Issuu on Google+

Escola E. B. 2.3 D. Luís Mendonça Furtado

Área de Projecto – 2007/2008

Índice……………………………………………………………………………1 Introdução………………………………………………………………………2 A adolescência………………………………………………………………...3 Causas e consequências da gravidez na adolescência…………….…….4 Dúvidas e questões colocadas pela adolescente grávida………………...5 Os métodos contraceptivos………………………………………….……….6 Anexo……………………………………………………………………………8 Conclusão………………………………………………………………………9

Shiv Bhudia – Jessica Loureiro

1

Escola E. B. 2.3 D. Luís Mendonça Furtado

Área de Projecto – 2007/2008

Introdução Este trabalho pretende mostrar o que é uma gravidez na adolescência. O que a grávida sente e o que os outros acham, para isso fomos perguntar aos próprios. Neste trabalho pode-se esclarecer algumas dúvidas que as grávidas eventualmente possam ter. No trabalho achamos importante falar sobre os métodos contraceptivos pois é a única maneira de prevenir uma gravidez sem ser, ter relações sexuais. É basicamente isto que o trabalho vai tratar. Esperemos que esclarecemos as vossas dúvidas sobre o tema!

Shiv Bhudia – Jessica Loureiro

2

Escola E. B. 2.3 D. Luís Mendonça Furtado

Área de Projecto – 2007/2008

A adolescência A adolescência implica um período de mudanças físicas e emocionais que é considerado, por vários autores, um momento de crise. Não podemos descrever a adolescência como uma simples adaptação às transformações corporais, mas sim como um importante período no ciclo de vida que corresponde a diferentes tomadas de posição sentidas ao nível social, familiar e também sexual. A puberdade marca o início da vida reprodutiva de rapazes e raparigas, sendo caracterizada por mudanças fisiológicas e psicológicas. Uma gravidez na adolescência provoca alterações na transformação que já vem ocorrendo de forma natural, ou seja, implica um duplo esforço de adaptação interna fisiológica e uma dupla movimentação de duas realidades que convergem num único momento: estar grávida e ser adolescente

Shiv Bhudia – Jessica Loureiro

3

Escola E. B. 2.3 D. Luís Mendonça Furtado

Área de Projecto – 2007/2008

Causas e consequências da gravidez na adolescência Causas da gravidez na adolescência » » » » » » »

Falta de utilização de métodos anticoncepcionais; Repetir padrões de comportamento; Privação de informações sobre sexo e gravidez por parte dos pais; Desejo do parceiro pela gravidez; Escolarização; Influência dos meios de comunicação; Não utilizar correctamente os métodos contraceptivos.

Consequências da gravidez na adolescência Para as Raparigas » Alterações corporais (adolescência + gravidez) » Complicações na gravidez e problemas de parto - É por vezes, considerada uma gravidez de risco; - Favorece geralmente o nascimento de bebés prematuros » Percurso educativo e profissional: - Níveis de instrução mais baixos - Empregos mais precários (menor prestígio e pior remunerados) - Menor satisfação com a profissão » Nível sócio – económico baixa » Fertilidade » Casamento » Comportamento materno » Problemas de crescimento e desenvolvimento, comportamentais, educacionais e de aprendizagem; Para os Rapazes Consequências negativas: » Psicológicas » Sociais » Económicas » Educativas Para o Filho » Consequências iniciais ( parto e pós - parto) » Consequências durante a infância » Problemas na vinculação afectiva » Negligência e maus tratos » Problemas de comportamento » Problemas escolares

Shiv Bhudia – Jessica Loureiro

emocionais,

4

Escola E. B. 2.3 D. Luís Mendonça Furtado

Área de Projecto – 2007/2008

Dúvidas e questões colocadas pela adolescente grávida Deu positivo, e agora? Uma gravidez precoce não planeada implica sempre uma tomada de decisão. Independentemente da decisão que se venha a tomar, é importante procurar o apoio de uma ou mais pessoas para que esta possa ser uma reflexão ponderada, de forma a conseguir lidar melhor com a situação. Neste momento surgem perguntas como: “o que vão dizer os meus pais?”, “como vai ser o meu futuro?” ou “será que devemos prosseguir com a gravidez?”. Qualquer que seja a vossa decisão, não deve ser fácil. Procurem ajuda falando com alguém da vossa confiança: o pai ou a mãe ou outro familiar, um professor, um amigo. Porque é que é tão difícil ser adolescente e estar grávida? Quando se trata de uma adolescente, às mudanças emocionais e físicas são acrescidas questões de ordem psicossocial e ainda de falta de apoio, as quais podem tornar a gravidez numa experiência traumática, num problema emocional e de saúde e promotor de exclusão social. Numa mulher adulta, quando a gravidez é planeada, ocorre uma crise maturacional (transição) que implica mudanças significativas ao nível emocional e físico. Contudo, o facto de ter sido desejada a vinda de um novo ser abre à mulher uma nova perspectiva da sua vida que é a sua dimensão de mãe. Que sintomas indicam que posso estar grávida? Os sintomas mais típicos de que pode estar grávida, começando pelo mais óbvios, é a ausência de menstruação. Se for este o caso, então o melhor é fazer um teste de gravidez. Outros sinais são tendencialmente, o peito sensível e náuseas, apesar de que estas só se manifestam normalmente, a partir das seis ou oito semanas. Já a sensibilidade nos seios é um sintoma que se manifesta muito cedo e que é um bom indicador. Algumas mulheres queixam-se também de «inchaço» na barriga ou de se sentirem mais cheias que o costume. Apesar de não ser visível a olho nu, todos sentimos quando estamos a ganhar um pouco de peso. Assim, um sentimento de aumento de peso ou tamanho, sensibilidade nos seios, náuseas e ausência de período, são bons indicadores de potencial gravidez.

Shiv Bhudia – Jessica Loureiro

5

Escola E. B. 2.3 D. Luís Mendonça Furtado

Área de Projecto – 2007/2008

Os métodos contraceptivos MÉTODOS MECÂNICOS DE CONTRACEPÇÃO

DESCRIÇÃO: Filamento delgado introduzido no útero. MODO DE ACÇÃO: Suprime a ovulação. EFICÁCIA: 92 A 99 % EFEITOS SECUNDÁRIOS: Contracções do útero para expulsão. D.I.U. (FEMININO)

DESCRIÇÃO: Anel de borracha MODO DE ACÇÃO: Impede que os espermatozóides atinjam o útero. EFICÁCIA: 70 % EFEITOS SECUNDÁRIOS: Possíveis alergias.

DIAFRAGMA (FEMININO) DESCRIÇÃO: Invólucro de borracha muito fino e flexível. MODO DE ACÇÃO: Impede que os espermatozóides se difundam na vagina. EFICÁCIA: 89 % EFEITOS SECUNDÁRIOS: Possíveis alergias.

PRESERVATIVO (MASCULINO)

Shiv Bhudia – Jessica Loureiro

6

Escola E. B. 2.3 D. Luís Mendonça Furtado

Área de Projecto – 2007/2008

MÉTODOS QUÍMICOS DE CONTRACEPÇÃO DESCRIÇÃO: Hormonas sintéticas semelhantes à progesterona e ao estrogénio. MODO DE ACÇÃO: Suprime a ovulação. EFICÁCIA: 99 % EFEITOS SECUNDÁRIOS: Pode ocorrer muitas vezes tensão arterial elevada, coágulo sanguíneo (trombose), alterações ligeiras do peso corporal, infecções vaginais, cefaleias e/ou náuseas.

PÍLULA ANTICONCEPCIONAL

DESCRIÇÃO: Cremes vaginais. MODO DE ACÇÃO: Extermina os espermatozóides no colo uterino. EFICÁCIA: 60 a 75 % EFEITOS SECUNDÁRIOS: Possíveis alergias.

ESPERMICIDAS

Shiv Bhudia – Jessica Loureiro

7

Escola E. B. 2.3 D. Luís Mendonça Furtado

Área de Projecto – 2007/2008

Anexo Gabinete de Apoio à Sexualidade Juvenil (IPJ) Rua Pedro Álvares Cabral, 8 7800-509 Beja Tel. 284 322 672 | 284 322 423 E-mail: ipj.beja@mail.telepac.pt Horário de atendimento: 2ª, 4ª e 6ª-feira, das 17h às 19h Gabinete de Apoio à Sexualidade Juvenil (IPJ) Largo José Afonso, 2900-429 Setúbal Tel. 265 539 340 E-mail: ipj.setubal@mail.telepac.pt Linha de Ajuda – Sexualidade em linha Tel. 808 222 003 (preço de chamada local em todo o território nacional) É um serviço de atendimento, aconselhamento e ajuda telefónica nacional na área da saúde sexual e reprodutiva. Este serviço surgiu em 1998 e resulta de um protocolo de colaboração estabelecido entre o Instituto Português da Juventude (IPJ) e a Associação para o Planeamento da Família (APF). Do outro lado está uma equipa de técnicos de saúde, disponíveis para ouvir, aconselhar e ajudar na resolução das mais diversas dúvidas e dificuldades. Horário de funcionamento: dias úteis, das 12h às 19h e aos Sábados, das 10h às 17h. Linha da Sexualidade Segura Tel. 800 202 120 (chamada gratuita) Horário de funcionamento: 24 h/dia SOS Adolescentes Tel. 800 202 484 (chamada gratuita) Horário de funcionamento: todos os dias, das 14h às 18h Portal da Juventude http://juventude.gov.pt/portal/

Shiv Bhudia – Jessica Loureiro

8

Escola E. B. 2.3 D. Luís Mendonça Furtado

Área de Projecto – 2007/2008

Conclusão Com este trabalho aprendemos que não devemos recriminar as jovens grávidas, porque “o que já está feito já está feito” não podemos voltar atrás, e sim devemos apoiar as jovens grávidas. Percebemos que as jovens grávidas sofrem muito, para elas parece que estão a viver o inferno ou algo do género. Aprendemos outros métodos contraceptivos que não conhecíamos. Obrigado por visitarem o nosso trabalho!

“Mães antes do tempo: são meninas, mas já foram mães. São adolescentes mas já têm filhos. Têm rosto de miúdas mas histórias de gente grande. Duas gerações que podiam ser uma só.”

In Única, 22 de Outubro de 2005 Expresso

Shiv Bhudia – Jessica Loureiro

9


Gravidez na adolescencia