Issuu on Google+

Diário

de Petrópolis 56 anos

E-mail: redacao@diariodepetropolis.com.br

Site: www.diariodepetropolis.com.br

Preço do exemplar: R$ 1,20

Nº 15.889 - Quarta-feira, 6 de julho de 2011 Divulgação

convênio entre prefeitura e ucp

Mestrado grátis para professores municipais Cabral traz fábrica da Hyundai para o Rio de Janeiro A Hyundai Heavy Industries vai instalar em Itatiaia, no Sul Fluminense, sua primeira fábrica fora da Ásia. Questões como o grande investimento em infraestrutura, logística favorável e a visibilidade conferida pela Copa de 2014 e os Jogos Olímpicos de 2016 favoreceram a escolha da empresa pelo Rio de Janeiro , que saiu à frente de Minas Gerais e Espírito Santo. (Página 7)

Um convênio entre a Prefeitura de Petrópolis e a UCP vai permitir que profissionais da Educação do município possam cursar Mestrado gratuitamente. A iniciativa é uma antecipação do cum-

primento de alguns pontos previstos no PCCS, como a capacitação dos servidores. Os kits com os procedimentos para o profissional se candidatar a uma das 12 vagas disponíveis, já estão no Centro

Policiais do GAT e da P2 apreendem cocaína e maconha em ônibus Divulgação

Relatório do Inea sobre Cuiabá gera expectativa O Instituto Estadual Ambiental (Inea) já concluiu o relatório da faixa de exclusão no Vale do Cuiabá, em Itaipava, mas ainda não o divulgou. O documento definirá a faixa em que não poderá haver moradias. Ontem, o PSC anunciou que acompanhará as medidas que serão tomadas para a retirada das famílias. (Página 7)

Preço da cesta de compras registra queda na cidade O custo da cesta de compras da cidade de Petrópolis ficou 0,72% mais barato em maio de 2011. Com este recuo, o valor médio da cesta passou de R$ 440,51, em abril, para R$ 437,35, em maio. Nestes primeiros cinco meses do ano, apurou-se aumento de 5,55%, e nos últimos doze meses, a taxa ficou em 6,69%. (Página 7)

de Capacitação em Educação Frei Memória e devem ser retirados pela direção de cada instituição de ensino municipal para apresentá-lo aos servidores da unidade. (Página 5)

Operações como esta vão ser cada vez mais constantes na cidade, tanto na BR-040 quanto na Serra Velha

Agentes do Grupamento de Ações Táticas (GAT) e o Serviço Reservado (P2) da Polícia Militar apreenderam, na noite da última segunda-feira, 33 cápsulas de cocaína e um tablete de maconha hidropônica com uma mulher de 37 anos, que estava subindo a Estrada Velha da Estrela, em um ônibus que fazia a linha Imbariê – Petrópolis. Ela foi presa em flagrante e encaminhada para a 105ª Delegacia de Polícia, onde o caso foi registrado. De acordo com os policiais, eles estavam em uma operação determinada pelo comandante do 26ª Batalhão (Petrópolis) para impedir a entrada de drogas na cidade. (Página 5)

Pichações tomam conta de muros e paredes do Centro Histórico As pichações estão mudando a paisagem do Centro Histórico de Petrópolis. Muros, paredes e portões de prédios como o dos Correios são alvos do vandalismo. Câmeras de segurança monitoradas pela Guarda Municipal já conseguiram identificar alguns pichadores. Quem for pego em flagrante causando algum dano ao patrimônio público pode pegar pena de um a seis meses de detenção ou pagar multa. (Página 7)

Fotos: Alan Alonso

bairros Os buracos na Rua Nossa Senhora da Penha, nas Três Pedras, no Caxambu, estão impedindo que o ônibus de linha Santa Isabel e que atende a localidade cumpra o itinerário para atender a localidade. A Associação de Moradores do Caxambu/ Santa Isabel está reivindicando o reparo nas aberturas e ainda outros melhoramentos na comunidade. (Diário nos

esportes As paredes laterais do prédio dos Correios e o muro do Colégio Dom Pedro II estão tomados pelas pichações

Proibição de sacolas plásticas não vingou

A lei que incentiva a não utilização de sacolas plásticas em supermercados vai completar um ano no próximo dia 15. Mas, basta andar pelo centro da cidade para ver que a medida não vingou. Os estabelecimentos utilizam cartazes com o texto da lei para incentivar os consumidores e, a cada cinco mercadorias carregadas em outras embalagens há um desconto de R$0,03 nas compras. (Página 7) Velhos hábitos de carregar as compras em sacolas plásticas não mudaram

Ascom/PMP/ Alexandre Peixoto

Luz da Cidadania terá R$ 251 mil em julho Página 3

Hoje, a partir de 20h, André Perillo, tenor ítalo-venezuelano, e Andrés Roig (foto), pianista cubano, se apresentam no Palácio Rio Negro, dentro da programação do 11º Festival de Inverno de Petrópolis promovido pela Dell’Arte. Às 20h o Festival traz uma apresentação da Banda 1º de Setembro no Theatro D. Pedro. (Página 6)

Bairros, página 9)

Nesta edição

Dora Kramer

agenda

O Programa Luz da Cidadania, criado pelo governo municipal para atender à grande demanda das comunidades pela melhoria na iluminação pública, representará um investimento de R$ 251.303,61 na primeira etapa, que começa em julho, com verba da Contribuição de Iluminação Pública (CIP). Todos os bairros e distritos serão (Página 3) contemplados.

Ao contrário de muitos que ainda lutam por vagas na próxima fase da Liga Futsal 2011, o Poker/PEC, classificado antecipadamente, navega no mar da tranquilidade. Na nona colocação, com 32 pontos em 21 jogos, o time enfrenta o Suzano/Drummond/Penalty hoje, às 19h15, no Ginásio da UCP, no Bingen. O resultado desta partida indicará em qual dos quatro grupos a equipe ficará na próxima fase da competição. (Página 6)

Temperatura pode chegar a 3°C Veículos que serão utilizados para levar iluminação para toda a cidade

(Página 5)

2

56 anos

DIÁRIO DE PETRÓPOLIS

A soma e o resto n Fernando Henrique Cardoso

O

u encontramos convergência, ou haverá riscos de ruptura ecológica e social Tomo de empréstimo o título de um livro de Henri Lefebvre, escritor francês que rompeu com o Partido Comunista em 1958 e publicou suas razões para tanto neste livro de 1959. Anos mais tarde, em 1967/68, fui colega de Lefebvre em Nanterre, quando demos início, junto com Alain Touraine, Michel Crozier e com o então quase adolescente Manuel Castells, a uma experiência de renovação da velha “Sorbonne”, na área das ciências humanas. Sempre gostei do título do livro de Lefebvre e agora, ao escrever estas linhas — sem qualquer pretensão a devaneios psicanalíticos — , recordo-me também de que Lefebvre tinha uma grande semelhança física com meu pai. Mas o fato é que há momentos para fazer um balanço. No caso, Lefebvre descontava o que o Partido Comunista lhe tirara, ou ele do mesmo, e via o que sobrava: a experiência dramática das revelações que Kruchev fizera dos horrores stalinistas, somada à invasão da Hungria, provocou uma remexida crítica na intelectualidade europeia, que não deixou de afetar a brasileira e a mim próprio. Hoje, ao completar 80 anos, diante do fato inescapável de que o tempo vai passando e às vezes não deixa pedra sobre pedra, eu, que não sou dado a balanços de mim mesmo (e nem dos outros), senti certa comichão para ver o que resta a fazer e a soma das coisas que andei fazendo. Mas não se assuste o leitor: o espaço de uma crônica não dá para arrolar o esforço de oito décadas para tentar construir algo na vida, quanto mais para alistar o muito de errado que fiz, que pode superar as pedras que eventualmente ficaram em pé. Além do mais, prefiro olhar para frente a mirar para trás. Quando algum repórter me pergunta o que acho que ficará de mim na História, costumo dizer, com o realismo de quem é familiarizado com ela, que daqui a cem anos provavelmente nada, talvez um traço dizendo que fui presidente do Brasil de 1995 a 2003. Quando insistem em que fiz isso ou aquilo, outra vez meu realismo — não pessimismo, nem hipocrisia de modéstia — pondera que, no transcorrer da História, quem sobra nela é visto e revisto pelos pósteros ora de modo positivo, ora negativo, dependendo da atmosfera reinante e da tendência de quem revê os acontecimentos passados. Portanto, melhor não nos deixarmos embalar pela ilusão de que há pedras que ficam e que serão sempre laudadas. Além do mais, dito com um pouco de ironia, se o julgamento que vale para os homens políticos e mesmo para os intelectuais é o da História, de que serve o que digam de nós depois de mortos? Pois bem, se é assim, se o que vale é o agora, não tenho palavras para agradecer a tantos, e foram muitos, os que se referiram a mim com generosidade neste passado mês de junho. Mesmo sabendo, repito, da efemeridade dos juízos, é bom escutar pessoas próximas, não tão próximas e mesmo distanciadas por divergências, procurarem ver mais o lado bom, quando não apenas ele, e expressarem opiniões que me deixaram lisonjeado e, a despeito de meu realismo, quase embalado na ilusão de que fiz mais do que penso ter feito. Como não posso agradecer a cada um pessoalmente, nem desejo deixar de lado alguém, nem os muitos que me disseram pessoalmente palavras de estímulo ou as registraram por cartas, e-mails ou na web, aproveito esta página de jornal para reiterar que não sei como exprimir o quanto a solidariedade dos contemporâneos me emocionou. Não posso me queixar da vida. Vivi a maior parte do tempo dias alegres, mesmo que muitas vezes tensos. Assim como senti as perdas que fazem parte de sobreviver. Perdi muita gente próxima ou que admirava à distância nestes 80 anos. Pais, irmãos, mulher, amigos, amigas, companheiros de vida acadêmica e política. Ainda agora, para que nem tudo fosse rosas, perdi às vésperas de meu aniversário um companheiro de universidade com quem convivi cerca de 50 anos, Juarez Brandão Lopes. E, no momento em que escrevo estas linhas, veio a notícia da morte de Paulo Renato Souza, companheiro, colaborador, grande ministro da Educação, colega de exílio. As perdas, para quem está vivo, são relativas. Aprendi a conviver na memória com as pessoas queridas e mesmo com algumas mais distantes, com as quais “converso” vez por outra no imaginário para reposicionar o que penso ou digo. Tomo em conta o que diriam os que não estão mais por aqui, mas deixaram marcas profundas em mim. Na soma, não cabe dúvida, mantive mais amigos que adversários. Não sinto rancor por ninguém, talvez até por uma característica psicológica, pois esqueço logo as coisas de que não gosto e procuro me lembrar das que gosto e pelas quais tenho apego. Por fim, para não escrever uma página muito água com açúcar, se me conforta ter tantos amigos e receber deles tanto apoio e se prezo a amizade acima de quase tudo, devo confessar que, apesar de meu pendor intelectual ser forte, no fundo, sou um homo politicus. Herdado de meus pais e de algumas gerações de ancestrais, vivo a vida na tecla do serviço ao público, da polis, e para mim o público hoje não é apenas o brasileiro, mas tem uma dimensão global. Pode parecer “coisa de velho”, mas o fato é que a esta altura da vida estou convencido, sem prejuízo das crenças partidárias e ideológicas, de que cada vez mais, como humanidade, como cidadão e como seres nacionais, simultaneamente, estamos nos aproximando de uma época na qual ou encontramos alguns pontos de convergência, uma estratégia comum para a sobrevivência da vida no planeta e para a melhoria da condição de vida dos mais pobres em cada país, ou haverá riscos efetivos de rupturas no equilíbrio ecológico e no tecido social. Não é o caso de especificar as questões neste momento. Mas cabe deixar uma palavra de advertência e de otimismo: é difícil buscar caminhos que permitam, em alguns temas, uma marcha em comum, mas não é impossível. Tentemos. Vi tanta boa vontade ao redor de mim nestas últimas semanas que a melhor maneira de retribuir é dizendo: espero poder ajudar a todos e a cada um a sermos mais felizes e dispormos de melhores condições de vida. Guardarei as armas do interesse pessoal, partidário ou mesmo dos egoísmos nacionais sempre que vislumbrar uma estratégia de convergência que permita dias melhores no futuro. Com confiança e determinação, eles poderão vir. n

Sociólogo, foi Presidente da República

quarta-feira, 6 de julho de 2011

A festa é sua n Orlando

Diniz

U

m senhor festival. Passados dez anos da primeira edição do Festival Sesc Rio de Inverno, acredito que possamos chamá-lo assim, sem medo de errar. Nosso festival é, hoje, o maior acontecimento cultural do estado do Rio de Janeiro. Os números não nos deixam mentir: em uma década, cerca de mil atrações culturais agregaram um público de um milhão de pessoas, entre turistas e moradores de Petrópolis, Teresópolis e Nova Friburgo. Um público que, entra ano, sai ano tem à sua disposição o que há de melhor em termos de produção cultural no país. Nossa proposta não é ingênua. Sabemos que a cultura é um importante agente

formador de cidadãos. Sem acesso à cultura não há cidadania possível, simples assim. Outra faceta indissociável da produção cultural atualmente é sua importância estratégica na alavancagem da economia. Tente imaginar cidades como Paris ou Nova York sem sua característica de polos difusores de cultura: pouco restaria no imaginário coletivo para se caracterizar estas metrópoles. Nestes lugares, cultura não é só atração turística. É, antes de tudo, um poderoso agente gerador de receita e desenvolvimento social. Nós, organizadores do Festival Sesc Rio de Inverno, estamos atentos a essas questões. Já não nos basta gerar dois mil empregos indiretos: buscamos aprofundar a marca do evento na economia das cidades formando parcerias com o comércio e restaurantes da região. Através

de um projeto realizado em parceria com a FecomércioRJ, incentivamos ações como a parceria com a CVC para a venda de pacotes turísticos e a criação de pratos comemorativos do festival nos restaurantes. Chegamos a este festival com a adesão de 180 estabelecimentos comerciais e mais de 50 restaurantes nas três cidades. Números que, certamente, vão se multiplicar no ano que vem e nos seguintes. Num momento em que a Serra se recupera dos estragos causados pelas chuvas de março, a notícia não poderia mais auspiciosa. No entanto, nada disso seria possível se não tivéssemos como base uma programação sólida e de excelência. Em todas as áreas de atuação, os espetáculos que sobem a Serra vêm com selos de aprovação dificílimos de serem obtidos: o do espectador e o da crítica es-

pecializada. Por onde quer que tenham passado, peças de teatro como “Deus da carnificina”, apresentações de dança como “Rizoma” ou shows como os de Soraia Ravenle e Nana Caymmi deixaram saudades. E não há selo de aprovação mais poderoso e indiscutível que a saudade. Por tudo isso, convidamos vocês a abraçarem o Festival Sesc Rio de Inverno. Ele está nos teatros, nas quadras esportivas, nas ruas, nas praças. Queremos fazer deste festival uma festa. Festa da cultura, da cidadania e da economia. Uma festa que é sua e que merece ser vivida com a alegria que só as melhores celebrações proporcionam. Uma festa que, se depender de nós, será inesquecível. n Presidente do Sistema

Fecomercio-RJ

A reforma e o pirulito n Everardo

Maciel

M

arcelo Déda, governador de Sergipe, ao sair de reunião, no Ministério da Fazenda, em que se discutiam mudanças na legislação do ICMS, comentou de forma perspicaz e bem-humorada: “não tentem negociar conosco, como se fôssemos crianças capazes de serem levadas por um pirulito”. Tem razão o governador nordestino. Quase sempre, propostas visando reformar o sistema tributário brasileiro subestimam seu impacto nas relações de poder construídas no ambiente federativo. O federalismo fiscal se estrutura a partir da competência de cada ente federativo, da partilha de renda e seus respectivos critérios de rateio. Subsidiariamente, por transferências voluntárias oriundas de dotações orçamentárias, dentre as quais se salientam as denominadas emendas parlamentares. Ainda que guarde alguma consistência técnica, a definição dessa estrutura de poder tem fundamento essencialmente político. Alterações relevantes somente ocorrem quando balizadas por um presumido objetivo de descentralização fiscal, o que, ao fim e ao cabo, significa aumento de transferências federais para Estados e Municípios, não raro com exigência concomitante de aumento da carga tributária. A titularidade dos tributos segue, grosso modo, modelo instituído na Constituição de 1946. Foi a fidelidade a esse

modelo que explica a titularidade estadual do ICM (hoje ICMS), entendido como sucedâneo do extinto Imposto sobre Vendas e Consignações (IVC). Tal fato, em desacordo com o que se fez em todos os países do mundo que optaram por uma tributação do consumo com base no valor agregado, é também explicável à medida que os formuladores da reforma tributária de 1965 não seriam capazes de avaliar os efeitos perversos dessa imprópria titularidade, uma vez que essa forma de tributação só era praticada na França, onde inexiste federação. A partilha de recursos seguiu parâmetros quase estritamente políticos, em que se reconhece uma tendência para descentralização fiscal. Em 1967, deduzidas as transferências para Estados e Municípios, a União detinha 88% da arrecadação do Imposto de Renda e do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI), Hoje, esses percentuais estão reduzidos a 52% e 42%, respectivamente, daqueles impostos. Com o objetivo de mitigar disparidades inter-regionais de renda, as transferências para o Fundo de Participação dos Estados (FPE) e para o Fundo de Participação dos Municípios (FPM) eram, em princípio, proporcionais ao tamanho da população e da área territorial e inversamente proporcionais à renda per capita. No FPM, entretanto, são reservados 10% para as Capitais e 3,6% para os Municípios com população igual ou superior a 156.216 habitan-

tes; no FPE, desde a edição da Lei Complementar nº 62, de 1989, foram estabelecidos coeficientes fixos de partilha, presumidamente em caráter provisório, que, entretanto, até hoje estão em vigor. A lógica desses percentuais encontra explicação tão somente no entrechoque de forças políticas, cujos movimentos são, em tese, legítimos. É essa mesma linha de raciocínio que esclarece a transferência para Estados e Municípios de 29% do produto da arrecadação da contribuição de intervenção econômica (CIDE) incidente sobre combustíveis ou a destinação para aqueles mesmos entes federativos de 10% da arrecadação do IPI com o objetivo de compensar virtuais perdas no ICMS, decorrentes da imunidade tributária que alcança os produtos manufaturados exportados. A destinação para os Estados de parcela dos royalties decorrentes da exploração do petróleo, instituída pela Lei nº 2004, de 1953, foi claramente uma forma de lograr apoio dos governadores à campanha do “Petróleo é Nosso”. De igual forma, a extensão dessa regra, em virtude da Lei nº 7.525, de 1986, para o petróleo extraído da plataforma continental foi um caminho para socorrer financeiramente Estado do Rio de Janeiro, que à época se queixava de esvaziamento econômico. A plataforma continental é um bem da União, conforme estabelece o art. 20, inciso V, da Constituição, daí porque foi necessária a instituição de imaginativos critérios, como

as projeções ortogonais geodésicas, para associar a produção extraída da plataforma a Estados e Municípios. A guerra fiscal do ICMS, inequivocamente qualificada como inconstitucional pelo Supremo Tribunal Federal, também pode ser vista como um exercício, conquanto ilegítimo, de poder político dos governadores. Sem nenhum juízo de valor, a verdade é que esses fatos moldaram o federalismo fiscal brasileiro e, em consequência, fixaram padrões de gastos para as entidades federativas. É imprudente formular propostas tributárias que desconheçam essa realidade. Preferencialmente, deve-se evitar confrontá-la. Abre-se, todavia, uma rara janela de oportunidade: as receitas adicionais que advirão da exploração do pré-sal e as decisões do Supremo quanto à inconstitucionalidade dos critérios de rateio do FPE e da guerra fiscal do ICMS. Tratase de tema que reclama iniciativas urgentes, observado que incluir ingredientes adicionais é patrocinar a crise. Para que essas iniciativas tenham sucesso, são indispensáveis liderança técnica do Governo Federal e maior protagonismo do Congresso Nacional e dos Estados. Não se deve esquecer, entretanto, que a matéria é essencialmente política e, portanto, transita em um território onde a ingenuidade não sobrevive. Bom-senso, habilidade e capacidade de transigir fazem parte do jogo; pirulitos, não. n Ex-secretário da Receita Federal

Camisa de força n Edgar Flexa

Ribeiro

A

Universidade Federal do Rio de Janeiro renuncia à sua autonomia, à sua autoridade acadêmica, à sua independência e à sua história quando desiste de afirmar suas peculiaridades e características no processo de seleção de seus futuros alunos. Limitando-se a um modelo de prova única que pretende avaliar em plano nacional o ensino de nível médio, a UFRJ interrompe um longo processo de aperfeiçoamento que a conduziu a ter um dos mais competentes sistemas de avaliação de candidatos no país, que

foi fundamental ao longo de anos para construção de sua identidade como instituição. A UFRJ adere espontaneamente e com exclusividade ao ENEM. Considera-se assim equivalente a toda e qualquer outra instituição de ensino superior, entende como suficiente um exame universalmente aplicado, e não está mais estimulada a acrescentar nada ao processo de seleção de seus alunos. Equipara-se, descaracterizase, anula-se e deixa para trás anos de experiência. E o faz por vontade própria. É uma renúncia. As razões para isso não foram suficientemente explicadas. Porque a UFRJ tomou essa decisão? Que razões ela tem agora para abdicar de uma identidade que ge-

Diretor-Presidente e Jornalista responsável: Paulo Antônio Carneiro Dias Editora interina: Jaqueline Gomes

D

rações construíram durante tantos anos? A UFRJ não tem mais nada a dizer quanto à seleção dos alunos que concorrem a seus cursos? Nada? Custa a crer. O ENEM agradece. Recebe, com essa decisão de uma instituição como a UFRJ, um importante aval. Se o merece ou não, é o que se verá. Mas, desde logo, se a UFRJ não mais tem nada a dizer sobre os alunos que freqüentarão seus cursos, que razões terão outras universidades para procurar construir uma identidade própria? O curso natural das coisas, pelo que se vê, conduz todo esse país, de proporções continentais e rica diversidade, a ter um único modelo de prova para ingresso no ensino superior - centraliza-

iário de Petrópolis 56 anos

Uma publicação da PJ Editora e Gráfica e Jornalística Ltda

Preço do Exemplar 3ª a sábado R$ 1,20 Domingo R$ 1,80 Atrasado R$ 2,50

Assinatura Trimestral Petrópolis R$ 80,00 Rio e outros R$ 160,00

Assinatura Mensal Petrópolis R$ 28,00 Rio e outros R$ 56,00

Assinatura Semestral Petrópolis R$ 152,00 Rio e outros R$ 304,00

damente concebido, administrado e aplicado. Mas o ENEM não é obrigatório dirão. Talvez não seja, mas essa abdicação da UFRJ, sem razões claras e motivação convincente, contribuirá para fazer do ENEM o único caminho que um jovem brasileiro terá para ingressar numa universidade. Cada vez mais o jovem brasileiro bem preparado será aquele que responde ao que o MEC pergunta da forma que o MEC quer. Uma respeitável camisa de força, um ponto de referência que tenderá aos poucos a determinar todo o ensino no país. Um formidável retrocesso. n Educador, radialista e presidente da Associação Brasileira de Educação- fonte blog do Noblat Site: www.diariodepetropolis.com.br

E-mail: redacao@diariodepetropolis.com.br

Diretoria 2246-3807 Assinatura 2246-3807 Publicidade 2237-7849 Classificado 2246-3807 Redação 2235-7165

Rua Joaquim Moreira 106 Centro - Petrópolis - RJ Cep 25.600-000 CNPJ 02.424.864/0001-66

ABRAJORI - ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DOS JORNAIS DO INTERIOR

As opiniões emitidas em artigos assinados não representam, necessariamente, o pensamento do jornal e são de inteira responsabilidade de seus autores. Da mesma forma, as informações e opiniões nas colunas são de responsabilidade de seus titulares.

DORA KRAMER Medo de água fria

N

inguém entendeu, nem o PMDB que tem o vice-presidente da República, por que a presidente Dilma Rousseff resolveu manter Alfredo Nascimento no cargo depois de ter demitido, à revelia, o segundo escalão do Ministério dos Transportes sob suspeita (forte) de corrupção. Aventaram-se algumas hipóteses, mas nenhuma delas dá como certa a permanência do ministro. No gabinete do vice Michel Temer houve uma reunião ontem (5), cuja conclusão foi a seguinte: se a imprensa reservar a Nascimento 10% do tratamento conferido a Antonio Palocci na crise, o ministro não dura até sexta-feira no posto. Depois de ter deixado Temer sem informação até meia hora

56 anos

DIÁRIO DE PETRÓPOLIS

QUARTA-FEIRA, 6 DE JULHO DE 2011

antes da demissão de Palocci e ter tentando se redimir ao consultá-lo sobre a nomeação de Ideli Salvatti, Dilma de novo deixou seu vice no ar. Ele não sabia dizer o que acontecera aos correligionários que correram a ele atrás de explicações não só sobre a permanência, mas principalmente para a nota expressando confiança no ministro que desde o governo Lula comanda a pasta onde o superfaturamento de obras, para dizer o mínimo, corre solto. Esquisito mesmo, já que a demissão da cúpula do ministério foi tomada por Dilma sem a anuência de Alfredo Nascimento, deixando evidente que o ministro já não gozava da confiança dela. Qual a razão para o que transpareceu como mais um recuo de

Dilma, que tem se notabilizado por falar forte num primeiro momento para, em seguida, ceder às circunstâncias? Se a presidente lhe desse a chance de uma conversa franca, coisa que não faz, Temer a aconselharia a agir primeiro e falar depois Partindo do princípio de que a presidente costuma fazer o oposto, o comando do PMDB levanta a hipótese de Dilma ter hesitado na última hora, na conversa com o ministro depois de publicada a reportagem da revista Veja relatando as ilegalidades e de tomada a decisão de afastar os auxiliares de Nascimento. Seja como for, ele terá de administrar sua sobrevida praticamente sozinho. O Planalto não vai ajudar e tampouco poderá

contar com auxílio do PT e do PMDB, entre outros motivos porque acham que ele está na corda bamba, condenado. Mas há um complicador. Muito provavelmente Dilma não demitiu o ministro para amenizar o confronto com o PR, Valdemar da Costa Neto e a expertise desse pessoal no trato privado da coisa pública. O partido, ao menos por enquanto, tem a vaga preservada. Quanto a outros poderes de fogo convém não esquecer de que o último que se sentiu alvo dentro do governo era de partido aliado (PTB) e deflagrou o escândalo do mensalão. Pode ser que sim, pode ser que não. Mas gatos escaldados, sabemos bem o temor que têm até da água fria. Sinalizador - Fato é que o ministro da Defesa, Nelson Jobim, não desmentiu a interpretação de que fazia uma comparação com Dilma quando elogiou Fernando Henrique por nunca ter levantado “a voz para ninguém”. A assessoria do Palácio do Planalto divulgou que o ministro “iria” à presidente “explicar o mal-entendido”. Não se sabe se

3

foi ou se não foi, se explicou ou não se explicou. Fato é que Jobim está profundamente contrariado com o esvaziamento da pasta e com o tratamento que recebe da presidente. Não só ele, mas um grupo expressivo do PMDB que, não demora, incorre em arroubo semelhante. Espuma - O governador Sérgio Cabral Filho poderia seguir a Constituição, o Código Penal e o estatuto do servidor público, mas preferiu adotar como regra para sua administração o Código de Ética da Presidência da República. Um conjunto de normas indicativas coordenadas por uma comissão de alcance meramente consultivo, o código não “pegou” como, de resto, demonstra a rotina de malfeitorias impunes. Sem poder punitivo de fato, desde sua criação o código não serviu para coisa alguma a não ser para advertências inócuas e, em alguns casos, para produzir atestados de inocência, como no recente episódio envolvendo Antonio Palocci.

CIDADE

Programa Luz da Cidadania receberá R$ 251 mil em julho

Com o pai na presidência do PP, Damaceno pode deixar PV A possibilidade de o vereador Thiago Damaceno (PV) ir para o Partido Progressista (PP) ganhou força na última semana com a notícia de que seu pai, o empresário José Antônio Damaceno, assumiu a presidência do PP. Os dois, no entanto, negam, alegando que a atuação político-partidária do pai não tem relação com os próximos passos do filho. Thiago Damaceno, porém, não esconde o descontentamento com o PV desde o ano passado, quando o partido lançou a candidatura do ex-vereador Marcos Novaes a deputado federal. Na época, Damaceno queria ter sido o candidato. No mês passado, quando questionado sobre a possibilidade de ir para o PP, Thiago Damaceno afirmou que não se pronunciaria sobre o assunto, limitando-se a dizer que, por enquanto, seguiria no PV. Caso realmente saia do PV, o vereador precisará encontrar uma brecha na legislação para continuar com o mandato. O presidente do PV, Carlos Sion, disse desconhecer o rumo que Thiago Damaceno tomará, mas já admite que o vereador não deverá ficar no PV, já que Damaceno estaria afastado do partido. Sion frisou que, caso a notí-

cia de saída de Damaceno se confirme, o partido buscará o mandato na Justiça Eleitoral. O suplente de Thiago Damaceno é Helinho, ex-presidente da Comdep. Novo presidente quer nominata forte para 2012 Junto com José Antônio Damaceno, tomou posse no PP na semana passada a nova executiva em Petrópolis. Segundo o empresário, sua gestão terá o objetivo de propor projetos e soluções para a cidade, “não fazendo oposição por oposição”. - Queremos formar um grupo forte e preparado, que não veja a política como uma oportunidade, mas como uma necessidade. Precisamos de políticos capacitados para gerir. Neste ponto, faremos palestras e círculos de discussão para preparar o quadro de membros do PP – disse. Além de ser empresário no setor da construção civil, José Antônio Damaceno desenvolve, há cerca de 20 anos, um trabalho social a partir da ONG Sociedade Ademir Damaceno para Infância e Adolescência (Sadias). Ele destacou que o partido será reestruturado, com uma nova sede e reuniões mensais, para formar nominata para as eleições de 2012.

Câmara Municipal aprova em primeira votação a LDO A Câmara aprovou ontem, em primeira votação, a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO). A LDO norteia o orçamento do ano seguinte, definindo quais deverão ser as prioridades do município em 2012 e apontando quais áreas precisam avançar. Todos os 12 vereadores presentes na sessão votaram a favor da LDO. Presidente da Comissão de Orçamento e Finanças, o

vereador Thiago Damaceno (PV) deu o parecer positivo sobre a LDO, mas com algumas ressalvas, ao exigir que, até a segunda votação, a prefeitura envie à Câmara dados mais específicos sobre a situação econômica do município. - É importante ter esses demonstrativos para atender a população com uma LDO que esteja de acordo com as necessidades do município – completou.

A prefeitura de Petrópolis está realizando, por meio da Secretaria de Obras, atividades de manutenção e melhorias na iluminação pública, que atingirão todos os bairros e distritos da cidade. O investimento para a primeira etapa, que começa em julho, é de R$ 251.303,61, com verba da Contribuição de Iluminação Pública (CIP). As intervenções estão ligadas ao Programa Luz da Cidadania, criado pelo governo municipal para atender à grande demanda das comunidades pela melhoria na iluminação pública. O serviço tem como prioridade atender a regiões que não possuam iluminação e visa agilizar a manutenção de lâmpadas queimadas, levando mais qualidade de vida às comunidades, sendo um item importante para a segurança de quem circula à noite, pelas ruas. Dentre as ações previstas, também estão a instalação de luminárias e extensões de rede. - As instalações serão feitas paulatinamente de forma a atender 100% da população petropolitana. A dona de casa que antes passava pela servidão escura, à noite, vai se sentir mais segura porque o caminho estará sendo iluminado com esse novo serviço - afirmou o prefeito Paulo Mustrangi. O primeiro passo para a instalação do Programa Luz da Cidadania foi dado em final de abril, com a disponibilização do serviço 0800 024 1000

para solicitações de troca de lâmpadas. Até o momento, o serviço registrou 2058 chamadas de manutenção: uma média de 33 por dia útil. Os bairros que estão sendo contemplados nesta primeira fase são: Fazenda Inglesa com 45 instalações, Itaipava (43), Nogueira (31), Parque da Serra (19), Centro (8), Alto da Serra (3), Vale das Videiras (3), Corrêas (2), São Sebastião (2), Retiro (2), Quarteirão Ingelhein (2), Pedro do Rio (2) e Loteamento Samambaia (1). Serão instaladas 298 luminárias do tipo eficiente, com ganhos também para o meio ambiente. De forma pioneira, o município passará a utilizar as lâmpadas de vapor de sódio, que proporcionam uma economia no consumo de energia elétrica de até 10%, com uma incidência de luz em torno de 65% a mais do que as lâmpadas convencionais. Já a luminária, na cor verde, se adapta ao ambiente de forma menos agressiva para a paisagem. O setor de iluminação pública também realiza uma pesquisa de qualidade e já entrevistou 755 pessoas atendidas pelo programa, constatando 74% de satisfação do público. Ao todo, foram feitas 88 solicitações de instalação que serão analisadas pela Secretaria de Obras. As solicitações realizadas anteriormente ao programa também serão atendidas. Essas medidas contribuem para o relacionamento da população

Ascom/PMP/Alexandre Peixoto

Todos os bairros e distritos do município farão parte do programa

petropolitana com a prefeitura, providenciando um serviço ágil e de qualidade. Caso o atendimento não seja realizado em um prazo de 72h, o cidadão petropolitano poderá ligar para a ouvidoria, através do número 22468970, que repassará a informação ao setor responsável.

O petropolitano também pode solicitar instalações de luminárias, através do telefone 2246-8971. A empresa LHN Comércio e Serviços Ltda foi contratada de forma emergencial para a manutenção e implantação de extensão de iluminação pública no município.

PSC cobra relatório do Inea sobre faixa de exclusão no Vale do Cuiabá Com a notícia de que o Instituto Estadual Ambiental (Inea) concluiu o relatório da faixa de exclusão do Vale do Cuiabá, o PSC declarou ontem apoio aos moradores da região e anunciou que acompanhará todas as medidas que serão tomadas para retirada das famílias. - A nossa preocupação é para onde as famílias serão levadas e quanto tempo elas terão para deixar as suas casas, por isso, vamos acompanhar o processo através da nossa bancada na Câmara e também no contato com as lideranças da comunidade – disse o presidente do PSC, Paulo Cleffs.

Este acompanhamento será feito através de Fábio Júnior, membro da executiva do partido e morador do Vale do Cuiabá. Na semana passada, durante audiência promovida pelo Bispo de Petrópolis, Dom Filippo Santoro, Fábio Júnior cobrou dos representantes do governo municipal o cumprimento dos prazos, entre eles o recadastramento das famílias que estão no aluguel social. Ele também pediu a instalação de um posto avançado da Secretaria Municipal de Fazenda no Vale do Cuiabá e Benfica para que as pessoas pudessem requerer a isenção do IPTU, cujo prazo termina em agosto.

O líder do partido na Câmara, vereador Márcio Muniz, disse que a retirada das famílias do Vale do Cuiabá, cujas casas estão na faixa de exclusão, não pode ser para outros bairros, mas deve ser para terrenos dentro da comunidade ou próximos. - Temos informações que o governo municipal vem tentando reassentar as famílias dentro da comunidade, respeitando a história delas e todo laço cultural que possuem com o local, mas, fico temeroso pela demora do estado em iniciar as obras – disse Muniz. Para o vereador Samir Yarak, é preciso cobrar, pois

segundo ele, somente agora, depois de muito tempo é que está saindo as casas para as famílias atingidas pela chuva na Comunidade Nossa Senhora das Graças, no governo passado. Os dois vereadores pretendem cobrar da tribuna da Câmara a apresentação pública do relatório do Inea sobre a faixa de exclusão. A direção municipal do PSC disse que, se houver necessidade, vai pedir ao deputado federal Hugo Leal e a bancada do PSC na Alerj, para que conversem com o governador Sérgio Cabral para agilizar a construção das casas.

4

DIÁRIO DE PETRÓPOLIS

56 anos

QUARTA-FEIRA, 6 DE JULHO DE 2011

Niver

Noite de Caldos

Aniversariou ontem a competente engenheira Civil, especializada em hidro, Fernanda Rocha Thomaz que é uma das mais destacadas em sua área em todo o Brasil. A comemoração foi em família. Os nossos parabéns !!!

Na próxima sexta-feira acontece uma Noite de Caldos as 20 horas e tem como objetivo angariar fundos para a aquisição de uma casa que já é utilizada pelo Padre Quinha e que abriga 26 homens dependentes químicos. E, o proprietário necessita vender o imóvel e ofereceu primeiro ao Padre Quinha a um valor ‘simbólico’ de R$ 30mil e todos os amigos estão mobilizados para arrecadar tal quantia. Os convites estão sendo vendidos pelo valor de R$ 15,00 e podem ser comprados na secretaria do Instituto Social São José, na Avenida Ipiranga, 485 – Centro e, maiores informações pelo telefone (24) 2237-8333.

Fez sucesso

Célio Thomaz celiothomaz@celiothomaz.com.br

Uma análise da obra de Gustav Mahler vista através do antagonismo entre os princípios do prazer e da morte: Eros X Tânatos. A palestra foi ministrada por Mário Wilmersdorf na tarde do último domingo no Auditório do Museu Imperial no domingo.

Niver domingo Bastante abraçado pelo seu niver no último domingo o diretor presidente do Diário de Petrópolis Paulo Antônio Carneiro Dias que passou o dia ao lado de sua elegante mulher Adriana, dos filhos e netos. Os nossos parabéns !!! 

No meio do caminho Neste bom ano de 2011, já se esvaíram 182 dias, restando outros 182 no porvir. Estamos, pois, no meio do caminho. 

Administração de tempo Segundo médicos especialistas em administração de tempo e produtividade, qualidade de vida engloba saúde, o bem-estar e a realização pessoal, e está ligada às relações intrapessoais, aos pensamentos positivos, e às energias que o ser humano emana ao longo do dia durante o exercício de suas atividades. 

Mentiras da Internet A autora Christiane Michelin quando recebia o abraço da amiga Alessandra Levy que é especializada na arte de preparar brigadeiros na Serra.

Guia de Chris A escritora Christiane Michelin, lançou no último dia 29 de junho, a 11ª edição do Guia de Gastronomia, Hospedagem e Lazer de Petrópolis, Itaipava e Arredores. Dentre as novidades desta edição, fotos coloridas de pontos históricos , novas sugestões de roteiros e novas receitas dos grandes chefs da região. O Guia, em formato de livro, bilíngue, apresenta, ainda, matéria e fotos coloridas de restaurantes, pousadas, opções de compras, festas e lazer, mapas, história e muito mais. Vale a pena conferir...

Chico Miloski, também médico e filho do casal anfitrião com sua namorada Lara que está cursando o último ano de medicina pela Estácio de Sá no Rio de Janeiro.

Almoço alemão é sucesso No feriado do dia do Colono, 29 de junho, O casal de médicos Antônio Miloski e Clarice, receberam um grupo de amigos para um festival alemão de iguarias, já conhecida por mais de 5 anos de mini-bauer. O casal é que prepara todas as delícias. Entre os presentes podemos destacar os casais Vera e Ernani Abad, Márcia e Hélio Roberto Moura, Cristina e Guilherme Tannure e Anna e Edgard Sindorf.

Pão francês - R$ 5,99kg (somente no balcão) Entrega em domicílios

Rua Epitácio Pessoa, 100 (atrás dos Correios) Centro - Petrópolis - RJ Tel. 2231-2160

Direitos Autorais Registro de Músicas Livros Eventos Culturais Agente: Domingos Capistrano Operando no Mercado a 32 anos

Tels.: (24) 2237-3210 (24) 9832-0327 Petrópolis - RJ (22) 9907-4947 Cabo Frio - RJ

Criança sequestrada. Passe urgente esta mensagem para o maior número de pessoas. Mentira. A grande maioria destas mensagens não tem fundamento. Se existir um número de telefone indicado, experimente ligar para confirmar se o apelo é verdadeiro, pois até notícia com telefone falso tem sido distribuída. 

Alta temporada Está começando mais um inverno em Petrópolis e neste período a nossa cidade recebe milhares de turistas. Visando isso as pousadas e hotéis estão oferecendo atraentes pacotes para seus hóspedes e o restaurante menus sofisticados. 

Niver de Telmo Quem estará comemorando niver na próxima segunda-feira é o querido amigo Telmo Otero. Será que ele aparecerá para receber o abraço dos amigos?

quarta-feira, 6 de julho de 2011

56 anos

DIÁRIO DE PETRÓPOLIS

5

cidade

PMP: mestrado em Educação será gratuito Pela primeira vez no município, profissionais da Educação poderão cursar Mestrado em Educação gratuitamente, graças ao convênio realizado pela Prefeitura de Petrópolis, por meio da Secretaria de Educação, com a Universidade Católica de Petrópolis (UCP). As inscrições estão abertas até sexta-feira, dia 8 de julho, e serão gratuitas aos contemplados pelo convênio. A iniciativa é uma antecipação do cumprimento de alguns pontos previstos no Plano de Carreira e Salário (PCCS), como a capacitação dos servidores, que será votado essa semana na Câmara

Municipal. É também uma forma de aumentar o número de mestres na Educação, já que hoje são 55 profissionais com esse título na rede municipal de ensino. Esse investimento da Secretaria de Educação de quase R$ 300 mil incentiva ainda mais os profissionais a se especializar, já que, sem o convênio, desembolsariam aproximadamente R$ 25 mil para poder realizar um curso de qualidade como este. - Está prevista no PCCS e, por isso nós já vamos implementar para não prejudicar os interessados. O prefeito Paulo Mustrangi me Fotos: Alan Alonso

Policiais revistaram vários carros no bairro da Glória

Policiais militares continuam com operações na cidade Policias do Grupamento de Ações Táticas (GAT) do 26º BPM continuam realizando blitz por toda a cidade. Sob comando do coronel André Vidal os PM’s estão atuando em praticamente todos os bairros do município. Ontem à tarde uma das equipes do GAT, comandada pelo sargento Paulo Roberto esteve no bairro da Glória, em Corrêas e vários veículos e pessoas suspeitas foram parados. - Por determinação do nosso comandante, agimos em todas as regiões de Petrópolis. Temos que diminuir a criminalidade – explicou o policial, que estava acompanhado dos soldados Messias e Keller.

Em frente ao número 1750 na saída da Servidão Argemiro Quintella, na entrada do bairro da Glória, os policiais pararam diversos veículos, inclusive táxis. – Recebemos denúncia de tráfico de droga na localidade através do 190 e viemos conferir. É fundamental a ajuda da população – explicou Paulo Roberto. Na operação os policiais do GAT pararam dez veículos e todos foram vistoriados minuciosamente, mas até o início da noite os PM’s não haviam encontrado drogas ou armas. – Temos que dar segurança a população. Nosso trabalho vai continuar – finalizou o sargento.

Ontem o termômetro registrou 11 graus no Alto da Serra

Temperatura pode chegar a 3ºC durante a semana É bom que os petropolitanos se preparem para enfrentar o frio durante a semana. De acordo com informações do site Clima Tempo, especializado em previsão do tempo, as temperaturas não passarão dos 15ºC nessa quarta feira e podem chegar a mínima de 8ºC, possivelmente garoando durante a noite. Até sábado a tendência

é de que esfrie ainda mais. Na quinta, a previsão é de dia chuvoso e a temperatura máxima não deve ultrapassar os 12ºC. Sexta feira as temperaturas irão oscilar entre 6ºC e 13ºC e não deve chover. No sábado, os termômetros podem registrar a temperatura mais baixa nesse início de inverno, 3ºC, enquanto a máxima pode chegar a 15ºC.

pediu para dobrar o número de profissionais com mestrado até o fim de 2012. Esse é o primeiro grande passo com a UCP, mas outras instituições poderão ser utilizadas pela Educação - declarou o secretário de Educação, professor William Campos. Os kits, que contêm os procedimentos para o profissional se candidatar a uma das 12 vagas disponíveis, já estão no Centro de Capacitação em Educação Frei Memória para serem retirados pela direção de cada instituição de ensino municipal para apresentá-lo aos servidores da unidade. De acordo com a Univer-

sidade Católica de Petrópolis, o objetivo do curso é formar pesquisadores e profissionais para a área da educação, mediante o desenvolvimento de linhas de pesquisa que contribuam para o avanço do conhecimento, a análise de questões e problemas educacionais e a proposição de soluções alternativas. O curso prevê duas linhas de pesquisa que são: Políticas e instituições educacionais e seus atores e Instituições educacionais e suas práticas pedagógicas. - O secretário de Educação tem uma visão que vem ao encontro do pensamento da nossa universidade sobre a

capacitação dos professores, oferecendo mais esta oportunidade de ter o Mestrado em Educação da UCP. Uma formação de qualidade reflete no melhor exercício da profissão e no ensino de modo geral. Com esta sensibilidade da Secretaria de Educação, certamente apoiada pelo prefeito Paulo Mustrangi, a municipalidade investe não só no futuro do magistério, mas no de todos os jovens que frequentam nossas escolas públicas municipais - declarou o reitor da UCP, José Luiz Rangel Sampaio Fernandes. O convênio está dis-

ponível para a participação de todos os profissionais da Educação, que devem respeitar o prazo de inscrição e as etapas exigidas pela universidade. - O reconhecimento do professor é fator decisivo para uma educação de qualidade. Nosso município avança com o Plano de Cargo, Carreiras e Salários, que é a valorização do profissional, assim como essa frente inédita de apoio à formação em nosso município - destacou a subsecretária de Ensino Fundamental, Cláudia Quintanilha. Mais informações pelo site www.ucp.br.

Mulher é presa com um tablete de maconha e 33 cápsulas de cocaína Uma mulher de 37 anos foi presa em flagrante, por tráfico de drogas, depois de ter sido encontrada com 33 cápsulas de cocaína e um tablete de maconha hidropônica. A moradora do Castelo São Manoel estava subindo a Serra, em um ônibus da empresa Trel que fazia a linha Imbariê – Petrópolis, quando foi abordada pelos agentes do Grupamento de Ações Táticas (GAT) e o Serviço Reservado (P2) da Polícia Militar. Na ocasião, ela contou que estaria levando o entorpecente para sua companheira. De acordo com os policiais responsáveis pela prisão, eles estavam em uma operação determinada pelo comandante do 26ª Batalhão (Petrópolis), tenente-coronel André Vidal, para impedir a entrada de drogas na cidade, quando, por volta de 19h30, abordaram o coletivo na Estrada Velha da Estrela. Ao revistarem alguns passageiros, um dos agentes percebeu o nervosismo da

Divulgação

Policiais do GAT e da P/2 realizavam operação quando abordaram mulher que estava no ônibus

mulher e acabou encontrando com ela, todo o entorpecente. O material estava escondido no forro de sua bolsa. Ela foi encaminhada, pela equipe do sargento Clemente, cabo Carreiro e soldado Patrão, além dos agentes da P2, à 105ª Delegacia (Retiro), onde o caso ficou registrado. Na

unidade, a acusada preferiu se resguardar ao direito de falar somente em juízo, mas, aos policiais, ela contou que estaria levando a droga para sua companheira, que mora no Alto Independência. A equipe fez diligências pelo bairro, mas não encontrou a suspeita. Por determinação do co-

mandante, operações como esta deverão ser cada vez mais constantes na cidade, tanto na Subida da Serra (BR-040) quanto na Serra Velha, bem como a repreensão nos bairros. Os policiais pedem que a população continue fazendo denúncias anônimas através dos telefones: 2242-8005 e 190.

PRF prende homem com caminhão de lixo da Comlurb roubado na Zona Norte do Rio Policiais da 8ª Delegacia de Polícia Rodoviária Federal (PRF), que fica entre Petrópolis e Três Rios, fizeram um cerco na Região Serrana, nesta terça-feira, e conseguiram localizar um caminhão da Comlurb – empresa responsável pelo recolhimento de lixo no Rio de Janeiro – que havia acabado de ser roubado. O veículo foi encontrado em uma área rural, na altura do município de Três Rios. De acordo com os policiais que participaram da operação, o caminhão de placas LPI-8588 havia sido alvo de um assalto na Zona Norte do Rio. Após receberem a informação do crime, as equipes de plantão, em uma ação rápida, utilizaram todas as viaturas disponíveis para bloquear estrategicamente as possíveis rotas de fuga na região, surpreendendo um dos assaltantes, o que conduzia o veículo. Ele estaria prestes a sair do estado. O acusado ainda tentou evitar a abordagem dos policiais adentrando com o caminhão em uma estrada vicinal mas foi abordado em seguida e detido pelos agentes PRFs.

O caminhão de placa LPI 8588 foi encontrado em uma área rural no município de Três Rios

6

56 anos

DIÁRIO DE PETRÓPOLIS

quarta-feira, 6 de julho de 2011

Agenda Cultural

marciosalerno@diariodepetropolis.com.br

Dell’Arte INSTITUTO OMAR CARDOSO

HORÓSCOPO Áries - (21/03 a 20/04) Os planos para os próximos dias já começam a se definir na sua cabeça nesta fase de aspecto positivo, em que estará buscando nas pessoas mais velhas a experiência necessária para organizar de maneira clara seus objetivos. Coloque suas opiniões de modo mais amena.

Touro - (21/04 a 20/05) Evite aborrecer-se por pequenas coisas. Seja otimista. Não faça concessão ao pessimismo ou ideias negativas. Momento favorecido no progresso artístico, na popularidade, na melhoria financeira e cultural. Nenhum conflito será aconselhável pois enfraquecerá ambas as partes.

Gêmeos - (21/05 a 20/06) A sua promoção e elevação social, poderá ser efetivada. Não abuse da velocidade ao dirigir. Procure tranquilizar-se em alguns setores. Momentos super-estimulantes estão propensos a ocorrer.

Câncer - (21/06 a 22/07) Você estará ainda mais audacioso em relação ao seu relacionamento amoroso, principalmente no que se refere ao sexo. Neste período, seu desejo de realizar suas fantasias estarão mais aflorados exigindo de você mudanças, criatividade e imaginação nas atitudes.

Leão - (23/07 a 22/08) Nem sempre há uma influência astral benéfica como a de hoje para você. Terá paz no setor doméstico e poderá contar com a ajuda dos amigos, parentes e religiosos para elevar seu estado de espírito. Ótimo aos negócios, sorteios e loterias.

Virgem - (23/08 a 22/09) Bom para novos empreendimentos e aos negócios ao mesmo tempo. Habilidade literária e mente fértil, penetrante e influente. Amor e loteria favorecidos. Os assuntos sentimentais voltam com força neste momento. Sua moral deverá ser exaltada, bem como suas qualidades mentais e profissionais.

Libra - (23/09 a 22/10) Una-se aqueles que poderão tornar este dia alegre e feliz. Seja prudente com assuntos de dinheiro, principalmente antes do meio dia. A influência astral, para aventuras e especulações devem ser razoáveis. Amor e paixão, favoráveis. Muitos gastos estão previstos para este dia, sendo aconselhável moderar seu orçamento.

 Escorpião - (23/10 a 21/11) Ótima oportunidade no setor comercial, com probabilidade de lucros. Bom dia também, para assuntos familiares e sentimentais. Sua saúde será bastante boa, o que deverá dar-lhe maior disposição no trabalho. Continue cauteloso com seus dinheiro. Poderá progredir através do próprio esforço.

Sagitário - (22/11 a 21/12) Influência astral muito benéfica e renovação profissional para solucionar seus problemas financeiros e pessoais. Fará boas amizades e receberá o apoio de pessoas que exercem muita influência em nosso meio. Mantenha-se na mira do desenrolar dos acontecimentos e espere sucesso.

 Capricórnio - (22/12 a 20/01) Faça de tudo para aumentar seu círculo de relações e de amigos neste dia. Sucesso no trato com pessoas idosas e crianças, patrões ou empregados e lucros nos negócios relacionados com líquidos. Confie em si e fará associações. Muitas serão suas chances de sucesso no campo profissional.

Aquário - (21/01 a 19/02) Bom ganho de dinheiro proporcionado pelo esforço em seu trabalho ou negócios iniciados há tempos e ou em funções públicas. Todavia, tome cuidado com acidentes provocados por produtos inflamáveis. A lua vai favorecê-lo no trabalho.

 Peixes - (20/02 a 20/03) Ótimo dia para tratar com pessoas de alta posição, com políticos e personalidades governamentais e administrativas. Lucrará nos negócios relacionados com navegação, no comércio de atacado ou de grande escala.

SINUSITE? cloreto de sódio

Alívio contra a sinusite SINUSTRAT É UM MEDICAMENTO. SEU USO PODE TRAZER RISCOS. PROCURE O MÉDICO E O FARMACÊUTICO. LEIA A BULA. SE PERSISTIREM OS SINTOMAS, O MÉDICO DEVERÁ SER CONSULTADO

SINUSTRAT DESCONGESTIONANTE NASAL - Composição: Cloreto de Sódio. Medicamento de Notificação Simplificada RDC Anvisa n° 199/2006. AFE n° 1.00174-0. Indicação: fluidificante e descongestionante nasal. Contraindicação: hipersensibilidade individual aos componentes da formulação. SINUSTRAT DESCONGESTIONANTE NASAL ADULTO - Composição: Cloreto de Sódio.Reg. M.S 1.0174.0034.008-3. Indicação: fluidificante e drenador das secreções nasais e paranasais e redutor da obstrução nasal, em casos de resfriados, rinites e sinusites agudas ou crônicas. Contraindicação: hipersensibilidade individual aos componentes da formulação.

Melodias inesquecíveis hoje à noite no Palácio Rio Negro Fotos: Divulgação

Hoje, a partir de 20h, André Perillo, tenor ítalovenezuelano, e Andrés Roig, pianista cubano, se apresentam no Palácio Rio Negro, dentro da programação do 11º Festival de Inverno de Petrópolis promovido pela Dell’Arte. O recital é uma junção de obras do repertório vocal e pianístico, que foram grandes sucessos e que ainda fazem parte do repertório de muitos artistas. Todas elas são obras importantes e algumas muito conhecidas pelo público como ‘Caminito’, ‘Volver’, ‘Em mi viejo San Juan’, ‘Marta’, ‘La Flor de la Canela’, ‘Fon-Fon’, ‘Granada’ ou as italianas ‘O Sole Mio’ e ‘Core N´Grato’. Andrés Perillo é tenor lírico e figura de destaque na área de canto em seu país, sempre se apresentando nas mais importantes salas como solista e recitalista. O desta-

André Roig é uma das atrações do duo que se apresenta hoje no Festival

cado venezuelano começou seus estudos de canto sob a orientação do maestro italiano Elio Malfatti com quem até hoje aprimora a técnica e realiza um intenso estudo de interpretação do repertório operístico.

Andrés Roig é cubano de nascimento, tornou-se um dos músicos mais requisitados de seu país depois que recebeu o primeiro prêmio do Concurso Nacional de Piano da União Nacional de Escritores e Artistas de Cuba. Posteriormente obteve importantes prêmios internacionais e devido a eles foi convidado a realizar um recital na casa natal de Chopin na Polônia. O Palácio Rio Negro fica na Av. Koeller, 255 e os ingressos saem a R$ 20 e R$ 10 ( meia), para idosos, estudantes, deficientes físicos e todos que doarem 1kg de alimento não-perecível para a campanha da solidariedade promovida pela Dell’Arte. Às 20h o Festival traz uma apresentação da Banda 1º de Setembro, vencedora do Prêmio Maestro GuerraPeixe 2011 na Categoria Especial. No Theatro D. Pedro. Entrada franca.

Para crianças

Biblioteca infantil do Museu Imperial tem programação especial em julho A biblioteca infantil do Museu Imperial, Biblioteca Rocambole, preparou uma programação especial para julho. Ao longo do mês, serão realizadas rodas de leitura, contações de história, exibições de vídeos e oficinas com o objetivo de incentivar as crianças à leitura. Hoje, às 14h, será comemorado o Dia das Avós. Na data, haverá contação de história da obra “O Livro da Avó”, de Luís Silva, seguida de oficina de criação de texto coletivo e de desenho, com Alaíde Guedes. A atividade é voltada para a faixa etária de 4 a 6 anos de idade e grupos de, no máximo, 15 alunos. Nos dias 13 e 37, a contação de história ficará por conta do livro “A barba do tio Alonso”, de Emma King –Farlow. Serão recebidas crianças a partir de 5 anos em grupos de, no máximo, 20. Em 15 de julho, às 13h30, será exibida a animação “O Corcunda de Notre Dame”. O filme conta as aventuras do tímido e simpático sineiro Quasimodo, da Catedral de Notre Dame, junto à bela ci-

“O Corcunda de Notre Dame” será exibido na programação

gana Esmeralda. A atividade é destinada a crianças a partir de 5 anos e grupos de até 20 pessoas. Outra exibição de vídeo ocorrerá no dia 22, às 13h30, com a animação Robin Hood. Podem participar da atividade grupos de até 20 crianças, a partir de 5 anos de idade. Todas as atividades devem ser previamente agendadas junto ao setor de Educação do Museu Imperial, através do telefone (24) 2245-7735.

A Biblioteca Rocambole funciona de quarta a sexta-feira e está aberta ao público das 9h às 12h para consultas e empréstimos. Na parte da tarde, são realizadas atividades com grupos escolares agendados. O espaço conta com um acervo de cerca de 350 obras, incluindo livros, revistas, gibis, DVDs, jogos, atlas e dicionários. Para realizar empréstimos, é preciso fazer um cadastro gratuito.

Hip-Hop

Grupo de dança da cidade busca apoio para continuar seu projeto no A. da Serra O grupo Hip Hop Positivo está se preparando para fazer uma apresentação especial no dia 29 deste mês, no Hipershopping ABC, Alto da Serra, de 18h às 20h. Segundo Bruno, Gonçalves, coordenador do mesmo, o trabalho, que começou em 1999, vem dando certo, uma vez que, a partir de 2001, ele conseguiu que outros grupos de dança da cidade se incorporassem ao trabalho. “Hoje estamos conseguindo unir a classe, trabalhando com quatro elementos do Hip_hop, o DJ, o rapper, o grafitti e a dança de rua”, afirma Bruno. “Fazemos um evento toda sexta-feira, de 19h às 22h, na minha própria casa, no Morro da Oficina, mas estamos carentes de algumas coisas, como um banheiro, para atender os cerca de 70 jovens que têm aparecido por lá, além de uma cobertura, pois não podemos funcionar quando chove”, continua. Segundo ele, Hip-Hop Positivo é uma forma de unificar os grupos de dança de

CINE ITAIPAVA Est. União & Indústria, 11.000 - Itaipava TRANSFORMERS 3 - O LADO OCULTO DA LUA – Censura 12 anos – com Leonard Nimoy – Horários: 17h e 19h50 todos os dias, exceto segunda-feira Os Autobots, liderados por Optimus Prime, estão de volta em ação, em uma luta contra os terríveis Decepticons, que estão determinados a vingar a sua derrota em “Transformers: A Vingança dos Derrotados”. Neste novo filme, os Autobots e Decepticons se envolvem em uma perigosa corrida espacial entre os EUA e a Rússia, e uma vez mais humano Sam Witwicky tem de vir em auxílio de seus amigo robô. Há também novos personagens, incluindo um novo vilão, Shockwave, um transformer que governa Cybertron enquanto os Autobots e Decepticons se enfrentam na Terra. KUNG FU PANDA 2 – Censura livre – Dublado – Horários: 15h todos os dias, exceto 2ª feira Po e seus amigos voltam na continuação. Jack Black lidera o elenco como o panda Po, o animal mais tranqüilo do Vale da Paz. Dustin Hoffmann fará a voz de Shifu, o mestre de kung fu certinho e durão que recebeu a tarefa de transformar o indisciplinado Po em um lutador de kung fu. Ingressos: terças e quartas ingresso promocional a R$ 6 para todos (exceto feriados). Preço de ingressos as quintas e sextas - inteira R$ 14 e meia R$ 7. Preço de ingressos aos sábados e domingos - inteira R$ 16 e meia R$ 8. CINE BAUHAUS R. Dr. Nelson de Sá Earp, 89 Shopping Center Bauhaus Centro SALA 1 SE BEBER NÃO CASE – PARTE II – Censura 16 anos – com Bradley Cooper – Horários: 14h30, 16h30, 18h30 e 20h30 Depois de uma despedida de solteiro “marcante” e inesquecível em Las Vegas, Phil, Stu, Alan e Doug fazem uma viagem para a exótica Tailândia. Só que dessa vez, Stu não vai se casar com uma dançarina americana, mas fica noivo de uma moradora local. Agora, são estrangeiros em um país diferente onde a tradicional regra de que “o que acontece em Vegas, fica em Vegas” não faz o menor sentido e vão descobrir o que acontece em Bangkok. SALA 2 CARROS 2 – Censura livre – Horários: 14h, 16h, 18h e 20h Relâmpago McQueen resolve participar da Corrida dos Campeões, o que faz com que dispute corridas na Itália, Alemanha, França, Inglaterra e Japão. Ao seu lado está o amigo Mater, que acaba se envolvendo no mundo da espionagem internacional ao conhecer Finn McMissile, um investigador. Preços: Segunda é dia de cinema. Ingressos a R$ 3 em todas as sessões. Terça a quinta (exceto feriados): Sessões iniciadas até 15h59min Inteira: R$ 10 (meia: R$ 5). Após 16h inteira: R$ 12 (meia: R$ 6). Sexta a domingo e feriados: Sessões iniciadas até 15h59min inteira: R$ 12 (meia R$ 6) Após 16h inteira: R$ 14 (meia R$ 7). Lembrando que estamos com uma promoção de terça a domingo: todas as pessoas pagam meia entrada. TOP CINE HIPERSHOPPING ABC

Rua Teresa, 1415 / 2º piso Alto da Serra – Petrópolis Cine Fone: (24) 2249-9900 www.cinemaxx.com.br SALA 1 KUNG FU PANDA 2 – Censura livre – Horários: 14h30, 16h30, 18h30 e 20h30 - 2ª feira – dia 04 – não haverá sessão SALA 2 CARROS 2 – Censura livre – Horários: 14h, 16h e 18h segunda feira, dia 04, não haverá sessão X-MEN: primeira classe – Censura 12 anos – com Michael Fassbender – Horários: 20h - 2ª feira – dia 04 – não haverá sessão TOP CINE HIPERSHOPPING MERCADO ESTAÇÃO Rua Paulo Barbosa, 310 / 1º piso Centro - Petrópolis Cine Fone: (24) 2249-9900 www.cinemaxx.com.br SALA 1 QUALQUER GATO VIRALATA – Censura 12 anos – com Cléo Pires – Horários: 14h40, 16h30 e 18h20 - 2ª feira – dia 04 – não haverá sessão Tati é apaixonada por seu namorado, o mimado e riquinho Marcelo, fazia tudo para mantê-lo sobre controle, mas o cara era um mulherengo e eles acabaram dando um tempo. Disposta a reconquistá-lo, ela acaba se oferecendo como “cobaia” para o professor de Biologia Conrado (Malvino Salvador), que defende uma tese polêmica sobre a harmonia entre as conquistas amorosas dos humanos e as atitudes dos animais. No começo, a experiência acaba dando certo, mas na medida que os dias passam, aluna e professor começam a vivenciar um novo momento e pintou um cheiro de romance no ar. Será que vai dar certo? TRANSFORMERS 3: o lado oculto da lua – Censura 10 anos – com Leonard Nimoy – Horários: 20h20 - 2ª feira – dia 04 – não haverá sessão SALA 2 TRANSFORMERS 3: o lado oculto da lua – Censura 10 anos – com Sjia La Boeuf – Horários: 14h20, 17h20 e 20h20 - 2ª feira – dia 04 – não haverá sessão SALA 3 OS PINGUINS DO PAPAI – Censura livre- com Jim Carrey – Horários: 14h50, 16h50 e 18h50 - 2ª feira – dia 04 – não haverá sessão Tom Popperé um especialista em comprar imóveis antigos, para que sejam demolidos de forma que sua empresa possa construir modernos edifícios. Ele almeja se tornar sócio da empresa, mas para atingir o objetivo precisa cumprir uma última missão: convencer a senhora Van Gundy, dona de um tradicional restaurante localizado no centro de Nova York, a vender o imóvel. Algo que não será nada fácil, já que ela apenas aceita vender o local para alguém que tenha princípios. Paralelamente, Popper recebe a notícia de que seu pai, um aventureiro que rodou o mundo cujo contato quase sempre foi através do rádio, faleceu na Antártida. No testamento ele deixa para o filho um pinguim, entregue em uma caixa refrigerada. Sem saber o que fazer, Popper resolve ficar com ele após perceber a afeição que seus filhos nutrem pelo animal. QUALQUER GATO VIRALATA – Censura 12 anos – com Cléo Pires – Horários: 20h50 - 2ª feira – dia 04 – não haverá sessão

Filmes na TV

Um projeto para levar o Hip-Hop a mais pessoas

rua de Petrópolis, reunindo várias companhias da dança urbana da cidade de Petrópolis. “Começamos com cerca de 20 pessoas, hoje este número mais que dobrou”, afirma. “E estamos fazendo isso sem nenhuma divulgação”. Bruno espera contar com apoio do empresariado da cidade, que se interesse pelo trabalho. “Estamos atingindo muitos jovens e ajudando a

dar a eles um estímulo para fazerem um trabalho que lhes dê futuro, dentro do Hip-Hop e, com apoio, poderemos conseguir fazer muito mais”, acredita. O projeto funciona na Servidão Frei Leão, 964D, Morro da Oficina, Alto da Serra. O ingresso é gratuito e mais informações podem ser conseguidas através do e-mail brunogangofdance@ hotmail.com.

BOGUS, MEU AMIGO SECRETO – GLOBO – 16H10 – COM GERARD DEPARDIEU - Após perder a mãe em um acidente, Albert é forçado a morar com Harriet Franklin, uma amiga rabugenta de sua mãe. É claro que ele não pode deixar de levar o melhor amigo, o grandalhão Bogus, um produto fruto de sua imaginação capaz de criar grandes confusões de verdade. PARA SEMPRE LILYA – CULTURA – 22H15 – COM OKSANA AKINSHINA - Filme de Lukas Moodysson, que conta a história de Lylia, uma jovem de 16 anos, que vive em um subúrbio da União Soviética. A mãe foge para os Estados Unidos, com a promessa de buscar a filha no futuro. Abandonada, Lilya passa por dificuldades. Começa a viver da prostituição, até que um namorado a convence a mudar para a Suécia com promessas de um futuro melhor.

quarta-feira, 6 de julho de 2011

56 anos

DIÁRIO DE PETRÓPOLIS

7

cidade

Pontos cegos facilitam pichação de prédios A pichação que era um crime isolado hoje faz parte do artigo de Danos ao Patrimônio Publico. Elas podem ser desde pequenos rabiscos com canetinha até as mais elaboradas frases de ampla complexidade para o entendimento feitas com Spray. As pichações estão por todo o lugar: em paredes, muros, portões. E não há limite para esses vândalos, quanto mais arriscado for local para inserir sua marca melhor. Em Petrópolis essa realidade é presente tanto no Centro Histórico como nos distritos. A Guarda Municipal faz o acompanhamento principalmente do Centro através de câmeras de vigilância. Com elas é possível realizar inclusive os flagrantes. Outra ferramenta que tem ajudado a coibir esse tipo de atitude é o disque-denúncia da Guarda Municipal através do telefone 153. Os números relacionados a flagrantes de vândalos pichando o Patrimônio Público é relativamente pequeno, no entanto visivelmente percebe-se que essa prática ainda não foi totalmente erradicada. Segundo o comandante da Guarda Municipal Eliel Silveira, os vândalos picham para exibirem sua marca, para “demarcar território” e geralmente os lugares são os mais diversos, justamente para terem destaque e se mostrarem superiores perante os adversários ou gangues rivais. - O que o indivíduo quer

Fotos: Alan Alonso

O muro do Colégio Estadual Dom Pedro II é alvo fácil dos vândalos que emporcalham a cidade

é aparecer, quanto mais difícil o acesso, mais ele se sobressai sobre os outros – analisou. As pichações estão por toda parte, no Centro é possível encontrar a lateral do prédio dos Correios e toda a extensão do muro lateral e os fundos do Colégio Estadual Dom Pedro II totalmente marcados com dizeres desses vândalos. O comandante informou que a Rua Epitácio Pessoa, é justamente o local que separa os dois prédios e ali é um ponto cego onde as câmeras de vigilância não alcançam, por isso a área tem maior incidência desse tipo de poluição visual. De 2009 até 2011 foram registradas apenas nove

Cesta de compras registra queda de preço na cidade O custo da cesta de compras da cidade de Petrópolis ficou 0,72% mais barato em maio de 2011. Com este recuo, o valor médio da Cesta passou de R$ 440,51, em abril, para R$ 437,35, em maio. Nestes primeiros cinco meses do ano, apurou-se aumento de 5,55%, e nos últimos doze meses, a taxa ficou em 6,69%. O levantamento foi coordenado pelo SICOMÉRCIO (Sindicato do Comércio Varejista de Petrópolis) em parceria com a Fecomércio-RJ, entre os dias 01 e 31 de maio de 2011. O grupo Alimentação, que tem o maior peso na Cesta de Compras, apresentou recuo de 1,03%, enquanto o grupo composto por Artigos de Limpeza e Higiene Pessoal subiu 1,5% em maio. Em abril, essas variações haviam sido de 0,25% e de 1,9%, respectivamente. No mês, os itens que apontaram as maiores retrações de preços foram os seguintes: cenoura (-18,31%), laranja pêra (-16,04%), alface (-13,58%) e ovo de galinha (11,74%). Em contrapartida, batata e cebola, que registraram quedas intensas em abril, foram os itens que mais subiram de preço em maio, com reajustes de 32,57% e 17,2%, respectivamente.

acumulados no ano e nos últimos 12 meses Desde o início do ano, acumulou-se alta média de 5,55% no custo geral da Cesta de Compras consumida pelas famílias de Petrópolis. O valor ficou abaixo da taxa registrada em igual período do ano passado, quando os preços subiram 8,15%. Pelo quinto mês seguido, as famílias que recebem, mensalmente, de 3 a 5 salários mínimos apresentaram maior aumento acumulado de custos, com alta média de 6,41%. No período, tomate ficou 147,93% mais caro, seguido pela cebola (70,69%), pela cenoura (67,75%, apesar da queda no mês) e pela laranja pêra (42,89%, mesmo com o recuo verificado no mês). De maneira inversa, os itens que mais recuaram de preço foram: feijão (-11,72%) e carne bovina de primeira (-10,79%) e de segunda (8,94%). Os itens que acumularam as maiores altas nos preços foram os seguintes: laranja pêra (46,97%), frango (40,13%), ovo de galinha (23,97%, apesar da queda no mês), carne seca (22,34%) e óleo de soja (22,08%). Na contramão desses aumentos, estão: batata (-52,90%), cebola (-36,50%) e açúcar refinado (-10,88%).

ocorrências de pichações, e as ações foram caindo com o passar dos anos, em 2009 foram cinco registros, destes três na Catedral São Pedro de Alcântara. Já em 2010 este número caiu para três em lugares e horários distintos, o primeiro alvo foi a Praça Duque de Caxias no Centro, depois a Central de Monitoramento e por último a antiga Rodoviária Imperatriz Leopoldina. Em 2011 houve apenas um caso registrado em fevereiro. O último flagrante realizado pela Guarda Municipal foi em fevereiro deste ano, Eliel conta que já estavam a procura de uma pessoa que sempre fazia as mesmas pichações e essas “marcas”

servem para chegar até a pessoa que comete o crime. O homem foi detido, condenado e presta serviços comunitários. oito câmeras As oito câmeras distribuídas no Centro Histórico ajudam no monitoramento, mas elas também têm suas limitações, o equipamento que faz imagens da Rua Paulo Barbosa, por exemplo, tem alcance apenas até o abrigo Oscar Weinschenck. Para melhorar o desempenho da GM e coibir esses danos ao patrimônio entre outros, mais 20 câmeras serão instaladas na cidade trazendo mais segurança aos cidadãos. - Essas câmeras vão

para a Rua Teresa, os pontos cegos do Centro Histórico e Itaipava também – explicou Silveira. Mas os pontos cegos não são os únicos que atrapalham o monitoramento, outra dificuldade são as copas das árvores; as folhagens minimizam a visualização dos locais, para o comandante é preciso realizar a poda com frequência dessas árvores. Quem for pego em flagrante causando algum dano ao Patrimônio Público está violando o artigo 163 do Código Penal, por Dano ao Patrimônio onde destruir, inutilizar ou deteriorar pode levar a pena de um a seis meses de detenção ou multa. Muitos ainda acreditam que pichação e grafite é a mesma coisa, este último atualmente já é considerado como uma forma de expressão incluída no âmbito das artes visuais, mais especificamente, da street art ou arte urbana, em que o artista aproveita os espaços públicos, criando uma linguagem intencional para interferir na cidade. Eliel Silveira ressalta ainda que a pichação não pode ser confundida com grafite uma modalidade de desenho, onde os muros são pintados com caricaturas. Ele conta que uma denúncia chegou ao Batalhão da Guarda Municipal, dando conta que três jovens estavam pichando o muro dos fundos da Câmara dos Vereadores. - Quando chegamos os jovens não demonstraram

nenhuma reação. Um disse ter autorização do porteiro, como se tratava da Câmara entrei em contato com o presidente da Casa Legislativa Paulo Igor, para informar a situação, como os jovens realmente estavam fazendo um desenho no muro e o mesmo seria pintado em breve, o presidente pediu apenas que eles fossem identificados e liberados - disse.

Podas O presidente da Comdep, Anderson Juliano, informou por meio da assessoria de comunicação que as podas já são realizadas pela companhia na época adequada, sendo aos domingos no Centro Histórico por conta de menor trânsito. Para que a poda seja realizada, são necessários os laudos do Ibama e da Secretaria do Meio Ambiente que já foram disponibilizados. O presidente da Comdep informa ainda que atualmente está na época para poda e esse período será até o mês de agosto, por isso o serviço já começou a ser realizado neste mês de julho. Sobre as pichações em monumentos e/ou prédios públicos a Companhia esclarece que toda vez que informada sobre alguma pichação disponibiliza de imediato uma equipe para a limpeza.

Lei das sacolas faz aniversário de um ano em total esquecimento Basta entrar em qualquer supermercado para constatar que a lei que incentiva a não utilização de sacolas plásticas não “vingou”, pelo menos não no estado do Rio. De autoria do atual secretário Estadual de Meio Ambiente, Carlos Minc, a lei 5.502/2009 completa um ano de implantação no próximo dia 15. Aniversário de um ano de esquecimento. O texto da lei estipula desconto de R$0,03 a cada cinco mercadorias carregadas de qualquer outra forma que não com as sacolas plásticas, mas a medida ainda parece incapaz de exterminar velhos hábitos. O Diário de Petrópolis percorreu alguns dos principais mercados do Centro da cidade e verificou que as sacolinhas plásticas ainda estão em alta entre os consumidores petropolitanos. A balconista Marta Ferrari reconhece a importância da lei, mas admite que raramente leva sacolas reutilizáveis ao mercado. - Já trouxe as sacolas reutilizáveis, no começo. A lei é importante e acho que deveria haver uma maior conscientização. Infelizmente não pegou, acho que ainda vai demorar um pouco mais para esse tipo de comporta-

Os consumidores ainda utilizam muito as sacolas plásticas

mento se tornar um hábito entre a população - declarou, revelando desconhecer o desconto de R$ 0,03 oferecido a cada cinco mercadorias carregadas sem ser em sacos plásticos. A desinformação, aliás, é um dos motivos que faz com que a lei não pegue entre os consumidores.O desconto oferecido, considerado irrisório por muitos, e o costume de utilizar as sacolas para o acondicionamento do lixo doméstico, são fatores que também contribuem. - Já trouxe a sacola, mas não costumo trazer na maioria das vezes. Acho que se o desconto oferecido fosse maior, as pessoas iriam se interessar mais e seria mais

fácil de fazer com que trazer as sacolas de casa fosse um hábito- disse a costureira Ana Cristina Lima. - E como que a gente faz com lixo de casa? Vamos ter que comprar saco de lixo? Gastar dinheiro com uma coisa que temos acesso de graça? Isso eles não levam em conta- comentou a dona de casa Gláucia Maria Sampaio. Se não tornou-se costume, ao menos os mercados se esforçam para isso. Em todos os estabelecimentos percorridos foi possível encontrar cartazes com o texto da lei. O líder de caixa do supermercado Extra, da Rua Paulo Barbosa, explicou que apesar do incentivo para não utilização,

as sacolas plásticas ainda são a preferência. - Incentivamos, inclusive com o comunicado logo na entrada, mas as pessoas ainda não estão muito conscientizadas apesar da gente notar um aumento das pessoas que trazem essas bolsas de casa. A gente calcula algo em torno de 17 a 20 mil sacolas plásticas que saem do mercado por dia- informou. O mercado oferece, em todos os caixas, bolsas de pano pelo preço de R$2,69 De acordo com a Associação dos Supermercados do Rio de Janeiro (Asserj), são usados e descartados, em todo o estado, cerca de 200 milhões de sacolas plásticas por mês. Algo que preocupa, uma vez que muitos deles ajudam a entupir redes de água e esgoto, além de colocar em risco a fauna de rios e lagoas. Para se ter idéia dos prejuízos, um saco plástico leva 450 anos para se decompor na natureza. Exceção na multidão, a cozinheira Luisa da Silva entende que contribui fazendo sua parte. - Já trago as sacolas antes mesmo da lei. Além do desconto que oferecem, também faço minha parte para ajudar o meio-ambiente- considerou.

Tranqüilidade para a sua empresa

Contabilidade de última geração, sistema avançado de informática Escrita Fiscal – Rotinas Trabalhistas e Folha de Pagamento Sistemática Departamento Jurídico – Direito Cível – Direito Trabalhista Projetos Econômicos – Análise de viabilidade e capacidade de sua empresa – Administração de Bens e Serviços – Corretagem e Administração de Imóveis – Equipe com treinamento especializado Direção Técnica: Márcio Tesch Economista – Corecon 10582 Advogado – OAB/RJ 59.566 Tec. Contab. – CRC/RJ 25.384-0

Rua do Imperador, 772 – Gr 105/106 – Centro Petrópolis – RJ. Tel/Fax: (024) 2231-6212 / 2231-3322

8

56 anos

DIÁRIO DE PETRÓPOLIS

quarta-feira, 6 de julho de 2011

economia

Hyundai traz primeira fábrica para o Rio Charline Fonseca/Imprensa RJ

A Hyundai Heavy Industries vai instalar em Itatiaia, no Sul Fluminense, sua primeira fábrica fora da Ásia. Questões como o grande investimento em infraestrutura, logística favorável e a visibilidade conferida pela Copa de 2014 e os Jogos Olímpicos de 2016 favoreceram a escolha da empresa pelo Rio de Janeiro, que saiu à frente de Minas Gerais e Espírito Santo. A unidade, instalada numa área de 550 mil metros quadrados próximo ao quilômetro 316 da Rodovia Presi-

dente Dutra, produzirá, por ano, até cinco mil máquinas para construção pesada e contará ainda com um centro de treinamento de mão-de-obra. A previsão é que a fábrica seja concluída no fim de 2012 e gere 1.500 empregos diretos até 2015, quando atingirá o pico de operação. A Hyundai negocia a instalação de fornecedores coreanos na região. No empreendimento, que conta com o apoio da Companhia de Desenvolvimento Industrial do Estado do Rio de Janeiro (Codin) e terá a Brasil Máquinas como sócia minoritária, serão in-

Cabral e Jae-Kook Choi, presidente da Hyundai após reunião em Seul

vestidos US$ 150 milhões. Com a parceria, a parcela brasileira na receita total

do grupo saltará de 6% para 20%. Apesar de o Brasil representar o quarto merca-

Setor hoteleiro vai gerar empregos para a Copa Letícia Sicsu / Imprensa RJ

Com a proximidade da Copa do Mundo de 2014 e os Jogos Olímpicos de 2016, pelo menos 36 novos hotéis serão construídos no estado, o que também vai alavancar a geração de empregos. A estimativa da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis (ABIH-RJ) é de que para cada quarto de hotel sejam gerados quatro novos empregos no setor de turismo, sendo um direto e os outros três indiretos. Somente na cidade do Rio serão construídos 17 hotéis, em bairros como Copacabana e Ipanema, o que corresponderá a cerca de 10 mil quartos a mais. De acordo com Alfredo Lopes, presidente da ABIHRJ, os ganhos para o estado após a realização dos grandes eventos será enorme no setor de turismo. Além da cidade do Rio, serão construídos hotéis nos municípios de Itaboraí, Campos, Duque de Caxias, Macaé, São João de Meriti, Niterói, Angra dos Reis, Nova Iguaçu, Petrópolis e Cabo Frio. - O Rio de Janeiro vive sua década de ouro e a hotelaria carioca protagoniza o desenvolvimento econômico da cidade. Os legados da escolha da cidade como sede da Copa de 2014 e das Olimpíadas de 2016 para

a hotelaria são muitos e vão além da exposição na mídia internacional. Além de todo o ganho em infraestrutura e serviços para a cidade, iremos não só expandir a oferta de acomodações, como também atrair novas bandeiras e ampliar a diversidade de opções de hospedagem. Estamos diante de uma oportunidade ímpar de amadurecimento e consolidação dos serviços turísticos em geral. A geração de empregos e a capacitação da mão de obra também são grandes ganhos para o Rio de Janeiro – disse ele. Segundo dados da Secretaria Estadual de Trabalho e Renda, até 2014, serão cerca de 170 mil profissionais capacitados nas diversas áreas ligadas ao setor de turismo, seja por cursos presenciais como por meio da metodologia de ensino a distância. Somente esse ano, serão 20 mil pessoas se especializando. De acordo com o secretário de Trabalho e Renda, Sergio Zveiter, jovens serão capacitados a partir de programas como o Projovem Trabalhador e o Cidadão Olímpico. - Até o começo da Copa do Mundo de 2014 e o final das Olimpíadas de 2016, calculamos que o estado terá de 8% a 9% da empregabilidade formal ligada a Indústria do Turismo – afirma o secretário.

do consumidor da Hyundai – atrás de China, Rússia e Estados Unidos – 40% do total da produção serão exportados, principalmente para países das Américas Central, do Norte e do Sul. Segundo o vice-governador e secretário de obras, Luiz Fernando Pezão, que articulou a negociação, o alinhamento político entre as três esferas de governo possibilita a implementação de diversos projetos e investimentos, além de melhorar a eficiência da gestão pública. – Nosso governo tra-

balha diuturnamente para promover negócios e desenvolver a economia do estado. Vivemos um momento histórico, de transformação. Essa conjuntura é reflexo da desburocratização e do esforço da administração estadual em dar mais eficácia e transparência à gestão. Conseguimos racionalizar e diminuir o tempo para a abertura de empresas, além de descentralizar o processo para o interior, aumentando significativamente o número de empresas abertas no Rio nos últimos anos. A Hyundai é uma delas – afirma Pezão.

AVISOS E EDITAIS

MANUTENÇÃO E MELHORIA NA REDE COM INTERRUPÇÃO NO FORNECIMENTO DE ENERGIA ELÉTRICA Visando prestar um serviço de melhor qualidade, a AMPLA comunica a seus clientes que interromperá o fornecimento de energia elétrica, para possibilitar a execução de obras e melhoramentos da rede, no município de Petrópolis nas seguintes localidades: 09/07/2011, das 09:00h às 17:00h, Mosela: Servidões C. J. Kappaun, 119, Cx 2, Álvaro Lopes de Castro, 29, Cx 1 e nº 80, C. Justen, 119A, L. 6, Catarina Justen, 119, lt. 5 e adjacências. Das 09:00h às 12:00h, Indaiá: Ruas Danilo Paladini, Capitão Paladini, 123, Manoel P. de Carvalho, Alexandre Fleming, 105, Cx 2 e Fr111, M5 e adjacências. Das 14:00h às 17:00h, Itaipava: Estrada das Paineiras, pt. 12/1496, Cx 5 e pt 12/1496, Cx 1 e adjacências. Das 09:00h às 12:00h, Pedro do Rio: Rua João de Deus Rodrigues e adjacências. Das 08:30h às 10:30h, Araras: Ruas Vista Alegre, “I”, V. Bernardo Coutinho e adjacências. Das 09:00h às 11:00h, Araras: Estrada do Facão e adjacências. Das 09:00h às 17:00h, Araras: Ruas “15”, “27” e adjacências. Das 12:30h às 14:30h, Loteamento Vale das Videiras: Estrada da Cachoeira e adjacências. Das 15:00h às 17:00h, Loteamento Vale das Videiras: Estrada Paulo Meira e adjacências. O restabelecimento de energia poderá voltar antes do horário previsto.

SEPULTAMENTO

Cartório de 3º Ofício de Petropolis Terceiro Ofício - Petropolis - RJ

Terça-feira, 5/07/11 Cemitério Municipal Necelina Cássia dos Reis , 79 anos, Samambaia, 9h José Venâncio, 68 anos, Estrada da Saudade, 14h Maria Luiza Tinton Lucena, 48 anos, Morin, 14h Maurício Alfredo Winter, 78 anos, Bingen, 16h Zeli Antunes, 63 anos, Itamarati, 16h30 Plínio Paulo Schissler, 77 anos, Quarteirão Brasileiro, 15h30 Cemitério de Itaipava Não houve sepultamentos OBS. AS INFORMAÇÕES ACIMA SÃO FORNECIDAS AO DIÁRIO POR FUNCIONÁRIOS DAS SECRETARIAS DOS CEMITÉRIOS,

06/07/2011

Pag: 1

R. do Imperador, 1021 - Centro

Relação do Edital dia 06/07/2011 Acham-se afixados neste cartório, conforme a lei 9492/97, art. 15 $1 - Processo 89.877/99 CGJ/RJ, para serem protestados os títulos de responsabilidade de: Protestar em 07/07/2011

008113270000110

EST UNIAO E INDUSTRIA,11000,LJ 17

Número: 0113938202

DUPLICATA MERCANTIL

Emissão:15/04/2011

Vencto: 14/06/2011 Cheque Administrativo

Custas

Valor:

GERMASIL MATERIAL DE CONSTRUCAO LTDA

Cheque Administrativo

Emissão:27/05/2011

Valor:

SAO JUDAS TADEU 20

Custas

Valor:

114,73 Total

SAO JUDAS TADEU 20

Cheque Administrativo

Custas

Valor:

R BERNARDO PROENCA, 143

Cheque Administrativo

Custas

Protestar em 07/07/2011

Valor:

AUTO POSTO COMB BOLA BRANCA LTDA

04/07/2011

114,73 Cpmf

0,00 Tarifa

14,03 Total

10371

AUTO POSTO COMB BOLA BRANCA LTDA

04/07/2011

114,73 Cpmf

0,00 Tarifa

14,03 Total

1.128,76

Portador/ Cedente / Sacador

Protocolo

341 - BANCO ITAU SA

10394

G B AUTO PECAS LTDA

04/07/2011

449,34

555,73 ou Dinheiro Custas

011117625000154

106,39 Cpmf

0,00 Tarifa

14,03 Total

CAIXA ECONOMICA FEDERAL ANTONIO AUTO PEÇAS

Relação do011999/01 Edital dia 06/07/2011 ANTONIO AUTO PEÇAS Número:

DUPLICATA MERCANTIL

Protocolo

237 - BANCO BRADESCO S A

R. do Imperador, 1021 - Centro

RUA WASHINGTON LUIZ 1019

1.128,76

Portador/ Cedente / Sacador

Portador/ CNPJ / CPF Terceiro Ofício - Petropolis - RJ Cedente / Sacador

RENE RAUL DOS SANTOS

Protocolo 10370

Cartório de 3º Ofício de Petropolis

106,39 Total

519,42

G B AUTO PECAS LTDA

Número: 13321-1 Emissão:16/05/2011

14,03 Total

1000,00

004166565000102

DUPLICATA MERCANTIL

0,00 Tarifa

Portador/ Cedente / Sacador

CNPJ / CPF

P3 RIO REPR COMERCIAL LTDA

106,39 Cpmf

237 - BANCO BRADESCO S A

1.114,73 ou Dinheiro Custas

114,73 Total

Protestar em 07/07/2011

Vencto: 13/06/2011

01/07/2011

PORCELLANATI REVESTIMENTO CERAMICOS LTDA

AUTO POSTO COMB BOLA BRANCA LTDA

Número: 010264 Emissão:11/05/2011

Vencto: 06/06/2011

TRENDBANK MULTICREDIT - FUNDO DE INVESTI

1000,00

85612928653

DUPLICATA MERCANTIL

Protocolo 10206

CNPJ / CPF

MARCELO TRAVI

613,03

Portador/ Cedente / Sacador

1.114,73 ou Dinheiro Custas

Protestar em 07/07/2011

14,03 Total

AUTO POSTO COMB BOLA BRANCA LTDA

Número: 010272 Emissão:11/05/2011

0,00 Tarifa

399,00

85612928653

DUPLICATA MERCANTIL

106,39 Cpmf

237 - BANCO BRADESCO S A

CNPJ / CPF

MARCELO TRAVI

Cheque Administrativo

01/07/2011

SELENE INDUSTRIA TEXTIL SA

505,39 ou Dinheiro Custas

106,39 Total

Protestar em 07/07/2011

Vencto: 27/05/2011

SELENE INDUSTRIA TEXTIL SA

CNPJ / CPF 009417881000115

Número: 0010608/01

Custas

10240

492,61

CACILDA BECKER, 85 DUPLICATA MERCANTIL

Protocolo

399 - HSBC BANK BRASIL SA BANCO MULTIPL

599,00 ou Dinheiro Custas

106,39 Total

Protestar em 07/07/2011

Vencto: 24/06/2011

Portador/ Cedente / Sacador

CNPJ / CPF

FEMME SENSUELLE LING MARCEUL E MOR

569,76 06/07/2011

Protocolo 10449 Pag: 2 04/07/2011

Vencto: 18/06/2011 Acham-se Emissão: afixados19/05/2011 neste cartório,Valor: conforme a lei 550,00 9492/97, art. 15 $1 - Processo 89.877/99 CGJ/RJ, para serem protestados os títulos de responsabilidade de: Cheque Administrativo Custas 105,01 Total 105,01 Cpmf 14,03 Total 655,01 ou Dinheiro Custas 669,04 0,00 Tarifa Protestar em 07/07/2011

011117625000154

RUA WASHINGTON LUIZ 1019

Número: 012029/01

DUPLICATA MERCANTIL

Emissão:19/05/2011

Vencto: 18/06/2011 Cheque Administrativo

Custas

105,01 Total

Protestar em 07/07/2011

Valor:

Emissão:24/05/2011 114,73 Total

Protestar em 07/07/2011

Valor:

Cheque Administrativo

Custas

100,83 Total

Protestar em 07/07/2011 SUPER KITS COM. DE MAQ. LTDA. ME.

Emissão:25/02/2011 Custas

01/07/2011

106,39 Total

0,00 Tarifa

14,03 Total

757,96

Portador/ Cedente / Sacador

Protocolo 10391

ECIN COM ALUM FERRO PETR LTDA

04/07/2011

100,83 Cpmf

0,00 Tarifa

14,03 Total

266,86

Portador/ Cedente / Sacador

CNPJ / CPF 004607948000160

Valor:

114,73 Cpmf

341 - BANCO ITAU SA

252,83 ou Dinheiro Custas

Número: 0000002015

DUPLICATA MERCANTIL

Cheque Administrativo

10271

ECIN COM ALUM FERRO PETR LTDA

152,00

RUA THEREZA, 1131

Vencto: 24/06/2011

660,62

Protocolo

ECIN COM ALUM FERRO PETR LTDA

Número: 25080 Valor:

14,03 Total

341 - BANCO ITAU SA

743,93 ou Dinheiro Custas

RUA SANTO ANTONIO 60

Emissão:25/05/2011

0,00 Tarifa

629,20

012906140000102

DUPLICATA MERCANTIL

105,01 Cpmf

Portador/ Cedente / Sacador

CNPJ / CPF

ROBERTO MARTINS PINTO

Vencto: 14/06/2011

04/07/2011

ANTONIO AUTO PEÇAS

ECIN COM ALUM FERRO PETR LTDA

Número: 25063

Custas

ANTONIO AUTO PEÇAS

541,58

RUA SANTO ANTONIO 60

Cheque Administrativo

10450

646,59 ou Dinheiro Custas

012906140000102

DUPLICATA MERCANTIL

Protocolo

CAIXA ECONOMICA FEDERAL

CNPJ / CPF

ROBERTO MARTINS PINTO

Vencto: 13/06/2011

Portador/ Cedente / Sacador

CNPJ / CPF

RENE RAUL DOS SANTOS

Protocolo

237 - BANCO BRADESCO S A

10364

FUNDO DE INVESTIMENTO EM DIREITOS CREDIT

04/07/2011

MARBOR MAQUINAS LTDA

370,00

476,39 ou Dinheiro Custas

106,39 Cpmf

0,00 Tarifa

14,03 Total

490,42

Intimo-os a pagarem ( através de cheque administrativo ou dinheiro com guia de pagamento a ser retirada neste tabelionato ), ou no caso da falta de aceite, comparecer para aceita-lo, ou dar-me as razões por que não o faz. Ficando assim já intimado do respectivo protesto no prazo estipulado na forma da lei. Petropolis, 06/07/2011 João Correia Lima Neto - Escrevente

MOSELA

Na paróquia de São Judas Tadeu a secretaria tem expediente de terça-feira a sexta-feira de 16h30 as 18h30 e os eventos religiosos podem ser informados pelo telefone 2245 7344. O pároco é o padre Luiz Garcia Mello e o vigário paroquial é o padre Nerel Quirino Damasceno.

D

iário nos

A reunião será realizada na sede da Comissão Municipal de Atuação Comunitária de Petrópolis – COMAC – na Rua Visconde de Souza Franco, 590, no Centro, às 18h. O Conselho ficou desativado durante muito tempo prejudicando aos deficientes e agora os membros pretendem promover os encontros todas as primeiras terças feiras de cada mês.

Lideranças comunitárias no novo voluntariado da Cruz Vermelha Lideranças comunitárias que assumiram o voluntariado da Cruz Vermelha de Petrópolis estão organizando os donativos que serão distribuídos aos carentes necessitados. A primeira comunidade a ser beneficiada será a localidade da Serrinha, no bairro Independência, que receberá doações ainda esta semana, entre elas, materiais de higiene.

O anúncio foi feito ontem por voluntários representantes de associações de moradores do bairro Mosela. Eles confirmaram que são muitos os materiais que ficaram estocados na sede da entidade e que precisam ser doados a quem necessita. Adiantaram que depois da Serrinha, outras localidades carentes serão selecionadas.

Entidade espera mais adoções de cães e gatos na próxima feirinha Apenas cinco adoções foram feitas no último sábado na feirinha de animais do Grupo de Assistência e Proteção aos Animais e Meio Ambiente – GAPA/ MA. A entidade considerou o número, baixo lamentando que estejam lotados os lares provisórios de cães e gatos no distrito de Itaipava e também em outras localidades da região. O coordenador de ativida-

airros

diarionosbairros@diariodepetropolis.com.br

Conselho de Deficientes confirma próxima reunião terça-feira à noite Está confirmada para a próxima terça-feira a reunião do Conselho Municipal em Defesa da Pessoa com Deficiência de Petrópolis. Na ocasião os membros vão dar início a apreciação do regimento interno da entidade e uma pré-análise já vem sendo feita pelos próprios, pois cada um está recebendo todo ele por correspondência.

B

des do GAPA Carlos Eduardo Pereira anunciou que é grande o número de cães de raça que estão à espera de adoções, destacando, inclusive, que são animais mansos e carentes de carinho. A ferinha de sábado passado foi no estacionamento do Supermercado Extra de Itaipava e a próxima será no Parque de Exposições, dia 16, de 9h as 15h30.

9

56 anos

DIÁRIO DE PETRÓPOLIS

quarta-feira, 6 de julho de 2011

ALCOÓLICOS ANÔNIMOS

Reuniões de hoje 19h: Grupo 27 de Maio, Rua Bingen, 261. 19h30: 28 de Janeiro, Rua Paulo Barbosa, 180, Centro; Amor e Atração, Av. Leopoldina, 596, Nogueira; Bingen, Rua Santa Rita de Cássia, 30, Castrioto; Castelânea, Praça Pasteur, 79; Petropolitano, Rua Santos Dumont, 100.

Problemas no esporte, reuniões e transporte Comunidade de Santa Isabel, no Caxambu, continua aguardando obras no espaço de lazer, na sede e que o ônibus cumpra itinerário normal A Associação de Moradores do Caxambu/Santa Isabel continua reivindicando melhorias na sua área de lazer. Outra solicitação é o melhoramento na sede da entidade que, sem recursos, depende do apoio de autoridades. E para completar, numa das linhas que serve o bairro, o ônibus não pode completar o itinerário por causa de deficiências na rua. A presidente Vera Lúcia

Silva afirmou que vem reivindicando os melhoramentos há muito tempo. - Na nossa quadra na Rua José de Almeida Braga apenas foi feita uma capina. Entretanto, o espaço precisa de novo telamento e reparos no piso – informou. Os brinquedos na pracinha estão enferrujados e precisam ser trocados. Ficamos com medo de alguma criança se acidentar.

A líder comunitária lembrou que a sede da associação de moradores tem problemas logo na entrada porque a fechadura está em péssimo estado. - É o cartão de visita das necessidades de melhorias que precisamos no espaço que serve para encontros de todos os segmentos da comunidade de Santa Isabel – lamentou. Sobre o transporte co-

letivo Vera Lucia lembrou que Santa Isabel é servida por dois ônibus. Ambos vão até o final da Rua José de Almeida Braga, porém, um deles desvia para atender os usuários das Três Pedras. Entretanto, este não está indo até o viradouro em frente à Capela de Nossa Senhora da Penha por causa dos buracos na via. - Precisamos de atenção das autoridades – finalizou.

Rua do bairro Mosela completa relatório de obras na localidade As mais de dez residências da localidade conhecida como Escadaria, no final da Rua Nossa Senhora das Graças, no bairro Mosela, já estão com suas duas prioridades atendidas. O corrimão que os moradores tanto necessitavam e as duas caixas d`água novas com as tubulações regularizadas para atender o abastecimento normal já foram colocados. Os serviços constam no relatório final da Associação de Moradores e Amigos da Rua Nossa Senhora das Graças – AMANSG. A presidente Regina Célia

Nunes informou ainda que foram feitos reparos nos degraus da escadaria para evitar infiltrações e reduzir o risco de deslizamentos na localidade. Regina Célia confirmou ainda que as caixas d`água têm a capacidade de três mil litros cada uma, substituindo as antigas que estavam com vazamentos. Ela, a diretoria e os moradores agradeceram ao diretor presidente Anderson Juliano, da Companhia do Desenvolvimento de Petrópolis – COMDEP – pela atenção e a execução do trabalho.

As caixas d’água em estado precário...

..Agora o novo equipamento

esportes

Arquivo

O maior Bauerntennis de todos os tempos - Talvez pelo reflexo da fantástica edição da Bauernfest deste ano, onde mais de 185 mil pessoas prestigiaram a festa que marca a chegada dos colonos alemães a Petrópolis, a 20ª edição do Bauerntennis foi um sucesso, com mais de 60 tenistas participando dos jogos nas classes A-B e C, apesar de paralelamente estar acontecendo um torneio nas quadras do Clube Campestre de Nogueira, mas o Bauerntennis manteve sua tradição e mostrou-se completamente revitalizado nestes 20 anos de atividade consolidando-se a cada ano, como o torneio mais charmoso e longévuo do calendário de Petrópolis. No sábado foram realizados os jogos da classe A - Divididos em dois grupos homenageando dois grandes tenistas da cidade, no grupo A, Alexandre CuryChristian Lacerda, Denis Silva e seu filho Rodolfo, substituindo a dupla Rodolfo Abi Daud e Serginho que infelizmente logo ele que participou de praticamente de todas as edições do Bauerntennis saiu lesionado, Tiago Soares e Augusto Fiães. No grupo B, Fabrice-Teixeirinha, Cláudio Nunes e Luis Guilherme Tré, Fabão Karl e Tadeu. Os vencedores de cada grupo foram respectivamente Tiago e Augusto e

Fabão e Tadeu, que realizaram um excelente jogo no domingo, ao lado das finais das classes B e C, com vitória para a dupla Thiago e Augusto por 2/6-7/6 e 10/7 no tie break decisivo, na terceira colocação da classe A, ficou a dupla pai e filho Denis e Rodolfo e a quarta colocação para Fabrice e Teixeirinha. Na classe B, os favoritos Alorimar Teixeira e Décio Lôbo confirmaram a expectativa e derrotaram por 6/2-6/2 a combativa dupla Ricardo Pinto e Marcelo Carioca, jogo tranquilo bem jogado e sem crises de estresse ou estrelismo aguda, com esse resultado na terceira colocação posicionou-se na classe B, Moretti e Joel, cabendo a Mauro Blanc e Mendes a quarta colocação. Já na animadíssima final da classe C, a que certamente teve mais torcida, principalmente devido ao fã clube do Peter, a dupla Serginho Hot Dog e Aloysio no tie-break decisivo, muita festa para os vencedores e para suas esposas que estavam a beira de um ataque de nervos literalmente, a terceira posição ficou para a dupla Jorginho Coelho e Jorge Freitas, no quarto lugar a dupla Estefano e Alexandre. Parabéns a Peter bicampeão e Irineu o Mr. Bauerntennis. Na solenidade de premiação o criador do Bauerntennis e presidente do centenário

Petropolitano Foot-Ball Club, Arnaldo Rippel entregou medalhas do Mérito do Bauerntennis a importantes colaboradores do departamento de tênis, que literalmente fazem nosso esporte branco caminhar mais e mais. Dr. Milton Lopes, Ricardo Pinto, Serjão, Luis Enéas Arrochellas, Rodolfo Abi-Daud, batalhador maior de nossa classe A, professor Hugo Cross e a Paulo Areas, grande aquisição e que chega para somar ainda mais ao clube alvinegro, não só nas quadras de tênis mas dentro do possível em diversos segmentos do clube. Paulo coordena nesta sexta um super Tennis Gourmet que esta vez terá o chef Aluysio de mestre cuca, certamente sucesso garantido. Muitos agradecimentos a Fundação Petrópolis, ao seu presidente Charles Rossi, ao Pedro Troyack, Mauro Aureh, Jorge e todos que fazem com que o Bauerntennis aconteça, com lindas camisas e artísticos troféus e medalhas. Ano que vem certamente muitas surpresas acontecerão, é só aguardar. Uma ótima semana e no sábado alguns detalhes super interessantes dos causos de nossos tenistas na super comemoração do centenário do nosso glorioso Petropolitano Foot-Ball Club. Fiquem com Deus e que nos proteja sempre dos olhudos e mal-amados.

10

56 anos

DIÁRIO DE PETRÓPOLIS

quarta-feira, 6 de julho de 2011

ESPORTES

edsondiario@yahoo.com.br

PEC já classificado, enfrenta hoje o Suzano Ao contrário de muitos que ainda lutam por vagas na próxima fase da Liga Futsal 2011, o Poker/PEC, classificado antecipadamente, navega no mar da tranquilidade. Na nona colocação, com 32 pontos em 21 jogos, o time enfrenta o Suzano/Drummond/ Penalty hoje, às 19h15, no Ginásio da UCP, no Bingen. O resultado desta partida indicará em qual dos quatro grupos a equipe ficará na próxima fase da competição. Serão quatro times em cada chave, que se enfrentam entre si, em turno e returno. Os dois melhores colocados de cada grupo passam à fase seguinte da Liga. A tranquilidade do Poker/ PEC pode ser definida em divisão de tarefas coletivas. Segundo o supervisor Cupim, o time vem ganhando em espírito de grupo, já que todos os atletas estão ganhando chance de mostrar serviço e colaborar com o sucesso do time. Para Cupim, este é um fator positivo para a auto-estima de cada um: – O atleta que sabe que será utilizado no jogo, se cuida mais e se empenha em dobro. Isso é uma questão básica. Atualmente, contamos com aqueles já conhecidos de todos e com os demais que quase não atuavam. O

sentido coletivo está mais forte. Para esta partida, o Poker/ PEC não contará com Vander Carioca e Lenísio, que cumprirão suspensão automática. O fixo Régis, que se recupera de cirurgia no joelho, deverá voltar aos treinamentos dentro de poucos dias. Além dos três pontos na Liga Futsal, os petropolitanos também buscam espalhar um punhado de solidariedade. Nesta quarta-feira, na entrada do Ginásio da UCP, as camisas da Torcida PEC vendidas ao preço de R$ 10, terão 50% deste valor revertido às obras sociais do padre Quinha. Ele mantém um centro de recuperação de dependentes químicos na Chácara Nossa Senhora Aparecida, localizada no Meio da Serra. Os proprietários querem vender a propriedade pelo valor de R$ 30 mil. Padre Quinha não quer ver este trabalho interrompido e busca ajuda neste sentido: – Por estarmos neste local há cerca de três anos atendendo as pessoas, criamos toda uma infraestrutura e mudar agora seria prejudicial a todo o trabalho. Por isso, estamos fazendo uma campanha para arrecadar recursos para a compra do imóvel – explicou o padre. Ari Gomes

Representante do MEP participou do Seminário no Sebrae

Copa do Mundo 2014 é tema de Seminário do Sebrae O Movimento Esportivo de Petrópolis esteve presente no Seminário Sebrae 2014, que tem o objetivo de orientar micro e pequenas empresas para como lucrar com a Copa do Mundo no Brasil. O MEP foi representado pelo seu diretor de marketing, Carlos Eduardo Braga, o Kadu. No seminário os palestrantes procuraram orientar os empreendedores presentes sobre como podem fazer para lucrar com a Copa do Mundo, aproveitando as oportunidades de empreendimentos que serão criadas com a chegada dos megaeventos esportivos que o Brasil vai receber nos próximos anos. - Este trabalho do Sebrae é importante para os empresários de Petrópolis. É a importância de se entender como aproveitar essas oportunidades. A cidade vai fazer parte da Copa do Mundo e das Olimpíadas, trazendo seleções para aclimatação, então é importante os empresários daqui estarem cientes deste leque do oportunidades - explicou Kadu.

Os empresários e Petrópolis que quiserem saber mais sobre o apoio do Sebrae as micro e pequenas empresas pode acessar o site www.sebraerj.com. br/sebrae2014 e também entrar em contato através do email sebrae2014@sebraerj.com.br. No evento ainda foi realizada a assinatura de um acordo de cooperação entre o Sebrae no Rio de Janeiro e a Secretaria Estadual de Esportes e Lazer, que sinalizou mais uma parceria concreta. - Cada vez que olhamos o calendário, descobrimos o quanto ainda temos de fazer, e o Sebrae representa uma ponta importante deste processo - destacou a secretária Márcia Lins. O ciclo de palestra contou com a participação do secretário especial da Copa 2014 e Rio 2016, Ruy Cezar Miranda Reis, do diretor de marketing da Fifa Jay Neuhaus, o representante do Sebrae Dival Schmidt, o representante da Fundação Getúlio Vargas, Luiz Gustavo Barbosa os jornalistas Sérgio Cabral e Luiz Mendes e o deputado tetracampeão mundial Bebeto.

Fotos: Divulgação

O fixo Amadeu vem atuando na equipe do Poker/PEC como goleiro-linha. Hoje não deverá ser diferente no jogo contra o Suzano

Serrano fará amistoso contra a equipe de juniores do Petropolitano Os juniores do Serrano vão fazer, hoje, às 9h, um amistoso contra o Petropolitano, no Estádio Atílio Marotti. Esta partida servirá como preparação para o Campeonato Carioca da categoria, que começa em agosto. O treinador do Leão da Serra, Gilson Maciel, ainda deverá aproveitar a partida para conhecer alguns jogadores do time adversário, que poderão reforçar o time. Atualmente, o Serrano

conta com 13 jogadores com idade inferior a 20 anos. Como o time não disputa nenhum torneio oficial profissional no segundo semestre, todas as atenções estão voltadas para o time Sub-20. O planejamento do clube é contar com 22 atletas para a categoria. O elenco já tem seis jogadores em período de testes e que participarão deste amistoso. Apesar da idade, o Leão da Serra contará com uma boa base para o campeonato

já que parte do elenco de juniores disputou o campeonato profissional, como é o caso do goleiro Jeferson (foto), que foi o titular em todos os jogos do campeonato. O elenco ainda conta com o zagueiro Vitor, o meia Iago e os atacantes Ramon e Edvan, que atuaram no Campeonato Carioca. O time ainda terá mais um amistoso nesta semana, na sexta-feira contra os juniores do Secretário, às 9h no Estádio Atílio Marotti.

Ari Gomes

Raul é líder do Carioca de Supercross O piloto Raul Guilherme (Race-Tech/Motorex/ Mormaii/Yamaha Moto-X) esteve no último fim de semana em Magé, para disputa da 3ª etapa do Campeonato Carioca de Supercross. A prova contou com a participação dos melhores pilotos do Estado do Rio de Janeiro e de outros estados que também prestigiaram o evento. Raul Guilherme competiu na categoria principal, a Especial, e realizou uma excelente corrida. O piloto largou na 3ª posição e logo nas primeiras voltas já brigava pela liderança da prova. Os 20 minutos de corrida tiveram excelentes disputas demonstrando um bom ritmo. Raul finalizou

Pelo menos 300 pessoas participaram na noite da última segunda-feira, dia 4, da solenidade de aniversário dos 100 anos do Petropolitano. O evento contou com autoridades municipais e muitos atletas do clube de diversas modalidades. Jornalistas, entre eles representantes do Diário de Petrópolis, e desportistas da cidade foram homenageados com um troféu alusivo ao centenário. Na foto ao lado, o vice-presidente de esportes do Petropolitano, Délio Kronemberger, entrega um troféu a Thiago, membro da comissão técnica do Sub-11 de futebol de campo da equipe alvinegra.

na 2ª colocação, marcando a melhor volta da prova. Fiz uma excelente corrida, infelizmente não larguei bem, mas o mais importante é estar na liderança do campeonato – disse. Raul Guilherme segue líder do Campeonato Carioca de Supercross e agora irá se dedicar aos treinamentos para nos dias 23 e 24 estar disputando a 4ª etapa em Queimados. Resultado: 1° Gabriel Montenegro; 2° Raul Guilherme (Race-Tech / Motorex / Mormaii / Yamaha MotoX); 3° Marcelo Maziero; 4° Petruz Veloso; 5° Matheus Corguinha.

O piloto petropolitano mais uma vez se deu bem na etapa


Diario de Petropolis