Issuu on Google+

CONTABILIDADE Conceito Instrumento informações úteis tomada de decisões

Campo de Aplicação Comércio - Indústria - Entidades Públicas - Hospitais Agropecuárias - Seguradoras - etc.

CONTABILIDADE

Finalidade da Contabilidade • Controle patrimonial • Informações composição e variações patrimoniais resultado da atividade econômica

Usuários da Contabilidade Administradores - Proprietários - Investidores - Bancos Fornecedores - Governo - Empregados - etc.

Fases da Gestão Empresarial Estudadas Econômica - Patrimonial - Financeira

CONTABILIDADE

Patrimônio Conhecimento comum = conjunto de bens Conceito Contábil = Bens, Direitos e Obrigações Aspecto Qualitativo do Patrimônio: Bens

Coisas úteis que satisfazem às necessidades Material (Tangível) — Imaterial (Intangível) Móvel (Removível) — Imóvel (Vinculado ao solo) Direitos

Obrigações

Valores a receber de terceiros Valores a pagar para terceiros

CONTABILIDADE

Patrimônio Aspecto Quantitativo do Patrimônio: • Bens Dinheiro ........................................ Veículos ....................................... Máquinas ...................................... • Direitos Contas a Receber .......................... Notas Promissórias a Receber ........ • Obrigações Contas a Pagar .............................. Impostos a Pagar ........................... Salários a Pagar .............................

5.000,00 9.000,00 8.000,00 7.000,00 2.000,00 8.000,00 1.000,00 1.000,00

CONTABILIDADE

Patrimônio Líquido Patrimônio Líquido = Bens + Direitos — Obrigações

Demonstrações Financeiras Coleta de dados Contabilidade Relatórios Contábeis Usuários da Contabilidade

CONTABILIDADE

Conceito de Demonstração Financeira Apresentação resumida, ordenada e periódica formando os relatórios contábeis

Principais Demonstrações Financeiras • Balanço Patrimonial (BP) • Demonstração do Resultado do Exercício (DRE) • Demonstração de Lucros ou Prejuízos Acumulados (DLPAc) • Demonstração das Origens e Aplicações de Recursos

CONTABILIDADE

Balanço Patrimonial Principal Relatório Contábil Padrão de medida

moeda nacional

Identifica a situação patrimonial e financeira

A expressão “Balanço”

Ativo

Passivo Patrimônio Líquido

Exercício de Fixação: Balanço Sucessivo

CONTABILIDADE

Representação Gráfica do Balanço Patrimonial Balanço Patrimonial Passivo e Patrimônio Líquido

Ativo Bens Dinheiro ........................... Veículos .......................... Máquinas ......................... Direitos Contas a Receber ............ Notas Prom. a Receber ...

5.000,00 9.000,00 8.000,00 7.000,00 2.000,00

Total ........................................ 31.000,00

Obrigações Contas a Pagar .................. Impostos a Pagar ............... Salários a Pagar .................

8.000,00 2.000,00 1.000,00

Patrimônio Líquido ..................... 20.000,00

Total ........................................ 31.000,00

Equação Fundamental do Patrimônio

A = P — P. L.

CONTABILIDADE

Origens e Aplicações de Recursos Recursos 3ºs e próprios Balanço Patrimonial Ativo (Aplicação)

Passivo + P. L. (Origem)

$ $

$$ $

$$

$$$

Capital = Recursos

$

$

$

CONTABILIDADE

Contas Componentes patrimoniais (B-D-O-PL) Nome técnico Elementos de resultado (Rec. - Desp.)

Classificação das Contas Ativas

Bens e Direitos

Passivas

Obrigações e P. Líquido

1. Patrimoniais

Desp./Custos

Aparecem e encerram no mesmo Exercício Social

Receitas

(espaço de tempo para apuração da situação patrimonial e econômica)

2. De Resultado

CONTABILIDADE

Agrupamento das Contas do Balanço Patrimonial ATIVO • Circulante (Curto Prazo) Disponível Créditos Estoques Despesas Exerc. Seguinte • Realizável a Longo Prazo Créditos • Permanente Investimentos Imobilizado Diferido

PASSIVO + PATR. LÍQUIDO • Circulante (Curto Prazo) Dívidas a Pagar • Exigível a Longo Prazo Dívidas a Pagar • Resultado de Exerc. Futuros • PATRIMÔNIO LÍQUIDO Capital Social Lucros/Prej. Acumulados Outras Contas

CONTABILIDADE

Apuração do Resultado (Lucro ou Prejuízo) Causas Principais da Variação do Patrimônio Líquido: 1 - Investimento Inicial de Capital ou Aumento/Diminuição 2 - Resultado confronto entre RECEITAS e DESPESAS/CUSTOS

Receitas Decorrem da venda de bens e da prestação de serviços Aumentam o Patrimônio Líquido

Despesas e Custos Decorrem do consumo de bens e utilização de serviços Diminuem o Patrimônio Líquido

CONTABILIDADE

Resultado É a diferença entre as Receitas e Despesas/Custos em um período

Lucro

Receitas > Despesas e Custos

Prejuízo

Receitas <

Despesas e Custos

Encaixe

Entrada de dinheiro no caixa

Desencaixe

Saída de dinheiro do caixa

CONTABILIDADE

Exercício Social Espaço de tempo para apuração da situação patrimonial e econômica

Regime de Competência de Exercícios Receitas e Despesas são consideradas em função do seu fato gerador, e não em função de recebimento ou pagamento Regras

Despesa Receita

quando consumida ou incorrida quando gerada (venda)

Regime de Caixa Regras

Despesa Receita

quando do desencaixe (pagamento) quando do encaixe (recebimento)

CONTABILIDADE

Diferença entre Custo e Despesa Custo: são os gastos no processo de industrialização (matéria-prima, mão-de-obra, energia elétrica, etc.) ou com a aquisição de mercadoria no comércio. Despesa: consumo de bens ou serviços para a obtenção de receita.

Diferença entre Despesa e Ativo (Investimento) Ativo: gasto que trará benefícios futuros para a empresa Despesa: depois da sua ocorrência, não traz mais benefícios à empresa

Diferença entre Ativo e Custo Hipótese: compra de uma mercadoria para revenda e/ou gastos com matéria-prima, mão-de-obra, etc., para produzir um produto

CONTABILIDADE

Operações Receita Despesa/Custo

A Prazo

À Vista

+ Contas a Receber

+ Caixa (Encaixe)

(ATIVO)

+ Contas a Pagar (PASSIVO)

Resultado

— Caixa (Desencaixe)

Balanço Patrimonial

Efeito do Lucro no Balanço - Exercício de Fixação Capital inicial ($ à vista) ................ R$ 900,00 Receita à Vista .............................. R$ 1.200,00 Despesa à Vista ............................. R$ 1.150,00

CONTABILIDADE

O Efeito do Lucro ou Prejuízo do Exercício Social no Balanço Patrimonial

Balanço Patrimonial Ativo

Passivo

Capital de Terceiros

Resultado Receitas Desp./Custo

Fornec. Empr.

P. Líq. Lucro Prejuízo

Lucro-Prej.

CONTABILIDADE

Demonstração do Resultado do Exercício É o resumo das Receitas e Despesas em determinado período Dedutiva (Vertical)

Receita Bruta (-) Deduções - Impostos, Devoluções e Abatimentos = Receita Líquida (-) Custo das Vendas (CMV, CPV, CSP) = Lucro Bruto (-) Despesas Operacionais Despesas com Vendas, Administrativas e Financeiras () Receitas e/ou Despesas Não-Operacionais = Resultado Antes do Imposto de Renda e da CSLL (-) Imposto de Renda e CSLL = Lucro Líquido

CONTABILIDADE

Método Balanços Sucessivos “versus” Controle Individual de Contas Razonete

facilita o raciocínio contábil

Nome da Conta

Balanço Patrimonial Ativo Banco C/C .............. Banco C/C 900

Passivo e Patr. Líquido 900

Capital ................... Capital 900

900

CONTABILIDADE

Regras de Contabilização dos Razonetes • Toda conta de Ativo e todo acréscimo de Ativo • Toda conta de Passivo/P. Líq. e todo acréscimo

Lado Esquerdo Lado Direito

Débito e Crédito Sol Conta de Ativo Débito

Crédito

(aumento) (diminuição)

Lua Conta de Passivo e PL Débito

Crédito

(diminuição) (aumento)

CONTABILIDADE

Contabilização das Contas do Balanço Patrimonial • Aumento do Ativo

Debita-se Credita-se Credita-se Debita-se

• Diminuição do Ativo • Aumento do Passivo/PL • Diminuição do Passivo/PL

Para todo o valor de débito eqüivale igual valor de crédito, e vice-versa Banco C/C Débito

Saldo das Contas

400

350

Exercício de Fixação

Crédito 50

CONTABILIDADE

Contabilização das Contas de Resultado As Contas de Resultado são utilizadas para apuração do Resultado (Lucro ou Prejuízo) do Exercício Social Receitas Despesas/Custos

Aumentam o Patrimônio Líquido Diminuem o Patrimônio Líquido Conta de Patrimônio Líquido

Débito (diminuição)

Conta de Desp./Custo Débito

Crédito (aumento)

Conta de Receita Crédito

CONTABILIDADE

Resumo Geral de Contabilização Natureza das Contas

Débito

Crédito

Contas de Ativo

Aumento

Diminuição

Contas de Passivo e P. L.

Diminuição

Aumento

Contas de Resultado

Desp./Custo

Receita

Exercício de Fixação • Início da atividade com Capital de R$ 20.000, em Caixa • Receita de prestação de serviços, de R$ 45.000 no período, sendo R$ 15.000 à vista • Despesa com salários, à vista: R$ 16.000 • Despesa com material consumo (todo ele foi consumido no período): R$ 4.000 à vista e R$ 3.000 a prazo

CONTABILIDADE

Inventário Relação parcial ou total dos elementos patrimoniais

Inventário dos Estoques Objetivo: apurar o resultado econômico (lucro ou prejuízo) Inventário Permanente

Sistemas Inventário Periódico

CONTABILIDADE

Operações com Mercadorias R.C.M. = Vendas — Custo Mercadorias Vendidas Res. Líq. Per. (DRE) = RCM + Outras Receitas - Despesas

C.M.V. = Estoque Inicial +Compras — Estoque Final

Exercício de Fixação

CONTABILIDADE

Depreciação Diminuição do valor do bem por desgaste, obsolescência ou ação da natureza Taxas de Depreciação Anual (I. Renda): Bens Móveis em Geral ..................... 10% Edifícios e Construções .................... 4% Biblioteca, Máquinas, Instalações ..... 10% Ferramentas, Veículos, Computador. 20%

Exercício de Fixação

CONTABILIDADE

Apuração Contábil do Resultado Em cada exercício social se apura o Resultado (Lucro ou Prejuízo) Não se deve misturar as despesas e receitas de exercícios sociais diferentes

Encerramento das Contas de Resultado · Abre-se uma conta transitória (Lucros e Perdas, Resultado Exercício) · Transfere-se o saldos das contas de Despesas/Custos e Receitas para a conta acima · Da conta “Resultado do Exercício” faz-se as provisões (I. de Renda, etc.). Transfere-se o saldo para “Lucros ou Prejuízos Acumulados” (Conta do Patrimônio Líquido) Esta conta é o elo de ligação entre as Contas Patrimoniais e de Resultado


Apostila de Contabilidade