Issuu on Google+

MOVIMENTO PRÓ-SAIA

Ilustração: Vicente De Paula

´ Por que os homens USAM SAIA?

POR QUE OS HOMENS USAM SAIA?

C

aminhe por um encontro estudantil da Enecos, participe dele e perceba que alguns homens vestem saia. Se são curtas ou compridas, feitas de jeans ou renda, isso pouco importa diante das histórias contadas por aquelas/ aqueles que deixaram de lado o riso ou a piada e se puseram, a saber, o porquê.

Um delas, talvez a mais conhecida, conta a história de Lucas Fortuna, na época estudante de Comunicação da UFG, que teria sofrido preconceito por usar a saia enquanto participava do Congresso Brasileiro dos/as Estudantes de comunicação social (Cobrecos), realizado em Brasília, em 2004. Os detalhes contados são muitos. Há quem diga que o fato aconteceu quando ele entrou em uma das salas de discussões do congresso e foi alvo de piadas. Ou ainda que o estudante teria sido hospitalizado após ser agredido enquanto tentava autoafirmar sua homossexualidade. Para resgatar um pouco dessa história, o Grupo de Estudo e Trabalho (Get) de Combate às Opressões da Enecos entrou em contato com este que fora o ícone desta história contada das mais diferentes formas e contamos, nesta cartilha, o que talvez pouca gente de fato saiba.

ia desde 2002. sa va sa u já s co e ex-militante da En o e u q na ocasião, oué l L, a A re – a ri ió ce a M A histó tuiu, nos foi realizado em sti s in co e re b ta o n C e m o sti o d Quan diram aderir à ve ci e d G F riam saia! U sti a ve d s s n te e n m a o d h u st s e o tros um dia em que , va ti cu xe E a d encontros

O que aconteceu em 2004, porém, foi que uma das sedes para realização do congresso foi a Universidade Católica de Brasília que, por meio da reitoria, dividiu os alojamentos em feminino e masculino. Foi então que Lucas, vestido de saia, dirigiu-se á reitoria para tentar constranger a administração superior e “agradecer” a Universidade por incentivar a prática homossexual. A partir de então surgiram muitas histórias sobre o fato. Lucas conta ainda que a decisão de usar saia nos encontros da Enecos era, além de expressar a autoafirmação de sua sexualidade, uma boa oportunidade de dar inicio á discussão de gênero no movimento estudantil de comunicação e, uma forma de dizer que seus gestos ou a forma como se vestia, nada interferia em suas posturas ou formas de intervenções. Por convenção, sabemos que somente mulheres devem usar saias e que, esta peça é, por consequência, uma forma de expressar feminilidade. Por isso para Lucas, “vestir saia é uma ação transgressora do próprio gênero”, uma vez que o homem, homossexual ou não, abre mão de sua condição viril para se mostrar aberto a descontração de práticas socialmente construídas que levam ao preconceito.

se fato alimenes e qu é te an rt po im s ai a parte, o m Histórias, mitos e lendas os encontros. Pode ss no em te en es pr z fa hoje se ta nossa história e ainda os, mas sabemos am nt co e qu ia ór st hi na teceu não ter sido o que acon ais diferentes maneiras. m s da a di da ca a os id rim que homossexuais são op

Para isso, a Enecos convida estudantes de Comunicação Social de todo o país a fazerem parte do Movimento Pró Saia e, mais ainda, a manifestarem, não somente nos encontros, mas em seu dia-a-dia, que são contra a toda forma de opressão, seja vestindo saia ou outros meios que nos tragam a construção de uma nova sociedade.

~

rEALIZACAO: ,


2012 - Cartilha Movimento Pró-Saia