Issuu on Google+

Tabela 25: Síntese do Prognóstico Ambiental AVALIAÇÃO DO EMPREENDIMENTO COM A ADOÇÃO DAS MEDIDAS PROPOSTAS NESTE EIA

SEM A ADOÇÃO DAS MEDIDAS PROPOSTAS NESTE EIA

• Preservação da área verde existente, garantindo melhor drenagem do solo e área urbana arborizada;

• Problemas de segurança dos voos, em decorrência da obstrução do controle visual pela vegetação do local;

• Manutenção das áreas verdes, através do gerenciamento da flora, para garantir a Segurança aeroportuária, quanto aos possíveis obstáculos. Controle da impermeabilização do solo;

• Aumento do grau de eutrofização dos canais de drenagem;

• Adequação do sistema de drenagem do aeroporto. Manutenção dos níveis aceitáveis de emissão de ruído;

• Ocorrência de cheias, devido ao aumento da impermeabilidade do solo e sistema de drenagem ineficiente;

• Controle operacional das atividades de manutenção dos concessionários, quanto à disposição dos resíduos e abastecimento das aeronaves e monitoramento dos fatores que possa prejudicar a qualidade do solo e dos nos cursos d’água superficiais e subterrâneos; • Manutenção de um bom relacionamento com a população através da permanência de Campo de Marte enquanto referência paisagística no entorno.

• Ocorrência de cheias pelo acúmulo de resíduos nos bueiros;

• Poluição de cursos d’água e solo, em decorrência da falta de controle da emissão de resíduos tóxicos, atividade de manutenção de aeronaves, operação de abastecimento.

COMPARAÇÃO DA SITUAÇÃO AMBIENTAL ATUAL E FUTURA EM RELAÇÃO ÀS INTERVENÇÕES PREVISTAS COM A PRESENÇA DO EMPREENDIMENTO

SEM A PRESENÇA DO EMPREENDIMENTO

• Menor ocupação do entorno e na área do empreendimento, em virtude das restrições técnicas impostas pela atividade aeroportuária;

• CENÁRIO 1 com a substituição por equipamento público de lazer (exemplo: parque): Maior ocupação do entorno e da área do empreendimento; Existência de área arborizada, fragmento de vegetação adensado e com pequena taxa de impermeabilização; Boa aceitação da população do entorno em relação ao empreendimento; Aumento do volume de tráfego sobre o sistema viário do entorno; Ausência de conflitos com os atuais padrões urbanísticos de zoneamento para o entorno imediato; Ausência de conflitos com usos já consolidados no entorno imediato.

• Existência de área arborizada, fragmento de vegetação adensado e com pequena taxa de impermeabilização; • Boa aceitação da população do entorno em relação ao empreendimento; • Melhor controle do volume de tráfego no sistema viário do entorno; • Conflito com os atuais padrões urbanísticos de zoneamento para o entorno imediato, apesar das restrições técnicas da aproximação dos voos; • Conflito com atividades já consolidadas no entorno imediato.

• CENÁRIO 2 com a substituição por centro comercial de grande porte (exemplo: Shopping Center): Aumento significativo da ocupação do entorno e da área do empreendimento; Supressão de área arborizada e aumento da taxa de impermeabilização; Aumento significativo do volume de tráfego sobre o sistema viário do entorno; Ausência de conflitos com os atuais padrões urbanísticos de zoneamento para o entorno imediato; Ausência de conflitos com usos já consolidados no entorno imediato. • CENÁRIO 3 com a substituição de parte do aeroporto (Asa Fixa) por transporte público (exemplo: TAV): Aumento significativo da ocupação do entorno e da área do empreendimento; Supressão de área arborizada e aumento da taxa de impermeabilização; Aumento significativo do volume de tráfego sobre o sistema viário do entorno; Ausência de conflitos com os atuais padrões urbanísticos de zoneamento para o entorno imediato; Ausência de conflitos com usos já consolidados no entorno imediato; Prejuízos econômicos à comunidade aeroportuária, aos serviços de taxiamento aéreo e congestionando nos aeroportos de Congonhas e Guarulhos.

PRIMEIRA FASE DE IMPLANTAÇÃO PREVISTA ATÉ O ANO DE 2015 • Reforma, ampliação, adequação e modernização de módulos de segurança aeroportuária: interligação das vias internas (área militar) • Reforma, ampliação e adequação do Terminal de Passageiros: ampliação da acessibilidade do Terminal de Passageiros para pessoas com deficiência. • Manutenção de sistemas de operações: Macro drenagem no sistema de pistas. • Reforma, ampliação e adequação de pistas e pátios: ampliação e adequação do complexo de pistas; reforma e adequação do Heliponto 02, via de acesso e via de serviços; implantação do Pátio de Aeronaves, entre a entrada do Aeroporto e o TPS; recapeamento total do sistema de pista (PPD e TWY)

CENÁRIO SEM A IMPLANTAÇÃO DAS OBRAS COM A ADOÇÃO DAS MEDIDAS E PROGRAMAS PROPOSTOS NO EIA

SEM A ADOÇÃO DAS MEDIDAS E PROGRAMAS PROPOSTOS NO EIA

• Preservação da área verde existente, garantindo melhor drenagem do solo e área urbana arborizada;

• Aumento da emissão dos níveis de ruído;

• Manutenção do tamanho atual do aeroporto;

• Aumento da emissão de poluentes atmosféricos;

• Níveis aceitáveis de emissão de ruído;

• Pressão sobre o sistema viário e o tráfego.

• Aumento da emissão de efluentes;

• Adequação do empreendimento ao sistema de coleta, tratamento e destinação de efluentes, diminuindo seu impacto sobre a região; • A rede viária do entorno não será pressionada pelo tráfego gerado pelo aeroporto.

AEROPORTO CAMPO DE MARTE

137


RIMA - Aeroporto Campo de Marte