Issuu on Google+

Junho|2012|

1


AO CLIENTE Junho é mês do Oscar na 2001! Além do lançamento do grande vencedor deste ano, O Artista, outras produções indicadas ou premiadas com a estatueta dourada saem para locação: As Aventuras de Tintim, W.E. - O Romance do Século, O Homem que Mudou o Jogo, Tão Forte e Tão Perto e A Invenção de Hugo Cabret. O belíssimo filme de Martin Scorsese nos inspirou a criar a exposição Uma Viagem pelo Mundo de Hugo Cabret, com imagens inéditas do filme e de seus bastidores. A exposição fica no Espaço Cultural 2001 Vídeo Sumaré até 24 de junho, de terça a domingo, das 15h às 21h. Não perca!

5 6 7 9 8 12 10 13

DESTAQUES DO MÊS

A INVENÇÃO DE HUGO CABRET

Em plena era digital, a expressiva vitória de O Artista e A Invenção de Hugo Cabret no último Oscar sinaliza o resgate da memória daqueles que ampliaram as possibilidades do cinema como arte do espetáculo no início do século passado. De olho no que está à sua frente, mas sem deixar de olhar para trás, uma arte de outrora ganha vida com a tecnologia atual. De olho no novo, mas sem deixar de lado a história do cinema e seus grandes clássicos. Como na 2001. Boa diversão!

J. EDGAR

EXPEDIENTE

UM MÉTODO PERIGOSO

A revista 2001 é uma publicação mensal realizada pela equipe 2001 Vídeo e distribuida gratuitamente a clientes. Coordenação geral: Sonia Abreu Gerente de marketing: Mirella Oliveira Gerente comercial: Adriana T. Santos Pesquisa, texto e entrevista: Eduardo Lucena Direção de arte: Juliana Basile Assistente de arte: Caio Campos Revisão técnica: Sérgio Rizzo

W.E. - O ROMANCE DO SÉCULO

(jornalista responsável, MtB 17.873)

OBSERVAÇÕES • Todos os títulos podem sofrer alterações nas datas de entrega ou ser cancelados em definitivo pelas distribuidoras. • Estoque limitado e sujeito a alterações em nossas lojas. • A disponibilidade de um título pode variar entre as lojas da rede. • O conteúdo dos DVDs (extras, legendas, áudio, tela e etc) é fornecido pelas distribuidoras e pode sofrer alterações.

A DANÇARINA E O LADRÃO

TÃO FORTE E TÃO PERTO

SUGESTÕES E CRÍTICAS 2001@2001video.com.br

LEGENDAS serviço

locação

FSC 2

Junho|2012| wwww.2001video.com.br

venda

O ARTISTA

SHAME


Junho|2012|

3


Românticos Anônimos (Les Émotifs Anonymes, FRA, 2010, Cor, 77’) Imovision - Cinema Europeu - 10 anos Direção: Jean-Pierre Améris Elenco: Benoît Poelvoorde, Isabelle Carré Tímida ao extremo, Angélique começa a trabalhar para o não menos retraído Jean-René, dono de uma fábrica de chocolates em crise, e os dois se envolvem romanticamente. Comentário: Esta comédia romântica estrelada por Isabelle Carré (O Refúgio) segue o filão de Potiche e As Mulheres do Sexto Andar, produções francesas estilizadas que tratam de forma divertida das relações entre homens e mulheres. Em Românticos Anônimos, o humor singelo provém das desastradas tentativas de aproximação amorosa de seus dois protagonistas, atraídos um pelo outro, mas paralisados pela timidez.

4

Junho|2012| wwww.2001video.com.br

Para Poucos

Adeus, Primeiro Amor

(Happy Few, FRA, 2010, Cor, 104’) Imovision - Cinema Europeu - 16 anos Direção: Antony Cordier Elenco: Marina Foïs, Élodie Bouchez, Roschdy Zem, Nicolas Duvauchelle Dois casais de amigos - Rachel e Franck, Vincent e Teri - se conhecem e começam a viver uma relação a quatro, sem regras e mentiras. Comentário: Sem julgamentos e com a verborragia naturalista do cinema de Eric Rohmer, este filme francês desafia tabus com sua trama de troca de casais sem culpa. Ávidos por novas experiências que os tirem do lugar comum, os dois casais de Para Poucos consentem em trocar de parceiros eventualmente, incorporando esse arranjo à sua rotina diária. Contudo, é questão de tempo para que a curiosidade sobre a intimidade do outro fale mais alto, e surjam questionamentos e comparações. Os quatro descobrem que não dá para comparar o desejo de cada um.

(Un Amour de Jeunesse, FRA/ALE, 2011, Cor, 110’) Imovision - Cinema Europeu - 14 anos Direção: Mia Hansen-Løve Elenco: Lola Créton, Sebastian Urzendowsky Aos 15 anos, Camille é apaixonada por um rapaz mais velho, Sullivan, que decide seguir viagem para a América do Sul. Abalada emocionalmente, ela precisa superar essa perda. Comentário: Fortemente autobiográfico, o terceiro filme da jovem cineasta Mia Hansen-Løve (de O Pai dos Meus Filhos, ainda inédito em DVD) acompanha o rito de passagem de uma adolescente (Lola Créton) em busca de um sentido para a vida sem o namorado, que a deixa rumo a América do Sul. Em seguida à dor, vem o processo de autoconhecimento da personagem, que começa a se dedicar mais aos estudos e a conhecer pessoas diferentes, incluindo um professor mais velho, com quem se envolve afetivamente - assim como a própria diretora do filme, que vive com o cineasta Olivier Assayas (Horas de Verão, Carlos), 15 anos mais velho.


VENCEDOR DO OSCAR Melhor fotografia, direção de arte, edição de som, mixagem de som e efeitos visuais

A Invenção de Hugo Cabret

“Eu me identifiquei com Hugo e seu pai indo juntos ao cinema. O cinema era um lugar especial para nós. Um tempo para dividirmos experiências emocionais poderosas.” Martin Scorsese

(Hugo, EUA, 2011, Cor, 126’) Paramount - Fantasia - Livre Direção: Martin Scorsese Elenco: Asa Butterfield, Chloë Grace Moretz, Ben Kingsley, Sacha Baron Cohen Em uma estação de trem parisiense, Hugo vive escondido após a morte de seu pai. Um boneco mecânico deixado por ele guarda um segredo ligado a um dos pioneiros do cinema. Comentário: Considerado um dos longas-metragens que melhor já utilizaram o formato 3D, em cenas que procuram reproduzir o impacto que o cinema provocava no início do século XX, A Invenção de Hugo Cabret é uma declaração de amor às origens de um meio cada vez mais industrializado. Principal inspiração para o livro homônimo (de Brian Selznick) que deu origem ao filme, a trajetória do visionário George Méliès (Viagem à Lua) é incorporada à trama, assim como citações aos irmãos Lumière e a Harold Lloyd, entre outros. Estudioso da história do cinema, Scorsese demonstra a mesma fascinação que Méliès teve ao ver, pela primeira vez, imagens em movimento criadas pelos irmãos Lumière. O grande diretor novaiorquino se coloca no lugar de um pioneiro do cinema, homenageando seu legado, e uma arte de outrora ganha vida, com as cores e a tecnologia do presente. Extra: Making of


+ SOBRE A CRISE FINANCEIRA NOS EUA

Grande Demais para Quebrar

R$ 39,90

(Too Big to Fail, EUA, 2011, Cor, 98’) Trabalho Interno Capitalismo A Grande Virada Margin Call (2010) (2010) (2010) (2011) Warner - Drama - 10 anos Direção: Curtis Hanson Elenco: James Woods, William Hurt, Paul Giamatti As difíceis decisões do secretário do Tesouro norte-americano, Henry Paulson, no auge da crise econômica de 2008. Comentário: Abordada em documentários (Capitalismo, Trabalho Interno) e dramas ficcionais (A Grande Virada, Margin Call), a crise financeira americana desencadeada em 2008 é tema também de Grande Demais para Quebrar, mas pela perspectiva de figuras públicas decisivas do período. Dirigido por Curtis Hanson (Los Angeles – Cidade Proibida) para o canal pago HBO, o filme reúne grande elenco em uma série de subtramas em torno do escândalo envolvendo o banco de investimentos Lehman Brothers.

J. Edgar

R$ 39,90

R$ 69,90

Escrito pelo mesmo roteirista vencedor do Oscar por Milk, Dustin Lance Black, o filme apenas sugere a homossexualidade de J.Edgar, preferindo se concentrar em fatos e contradições da vida pública do ex-diretor do FBI.

(Idem, EUA, 2011, Cor, 136’) Warner - Drama - 12 anos Direção: Clint Eastwood Elenco: Leonardo DiCaprio, Naomi Watts, Armie Hammer, Josh Lucas Temido, admirado e criticado, J. Edgar Hoover comandou com mão de ferro o FBI por quase 50 anos, escondendo controversos segredos pessoais e profissionais. Comentário: Antes da abertura da temporada de prêmios no final de 2011, J. Edgar era um dos filmes mais esperados e bem cotados. Mas, com seu retrato sombrio de uma figura pública de difícil empatia com o espectador, o mais recente trabalho de Clint Eastwood na direção não encantou. Apesar de ter participado ativamente de momentos-chave da história norte-americana, como o combate a gângsteres famosos (como John Dillinger), o sequestro do filho do aviador Charles Lindbergh, a caça aos comunistas e até mesmo a investigação do assassinato de John Kennedy, J. Edgar não foi um herói. Autoritário, manipulador e paranoico, ele representou a antítese da liberdade de expressão e dos direitos civis nos EUA, valendo-se de métodos antiéticos de coerção e invasão de privacidade que fizeram dele um símbolo do abuso do poder público. Por trás de seu conservadorismo e da fachada de durão, mantinha ainda uma vida dupla, permanecendo décadas ao lado de seu companheiro (e braço direito no FBI), Clyde Tolson. Essa dicotomia entre vida pública e privada ajuda a explicar a hipocrisia de um personagem atormentado, cheio de falhas - e não menos fascinante.

PERSONAS LEONARDO DICAPRIO

1993

GILBERT GRAPE

1997

TITANIC

2006

DIAMANTE DE SANGUE

2010

A ORIGEM


Um Método Perigoso

“Se aprendi uma coisa na minha curta vida, foi isto: nunca reprima nada.” Otto Gross, personagem de Vincent Cassel no filme

A ideia para Um Método Perigoso surgiu nos anos 1990, quando Christopher Hampton escreveu um roteiro baseado na história de Sabina Spielrein para Julia Roberts. Como o projeto não vingou, o roteirista o transformou na peça “A Cura pela Fala”, centrada em Jung, e não mais em sua paciente. A peça estreou em 2002, com Ralph Fiennes (Coriolano) no papel principal.

(A Dangerous Method , ING/ALE/CAN/SUI, 2011, Cor, 99’) Swen - Drama - 14 anos Direção: David Cronenberg Elenco: Michael Fassbender, Keira Knightley, Viggo Mortensen, Vincent Cassel Discípulo de Sigmund Freud, o psicanalista Carl Jung começa um tratamento inovador na paciente Sabina Spielrein. Contudo, a relação entre os dois se torna mais íntima, afetando sua ética profissional e a amizade com Freud. Comentário: Baseado em peça teatral de Christopher Hampton (também autor do roteiro) e no livro homônimo de John Kerr, Um Método Perigoso é mais um trabalho da maturidade criativa de David Cronenberg. A violência de seus filmes anteriores (Crash, Senhores do Crime) se limita agora aos jogos verbais travados entre Carl Jung e Sigmund Freud na alvorada da psicanálise, no início do século XX. O filme acompanha os encontros entre os dois, e o relacionamento que se desenvolve entre Jung e sua paciente mais famosa, Sabina Spielrein – tema de outro longa-metragem, Jornada da Alma (2002). Sofrendo de histeria logo no início do filme, ela se torna amante de Jung, cuja ética profissional é colocada em xeque por Freud. Mais do que uma amante, ela ajudou a deflagrar em Jung uma revolução conceitual contra seu mentor e figura paterna. A grande ironia é que Sabina iria se tornar uma psicanalista da escola freudiana.

Iain Glen Jornada da Alma 2002

Emilia Fox Jornada da Alma 2002

Montgomery Clift Freud - Além da Alma 1962

CARL GUSTAV JUNG

SABINA SPIELREIN

SIGMUND FREUD

Michael Fassbender Um Método Perigoso 2012

Keira Knightley Um Método Perigoso 2012

Viggo Mortensen Um Método Perigoso 2012 Junho|2012|

7


A Dançarina e o Ladrão (El Baile de la Victoria, ESP, 2009, Cor, 128’) Paris - Cinema Europeu - 14 anos Direção: Fernando Trueba Elenco: Ricardo Darín, Abel Ayala, Miranda Bodenhofer Com o fim da ditadura de Augusto Pinochet no Chile, é declarada anistia geral e dois presos são soltos: o jovem Ángel Santiago e o veterano ladrão de bancos Nicolás Vergara Grey. O primeiro pensa em dar um grande golpe, enquanto o segundo quer apenas rever a família. Comentário: Vencedor do Oscar de melhor filme estrangeiro por Sedução (1992), o espanhol Fernando Trueba abraça o drama político, o policial e o melodrama em A Dançarina e o Ladrão. Ambientado no Chile pós-ditadura de Pinochet, o filme se apóia no carisma de Ricardo Darín, que compõe um ex-ladrão tentando se regenerar e recomeçar após deixar a prisão. Paralelamente, a trama segue dois jovens apaixonados e sem rumo na vida. Os destinos dos três vão se cruzar, unidos por uma série de coincidências.

R$ 99,90

A Dançarina e o Ladrão foi o representante da Espanha na disputa pelas indicações a filme estrangeiro no Oscar 2010, mas não ficou entre os cinco finalistas.

A Rainha do Castelo de Ar (Luftslottet Som Sprängdes, SUE/DIN/ALE, 2009, Cor, 94’) Vinny - Cinema Europeu - 16 anos Direção: Daniel Alfredson Elenco: Michael Nyqvist, Noomi Rapace, Lena Endre Assim que se recuperar no hospital, Lisbeth Salander precisará enfrentar o tribunal, acusada de homicídio. Comentário: A famosa trilogia Millennium, de Stieg Larsson, chega ao fim no cinema neste terceiro longa-metragem produzido na Suécia. Depois dos eventos de A Menina que Brincava com Fogo, Lisbeth Salander encontra-se indefesa, recuperando-se do confronto com seu pai (e algoz). Tão logo se recupere, ela terá de enfrentar novamente seu violento meio-irmão e uma rede de tráfico de mulheres que fará de tudo para incriminá-la. Mais uma vez, cabe ao jornalista Mikael Blomkvist ajudá-la a provar sua inocência.

A SAGA MILLENNIUM NA 2001

Os Homens que não Amavam as Mulheres (2009) SUÉCIA

A Menina que Brincava com Fogo (2009) SUÉCIA

Millennium - Os Homens que não Amavam as Mulheres (2011) EUA

À Beira do Abismo

R$ 99,90

8

Junho|2012| wwww.2001video.com.br

(Man on a Ledge, EUA, 2012, Cor, 102’) Paris - Suspense - 12 anos Direção: Asger Leth Elenco: Sam Worthington, Elizabeth Banks, Jamie Bell, Ed Harris Ex-policial, agora foragido da prisão, Nick Cassidy hospeda-se no andar mais alto de um hotel luxuoso em Nova York e ameaça pular do parapeito. Comentário: Alçado à fama em Avatar, o australiano Sam Worthington estrela este suspense policial que parte de uma premissa original: o que esconde um homem que ameaça pular do alto de um prédio em Nova York? Construído como um quebra-cabeça, À Beira do Abismo prende a atenção, mesmo entregando de cara sua estrutura de “filme de assalto”. As motivações de seu protagonista mantêm o mistério da trama, que tira proveito do frenesi da opinião pública em torno do pretenso suicida.


CONFIRA TAMBÉM A SÉRIE ANIMADA

R$ 79,90

R$ 39,90

As Aventuras de Tintim (The Adventures of Tintin, EUA/NZL, 2011, Cor, 107’) Sony - Animação - Livre Direção: Steven Spielberg Vozes: Jamie Bell, Andy Serkis, Daniel Craig Em uma feira de antiguidades, Tintim compra a réplica de um famoso navio, sem saber que ela traz pistas para a localização do tesouro de um temido pirata.

R$ 99,90

INDICADO AO OSCAR Melhor trilha sonora

As Aventuras de Tintin 1ª temporada (1991)

As Aventuras de Tintin 2ª temporada (1992)

As Aventuras de Tintin 3ª temporada (1993)

• Primeiro de uma trilogia, As Aventuras de Tintim marca a união de dois cineastas: Steven Spielberg, que dirige pela primeira vez uma animação (e longa-metragem em 3D), e Peter Jackson, um dos produtores do filme. • Inicialmente, Spielberg planejava dirigir Tintim com atores e cenários reais. Jackson o convenceu a mudar para a animação. O filme é um projeto antigo do diretor de E.T., dono dos direitos dos quadrinhos de Hergé desde os anos 1980.

“Eu não sou bonita, não tenho o que prenda a atenção. O mínimo que posso fazer é me vestir melhor do que todo mundo.” Frase de Wallis Simpson, interpretada por Andrea Riseborough (O Pior dos Pecados) “Fashionistas” de plantão não podem perder os figurinos do filme, que valeram indicação ao Oscar para Arianne Phillips, stylist da cantora Madonna.

R$ 89,90

W.E. - O Romance do Século

INDICADO AO OSCAR Melhor figurino

(W.E., ING, 2011, Cor, 119’) Playarte - Romance - 14 anos Direção: Madonna Elenco: Abbie Cornish, James D’Arcy, Andrea Riseborough, Oscar Isaac Infeliz no casamento, uma dona de casa novaiorquina fica fascinada pela história do rei Edward VIII, que abdicou do trono inglês para ficar com a norte-americana Wallis Simpson, então em seu segundo divórcio. Comentário: Personagem e fato secundários em O Discurso do Rei, Edward VIII e sua relação proibida com uma plebéia americana são o ponto de partida deste romance que, à maneira de outros dramas de época contemporâneos, utiliza dois tempos distintos na narrativa. Primeiro, na Nova York do final dos anos 1990, uma mulher (mal) casada se envolve afetivamente com um segurança de hotel. Hesitante, a personagem descobre em uma exposição detalhes do relacionamento que levou Edward a abdicar do trono que seria assumido por seu irmão, George V. Em flashbacks, a história de Wallis Simpson vem à tona, revelando como essa mulher à frente de seu tempo conquistou o nobre a ponto de fazê-lo recusar o trono inglês em 1936. Exilados na França, eles tornaram-se Duque e Duquesa de Windsor, permanecendo juntos de 1936 a 1972, ano da morte de Edward. Junho|2012|

9


VENCEDOR DO OSCAR Melhor filme, direção (Michel Hazanavicius), ator (Jean Dujardin), figurino e trilha sonora

Antes de ganharem o Oscar, o diretor Michel Hazanavicius e o galã Jean Dujardin trabalharam juntos em duas paródias francesas de 007, OSS 117 - Le Caire, Nid d’Espions e OSS 117 - Rio ne Répond Plus, ainda inéditas em DVD no mercado brasileiro. R$ 39,90

R$ 79,90

O Artista (The Artist, FRA/BEL, 2011, P&B, 100’) Paris - Cinema Europeu - 12 anos Direção: Michel Hazanavicius Elenco: Jean Dujardin, Bérénice Bejo, John Goodman Na Hollywood dos anos 1920, George Valentin é um dos maiores astros do cinema mudo, mas a chegada do som muda radicalmente sua carreira, ao mesmo tempo em que projeta sua amiga Peppy Miller para o estrelato. Comentário: Ao assistir a O Artista, não é difícil entender como essa produção francobelga sem diálogos e em preto e branco conseguiu se tornar, surpreendentemente, a grande vencedora do Oscar 2012, entre outros prêmios. No momento em que a película perde cada vez mais espaço para o digital, e recursos como o 3D se tornam chamarizes de público, o filme volta no tempo, resgatando o passado glorioso do cinema silencioso norte-americano e sua transição para o sonoro. Após inúmeras homenagens a cânones da sétima arte, O Artista passa a remeter ao clássico Nasce uma Estrela, com a inversão de status entre Valentin e a aspirante a atriz Peppy Miller. E, em um exercício de metalinguagem, o astro descobre o advento do som - e que tem uma voz. A queda da bolsa de 1929 marca a perda da inocência de uma era na qual não há mais lugar para a ingenuidade dos filmes de Valentin. A inteligente homenagem do diretor francês Michael Hazanavicius prova o contrário: em pleno século XXI, espectadores do mundo todo assistem - alguns pela primeira vez - a um filme mudo sobre a era de ouro do cinema.

MAIS

JEAN DUJARDIN

NA 2001

10

Junho|2012| wwww.2001video.com.br

Nunca Diga Nunca (2005)

Cash O Grande Golpe (2008)

EU INDICO Recomendar um filme quase mudo, hoje, pode parecer uma insensatez, mas O Artista não é uma produção comum; é, antes de tudo, uma homenagem e uma reflexão sobre a sétima arte. Quem gosta de cinema vai se deliciar com a sutileza do filme, os atores e, é claro, a imagem. A velha discussão entre o velho e o novo, que o filme traz à tona, se resolve com um, também velho, lugar comum: a arte verdadeira não tem idade. A sensação que fica após o filme é de encantamento.

Cliente da 2001 Vídeo, José Bantim Duarte é, além de cinéfilo, sociólogo e editor. Atualmente, é diretor editorial da Disal Editora.


A Invenção de Hugo Cabret

Os Descendentes

A Árvore da Vida

Histórias Cruzadas

O Homem Que Mudou o Jogo A partir de 20/6

Meia-Noite em Paris

O Artista (VENCEDOR) A partir de 26/6

Cavalo de Guerra

Tão Forte e Tão Perto A partir de 28/6

Promoção válida de 28/6 a 20/7. Sorteio em 23/7. Junho|2012|

11


O Homem que Mudou o Jogo (Moneyball, EUA, 2011, Cor, 133’) Sony - Drama - 10 anos Direção: Bennett Miller Elenco: Brad Pitt, Robin Wright, Jonah Hill, Philip Seymour Hoffman A incrível história de Billy Beane, gerente geral do Oakland Athletics, time de beisebol que transformou a gestão do esporte com orçamento modesto e contratações baseadas em estatísticas. Comentário: Coescrito por Aaron Sorkin (A Rede Social) e Steven Zaillian (A Lista de Schindler), o filme enfrenta o desafio de tornar palatável uma trama invariavelmente associada ao beisebol. Mesmo com as inevitáveis cenas de jogo, o esporte é mero pretexto para a nova abordagem comercial proposta por dois indivíduos de personalidades diferentes: Billy Beane (Brad Pitt), carismático e determinado gerente de esportes que se une a Peter Brand (Jonah Hill), um pragmático e introspectivo economista formado em Yale. Juntos, os dois quebram paradigmas, baseando-se em estatísticas para fazer projeções e contratar atletas subestimados, em meio aos jogos de poder entre conselheiros e crises pessoais de jogadores. Bem escrito e interpretado, O Homem que Mudou o Jogo talvez seja o filme que melhor exemplifica as possibilidades comerciais da estatística aplicada. INDICADO AO OSCAR Melhor filme, ator (Brad Pitt), ator coadjuvante (Jonah Hill), roteiro adaptado, montagem e mixagem de som

Tão Forte e Tão Perto (Extremely Loud & Incredibly Close, EUA, 2011, Cor, 129’) Warner - Drama - 10 anos Direção: Stephen Daldry Elenco: Thomas Horn, Tom Hanks, Sandra Bullock, Max von Sydow Após encontrar misteriosa chave que pertenceu a seu pai, morto durante os atentados ao World Trade Center em 9 de setembro de 2001, Oscar Schell percorre Nova York procurando um nome, “Black”. Comentário: A sombra dos atentados terroristas de 11/9 volta a pairar nesta adaptação de Extremamente Alto e Incrivelmente Perto, best seller de Jonathan Safran Foer adaptado por Eric Roth para o cinema. No filme de Stephen Daldry, um menino com Síndrome de Asperger tenta se reconectar com o pai falecido na tragédia, empreendendo uma ambiciosa busca pelo dono da chave encontrada entre os pertences dele. Com a ajuda de um enigmático vizinho mudo, interpretado pelo bergmaniano Max von Sydow (O Sétimo Selo), Oscar vai conhecendo a fauna urbana da cidade e algumas de suas comoventes histórias de vida.

INDICADO AO OSCAR Melhor filme e ator coadjuvante (Max von Sydow)

Além de Max von Sydow, o filme traz em seu elenco de apoio participações marcantes de dois bons atores afroamericanos: Viola Davis e Jeffrey Wright. R$ 39,90

R$ 69,90

4X STEPHEN DALDRY NA DIREÇÃO

2000

BILLY ELLIOT

2002

AS HORAS

2008

O LEITOR

2012

TÃO FORTE E TÃO PERTO


Motoqueiro Fantasma Espírito de Vingança

Flor da Neve e o Leque Secreto

(Ghost Rider: Spirit of Vengeance, EUA, 2011, Cor, 95’) California - Fantasia - 12 anos Direção: Mark Neveldine, Brian Taylor Elenco: Nicolas Cage, Ciarán Hinds, Idris Elba, Christopher Lambert Após um exílio forçado na Europa, Johnny Blaze é recrutado por uma seita secreta para salvar um garoto do demônio.

(Snow Flower and the Secret Fan, CHI/EUA, 2011, Cor, 104’) Paris - Cinema Asiático - 12 anos Direção: Wayne Wang Elenco: Bingbing Li, Gianna Jun, Hugh Jackman A amizade de duas jovens na Shangai dos anos 1990, suas trajetórias e a lenda do século XIX que as inspirou, Flor da Neve e Lírio. R$ 99,90

+

COPA VOLPI DE MELHOR ATOR (Michael Fassbender) Festival de Veneza

Shame

R$ 99,90

“Brandon está tentando se conectar com as mulheres e também tentando se relacionar consigo mesmo por meio dessas relações puramente físicas. Ele sabe que o que está fazendo não é saudável e deseja algum tipo de intimidade, mas isso ainda é muito difícil para ele.” Michael Fassbender, sobre seu personagem em Shame

(Idem, ING, 2011, Cor, 100’) Paris - Drama - 16 anos Direção: Steve McQueen Elenco: Michael Fassbender, Carey Mulligan, James Badge Dale Sedutor e bem-sucedido, Brandon tem uma vida sexual intensa, repleta de encontros casuais sem qualquer vínculo afetivo. Sua rotina muda com a chegada de sua irmã, Sissy. Comentário: Três anos depois do premiado Hunger (inédito em DVD no Brasil), o artista plástico e cineasta Steve McQueen volta a dirigir o ascendente Michael Fassbender (Um Método Perigoso) neste estudo de uma alma torturada pela própria ansiedade sexual e pelo medo da intimidade. Ambientado em uma fria e mundana Nova York, Shame apresenta a compulsão sexual como uma doença marginalizada e sintomática da vida moderna. Nele, algumas das marcas do vício se apresentam: o comportamento compulsivo, a busca por satisfação imediata, o desespero e a dificuldade de concentração em outras atividades. Profissional acima de qualquer suspeita, mesmo quando seu computador (repleto de pornografia) é descoberto por seu chefe, Brandon (Fassbender) é, acima de tudo, um anti-herói existencial, um solitário cuja alienação o afasta emocionalmente de qualquer pessoa, incluindo sua irmã (Carey Mulligan, de Educação). Seu problema é um tabu social complexo, explicitado por McQueen em inúmeros encontros fugazes. Embora viciado em sexo, ele não abusa sexualmente de ninguém, apenas de si mesmo. Tudo em nome do prazer, que precisa ser imediato, como quase tudo na sociedade atual. Afinal, qual a cura para Brandon?

iNSACIÁVEIS...

1996

1998-2004

2008

VÁRIOS PERSONAGENS (CRASH)

SAMANTHA JONES (SEX AND THE CITY)

VICTOR MANCINI (CHOKE - NO SUFOCO)

2008 VALÉRIE (DIÁRIO PROIBIDO) Junho|2012|

13


NESTE MÊS, A EQUIPE DA 2001 ESCOLHEU TRÊS FILMES INÉDITOS NO CIRCUITO COMERCIAL BRASILEIRO. AGORA EM DVD, ESSAS PRODUÇÕES DESCONHECIDAS DO GRANDE PÚBLICO TÊM A CHANCE DE SEREM DESCOBERTAS.

Um Tira Acima da Lei

2ª Semana

R$ 89,90

(Rampart, EUA, 2011, Cor, 108’) California - Policial - Verifique a classificação indicativa Direção: Oren Moverman Elenco: Woody Harrelson, Robin Wright, Sigourney Weaver Oficial da polícia de Los Angeles, Dave Brown é filmado agredindo um civil na rua e logo se torna um exemplo da corrupção e do abuso de poder na cidade. Comentário: Levado às telas antes em Los Angeles – Cidade Proibida e Dália Negra, o escritor James Ellroy volta a examinar a corrupção policial na “cidade do pecado” em Um Tira Acima da Lei. Amoral, preconceituoso e violento, o personagem de Woody Harrelson não reconhece a gravidade de seus atos, adotando código de conduta e leis próprias que o lançam ao abismo. Sem redimi-lo de forma maniqueísta, o filme mostra a descida ao inferno de um servidor público que não acredita no “sistema” ou em qualquer regra moral.

Talentoso roteirista de Não Estou Lá e Vida de Casado, Oren Moverman dirige mais uma vez os atores Woody Harrelson e Ben Foster depois de estrear na direção com O Mensageiro (2009), outro contundente estudo de personagens sufocados pela própria profissão.

A Grande Mentira

3ª Semana

(The Debt, EUA/ING, 2010, Cor, 113’) Universal - Drama - Verifique a classificação indicativa Direção: John Madden Elenco: Helen Mirren, Sam Worthington, Jessica Chastain, Tom Wilkinson Nos anos 1960, uma equipe do serviço secreto israelense precisa capturar e levar a julgamento um notório criminoso de guerra nazista. Comentário: Retratado em Munique, de Steven Spielberg, o Mossad, serviço de inteligência israelense semelhante à CIA nos EUA, está no centro da trama de A Grande Mentira. Refilmagem do suspense Ha-Hov (2007), o filme acompanha os efeitos de uma missão da organização 30 depois. Em 1966, três agentes planejam a captura do “Cirurgião de Birkenau” em plena Alemanha Oriental. Em 1997, os mesmos personagens relembram o passado e como foram afetados pela experiência, em uma série de flashbacks que mostram como sacrificaram suas vidas em nome da mentira do título.

Protagonista de outro destaque desta edição, O Abrigo, a ruiva Jessica Chastain estrela mais dois lançamentos na 2001: o oscarizado Histórias Cruzadas e Coriolano, ao lado de Ralph Fiennes. Em A Grande Mentira, ela interpreta a agente do Mossad vivida por Helen Mirren na década de 1990. As duas atrizes formam o grande arco dramático deste filme injustamente desconhecido do grande público.

O Abrigo

3ª Semana

(Take Shelter, EUA, 2011, Cor, 120’) Sony - Drama - 12 anos Direção: Jeff Nichols Elenco: Michael Shannon, Jessica Chastain, Shea Whigham Atormentado por visões apocalípticas, Curtis não sabe se deve proteger sua esposa e sua filha da tempestade que se aproxima ou dele mesmo. Comentário: Elogiado em diversos festivais internacionais, o segundo longa de Jeff Nichols parte de acontecimentos externos inexplicáveis para ilustrar o estado mental de um indivíduo obcecado pelo que acredita ser uma grande tragédia natural, prestes a se abater sobre a cidade interiorana onde vive. Pressentimento, surto psicótico ou delírio de uma mente perturbada por sonhos e pesadelos? Como no cinema de Roman Polanski, o horror e o perigo encontram-se dentro da mente humana, que prega peças, confunde e deforma a razão. Em plena crise econômica, o personagem de Michael Shannon (da série Boardwalk Empire) sacrifica tudo para construir um abrigo subterrâneo para sua família, colocando em risco até mesmo seu casamento.

O Abrigo foi um dos destaques do Festival de Cannes de 2011, exibido na mostra paralela Semana da Crítica, conquistando três prêmios. Na última edição do festival, no mês passado, o diretor Jeff Nichols apresentou seu terceiro filme, o também elogiado Mud, estrelado por Matthew McConaughey e Reese Witherspoon.

14

Junho|2012| wwww.2001video.com.br


MENINA DE OURO DE MELHOR DOCUMENTÁRIO FESTIVAL DE CINEMA DE PAULÍNIA 2011

DE VOLTA AOS

ANOS 80 Em entrevista inédita, o professor e documentarista Vladimir Carvalho fala sobre seu carinhoso resgate da cena musical brasiliense

Como surgiu o projeto de Rock Brasília - Era de Ouro? Nada é por acaso. Nas disciplinas de documentários na Universidade de Brasília sempre procurei motivar os alunos a abordarem aspectos da cidade, a partir de seu cotidiano como um centro pulsante de atividades humanas, sociais e políticas. E quando dei de cara com o fenômeno das 200 bandas de rock criadas ali pelos fins dos anos 1970 pedi para que escrevessem roteiros sobre o assunto. O tempo passou e a rapaziada do rock brasiliense já despontava na mídia nacional e nos shows pelo Brasil afora quando decidi registrar os shows que Legião Urbana, Capital Inicial e Plebe Rude vinham fazer em Brasília como uma espécie de filhos pródigos. Foi difícil conseguir depoimentos dos integrantes dessas três bandas? Sou contemporâneo dos pais dos principais componentes dessas bandas e sempre mantive uma relação de amizade com eles. Por uma sorte morei muitos anos em quadras de Brasília onde residiam os filhos de diplomatas que se tornariam chefes de banda, como Dado Villa Lobos, Dinho Ouro Preto, Bi Ribeiro, Herbert Viana e tantos outros cujos pais trabalhavam na alta burocracia do governo como técnicos ou intelectuais que eram. Por envolver um grande número de biografados e entrevistados, a pesquisa deve ter sido interminável. Fale sobre essa etapa da produção. Eu tinha tudo na cabeça desde os anos 1980, mas cumpria uma pauta de compromissos com outros filmes que realizei, sem jamais deixar de pesquisar e de guardar montanhas de recortes de quando a raça já estava na estrada. Seguia rigorosamente os passos de Renato Russo onde quer que ele fosse. Sabia de tudo porque era seu vizinho de quadra, e isso no espaço arquitetônico de Brasília, onde na época todo mundo se conhecia. Quando li a excelente biografia dele, realizada magistralmente pelo jornalista e pesquisador Carlos Marcelo, senti que estava no clima daquela empreitada literária em que sou citado como um cara do cinema preocupado em trabalhar a memória da capital brasileira em todos os seus aspectos. Nesse ponto, já havia levantado uma série de personalidades que poderiam contribuir para o filme a partir do meu arquivo pessoal. Amigos e família têm sua parcela de influência na construção da identidade e sensibilidade dos músicos. Por isso, a opção de intercalar a narrativa com depoimentos de familiares dos biografados? No fundo, trata-se de um filme também sobre os pais e sua influência no comportamento dos filhos. Mas, ao mesmo tempo em que eles tinham a cabeça feita, reagiam instintivamente ao controle da autoridade paterna da mesma forma como iriam reagir frente a qualquer autoridade opressora. A rebeldia começava em casa, mas o meio social e político era um apelo inevitável para eles. No caso, quis mostrar as circunstâncias dessa formação e como ela perdurou no tempo. São histórias que se entrelaçam desde a experiência pessoal até aquela mais abrangente na vida de uma cidade como Brasília. É ver um show para um milhão de pessoas cantando em 2008 na Esplanada dos Ministérios, feito extraordinário do Capital Inicial, levantando a massa com Que País é Esse? para entender o que acontece com o povo e a cultura brasileira.

De que maneira o documentário forma, junto com Conterrâneos Velhos de Guerra (1991) e Barra 68 (2000), também dirigidos por você, uma espécie de trilogia sobre Brasília? Conterrâneos é a história não oficial de Brasília a partir de um massacre de trabalhadores durante a sua construção, fato que estava como que soterrado nos alicerces de concreto da capital. O Barra 68 é a conspurcação por parte da ditadura de um espaço sagrado, o do saber, que era a UnB criada por Darcy Ribeiro, invadida por tropas militares nos anos 1960. Rock Brasília completa essa tríade porque se ocupa do produto mais exitoso da experiência cultural de Brasília. Não foi o choro, nem samba, nem o folclore da região. Foi de certa forma um híbrido de tudo que aqui nasceu. O documentário brasileiro vive um ótimo momento, com lançamentos em quantidade e com qualidade. Por que essa linguagem tem atraído cada vez mais realizadores, tornando-se, muitas vezes, mais interessante que a ficção convencional? Além do advento de recursos técnicos, como câmeras leves e captação digital, o anseio do público por conhecer de forma mais viva e direta o que chamamos de realidade social e humana mobilizou cada vez mais os realizadores de documentários. Penso que o documentário brasileiro sempre foi muito bom, embora escasso até década e meia atrás. Com grande parte de nossos filmes passando na TV a cabo, com a proliferação de festivais de cinema por todo o país e o diálogo com novas plateias formadas nas universidades, e a existência de mostras e cineclubes, gozamos hoje de razoável aceitação no próprio mercado exibidor. Há setores que já demandam os documentários no mesmo patamar da ficção. Podemos falar de uma experiência enriquecedora e irreversível. “Que País é Esse?” Podemos dizer que Rock Brasília não é apenas um retrato do passado, mas uma ponte importante para se entender o presente. Como uma geração que queria mudar o mundo acabou mudando a si própria? A perspectiva de hoje é outra justamente porque houve uma geração que, mesmo com seu tanto de ingenuidade, dialogou intensamente com os problemas de seu tempo. Mas, talvez pela sinceridade da pegada não ideológica (e instintiva), acertou na mosca e deixou o seu legado. Agora o país é outro, as perguntas mudaram e a perplexidade continua a nos desafiar. A miragem das utopias é inesgotável. Uma ponte foi construída, mas outras travessias se abrem à nossa frente. Perguntem às letras do Renato Russo - elas estão cheias de uma latente sabedoria, que só a poesia traduz.

Rock Brasília - Era de Ouro

Já Disponível

R$ 44,90

(Idem, BRA, 2011, Cor, 111’) Downtown Filmes - Documentário - 12 anos De: Vladimir Carvalho O documentário investiga as origens de grandes bandas de rock surgidas em Brasília nos anos 1980, como Legião Urbana, Capital Inicial e Plebe Rude, que tomaram de assalto o cenário musical brasileiro, influenciando profundamente a juventude e costumes da época. Junho|2012|

15


Series de Tv

3ª Semana

CSI – 10ª Temporada – Vol. 1

Big Time Rush – 1ª Temporada – Vol. 2

(CSI: Crime Scene Investigation Season 10, EUA, 2010/2011, Cor, 350’) Playarte - 14 anos

(Big Time Rush - Season 1, EUA, 2009, Cor, 188’) Paramount Extras: 1 Episódio de I-Carly - Ganhei um Encontro • Bastidores

R$ 79,90

3ª Semana

R$ 29,90

The Office – 7ª Temporada

Lei e Ordem: Special Victims Unit 10ª Temporada

(The Office - Season 7, EUA, 2012, Cor, 520’) Universal

(Law & Order: Special Victms Unit - Season 10, EUA, 2010/2011, Cor, 796’) Universal 3ª Semana 3ª Semana

Previsão de entrega: 21/6

R$ 129,90

16

Junho|2012| wwww.2001video.com.br

R$ 99,90


Junho|2012|

17


R$

29,90

R$

Já Disponível

CHÁ E SIMPATIA Direção: Vincente Minnelli Elenco: Deborah Kerr, John Kerr New Line

Já Disponível

COLEÇÃO FRITZ LANG EM HOLLYWOOD - VOL. 2 Box com 3 filmes: Desejo Humano, Suplício de uma Alma e No Silêncio de uma Cidade Versátil

R$

39,90

O VENTO E O LEÃO Direção: John Milius Elenco: Sean Connery, Candice Bergen New Line

37,50

DESEJO HUMANO Direção: Fritz Lang Elenco: Glenn Ford, Gloria Grahame Versátil

Junho|2012| wwww.2001video.com.br

39,90

29,90

R$

Já Disponível

A LONGA VIAGEM DE VOLTA Direção: John Ford Elenco: John Wayne, Thomas Mitchell Classicline

R$

Já Disponível

R$

Já Disponível

MAMUTE Direção: Gustave de Kervern, Benoît Delépine Elenco: Gérard Depardieu, Isabelle Adjani Imovision

18

R$

Já Disponível

R$

R$

99,90

29,90

49,90

UMA JANELA PARA O AMOR Direção: James Ivory Elenco: Maggie Smith, Helena Bonham Carter Versátil

MEDIANERAS Direção: Gustavo Taretto Elenco: Javier Drolas, Pilar Lopez de Ayala Imovision

49,90

R$

Já Disponível

AS TRÊS NOITES DE EVA Direção: Preston Sturges Elenco: Barbara Stanwyck, Henry Fonda Classicline

R$

Já Disponível

R$

Já Disponível

39,90

39,90

CONAN, O BÁRBARO (2011) Direção: Marcus Nispel Elenco: Jason Momoa, Rose McGowan California

THE TALL MAN PAT GARRET E BILLY THE KID Elenco: Barry Sullivan, Clu Gulager Cult Classic

29,90

Já Disponível

TERRA DOS DEUSES Direção: Sidney Franklin Elenco: Paul Muni, Luise Rainer Classicline

R$

Já Disponível

R$

Já Disponível

19,90

39,90

Já Disponível

SENTIDOS DO AMOR Direção: David Mackenzie Elenco: Ewan McGregor, Eva Green California

R$

Já Disponível

A ESTALAGEM VERMELHA DIREÇÃO: CLAUDE AUTANT-LARA Elenco: Fernandel, Françoise Rosay Cult Classic

29,90

Já Disponível

O 13º CONVIDADO Direção: Albert Ray Elenco: Ginger Rogers, Lyle Talbot Cult Classic


R$

59,90

R$

39,90

R$

29,90

2ª Semana

A TEMPESTADE (2010) Direção: Julie Taymor Elenco: Helen Mirren, Ben Whishaw Walt Disney

R$

29,90

Já Disponível

ALGO MUITO NATURAL Direção: Christopher Larkin Elenco: Robert McLane, Curt Gareth Cult Classic

R$

49,90

R$

R$

3ª Semana

CAPITÃES DA AREIA Direção: Cecília Amado Elenco: Jean Luis Amorim, Ana Graciela Imagem

ENTRE SEGREDOS E MENTIRAS Direção: Andrew Jarecki Elenco: Ryan Gosling, Kirsten Dunst Imagem

R$

R$

3ª Semana

JANE EYRE (2011) Direção: Cary Fukunaga Elenco: Mia Wasikowska, Jamie Bell Universal

39,90

CIDADES DAS SOMBRAS Direção: Alex Proyas Elenco: Rufus Sewell, William Hurt Warner Blu-ray

MAHLER Direção: Ken Russell Elenco: Robert Powell, Georgina Hale Lume

39,90

2ª Semana

QUANDO É PRECISO SER HOMEM Direção: Ralph Nelson Elenco: Candice Bergen, Peter Strauss Lume

R$

29,90

R$

3ª Semana

39,90

GUERREIRO Direção: Gavin O’Connor Elenco: Tom Hardy, Nick Nolte Imagem

R$

4ª Semana

R$

2ª Semana

49,90

R$

29,90 3ª Semana

39,90

PARTING GLANCES Direção: Bill Sherwood Elenco: Richard Ganoung, Steve Buscemi Cult Classic

49,90

R$

29,90

R$

39,90

Já Disponível

39,90

R$

3ª Semana

COLOMBIANA - EM BUSCA DE VINGANÇA Direção: Olivier Megaton Elenco: Zoe Saldana, Michael Vartan Imagem

R$

4ª Semana

MAIS FORTE QUE A VINGANÇA Direção: Sydney Pollack Elenco: Robert Redford, Will Geer Extras: Comentários • The Saga of Jeremiah Johnson Warner

39,90

39,90

3ª Semana

INQUIETOS Direção: Gus Van Sant Elenco: Henry Hopper, Mia Wasikowska Sony

R$

4ª Semana

GREMLINS 2 – A NOVA TURMA Direção: Joe Dante Elenco: Zach Galligan, Phoebe Cates Extras: Comentários • Making of • Cenas deletadas Warner

249,90

4ª Semana

THE SUPERMAN MOTION PICTURE ANTHOLOGY Coleção com 8 discos em Bluray e os filmes Superman - O Filme, Superman II, Superman III, Superman IV - Em Busca da Paz e Superman - O Retorno Warner

Junho|2012|

19


VEM AI JULHO

THUNDERCATS SÉRIE ORIGINAL 1º TEMPORADA PARTE 1

A SEPARAÇÃO

GUERRA É GUERRA

HELENO

DIÁRIO DE UM JORNALISTA BÊBADO

NOSSOS ENDEREÇOS PAULISTA

Av. Paulista, 726 Bela Vista - São Paulo - SP (11) 3251-1044 Estacionamento: •Center Park (Clube Homs) Av. Paulista, 735 (aberto até às 24h - 1 hora: R$ 3,00) •Amira (Bradesco) Av. Paulista, 778 (1 hora: R$ 3,00) Segunda a sexta até as 23h Sábados e domingos até as 22h

20

MOEMA

Av. Jurema, 262 Moema - São Paulo - SP (11) 2246-2000

WASHINGTON LUÍS Av. Washington Luís, 1708 Jd. Marajoara - São Paulo - SP (11) 5687-0911

HORÁRIOS

SUMARÉ

PINHEIROS

Av. Sumaré, 1744 Perdizes - São Paulo - SP (11) 3873-2017

Av. Pedroso de Morais, 1241 Pinheiros - São Paulo - SP (11) 2832-6066

CIDADE JARDIM

JARDINS

Av. dos Tajurás, 215 Cid. Jardim - São Paulo - SP (11) 3854-2356

SEGUNDA A SÁBADO, DAS 10h À 00h DOMINGOS E FERIADOS, DAS 12h À 00h

Rua Estados Unidos,1324 Jd. América - São Paulo - SP (11) 3368-2001

COMPRAS PELA INTERNET www.2001video.com.br • TELEVENDAS (11) 2246-2001 • TRABALHE CONOSCO rh@2001video.com.br Junho|2012| wwww.2001video.com.br

SETE DIAS COM MARYLIN

Acesse as edições anteriores da revista 2001


Revista 2001 Video - Junho 2012