Issuu on Google+

ANO I | Nº14 | DISTRIBUIÇÃO GRATUITA | 15 setembro 2012

Peniche

Requalificação em Geraldes marca regresso às aulas

Óbidos

Antigo Egito instala­se // P3 na cerca do castelo

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Caldas da Rainha

Mobilidade sustentável // P6 é aposta da OesteCIM

// P7

SaúdedoOeste nas Caldas daRainha CentroHospitalardoOeste entraem vigora1 deoutubro //Última

// P3, 5,12 e Centrais PUBLICIDADE


| abertura

Comissãoanunciafim da linhamas CPdesmente

Foto: Ricardo Rodrigues

A Comissão de Defesa da Linha do Oeste emitiu um comunicado, no passado dia 7, a alertar para a degradação “a olhos vistos” dos serviços da Linha do Oeste, acusando a CP do encerramento das ligações a partir de hoje, facto desmentido pela Comboios de Portugal

Apesar de não estar ainda confirmada a supressão de comboios de passageiros no troço da Linha do Oeste, entre as Caldas da Rainha e a Figueira da Foz, a começar hoje, a comissão alertou para o facto de que só na manhã de dia 7, “já tinham sido suprimidos quatro [serviços] num sentido ou no outro”, estando previstas um total de vinte para aquele dia. Esta supressão já estava implementada no Plano Estratégico de Transportes que previa o fecho da ligação ferroviária entre as Caldas da Rainha e a Figueira da Foz até 31 de dezembro de 2011. A comissão, reunida no início do mês, concluiu que “de uma forma ou de outra, com ou sem concretização da medida prevista no Plano Estratégico de Transportes, a situação na Linha do Oeste agrava­se de dia para dia, com graves sequências para os utentes.” “A sistemática supressão de ligações ferroviárias na Linha do Oeste, a que se soma a degradação das condições de utilização das

02

15 setembro 2012

infraestruturas pelos passageiros, só está a contribuir para a consumação daquilo que este e anteriores governos e respetivos representantes nos conselhos de administração da CP sempre desejaram: encerrar a Linha do Oeste”, adianta o comunicado. Também a Federação de Sindicatos de Transportes e Comunicações (FECTRANS) afirmou, no dia 4, que a CP pretende acabar com a circulação de passageiros, adiantando que "os trabalhadores da Linha do Oeste estão a ser informados de que a CP pretende encerrar a circulação de passageiros no troço desta linha." A FECTRANS sustenta que a medida se insere "num objetivo de redução da componente social do caminho­ de­ferro, com vista a criar as melhores condições para a sua privatização, conforme objetivo expresso no Plano Estratégico de Transportes" e só ainda não terá sido concretizada "devido às ações de trabalhadores, utentes, autarquias e forças vivas da

região.” Contactada pela Lusa, fonte da CP afirmou "desconhecer em absoluto" as afirmações constantes no comunicado da federação e ser "falso que esteja prevista por esta empresa qualquer alteração à oferta na Linha do Oeste para dia 15 de setembro, não tendo neste momento data prevista para nenhuma alteração.” A Comissão de Defesa da Linha do Oeste anunciou também que irá solicitar reuniões com o secretário de Estado dos Transportes e com o novo presidente do conselho de administração da CP, “para saber se foi ou não alterada a posição assumida no Plano Estratégico de Transportes 2011 e entregar um memorando com o conjunto de problemas que afetam os utentes na Linha do Oeste”, e à Plataforma “para saber se pensam levar por diante novas diligências para obter resposta do Relatório «Nelson Oliveira» e propor ainda a realização de uma iniciativa conjunta em defesa da linha.”


peniche // concelhos

|

Padre Moisés de saída

Geraldes com novo “material escolar”

O ano letivo 2012/2013 para os alunos do ensino básico no concelho de Peniche começou oficialmente ontem na EB1 de Geraldes, escola alvo de melhoramentos. O Jardim­de­Infância do Lugar da Estrada também vai continuar a receber crianças O Padre Moisés irá deixar a Paróquia de Peniche para integrar a Paróquia da Nazaré, e a sua festa de despedida tem lugar este domingo, dia 16, na missa das 19h00 na Igreja de São Pedro, seguida de jantar no antigo Pavilhão do Stella Maris. O seu lugar será

ocupado pelo Padre Salvatore Forte, que é recebido no dia 23, na eucaristia das 19h00 na mesma igreja. Outra das alterações no concelho é a tomada de posse do Padre Pedro na Paróquia de Serra d'El­Rei, no dia 30 de setembro, substituindo o Padre Paulo Gerardo.

“O Futuro da Memória” do concelho

(orientado por especialistas na área da Biologia, Geologia e Património Cultural), um workshop no Centro Interpretativo de Atouguia da Baleia sobre conservação de madeiras e a visita aos onze templos religiosos que integram a Rota das Igrejas do Concelho de Peniche.

O Município de Peniche promove no último fim de semana de setembro o programa “O Futuro da Memória”, inserido nas Jornadas Europeias do Património. No plano dos dias 28, 29 e 30 consta um percurso pedestre do Cabo Carvoeiro à Papoa com interpretação do património

Buondi dedica açúcar ao surf

O estabelecimento do Agrupamento de Escolas de Atouguia da Baleia sofreu obras de requalificação inseridas na “política de investimento que a Câmara Municipal de Peniche tem feito na área da Educação, e em concreto na Requalificação de Edifícios e Pátios Escolares”, disse Jorge Amador, vice­presidente da câmara municipal e vereador com o pelouro da educação. O autarca adiantou que a execução desta obra decorreu em dois níveis distintos de intervenção. A “ampliação do edifício”, com a construção de uma sala polivalente e uma instalação sanitária “acessível a todos”, englobam­se na “recuperação

geral do imóvel, incluindo pinturas interiores e exteriores e tratamento de madeiras”. O outro nível é a “requalificação do Pátio Escolar”: na área com cerca de 1650m2, criou­se um parque infantil e “zona de recreio livre com jogos pintados no pavimento, área com revestimento em saibro para jogos tradicionais, um campo desportivo com balizas de futsal e alargamento da horta pedagógica existente”. As remodelações têm o objetivo, segundo Jorge Amador, de “procurar responder às necessidades funcionais, pedagógicas, de segurança e conforto deste espaço escolar”.

A marca de café Buondi criou uma edição especial de pacotes de açúcar dedicada ao Campeonato do Mundo de Surf 2012, Rip Curl Pro, na praia de Supertubos, em Peniche, do qual é patrocinador oficial. Cada um dos seis pacotes criados especial­ mente para promover o evento tem uma frase dedicada à “Capital da Onda” que exclama “Apanha intensamente a onda perfeita” e apresenta uma imagem alusiva à prática do surf, onde a onda é a figura central. Os pacotes estão a ser distribuídos nos es­ tabelecimentos que ser­ vem café desta marca. A etapa do Campeonato do Mundo que passa por Pe­ niche decorre no período de 10 a 21 de outubro.

Quanto à decisão da Direção Regional de Educação de Lisboa e Vale do Tejo em encerrar o Jardim­ de­Infância do Lugar da Estrada, a câmara enviou o seu parecer relativamente a esta decisão, argumentando que “já foram criadas as condições com a finalidade de abrir o estabelecimento de educação”, o número de crianças inscritas no novo ano letivo é equivalente aos anos anteriores e que estas foram inscritas normalmente pelos encarregados de educação porque não havia “alternativa de oferta”, razões suficientes para manter o jardim em funcionamento, anunciou a CMP.

Grandes músicas, grandes emoções...

em Peniche! 15 setembro 2012

03


| concelhos // peniche

Peniche apresenta bilros em Itália

Semanamergulhada nomar

A Semana Tanto Mar realizou­se em Peniche e é uma iniciativa da Revista Forum Estudante que visa destacar a importância do mar e das atividades a ele ligadas. Este ano participaram cerca de 50 jovens entre os 14 e 17 anos

A Renda de Bilros de Peniche esteve presente na Mostra Internacional D’El Pizzo, em Novedrate, certame italiano dedicado àquela arte, realizada de 2 a 9 de setembro. Peniche foi representado pelo vice­ presidente e responsável pela estratégia de promoção e dinamização deste setor, Jorge Amador, e da técnica municipal, Cristina Santos, responsável pela Escola Municipal de Rendas de Bilros. Os visitante do pavilhão dedicado a Peniche tiveram a oportunidade de conhecer os trabalhos feitos na cidade, alguns das quais premiados no Concurso de Rendas de Peniche. Foram também expostos os vestidos apresentados nos desfiles "Rendas na

Moda" e o vídeo de apresentação da "Anfitriã", a primeira peça da joalharia nacional com aplicação das rendas de Peniche. Foi também exibido o trabalho que tem sido desenvolvido pela autarquia de Peniche junto das escolas do 1º ciclo do concelho e distribuído todo o material pedagógico concebido em torno do projeto pioneiro "As Rendas de Bilros vão à Escola". Este evento permitiu fomentar as relações bilaterais de cooperação existentes entre os municípios de Peniche e Novedrate, e também de Camariñas, Espanha, cujo projeto europeu comum, criado em julho de 2010, pretende promover e preservar este saber­fazer ancestral.

A praia de Supertubos, em Peniche, ficou fora das 7 Maravilhas – Praias de Portugal. Inserida na categoria de Uso Desportivo, estava em competição com a de Ribeira d’Ilhas e a do Guincho, que se sagrou vencedora. António José Correia, presidente da Câmara Municipal de Peniche e promotor da praia, destaca a promoção feita a Peniche neste tipo de concursos. “O grau de atratividade neste momento é superior, se conjugarmos também o impacto aquando das 7 Maravilhas

Naturais de Portugal”. O autarca aproveita ainda para “suscitar a iniciativa privada. Que esta possa adaptar­se e fazer tudo para que os seus negócios possam ser promovidos de modo a que os visitantes de Peniche o tomem como um território onde vale a pena vir”. As praias mais votadas nas diversas categorias foram reveladas na cerimónia da Declaração Oficial 7 Maravilhas ­ Praias de Portugal, no passado dia 8, na praia de Tróia, depois de uma contagem de mais de 621 mil votos. As vencedoras das outras categorias são a Praia de Furnas, em Vila Nova de Milfontes, na categoria Praias de Rios, a Praia de Zambujeira do Mar, que foi eleita a melhor Praia Urbana, a de Odeceixe que venceu nas Praias de Arribas, a Praia de Ribeira (na Albufeira do Azibo) que foi a Praia de Albufeiras e Lagos mais votada, a Praia de Porto Santo, considerada a melhor Praia de Dunas, enquanto a Lagoa do Fogo venceu a categoria de Praias Selvagens.

Supertubos fora das 7 Maravilhas

PUBLICIDADE

04

15 setembro 2012

A 3º edição da Semana Tanto Mar, uma parceria da revista com a Câmara Municipal de Peniche, a Escola Superior de Turismo e Tecnologia do Mar e com o patrocínio da Caixa Geral de Depósitos, decorreu entre 1 a 8 de setembro e ofereceu uma componente lúdica e, ao mesmo tempo, pedagógica. Esta ação pretendeu promover a formação profissional relacionada com as

atividades marítimas e dar a conhecer a riqueza que um recurso tão vasto pode oferecer a um país como Portugal. Para poderem usufruir desta semana, os 50 jovens tiveram de participar num concurso a nível nacional através do site www.forum.pt, onde elaboraram, ao longo do ano letivo, um portfólio sobre um tema do mar. Nos dois primeiros dias da iniciativa, os vencedores do concurso tiveram

também a oportunidade de se deslocarem a Lisboa e conhecer o Navio­Escola Sagres e outras embarcações da Marinha. Nos restantes cinco dias, em Peniche, visitaram a Fortaleza da cidade, realizaram o batismo de mergulho na ilha das Berlengas, aprenderam a fazer surf e desenvolveram na ESTM atividades práticas relacionadas com o mar, conhecendo assim a realidade da formação e investigação da escola.


óbidos // concelhos

|

Seleção vence dupla jornada

Transportegrátisamais dequatroquilómetros

O ano letivo no concelho de Óbidos começou ontem em todas as escolas, com novidades ao nível do transporte escolar. Em comunicado, a CMO explica as alterações para o novo ano letivo, o apoio da câmara aos alunos e a situação do transportes

A seleção portuguesa estagiou em Óbidos de 3 a 10 de setembro e venceu os dois jogos de qualificação para o Mundial de Futebol no Brasil em 2014. Quatro dias depois da chegada ao Hotel Marriott, na Praia d'El Rey, a equipa das quinas treinada por Paulo Bento bateu o Luxemburgo por 1­2, com golos de Cristiano Ronaldo e Hélder Postiga. Na dupla jornada para a qualificação do próximo mundial da FIFA, marcada pelas declarações de Cristiano Ronaldo que se mostrava triste no Real Madrid por motivos

profissionais, o capitão parecia estar “contente” no ambiente da seleção. Após ter marcado no primeiro jogo, tal não voltou a acontecer no jogo da segunda jornada, com o Azerbaijão, no Estádio AXA em Braga. Portugal venceu por 3­0, com Silvestre Varela, Hélder Postiga – que igualou o número de golos de João Pinto na seleção, com 22 remates certeiros ­, e Bruno Alves a preencherem o placar. Portugal está em segundo lugar no Grupo F com seis pontos, os mesmos que a Rússia, próximo adversário, com encontro marcado para o dia 12 de outubro.

As Piscinas Municipais de Óbidos estão abertas desde o início de setembro. Este ano, as piscinas oferecem, para além das habituais aulas de Hidrodeep, Hidroginástica, Hidroterapia e Natação para os diversos escalões etários, a novidade

do Sup Yoga ­ a utilização de uma prancha de SUP Paddle como plataforma flutuante para a realização de Yoga. As inscrições para frequentar as aulas são efetuadas na receção do complexo das Piscinas Municipais.

Piscinas Municipais ativas Ricardo Ribeiro, vereador com o pelouro da gestão de transportes explica a situação apresentada aos alunos neste novo ano letivo: “o Município de Óbidos vai continuar a disponibilizar transporte gratuito aos alunos do primeiro, segundo e terceiro ciclos. No entanto, para os alunos abrangidos pelo código 01, ou seja, que vivam a menos de quatro quilómetros do estabelecimento de ensino, essa comparticipação será de 50 por cento. Esta regra aplica­se também ao ensino secundário”. O autarca adianta que a câmara de Óbidos “fará tudo o que estiver ao seu alcance para continuar a apoiar o transporte escolar gratuito para as famílias”, uma vez que “há uma aposta clara na Educação” por parte deste executivo. No que diz respeito ao Programa “Crescer Melhor”, a rede municipal de ATL entrou em funcionamento no passado dia 3 com um total de 800

crianças inscritas no serviço de almoço e prolongamento de horário. A nota de imprensa enviada à comu­ nicação social explica a distribuição dos 1610 alunos pelas escolas do concelho. No total, abriram dez jardins­de­infância com 247 crianças, três complexos escolares (Arcos, Alvito e Furadouro) com 756 alunos, e a Escola Josefa d’Óbidos com 607 estudantes.

Relativamente às atividades de enriquecimento curricular, o comu­ nicado esclarece que “quase 100 por cento dos alunos do primeiro ciclo irão frequentar, a partir do próximo dia 14 de setembro [ontem], diversas atividades, nomeadamente Música, Inglês, Apoio ao Estudo e todos os projetos da Fábrica da Criatividade, que abrange os três complexos escolares”.

Grandes músicas, grandes emoções...

em Óbidos! 15 setembro 2012

05


| concelhos // óbidos

Tasca Torta aconselhada pelo TripAdvisor

O Tasca Torta ostenta na sua porta de entrada o selo de Estabelecimento Recomendado pelo TripAdvisor, atribuído há algumas semanas. Tiago Silva, jovem empreendedor de Óbidos, é o proprietário do estabelecimento que se situa na Rua Direita. O Tasca Torta tem 22 lugares, funciona como restaurante e fornece um serviço de tapas e vinhos, e está aberto das 10 da manhã às 23 horas, fechando à terça­ feira. O TripAdvisor é um sítio de internet de aconselhamento de viagens, onde os estabelecimentos nele registados recebem críticas dos clientes. Os critérios do TripAdvisor são muito rigorosos e após um número determinado de comentários positivos a organização atribui um galardão de Estabelecimento Recomendado.

Abu Simbel navilamedieval

A réplica do Templo Abu Simbel está aberta ao público na cerca do castelo de Óbidos desde ontem e fica até 31 de outubro

Obi regressa ao horário de Inverno

O Obi – Transporte do Concelho de Óbidos, retomou, no passado dia 3 o “horário de inverno”, com vários percursos diários, abrangendo quase toda a área geográfica do concelho. De recordar que nestes transportes são praticados preços sociais, existindo uma atenção para os munícipes seniores que, ao PUBLICIDADE

06

15 setembro 2012

aderirem ao Programa Melhor Idade, ficam isentos de qualquer pagamento. Os interessados podem consultar os horários do Obi para os dias úteis de inverno, até dia 30 de junho de 2013 no sítio da internet da Câmara Municipal de Óbidos, em www.cm­ obidos.pt.

Construído em tamanho quase real, este complexo tem 12 metros de largura por 21 de comprimento. Esta réplica é composta por quatro zonas, a fachada, duas salas chamadas de “pilares” e o santuário. Os bilhetes custam 5€ para casal ou bilhete familiar, 3€ para bilhete individual e 1,5€ para bilhetes de grupos. A réplica deste museu esteve também presente na Feira Internacional de Artesanato de Peniche, no passado mês de agosto. O museu original é considerado uma das mais grandiosas obras do faraó Ramsés II e, para muitos arqueólogos, é o maior e mais belo dos templos. Fica situado no sul do Egito, no banco ocidental do rio Nilo, perto da fronteira com o Sudão, numa região denominada Núbia, a cerca de 300 quilómetros da cidade de Assuão.


caldas da rainha // concelhos

|

Complementus diz que paga a enfermeiros até ao final do ano

OesteCIM promovemobilidade

Foto: Dmytry Fotography

A Semana da Mobilidade no Oeste – “Sustentabilidade em Movimento no Oeste 2012” é promovida pela OesteCIM, junto ao edifício­sede da Comunidade Intermunicipal, nas Caldas da Rainha, de 17 a 22 de setembro A empresa Complementus, que desde outubro devia 121 mil euros a 28 enfermeiros do Centro Hospitalar Oeste Norte (Caldas da Rainha, Peniche e Alcobaça) comprometeu­se, no passado dia 8, a regularizar os pagamentos, de forma faseada, até ao final do ano, avançou a agência Lusa. “Já regularizámos os pagamentos referentes aos meses de outubro a dezembro do ano passado”, assegurou Aragão Rodrigues, administrador da empresa, depois de uma reunião entre esta, o conselho de administração do Centro Hospitalar Oeste Norte (CHON) e o Sindicato dos Enfermeiros Portugueses (SEP). As dívidas a 28 enfermeiros

subcontratados pela Complementus são referentes a horas de qualidade e extraordinárias. As negociações culminaram “com um consenso” em que o devedor se comprometeu a “entre setembro e dezembro pagar sempre dois meses em atraso, ficando depois a pagar a 90 dias, que é também o prazo que o hospital demora a transferir as verbas para a empresa”, afirmou a dirigente sindical Dina Mendonça. O plano de pagamentos foi aceite pelos enfermeiros como “uma solução ajustada” que justifica, para já, a suspensão de uma greve e outras medidas de protesto anunciadas pelo sindicato.

Frederico Silva é o primeiro a vencer num “Grand Slam”

No âmbito da Semana Europeia da Mobilidade, a iniciativa tem várias atividades agendadas, destacando­se um seminário sobre a temática da mobilidade sustentável, no edifício da OesteCIM, na próxima segunda­feira, pelas 14h00. Esta ação, que conta com a parceria da Agência de Energia

OesteSustentável e a Associação Marcar o Ritmo, propõe também uma exposição de veículos elétricos comercializados em Portugal, a demonstração de centrais de carregamento elétrico e a disponibilização de bicicletas para um percurso nas Caldas da Rainha

Frederico Silva, natural das Caldas da Rainha, fez história ao vencer, no dia 8, com o britânico Kyle Edmund, o torneio de pares juniores do US Open, tornando­se no primeiro tenista português a conquistar um título numa prova do "Grand Slam". Na final, frente aos australianos Nick Kyrgios e Jordan Thompson, Frederico Silva e Kyle Edmund impuseram­se por 5­7, 6­4 e 10­6. Após o jogo, Frederico assumiu que “este título é diferente de todos os outros. Apesar de ter sido em pares, acabou por ser uma conquista bastante importante. Pessoalmente, ter vencido nos Estados Unidos dá­ me mais força e motivação para continuar a evoluir e a treinar­me para as próximas competições. É muito gratificante ser o primeiro tenista português a vencer um torneio do Grand Slam. Foi importante, até para conseguir mais apoios”. Com 17 anos, Frederico Silva, que alcançou a sexta posição na classificação júnior mundial em janeiro deste ano, é o vice­campeão europeu no escalão em singulares.

sob o lema “Ande de bicicleta, melhore a sua saúde”. Decorre ainda a campanha Eco­trocas “Recicle por um bilhete de transporte”, que permitirá a troca de embalagens para reciclagem por bilhetes de transportes públicos. Todas as iniciativas estão abertas ao público.

Grandes músicas, grandes emoções...

nas Caldas da Rainha! 15 setembro 2012

07


| concelhos // caldas da rainha

colagem, artes visuais, cerâmica, música e arte urbana, entre outros. As entradas são livres.

Universidade Sénior com inscrições abertas

Começou no passado dia 3 de setembro a segunda fase de matrículas na Universidade Sénior Rainha D. Leonor, nas Caldas da Rainha. Os interessados devem dirigir­se à secretaria da Universidade, no período entre as 9h30 e as 12h30 e entre as 14h00 e as 17h30. A universidade destinada à população sénior do concelho está também em PUBLICIDADE

O Hospital Termal continua encerrado após a deteção de organismos em quantidades superiores ao mínimo permitido. As termas só serão reabertas ao público quando se conseguir estabilizar o número de mesófilos dentro dos parâmetros aceitáveis

processo de reforço do seu grupo de docentes e está a convidar professores, em regime de voluntariado, nomeadamente para as disciplinas de Francês, Inglês, Instrumentos de Música e Literatura. Para formalizar a candidatura os interessados poderão entregar o seu curriculum vitae na secretaria da Universidade Sénior.

A presença excessiva destas bactérias, que pode levar à multiplicação de micro­organismos patogénicos até valores que podem provocar doenças no homem, concentra­se mais junto ao furo de captação de água termal. Os tratamentos no Hospital Termal foram suspensos a 29 de junho, suspeitando­se de uma avaria num equipamento, tendo continuado encerrado porque uma semana depois foi detetada a presença de legionella nas análises de rotina, outra bactéria nociva à saúde. No início do ano, a 2 de janeiro, os tratamentos também tinham sido interrompidos, primeiro

Fotos: Dmytry Fotography

A “ArtShow e Open House” vai estar patente no Centro Empresarial e de Congressos da Expoeste, nas Caldas da Rainha, nos dias 6 e 7 de outubro. Este é um projeto que pretende divulgar artistas plásticos estabelecidos, em ascensão ou mesmo em início de carreira, e de abordagem ao tema pedagógico das artes decorativas. O ArtShow é uma exposição que se pretende anual de artes Plásticas, promovida pela Câmara Municipal das Caldas da Rainha e Expoeste e organizada pela Pintora Paula Mendes e apoiada pela Revista Passo a Passo. É composta por mais de 200 artistas nacionais a trabalhar ao vivo, disponibilizando os seus trabalhos para venda com portfólios a mostrar mais de 4.000 obras de arte nas áreas da pintura, escultura, gravura, desenho, fotografia,

Bactériasmantêm Hospital Termal fechado

Foto: Margarida Elias

Foto: Margarida Elias

Artes Plásticas expostas em outubro

devido a uma alegada avaria, sendo que três dias depois o CHON acabaria por anunciar a deteção da legionella. Este encerramento não deixa de ser nocivo para o hospital, agravando o facto de que o número de pessoas que recorre aos tratamentos nas termas clássicas diminuiu 10% em 2011, ano em que acabaram as comparticipações estatais, revela um estudo do Turismo de Portugal. Em contraste, na área de bem­estar e lazer a procura cresceu. O Hospital Termal das Caldas da Rainha, recebeu 1.488 inscrições em 2011, menos 8,8% do que no ano anterior.

CANHOTO SNACKBAR

08

15 setembro 2012


região |

AvanteOeste, avante!

Cadaval solidário não aumenta IMI em 2013

A 36ª edição da Festa do Avante! decorreu no passado fim de semana, na Quinta da Atalaia, Seixal. Com representações de todos os distritos de Portugal, as localidades de Peniche, Óbidos, Caldas da Rainha e Bombarral também marcaram presença Sara Neto foi pela segunda vez ao Avante!, “mais pelo convívio, e por ser uma festa do povo onde se nota bastante respeito pelas pessoas e pelos jovens”. A ideia dos espaços dedicados às regiões é vista, aos olhos da jovem, como “muito interessante” pois proporciona “uma diversidade gastronómica a quem visita a Festa do Avante e claro que permite a divulgação dos pratos de cada região. Mas acho que o objetivo não é lucrar com a festa”. O espaço dedicado ao distrito de Leiria tinha vários concelhos do Oeste a oferecerem as suas especialidades gastronómicas. Óbidos não deixou de levar a sua Ginga, partilhando a Tasca da Ginjinha com a de Alcobaça. O Bar das Caldas da Rainha tinha ao dispor dos visitantes pequenos­ almoços e petiscos, e Roberto Correia, colaborador do PCP de Leiria, assumiu que, no geral, “o nível de vendas baixou relativamente ao ano passado”. O Bar de Peniche não se encontrava na secção do distrito porque a sardinha assada precisava de outras condições para ser confecionada na perfeição. "Peniche é uma terra com tradições culturais e gastronómicas, e é na verdade um ponto de

referência na Festa do Avante!”, diz José António Amador, membro da Direção da Organização Regional de Leiria, assegurando que “a sardinha de Peniche é da melhor do mundo e nós orgulhamo­nos de ter uma tasca com sardinha fresca, trazida da cidade”. Mas há mais: “os

Restaurantes recusam cartão no dia 25

O Movimento Nacional de Empresários da Restauração realiza um protesto a 25 de setembro, onde os restaurantes aderentes, em todo o país, não aceitarão pagamentos com cartões

de débito ou crédito. Esta iniciativa serve de protesto contra as taxas cobradas pelas entidades bancárias e pela taxa de 23% do IVA, que consideram “excessiva”. Na carta aberta enviada a Pedro Passos Coelho, os empresários referem que “sem linhas de crédito com juros bonificados, sem a redução dos custos energéticos para as micro e pequenas empresas e sem que a revisão da lei do arrendamento urbano contemple regimes de exceção para o arrendamento comercial, o setor é

Amigos de Peniche ­ uns pastéis maravilhosos, que são muito bons e se esgotam rapidamente”, mas não disfarçam os reflexos da crise: “as dificuldades das pessoas sentem­se. Não é em grande escala mas nota­se uma diminuição de pessoas, o ano passado vendemos 180 Entradas Permanentes, este ano vendemos 150”. A situação económica não foi esquecida por Jerónimo de Sousa, líder do PCP, no seu discurso de encerramento da Festa do Avante!, onde afirmou que "o primeiro­ ministro está a prejudicar o futuro dos filhos dos portugueses com estas medidas brutais". “Dissemo­lo e a vida confirma­o. A dimensão dos problemas atingiu níveis inimagináveis. Se o país há muito estava mal, tudo ficou pior”. José Amador afirma ainda que “esta festa só se faz com muita militância e dedicação. Há quem trabalhe a montar a festa, trabalhe durante os três dias e a desmonte. Por isso a palavra de ordem há 36 anos é "não há festa como esta". Outra “palavra” de ordem é “A Carvalhesa”, que Sara Nato diz ser “o ponto alto da festa, e como tal, há muita euforia e alegria. Acho que é um momento de libertar tudo”. inviável”. Caso o governo não atenda as revindicações, o movimento equaciona a promoção de iniciativas de natureza reivindicativa, de alcance nacional, começando por convocar, já na última semana deste mês, uma concentração nacional, junto à Assembleia da República. De acordo com os dados do INE as insolvências no setor aumentaram 98% e perderam­se 33.000 postos de trabalho no 1º trimestre de 2012, face ao mesmo período de 2011.

A Câmara Municipal do Cadaval (CMC) não vai aumentar o IMI por estar “solidária” com a população. A autarquia deliberou, na reunião ordinária de 28 de agosto, propor à Assembleia Municipal a aprovação de taxas de IMI (Imposto Municipal sobre Imóveis) abaixo do limite máximo fixado por lei. Em nota enviada à comunicação social, o executivo da CMC “entende que deve também o município dar um sinal de solidariedade e esperança à população – numa época de grandes dificuldades económicas para as famílias do concelho – através do não aumento de impostos, sem comprometer, no entanto, a gestão equilibrada da autarquia”. Trata­se da primeira vez, desde o 25 de Abril, que o executivo camarário aprova taxas de IMI abaixo do valor máximo legal, mantendo para 2013 os valores cobrados em 2012. A CMC depara­se também com os constrangimentos causados pela Lei dos Compromissos e dos Pagamentos em Atraso. Estes exigem à autarquia do Cadaval “a

manutenção de um nível elevado de disponibilidade financeira para fazer face a compromissos existentes, bem como a novos compromissos”. A retenção, por parte do Estado, “de 5% do valor total da receita do município com o IMI”, foi também tido em conta, tal como “o facto de estar prevista uma cláusula geral de salvaguarda relativa à coleta de 2012 e 2013 (a pagar em 2013 e 2014, respetivamente), aplicável aos prédios urbanos objeto da avaliação geral. Na prática, essa cláusula representa que o aumento anual do IMI não poderá exceder, em cada um desses anos, o valor de 75 euros, ou um terço da diferença entre o IMI resultante da avaliação geral e o IMI devido em 2011”. Depois de tomadas todas as deliberações, a câmara do Cadaval decidiu não aumentar o imposto, “apesar do Orçamento de Estado para 2012 estabelecer novos limites mínimos e máximos para as taxas de IMI em 2013, refletindo assim as orientações do Governo em aumentar as receitas dos municípios”.

Triatleta Vanessa Pereira no campeonato Ironman A triatleta Vanessa Pereira vai disputar, pelo segundo ano consecutivo, o campeonato mundial de Ironman no Havai, em outubro. A atleta, natural do Cadaval, apurou­se para a prova havaiana de Triatlo Longo depois da vitória, em junho, no Ironman de Nice (França). A tricampeã nacional de distância longa acrescentou, entretanto ao seu currículo, o título de campeã nacional de ciclismo de contrarrelógio. Vanessa diz que parte para o Havai “almejando um lugar no pódio, algo que em toda a história nenhum atleta português conseguiu”.

15 setembro 2012

09


PUBLICIDADE

DESCONTO NÃO ACUMULÁVEL

ESPtemmaisalunospor

O diretor da Escola Secundária de Peniche, José Diniz, explicou, no âmbito do “Especial Regress vai processar o novo ano letivo naquele centro de ensino

Em relação aos anos anteriores, o responsável pela escola admite que este ano letivo 2012/2013 apresenta novidades, “sendo as mais significativas as que dizem respeito à componente letiva dos professores, à alteração dos currículos e ao aumento do número de alunos por turma, uma vez que têm repercussões na distribuição do serviço”. “As questões que envolvem professores provocam sempre alguma instabilidade que, direta ou indiretamente, acaba por afetar o funcionamento da escola”, confessa o diretor. Este defende ainda que “os profissionais da ESP sempre souberam dar a resposta adequada às circunstâncias, pelo que não se prevê que os alunos venham a ser afetados por isto”, adiantando ainda que não existiram cortes nos auxiliares de educação. A crise económica está a afetar grande parte da comunidade escolar nacional e os alunos da ESP com situações de carência “estão sinalizados. Tem sido feito um

TAMANHOS GRANDES ATÉ AO Nº64 Rua Heróis da Grande Guerra

CALDAS DA RAINHA

MODA DOS 0 AOS 18 ANOS

Rua do Montepio

1 0% EM COMPRAS SUPERIORES A 25€ 10

15 setembro 2012

DESCONTONÃOACUMULÁVEL

CALDAS DA RAINHA

esforço por apoiar estes alunos, tanto ao nível do serviço de refei­ ções, como na disponibilização de manuais escolares”, acrescenta o diretor. A oferta formativa feita pela Escola Secundária de Peniche “foi definida de acordo com o parecer do conselho consultivo para os cursos profissionais, no qual têm assento as forças vivas da cidade”, diz José Diniz. Acrescentando ainda que esta “foi definida atendendo às necessidades identificadas”. O apoio a alunos com necessidades educativas especiais é assegurado por uma professora do ensino especial, sendo que a escola proporciona também bolsas de professores de apoio que se encontram disponíveis para responder às necessidades dos alunos. O responsável pela ESP deu ainda conta do número de alunos para este ano letivo: 620 matriculados no ensino diurno, cerca de 40 a frequentar os cursos EFA (noturno); e 150 em processo RVC.

masaju

A Escola Superior de Turism analisada pela sua diretora Te 1300 estudantes, que, se apres

Teresa Mouga diz que de redução do Orçam ocorrem de forma siste contarmos com mais u para 2013”, não há indicações do Ministér ência relativamente ao letivo das instituições Na Escola Superio Tecnologia do Mar (E os estudantes de licen no próximo dia 17 e o duas semanas mais tard Os alunos que term concorrem para a ESTM essencialmente, de cu área do turismo, licenciaturas em Turism em Gestão Turística Hoteleira e na área d tecnologias, licenciatura em Biolog Marinha Biotecnologia. “Tod estes esgotaram as va disponíveis na 1ª fas concurso nacional de a adiantou. A diretora justifica o en ano letivo passado, do Turístico no regime diminuição do núm interessado neste reg deste encerramento, funcionamento o cu distância, “que aproximadamente as aos candidatos com est estudante”. A escola superior, loc


rturma

so às Aulas” de “O Jornal”, como se

ESTM reduzprofessores udaalunosquetrabalham

mo e Tecnologia do Mar – Instituto Politécnico de Leiria, em funcionamento desde 1999, é Teresa Mouga, em entrevista a “O Jornal”. Para este ano letivo espera­se o habitual número de sentarem dificuldades económicas, podem trabalhar na escola para ajudar a pagar as contas Nossa Senhora dos Remédios, Cabo Carvoeiro, Peniche, deve continuar com o mesmo número de 1300 alunos, “dado que teremos em funcionamento aproximadamente o mesmo número de formações”. Oito licenciaturas, duas com dois regimes [diurnos e noturnos], e seis mestrados”. Já a nível do número de professores, a situação é diferente. “Nos últimos dois ou três anos temos diminuído o corpo docente da ESTM, rentabilizando recursos, fazendo uma distribuição de serviço docente mais eficaz”. Fazendo uma escolha entre os que ficam, e os que saem, Teresa Mouga afirma que dispondo “de dezenas de docentes que têm uma atividade profissional a tempo inteiro noutro local, temos optado por dispensar os docentes que auferem remuneração noutros locais”. Esta medida permite que se tenha “conseguido manter o nosso núcleo de docentes em regime de tempo integral sem alterações”, adianta. Apesar do número de pessoal não docente ser “manifestamente insuficiente para uma escola com esta dimensão”, a diretora admite que “a boa vontade de todos os funcionários tem permitido manter um funcionamento razoável dos serviços. Habitualmente recorremos também ao IEFP, estabelecendo com esta entidade alguns contratos Emprego­Inserção, que nos resolvem alguns problemas mais graves”.

"A boa vontade dos funcionários tem permitido manter um funcionamento razoável dos serviços"

ncerramento, no o curso de Marketing pós­laboral com “a mero de estudantes gime”. Mas apesar a escola tem em urso em regime à permite oferecer mesmas condições tatuto de trabalhador­

calizada no Santuário

Trabalha, que o IPL ajuda

Um dos primeiros sinais de alerta apresentados por um aluno com dificuldades é a falta de pagamento das prestações da propina. Perante estes casos, “e têm surgido muitos”, o aluno é contactado pelos serviços, que lhe propõem várias soluções possíveis: “a definição de um plano de pagamento próprio, permitindo um pagamento mais faseado das prestações e sem a cobrança de juros; o recurso a uma bolsa de estudos ou ao Fundo de Apoio ao Estudante, dos Serviços de Ação Social do instituto, através do qual o estudante faz algum tipo de trabalho para os serviços e, em troca, estes são compensados com alojamento, refeições, pagamento das propinas ou outras formas de apoio a definir”. Teresa Mouga afirma que através destas medidas, “o IPL tem conseguido que muitos estudantes se mantenham a estudar”. Quanto ao futuro da Escola Superior de Turismo e Tecnologia do Mar, a sua diretora acredita na “consolidação da missão da ESTM”. Mas não deixa de apontar novos caminhos: “penso, porém, que podemos crescer consolidando a oferta formativa, especialmente no que se refere aos mestrados e na investigação científica que desenvolvemos na escola. Já temos em desenvolvimento muitos projetos de investigação, mas espero que nos próximos anos consigamos estabelecer muitas outras prestações de serviços e projetos de investigação aplicada, auxiliando, tanto quanto nos é possível, o desenvolvimento económico do país”.

PUBLICIDADE

e, “além das questões mento de Estado, que emática há 3 anos, se uma redução de 2,5% á qualquer tipo de rio da Educação e Ci­ planeamento do ano do ensino superior. or de Turismo e ESTM), as aulas para nciatura iniciar­se­ão os mestrados uma ou de. minam o secundário M à procura, ursos na nas mo e a e das a gia e dos agas se do acesso”,

15 setembro 2012

11


| região

IPL já tem 73% das vagas preenchidas

PrémiosdeMéritoabrem anoletivo

No Cadaval os alunos com melhor aproveitamento escolar recebem um prémio pecuniário e os melhores desportistas são premiados com medalhas

O Instituto Politécnico de Leiria (IPL) preencheu 73% das suas vagas no regime diurno na primeira fase de candidaturas ao ensino superior. Com a entrada de 1.310 caloiros, o IPL, do qual fazem parte a Escola Superior de Turismo e Tecnologia do Mar (ESTM), em Peniche e a Escola Superior de Arte e Design (ESAD), das Caldas da Rainha, tem assim, nesta primeira fase, 60,5% do total das suas vagas preenchidas ­ diurna, pós­laboral e à distância. Nuno Mangas, presidente da instituição, considera que “tendo em conta a conjuntura atual estes resultados são positivos”, mostrando que o IPL “continua a ser atraente para os estudantes, com licenciaturas

pertinentes e espaço no mercado laboral”. Na ESTM os cursos de Biologia Marinha e Biotecnologia, Gestão Turística e Hoteleira e Turismo, esgotaram as vagas, assim como os de Artes Plásticas, Teatro, Som e Imagem, Design de Ambientes e Design Gráfico e Multimédia, nas Caldas da Rainha, também preencheram 100% das suas vagas.

“Quero Estudar Melhor” no IPL O Instituto Politécnico de Leiria foi selecionado para as bolsas de estudo “Quero Estudar Melhor”, iniciativa do jornal Expresso e da empresa Prébuild. Seis licenciaturas do instituto foram consideradas elegíveis para a candidatura às bolsas Quero Estudar Melhor: Design Gráfico e Multimédia ­ regime pós­laboral; Design Industrial; Design de Ambientes; Design de Cerâmica e Vidro; Design Gráfico e Multimédia; e Marketing.

O Município do Cadaval assinalou ontem a abertura do novo ano letivo com a habitual Receção ao Aluno, no pavilhão municipal, onde a autarquia entregou os Prémios Municipais de Mérito Escolar e Mérito Desportivo. Os prémios, atribuídos anualmente pela

Papelaria JOVEM

Câmara Municipal do Cadaval, visam distinguir os estudantes que, no ano letivo anterior, se evidenciaram no aproveitamento e desporto escolar, estimulando assim o esforço estudantil. No que respeita ao mérito escolar, a autarquia atribuiu prémios pecuniários,

aos melhores estudantes do 3.º ciclo e secundário do concelho. O Mérito desportivo foi distinguido com a entrega de medalhas. Aos finalistas do ensino secundário foram entregues diplomas de “Valor e de Excelência”, por parte do Agrupamento de Escolas do Cadaval.

PUBLICIDADE

MANUAIS ESCOLARES E TODO O MATERIAL NECESSÁRIO FRENTE À ESCOLA E.B. 2-3 - 262 758 357 - ATOUGUIA DA BALEIA 12

15 setembro 2012

.Papelaria .Livraria .Encadernações .Fotocópias .Impressões

E n co m e n d e AQvUroIs os li es colares ! Rua D.Luís de Ataíde, 1 1 262 781 994 - 262 785 079


economia |

HélderMesquita

Hélder Mesquita decidiu abrir o seu próprio negócio de canalização há cerca de dez anos. Atualmente efetua trabalhos nas áreas da climatização, canalização, energias renováveis, painéis solares, fotovoltaicos e térmicos. O empresário diz que ainda “há muito mercado para os meus serviços na nossa região, de norte a sul do país e no estrangeiro. Já cheguei a fazer alguns trabalhos em Inglaterra”. Para executar os serviços para os quais é contratado, tem a trabalhar consigo um funcionário efetivo, e quando é necessário executar algumas tarefas extra conta com a colaboração de mais duas pessoas. Mesmo com a crise, ainda vai havendo trabalho para Hélder Mesquita. “Nesta altura há sempre quem queira montar e poupar, e por exemplo os painéis solares são uma boa solução de poupança, onde se pode fazer uma redução na fatura da eletricidade na ordem dos 70 por cento”.

BazarGomes

“Eu era pescador. Na altura pescávamos com uns ancinhos de inox, mas como não tinha dinheiro para os comprar, adquiri uma máquina de soldar à sociedade com o meu sogro e comecei a fazer uns para mim”, foi assim que começou a história da vida profissional de Fernando Gomes, 39 anos, gerente do Bazar Gomes, na Estrada Nacional 114, Amoreira. Na loja inaugurada a 4 de agosto, pode­se encontrar “todo o material para o dia­a­dia. Não queremos que as pessoas se desloquem às Caldas por causa de uma peça, queremos que tenham um sítio com tudo, desde fechaduras, portas, autoclismos, lâmpadas, tintas, tudo o que é necessário para a bricolage e construção”. Em complemento à loja, sonho antigo de Fernando Gomes, está a serralharia (outrora na garagem de sua casa durante 11 anos), onde se concretizam trabalhos como portões e gradeamentos de ferro, alumínio e com chapas de sanduíche e automatismos.

OLIVEIRAS, LDA.

PUBLICIDADE

PAPELARIA LIVRARIA BRINQUEDOS

saiba mais em: www.poipeniche.com

Rua António da Conceição Bento, 23-B - 262 783 143 - PENICHE 15 setembro 2012

13


| economia

OSótão

O conceito do “O Sótão” passa pelos três R’s: “Reduzir, Reutilizar e Reciclar”. É assim que Cidália Horta, de 37 anos, define a sua loja de venda de artigos em segunda mão, aberta há três anos na Lourinhã e há seis meses na cidade de Peniche. A empresária explica que “já várias clientes me haviam sugerido a abertura da loja aqui, e após uma análise de mercado verifiquei que tinha potencial”. “O que se pretende é que quem tem coisas que não precisa, lhes dê utilidade e sentido, e quem precise possa encontrá­las com boa qualidade e a baixo preço. O bom negócio é para quem compra e não para quem vende”. Cidália Horta espera que esta crise sirva para “as pessoas perderem o preconceito em relação a este negócio. Nos países desenvolvidos já está bem enraizado e espero que quando a crise passar as lojas de artigos em segunda mão sejam algo natural, como nas principais capitais europeias. Esta é uma loja para pessoas inteligentes”.

Ambassador

O snack­bar Ambassador situa­se na rua António Conceição Bento há mais de 40 anos, mas está sob gerência dos pais de Filipe Cardoso, atual responsável, há 20 anos. O empresário de 35 anos é natural de Peniche e apresenta o estabelecimento como “uma casa muito versátil. Tem um horário das 8 da manhã às 2 da madrugada, começa por oferecer pequenos almoços, passando pelos almoços, lanches e jantares, e apresentamos uma ementa variada porque os nossos clientes procuram as refeições rápidas, caseiras da típica cozinha portuguesa e em conta”. Acrescenta que o seu estabelecimento “é um bom sítio para estar durante a tarde, ler o jornal e beber o café”, sem esquecer que “durante a noite também oferecemos o serviço de bar, com uma série de propostas dedicadas ao divertimento”. Filipe Cardoso diz estar “ligado ao surf e ao bodyboard há muitos anos e tento transportar esse ambiente para o Ambassador”.

PUBLICIDADE

14

15 setembro 2012


eventos |

EncontroNacional Motard emPeniche

Fotos: Anabela Adão

As duas rodas voltaram a ser motivo para juntar milhares de motards em Peniche, tendo o Sportágua sido palco de diversas animações, convívio, música e jogos aquáticos. Fica a história em imagens da 14ª edição

15 setembro 2012

15


| eventos

SemanaTantoMar

Fotos: Carlos Tiago

Oito dias de atividades ligadas ao mar, entre visitas a navios, batismos de mergulho nas Berlengas e experi锚ncias biol贸gicas na ESTM. Foram 50 os jovens que participaram na Semana Tanto Mar

16

15 setembro 2012


regresso às aulas // opinião

Disse algures o poeta e cientista António Gedeão que «o mundo pula e avança, como bola colorida entre as mãos de uma criança». Verdade simples. Cheia de ternura. E o mundo não pára, a vida não pára, as coisas transformam­se, o desenvolvimento acontece … Pediram­me que desse um testemunho de como era a educação/instrução no meu tempo. Claro que isso implica imediatamente que eu sou doutro tempo… Mas não. Eu sou de ontem sendo de hoje. Mas falemos então, um pouquinho, do meu tempo de criança, talvez ainda de adolescente. Mas comparações, não. Só, possivelmente, de raspão. Porque tenho medo de poder ser injusto. E eu não quero. Porque cada tempo tem o seu envolvimento. O que talvez possa ser do interesse de todos é procurarmos saber a razão por que tais envolvimentos possam ter criado diferenças na maneira de encarar o problema da instrução/educação nos vários tempos. Porque haverá coisas menos correctas, menos bem compreendidas em qualquer das gerações, quer na assunção de processos de transmissão do saber, na adopção de padrões e objectivos diferentes, no número de horas atribuído e aproveitado no dia­a­dia, na própria relação professor/aluno/pais… Tanta coisa ! Mas… vamos lá ver se consigo que a minha memória me transporte a setenta e sete anos atrás, à escola da minha infância, e que, com as minhas pobres palavras, consiga ser de algum modo útil a quem tiver a paciência de me ler… Ora, o dia 7 de Outubro –a não ser que coincidisse com um domingo –era qualquer coisa de estranho: um acesso de timidez, de receio, um gesto de conquista, de liberdade… E lá íamos a caminho da escola, apoiados na mão mais velha e experiente do pai, da mãe, ou de outro parente, com um certo orgulho na mala de sarja (os meninos de pais com mais algumas posses, já as levavam de cartão…) que levávamos a tiracolo, com alguns livros, cadernos, uma ardósia (a que passaríamos a chamar “pedra”…) e uns canudinhos compridos, de um cinzento­escuro, a que daríamos o nome de “penas”… A verdade é que, no ano em que “pisei” pela primeira vez a minha escola primária, fui encontrar nas mesmas condições, vestidinhos de “festa” e de surpresa nos olhos, mais de meia centena de catraios como eu, encaminhando­se para a mesma sala,

onde fomos encontrar um senhor que nos pareceu mais velho que os nossos pais e com um ar de algum modo austero, que se apresentou como a pessoa que iria ser o nosso Professor. Sentámo­nos dois a dois, numa carteira que tinha um tampo que se abria e fechava, em cuja “caixa” poderíamos guardar a sacola dos livros e dos cadernos e que tinha, encaixado, à direita, um tinteiro branco, de louça, cheiinho de tinta… Tínhamos sido colocados no nosso “posto de trabalho”, que o seria durante quatro anos (para alguns de nós, infelizmente, seria, pelo menos, mais um…) e que seria a carteira da nossa alegria de miúdos traquinas, ou do nosso sofrimento… Sim, porque no “meu tempo” ainda havia reguadas – quando nos portávamos menos bem, ou quando errávamos as contas, ou quando dávamos muitos erros nos ditados, ou quando não havíamos estudado as lições, trocando­as por uns banhos saudáveis, mas rebeldes, ou por uns desafios de futebol, na Prajeira, a estragar os sapatos ou as botas… E, aqui para nós, que ninguém nos ouve, abençoadas reguadas… E porquê ? – porque acabámos os nossos quatro anos com a classificação de muitas distinções (e o António Maria foi o primeiro, levado por nós em ombros, como se fosse um campeão – e era !), porque ficámos uma turma de amigos que, muitos anos depois, ainda comemorava, anualmente, num almoço animado, a nossa infância e companheirismo, um almoço cheio de amizade e de saudade, que nos levava, também, a visitar os companheiros que já haviam partido e a homenagear, com palavras sentidas de agradecimento, junto à sua campa, o que fora o nosso Professor. E isto apesar dos “bolos” amigos que nos dava (reguadas, melhor dizendo…), mas que nós respeitávamos e admirávamos como mestre que era, não apenas sabedor do ofício, mas trabalhador , não se importando com o toque da sineta que, pela mão da “menina Inês”, anunciava o termo das aulas, ficando, para alem da hora legal… a aturar­nos e a ensinar­nos a sermos homens! Três bandeirinhas era o estímulo que, muitas vezes, especialmente nos oferecia e que era colocada, como triunfo, sobre o tampo da primeira carteira de cada fila (a carteira do “chefe de fila”): a primeira, era a portuguesa, como prémio da fila que melhor se havia portado, a segunda, era

|

“Omundopulae avança” Mariano Calado Professor

a inglesa, e a terceira, francamente, não me ocorre… As aulas de ciências naturais eram dadas, em grande parte, na cerca, sentados no chão à volta de um enorme eucalipto que aí morava (e que infelizmente desapareceu), e onde aprendíamos, ao vivo, o que era a bainha, o pecíolo e o limbo… E tínhamos, num canto do leste da mesma cerca, uma velha ginjeira que, no tempo dela (creio que nos idos de Maio de cada ano), era “despida” e nos oferecia umas boas centenas de frutos vermelhos e sumarentos que eram uma delícia; e como prémio da sua nudez, os meninos e as meninas, encantados e formados a rigor no espaço brincalhão da cerca, recebiam das mãos dos Professores, retirado de cestinhos enfeitados, o resultado de tantas ginjas, divididas por tanta gente, cabendo a cada um a fantástica alegria (creiam que era mesmo alegria…) de uns sete ou oito bagos a cada um. Ao alvorecer da aula do dia 1º de Dezembro – perdão, era feriado, não havia aula… ­, lá íamos nós, lembrando o amor pela nossa terra e aprendizes do que era a liberdade, comemorar a Restauração de Portugal. E saíamos – os meninos de calção azul e camisa branca e as meninas de blusa

"...no ano em que “pisei” pela primeira vez a minha escola primária, fui encontrar nas mesmas condições, vestidinhos de “festa” e de surpresa nos olhos, mais de meia centena de catraios como eu..."

branca e saia azul, ao som de um tambor rufado pelo nosso antigo colega António de Jesus, pum, catrapum, catrapum, pum, pum, a caminho da Igreja de S. Pedro. Uma vez por ano, lá íamos aos Remédios, por altura dos Círios, fazer uma visita onde a “cidade encantada” nos deslumbrava com os seus bonequinhos a mexer, a mexer, parecendo que estavam vivos… Que me perdoem aqueles que tiveram a gentileza de me convidar para dar um testemunho, se acaso não era isto o que de mim pretendiam e também os meus leitores, se pareci, negativamente, saudosista. Não era essa a minha intenção, mas sim recordar, viver de

novo, com o reviver de um tempo que passou mas que, na minha geração (no “meu tempo”) deixou em todos nós – os desse tempo – a marca indelével de uma saudável saudade e nos premiou, também, com um processo de instrução/educação, com uma relação saudável professor­aluno que ainda hoje enche de orgulho os olhos – que, quando riem, também sabem chorar… – dos que ainda por cá andam e que, dando do que podem, não esquecem o que ficaram devendo... *O autor deste texto escreve de acordo com a ortografia antiga.

PUBLICIDADE

15 setembro 2012

17


| opinião // regresso às aulas

Brincarépreciso António Seara Professor

"Alguns pais ou avós lamentam que os filhos ou netos não saiam já do jardim de infância com alguns dos conhecimentos que só à escola compete transmitir. Isto porque, no seu deficiente entender, é para isso que eles pagam"

É a brincar que a criança cresce como pessoa. Pois é. É a brincar que a criança se apercebe que a sua liberdade, dentro dum grupo, termina onde começa a liberdade do outro. E quem é o outro? É sempre alguém em quem ela descobre um bom companheiro. Que, a pouco e pouco, começa a ser tido como um amigo. Que pode mesmo vir a ser

Acabaram as férias escolares e vai recomeçar um novo ano letivo. É sempre saudável ver as escolas repovoadas de alunos. O que podemos esperar deste ano que agora se inicia? Não tenho dons de adivinho, mas receio o que aí vem. Comecemos por aquilo que já se sente, o desemprego docente. São milhares os professores a menos este ano, por uma razão fundamental e três acessórias que servem para legitimar a fundamental: razão fundamental – economicismo. As razões acessórias que tentam encobrir aquela: aumento de alunos por turma, decréscimo da população e revisão curricular. Milhares de professores foram “despedidos” (não viram os seus contratos renovados). Depois ouvimos os especialistas de economia, na televisão, dizerem que na função pública é que não há despedimentos. O segundo receio prende­se com a organização escolar. Desde 1997/98 que as experiências organizacionais não acabam. Nestes quinze anos já tivemos Conselho Diretivo, depois Direção Executiva ou Diretor consoante a vontade da escola; seguiram­se os Conselhos Executivos e, desde 2009, o Diretor. Durante bastante tempo, no 1º Ciclo e Educação Pré­Escolar, ainda existiu a figura do Delegado Escolar. O espantoso destas alterações é que se

artigo 7º alínea f, sobre os direitos dos alunos: [o aluno tem direito a] usufruir de um horário escolar adequado ao ano frequentado, bem como de uma planificação equilibrada das atividades curriculares e extracurriculares, nomeadamente as que contribuem para o desenvolvimento cultural da comunidade. Uma criança entrar na escola antes das 9h e sair às 17h e 30m ou mais tarde, é um horário adequado? 2º Aplauso – O mesmo estatuto na secção I do capítulo V responsabiliza os pais e encarregados de educação pelo comportamento dos filhos e educandos. Não discuto as medidas. Aplaudo o princípio. 3º Esperança – O mesmo estatuto coloca como primeiro dever do aluno (artigo 10º) “Estudar…”. O primeiro dever do professor consagrado no Estatuto da Carreira Docente (Decreto­ Lei n.º 42/2012, de 21 de fevereiro dispõe: “a) Leccionar as disciplinas, matérias e cursos para que se encontra habilitado (…)” Reside aqui a minha esperança de que se volte a dar primazia ao ensinar/aprender. A escola tem de ser o lugar da regra e do trabalho desde os anos iniciais ou não servirá para nada” (Inês Pedrosa, artigo na Única/Expresso, 10 de Junho de 2006, in Crónica Feminina). A todos um bom ano 2012/2013.

PUBLICIDADE

18

15 setembro 2012

fazem porque… sim. Não há avaliações que apontem erros aos modelos anteriores. Não, muda­se e nada mais. (Não me refiro, por agora, à agregação de agrupamentos ou “mega agrupamentos”, como são conhecidos, porque no próximo ano não há essas alterações no concelho de Peniche.) O terceiro receio vai para a confusão que se vai seguir com a avaliação dos alunos do 4º ano de escolaridade. Reza o ponto 2 do artigo 26º do Decreto­Lei n,º 139/2012: “No 1.º ciclo do ensino básico, a informação resultante da avaliação sumativa interna materializa­ se de forma descritiva em todas as áreas curriculares, com exceção das disciplinas de Língua Portuguesa e de Matemática no 4.º ano de escolaridade, a qual se expressa numa escala de 1 a 5.” Vai haver exames a Língua Portuguesa e a Matemática e daí a necessidade de avaliar de 1 a 5. No 4º ano, o Estudo do Meio e as Expressões continuarão a ser avaliadas de forma descritiva. A minha dúvida: como vão conciliar notas de 1 a 5 de Língua Portuguesa e de Matemática com a avaliação descritiva das outras áreas para se obter a avaliação final do aluno? Queria terminar com três apontamentos: 1º Perplexidade – O Estatuto do Aluno e Ética Escolar foi publicado no dia 5 de setembro (Lei n.º51/2012) e diz no

um grande amigo. Mais: na descoberta do outro (do bom amigo) ela acaba por descobrir quem é a pessoa que ela é. Na escola é, na verdade, assim: no pátio é que ela cresce verdadeiramente como pessoa. É um crescer endógeno. Um crescer conduzido por ela própria. No pátio é ela e só ela que, a brincar, se vê a cada momento, confrontada com diversas situações que tem de resolver. Na sala de aulas é que ela vai enchendo o seu cérebro de conhecimentos. É um crescer exógeno. Então qual o crescimento mais importante, o endógeno ou o exógeno? Um crescer de dentro para fora ou de fora para dentro? Direi simplesmente que os dois completam­se.

Alguns pais ou avós lamentam que os filhos ou netos não saiam já do jardim de infância com alguns dos conhecimentos que só à escola compete transmitir. Isto porque, no seu deficiente entender, é para isso que eles pagam. Um escritor americano (já não me lembro do nome) diz na própria capa dum livro seu mais ou menos isto: “O que de mais importante aprendi para saber viver foi no jardim de infância que adquiri”. Pois é. Ele reconheceu que foi a brincar e em tantas situações que são vivenciadas pelas crianças no jardim de infância que elas, de facto, crescem como pessoas. É para isso, e só para isso, que os pais pagam.

Oregressoàs aulas Carlos Almeida Professor

"O espantoso destas alterações é que se fazem porque… sim. Não há avaliações que apontem erros aos modelos anteriores. Não, muda-se e nada mais"


agenda 1 02 fm rádio |

PENICHE Campeonato de Surfde Peniche

Motos Clássicas em Casais do Júlio, organizado pelo Centro de ranchos terá lugar junto do Pavilhão da Associação Recreativa e Atividades Recreativas e Melhoramentos da localidade. Cultural Amigos da Capeleira e Navalha, com início às 14h30. As motos serão expostas, avaliadas e premiadas com troféus. As inscrições podem ser feitas até 27 de setembro pelo 262 769 109 ou carmcj@gmail.com ou ainda na sede da coletividade. A concentração é por volta das 9h00 e o programa inclui almoço de serrabulho e porco no espeto.

ÓBIDOS Festa de Santa Ana no Pinhal

O PPSC Peniche Surf Clube realiza neste fim de semana o Campeonato de Surf de Peniche 2012. Esta prova irá ser disputada nas categorias Open, Sub­15 e Feminino e apresenta um formato com rondas de qualificação que permitirão a todos os competidores surfar, no mínimo, por duas vezes. A organização aponta como local de realização da prova a Praia de Supertubos, palco da 8ª etapa do ASP World Tour. A iniciativa, que tem inscrições limitadas, é aberta a todos os surfistas, federados ou não, que se associem ao PPSC Peniche Surf Clube.

A Festa de Santa Ana acontece ainda até 19 de setembro, de 2012, na localidade do Pinhal, Óbidos. Sábado, dia 15 09h00 – Alvorada 22h00 – Atuação do conjunto “Os Lord ́s” Domingo, dia 16 09h00 – Chegada da banda da Sociedade Musical e Recreativa Obidense (SMRO) 09h30 – Peditório pelas ruas da aldeia 16h00 – Missa em Honra de Santa Ana, seguida de Procissão 18h30 – Concerto pela banda da SMRO 22h00 – Atuação de “Renato & Eu” e “J.F.T.I.” Segunda­feira, dia 17 16h00 – Torneio de Futebol entre Solteiros e Casados 22h00 – Atuação de “Paulo Dura Karaoke” Terça­feira, dia 18 15h00 – Jogos Tradicionais 20h00 – Tradicional Sopa da Pedra 22h00 – Baile com o conjunto “Chaparral Band”

Projeção de documentário e prova de vinhos no Centro Interpretativo de Atouguia da Baleia

No próximo dia 21 de setembro, sexta­feira, pelas 21h30, vai ter lugar na Igreja de S. José, Centro Interpretativo de Atouguia da Baleia, a projeção do documentário “Mother Vine, A Mátria do Vinho”, com a presença do Professor Virgílio Loureiro, seguida de debate e prova de vinhos históricos nacionais. Esta atividade resulta da escolha das vindimas para "Património do Mês" de setembro. A atividade é gratuita e aberta a todos os interessados.

6º Torneio de Sueca do Lugar da Estrada

O Sporting Clube da Estrada, no Lugar da Estrada, Atouguia da Baleia (Peniche), organiza, no dia 23 de setembro, o 6º Torneio de Sueca, no pavilhão da associação. Há almoço e lanche para todos os participantes e os lucros revertem para a construção do pavilhão e o apoio à IPSS “Mão Amiga”. Para mais informações ou inscrições pode contactar os seguintes números: 966 287 736; 917 045 935; 969 856 023.

1º Encontro de Motos Clássicas em Casais do Júlio

Quarta­feira, dia 19 14h00 – Peditório da Batatada 19h30 – Tradicional Batatada 22h00 – Baile com o grupo “Rodrigo e Filipa” 00h00 – Sorteio do Cabrito Desde 1928 que o repasto da batatada se repete, com o “fiel amigo” a garantir nesta aldeia a presença de milhares de pessoas todos os anos. O arraial conta com serviço de quermesse, bar e restaurante. Entradas livres.

Participam nesta edição: Rancho Folclórico e Etnográfico da Capeleira (adulto e infantil); Rancho Folclórico Infantil das Cortiçadas de Lavre – Montemor­o­Novo; Grupo Etnográfico Danças e Cantares do Zambujal; Rancho Etnográfico Flores de Cortes – Semide; Rancho Folclórico “Os Moleiros” – Abrantes e Rancho Folclórico do Salgueiro – Bombarral.

CALDAS DA RAINHA Venda de Garagem nos "Pimpões"

Com o lema “Venha vender o que tem em casa e já não utiliza” a Sociedade de Instrução e Recreio Os Pimpões, nas Caldas da Rainha, organiza, no próximo dia 15 de setembro, a primeira Venda de Garagem que se pretende que tenha um carácter regular. Roupa, livros, jogos, material informático, consolas, discos, cd's, móveis, bicicletas, tudo o que tenham disponível tragam para vender e assim realizar um "dinheirinho" extra. A iniciativa conta ainda com a presença do cantor local Paulo Seixas. Para mais informações poderá dirigir­se diretamente à secretaria dos Pimpões ou ligar o 262 877 740.

3ª Festa Branca em Santa Catarina

XVIII Festival de Folclore da Capeleira e Navalha

Realiza­se no próximo dia 30 de setembro, na localidadade de Capeleira, concelho de Óbidos, o XVIII Festival de Folclore da Capeleira e Navalha. O evento é organizado pelo Rancho Folclórico e Etnográfico da Capeleira que, este ano, celebra 40 anos de existência. As comemorações iniciam­se no dia anterior, sábado, dia 29, pelas 22 horas, com um baile animado pelo conjunto Jaime Ferreira. No domingo, dia 30, pelas 13h00, realiza­se um almoço Está agendado para domingo 30 de setembro o 1º Encontro convívio para os grupos participantes no festival. A exibição dos

Acontece já neste sábado, 15 de setembro a 3ª Festa Branca em Santa Catarina, nas Caldas da Rainha. Mundo Secreto e Candy Shop Project são os cabeças de cartaz, que conta ainda com animação de vários Djs. A iniciativa começa às 22 horas.

PUBLICIDADE

PROPRIEDADE: Hora H ­ Agência Global de Comunicação, Lda.

DEPARTAMENTO COMERCIAL: Paulo Rodrigues Cláudia Ramalho

COORDENADOR: José Monteiro

Rua Ramiro Matos Bilhau 10, 3º Esq 2520­486 Peniche

REDAÇÃO: Letícia Martins Marcelo Chagas Nuno Jorge

Contactos:

DIRETOR E ADMINISTRADOR: Luis Parreira

COLABORADORES: António Louro António Marques Carlos Tiago Dmitry M João Carlos Costa Luis Duarte

Av. Engenheiro Luis Paiva e Sousa, 2D 2500­329 Caldas da Rainha 91 857 99 40

102fmradio@netvisao.pt IMPRESSÃO: Fig­Indústrias Gráficas, S.A. Rua Adriano Lucas 3020­265 Coimbra

15 setembro 2012

19


Fotos: Dmitry M Fotography

| última

Ministérios fundem hospitais ecriam CHO

Os ministérios das Finanças e da Saúde publicaram em Diário da República a portaria n.º 276/2012 de 12 de setembro que cria o Centro Hospitalar do Oeste (CHO), extinguindo os atuais centros de Torres Vedras e Caldas da Rainha

PUBLICIDADE

20

15 setembro 2012

uma proposta da Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo (ARSLVT) com vista à reorganização dos cuidados de saúde na zona oeste de Lisboa, que sugeria a repartição de valências entre os vários hospitais que vão integrar o novo

centro. A portaria não define quais as valências que ficarão em cada hospital, referindo apenas que se pretende a "centralização e fusão dos serviços administrativos e de apoio às áreas clínicas, a concentração de especialidades médicas e cirúrgicas e

a racionalização dos custos”. O texto da portaria estipula que o novo Centro Hospitalar do Oeste (CHO) terá sede nas Caldas da Rainha, não indicando os elementos que compõem a futura administração. A fusão das chefias hospitalares numa única consta da reestruturação prevista para esta região, cujas restantes medidas vão ser implementadas pela nova administração, "no prazo que se revelar necessário", esclarece a ARSLVT. O documento refere a necessidade de concentrar serviços, recorrendo a "medidas de reorganização hospitalar que permitam uma maior rentabilidade e eficiência na prestação de cuidados de saúde à população e uma maior sustentabilidade financeira do Serviço Nacional de Saúde". A ARSLVT assegurou ainda que "não haverá dispensa de trabalhadores" dos quadros hospitalares, uma vez que "não se prevê uma redução de serviços, mas sim a sua reorganização".

348 mil pessoas para o CHO Fotos: Carlos Tiago

A fusão dos dois centros hospitalares, que conjuga os hospitais de Caldas da Rainha, Peniche e Alcobaça (antigo CHON) e Torres Vedras (ex­Centro Hospitalar de Torres Vedras), prevê uma redução da despesa pública até aos 20 milhões de euros e resulta de

A região Oeste é atualmente servida pelo Centro Hospitalar Oeste Norte (Caldas da Rainha), que abrange 176 mil habitantes dos concelhos de Alcobaça, Bombarral, Caldas da Rainha, Nazaré, Óbidos e Peniche, e pelo Centro Hospitalar de Torres Vedras, que serve 172 mil residentes do Cadaval, Lourinhã, Torres Vedras e parte do concelho de Mafra.


O Jornal - Edição nº14