Issuu on Google+

ABR.13

>>> EDITORIAL

Diretor Ivan Correia ivancorreia@ivancorreia.com.br

Aumento de conteúdo com total compromisso na qualidade, que já é marca registrada do Grupo Negócios Imobiliários

Colunistas Irenaldo Quintans Mônica Cristina M. R. Lucena Tatiana Diniz Edu Cury Projeto Gráfico Superliga 66 Atendimento (83) 8680 4682 | (83) 9614 1850 Periodicidade Trimestral Tiragem 4.500 Exemplares Impressão Gráfica Santa Marta CIRCULAÇÃO Construtoras, imobiliárias, lojas do segmento mobiliário, escritórios, clínicas, hotéis, faculdades e empresariais JORNALISTA RESPONSÁVEL Ivan Correia (DRT/PB 2166) PUBLICAÇÃO Revista Negócios Imobiliários CNPJ: 14.555.001/0001-07

André Costa

Executivo de Contas

Bob

Distribuição

Márcio Monteiro

Fotógrafo

Mônica Rodrigues

Editora geral

8

Revista Negócios Imobiliários Abril 2013

Chegam a suas mãos, caro eleitor, mais uma edição da Revista Negócios Imobiliários. Para ser exato, o sétimo exemplar. Desde a primeira edição a principal proposta editorial é construir um veículo bem diagramado, onde a leitura leve e excelente impressão completam o bom conteúdo. Creio, sem dúvidas, que alcançamos nosso objetivo ao longo de todas as publicações. Outro alvo alcançado é o crescimento da revista. E crescemos em dois aspectos: na equipe que trabalha na criação e também nas páginas. Contamos a partir desta edição com a presença da jornalista Mônica Rodrigues, que assume a editoria geral. Todos os textos e assuntos presentes nas colunas, matérias e eventos sociais são coordenados pela nossa mais nova integrante. O contador e corretor de imóveis André Costa é nosso executivo de contas, responsável pela captação de novos clientes. Quanto à ampliação no tamanho, contamos com 68 páginas trazendo as principais notícias nas áreas de arquitetura, construção civil, design de interiores e anúncios publicitários do segmento imobiliário paraibano. A capa é com o Duo Corporate Towers, maior lançamento empresarial da Paraíba e um dos maiores do nordeste. Quem incorpora o projeto é a construtora Planc, que promete a entrega das duas torres com grandes

diferenciais em 40 meses de obra. Ainda sobre a Planc, a entrevista principal é com Clóvis Cavalcanti Filho que fala dos 25 anos da empresa com toda trajetória de sucesso ao lado dos sócios Constantino Júnior e Marcos Batista Ramos. Trazemos ainda matérias sobre o novo showroom Massai Experience, as ações sociais da TWS Empreendimentos, o apartamento modelo do Fontana Di Mare da Alliance, as perspectivas de Fábio Sinval no primeiro mandato de presidente do SINDUSCON/JP e o aquecimento do mercado imobiliário de Campina Grande. Boas vindas também as colunistas Tatiana Diniz e Mônica Fernandes, que ao lado de Irenaldo Quintans e Edu Cury assinam as colunas. Por fim, não faltaram os eventos sociais que aconteceram na capital paraibana. Foram seis festas que capturamos e trazemos para você com texto e registro de alguns dos convidados. Desejamos a todos uma excelente leitura e estamos sempre à disposição para receber elogios e críticas de um público tão qualificado.

Ivan Lima Correia Revista Negócios Imobiliários Importante porque é referência.

Revista Neg贸cios Imobili谩rios Abril 2013

9

Í N D I CE R ev i st a Neg ó ci o s I m o b i li á ri o s Ab r i l 2013

11 ENTREVISTA

Clóvis Cavalcanti Filho

44 SOCIAL

Massai Experience é inaugurado em João Pessoa com a proposta de um showroom diferenciado e inovador

16 SOCIAL

Entrega do Residencial Milanesi da construtora Moreira & Ruffos

18 ARTE SINGULAR

Nova sede Massai oferece comodidade a clientes e colaboradores com ambiente otimizado

46 SINDUSCON-JP 22 AÇÃO SOCIAL

TWS Empreendimentos investe no esporte paraibano e judoca é destaque no país e no mundo

26 COLUNA CONSTRUÇÃO CIVIL

Como escolher a construtora?

28 SOCIAL

Entrega do Holanda’s Garden Place acontece em grande estilo no Jardim Luna

30 INOVAÇÃO

Presidente quer ampliar serviços aos associados e firmar novas parcerias

48 SOCIAL

GBM Engenharia reúne os moradores do Residencial Jardim Cabo Branco para entrega das chaves

50 MASSAI EXPERIENCE

Showroom é lançado em João Pessoa e faz diferença no mercado imobiliário

56 coluna ARQUITETURA Evento de referência para construção civil

Alliance aposta em apartamento modelo e bate recorde de vendas do Fontana Di Mare

32 SOCIAL

Dimensional Construções realiza entrega de mais um empreendimento com excelente qualidade e pontualidade

58 ALPHAVILLE

Após um final de ano difícil, mercado imobiliário de Campina Grande comemora reaquecimento

36 CAPA

Planc lança 1º complexo corporativo da Paraíba

60 SOCIAL

Construtora Daterra promove coquetel de entrega do Residencial Amazônia

62 coluna MARKETING IMOBILIÁRIO De acordo com Ford

42 coluna direito imobiliário

Sociedade de Propósito Específico (SPE)

10

Revista Negócios Imobiliários Abril 2013

66 SOCIEDADE

ENTREVISTA

Clóvis Cavalcanti Filho PLANC comemora 25 anos em grande estilo e inaugura empreendimento Duo Corporate Towers A Planc é genuinamente paraibana, criada em João Pessoa há 25 anos a empresa já construiu 71 empreendimentos e ainda está com treze obras em andamento. Reconhecida nos estados da Paraíba, Rio Grande do Norte e Pernambuco pelas construções verticais acima de quarenta andares, uma das marcas da empresa que inovou o mercado imobiliário, agora comemora bodas de prata em grande estilo com a construção do Duo Corporate Towers, que são duas torres corporativas para salas comerciais. Quem nos recebe para essa entrevista é Clóvis Cavalcanti Filho, que ao lado de Marcos Batista Ramos e Constantino Cartaxo Júnior compõe a diretoria da construtora. Revista Negócios Imobiliários Abril 2013

11

ENTREVISTA - Clóvis Cavalcanti Filho Como surgiu a oportunidade de começar a Empresa na construção civil paraibana? A Planc surgiu com a sociedade entre quatro profissionais que realizavam estudos de planejamentos para empresas imobiliárias, seis meses depois essa sociedade se desfez e com ela esse tipo de serviço, foi quando Marcos Batista Ramos que é administrador de empresas e diretor administrativo/financeiro da Planc junto com Constantino Cartaxo Júnior que é engenheiro civil e hoje diretor de obras, me convidaram para fazer parte do grupo com a proposta de construir. Começamos esse desafio e deu certo. Atualmente ocupo o cargo de diretor comercial e nossos empreendimentos foram construídos quase simultaneamente. A primeira obra foi o Dulce III e em seguida construímos o Residencial Tambaú. Hoje já são vinte e cinco anos de história e 71 empreendimentos entregues e treze em construção. Ao longo dos anos da Planc, quais foram as inovações tecnológicas? Nossa empresa sempre procura inovar, por isso só cresce. Nós temos números tanto técnicos quanto financeiros que comprovam esse avanço. A Planc é uma das poucas que possuem certificado de qualificação, a exemplo, o ISO 9001 e PPQPH nível “A”, e ainda estamos tirando o selo de sustentabilidade que visa construções viáveis, onde se observa a localização do empreendimento, a qualidade do

12

Revista Negócios Imobiliários Abril 2013

material usado para construção, economia de água, energia, enfim, aspectos que se preocupam com o meio ambiente. Tudo isso são qualidades que diferenciam nossa empresa das demais, já que as

“Hoje já são vinte e cinco anos de história e 71 empreendimentos entregues e treze em construção”. grandes multinacionais já dão preferência por empreendimentos com esse selo de sustentabilidade, então acredito que daqui a dez anos quem não tiver esse selo vai ter dificuldades para vender esses empreendimentos sustentáveis. Falando em tecnologia, a Planc é uma das pioneiras em edifícios com mais de 40 andares. Quais os motivos para construções tão altas?

São vários motivos, mas uma delas são as áreas que ficaram cada vez mais restritas e outra é a necessidade de áreas de lazer nos empreendimentos. Então, diminuindo a área de ocupação do prédio aumenta a área de lazer. Outro motivo também é a estética desses empreendimentos que podem contar com bela vista para o mar ou da cidade, enquanto mais alto, melhor é a visão e maior a beleza. Eu também posso dizer que percebemos que a Planc estava tecnologicamente preparada para construir prédios de qualquer tamanho, para se ter uma idéia hoje nós temos empreendimentos com 48 andares, então foi uma idéia que deu certo e que vamos continuar com novas construções nesse sentido. Qual avaliação atual do mercado imobiliário paraibano? O mercado paraibano pode-se dizer que está crescendo cada vez mais, houve uma redução no mercado nos últimos anos até 2011, mas de lá para cá tivemos um salto e só aumenta. Acredito que é o mercado que está se profissionalizando, investindo cada vez mais em tecnologia e inovações, posso dizer que são essas empresas que vão permanecer no mercado, já as que surgem só por força de mercado sem nenhuma sustentabilidade na área da construção civil, não vão conseguir sobreviver. Vejo que aqui na Paraíba o mercado imobiliário está em fase de crescimento, já que o nordeste cresce mais que o

restante do país. João Pessoa está acompanhando essa evolução, então observo como muito promissor o mercado onde só as empresas sérias e competentes vão poder concorrer de maneira leal e ética sem prejudicar o mercado. Quantos empreendimentos já construídos, em quantos estados e o total de colaboradores? Atualmente a Planc já entregou 71 empreendimentos, desses 66 são prédios residenciais, alguns com mais de uma torre e cinco condomínios horizontais totalizando esse número. Nós estamos no mercado em João Pessoa há vinte e cinco anos,

“Observo como muito promissor o mercado onde só as empresas sérias e competentes vão poder concorrer de maneira leal e ética”.

dezessete anos no estado do Rio grande do Norte, doze anos no Maranhão e três anos no estado de Pernambuco. Todos esses estados onde investimos foram realizadas pesquisas de mercado. Para se ter um ideia Recife fica bem ao lado de João Pessoa e foi um dos últimos estados a investirmos, pois só nesses últimos três anos o mercado sinalizou de maneira positiva, por isso o sucesso da Planc. O mais novo lançamento Planc é do Duo Corporate Towers. Quais são as perspectivas do empreendimento? O DCT é um empreendimento diferenciado para celebrar os 25 anos da Planc, e ficamos muito felizes com o resultado satisfatório de vendas e aceitação. Antes da construção do DCT a empresa realizou uma pesquisa que durou dois anos para avaliar localização, demanda de mercado e outros aspectos que deram certo. Para se ter uma ideia, em um mês e meio

do lançamento estamos com quase 80% de vendas realizadas. O DCT é uma inovação aqui na Paraíba, no nordeste só existe empreendimento desse porte em Recife e Salvador. É um empreendimento corporativo feito para grandes empresas com salas que variam de 75 m² a 465 m² que são as lâminas. Portanto, só temos muito o que comemorar. Por que o DCT é diferenciado? São várias diferenças, se compararmos com os empresariais já existentes. O DCT é um empreendimento corporativo para receber grandes empresas. São duas torres situadas em uma área de 65 mil m², com vista privilegiada, as margens da BR 230, além disso em um imensa área verde. Outro aspecto positivo são as vagas de estacionamento que comportam 1.056 automóveis. Isso foi uma das nossas preocupações já que hoje enfrentamos dificuldades para encontrar locais com estacionamento. O

Revista Negócios Imobiliários Abril 2013

13

ENTREVISTA - Clóvis Cavalcanti Filho empreendimento terá segurança de última geração, e outro ponto muito importante e viável, são os transportes verticais. Ao todo serão 22 elevadores que comportam vinte lugares cada um, com uma velocidade de 3 m/s dando mais agilidade e conforto para nossos clientes. Então como se pode perceber, o DCT é uma obra grandiosa, onde vão transitar por dia naquele local mais de quatro mil pessoas. Vimos como ponto positivo o que está se utilizando nas grandes obras, mas aqui ainda é inovador com piso elevado ecologicamente correto e o teto rebaixado facilitando para os nossos clientes algum tipo de mudança. As torres serão revestidas de vidro dando beleza ao empreendimento que já sai com o selo de sustentabilidade produzido pela Universidade de Boston, nos Estados Unidos. Como a Planc desenvolve a sustentabilidade e acessibilidade dentro das obras? Com relação à acessibilidade nós atendemos as exigências da lei, mas além da normas, a Planc tem a preocupação de fazer algo a mais, já que o pais está envelhecendo, temos colocado em todas as

“O DCT é uma obra grandiosa, onde vão transitar por dia naquele local mais de quatro mil pessoas”. 14

Revista Negócios Imobiliários Abril 2013

Quais os próximos lançamentos? Nós temos uma programação de lançamentos, sendo a maior de todas do ano de 2013 a construção do Duo Corporate Towers (DCT). Mas ainda temos outros empreendimentos, um deles será um residencial construído no bairro Jardim Luna, em João Pessoa. Este projeto já está em fase de aprovação. Outra construção que devemos começar em breve é um residencial no bairro de Manaíra, também na capital paraibana. E fora do Estado temos dois empreendimentos em Natal, no Rio Grande do Norte, e outro em Juazeiro do Norte, no Ceará, que será um condomínio horizontal. construções o fácil acesso com ponto importante, indispensável. Quanto à sustentabilidade nós evitamos os desperdícios usando novas tecnologias que respeitam e preservam o meio ambiente. Quais as ações sociais desenvolvidas pela Empresa? A Planc tem várias ações sociais importantes. Instituições que ajudamos a construir, recuperar, mas preferimos não divulgar. Agora creio que a maior contribuição que uma empresa pode oferecer é a empregabilidade. Hoje a Planc emprega diretamente mais de mil trabalhadores e gera mais de quatro mil empregos indiretos. Acreditamos que essa é uma das maiores contribuições sociais que uma empresa pode desenvolver.

O que dizer desses 25 anos de sucesso da Planc? Posso afirmar categoricamente que o segredo do sucesso é muito trabalho e união do grupo. A harmonia entre os sócios e funcionários da empresa é de total envolvimento com nossa missão,

“Creio que a maior contribuição que uma empresa pode oferecer é a empregabilidade”. visão e valores. Acredito que esses 25 anos é mais um marco para a Planc, onde nossa pretensão é poder comemorar mais 25 anos pela frente.

Revista Neg贸cios Imobili谩rios Abril 2013

15

social

Noite de felicidade e alegria para as famílias que receberam as chaves do Residencial Milanesi, em ótima localização no bairro do Cabo Branco e beleza singular na construção Com muita alegria e emoção, a Moreira & Ruffo’s entregou mais um empreendimento em João Pessoa. Em ótima localização, o Residencial Milanesi ficou pronto com alto padrão e excelente acabamento conferido por todos convidados, em festa que aconteceu no próprio salão de festas

do edifício. As arquitetas Íris Galvão Amorim e Grace Galvão, responsáveis pelo projeto, destacaram a beleza do empreendimento que possui apartamentos de 213 m² sendo um por andar com três varandas e quatro suítes, além de área de lazer completa.

ARTESINGULAR

Nova sede Massai oferece comodidade a clientes e colaboradores com ambiente otimizado O projeto arquitetônico é assinado por Allysandra Delmas, que utilizou sua experiência profissional de dez anos com muito bom gosto nos vários ambientes de estética clean, porém sofisticados

18

Revista Negócios Imobiliários Abril 2013

“Temos aqui uma arquitetura livre de excessos, limpa, reta e que concilia a valorização do vazio com a otimização do espaço, dando a cada um a sua função”, explica a arquiteta Allysandra Delmas. Quanto a fachada, percebe-se um refinado projeto luminotécnico com efeitos especiais valorizando a volumetria retilínea e os materiais que se prolongam em grandes superfícies, como as placas metálicas, os brises e a grande marquise. Estes foram utilizados de forma a evitar a incidência de luz, deixando a parte interna com clima agradável. Internamente houve a preocupação em criar ambientes confortáveis, harmônicos, organizados e, ao mesmo tempo, eficientes para reforçar o impacto da marca. Um dos pontos altos deste projeto é a generosa recepção. Allysandra Delmas se inspirou na seriedade da Massai e na comodidade dos clientes para desenvolver um ambiente sofisticado sem esquecerse de oferecer praticidade e conforto que a construtora prioriza em seus empreendimentos. A sala de reuniões é outro espaço de destaque para atender grandes negócios e acomodar mais de 13 pessoas. O ambiente é uma extensão da recepção e acompanha as tonalidades de cores harmônicas e móveis clássicos dando mais seriedade ao espaço. Através do acesso ao primeiro piso, há uma magnífica escada em estrutura metálica e corrimão de vidro e iluminação especial, sendo valorizado com uso de clarabóia atendendo as atuais demandas ambientais. Para melhor comodidade dos clientes que Revista Negócios Imobiliários Abril 2013

19

precisam de acessibilidade foi pensado em um elevador, rampas de acesso e um generoso e confortável lavabo. As diretorias foram ambientadas de acordo com cada individualidade e função dentro da empresa: diretoria financeira, obras e planejamento receberam uma ambientação contemporânea com cores neutras amplificando a iluminação natural e contrastes de materiais. Composição equilibrada e que transmitem a ideia de tecnologia. Mobiliário com design original, espaços de descompressão e certa irreverência em alguns elementos que ajudam a dar vida para estes ambientes que respiram prazer e realização profissional. Os demais setores da Massai mantêm o equilíbrio das cores e a harmonia entre os espaços. A sede ainda dispõe de estacionamento no subsolo para colaboradores deixando os clientes com mais espaço e comodidade na área externa do estacionamento.

20

Revista Negócios Imobiliários Abril 2013

ALLYSANDRA DELMAS ARQUITETURA & INTERIORES Av. Ruy Carneiro, 33 – Sala 208 - Tambauzinho João Pessoa (PB) - Fone: (83) 3244 8086 / (83) 8718 7500 www.allysandra.com.br contato@allysandra.com.br

Ação Social

TWS Empreendimentos investe no esporte paraibano e judoca é destaque no país e no mundo

22

Revista Negócios Imobiliários Abril 2013

A TWS chegou ao Brasil, a cidade de Natal

aulas, onde o projeto é uma parceria com o

no Rio Grande do Norte, em 2007. Um ano

SESI e sem custos para os operários.

depois se instalou na Capital Paraibana onde

O Esporte paraibano também recebe o apoio

é reconhecida não só pelo bom trabalho na Construção Civil, mas também pelo investimento em ações sociais.

da TWS, e a ginástica olímpica é uma delas. De acordo com Luís Battipaglia ao conhecer o Ginásio de Esportes da Vila Olímpica Ronaldo

De acordo com o diretor da empresa, Luís

Marinho, o DEDE, sentiu-se a necessidade de

Battipaglia, desde o início a TWS tinha uma

ajudar, já que existiam atletas esforçados sem

política diferente, a de atender a necessidade

nenhum tipo de apoio. “Vimos ali o descaso

de pessoas que precisam apenas de incentivo

do próprio governo, a falta de apoio dos

nas áreas que se destacam, quer seja nas

empresários e foi vendo essa necessidade

artes, educação ou esporte. Por isso, hoje a

que resolvemos investir”, afirmou Battipaglia.

TWS é um diferencial no mercado imobiliário. Além de investir nas artes plásticas com a divulgação de telas desenhadas por um paraibano que já realizou várias exposições na capital, outro segmento é na área de educação. Preocupada com o baixo nível de escolaridade de seus funcionários, a TWS resolveu qualificar a mão de obra da construtora com um projeto de alfabetização. Depois do expediente os funcionários permanecem no local da obra para assistirem

“Vimos que a jovem tem talento e é esforçada, um jeito natural de uma  campeã”. Luís Battipaglia

Revista Negócios Imobiliários Abril 2013

23

Ação Social Todos os segmentos apoiados pela TWS têm sua

Feliz, Rute agora se prepara para o Campeonato

devida importância, mas o destaque do momento

Brasileiro que acontece no mês de maio em Salvador-

é a judoca faixa roxa, Rute Macêdo, atleta desde os

BA e mais uma vez vai com o apoio da TWS, que está

quatro anos de idade. Aos 14 ela é orgulho para a

torcendo pelo sucesso da atleta. Para a judoca o

empresa, “Observamos que a jovem tem talento é

apoio ao esporte faz toda diferença no desempenho

esforçada, um jeito natural de uma campeã,” sorriu

dos atletas. “As competições acontecem em todo país

Luís Battipaglia.

e fora do Brasil também, se não tivesse patrocínio

Rute já conquistou títulos importantes para o

seria mais difícil por que o custo é muito alto e meus

esporte da Paraíba, foi campeã brasileira, campeã pan-americana, sul-americana, tricampeã paraibana e pentacampeã regional. Com um currículo desse

pais não teriam condições de bancar tudo sozinhos. Esse apoio da TWS é um incentivo a mais para continuar lutando e trazendo títulos para nosso país

a TWS logo entendeu que vale a pena colaborar.

e principalmente para a Paraíba”, disse Rute.

“Algumas pessoas podem até não entender por que

São várias ações assistidas pela TWS, envolvendo

só apoiamos Rute e não uma escolinha inteira, e até

atletas, artistas, trabalhadores, além de outros

poderíamos, mas o que queremos mostrar é que

segmentos que a diretoria preferiu não comentar,

se todos incentivassem, governo, empresários, o

mas ressaltou a importância da valorização de

esporte paraibano os nossos atletas teriam melhores

profissionais que precisam apenas de um incentivo

resultados”, ressaltou Luís.

para se destacar no que fazem.

24

Revista Negócios Imobiliários Abril 2013

Coluna CONSTRUÇÃO CIVIL iquintans@uol.com.br

Como escolher a construtora? A partir dos contatos que estabeleço cotidianamente com potenciais clientes de imóveis na planta, percebo que, nestes tempos de alta concorrência, mercado aquecido e surgimento de muitas novas empresas, há necessidade da definição de critérios mínimos que devem ser observados na escolha da construtora etapa importantíssima do processo. De início, convém lembrar que a aquisição de um imóvel segundo as regras estabelecidas pela Lei 4.591/64, conhecida como Lei dos Condomínios e das Incorporações, é uma operação que não pode ser totalmente isenta de riscos, assim como qualquer investimento. Sobretudo por se tratar de uma relação em geral de médio ou longo prazo, porque compreende o ciclo operacional da produção imobiliária, que tem duração aproximada raramente inferior a 24 meses. E também por ser uma transação cuja concretização dar-se-á no futuro, com a efetiva entrega da unidade pronta. Entretanto, esse nível de risco pode ser sensivelmente minimizado, a partir da adoção das duas precauções básicas a seguir. Em primeiro lugar, após a definição da tipologia e do local no qual se deseja morar, trabalhar ou investir, convém proceder-se ao exame técnico-documental do empreendimento. Os aspectos técnicos envolvem uma acurada análise do projeto, incluindo a verificação das dimensões dos cômodos, com posicionamentos das janelas, escadas, elevadores e vagas de garagem, a crítica da infraestrutura de lazer oferecida pelo edifício, bem como da acessibilidade, da sustentabilidade, cuja aplicação poderá impactar positivamente na taxa de condomínio, e dos materiais de acabamento previstos. Essas informações devem ser extraídas do contrato de promessa de compra e venda, do memorial descritivo e dos projetos aprovados do empreendimento, cuja apresentação no ato do negócio é dever do construtor. Não é favor nenhum ao cliente; é obrigação. Os quesitos documentais referem-se à checagem da existência do 26

Revista Negócios Imobiliários Abril 2013

título de propriedade do terreno (em nome do construtor), do alvará de construção, do licenciamento ambiental e do memorial de incorporação – uma descrição detalhada do edifício -, sendo que este último deverá conter o carimbo de registro no cartório imobiliário da zona da situação do lote. Ademais, a empresa precisa estar indispensavelmente registrada no Conselho Regional de Engenharia, CREA, e, preferencialmente, no Sindicato da Construção Civil, SINDUSCON. Num segundo plano, mas não menos importante, está a análise cadastral do responsável pela obra, que poderá ser uma incorporadora que é também construtora, ou uma pessoa física ou jurídica que legalmente contrate uma firma para construir, hipótese esta menos usual no Nordeste. Essa apreciação subentende, em síntese, a visita a outros edifícios entregues, entrevista com clientes anteriores, pesquisa sobre a tradição do grupo, ou seja, há quanto tempo está em atividade, e quem são os sócios do negócio. Tais informações podem ser levantadas, por exemplo, junto ao corretor de imóveis que está intermediando a transação. Aliás, caso exista um estabelecimento bancário financiando a construção do empreendimento, há um forte indicativo de que a empresa, os sócios e os projetos já passaram por exaustiva “via crucis” cadastral e de que a obra está integralmente segurada. Finalizo, informando ao estimado leitor que o mercado imobiliário de João Pessoa é um dos mais tranquilos do Brasil, no que diz respeito a demandas judiciais entre construtoras e adquirentes. O índice de reclamações contra as empresas nos Procons, também, é muito próximo de zero. Tal indicativo, a meu ver, demonstra que auspiciosamente os construtores locais, apesar das dificuldades com mão de obra, têm conseguido cumprir seus contratos satisfatoriamente. Irenaldo Quintans é empresário, economista, ex-presidente do SINDUSCON-JP, vice-presidente da CBIC e sócio-diretor das construtoras Ômega e Ibérica.

social

No Jardim Luna, entrega do Holanda’s Garden Place acontece em grande estilo com qualidade de acabamento excepcional de construção e todas áreas comuns ambientadas e bem equipadas O Holanda’s Garden Place é um empreendimento com conceitos ecologicamente corretos, que respeita tanto a natureza, quanto felicidade dos novos moradores, em mais de 1800m² de área de lazer completa e de alto padrão. A entrega reuniu empresários, autoridades e clientes do Grupo Holanda, que constrói desde 1975 com total compromisso, honestidade, solidez e sempre respeitando o prazo de entrega. Toda ambientação do Garden foi assinada pela arquiteta Ana Sybelle Beltrão, responsável

também

pela

decoração

do

apartamento modelo de 172m². Parabéns aos empresários sócios-diretores Aldenor, Alisson e Adelaide Holanda pela inovação em mais um empreendimento que engrandece a construção civil paraibana. 28

Revista Negócios Imobiliários Abril 2013

INOVAÇÃO

Alliance aposta em apartamento modelo e bate recorde de vendas do Fontana Di Mare Localizado em área privilegiada do bairro Altiplano em João Pessoa, o Fontana Di Mare já é recorde de vendas, a novidade é o apartamento modelo, cartão de visita do empreendimento com quarenta e oito unidades a partir de 245m² São duas torres em um terreno de 7.500 m²,

O empreendimento é situado no bairro Altiplano

tornando uma área ampla para a quantidade de

em João Pessoa e tem local privilegiado voltado

apartamentos, o que torna o Fontana Di Mare único,

para nascente, com bela vista para mar. O Fontana

exclusivo. As torres A e B dispõem de quarenta e

Di Mare também dispõe de uma excelente área

oito unidades, sendo quatro coberturas com cinco

de lazer, projetada pelo arquiteto e paisagista

vagas de garagem. Já os apartamentos dispõem

Benedito Abudd, parceiro do Grupo Alliance.

de quatro vagas, onde os tamanhos variam de

“Temos uma área verde bastante aconchegante

245 m² a 301 m², com varada gourmet tornando o

com bangalôs, redário que trazem conforto para

espaço amplo, moderno e aconchegante.

o morador que vai desfrutar do espaço para ler

30

Revista Negócios Imobiliários Abril 2013

e descansar”, afirmou Fábio Meda, gerente comercial e marketing Alliance (foto ao lado). Desse projeto, a empresa quis inovar com o apartamento modelo. Quem visita o Fontana Di Mare tem a oportunidade de conhecer de perto como vai ficar o apartamento. “O que o cliente vê aqui é exatamente como vai ficar o imóvel que ele está adquirindo, isso trás mais segurança tanto para quem está comprando quanto para nós que estamos vendendo, já que a nossa proposta é atender as necessidades dos nossos clientes”, disse Fábio Meda. O apartamento modelo é um projeto pioneiro do Grupo Alliance, já que antes trabalhava com os apartamentos decorados. “Nós percebemos a aceitação do público e a preferência pelo apartamento modelo que mostra especificações do imóvel que vão desde louça, piso, portas, metais até os vidros. Diferente do apartamento decorado onde as construtoras potencializam os apartamentos com detalhes que podem ser modificados a gosto do cliente, já que ali é apenas uma ideia de como poderia ficar e não o modelo real do empreendimento adquirido”, explicou o gerente. A ideia deu tão certo que as torres do Fontana Di Mare dispõem de poucas unidades, atingindo quase a totalidade de comercialização. De acordo com Fábio Meda o apartamento modelo é uma tendência do Grupo Alliance que conseguiu captar as necessidades dos clientes. “Somos uma empresa consolidada por investir na melhoria contínua na parte física, capacitação de mão de obra, localização, gestão e entrega dos imóveis”, destacou Fábio.

Revista Negócios Imobiliários Abril 2013

31

social

Com a presença de amigos e clientes, Dimensional Construções realiza a entrega de mais um empreendimento com excelente qualidade e pontualidade, marcas registradas da construtora na Paraíba Os clientes da Dimensional Construções, dirigida por Severino Filho e Dr. Lopes, têm muito o que comemorar em família. É que aconteceu a entrega do Dimensional Home Service, com ótima localização na Av. João Câncio, no bairro de Manaíra. Próximo a escolas, restaurantes, shoppings, etc, o empreendimento possui apartamentos de 1

ou 2 quartos, área de lazer completa, excelente acabamento e ainda lojas comerciais para maior comodidade e conforto de todos moradores. Parabéns a todos que formam a Dimensional, empresa que valoriza a segurança e pontualidade em mais de 30 anos de atividade no mercado imobiliário paraibano.

34

Revista Neg贸cios Imobili谩rios Abril 2013

capa

36

Revista Neg贸cios Imobili谩rios Abril 2013

Planc lança 1º Complexo Corporativo da Paraíba

Comparado aos existentes em Nova York e Dubai, Duo Corporate Towers é sucesso de vendas com 75% das unidades comercializadas em pouco mais de um mês

Revista Negócios Imobiliários Abril 2013

37

capa

João Pessoa ganhou o seu primeiro centro

Arquitetura e, de acordo com o arquiteto Cristiano

corporativo, onde estarão concentradas grandes

Rolim, o DCT não tem similares na Paraíba. Há

empresas paraibanas e de representações nacionais

propostas desse porte apenas em Salvador e Recife,

e internacionais. O Duo Corporate Towers (DCT) é

onde já se encontram empreendimentos que

lançamento da Planc com duas torres de 30 andares,

concentram grandes empresas de diversos setores

em uma área de 62 mil metros quadrados de

em um mesmo complexo. É uma tendência que a

construção, com um conceito inédito e revolucionário

Planc está se antecipando e trazendo para o mercado

para o mercado do Nordeste, localizado às margens

paraibano.

da BR-230.

O empreendimento será construído em uma área

O projeto foi desenvolvido pelo escritório CRN

privilegiada da capital paraibana, onde há faculdades

38

Revista Negócios Imobiliários Abril 2013

e shopping próximos, além de fácil acesso, pela BR-

das empresas, o DCT é um empreendimento que

230 sentido estrada de Cabedelo. Serão andares com

representa segurança e privacidade. O projeto

450 m , que poderão ser divididos em seis salas de

oferece 22 elevadores inteligentes com capacidade

pouco mais de 70 m2. As empresas podem optar em

para 20 pessoas, além de um sistema de cartões

colocar seus escritórios em todo o andar, ou então

magnéticos, permitindo acesso exclusivo aos

atuar em ambientes menores, de acordo com a

andares determinados após um cadastro que será

forma de atendimento que pretenda oferecer aos

obrigatório a ser realizado na recepção.

seus clientes.

O complexo corporativo oferece também quatro

Cristiano Rolim revelou que, além da comodidade

andares de garagem, igualmente com acesso por

e agilidade no desenvolvimento das atividades

meio de cartões magnéticos e mais de 1 mil vagas

2

Revista Negócios Imobiliários Abril 2013

39

capa

para carros, além de espaço para motos e bicicletas;

de autoria da paisagista Patrícia Lago, sem agredir

uma praça de eventos, com restaurante; lanchonete,

a natureza do entorno. Serão utilizados elementos

cafeteria e um auditório flexível, onde as empresas

paisagísticos em todas as dependências, com muito

poderão realizar eventos para um público de até 200

verde e área aberta.

pessoas. Todo o complexo será monitorado por meio

Durante mais de um ano, a construção do DCT

de uma central fechada de câmeras. Nas duas torres, foi adotado pelos arquitetos um revestimento todo em ‘pele de vidro’.

foi assunto discutido pela diretoria da Planc. No entendimento dos empresários, feito através de pesquisas, João Pessoa tem confirmado ser a ‘bola da

O projeto também contempla todo o conceito

vez’ no Nordeste, tendo em vista uma série de dados

que tem preocupação com a preservação do meio

econômicos que posicionam a capital paraibana

ambiente, uma marca e tradição desenvolvidas em

como uma das mais promissoras da região. Desse

todos os empreendimentos assinados pela Planc, que

modo,

prima pela cultura da cidade verde. Toda a estrutura

empresas setorizadas, que irão precisar de estrutura

das duas torres estará integrada à paisagem local,

administrativa suficiente para prestar serviços de

muitos

investimentos

estão

atraindo

qualidade aos clientes. É o caso, por exemplo, das instituições bancárias que, na Paraíba, não contavam com espaço para atendimento exclusivo e de alto padrão, mas agora com o lançamento do DCT todo conforto e segurança serão oferecidos através da experiência e excelência de construção assinada pela Planc. O investimento para erguer o DCT gira em torno de R$ 200 milhões. O valor de cada laje é de cerca de R$ 2,8 milhões para ocupação de um espaço de 465 metros quadrados. O valor de cada sala, na tabela de março de 2013, é de R$ 450 mil. As obras foram iniciadas no início de abril, com o prazo de conclusão em 40 meses.

Coluna Direito IMOBILIÁRIO monica@jlucena.com.br

Sociedade de Propósito Específico (SPE) No âmbito do parcelamento do solo, quer seja loteamento ou desmembramento, bem como da incorporação imobiliária, torna-se comum a utilização da Sociedade de Propósito Específico (SPE), constituída pela união do proprietário do imóvel com a construtora e/ou incorporadora. A constituição desta Sociedade se cinge à realização do empreendimento, consequentemente, o capital social integralizado, através de bens móveis (dinheiro) ou imóveis, servirá de garantia, havendo uma responsabilidade dos sócios até o montante integralizado, caso a sociedade seja limitada. Frise-se que os contratos de permuta e parceria vêm perdendo o espaço, haja vista a segurança jurídica proporcionada ao proprietário, ao construtor e/ou incorporador e ao adquirente da unidade imobiliária (lote, casa ou apartamento). Portanto a Sociedade resguardará o empreendimento, viabilizando a conclusão das obras. E o proprietário recebe a porcentagem ajustada no contrato social, desde a venda das unidades imobiliárias, não se submetendo mais a expectativa da entrega futura do bem, após dois ou três anos da permuta. Adquire personalidade jurídica própria, uma vez que é registrada na Junta Comercial. As dívidas dos sócios não poderão ser quitadas com o patrimônio da Sociedade, desta feita, assim como no Patrimônio de Afetação, os bens destinados ao empreendimento são destacados do patrimônio do incorporador e/ou

42

Revista Negócios Imobiliários Abril 2013

construtor, não se confundindo e, consequentemente, permitindo a conclusão da obra. Inclusive, distingue-se da Sociedade em Conta de Participação (SCP), que é constituída pelos sócios ostensivo (incorporadora e/ou construtora) e participante (proprietário do imóvel), haja vista que esta não possui personalidade jurídica, sendo a responsabilidade direta do sócio ostensivo. Por conseguinte, não oferta tamanha segurança quando comparada à SPE. Ademais, a Sociedade de Propósito Específico proporciona a redução de gastos quanto à incidência do Imposto de Renda (IR), o que tem gerado a confecção do contrato de parceria, como contrato preliminar, prevendo a constituição deste tipo societário, para que sobre a receita incida o imposto sobre pessoa jurídica, e não física. Embora seja um instrumento facilitador junto aos empreendedores, faz-se imprescindível a análise jurídica do investimento imobiliário, a fim de verificar a viabilidade da sua constituição. Só o caso, em concreto, permitirá diagnosticar se a SPE, de fato, é a melhor resposta ou se, na situação específica, outro instituto jurídico proporcione melhor segurança, diminua os custos e a burocracia. Mônica Cristina M. R. Lucena é Consultora Jurídica do escritório JLucena Advogados Associados, Especialista em Direito Notarial e Registral e Professora da disciplina de Direito Imobiliário (IFPB).

social

Massai Experience é inaugurado em João Pessoa com a proposta de ser um showroom totalmente diferenciado e inovador para os clientes que buscam imóveis de qualidade Um espaço fantástico. Essa é a proposta da Massai Experience inaugurada no bairro no Bessa, em João Pessoa. Além da nova sede em Manaíra, a construtora Massai dispõe de mais um ambiente para atender os clientes de modo mais personalizado. O projeto é dos arquitetos Cristiano Rolim e Ricardo Nogueira, com ambientação de interiores de Allysandra Delmas. O coquetel de abertura contou com muitos amigos, clientes, familiares, e as sábias palavras do pastor Sérgio Augusto de Queiroz, presidente da Cidade Viva, que enfatizou o empreendedorismo dos sócios Allison Dennis, José Herbert e Guy Porto, fortalecida ao lado da parceria de vendas com a Hofmann Imobiliária.

44

Revista Negócios Imobiliários Abril 2013

Presidente do Sinduscon-JP quer ampliar serviços aos associados e firmar novas parcerias

Depois de seis anos na vice-presidência do Sindicato da Indústria da Construção Civil de João Pessoa, SINDUSCON, Fábio Sinval, engenheiro civil e empresário do mesmo segmento na Paraíba e no Rio Grande do Norte, assumiu a presidência do sindicato com o compromisso de inovar e atrair novos associados. A frente da presidência desde novembro de 2012, Fábio Sinval quer fortalecer o sindicato com assistência de qualidade aos associados. A sede do SINDUSCON que fica no bairro de Tambauzinho em João Pessoa está passando por reformas para atender as necessidades da categoria, que conta com o apoio da Câmara Brasileira da Indústria da Construção Civil – CBICC. De acordo com o presidente, o SINDUSCON passa por uma nova fase, dando mais segurança ao associado.“São vários projetos em desenvolvimento, um deles é o apoio jurídico, onde os empresários recebem orientações e assistência nas áreas cíveis e trabalhistas, uma equipe de advogados será mantida pelo sindicato sem custos para o associado, outro benefício oferecido pelo SINDUSCON serão os processos de admissão e demissão com a realização de exames ocupacionais, o serviço vai ser uma parceria com o SESI e SENAI que vão dispor de engenheiros e médicos de segurança do trabalho barateando os custos do construtor, e mantendo serviço de qualidade”, afirmou o presidente. Outra inovação realizada nessa gestão são as 46

Revista Negócios Imobiliários Abril 2013

parecerias firmadas com a Prefeitura Municipal de João Pessoa em participar do Novo Projeto de Urbanismo da Capital, do Código de Obra e do Plano Diretor da cidade, de acordo com Fábio Sinval, essa união vai fortalecer o relacionamento entre o prefeitura e construtores. Quanto aos grandes projetos, o presidente falou sobre as novidades do maior evento realizado pelo sindicato, o Salão de Imóveis. De acordo com Fabio Sinval, a feira serve para aquecer o mercado imobiliário e alavancar as vendas. “É uma oportunidade que as construtoras têm para oferecer seus serviços e ampliar o mercado”, frisou. O evento ainda não tem data determinada nem local específico, já que o Espaço Cultural, onde aconteceu edições anteriores, está passando por reformas, entretanto Sinval garantiu que vai repetir o sucesso da feira do ano passado.

Fábio Sinval, presidente do SINDUSCON-JP

social

No Palazzo Cristal, GBM Engenharia reúne os moradores do Residencial Jardim Cabo Branco para entrega das chaves de mais um empreendimento assinado pelos arquitetos Paulo Peregrino e Janine Holmes Com 10 anos de atuação na construção civil paraibana, a GBM Engenharia entregou mais um edifício aos seus clientes. É o Residencial Jardim Cabo Branco com localização tranqüila e saudável no bairro do Altiplano, entre o verde da Mata Atlântica e o lindo mar do Cabo Branco. Em uma área de mais de 30 mil m², os arquitetos Paulo Peregrino e Janine Holmes, responsáveis

48

Revista Negócios Imobiliários Abril 2013

pelo projeto, contemplaram apartamentos com 3 quartos sendo 1 suíte, além de 25 itens de lazer para total conforto dos moradores. Desde a fundação da empresa com os desafios de um mercado tão competitivo, a GBM vem trabalhando seus empreendimentos dentro das mais modernas técnicas construtivas, aliando, qualidade, inovação e preço justo de cada apartamento.

Revista Neg贸cios Imobili谩rios Abril 2013

49

Inovação: Showroom Massai Experience é lançado em João Pessoa e faz diferença no mercado imobiliário

Espaço, comodidade, excelência em atendimento, a Massai larga na frente com inauguração de showroom A ideia foi criar um espaço que oferecesse conforto e confiabilidade aos clientes e colaboradores. O showroom Massai Experience centraliza

todos

os

empreendimentos

apresentados

pela

construtora, além de oferecer uma área para realização de eventos. O local é uma inovação no mercado para integração entre clientes, parceiros, fornecedores e sociedade que deseja expor produto ligado ou não a área imobiliária.

50

Revista Negócios Imobiliários Abril 2013

O novo Showroom foi inaugurado em dezembro do ano passado, de acordo com Allison Dennis, sócio-diretor administrativo e financeiro, a Massai Experience foi uma solução para o fim dos stands que antes eram implantados nos canteiros de obras, onde seriam construídos os empreendimentos sem estrutura adequada para os clientes conhecerem os produtos, além dos transtornos para ter acesso a esses locais. “Aqui cliente e corretor se sentem mais seguros, esse espaço oferece conforto e apresenta todos os nossos produtos, além do contato maior com a empresa, um ambiente criado para os visitantes terem uma experiência diferente com a Massai”, afirmou Allison. A implantação do projeto é um conceito inovador e por enquanto único no mercado. De acordo com a diretoria da empresa, depois da criação do Showroom Massai Experience, os clientes sabem onde encontrar os produtos da empresa, além de um contato direto com o imóvel que está adquirindo. É o caso do“Garage Box” que vai integrar um dos empreendimentos da Massai, o Palazzo di Toscana. O espaço é inspirado nos modelos de garagem americana com instalações de armários, gavetas, guarda volumes, suporte para bicicletas e outros compartimentos, o espaço já está montado no Massai Experience para visitação de clientes e colaboradores. Outra inovação da empresa é o apartamento decorado que será apresentado ao público em junho desse ano, uma réplica em tamanho real de um dos empreendimentos da Massai, local que vai permitir liberdade ao arquiteto para trabalhar, facilitando a decoração do ambiente do Spazio di Veneza, imóvel localizado no Bairro dos Estados com início para obra em maio de 2013, em João Pessoa. Segundo a diretoria, para melhor comodidade do cliente, a Massai resolveu trabalhar com marcas nacionais de fácil aceitação no mercado são pisos, louças, revestimentos, tudo para atender as necessidades do cliente.

Depois da instalação do Showroom, já é perceptível as mudanças, afirmou o diretor comercial Allison Dennis, a principal delas é a qualidade do atendimento com profissionais treinados e qualificados para atender a clientela que está cada vez mais exigente, o corretor tem e espaço reservado para mostrar os produtos Massai e garantir excelência no atendimento, cada cliente pode ser recebido individualmente em salas preparadas para apresentação dos produtos, o cliente sai da Massai com a informação necessária e verdadeira. A Massai não é uma imobiliária, é uma construtora que tem a filosofia em gerar traços de conhecimento e relacionamento valorizando a marca da empresa. “Aqui nós temos a preocupação com o cliente, o

corretor, o parceiro, o colaborador, enfim, prezamos pela qualidade para que possamos ganhar cada vez mais espaço, visibilidade e referência no mercado imobiliário”, enfatizou Allison. Sobre o Showroom, a diretoria afirmou vir novidades pela frente, mas não adiantou o que está sendo preparado preferiu deixar em segredo, apenas informou que o local será usado não só para apresentações de produtos, através de maquetes, decorados, mas um espaço interativo para fugir do comum e inovar cada vez mais o mercado, afinal a Massai Experience tem como objetivo a facilitação, o conforto e a informação em um só lugar.

“Além do contato maior com a empresa, um ambiente criado para os visitantes terem uma experiência diferente com a Massai” Allison Dennis, sócio-diretor Massai

Av. Fernando Luís Henrique - Bessa, João Pessoa–PB

(83) 3246-9658

www.massai.com.br

24 52

Revista Negócios Imobiliários Abril 2013

www.facebook.com/ConstrutoraMassai

@Massai_Oficial

Coluna arquitetura arq.tatianadiniz@hotmail.com

Evento de referência para construção civil A Expo Revestir é um dos principais eventos do ramo de soluções em acabamentos da América Latina, servindo como vitrine das tendências deste segmento. Este ano, a feira foi realizada no Transamérica Expo Center, em São Paulo, no período de 5 a 8 de março. Exemplo de sucesso, o evento recebeu mais de 60 mil visitantes, tendo como público alvo os arquitetos, designers de interiores, revendedores, construtores e compradores internacionais. Expondo as principais e maiores marcas nacionais e internacionais de acabamentos para a construção civil, a feira trilhou o natural caminho de se tornar referência no calendário de eventos do setor, chegando a ser conhecida como a Fashion Week da Arquitetura e Construção. Em 2013, a Expo Revestir teve um aumento de 30% de área ocupada, apresentando 240 expositores que trouxeram novidades em cerâmicas, louças sanitárias, metais para cozinhas e banheiros, rochas ornamentais, laminados, madeiras, mosaicos, cimentícios, vítreos, entre outros. De se ressaltar que mais de 50 expositores vieram de países como Itália, Espanha, Portugal, Japão, Israel, Suíça, Alemanha, Inglaterra, República Tcheca, Argentina, Indonésia e Paquistão.

56

Revista Negócios Imobiliários Abril 2013

Além dos mais tradicionais fabricantes de revestimentos, a feira contou com a participação das maiores empresas do mundo de louças sanitárias e metais para cozinhas e banheiros, consolidando-se, também, como a grande feira da América Latina para estes segmentos. Dentre os fabricantes nacionais destacam-se os líderes Deca, Roca, Tramontina e Docol, e entre os internacionais Hansgrohe, Grohe, Laufen, Delta Faucet, Toto e Duravit. Por ser voltada para os profissionais da área, os resultados da feira não se resumem aos quatro dias de realização, gerando, além de conhecimento e atualização para os visitantes, negócios e parcerias ao longo de todo o ano. Por fim, a Expor Revestir recebeu a visita ilustre do artista plástico Romero Britto, que é conhecido por usar cores fortes e estampas vibrantes como linguagem de esperança e felicidade. Suas obras que antes ficavam restritas aos grandes colecionadores, personalidades ou museus, atingirão um número maior de pessoas. Romero Britto esteve presente no Stand da Pamesa, ocasião em que foi lançada a coleção da Pamesa By Britto, que, como já era de se esperar, foi um sucesso! Tatiana Diniz é graduada em Arquitetura e Urbanismo, com especialização em Interiores, trabalha como arquiteta do Grupo Central da Construção e é sócia de Paula Barros.

Após um final de ano difícil, mercado imobiliário de Campina Grande comemora reaquecimento

Depois de um período de 2012 complicado na construção civil de Campina Grande, o começo de 2013 apresenta recuperação. De acordo com o Sinduscon-CG, o volume de vendas em janeiro, mês que historicamente não apresenta bons resultados, foi o dobro do registrado em dezembro. Um exemplo desse sucesso foi identificado pela Alphaville, empresa nacional que é referência em empreendimentos horizontais e que tem na cidade o Alphaville Campina Grande, que também comemorou o reaquecimento do mercado, com aumento nas vendas a partir de janeiro. “Na pesquisa de janeiro, a velocidade de vendas foi de 4,69% (percentual de unidades vendidas em relação ao estoque). O número foi muito bom, se pensarmos que, em dezembro, a velocidade ficou em torno de 2%”, destaca Lamir Motta Filho, presidente do SindusconCG. Em fevereiro, segundo Lamir, o resultado não deve ser bom, porque o mês é mais curto e o Carnaval desviou o foco das finanças dos consumidores. “Mas, pelo resultado de janeiro, a expectativa é de que tenhamos um bom primeiro semestre, com bons números já a partir de março”, completou o presidente do Sinduscon-CG. O gerente Comercial da Alphaville, André Nasi, acrescenta que, especificamente para o segmento de empreendimentos horizontais, as perspectivas são bastante positivas. Além do reaquecimento da economia brasileira como um todo, André destaca a importância que Campina Grande vem assumindo ao se consolidar como um foco de investimentos, em especial por causa do centro tecnológico de referência. “Campina Grande tem atraído grandes empresas e até mesmo profissionais de grandes centros. Com isso, surgem as demandas de infraestrutura, serviços

58

Revista Negócios Imobiliários Abril 2013

e também moradia, por parte de um público mais exigente. E é isso o que oferecemos”, aponta André. “No Alphaville Campina Grande, assim como em todos os nossos empreendimentos, o público não procura apenas uma opção de moradia de alto padrão, mas um estilo de vida que integre conforto, segurança, lazer, opções de consumo e educação. A qualidade e localização privilegiadas de nosso empreendimento contemplam todos estes benefícios, e o mais importante está entregue e pronto para construir, ou seja, uma realidade no mercado de Campina Grande. Uma prova disso é que depois da baixa sazonal, nós já sentimos um reaquecimento do mercado, dando sinais de que 2013 será um ano muito bom para o setor. Nos primeiros dois meses do ano, nosso volume de vendas foi significativamente melhor que nos dois últimos meses de 2012”, complementa André Nasi. *Com informações da Pauta Assessoria de Comunicação

social

Construtora Daterra promove coquetel de entrega do Residencial Amazônia, em ótima localização no Bairro dos Estados, com cerimonial realizado pelo jornalista Gerardo Rabello Uma empresa genuinamente paraibana, que tem como princípio oferecer e executar obras de alto padrão de qualidade, objetivando o conforto e plena satisfação dos clientes. Esse é o lema da Construtora Daterra que é dirigida pelos sócios Alexandre Cunha e Bruno Queiroga, que realizaram a entrega de mais um empreendimento em João Pessoa, o Residencial Amazônia. São três tipos de apartamentos, com dois elevadores, área de lazer completa com salão de jogos, salão de festas, espaço gourmet, pista de cooper, piscina e muito mais. Em breve, a Daterra entrega mais uma obra no Bairro dos Estados, o Residencial Privilege que está em ritmo acelerado de construção. 60

Revista Negócios Imobiliários Abril 2013

Coluna marketing IMOBILIÁRIO edu@superliga66.com

De acordo com Ford Pois é, a “marolinha” tardou, mas finalmente veio banhar calmamente a costa brasileira. Economistas que apoiam o governo federal dirão que não é bem assim, que essa recessão não chegou com a mesma intensidade com que atingiu Europa e EUA, mas já é perceptível em diversos segmentos os efeitos de uma leve desaceleração econômica. Repare que não usei a palavra crise. Essa palavrinha que causa arrepio na espinha do empresariado ao lembrar das décadas que antecedem o governo Lula não se aplica ao caso brasileiro, mas já se nota certa ruborização do tomate, entre outros produtos básicos, por exemplo. Um pequeno, mas constante aumento dos preços e uma tendência de aperto em alguns setores. Senhoras e senhores, um ponto de corte orçamentário natural, quando o cenário é de medo, é a compra do imóvel. Não adianta esconder-se ou fingir-se de morto. O assunto é real e não perdoa o empresário que não souber lidar com a realidade de forma madura no cenário de competitividade acirrada em que nos encontramos. O consumidor que busca moradia não é bobo. Em momentos como este, ele tem receio de assumir compromissos que envolvam grande parte da sua renda familiar por longos períodos. O consumidor que ainda se sente suficientemente seguro para adquirir moradia ou mesmo investir no setor (caso cada vez mais raro) precisa ser conquistado a fim de que esta fatia de mercado reduzida fique na sua empresa até que o cenário se estabilize novamente. Até mesmo os construtores mais conservadores e tradicionais do mercado já perceberam que, sem anunciar, continuarão 62

Revista Negócios Imobiliários Abril 2013

com uma taxa de desocupação elevada nos seus empreendimentos. Anunciar é a chave em momentos de crise. E como sócio de uma agência de publicidade pessoense tenho recebido a visita de donos de construtoras que nunca sequer havia ouvido falar. Marcas com 20, 30 anos no mercado. Marcas que nunca se preocuparam em construir uma imagem porque nunca enfrentaram tamanha competição. Simplesmente subiam suas torres e esperavam que o rio seguisse seu curso. Agora, diante da seca das águas, precisam de ajuda e aqui estamos para isso mesmo. Não apenas a nossa agência, mas tantas outras que atendam o mercado imobiliário e creio que estejam tendo a mesma percepção: a regra do jogo mudou. É preciso remar para sair do lugar e vencer obstáculos. É preciso anunciar muito, e anunciar corretamente. Mostrar diferenciais competitivos, mostrar que suas construtoras não estão paradas no tempo, que seus projetos são os melhores, que seus preços são justos e principalmente ouvir o que os arquitetos e profissionais de marketing têm a acrescentar. Henry Ford uma vez disse que “se tivesse apenas um dólar, investiria em publicidade”. O homem ajudou a reconstruir os EUA depois da quebra da bolsa de 1929. Ele inventou a indústria moderna e mudou o mundo. Não custa nada dar uma chance ao que ele disse uma vez. Edu Cury é professor no curso superior de publicidade e propaganda do IESP e diretor associado da agência de publicidade e propaganda Superliga 66, que atende diversos clientes no segmento imobiliário e da construção civil.

SO C I EDADE

Contato: ivancorreia@ivancorreia.com.br

POR IVAN COR R EIA MERCADO IMOB I LIÁR IO PARAI BANO

D ESTAQUES

VITRINE – Sempre de muito bom gosto na Conceito Interiores. PRONTO – Bruna Sá concluiu as instalações do seu novo escritório, com objetivo de receber os clientes com mais conforto e de maneira aconchegante. ONLINE – O arquiteto Leonardo Maia lança novo site em breve. IBÉRICA – A construtora dirigida por Irenaldo Quintans está em fase final de aprovação o Essencial Manaíra. Ótima opção de 2 ou 3 quartos por uma empresa que tem respeito por você.

ALTO PADRÃO A construtora Moreira & Ruffo’s caprichou na construção do Residencial Milanesi, recentemente entregue no bairro do Cabo Branco, em João Pessoa. Dentre os vários diferenciais, por exemplo, apartamentos com três varandas e elevador panorâmico, a empresa contratou a arquiteta Caroline Queiroz Galvão, na foto ao lado de Mouriene Ruffo, que decorou e ambientou toda área externa do empreendimento. Ficou excepcional!

SHOW DE VERDE Patrícia Lago vem desenvolvendo cada vez projetos de paisagismo nos estados da Paraíba, Pernambuco, Rio Grande do Norte e Bahia. Na cidade de João Pessoa, o mais recente trabalho de arquitetura na paisagem é o DCT da Planc, onde as concepções maiores foram na entrada do empreendimento, pátio de chegada, espelhos d’água, caminhos para as torres e jardim vertical. Outro elemento criado por Patrícia é a iluminação, que nesse projeto irá enaltecer toda área externa de modo a valorizar ainda mais toda beleza das duas torres.

ATENTO – As participações de Julian Lemos, da Perímetro Segurança, no Caso de Polícia (TV Tambaú) tem sido fundamentais com excelentes dicas de como evitar os criminosos. CRESCIMENTO – O empresário Josélio Pontes chegou recentemente da China com muitas novidades e lança ainda este ano o Dismacon Home Center, na estrada de Cabedelo. Vamos aguardar! SURPRESA – A construtora Earlen planeja para o mês de junho uma promoção que vai chamar toda atenção do mercado imobiliário. CONSERPA – Vem lançamento de mais um rio por aí. 66

Revista Negócios Imobiliários Abril 2013

PRÊMIO MERECIDO A GBM Engenharia realizou uma campanha de vendas no final de 2012 e início de 2013. O objetivo é incentivar a comercialização dos imóveis da construtora valorizando os profissionais do ramo imobiliário com excelentes prêmios. O corretor de imóveis Johannes Hofmann foi um dos contemplados com um iPad 2 que recebeu das mãos de Geraldo Muniz no stand de vendas do Residencial Liège. “Fiquei muito feliz com esse presente, pois será muito útil como ferramenta de trabalho para apresentar aos meus clientes”, destacou.

CONFORTO E ESTILO A expansão da Abraccio Móveis acaba de chegar a João Pessoa. A loja, situada na Av. Edson Ramalho, em Manaíra, possui dois pavimentos em mais de 400m², apresentando um showroom bem variado e com características únicas. Os móveis possuem qualidade, onde são produzidos pela marca Sierra, com design contemporâneo e em sintonia com o que há de melhor no mercado internacional. Na foto acima, Franci Mari e Bianca Silveira, respectivamente, gerente e sóciadiretora, ao lado da arquiteta Allysandra Delmas que foi conferir pessoalmente os belos espaços.


Revista Negócios Imobiliários - Edição 07