e assumir o trono, a Rainha Má precisa tirar do caminho a única mulher do reino mais bonita do que ela, Branca de Neve. Comentário: Os contos de fadas continuam em alta em Hollywood. Depois do sombrio A Garota da Capa Vermelha e do bem-humorado Espelho, Espelho Meu, mais uma adaptação com atores populares e muitos efeitos especiais revisita um clássico infantil. Desta vez, a estrela da saga Crepúsculo, Kristen Stewart, assume a pele de uma Branca de Neve guerreira em luta contra a Rainha Má (feita por uma propositalmente exagerada Charlize Theron). O filme deixa o encanto e o humor de lado, imprimindo proporções épicas às cenas de batalha. Tomadas aéreas, um espelho em cristal líquido, certa dose de violência e a colaboração de Hossein Amini (que escreveu Drive) no roteiro trazem para as novas gerações uma Branca de Neve bem diferente do desenho da Disney.

6

Outubro|2012| wwww.2001video.com.br


Neste mês, a equipe da 2001 Vídeo destaca duas produções inéditas no circuito comercial brasileiro que, agora em DVD, têm a chance de serem descobertas pelo grande público.

O Morro dos Ventos Uivantes (Wuthering Heights, ING, 2011, Cor, 123’) Focus - Drama - 14 anos Direção: Andrea Arnold Elenco: Kaya Scodelario, James Howson, Solomon Glave De origem pobre e de pele morena, o garoto Heathcliff é adotado pelo abastado Earnshaw, despertando ciúmes em seu filho mais velho e afeição na caçula Catherine, por quem irá nutrir uma devastadora paixão. Comentário: Quem esperar de O Morro dos Ventos Uivantes mais um drama de época romântico, regado a modos aristocráticos, vai se surpreender com a versão de Andrea Arnold (Marcas da Vida) para o romance gótico de Emily Brontë. A cineasta inglesa subverte a obra, substituindo a luta de classes pelo conflito racial ao escalar atores negros para interpretar Heathcliff na infância e na vida adulta. O personagem, também interpretado no cinema por Laurence Olivier e Ralph Fiennes (em versões de 1939 e 1992, respectivamente), sofre crescentes maus tratos. Representação do estrangeiro explorado, ele é transformado em vassalo ao longo da trama e as diferenças sociais o afastam de sua paixão, a filha de seu senhorio. É o começo de uma relação de amor e ódio com trágicos desdobramentos na vida adulta. Arnold conduz esse enredo com seu estilo intimista habitual, preferindo expressar em imagens a exposição verbal do romance. Cenas são acompanhadas não por uma trilha orquestrada, mas por sons. Sons do vento, da chuva ou da respiração dos atores – além do próprio silêncio – contribuem para um filme de época visceral em seu naturalismo.

Loucamente Apaixonados (Like Crazy, EUA, 2011, Cor, 90’) Paramount - Romance - 14 anos Direção: Drake Doremus Elenco: Felicity Jones, Anton Yelchin, Jennifer Lawrence Uma estudante inglesa se apaixona perdidamente por um colega de classe nos EUA e permanece no país após seu visto expirar. Depois de retornar à Inglaterra, é impedida de entrar em território americano. Comentário: Jacob e Ana conhecem-se na faculdade e se apaixonam perdidamente. Tudo parecia perfeito nessa delicada história de amor até a burocracia dos vistos de imigração irromper, separarando o casal de apaixonados. Inglesa, Ana só deixa os EUA depois do término de seu visto de estudante, o que a impede de retornar ao país por ter violado as leis de imigração. Até resolver esse desenlance, Ana e Jacob tentam manter um relacionamento a distância, com eventuais viagens dele para ver a amada na Inglaterra. Mas as dificuldades para manter contato em meio à correria do dia a dia, as ambições profissionais de cada um e a entrada de Jennifer Lawrence (a estrela de Jogos Vorazes) na trama vão colocar em dúvida até que ponto a paixão pode superar a distância e o tempo longe um do outro. Amar nunca foi tão difícil quanto entrar nos EUA ilegalmente. Outubro|2012|

7


Cairo 678 (678, EGI, 2010, Cor, 110’) Imovision - Cinema Asiático - 14 anos Direção: Mohamed Diab Elenco: Boshra, Nelly Karim, Nahed El Sebaï Fayza, Seba e Nelly. Três mulheres com vidas diferentes, unidas para combater o machismo que impera no Egito contemporâneo. Comentário: Uma das principais correspondentes estrangeiras da rede CBS, a repórter norte-americana Lara Logan foi violentada por um grupo de egípcios durante manifestação popular que celebrava a saída do ex-presidente egípcio Hosni Mubarak, em fevereiro de 2011. Esse e outros episódios reais de assédio sexual contra mulheres no Egito inspiraram Cairo 678. O filme acaba por unir o destino de três mulheres de classes sociais diferentes - e experiências que vão desde o incômodo contato masculino em ônibus lotados e abusos verbais até violência física. Tenso, o drama egípcio denuncia a opressão masculina de uma sociedade que se vale da desculpa da “reputação” de suas mulheres para não fazer justiça e denunciar os agressores.

Um Verão Escaldante (Un Été Brûlant, FRA/ITA/SUI, 2011, Cor, 95’) Imovision - Cinema Europeu - 16 anos Direção: Philippe Garrel Elenco: Monica Bellucci, Louis Garrel, Céline Sallette Paul quer ser ator, mas só consegue papéis pequenos. Em dificuldades financeiras, ele e a namorada vão passar um tempo na casa de Frédéric, amigo casado com uma famosa atriz italiana. Comentário: O romantismo trágico e o vazio existencial dos personagens do cineasta e roteirista Philippe Garrel estão de volta em mais uma parceria com seu filho Louis. O ator trabalha pela quarta vez sob a direção do pai, interpretando um de seus alter egos, desta vez um jovem pintor sufocado pela projeção da esposa, uma famosa atriz italiana interpretada pela musa Monica Bellucci. Para retratar esse casal em crise, a trama combina fatos da vida pessoal do diretor (que viveu anos com a ex-cantora do Velvet Underground, Nico) e a persona de seus atores para compor um retrato do tédio e das complicações que vêm com a fama.

Antes de atuar em Um Verão Escaldante, Louis Garrell trabalhou como ator em três filmes do pai, Philippe: Les Baisers de Secours (1989), Amantes Constantes (2005) e A Fronteira da Alvorada (2008).

O Que Eu Mais Desejo

Muito da espontaneidade dos dois protagonistas se deve à escalação de Koki e Ohshirô Maeda, irmãos na vida real.

8

Outubro|2012| wwww.2001video.com.br

(Kiseki, JAP, 2011, Cor, 128’) Imovision - Cinema Asiático - Livre Direção: Hirokazu Kore-eda Elenco: Koki Maeda, Ohshirô Maeda Na ilha de Kyushu (Japão), dois irmãos vivem separados após o divórcio dos pais. O mais velho, de 12 anos, mora com a mãe no sul da ilha, e seu irmão, com o pai, no norte. Comentário: Distantes um do outro após a separação dos pais, dois irmãos planejam se reencontrar no mais recente longa-metragem do diretor de Depois da Vida, Hirokazu Koreeda. Singelo e cativante, o filme é construído sob a perspectiva de diferentes crianças, com seus anseios e desejos inocentes. Cada uma espelha o ambiente em que vive, como o tímido irmão mais velho que mora com a mãe, e seu irmão mais novo, elétrico e sempre de bem com a vida, criado pelo pai músico em outra cidade. Ao tomarem conhecimento de uma lenda que recomenda fazer um pedido no exato momento em que dois trens-bala se cruzam, decidem viajar em segredo (e acompanhados por amigos) até o ponto de intersecção entre as duas regiões em que residem. É da fina observação dos meninos que provêm os momentos mais ternos da trama, lembrando outro trabalho de Kore-eda com crianças tendo de se virar sozinhas, Ninguém Pode Saber (2004). Com músicas pop na trilha, humor delicado e um talentoso elenco infantil, O Que Eu Mais Desejo é o mais lúdico (e leve) trabalho do cineasta japonês, considerado um dos herdeiros cinematográficos de Yasujiro Ozu (Bom Dia).

Promoção válida enquanto durarem os estoques.

eiros Os prim arem que alug o s te n ie cl eir av ch o ganham do filme


PSICODELIA, CULTURA POP E CRÍTICA SOCIAL EM DOIS CLÁSSICOS DOS ANOS 60

R$ 29,90

Privilégio

Um Beatle no Paraíso

(Privilege, ING, 1967, Cor, 103’) Cult Classic - Clássico - 14 anos Direção: Peter Watkins Elenco: Paul Jones, Jean Shrimpton, Mark London Ouvido por todos, Steven Shorter é o maior astro da música britânica, atraindo a atenção de empresários, da Igreja e do Estado, que começam a tirar proveito de sua popularidade. Comentário: A premissa do filme - um artista que tem sua individualidade sacrificada, tranformando-se em um produto - nunca foi tão atual em tempos de astros-relâmpagos. Dirigido pelo influente (e provocador) documentarista britânico Peter Watkins, o clássico de 1967 desconcertou a crítica com seu misto de musical, cinema-verdade e crítica à indústria cultural, em um futuro indeterminado que não esconde suas raízes no frenesi causado pelas mudanças comportamentais dos anos 1960 e 1970.

(The Magic Christian, ING, 1969, Cor, 92’) Cult Classic - Comédia - 14 anos Direção: Joseph McGrath Elenco: Peter Sellers, Ringo Starr, Raquel Welch Sem herdeiros, o milionário Guy Grand adota um rapaz como seu filho. Juntos, os dois desafiam os poderosos, testando os limites da ganância humana. Comentário: Corroteirista do clássico Doutor Fantástico (1964), o escritor Terry Southern escreveu também esta anárquica comédia, indissociável de seu tempo. Lançada durante a efervescência da “swinging London” sessentista, e contando com a colaboração dos ex-Monty Python John Cleese e Graham Chapman no roteiro, a sátira surreal - e, por vezes, ofensiva - debocha da moral e dos costumes ingleses em uma série de esquetes com a participação de Raquel Welch, Yul Brynner e Roman Polanski, em papéis bizarros.

R$ 29,90

Aqui é o Meu Lugar

GRANDE PRÊMIO DO JÚRI FESTIVAL DE CANNES 2011

Primeiro filme de Paolo Sorrentino falado em inglês, Aqui é o Meu Lugar tem seu título extraído de uma canção de David Byrne, This Must Be the Place. O ex-líder da banda Talking Heads compôs a trilha do filme e ainda aparece como ele mesmo na trama. Protagonista de Paris, Texas, Harry Dean Stanton faz uma ponta em Aqui é o Meu Lugar, estabelecendo mais uma conexão entre o filme de Wim Wenders e o de Sorrentino.

(This Must Be the Place, ITA/FRA/IRL/EUA, 2011, Cor, 118’) Imagem - Drama -12 anos Direção: Paolo Sorrentino Elenco: Sean Penn, Frances McDormand, Judd Hirsch Cheyenne é um astro do rock aposentado que vive uma vida pacata em Dublin (Irlanda), ao lado da esposa. A morte do pai o faz retornar a Nova York - e descobrir o paradeiro de um criminoso nazista. Comentário: Sean Penn surpreende mais uma vez, interpretando o ex-roqueiro Cheyenne, um dos papéis mais originais de sua carreira. Com aparência semelhante a do líder da banda The Cure, Robert Smith, o personagem é um ex-astro pop dos anos 1980 vivendo uma existência mundana, recluso em sua mansão irlandesa. Fragilizado por um trauma do passado, Cheyenne desdenha a antiga carreira - na qual, segundo ele, compunha músicas depressivas para jovens depressivos. Sua rotina excêntrica ao lado da esposa (vivida por Frances McDormand) é interrompida apenas pela notícia da morte de seu pai, que não via há 30 anos. De volta a Nova York (onde nasceu) para acompanhar o funeral, decide terminar uma jornada que seu pai começou, a busca pelo oficial nazista que o torturou durante a II Guerra Mundial. É o início da melancólica viagem do roqueiro aposentado pelo interior dos EUA, e do aclamado diretor italiano Paolo Sorrentino (Il Divo) em território revisitado antes por outros grandes cineastas europeus. Nomes como Michelangelo Antonioni (Zabriskie Point), Emir Kusturica (Arizona Dream) e Wim Wenders (Paris, Texas) também cruzaram o Oceano Atlântico para retratar, com sua sensibilidade particular, o american way of life no coração dos EUA. Mas nenhum deles como Sorrentino e o doce, assustado e espirituoso Cheyenne de Penn.

PERSONAS SEAN PENN

1982

1995

2001

2008

PICARDIAS ESTUDANTIS

OS ÚLTIMOS PASSOS DE UM HOMEM

UMA LIÇÃO DE AMOR

MILK - A VOZ DA IGUALDADE Outubro|2012|

9


Parabéns por Pina. O que o inspirou a realizar o documentário? Pura e simplesmente: o trabalho de Pina Bausch. Suas coreografias e as peças que criou estão entre as coisas mais belas e emocionantes que já vi. Quando testemunhei pela primeira vez seu trabalho, fiquei extasiado. Sentei para ver Café Müller e chorei como um bebê durante todo o espetáculo. Não entendia o que tinha mexido tanto comigo. Apenas sabia que nunca tinha visto nada semelhante e que aquilo estava para mudar minha vida. E mudou. Sugeri a ela um filme em comum em nosso primeiro encontro, no verão de 1984. Desde então, e por 20 anos, eu e Pina sonhávamos com esse projeto juntos. Eu estava ganhando tempo na época. Eu simplesmente não tinha ideia de como fazê-lo, de como filmar a dança. Por mais que eu tentasse imaginar o trabalho de Pina na tela, menos eu podia vê-lo, mesmo tendo estudado a história dos filmes de dança. A companhia Tanztheater de Pina tinha tanta liberdade e alegria, tanta fisicalidade, era tão cheia de vida, que eu realmente não sabia como filmá-la apropriadamente. Até o dia em que tive o primeiro vislumbre do novo 3D digital, em 2007, ao assistir ao show U2 3D. A experiência foi uma revelação. Enquanto eu assistia, pensei: “Essa é a linguagem para um filme de dança!”. Era o único modo que o filme poderia ser feito. O 3D era a resposta. Foi quando então liguei para Pina, ainda do cinema: “Agora eu sei como fazer, Pina”. Não precisei falar mais, ela entendeu. E começamos a preparar o filme logo depois. Pina morreu semanas antes do início das filmagens. Como a morte dela mudou a concepção do projeto? Escrevemos o conceito juntos e trabalhamos no projeto por dois anos. Planejamos as filmagens para o outono de 2009, mas a poucas semanas do início, Pina se foi [Pina Bausch faleceu em 30 de junho de 2009]. Seus familiares, bailarinos e minha equipe, é claro, ficamos devastados. Foi uma perda tão súbita e brutal. De repente, Pina estava morta. Imediatamente parei os preparativos para o filme. Acima de tudo, o filme foi escrito para e 10

Outubro|2012| wwww.2001video.com.br

com Pina. Queríamos vê-la nos ensaios, acompanhá-la em turnê com sua companhia. Tudo isso tornou-se impossível. Então eu parei o projeto. Dois meses depois, os bailarinos começaram a ensaiar as peças selecionadas por Pina para o filme. Os dançarinos me fizeram entender que talvez essa fosse a última vez em que os espetáculos seriam apresentados! Nós tínhamos de fazer o filme de qualquer maneira, agora mais do que nunca. Poderíamos não fazer um filme com Pina, mas juntos poderíamos realizar outro filme para ela. Foi nossa forma de lidar com a morte dela, com sua perda e a dor. Curiosamente, Pina foi filmado em Wuppertal, a mesma cidade onde você dirigiu parte de Alice nas Cidades, nos anos 1970. Quais são as suas memórias dessa época, quando você representava um dos principais nomes do Novo Cinema Alemão, ao lado de Werner Herzog e Rainer Werner Fassbinder? Visto hoje, parecia um tempo de inocência. Realmente não havia uma “cultura de cinema” na Alemanha, começamos tudo do nada. O que é uma coisa boa, inventar suas próprias regras. Cada um de nós tinha seus próprios “pais” cinematográficos. Fassbinder, por exemplo, amava os filmes de Douglas Sirk, Herzog era inspirado por F.W. Murnau, e eu, pelo cinema americano, John Ford ou Howard Hawks. A falta de uma indústria nos levou a uma situação incomum, mesmo no cinema. Os jovens diretores e autores do que se tornaria o Novo Cinema Alemão foram forçados a se organizar. O fato de todos nós criarmos filmes e tê-los distribuídos se deu graças a um ato de incrível solidariedade coletiva. E como ninguém queria nos produzir, e muito menos distribuir os nossos filmes, fundamos nossa própria produtora e distribuidora, a Filmverlag der Autoren, uma espécie de “companhia de autores unidos”. Não havia competição ou inveja. Se um de nós tivesse sucesso, seria bom para todos. Nesse clima, fomos capazes de ser incrivelmente produtivos. Fassbinder dirigia três ou quatro filmes por ano, Herzog e até mesmo eu produzíamos regularmente um filme por ano, o que hoje pode parecer utópico. Atualmente, um jovem cineasta, se tiver sucesso com seu primeiro filme, terá de esperar anos para dirigir seu segundo longametragem.


Falando em colaboração, no último dia 29 de setembro o mestre Michelangelo Antonioni (1912–2007) teria completado 100 anos. Fale sobre sua experiência ao lado dele em Além das Nuves (1995).

Em sua filmografia, você sempre foi atraído por explorar formas diferentes de narrativa, e em dar vida a cidades e personalidades reais. Por isso, a alternância entre a ficção e o documentário? Sim. Acho que é muito saudável para um cineasta não filmar apenas histórias ficcionais, mas ser exposto agora e sempre à simples realidade. Estar nas ruas, com uma equipe pequena de duas ou três pessoas atrás de você, e não com uma centena, e 20 caminhões e trailers à sua volta. Fazer um documentário pode ajudá-lo a tornar-se modesto de novo. Longas ficcionais envolvem muita espera, até serem finalmente escritos, terem o elenco escalado, e conseguirem financiamento. O que pode ser uma verdadeira perda de tempo. Tivemos o privilégio, aqui no Brasil, de ver algumas de suas fotos na exposição “Lugares, Estranhos e Quietos”, no Masp, dois anos atrás. Qual a importância dessa forma de expressão em seu trabalho? Comecei a tirar fotos quando era garoto. Aos seis anos, tinha uma câmera fotográfica e depois tive minha própria câmara escura. Mas só comecei a fotografar a sério em 1983, quando comecei a trabalhar na preparação de Paris, Texas, pesquisando a luz e as cores do oeste americano. O que me levou, anos depois, à minha primeira exposição de fotos, Escrito no Oeste. Desde então, a fotografia é parte integral da minha vida. Hoje, preenche metade do meu tempo. Uma das fotos (Street Corner Butte) da exposição foi tirada em uma das locações de Estrela Solitária (2005), filme que retoma sua parceria com Sam Shepard depois de Paris, Texas (1984). Vocês ainda mantêm contato? E há planos para algo novo juntos? Falo com Sam de vez em quando. Não é fácil entrar em contato com ele, um homem recluso que não usa a internet. Acabei de vê-lo em Dublin, onde se apresentou com Patti Smith. Sam é um grande guitarrista e cantor. Foi um dos mais memoráveis concertos que vi em muito tempo. Nos damos bem, e adoraríamos trabalhar juntos de novo.

Foi uma triste e ao mesmo tempo extasiante experiência. Triste, já que Michelangelo era incapaz de falar, e imensamente gratificante, ao vê-lo realizar o filme exatamente do jeito que queria, usando sua força de vontade e imaginação. Fui seu assistente de direção e ao mesmo tempo diretor substituto em caso de uma eventualidade, para a seguradora. Aceitei de bom grado a tarefa quando Michelangelo sugeriu meu nome para o trabalho. Além disso, neste mês começa a 36º Mostra Internacional de Cinema de São Paulo. Infelizmente, sem o seu fundador (e amigo pessoal), Leon Cakoff... Leon era um grande cara, e um dos últimos diretores de festival do planeta realmente devotados aos filmes. Ele amava o cinema, era um profundo conhecedor do que acontecia ao redor do mundo. Nossos melhores momentos juntos foram compartilhados durante as filmagens do meu curta Ver ou Não Ver para o projeto coletivo Mundo Invisível (2011), que ele produziu. Dessa experiência, sei que Leon não se importava apenas com os filmes, mas também com as pessoas. Eu sinto profundamente a sua falta. Berlim, Tóquio, Havana, Los Angeles, Palermo e Wuppertal, só para citar algumas cidades. Qual a próxima “viagem” de Wim Wenders? Estou preparando meu próximo longa. É um drama familiar chamado Everything Will Be Fine, uma história original de um roteirista norueguês, Bjorn Olaf Johannessen. Sempre desenvolvi meu próprio material, mas esse roteiro é uma exceção. Bjorn Olaf enviou seu primeiro tratamento do roteiro, li e foi amor à primeira vista. O filme será rodado em Montreal e Québec, no Canadá. É possível que ele não lembre nenhum de meus filmes anteriores, exceto talvez O Amigo Americano (1977). Filmaremos em 3D, como Pina. O 3D foi a ferramenta perfeita para um filme de dança. O desafio agora é aplicar essa tecnologia a um formato narrativo tradicional. Mas estou completamente convencido de que funcionará. Confira na prateleira de Arte, na 2001 Vídeo, Pina e outros trabalhos do cineasta alemão que se tornou sinônimo de road movie (o filme-de-estrada), experimentação e documentários de qualidade. Outubro|2012|

11


Eu Matei Minha Mãe

R$ 14,90

(J’ai tué ma Mère, CAN, 2009, Cor, 96’) Paris - Drama - 16 anos Direção: Xavier Dolan Elenco: Xavier Dolan, Anne Dorval, François Arnaud Adolescente problemático, Hubert Minel vive um relacionamento conflituoso com a mãe, que despreza. Comentário: Nascido em Montreal (Québec, Canadá) e homossexual assumido, Xavier Dolan baseou-se em suas próprias experiências para escrever, aos 16 anos, Eu Matei Minha Mãe. Também diretor e ator principal do longa, o jovem canadense causou furor com a problemática relação entre mãe e filho. Criado sozinho pela mãe, o personagem mantém em segredo seu namorado e extravasa nela toda a sua insatisfação com o mundo. Em longas discussões, mãe e filho não conseguem se entender; ela não entende as inclinações artísticas e desejos do filho, que a considera ignorante e provinciana. Olhando diretamente para a câmera ou em ataques verbais, Dolan expressa não só as suas angústias pessoais, mas o sentimento de inadequação adolescente.

A Primeira Coisa Bela

R$ 39,90

(La Prima Cosa Bella, ITA, 2010, Cor, 122’) California - Cinema Europeu - 12 anos Direção: Paolo Virzì Elenco: Valerio Mastandrea, Micaela Ramazzotti, Stefania Sandrelli Em 1971, o pequeno Bruno vê sua mãe ser apelidada de “Miss Mamma” em um concurso de beleza na cidade de Livorno (Itália). A exposição de Anna sempre o incomodou e os dois se afastaram, até que o grave estado de saúde dela os reaproxima nos dias de hoje. Comentário: Exibido na Mostra Internacional de São Paulo em 2010, A Primeira Coisa Bela é uma sentimental viagem pelas memórias de um homem amargurado com a vida. Em flashbacks dos anos 1970, ele relembra a trajetória de luta e desenganos de sua mãe, uma sonhadora incurável em busca de uma oportunidade no cinema. Com cenas de alto teor emocional, a produção resgata a tradição do melodrama italiano ao escalar Stefania Sandrelli (Divórcio à Italiana, Seduzida e Abandonada) no papel da voluntariosa protagonista na velhice. Alto astral, carinhosa e divertida, a típica “mama” não entende a frieza do filho. Mas até os fãs de Sandrelli vão compreender, ao final desse afetuoso drama familiar.

Escolhido pela Itália para concorrer a uma das vagas de melhor filme estrangeiro no Oscar em 2011. 12

Outubro|2012| wwww.2001video.com.br


Anjos da Lei

Quem Se Importa

(21 Jump Street, EUA, 2012, Cor, 109’) Sony - Comédia - 16 anos Direção: Phil Lord, Chris Miller Elenco: Jonah Hill, Channing Tatum, Ice Cube Recém-formados na academia de polícia, dois amigos recebem a sua primeira missão importante: se infiltrar como estudantes em uma escola de ensino médio para desbaratar uma quadrilha de traficantes. Comentário: Inspirada em Anjos da Lei (1987-1991), popular série de TV que levou Johnny Depp ao estrelato nos anos 1980, a comédia tira proveito da química entre Jonah Hill e Channing Tatum, divertidos como dois policiais antagônicos que têm a oportunidade de serem adolescentes outra vez. No final, a aparição-surpresa de um astro do cinema.

(Idem, BRA, 2011, Cor, 90’) Imovision - Documentário [Questões Sociais] - Livre Direção: Mara Mourão Alguns dos maiores empreendedores sociais do mundo explicam seu trabalho e como todos podemos nos tornar agentes de mudança. Comentário: Narrado por Rodrigo Santoro, o documentário de Mara Mourão chama a atenção para a importância do empreendorismo social, por meio de depoimentos de profissionais do terceiro setor, como ativistas e membros de ONGs. Em exposição, iniciativas que podem mudar o planeta, desde atitudes simples a ambiciosos projetos para o desenvolvimento coletivo. Entre os brasileiros ouvidos no filme, destaque para Wellington Nogueira, fundador dos Doutores da Alegria.

R$ 39,90

EWAN MCGREGOR Amor Impossível (Salmon Fishing in the Yemen, ING, 2011, Cor, 107’) Paris - Drama - 10 anos Direção: Lasse Hallström Elenco: Ewan McGregor, Emily Blunt, Kristin Scott Thomas Funcionário do governo britânico, um cientista introvertido é forçado a participar do inusitado plano de um xeique árabe, determinado a introduzir a pesca de salmão no Iêmen. Comentário: Diretor de dramas sensíveis como Minha Vida de Cachorro e Regras da Vida, o sueco Lasse Hallström e o roteirista vencedor do Oscar por Quem Quer Ser um Milionário?, o inglês Simon Beaufoy, juntam forças nesta adaptação do romance Pesca do Salmão no Iêmen, de Paul Torday. Na transposição para o cinema, o tom de sátira à burocracia política e a estrutura de cartas, e-mails e entrevistas do livro ficam em segundo plano para a incrível história vivida por personagens empenhados em levar milhares de salmões para criação em pleno deserto do Iêmen. Em meio a esse enredo inusitado, um metódico cientista (Ewan McGregor) vai se apaixonar pela executiva interpretada por Emily Blunt, dando uma virada na própria vida e em suas convicções. Nos bastidores dessa empreitada, Kristin Scott Thomas representa a assistente do primeiro-ministro britânico - e o contraponto cômico dessa trama de superação em grande escala.

O astro escocês começou a atuar aos 16 anos e estreou no cinema em Cova Rasa (1994). Dois anos depois, atuou novamente sob a direção de Danny Boyle em Trainspotting – Sem Limites, alcançando projeção internacional. Sem medo de se arriscar em papéis mais ousados, estrelou em seguida O Livro de Cabeceira (1996) e Velvet Goldmine (1998), até ser chamado por George Lucas para viver Obi-Wan Kenobi em Star Wars: Episódio I - A Ameaça Fantasma (1999). Desde então, tem alternado superproduções (Moulin Rouge, A Ilha, Anjos e Demônios) com instigantes filmes independentes (O Jovem Adam, Toda Forma de Amor, Sentidos do Amor). De espírito aventureiro, em abril de 2004 ele partiu de Londres para Nova York, de motocicleta, com seu amigo Charley Boorman. Os dois passaram por diversos países da Europa ocidental, Rússia, Cazaquistão, Mongólia, Alasca e Canadá até chegarem aos EUA. A experiência foi documentada na série de TV Long Way Round. Aos 41 anos, casado e pai de três filhos, McGregor experimenta um dos melhores momentos da carreira. Além de atuar em O Impossível, drama cotado para o próximo Oscar, e na adaptação para TV do romance As Correções, de Jonathan Franzen, ele se prepara para estrelar August - Osage County, ao lado de Meryl Streep e Julia Roberts. Agora, só falta a estatueta dourada. Outubro|2012|

13


Prometheus

R$ 39,90

+

R$ 99,90

(Idem, EUA, 2012, Cor, 123’) Fox - Ficção-Científica - 14 anos Direção: Ridley Scott Elenco: Noomi Rapace, Michael Fassbender, Charlize Theron, Idris Alba A bordo da espaçonave Prometheus, uma equipe de cientistas luta pela sobrevivência ao se defrontar com estranhas criaturas extraterrestres. Comentário: Alien - O Oitavo Passageiro (1979) marcou época com sua combinação de terror e ficção científica, confirmando o talento visual de Ridley Scott. Três sequências oficiais depois, o cineasta inglês volta ao universo da franquia com Prometheus, superprodução concebida originalmente como uma espécie de prólogo para Alien. Contudo, Scott decidiu realizar um longa original, livremente inspirado pela obra do suíço Erich von Däniken, autor do best seller Eram os Deuses Astronautas? Uma das hipóteses do livro defende, a partir de diversas evidências arqueológicas, que extraterrestres seriam os criadores da humanidade e já teriam estado no planeta Terra. Em 2093, a tripulação de Prometheus aterrissa em um misterioso planeta em busca de provas de vida alienígena, mas acaba descobrindo seres que não negam a relação com os aterrorizantes aliens da franquia cinematográfica. Lançado em 3D nos cinemas, o filme apresenta incríveis imagens e uma primeira hora intrigante. Já na metade final, por mais que Scott não admita, os aliens vão tomando conta da história - e dos corpos de alguns personagens.

Além dos monstros, uma das semelhanças de Prometheus com Alien é a presença de um humanoide de intenções ambíguas, David. Fascinado pelo clássico Lawrence da Arábia, o robô de Michael Fassbender acaba sendo o personagem mais humano do filme, ao lado da heroína interpretada pela atriz sueca Noomi Rapace. A Lisbeth Salander da trilogia Millennium protagoniza uma das sequências mais tensas, uma cirurgia cesariana que prende o espectador à poltrona.

13 Assassinos (Jûsan-nin no shikaku, JAP/ING, 2010, Cor, 126’) Vinny - Cinema Asiático - 16 anos Direção: Takashi Miike Elenco: Kôji Yakusho, Takayuki Yamada Japão, 1844. Um grupo de samurais é reunido para uma missão suicida: matar o sádico meio-irmão do Xogum, Lorde Naritsugu. Comentário: Famoso pela violência explícita (e por vezes bizarra) de seus filmes, Takashi Miike (Ichi - O Assassino) muda um pouco de ares, sem abdicar totalmente do estilo, em seu mais sóbrio e acessível trabalho até então, 13 Assassinos. Ao revisitar temas como honra e lealdade no Japão imperial, o cineasta resgata a tradição de Os Sete Samurais e congêneres com seus 13 guerreiros em busca de justiça. O grupo enfrenta um exército com mais de 200 homens em uma monumental batalha final que ocupa mais de um terço da duração do filme.

R$ 29,90

14

Outubro|2012| wwww.2001video.com.br

Millennium III – A Rainha do Castelo de Ar

R$ 29,90 R$ 39,90

(Luftslottet Som Sprängdes, SUE/DIN/ALE, 2009, Cor, 94’) Vinny - Cinema Europeu - 16 anos Direção: Daniel Alfredson Elenco: Michael Nyqvist, Noomi Rapace Assim que se recuperar no hospital, Lisbeth Salander precisará enfrentar o tribunal, acusada de homicídio. Comentário: A trilogia Millennium, de Stieg Larsson, chega ao fim no cinema neste terceiro longa-metragem produzido na Suécia. Depois dos eventos de A Menina que Brincava com Fogo, Lisbeth Salander encontra-se indefesa, recuperando-se do confronto com seu pai (e algoz). Tão logo se recupere, ela terá de enfrentar novamente seu violento meio-irmão e uma rede de tráfico de mulheres que fará de tudo para incriminá-la. Mais uma vez, cabe ao jornalista Mikael Blomkvist ajudá-la a provar sua inocência.

Além da Estrada

Estranha Obsessão

(Por el Camino, BRA/URU, 2010, Cor, 85’) Vinny - Cinema Latino-Americano - 14 anos Direção: Charly Braun Elenco: Esteban Feune de Colombi, Jill Mulleady Comentário: Premiado em diversos festivais, incluindo o Festival do Rio em 2010, o talentoso longa de estreia de Charly Braun é uma coprodução entre Brasil e Uruguai, com atores argentinos no elenco e diálogos em espanhol e inglês. Essa miscelânea cultural serve ao sensorial filme de estrada que acompanha as idas e vindas de um argentino e de uma belga à procura de um rumo - e experiências significativas - em solo uruguaio. Com uma história simples, Além da Estrada é um triunfo de construção narrativa que valoriza a atmosfera das cenas, incluindo tomadas poéticas e a inclusão de figuras reais do interior uruguaio.

(La Femme du Vème, FRA/POL/ING, 2012, Cor, 85’) California - Cinema Europeu - 14 anos Direção: Pawel Pawlikowski Elenco: Ethan Hawke, Kristin Scott Thomas, Joanna Kulig Tom Ricks é um escritor norte-americano que retorna a Paris para ver sua filha, mas é impedido por uma ordem judicial. Sem dinheiro ou lugar para morar, começa a trabalhar como vigia e conhece uma misteriosa viúva. Comentário: Sem filmar desde o elogiado drama Meu Amor de Verão (2004), o cineasta polonês Pawel Pawlikowski retorna ao cinema nesta adaptação do romance de Douglas Kennedy, The Woman in the Fifth. Ambientada em Paris, a trama labiríntica do filme deixa mais perguntas do que respostas, se concentrando no clima de estranheza das cenas e na enigmática personalidade de seu protagonista.


Intrusos (Intruders, EUA/ING/ESP, 2011, Cor, 100’) Universal – Suspense – 12 anos Direção: Juan Carlos Fresnadillo Elenco: Clive Owen, Carice van Houten, Daniel Brühl Duas crianças, vivendo em países diferentes, são visitadas toda noite por um intruso sem rosto, um ser aterrorizante que quer possuí-las.

Battleship – A Batalha dos Mares (Battleship, EUA, 2012, Cor, 131’) Universal – Ficção-científica – 10 anos Direção: Peter Berg Elenco: Taylor Kitsch, Alexander Skarsgård, Rihanna, Liam Neeson Uma frota de navios encontra uma força superior desconhecida, que ameaça a existência da humanidade.

R$ 29,90 R$ 79,90

Jeff e as Armações do Destino

Lola

(Jeff, Who Lives at Home, EUA, 2012, Cor, 83’) Paramount - Drama - 16 anos Direção: Jay Duplass, Mark Duplass Elenco: Jason Segel, Ed Helms, Susan Sarandon Comentário: Diretores de Cyrus, os irmãos Jay e Mark Duplass lançam novamente seu olhar para o homem contemporâneo infantilizado, apresentando atores associados à comédia em situações dramáticas. Em Jeff, Jason Segel (Os Muppets) vive o personagemtítulo, um trintão sempre chapado que ainda vive sob as asas da mãe. De bom coração, ele não acredita em coincidências; seu entendimento é de que tudo acontece por uma razão, teoria que vai se concretizar ao longo de dilemas afetivos vividos por seu irmão (Jason Segel, de Se Beber, Não Case!) e sua mãe (Susan Sarandon).

(LOL, EUA, 2012, Cor, 97’) Imagem - Comédia Romântica - 14 anos Direção: Lisa Azuelos Elenco: Miley Cyrus, Demi Moore, Thomas Jane Mãe de Lola, Anne tem dificuldades em impor limites e falar abertamente com a filha adolescente sobre, entre outras coisas, amor e sexo. Comentário: Refilmagem norte-americana da comédia francesa Rindo à Toa (2008), detalhando o relacionamento de uma mãe moderna (Demi Moore, no papel que foi de Sophie Marceau na versão original) e sua filha adolescente (a estrela teen Miley Cyrus, em personagem antes interpretada por Christa Theret) em Nova York. Sempre com fone de ouvido, de olho no celular e conectada à internet, a personagem-título é um exemplo verossímil da juventude atual.

Deus da Carnificina (Carnage, FRA/ALE/POL/ESP, 2011, Cor, 80’) Swen - Arte - 12 anos Direção: Roman Polanski Elenco: Jodie Foster, Kate Winslet, Christoph Waltz, John C. Reilly Após um garoto agredir violentamente um colega de escola, os pais da vítima convidam os pais do agressor para uma conversa amigável. Começa uma longa discussão em que aflora o pior de cada um. Comentário: Uma parte significativa da filmografia de Roman Polanski é constituída de intensos dramas humanos ambientados em locações diminutas. Da tensão e paranoia de Repulsa ao Sexo, O Bebê de Rosemary e O Inquilino ao acerto de contas da adaptação teatral de A Morte e a Donzela, o cineasta, famoso por seus dramas pessoais, tem explorado o pior do ser humano, quando acuado e sob pressão. O filme Deus da Carnificina, adaptado por Polanski e pela dramaturga francesa Yasmina Reza de sua própria peça, expõe as contradições e preconceitos de dois casais de norte-americanos reunidos em um apartamento. Do subjacente conflito de classes inicial, toma forma também uma guerra dos sexos, em diálogos tragicômicos dignos de Edward Albee (autor de Quem Tem Medo de Virginia Woolf?). Sem disfarçar sua origem teatral, o longa demonstra as máscaras da correção política e da educação usadas para disfarçar a verdadeira natureza de um indivíduo. Máscaras que revelam a boa e velha hipocrisia.

Encenada pela primeira vez em Paris, em 8 de dezembro de 2006, com Isabelle Huppert no elenco, a peça de Yasmina Reza foi adaptada também para o inglês por Christopher Hampton. O premiado roteirista de Ligações Perigosas e Um Método Perigoso escreveu a versão de Deus da Carnificina apresentada em Londres em 2008, com Ralph Fiennes no papel posteriormente desempenhado por Christoph Waltz no filme de Roman Polanski.

Outubro|2012|

15


Series de Tv Revenge – 1ª Temporada

New Girl – 1ª Temporada

3ª Semana

R$ 79,90

3ª Semana

(New Girl - Season 1, EUA, 2011/12, Cor, 504’) Fox - 14 anos Elenco: Zooey Deschanel, Jake Johnson, Max Greenfield Extras: Cenas excluídas • Erros de gravação Indicada ao Globo de Ouro de melhor série (comédia) e atriz cômica (Zooey Deschanel)

R$ 79,90

R$ 79,90

Body of Proof 2ª Temporada

Terra Nova - A Série Completa

(Body of Proof - Season 2, EUA, 2011, Cor, 854’) Walt Disney - 14 anos Elenco: Dana Delany, Jeri Ryan, Nic Bishop

(Terra Nova - The Complete Series, EUA, 2011, Cor, 533’) Fox - 14 anos Elenco: Jason O’Mara, Stephen Lang Extras: Cenas excluídas • Os dinossauros de Terra Nova • Mistérios explorados • Final alternativo no formato de animação

R$ 59,90

3ª Semana

3ª Semana

3ª Semana

R$ 99,90

CSI - 10ª Temporada Volume 3

The Vampire Diaries – 3ª Temporada

(CSI - Season 10, EUA, 2011, Cor, 405’) Playarte - 16 anos Elenco: Laurence Fishburne, Marg Helgenberger, George Eads

(The Vampire Diaries - Season 3, EUA, 2011, Cor, 968’) Warner - 14 anos Elenco: Nina Dobrev, Paul Wesley, Ian Somerhalder Extras: Descida de Stefan na Escuridão • The Original Vampires - O Início • Segunda Mordida

4ª Semana

R$ 129,90 R$ 149,90

16

Outubro|2012| wwww.2001video.com.br

(Revenge - Season 1, EUA, 2011/12, Cor, 924’) Walt Disney - Verifique a classificação indicativa Elenco: Emily VanCamp, Madeleine Stowe, Gabriel Mann Indicada ao Globo de Ouro de melhor atriz (Madeleine Stowe) em série (drama)


2ª Semana

R$ 99,90

Big Bang - A Teoria 5ª Temporada

Desperate Housewives - 8ª Temporada

(The Big Bang Theory - Season 5, EUA, 2011, Cor, 511’) Warner - 12 anos Elenco: Jim Parsons, Johnny Galecki, Kaley Cuoco Extras: As teorias de reflexão de The Big Bang Theory • Professores da produção

(Desperate Housewives - Season 8, EUA, 2011/12, Cor, 987’) Walt Disney - 14 anos Elenco: Eva Longoria, Felicity Huffman, Teri Hatcher Extras: Acho que isso é adeus • Comentários sobre o episódio final • Erros de gravação • Cenas inéditas

4ª Semana

R$ 79,90

R$ 149,90

3ª Semana

R$ 79,90

Greys’ Anatomy 8ª Temporada

Parenthood 3ª Temporada

(Greys’ Anatomy - Season 8, EUA, 2011, Cor, 1.080’) Walt Disney - 14 anos Elenco: Patrick Dempsey, Sandra Oh, Ellen Pompeo Extras: Uma viagem com Kevin McKidd • Cenas inéditas • Dando pontos - erros de gravação

(Parenthood - Season 3, EUA, 2012, Cor, 774’) Universal - 12 anos Elenco: Lauren Graham, Monica Potter, Peter Krause

4ª Semana

R$ 99,90

Outubro|2012|

17


R$

49,90

R$

37,50

Já Disponível

MICHELANGELO (1991) Direção: Jerry London Elenco: F. Murray Abraham, Ornella Muti Versátil

R$

99,90

Já Disponível

A BELA DO BAS-FOND Direção: Nicholas Ray Elenco: Cyd Charisse, Robert Taylor Versátil

R$

Já Disponível

COLEÇÃO O CINEMA É NICHOLAS RAY Box com 3 DVDs: Amarga Esperança, Alma sem Pudor e A Bela do Bas-Fond Versátil

37,50

R$

99,90

Já Disponível

NASCIDA PARA O MAL Direção: John Huston Elenco: Bette Davis, Olivia de Havilland Versátil

Já Disponível

BOX HOLLYWOOD CONTRA HITLER Coleção com 3 DVDs contendo os clássicos inéditos: Confissões de um Espião Nazista, Uma Aventura em Paris, Tempestades d’Alma, Horas de Tormenta, A Sétima Cruz e Os Filhos de Hitler

Versátil R$

R$

59,90

R$

29,90

R$

Já Disponível

VALENTINO Direção: Ken Russell Elenco: Rudolf Nureyev, Leslie Caron Cult Classic

69,90

CIMARRON CITY - VOL. 2 Elenco: George Montgomery, John Smith 14 episódios Cult Classic

R$

SHAME Direção: Steve McQueen Elenco: Michael Fassbender, Carey Mulligan Paris

R$

29,90

MULHER DE VERDADE (1942) Direção: Preston Sturges Elenco: Claudette Colbert, Joel McCrea Classicline

18

24,90

Outubro|2012| wwww.2001video.com.br

DESFILE DE PÁSCOA Direção: Charles Walters Elenco: Judy Garland, Fred Astaire New Line

R$

Já Disponível

FLOR DA NEVE E O LEQUE SECRETO Direção: Wayne Wang Elenco: Li Bingbing, Hugh Jackman Paris

R$

3ª Semana

R$

Já Disponível

29,90

R$

Já Disponível

À BEIRA DO ABISMO Direção: Asger Leth Elenco: Sam Worthington, Ed Harris Paris

24,90

Já Disponível

A DANÇARINA E O LADRÃO Direção: Fernando Trueba Elenco: Ricardo Darín, Abel Ayala Paris

59,90

R$

Já Disponível

29,90

R$

R$

59,90

29,90

R$

Já Disponível

59,90

29,90

39,90

R$

Já Disponível

ISTO NÃO É UM FILME Direção: Mojtaba Mirtahmasb, Jafar Panahi Imovision

R$

3ª Semana

FLORES DO PÓ Direção: Mervyn LeRoy Elenco: Greer Garson, Walter Pidgeon Classicline

29,90

39,90

Já Disponível

ROMÂNTICOS ANÔNIMOS Direção: Jean-Pierre Améris Elenco: Benoît Poelvoorde, Isabelle Carré Imovision

R$

3ª Semana

O DOMADOR DE MOTINS Direção: Edwin L. Marin Elenco: Randolph Scott Classicline

29,90

R$

29,90

2ª Semana

CÍRCULO DE FERRO Direção: Richard Moore Elenco: David Carradine, Eli Wallach Cult Classic

R$

3ª Semana

CINEMA EM DOBRO TERROR Com duas versões de O Médico e o Monstro: 1931 + 1941 Classicline

29,90

3ª Semana

CINEMA EM DOBRO - ROMANCES HISTÓRICOS Com os clássicos Desiré e Maria Antonieta Classicline


R$

R$

29,90

79,90

R$

Já Disponível

A GRANDE MENTIRA Direção: John Madden Elenco: Helen Mirren, Jessica Chastain Universal

R$

49,90

R$

64,90

39,90

R$

3ª Semana

ANÔNIMO Direção: Roland Emmerich Elenco: Rhys Ifans, Vanessa Redgrave Universal

39,90

R$

29,90

3ª Semana

MILLENNIUM II – A MENINA QUE BRINCAVA COM FOGO Direção: Daniel Alfredson Elenco: Noomi Rapace, Michael Nyqvist Vinny

R$

3ª Semana

JOHN CARTER Direção: Andrew Stanton Elenco: Taylor Kitsch, Lynn Collins Walt Disney

39,90

3ª Semana

O MUNDO DOS PEQUENINOS Direção: Hiromasa Yonebayashi California

R$

39,90

R$

29,90

3ª Semana

AS AVENTURAS DE MARCO POLO (1938) Direção: Archie Mayo Elenco: Gary Cooper, Basil Rathbone Classicline

12,90

3ª Semana

A RINHA Direção: Marcelo Galvão Elenco: Leonardo Miggiorin, Paola Oliveira Vinny

R$

R$

DRIVE Direção: Nicolas Winding Refn Elenco: Ryan Gosling, Carey Mulligan Imagem

4ª Semana

SEIS GRAUS DE SEPARAÇÃO Direção: Fred Schepisi Elenco: Stockard Channing, Donald Sutherland Flashstar

29,90

SETE DIAS COM MARILYN Direção: Simon Curtis Elenco: Michelle Williams, Kenneth Branagh Swen

4ª Semana

OS YANKEES ESTÃO VOLTANDO Direção: John Schlesinger Elenco: Richard Gere, Vanessa Redgrave Flashstar

4ª Semana

2 COELHOS Direção: Afonso Poyart Elenco: Fernando Alves Pinto, Alessandra Negrini Imagem

79,90

R$

4ª Semana

R$

29,90

R$

39,90

R$

4ª Semana

R$

12,90

R$

39,90

29,90

R$

R$

29,90

39,90

R$

4ª Semana

PROTEGENDO O INIMIGO Direção: Daniel Espinosa Elenco: Denzel Washington, Ryan Reynolds Universal

99,90

R$

4ª Semana

AVATAR (DVD + BD + BD 3D) Direção: James Cameron Elenco: Sam Worthington, Sigourney Weaver Fox

79,90

4ª Semana

E.T. - O EXTRATERRESTRE (BLU-RAY + CÓPIA DIGITAL) Direção: Steven Spielberg Extras: Entrevistas • Cenas deletadas • Bastidores Universal



Revista 2001 Video - Outubro 2012