Issuu on Google+

Acesse www.sesb.org.br

2

O SEMEADOR Informativo do Sínodo Espírito Santo a Belém - SESB Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - IECLB

Nesta Edição: Crônica

Junta Pratos: uma proposta atual de multiplicar e dividir o pão página 3

Ação Sinodal no Sínodo Vale do Taquari página 6

Carta de Teresina-PI página 13

Campanha de ofertas para a missão 2012 páginas 14 a 20

40 anos de ministério do pastor Helmar Roelke

Ano XXXII - Junho de 2012 - Nº 85 EXPEDIENTE

O Semeador é uma publicação trimestral informativa destinada às Comunidades, Paróquias, Uniões Paroquiais e Instituições do Sínodo Espírito Santo a Belém (SESB), da Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil (IECLB).

Diretor Pastor Sinodal Joaninho Borchardt

Revisão

Diagramador Pedro Dieter

Conselho de Comunicação P. Joaninho Borchardt, P. Lourival Ernesto Felhberg, P. Nivaldo Geik Völz, P. Luciano Ribeiro Camuzi, P. Leomar Lauvers, P. Rogério Beling, P. Anivaldo Kuhn, Nilza Buss.

Colaboradores Cleidiomar Marquardt, P. Luciano Ribeiro Camuzi, P. Leonardo Ramlow, P. Antônio Ottobelli da Luz, Diác. Davi Haese, Diác. Jianfranco Figer Berger, P. Vitorino Reetz, P. Helmar Roelke, Pa. Dra. Rosane Pletsch, Valdir Baebler, P. Rubens Stuhr, P. Renato Nass, Ademar Schneider, Alex Reblim, Diác. Vanderlei Boldt, Vinícius Ponath, P. Valdemar Gaede, P. Nivaldo Geik Völz, Edimar Bustke, Irma Schultz Zeiffeldt, Vônia Walcher Kempin, Cat. Traudi Margarida Kraemer, Diác. Luciano Butske, P. Rodrigo André Seidel, Rozélia Laurett, Simone Vesper Binow, P. Edivaldo Binow, P. Marcos Antônio Rodrigues, P. Anderson Ellwanger, P. Joaninho Borchardt, P. Jocir Felberg.

página 22

Transferências de ministros página 23

OASE

Notícias da OASE

Secretária/Administração Nilza Buss

Distribuição/Correspondências Sínodo Espírito Santo a Belém – IECLB Rua Engenheiro Fábio Ruschi, 161 Bento Ferreira Vitória-ES CEP: 29001-970

página 26

Juventude

Notícias da Juventude página 27

Editorial

Sínodo Espírito Santo a Belém

Pastor Joaninho Borchardt

Notícias do Sínodo

Edição de Junho de 2012

O SEMEADOR

Telefone: 0xx27 3325-3618 Fax: 0xx27 3325-3618 Internet: www.sesb.org.br E-mail: secretaria@sesb.org.br

Os artigos assinados são de responsabilidade dos respectivos autores.

Tiragem 9.500 exemplares

Mudar é o que nos diferencia das pedras Quando era criança ouvi essa frase de um desenho animado e não me fez muito sentido, talvez por parecer óbvio demais. Hoje percebo que, como seres humanos, estamos em constante transformação, nem sempre para melhor, mas sempre com o intuito de evoluirmos. Há cerca de cinco anos recebi do Sínodo Espírito Santo a Belém o convite para fazer a diagramação do jornal O Semeador. Desde então, fui implementando pequenas mudanças na diagramação do jornal, porém era necessária uma reformulação mais

plementadas de forma gradual, durante várias edições do jornal, mas olhando uma edição antiga podemos ver como mudou. Como resultado do novo projeto gráfico, hoje temos um jornal com um formato maior, ou seja, com mais espaço para fotografias e uma melhor proporção entre texto e imagem, porém sem deixar de ter um fácil manuseio. Também foram desenvolvidos um novo logotipo e cabeçalho para o jornal. A divisão em cinco colunas ao invés de três, associada ao Edição de Junho de 2009

uso de uma tipografia (fonte) mais adequada, torna a leitura mais agradável. Foram criadas editorias (cabeçalhos com ícones e cores diferentes para dividir os diferentes assuntos do jornal), como Juventude, Oase, Notícias do Sínodo, entre outras. Desta forma o leitor pode ir direto ao assunto que tem maior interesse. As matérias mais extensas ganharam “olhos”, que são um pequeno trecho do texto em destaque, convidando o leitor a ler a matéria na íntegra. As assinaturas das matérias ganharam fotos 5

O SEMEADOR

Notícias do Sínodo

Pentecostes, Aniversário da Comunidade Cristã Pentecostes, Aniversário da Comunidade Cristã O Pentecostes é uma das três grandes festas da cristandade. E todas elas, Natal, Páscoa e o Pentecostes nos falam dos grandes feitos de Deus. Por isso estas três datas tradicionalmente são comemoradas com dois dias de santificação. Por exemplo: 2º dia de natal. Pentecostes o ( 50º dia) após a páscoa nos fala do aniversário da Igreja Cristã. Deus enviou o Espírito Santo continuando a obra de Cristo. A igreja cristã só pode continuar a missão deixada por Cristo e caminhar firme por causa do Espírito Santo que fortaleceu e deu coragem para os discípulos. Em Atos capítulo 2 temos o relato de que os discípulos estavam reunidos em Jerusalém, meio desorientados, pois os últimos acontecimentos, a morte de Cristo, foram muito difíceis para a sua caminhada de fé. Jesus, o ressurreto, agora por meio do seu Espírito Santo, continua orientando a vida dos seus discípulos, dando-lhes força, coragem, sabedoria e o impulso necessário para que continuassem a sua obra na proclamação da Boa nova do Reino de Deus. O Pentecostes quer nos mostrar claramente que Jesus em nenhum momento abandonou a sua igreja, ou seja, a nós os seus seguidores/as. Ele prometeu estar conosco todos os dias até a consumação dos séculos. (Mateus 28.20). Isso Jesus faz diariamente, nos animando e nos fortalecendo como igreja mediante a sua Palavra e Sacramentos. Podemos dizer que nós, como Igreja cristã, só existimos ou podemos crer na palavra de Deus por causa da bondade, misericórdia e da força de Cristo que atua em nós mediante o Espírito Santo. O reformador Lutero nos deixa isto muito claro na explicação do 3º artigo do catecismo menor “ Creio que por minha própria razão ou força não posso crer em Jesus Cristo, meu Senhor, nem vir a ele. Mas o Espírito Santo me chamou pelo evangelho, iluminou com os seus dons, santificou e conservou na verdadeira fé”.

Uma tradição riquíssima que ainda resiste em muitos lares evangélicos luteranos é a coroa de Pentecostes.(Pfingstenkranz).Muitasfamíliasprovidenciam um arranjo em forma de coroa e penduram esta coroa na sala da sua casa por ocasião do domingo de Pentecostes. Esta coroa é feita do pau- pereira. As folhas desta árvore, apesar de murchar, jamais perdem a cor verde. Além disso, a casca da árvore com que é feita a coroa serve como remédio para curar a febre e muitas outras doenças. O que este símbolo quer nos ensinar? Que nós, sob a força do Espírito Santo de Deus, podemos enfrentar dificuldades, mas jamais perderemos a cor, ou seja, a fé, a esperança e a confiança em Cristo. O poder curativo da casca da coroa quer nos ensinar que o Espírito Santo nos cura dos nossos pecados e da morte eterna, nos renovando a cada dia. Na explicação da terceira parte do Credo Apostólico aprendemos que: “ Nesta cristandade (na comunidade cristã criada e mantida pelo seu Espírito Santo) Deus perdoa a mim e a todos os crentes diária e abundantemente todos os pecados” O Espírito Santo nos deixa sempre verdes e cheios de esperança para enfrentarmos o dia-a-dia. A forma de coroa quer nos falar da promessa da vida eterna. “Sê fiel até a morte e dar-te-ei a coroa da vida eterna” (Apocalipse 2.10). Lutero conclui a explicação do terceiro artigo: “e no dia derradeiro me ressuscitará a mim e a todos os mortos, e me dará a mim e a todos os crentes em Cristo a vida eterna. Isto é certamente verdade”. Resumindo: O Pentecostes é o aniversário da Igreja Cristã. Ele nos mostra que Cristo, o Senhor da Igreja, jamais abandona a nós seus discípulos. Somos colocados nesta Igreja no dia do nosso batismo, quando Deus nos adota, colocando junto do nosso nome o seu de Pai, de Jesus o Filho e do Espírito Santo, Isaías 43.1. P. Rubens Sthur Vila Valério

Cinco Gerações da Família Neumann Olá! É com grande alegria que a Paróquia Evangélica de Confissão Luterana Aliança compartilha com os leitores/as a bênção que Deus derramou sobre a família Neumann. Hoje queremos apresentar as cinco gerações desta família. Francisco Neumann - nascido em 23/11/1910; Raimundo Neumann - 06/09/1936; Helena Neumann Saager - 25/05/1967; Rosimere Saager Salomão - 15/09/1984; Crysthofer Saager Salomão 11/11/2000. Rogamos que Deus continue acompanhando e abençoando esta família.

O Pentecostes é uma das três grandes festas da cristandade. E todas elas, Natal, Páscoa e o Pentecostes nos falam dos grandes feitos de Deus. Por isso estas três datas tradicionalmente são comemoradas com dois dias de santificação. Por exemplo: 2º dia de natal. Pentecostes o ( 50º dia) após a páscoa nos fala do aniversário da Igreja Cristã. Deus enviou o Espírito Santo continuando a obra de Cristo. A igreja cristã só pode continuar a missão deixada por Cristo e caminhar firme por causa do Espírito Santo que fortaleceu e deu coragem para os discípulos. Em Atos capítulo 2 temos o relato de que os discípulos estavam reunidos em Jerusalém, meio desorientados, pois os últimos acontecimentos, a morte de Cristo, foram muito difíceis para a sua caminhada de fé. Jesus, o ressurreto, agora por meio do seu Espírito Santo, continua orientando a vida dos seus discípulos, dando-lhes força, coragem, sabedoria e o impulso

Inauguração de Templo Comunidade da Paz

Em seus mais de cem anos de história, a Comunidade da Paz, em Alto Jucu, Domingos Martins, teve a alegria de inaugurar [dedicar] seu quarto templo. A festa aconteceu no dia 17/08/2008, com a presença do Pastor Sinodal Osmar Lessing e P. Fábio Stagemeier, e ainda, muitos grupos vindos de outras comunidades e paróquias. Na abertura da nova igreja, a cruz do altar [de 1909], foi levada na frente. Em toda a celebração expressou-se a gratidão pelas famílias que se empenharam na construção e a necessidade que fosse mantida viva naquela comunidade a união que se percebeu durante a obra. Em tempos tão difíceis e até mesmo de falta de ânimo para os trabalhos comunitários, é importante perceber que nossos membros conseguem se motivar por um objetivo comum. Assim, que esta comunidade viva cheia de paz e que estas famílias continuem motivadas na vida comunitária. Agradecemos a todos que puseram suas mãos à obra e ajudaram para que esta festa acontecesse.

Cinco Gerações da Família Neumann

P. Edivaldo Binow

Em cristo. P. Scharles Roberto Beilke

5

profunda do projeto gráfico como um todo. Desta forma, aproveitei tal reformulação como base para o meu projeto de conclusão do curso de Design Gráfico pela Ufes. Para tornar o jornal mais adequado e atrativo ao público-leitor foram necessárias adaptações de cunho técnico, com base nos conhecimentos adquiridos no design gráfico, mas o mais importante era adaptar-se melhor à cultura dos seus leitores. Para isso foram fundamentais as obras dos autores Jorge Kuster Jacob, Helmar Röelke, Ismael Tressman, Jean Roche e Joana Bahia sobre os Pomeranos, principal cultura entre os membros do Sínodo Espírito Santo a Belém. As mudanças foram im-

necessário para que continuassem a sua obra na proclamação da Boa nova do Reino de Deus. O Pentecostes quer nos mostrar claramente que Jesus em nenhum momento abandonou a sua igreja, ou seja, a nós os seus seguidores/ as. Ele prometeu estar conosco todos os dias até a consumação dos séculos. (Mateus 28.20). Isso Jesus faz diariamente, nos animando e nos fortalecendo como igreja mediante a sua Palavra e Sacramentos. Podemos dizer que nós, como Igreja cristã, só existimos ou podemos crer na palavra de Deus por causa da bondade, misericórdia e da força de Cristo que atua em nós mediante o Espírito Santo. O reformador Lutero nos deixa isto muito claro na explicação do 3º artigo do catecismo menor “ Creio que por minha própria razão ou força não posso crer em Jesus Cristo, meu Senhor, nem vir a ele. Mas o Espírito Santo me chamou pelo evangelho, iluminou com os seus dons, santificou e conservou

Olá! É com grande alegria que a Paróquia Evangélica de Confissão Luterana Aliança compartilha com os leitores/as a bênção que Deus derramou sobre a família Neumann. Hoje queremos apresentar as cinco gerações desta família. Francisco Neumann - nascido em 23/11/1910; Raimundo Neumann - 06/09/1936;

na verdadeira fé”. Uma tradição riquíssima que ainda resiste em muitos lares evangélicos luteranos é a coroa de Pentecostes. (Pfingstenkranz). Muitas famílias providenciam

O Pentecostes quer nos mostrar claramente que Jesus em nenhum momento abandonou a sua igreja, ou seja, a nós os seus seguidores/as”

um arranjo em forma de coroa e penduram esta coroa na sala da sua casa por ocasião do domingo de Pentecostes. Esta coroa é feita do pau-pereira. As folhas desta árvore, apesar de murchar, jamais perdem a cor verde. Além disso, a casca da árvore com que é feita a coroa serve como remédio para curar a febre e muitas outras doenças. O que este símbolo quer nos ensinar? Que nós, sob a força do Espírito Santo de Deus, podemos enfrentar dificuldades, mas jamais perderemos a cor, ou seja, a fé, a esperança e a confiança em Cristo. O poder curativo da casca da coroa quer nos ensinar que o Espírito Santo nos cura dos nossos pecados e da morte eterna, nos renovando a cada dia. Na explicação da terceira parte do Credo Apostólico aprendemos que: “ Nesta cristandade (na comunidade cristã criada e mantida pelo seu Espírito Santo) Deus perdoa a mim e a todos os crentes diária e abundantemente todos os peca-

dos” O Espírito Santo nos deixa sempre verdes e cheios de esperança para enfrentarmos o dia-a-dia. A forma de coroa quer nos falar da promessa da vida eterna. “Sê fiel até a morte e dar-te-ei a coroa da vida eterna” (Apocalipse 2.10). Lutero conclui a explicação do terceiro artigo: “e no dia derradeiro me ressuscitará a mim e a todos os mortos, e me dará a mim e a todos os crentes em Cristo a vida eterna. Isto é certamente verdade”. Resumindo: O Pentecostes é o aniversário da Igreja Cristã. Ele nos mostra que Cristo, o Senhor da Igreja, jamais abandona a nós seus discípulos. Somos colocados nesta Igreja no dia do nosso batismo, quando Deus nos adota, colocando junto do nosso nome o seu de Pai, de Jesus o Filho e do Espírito Santo, Isaías 43.1.

P. Rubens Sthur Vila Valério

Inauguração de Templo Comunidade da Paz Em seus mais de cem anos de história, a Comunidade da Paz, em Alto Jucu, Domingos Martins, teve a alegria de inaugurar [dedicar] seu quarto templo. A festa aconteceu no dia 17/08/2008, com a presença do Pastor Sinodal Osmar Lessing e P. Fábio Stagemeier, e ainda, muitos grupos vindos de outras comunidades e paróquias. Na abertura da nova igreja, a cruz

do altar [de 1909], foi levada na frente. Em toda a celebração expressou-se a gratidão pelas famílias que se empenharam na construção e a necessidade que fosse mantida viva naquela comunidade a união que se percebeu durante a obra. Em tempos tão difíceis e até mesmo de falta de ânimo para os trabalhos comunitários, é importante perceber que nossos membros conseguem se

motivar por um objetivo comum. Assim, que esta comunidade viva cheia de paz e que estas famílias continuem motivadas na vida comunitária. Agradecemos a todos que puseram suas mãos à obra e ajudaram para que esta festa acontecesse. P. Edivaldo Binow Afonso Cláudio-ES

Helena Neumann Saager - 25/05/1967; Rosimere Saager Salomão - 15/09/1984; Crysthofer Saager Salomão - 11/11/2000. Rogamos que Deus continue acompanhando e abençoando esta família. Em cristo,

O ato de evoluir é constante e, para tornar o jornal O Semeador cada vez melhor, a sua opinião é muito importante, afinal o jornal O Semeador é nosso”

P. Scharles R. Beilke

de seus autores e as legendas de fotos e anúncios de leitores foram padronizados, entre outras pequenas mudanças. Em suma, o jornal está mais leve, mais fácil de ler e mais atrativo ao leitor. Porém o ato de evoluir é constante e, para tornar o jornal O Semeador cada vez melhor, a sua opinião é muito importante, afinal o jornal O Semeador é nosso, membros do Sínodo Espírito Santo a Belém. Para enviar críticas ou sugestões, entre em contato com a diretoria do Sínodo através do email, carta ou telefone contidos no Expediente ao lado. Até a próxima edição! Pedro Dieter Designer Gráfico

Edição de Junho de 2012

3

O SEMEADOR

Charge

DR. MARCOS ROBERTO REIS DOS SANTOS Neurologia e Neurocirurgia CRM/ES 6235

Tratamentos especializados para Doenças da Coluna e cefaléias Convênios: Unimed (Piraqueaçu), Samp, Golden Cross, Amil, Mediservice, Cassi, Banescaixa, Saúde Caixa (C.E.F), Bradesco, Correios, São Bernardo e Particulares.

- Atendimento em domicílio -

Urgências: Neuro-cirúrgicas e Neurológicas. (27) 9946-6101 Vitória: (27) 3227-3622 Aracruz: (27) 3256-1794 / 3256-4590 Santa Teresa: (27) 3259-2109 Cariacica: (27) 3336-6111 João Neiva: (27) 3258-1050 / 3258-1169

Crônica

Junta Pratos: uma proposta atual de multiplicar e dividir o pão Desde que cheguei ao estado do Espírito Santo, impressiono-me com uma prática de almoço comunitário chamado “junta pratos”. Nas comunidades luteranas do sul do Brasil eu conheci a sistemática de cada participante comprar a sua ficha de almoço, ou seja, são vendidas fichas, antecipadamente, que dão a pessoa que a comprou o direito ao almoço. Isso reflete aspectos práticos como, por exemplo, o maior controle quanto ao número de pessoas que irão almoçar no local. Por outro lado, representa também uma visão eclesiológica. Em outras palavras, a venda de fichas carrega uma proposta de Igreja. Na tradição teológica que eu me formei os aspectos da partilha e da gratidão são importantes; as questões organizacionais são conseqüências. Nos anos de trabalho na América Central tive a experiência marcante de que tudo gira em torno da comida. É fácil compreender, pois onde tem carência de comida, esta se torna central. E aprendi que quando há pouco, muito se compartilha. Nos encontros de formação e no final dos cultos, compartilha-se comida, muitas vezes, um prato de frutas, pois se sabe que muitos(as) ali não tinham tido, ainda, a oportunidade de fazer a sua refeição naquele dia. A comida costuma ser servida por alguém que,

cuidadosamente, coloca a mesma quantia em cada prato, isso porque é preciso dividir bem o pouco que se tem. Mas outras coisas mais em torno da comida na igreja me impressionaram em Honduras. Uma delas é a pequena quantidade que se serve, a impressão que eu tinha é de que nunca era suficiente para saciar a fome das pessoas. Outro aspecto é que as comidas são feitas com as frutas da época. Impressiona a criatividade que as mulheres desenvolveram na fabricação de comidas. Em toda a América Central o clima se divide em duas épocas: da seca e da chuva. As mulheres (os homens pouco assumem as tarefas da casa) aprenderam a preparar os alimentos utilizando as frutas de cada época. A manga, por exemplo, é aproveitada desde a fruta verde, até a excessivamente madura, só assim dá para alimentar as pessoas por um bom período de tempo. Igreja e comida são indissociáveis. Aliás, a comida é uma das características do ser igreja, garante a sua identidade. Com muita tristeza presenciei também que, muitas vezes, quando havia mais de uma pessoa da família num encontro, alguém ficava sem seu prato de comida. Simplesmente não havia para todos e todas. E quem tinha dava para quem não havia recebido, normalmente, as mães divi-

diam com as crianças. Em muitos momentos da história a igreja cristã se manteve de pé, fez missão e foi reconhecida através da partilha do pão, do cuidado aos enfermos, da assistência aos idosos, às crianças. Lembro, aqui, do

E penso que, realmente, não só de pão vive o ser humano, mas também da comunhão, da partilha, do convívio” texto do evangelho de João 6.1-15, onde Jesus e seus discípulos/as têm o desafio de alimentar uma multidão. Quanta partilha neste texto! Quanta fome; imagino, também! Ouçamos uma parte do texto: “Está aí um rapaz que tem cinco pães de cevada e dois peixinhos; mas isto que é para tanta gente?” (v. 9). Certamente é difícil compreender uma experiência como a recolhida neste evangelho, quando se está saciado e quando a comida está sempre ao

nosso alcance. Imagino que algo assim somente se pode compreender, a partir da experiência da escassez de comida, da fome, como é o caso de Honduras e o caso da multidão faminta ao redor de Jesus. O “Junta Pratos” capixaba me faz bem. Tem gosto bom e me lembra tantas práticas de partilha que a humanidade já formulou. Consiste no almoço onde cada família ou participante traz de casa um prato com comida. Tudo é colocado numa grande mesa e todos e todas são convidados/as a saciarem a sua fome. Surpreendentemente, sempre sobra comida. E quanto bom gosto no preparo! E quanta alegria na partilha! Já participei de vários “Junta Pratos” e percebo, cada vez mais, o quanto esta forma de almoço comunitário traz alegria, comunhão e renova a fé. Sempre se ouve alguém fazer comentários sobre o milagre de ter sobrado tanta comida e sobre a renovação que o almoçar juntos traz. E penso que, realmente, não só de pão vive o ser humano, mas também da comunhão, da partilha, do convívio. Uma boa conversa, às vezes, torna-se tão importante quanto o comer em si. Seguindo a experiência da comunidade joanina, o texto bíblico narra que no final sobrou comida. “Assim, pois, o fizeram e encheram doze cestos de pedaços dos cinco pães de cevada, que sobraram dos

que haviam comido”. (v. 13). Todos e todas comeram quanto queriam, e, no final, sobrou comida. Tudo indica que a comida foi cuidadosamente oferecida, sem desperdício. Às vezes é assim que pelo fato de termos trazido algo ou ter pagado o almoço, pensamos que devemos e podemos comer além do necessário ou, então, não dar valor às sobras. Parece que não foi isto que ocorreu com as milhares de pessoas que se saciaram na grande multiplicação. Todos e todas comeram o suficiente. E Jesus pediu para os/as discípulos/as recolherem, cuidadosamente, o restante de comida, para nada ir fora. Este cuidado com o desperdício é importante destacar. A comida é sagrada. E tem milhões de pessoas no mundo que não a têm. Nunca esqueçamos disso! Vejo, de forma bonita, que na comunidade onde participo, no final do “Junta Pratos”, há uma preocupação com as sobras de comida. O que sobrou sempre se distribui e se guarda para outras ocasiões. Cuidemos todos/as das sobras de comida! Cuidemos, também, das demais “sobras” que se apresentam em nossa vida. Nada é resto! E que bonito está sendo conhecer a prática do “Junta Pratos” capixaba! É uma proposta muito atual de multiplicar e dividir o pão! P. Dra. Rosase Pletsh Vila Velha

4

O SEMEADOR

Edição de Junho de 2012

Notícias do Sínodo

Tríduo Pascal: experiência bonita e valiosa Páscoa é a festa cristã mais importante. Por isso, neste ano, pela primeira vez, foi realizado o Tríduo Pascal na Comunidade de Lagoa II. Trata-se de uma celebração que inicia na Quinta-feira Santa e termina no Domingo de Páscoa. Esta celebração procura promover, de certa forma, pequenas vivências daquilo que Cristo passou nos últimos dias até a ressurreição. A celebração desperta diversos sentimentos em quem participa e faz com que celebrem e festejem a Páscoa de maneira dife-

rente. Foi uma experiência bonita e valiosa. Queremos repeti-la no ano que vem. Agradecemos as pessoas que se empenharam na organização e participaram na liturgia. Foi por causa de todo apoio recebido que pudemos realizar o Tríduo. Que Deus abençoe

todo trabalho realizado em seu nome aqui e em todos os lugares. Que as pessoas celebrem a páscoa diariamente em suas vidas crendo, de fato, na ressurreição, o fundamento da fé cristã! P. Anderson Ellwanger Serra Pelada

Culto de Páscoa: momento de celebrar a vida A Comunidade Evangélica de Confissão Luterana de Belém celebrou no Domingo de Páscoa um culto com a Ceia do Senhor e a Oração Memorial de uma presbítera, Josina Neitzel Klitzke, falecida no dia 11 de março de 2012. Celebraram conosco, entre membros e visitantes, 348 pessoas. O pastor Scharles destacou em sua pregação que, como um pai que não esquece, nem desiste de seus filhos, assim é Deus conosco. Para não nos perder ele entregou seu próprio Filho à morte para que pudéssemos ter o perdão dos nossos pecados. A Páscoa é momento de celebrar a vida,

o renascimento de Cristo e a vitória da vida sobre a morte. Na Oração Memorial de Josina Neitzel Klitzke a comunidade presente se colocou ao lado dos familiares enlutados. Relembramos que Josina era presbítera, líder da OASE, participante do grupo de casais e integrante da equipe de teatro da comunidade. A comunidade, bem como a Paróquia Aliança se solidariza com a família neste momento tão difícil, e deseja a paz e o conforto de Deus. Valdir Baebler São Sebastião de Belém

Alvorada da Páscoa em Córrego do Almoço Era manhã da Páscoa. Já antes do sol brilhar, às 5h, nos reunimos em culto e num matinal café da manhã para celebrar a ressurreição do nosso Senhor Jesus Cristo. Todo o espaço celebrativo foi preparado com carinho, com fogueira e caminhada das luzes. Agradecemos a Deus por este e por todos os dias em que Ele nos proporciona celebrar a esperança e a união comunitária. Comunidade de Córrego do Almoço

Colatina

Edição de Junho de 2012

5

O SEMEADOR

6

O SEMEADOR

Notícias do Sínodo

Notícias do Sínodo

Teatro da Paixão de Cristo em Alto Jetibá Real e emocionante! Sim, estas palavras representam a encenação organizada e realizada pelo Grupo de Jovens da Comunidade Da Paz, em Alto Jetibá, na Sexta-feira Santa. Uma comovente encenação da instituição da Santa Ceia, da condenação, da morte e ressurreição de Jesus Cristo, retratada de uma forma real e verdadeira pelo elenco. Com certeza, tanto para o

público presente quanto para os personagens e os organizadores, foi uma apresentação que ficará marcada em nossas vidas. Aos jovens, às crianças do culto infantil e a todos, que de modo especial ajudaram em toda a preparação dos cenários e do teatro, aos que vieram aos inúmeros ensaios, muito obrigada. Ao escrever esta peça de teatro visualizávamos uma ence-

muita “comilança” (muitos frangos caipiras foram devorados). É muito importante quando há esse clima fraterno e solidário entre as pessoas das comunidades. Que Deus continue abençoando a essa

Festa do lavrador em Itarana: porque juntos podemos mais

mund Berger. A celebração foi abrilhantada por músicos da Associação Diacônica Luterana: Douglas Kalke, Everton Kalke e do jovem Tiago Kalke. Em sua reflexão o pastor Lourival se referiu biblicamente ao Dia do Trabalho como uma oportunidade de servir ao Senhor em prol da preservação da natureza, promovendo a dignidade humana. No final da celebração o agricultor Henrique Brandt plantou uma muda

Mutirão na comunidade Vala do Jaó – Resplendor/MG

nação diferente e difícil de ser organizada e apresentada, mas a apresentação final superou as expectativas de todos. Quero aqui agradecer de coração ao presbitério da comunidade e ao pastor Rodrigo e família por todo o apoio e incentivo. Aos participantes e organizadores digo MUITO OBRIGADA. Retratar de uma forma muito verdadeira e com amor, parte da história de Jesus Cristo, de dor, de sofrimento e da vitória da vida sobre a morte, na ressurreição, é algo comovedor. Só nos resta agradecer a Deus por ter enviado o seu Filho unigênito para que todos aqueles que nele creem, não pereçam, mas tenham a vida eterna. Cristo vive. Ele ressuscitou. E ele é o nosso Senhor e Salvador! Rozélia Laurett Coordenadora da JE

O Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Itarana promoveu no dia 06 de maio mais uma festa em comemoração ao Dia do Trabalho e em homenagem aos agricultores. A festa aconteceu na localidade denominada de Rizzi, interior de Itarana. No início aconteceu uma celebração com a presença do pastor local, Wili Bauerman, do Pastor Vice Sinodal, Lourival Felhberg e do Superintendente da ADL, P. Sieg-

Edição de Junho de 2012

de peroba, símbolo que marcou este dia tão importante. O P. Siegmund para explicou os motivos deste símbolo. Ele disse que a peroba é uma árvore que quando cresce em meio à mata, junto com outras árvores, se torna uma madeira de alta resistência, no entanto, se cresce em meio à pastagem, sozinha, perde a resistência. Com isso afirmou que o trabalho de representação sindical é muito importante porque fortalece o

o trabalho de representação sindical é muito importante porque fortalece o agricultor individualmente no seu trabalho e junto com os outros agricultores” agricultor individualmente no seu trabalho e junto com os outros agricultores, que automaticamente são fortalecidos de forma coletiva, propicia uma união, transformada em fortaleza. Juntos, temos mais forças e podemos mais. Disse ainda que também o cristianismo pode se servir desse exemplo, pois com a atitude individual

de fé das pessoas, quando se juntam, a força se torna ainda maior na prática do amor, da justiça, da solidariedade, seguindo o exemplo de Jesus Cristo. Após foi servido um delicioso almoço e o grupo de animação cantou moda de viola e músicas animadas. Depois assumiu o grupo do Luciano Köpp trazendo um forró muito animado. Enquanto isso foi realizada competição esportiva de vários times que se inscreveram. Teve também sorteio de vários prêmios. Esta foi a sétima edição da festa do lavrador. Agradeço a todos que, de uma ou de outra maneira, colaboraram. A festa é uma oportunidade para trocar experiências e manifestar a alegria, pois a sua colheita, mesmo vinda do esforço pessoal de cada um, é sempre um milagre da vida que nos é dado por nosso Deus. Ademar Schneider Itarana

Nos dias 21 e 28 de abril aconteceu na comunidade de Vala do Jaó um grande mutirão para a reforma de sua igreja. A igreja foi construída no ano de 1956 e, de lá para cá, nunca houve uma reforma. Vala do Jaó é uma comunidade pequena, composta por 14 famílias membros. Fica

comunidade e toda a paróquia para que haja cada vez mais união e solidariedade entre todos. Certamente Deus também se alegra com isso. P. Vitorino Reetz Baixo Guandu

localizada no interior do município de Resplendor, em Minas Gerais. Houve uma grande mobilização por parte de várias comunidades para auxiliar na reforma. Estiveram presentes em torno de cinquenta pessoas em cada dia. Foram dias de alegria, muito trabalho e

Pastores do SESB participam da Ação Sinodal no Sínodo Vale do Taquari Entre os dias 23 e 29 de abril oito pastores e um professor de música da ADL visitaram o Sínodo Vale do Taquari, com sede em Teutônia, RS. Eles participaram da Ação Sinodal, um programa de missão para as comunidades locais, que através de celebrações especiais, refletiram sobre a confessionalidade luterana em contextos diferentes. Este tema, “Como confessar a fé luterana em diferentes contextos”, segundo o vice pastor sinodal Leonídio Gaede, é motivado a partir da reflexão sobre a Década de

Lutero (2008-2017), período destinado pelas igrejas luteranas de todo o planeta para a preparação da grande celebração dos 500 anos da Reforma Luterana no ano de 2017. Outra motivação para estas celebrações especiais foi o tema do ano 2012, da IECLB: “Comunidade jovem, Igreja viva!” Com este objetivo o grupo visitou 15 paróquias, num total de 58 comunidades, levando o nosso jeito de ser igreja luterana aqui no Espírito Santo para uma realidade bem diferente da nossa. Nestas celebrações especiais

Somos uma igreja que vai além de nossos muros, estamos em contextos que se adaptam à cultura e ao jeito do povo, vivendo ali o Evangelho”

se percebeu que somos uma igreja que vai além de nossos muros, estamos em contextos que se adaptam à cultura e ao jeito do povo, vivendo ali o Evangelho. Nesta vivência do Evangelho, como “Igreja Viva”, promovemos o cuidado com cada faixa etária, desde crianças a idosos, auxiliando a cada período da vida na certeza do cuidado de e misericórdia de Deus. Aproveitamos para mostrar fotos do trabalho daqui do SESB e imagens do estado do ES. Chamou a atenção deles as nossas paisagens, a

cultura pomerana, a música, o cuidado com as pessoas (Albergue e ADL), e o envolvimento dos membros na vida em comunidade. Certamente foi uma oportunidade rica de troca de experiências e de percepção da presença da IECLB em diferentes contextos brasileiros. Participaram desta Ação Sinodal os pastores Ronei Odair Ponath (de Palmeira de Santa Joana); Valdeci Foester (de Domingos Martins); Marcos Vollbrecht (de Jequitibá); Edivaldo Binow (de Santa Maria de Jetibá); Wili Bauermann (de Alto Jatibocas); Antônio Ottobelli da Luz (de Vila Velha); João Paulo Auler (do Albergue Martim Lutero); Siegmud Berger (da Associação Diacônica Luterana); e o professor de música da ADL, Douglas Kalke. Na foto, os pastores e os estudantes de teologia do nosso Sínodo mais o professor Rodolfo Gaede Neto. P. Edivaldo Binow Santa Maria de Jetibá

Edição de Junho de 2012

7

O SEMEADOR

Notícias do Sínodo

ximadamente cinco meses de muito trabalho, esforço e participação de muitos membros da comunidade até a conclusão da reforma. Era possível ver no rosto das pessoas a alegria e gratidão a Deus por verem o templo de sua comunidade completamente reformado. Em sua pregação o pastor sinodal destacou que é momento de se perguntar como andam os quatro pilares da igreja cristã: 1) A pregação e o ensino cristão estão a contento? Estão ensinando e educando os filhos e filhas sobre o evangelho? 2) A comunhão entre os membros acontece? As pessoas são bem acolhidas? 3) A partilha acontece? Os membros colaboram nas doações, ofertas e contribuições? Estão co-

“Ontem eu fui um sonho, hoje sou realidade”

Novo presbitério é instalado na Comunidade de Belém

locando os dons ao serviço da Igreja? 4) E como vão as orações? Os membros oram para o fortalecimento da fé? A comunidade ora pelos necessitados, pelos pobres, pelos desamparados, pelos aflitos, enlutados e doentes? E finalizou dizendo que como cristãos temos como compromisso a vivência desses quatro fundamentos.

No 21 de abril de 2012 aconteceu o culto de instalação do presbitério da Comunidade de Belém. Cada um recebeu um certificado. Ele tem como finalidade lembrar constantemente aos presbíteros/as de seu compromisso de servir na missão Deus. O presbitério instalado foi: presidente: Manfredo Krüger; vice-presidente: Hélio Zummach; secretário: Thiago Seick; vice-secretário: Jonathan Foesch; tesoureiro: Ermindo Foesch; vice-tesoureiro: David Boldt; vogias: Wilmar Ohnezsorge, Rodnei Braum, Laurentino Krüger, Rosália Braun, Nilza

P. Jocir Felberg São Gabriel da Palha

Teresa. Com ela cada dia é uma surpresa, cada dia é um aprendizado, cada dia é uma alegria e cremos que Deus está conosco para nos auxiliar como pais para que possamos cumprir bem esta função tão especial.

Edição de Junho de 2012

Seick Boldt, Fábio Fösch, Maria Izabel Schmidt Brüscke; vicevogais: Helmar Krüger, Ereci Boldt Braun, Adolfo Krüger, Joelma Lemke Kosanke, Michelle Borchardt Boldt, Maria Helena Kunde Krause e Lorival Braun; conselho fiscal titulares: Valdir Baebler, Delson Krüger e Derly Klitzke; conselho fiscal suplentes: Rosiane Schwanz Foesch, Solimar Daniel Bernardes e Márcio Lemke. Também a diretoria da Paróquia Aliança foi instalada no mesmo culto: presidente: Ermindo Foesch; vice - presidente: Manfredo Krüger; tesoureiro:

Valdir Baebler; vice-tesoureiro: Gilliard Schulz; secretário: Rodnei Braum; vice-secretária: Regiane Henke. Conselho fiscal titular: Claudemar Koeler, Lucinéia Repke Boldt e Fábio Fösch. Conselho fiscal suplente: Maria Izabel Schmidt Brüscke, Adilson Reinholz e Ereci Boldt Braun. Rogamos que Deus nos ajude nesta missão de sermos bons presbíteros/as em nossa comunidade. Que o bondoso Deus nos abençoe e nos ajude nesta caminhada. Valdir Baebler São Sebastião de Belém

Acolhida pelo batismo

Aconteceu em Tijuco Preto no dia 06 de maio o batismo de Edinalva Neitzel, 17 anos, na comunidade Martim Lutero. Foi um momento muito importante na sua vida, mas também para as duas madrinhas que escolheu: Jacira Frederico Kuhn

e Luzia Kutz. A comunidade, acostumada a ver batismo de infantes, estava curiosa, e com carinho acolheu esta irmã na comunhão dos batizados. Bemvinda, Edinalva! Diác. Luciano Butske Tijuco Preto

Milagre ou cura? Paróquia Baixo Guandu elege nova diretoria Nicolas Eduardo Seidel é batizado No dia 28 de abril foi celebrado, na Comunidade de Santa Leopoldina, o culto de batismo de Nicolas Eduardo Seidel, filho do pastor Rodrigo Seidel e Jacira Lenke Seidel.

Foi um momento muito esperado pela família, sinal visível do amor de Deus por todos nós. Agradecemos a todos que estiveram presente neste culto, bem como na confraternização realizada após a celebração. P. Rodrigo A. Seidel Santa Leopoldina

Augusto Knack completa 90 anos Com muita alegria e gratidão a Deus, que nos permitiu realizar este sonho, compartilhamos o nascimento da nossa filha Manuela Erdmann Ellwanger. Ela nasceu no dia 22 de março no Hospital de Santa

O SEMEADOR

Notícias do Sínodo

Córrego Bley reinaugura o seu templo

“Com efeito, grandes coisas fez o Senhor por nós; por isso, estamos alegres”. Sl 126.3 Aconteceu no dia 26 de março de 2012, em culto festivo, o ato de reinauguração do templo da Comunidade de Córrego Bley, Paróquia de São Gabriel da Palha. Este foi um momento marcante para a comunidade, que contou com a presença do pastor sinodal Joaninho Borchardt e com a participação de um grande número de membros da comunidade e visitantes de comunidades vizinhas, bem como de outras denominações religiosas, seguido de uma confraternização com um saboroso almoço. O templo foi inaugurado em 1961 e desde então não havia passado por uma grande reforma. Foram apro-

8

comemorou seus 90 anos em um culto especial. Foi um momento de grande alegria para a comunidade, pois seu Augusto é, entre os homens, o membro mais idoso da comunidade. Que Deus abençoe o seu Augusto e familiares, e que esta data possa se repetir muitas vezes ainda. “Tu , ó Deus Eterno, és tudo o que tenho e me dás o que eu preciso. A minha vida está nas tuas mãos”. Sl 16.5

O dia 22 de abril foi um dia muito especial para a seu Augusto Knack e familiares. Nesse dia ele

P. Vitorino Reetz Baixo Guandu

“Aconselho que cuidem bem do rebanho que Deus lhes deu e façam isso de boa vontade, como Deus quer, e não de má vontade. Não façam o seu trabalho para ganhar dinheiro, mas com o verdadeiro desejo de servir.” 1Pe 5.2 Aconteceu no dia vinte e seis de fevereiro a eleição e instalação da diretoria da paróquia de Baixo Guandu. Houve reeleição em todos os cargos, exceto a vice secretária que mudou-se para outro estado. Isso mostrou o

belo trabalho realizado entre as lideranças da paróquia e comunidades. Houve uma aproximação muito grande entre todas as lideranças e os ministros, sempre num clima de fraternidade. Foi um período de reestruturação, de forma bem especial, devido à mudança na prestação de serviços de contabilidade. A diretoria ficou composta assim: presidente: Juarez Schneider e vice: Lourenço Prezilius; secretária: Jocilene Schulz e vice:

Marcia Lenke; tesoureira: Regina Helmer Ramlo e vice: Carmem Lucia Pitelkow. Representante do culto infantil: Jaciane Piske; da OASE: Fátima Raasch e vice: Edilania Borchate. Que Deus continue orientando a todos para dar continuidade nesse bom ambiente de trabalho entre as lideranças, ministros e comunidade. P. Vitorino Reetz Baixo Guandu

Florinda Strey e o esposo Francisco Strey (membros da comunidade da Esperança, Paróquia de Tijuco Preto), ao longo de suas vidas passaram por momentos de alegria, mas também de sofrimentos. O mais recente que Florinda passou foi ter ficado dependente de uma cadeira de rodas devido a problemas no joelho. Sempre vejo o filho carregando a mãe no colo quando vai ao culto ou às festas, por causa das barreiras arquitetônicas. Florinda, mesmo com todas as limitações, nunca se isolou ou perdeu sua fé. Pelo contrário, quanto mais os problemas físicos se agravavam tanto mais

se fortalecia na palavra de Deus e ela não perdia a esperança da cura. Deus atendeu os seus pedidos. Ela não precisou ir para outra igreja ou mesmo deixar se rebatizar (como acontece com muitas pessoas) para obter a cura. Bastou apenas ter fé e agir. Hoje ela vem aos cultos caminhando e demonstrando sua gratidão a Deus. Para celebrar esta bênção de Deus realizamos um estudo bíblico de agradecimento em sua casa e pelos 55 anos de benção matrimonial. Foi milagre ou cura? Diác. Luciano Butske Tijuco Preto

Edição de Junho de 2012

9

O SEMEADOR

Notícias do Sínodo

O Grupo de Oração da Comunidade de Timbuva (Paróquia São João de Laranja da Terra) tem a honra de divulgar os seus trabalhos através do jornal do nosso Sínodo, “O Semeador”. A ideia de formar um grupo de oração surgiu através do presidente, que viu que o Pastor não tem como atender todos os membros da Paróquia sozinho. O grupo é formado por seis pessoas, que se reúne mensalmente com o pastor Eloir, onde recebe força, orientação e se planeja para levar a Palavra de Deus até às fa-

Aniversário de 80 anos do Sr. Henrique Berger

No dia 21/02/2012 a Comunidade de São Luís, em Santa Maria de Jetibá, esteve reunida em culto para comemorar o aniversário do Sr. Henrique Berger, que nasceu no dia 21/02/1932. É filho de Eduardo Berger e Ida Ramlow Berger. É o mais velho de 11 irmãos. É casado com Autili-

bom Deus ele se recuperou e, por isso, na passagem de seus 80 anos foi momento de celebrar e agradecer. A celebração foi conduzida pelo P. Handolfo Timm. Estavam presentes também o P. Em. Ido Port, os estudantes de teologia Evandro Elias e Éder Beling, P. Valdir Weber, P. Edivaldo Binow e o P. Ari Käfer, que junto com Marcos Petry, representaram a Obra Missionária Acordai. Neste momento de gratidão da família Berger o pastor Handolfo lembrou a dedicação e ânimo do seu Henrique em servir na vida em comunidade e que este seja exemplo para todos nós. Ao final da celebração tivemos um momento especial de confraternização. Parabéns, seu Henrique. Família Berger São Luís, Santa Maria de Jetibá

Bodas de Ouro: Elza Lauvers e Friedlieb Reblin

No dia 23 de fevereiro de 1962 Elza Lauvers Reblin e Friedlieb Reblin disseram sim: sim ao amor, sim à união, sim à vida

e à uma nova história. 50 anos se passaram e no dia 25 de fevereiro de 2012 os filhos, genros, nora, netos e bisneta, cele-

O SEMEADOR

Edição de Junho de 2012

Notícias do Sínodo

Grupo de Oração: visita e oração em favor do próximo

na Litzkow, tem 10 filhos, sendo um falecido, 38 netos e 15 bisnetos. Aos 14, em 1946, começou a tocar trompete com o Sr. Paulo Kerckhoff. Desde então, passou a integrar grupos de Trombonistas na Comunidade de Santa Maria de Jetibá e posteriormente na Comunidade de São Luís. Como trombonista participou de todos os encontros sinodais (em 2010 foi realizado o 30º) e nacionais (em 2011 foi realizado o 6º). Muito dedicado à sua função como músico, não poucas vezes, seu Henrique tocou sozinho em cultos e sepultamentos. Na vida em comunidade também fez parte em vários momentos do presbitério, sendo, inclusive, presidente da Comunidade de Santa Maria de Jetibá e recentemente da Comunidade de São Luís. No ano de 2010 seu Henrique passou por um momento delicado de enfermidade, o que trouxe muita apreensão para a família e comunidade. Mas graças ao

10

braram com familiares e amigos os frutos desta história que ainda não terminou. A celebração foi realizada em Nova Venécia, pelo pastor Rubens Stuhr. Elza e Friedlieb, sempre se fortaleceram nas palavras do Salmo 23.1: “O Senhor é o meu Pastor; nada me faltará”. Que Deus continue abençoando o casal em todos os momentos da vida. Zilda Reblim Nascimento Nova Venécia

mílias. Ali se decide em conjunto quais pessoas serão visitadas, de acordo com os pedidos de visita e também observando onde tem pessoas doentes. O grupo ora, lê a Bíblia e canta hinos em suas visitas. Também se alegra em festejar aniversários ou outras datas comemorativas. A intenção do grupo é levar oração tanto nos momentos felizes quanto nos momentos de sofrimento. Apesar das adversidades o grupo entende que está servindo a Deus através deste trabalho diacônico. A Bíblia ensina que

Homenagem a um ex-trombonista de Santa Maria de Jetibá pela passagem de seu 98º aniversário

todos são chamados a servir a Deus. Depois da visita, no culto seguinte, o pastor também intercede na oração geral, e se acende uma vela para lembrar as famílias visitadas. Cada família também recebe uma vela menor para ser acesa em casa durante aquele culto, caso estiver impossibilitada de ir à igreja. O Grupo de Oração é uma forma de ajudar na visitação e na oração em favor do próximo. Edimar Butske - Presidente da Comunidade de Laranja da Terra

Bodas de Ouro: Adélia Lichtenheld e Armindo Flegler

O casal Armindo Flegler e Adélia Lichtenheld Flegler uniu-se em matrimônio no dia 02/03/1962 na Comunidade de Luxemburgo, celebração realizada pelo pastor Friedrich Wilhelm Heid. O casal recebeu seus amigos e familiares no último dia 03 de março, em sua residência, para uma celebração de agradecimento pelas passagens das Bodas de Ouro, dirigida pelo pastor Rodrigo Seidel. O Coral da Comunidade de Luxemburgo abrilhantou o momento com uma bonita apresentação. O casal teve três

filhos, um natimorto e dois que faleceram em seguida. O casal agradece a Deus por esta maravilhosa caminhada a dois e pelas bênçãos recebidas e que, mesmo nas dificuldades, concedeu-lhes força e ânimo para seguir adiante com fé, amor e esperança. Que Deus continue abençoando este casal e seus familiares. Homenagem da Comunidade Luterana de Luxemburgo Paróquia Unida Santa Leopoldina

Bodas de Platina Grauzira Kiepert e Oswaldo Marquardt No dia 31/03/2012 o casal Oswaldo Marquardt e Grauzira Kiepert Marquardt, membros da Comunidade do Córrego Bley, completaram 45 anos de casados. Na mesma data o neto do casal, Guilherme Marquardt Mortoline, completou 15 anos de idade. E no dia 09 de abril a D. Grauzira comemorou mais um ano de vida. Parabéns ao casal e ao neto pelas bênçãos recebidas do bondoso Deus. Família Marquardt Córrego Bley

Às 5 horas da manhã do dia 31 de março de 2012 o Grupo de Metais (Trombonistas) da Comunidade Evangélica de Confissão Luterana em Santa Maria de Jetibá se dirigiu à residência de uma pessoa muito especial que completou 98 anos de idade. Trata-se do Sr. Franz Boldt. Franz nasceu no dia 31 de março de 1914, na localidade de Alto São Sebastião, município de Santa Maria de Jetibá, como filho de Gustavo Boldt e Emília Roepke Boldt. Gustavo, o pai de Franz foi professor em duas escolas comunitárias: Alto São Sebastião e Alto Jatibocas. Franz estudou, durante alguns anos, na escola comunitária onde seu pai era professor. Com a idade de 16 anos mudou-se para o então povoado de Santa Maria de Jetibá para trabalhar como motorista de caminhão. Veio a casar-se, em 1937, com a Sra. Ida Berger. Ainda muito jovem

Franz começou a participar do grupo de trombonistas da Comunidade. Durante um período de mais de 70 anos participou ativamente deste grupo musical que, até os dias de hoje, anima as celebrações da Comunidade Luterana, realiza apresentações em eventos especiais na cidade de Santa Maria de Jetibá como também em outras cidades e localidades. O trabalho dos trombonistas lu-

teranos existe a nível estadual e nacional. Centenas de trombonistas se reúnem regularmente em encontros capixabas e nacionais. Este trabalho é coordenado pela “Obra Acordai”, da Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil. Além de ser um instrumentista exemplar, cuja contribuição fica gravada na memória do povo de Santa Maria de Jetibá e na história dos grupos de metais

das Comunidades Luteranas, o Sr. Franz Boldt foi presidente da Comunidade Evangélica de Confissão Luterana em Santa Maria de Jetibá por dois mandatos consecutivos. Durante o período da segunda guerra mundial exerceu papel importante na mesma Comunidade. O pároco luterano local, Pastor Hermann Rölke, ficou preso, em Vitória, por um período de várias semanas. O uso da língua

alemã nas escolas e nas celebrações das Comunidades foi proibido por lei. O Pastor foi impedido de realizar celebrações e ministrar ofícios como bênçãos matrimoniais, batismos e sepultamentos. Nesta situação de emergência o Sr. Franz foi chamado a assumir estas atividades religiosas, substituindo o Pastor Rölke por um período de 14 meses. O Coro de Metais foi recebido com muito carinho pelo Sr. Franz e seus familiares na madrugada do dia 31 de março de 2012. O grupo entoou várias peças musicais em homenagem ao querido aniversariante. Já à mesa do café da manhã, o Pastor Valdemar Gaede fez a leitura do Salmo 103 em língua alemã como também proferiu uma oração de agradecimento pelos 98 anos de vida do Sr. Franz Boldt. P. Valdemar Gaede Santa Maria de Jetibá

Vila Pavão comemora 60 anos de inauguração do templo em 2012 A Comunidade de Vila Pavão está festejando, no corrente ano, os 60 anos da inauguração do seu primeiro templo. A primeira capela foi festivamente inaugurada no dia 11 de março de 1952 com a presença dos pastores George Bertlein de São Bento, Gotthilf Aichele de Vila Pavão, Ricardo Rosenbauer do Córrego Bley e do pastor distrital Germano Roelke de Santa Maria de Jetibá. Um ano antes fora fundada a Paróquia Evangélica de Confissão Luterana em Córrego Grande, hoje Vila Pavão. As obras de construção da capela foram interrompidas, pois era necessário concentrar os esforços para construir a casa pastoral, que foi inaugurada no dia 13 de dezembro de 1951. Depois de

treze anos de reformas e ampliações foi decidido construir um novo templo, conhecido como “igrejona”. A pedra fundamental da igrejona foi lançada no dia 30 de Janeiro de 1965. A construção demorou quatro anos de muito suor e trabalho e foi festivamente inaugurada no dia 10 de novembro de 1968 (data de aniversário de Mar-

tim Lutero). Curiosidade: a torre tem a altura de 38 metros (equivalente a um prédio de 13 andares) e tem três sinos que pesam juntos 1.260 quilos. P. Renato Nass Vila Pavão

P. Rubens Stuhr Vila Pavão

Edição de Junho de 2012

11

O SEMEADOR

Comunidade de 25 de Julho comemora 110 anos de história guração do templo. A festa aconteceu no dia 15 de abril na XX edição da festa paroquial. Os

trombonistas e o grupo de danças da Comunidade de Serra dos Pregos alegraram e divertiram os presentes com a música. Além dos 110 anos do templo a festa lembrou os 135 anos de chegada dos primeiros imigrantes luteranos na região de 25 de Julho. Esta chegada aconteceu no dia 20 de maio de 1877. Já a inauguração do templo foi no dia 18 de maio de 1902. A antecipação do festejo destas datas históricas aconteceu por causa da colheita do café no mês de maio. Atualmente a comunidade conta com 45 membros batizados, que se sentem agradecidos a Deus por poderem comemorar a história, o trabalho e o testemunho de fé de seus antepassados.

Com carinho convidamos todas as comunidades da IECLB do SESB para se alegrar conosco pelo aniversário de 130 anos do templo de Jequitibá. Vamos celebrar e festejar esta data no próximo dia 30 de setembro de 2012, conforme convite abaixo. A sua presença nos alegrará. Apenas pedimos que quem vier em caravanas, nos avisem para podermos recebê-los bem. É uma comemoração muito especial e marcante na história da IECLB no Espírito Santo.

Mais um ano inicia com bastante entusiasmo na Associação Diacônica Luterana. Jovens de diversas localidades arriscam uma nova oportunidade: experimentar em grupo

Comunidade de Santa Maria de Jetibá comemora 120 anos ticipante, com os dizeres: “120 anos. Faço parte desta história”. No arco de entrada do templo havia muitos balões brancos e verde-claros, que são as cores do templo. Celebrantes foram as pastoras Marli H. Gaede e Argéli K. Karsburg e o pastor Valdemar Gaede. Durante o primeiro hino entoado pela comunidade (“Peregrinos da esperança, em seus sonhos a nova terra”), uma família devidamente caracterizada entrou pelo corredor do templo trazendo o “baú da história”. Neste baú foram depositados, em diferentes momentos, os

seguintes símbolos: cruz (perdão); enxada, panela, marmita, martelo e peneira (gratidão); hinários (música/louvor); bíblia (leitura do evangelho); guia do presbitério, echarpe do grupo de visitação, broche da OASE, camisetas do grupo de casais e JE, instrumento musical, livro de ensino confirmatório, bíblia para crianças, flores, livros de registro, balde e vassoura, sino, carnê de ofertas, veste litúrgica, símbolo da IECLB, foto histórica (durante a pregação, que teve como tema “Os tesouros da comunidade”, baseada em Mt 6.19-21. Nesta última parte os símbolos

Novos alunos e funcionários em 2012 na ADL

A Comunidade de Jequitibá aguarda você!

P. Nivaldo Geik Völz Santa Teresa

Num culto festivo, celebrado na noite de 25 de abril de 2012, a Comunidade de Santa Maria de Jetibá comemorou 120 anos de história (na verdade, a data exata do aniversário é 26 de abril). Neste dia, no ano de 1892, foi celebrado o primeiro culto e inaugurada a primeira capela na localidade. Na chegada, os participantes do culto foram recepcionados com músicas apresentadas pelo coro de metais como também por recepcionistas que afixaram um laço de fita vermelha com um pequeno cartão no lado esquerdo do peito de cada par-

Edição de Junho de 2012

O SEMEADOR

Notícias Notíciasdo doSínodo Sínodo

Notícias do Sínodo

A Comunidade de 25 de Julho, Paróquia de Santa Teresa, comemorou 110 anos de inau-

12

foram colocados no baú por representantes dos diversos grupos de comunhão e de serviço existentes na comunidade. Após a celebração, todas as pessoas presentes foram con-

vidadas para um momento de confraternização no refeitório da comunidade. P. Valdemar Gaede Santa Maria de Jetibá

valores importantes para o coletivo. Sair de casa requer bastante coragem e ânimo, mas é no primeiro voo do pássaro que ele ganha resistência para alcançar o horizonte.

Nesse ano a ADL acolhe adolescentes de diversos municípios do estado do Espírito Santo e também de outros estados, como por exemplo: Minas Gerais, Mato Grosso e Ma-

ranhão. Ainda mais, integram mais uma vez possamos dea equipe o professor William senvolver um abençoado proBerger, Roana Clara Gums, jeto de formação. Marileide Rogge Potratz e Zenil Potratz. Alex Reblim Desejamos que em 2012 Serra Pelada

ADL realiza curso de visitação e forma a primeira turma

No dia primeiro de dezembro de 2011, na capela da Associação Diacônica Luterana – ADL, aconteceu o culto festivo de envio dos 17 concluintes do Curso de Visitação, ministrado na ADL e organizado pelo Departamento de Ação Social/ Diaconia. Todos os participantes são das comunidades da União Paroquial Guandu. O curso teve quatro encontros com o objetivo de preparar pessoas para realizar visitação, em nome da comunidade, a pessoas da comunidade eclesial ou civil, no intuito de levar uma mensagem de vida e esperança, além de realizar a hospitalidade diaconal comunitária. O grupo de visitação tem a tarefa diaconal de realizar visitas específicas: pessoas afastadas da vida comunitária, pessoas idosas, doentes e hospitaliza-

das, pessoas com deficiência, enlutados, aniversariantes, recém-casados, novos membros, famílias em geral, ou outras situações que sejam indicadas pelo ministro ou ministra da comunidade. Durante os quatro encontros o grupo teve a oportunidade de dialogar, estudar e refletir sobre quatro eixos: 1) Fundamentação bíblica e diaconal da visitação (ministério da visitação); 2) Aspectos terapêuticos e espiritualidade na visitação; 3) Visitação a pessoas idosas, doentes, hospitalizadas e enlutadas (visitas específicas); 4) Depressão; uma temática a escolha do grupo que foi ministrada pelo psicólogo clínico Tiago Holz Töpfer. Os encontros foram enriquecidos com o compartilhar das vivências concretas dos grupos com a visitação em suas

Os encontros foram enriquecidos com o compartilhar das vivências concretas dos grupos com a visitação em suas respectivas comunidades” respectivas comunidades, pois o curso prevê a parte prática da visitação durante a formação. O culto de envio foi marcado com a presença de familiares e

amigos, bem como a presença significativa de lideranças (Conselho Consultivo), ministros e ministras da União Paroquial Guandu, a equipe de professores, alunos e diretoria da ADL, o superintendente a ADL, P. Siegmund Berger, o coordenador da UP Guandu P. Ronei Odair Ponaht, o Vice-Sinodal P. Lourival Felhberg e do pastor Sinodal, P. Joaninho Borchardt, que presidiu o Envio do grupo. A formação do grupo de visitação é um passo muito importante e significativo, não apenas para as comunidades, mas também para o Sínodo e a IECLB. Por meio da formação de lideranças a IECLB se torna um sinal mais visível e presente na vida comunitária e social. A Diaconia se torna ampla e concreta. Que Deus abençoe estas iniciativas para que mais pesso-

as se sintam chamadas a servir com seus dons e com muito ânimo e alegria. Para os 17 concluintes fica a mensagem o e voto de que cada um e cada uma sinta a presença de Deus atuando em suas inserções, nas visitas, nos diálogos e que o amor fraterno e diaconal seja recíproco. “Amai-vos cordialmente uns aos outros com amor fraternal, preferindo-vos em honra uns aos outros”. (Rm 12.10) Para o ano de 2012 prevemos mais formação na área diaconal, sobretudo a formação de grupos de visitação. Os contatos podem ser feitos por telefone: (27) 3735-7060, ou pelo e-mail: vanderboldt@yahoo.com.br e falar com o Vanderlei. Diác. Vanderlei Boldt Serra Pelada

Edição de Junho de 2012

13

O SEMEADOR

Carta de Teresina-PI

No concílio de Panambi/ RS (2006), nasce a RMLNB. Ela é então formada pelas comunidades do sertão nordestino pertencentes ao Sínodo Brasil Central e por comunidades do litoral nordestino e Belém, vinculadas ao Sínodo Espírito Santo a Belém. Nestes seis anos de caminhada, atendendo ao mandado do Concílio e ao imperativo do evangelho de Cristo, experimentamos um jeito de cuidar e organizar pastoralmente a vida das comunidades, lideranças, e ministros. Neste tempo o empenho maior esteve centrado na criação de unidade e na identidade. Nosso primeiro planejamento foi direcionado para a formação de leigos e ministros e para possibilitar momentos de convívio e de criação de identidade. Temas como liturgia, modelos de comunidade, formula-

O SEMEADOR

Edição de Junho de 2012

Notícias do Sínodo

Notícias do Sínodo

Durante os dias 28 a 30 de abril ministros e ministras da Região Missionária Luterana Nordeste e Belém (RMLNB) estiveram reunidos com suas famílias em Teresina-PI para refletir sobre o tema Família e Missão. O encontro foi assessorado pelo casal Pa. Lori Altmann e P. Roberto Zwetsch. A reflexão juntou teologia, comunidades, missão da igreja e nossas histórias pessoais, como ministros e famílias. Quando a missão é compreendida como um abraço amoroso de Deus a aqueles e aquelas que são diferentes de nós, que vivem na marginalidade e pobreza, pastores/ as, catequistas, diáconos/as diaconisas, missionários/as e suas famílias se transformam em pontes que unem em incluem culturas, realidades, sentimentos. Suas experiências vividas trazem para dentro da IECLB temas, questionamentos, sabores, costumes, idiomas que permitem à igreja não apenas uma reflexão, mas, sobretudo, a possibilidade de ir além de seus limites e vencer as barreiras da exclusividade. Especialmente no contexto da RMLNB foi profundo compreender que nossas histórias pessoais (nosso passado e nosso presente) são como fios num grande tear, onde Deus tece sua missão como uma grande e multicolorida bandeira que inclui e supera as bandeiras teológicas, ideológicas, culturais, econômicas e sociais. Todos aprenderam, ensinaram e celebraram novos costumes, sabores e jeitos. Nossas vidas são transformadas, enriquecidas e abençoadas ao mesmo tempo em que abençoamos, transformamos e enriquecemos outras vidas com o evangelho do amor e da vida. A partir destas constatações e vivências, nos sentimos desafiados a olhar para nossa caminhada como igreja em formação nestas terras nordestinas.

14

ção, monitoramento e avaliação de projetos, encontros de ministros, de famílias de ministros e lideranças leigas compuseram o mosaico deste planejamento. Também exercitamos funções de forma compartilhada. Fizemos planejamentos, avaliamos, discutimos e emitimos pareceres sobre projetos de comunidades pertencentes a

O nosso maior desejo é que num futuro não muito distante possamos criar o Sínodo Missionário Luterano Nordeste e Belém”

nossa área. Definimos nosso plano de coletas, e escolhemos nosso grupo coordenador em momentos com caráter de assembléia. Quando pensamos este exercício em meio às enormes distâncias geográficas da região norte e nordeste do Brasil e em meio às diferenças e diversidades culturais e teológicas, sociais e econômicas nela contidas, compreendemos que isto não seria possível sem que todos assumissem esta caminhada como sua caminhada pessoal e de fé. Este é, portanto, um bom momento para dar graças a Deus que fez e continua fazendo de nós, aqui nestas terras mais ao norte, a sua Igreja. Agradecer pela comunhão e tudo o que ela trouxe de implicações para nossas vidas. Mas é também uma boa oportunidade para agradecer ao Concílio da Igreja pela confiança em nós de-

positada, a Secretaria Geral pelo apoio e parceria, ao Sínodo Brasil Central e ao Sínodo Espírito Santo e Belém por sua presença constante e encorajadora. Mas, não por último, este é também um bom momento para agradecer a todos os ministros, lideranças e comunidades da RMLNB por terem abraçado com amor esta causa. Graças a este envolvimento e compromisso de todos, nos sentimos em condições de avançar em nossa caminhada rumo a uma IECLB também com identidade nordestina. Para tal, sentimos necessidade de investir mais na formação de lideranças e ministros. Além dos já mencionados encontros de ministros e suas famílias e de lideranças, precisamos programar encontros de jovens, mulheres, crianças, colaboradores com fim de facilitar a criação de uma identidade luterana culturalmente arraigada no nordeste, suas tradições, jeitos e espiritualidade. Além disto, o grande desafio é pensar uma formação teológica que contemple as diversidades contidas na RMLNB e que seja capaz de incluir e integrar diferenças. O nosso maior desejo é que num futuro não muito distante possamos criar o Sínodo Missionário Luterano Nordeste e Belém. Para tal, precisamos dar passos na criação de uma estrutura administrativa transitória que permita o avanço gradual e consciente em direção ao estabelecimento de um Sínodo no nordeste brasileiro. Mas esta não é tarefa que se constrói sozinho. Para isto, toda a IECLB precisa sentir-se chamada a participar apaixonadamente da missão de Deus nestas terras para as quais Deus nos chamou. Permanecemos em comunhão. Teresina, maio de 2012

P. Marcos A. Rodrigues Fortaleza

Motivação para campanha de ofertas para a missão VAI e VEM 2012 “A Campanha Nacional de Ofertas para a Missão Vai e Vem encontra-se, em 2012, na quinta edição. A experiência feita até aqui nos permite dizer que se trata de uma iniciativa que nos convenceu. A Vai e Vem tem arrecadado somas significativas para a sustentação da atuação da IECLB na Missão de Deus; ela vem fortalecendo a unidade da nossa igreja; ela está elevando a nossa consciência missionária; ela está fazendo de nós uma igreja sempre mais solidária, generosa, grata. Possivelmente não seja exagero afirmar que a campanha se encarregou de convencer muitos de nós de algo que abraçamos, lá no início, com certa desconfiança. Cabe-nos agradecer a Deus e

render-lhe glórias pelos passos até aqui dados.” (P. Nestor Paulo Friedrich - Pastor Presidente da IECLB) No Sínodo Espírito Santo a Belém a Campanha Vai e Vem também tem dado certo. Ministros incentivam. Lideranças se envolvem. As pessoas trazem as suas ofertas: crianças, jovens, adultos e idosos. De oferta em oferta participamos desta missão da Igreja. É um novo jeito de ajudar os projetos de missão em nível nacional e sinodal. E como os nossos membros têm ajudado! Das quatro edições da Campanha Vai e Vem o nosso sínodo teve a maior arrecadação em três! (Veja o gráfico de 2011 abaixo). Para o ano de 2012 con-

E como os nossos membros têm ajudado! Das quatro edições da Campanha Vai e Vem o nosso Sínodo teve a maior arrecadação em três! ”

clamamos novamente a todos os membros a participarem. Cada comunidade tem a sua dinâmica própria de fazer a campanha. E cada paróquia tem uma meta a ser alcançada. (Veja a meta da sua paróquia na página 19). Nem todas as paróquias conseguem atingir a meta. Porém, outras já ultrapassam. Mas isso não é o mais importante. O mais importante é participar, incentivar e ver a missão da Igreja crescer. Nos anos anteriores as ofertas foram destinadas para a Paróquia de Barra de São Francisco (2008-2009); para o projeto Colúmbia, Paróquia de Colatina (2010); e para o projeto Anchieta, Paróquia de Vila Velha (2011). (Nas páginas 18, 19 e 20 você

pode ler como o dinheiro das ofertas foi aplicado). Em 2012 quatro novos projetos serão beneficiados: 1) Projeto Espaço Jovem; 2) Projeto Itueta; 3) Projeto Recife; 4) Projeto Rio Veado. (Nas páginas 15, 16 e 17 você pode ler a descrição de cada projeto). O prazo da campanha em nosso sínodo vai do Domingo de Pentecostes (27 de maio) até o final do mês de outubro. Participe você também. Dê a sua oferta. Informe-se na sua comunidade. Certamente Deus se alegra com a sua oferta de gratidão. P. Joaninho Borchardt Pastor Sinodal

Gráfico com as doações para a Campanha de ofertas para a missão VAI e VEM em 2011

Edição de Junho de 2012

15

O SEMEADOR

Notícias do Sínodo

mas que também nos levam a refletir acerca do trabalho com os jovens, quando o tema da IECLB para 2012 é “Comunidade jovem – Igreja viva”. Somos frutos da ação missionária da Paróquia Evangélica de Confissão Luterana em Domingos Martins. Esse reconhecimento tem orientado o nosso jeito de ser Igreja. Desde os primórdios trabalhamos, em perspectiva missionária, para o surgimento de outras comunidades na Grande Vitória. É por isso que hoje, temos paróquias também em Serra, Vitória e Cariacica. Mas nossa ação missionária não quer somente ser lembrança de um passado, ainda

que recente. Por isso em 2007 implantamos o “Projeto Garagem” criando campos de atuação ao sul do estado: Anchieta, Alfredo Chaves e Cachoeiro de Itapemirim. Este Projeto tem sido um desafio missionário ricamente abençoado por Deus, pois mesmo não tendo mais nenhuma ajuda financeira externa não tem faltado o encantamento e a

gratidão de nossos membros para sustentar este segundo pastorado de nossa paróquia. O projeto “Espaço Jovem” é mais um desdobramento do compromisso missionário da Paróquia de Vila Velha. Prevê a construção de um espaço esportivo e cultural para atividades com jovens e adultos da própria paróquia e das paróquias da Gran-

de Vitória. Ser Comunidade Jovem, Igreja Viva implica em envolver jovens e demais pessoas na vida comunitária, propiciando vivências de liberdade e comunhão. Além disso, não é possível ser Igreja Jovem, Viva, Missionária sem possibilitar o protagonismo infanto-juvenil, para o qual o espaço físico adequado é de fundamental importância. A construção do “Espaço Jovem” é um sonho que vai crescendo, tomando corpo e, aos poucos, vai se concretizando. A Campanha Vai e Vem deste ano de 2012 irá contribuir grandemente para a continuidade e realização deste sonho. P. Antonio Ottobeli da Luz Vila Velha

Projeto Itueta-MG Nos anos oitenta se iniciou estudos bíblicos nas casas na antiga cidade de Itueta. Participavam quatro famílias que moravam na cidade. Em 2004 foi construída uma nova cidade, devido à construção da Usina de Energia no município de Aimorés e Itueta, inundando toda a cidade antiga. Nesse período todos os moradores e comerciantes que tinham a sua casa ou local de comércio ganharam uma nova construção. As igrejas também foram todas construídas novamente na nova cidade. No entanto, a IECLB não tinha local fixo para os estudos bíblicos e, por isso, não foi construído um local para culto. Houve uma mobilização por parte dos membros para receber esse tão sonhado local, mas não tiveram sucesso. O Consórcio doou apenas um lote para a comunidade, o qual pertence ao ponto de pregação. Atualmente em Itueta participam ativamente sete famílias membros. Os encontros continuam sendo realizados nas casas. É consenso entre

todos que há necessidade de construir um templo para realização dos cultos. No entan-

O SEMEADOR

Edição de Junho de 2012

Notícias do Sínodo

Projeto “Espaço Jovem” “Cantai ao Senhor um cântico novo, cantai ao Senhor toda a terra. Cantai ao Senhor, bendizei o seu nome; anunciai a sua salvação de dia em dia. Anunciai entre as nações a sua glória; entre todos os povos as suas maravilhas.” (Sl. 96. 1-3) Louvor, alegria e gratidão. Estes são os sentimentos de toda a Paróquia Evangélica de Confissão Luterana em Vila Velha pela inclusão do Projeto Espaço Jovem, na Campanha Vai e Vem 2012. Neste ano festejaremos 60 anos de presença e atuação da IECLB na região metropolitana da Grande Vitória. Nossa paróquia celebrou 52 anos de constituição. São jubileus que nos orgulham,

16

to, as famílias não têm condições financeiras de construir sozinhos; precisam da ajuda

de mais pessoas. As famílias estão se organizando para dar início à construção. As demais

comunidades da Paróquia de Baixo Guandu também ajudarão. Assim sendo, a ajuda que a Campanha da Missão Vai e Vem nos auxiliará será de grande importância para a futura comunidade de Itueta. A IECLB não tem atuação na cidade de Aimorés, cidade que fica entre Baixo Guandu e Itueta, e cidade de Resplendor, que fica a 10 Km de Itueta. Nos últimos anos está muito presente em todas as cidades o êxodo rural, de forma muito especial, de jovens que largam a vida no campo e vão para a cidade por trabalho e estudo. Lembrando que mais de cinqüenta por cento da Paróquia de Baixo Guandu é composta por membros que moram no interior de Itueta e Resplendor. Por isso, é necessário olhar com carinho para com os membros que migram para as cidades. É muito importante a IECLB ter a preocupação missionária para essa região de Minas Gerais. P. Vitorino Reetz Baixo Guandu

Campanha de Ofertas para a Missão 2012 Projeto Recife

“Anunciar o evangelho é a sua razão de ser, o seu ponto de partida e seu ponto de chegada. Considerar a missão como o cerne de nossa existência como Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil é reconhecer que toda a nossa prática comunitária volta-se para levar o evangelho até os confins da terra a partir do lugar onde nos encontramos” (PAMI, 2008-2012, p. 7). As palavras em apreço são provocativas e de estímulo para a divulgação da nossa Igreja no Nordeste brasileiro. É com esse desejo que a Paróquia no Recife visa fomentar o fortalecimento da igreja luterana, a partir do olhar missionário, levando em consideração a história de toda a caminhada paróquia no Recife-PE.

Desde 1988 começou-se de forma efetiva a presença luterana em Pernambuco através da estrutura de uma comunidade em funções pastorais. Vários ministros passaram e contribuiram para a sua história: P. Bernt Emmel; (Coordenador do Projeto “O Caminho” e pároco da comunidade); P. Elio Eugênio Müller (Capelão Militar e pároco nos finais de semana); P. Emil Schubert (Coordenador do Projeto “O Caminho” e pároco); P. João Luís Bolla (Capelão Militar e pároco); P. Luciano Ribeiro Camuzi (pároco e atendendo um núcleo em Gravatá, Natal, Boa Viagem e o Projeto “O Caminho-extensão Gravatá); Diác. Davi Haese em funções pastorais em tempo parcial na comunidade do Recife, Comuni-

dade Luterana de Gravatá e coordenador da Pro Ludus O Caminho (Associação Luterana Pro Desenvolvimento e Universalização dos Direitos Sociais) em Gravatá - PE e atendimento do Núcleo Luterano em João Pessoa/PB. Atualmente a paróquia é formada por duas comunidades: Recife e Gravatá. Tem como proposta e necessidade urgente de reestruturação e fortalecer o trabalho das comunidades, bem como ampliar o trabalho missionária em João Pessoa/PB, Maceió/ AL e com esperança de retomar o trabalho em Natal/ RN. Para tal é necessário um trabalho intensivo e constante, sendo primordial um ministro de tempo integral para consolidar o trabalho da paróquia e se integrar com o Diác. Davi Haese em nível

local e demais ministros da Região Missionária Luterana Nordeste e Belém. Com o apoio da Secretaria Geral, do Sínodo Espírito Santo a Belém e da Região Missionária Luterana Nordeste e Belém a Paróquia Evangélica de Confissão Luterana do Recife iniciou um processo de reflexão sobre a sua identidade e papel nesta região do nordeste brasileiro. Vários foram os encontros e reuniões que levaram a formulação de projeto de reestruturação. Muitas posturas e compreensões do ser igreja luterana no nordeste foram questionadas, reformuladas e motivo de grande reflexão e oração. A Paróquia compreende o Projeto de Reestruturação de sua vida comunitária e missão como um momento novo

em sua história. É altamente significativo e animador saber que a trilha sonora desta obra de Cristo está sendo tocada a quatro mãos. É alentador sentir-se amparado e poder amparar. Lideranças se aproximaram e as prioridades e metas estão sendo traçadas. A Paróquia do Recife é imensamente grata por ter sido contemplada para receber os recursos da campanha de 2012, junto aos demais projetos. Que Deus continue dando forças a todos os membros da paróquia, possibilitando a construção do Reino de Deus através do envolvimento e talentos de cada um nessa caminhada.

Diác. Davi Haese Gravatá

Edição de Junho de 2012

17

O SEMEADOR

Notícias do Sínodo

julho de 2010, após desmembrar-se da comunidade de Rio Possmoser, à qual fora filiada como ponto de pregação durante mais de nove anos.

Edição de Junho de 2012

O SEMEADOR

Notícias do Sínodo

Projeto Rio Veado

A Comunidade Evangélica de Confissão Luterana em Rio Veado é a mais nova comunidade da Paróquia de Rio Possmoser, fundada no dia 30 de

18

A comunidade é composta por 32 famílias, num total de 135 pessoas, em sua maioria pequenos agricultores de origem pomerana, e está lo-

calizada a 7 km de Rio Possmoser em direção a Garrafão, município de Santa Maria de Jetibá-ES. Em 2010 a comunidade adquiriu um terreno (com cerca de 1.000 m²) para a construção de seu templo. O local de culto da comunidade é uma uma antiga escola unidocente, situada no referido terreno, onde também se reúne o grupo de estudos bíblicos, as crianças do culto infantil, os jovens do ensino confirmatório, o grupo de flautistas, o grupo de violonistas e o grupo de mulheres. A

Campanha de Ofertas para a Missão:

vida religiosa dos pomeranos desta região é muito intensa. São pessoas que participam e valorizam a vida de fé e as tradições que trazem desde os primórdios de sua história, sempre marcada pela luta pela sobrevivência. Sua economia baseia-se primordialmente na produção de hortifrutigranjeiros. Em seu projeto a comunidade pretende construir um templo com 270 m². Futuramente pensa também em construir, ao lado do templo, duas salas e uma cozinha, para a realização de reuniões e encontros diversos. A Campanha da Missão 2012, por sua vez, será de grande ajuda nesse projeto, uma vez que os membros da comunidade, por si só, não teriam condições financeiras para concluí-lo. Sendo assim, pedimos pelo seu apoio e, desde já, agradecemos pelo mesmo, e desejamos as bênçãos de Deus aos doadores. Diác. Jianfranco Berger Rio Possmoser

Barra de São Francisco agradece as doações recebidas Encontro dos Idosos Os recursos da Campanha de Missão ajudaram a manter

Grupo de saúde alternativa os trabalhos da paróquia durante os anos de 2009 e 2010.

Música e Teatro Tivemos a honra de ter conosco dois jovens estudantes da ADL, Rafael e Leslie, que nos proporcionaram durante duas semanas atividades teatrais na Comunidade do

Destacamos os encontros dos idosos das comunidades de Barra de São Francisco e Espera Que Vem. Eles se reúnem mensalmente nas casas, onde estudam a palavra de Deus, cantam hinos em alemão, confraternizam e relembram as histórias do passado, além de receber dicas de saúde. Além da participação do pastor nos estudos bíblicos, a Dona Nilza Thom colabora na preparação dos encontros e a Lindinalva Holz com a música.

No ano passado, com o incentivo do pastor Wonibaldo Rutzen, um grupo de pessoas participou de um curso de massagem e drenagem promovido pela ACESA-ES. A partir daí o grupo desen-

volve um trabalho comunitário onde atende as pessoas que procuram um tratamento alternativo para sua saúde, inclusive com chás, xaropes, pomadas e outros remédios naturais.

Passeio ciclístico Espera Que Vem e na área da música na Comunidade do Córrego do Itá. Foi um trabalho importante para propagar o evangelho através das artes cênicas e da música.

A Paróquia realizou dois passeios ciclísticos nos anos de 2010 e 2011, sempre no mês de outubro, denominado de “Passeio ciclístico da Re- jovens se envolveram. O pasforma”. Muitos adolescentes e seio saía de uma comunidade

e ia até outra. No trajeto foram plantadas várias mudas de árvores, motivação que veio do Tema do Ano: “Paz na Criação de Deus”. A paróquia de Barra de São Francisco e os seus membros é imensamente grata pelas doações recebidas. Que Deus abençoe a todos os doadores. Cleidiomar Marquart Presidente da Paróquia

Dr. Armando Saick CRM-ES 5130 Ginecologia – Obstetrícia – Clínica Geral – Ultrassonografia Geral – Próstata Mama – Prevenção do Câncer Consultório: Rua Jerônimo Vervloet, 190 Centro, Santa Teresa-ES Telefone: 3259-2109 Celular: 9984-9005 Residência: R. Pedro Gasparini, 931 Centro, Santa Teresa-ES Telefone: 3259-1230

FALAMOS POMERANO!

Edição de Junho de 2012

19

O SEMEADOR

Mais um projeto missionário em Colatina ali se reuniram, alimentando a sua fé e a esperança de construir uma comunidade. Com a saída de algumas famílias do bairro, por algum tempo, as atividades foram diminuídas, sendo retomadas e intensificadas em 2001. No ano de 2009 a Paróquia de Colatina elaborou e apresentou ao Sínodo um projeto detalhado sobre as perspec-

O SEMEADOR

Edição de Junho de 2012

Notícias do Sínodo

Notícias do Sínodo

A exemplo do que já vinha ocorrendo em outros bairros da cidade de Colatina, no ano de 1994, teve início a formação de um grupo de estudos bíblicos no Bairro Colúmbia, nas proximidades da BR 259, em direção a Baixo Guandu. Os encontros eram celebrados na residência do Sr. Alfredo Loose. Regularmente algumas famílias luteranas

20

tivas missionárias voltadas para a área urbana, em edificação comunitária. O projeto apresentava o potencial de crescimento do bairro Colúmbia e destacava a oportunidade da Igreja desenvolver ali o seu ímpeto missionário. No ano de 2010 os recursos arrecadados pela Campanha de Ofertas para a Missão no Sínodo foram destinados para

a Paróquia de Colatina, de tal modo que fossem contemplados os trabalhos no Bairro Colúmbia. No total a paróquia recebeu R$ 43,641,23 de doação. Tais recursos animaram os membros a investir na compra de um imóvel para a construção de um futuro templo. O mesmo acha-se em fase de construção, e foi adquirido por R$ 45.000,00. Atualmente existe a mobilização por parte dos membros com a finalidade de

dar continuidade ao projeto iniciado. Agradecemos pelas doações recebidas, pois concretiza-se, assim, mais uma etapa da caminhada de fé para as doze famílias que residem no Bairro Colúmbia, animando-nos a continuar a investir na Campanha da IECLB. P. Leonardo Ramlow Colatina P. Luciano Camuzi Colatina

Metas para a Campanha Vai e Vem 2012 Sínodo Espírito Santo a Belém

Projeto Garagem – o sonho da comunidade de Anchieta está virando realidade No ano de 2001 a Paróquia Evangélica de Confissão Luterana em Vila Velha elaborou junto com o Sínodo um projeto missionário, para atender a população luterana ao sul de Guarapari. Até então os limites sul de atendimento da IECLB no estado do Espírito Santo não iam além de Guarapari. Mas sabia-se de famílias luteranas em Anchieta, Piuma, Iconha, Cachoeiro de Itrapemirim e Alfredo Chaves, sem atendimento religioso. Mesmo sem suporte financeiro por parte da IECLB optou-se atender esporadicamente algumas famílias em Anchieta. No ano de 2006 foi aprovado pela IECLB um projeto de missão, chamado “Projeto Garagem – Missão Litoral Sul”. O projeto recebeu para sua instalação uma ajuda do exterior para três anos. Esta ajuda financeira veio da Igreja da Baviera e da Igreja Reformada da Holanda. A aprovação do “Projeto Garagem” trazia em seu bojo uma cláusula que comprometia a Paróquia de levar o projeto adiante com recursos próprios, após o término da ajuda do exterior. Hoje a Paróquia está presente em Anchieta, Piúma, Alfredo Chaves e Cachoeiro de Itapemirim. Em Anchieta foi constituída uma pequena comunidade, que se reúne quinzenalmente na garagem

do casal Miguel e Ita Neitzel. Nos próximos anos o município de Anchieta vai receber muitos recursos financeiros para a ampliação da SAMARCO MINERAÇÃO, a construção da COMPANHIA SIDERÚRGICA UBU (CSU), a construção da FERROVIA LITORÂNEA SUL da VALE

e a construção do PORTO DA PETROBRÁS. Isto significa a vinda de muitos trabalhadores, entre eles luteranos com suas famílias, mas também por outras pessoas a procura de uma igreja que as acolha e acompanhe. Isto tudo levou a Paróquia em Vila Velha a sentir a ne-

Como nem a Paróquia em Vila Velha nem a pequena comunidade em Anchieta possuíam os recursos financeiros para aquisição de um terreno, onde no futuro próximo é necessário construir um templo, fez-se o pedido de ajuda financeira junto à Campanha de Ofertas para a Missão “Vai e Vem”. Felizmente a Campanha foi bem sucedida e o “Projeto Garagem” foi beneficiado com uma ajuda de R$ 40.803,51. Por esta ajuda a Paróquia agradece a todas as comunidades do Sínodo que se empenharam de forma criativa e comprometida com a missão da IECLB, também no sul do Estado. Entrementes, foi possível adquirir um lote na Rua Projetada, no loteamento Canta Galo, no valor de R$ 35.000,00, com uma área total de 416 m². O lote ainda necessita ser aterrado, pois em épocas de chuvas fortes está sujeito a inundações. O lote se situa logo na entrada da cidade de Anchieta para quem vem de Guarapari, cessidade de a Igreja já estar em frente ao Posto de Saúde presente antes da vinda de to- Familiar (PSF), recentemente das essas pessoas que afluirão construído pela prefeitura lopara Anchieta e redondezas. cal. Portanto, de fácil acesso e Faz parte da missão também perto da casa da família Neitmostrar a presença da Igreja zel, que hoje acolhe a comunide forma visível, através de dade em sua garagem. uma construção, onde o povo possa se reunir para celebrar a P. Helmar Roelke Vila Velha vida e ser acompanhado.

Edição de Junho de 2012

21

O SEMEADOR

Notícias do Sínodo

quia Unida e de todos os seus membros, agradece ao Pastor Sinodal Joaninho Borchardt

O SEMEADOR

e à sua esposa Leondina, pela ajuda e solidariedade através dos cultos realizados em nos-

sa paróquia na Semana Santa e nas Confirmações pelo segundo ano consecutivo.

Crisciúma tem novo pastor

Desejamos que isso se torne uma tradição, pois sempre serás muito bem-vindo e recebido em nossas comunidades. Lembramos aqui também da sua atuação nos cultos de finados de 2011, que são realizados nos cemitérios das comunidades. Como paróquia percebemos o quanto isso ajuda a aliviar a agenda do nosso pastor Rodrigo com as suas nove comunidades e diversos setores de trabalho. Por isso não poderíamos deixar de mencionar o quanto somos gratos e agradecê-lo por fazer a diferença em nossa paróquia. Rozélia Laurett Presbitério da Paróquia Unida

Desde 5 de janeiro o pastor Erni Reinke está atuando na Paróquia de Crisciúma. Erni foi enviado pela IECLB para o seu primeiro Campo de Atividade Ministerial. Ele é natural de Santa Maria de Jetibá e casado com a pastora Fernanda Pagung Reinke, pastora na mesma paróquia. Erni já atuava na paróquia como Pastor Candidato desde o início de 2011. Que Deus abençoe os seus primeiros passos no ministério pastoral. P. Joaninho Borchardt Pastor Sinodal

Falecimento de Vanderley Friedrich

O dia 01de junho de 2011 foi marcado com um triste e dolorido acontecimento. Apesar fazer quase um ano, queremos lembrar aqui o acidente de Vanderley Friedrich, ocorrido no trabalho e que, infelizmente, acabou em tragédia. Vanderley não resistiu às consequências do acidente e faleceu na idade de 33 anos. Ele tina nascido em 21 de maio de 1978. Deixou enlutada a esposa Marilza Schuwanz, os filhos Alisson Bruno e Maick

Yuri, os pais, irmãos, amigos e todos os demais parentes. Ele era presbítero e exercia a função de vogal na Comunidade de Alto Santa Maria do Garrafão, Paróquia de São João do Garrafão, a qual se dedicava muito e estava sempre animado a participar das tarefas a serem executadas na igreja. A tristeza e a saudade são imensas. Guardaremos sempre na lembrança o seguinte versículo bíblico com o qual nos confortamos de João 11.25-26: “Então Jesus afirmou: Eu sou a ressurreição e a vida. Quem crê em mim, ainda que morra, viverá; e quem vive e crê em mim nunca morrerá.” Família Friedrich Alto Santa Maria do Garrafão Santa Maria de Jetibá

se mudou aos seis anos de idade, junto com seus pais Henrique Raasch e Mathilde Duberstein. Casou-se com Bertholdo Fehlberg, com quem teve cinco filhos. Deixa enlutados dois filhos: Lourenço e Leopoldo; uma filha: Laura Fehlberg Zemke; três noras; um genro; netos, bisnetos, e demais familiares. O corpo foi sepultado no cemitério de Tancredinho. O oficiante foi o

pastor Luciano Ribeiro Camuzi. Dona Anna foi membro da Comunidade de Tancredinho. A família sente-se confortada, pois as Escrituras Sagradas dizem: “Que a esperança que vocês têm os mantenha alegres; aguentem com paciência os sofrimentos e orem sempre.” (Rm 12.12). A família agradece a todos os amigos que prestaram seus sentimentos e externa as saudades eternas

que a “Mota” deixou. Registramos, também, o versículo bíblico que a acompanhou desde a sua confirmação: “A Tua palavra é lâmpada para guiar os meus passos, é luz que ilumina o meu caminho.” (Sl 119.105). Obrigado, Mota! Família Fehlberg

Falecimento de Ana Foltz Buss Com pesar comunico o falecimento da minha avó, Ana Foltz Buss, nascida no dia 08 de outubro de 1926, em Palmeira de Santa Joana – Itaguaçu. Ela era filha de Otto Folz e Guilhermina Folz. Casou-se com Geraldo Buss, em Itapina - Itaguaçu. Dona Ana foi abençoada com o nascimento de três filhos: Norberto, Herberto e Evaldo Buss. Era aposentada e membro na Comunidade de Primavera, Paróquia de Cariacica. Dona Ana fa-

leceu no dia 04 de abril de 2012 no Hospital Dório Silva, em decorrência de Acidente Vascular Cerebral. Alcançou a idade de 85 anos e deixa enlutados: 03 filhos, 03 noras, 03 irmãos, 03 cunhadas, 17 netos e 30 bisnetos. O seu corpo foi sepultado no dia 05/04/2012 no cemitério de Córrego Terra Roxa, em Praça Rica, município de Vila Pavão. Nilza Buss Vitória

Falecimento de George Butske A família Butske, com pesar e saudades, compartilha a dor pela perda do Sr. George Butske. Nascido em Timbuva, Laranja da Terra, no dia 05 de setembro de 1939, George faleceu aos 72 anos, no dia 07 de dezembro de 2012, em sua residência, em Tim-

buva. Por muitos anos, seu George foi zelador do cemitério da Comunidade de Timbuva, o qual, junto com o terreno do templo da comunidade, saiu das terras de sua família. Além disso, fiel testemunha da fé cristã sob a confissão luterana, participou ativamente em sua comunidade. Foi nesta Comunidade que seu George foi batizado em 15 de outubro de 1939 e confirmou sua fé em 15 de maio de 1954. Sua esposa, Dona Alvina Arnholz, junto com seus 03 filhos e 02 filhas, 02 genros, 03 noras e 07 netos, além

de irmãos, entre outros parentes, colocam sua confiança em Deus, certos de que encontrarão consolo e paz em meio à dor. Esta esperança vem das palavras do Mt 11.28: O Senhor Jesus diz: “Venham a mim os que estão cansados e sobrecarregados, e eu os aliviarei.” Nesta certeza, procuramos nos fortalecer na fé e seguir o exemplo de nosso pai, esposo, sogro, avô e amigo. Família Butske Timbuva – Laranja da Terra

Cariacica recebe novo pastor Desde 15 de fevereiro o pastor Dirceu Gretschmann Strelow está atuando na Paróquia de Cariacica. Dirceu foi enviado pela IECLB para o seu primeiro Campo de Atividade Ministerial. Ele é gaúcho de São Paulo das Missões, casado com Juciane Wilsmann Strelow, também gaúcha, da cidade de Arroio do Meio. Damos as boas-vindas e desejamos que Deus abençoe os primeiros passos no ministério pastoral. P. Joaninho Borchardt Pastor Sinodal

40 anos de ministério do pastor Helmar Roelke

Falecimento de Dona Anna Raasch Fehlberg Após uma longa caminhada de vida, na manhã do dia 12 de abril de 2011, Dona Anna partiu desta terra para descansar ao lado do Senhor. Ela nasceu no dia 29 de novembro de 1917, em Misterioso, e alcançou a idade de 94 anos. Ela vinha sofrendo de Alzheimer e a faleceu em sua residência, em Tancredinho, município de São Roque do Canaã, para onde

Edição de Junho de 2012

Notícias do Sínodo

Pastor Sinodal visita a Paróquia Unida de Santa Leopoldina Com alegria e gratidão o presbitério da Comunidade da Paz, em nome da Paró-

22

No dia 15 de abril de 2012 a Paróquia Luterana de Vila Velha celebrou culto festivo da bênção de envio para o status de “pastor emérito” de Helmar Reinhard Roelke. Ele atua na paróquia desde 2007 e completa neste ano 40 anos de ministério pastoral. Nesses anos ele atuou nas paróquias de São Bento (hoje Pancas), Baixo Guandu, Serra Pelada, Campo Grande (hoje Cariacica) e Vila Velha, além de ter sido diretor da ADL (Associação Diacônica Luterana) e Pastor Sinodal do SESB (Sínodo Espírito Santo a Belém) por dois mandatos. Estiveram presentes no culto vários colegas, amigos, familiares e a comunidade local. O culto evidenciou a longa experiência de pastor Helmar. Muitas pessoas se emocionaram ao recapitularem a caminhada conjunta que tiveram com ele e sua

esposa Inah. Na pregação o pastor sinodal Joaninho Borchardt abordou a parábola do Semeador (Mt 13.3-9), mostrando quanto foi plantado pela família pastoral ao longo destes 40 anos. “Assim como o homem da parábola, Helmar também não conhecia os terrenos por onde passou. Não sabia se as sementes seriam aceitas ou não. Certamente muitas não foram aceitas. Muitas caíram à beira da estrada, entre pedras, entre espinhos e se perderam ao vento. Mas nem por isso Helmar desistiu da sua missão. Deus, pelo seu poder, fez com que muitas sementes frutificassem. Essas são as pessoas que receberam a palavra pregada e se animaram a aju-

Certamente o solo capixaba viu brotar e nascer estas sementes e colhe os frutos do trabalho de Helmar e Inah” dar e a colaborar no trabalho eclesiástico. Certamente nesses anos de ministério muitos foram os passarinhos que cataram sementes semeadas. Mas isso não é ruim! Isso é bom!

Quem sabe estas pessoas que só veem de vez em quando buscar uma sementinha vão plantála em outro lugar. Porque os passarinhos também deixam a semente cair e ela nasce e cresce. E assim eles vão semeando pelo mundo afora” – destacou o pastor sinodal. Certamente o solo capixaba viu brotar e nascer estas sementes e colhe os frutos do trabalho de Helmar e Inah. A Paróquia de Vila Velha agradece ao pastor Helmar e Inah pelo trabalho realizado, pela amizade, pelo legado ético e missionário. Através deste texto o pastor Antonio e eu, pastora Rosane, colegas de Helmar e Inah, também manifestamos nossa alegria e

gratidão por termos conhecido e trabalhado juntos. Esta foi, com certeza, uma experiência bonita de nosso ministério, uma marca que ficará em nossa história. O culto não foi uma despedida, pois o pastor Helmar e Inah continuarão próximos, pois o casal vive em Vitória. A Paróquia de Vila Velha continuará sempre aberta para acolher, compartilhar e fortalecer a fé e a esperança neste tempo em que seguiremos juntos. Nada termina, tudo sempre reinicia, se renova e continua. Muito obrigado Helmar e Inah. P. Dra. Rosase Pletsh Vila Velha

Edição de Junho de 2012

23

O SEMEADOR

Notícias do Sínodo

O pastor Arlindo Krause se transferiu em fevereiro de 2012 para a Paróquia de Barra de São Francisco, depois de ter servido durante cinco anos a Paróquia de São Luís,

Santa Maria de Jetibá. Na foto, o pastor e sua família, a esposa Nilcélia Bienow e as filhas Sara e Hanna. P. Joaninho Borchardt Pastor Sinodal

Rogério Beling

O pastor Rogério Beling se transferiu em abril de 2012 para a Paróquia de São Luís, Santa Maria de Jetibá. Ele deixou a Paróquia de São João do Garrafão,

onde atuou por onze anos. Na foto, o pastor e sua família, a esposa Vera Luckner e os filhos Raoni e Cauã. P. Joaninho Borchardt Pastor Sinodal

João Paulo Auler O pastor João Paulo Auler se transferiu em setembro de 2011 para o Albergue Martim Lutero para exercer a função de superintendente, bem como a Pastoral da Consolação. Ele deixou a Paróquia de

Nos dias 28 e 29 de fevereiro aconteceu a Conferência Sinodal de Ministros do Sínodo, com a presença do pastor presidente da IECLB, P. Dr. Nestor Friedrich e do pastor emérito, P. Günter Adolf Wolff (mais conhecido como Lobo). O tema trabalhado neste seminário foi “Análise de

P. Nivaldo Geik Völz Santa Teresa

Edição de Junho de 2012

Vitória depois de treze anos. Na foto, pastor João Paulo e sua esposa Raquel Ribeiro de Morais. P. Joaninho Borchardt Pastor Sinodal

Curso O Musicista e o Ofício da Música na Igreja Angela Lenke

A diácona Angela Lenke assumiu a Paróquia de Vitória no início do mês de maio de 2012. Ela veio da Paróquia Bom Pastor de Novo Hamburgo/ RS, onde atuou por três anos. Angela é natural de Afonso Cláudio e retorna ao Espírito Santo depois de dez anos fora. Damos as boas-vindas e o desejo de êxito no trabalho na nova paróquia. P. Joaninho Borchardt Pastor Sinodal

Conferência Sinodal de Ministros em Ibiraçu Conjuntura da IECLB”. Os dois palestrantes trouxeram reflexões sobre a caminhada da IECLB no contexto histórico e político no país. Também apontou-se para os atuais desafios da Igreja, como vocações para os ministérios, sustentabilidade, papel profético da Igreja, entre outros. O Seminário levou à reflexão sobre os desafios que se colocam para o presente e para o futuro da IECLB na missão de ser proclamadora do evangelho lá onde está inserida através de suas comunidades, paróquias e instituições.

O SEMEADOR

Notícias do Sínodo

Transferências de ministros Arlindo Krause

24

No dia 22 de Abril, na Paróquia de Vila Velha, celebramos juntos e foram entregues os certificados do curso O Musicista e o Ofício da Música na Igreja. Um projeto promovido pela Coordenadoria de Música da IECLB e o Instituto Superior de Educação de Ivoti – RS, com apoio do Sínodo Espírito Santo a Belém e as instituições Associação Albergue Martim Lutero, Associação Diacônica Luterana e Associação Educacional Martim Lutero, locais onde ocorreram as nove etapas do curso que iniciou em junho de 2011. O curso contou com a participação de 24 pessoas, entre lideranças musicais, instrumentistas, regentes, ministros e ministras ordenadas, proporcionando, assim, juntamente com a condução dos professores, valorosa partilha de conhecimentos e vivências. O culto de encerramento foi organizado pelos participantes e professores do

Os principais objetivos deste curso são a formação de multiplicadores em música nas Comunidades da IECLB” curso, juntamente com o pastor local da Paróquia de Vila Velha P. Antônio Ottobelli da Luz, P. Sinodal Joaninho Borchardt e com o assessor teológico da Presidência da IECLB, P. Dr. Romeu Martini. Na celebração contamos com a presença da coordenadora de Música da IECLB – Dra. Soraya Heinrich Eberle, da direção do ISEI – P. Dr. Manfredo Wachs, professores do curso como Cleo-

nir Geandro Zimmermann e Gerlinde Weber, presidente do SESB – Dr. Nivaldo Kiister, representantes das instituições parceiras do Sínodo e do Conselho de Música, além de grande presença da comunidade local, familiares dos alunos e visitantes. Os principais objetivos deste curso são a formação de multiplicadores em música nas Comunidades da IECLB. Para que tivés-

semos pessoas capacitadas para esta tarefa o curso forneceu conhecimento teológico e litúrgico para a compreensão da música na igreja como ofício e ministério. Na avaliação dos participantes, muito se agradeceu às melhores condições que o curso deu ao trabalho de cada liderança nas comunidades através dos conhecimentos teológicos, litúrgicos, técnico-musicais e

sobre hinologia, além das produtivas reflexões, especialmente sobre a música como ministério, ainda que não ordenado, da igreja. Um agradecimento carinhoso a toda Comunidade Bom Pastor da Paróquia de Vila Velha pela recepção e organização para receber a celebração de encerramento deste curso. Vinícius Ponath Ministro de Música na UP Grande Vitória

Retiro paroquial dos alunos do ensino confirmatório – Paróquia Unida, de Santa Lepoldina Nos dias 03 e 04 de março estiveram reunidos os confirmandos do 3º ano do ensino confirmatório na

Comunidade Da Esperança – Caramuru. Foram dois dias de muita alegria, comunhão, dinâmicas, e estudo

sobre o tema: Batismo. Aproveitamos este espaço para agradecer a comunidade local pelo empenho: as

cozinheiras que não deixaram ninguém passar fome (e que fome tem esses confirmandos!), e os orientado-

res pela dedicação e participação. Desejamos que estes jovens sigam confiantes e firmes em seu compromisso de fé assumido no dia da sua Confirmação. A Paróquia Unida parabeniza a todos os jovens confirmados neste ano de 2012 e conta com a participação de cada um deles nos diversos setores de trabalho em nossas comunidades. Valeu! Foto: Jacira Lenke Seidel

P. Rodrigo Seidel Santa Leopoldina

Edição de Junho de 2012

25

O SEMEADOR

Notícias do Sínodo

O SEMEADOR

o convite recebido pelos pescadores Simão, André, Tiago e João, da parte de Jesus: “Venham comigo, que eu ensinarei vocês a pescar gente” (Mc 1. 17). Antes do culto cada confirmando havia recebido um recorte, em cartolina, da figura de um peixe. Sobre este “peixe” cada confirmando escreveu o seu nome e convidou outras pessoas que iam chegando ao culto a também escreverem seu. Depois da pregação os confirmandos afixaram os seus “peixes” numa rede estendida no altar.

1° Encontro de Mulheres da Comunidade de Pavão Aprendendo Num clima de muita alegria, animação e gratidão a Deus, aconteceu no dia 4 de março de 2012 o primeiro encontro de mulheres da Comunidade Evangélica de Confissão Luterana em Pavão, Paróquia de Vila Valério. O encontro reuniu 33 mulheres e teve inicio

com a vice-presidente da comunidade Ronia Maria Mutz Krause que deu as boas vindas a todas as participantes. O pastor Carlos Emidio Grill Lacerda trouxe a meditação sobre o Tema do Ano Comunidade jovem - Igreja viva. O pastor Carlos refletiu especificamente

o tema “As mãos amorosas do Criador” conforme o Guia de estudos pag. 37. Tivemos nesse dia muito louvor, oração, dinâmicas, brincadeiras e confraternização. Na certeza de que fomos criados pelas mãos amorosas e cuidadosas de Deus, saímos do

encontro fortalecidas em nossa fé e com um conhecimento muito importante para uma prática cada vez mais cristã. Vônia Walcher Kempin Vila Valério

P. Valdemar Gaede Santa Maria de Jetibá

Culto de Confirmação: “Eu vos farei pescadores de gente” É tradição da comunidade de Belém, Paróquia Aliança, fazer o culto de confirmação na quinta-feira santa. Sob o tema “Vinde a mim e eu vos farei pescadores de gente”, doze adolescentes foram confirmados: Anderson Kosanke, Charles Klitzke, Daiane Foesch, Estéfani Pagung, Evanilson Kreitlow, Franciele Lemke, Graziela Rossmann, Ivanilson Krauze,

Jeniffer Schulz, Jeremias Knidel, Rafael Berger, e Roberto Storch. A paróquia deseja aos jovens confirmados as mais ricas bênçãos de Deus. Ao mesmo tempo incentiva para que através de uma vivência cristã possam participar na missão de “pescar pessoas” para Cristo.

na) se reuniram do dia 03 de março de 2012, em Santa Maria de Jetibá/ES, para se preparar para as aulas do ensino confirmatório que iniciaria após a Páscoa. Na parte da manhã foi

trabalhado o material “Passos na Fé” (1º e 2º ano) e “Caminhos da Fé” (3º ano). Este último foi elaborado recentemente por uma equipe sinodal , formada a partir de uma decisão de Assem-

bléia Sinodal. O material elaborado será levado aos grupos de ensino confirmatório pela primeira vez no corrente ano. Houve espaço para compartilhar dúvidas como também para trazer

P. Valdemar Gaede Santa Maria de Jetibá

Foi com grande ânimo e muita expectativa que as mulheres da Paróquia de Pancas comemoraram no dia 08 de março o Dia Internacional da Mulher. O encontro aconteceu na Casa de Retiros São Bento e contou com a presença de setenta mulheres. Foi um dia muito gostoso, com brincadeiras, uma bela mensagem proferida pelo P. Enio. A enfermeira Daniela palestrou sobre como cuidar melhor do corpo em todas as idades. Aprendemos que temos que ser vaidosas e nos valorizar. Para finalizar, planejamos os trabalhos da OASE para o ano de 2012. Foi um dia que jamais será esquecido, pelos momentos de descontração e amizade que fizemos.

Igreja viva é: diversidade de dons, mas um só propósito O grupo da OASE (Ordem Auxiliadora de Senhoras Evangélicas) da comunidade de São João do Estivado reuniu-se para analisar qual sua participação na vida comunitária. A partir do estudo de 1Co 12.1231, cada uma modelou uma parte do corpo representando seu papel na comunidade. O resultado foi a construção de um corpo com muitas cabeças, muitas pernas e braços e o corpo ficou desfigurado.

Valdir Baebler São Sebastião de Belém

sugestões e propostas para o trabalho nos grupos. Alguns participantes já têm uma longa e bonita história de atuação no ensino confirmatório. Outros estão iniciando agora. Mas todos estão igualmente animados e dispostos para a se desincumbir com amor e responsabilidade da importante tarefa que lhes foi confiada. Na parte da tarde ainda houve tempo para exercitar e aprofundar conhecimentos bíblicos e conteúdos teológicos voltados para o trabalho nesta área.

a cuidar-se e valorizar-se

Dolores Hoffmann Marquardt Laginha do Pancas

Seminário de Ensino Confirmatório da UP Santa Maria

Trinta orientadores do ensino confirmatório, vindo das paróquias de Santa Maria de Jetibá, Santa Teresa, São Sebastião, São Luís, Jequitibá, Aliança (de Belém) e Unida (de Santa Lepoldi-

Edição de Junho de 2012

OASE

Confirmação na Comunidade de Recreio No Domingo de Ramos, dia 01 de abril de 2012, a Comunidade de Recreio, Paróquia de Santa Maria de Jetibá, celebrou alegremente. Era dia de confirmação. Nove jovens foram confirmados: Alessandra Buss, Carlos Eduardo Kempin, Carolina Ponath, Gerlayne Rossmann, Izabeli Brandt dos Santos, Mauricio Jonas, Paula Maria Jonas, Patrícia Ponath, Valdenir Falk Tesch. O culto teve a participação do Coro de Metais e do Coral de Vozes da Comunidade de Recreio. A pregação do culto esteve baseada no texto bíblico de Mc 1.14-20 que relata

26

O ovo da vida ou a vida do ovo? Inspirada na história “O ovo da vida ou a vida do ovo”, resolvi, juntamente com o nosso grupo de OASE da Comunidade de Timbuva, fazer um encontro diferente dos outros: festejar a ressurreição de Cristo e resgatar a cultura dos ovos de páscoa (ovos de galinha coloridos). Cada participante do grupo trouxe ovos decorados com muito amor, alegria, carinho, amizade e compreensão. Depois foram saboreados por todas as pessoas presentes, juntamente com os deliciosos lanches que cada participante traz. Nos nossos encontros fazemos brincadeiras, sorteios e batemos muito papo,

além de cantar e estudar a Bíblia. Nossos encontros são realizados tanto na igreja quanto nas casas, especialmente quando tem aniversariante, que recebe, então, o grupo em sua casa. O nome do nosso grupo é “Lisa”. É um grupo animado e muito unido. Também pessoas e outras denominações religiosas são convidadas e têm participado dos nossos encontros. Pedimos a Deus que continue nos fortalecendo e nos abençoando nesta caminhada. Irma Schultz Zeiffeldt Líder do Grupo da OASE de Timbuva

Percebemos que um corpo assim não poderia funcionar direito então, juntas, remodelamos esse corpo e o resultado foi um surpreendente corpo colorido, com toda diversidade de dons de uma comunidade que quer crescer em união, amor fraternal e espírito vivo. “Igreja viva” é isso: a diversidade de dons, mas num só propósito: a união e o amor fraternal. Cat. Traudi M. Kraemer Linhares

Edição de Junho de 2012

A Sementinha

27

O SEMEADOR

Juventude

Congresso Sinodal da Juventude Evangélica recebe visita do Pastor Presidente Antes que eu te Formasse no ventre, te conheci... Jr 1.5a Nos dias 17 e 18 de Março de 2012 aconteceu o Congresso Sinodal da Juventude Evangélica do Sínodo Espírito Santo a Belém, nas dependências do Albergue Martim Lutero, em Vitória. Ao todo participaram 30 jovens, vindos das Uniões Paroquiais Norte, Santa Maria, Jucu, Vitória e Guandu. O Congresso foi baseado no Tema do Ano da IECLB: Comunidade jovem – Igreja viva. Foi um momento muito importante para troca de experiências e informações. Além de possibilitar um momento de convívio, o que fortalece e enriquece o circulo de amizades. Durante o encontro recebemos a visita do pastor presidente da IECLB, P. Dr. Nestor

Paulo Friedrich, acompanhado do pastor sinodal Joaninho Borchardt. O pastor presidente falou sobre a importância da participação efetiva dos jovens nas comunidades. Destacou que os jovens são parte integrante da comunidade. Ali é o espaço para ajudá-los na construção da sua identidade, a partir de valores e práticas da ética cristã. Com esse tema a Igreja tem uma grande oportunidade para conversar e refletir sobre o assunto que envolve o assunto juventude. Além de meditações, estudos e animados bate-papos, também foi realizada a eleição para a coordenação sinodal da JE, que ficou assim constituída: coordenador: Alex Reblim; vice-coordenador: Luciano da Vitória; secretária: Roana Clara Gums; vice-secretária: Simone Vesper Binow; tesou-

reiro: Augusto Keller; vice-tesoureiro: Luiz Henrique Lima Braga; representante no CONAD (Conselho Nacional da Juventude Evangélica): Dyeimes Braun; orientadora teológica: Pa. Argéli Karsburg.

Agradecemos a todos que mo Deus quem dá a cada um fizeram parte da coordenação habilidade para fazer o seu traanterior e desejamos que a balho.” (1 Co 12.6) nova siga motivada para a realização de um bom trabalho. Simone Vesper Binow “Há diferentes habilidades Santa Maria de Jetibá para o trabalho, mas é o mes-

Seminário Sinodal de formação de lideranças para o culto infantil Aconteceu nos dias 24 e 25 de março na Paróquia de Palmeira de Santa Joana o Seminário de Orientadores do Culto Infantil com a presença de 73 participantes de todo o estado. No primeiro dia o professor Douglas Kalk, da ADL, trabalhou músicas para o culto infantil e à noite aconteceu um momento de troca de experiências. No segundo dia a catequista Karin Dieter, de Vila Pavão, fez um estudo

sobre a pedagogia de Jesus. Tomando por base o Tema da Igreja para esse ano “Comunidade jovem – Igreja viva” o encontro foi muito importante, pois precisamos estar com a mente aberta para ser uma igreja viva, ativa e dispostos a aprender conceitos e opiniões diferentes sem perder nossa confessionalidade e fé cristã. Diác. Luciano Butske Tijuco Preto

Comunidade jovem – Igreja viva foi tema do encontro de jovens da UP Norte No dia 15 de abril aconteceu, em Vila Valério, o Dia da JE da UP Norte. Foi um dia muito especial e contou com a participação de jovens vindos das paróquias de Colatina, Pancas, Barra de São Francisco, São Gabriel da Palha, Vila Valério, Vila Pavão e Linhares, com aproximadamente 200 jovens. Na parte da manhã celebramos um culto com a comu-

nidade local e logo depois o estudo sobre o Tema do Ano. Na parte da tarde foi feita uma olimpíada caipira. A partir do Tema “Comunidade Jovem - Igreja viva” os jovens trabalharam com massa de modelar e argila e apresentaram projetos viáveis de trabalho em suas respectivas paróquias. Os objetivos propostos pe-

los jovens foram: união a partir da diversidade; prática de esportes; incentivo à música; acolhimento; valorização do jovem; o jovem e a competição com a tecnologia; o jovem se fazer presente e dizer: “estou aqui”; cultivar o espírito jovem não importando a idade. Cat. Traudi M. Kraemer Linhares

Colabore para a divulgação da página A Sementinha Se alguém tiver um experiência ou foto de trabalho com crianças pedimos enviar para divulgar na próxima edição de O Semeador. Envie para lucianobutske@gmail.com


O SEMEADOR - Junho de 2012 - Nº 85