Issuu on Google+

2

cosplayer

Cosplayer nº 14 Janeiro - Abril de 2012 capa Raquel Maria fotografia Andreia Alves contacto geral@cosplayerzine.net website http://www.cosplayerzine.net

editorial Direcção Executiva Daniela Oliveira, Marta Camilo Design e Paginação Daniela Oliveira, Madalena Ramires, Maria João Forte, Marta Camilo, Ricardo Catarino Escritores Álvaro Veiros, Daniela Oliveira, Filipe Jesus, Patrícia Bordeira, Maria João Forte, Marta Camilo, Sílvia Soares Fotografia Andreia Alves, Hugo Gonçalves, Leonor Grácias, Marta Camilo, Sara Cordeiro. Edição de Texto e Tradução Álvaro Vieiros, André Pereira, Marta Camilo, Patrícia Bordeira

discla imer

A Cosplayer E-Zine é uma revista online sobre costume play e assuntos relacionados de destríbuição gratuita sem fins lucrativos. Todos os conteúdos presentes são autorizados pelos seus devidos autores e conteúdo verbal presente em entrevistas representa apenas a opinião dos próprios e não da revista. No caso da inexistência da atríbuíção de devidos créditos em certos conteúdos, pedimos desculpa pelo incómodo e é favor contactar para que tal seja remediado assim que possível.

Esta revista é amiga do ambiente.

Bem vindos à edição n.º14 da Cosplayer E-zine! Este ano decidimos anunciar os vencedores do concurso fotográfico do Cosplay Photoshoot #9 na nossa edição normal, em vez de criar uma edição especial, saltem até à página 12 para “matar” a curiosidade! Para além das reportagens aos últimos eventos nacionais e europeus, entrevistamos não um, mas três cosplayers internacionais: a cosplayer italiana Aura Rinoa, e os irmãos brasileiros Mônica e Maurício Somenzari, a única dupla vencedora do WCS por duas vezes! A Cosplayer E-zine celebra com esta edição, o seu quarto aniversário! É impressionante a projecção que este “pequeno projecto” alcançou em quatro anos de existência! Algo que muito temos que agradecer aos nossos leitores que nos acompanham em cada edição e também a todos aqueles que colaboram connosco e nos ajudam a crescer cada vez mais! Em nome de toda a equipa, um muito obrigado! Até à próxima edição e até lá, continuação de bons cosplays!

A equipa da Cosplayer geral@cosplayerzine.net

cosplayer

3

4

cosplayer

Conteúdos 12

Janeiro - Abril 2012

32

40

88

06

PORTUSAKI I

58

Mônica & Maurício

12

Cosplay Photoshoot #9

66

Showcase Deviantart

28

Sugestão Cosplay

74

Tutorial

32

IBERANIME LX 2012

78

In Character

40

Aura Rinoa

88

CAPA

52

Hyper Japan

O novo evento do Norte

O cosplay do Carnaval

Desafia a tua criatividade!

Reportagem do Evento

Entrevista à cosplayer Italiana

Entrevista aos cosplayers brasileiros

As melhores fotos do DA

Make-up para cosplay

Victorique de Blois

Ureshi (Raquel Maria)

Reportagem do evento inglês

cosplayer

5

Portusaki O Japão chega ao Hard Club!

Nos passados dias 25 e 26 de Fevereiro, o icónico Hard Club recebeu o evento Portusaki, organizado pela Lobo Mau (antiga Central Comics) e reconhecida no Porto pelos eventos Xpress, agora também extintos. Reportagem: Álvaro Veiros Fotografia: Andreia Alves.

N

o último fim-de-semana de Fevereiro de 2012, deu-se no icónico Hard Club, agora localizado no antigo mercado Ferreira Borges, perto de S. Bento, o evento Portusaki. Organizado pela Lobo Mau, Ex-Central Comics e reconhecida na comunidade portuense pelos eventos Xpress e outras iniciativas, foi um evento que acolheu mais aficionados que curiosos. O espaço fornecido pelo Hard Club foi adorado por todos com uma observação positiva para a praça de alimentação e pela insonorização do salão onde decorriam as projeções de filmes. Apesar dos problemas técnicos e de uma hora de atraso no seu início, o evento abriu portas e decorreu com um fantástico ambiente entre os visitantes. Estes tinham as mais variadas atividades ao longo dos dois dias, desde torneios de cartas (Yu-gi-oh e Magic: The Gathering) e de videojogos até concursos de pergunta/resposta relacionados com filmes / anime e música.

O evento abriu portas e decorreu com um fantástico ambiente entre os visitantes.

6

cosplayer cosplayer

cosplayer

7

O evento tinha as mais variadas atividades ao longo dos dois dias.

88

cosplayer cosplayer

M

as não só de torneios se encheu o evento. Projeções de filmes (Steamboy, Padrinhos de Tokyo, etc.), oficinas de origami, um painel dedicado aos desenhos de fans, o concerto ANIM’HARD JAM e o tradicional desfile de cosplay, entre outros, também fizeram parte do cardápio, sendo que os dois últimos tiveram uma maior adesão por parte dos visitantes, no seu respetivo dia. O desfile de cosplay deu-se com um pequeno atraso, o que não desmotivou nem os participantes nem os espectadores. Apesar da espera, o número de cosplayers esperados foi menor que o pretendido. O primeiro prémio foi arrecadado pela Tânia Castro com o cosplay de Ranka Lee de Macross Frontier e houve uma menção honrosa para Joss Santos e Sofia Medeiros pela sua espantosa atuação. Desde já os maiores parabéns a todos os cosplayers e continuem sempre a melhorar. Mas não só de coisas boas viveu o evento e algumas críticas foram tecidas à localização dentro da oficina de origami em conjunto com os torneios de TCG que se realizavam mesmo ao lado. Igualmente mais era esperado por muitos e o tempo morto entre atividades era notável.

cosplayer

9

s à conversa o m e v ti s e , to n e v e Depois do anizador rg o l a ip c n ri p , s u s com o Hugo Je nto. e porta-voz do eve Cosplayer: Uma mensagem aos nossos leitores.

Cosplayer: Quais as maiores dificuldades na criação deste evento? Hugo Jesus: Quando se organiza um evento deste género, para um nicho de mercado tão peculiar e suscetível aos preconceitos de quem não conhece ou percebe, as maiores dificuldades passam por conseguir apoios (financeiros ou materiais) e fazer perceber a certas lojas ou empresas as vantagens que estão em estar presentes. É difícil até conseguir uma resposta da parte dessas entidades, nem que seja para dizer “não”. Parece que lhes é difícil enviar um e-mail a dizer “Obrigado, mas não estamos interessados”. Temos pena que isso aconteça e também é pena a falta de coragem que há em apostar algo novo, em algo desconhecido. Cosplayer: Agora que o Portusaki terminou, quais as conclusões? HJ: Conseguimos o nosso objetivo. O público esperado apareceu e conseguimos cumprir o programa com muito poucos atrasos. Era importante que o programa fosse cumprido e isso foi conseguido. Temos tido muito feedback positivo e mais do que tudo, aprendi imenso com este evento. Este já e o 4º evento de média/grande escala que organizo (nesta vertente) e posso dizer que foi neste que compreendi mais o que o público espera. Depois do Anigamix, foi preciso dar um passo atrás para agora dar 3 passos em frente. Estou ansioso que chegue o próximo e por em prática a aprendizagem que tive neste fim-de-semana.

10 10 cosplayer cosplayer

HJ: Continuem a seguir-nos no Facebook e no site. Além das galerias de imagens e vídeos que iremos inserir, poderemos ter uma boa surpresa dentro de dias. E agradeço a todos os que foram. Foi um fim-de-semana muito divertido em que todas as atividades organizadas obtiverem um enorme sucesso com muita gente a querer entrar ou a assistir. Foi muito bom e fiquei contente com o resultado. Espero ver-vos a todos de novo no próximo! Por parte da Cosplayer, um bemhaja a todos os que estiveram presentes no evento e esperamos que a próxima edição do Portusaki tenha mais e melhor. Mas não só de torneios se encheu o evento. Projeções de filmes (Steamboy, Padrinhos de Tokyo, etc.), oficinas de origami, um painel dedicado aos desenhos de fans, o concerto ANIM’HARD JAM e o tradicional desfile de cosplay, entre outros, também fizeram parte do cardápio, sendo que os dois últimos tiveram uma maior adesão por parte dos visitantes, no seu respetivo dia.

cosplayer

11

A nona edição do Cosplay Photoshoot realizou-se no passado dia 21 de Fevereiro, num dia com muito sol, muitos cosplayers e claro, muitas fotos! Texto por Filipe Jesus; Fotografia por Sara Cordeiro e Leonor Grácias; Ilustração por Kyara17.

12 cosplayer

N

ão chegou a crise nem a abolição do feriado “dito” facultativo para cortar na densidade cosplayer no Parque das Nações. O Cosplay Photoshoot deste ano foi a última edição de um dígito, já que para o ano vem a 10ª! Não obstante o tempo, há quem nunca tenha quebrado a tradição e apareça sempre nas mágicas fotos de grupo. Já os iniciantes que temem pela aceitação da diversão em trajes próprios, baptizam-se

com uma onda de flashes na escadaria do Pavilhão Atlântico. Sem chuvadas nem ventos, deu para passar um tempo bem vivido na companhia daqueles que vemos sempre e daqueles que quase nunca vemos. O concurso fotográfico continua com o molde para internautas, desta vez com a ajuda da plataforma Facebook para a votação do público. Já o voto do jurí conta com jurados cosplayers nacionais, editores

da revista Cosplayer. O evento contou com o patrocínio da Kingpin Books e a presença do Mário Freitas na fotografia de grupo, bem acompanhado de todos os cosplayers presentes!

cosplayer

13

14 cosplayer

Concurso Fotográfico O concurso fotográfico voltou mais um ano com as categorias individual e de grupo para os cosplayers e a melhor galeria fotográfica para os fotógrafos que participaram. Desta vez o público também escolheu as suas fotos preferida através de “likes” no Facebook. Desde já parabéns a todos os participantes, ficamos felizes de saber que o já habitual Parque das Nações consegue ainda ser cenário para fotografias espantosas! Descobre os vencedores do concurso fotográfico do Cosplay Photoshoot #9.

cosplayer

15

16 cosplayer

Escolha do Júri

Categoria Individual

1º Lugar Kiki - Kiki’s Delivery Service Cosplayer: Sónia Roque Fotógrafa: Andreia Rodrigues

cosplayer

17

2潞

Sheryl Nom Cosplayer: Pa Fot贸grafo: Le

3

John Cosp Fot贸

18 cosplayer

ยบ Lugar

me - Macross Frontier aula Nunes eandro Martins

3ยบ Lugar

n Egbert - Homestuck player: Marta Antunes รณgrafa: Vanda Allen

cosplayer

19

20 cosplayer

Escolha do Júri

Categoria de Grupo

1º Lugar

Gaterbelt, Stocking, Panty & Geek Boy - Panty and Stockng with Gaterbelt Cosplayers: Fábio Nunes, Jennifer Guerreiro, Joana Madeira, Bruno Dores Fotógrafo: Angelo Madeira

cosplayer

21

Me

Dr. Sebast Cosplayers: A Fot贸grafa: Cl

M

May Cosp Fot贸

22 cosplayer

enção Honrosa

ian & Lady Earine - Original Steampunk André Loureiro & Marina láudia Santana

Menção Honrosa

yuri Shiina, Moeka Kiryuu & Kurisu Makise - Steins;Gate players: Cátia Antunes, Sara Miranda & Filipa Valada ógrafa: Alice Morais

cosplayer

23

Melhor Galeria Fotográfica Escolha do Júri Fotógrafo: Antero Pires Canon EOS 550D

24 cosplayer

cosplayer

25

Sheryl Nome - Macross Frontier Cosplayer: Eveny Fotรณgrafo: Rui Silva

Asuka Langley Soryu & Ayanami Rei - Neon Genesis Evangelion Cosplayers: Dark_Light & Kalisheedra Fotรณgrafa: Alice Manso

26 cosplayer

Sailor Saturn - Bishoujo Senshi Sailor Moon S Cosplayer: Adrii-chan Fotรณgrafa: MindBizarre

Dr. Sebastian & Lady Earine - Original Steampunk Cosplayers: Lowie & Marina Fotรณgrafo: Clรกudia Santana

Escolha do Público

Akiyama Mio - K-ON! Cosplayer: Luna Fotógrafo: Ant

Votação Facebook AS três fotos individuais e de Grupo com mais votos no Facebook da Cosplayer.

Mayuri Shiina, Moeka Kiryuu & Kurisu Makise - Steins;Gate Cosplayers: Catiah, Sara Miranda & Nyx Fotógrafa: Aruka

Votação realizada de 1 a 20 de Março.

27

cosplayer

SUGESTÃO COSPLAY Nesta edição da Cosplayer, Ricardo Catarino, desafia a tua criatividade com sugestões com bastante detalhadas, porque até o mais pequeno detalhe num cosplay pode fazer toda a diferença!

Serie: Guilty Crown Direita: Tsutsugami Gai Esquerda: Tsugumi Dificuldade: Media Pontos de Interesse: Detalhes.

28 cosplayer

Serie: Final Fantasy XIII-2 Personagem: Amodar Dificuldade: DifĂ­cil Pontos de Interesse: Arma e Armadura.

29

cosplayer

Serie: Ao no Exorcist: Blue Exorcist Direita: Okumura Rin Esquerda: Okumura Yukio Dificuldade: F谩cil Pontos de Interesse: Acess贸rios.

30 cosplayer

Serie: The Last Story Direita: Kanan Esquerda: Elza Dificuldade: M茅dio Pontos de Interesse: Detalhes, Acess贸rios e Armaduras.

cosplayer

31

w

w

Iberanime LX

2012

LXFactory, palco de grandes acontecimentos, acolheu este ano nova edição do Iberanime em Lisboa. A Cosplayer esteve por lá. Reportagem: Patrícia Bordeira Fotografia: Sara Cordeiro e Leonor Grácias.

O

Iberanime voltou a Lisboa nos passados dias 17 e 18 de Março com uma aposta forte no espaço: a LXFactory. O famoso antigo complexo fabril que hoje acolhe diversas empresas e acontecimentos recebeu o IberanimeLX2012. Muita da programação dos dois dias era similar, dando uma oportunidade ao visitante de escolher apenas um dia para frequentar e mesmo assim sentir a mesma experiência. e adultos também, e ainda nos deu uma grande perspectiva deste mercado de trabalho. Dia 17, Sábado, as portas abriram logo pela manhã e depressa o espaço se encheu. Começando com o já tradicional concurso de Kamehameha, o Iberanime prometia um fim-de-semana bem passado. Diversas actividades ocorreram ao longo do dia, mantendo o visitante ocupado.

cosplayer

Após o concerto de Lamia Cross, banda franconipónica, chegou a altura dos cosplayers subirem ao palco para um concurso de cosplay em grupo.

Juri do Concurso Cosplay Grupo

Com um elenco de cosplayers conhecidas como juradas, os cosplayers proporcionaram-nos com momentos tanto divertidos como dramáticos. O primeiro lugar coube a Catarina Brás e Maria João Forte com um skit de Umineko no Naku Koro Ni. Ainda depois do concurso, subiu ao palco o artista japonês Keisho Ohno para um concerto que surpreendeu pela positiva.

Vencedores do Concurso de Cosplay - Grupo Iberanime LX 2012

e o Fort

ia Joã

ar ás e M ina Br

Catar

33

cosplayer

Os cosplayers proporci divertidos como dramรกticos.onaram-nos momentos tanto

Sรกbado 34 cosplayer

Cosplayers presentes no evento - Sรกbado

cosplayer

35

Dia 18, Domingo, o espaço encontrava-se consideravelmente mais vazio mas isso não diminuiu o entusiasmo. Logo pela manhã a Associação Portuguesa de Cosplay (APC) apresentou o seu mini-workshop de maquilhagem dado pela cosplayer Leonor Grácias. Por volta das 3h da tarde ocorreu a eliminatória europeia do Cosplay World Masters, que juntou tanto cosplayers portugueses como europeus. Após diversos skits bastante apreciados, o júri rapidamente chegou a um veredicto e a grande vitória coube à italiana Nadia Baiardi (NadiaSK) e à portuguesa Inês Gomes, que irão competir na final a decorrer ainda este ano no Brasil. A Cosplayer deseja-lhes muito boa sorte! Seguido ainda do aguardado Quiz e ainda do concurso de karaoke, o Iberanime depressa chegou ao fim, deixando nos visitantes a sensação de ter acabado muito rápido. A grande crítica ao evento seria mesmo o espaço, que ainda que excepcional no seu todo, acabou por ser pequeno para os milhares de visitantes que por lá passaram. Com a promessa de voltar ao Porto em Outubro como já é habitual, o Iberanime ainda anunciou um Baile de Cosplay (semelhante ao que se faz lá fora) em Junho, também na Invicta. Esperamos que supere as espectativas!

36 cosplayer

Nadia Baiardi (NadiaSK) 1º Lugar CWM

Inês Gomes 2º Lugar CWM

37

cosplayer

ters, juntou O Cosplay World Mas ropeus. portugueses como eu

tanto cosplayers

Domingo 38 cosplayer

Cosplayer Convidada Isabelle Jeudy

Concorrentes do concurso Cosplay World Masters

Cosplayer Convidada Aura Rinoa

39

cosplayer

Yoko - Tengen Toppa Gurren Lagann Foto por: Alessio Mannino / DDark - www.alemans.it

40 cosplayer

Aura Nuccio, é webdesigner e faz cosplay à cerca de 9 anos. Foi uma das convidadas internacionais do último Iberanime LX 2012 e conseguiu conquistar os Portugueses pela sua simpatia e simplicidade. Daniela Oliveira entrevistou a cosplayer Italiana. Tradução: Patrícia Bordeira Fotografia: cortesia de Aura Nuccio.

P

rimeiro, podes falar um pouco sobre ti? Quantos anos tens, que fazes e onde vives? Aura Rinoa: No meu dia-a-dia sou

webdesigner e trabalho numa empresa aqui na minha cidade: Palermo, na Sicília (sul da Itália). Nos meus tempos livres adoro desenhar, pintar, viajar e cosplay, claro!

Desde quando e há quanto tempo fazes cosplay? A.R.: Faço cosplay há 9 anos, desde 2003...

Não acredito que já tenha passado tanto tempo!

Como descobriste o cosplay? O que te atraiu para começares a fazer cosplay? A.R.: No início de 2003 fui ao Lucca Comics

and Games e descobri um novo mundo de divertimento e novos amigos. Imediatamente apaixonei-me pelo mundo do cosplay: desde o momento que vi tantas pessoas vestidas iguais às suas personagens favoritas de manga e comics decidi fazer o mesmo. Então comecei a fazer cosplay e nunca mais parei.

cosplayer

41

A fotografia é um dos momentos mais importantes para um cosplayer! Zafina - Tekken 6 Foto por: Gionata Bottari - www.flickr.com/dekadenzestudio

O que acha a tua familia e amigos não cosplayers do teu hobby? Apoiam-te? A sua opinião mudou desde que começaste? A.R.: No início não ficaram muito felizes porque é um hobby desafiante que me ocupa muito tempo... mas quando viram o meu primeiro resultado final ficaram tão felizes que me ajudam, apoiam e encorajam muito! Acho que agora estão orgulhosos do facto de conseguir criar coisas sozinha.

Preferes fazer cosplay sozinha ou em grupo?

42 cosplayer

A.R.: Gosto de ambos, depende da situação! Quando se faz cosplay sozinha tem-se mais tempo para se organizar e ter atenção aos detalhes do fato. Fazer parte de um grupo é divertido mas difícil ao mesmo tempo. Um bom grupo tem de estar coordenado, tanto nos fatos como na actuação. É importante ter tudo, fica bastante mais desafiante, como coordenar com amigos para criar fatos que se adequem um ao outro para dar um bom efeito final. Quão importante é a fotografia para mostrar os teus fatos? A.R.: A fotografia é um dos momentos mais

importantes para um cosplayer! Acontece-me só usar um fato no máximo duas vezes, ou porque são complicados de transportar ou porque requerem muito tempo de maquilhagem e a vestir (como foi para o meu fato de Shadow Lady Bird)... Fico feliz e orgulhosa se conseguir ter umas fotos espectaculares do cosplay que fiz, e pensar: “Uau... isto sou eu, a personagem está viva!”. Uma fotografia é sempre uma boa recordação de um momento específico.

A.R.: Fazer fatos com amigos e divertirmo-

O que é o melhor de estar envolvido com o cosplay e fazer fatos de cosplay?

a Judgement Armor de World of Warcraft, uma saga de videojogos famosa.

nos enquanto os fazemos, ou ir a convenções e conhecer novos amigos são apenas algumas das melhores coisas de estar envolvida com o cosplay. Também é fixe quando as pessoas reconhecem a tua personagem e pedem uma foto!

Qual o maior período de tempo que gastaste num fato? A.R.: Cerca de 3 meses, foi o meu primeiro:

cosplayer

43

Diao Chan & Lu Bu - Dynasty Warriors 6 Alessio Mannino como Lu Bu - www.alemans.it Foto por: Alessio Rinaudo - www.outermost85.deviantart.com

44 cosplayer

Hikaru Shidou - Magic Knight Rayearth Foto por: Hugo Gonรงalves - www.ezinore.deviantart.com

45

cosplayer

Aimi/Shadow Lady - Shadow Lady Foto por: Gionata Bottari - www.flickr.com/dekadenzestudio

46 cosplayer

Quando um fato não corre como gostarias como é que dás a volta por cima? A.R.: Eu penso... nunca desistir! Nada é impossível de fazer, mas se não gostas de alguma parte do teu fato podes sempre usar como experiência e ter a certeza que para a próxima irá correr melhor.

Como decides que fato fazer a seguir? Escolhes um fato apenas porque te fascina, levas em conta a personalidade da personagem, ou há mais alguma coisa que consideras? A.R.: Adoro personagens ruivas... não me perguntem porquê! Tenho uma lista longa e sem fim delas! Quando escolho um fato normalmente olho para o fato e o cabelo... mas também já me aconteceu escolher uma personagem de uma série que gosto, por exemplo adoro Final Fantasy e o meu nick vem desse jogo!

Tens um fato ou uma série de fotos preferidas, um(a) que te orgulhas mais? Há algum instante que achas que melhor representa o teu trabalho? A.R.: Uma das minhas personagens favoritas continua a ser a Shadow Lady no seu primeiro fato. O manga lembra-me um período bom da minha vida, adoro o M. Katsura não só pela maneira como desenha mas também pela personalidade forte das suas personagens. Há alguns meses tive uma sessão fotográfica com a Shadow Lady e estou tão orgulhosa com o

cosplayer

47

Se perderes um desafio lembra-te que ter orgulho em si mesmo é já uma vitória! Myuria - Star Ocean 4 Foto por: Gionata Bottari - www.flickr.com/dekadenzestudio

48 cosplayer

cosplayer

49

Cosplayer ID Nome: Aura Nuccio Nick: AuraRinoa Data de nascimento: 04/09/1986 Nacionalidade: Italiana Localidade: Sicília Ocupação: Webdesigner Cosplayer desde: 2003 Número de cosplays: 25+ Personagem favorita: Shadow Lady Website: www.aurarinoa.it

resultado! Quero agradecer ao Gionatta Bottari e ao Marco Nardi, os meus fotógrafos, pela sua ajuda na realização deste sonho. Próximo passo: Shadow Lady Bird! Ahaha... muito difícil de o vestir de novo.

Tens algum cosplay de sonho? A.R.: Sim... a Kos-Mos de Xenosaga, mas não tenho a certeza se tenho a capacidade de fazer perfeito como quero... tenho de praticar mais com resina e moldes.

Alguns projectos futuros que queiras partilhar connosco? A.R.: Depois do Cosplay World Masters em

Março vou começar o meu fato para o Romics em Outubro, onde irá se realizar a eliminatória do World Cosplay Summit! Mas ainda é surpresa. Outro projecto é a Alexstrazsa de World of Warcraft (adoro este jogo), planeado para o Verão. Outro projecto sem fim é a Vanille de FF XIII... quem sabe, um dia...

Por fim, algum conselho que queiras deixar a outros cosplayers? A.R.: Nunca desistir, fazer cosplay com

amigos, não deixes que seja stressante, viaja pelo mundo, diverte-te e... se perderes um desafio lembra-te que ter orgulho em si mesmo é já uma vitória.

50 cosplayer

Bloodelf Priestess - World of Warcraft Foto por: Marco “OperationOne” Nardi - www.flickr.com/operati

tionone

cosplayer

51

De ano para ano o tem-se vindo a estabelecer como o evento sobre cultura japonesa a não perder. Sílvia Soares fala sobre a edição primaveril do Hyper Japan. Fotografia por Marta Camilo.

E 52 cosplayer

ste ano o evento teve lugar entre 24 a 26 de Fevereiro num novo espaço, Earls Court, devido ao espaço utilizado no ano anterior ter provado ser demasiado pequeno para albergar o grande número de visitantes. Sim, Fevereiro. A mudança da habitual data de Outubro para Fevereiro deveu-se a este ano o evento se ter estreado como a plataforma de selecção de finalistas para dois dos maiores concursos de cosplay – o concurso europeu ECG (European Cosplay Gathering), com final em Paris, França, e o concurso mundial WCS (World Cosplay

A cantora Natsuko Aso durante a sua performance de Sexta-Feira

53

cosplayer

Summit), com final em Nagoya, Japão. 2012 é o segundo ano no qual o Reino Unido participa no ECG e o primeiro no WCS. Com ambos os concursos a terem a sua final em Julho e Agosto respectivamente, uma nova data para o Hyper Japan era imperativa. Para os noviços não muito familiarizados com estes concursos, o WCS disputa-se entre duplas de cosplayers de vários países a nível mundial, enquanto que o ECG é disputado nas categorias individual e de grupo, com concorrentes provenientes apenas de países europeus. O modo como o evento escolheu fazer a selecção dos concorrentes foi um pouco fora do comum, provavelmente devido ao reduzido número de participantes. O ECG é um concurso relativamente novo, e a maior parte dos cosplayers britânicos têm reservas quanto a participar no WCS devido à reputação do concurso ser mais sobre aparência física do que sobre competência na área de cosplay. Sábado teve lugar a selecção das duplas para o WCS e o ECG, com o concorrente individual para o ECG a ser apurado Domingo. O júri de ambos os dias era composto por Mônica e Maurício Somenzari, a única dupla até agora a ter vencido o WCS por duas vezes, John Bekkensten e Adelaïde Filippe dos Estúdios BekkHans. No

54 cosplayer

total participaram cinco duplas. Aquando a inscrição para o concurso os cosplayers podiam assinalar se desejavam participar na selecção do WCS, ECG ou em ambas. No entanto durante as apresentações dos concorrentes nunca foi especificado para qual eliminatória estes estavam a concorrer. O anúncio dos vencedores foi feito com a dupla em segundo lugar a ir para o ECG e a dupla em primeiro lugar a ter “o prémio por que todos ansiavam” (modo verídico como foi feito o anúncio por parte dos apresentadores), a ida para o WCS. Obviamente que uma viagem para o Japão é mais apetecível que uma para França, mas colocar um concurso abaixo do outro não é a maneira mais correcta, especialmente com o organizador do outro concurso presente. Quiçá este tenha sido apenas o resultado de entusiasmo excessivo por parte dos apresentadores ao facto de o Reino Unido entrar no WCS pela primeira vez. Algo a ser corrigido no próximo ano. Para o ECG Erin Bower e Ria Bedford foram eleitas na categoria de grupo como Vanille e Hope de Final Fantasy XIII, e Naomi T. como Gohan de Dragonball Z na categoria individual. A dupla vencedora para o WCS foi Alexandra Rutter e Laura Sindall como D e Doris de Vampire Hunter D. Para além de ambas a selecções o concurso de cosplay “normal”, CosParade teve lugar em ambos os

David Skull - Kratos de God of War - segundo lugar no ECG como Kratos de God of War

ECG Individual - Naomi T. como Gohan de Dragonball Z

ECG Grupo - Erin Bower e Ria Bedford (aqui presentes com fatos diferentes)

55

cosplayer

56 cosplayer

Vencedoras WCS - Alexandra Rutter e Laura Sindall como D e Doris de Vampire Hunter D

dias. Mas não só de cosplay é feito o maior evento britânico sobre cultura Japonesa. O evento foi recheado de convidados ilustres – a cantora/ apresentadora/actriz Natsuko Aso, a vencedora da medalha de ouro de Judo na categoria de +78 kg nos Jogos olímpicos de 2004 Maki Tsukada, o realizador Satoshi Miki e uma das suas actrizes de eleição Eri Fuse (cortesia da editora britânica Third Window Films). Os Sushi Awards e Sake Awards regressaram para uma nova edição (melhor sushi que esta repórter alguma vez provou), assim como vários stands de gigantes japoneses como a Bandai, Namco e Suzuki. O evento foi igualmente povoado por inúmeras demonstrações da cultura japonesa – artes marciais, dança, cerimónia do chá…. O número

de vendedores no evento era grande e variado. Fosse o interesse do visitante adquirir uma nova estatueta de resina de One Piece, um vestido original de moda Lolita ou um serviço de chá, tudo era possível encontrar. Ah, e comida. A deliciosa comida típica japonesa, cozinhada na hora e disponível em inúmeras barraquinhas. Doce ou salgada, ninguém passava fome. Excepto se quisessem adquirir takoyaki (bolas de polvo envolvidas em polme fritas numa base especial, e servidas com molho takoyaki e maionese) após o meiodia. Missão: Impossível.ser um dos primeiros a experimentar alguns dos jogos mais anticipados. Se esta premissa te agrada, não percas o próximo evento de 27 a 30 de Setembro de 2012!

57

cosplayer

ENTREVISTA MAURÍCIO& MÔNICA o cosplay foi a descoberta do hobby ideal; reúne tudo aquilo que gosto: imagem, fotografia, confecção de roupa e animação Entrevista Marta Camilo e Sílvia Soares | Fotografia Marta Camilo

MaurĂ­cio como Juste Belmont de Castlevania

Cosplayers de vĂĄrios paĂ­ses apresentaram as suas personagens em palco com fatos detalhados e performances vigorosas

M么nica como Kula de King of Fighters

S

ão o único par de cosplayers que conseguiu o feito de ganhar o World Cosplay Summit não apenas uma, mas duas vezes. Maurício e Mônica Somenzari estiveram no Hyper Japan em Londres como júris convidados e a Cosplayer teve a oportunidade de conversar com esta dupla de irmãos simpatiquíssimos sobre a sua experiência em competições internacionais e sobre a sua paixão pelo cosplay. Sendo irmãos, começaram a fazer cosplay juntos? Maurício: Não, eu comecei primeiro. Em 2002 descobri o cosplay quando fui a um evento de animação e vi pessoas a fazerem cosplay. Primeiro achei que os cosplayers estavam a ser pagos pelo evento para animar, mas após conversar com alguns descobri que apenas o faziam para se divertirem. Para mim foi a descoberta do hobby ideal, já que reunia tudo aquilo que sempre tinha gostado - imagem, fotografia, confecção de roupa e animação. O meu primeiro fato foi de Taki de Sailor Moon e fui sozinho. Para o evento seguinte eu queria ter companhia, então chamei a Mônica. Mônica: *sorri* Ele não parou de me chatear para o acompanhar, então eu disse que sim. Escolhi um fato bastante simples, Athena Asamiya de King of Fighters 2000, e desde então não parei.

As vossas performances são sempre cheias de garra e emoção. Escolhem os fatos a pensar nas performances ou pelo gosto pelas personagens? Maurício: Bem, é um misto dos dois. Eu

tenho que gostar da personagem para fazer cosplay dela, uma vez que cosplay é interpretar a personagem. Tenho também em conta se o físico da personagem é compatível com o meu. Se sim, então penso se é possível fazer uma performance com essa personagem. Para mim a parte “play” de cosplay é muito importante, eu gosto de representar, de pensar que efeitos especiais posso utilizar. como posso fazer um skit que tenha impacto e que entretenha a audiência. Em seguida mostro a minha escolha à Mônica e pergunto-lhe se ela gosta. Então a Mônica, depois de ver/jogar diz se gosta ou se não gosta, se trocamos ou não. Estamos sempre em comunicação, a trocar ideias e apesar de sermos irmãos temos gostos diferentes.

Já aconteceu competirem um contra o outro, ou preferem participar juntos? Maurício: Eu prefiro trabalhar com a Mônica, já que somos muito próximos. Mas por vezes fazemos grupos com amigos, e já aconteceu competirmos um contra o outro numa final do Yamato Cup. Mônica: Eu ganhei uma viagem para o Paraguai e fui com uma amiga, foi muito divertido.

Mencionaram a Yamato Cosplay Cup, podem-nos falar um pouco sobre a mesma e em como difere do World Cosplay Summit? Maurício: A diferença é bem grande. No Yamato Cup tem que se preparar duas apresentações, uma tradicional (na qual tem que se representar fielmente a personagem) e uma freestyle na qual a personagem tem que agir fora do seu carácter habitual (dança, musical, paródia, drama...). A maior diferença é que no World Cosplay Summit a apresentação tem que ter impacto. Quanto

MaurĂ­cio tem 25 anos, ĂŠ formado em moda, trabalha como estilista e ilustrador e faz cosplay desde 2002

M么nica tem 24 anos, trabalha como fot贸grafa e faz cosplay desde 2003

a parte “play” de cosplay é muito importante

mais teatral e mais impacto causar melhor. No Yamato Cup é mais privilegiado a fidelidade à personagem e script da série. O World Cosplay Summit é um programa de TV no Japão, e como tal o factor de entretenimento é o mais privilegiado. O Yamato Cup é mais “serious business”.

Sentem diferença entre fazer cosplay no Brasil e no estrangeiro? Maurício: É engraçado, a comunidade de cosplay brasileira não conhece muito bem o cosplay no estrangeiro. Não existe o hábito de convidar cosplayers internacionais para os eventos, para além dos cosplayers brasileiros que foram representar o Brasil no estrangeiro e falam das suas experiências. Apenas a Yaya Han e a Francesca Dani foram até agora convidadas. A comunidade brasileira é mais fechada sobre si própria. No Brasil a performance é privilegiada acima de tudo. Mónica: No WCS são mais exigentes com ambas as partes (costume e play). Durante a avaliação estão presentes onze jurados, entre os quais dobradores, estilistas e artistas, de modo a poderem avaliar todas as componentes. Para se participar na final tem que se enviar previamente para aprova��ão o fato e skit que se pretende fazer, já que existem restrições. Maurício: No WCS a final decorre só num dia, enquanto que no Yamato Cup a final é dividida por dois dias. O YCC acaba por ser mais puxado do que o WCS, o que faz com

que as duplas brasileiras estejam muito bem preparadas para participarem no WCS.

Para finalizar, acham que o cosplay fará sempre parte da vossa vida ou acham que vai haver uma altura em que vão parar? Maurício: Para mim o cosplay é muito importante. Sempre tive um fascínio por moda, por perceber como as coisas são feitas, por aprender a trabalhar com os tecidos. A minha família não queria que eu estudasse moda, tive então que tirar um curso diferente e o cosplay era o passatempo que me permitia fazer o que gostava. Depois de terminar esse curso tirei finalmente o curso de moda, e o cosplay era o complemento perfeito. Hoje em dia não tenho tanto tempo para dedicar ao cosplay, mas continua a ser algo muito importante para mim e vou continuar a fazer enquanto achar engraçado. Mônica: Nós agora só fazemos cosplay para o WCS, quando gostamos muito de uma personagem ou para fazer com amigos. Conheci muitos amigos meus através do cosplay.Vou continuar a fazer cosplay até um dia me cansar.

Muito obrigada pelo vosso tempo, e desejamos tudo de bom para vocês. Maurício e Mônica: Um abraço para Portugal, são muito queridos!

66 cosplayer

SHOWCASE Sabe mais em: cosplayerezine.deviantart.com

Female Assassin - Assassins Creed: Brotherhood Cosplayer: AllexyahShui Fot贸grafo: Lya-13 Portugal

67

cosplayer

Katara - Avatar: The Last Airbender Cosplayer: Marta Lebre Fot贸grafa: Andreia Rodrigues Portugal

68 cosplayer

Emma - Le Chevalier D’Eon Cosplayer Giada Robin Fotógrafo: Marcello Fierro Itália

cosplayer

69

Rei Ayanami - Neon Genesis Evangelion Cosplayer OttyAngel Fot贸grafo: Edoardo Del Gaudio It谩lia

70 cosplayer

Alice - Madness Returns Cosplayer NadiaSK Fot贸grafo: Matteo Arienti It谩lia

cosplayer

71

Vocaloid - Secret Police Cosplayers: Beatriz Ideias, Bruna Amador, Maria Jo茫o Sobral, Sofia Veludo e Rafael Ferreira Fot贸grafo: Vanessa Ideias Portugal

72 cosplayer

Tira - Soul Calibur 4 Cosplayer: TenshinoSekai Fot贸grafo: Andres H. Costa Rica

cosplayer

73

Modelos: Maria João Forte e Madalena Ramires Personagens: Tsumugi Kotobuki e Mio Akiyama Maquilhagem inspirada no anime “K-ON!”

produ sombr tos: a bran lápis p ca ret correc o ou eyeline tor de r olheira base li s quida e /ou pó batom e/o sombr u gloss a de co r rimel

COSPLAY

MAKEUP PARA PRINCIPIANTES! 74

cosplayer

gráfica ou evento to fo ão ss se a tu ara a Ficarás perfeito p cisares de muita re p m se e o h al trab com muito pouco tos. técnica ou produ

Se és novo em técnicas de maquilhagem e nunca tentaste fazer nada de especial para ficares mais bonito com o teu fato preferido, podes começar agora! Este é um tutorial de uma excelente base discreta que funciona com qualquer cosplay. Tutorial por: Maria João Forte Fotografia: Madalena Ramires.

3

Preparação: A principal característica que todas as personagens têm em comum é terem uma tez de pele perfeita, completamente livre de impurezas. Por isso, antes de aplicares qualquer maquilhagem, tens de cuidar da tua pele o melhor possível!

1

Lava bem a cara para tirares toda a sujidade da pele ou oleosidade acumulada durante a noite. Uma excelente maneira de fazeres a tua pele brilhar mais é usares uma máscara de limpeza durante a noite ou de manhã.

4

2

Após concluído esse passo, usa um bom creme para a cara. Eu prefiro usar um creme de dia que não só protege do sol como também deixa a pele macia e suave e é confortável para o dia inteiro. Não deixa a pele estalar nem secar durante todo o dia.

Pele:

3

Depois do creme escolhe uma boa base líquida e passa por toda a tua pele, com a ajuda de uma esponja ou com os dedos. Utiliza movimentos circulares até a base ficar homogénea com a tua pele.

5

Nota: Tem cuidado com a cor da base. Escolhe uma cor que se adapte ao teu tom de pele ou ao tom da personagem que vais interpretar.

4

Para a base liquida ficar fantástica o dia inteiro e não derreter aplica um pouco de base em pó com um pincel grande por toda a cara.

5

Com um corretor de olheiras, esconde todas as imperfeições que consigas observar. Como borbulhas, olheiras, nariz vermelho, etc.

cosplayer

75

6

8

7

Olhos:

6

Vês a diferença? Agora aplica um eyeliner preto ou khôl no interior da pálpebra superior. Se o estenderes até ao canto do olho terás um olhar mais amendoado, como os asiáticos. Sugestão: Poderás colocar também na parte inferior se preferires, mas somente até meio do olho para não ficares com um ar pesado e com os olhos mais pequenos.

7

Se quiseres um look mais dramático, contorna com cuidado a parte de cima dos olhos também com o lápis. Isto fará os teus olhos parecem maiores. Nota: Se usares pestanas falsas este passo é indispensável!

76 cosplayer

8

Coloca sombra branca, no canto interno do olho para dar luminosidade aos olhos. Com um pincel pequeno com creme ou pó iluminador branco ou até com um lápis branco, contorna a parte de baixo do olho. Isto fará com que os teus olhos pareçam maiores.

11

Sugestão: Com um pincel pequeno pinta levemente, com uma cor viva, debaixo do canto do olho. Só um pouco.

Finalização

9

Utiliza um rímel dramático e pesado nas pestanas! Tem cuidado para evitares burrões e grumos. Se isto acontecer, utiliza um cotonete com removedor de maquilhagem ou água para corrigires imperfeições.

10

SSe a tua personagem for mais “cute”, usa um pouco de blush cor-de-rosa (ou sombra) nas maçãs do rosto, debaixo dos olhos.

11

FFinaliza com um batom nos lábios à tua escolha e depois com um gloss neutro no meio dos lábios. Fim! Este é um look para principiantes que pode funcionar com qualquer personagem e que te oferece mil opções para complicar e experimentar como desejares!

9

10 Este tuturial pode funcionar com qualquer personagem

77

cosplayer

V

ictorique deBlo

G

Cosplayer: Madalena Ramires | Fotografia: Leonor Grรกcias | Local: Barreiro

Victor pela leit caos e tra o futuro d ela e o

78 cosplayer

ois

Gosick

Com a aparência de uma boneca de longos cabelos loiros e olhos verde esmeralda, rique, nos seus 15 anos de idade possui para além de um gosto extremo por doces e tura, um cachimbo do conhecimento que lhe permite juntar todos os fragmentos do ansformá-los na verdade absoluta. Usando as suas fantásticas aptidões de detective, do pequeno reino alpino de Saubure é colocado nas duas pequenas mãos, enquanto o seu amigo Kazuya Kujou resolvem os casos mais rebuscados, e desvendam os mais terríveis crimes em tempos difíceis da guerra que se aproxima.

cosplayer

79

80 cosplayer

cosplayer

81

82 cosplayer

83

cosplayer

84 cosplayer

cosplayer

85

86 cosplayer

87

cosplayer

C.C. (Code Geass) Fot贸grafa: Daniela Maria

88 cosplayer

Ureshi Raquel Maria

Raquel Maria, conhecida como Ureshi, destaca-se pela sua enorme criatividade na confecção de cosplays originais como Miss Candy e mostra-se à vontade com a personagem C.C. de Code Geass, tendo arrecadado o 2º. lugar na final do World Cosplay Master com um fato fabuloso desta personagem. Entrevista por Daniela Oliveira | Revisão: Patrícia Bordeira

F

iniciação no cosplay. No entanto, não tardou a que enfrentasse outros desafios que requeriam mais técnica.

Raquel Maria: Descobri o cosplay como

Como te sentiste a usar um fato de Cosplay pela 1ª vez? Raquel Maria: A primeira vez não foi

ala-nos um pouco sobre ti! Como descobriste o Cosplay? O que te atraiu neste hobby para começares a praticá-lo? quase toda a gente, através da internet, mais propriamente nos fóruns. Na altura conhecia poucas pessoas que estivessem dentro do assunto mas decidi arriscar. Sempre tive interesse pela área de costura e design, por isso hobby pareceu-me uma boa oportunidade para o desenvolver.

Que personagem escolheste para ser o teu primeiro Cosplay e porquê? Raquel Maria: A minha primeira personagem foi a Haruhi de ‘The Melancholy of Suzumiya Haruhi’. O fato é simples e de fácil execução, por isso era a opção perfeita para a

muito estranha porque escolhi o Cosplay Photoshoot como a minha primeira experiência. Para além de ser Carnaval, haviam muitos outros cosplayers por isso foi fácil me ambientar.

Até agora, qual é o teu fato favorito? Raquel Maria: Cada um dos fatos nos

quais há empenho é um favorito mas aquele no qual me sinto melhor (não fisicamente porque até causa algumas dores…) é o fato preto com uma asa de C.C. (Code Geass) uma versão do artbook das Clamp ‘Mutuality’ que também aparece no último ending da série.

cosplayer

89

C.C. para alĂŠm de ser uma personagem da minha favorita, ĂŠ uma personagem fĂĄcil de interpretar para mi

90 cosplayer

s茅rie im!

C.C. (Code Geass) Fot贸grafa: Andreia Alves

cosplayer

91

Ignis (Hell’s Gate) Fotógrafa: Daniela Maria

Raquel Maria inicia-se no cosplay em 2008, com um fato simples da personagem Haruhi de “The Melancholy of Suzumiya Haruhi”. No “Feitos Um Para o Outro” (FUPO) do mesmo ano ganhou o seu primeiro prémio, vestida de Suigintou da série “Rozen Maiden”.

92 cosplayer

Ainda em 2008, Raquel arrecada ainda o primeiro lugar no concurso do evento AMMEN, com um vestido da sua personagem preferida, C.C de Code Geass. Para além de fazer cosplay de personagens que gosta, Raquel também cria fatos originais de personagens suas, como é o exemplo de Miss Candy. Dead Rabit (Original) Fotógrafa: Daniela Maria

93

cosplayer

Qual a opinião da tua familia e amigos sobre este hobby? Raquel Maria: A minha família sempre

me ajudou imenso, apesar de por vezes, principalmente com a minha mãe, as nossas personalidades chocarem um bocado. Mas fica sempre tudo resolvido passados uns quinze minutos. A minha irmã é a minha ‘fotógrafa oficial’ e o meu pai ajuda-me sempre que é preciso fazer algum acessório mais elaborado.

És tu quem faz os teus próprios fatos de Cosplay? Quais são as tuas maiores dificuldades na construção de um fato de Cosplay? Raquel Maria: Os meus fatos são feitos sempre com a ajuda da minha mãe. No início, o meu papel na confecção dos fatos era muito pequeno mas ao longo do tempo fui participando mais e agora (também por questões de tempo) as tarefas são sempre divididas tendo em conta as capacidades e dificuldades das duas. Geralmente o processo baseia-se em poucos passos: o estudo das técnicas e materiais a utilizar feito por ambas; o corte dos tecidos e por vezes a montagem fica a meu cargo; tudo o que envolva a máquina é maioritariamente feito pela minha mãe, visto que ainda não domino bem essa área; e finalmente, todos os acabamentos de apliques (missangas, brilhantes, pequenos acessórios…), costuras à mão e decoração dos sapatos é feito por mim.

Qual é o teu processo de selecção de personagens? Escolhes apenas um fato que te chame a atenção ou preocupas-te com a personalidade da personagem? Raquel Maria: É claro que se uma personagem não for cativante não pesquiso outras imagens da mesma, porque prefiro fazer fatos a partir de imagens nos quais possa juntar a minha criatividade. Mas, na minha condição de cosplayer, também é perceptível que uma personagem me interesse mais se os seus fatos forem interessantes.

Existe algum motivo para a escolha da personagem C.C. de Code Geass para a maioria dos teus

94 cosplayer

C.C. (Code Geass) Fotógrafa: Daniela Maria

95

cosplayer

Em 2010 qualifica-se para a final do concurso internacional Cosplay World Masters com outro cosplay da sua personagem favorita, desta vez do artbook das CLAMP “Mutuality”. Em 2011 volta com C.C para a final do CWM e arrecada o 2º lugar num concurso com cosplayers portugueses e internacionais. C.C. (Code Geass) Fotógrafo: Hugo Gonçalves

96 cosplayer

97

C.C. (Code Geass) cosplayer Fot贸grafa: Daniela Maria

C.C. (Code Geass) Fotógrafa: Daniela Maria

Cosplays? Raquel Maria: Para além de ser uma

personagem da minha série favorita, é uma personagem fácil de interpretar para mim, pois não tem na sua personalidade o elemento “fofinho” que para mim seria extremamente difícil incorporar. Apesar de já ter sido criticada várias vezes por isso, não sou uma pessoa de muitos sorrisos, não é que seja antipática (ao contrário do que pensam), sou mesmo assim e não há nada a fazer! Outra razão que me faz escolher esta personagem tantas vezes é porque é uma personagem das CLAMP, que, como todos os cosplayers sabem, têm designs lindos

98 cosplayer

e de criar paixões à primeira vista. E depois nem todos querem gastar dinheiro em vinte cabeleiras diferentes...

Qual é o teu fato de Cosplay de sonho? Raquel Maria: De momento não tenho

nenhum, porque aquele que sempre o tinha sido executei-o recentemente, para a minha participação na final do CWM, um kimono da C.C.

Consideras-te uma cosplayer competitiva ou possuis uma

postura mais desportiva? Raquel Maria: Tudo depende do evento

de que se trata. Quando se compete, ninguém entra numa competição só por entrar, visto que o objectivo principal é competir. É verdade que há poucos eventos que disponibilizam desfiles ao invés de concursos, mas se estão interessados na competição, para quê negá-lo?

Para além do Cosplay, tens outros hobbies/interesses? Raquel Maria: Sim, tenho. Sou estudante de artes e pretendo especializar-me em Design de Moda, por isso os meus hobbies estão todos

relacionados com essa área. Gosto de desenhar, pintar e claro, interesso-me pela construção de peças de vestuário. Além disso também incluo música nos meus hobbies, sei tocar clarinete e piano.

Que conselho darias a uma pessoa que quisesse iniciar-se hoje no Cosplay? Raquel Maria: Mais do que fazer fatos

que agradem aos outros e que sejam cópias perfeitas de uma imagem, acho que cada vez mais é importante inovar e seguirmos as nossas próprias ideias, seja alterando um ou outro

99

cosplayer

C.C. (Code Geass) Fotógrafa: Daniela Maria

Cosplayer ID Nome: Raquel Maria

Alias: Ureshi Data de nascimento: 10 /02/1994 Nacionalidade: Portuguesa Localização: Lisboa Ocupação: Estudante Cosplayer desde: 2008 Número de Cosplays: 13 Personagem Favorito: C.C. de Code Geass

pormenor ou adicionando mais elementos, tendo em conta o fato como um todo, porque o sentido de coesão é muito importante.

Quais são os teus planos de Cosplay para o futuro? Raquel Maria: A curto prazo não tenho

nada planeado, mas nunca se sabe, mudar de ideias nunca matou ninguém. De momento não disponibilizo de muito tempo para a execução de fatos e por isso não tenho qualquer projecto.

Queres deixar alguma mensagem aos leitores da Cosplayer? Raquel Maria: Para além de um óptimo

exercício de técnica e imaginação, o cosplay é um hobby pensado para aqueles que se querem divertir, com um pequeno toque de competição. É importante não esquecer que a inspiração está em todo o lado, também no convívio.

100cosplayer

C.C. (Code Geass) Fot贸grafa: Daniela Maria

101

cosplayer

102cosplayer


Cosplayer n.14