Issuu on Google+

1

guia2010 ANO

2 EDIÇÃO #03

FREE MAG


2


3


4

EDITORES Pepo Melo Francisco Chagas PROJETO GRĂ FICO Marcus Santiago 2251/CE

FOTOGRAFIAS Abilio Marques Alexandre Cândido Chico Padilha Daniel Smorigo Dennis Sarmanho Everardo Santana Edvan de Sousa Guilherme Duarte Jocildo Andrade Lee Rodrigues Lima Jr. Marcelo Freire Nicola Braga Photochagas.com COLABORADORES cearasurf.com.br emfocosurf.com.br Chico Padilha Classic Promoçþes ANS FCS ZDL Marcelo Bibita JoĂŁo Carvalho George W. Noronha Ader Oliveira Kelen Tostes DIREĂ‡ĂƒO COMERCIAL

Marcelo Bibita (85) 8734.6372 marcelowavewind@yahoo.com.br HĂŠlio Bacana (85) 9631.6793/8650.3304 heliobacana2009@hotmail.com

JORNALISTA

Pepo Melo 01246JP/CE

ENDEREÇO PARA CORRESPONDÊNCIA Rua Coelho da Fonseca, 352 Fortaleza-CE CEP: 60335-050 (85) 3236.8939/8792.7300/99914724 Email: guiacompet@gmail.com Escritório de Comunicação Pepo Melo

O

Guia de Competição deste mĂŞs come-ça a andar com as prĂłprias pernas. Projeto audacioso, o Guia era publicado encartado na revista Wavewind, o que nĂŁo acontecerĂĄ mais a partir desta edição. Tal qual um filho que cresce, galga conquistas, a publicação ganha seu prĂłprio espaço. A gente sĂł nĂŁo esperava que fosse um processo, mesmo que natural, tĂŁo rĂĄpido. O convĂ­vio, de mĂŁo dupla, propiciado a leitores, competidores, parceiros comerciais ou, atĂŠ mesmo, apreciadores dos esportes de ĂĄgua e vento foi tĂŁo fantĂĄstico que a coisa ficou Ăłbvia. E, para manter o nĂ­vel, estamos apresentando para vocĂŞs o Guia em um novo formato, a revista “cresceuâ€?, estĂĄ maior e mais recheada. O conteĂşdo tambĂŠm ĂŠ outro diferencial, com uma geral no que aconteceu nos Ăşltimos meses em termos de competição. Estamos orgulhosos do novo Guia de Competição e esperamos corresponder Ă s expectativas. E elas sĂŁo grandes...

10 IO 20 R Ă D N YCALE FED

ERA

Ç‚O

CEA

R

SUR E DE ENS

MARESIA CEARENSE DE SURF PROFISSIONAL

10 IO 20 R à D N YCALE TINA DES NOR R Ç‚O NS TOU OCIA A ASS URF / DE S

1Ëš ETAPA PENA PRO NORONHA

ETAPA 1 – 24 E 25 DE ABRIL

LOCAL: FERNANDO DE NORONHA / PE

PRAIA DO FUTURO / FORTALEZA

DATA: 09 A 11 DE FEVEREIRO - PREMIAĂ‡ĂƒO: 30.000,00

ETAPA 2 – 24 E 25 DE JULHO PRAIA DO FUTURO / FORTALEZA ETAPA 3 – 23 E 24 DE OUTUBRO

2Ëš ETAPA MAHALLO SURF PRO NORDESTE (TENT)

PRAIA DA TAĂ?BA / SĂƒO GONÇALO DO AMARANTE

LOCAL: PRAIA DO FRANCĂŠS / AL

ETAPA 4 – 11 E 12 DE DEZEMBRO

DATA: 28 A 30 DE MAIO - PREMIAĂ‡ĂƒO: 30.000,00

PRAIA DO RONCO DO MAR / PARACURU ETAPA 5 – 09 E 12 DE OUTUBRO

3Ëš ETAPA MARESIA PRO NORDESTE

BAĂ?A FORMOSA / RN LOCAL: ARACAJU / AL

SMOLDER CEARENSE DE SURF AMADOR ETAPA 1 – 08 E 09 DE MAIO PRAIA DO ICARA� / CAUCAIA

DATA: 04 A 06 DE JUNHO - PREMIAĂ‡ĂƒO: 30.000,00

4Ëš ETAPA MARESIA PRO NORDESTE

ETAPA 2 – 31/JULHO E 01/AGOSTO

LOCAL: MARACAIPE / PE

PRAIA DO FUTURO / FORTALEZA

DATA: 30/07 A 01/08 - PREMIAĂ‡ĂƒO: 30.000,00

ETAPA 3 – 18 E 19 DE SETEMBRO PRAIA DO IGUAPE / AQUIRà Z

5Ëš ETAPA GREENISH NORDESTE PRO

ETAPA 5 – 13 A 15 DE NOVEMBRO PRAIA DA TAĂ?BA / SĂƒO GONÇALO DO AMARANTE

LOCAL: BAIA FORMOSA / RN DATA: 06 A 08 DE AGOSTO - PREMIAĂ‡ĂƒO: 30.000,00

FEDERAĂ‡ĂƒO CEARENSE DE SURF E ABRASP ETAPA BRASIL TOUR – A CONFIRMAR PRAIA DO FUTURO / FORTALEZA

Valeu! Pepo Melo Editor responsĂĄvel

F

6Ëš ETAPA PENA SURF PRO NORDESTE LOCAL: VARZÉA DO UMA / PE DATA: 13 A 15 DE AGOSTO - PREMIAĂ‡ĂƒO: 30.000,00

7˚ ETAPA PENA SURF PRO NORDESTE LOCAL: ITACARÉ / BA

pepomelo@yahoo.com.br

DATA: 10 A 12 DE SETEMBRO - PREMIAĂ‡ĂƒO: 30.000,00

8Ëš ETAPA SMOLDER PRO NORDESTE (TENT.) LOCAL: PRAIA DO FORTE / BA DATA: 12 A 14 DE NOVEMBRO - PREMIAĂ‡ĂƒO: 30.000,00

9Ëš ETAPA SMOLDER PRO NORDESTE (TENT.) LOCAL: FORTALEZA / CE DATA: 10 A 12 DE DEZEMBRO - PREMIAĂ‡ĂƒO: 30.000,00

Capa pa

Cacimba do Padre/ FN photochagas.com

MESSIAS FELIX


5

10 IO 20 R Á D N YCALE TIN DES NOR R Ç‹O NS TOU OCIA A ASS URF / DE S

A

10 IO 20 R Á D N YCALE ASP

SOU

ME TH A

RICA

ETAPAS DO WQS MASCULINO E FEMININO

CIRCUITO NORDESTINO DE SURF AMADOR PENA SURF NORDESTE ETAPA DATA

LOCAL

DATA

Ì

PRÊMIOS

NOME E LOCAL

15 a 17/01

1

US$ 10.000

Movistar Pro/San Bartolo, Peru

23 e 24/01

1

US$ 8.000

Movistar Pro/San Bartolo, Peru

26 a 31/01

6

US$ 145.000

Maresia Ceará Surf International Paracuru, CE

08 a 10/01 PARACURUCU / CE

02 a 04/04 PEDRA DO SAL, PARNAÍBA / PI

02 a 07/02

6

US$ 145.000

Hang Loose Pro Contest / Fernando de Noronha, PE

02 a 04/07 ARACAJU / SE

02 a 07/03

4

US$ 85.000

Reef Mancora Pro / Mancora, Peru

27 a 29/08 CABEDÊLO / PB

09 a 12/10 BAÍA FORMOSA / RN

US$ 400.000

Hang Loose Santa Catarina Pro Imbituba, SC

CIRCUITO NORDESTINO DE SURF AMADOR PENA SURF NORDESTE ETAPA

DATA

LOCAL

19 a 21/03

Atafona, São João da Barra/RJ

23 a 25/07

Farol de São Thomé, Campos/RJ

10 a 12/09

Barra do Jucú/ES

09 a 12/10

BAÍA FORMOSA / RN

010 IO L 2 ÁR O D N I EIR S E A L R YCA I R C U I T O B O A R D I N G C

ODY DE B

04 a 9/05

5

US$ 120.000

SuperSurf International/ Ubatuba, SP

11 a 16/05

6

US$ 145.000

Saquarema Surf Pro International/ Saquarema, RJ

17 a 23/05

6

US$ 145.000

Maresia Surf Inter./ Florianópolis, SC

25/05 a 03/06

5

US$ 120.000

Arica Pro Challenge/Arica, Chile

22 a 27/06

4

US$ 85.000

Santa Marta Pro/ Laguna, SC

28/09 a 3/10

6

US$ 145.000

SuperSurf Inter. / São Sebastião, SP

05 a 10/10

6

US$ 145.000

WQS Six Stars Itajaí, SC

12 a 17/10

6

US$ 145.000

WQS Six Stars a definir no litoral norte paulista

19 a 24/10

6

US$ 145.000

Oakley Rio Surf Pro International Arpoador, RJ

26 a 31/10

6

US$ 145.000

SuperSurf Inter. Barra da Tijuca, RJ

B

ETAPAS DO CIRCUITO MUNDIAL BODYBOARDING 2010 NO BRASIL ETAPA

DATA

LOCAL

24/04 a 02/05

Armação, Salvador/BA

05 a 09/05

Geribá, Búzios/RJ

3ª *

12 a 17/10

Brava, Itajaí/SC

5ª *

19 a 24/10

Rio de Janeiro/RJ

10 IO S2U 0 RF DÇÁ‹ R N E O DE AR˘ L A A I YC A S S O C E R D O C E MAS

21/04 a 02/05

T

ASSOCIAÇÃO DE SURF MASTER DO CEARÁ - ASMC

ASP LONGBOARD QUALIFYING SERIES DATA

Ì

NOME E LOCAL

27 a 31/01

6

Huanchado Longboard Pro/ Trujillo, Peru

23 a 23/09

3

Pena Bahia International Longboard Classic / Salvador, BA

23 a 26/09

3

Pena Pernambuco International Longboard Classic / Ipojuca, PE

ASP SOUTH AMERICA PRO JUNIOR DATA

Ì

NOME E LOCAL

19 a 21/03

3

Billabong Pro Junior Series Pichilemu, Chile

26 a 28/03

3

Quiksilver Pro Junior / Ubatuba, SP

30/07 a 01/08

1

Barra do Sul Pro Junior Balneário Barra do Sul, SC

30/07 a 01/08

1

Mormaii Pro Junior / Garopaba, SC

ETAPA

DATA

LOCAL

06 e 07/03

Vira Verão/ P. do Futuro

06 a 08/08

1

São Chico Pro Junior/São Francisco do Sul, SC

03 e 04/04

Morro do Chapéu / Taiba

25 a 28/08

5

Billabong Pro Junior Series litoral norte paulista (a definir)

04 e 05/12

Boca do Poço / Paracuru


6

QUALYGRAF


7


8

[M A R E S I A S U R F I N T E R N A T I O N A L C E A R Á ] »HEITOR ALVES GANHA A PRIMEIRA ETAPA DO WQS 2010

RUMO AO RETORNO À 1ª DIVISÃO » PHOTOCHAGAS.COM E DANIEL SMORIGO

ÔEvento Internacional lotou as praias de Paracuru

O

cearense Heitor Alves foi o grande vencedor do Maresia Surf International Ceará WQS 2010, realizado entre os dias 26 e 31 de janeiro, em Paracuru/CE. Com a vitória, o surfista de Fortaleza assumiu a liderança do ranking da divisão de acesso do Circuito Mundial e faturou um prêmio de U$ 20 mil (cerca de R$

36 mil). Na 2ª colocação da primeira etapa da temporada 2010 do WQS realizada no Brasil, ficou outro brasileiro, o catarinense Alejo Muniz. O potiguar Alan Jhones e o havaiano Sebastien Ziets terminaram em 3º lugar e comple-taram o pódio. A entrega dos troféus foi acompanhada por cerca de 2.500 pessoas,

que lotaram as areias da praia do Ronco do Mar, local da disputa. O público, que deu um espetáculo à parte, vibrando como se estivesse em um estádio de futebol a cada manobra dos finalistas, carregou Heitor Alves até o pódio, enquanto um grupo de crianças de um grupo de maracatu embalava a todos com o rittmo nordestino.

YCearense, que

disputou o ASP World Tour em 2007 e 2008, assume liderança na divisão de acesso e fatura US$ 20 mil em prêmios no evento 6 estrelas ÔAlejo manobrando na cara do fotográfo


9

YA bateria final foi

ÔManinho, Sebastião e Adriano

ÔAlan Jones voando alto

ÔNil Faria e Sergio Cavalcante na transmição ao vivo

ÔO campeão da etapa Heitor Alves representou seu estado com muita garra levando o titulo da primeira etapa do WQS 2010

“Essa vitória foi a melhor coisa que poderia ter me acontecido. Começar bem a temporada é super importante e me dá mais confiança para eu conquistar meu objetivo, que é retornar para o ASP World Tour (principal circuito do Mundial)”, afirmou Heitor Alves, ainda nos braços dos torcedores. Ele competiu na principal divisão do “tour” da ASP em 2007 e 2008. “Nunca vi uma torcida tão grande torcendo para um cara só. Também não poderia ser diferente, já que estou em casa”, disse o vencedor, que mora na capital cearense, mas frequenta Paracuru desde criança. A bateria final foi emocionante, com Heitor Alves e Alejo Muniz obtendo notas altas em todas as ondas que surfaram. Contudo, segundo os

emocionante, com Heitor Alves e Alejo Muniz obtendo notas altas em todas as ondas que surfaram. juízes, o cearense foi superior na soma das duas melhores ondas e se sagrou vencedor com uma diferença de apenas 0,7 décimo. O representante do Ceará conseguiu uma somatória de 16,07 (em 20 possíveis) contra 16,00 de Alejo Muniz, que, além do segundo lugar, obteve a nota (9,67) e a somatória (17,77) da competição. “Tudo o que eu queria era começar o ano bem e consegui”, declarou o catarinense. O havaiano Sebastien Zietz,que dividiu a 3ª colocação com Alan Jhones, esbanjou simpatia ao dizer que vai levar boas recordações de Paracuru. “Adorei tudo o que aconteceu aqui. Consegui o melhor resultado de minha carreira, surfei boas ondas e me divertir bastante. Sem falar que este lugar é lindo, as mulheres são bonitas e o povo é muito acolhedor”, afirmou o estrangeiro mais bem colocado nas ondas da praia do Ronco do Mar, que estava no Brasil pela primeira vez. Participaram da etapa 144 surfistas, de 17 “países”: Estados Unidos, Brasil, França, África do Sul, Austrália, Espanha, Taiti, Havaí, Porto Rico, Portugal, Uruguai, País Basco, Chile, Ilhas Reunião, México, Argentina e Indonésia. Vale lembrar que Havaí (Estados Unidos), País Basco (Espanha) e Ilhas Reunião (protetorado da França) são forças


10 independentes no Circuito Mundial, de acordo com a ASP. O Maresia Surf International Paracuru WQS 2010, evento 6 estrelas do WQS, foi uma realização da Maresia em conjunto com Classic Promoções, Federação Cearense de Surf e TOP 16 Promoções. Os co-patrocinadores foram Governo do Estado do Ceará (Secretária do Esporte) e Prefeitura de Paracuru (Secretaria Municipal de Turismo, Cultura e Meio Ambiente). Os divulgadores foram rádio Fortal 91,3 FM, Fluir, Beach Show, Wave Wind e portais Waves, Cearasurf e

ÔO Havaiano Sebastien Zietz Rasgando com pressão no Ronco do Mar

ÔSilvana Lima e Adriano Costa Lima

EmfocoSurf. Os apoiadores foram a Associação de Surf de Paracuru, Planeta Surf Board Shop, Jamaica Surf Shop, Sumatra Surf Co., Tent Beach, Tchuk Jhones Surf Street, Overboard, Mabuya, Paranoid, Surf Trip, Ecológica, Bali, New Look Surfwear, Bahamas Surf Shop, Ocean Drive Surfshop, Surfbeat Surf Shop, Desert Point, Oceanos BoardShop, Hawaii Surf Wear, Big Surf, Drop Line Sport Radicais, Litoral 655, Pipeline, 200 Milhas, Point Radical Surf Street, Aldeia dos Ventos e Reggae Club.

R E SULTAD OS D A ETAPA POSIÇÃO

ATLETA

HEITOR ALVES (BRA/CE)

2º 3º 3º 5º 5º 5º 5º

ALEJO MUNIZ ( BRA/SC) ALLAN JONES (BRA/RN) SEBASTIEN ZIETS (HAVAÍ) HIZUNOMÊ BETTERO (BRA/SP) PEDRO HENRIQUE (BRA/RJ) THIAGO DE SOUSA (BRA/CE) JOHN MAX (BRA/RN)

ÔO Publico vibrou com a vitória de Heitor

Por: Roberto Pierantoni


12

[E N T R E T U B A R Õ E S ] » POR MARCELO BIBITA

SURFISTAS, TUBARÕES E GESTORES PÚBLICOS » DIVULGAÇÃO

E

sta é uma velha polêmica: serão eles (tubarões) vilões ou pobres vítimas do desenfreado crescimento da população humana? Esse homem, com sua sede desenfreada de espaço, avançando sobre todas as terras e águas de nosso planeta, sem se importar com as outras espécies, as quais, muitas, já estavam aqui bem antes dele chegar. Essa agressão já rendeu muito problemas. É só não esquecermos do que está acontecendo com as praias do Recife, onde é praticamente impossível tomar banho em suas águas sem que uma sombra de medo nos lembre que existem ali feras famintas, a ponto de devorar qualquer um que se atreva passar dos arrecifes. Mas, será que sempre foi assim? Lembro-me que, bem ali, em frente ao edifício Acaiaca, em Boa Viagem, caras como Hiltinho do Vale, Paulo Moura, Ricardo e Cláudio Marroca, Açougueiro, Carniça e Hugo, entre muitos e muitos outros, surfavam sem nenhuma preocupação. As tais feras comedoras de gente sempre estiveram por ali e nada faziam com a galera. Por quê? O quê aconteceu? Mexeram com o meio ambiente, desestabilizaram o ecossistema marinho que existia em total harmonia...

Y As tais feras

comedoras de gente sempre estiveram por ali e nada faziam com a galera. Por quê? O quê aconteceu? Como? Construindo, em nome do progresso e em detrimento da natureza. Quem se importaria com um “mangue véi”, sujo e fedorento? O que eles não sabiam era que este “mangue véi” dava de comer a todas as espécies nos arredores, inclusive, humanas, que este “mangue véi” era o berçário de inúmeros animais.

ÔO oceano deve ser intocável

As perguntas que ficam: será que as vidas ceifadas por este absurdo fazem jus aos lucros que a ampliação do Porto do Suape trouxe para Pernambuco? Será que as lágrimas das mães que perderam seus filhos ou os viram inutilizados não bastam? Será que o número no turismo decadente não é suficiente para os gestores colocarem a mão na cabeça e verem a irresponsabilidade que fizeram? Que isso fique de alerta para todos aqueles que mexem com a natureza,

acai do jojo

pois ela dá a resposta, silenciosa ou não, àqueles que insistem em desrespeitá-la. Ultimamente, tenho vivenciado, quase que diariamente, aqui no Icaraí, os pescadores retirando do mar um ou dois cações (filhotes de tubarão), que são capturados a menos de 100 metros de onde surfamos. É lógico que eles sempre estiveram por ali e continuam por lá. A grande pergunta é: até quando conviveremos em harmonia? Esta obra que estão querendo fazer aqui (paredões para contenção do avanço do mar) me preocupa bastante, pois meus amigos e meus filhos surfam aqui. Será que, realmente, existe um estudo do impacto sobre a vida marinha? Será que ela não vai alterar o comportamento desses animais, assim como ocorreu no Recife? É bom termos muito cuidado com as ações que estão por acontecer em nossa praia. Não temos nada contra o progresso, mas o progresso só é progresso, de verdade, quando é feito de maneira consciente, sustentável e responsável. Auêra, auára! Por: Marcelo Bibita Presidente da Associação de Surf de Caucaia


13 13


14

[P E N A S U R F N O R D E S T E ] »CEARENSES LARGAM COM TUDO EM CASA

CEARÁ GANHA A DISPUTA POR SELEÇÕES » FOTOS PHOTOCHAGAS.COM

A

I Etapa do Pena Surf Nordeste Circuito Nordestino de Surf Amador foi realizada entre os dias 8 e 10 de janeiro, nas boas ondas da praia do Ronco do Mar, em Paracuru/CE. Diego Mendes, vencedor na Júnior, e Glauciano Rodrigues, na Open, tinham motivos de sobra para a festa, pois largaram na frente na corrida das categorias que premiarão o campeão com uma moto 0km, ao final das cinco etapas do circuito. O Ceará também se deu bem e ganhou a disputa por seleções, cinco pontos na frente do Rio Grande do Norte. O evento foi disputado em nove categorias (Mirim, Iniciante, Júnior, Feminino, Open, Master, Sênior, Longboard e Veteran), reunindo um total de 140 atletas inscritos. Além das motos para os campeões Open e Júnior, o Pena Surf NE também vai

ÔEstrutura do evento

ÔFlavio Sukita

premiar o vice Open com uma passagem inter nacional para qualquer lugar da América do Sul. Os campeões das demais categorias ganharão passagens para Fernando de Noronha. No último dia no Ronco do Mar, o campeão brasileiro de 2009, Messias Félix, prestigiou o evento de seu patrocinador, a Pena, e fez uma sessão de autógrafo entre os presentes. Quem também brilhou foi o potiguar Ítalo Ferreira. Autor da maior nota do evento, um 9,0, ele arrastou o Pena Air Show com um aéreo rodando de backside. O Pena Surf Nordeste, etapa de Paracuru, foi uma realização da Top 16 Promoções, Federação Cearense de Surf e Associação de Surf de Paracuru, com o patrocínio da Prefeitura de Paracuru, Pousada da Canoa, Matesa Têxtil, Malhas Caiman, Menegoti, Filati, Haco, Eberle, Loja Surfbeat, Surf Paradise, Pranchão, Tent Beach, Alfavine, Vento Brasil, HL E Revista WaveWind, com transmissão ao vivo pela internet (www. pena.com.br, www.waves.com.br, www.cearasurf.com.br e www.surfbyte.com.br).

Campeão Master

Por: Chico Padilha


15

R E SULTAD OS D A ETAPA POSIÇÃO

INICIANTE

JACKSON RODRIGUES

2º 3º 4º

LUCAS PIRES ELIVÉLTON SANTOS RAFAEL VENUTO

POSIÇÃO

OPEN FEMININO

LÍVIA GUIMARÃES

2º 3º 4º

GABRIELA SILVEIRA LARISSA DOS SANTOS STEFANY FREITAS

POSIÇÃO

MIRIM

ÍTALO FERREIRA

2º 3º 4º

LUCA SANDERS JOSÉ FRANCISCO JHONE FRAN

POSIÇÃO

SÊNIOR

EMANOEL DE SOUZA

2º 3º 4º

LUCIANO CAVALCANTE ALESSANDRO NOGUEIRA GILVAN LIMA

POSIÇÃO

VETERAN

MARCELO BIBITA

PENA ELIVALDO SILVA PAULO ROBERTO BETÃO

3º 4º POSIÇÃO

LONGBOARD

REGINALDO NASCIMENTO

2º 3º

MARCELO BIBITA CARDOSO JR VITOR HUGO

4º POSIÇÃO

ÔGlauciano Rodrigues

ÔItalo Ferreira

JÚNIOR

DIEGO MENDES

ÔO Publico Feminino

2º 3º 4º

LUCAS SANDERS JOHN FRAN THOMÁS DEMÉTRIO

Prestigiou o Evento

POSIÇÃO

1º 2º 3º 4º POSIÇÃO

MASTER FLÁVIO SUKITA CARDOSO JR SÉRGIO RICARDO ELIAS LAMAS

OPEN

GLAUCIANO RODRIGUES

2º 3º 4º

JOSÉ WILSON ÍTALO FERREIRA ARTUR SILVA

Y A I Etapa do Circuito

Nordestino de Surf Amador aconteceu nas boas ondas da praia do Ronco do Mar, em Paracuru. No total, 140 atletas foram inscritos em nove categorias

ÔMarcelo Bibita


16

ÔDanielle e Roberta


17 » FOTOS PHOTOCHAGAS.COM

ÔRebeca Barros

ON THE BEACH O

Guia de Compretições esteve cobrindo os eventos em FERNANDO DE NORONHA no mês de FEVEREIRO e constatamos a presença forte de mulheres bonitas e charmosas nas principais praias da ilha, aqui uma pequena mostra do que rolou nas areias da Cacimba do Padre.


18

[P A N A M E R I C A N O D E S U R F U N I V E R S I T Á R I O ] »TODO O QUARTETO BRASILEIRO CHEGA ÀS FINAIS

NO CEARÁ, O BRASIL É O 1º CAMPEÃO Texto: Pepo Melo

» FOTOS PHOTOCHAGAS.COM

O

Brasil, na Praia do Futuro, em Fortaleza, no Ceará, venceu as finais do I Panamericano de Surf Universitário, através de um representante do estado anfitrião, Glauciano Rodrigues, e da baiana Renata Tambon, melhores nos duelos com os Estados Unidos da dupla vice campeã, Eric Taylor e Amy Nicholl, ambos do estado da Flórida. A premiação geral manteve o astral dos três dias (4, 5 e 6 de dezembro) do evento que teve disputas envolvendo nove países, e um deles mostrou superação, Guadalupe, possessão ultramarina francesa, que foi quinto lugar mesmo com um integrante da sua dupla, Thibaut Breneol, tendo tido problemas para chegar ao Ceará.

POSIÇÃO

O maior deles foi o retorno do avião a Miami, Flórida. Após as duas primeiras horas de vôo, ele terminou com sua bagagem extraviada, o que não impediu a integração dele e da sua compatriota Ravi Baileux. A expectativa é que, na segunda edição, seja superado o sucesso da inaugural. Ailton Júnior, presidente da Associação Brasileira de Surf Universitário (Abrasu), confirmou

FEMININO

RENATA TAMBON

2º 3º 3º

AMY NICHOLL ANA CECCARELLI ADRIANA GAMERO

POSIÇÃO

PAISES

BRASIL 3.460 PONTOS

2º 3º 4º

EUA 2.775 PONTOS PERU 2.336 PONTOS VENEZUELA 2.313 PONTOS

POSIÇÃO

MASCULINO

GLAUCIANO RODRIGUES

2º 3º 4º

ERIC TAYLOR GUTEMBERGUE SILVA GONZALO VELASCO

POSIÇÃO

YAssociação

Panamericana de Surf já recebeu vários convites para realizar a 2ª edição da competição, inclusive, dos EUA.

RE S U LTA D O S D A E TA PA

PAISES

GUADALUPE,CHILE E URUGUAI 975 PONTOS

8º 4º

EQUADOR 950 PONTOS GUATEMALA 925 PONTOS

ÔO campeoníssimo glauciano rodrigues rasgando forte

ÔA baiana Renata tambon bateu forte para sair com a vitória

que o Departamento Universitário da Associação Panamericana de Surf (Pasa) já recebeu convites de vários países, como os EUA, vice campeão no calor do Ceará, Brasil. O I Panamericano de Surf Universitário contou com patrocínio da Pena e Lojas Surfbeat, apoio do Governo do Estado do Ceará, através da Secretaria de Esporte, Prefeitura de Fortaleza, Ministério do Turismo, Ministério do Esporte, Agência Ponto Inicial, Revista Fluir, site Waves, Confederação Brasileira de Surf, Federação Cearense de Surf, Associação Cearense de Surf Universitário, Reggae Club, numa promoção da Fortal FM e realização da Pasa, Abrasu e Classic Promoções.


19

ÔConcurso Universitária das Américas

ÔGarota universitária com cheque nas mãos

ÔGlauciano sendo ÔO time brasileiro muito bem representado

carregado ao podium


20

[S E L E T I V A N O R T E N O R D E S T E VLCSP A D A N G D E S U R F 2010] » CEARENSE DETONA TODAS E GANHA TRÊS CATEGORIAS

MICHAEL RODRIGUES EM EVENTO DE GALA » FOTOS DENIS SARMANHO/ WWW.CRAUD.NET

C

ÔMichael Rodrigues

om um número recorde de inscrições, 93, a I Etapa do Circuito Norte Nordeste de Surf foi realizada nos dias 7 e 8 de fevereiro, na praia de Atalaia, no balneário turístico de Salinópolis, no Pará. Boas ondas, de até quatro pés, fizeram a corrida pela moto 0km para o campeão da categoria Open e mais seis pranchas. A etapa paraense contou com uma invasão de “estrangeiros”, principalmente de cearenses, presentes em quase todas as categorias. O Maranhão também fez bonito, com atletas em quatro finais, enquanto o Pará, anfi-

Y O evento também

valeu como seletiva para a pororoca e os classificados são o paraense Pingo, os cearenses Ícaro Lopes e Rafaela Bahia, além do maranhense Pierre Góes


21

ÔSandro Buguelo do Pará

trião, esteve em todas e levou o título em três. O local Níson Costa se destacou com quatro finais e o título na Grommets. Os holofotes, no entanto, foram todos voltados para o cearense Michael Rodrigues, vencedor da Mirim, da Júnior e da Open. Com isso, ele voltou para casa com a moto e mais duas pranchas de surf na bagagem. O evento também valeu como seleti-

ÔAmauri Oliveira do Maranhão.

ÔPodium categoria open

va para a pororoca e quem se deu bem foram os atletas Pingo do Pará, que ficou com a 2ª colocação na Open; Ícaro Lopes, do Ceará, que ganhou a vaga por ser o cearense melhor classificado, pois Michael é menor de idade. O outro classificado foi o atleta do Maranhão Pierre Góes. Além deles, ficou definida a vaga da cearense Rafaela Bahia para o circuito feminino 2010. Por: Marcelo Bibita


22

[B R A S I L E I R O D E B O D Y B O A R D 2010] » SERÃO QUATRO ETAPAS NO CIRCUITO DESTE ANO

TEMPORADA COMEÇA NO RIO DE JANEIRO » PHOTOCHAGAS.COM

com o aumento da premiação mínima para as etapas nacionais, que agora passa a ser de R$ 25 mil por evento. O calendário do Mundial no País também já foi divulgado. De acordo com a International Bodyboard Association (Iba), as praias brasileiras poderão receber quatro etapas, duas ainda dependendo de confirmação. O tour Brasil no Mundial começa em abril, com o Bahia Bodyboarding Show

Y O tour Brasil do

Mundial IBA terá início empontos abril,paracom o Bahia rá o Brasileiro. Outra alteração está relacionada Bodyboarding Show 2010, que tem status de Grand Slam e distribuirá US$ 60 mil de premiação

A ÔIsabela Sousa em harmonia com os tubos de noronha

ÔTainãn Monte em treino de gala na Cacimba do Padre

A

Confederação Brasileira de Bodyboarding (Cbrasb) anunciou o calendário do Circuito Brasileiro para 2010 e a temporada

já começa em março, em São João da Barra/RJ. Ao todo, serão quatro etapas em jogo, uma no Espírito Santo e outras três no Rio de Janeiro.

A Cbrasb informou também as mudanças no circuito para este ano. A principal delas é que nenhuma etapa do Mundial IBA Tour no Brasil conta-

2010, que tem status de Grand Slam e vai oferecer US$ 60 mil em prêmios.. Texto: Cbrasb


23


24


25


26 » PHOTOCHAGAS.COM

[B R A S I L E I R O D E S U R F U N I V E R S I T Á R I O ] » PARANAENSE E CEARENSE FICAM O TÍTULO DE 2009

FESTA DE CURITIBANA E FORTALEZENSE

Y Circuito teve três

etapas, deu chances para o surgimento de novos talentos e premiou o campeão com uma moto ÔGutemberg Silva venceu a open

D

epois de acirradas disputas, a curitibana Ana Ceccarelli e o fortalezense Glauciano Rodrigues conquistaram o Circuito Brasileiro de Surf Universitário.

ÔFinalistas Master Degree

A definição do título da categoria Open da temporada 2009 aconteceu na Praia do Futuro, em Fortaleza, nos dias 28 e 29 de novembro, no Bad Boy Classic de Surf, 3ª etapa

do circuito. Ana chegou na capital cearense empatada com a baiana Renata Tambon. Como venceu a etapa, garantiu o título. Glauciano, por sua vez, terminou o ano empata-

do com o conterrâneo Gutembergue Silva (1.810 pontos). A conquista só veio no descarte. Glauciano, agora bicampeão cearense universitário e campeão brasi-

ÔO Campeão Do Circuito Brasileiro Universitário Glauciano Rodrigues


27 leiro, ganhou a moto da temporada. Ele saiu carregado nos braços pelos amigos e torcedores que compareceram à praia do Futuro. “Agradeço a Deus e a todos que me ajudaram. Mais um objetivo foi alcançado”, disse o campeão. “Esse circuito é uma oportunidade para surfistas amadores se destacarem”, comentou Ailton Júnior, presidente da Associação Brasileira de Surf Universitário (Abrasu). O Circuito Classic Surf 2009 teve o patrocínio de Bad Boy, Gerardo Bastos, Pirelli e apoio das lojas Ecológica, Barraca Crocobeach, rádio Mix, blocos Teccel, Federação Cearense de Surf, pranchas Dias e realização da Federação Universitária Cearense de Esporte (Fuce), Abrasu e Classic Promoções. ÔGlauciano sendo carregado por amigos

Texto: Chico Padilha

R E SULTAD OS D A ETAPA POSIÇÃO

INICIANTE

POSIÇÃO

FEMININO

ELIANDRO SANTANA

ANA CECCARELI

2º 3º 4º

RAFAEL CABRAL JAIBER GAMA RUBEN OLIVEIRA

2º 3º 4º

RENATA TAMBON RHAPHAELA BAHIA GABRIELA SILVEIRA

POSIÇÃO

MASTER DEGREE

POSIÇÃO

OPEN

PHELIPE MAIA

GUTEMBERGUE SILVA

2º 3º 4º

RENATO COUTINHO LEANDRO MENDES LUIZ CASTELO

2º 3º 4º

DÁRCIO DIAS GLAUCIANO RODRIGUES FLÁVIO GALINI ÔA Paranaense Ana Ciccarelli em manobra com pressão para ficar com o titulo

RANKI NG F INAL MASTER DEGREE

PONTUAÇÃO

OPEN

PONTUAÇÃO

GLAUCIANO RODRIGUES

1810

PHELIPE MAIA

2000

GUTEMBERGUE SILVA DÁRCIO DIAS ANDRÉ FAGUNDES

1810 1800 1656

RENATO COUTINHO LEANDRO MENDES MARQUITO SANTOS

1900 1710 1312

OPEN FEMININO

PONTUAÇÃO

INICIANTE

PONTUAÇÃO

ANA CECCARELLI

2000

CÁSSIO GEORGE

1800

RENATA TAMBON RHAFAELA BAHIA RÚZIA PADILHA

1900 1620 1458

RUBEN OLIVEIRA ELIANDRO SANTANA RAFAEL CABRAL

1729 1729 1710 ÔPodium categoria open


28

[P E N A P R O N O R R O N H A ] » BINO LOPES É O CARA

CIRCUITO NORDESTINO DE SURF PROFISSIONAL Texto: Ader Oliveira

» FOTOS PHOTOCHAGAS.COM

ÔO campeão Bernardo Lopes rasgou as paredes da cacimba pra ficar com o titulo

O

baiano Bernardo Lopes levou a melhor no Pena Pro Noronha, etapa de abertura do circuito nordestino profissional finalizada nesta quintafeira, na Cacimba do Padre, Fernando de Noronha (PE). Na decisão, Bino derrotou o catarinense Jean da Silva (2o), o paulista Caio Ibelli (3o) e o pernambucano Bruno Rodrigues, quarto colocado. Depois de dois dias de ondas grandes, o swell perdeu força na Cacimba, mas algumas séries ainda chegavam aos 2,5 metros no último dia do Pena Pro Noronha. “Estou muito feliz! É um sonho vencer um campeonato com ondas alucinantes em Fernando de Noronha, surfando contra tantos atletas consagrados no Brasil e no mundo”,

ÔDanilo Costa levou 3 mil reais pela maior somatoria do Evento junto com Bernardo Lopes

diz Bernardo, 22 anos. O atleta residente em Villas do Atlântico recebe R$ 8 mil pela vitória e ainda descolou um prêmio especial

oferecido pela Pena. Ele e o potiguar Danilo Costa dividiram os R$ 3 mil destinados ao autor do maior somatório da competição.

Costa havia obtido 14.50 pontos na primeira rodada e Bernardo igualou a marca com uma performance brilhante na semifinal. Quem também ganhou um cheque extra foi o niteroiense Bruno Santos. Ele já havia faturado R$ 3 mil pelo tubo sensacional no “Pena Big Wednesday”, enquanto o paulista Saulo Júnior levou R$ 5 mil por ter dropado a maior onda na bateria especial promovida pela marca cearense na última quarta-feira, quando ondas gigantes de até 5 metros bombaram sem parar na laje da Cacimba. Nesta quinta, Bruninho completou outro canudo espetacular para faturar mais R$ 2 mil pelo melhor tubo no Pena Pro Noronha. Para muitos locais e frequentadores


29

Y O baiano Bernardo

Lopes levou a melhor no Pena Pro Noronha, etapa de abertura do circuito nordestino profissional

assíduos de Noronha, foi o tubo mais incrível já surfado no arquipélago. A performance de Bruninho levou o público ao delírio. Ele chegou atrasado na manhã desta quinta e entrou na água quando faltavam 10 minutos para o término, mas roubou a cena com o tubo fantástico. O niteroiense parou nas quartasde-final, precisando de apenas 1.50. Depois de somar 5.67 na melhor onda, ele esperou por outra boa nota e a onda não veio. Bruninho ainda foi ao inside em busca de qualquer valinha, mas quem encontrou a “merreca” da virada foi o pernambucano Bruno Rodrigues, que precisava de 2.23 e fez 2.27, deixando em terceiro o baiano Dennis Tihara e em quarto Bruno Santos. Na primeira semifinal, Bernardo Lopes deu show nas direitas da Cacimba e arrancou 8.33 e 6.17 para deixar o catarinense Jean da Silva em segundo, o potiguar Danilo Costa em terceiro e o baiano Rudá Carvalho em quarto. No outro duelo, o paulista Caio Ibelli e o pernambucano Bruno Rodrigues passaram pelo cearense Messias Félix e o pernambucano Halley Batista. A decisão começou forte, com Bernardo explodindo o lip de uma direita da série, emendando com uma boa rasgada e finalizando a onda com um floater para somar 8.33. Jean da Silva respondeu forte numa onda intermediária. O catarinense acertou duas batidas chutando a rabetada e desferiu uma linda rasgada para ser premiado com 8.67. Enquanto o jovem paulista Caio Ibelli, de apenas 16 anos, e o pernambucano Bruno Rodrigues não se achavam, Bino e Jean travavam uma dura batalha pelo título. O baiano garantiu a primeira posição

numa esquerda bem surfada que rendeu 5.40. Depois de pegar uma onda ruim, Jean da Silva levou várias séries na cabeça e demorou a retornar ao outside. Quando finalmente chegou, foi vigiado de perto por Bernardo até o último segundo da bateria e acabou em segundo lugar. “O resultado foi muito bom. Estou feliz porque consegui fazer minha segunda final em Noronha. Já havia vencido um campeonato internacional (Hang Loose Pro Contest em 2006) e agora fiz uma final numa prova nacional”, diz Jean. Terceiro colocado na prova, o paulista Caio Ibelli foi uma das sensações do Pena Pro Noronha. Com apenas 16 anos, Caio botou pra baixo na Cacimba do Padre e protagonizou um dos moÔVitor Frota - Vice Campeão OPEM mentos mais espetaculares ao acertar uma paulada impressionante numa bomba no primeiro dia da etapa. Completou o pódio Bruno Rodri-

ÔJean da Silva foi vice surfando bonito e com estilo

Y A performance de

Bruninho levou o público ao delírio. Ele chegou atrasado na manhã desta quinta e entrou na água quando faltavam 10 minutos gues, 21, atleta revelado na Baía de Maracaípe. Depois de uma temporada na Califórnia (EUA), Bruninho voltou com tudo e começou a temporada na briga pela classificação à elite brasileira. » PHOTOCHAGAS.COM

ÔFinalistas

ÔPublico Selecionado


30

[W A L LY H A N G B O Y D E S U R F ] » PRAIA DA LESTE OESTE FORTALEZA-CE

WALLY HANG BOY ETAPA FINAL TEXTO: MARCELO BIBITA

» FOTOS GUILHERME DUARTE

O

Com boas ondas que variavam de meio a um metro nas da série, o WALLY HANGBOY foi um sucesso. Disputado por 136 surfistas divididos em 8 categorias, o que se viu foi um show de surf e uma integração total entre atletas e familiares, o já tradicional café da manhã promovido por Walter Pinheiro o “waltão”, fez a festa dos atletas e também de muitas crianças carentes que estavam na praia. Muito bolo e frutas para todos. Vale ressaltar o trabalho da AASCE (Ass.dos Árbitros de Surf do Ceará ) que estava sob o comando de Armando Praça, onde só se ouviu elogios durante todo o evento. Parabéns! Vale se destacar também a boa infra-estrutura e porque não falar dos freesurfers que respeitaram a área de competição mostrando que além de ser um celeiro de campeões a Leste Oeste também tem surfistas educados. Patrocínio: HANGBOY, WALLYSUFBOARDS E BLOCOS TECCEL. Apoio: CILINDRO, PENA, GREENISH, NEWBOY, NITRIUN, AQUAX, SURFBRASIL, DCOFIBRAS, VINHO GAÚCHO, YANOV ICE E PADARIA CINCO QUINAS. Considerações: “A leste é carente de eventos, e quando esse tipo de evento com boa premiação, café da manha e inscrição barata acontece, é gerado a oportunidade de muitos garotos aparecerem no cenário, o que é muito importante.” Demétrio Santos .árbitro. “A ocupação dos espaços públicos como a praia pela família dos atletas, afasta a marginalidade, dando oportunidade ao surgimento de novos talentos e conseqüentemente formação de

RE S U LTA D O S D A E TA PA POSIÇÃO

RAFAEL TIGRÃO

2º 3º 4º

GEORGE SOUSA ISMAEL FILHO RIVALDO DE SOUSA

POSIÇÃO

ÔPalanque Na Praia Da Leste

MAICON RODRIGUES

2º 3º 4º

VAGNER DE SOUSA PATRICK DE SOUSA THOMAS DEMÉTRIO

LARISSA DOS SANTOS

2º 3º 4º

LETÍCIA CAVALCANTE YANCA DOS SANTOS RAQUES RODRIGUES

POSIÇÃO

UNIVERSITÁRIO

CAIO LÍVIO

2º 3º 4º

CAIO MAGNO TIBÉRIO ALMEIDA ANDRÉ SANTOS

cidadãos”. Ygor Leite. Advogado. “Este tipo de evento é importante para a fomentação do surf em praias pouco contempladas e como treinamento para o circuito principal.” Amélio Jr. FCS É isso aí galera, Auêra Auára!!! Por Marcelo Bibita.

ROCHA FILHO

2º 3º 4º

FLÁVIO SUKITA LUCIANO CAVALCANTE WAGNER MENEZES

OPEN LOCAL

VANDO ALVES

2º 3º 4º

VALDERÍ SILVA ROCHA FILHO NAÍLSON DE SOUSA

POSIÇÃO

JUNIOR

DIEGO MENDES

2º 3º 4º

THOMAS DEMÉTRIO MAICOM RODRIGUES ASSIS MENDES

POSIÇÃO

ÔArtur Silva Venceu A Open

MÁSTER

POSIÇÃO

surfistas divididos em 8 categorias, o que se viu foi um show de surf e uma integração total entre atletas e familiares

FEMININO

POSIÇÃO

Y Disputado por 136

MIRM

POSIÇÃO

ÔLarissa Dos Santos Campeã Da Categoria Feminino

INICIANTE

OPEN

ARTUR SILVA

2º 3º 4º

SARDINHA ANDRÉ CABOÍN VANDO ALVES


31


32

[C E A R E N S E D E S U R F ] » CONVERSAMOS COM SETE CAMPEÕES DE UM DOS MAIS COMPETITIVOS CIRCUITOS DO PAÍS

CIRCUITO CEARENSE DE SURF 2009 O

Circuito Cearense de Surf, mais uma vez, se mostrou um dos mais competitivos do País em 2009. Fomos bater um papo com sete campeões estaduais. Elaboramos cinco perguntas básicas para a trupe e o resultado você confere agora. 1) Como foi o Circuito de 2009 para você? 2) Quais os seus planos para 2010? 3) Quando você se viu campeão? 4) Como você se vê no surf daqui a cinco anos? 5) Em sua opinião, qual o melhor surfista cearense de todos os tempos? Icaro: Foi show! Das quatro etapas, consegui vencer três, o que deu muita visibilidade para mim e aos meus patrocinadores, coroando, assim, a nossa parceria. Icaro: Espero que as conquistas de 2009 ajudem para 2010, pois tenho planos de correr todas as etapas do Sulamericano Pro Júnior, o Nordestino Amador e o Cearense, Pro e Pro Júnior, além de algumas etapas do WQS. Icaro: Na última etapa, quando consegui virar a bateria nos segundos finais da semifinal.

IC A RO LO P ES

CATEGORIA: JÚNIOR. PATROCÍNIO: HUGEL APOIO: ASD E BALYGRIP. IDADE: 17 ANOS.

QUIVER: 2X 6’0’’ E UMA 6’2’’ SQUASH TAIL COM 17 ¾ DE MEIO

Icaro: Acredito que o sonho de todo surfista é entrar no WCT e é assim que me vejo daqui a cinco anos, brigando de igual para igual com os melhores do mundo. Icaro: Com certeza, o meu pai, Marcelo Bibita, por tudo que ele já fez e faz pelo surf. Não só por ter me ensinado tudo o que sei, como por eu saber e ver a batalha dele, dia e noite, em prol do surf, seja fazendo eventos, trabalhando com revistas, vendendo acessórios de surf, competindo, fazendo pranchas, surfando e batendo recorde na Pororoca. Enfim, ele é um guerreiro e, por isso, acho que ele é o maior.

Artur: Espetacular, principal-mente pelo investimento que a Smolder fez na minha carreira. Artur: Concentração total nos eventos Pro Júnior e também nos circuitos Estadual e Nordestino Pro e AM, além da etapa do WQS de Paracuru. Artur: Só quando passei para a final da última etapa, junto com o Carlos Alexandre e o Zé Wilson não conseguiu passar. Artur: Entrando no WCT. Artur: Heitor Alves.

A RT U R S I LVA

CATEGORIA: OPEN. IDADE: 20 ANOS. PATROCÍNIO: SMOLDER APOIO DE BEACH PARK,

PRANCHÃO E BALY GRIP QUIVER: 2X 5’10” 2X 5’11”.

M A RC O S A U RÉ LI O

CATEGORIA: MASTER IDADE: 44 ANOS. PATROCÍNIO: ROTA

SURF E FREE SESSION. QUIVER: 2X 5’11’’

Marco: Muito bom, ganhei o Cearense e encerrei minha carreira como campeão. Marco: Surfar muito e pedalar mais ainda, já fiz uma pedalada de 375 quilômetros, até Crateús. Marco: Só na última bateria da última etapa. Marco: No surf, não sei, mas com certeza quero estar participando de uma prova de triathlon de longa distância Marco: César Picuréia, ele era um surfista completo em qualquer condição de onda.

» FOTOS EVERARDO SANTANA, NICOLA BRAGA, PHOTOCHAGAS.COM

TEXTO: MARCELO BIBITA


33

Y Vou focar mais no

Abrasp Tour e nas etapas do WQS no Brasil”,

THO MA S DEMÉTRIO

EDVAN SILVA (TRICAMPEÃO PROFISSIONAL).

E DVAN S ILVA CATEGORIA: MIRIM. IDADE: 16 ANOS. PATROCÍNIO: GREENISH APOIO: RIO DOCE E CT

CATEGORIA: PROFISSIONAL. IDADE: 29 ANOS. PATROCÍNIO: MARESIA E BAD BOY

APOIO: PRANCHAS DIAS, FLUEL E SURF BEAT. QUIVER: 6’1’’ A 6’3’’ ROUND PIN

Edvan: Muito bom, muito treino e dedicação para atingir minha meta, que era ser tricampeão cearense e me manter na elite do surf brasileiro profissional. Edvan: Vou focar mais no Abrasp Tour e nas etapas do WQS no Brasil. Edvan: Só depois que a sirene tocou finalizando a última bateria do circuito. Edvan: Ainda competindo forte e ganhando campeonatos. Edvan: Heitor Alves.

QUIVER: 3X 5’11’’, 2X 5’10’’, 1X 6’1’’ E 1X 6’3’’.

Thomas: Foi um ano bom, me consagrei campeão cearense Mirim, vice na Júnior e Mirim no Nordestino-AM. Thomas: Correr o Cearense Pro e AM, além dos Pro Juniors. Thomas: Na 2ª Etapa, quando fui segundo na Praia do Futuro. Thomas: Disputando pelo menos duas etapas do Mundial Pro Júnior e ser WCT. Thomas: Edvan Silva.

Alessandro: Muita batalha, tanto no Circuito Cearense como no Nordestino. Alessandro: Conseguir um patro-cínio que me dê oportunidades para competir em iguais condições com os outros e não no sufoco como foi este ano. De qualquer forma, sou muito agradecido por aqueles que acreditaram no meu potencial. Alessandro: Só na última bateria. Alessandro: Com saúde e com Deus! Alessandro: Fábio Silva, o “Fabim Silva”.

A LE S S A N D RO N O GU E I RA

João: Muito bom, fui campeão antecipado com três vitórias seguidas. João: Correr o Cearense Amador e o Circuito Master. João: Quando ganhei a 3ª Etapa. João: Free surfer. João: Messias Félix, por ter trazido o título inédito de campeão brasileiro profissional para o Ceará (em 2009). “aguardem na próxima edição a continuação das entrevista com os campeões das categorias: long board, iniciante, feminino open e jr. alem dos campeões do bodyboarding”

JO Ã O C A RLO S

Y “(2009 foi)

Espetacular, principalmente pelo investimento que a Smolder fez na minha carreira” ARTUR SILVA (CAMPEÃO OPEN)

IDADE: 34 ANOS. CATEGORIA: SÊNIOR PATROCÍNIO: NÃO TEM (ABERTO A PROPOSTAS).

APOIO: SAN BRINDES, ESTÚDIO PILATES E FLORA. QUIVER: 2X 5’11’’ E 1X 6’0’’

CATEGORIA: VETERANOS. IDADE: 47 ANOS. PATROCÍNIO: SMOLDER.

QUIVER: 1X 6’0’’ E 1X 5’11’’ SQUARE.


34

[W A K E B O A R D ] » 3ª ETAPA DO CIRCUITO BRASILEIRO WAKEBOARD2009

CAMPEONATO HISTÓRICO! TEXTO: Associação de Wakeboard Cearense- AWC

» FOTOS: PHOTOCHAGAS.COM

YMarreco, de São Paulo,

confirma o favoritismo e ganha mais um etapa do Brasileiro. Circuito Cearense também marcou presença, com a realização da 2ª Etapa da temporada

ÔMarcelo Giardi(Marreco) utilizando o obstáculo com precisão

H

istórico! Assim pode ser definido a 3ª Etapa do Circuito Brasileiro de Wakeboard 2009, encerrada no último dia 11 de outubro, na Lagoa do Colosso, em Fortaleza. Na mesma data, também ficou encerrada a 2ª Etapa do Circuito Cearense da modalidade. Pela manhã, foram realizadas as finais do Estadual, nas categorias

Iniciante (vencida por Alexandre Frota), Feminino Amador (ganha por Luciana Russo) e Intermediário (conquistada por Marcelo Targino). A partir das 11 horas, a adrenalina aumentou com o início das finais do Brasileiro, nas categorias Avançado, Feminino Open, Open e Profissional. Na avançado, o cearense André Rolim venceu e fez a festa em casa.

ÔA Lagoa Do Colosso Recebeu Um Publico Selecionado

No Feminino Open, a vencedora foi a mineira Teca Lobato, enquanto Alemãozinho, do Paraná, ganhou na Open. Na Pro, o paulista Marreco confirmou o favoritismo e levou mais uma etapa do Brasileiro. “Desde o início estava confiante, pois vinha bem nos treinos. Sempre que participo de um campeonato, espero ganhar”, comentou Marreco.

ÔPodium Categoria Open

O dia ensolarado contribuiu para que os atletas agitassem a paradisíaca Lagoa do Colosso, bastante elogiada por Mário Manzoli, atleta e vice presidente da Associação Brasileira de Wakeboard. “Fortaleza possui uma estrutura privilegiada para recepção de um evento do porte do Circuito Brasileiro. A Associação de Wakeboard Cearense está de parabéns, tanto na organização, como na infraestrutura”, disse Manzoli. O evento contou com mais de 40 wakeboarders, com 24 no Brasileiro e 20 no Cearense, uma vez que alguns atletas competiram nas duas


35 ÔPodium Categoria Feminino Open

competições. Depois das disputas, à noite, a badalação tomou conta da Lagoa do Colosso, com a realização do “Wake Up!”, festa de encerramento do Brasileiro. Serviço de bar, ambiente paradisíaco e infraestrutura diferen-

ciada (com telões exibindo imagens do evento) atraíram um público ávido por novidades. Ao som da Banda Thiago Mancha, da Massa Sonora, dos DJs Milk e Michel Lara, o “Wake Up!” manteve a galera acessa até o amanhecer.

B RA S I LE I RO D A 3 ª E TA PA POSIÇÃO

1º 2º 3º POSIÇÃO

1º 2º 3º POSIÇÃO

1º 2º 3º POSIÇÃO

ÔÓtima Estrutura Com Uma Praia Na Lagoa Do Colosso

1º 2º 3º

PRO MARCELO (MARRECO) (SP) MARIO (MARITO) (SP) EDUARDO (JOVEM) (SP)

OPEN GUSTAVO (ALEMÃOZINHO) (PR) DANIEL DAMIÃO (MG) KLEITON HOLANDA (CE)

AVANÇADO ANDRÉ ROLIM (CE) EDUARDO MIRANDA (MS) THIAGO TROLLI (PR)

FEMININO OPEN TECA LOBATO (MG) CAMILA ORTENBLAD (SP) FERNANDA ROCHA (DF)

C E A RE N SE POSIÇÃO

1º 2º 3º POSIÇÃO

1º 2º 3º POSIÇÃO

1º 2º 3º

FEMININO LUCIANA RUSSO ARANI MATTI AMANDA WANDERLEY

INICIANTE ALEXANDRE FROTA MARCOS ERNESTO DIOGO SILVA)

INICIANTE MARCELO TARGINO SIDNEI VIEIRA NANDINHO POMBO


36

[M A R E S I A C E A R E N S E

DE

SURF PROFISSIONAL]

» POTIGUAR ALAN JONES FOI O NOME DA ETAPA

EDVAN SILVA É TRICAMPEÃO!! TEXTO: PEPO MELO

» FOTOS: PHOTOCHAGAS.COM

ÔAlan Jones Em Boa Fase Ganha As Duas Categorias

Y Circuito Cearense

A

20ª edição do Circuito Cearense de Surf foi encerrada no último dia 20 de dezembro, na praia do Ronco do Mar, em Paracuru. A competição, o maior circuito estadual do País, também é o único do Brasil que não sofreu interrupção. Diante tantos dados históricos, a temporada 2009, o Maresia Cearense de Surf Profissional, terminou em grande estilo, consagrando Edvan Silva como tricampeão cearense. Edvan saiu de Paracuru consagrado, mas o nome da etapa foi o potiguar Alan Jones, que venceu as duas categorias em disputa, a Pro Junior e a Pro. Especialista em ondas para a direita, as mesmas condições que encontrou no Ronco do Mar, ele ganhou a Pro Durante todo o evento, Alan teve rendimento visivelmente superior aos adversários. Na final, ele deixou o conterrâneo John Max em 2º lugar, o cearense Adriano Santos em 3º e Jhon Fran, também do Ceará, em 4º. Na Pro, Edvan Silva, eliminado na Fase 4, fi-

de Surf Profissional comemora 20 anos como o maior e único a não sofrer interrupção no Brasil

ÔA Federação Cearense Montou Uma Grande Estrututa Para O Evento

cou na torcida contra Adilton Mariano, que precisava terminar, no mínimo, em 2º para ser campeão. Numa final contra adversários de outros estados, no entanto, Adilton não teve sorte e ficou apenas na 4ª colocação. Alan Jones repetiu o que já tinha feito em todo o campeonato e fez uma final irretocável para faturar os R$ 4 mil destinados ao campeão do evento. O paraibano Erbeliel Andrade foi 2º e John Max o 3º. A última etapa do Maresia Cearense de Surf Profissional ficou marcada pela forte

ÔAlan Com O Cheque Ao Lado De Maninho E Amélio Jr

participação dos visitantes, fato evidenciado na principal bateria, onde três dos quarto atletas não eram cearenses. “A boa premiação atraiu atletas vindos da Bahia, Paraíba, Rio Grande do Norte e São Paulo. Isso demonstra a importância do Circuito Cearense no processo de ascensão do Nordeste no cenário do surf nacional”, comentou Romero Jucá, presidente da Federação Cearense de Surf (FCS). A competição também contou com surfistas de destaque no cená-


37

ÔPodium Pro Jr

RE S U LTA D O S D A E TA PA PRO JUNIOR

ÔO Potiguar John Max Tambem Fez Duas Finais

COL rio nacional, como os cearenses Pablo Paulino e Márcio Farney, o baiano Cristiano Spirro, o paulista Flávio Nakagina, entre outros. O Maresia Cearense de Surf Profissional - 4ª Etapa teve o patrocínio exclusivo de Maresia, foi apresentado por Tent Beach Surf Shop e contou com os apoios do Governo

do Estado do Ceará (Sesporte) e da Prefeitura de Paracuru. A premiação dos profissionais foi a maior de todos os circuitos estaduais no Brasil: R$ 15 mil por etapa, totalizando R$ 60 mil na temporada. A última etapa do Cearense Profissional 2009 contabilizou também 250 pontos no ranking Brasil Tour.

1º 2º 3º 4º 5º 1º 2º 3º 4º

COMPETIDOR ALAN JONES/RN JOHN MAX/RN ADRIANO SANTOS/CE JOHN FRAN/CE PRO CÉSAR AGUIAR/PE ALAN JONES/RN ERBELIEL ANDRADE/PB JOHN MAX/RN ADILTON MARIANO/CE

NOTA 16.50 9.50 8.15 6.55 7308 15.75 15.25 13.10 12.75


38

[C I R C U I T O N O R D E S T I N O

DE

SURF PROFISSIONAL]

» É DELE O TÍTULO DO TOUR 2009

SERPA DÁ SHOW E LEVA O SMOLDER PRO TEXTO: ASSESSORIA ANS/PEPO MELO

» FOTOS: PHOTOCHAGAS.COM

Y Eliminado nas quartas

de final, Alan Jones ficou na torcida pela derrota do pernambucano Halley Batista nas semis. Só assim, pôde comemorar ÔO Baiano Flanklin Serpa Não Deu Mole E Levou A Etapa

C

om direito a show particular, o baiano Franklin Serpa venceu o Smolder Pro Nordeste, no último

ÔPodium Premiação Pro

dia 13 de dezembro, na Praia do Futuro, em Fortaleza/CE. Foi a 9ª e última etapa do Tour, que consa-

grou o potiguar Alan Jones, 13º na etapa, como campeão da temporada 2009.

Com ondas de até 1m de Fortaleza, Serpa, que conquistou sua primeira vitória como surfista profis-


39 sional, superou os cearenses Michel Roque (2º), Itim Silva (3º) e Thiago de Sousa (4º) na bateria final. “Fiquei mais posicionado na prioridade Com ondas de até 1m de Fortaleza, Serpa, que conquistou sua primeira vitória como surfista profissional, superou os cearenses Michel Roque (2º), Itim Silva (3º) e Thiago de Sousa (4º) na bateria final. “Fiquei mais posicionado na prioridade das esquerdas e contei muito com a sorte. Tenho muito a agradecer a Deus, estou muito feliz e dedico essa vitória aos meus pais e patrocinadores”, disse o baiano, que recebeu R$ 8 mil pelo triunfo em Fortaleza. Eliminado nas quartas de final, Alan Jones, por sua vez, ficou na torcida pela derrota do pernambucano Halley Batista nas semis. Só assim, pôde comemorar. “Cumpri mais uma missão. Estou amarradão por ter conquistado o Circuito Nordestino”, ressaltou Jones.

RES ULTA DOS DA ETA PA POSIÇÃO 1º 2º 3º 4º 5º 5º 7º 7º 9º 9º 9º 9º 13º 13º 13º 13º

COMPETIDOR FRANKLIN SERPA (BA) MICHEL ROQUE (CE) ITIM SILVA (CE) THIAGO DE SOUSA (CE) BERNARDO LOPES (BA) GLAUCIANO RODRIGUES (CE)

DANILO COSTA (RN) HALLEY BATISTA (PE) ALANDRESON MARTINS (BA) MESSIAS FÉLIX (CE) DUNGA NETO (CE) JOSÉ WILSON (CE) JOHN MAX (RN) ALAN JONES (RN) BRUNO GALIN (BA) JOSÉ JÚNIOR (RN)

ÔMichel Rock surfou Muito e foi vice

RA N K I N G FINAL COL 1º 2º 3º 4º 5º 6º 7º 8º 9º 10º 11º 12º 13º 14º 15º 16º

COMPETIDOR

PONTUAÇÃO

ALAN JONES (RN) 8330 pt HALLEY BATISTA (PE) 7845 pt RUDÁ CARVALHO (BA) 7400 pt MICHEL ROQUE (CE) 7361 pt CÉSAR AGUIAR (PE) 7308 pt THIAGO DE SOUSA (CE) 7103 pt MESSIAS FÉLIX (CE) 6600 pt 6576 pt FRANKLIN SERPA (BA) BINO LOPES (BA) 6400 pt ITIM SILVA (CE) 6128 pt ALAN DONATO (PE) 5998 pt BRUNO GALINI (BA) 5995 pt LUEL FELIPE (PE) 5390 pt EDVAN SILVA (CE) 5315 pt DUNGA NETO (CE) 5020 pt ISAÍAS SILVA (CE) 4940 pt


40

[PENA

BIG WEDNSDAY]

» FAZ HISTÓRIA NA CACIMBA

PENA BIG WEDNESDAY TEXTO: Kelen Tostes/ www.cearasurf.com.br

» FOTOS PHOTOCHAGAS.COM

YBruno Santos RJ e Saulo

Júnior SP arrepiam nas bombas da Cacimba e levam o prêmio de melhor performance e maior onda, respectivamente no Pena Big Wednesday.

ÔAlvaro Bacana numa craca atraz da lage

B

runo Santos RJ e Saulo Júnior SP arrepiam nas bombas da Cacimba e levam o prêmio de melhor performance e maior onda, respectivamente no Pena Big Wednesday. O campeonato inédito de onda

grande do Brasil deu mais um brilho ao Pena Pro Noronha, vários big riders do Brasil mostraram muita atitude em dropar as morras que subiram na Cacimba durante toda esta quarta-feira. Comissão e atletas elogiaram e

ÔEm Eventos De Ondas Grandes permite mais de um atleta na onda

aplaudiram muito a iniciativa do Pena patrocinador do evento. Pena que tinha oferecido 3 mil para a maior onda e 2 mil para a melhor performance ao terminar as duas baterias resolveu aumentar ainda mais o prêmio ficando 5

mil para Saulo Júnior que pegou a maior onda e 3 mil para Bruninho que fez a melhor performance. Pena patrocinador do evento também fala sobre o Pena Big Wednesday: “Essa data vai ficar gravada na minha memória 10/02/10, este Pena Big Wednesday foi muito marcante pelo fato de serem duas baterias diferentes de 1 hora cada, achei muito bonito a competência dos atletas e tranquilidade que mostraram suas performances. Olhando o desempenho de cada um temos uma prova de como o Brasil tem

ÔBruno Santos foi um Show a parte na Cacimba, aqui Ele despenca no vazio


41 grandes talentos para representar o nosso país em condições extremas, com cordinhas quebradas, pranchas partidas e perdidas todos souberam com tranqüilidade sair das situações mais desafiadoras. Quem estava na praia viu que o mar estava sinistro”. “Esse campeonato foi um casamento, o Pena Big Wednesday dentro do Pena Pro Noronha que também foi uma etapa em um lu-

desta quarta-feira de big waves foi colocar no mar os atletas que queriam surfar as maiores. Excelente idéia. Amanhã em comum acordo com os atletas o evento continua e as finais estão programadas para a tarde. Hoje tivemos séries de 15 a 16 pés fácil”. O paulista Bruno Santos com uma prancha 5.10 bastante experiente em ondas grandes levantou a ÔAndre Silva Dropou Essa Onda Branca Que Tinha Varias Vezes O Seu Tamanho

radão”, comentou Bruninho que levou para casa 3 mil reais. Saulo Júnior atleta paulista que entrou no lugar de Caia Souza desceu a maior das duas baterias e arrastou 5 mil reais. O Pena Pro Noronha tem patrocínio da Pena, Governo do Estado de Pernambuco, Secretaria de

Turismo, Projeto Tamar. Empetur, Qualygraf, Haco, Eberle, Matesa, Haco, Matesa, Malhas Caiman, Filati, Starboard, Menegotti Divulgação Waves, ESPN, cearasurf.com. br, surfbahia.com.br, surfguru.com. br, ondulação.com.br, Woohoo e revista Wave Wind. Realização ANS, ABRASP E ASFN.

ÔSaulo Jr. Passeando Dentro Dos Tubos

gar inédito. Agradeço a todos que vivenciaram durante todo o dia on line o que rolou nesta quarta-feira na Cacimba do Padre” finalizou Pena muito feliz com este dia. Geraldo Cavalcante residente da ANS também comenta muito satisfeito sobre este evento: “ Fato inédito um campeonato com ondas grandes assim no Brasil. A idéia

galera na praia pegando a da série onde saiu de um tubão perfeito arrancando nota 10 dos juízes. “O mar estava alucinante do jeito que eu gosto, muito boa a iniciativa do Pena em fazer um campeonato dentro do outro. Estava com o surf no pé, pois surfei durante todo o dia e já estava bem adaptado, peguei as boas abrindo. Estou amar-

ÔAlan Rangel Fazendo O Que Ele Mais Gosta Nos Dias Grandes, Botar Pra Baixo

ÔSaulo Jr. Com Um Checão De 5 Mil Nas Mãos

BATERIA 1

BATERIA 2

PATRICK TAMBERGUE (FN)

HALLEY BATISTA (PE)

HEITOR PEREIRA (SP) MARCELO FREIRE (FN) ALEXANDRE FERRAZ (PE) ADILTON MARIANO (CE) BUDAI SANTOS (FN) ALAN RANGEL (FN) BRUNO SANTOS (RJ)

LUEL FELIPE (PE) CAIA SOUZA (FN) ANDRÉ SILVA (CE) GUGA ROQUE (PE)) ALDEMIR CALUNGA (RN) DANILO COSTA (RN) DENIS TIHARA (BA) WILSON NORA (BA)


42

[C I R C U I T O B R A S I L E I R O ] » A PRINCIPAL DIVISÃO DO SURF BRASILEIRO

AGORA É BRASIL SURF PRO

TEXTO: JOÃO CARVALHO

» PHOTOCHAGAS.COM

B

rasil Surf Pro é o novo nome da Divisão Principal da Associação Brasileira de Surf Profissional (Abrasp). São muitas novidades no circuito nacional mais rico do mundo, que a partir de 2010 passa a ser organizado pela Maior Esporte e produzido pela Brasil1 Esporte e Max Sports. A principal competição do surfe nacional ganhou valorização e distribuirá uma premiação recorde de R$ 1 milhão, sem contar os dois carros zerinho oferecidos aos campeões brasileiros da temporada. Os títulos serão decididos em cinco etapas nas melhores ondas das regiões Sul, Sudeste e Nordeste, com o prêmio de cada uma subindo para 200 mil reais. A estreia do Brasil Surf Pro 2010 é no início de abril em Florianópolis (SC). “Quando surgiu a oportunidade de organizarmos o principal campeonato de surfe do País, sugerimos a mudança do nome para dar mais visibilidade à competição”, comentou Alan Adler, presidente da Maior Esporte. “Para a gente, o Brasil Surf Pro não será só um evento de surfe”, destaca Márcia Casz, da Max Sports. “Vai abranger tudo o que envolve o esporte: comportamento, música, moda e muitas outras atrações”. Os novos organizadores programaram um mix de atrativos para o público, como Luau nas etapas, Pocket Shows acústicos com bandas novas, DJs e um espaço de interatividade, o Surf Village, com ações educativas, palestras e campanhas ambientais, em parceira com a ONG Surfrider Foundation. A premiação aumentou, vai continuar tendo carro para os campeões brasileiros, os organizadores estão cheio de gás e com boas ideias para aumentar a cobertura na mídia, então, show! O surfe precisa continuar sua evolução”, sentenciou o cearense Messias Félix, atual campeão brasileiro.

YA temporada 2010

ÔMessias Felix Campeão Brasileiro De Surf Profissional

“Estou feliz também pelo aumento no número de surfistas. Sempre ficava muita gente boa de fora da elite, tendo dificuldades para arrumar patrocínio, porque se você faz parte dela facilita um pouco isso. Acredito que teremos um circuito ainda melhor no nível técnico e também na organização”, completou o campeão brasileiro. “O número de competidores na categoria masculina subiu de 48 para 64 atletas e um novo formato será implantado pela Abrasp este ano. Os integrantes da elite irão mudando durante a temporada, dando chance para os 10 melhores da Divisão de Acesso entrarem no Brasil Surf Pro 2010. Além disso, oito parti-

terá provas nas regiões Sul, Sudeste e Nordeste. A abertura será no início de abril, em Florianópolis/SC ciparão como convidados, com o campeão brasileiro Pro Júnior tendo vaga garantida entre eles. “A ideia deste formato é dar chance para quem realmente estiver querendo ser campeão brasileiro, possa correr atrás deste objetivo”, explica Marcelo Andrade, diretor executivo da Abrasp. “Estamos abrindo um pouco mais o circuito para que todos os atletas, mesmo os que ficaram fora da elite, ganhem motivação para buscar classificação para o Brasil Surf Pro 2010 durante a temporada, nas etapas da Divisão de Acesso. Também teremos um dia a mais nas etapas para que elas possam rolar nas melhores ondas possíveis, aumentando

assim o nível técnico da competição”, analisou Marcelo. A etapa inaugural do Brasil Surf Pro 2010 está confirmada para os dias 07 a 11 de abril na tradicional Praia da Joaquina, em Florianópolis (SC), onde foi iniciada a organização do esporte com a criação da Abrasp, em 1986. O segundo desafio é no Nordeste, Praia do Cupe, em Ipojuca, litoral sul de Pernambuco, de 14 a 18 de julho. A terceira etapa será no Rio de Janeiro, de 22 a 26 de setembro na Barra da Tijuca ou na Praia do Arpoador, berço do surfe na capital carioca. A penúltima batalha pelos primeiros títulos do Brasil Surf Pro foi marcada


43 para um dos palcos dos antigos Festivais de Surfe da década de 70, que deram início as competições no País: Ubatuba, de 03 a 07 de novembro, na Praia de Itamambuca, no litoral norte paulista. E os campeões brasileiros serão definidos nos dias 15 a 19 de dezembro, mas o palco da decisão ainda não foi escolhido pelos organizadores. Todas as cinco etapas serão transmitidas ao vivo pela internet e a expectativa é a de que cada uma delas seja acompanhada por cerca de 200.000 pessoas. O surfe é o esporte mais assistido na rede mundial de computadores. Além disso, o Brasil Surf Pro terá grande cobertura do Sportv, um dos parceiros já confirmados do evento, com programas especiais exibidos em horários nobres do canal, inclusive com utilização de câmeras subaquáticas para dar mais emoção ainda nas imagens para os telespectadores.

A ELITE DO BRASIL SURF PRO 2010 SÃO PAULO (14) Renato Galvão, David do Carmo, Odirlei Coutinho, Heitor Pereira, Hizunomê Bettero e Bruno Moreira se classificaram entre os top-24 da elite de 2009; Emerson Piai e Alex Ribeiro entraram pela Divisão de Acesso; e Ricardo Ferreira pelo ranking paulista. No feminino, a campeã brasileira de 2009, Suelen Naraisa, Camila Cássia, Luana Coutinho, Cláudia Gonçalves e Bruna Queiroz. RIO DE JANEIRO (10) Pedro Henrique, Gustavo Fernandes e Bruno Santos ficaram nos top-24 da elite; Leandro Bastos entrou pela Divisão de Acesso; Simão Romão pelo Circuito Carioca; e Jorge Spanner ganhou convite por contusão. No feminino, Andréa Lopes, Gabriela Teixeira, Taís de Almeida e Brigitte Mayer. SANTA CATARINA (10) Willian Cardoso, Beto Mariano, Guilherme Ferreira e Jean da Silva se classificaram entre os top-24 da elite de

2009; Felipe Ximenes e Tomas Hermes entraram pela Divisão de Acesso; e Raphael Becker pelo ranking catarinense. No feminino, Juliana Quint, Gabriela Leite e Chantalla Furlanetto. CEARÁ (7) O campeão brasileiro de 2009, Messias Félix, André Silva, Michel Roque e Edvan Silva ficaram entre os top-24 da elite e Thiago de Sousa, Márcio Farney e Itim Silva entraram pela Divisão de Acesso. BAHIA (6) Rudá Carvalho, Wilson Nora ficaram entre os top-16 da elite de 2009. Franklin Serpa, Alandreson Martins e Bruno Galini entraram pela Divisão de Acesso e Bernardo Lopes pelo Circuito Nordestino. PARAÍBA (3) O vice-campeão brasileiro de 2009, Jano Belo; Ulisses Meira entrou pela Divisão de Acesso. No feminino, permanece Diana Cristina, bicampeã brasileira da Divisão de Acesso. RIO GRANDE DO NORTE (3) Danilo Costa foi top-14 em 2009, John Max entrou pela Divisão de Acesso e Alan Jones conquistou sua classificação com o título de campeão do Circuito Nordestino. PARANÁ (3) Peterson Rosa foi top-20 e Nathalie Martins a quarta melhor de 2009, com Michaela Fregonese reforçando o time paranaense este ano. PERNAMBUCO (3) Alan Donato e Halley Batista pela Divisão de Acesso e César Aguiar pelo Nordestino. RIO GRANDE DO SUL (2) Daison Pereira foi o 6º em 2009 e Rodrigo Dornelles entrou com o título gaúcho. ALAGOAS (1) Só o campeão brasileiro de 2001, Tânio Barreto, 5º do ranking em 2009.


44

[E N T R E V I S T A ] » DUNGA NETO, UM DOS SURFISTAS PROFISSIONAIS MAIS ARTICULADOS DO CENÁRIO NACIONAL

PAPO CABEÇA

ENTREVISTA POR: ADER OLIVEIRA

» FOTOS PHOTOCHAGAS.COM

S

urfista profissional dos mais articulados no cenário nacional, o cearense Dunga Neto tem várias ideias que vão de encontro ao crescimento, a evolução do esporte. Para ele, um apaixonado pelo surf, pela onda perfeita, o atleta pode e deve ter outras atividades, até para completar o ciclo e ser um nome bem sucedido. A Wave Wind bateu um papo com Dunga, que, entre outras coisas, falou sobre patrocínios, investimentos, estrutura de eventos e mídia. Gente boa, com trânsito livre nos mais diversos ambientes, ele também não deixou de se revoltar com os aproveitadores do surf. “Parte do que você retira do surf, tem que reinvestir, essa seria a política mais sensata, mas, infelizmente, a realidade é outra. Pouquíssimas empresas fazem o que é politicamente correto”, disse. Conferir, a seguir, um papo cabeça com Dunga Neto: Wave Wind – Você é um atleta muito bem articulado e com ótimo relacionamento com grandes empresários. Qual a importância de um surfista ampliar sua rede de contatos? Dunga Neto – É muito importante, para um atleta, saber se expressar, em locais e com pessoas distintas. Os amigos que tenho estão nas mais diferentes classes sociais e essa rede de amizade aumenta a cada ano de um modo muito espontâneo. Tenho satisfação em entrar e sair de determinados ambientes e ser tratado como surfista profissional e amigo, sem discriminação. Gostaria muito que os surfistas compreendessem o quanto é importante a leitura e o estudo em suas carreiras, pois já presenciei várias situações onde o atleta foi prejudicado por não ter uma instrução, um discernimento adequado. WW – Teria alguma outra dica para os surfistas que estão em busca de um patrocínio?

ÔDunga Neto Mostrando Os Caminhos Da Profissionalização No Surf Competição

Dunga – Na atual situação do País, se torna mais difícil, a cada dia, conseguirmos bons patrocinadores. Porém, um surfista tem de procurar se reciclar, aprender a se expressar, procurar atividades extra o surf, onde aumente o seu rendimento, buscar matérias na imprensa, dentre outros. WW – Qual a avaliação que você faz do atual momento do mercado especializado em surf no Brasil? Dunga – O surf é um dos poucos esportes que lançam moda, onde regularmente vemos nosso esporte exposto diariamente na mídia, seja ela especializada ou não. Hoje em dia, ser surfista é estar na moda, seja você medico, advogado, engenheiro, o surf virou um bom “vício”! Em contrapartida, vemos uma grande maioria de marcas que ignoram o investimento em eventos e atletas. Parte do que você retira do surf, tem que reinvestir, essa seria a política mais sensata, mas, infelizmente, a realidade é outra. Pouquíssimas empresas fazem o que é politicamente correto. Falta respeito ao esporte, ao nome da marca, pessoas capacitadas. WW – E no Ceará, como andam as coisas? Dunga – Por aqui, temos um circuito estadual forte, somos o segundo maior pólo têxtil do País, temos empresas de surfwear de nível nacional, que investem em eventos e atletas locais e nacionais. O governo, estadual e municipal, está sempre apoiando eventos, daí o Ceará ser um celeiro de bons atletas. Mas não caiam no erro de pensar que aqui é o paraíso e tudo funciona perfeitamente. Temos, no Estado, várias empresas de surf com alto faturamento mensal, que vendem estilo surf e simplesmente não fazem nada pelo esporte. Acham que estão fazendo a parte deles, quando pagam 10 peças de roupa para um atleta, referente ao salário mensal. Como esse


45

ÔDunga Neto

surfista se alimenta adequadamente, tem o melhor equipamento, investe no intelecto, treina a parte física? Ou seja: impossível! Esse tipo de empresa deve pensar que está fazendo algum favor em pagar esse valor ou agradando alguém. Ela está prejudicando o atleta e o esporte que ela vende!!!! WW – Qual a sua opinião sobre as estratégias de marketing das marcas cearenses? Dunga – Não sou um especialista em marketing esportivo, mas percebo que a grande maioria dos departamen-

tos de marketing das empresas de surf, salvo algumas exceções, não tem autonomia para tomar decisões importantes referente ao setor, quase sempre tem que pegar autorização dos diretores. Constantemente, me pergunto: por que os diretores não delegam as responsabilidades e depois prestam contas do que foi cobrado? Atitudes como essa facilitariam muito o andamento de uma empresa, pois é impossível uma única pessoa entender de todos os setores de uma empresa. Nada disso adianta se não temos pessoas capacitadas em seus departamentos, profissionais que entendam da prática e da teoria, de ações de marketing específicas, planejamento, etc. No surf é muito difícil encontrarmos esses profissionais, mais existem muito “quebra galho”. WW – Muitas pessoas criticam exsurfistas profissionais que hoje em dia cuidam dos atletas das marcas. Dizem que são recalcados e não querem ver o crescimento da nova geração. Por outro

Y Tenho satisfação

em entrar e sair de certos ambientes e ser tratado como surfista profissional e amigo, sem discriminação lado, as pessoas também criticam team managers que nunca surfaram. O que você pensa a respeito disso? Dunga – Penso que temos de ser sensatos e buscarmos o meio termo. O que percebo é que os ex-surfistas tem de ter o bom senso e perceber o que foi acertado no seu tempo de competidor e o que não foi, tentando corrigir passando experiência para os dias de hoje. Nunca devemos esquecer de olhar o lado do empresário, pois é ele quem libera a verba, mas temos que ter fortes argumentos e domínio de causa para

vendermos a ideia. WW – Você, obviamente, já participou de muitos eventos no Brasil e no mundo. Como avalia a estrutura das competições aqui no Nordeste? Dunga – Com a chegada da internet e da transmissão ao vivo, o esporte deu uma explosão na mídia. No nordeste não foi diferente: foi criado o circuito nordestino, empresas locais investindo em atletas e eventos, circuitos estaduais fortes, dentre outros. Mas com a chegada da internet deixou-se de lado o marketing na praia, tudo ficou voltado para internet. Nesse ponto demos um passo atrás, precisamos criar campanhas de marketing voltadas para o evento na praia, temos de agregar ao campeonato outras atividades fora o surf, pois isso vai levar o volume de público à praia. Em várias etapas do circuito mundial ao redor do mundo, o campeonato era a principal atração, mais havia shows, lojas, pista de skate, rampa de moto e etc. Temos que buscar a perfeição sempre.


Por Francisco Chagas

46

CEARENSES BRILHAM NO PETROBRAS DE SURF FEMININO

BIG SURF SHOP

ALVARENGA SURF BOARDS "O experiente shaper cearense Rodrigo Alvarenga que mora em Floripa agora esta apostando em sua cidade natal e tem em Sergio Cavalcante seu atleta e representante local para a venda de seus foguetes. Mais informações 85-8683-5120 / 3094-1523."

YOGA NA WIND ZEN As representantes do Ceará no Circuito Petrobras de Surf Feminino, fizeram bonito com as vitórias de Nayara Silva na categoria open e Larissa dos Santos na grommets, além do vice campeonato na mirim.

Visando atender melhor seus clientes e amigos a loja BIG SURF do SHOPPING CENTRAL ampliou suas instalações, a loja de quase trinta metros quadrados estar pronta e dispondo das melhores marcas do Brasil, venha conferir as novas coleções das grandes marcas.

ANTONIO EUDES FAZ SUA PRIMEIRA FINAL TITA TAVARES VOLTA A SORRIR!

Depois de um conturbado período marcado por uma lesão no tornozelo e sua saída da Elite do Surf Nacional, Tita Tavares fecha patrocínio Com a AQUAX Surfwear/PRANCHÃO surfshop e ressurge afirmando que está disposta a lutar para retomar sua vaga no Circuito Brasileiro Profissional e conquistar o inédito Título de Pentacampeã Brasileira de Surf.

O atleta cearense Antonio Eudes que reside em Floripa fez sua primeira final como profissional e conquista o melhor resultado em sua carreira ate o momento. O feito inédito para Eudes foi realizado em Torres no Rio Grande do Sul, o talentoso surfista precisa de um patrocínio, Alguma marca se habilita?

A Instrutora RENATA MOURA esta ministrando aulas de YOGA nas manhas de Terças e Quintas no espaço WIND ZEN aqui em Fortaleza CONTATOS: RENATA MOURA 85/ 9998 1578 – WIND ZEN 85/ 3262 0632

ZONZO SURF & BEACH WEAR ZONZO Surf & Beach Wear ,após uma primeira temporada cheia de sucesso na matriz em Jericoacoara ,abriu uma filial em Fortaleza ! Lojas multimarcas a ZONZO oferece uma criteriosa seleções de marcas exclusive baseando o melhor preço e qualidade.Todos os funcionários da empresa participam da escolha das coleções.Sejam bem vindo,visitem as lojas ZONZO e confere o ambiente agradável junto com um excelente atendimento ! www.zonzo.com.br

» FOTOS PHOTOCHAGAS.COM / JOCILDO ANDRADE DESIGN: J2C DESIGN / J2CDESIGN@OI.COM.BR


47


48

RICKMANI


Guia de competição